Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

O euro é a moeda oficial adotada por 19 países da União Econômica e Monetária Europeia (UEM).

Os países que adotam o euro hoje são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, Grécia,Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, e Portugal.

Portanto, há países membros da União Europeia que continuam utilizando as suas antigas moedas. Os países europeus que não usam o euro são: Bulgária, Croácia, Polônia, Romênia, Hungria, República Tcheca e Noruega.

  • Leia também:
  • Antes do Brexit, e da saída da União Europeia em 2020, o Reino Unido também havia escolhido continuar usando a libra esterlina.
  • Quando o euro entrou em circulação em 1 de janeiro de 2002, inicialmente somente doze países faziam parte da eurozona, nome que se dá ao território europeu em que existe a livre circulação da moeda única.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Mapa da Eurozona | Crédito: Shutterstock

Outros dois Estados europeus também utilizam o euro hoje: O Estado do Vaticano, em que todos os pagamentos são feitos em euro, e a Suíça (não como moeda oficial). No caso do Vaticano, o euro é a moeda oficial. A Suiça não faz parte da União Europeia, mas possui uma série de acordos alfandegários.

Como faz fronteira com países cuja moeda é o euro, em vários estabelecimentos comerciais na Suiça é possível fazer a conversão e pagar com a moeda da eurozona. Só é muito importante prestar a atenção no câmbio aplicado.

Outro fator a ser considerado: muitos países europeus, que não aderiram à eurozona, quando aceitam pagamentos em espécie feito em euros, costumam dar sempre o troco na moeda local. Esse é o caso da Suíça.

O Euro e o Tratado de Maastricht

  1. Em 1991, o Tratado da União Europeia, também conhecido como Tratado de Maastricht, e que ratificava o anterior Tratado de Roma (1957) procurou oficializar um plano de moeda comum que já estava em estudo desde 1988, por parte dos bancos centrais de cada estado europeu.

  2. O Tratado de Maastricht estabelecia então algumas regras vitais para que os países pudessem aderir ao euro como moeda nacional: déficit igual ou inferior a 3% e as dívidas do país em base ao PIB deveriam ser inferiores a 60%.

  3. A fase sucessiva foi a criação do Banco Central Europeu em 1988 e a aceitação da Grécia como mais um dos países aderentes à eurozona.
  4. Leia mais:

Emissão do Euro: Casas da Moeda e Bancos Centrais

Apesar de o banco central europeu e o conselho europeu escolherem as características das notas e moedas, cada país e a sua casa da moeda emitem os seus próprios euros.

A responsabilidade do banco central europeu é decidir o volume anual que cada país pode colocar em circulação no mercado.

Com a grande circulação de cidadãos europeus, é muito fácil estar na Itália e usar euros franceses, alemães, portugueses, gregos, etc. Quando o euro ainda era uma novidade, existiam muitos colecionadores de moedas, que montavam seus álbuns com as moedas de euro de todos os países da eurozona.

As notas do euro

  • A primeira série de euros possuía notas de 7 valores: 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500 euros.
  • A partir de 2019 a nota de 500 euros não é mais emitida, mas não perde o seu valor, ela ainda pode ser utilizada para efetuar pagamentos, ser depositada em conta corrente ou ser trocada pelo banco central.
  • Apesar de circulantes, as notas de 100, mas sobretudo as de 200 euros são raríssimas de serem vistas em comércio.
  • O desenho anterior das notas de euro são iguais em todos os países, mas posterior se diferencia de acordo com cada país europeu. A frente de todas elas faz alusão aos estilos arquitetônicos:
  • A nota de 5 euros se refere ao estilo arquitetônico clássico.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda? Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

A nota de 10 euros se refere ao estilo arquitetônico românico.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda? Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

A nota de 20 euros se refere ao estilo arquitetônico gótico.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda? Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

A nota de 50 euros se refere ao estilo arquitetônico renascentista.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda? Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

A nota de 100 euros se refere aos estilos arquitetônicos barroco e rococó.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

A nota de 200 euros se refere às construções arquitetônicas que utilizam ferro e vidro.

A nota de 500 euros se refere ao à arquitetura moderna do séc. 20.

Todas as imagens das notas de euro são gentilmente fornecidas pelo site do Banco Central Europeu.

As moedas do euro

O euro possui 8 moedas: de 1, 2, 5, 10, 20 e 50 centavos e as de 1 e 2 euros. Assim como já ocorreu com a nota de 500 euros, vem se falando em eliminar futuramente as moedas de 1 e 2 centavos.

O desenho anterior das moedas de euro são iguais em todos os países, mas posterior se diferencia de acordo com cada país europeu. A frente de todas elas faz alusão aos símbolos nacionais.

Enquanto alguns países europeus como regime monárquico como a Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos escolheram ter a efígie dos seus reis, em países com a Itália as moedas possuem grandes homenagens como: Coliseu (moeda de 5 centavos), O Nascimento de Vênus do pintor Botticelli (moeda de 10 centavos), o Homem Vitruviano de Leonardo Da Vinci (moeda de 1 euro) e o poeta , uma éfigie de Dante Alighieri (moeda de 2 euros).

