Onde E Como Surgiu O Voleibol?

Conheça toda a história do Voleibol desde quando foi criado até hoje.

Veja ainda os títulos e recordes do Brasil no Vôlei

  • Quem acompanha a Superliga ou jogos da Seleção Brasileira, seja a feminina ou a masculina, pode não se atentar que a história do voleibol começou no fim do século 19, em uma relação direta com o basquete.
  • Pode até ser surpreendente, mas você sabia que a ideia do criador do voleibol era desenvolver um esporte que não fosse tão cansativo e não envolvesse contato físico como o basquete?
  • Desde a criação do esporte, muitas regras do vôlei mudaram, até chegar ao que vemos nos jogos de vôlei atualmente, como o fim da vantagem e a introdução do líbero.

Fato é que o voleibol tem se consolidado como um dos esportes mais populares do Brasil. Nas quadras, já são 5 medalhas de ouro em Olimpíadas — 3 dos homens e duas das mulheres, além de 3 medalhas de ouro no vôlei de praia.  

Quer conhecer um pouco mais da história do voleibol? Vem com a gente!

Infográfico: a história do voleibol

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

Quem inventou o voleibol?

O inventor do voleibol foi o norte-americano William G. Morgan. Ele era diretor de educação física da Associação Cristã de Moços (ACM) na cidade de Holyoke, no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos.

Quando surgiu o voleibol?

William G. Morgan criou o voleibol em 1895, em uma história diretamente relacionada ao basquete, que havia surgido 4 anos antes.

A pedido do pastor Lawrence Rinder, o então diretor da ACM de Holyoke buscava um esporte que não fosse tão desgastante e com contato físico como o basquete, para que pessoas mais velhas pudessem se sentir mais confortáveis.

Morgan então idealizou um esporte com uma rede como a do tênis, mas com altura de 1,98 metro (desde o chão até o topo da rede). As equipes deveriam, portanto, rebater uma câmara da bola de basquete sobre essa rede.

Onde E Como Surgiu O Voleibol?O norte-americano William G. Morgan foi o criador do voleibol, em 1895

Você ama outros esportes além do Vôlei? Aqui na Esportelândia também falamos sobre:

  • Futebol
  • Basquete
  • Futebol Americano
  • Tênis
  • Fórmula 1

Como era chamado o voleibol logo que surgiu?

Inicialmente, o voleibol não recebeu esse nome. Quando foi criado, em 1895, o esporte foi denominado mintonette. Somente um ano depois, em uma convenção entre professores de educação física dos Estados Unidos, realizada no Springfield’s College, Dr. A.T. Halstead sugeriu que o esporte recebesse o nome de voleibol.

A mudança de nome foi uma consequência do objetivo do esporte.

Qual é o objetivo do voleibol?

Justamente por ser um esporte cujo objetivo é rebater uma bola sobre uma rede, o voleibol recebeu esse nome. Porém, essa é uma ideia um pouco resumida de como é o jogo.

Para pontuar em uma partida de vôlei, as equipes devem, além de passar a bola sobre a rede, buscar com que ela caia no chão no lado da quadra adversária. Os times pontuam também quando o adversário manda a bola para fora dos limites da quadra.

Há ainda outras formas de uma equipe pontuar no voleibol, em consequência de violações do adversário, como:

  • encostar na rede;
  • dar mais do que três toques na bola antes de passá-la para a quadra adversária;
  • invadir o lado da quadra adversária, tanto por cima quanto por baixo da rede;
  • o jogador que está no fundo da quadra atacar além da linha de 3 metros.

Onde é praticado o voleibol?

Criado em Massachusetts, nos Estados Unidos, em 1895, o voleibol chegou ao Canadá no início do século seguinte. Fora da América do Norte, os primeiros países a praticarem o vôlei foram asiáticos, como China, Filipinas e Japão.

Na América do Sul, o voleibol chegou primeiro ao Peru, em 1910. O esporte foi apresentado aos peruanos em uma missão governamental, cujo objetivo era organizar a educação primária do país.

Em 1947, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) foi fundada em Paris. O Brasil foi um dos países fundadores, assim como Egito, Estados Unidos, França, Holanda, Hungria, Itália, Iugoslávia, Polônia, Portugal, Romênia, Checoslováquia e Uruguai.

  1. Dois anos depois da fundação da FIVB, foi disputado o primeiro campeonato mundial na Checoslováquia, vencido pela Rússia.
  2. No Brasil, a história do vôlei começou logo depois da chegada do esporte à América do Sul.
  3. Vá além do mundo do Vôlei! Confira também nossos outros conteúdos:

Como começou a história do voleibol no Brasil?

