Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

Um belo navio , com uma épica história.

O titanic foi um navio transatlântico da classe olympic, operado pela white star line e construído no estaleiros da Harland and Wolf ,e em sua época foi o maior navio a cruzar os mares assim como o olympic e o lusiânia.

O navio foi projetado por THOMAS ANDREWS o projetista naval da white star line.
Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

(Foto real do navio RMS titanic)

CARACTERÍSTICAS :

O titanic possuia 9 conveses269 m de comprimento, de sua quilha a seu convés superior  possuía aprox 34m de altura com mais as chaminés de 19 m a 22 m de altura o titanic possuía 56 m de altura.possuía a maior qualidade e tecnologia da época e foi o primeiro a possuir casco duplo.O Titanic pesava 46.000 toneladas o equivalente a mais ou menos 46.000 carros(!!!!!!!).

Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?
Acima o titanic durante sua construçao.Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

O GRANDE DIA

E finalmente chegou o grande dia. o Titanic chegou a southrampton no dia 10 de abril de 1912.Tods felizes comemoravam e iam para o o convés acenar para seus conhecidos.Nessa hora muitos reporteres e jornalistas entraram no navio e entrevistaram o capitao Edward Smith poi era sua última viagem antes de se aposentar.O titanic possuía a melhor tripulaçao da época. e era considerado inafundável .
Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?
Titanic em sua viagem inaugural (infelizmente foi sua última ) .
DURANTE A VIAGEMTodos passageiros estavam adorando a viagem dentro do titanic.Principalmente os passageiros da terceira classe (a classe mais pobre do navio ) pois eles podiam comer e beber o quanto quisessem e isso estava incluído na passagem.

A  ÚLTIMA VEZ QUE O TITANIC VIU A LUZ DO DIA .

Essass eram as últimas horas de vida do titanic , e a de 1500 pessoas , porém elas nem esperavam .O titanic recebeu vários avisos de Icebergs mas nao responderam.as 23:40 da noite o Titanic viaja a 22 nós ( sua velocidade máxima era de 24 nós).
Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

E derepente o titanic passa de uma corrente de água quente para uma de água fria e esse efeito causou um efeito natural que é a : ILUSÃO DE ÓPTICA que criou um horizonte falso com isso tornando impossível ver o iceberg fora que o mar estava como um lago nao havia ondas e nem lua apenas muitas estrelas, com o mar calmo fica mais difícil ver os icebergs pois as ondas nao quebram nele.  Mas as 23:40 o vigia Frederic Fleet avista algo muito escuro na frente mas ele não vê o iceberg, mas mesmo assim grita “Iceberg bem á frente ! “e 47 segundos após o iceberg  ser visto é inevitável virar a tempo .quando o titanic chegava mais perto maior ficava o iceberg e as luzes do navio refletem no objeto.

Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?
pode-se ver um enorme iceberg o titanic bate de lado bombordo fazendo os rebites cederem e rasgando e soltando as costuras de aço do navio.

Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

O Titanic flutuava com até 4 compartimentos inundados.

Mas o iceberg fez um rasgo de aproximadamente 90 metrosInundando os 5 primeiros compartimentos , com isso o titanic foi condenado.
Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

E a água passa de um compartimento para outro conforme o navio afunda.
Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

E após a colisao 60 segundos depois o titanic começa a fundar.O titanic começa a afundar pela proa. conforme o navio afunda a pressao da água aumenta e as chapas de aço estouram e a água invade mais compartimentos . A água super gelada com 6 negativos começa a subir pelo deck.

  • a super estrutura começa ser puxada para baixo.
  • Quando a água atinge o convés superior a inclinação de 9 graus a bombordo causa queda da primeira chaminé esmagando algumas pessoas entre elas o homem mais rico do navio.

As hélices saem da água.

E depois o caos começa o navio começa a se inclinar mais rápido  a popa começa a subir cada vez mais rápido !

A terceira chaminé cai.

agora o navio esta afundando mais rápido.e quando chega em um ângulo de 22 graus as piscam luzes piscam e apagam para sempre . neste momento nao se ve nada além da grande estrutura do navio e do me um instante ouve-se uma grande explosão que por um período de fração de  segundo clareou o navio e depois apagou.e derepente o navio se parte.

a popa cai esmagando dezenas de pessoas.