Cotação do Euro Hoje: Melhores Aplicativos e Sites

Apesar da moeda do Brasil ser o Real, muitas negociações comerciais são baseadas em moedas estrangeiras fortes.

Por isso, diariamente quando vemos a primeira página de muitos jornais, ou ligamos a televisão e escutamos termos como produto interno bruto, import/export e balança comercial, muitas vezes essas frases incluem as palavras dúlar e euro.

Além disso, hoje em dia todos nós viajamos mundo afora. Exceto para viagens no Mercosul, onde às vezes ainda podemos levar alguns reais, em todo o resto do mundo o que vai contar é a cotação do euro e dólar, além de outras moedas fortes como a libra esterlina.

Por outro lado, sobrou dinheiro de uma viagem… se você quiser converter dólar para real ou euro para real, também será necessário servir-se de um serviço de cotação de moedas estrangeiras.

Então vamos às dicas dos melhores aplicativos e sites para fazer a cotação do euro para real agora mesmo:

XE Currency

O XE Currency é um dos mais populares aplicativos para converter moeda estrangeira em real e vice-versa.

Na verdade, o conversor de moedas XE surgiu na internet quando tudo isso aqui “ainda era mato”: foi um dos primeiros sites a oferecerem esse tipo de serviço gratuitamente.

Com a evolução da internet, além de site, eles agora também são um aplicativo com interface em português. Ele está disponível para Apple, Android, BlackBerry e Windows Phone.

Link: Site XE Currency para fazer cotação do euro e dólar

Países da Europa que não usam o euro para programar a próxima viagem

O mundo não tá lá uma maravilha para viajar agora, eu sei. Coronavírus, quarentenas, dólar, euro e libras nas alturas…

Mas a verdade é que ainda dá para sonhar com aquelas viagens que faremos quando tudo voltar ao normal. Quer dizer, quase tudo: é impossível saber se as moedas um dia voltarão a cair.

Por isso, se o Velho Continente faz parte dos seus planos, talvez seja hora de planejar roteiros pelos países da Europa que não usam o euro.

Mais de 20 países europeus usam outras moedas. Algumas são mais valorizadas (é o caso da libra), mas outras permitem viajar sem grandes preocupações financeiras.

Quer saber quais são eles? Vem comigo!

Países da Europa que não usam o euro

Albânia

O lek albanês é a moeda oficial do país. De acordo com o câmbio no dia 16 de março, 1 real compra cerca de 22 lekê (plural de lek).

A Embaixada do Brasil em Tirana, capital albanesa, indica ainda que uma refeição a la carte custa a partir de 400 lekë. Mas é preciso ficar atento:

“Em função de uma reforma monetária no início dos anos 90, a moeda albanesa, o lek, perdeu um zero (1000 lekë antigos, por exemplo, passaram a valer 100 lekë novos), mas a maioria da população ainda cota os preços em lek antigo (se um produto custa 50 lekë, o comerciante provavelmente dirá que o preço é 500 lekë). Esta discrepância na maneira de informar preços ocorre apenas na linguagem oral e causa mal-entendidos não só para os estrangeiros, mas entre os próprios albaneses”, informa.

Azerbaijão

Manat azeri é a moeda oficial do Azerbaijão. Cada manat azeri equivale a cerca de R$ 2,90. Na prática, os preços não mudam tanto de cá pra lá.

Bielorrússia

O rublo bioelorrusso vale cerca de R$ 2. Apesar disso, os preços praticados no país costumam ser muito baratos quando comparados à realidade brasileira. Ponto pra nós! ????

Bósnia e Herzegovina

Quem inventou o nome da moeda da Bósnia e Herzegoniva era prolixo: marco bósnio-herzegovino conversível. Cada unidade deste marco vale cerca de R$ 2,80 e, mesmo assim, os valores costumam ser mais em conta do que os que encontramos no Brasil.

Bulgária

Cada lev búlgaro vale aproximadamente R$ 2,80. Agora pensa que uma refeição simples no país custa em média 10 levs.

Faça os cálculos e me diga: tá bom ou quer mais?

Descubra Quanto Custa Viajar para a Bulgária

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Plovdiv, na Bulgária. Foto: Deniz Fuchidzhiev

Leia também:  Como Saber Quem Te Bloqueou No Whatsapp?

Croácia

A kuna croata é uma das moedas que valem menos do que o real em plena Europa. Cada moeda brasileira compra 1,4 kunas. Apesar disso, os preços podem ser um pouco mais elevados do que os encontrados em terra brasilis. Abra o olho e seja feliz.

Veja todos os custos de uma viagem para a Croácia

Dinamarca

Coroa dinamarquesa, guarde esse nome. Em teoria, ela vale menos do que o real (R$ 1 = 1,4 coroas). Na prática, os preços na Dinamarca são altos e desequilibram essa balança.