O voleibol chegou ao Brasil na segunda década do século 20. Há versões que indicam que o esporte no país, inicialmente, foi praticado no Colégio Marista do Recife e também na Associação Cristã de Moços de São Paulo.

Em 1923, o Fluminense foi o primeiro clube do Brasil a adotar o vôlei. O clube carioca criou um torneio aberto para os membros da Liga Metropolitana de Desportos Terrestres.

Foi no ginásio do Fluminense, em 1951, que foi o disputado o primeiro campeonato sul-americano de voleibol.

A competição foi organizada pela Confederação Brasileira de Desportos, a antiga CDB, em conjunto com a Federação Carioca. O Brasil foi campeão tanto da competição masculina quanto do torneio masculino.

A partir da fundação da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), em 1954, o esporte passou a se difundir mais no país. Porém, a popularidade do vôlei no Brasil se tornou ainda maior quando as seleções começaram a se destacar nos Jogos Olímpicos.

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

Quando o voleibol virou esporte olímpico?

O voleibol se tornou esporte olímpico a partir da Olimpíada de 1964, disputada em Tóquio. A confirmação da entrada do esporte nos eventos dos Jogos Olímpicos havia sido confirmada dois anos antes, no Congresso de Sofia, na Bulgária.

O primeiro país campeão olímpico no voleibol masculino foi a Rússia. A Checoslováquia recebeu a medalha de prata, enquanto o Japão ficou com o bronze.

Já entre as mulheres, o Japão recebeu a primeira medalha de ouro do voleibol na história das Olimpíadas. A Rússia ficou com a prata, e a Polônia recebeu o bronze.

O Brasil passou a ser reconhecido como uma potência olímpica do voleibol a partir da década de 1980. Nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, foi consagrada a “geração de prata”, como ficou conhecido o time comandado por Bebeto de Freitas, que recebeu a primeira medalha do Brasil no esporte em olimpíadas.

Aquela equipe contou com jogadores como Bernard, Renan, Bernardinho, Marcus Vinícius e William. Desde a “geração de prata”, o Brasil passou a figurar com frequência no pódio das Olimpíadas no vôlei, consolidando o esporte como um dos mais populares no país.

Desempenho do Brasil no vôlei em Olimpíadas

Onde E Como Surgiu O Voleibol?Seleção Brasileira de voleibol masculina foi campeã olímpica pela primeira vez em 1992, em Barcelona

Depois de conquistar a prata no vôlei masculino nos Jogos Olímpicos de 1984, o Brasil passou a colecionar medalhas.

Em 1992, em Barcelona, a Seleção Brasileira foi campeã olímpica, sob o comando de José Roberto Guimarães. O time responsável por conquistar a medalha de ouro contava com Maurício, Marcelo Negrão, Giovane, Paulão, Carlão e Tande.

Os primeiros resultados positivos do Brasil no voleibol feminino vieram a partir da década de 1990, com Bernardinho como treinador.

Sob seu comando, a equipe conquistou sua primeira medalha olímpica, o bronze, em Atlanta, na Olimpíada de 1996. Aquela edição ficou marcada pela rivalidade das brasileiras com a seleção cubana, marcante por seu sistema tático.

  • Nos Jogos Olímpicos seguintes, o Brasil acumulou mais 4 medalhas de ouro, totalizando 5.
  • No masculino, além da campanha vitoriosa em Barcelona, o país chegou ao lugar mais alto do pódio em Atenas, em 2004, e no Rio de Janeiro, em 2016.
  • Já no feminino, a equipe do técnico José Roberto Guimarães foi bicampeã olímpica em Pequim’2008 e Londres’2012.

No vôlei de praia, o Brasil tem mais 3 medalhas de ouro. Jaqueline Silva e Sandra Pires venceram a primeira edição do esporte nas Olimpíadas, em Atlanta, em 1996.

  1. No masculino, por sua vez, Emanuel e Ricardo foram campeões olímpicos em 2004, em Atenas, enquanto Alisson e Bruno Schmidt, sobrinho de Oscar Schmidt, conquistaram o ouro no Rio de Janeiro, em 2016.
  2. Agora que você sabe tudo sobre a história do Vôlei, aproveite para se aprofundar ainda mais no tema com nossos outros conteúdos: 
  3. * Última atualização em 05/08/2019

Onde E Como Surgiu O Voleibol?Gustavo Andrade é jornalista, com MBAs em Comunicação e Marketing Digital e Gestão de Negócios. Foi repórter do UOL Esporte e do Superesportes, portal dos Diários Associados. Cobriu a Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Fanático por esportes, acredita que informação é fundamental até para um bom debate de boteco!

