Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Catedral de Notre-Dame, Paris | Foto: Andrea Tissenbaum

Paris, uma das cidades mais lindas do mundo. Se você não é de suspirar muito, aprenderá a suspirar em Paris. Há momentos em que você acha que está em um filme. As pontes, o rio Sena atravessando a cidade, a arquitetura, os museus e monumentos, os cafés…

Sofisticada e cosmopolita, berço da Revolução Francesa e dos protestos libertários de 1968, Paris sempre surpreende. Dos grandes boulevards às ruas estreitas repletas de restaurantes, boulangeries, livrarias, lojinhas e as mais lindas fachadas com flores. Das pequenas exposições em galerias de bairro às obras de arte abrigadas nos melhores museus que seus olhos e sua alma poderão conhecer.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Musee du Louvre, Paris | Foto: Reshmi Anand, via Unsplash

Perder-se em Paris é um prazer, sempre tem uma novidade. É uma cidade para caminhar, muito. De dia e de noite, em qualquer estação do ano. E quando você cansar, sente-se em um bistrô. Para olhar o cenário e se deliciar com um café au lait ou uma taça de vinho nacional. Tudo em Paris é harmonioso, charmoso, très jolie.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Rue de l’Abreuvoir, Paris, França | Foto: Jeff Frenette, via Unsplash

Destino cobiçado por muitos estudantes internacionais e unanimemente considerado como uma experiência fantastique por aqueles que já viveram lá, Paris reúne tudo de bom de uma só vez: instituições de ensino renomadas, uma vida cultural intensa, fácil locomoção, excelente comida e uma diversidade estudantil que poucas cidades no mundo oferecem.

É verdade que Paris é cara e de moradia difícil. Mas pode ser apreciada de uma forma barata e igualmente satisfatória. É só saber viver e se divertir como os locais. Com a infinidade de oportunidades que existem é impossível não aproveitar o que a cidade oferece, mesmo dentro de um orçamento enxuto.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Ponte Alexandre III, Paris | Foto Leonard Cotte, via Unsplash

Com o objetivo de atrair mais de 500 mil estudantes estrangeiros, no final de 2018 o governo francês lançou o programa Bienvenue en France.

No contexto da nova medida, a partir do ano letivo 2019-2020, as taxas de inscrição aplicadas aos estudantes não-europeus subiram. Para a graduação, a anuidade a ser paga passou a valer 2.770 euros e para o mestrado, 3.770 euros.

As taxas para os programas de doutorado, no entanto, permanecem as mesmas, ou seja, 380 euros por ano.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Sorbonne Université, Paris | Foto: Andrea Tissenbaum

Apesar disso, Paris continua sendo um lugar muito razoável em termos de valores para estudar quando comparada a outros destinos. É que na contrapartida dos aumentos, o governo francês triplicou o número de bolsas de estudo disponíveis para estudantes internacionais e muitas delas podem ser conferidas através da ferramenta Campus Bourses.

A vida estudantil também recebe uma intensa atenção do governo.

O Centre régional des œuvres universitaires et scolaires de Paris – Crous, tem como missão promover a melhoria das condições de vida dos estudantes oferecendo, por exemplo, moradia e alimentação a preços muito razoáveis.

Além disso, todos os anos, nos meses de setembro e outubro, o Welcome Desk Paris, é montado. Na plataforma de recepção multi-serviço e multilíngue, estudantes e pesquisadores internacionais podem realizar todos os procedimentos administrativos necessários para sua estadia.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

École Normale Supérieure, Paris | Foto: David Monniaux, via Wikimedia Commons

Paris é um mundo de oportunidades para quem busca uma formação de altíssima qualidade. Várias de suas instituições de ensino estão ranqueadas entre as melhores do mundo, de acordo com o QS World University Rankings 2020.