E cria uma enorme onda submergindo muitas ´pessoas que estavam na água gelada.

 as chaminés caem.a popa e proa ficam unidas pelo casco duplo.

A proa  enche de água, ficando mais pesada.

De certo modo puxando a popa.

Mas incrivelmente nao afunda.

A parte de trás dea popa fica sendo puxada como na imgem acima.Muitos objetos começam a ser espalhados.

Finalmente a proa se solta caindo de frente no fundo do oceano.

O poste dos vigias cai sobre a casa do leme.

E a destro-i pois ela é feita de madeira.Neste momento a popa plana. fica uns 2 minutos assim.Depois que a popa planou muito acharam que o navo ou pelo menos o que sobrou dele, ia flutuaramas foi apenas uma ilusão cruel.A popa começa ser inundada completamente esta ficando pesada ela passa para vertical. E nas mesma hora afunda.

E naquele momento tudo que se podia ver era a grande estrutura negra descendo para as geladas e profundas àguas do Atlântico norte, onde a luz nao chega e a escuridao é eterna.

BOM ATÉ A PRÓXIMA. FUI !!!!!

Puertos de Salida

    • Viaje para destinos incríveis nas Bahamas, Caribe ou Alasca. Explore lugares encantadores no Norte da Europa, Europa Ocidental e Ilhas Britânicas. Ou navegue ao Mediterrâneo e às ilhas gregas – no retorno de um dos nossos destinos favoritos. Os roteiros incluem saídas dos portos da Flórida, Canadá, Inglaterra, Espanha, Itália e Dinamarca.
      Para mais informações, entre em contato com seu agente de viagens preferido.
  • Embarcando ou desembarcando de sua aventura em um cruzeiro, cada porto de partida oferece sons e panoramas característicos e únicos – proporcionando uma oportunidade imperdível de vivenciar outro destino em profundidade. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Este é um ponto de partida que vale muito a pena explorar, com arquitetura de medieval a modernista, inúmeros parques e museus, animada vida noturna, praias e delícias da culinária da Catalunha. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Civitavecchia (Roma), ItáliaEste “Porto de Roma” é um importante centro de transporte, com conexões para a Itália Central, Sardenha, Sicília, Túnis e Barcelona. O Forte Michelangelo do século 16 protege o porto. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Uma intrigante mistura do Velho Mundo e de modernidade, este ponto de partida é uma das cidades portuárias mais visitadas da Europa e serviu de inspiração para A Pequena Sereia de Hans Christian Andersen. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Este porto histórico é famoso por seus penhascos brancos, um ponto focal de ataque e defesa durante as duas Guerras Mundiais. Explore seus túneis subterrâneos e dê uma espiada na França do outro lado do Canal! Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Um porto de partida da Costa do Golfo em sua própria ilha, a histórica Galveston lhe dá boas-vindas com seu encanto no melhor estilo sulista, seus prédios do século 19, suas praias ensolaradas e vida noturna vibrante. Vibrante e colorido, este porto de partida é conhecido por sua cozinha do Novo Mundo, arranha-céus e o fervilhante panorama de South Beach é o começo perfeito para seu cruzeiro de aventuras.
    A agitada Big Apple cerca seus visitantes com panoramas icônicos, do Central Park a Ellis Island. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Lar do centro espacial mundialmente famoso, o Kennedy Space Center, este porto de partida está localizado a cerca de uma hora do Walt Disney World Resort, uma ótima opção para uma parada antes ou depois do seu cruzeiro. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Neste porto de origem, o famoso complexo de safári e zoológico de San Diego, com o Balboa Park no entorno oferecem diversão instrutiva para famílias, a região chamada de Old Town remete ao legado colonial espanhol da cidade. Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?Temperatura agradável durante o ano todo, ruas de paralelepípedos azuis, prédios coloridos e um romântico passado tornam a cidade mais antiga dos territórios dos EUA uma atraente parada. Este porto de origem, a maior cidade da Colúmbia Britânica, combina a qualidade de vida de centros urbanos e ao ar livre, tornando-a uma excelente opção de parada antes ou depois do seu cruzeiro.
Leia também:  Como Dizer A Familia Que Esta Gravida?