O que é Mintonette e como surgiu o Vôlei

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

A história do vôlei começa no final do século XIX, na cidade de Massachusetts, nos Estados Unidos. O diretor de Educação Física da Associação Cristã de Moços (ACM), William G. Morgan, sentiu a necessidade de inovar a grade curricular e, em 1895, pôs algumas de suas ideias em prática.

O basquete já era sucesso na época, apenas quatro anos após ter sido inventado, mas o professor Morgan precisava de algo com menos contato físico, ou seja, menos riscos de lesões para seus alunos de idade mais avançada. Foi então que, inspirado no tênis, teve a ideia de erguer uma rede a 1,98 m de altura e, baseado em suas experiências práticas de exercícios, escreveu as primeiras regras.

Leia também:  Como Saber Com Quem Uma Pessoa Fala No Whatsapp?

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

A bola de basquete também não podia ser adaptada pois era muito grande e pesada para o novo jogo. Foram feitos testes com a câmara da bola de basquete, mas esta era muito leve.

Foi então que Morgan recorreu à empresa A. G. Spalding & Bros.

, e encomendou uma bola revestida em couro, com uma câmara de ar interna de borracha, circunferência entre 63,5 e 68,6 cm e com peso variando entre 252 e 336 g.

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

>>>Conheça a origem do Tênis, o jogo da palma!>>>História do Basquete e os cestos de pêssegos

Com a bola, a rede e a quadra, as regras começaram a ser aprimoradas. Morgan batizou o jogo originalmente de “Mintonette”, e o objetivo principal era marcar pontos fazendo com que a bola tocasse o chão da quadra do adversário.

No ano seguinte, durante uma conferência da ACM, Morgan realizou uma pequena demonstração do seu jogo. Foi um sucesso! Em julho daquele ano, a revista Physical Education publicou uma pequena matéria sobre o jogo, que começou a se difundir. Em 1897, as regras foram todas publicadas no manual da Liga Atlética da Associação de Moços.

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

Em 1908, o vôlei já estava chegando na China e no Japão. A União Soviética realizou o primeiro Campeonato Nacional de Vôlei em 1933. No ano de 1947, foi criada a Federação Internacional de Voleibol.

O primeiro Campeonato Mundial foi disputado em Praga, na República Tcheca, no ano de 1949, e a União Soviética saiu vitoriosa.

O Programa Cultivar é um Sistema de Ensino de Educação Física e atividades extracurriculares. Conheça os planos de franquia e os modelos para escolas públicas.

>>> Tire suas dúvidas: entre em contato conosco clicando aqui.

Voleibol: história, regras, fundamentos e tudo sobre o jogo

Veja aqui um resumo sobre voleibol: saiba mais sobre a história desse jogo tão famoso no Brasil e no mundo.

Onde E Como Surgiu O Voleibol?

Saiba mais sobre o esporte! – Foto: Pixy.org

O voleibol, ou simplesmente vôlei, é um esporte bastante conhecido e praticado no Brasil, e ainda que você já tenha visto a transmissão de alguma partida na televisão ou saiba o nome de alguns famosos do esporte, como Bernardinho, Giba ou Ana Moser, talvez ainda não conheça a história, os fundamentos e as regras dessa atividade – mas isso vai mudar agora.

História do voleibol

O vôlei foi criado por William George Morgan, que era diretor de Educação Física da Associação Cristã de Moços em Massachusetts, nos EUA. Morgan inventou o esporte devido à necessidade de um jogo ideal para homens com idades entre 40 e 50 anos, mas sem a possibilidade de confrontos físicos, como acontece com o basquete.

Um pouco diferente do jogo como conhecemos hoje, o voleibol criado em 1895 por Morgan ainda não contava com rotação entre os jogadores, regras e posições que são válidas atualmente. À época, a descrição do voleibol se resumia a um esporte com rede e no qual a bola precisa estar em fluxo, movimentando-se no ar.

O nome, inclusive, ainda não era voleibol, mas sim Minonette. O título como conhecemos hoje surgiu apenas depois de alguns anos, quando as comissões esportivas começaram a estipular regras e a especificar os fundamentos do esporte. Foi em 1922, por exemplo, que começou a valer a regra dos três toques por equipe.