Esse é o caso da Sorbone Université, Paris Sciences et Lettres Research University – PSLÉcole Polytechnique, Télécom Paris, École des Ponts ParisTech, Université de Paris, Université Paris-Sud 11, Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne e da École Normale Supérieure Paris-Saclay – ENS . Vale ressaltar que o campus original da famosa Sciences Po também fica em Paris, com um sólido currículo em Ciências Humanas e Sociais.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Sciences Po Paris | Foto: Maxou-44, via Wikimedia Commons

Se você tem interesse em atividades extracurriculares como cursos e viagens criativas que misturam imersão cultural e aprendizado, vai encontrar essas oportunidades em todas essas instituições de ensino. Sim, o estudo é puxado e a dinâmica das aulas e provas bem diferente. Mas dá tempo para fazer um pouco de tudo, ou seja, estudar e se divertir.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Pelas ruas de Paris | Foto: John Towner. Via Unsplash

A locomoção em Paris é muito fácil. O sistema de transporte público (metrô, trem e ônibus) é um dos mais eficientes do mundo e cobre praticamente toda a cidade. Estudantes com menos de 26 anos pagam tarifas especiais. Vale a pena ter o aplicativo da RATP, empresa responsável pelos transportes da cidade no seu celular.

Para aqueles que gostam de pedalar, a bicicleta é um meio de transporte bastante utilizado. O sistema Velib de aluguel de bicicletas, transformou a vida da cidade e hoje muitas pessoas se locomovem sobre duas rodas.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Nas margens do Rio Sena, Paris | Foto: Steven Lasry, via Unsplash

Paris também conta com várias atrações culturais gratuitas ou com preços reduzidos para estudantes.

 Os diversos museus, que tenho em minha lista como os melhores do mundo, merecem ser visitados.

Como são muitos, reserve tempo na sua agenda, mas prometa que não vai perder a oportunidade de mergulhar na história e ver as mais importantes obras de arte criadas.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Musée d’Orsay, Paris | foto: erik Witsoe, via Unsplash

Volto a enfatizar o prazer de viver Paris ao ar livre, através dos diversos tours e caminhadas temáticas pela cidade.

Shows e concertos, alguns gratuitos, acontecem nos mais diferentes lugares e são fartamente anunciados por toda parte.

Assim como os espetáculos na Ópera de Paris e na Comédie Française que podem ser vistos por preços muito acessíveis. Basta chegar com uma boa antecedência para comprar os ingressos.

Então, se você gosta de cidades grandes, Paris é um destino especial. Intensa em todos os aspectos, diversa e multicultural, é generosa no número de instituições de ensino de excelência que oferecem um leque amplo de cursos e oportunidades acadêmicas.

Le Jardin du Luxembourg, Paris | Foto: Marie Sophie Tekian, via Unsplash

On y vá?

Para mais informações sobre a vida estudantil em Paris, confira os sites: 

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionaisEntre em contato: [email protected]

Paris, a Cidade-Luz que nasceu para brilhar

Falar sobre Paris, certamente, envolve a presença de muitas referências. Romântica por natureza, ocupa lugar de destaque entre as metrópoles mais visitadas do planeta, foi e continua sendo protagonista de grandes acontecimentos históricos, é musa inspiradora para artistas, ícone fashion e, de quebra, é um baita sinônimo de alta gastronomia.

Contudo, apesar de sua boa fama superar fronteiras e refletir em números que crescem ano após ano em termos de turismo e visibilidade, talvez uma das mais importantes peculiaridades da capital francesa seja sua habilidade única de surpreender até mesmo aqueles que já estão familiarizados aos seus encantos.

Berço de arquitetura, história, cultura, parques, compras, culinária e – por que não? – da boemia, a Cidade-Luz demonstra um talento nato quando o assunto é entreter. O destino preenche com atrações diversas uma infinidade de roteiros e oferece como recompensa extraordinários panos de fundo para quem decide explorá-lo.

O CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS DE PARIS

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Paris – França | Crédito: Shutterstock

Dona de uma coleção imensa de cartões-postais, passear por Paris, sobretudo pela primeira vez, significa se ver frente a frente com lugares e monumentos que estampam livros, fotos, filmes e até mesmo o imaginário de muita gente. O exemplo mais tradicional de todos é, claro, a Torre Eiffel.