Disney Dream – Wikipédia, a enciclopédia livre

Disney Dream
Carreira  Bahamas
Características gerais
Disney Dream no porto das Bahamas em 2014
Proprietário The Walt Disney Company
Operador Disney Cruise Line
Fabricante Meyer Werft, Papenburg
Custo US$ 900 milhões
Data de encomenda 22 de fevereiro de 2007
Batimento de quilha 19 de agosto de 2009
Lançamento 30 de outubro de 2010[1]
Batismo 19 de janeiro de 2011por Jennifer Hudson
Viagem inaugural 26 de janeiro de 2011
Porto de registro Nassau, Bahamas
Número do casco S.687
Estado Em serviço
Emblema do navio
Tipo de navio Cruzeiro
Deslocamento 65.298 t
Tonelagem 129.690 GT[2]
Maquinário 2 motores Converteam
Comprimento 339,8 m[2]
Boca 42 m[2]
Calado 8,32 m
Altura 66 m
Propulsão 2 hélices quíntuplas
Velocidade 24,7 nós (45,7 km/h)
Tripulação 1458
Passageiros 4000[3]

O Disney Dream é um navio de passageiros operado pela Disney Cruise Line e construído pelos estaleiros da Meyer Werft em Papenburg, Alemanha. É a terceira embarcação de cruzeiro da The Walt Disney Company depois do Disney Magic e Disney Wonder, sendo seguido pelo Disney Fantasy. Sua construção começou em agosto de 2009, sendo lançado ao mar em outubrodo ano seguinte e realizando sua viagem inaugural em janeiro de 2011.

História e construção

Em fevereiro de 2007, a Disney Cruise Line anunciou que havia encomendado dois novos navios.[4] O primeiro corte de aço no casco do navio ocorreu em março de 2009 nos estaleiros navais de Meyer Werft em Papenburg, na Alemanha.

[5] Mais tarde naquele mês, os dois navios foram nomeados, com o Disney Dream pronto para entrar em serviço primeiro, seguido por seu navio irmão, o Disney Fantasy.

[6] O projeto do Disney Dream foi revelada em uma conferência de imprensa em Nova Iorque no dia 29 de outubro de 2009.

O batimento da quilha do Disney Dream ocorreu em 19 de agosto de 2009.[7] Em 1 de junho de 2010, a seção final do navio, a proa, foi colocada em seu lugar, com o trabalho continuando no interior do navio. Seu lançamento ao mar ocorreu em 30 de outubro de 2010, e Disney Dream teve sua viagem inaugural em 26 de janeiro de 2011.[8]

A Disney Cruise Line tomou posse do Disney Dream em 8 de dezembro de 2010. A embarcação chegou em Porto Canaveral, Flórida, em 4 de janeiro de 2011, sendo batizado em 19 de janeiro de 2011 por Jennifer Hudson.[9] A viagem inaugural do Disney Dream começou em 26 de janeiro de 2011, visitando Nassau, Bahamas e a ilha privada da Disney, Castaway Cay.

Projeto

O Disney Dream é 40% maior que os dois navios mais antigos da Disney Cruise Line, o Disney Magic e Disney Wonder, com uma arqueação bruta de 129.690 GT,[10] um comprimento de 1.

114,7 pés (339,8 m) e uma largura de 137 pés (42 m). O Disney Dream tem 1.250 cabines, transporta 2.500 passageiros (ocupação dupla) ou um máximo de 4.000 passageiros e uma tripulação de 1.458 pessoas.