Depois das definições mais claras e da popularidade que o esporte foi ganhando, o vôlei começou a ser praticado por atletas de outros países: no Canadá, foi inserido em 1900; no Japão em 1908; no Uruguai em 1912 e no Brasil entre os anos de 1915 e 1916.

O voleibol no Brasil

A divergência entre a data de surgimento do voleibol no Brasil tem a ver com o registro dos que seriam os dois primeiros jogos em território tupiniquim: em 1915 houve uma partida de vôlei no Colégio Marista de Pernambuco; e em 1916, o jogo caiu nas graças dos rapazes da Associação Cristã de Moços em São Paulo.

O fato é que, independentemente da data exata, o jogo se tornou uma febre entre os brasileiros e a prática desse esporte passou a ser incentivada por entidades como o Fluminense F. C. Não demorou muito e, em 1924, o Departamento de Voleibol da Associação Metropolitana de Esportes Atléticos, no Rio de Janeiro, foi finalmente criado.

No início, o vôlei era um esporte destinado à classe alta e suas regras eram praticamente as mesmas do voleibol criado por Morgan. O Brasil demorou para se destacar em âmbito internacional, e foi apenas em 1975 que o presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Carlos Arthur Nuzman, conseguiu atrair a atenção de possíveis patrocinadores.

A partir daí, nossos jogadores começaram a colecionar grandes conquistas: Em 1984, a equipe brasileira recebeu medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles e, em 1993, os jogadores brasileiros derrotaram a equipe italiana na Liga Mundial de Vôlei, liderando a competição.

Não é de se estranhar, portanto, que o esporte tenha se tornado tão popular no Brasil, levando torcidas imensas aos mais diversos campeonatos, conseguindo audiência em transmissões ao vivo e se tornando um esporte praticamente tão importante quanto o futebol.

Fundamentos do voleibol

Desde que foi criado por Norman, o jogo passou por uma série de mudanças em relação não apenas às regras, mas também aos fundamentos, que já se sobressaem aos fundamentos iniciais do vôlei praticado em 1895.

Atualmente, os fundamentos do voleibol são:

  • Saque: É o primeiro movimento do jogo, quando a bola é arremessada por cima da rede, com o objetivo de chegar no lado da quadra, onde está o time adversário;
  • Recepção: Os jogadores do outro time recebem a bola que foi sacada, geralmente por manchete ou toque;
  • Levantamento: É a função dos jogadores levantadores, que elevam a bola com a ponta dos dedos e a direcionam para os atacantes do mesmo time, que buscarão marcar ponto ao lançar a bola para o lado dos adversários;
  • Ataque: O ataque é feito com muita força e velocidade; os atacantes dão saltos altos e jogam a bola com força na direção do chão do lado adversário, com o objetivo de marcar ponto;
  • Bloqueio: Já o bloqueio é o movimento feito por dois ou mais jogadores que estão próximos à rede e se levantam com os braços erguidos na tentativa de defender a equipe do ataque feito pelo adversário.

Regras do vôlei

Além de evitar que a bola caia no próprio lado da quadra, os jogadores têm o objetivo de fazer com que a bola caia no lado dos adversários. Conhecido por seu dinamismo, o voleibol segue diversas regras em relação a número de jogadas, posição dos jogadores e tamanho da quadra, por exemplo.

Medidas da quadra de vôlei e da rede

Em relação à medida da quadra e da rede, os números ficam assim: a quadra deve medir 18 m de comprimento e 9 de largura; e a medida da rede varia em competições oficiais, ficando com 2,24 m de altura para os jogos femininos e 2,43 para os masculinos.

Tempo de jogo e número de jogadores

O tempo de jogo varia muito e depende da pontuação de cada equipe e do número de sets disputados. Inicialmente, o jogo tem cinco sets, sendo que cada um termina quando a equipe faz 25 pontos – se houver empate, é preciso dar continuidade à contagem de pontos até que existam dois pontos de diferença para que o set seja finalizado.

Quando cada equipe vence dois sets, o quinto set (chamado de tie-break) acaba quando a primeira equipe fizer 15 pontos e não 25. Agora se uma equipe ganhar os três primeiros sets, o jogo já é considerado ganho e os dois últimos sets nem são disputados.

Em relação ao número de jogadores, são seis pessoas na quadra e mais seis na reserva, e não existe limite de substituição de jogadores, por isso é comum haver diversas trocas nas partidas.

Toques de bola e na rede

A equipe pode tocar até três vezes consecutivas na bola, passando-a de um jogador para o outro, para tentar fazer um ponto – o movimento de bloqueio não entra na contagem de toques.