Inaugurada no centenário da Revolução Francesa para a Exposição Universal de 1889, não é à toa que essa obra-prima da arquitetura contemporânea atraia, sozinha, cerca de sete milhões de turistas todos os anos.

Leia também:  Como É Que Os Animais Se Reproduzem?

Situada às margens do Rio Sena e tida como um dos maiores símbolos da França, a torre, do alto de seus mais de 300 metros, oferece experiências emocionantes, acompanhadas pela vista panorâmica de tirar o fôlego à qual se tem acesso dali de cima.

Algumas delas incluem: tour por sua estrutura, uma plataforma de observação com piso de vidro, exposições culturais, atividades recreativas, restaurantes e loja de lembrancinhas, com souvenires que traduzem bem a essência parisiense.

Seguindo a trilha de tesouros nacionais, outro point que está sempre em evidência é o Museu do Louvre, monumento escultural que serve de abrigo para aproximadamente 35 mil peças. E isso considerando apenas as que estão em exibição.

MUSEU DO LOUVRE: DE OLHO NA MONA LISA

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Museu do Louvre – Paris – França | Crédito: Shutterstock

Tendo o quadro “La Gioconda”, de Leonardo da Vinci, como estrela principal, e a ilustre Vênus de Milo como duas de suas disputadíssimas obras de arte, o Louvre é parada obrigatória para os fãs de relíquias atemporais. Verdade seja dita, o museu é imperdível até do lado de fora, imortalizado pela gigantesca pirâmide de vidro que serve de entrada principal e que rouba todos os olhares.

Instalado em um palácio datado do século 12, o qual já serviu de fortaleza e residência para os reis da França, e transformado em museu no século 18, caminhar pelos seus extensos corredores é assim: um tour pela história da humanidade e uma emoção por contemplar a genialidade de artistas que transcenderam gerações.

Dividido em oito departamentos – Antiguidades Egípcias, Antiguidades Gregas, Etruscas e Romanas, Antiguidades do Oriente Médio, Arte Islâmica, Quadros, Esculturas, Artes Decorativas e Gravuras e Desenhos –, mais do que observar o rico acervo (aliás, oriente o passageiro a dedicar pelo menos um dia inteiro a essa atividade), a dica é conferir também o fabuloso Jardin des Tuileries (em português, Jardim das Tulherias), espaço localizado entre o Louvre e a Praça da Concórdia. Exibindo um verde magnífico, tem esculturas assinadas por grandes mestres, a exemplo de Rodin e Max Ernst, o belo Arc du Carrousel, cafés, uma livraria e até um parque de diversões, que se mantém em operações de junho a agosto.

CATEDRAL DE NOTRE-DAME: UM MARCO DO PASSADO EM RECONSTRUÇÃO

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Catedral de Notre-Dame – Paris – França | Crédito: Shutterstock

Visitada por 12 milhões de pessoas em 2018 (segundo dados do Escritório do Turismo e dos Congressos de Paris) e, portanto, detentora do título de destino mais visitado da cidade, a Catedral de Notre-Dame desponta como patrimônio nacional e legado mundial de história, beleza e fé.

Erguida entre os séculos 12 e 13 em estilo gótico e guardiã de uma herança cultural de valor inestimável, além do conto “O Corcunda de Notre-Dame”, de Victor Hugo, em abril de 2019 a igreja protagonizou outro fato marcante: um incêndio, durante obras de revitalização, que destruiu partes de sua infraestrutura. Desde então, ela segue fechada para visitação, sem data prevista para reabertura. Mas não desanime! Vale a pena contemplar sua majestade e garantir boas fotos de seu exterior.

MAIS ATRATIVOS, S’IL VOUS PLAÎT! 

Vizinhos à Catedral de Notre-Dame, na região do Quartier Latin, o Panteão de Paris e o Jardim de Luxemburgo também figuram como atrações turísticas imperdíveis.

Edificado no século 18 em alusão ao Panteão de Roma, se logo de cara a fachada neoclássica do Panteão de Paris já impressiona, após conferir seu interior, então, não dá outra: é amor a toda vista.