[11]

A buzina do Disney Dream toca músicas de filmes e parques da Disney, especificamente: “When You Wish upon a Star” (Pinóquio), “A Dream Is a Wish Your Heart Makes” (Cinderela), “Be Our Guest” (A Bela e a Fera), “Yo Ho (A Pirate's Life for Me)” (Piratas do Caribe), “Hi-Diddle-Dee-Dee” (Pinóquio), “Do You Want to Build a Snowman?” (Frozen) e “It's a Small World“.[12]

Recreação

As atividades a bordo do Disney Dream incluem um campo de minigolfe, uma pista de caminhada, simuladores de esportes digitais, uma quadra de basquete que pode ser convertida para uso como campo de futebol, quadra de vôlei e tênis de mesa. Há também duas quadras esportivas menores e duas salas para crianças menores.

O navio possui a primeira “montanha-russa de água” no mar, chamada de “AquaDuck“. O AquaDuck é um toboágua longo e sinuoso de 765 pés.[13] Outras atividades aquáticas incluem o Mickey's Slide e 3 piscinas. Todas as piscinas contêm água fresca.

O Quiet Cove Pool, apenas para adultos, inclui uma série de piscinas com um bar. Há também banheiras de hidromassagem com paredes de vidro para adultos e famílias.

O navio também conta com dois teatros: o Walt Disney Theatre, que realiza apresentações ao vivo da Broadway e atos de variedades, e o Buena Vista Theatre, que exibe filmes da Disney.

Os atuais shows no estilo da Broadway que estão sendo realizados no navio são Disney's Believe e Beauty and the Beast, que estreou em novembro de 2017.[14] Shows anteriores incluem Villians Tonight! e The Golden Mickey's: A Timeless Tribute. Há uma tela LED de 24 x 14 pés anexada na chaminé da frente voltada para trás, chamada de “Funnel Vision“.[15]

Áreas para crianças e adolescentes

O Disney Dream inclui áreas dedicadas de atividades destinadas a passageiros mais jovens, como o Oceaneer Club, Oceaneer Lab, Edge e Vibe.[16]

Incidentes

  • Em 24 de janeiro de 2012, o Disney Dream esteve envolvido na quase colisão com o Freedom of the Seas em Porto Canaveral.[17]
  • Em 5 de agosto de 2012, um funcionário da Disney Cruise Line foi flagrado via câmera de segurança molestando um hóspede de 11 anos em um elevador enquanto o navio ainda estava no porto da Flórida. A criança relatou o incidente imediatamente às autoridades do navio, mas o incidente não foi relatado à política de Porto Canaveral. O suspeito foi retirado do navio no próximo porto de escala nas Bahamas e posteriormente enviado para seu país de origem após ter confessado a ação. A família da vítima não solicitou mais investigações.[18]
  • Em 30 de setembro de 2017, a popa do Disney Dream foi danificada em Nassau.

Referências

  1. ↑ (em inglês) «Meyerwerft website». Meyerwerft.de. 30 de outubro de 2010. Consultado em 24 de agosto de 2012. Arquivado do original em 24 de março de 2012 
  2. a b c (em inglês) Disney Dream Information (Leaflet)

Conheça 11 motivos para ir até o Caribe a bordo do navio da Disney

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • Linkedin
  • Copiar Link

Capitã Minnie Mouse (Foto: Matt Stroshane)

Conhecer o Caribe é o sonho de muitos brasileiros. A ideia de férias, sol e água fresca em um cenário paradisíaco agrada a qualquer um. Une-se a isso toda aquela magia da Disney e a proposta fica ainda mais encantadora. A QUEM embarcou no navio Dream, um dos quatro atuais que a Disney tem, e te conta os motivos para conhecer o Caribe nele:

TUDO COMEÇA NOS EUAPara embarcar em um cruzeiro Disney rumo a Bahamas, é preciso estar nos Estados Unidos. A saída é de Cabo Canaveral, na Flórida, pouco menos de uma hora de Orlando de carro. Então, é legal pensar em um roteiro que alie o cruzeiro a tudo que a Flórida tem de legar para oferecer.

É uma chance de ir aos parques do Walt Disney World, conhecer um dos muitos hotéis que ficam dentro do complexo e ir às compras. Em Orlando e regiões há vários outlets que os brasileiros amam! O navio Dream tem rotas toda segunda-feira (para cruzeiros de quatro noites) e toda sexta-feira (para de três noites).