Os atletas são muito precisos no momento das jogadas, afinal uma das regras principais do vôlei é que não se pode tocar na rede ou na antena da rede em momento algum.

Posições dos jogadores no voleibol

Cada posição é numerada de 1 a 6, sendo que os três jogadores perto da rede ocupam as posições 2 (direita), 3 (centro) e 4 (esquerda).

Na linha atrás desses jogadores ficam os outros três nas posições 1 (direita), 6 (centro) e 5 (esquerda).

Os jogadores devem ficar nesta posição no momento de cada saque e, depois, podem se mover por toda a quadra – o saque sempre é realizado por quem ocupa a posição 1.

O saque muda de equipe sempre que uma delas faz um ponto e, neste momento, há uma rotação na posição dos jogadores, em sentido horário, para que um novo jogador faça o saque da próxima jogada. Os técnicos pensam na posição de cada jogador com cuidado, pois as movimentações em quadra acabam se tornando estratégicas para cada time.

Quais são as faltas do voleibol?

Com base em todas as suas regras, existem muitas possibilidades de faltas no jogo de vôlei, sendo que algumas são mais comuns:

  • Dois toques: é quando o jogador toca duas vezes seguidas na bola ou quando a bola encosta em duas partes de seu corpo;
  • Quatro toques: a equipe tem direito a três toques antes de passar a bola para os adversários, portanto, quando acontecem quatro toques, é caracterizada a falta;
  • Toque apoiado: não é permitido que um jogador use outro jogador de sua equipe como apoio na hora de tocar a bola – o mesmo vale para apoio em alguma estrutura da quadra;
  • Rotação: a equipe comete falta quando a rotação dos jogadores não acontece da forma adequada dentro da quadra;
  • Rede: também é falta quando a bola passa entre as duas antenas próximas à rede.
  • O Dia Nacional do Vôlei é 27 de junho;
  • As primeiras bolas de vôlei eram feitas com uma câmara de bola de basquete coberta com couro, o que as deixavam bem mais pesadas;
  • O esporte era muito praticado por soldados estadunidenses durante a Segunda Guerra Mundial, nos intervalos entre as batalhas;
  • A primeira disputa entre times de dois países diferentes foi em 1927, com o Japão competindo contra a China – nessa época, os times tinham nove jogadores cada;
  • O primeiro Mundial Masculino de Voleibol aconteceu em 1949, na Tchecoslováquia;
  • Em 1993 a seleção brasileira foi campeã da Liga Mundial de Vôlei ao derrotar a Rússia no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.
Leia também:  Como A Mulher Sente Que O Homem Ejacula?

Compartilhe

Voleibol: resumo da história, das regras e dos fundamentos do esporte

O voleibol é uma das modalidades esportivas mais conhecidas atualmente. Trata-se de um jogo competitivo entre duas equipes dividias por uma rede.

O objetivo é fazer a bola tocar o chão da área do adversário e impedir que isto aconteça em sua própria área. Assim, esse é um esporte que visa deixar a bola sempre no ar, em fluxo.

Existem várias regras e posições no jogo, bem como sua história, descritas a seguir.

Índice do conteúdo:

  • História
  • Fundamentos
  • Regras
  • Quadra e posições
  • Curiosidades

História do Voleibol

Onde E Como Surgiu O Voleibol?iStock

Em resumo, a história do voleibol tem início em 1895 nos Estados Unidos. William George Morgan é o representante da criação desse esporte. Morgan era diretor de Educação Física da Associação Cristã de Moços (ACM) em Massachusetts.

Na associação, surgiu a necessidade de criar uma modalidade esportiva que fosse prazerosa para homens da faixa etária de 40 a 50 anos de idade. A atividade deveria ser em uma quadra, e ao mesmo tempo sem tantos contatos físicos como no basquetebol.

No início, o voleibol não tinha rotação entre jogadores, nem algumas posições ou regras que existem atualmente. Entretanto, Morgan talvez ainda reconheceria o voleibol atual porque ele é o único dos esportes com rede em que a bola deve estar em fluxo, no ar.

Nessa primeira versão, o voleibol se chamava Minonette. Depois que o esporte foi apresentado em instituições, ser popularizado e criado regras mais específicas, ele recebeu o nome de Volleyball.

As regras do voleibol foram se instituindo ao longo do tempo. Por exemplo, foi em 1922 que a regra dos três toques por equipe foi decidida. Foi também nesse desenvolvimento que outros países passaram a receber o esporte, como o Canadá, em 1900, o Japão em 1908, o Uruguai em 1912 e mais tarde o Brasil.