Imponente sob qualquer perspectiva, o local conta ainda com uma cripta, na qual repousam os túmulos de personalidades como o escritor Victor Hugo, os filósofos Voltaire e Jean-Jacques Rousseau e o inventor Louis Braille.

Saindo dali, uma boa alternativa é partir para o Jardim de Luxemburgo, refúgio natural que fica ao lado do Palácio de Luxemburgo (atual sede do senado francês) e oferece atividades de lazer e cultura para toda a família.

TUMBALACATUMBA TUMBA TA

Ei, agente, se o seu passageiro está a fim de fugir do comum aqui vai uma sugestão de programa de arrepiar: as Catacumbas de Paris, um labirinto de ossuários 20 metros abaixo da terra que conduz os visitantes em uma verdadeira viagem pelo túnel do tempo. Mas lembre-se: o passeio não é indicado para pessoas com mobilidade reduzida, portadores de insuficiência cardíaca e/ou respiratória, crianças menores de dez anos, gestantes e claustrofóbicos, OK?

CHAMPS-ÉLYSÉES, O POTE DE OURO PARISIENSE

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Champs-Élysées – Paris – França | Crédito: Shutterstock

Rumando, agora, para a Paris que é puro luxo, glamour e sofisticação, chegamos à Champs-Élysées, a avenida mais famosa da cidade.

Rodeada por árvores ao longo de seus 2 km de extensão, nada melhor do que começar um tour pelo Arco do Triunfo. Posicionado na parte alta da avenida e construído a mando de Napoleão Bonaparte no século 19, depois de tirar inúmeras fotos a sugestão é tomar fôlego e subir até o terraço do monumento para aplaudir uma paisagem realmente triunfal.

Após ticar este item da lista, hora das compras! A Champs-Élysées é tomada por boutiques de grifes renomadas, como Louis Vuitton, Montblanc, Lacoste, Disney Store, Adidas, Nike e uma unidade da superconceituada loja de departamentos francesa, Galeries Lafayette.

E QUANDO A NOITE CHEGAR EM PARIS…

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Moulin Rouge – Paris – França | Foto: Moyan Breen

Badalada do nascer ao pôr do sol, o melhor ponto para curtir de camarote o crepúsculo da Cidade-Luz é em meio à colina que hospeda Montmartre, o bairro da boemia parisiense.

Endereço para bares, restaurantes e cabarés, como o célebre Moulin Rouge, a agitação noturna é uma das marcas registradas da região.

E sabe o que mais pode ser encontrado ali? A fantástica Basilique du Sacré-Coeur (ou, em português, Basílica do Sagrado Coração de Jesus), construção de estilo romano-bizantino que presenteia seus convidados com uma vista deslumbrante.

É DIVERSÃO QUE FALA, NÉ?

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Disneyland – Paris – França | Crédito: Clemn

Especialista na missão de transformar sonhos em realidade, Paris não poderia deixar de ter a sua própria Disneyland®, certo? A apenas 32 km da capital, além de hotéis, restaurantes e um encontro marcado com Mickey e sua turma, os visitantes têm dois parques à disposição: Disneyland Park e Walt Disney Studios Park. O primeiro abriga o Castelo da Bela Adormecida e é mais focado no universo dos contos de fadas, enquanto o segundo é o lugar ideal para embarcar nas aventuras dos filmes e animações.

TOUR ENCHANTÉ NAS PROXIMIDADES DE PARIS

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Palácio de Versalhes – Paris – França | Crédito: Shutterstock

Para encerrar a estada em terras francesas com chave de ouro, vale reservar algumas boas horas ao Palácio de Versalhes, a um bate-volta de distância e que poderia muito bem ter sido retirado de um romance de ficção.

Antiga sede da monarquia francesa e atualmente tombado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, neste palácio do século 17 instalações majestosas dão o tom do passeio, transformando em imagens e história a essência de um destino que conquista a todos não somente com sua luz mas, principalmente, com sua contínua capacidade de reinvenção.

As luzes são uma parte importantíssima das metrópoles: elas dão vida à cidade, principalmente em seu modo noturno, atraindo turistas e trazendo não só beleza como segurança aos locais.