Um simples café expresso, por exemplo, custa em média 26 coroas (cerca de R$ 19).

Quanto Custa Viajar para a Dinamarca

Hungria

O florim húngaro ou forint é um sonho para viajantes brasileiros. Cada real equivale a 63 forints. Para comparar, uma cerveja simples no supermercado custa em média 260 forints (cerca de R$ 4), enquanto uma refeição em um restaurante econômico sai por 2.000 forints (R$ 32).

Ou seja, mesmo com a moeda húngara sendo mais desvalorizada, os preços são similares aos de muitas cidades no Brasil.

Veja os preços de uma viagem para a Hungria

Islândia

Mais um caso bem similar ao da Dinamarca. Mesmo que cada real compre 28 coroas islandesas, basta conferir os preços no país para entender que isso não significa necessariamente economia.

Na dúvida, aqui no blog tem um post com todos os custos de uma viagem para Islândia para você se programar. ????

Descubra quanto custa viajar para a Islândia

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Kirkjufellsfoss, Islândia. Foto: Martin Jernberg

Liechtenstein

A cotação do franco suíço, moeda oficial de Liechtenstein, é bem similar à do euro.

Ou seja, não dá jogo.

Macedônia do Norte

Cada real compra em média 11 dinares macedônios. Apesar disso, ainda há muito pouca informação de viagem pela região, o que fez com que o El País classificasse a Macedônia do Norte como um “segredo balcânico”.

Moldávia

Com um real, compram-se 3,5 lei (plural para leu moldavo). Esse câmbio promete ajudar bastante nas suas aventuras pela Moldávia – já pensou em provar os vinhos do país?

Noruega

Embora a coroa norueguesa valha quase a metade do que o real, esse é mais um caso de “falso barato”, assim como acontece na Islândia ou na Dinamarca.

Para ter uma ideia, a comida em um restaurante econômico na Noruega custa em média 180 coroas (cerca de R$ 90).

Descubra quanto custa viajar para a Noruega

Polônia

A cotação do zloty polonês é bem similar à do real e os preços, em geral, costumam ser condizentes nos dois países.

Boa notícia, não?

Veja quanto custa viajar para a Polônia

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Cracóvia, Polônia. Foto: Ostap Senyuk

Reino Unido

Não tem nem o que falar sobre a libra, a moeda dos países que compõem o Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales). Cada libra equivale a mais de R$ 6 e a partir daí é só sofrer com o câmbio ou adotar a máxima de que “quem converte não se diverte”.

República Tcheca

Cada real compra em média 5 coroas tchecas. Como uma comida em um restaurante barato sai por cerca de 140 coroas, os preços acabam sendo similares aos de muitas cidades brasileiras.

Saiba todos os custos de uma viagem para a República Tcheca

Romênia

O leu romeno é a moeda oficial da Romênia. Como a sua cotação é bem parecida com a do real, e os preços no país também, dá para curtir a viagem sem se preocupar tanto com a conta no final.

Romênia: tudo o que você precisa saber antes de ir

Rússia

Com um pé na Europa e outro na Ásia, a Rússia usa o rublo russo como divisa. Com R$ 1, compra-se em média 15 rublos. Mesmo assim, a sensação é de que, no final das contas, os preços quase empatam com os praticados aqui no Brasil.

Nossa viagem para a Rússia – o que você precisa saber antes de ir

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Ponte Zhivopisnyy, Moscou, Rússia. Foto: Alexander Smagin

Sérvia

Com R$ 1, é possível comprar mais de 20 dinares sérvios. Apesar disso, algumas coisas podem ser um tiquinho mais caras do que os preços encontrados no Brasil.

Suécia

Em teoria, a coroa sueca vale “metade” do real. Só que a gente sabe que a Suécia não é barata, né? (Uma pena, por sinal!).

Então é bom contabilizar mais essa na listinha dos países com moedas que parecem desvalorizadas, mas não são.

Descubra quanto custa viajar para a Suécia

Turquia

O real vale cerca de 1,3 liras turcas, moeda usada na Turquia. A boa notícia é que a economia no país pode ser real-oficial, desde que você deixe de lado passeios mais badalados, como o passeio de balão pela Capadócia – um sonho que não sai por menos de 120 euros.

Veja todos os custos de uma viagem pela Turquia

Ucrânia

Cada real brasileiro compra 5 hryvnias ucranianos Difícil pronunciar o nome dessa moeda? Pois não se preocupa: dá para chamar de “grívnia” mesmo.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Lviv, Ucrânia. Foto: AndriyKo Podilnyk

Nota: as taxas de câmbio informadas no texto foram disponibilizadas pela Morningstar no dia 16 de março de 2020 e a comparação de preços foi feita através do site PreciosMundi. Ambos podem sofrer alterações a qualquer momento.

Países que usam o euro como moeda

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?Foto: Dinheiro Vivo

O euro foi oficializado como moeda na União Europeia no dia 1º de janeiro de 1999. Entretanto, apenas 12 países que usam o euro como moeda estavam no começo da implementação, são eles: Áustria, Bélgica, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda , Portugal e Espanha.