História do voleibol no Brasil

A data em que o voleibol chegou ao Brasil diverge entre 1915 e 1916. Na primeira data, teria sido jogado no Colégio Marista de Pernambuco. Na segunda, foi praticado na Associação de Cristãos e Moços de São Paulo.

Algumas instituições, como o Fluminense F. C. incentivaram a prática do voleibol. Em 1924 foi criado o Departamento de Voleibol da Associação Metropolitana de Esportes Atléticos, no Rio de Janeiro. O sistema de regras adotado no Brasil foi bastante semelhante ao norte-americano.

Entretanto, inicialmente o voleibol se restringiu como um esporte elitista. Nos primeiros campeonatos, o Brasil não teve nenhuma projeção internacional. Em 1975, Carlos Arthur Nuzman entrou no cargo de presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), e conseguiu chamar uma maior atenção de empresas para o esporte.

Em 1984, uma equipe brasileira conquistou uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Em 1993, o Brasil derrotou a equipe italiana na Liga Mundial de Voleibol, chegando ao topo da competição.

Atualmente, o voleibol é um dos esportes mais importantes e praticados no Brasil, ao lado do futebol. Internacionalmente, as equipes brasileiras também possuem maior projeção.

Fundamentos do voleibol

Uma partida de voleibol de alto rendimento pode durar de uma hora e meia até duas horas. O jogo é levado adiante por meio de determinados movimentos, que são os fundamentos do voleibol. As definições e os termos são variáveis, mas podem ser eles: o saque, a recepção, o levantamento, o ataque e a defesa.

  • Saque: é o primeiro movimento do jogo, no qual um jogador no fim da área de sua equipe deve enviar a bola no campo adversário;
  • Recepção: pode ser o primeiro toque na bola que vai receber o saque do adversário, visando preparar a equipe para o ataque;
  • Levantamento: o levantamento visa levar adequadamente e na melhor posição a bola para o jogador que irá fazer o ataque;
  • Ataque: é chamado também de “cortada”, no qual o jogador levará a bola ao campo do adversário, visando ganhar pontos;
  • Bloqueio: o bloqueio é feito por um ou mais jogadores que se preparam para defender o ataque do time adversário, podendo até mesmo rebater a bola.

Há diversas técnicas e formas que esses movimentos são realizados no voleibol. Todos eles visam manter a bola no ar, em constante ligação de passe entre os jogadores do mesmo time. O objetivo é fazer a bola cair no chão do adversário, seja pelo ataque, pelo bloqueio, ou mesmo um saque que não consegue ser bem recebido pelo oponente.

Regras

As regras do voleibol se desenvolveram ao longo da história, tornando o jogo mais dinâmico ou mesmo mais apreciado para o entretenimento. Portanto, há uma série de regras sobre as jogadas e outros aspectos do esporte. Listamos algumas delas a seguir.

  • Cada equipe deve possuir 6 jogadores em quadra;
  • O árbitro é responsável por sortear a equipe que vai realizar o primeiro saque, antes de iniciar o jogo;
  • Enquanto a equipe que realiza o saque continuar marcando pontos favoráveis, o poder de saque continua com ela;
  • Há um movimento de rotação, no sentido horário, do posicionamento de cada jogador na quadra cada vez que a equipe marca um ponto contra o adversário que estiver com o saque;
  • A partir do momento que a bola é enviada do campo adversário, a equipe pode tocar na bola apenas três vezes para enviá-la de volta ao oponente;
  • Um mesmo jogador não pode tocar a bola duas vezes consecutivas;
  • Dois ou três jogadores podem tocar a bola simultaneamente. Nesses casos, é considerado que a bola foi cada duas ou três vezes, respectivamente;
  • Vence um set a equipe que fizer 25 pontos com a diferença mínima de 2 pontos;
  • Em caso de empate antes de atingir o set (24 x 24), o jogo continua até uma das equipes alcançar a diferença de 2 pontos;
  • No caso de partidas compostas por 5 sets, vence quem vencer 3.

Há ainda diversas regras do esporte, incluindo outros aspectos que o envolve, como a quadra e o posicionamento dos jogadores. Algumas delas são informações bastante técnicas, como a medida da quadra e a altura da rede.

Quadra e posições

A quadra do voleibol deve ser uma superfície plana e uniforme, medindo um retângulo de 18 m x 9 m. Além dessa delimitação, deve haver um espaço livre do jogo medindo pelo menos 7 m. Nesse espaço, há a zona de saque, de substituição, de troca do líbero, de aquecimento e de penalidade.