Algumas cidades se destacam por sua iluminação em abundância e são um espetáculo a parte para quem as visita. E no post de hoje a Ourolux vai mostrar para você quais são as 3 cidades mais iluminadas do mundo!

  • Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?
  • 1 – Las Vegas
  • Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?
Leia também:  Como Se Designam Os Eletrões Que Participam Nas Reações Químicas?

Liderando essa lista está ela, Las Vegas. A cidade que leva alguns títulos como “Cidade do Jogo” devido a sua enorme quantidade de cassinos é conhecida por suas apostas, bem como seus casamentos e principalmente, por sua iluminação.

Não é a toa que Vegas é a cidade mais iluminada do mundo: Você sabia que sua iluminação pode ser vista do espaço e até da Lua? A capital mundial do entretenimento inclusive conta com o maior painel de LED do mundo, localizado na Fremont Street.

  1. Las Vegas, ou a cidade do pecado como também é conhecida, é palco das atrações mais incríveis do planeta e claro, leva o primeiro lugar dessa lista já que sua iluminação é uma atração que deve ser conferida de perto.
  2. 2 – Tóquio
  3. Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Muito famosa por sua tecnologia e seu visual futurista, Tóquio é a segunda cidade mais iluminada do mundo. A capital japonesa pode não ser tão grande em extensão territorial, mas em questão de luminosidade, ela é uma enorme referência.

Os distritos de Akihabara, Shibuya, Ginza, Shinjuku e Roppongi são especialmente iluminados e considerados como o coração da cidade. Suas luzes encantam todos que passam.

Roppongi é muito famoso por ser um ótimo lugar para sair à noite e se divertir, com diversos restaurantes e boates super iluminados. Já Akihabara é famoso por seus painéis eletrônicos brilhantes e por lojas de produtos de tecnologia.

3 – Paris

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

É claro que a Cidade Luz não poderia ficar de fora dessa lista! Embora esse título tenha sido dado à cidade devido às inúmeras mentes iluminadas de diversas vertentes da arte serem atraídas a Paris como os insetos são atraídos pelas lâmpadas, Paris não deixa de ser uma cidade ultra iluminada.

Considerada um dos destinos mais românticos, a “cidade do amor” é procurada por milhares de pessoas ao redor do mundo e atrai turistas principalmente por seus pontos turísticos que são referência em iluminação.

Locais como a famosa Torre Eiffel, o Museu do Louvre, o Palácio de Versalhes e o Arco do Triunfo são ótimas referências de pontos turísticos que são um show de iluminação, tanto em datas comuns quanto em datas comemorativas, onde elas podem ganhar efeitos luminosos impressionantes.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Museu do Louvre, Arco do Triunfo e Torre Eiffel

 

Por fim, vimos como a luz é de extrema importância para as cidades. Agora é só marcar para ir conhecer esses locais iluminados de perto.

Gostou do post? Saiba que quando se trata de iluminação, a Ourolux é especialista no assunto e tem os melhores produtos para você!

  • Siga a marca líder, siga a Ourolux.
  • Nos acompanhe também pelas redes sociais.

Por que Paris é a Cidade Luz? – Cruzando Fronteiras

Todo mundo (ou quase todo mundo) sabe que, quando falamos da Cidade Luz, estamos nos referindo à capital francesa. Porém, poucas pessoas conhecem a razão pela qual Paris recebeu essa alcunha. Normalmente deduzimos que o apelido tem uma origem óbvia: a iluminação intensa da cidade.

De fato, com quase 300 pontos de iluminação, dentre hotéis, igrejas, estátuas, fontes, monumentos e prédios históricos, Paris é hoje uma cidade brilhante. O destaque é, com certeza, a Torre Eiffel. O mais famoso ponto de luz da cidade, com seus 40 km de guirlandas iluminadas, compostas por 20.000 lâmpadas, brilha como um farol a cada noite.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?Torre Eiffel iluminada à noite.

Contudo, não é por isso que Paris é chamada a Cidade Luz. O verdadeiro motivo é muito mais antigo. Ele tem sua origem na metade do século XVII, quando, após um longo período de guerras e conflitos domésticos, Luis XIV, o Rei Sol, nomeou Gabriel Nicolas de La Reynie tenente-general, encarregando-o de tornar a cidade mais segura.