Todos eles têm paradas em Nassau, nas Bahamas, e em Castaway Cay, a ilha privada da Disney.

Pateta na Castaway Cay (Foto: Divulgação)

DISNEY PARA TODOSSe você é apaixonado pela Disney, esse cruzeiro é pra você! Mais do que passar dias em alto-mar, se divertir com atividades em família, comer à vontade, curtir piscinas, embarcar em um cruzeiro Disney é vivenciar a magia desse universo, já tão conhecido nos parques e nos filmes. Em nenhum momento você se esquece que está na Disney. Dá-lhe Mickey da hora que acorda a hora de dormir, no botão do elevador, no lustre do quarto, na toalha do banheiro, nas louças do restaurante… tudo é pensado nos mínimos detalhes!

Leia também:  Como Saber Quem Deixou De Seguir No Instagram?

ENCONTRO COM PERSONAGENSAssim como nos parques, a aparição dos personagem é um grande momento! Pode ser que você esteja despretensiosamente passeando pelo gigante navio de 340 metros de comprimento e 14 andares e dê de cara com a Cinderela! Os personagens têm horário marcado para aparecer e, logo que você faz o check-in para o navio (sim, igual de aeroporto!), você recebe um folheto com horários dos shows, filmes e da aparição das personagens (você pode ver tudo isso também no aplicativo, que falarei mais abaixo sobre). Há filas, claro, mas não se comparada com as dos parques (sim, são bem menores!). As crianças garantem os autógrafos dos seus preferidos e nem os adultos resistem à uma foto com eles! Você pode tirar fotos com celular, mas também há sempre um fotógrafo profissional. Suas fotos estarão já impressas em uma área especial e depois você decide se quer comprá-las ou não.

Encontro de princesas (Foto: Matt Stroshane)

PRAIA PARTICULARVocê sabia que existe uma ilha da Disney nas Bahamas? É a Castaway Cay, propriedade de férias do Mickey, e você consegue passar um dia inteiro lá no passeio incluso no cruzeiro.

Ela é considerada uma “extensão” do navio, pois há atividades parecidas, como o clubinho das crianças, e você não precisa gastar para se locomover, comer e beber.

Há uma praia para família e outra só para adultos, toboágua dentro do mar, comida à vontade no Cookies BBQ, máquinas de bebidas e de sorvete, espreguiçadeiras, além de bicicletas, equipamentos de snorkel e cabanas privativas para a família (esses com aluguel cobrado à parte).

Vista da Castaway Cay (Foto: David Roark)

ESPETÁCULOS DE ALTÍSSIMO NÍVELDurante três noites do cruzeiro, uma atividade eu consideraria obrigatória: assistir a todos os espetáculos no teatro Walt Disney Theater. O local em si – um auditório estilo art déco – já vale a visita. Mas, além a beleza do local, os musicais são de nível Broadway.

No navio Dream, a primeira noite é de The Golden Mickeys, um espécie de Oscar, no qual são entregues estatuetas de ouro aos melhores da Disney, como Branca de Neve e os Sete Anões, O Corcunda de Notre Dame, A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, Pocahontas, entre outros. Na noite seguinte, é a vez de ver Disney's Believe, que conta a história de um botânico e sua filha.

No dia do seu aniversário, a menina deseja que seu pai acredite em magia e assim o gênio da lâmpada do Aladdin aparece e, com a ajuda de outros personagens Disney, ajuda o pai a se reconectar com a filha e com si mesmo. O último espetáculo do cruzeiro é também o mais recente. Beauty and the Beast (A Bela e a Fera) estreou no final de 2017 e é considerado o melhor espetáculo em cruzeiros.

Com troca de cenários, figurinos, efeitos especiais, o musical é lindo e faz emocionar!

O musical Beauty and the Beast (Foto: Steven Diaz)

FOGOS EM ALTO-MARQueima de fogos faz parte do universo Disney e isso não poderia ficar de fora do cruzeiro.

A noite dos piratas, em que todos se fantasiam a caráter, na qual há um jantar temático e tem um show de Jack Sparrow no deck na piscina, encerra com fogos de artifício no convés do navio.