Desse modo, a ideia de uma moeda comum tinha como objetivo inicial possibilitar uma maior integração econômica e a unificação da Europa em um mercado comum. Contudo, a utilização do euro por diversos países europeus também permitiu que as transações econômicas ficassem mais fáceis entre pessoas de diferentes países, tendo menos necessidade de conversões de moeda.

Para os países que usam o euro como moeda existem algumas vantagens, entre elas tornar o comércio europeu mais fácil e integrado. Além disso, apenas quatro anos depois de suas criação, o euro estreou em 2002 em 10 países. Sendo assim, atualmente o euro e o dólar são fundamentais para os mercados globais.

Leia também: Espaço Schengen: o que é e quais países fazem parte.

A implementação do euro como moeda

Inicialmente o euro foi utilizado apenas nas negociações entre bancos e rastreado ao lado das moedas dos países. Entretanto, as cédulas e as moedas foram lançadas alguns anos depois para o público poder utilizar nas transações cotidianas.

Sendo assim, os residentes dos primeiros países da União Europeia que adotaram o euro começaram a usar as notas e moedas no dia 1 de janeiro de 2002. Desse modo, as pessoas tiveram que trocar o dinheiro das antigas moedas e passaram a utilizar apenas o euro nas transações monetárias.

Conheça quais são os melhores países para trabalhar na Europa.

O símbolo do Euro: €

O símbolo do euro é um “E” arredondado com uma ou duas linhas cruzadas: €. Os euros estão divididos em centavos (cêntimos em Portugal) de euro, sendo que cada centavo de euro equivale a um centésimo de euro.

Sendo uma das moedas mais poderosas do mundo, o euro é utilizado por mais de 175 milhões de europeus. Porém, ainda que a União Europeia seja composta por 27 países membros (eram 28 até a saída do Reino Unido em janeiro de 2020 – BREXIT), o euro é a moeda em apenas 19 países.

Entretanto, também é utilizado como moeda principal em alguns países que não são formalmente membros da União Europeia.

Leia também tudo sobre os Impostos na Europa: veja o ranking dos países.

Países que usam o euro como moeda:

  1. Andorra (não é membro da União Europeia – UE)
  2. Áustria
  3. Bélgica
  4. Chipre
  5. Estônia
  6. Finlândia
  7. França
  8. Alemanha
  9. Grécia
  10. Irlanda
  11. Itália
  12. Kosovo (nem todos os países reconhecem Kosovo como uma nação independente)
  13. Letônia
  14. Lituânia
  15. Luxemburgo
  16. Malta
  17. Mônaco (fora da UE)
  18. Montenegro (não pertence a UE)
  19. Países Baixos (Holanda)
  20. Portugal
  21. San Marino (fora da UE)
  22. Eslováquia
  23. Eslovênia
  24. Espanha
  25. Cidade do Vaticano (fora da UE)

Alguns territórios que usam o euro como moeda:

Você sabia que alguns territórios também usam o euro como moeda? Veja a lista abaixo:

  • Akrotiri e Dhekelia (território britânico);
  • Terras Austrais e Antárticas Francesas;
  • Saint Bathelemy (coletividade ultramarina da França);
  • St. Martin (coletividade ultramarina da França);
  • Saint Pierre e Miquelon (coletividade ultramarina da França).

Entretanto, muitos países que não utilizam o euro fazem parte da Área Única de Pagamentos em Euros. Desse modo, é permitido que realizem transferências bancárias simplificadas. São eles:

  • Bulgária;
  • Croácia;
  • República Tcheca;
  • Dinamarca;
  • Hungria;
  • Islândia;
  • Liechtenstein;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Romênia;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Reino Unido.

Países que usam o euro como moeda recentemente e futuramente

No dia 1 ° de janeiro de 2009, a Eslováquia começou a usar o euro e a Estônia em 1 ° de janeiro de 2011. Entretanto, a Letônia aderiu em 1 ° de janeiro de 2014 e a Lituânia começou a usar o euro em 1 ° de janeiro de 2015.

Todavia, alguns membros da União Europeia estão trabalhando para se tornarem participantes da zona do euro. Por exemplo, a Romênia planeja começar a usar a moeda em 2022 e a Croácia em 2024.

Contudo, as economias dos países são avaliadas a cada dois anos, pois a ideia é verificar se são fortes o suficiente para adotar o euro, usando números como taxas de juros, inflação, taxas de câmbio, produto interno bruto (PIB) e dívida pública.

A União Europeia adota medidas de estabilidade econômica para avaliar se um novo país da zona do euro teria menos probabilidade de precisar de estímulo fiscal ou resgate financeiro após ingressar no país.

Leia também:  Como Saber Se A Pessoa Que Morreu Esta Bem?

Por que alguns países que usam o euro como moeda?

A Dinamarca, mesmo sendo membro da União Europeia, optou por não adotar o euro como moeda.