Uma das principais medidas tomadas por Reynie, que viria a ser considerado pai da polícia moderna, foi, por sua vez, aumentar a iluminação da cidade.

Logo, lanternas foram colocadas em quase todas as suas ruas principais, e os seus moradores foram solicitados a acender suas janelas com velas e lampiões a óleo.

A ideia era impedir que os infratores escapassem da polícia ou se escondessem em becos escuros, reduzindo assim a taxa de criminalidade.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz? Gabriel Nicolas de la Reynie, tenente-general da polícia.

  • Como na época nenhuma outra cidade europeia havia adotado a iluminação pública, o efeito das luzes acabou gerando uma forte impressão entre moradores e visitantes, o que ocasionou no surgimento do apelido La Ville-Lumière – ou, em português, a Cidade Luz.
  • O fato de Paris ter se tornado, com o surgimento do Iluminismo, um centro de educação e de pensamento científico, artístico e filosófico, inspirando poetas, filósofos, cientistas e engenheiros de diversas nacionalidades, apenas reforçou o significado simbólico do apelido, que acabou se perpetuando.
  • * Inspirado em um artigo de Culture Trip.

Por que Paris é chamada de a cidade luz?

Muita gente acha que Paris leva o título de Cidade Luz por ser uma cidade muito iluminada, principalmente quando se fala de seus monumentos.

Embora seja verdade que Paris é uma cidade ultra iluminada, seu título vem do fato de que durante séculos as mentes mais iluminadas de diversas vertentes da arte eram atraídas a Paris como os insetos são atraídos pelas lâmpadas.

Pintores, escultores, músicos, arquitetos, bailarinos, e outros artistas de todo o mundo mudaram-se para Paris, que se tornou o maior centro de artes do mundo. Não era para menos que Van Gogh, Picasso, Santos Dumont, Chopin, entre outros, se mudaram em algum momento de suas vidas para a Cidade Luz.

Paris se tornou o centro das artes, do refinamento e do bom gosto. Faz parte da cultura tornar as coisas do cotidiano mais belas.

Não se faz um poste apenas para iluminar, se faz uma obra de arte com uma lâmpada em seu topo. Não se contrói uma ponte apenas como um meio de atravessar um trecho, mas como mais uma obra e seu encanto.

Quem já foi a Paris sabe que essa verdade é provada a todo momento.

Uma coisa engraçada e fascinante que percebi quando andava no Louvre, era ver crianças sentadas em frente a obras de arte pintadas há centenas de anos, pelos maiores artistas da história da arte, como se fosse a coisa mais simples do mundo. E suas professoras explicando a história das mesmas.

Qual É A Cidade Conhecida Como Cidade Da Luz?

Quando cliquei esse momento fiquei imaginando o privilégio que essas crianças tem.

Em Paris as crianças de 3 a 4 anos têm aulas no Louvre. Depois, com 7 ou 8 anos tem novas aulas no Louvre, e com 12 a mesma coisa. Ou seja, quando se tornam adultas já estiveram no Louvre e em outros grandes museus dezenas de vezes. E conhecem arte, cultura, historia e tradição nos melhores lugar que poderiam conhecer.

Não é atoa que muitos museus de Paris estão sempre lotados, pois valem cada minuto de suas visitas. É incrível como a cidade respira arte.

Infelizmente é normal encontrar ônibus de turismo do Brasil parados na portão do Louvre por 20 minutos. Muitos correm para olhar rapidamente a Monalisa e a Venus de Milo e dizem que conheceram o Louvre.

Certo cálculo feito diz que se o visitante do Louvre ficar 1 minuto vendo cada obra ele levaria cerca de 3 anos para ver tudo.

Quando visitei o Louvre, tentei ler as legendas de algumas obras e em outras perdia alguns minutos imaginando o que o artista quis expressar. Ainda assim, passando correndo por muitas, levei mais de 7 horas para ver parcialmente 2 andares do Louvre. Realmente, é muita coisa, mas vale muito a pena. É um banho de beleza, sentimentos, história e cultura.