Apenas a Disney é autorizada a soltar fogos em alto-mar. Mais um item exclusivíssimo!

Fogos na noite dos piratas (Foto: Matt Stroshane)

TOBOÁGUASe por um lado não tem montanhas-russas no navio, há o disputadíssimo toboágua Aquaduck, de 233 metros de comprimento, o maior em alto-mar.

Em uma boia para duas pessoas, você percorre todo navio em um tubo transparente e ganha um visão única da imensidão do mar.

Dica: vá bem cedinho, por volta de 9h, para pegar pouca fila, mas não deixe de se aventurar à noite e ter a experiência sob as luzes do navio e das estrelas!

Aquaduck (Foto: Matt Stroshane)

ATENDIMENTO DIFERENCIADOJá fiz alguns cruzeiros pelo Brasil e o que me surpreendeu na Disney foi o atendimento diferenciado. A começar pela organização das refeições.

Você sempre é atendido pela mesma equipe nos restaurantes e elas são escolhidas pela sua nacionalidade. Brasileiros serão atendidos por quem fala português (ou pelo menos um portunhol).

O cardápio também tem a opção português.

PARA TODAS AS IDADESO navio tem espaços para todas as idades – mesmo! Tem berçário, clubinho para crianças de 3 a 12 anos, uma área para pré-adolescentes de 11 a 14 anos, karaokê para família toda, discoteca para jovens, bares para adultos, spa, bingo e muito mais!

Oceaneer Lab (Foto: Diana Zalucky)

COMIDA 24HUma coisa é certa dentro dos navios da Disney: você vai comer muito bem! Considero a alimentação é um diferencial. São quatro restaurantes inclusos no cruzeiro, mais dois à parte, de alta gastronomia.

Os passageiros são organizados por horário no jantar: uma turma às 18h15 e outra às 20h15, que se revezam entre o Animator's Palate, Enchanted Garden e o The Royal Palace. O almoço e o café da manhã podem ser nesses mesmos restaurantes de acordo com onde você jantou.

Há ainda a opção do Cabanas, com serviço self-service e jantar em horário alternativo (das 18h30 às 20h30). Além desses lugares, há ainda uma estação de hambúrgueres, hot dogs, frango empanado, pizza, salada e frutas no Flo's Cafe, na área da piscina.

Ali também fica as máquinas de bebidas e a de sorvetes (na casquinha). Fora tudo isso, o room service é livre e 24 horas para sanduíches, saladas, hambúrgueres, pizzas e snacks!

Enchanted Garden (Foto: Diana Zalucky)

COMUNICAÇÃO ENTRE PASSAGEIROSNão há sinal de celular em alto-mar, mas no navio é possível se comunicar entre passageiros de duas formas “tecnológicas”: pelos waves phones, que ficam nas cabines, e é possível levar o aparelho por todo navio e pela Castaway Cay (é totalmente gratuito). E pelo aplicativo Disney Cruise, que contém toda programação e um “whatsapp” deles, para troca de mensagens. Dá para criar grupos com usuários e até enviar emojis exclusivos!

Aplicativo Disney Cruise (Foto: Divulgação)

*A editora Ana Carolina Moura viajou a convite da Disney Cruise Line

Ship of Dreams (Parte 1)

                     Porto de Southampton, Inglaterra – 10 de Abril de 1912. Quarta-feira.

         Com a notícia de que o Titanic zarparia rumo à América naquela manhã de quarta-feira em sua viagem inaugural, o porto de Southampton tornou-se pequeno diante daquela euforia demasiada da multidão que contemplava a luxúria e estrutura monumental do “Navio dos Sonhos” — como assim tinha sido apelidado por muitos — atracado no cais há alguns dias. Tratava-se de uma obra-prima magnífica feita pela mão do homem, sendo esta dona de uma beleza incapaz de ser descrita em palavras. Apreciar valia muito mais a pena e era justamente o que todos faziam.