Entretanto, o Reino Unido, por exemplo, fez parte da União Europeia de 1973 até janeiro de 2020, porém nunca aderiu ao euro.

Sendo assim, como a libra esterlina sempre foi uma moeda importante no mundo, os líderes pol não viram a necessidade de adotar qualquer outra coisa na época em que o euro foi criado.

Risco x Liberdade

Os países que não usam o euro mantém a independência de suas economias. Sendo assim, a liberdade tem o preço do risco, entretanto eles são capazes de definir suas próprias taxas de juros e outras políticas monetárias. Entretanto, em caso de crise financeira não podem pedir ajuda ao Banco Central Europeu e precisam resolver o problema independentemente.

Polêmica nos países que usam o euro como moeda

No entanto, não ter uma economia interdependente com as de outros países pode fazer algum sentido. Sendo assim, os países que optaram pelo euro podem ter uma maior agilidade para lidar com uma crise generalizada que afeta os países de forma diferente, como no caso da Grécia em 2007-2008.

Contudo, os resgates à Grécia demoraram muito para serem decididos. Sendo assim, a Grécia não conseguiu definir suas próprias políticas ou tomar suas próprias medidas. Uma questão polêmica na época era se a falida Grécia permaneceria na zona do euro ou traria de volta sua moeda.

Todavia, a Dinamarca não usa o euro, mas tem sua moeda (coroa) atrelada ao euro para manter a estabilidade e previsibilidade econômica do país. Desse modo, consegue evitar grandes flutuações e especulações de mercado em sua moeda.

Euro X Dólar

O dólar se tornou moeda comum internacionalmente, assim como o inglês tem sido uma língua comum entre pessoas de diferentes países. Desse modo, os países e investidores estrangeiros veem os títulos do Tesouro dos Estados Unidos da América como seguros para colocar seu dinheiro por causa de um governo estável atrás do dólar.

Todavia, a taxa cambial se definia com base na Unidade de Moeda Europeia, que se baseava em um conjunto de moedas europeias. Contudo, geralmente o valor é um pouco mais alto que o dólar.

  • O mínimo histórico foi de 0,8225 (outubro de 2000) e seu máximo histórico foi de 1,6037, alcançado em julho de 2008 durante a crise das hipotecas subprime e a falência da empresa de serviços financeiros Lehman Brothers.
  • Salário nos Estados Unidos, descubra as profissões mais bem pagas.

Paises Que Nao Tem O Euro Como Moeda?

  1. Ganhe descontos de até € 41,00 euros na sua hospedagem pelo Airbnb, acesse o nosso voucher de desconto (válido para todos os países do mundo).
  2. Para reservar seu seguro de viagem com desconto, acesse o nosso cupom de desconto do Seguros Promo, você pode comparar seguradoras e escolher a melhor cobertura.
  3. Encontre passagens aéreas com preços promocionais pelo site Passagens Promo e economize mais de 35% para viajar pelo Brasil ou para o exterior.

Compre um chip internacional de celular antes mesmo de sair no Brasil. Acesse o site America Chip, ganhe 5% de desconto com o voucher: vagaspelomundo e receba em casa.

Aproveite também para reservar hotéis com desconto, acesse o site Booking e pesquise as melhores opções de hospedagem.

Se você vai viajar e precisa alugar um carro, nós recomendamos o site Rentalcars, ele compara os preços de diversas locadoras e você consegue economizar bastante.

Países que usam o euro | União Europeia

O euro é o símbolo mais concreto da integração europeia: cerca de 341 milhões de pessoas usam-no todos os dias, o que o torna a segunda moeda mais utilizada em todo o mundo. As suas vantagens são óbvias para qualquer pessoa que viaje para o estrangeiro ou faça compras pela Internet através de sítios estabelecidos noutro país da UE.

Países da UE que utilizam o euro

Atualmente, o euro (€) é a moeda oficial de 19 dos 27 países da UE, que juntos constituem a zona euro, denominada oficialmente «área do euro».

Embora todos os países da UE façam parte da União Económica e Monetária (UEM), só 19 países substituíram as suas moedas nacionais pela moeda única, o euro. Estes países formam a «área do euro», também conhecida como «zona euro».

Os países seguidamente enumerados ainda não adotaram a moeda única, mas aderirão à zona euro assim que reunirem as condições necessárias. Na sua maioria, trata-se de países que aderiram à UE em 2004, 2007 e 2013, isto é, depois da introdução do euro em 2002.

  • Bulgária
  • Croácia
  • Chéquia
  • Hungria
  • Polónia
  • Roménia
  • Suécia

Pontualmente, os países da UE podem negociar uma cláusula de exclusão voluntária em relação a qualquer ato legislativo ou tratado da União Europeia e decidir não participar em determinados domínios. No caso da moeda única, a Dinamarca optou por não adotar o euro e manter a moeda nacional.

Como aderir à zona euro

Para poderem aderir à zona euro, os países da UE devem cumprir os chamados critérios de convergência.