A cidade luz ainda atrai todos os anos milhares de curiosos e fascinados por sua beleza única e deslumbrante.

Leia também:  Como É Que Luis De Camoes Perdeu O Olho?

É também conhecida como a Cidade Luz. Nova Iorque. Tóquio. Paris. Londres. São Paulo.​

6) A preocupação da mãe do Buscapé é a mesma daprofessora? Explique.​

a) Como são as empresas que prestam o serviço de consultoria?b) Quais são as caracteristicas desse serviço?c) Quais são os beneficios da consultoria p

ara as empresas?d) Em sua cidade, há empresas que prestam consultorias? Se houver, escolha uma e descubra queserviços ela oferece e como funciona esse serviço.​

9.Pense em uma atividade que você ainda não saiba fazer. Pesquise sobre ela e aprenda a fazê-la, paraensiná-la a um colega de sala. Utilize o espaço a

baixo para registrar o que você aprendeu sobre aatividade que escolheu e para fazer um planejamento de como ensinará isso ao colega.​

Você irá participar de uma atividade em que precisará avaliar a viabilidade de uma ideia de negócio.Aguarde as orientações do professor e, ao fim da a

tividade, registre abaixo suas conclusões.​

De acordo com as etapas do tratamento da água oque acontece na distribuição?
me ajudem!!

De acordo com as etapas do tratamento da água oque acontece na cloração???

Olhah explosaaum mais 100 pts na sua maumm

O artista decide colocar R$ 2.000.000,00 na poupança. Ele promete reverter o rendimento da poupança para a proteção do meio ambiente. Se a poupança re

nder 1% ao mês, quanto Park doará mensalmente para as ações de proteção? E após 1 ano?

só peguem os pontos e não digam nada​

me ajudem pfv.

1- Qual a diferença entre comprar por necessidade e comprar por desejo? Quais os perigos de comprar por desejo? *2- Por que é importante

guardar dinheiro? Cite cinco passos importantes para conseguir guardar dinheiro? *3- Por que é importante considerar em família sobre seus planos e sonhos e como guardar dinheiro? *4- Quais os benefícios de pagar suas contas sempre em dia, especialmente as do cartão de crédito? *5- Na maioria das vezes é mais vantajoso comprar à vista do que à prazo, mas há situações que é mais lucrativo comprar a prazo. Explique. *6- Uma pessoa tem um salário mensal bruto de R$ 1.800,00. Desse valor, é descontado 9% de INSS e 6% de vale transporte. Qual o valor líquido que essa pessoa irá receber no final do mês? *7- Para aumentar as vendas no início do ano, uma loja remarcou os preços de seus produtos 30% abaixo de preço original. Quando chegam ao caixa, os clientes que possuem o cartão fidelidade tem direito adicional de 5% sobre o valor de suas compras. Um cliente deseja comprar um produto que custa R$150,00 antes da remarcação de preços. Ele não possui cartão fidelidade. Caso possuísse o cartão, a economia adicional seria de: *8- Comprei um objeto por R$20.000 e vendi por R$ 25.590,00. Quantos por cento obtive de lucro? *9- Sobre o preço de uma moto importada incide um imposto de importação de 30%.Em função disso, o seu preço para o importador é de R$ 15.600,00. Supondo que tal imposto passe de 30 % para 60%, qual será em reais o novo preço da moto para o importador? *10- ( Agente da Polícia- 2013) Um produto foi vendido com desconto de 10% sobre o preço normal de venda. Se ele foi vendido por R$54,00, o preço normal de venda desse produto é:​

Como a eletricidade chegou em Paris, influenciou a cidade e seus artistas, transformando-a na Cidade Luz – FTCMAG

  • A chegada da eletricidade nas ruas de Paris impactou desde a produção artística até a questão da criminalidade, transformando-a na famosa Cidade Luz 
  • Famoso poste de eletricidade em frente à prédios franceses em Montmartre, Paris (Imagem via John Towner)

Paris é uma cidade cheia de história e que povoa as fantasias e sonhos de muitas pessoas. Bastante ligada aos artistas, principalmente os pintores antigamente, a cidade já foi tema de diversas produções cinematográficas, entre elas Meia Noite em Paris, de Woody Allen, que fala justamente da ligação de Paris com o meio artístico. Mas você sabe como a luz mudou a capital francesa?