        Conforme os minutos passavam, as pessoas iam pouco a pouco embarcando, cada classe social entrando no navio por sua respectiva passarela e somente os da 3ª classe precisavam passar pela fila de inspeção. Outros, aqueles que já estavam dentro do transatlântico, acenavam para os que deixariam para trás, saudosos.

Entretanto, aquele “adeus” que diziam significava, na verdade, um “nos encontraremos novamente”. Tinham esperanças e esperança era a única coisa que todos eles tinham em comum.

Qualquer insegurança, aflição ou medo que guardavam desapareceu no momento em que pisaram no Titanic, dando lugar a certeza de que os seus sonhos brevemente se tornariam realidade.

         John Jacob Astor IV, o homem mais rico a bordo do navio, e sua esposa Madeleine Astor embarcaram meia hora antes da buzina melódica de um carro ser ouvida, indicando a chegada de alguém, de forma que abriu caminho entre a multidão.

Leia também:  Como Saber Com Quem Ele Fala No Whatsapp?

Era um Abadal vermelho seguido por dois Renault 1912 clássicos e demasiado luxuosos pertencentes ao ricaço Finn Collins.

Dentro de dois destes estavam Clarke, a noiva; Abby, a sogra; e Zoe e Karl, dois dos criados particulares, mas o último era muito além de só criado, era também braço direito do empresário.

Os três veículos pararam numa posição triangular e o motorista do carro da frente desceu para abrir a porta para as damas. Clarke estendeu delicadamente a mão e o homem a segurou, ajudando-a a descer do veículo. Logo em seguida, desceu Abby após Finn, e foi ele quem fez às honras.

– Então este é o navio que não naufraga? – a senhora Griffin questionou, com um sorriso maravilhado no rosto. Ela observava analiticamente cada detalhe, como sempre fazia com tudo e todos, mas desta vez não procurava por defeitos, estava satisfeita com a imagem do imponente navio.

– Sim, ele realmente não afunda. – Collins assegurou, gesticulando ligeiramente para o Titanic. – Nem Deus conseguiria afundá-lo.

          Clarke, por sua vez, não via nada de mais no transatlântico que conseguiu reunir uma aglomeração de pessoas no porto e, francamente, não compreendia tal animação. Era um navio de estrutura grandiosa como um outro qualquer, em sua perspectiva. Nada além disso. E embarcar em direção aos Estados Unidos era a última coisa que desejava para a sua vida.

Sentia como se estivesse acorrentada, pagando por algum castigo e não pudesse se libertar das correntes de maneira alguma. Queria gritar até a sua garganta sangrar, arrancar os próprios cabelos e denunciar em atitudes alarmantes a sua frustração, mas preferiu manter a compostura, fina e educada, como uma boa moça deveria ser.

Abby comumente cobrava tal comportamento e a censurava com um simples olhar quando a jovem quebrava alguma regra ou cometia algum erro. Era rigorosa demais, mas dizia que era para o próprio bem da filha, assim como quando a forçou a noivar de Finn, homem muito mais velho, para que a família Hussain-Lloyd Griffin mantivesse o bom nome, já que estava praticamente falida.

Clarke jamais entenderia o jeito de sua mãe de querer o seu bem, disso tinha certeza.

          A belíssima jovem de apenas 17 anos vestia um terninho branco com detalhes em roxo justo ao corpo, bastante comportado, com a saia cobrindo completamente as suas pernas e uma gravatinha preta por dentro do blazer com um broche discreto.

Usava luvas brancas em ambas as mãos e um chapéu arredondado roxo com abas longas, onde tinha como adorno um laço enorme de cetim estampado. Clarke estava estonteantemente deslumbrante, ninguém poderia negar.

Sua roupa impecável exaltava a sua fineza e, sobretudo, a sua beleza incomparável.

— É melhor nos apressarmos. — Finn sugeriu após checar o relógio de bolso. Segurava uma bengala em uma das mãos e usava um chapéu de caixa longa na cabeça, adereço que combinava com o terno preto elegante. — Karl, cuide das bagagens. Estamos indo. — ao escutar a ordem, o homem assentiu prontamente e não tardou a ir verificar as malas.