Estas condições económicas e jurídicas vinculativas estão consagradas no Tratado de Maastricht de 1992, sendo também conhecidas como «critérios de Maastricht». Assim que cumprirem esses critérios, todos os países da UE, com exceção da Dinamarca, são obrigados a adotar o euro e a aderir à zona euro.

O Tratado não define um calendário para a adesão à zona euro, mas deixa aos países a responsabilidade de desenvolverem as suas próprias estratégias para satisfazer as condições de adoção do euro.

A Comissão Europeia e o Banco Central Europeu decidem em conjunto se um país candidato à zona euro reúne as condições para poder adotar o euro.

Depois de avaliarem os progressos realizados em relação aos critérios de convergência, estas instituições publicam as suas conclusões em relatórios que devem ser ratificados pelo Conselho ECOFIN, em consulta com o Parlamento e os Chefes de Estado e de Governo. Em caso de parecer favorável, o processo de adoção do euro pode começar.

Zona Euro – Wikipédia, a enciclopédia livre

Esta página cita fontes confiáveis, mas que não cobrem todo o conteúdo. Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) (Fevereiro de 2020)
As referências deste artigo necessitam de formatação. Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro. (Agosto de 2016)

Zona do Euro ou Eurozona

  Zona Euro
  Países da ERM II
  Outros países da UE
  Estados/territórios fora da UE que adotaram unilateralmente o euro

Política da

 União Europeia

Tipe

União monetária

Moeda

Euro

Estabelecida em

1 de janeiro de 1999

Membros

19 países

  •  Alemanha
  •  Áustria
  •  Bélgica
  •  Chipre
  •  Eslováquia
  •  Eslovénia
  •  Espanha
  •  Estónia
  •  Finlândia
  •  França
  •  Grécia
  •  Irlanda
  •  Itália
  •  Letónia
  •  Lituânia
  •  Luxemburgo
  •  Malta
  •  Países Baixos
  •  Portugal
  • Membros futuros

Governança

Controle político

Eurogrupo

Presidente do Eurogrupo

Mário Centeno

Banco central

Banco Central Europeu

Presidente do BCE

Mario Draghi

Estatísticas

População (2017)

341 464 266 [1]

PIB (Nominal, 2016)

Total: €10,74 ($12,6)  bilhões

Per capita: 31 600€ (37 200$) [2]

Taxa de juros

0,00%[3]

Inflação

0,2%[4]

Desemprego

7,7%[5]

Balança comercial

€140 mil milhões de défice comercial[6]

A Zona Euro,[7][8] oficialmente designada por Área do Euro,[9][10] e também coloquialmente referida como Eurozona, refere-se a uma união monetária constituída por 19 Estados-membros da União Europeia que adotaram oficialmente o euro como moeda comum.

A entidade máxima que regula toda a política monetária é o Banco Central Europeu, sediado em Frankfurt, Alemanha. A Zona Euro é a segunda maior economia do mundo, segundo estimativas da Agência Central de Inteligência (CIA) para 2013.[11]

A Suíça e Liechtenstein, que ficam entre a Áustria, Itália, França e Alemanha, ficaram fora da União Europeia e também não adotaram o euro como a moeda local, permanecendo com o franco suíço. A Noruega também não está na União Europeia, proposta rejeitada em dois referendos.

Os membros da Zona Euro têm de respeitar o Pacto de Estabilidade e Crescimento e manter o seu défice público abaixo de 3% do produto interno bruto (PIB). Se não o fizerem, ficarão sujeitos a multas. O pacto de estabilidade e crescimento também proíbe uma dívida pública superior a 60% do PIB.

Membros

Membros fundadores

Em 1998, onze Estados-membros da União Europeia estabeleceram um conjunto de critérios de convergência para a adoção do euro, tendo sido oficialmente criada a Zona Euro, a 1 de Janeiro de 1999 com a introdução da moeda.

Naquela data, as notas e peças metálicas começaram a ser fabricadas em 11 países (Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Portugal).

A nova moeda passou a circular desde 1 de Janeiro de 2002.[12][13]

Leia também:  Como Saber A Que Raio Pertenço?

A Grécia ingressou na Zona Euro a 1 de janeiro de 2001; a Eslovénia, a 1 de janeiro de 2007; Chipre e Malta, a 1 de janeiro de 2008; a Eslováquia, a 1 de janeiro de 2009; a Estónia a 1 de janeiro de 2011, a Letónia em 1 de janeiro de 2014, e a Lituânia em 1 de janeiro de 2015. Atualmente, dos 28 Estados-membros da União Europeia, 19 adotam o euro como a moeda oficial. A população total da Zona Euro supera os 323 milhões de habitantes.

Cédulas de euro, moeda comum dos 19 países da União Monetária Europeia.