A rede que fica acima da linha central que divide a quadra deve estar a 2,43 m do solo para homens e 2,24 m para mulheres. A própria rede, por sua vez, deve possuir 1 m de altura e 9,5 a 10 m de comprimento, além das faixas adicionais de 25 a 50 cm.

Há dois árbitros que devem estar presentes no jogo. O primeiro fica na cadeira de arbitragem, ao lado de uma das extremidades da rede e com uma visão de 50 cm acima da rede. As decisões desse primeiro árbitro são as que têm maior peso no jogo. O segundo é assistente, fica de pé e fora da quadra, no lado oposto do primeiro árbitro.

Posições do voleibol

As posições de cada jogador são numeradas de 1 a 6 dentro da quadra. Os três jogadores que ficam logo à frente da rede ocupam as posições 2, 3 e 4, da direita, centro e esquerda, respectivamente.

Os três restantes ficam na linha logo atrás dos jogadores da linha de frente. Ocupam eles as posições 1, 6 e 5, da direita, centro e esquerda, respectivamente. Essas posições devem ser mantidas em todo início de saque, podendo os jogadores se mover livremente após a realização do saque.

Nesse caso, o jogador na posição 1 é quem saca. O direito de sacar muda de equipe cada vez que uma consegue marcar um ponto contra o adversário que estava sacando. Nesse momento, é feita uma rotação no sentido horário das posições iniciais dos jogadores.

No movimento de rotação, o jogador da posição 2 se move para a 1 para sacar, o da posição 1 vai para a 6, o da 6 para a 5, e assim por diante.

Essas regras tornam o jogo mais dinâmico e permitem a elaboração de estratégias diferentes para alcançar a vitória. Nesse sentido, a própria posição inicial dos jogadores deve ser pensada para o melhor desempenho na competição.

Leia também:  Como Era O Mundo Quando O Sporting Foi Campeão?

Curiosidades

O voleibol já possui uma grande trajetória histórica e possui algumas curiosidades a respeito. Confira algumas delas a seguir.

  1. O voleibol era pratica por soldados norte-americanos na Segunda Guerra Mundial, após as batalhas;
  2. O voleibol foi incentivado pela União Soviética porque identificavam ideais comunistas na prática do esporte;
  3. Foi lenta a instituição de campeonatos internacionais. Em 1927, houve uma partida entre Japão e China. Na época, o número de jogadoras era de 9 contra 9;
  4. Em 1949, ocorreu Primeiro Mundial Masculino de Voleibol, na Thecolosváquia;
  5. Em 1993, a seleção brasileira vence a Liga Mundial, vencendo a Rússia no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo;

Com a popularização do voleibol, ele é atualmente um dos esportes mais bem-sucedidos no mundo. Para além de seus aspectos institucionais, a sua prática cotidiana e popular deve ser incentivada para promover a atividade física saudável entre as pessoas.

Referências

  • Regras do jogo. Regras oficiais de voleibol 2017-2020 – Confederação brasileira de voleibol
  • “Sacando” o voleibol: do amadorismo à espetacularização da modalidade no Brasil (1970-2000) – Wanderley Marchi Júnior
  • História do voleibol, parte 1 – Nelson Kautzner Marques Junior
  • Estudo das habilidades técnicas do ataque na posição quatro do voleibol – Marcos Augusto Rocha

História do voleibol

Criado em 1895, nos Estados Unidos, por William George Morgan (1870-1942), o primeiro nome do voleibol foi “mintonette”.

A criação de Morgan, que era professor de educação física, foi influenciada por uma série de fatores, tais como: ter um jogo em que o risco de lesão fosse reduzido; em termos físicos, não exigisse muito dos participantes; pudesse ser jogado em quadra fechada e, simplesmente, para inovar as suas aulas.

Origem do voleibol

William George Morgan, professor e diretor de Educação Física na Associação Cristã de Moços (ACM), idealizou um jogo em que a probabilidade dos participantes se machucarem, em detrimento de contato físico, fossem baixas. Outro fator importante – e pensado nos jogadores mais velhos – era que o esporte não fosse fisicamente tão exigente.

Na época, o basquete estava na moda. Havia sido criado 4 anos antes, também por um professor de educação física da Associação Cristão dos Moços, que inventou o esporte em alternativa a jogos mais violentos como o basebol e o futebol.

E assim surgiu o vôlei – chamado de “mintonette” – que, graças ao fato de cada uma das equipes ficarem separadas por uma rede, trazia menos chances de lesões.