              Assim, Collins ofereceu o braço direito à noiva, que o segurou, e juntos seguiram pela passarela que levava ao saguão da primeira classe, onde Abby informou os nomes ao comissário de bordo encarregado de vigiar a entrada da elite. Zoe vinha atrás dos três. Em seguida, rumaram em direção às suítes 52, 54 e 56, lugares em que ficariam hospedados.

             Enquanto isso, há alguns metros dali, num bar um pouco afastado do cais, Lexa Fairchild e Anya Walsh jogavam Poker contra dois homens latinos.

Um deles, Sebastian, apostou duas passagens de 3ª classe para a primeira viagem do transatlântico Titanic, atitude impensada esta que enfureceu o seu amigo, Edan, que o amaldiçoava a cada segundo com palavras que as duas jovens garotas não eram capazes de compreender, pois eram pronunciadas em um carregado espanhol. Sendo assim, ambas mantiveram suas atenções apenas no jogo.

           Lexa mordia a extremidade do cigarro entre seus dentes e batia em constância os pés por baixo da mesa, ansiosa.

Estava concentrada nas cartas que segurava em uma das mãos, mas, vez ou outra, seus olhos, levemente semicerrados, estudavam os movimentos e jogadas dos seus dois adversários.

Edan, com uma carranca enorme no rosto, estava sentado a sua frente, de costas para a grande janela de vidro que exibia a imagem do imponente navio atracado no porto ao longe. Sebastian estava a sua direita, bastante apreensivo, por sinal.

— Lexa, se a gente perder, eu juro por Deus que arranco a sua cabeça fora. — pouco feliz com a situação, Anya tentou intimidar a mais nova enquanto pegava irritada uma carta no montinho. — Você apostou tudo o que tínhamos!

            Lexa direcionou sua atenção à loira frustrada ao seu lado esquerdo e esboçou um sorriso, achando graça daquela ameaça vã:

— Quando não se tem nada, não se perde nada. Essa é a verdade. — replicou e ofereceu uma piscadela à amiga, que bufou em resposta. Logo em seguida, colocou o cigarro que pendia em seus lábios dentro do cinzeiro sobre a mesa e deu um rápido gole em sua cerveja. — Tenha um pouco mais de fé.

           E Anya tinha. Entretanto, não era tão otimista quanto a outra, era realista, e sabia que perderiam. O jogo em suas mãos estava péssimo e, certamente, o de Lexa também estaria. Mas ainda tinha esperanças, mesmo que mínimas e quase imperceptíveis, pois era o que restava.

Suor emergia em sua testa e ela mordia o interior das bochechas com certa apreensão. Por um instante, seu olhar direcionou-se à Lexa, que encarava analiticamente o próprio jogo.

A garota era uma boa jogadora, tinha que confessar, e habilidosa, ainda que tenham sido raras as vezes que conseguira vitória em alguma aposta.

— Ok, pessoal, hora da verdade. — Fairchild anunciou, atraindo a atenção de todos sentados em torno da mesa. Sua voz era surpreendentemente pacífica. Ela respirou fundo, juntando as cartas na mão em uma só fila. — Anya? — chamou pela mais velha, decidindo começar por ela, já que esta estava demasiadamente impaciente.

Assim, logo que revelou as cartas, Anya jogou as costas com vontade no encosto da cadeira, derrotada, e cruzou os braços. Nada. Não conseguiu nada. Lexa remexeu a boca, batucando os dedos na mesa, e fitou o homem defronte de si. — Edan? — o rapaz estava nitidamente decepcionado.

Seus olhos claros, uma bagunça de emoções, encararam as orbes verdes de Lexa antes de expôr o próprio jogo. Nada também. Ele não conseguiu acumular ponto algum. Lexa assentiu, seu coração começando a bater depressa contra a sua caixa torácica. Talvez tivessem uma chance de ganhar. Talvez não.

Anya endireitou a postura quando viu o jogo do latino e estudou a reação da morena diante daquilo. Não sabia o que dizer. Até aquele momento, tudo empatado. 

Então, o que estão achando da estória? Devo continuar? 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*