A chegada da eletricidade até Paris transformou a história da cidade e até mesmo a vida de pintores como Manet e Degas.

O advento do gás e da luz elétrica trouxe uma mudança na paisagem de Paris e consequentemente na representação que artistas da época faziam dela.

De forma pioneira, passaram a retratar tanto a joie de vivre quanto a ansiedade que a modernidade trazia durante a Belle Époque.

PARIS, A CIDADE LUZ

Gustave Caillebotte: Paris Street; Rainy Day, 1876-1877, The Art Institute of Chicago, Chicago. 

Nietzsche escreveu em sua autobiografia Ecce Homo, em 1888, que “Um artista não tem nenhum lar na Europa exceto em Paris”.

Para os artistas do século XIX, uma temporada em Paris era um importante rito de passagem para o desenvolvimento de sua filosofia e de suas técnicas.

Com o final do século, o avanço da modernidade e da urbanização, pairou sob a população um senso de prosperidade e otimismo para a época. 

A cidade é chamada de ‘Cidade Luz’, na verdade, pois durante séculos as mentes mais iluminadas nas diversas vertentes das artes eram atraídas para Paris como os insetos são atraídos pelas lâmpadas. Pintores, escultores, arquitetos, músicos, bailarinos, artistas de todo o mundo foram para o que se tornou o maior centro de artes do mundo.

Vincent van Gogh, The Outskirts of Paris, 1886. (Imagem via Wikimedia Commons).

Mas, Luís XIV, conhecido como o Rei Sol, deu sua contribuição para Paris ao aumentar a luz ao longo das ruas, numa tentativa de reduzir a taxa de criminalidade.

Os esforços para instalar lanternas nas vias e o pedido que para que moradores acendessem velas próximas a suas janelas durante a noite literalmente iluminaram a vida noturna, deixando mais a vista os atos que antes aconteciam na escuridão, tornando criminosos visíveis à polícia. 

O famoso Moulin Rouge na Cidade da Luz. (Imagem via Karina Lago).

Essa estrutura fez de Paris a primeira capital da Europa a adotar luzes nas ruas, o que contribuiu para seu famoso apelido de ‘Cidade Luz’. O fim do século XIX embasbacou os parisienses com a iluminada Torre Eiffel e os barulhentos cabarés que seguiam noite adentro. 

As performances noturnas tornaram lugares como o Moulin Rouge e Folie Bergère em verdadeiros centros de entretenimento. Manet, Edgar Degas, Henri de Toulouse-Lautrec e Pablo Picasso estavam entre os apreciadores dos cabarés, que iam para lá em busca de inspiração, em meio a plumas, cores, danças e movimento.

OS POSTES DE ILUMINAÇÃO

Com a chegada dos postes de iluminação, Paris se transformou, aumentando a vida noturna. Charles Marville, apontado como o fotógrafo oficial da cidade em 1862, demonstrou interesse particular nos postes, capturando o que pode ser descrito como retratos das lâmpadas ao redor de Paris.

Charles Marville, Hôtel de la Marine, ca. 1870 , National Gallery of Art, Washington D.C. / Chemin de fer de l’Est (Rampe de l’escalier) no. 70, 1878. (Imagens via Wikimedia Commons).

As luzes se tornaram o ponto central da série, iniciada em 1861. As fotos são interpretadas como um marco de uma era de luzes modernas.

Nas imagens, os postes de luz são capturados na frente de prédios, esquinas e vias. Cada um é retratado como um pessoa, com personalidade e com os diferentes panos de fundo.

Essa série é mais um exemplo de como o advento da eletricidade influenciou toda uma sociedade e a vida noturna parisiense.

  1. A brilhante, e o cartão postal da Cidade Luz, Torre Eiffel de Paris! 
  2. Via. 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*