Estado

Data de Adoção

População

Exceções

Alemanha 1 de janeiro de 1999 82 314 906
Áustria 1 de janeiro de 1999 8 316 487
Bélgica 1 de janeiro de 1999 10 403 951
Chipre 1 de janeiro de 2008 766 400 República Turca de Chipre do Norte[14]
Eslováquia 1 de janeiro de 2009 5 389 180
Eslovénia 1 de janeiro de 2007 2 013 597
Espanha 1 de janeiro de 1999 45 116 894
Estónia 1 de janeiro de 2011 1 342 409
Finlândia 1 de janeiro de 1999 5 289 128
França 1 de janeiro de 1999 63 392 140  Nova Caledônia[15] Polinésia Francesa[15] Wallis e Futuna[15]
Grécia 1 de janeiro de 2001 11 125 179
República da Irlanda 1 de janeiro de 1999 4 239 848
Itália 1 de janeiro de 1999 59 131 287 Campione d'Italia
Letónia 1 de janeiro de 2014 2 008 700
Lituânia 1 de janeiro de 2015 3 369 300
Luxemburgo 1 de janeiro de 1999 476 200
Malta 1 de janeiro de 2008 404 962
Países Baixos 1 de janeiro de 1999 16 372 715  Aruba[16] Bonaire Curaçao Saba Santo Eustáquio São Martinho
Portugal 1 de janeiro de 1999 10 599 095
Zona Euro 326 549 089

Ampliação

Ver artigo principal: Alargamento da zona euro

Oito países da UE não adotaram o Euro como moeda oficial: Bulgária, Croácia, Dinamarca, Hungria, Polónia, Roménia, República Checa e Suécia.

A Dinamarca é um caso excecional no tratado original de Maastricht. O país está isento de se juntar à Zona do Euro a não ser que um voto parlamentar ou referendo decida o contrário. Existe um plano de realizar um referendo popular após realizados trâmites legais relacionados com o Tratado de Lisboa.[17]

A Suécia obteve a exceção de facto devido a uma lacuna legal. O país não possui os critérios necessários para a adoção da moeda única. O povo sueco rejeitou o euro através de referendo.

Antes que um Estado possa se juntar à Zona Euro deve passar dois anos no MTC II (Mecanismo Europeu de Taxas de Câmbio). A 1 de Janeiro de 2008 cinco bancos nacionais participaram no mecanismo. Os restantes deveriam juntar-se nos anos seguintes.

Os próximos países a aderirem à zona monetária são:

País

Ano de Adesão

 Bulgária Sem data anunciada
 Polónia Sem data anunciada
Roménia Sem data anunciada
 Hungria Sem data anunciada
 Croácia Sem data anunciada
 Chéquia Sem data anunciada

Países fora da UE

Com acordo formal

Alguns países fora da União Europeia aderiram ao Euro. Para uma adoção formal, que implica a possibilidade de fabricar as suas próprias moedas, foi necessário atingir um acordo. O Mónaco, São Marino e o Vaticano chegaram a acordo com a União. Antes da adesão, o Mónaco tinha como moeda o franco monegasco e em São Marino e no Vaticano, a moeda oficial era a lira italiana.[18]

Os acordos foram também concluídos com os territórios ultramarinos da França: Saint-Pierre-et-Miquelon, na costa do Canadá. Estes territórios foram autorizados a utilizar o euro mas não ao cunho nacional.

Estado/Território

Adoção

Acordo

População

Andorra 1 de janeiro de 1999 Acordo com a UE 82 000
Mónaco 1 de janeiro de 1999 31 de dezembro de 1998 32 671
São Marino 1 de janeiro de 1999 31 de dezembro de 1998 29 615
Saint Pierre et Miquelon 1 de janeiro de 1999 31 de dezembro de 1998 6 125
Cidade do Vaticano 1 de janeiro de 1999 31 de dezembro de 1998 800

Sem acordo formal

Andorra não tem uma moeda oficial tendo adotado, antes, o Franco francês e a peseta espanhola como moedas de facto oficiais e nunca teve acordos formais com a Espanha ou com a França.

Desde 1 de Julho de 2012, Andorra emite moedas de Euro próprias, para circulação, mantendo-se fora da União Europeia. O acordo monetário, com a União Europeia, foi assinado a 29 de Junho de 2011.

Todos os anos irá emitir moedas de euro com a face comum e a face própria de Andorra.

Montenegro e o Kosovo usam o euro desde o seu lançamento, tendo anteriormente adotado o marco alemão ao invés do dinar sérvio. O euro tem ajudado na estabilização das economias daqueles países.

Outros países estão interessados em aderir ao euro mas sem serem membros efetivos da UE, tal como a Islândia, onde, segundo uma sondagem, 53% dos inquiridos apoiam a adoção do euro como moeda oficial.[19]

Há ainda o caso do Zimbabwe, que suspendeu a circulação da sua própria moeda, e entre as várias divisas que substituíram o dólar zimbabuano encontra-se o euro.

Estado/Território

Adoção

Interesse

População

Linha Verde 1 de janeiro de 2008 n/d 0
Kosovo 1 de janeiro de 2001 Membro da UE 2 100 000
Montenegro 1 de janeiro de 2002 Membro da UE 684 736
São Bartolomeu 1 de janeiro de 1999 n/d 8450
Zimbabwe 2009[20] n/d 12 619 000

Moedas externas à UE indexadas ao euro

  • Cabo Verde tinha a moeda indexada ao escudo português tendo transferido a indexação para o euro.
  • A Bósnia e Herzegovina alterou a indexação da sua moeda do marco alemão para o euro.
  • As moedas usadas em algumas nas antigas colónias francesas estavam indexadas ao franco francês e agora ao euro.

Crise de 2008

A crise financeira de 2008-2009 foi a justificação para a Dinamarca, a Polónia e a Islândia mostrarem interesse em aderir ao espaço monetário.[21]

A Romênia tem um dos maiores prazos, devendo a adoção acontecer para lá de 2013. O primeiro-ministro húngaro Péter Medgyessy anunciou, em 2003, que a Hungria iria se juntar à Zona Euro em 2008. No entanto, em 2004, o prazo dilatou-se para 2010. Quando a Hungria adotou o programa financeiro de conversão em 2006, sofreu vários problemas financeiros.[22]

Recentes análises afirmaram que a Bulgária não estará pronta a juntar-se ao euro antes de 2015 devido também aos problemas de inflação mas também devido aos impactos da Crise Financeira Global de 2008.[23]

Crise da dívida pública na Zona Euro

Ver artigo principal: Crise da dívida pública da Zona Euro

No início de 2010, temores com relação a uma crise da dívida soberana de vários países da Zona Euro, como Grécia, Espanha, Irlanda, Portugal e Itália[24] levaram a uma crise de confiança e ao consequente aumento dos spreads dos títulos e do seguro para cobertura de risco dos swaps de “credit default” para esses países.

Referências

  1. ↑ «Total population as of 1 January. Euro area (19 countries)». Epp.eurostat.ec.europa.eu 
  2. ↑ «Gross domestic product at market prices». Epp.eurostat.ec.europa.eu 
  3. ↑ Key ECB interest rates Arquivado em 11 de agosto de 2013 no Wayback Machine.

    , ECB

  4. ↑ HICP – all items – annual average inflation rate Eurostat
  5. ↑ Harmonised unemployment rate by gender – total – [teilm020,; Total % (SA) Eurostat
  6. ↑ Dados de 2014. [1], Eurostat
  7. ↑ «Designação adoptada no Tratado de Nice – Declaração respeitante ao artigo 111.

    º do Tratado que institui a Comunidade Europeia» (PDF) 

  8. ↑ «De acordo com o sítio da Comissão Europeia para os Assuntos Económicos e Financeiros, Por “zona euro”, entende-se o grupo dos Estados-membros da União Europeia que adotaram o euro como moeda.

    » 

  9. ↑ «De Acordo com o sítio da União Europeia, A expressão «Área do euro» designa o conjunto dos países que possuem a moeda única. O termo «Eurolândia» ou qualquer outro termo não deve ser utilizado em português.» 
  10. ↑ «Mapa da área do euro 1999 – 2009» 
  11. ↑ «World Factbook of CIA» (em inglês).

    Consultado em 23 de julho de 2014 

  12. ↑ « Les pays membres de la zone euro » sur touteleurope.fr
  13. ↑ Le passage à l'Euro sur sceco.univ-poitiers.fr
  14. ↑ A auto-declarada República Turca de Chipre do Norte não é reconhecida oficialmente pela União Europeia e tem como moeda oficial a mesma da Turquia.

  15. a b c Os territórios franceses no Pacífico usam o Franco
  16. ↑ Aruba usa o florim arubiano. Faz parte do Reino dos Países Baixos, mas não da UE.
  17. ↑ «Dinamarca planeia realizar referendo» 
  18. ↑ «Agreements on monetary relations (Monaco, San Marino, the Vatican and Andorra)». European Communities.

    30 de setembro de 2004.

    Consultado em 12 de setembro de 2006 

  19. ↑ «Sondagem na Islândia sobre a adoção do euro» 
  20. ↑ No Zimbabwe está suspensa a própria moeda, tendo sido substituída por várias moedas africanas (Rand Sul-Africano, Pula do Botswana) e internacionais (Dólar dos Estados Unidos e Euro)
  21. ↑ «Crise financeira de 2008 obriga países a rever as suas políticas monetárias» 
  22. ↑ «A Hungria e o Euro» 
  23. ↑ «A Bulgária e o Euro» 
  24. ↑ Brian Blackstone, Tom Lauricella, and Neil Shah (5 de fevereiro de 2010). «Global Markets Shudder: Doubts About U.S. Economy and a Debt Crunch in Europe Jolt Hopes for a Recovery». The Wall Street Journal  !CS1 manut: Nomes múltiplos: lista de autores (link)

Ver também

  • União económica e monetária
  • Sistema Monetário Europeu
  • Sistema Europeu de Bancos Centrais

Ligações externas

  • «Página do Banco Central Europeu» 
  • Portal da União Europeia
  • Portal da Europa
  • Portal de economia e negócios

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Zona_Euro&oldid=60136442”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*