Além disso, era menos exigente em termos físicos do que o basquetebol – uma vez que os jogadores não precisavam correr ao longo do jogo por toda a quadra. O vôlei, no entanto, era muito completo, pois compreendia uma série de exercícios benéficos para a saúde.

Outros fatores que concorreram com a invenção do vôlei foram a intenção de Morgan em inovar as suas aulas para que conseguisse cativar mais alunos, e o fato do vôlei poder ser praticado no inverno rigoroso dos Estados Unidos – já que era disputado em quadra fechada.

A bola usada no jogo seria o próximo desafio. Utilizando primeiramente apenas a câmera de ar da bola de basquete, Morgan tentou deixar a bola menor e mais leve. Mas isso não era suficiente, e Morgan solicitou à firma A.G. Spalding & Bros. a criação de uma bola específica, de modo que após várias tentativas conseguiram obter uma bola com o tamanho e peso ideais para a prática do voleibol.

De seguida, foi a vez de tratar das regras do jogo. Para tanto, Morgan pediu auxílio a dois amigos, Dr. Frank Wood e John Lynch.

No ano seguinte da sua criação, Morgan foi convidado a fazer uma demonstração do esporte num encontro promovido pela Associação Cristã dos Moços. Tratava-se, na verdade, do Congresso de Professores de Educação Física, que reuniu os conselheiros de educação física da ACM.

Nessa ocasião, a alteração do nome “mintonette” para “volley ball” foi sugerida pelo professor Alfred T. Halstead, porque os movimentos do novo jogo sugeriam isso, um voleio, ou seja, uma jogada feita no ar.

Após os conselheiros receberem uma cópia das regras do jogo, uma equipe ficou responsável por estudá-las e sugerir melhorias.

A chegada do vôlei em vários países do mundo

Dos Estados Unidos, o vôlei seguiu para o Canadá antes de conquistar o mundo, chegando à América do Sul em 1910. O primeiro país sul-americano a conhecê-lo foi o Peru, e em 1915 foi a vez do Brasil, país onde, em 1951, o primeiro campeonato sul-americano de vôlei foi disputado.

Provavelmente, foi também em 1915 que o vôlei de praia deu os seus primeiros passos nos Estados Unidos, nas lindas praias do Havaí, onde surgiu como passatempo no verão. No Brasil, 15 anos depois, em 1930, o vôlei de praia começou a ser jogado nas praias cariocas.

  • Curiosamente, o vôlei foi o passatempo dos soldados tanto na primeira como na segunda guerras mundiais.
  • Em 20 de abril de 1947 foi fundada a federação de vôlei, na França, a FIVB – Fédération Internationale de Volleyball, que teve como primeiro presidente Paul Libaud.
  • Contando atualmente com 163 países filiados, tinha os seguintes 14 membros quando foi fundada: Brasil, Bélgica, Egito, Estados Unidos, França, Holanda, Hungria, Itália, Iugoslávia, Polônia, Portugal, Romênia, Checoslováquia e Uruguai.
  • Ainda hoje a FIVB é o órgão responsável por todas as questões que envolvem o esporte, tais como a organização de torneios e congressos, cursos para árbitros e treinadores, e tudo o mais que envolva a promoção do vôlei mundialmente.
  • Dois anos depois da fundação da Federação, em 1949, realizou-se o primeiro campeonato de vôlei masculino na Checoslováquia, o qual foi conquistado pelos russos.
  • Em 1952 foi a vez das mulheres disputaram pela primeira vez um campeonato de voleibol, sendo o título conquistado pelas japonesas.

Quase 70 anos após a sua criação, a partir de 1964, o vôlei passou a integrar os jogos olímpicos. A Rússia foi o primeiro campeão olímpico do vôlei masculino, quando a Checoslováquia ficou com a prata e o Japão, com o bronze.

Pela primeira vez, em 1976, um jogo de vôlei foi televisionado para o mundo.

Com a equipe que ficou conhecida como Geração de Prata, o Brasil foi o primeiro país sul-americano a ganhar uma medalha olímpica no vôlei. O feito foi obtido nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, quando os brasileiros conquistaram a medalha de prata. Sua importância foi tão grande que a conquista foi comemorada como se da medalha de ouro se tratasse.

Nas olimpíadas seguintes, em 1988, o Brasil não conquistou nenhuma medalha, até que conquistou o ouro em 1992.

Histórico do voleibol

  1. 1895: o voleibol é criado nos EUA.
  2. 1900: o esporte é ensinado no Canadá.
  3. 1910: o vôlei chega à América do Sul.

1915: a primeira partida de vôlei é disputada no Brasil. Surgimento do vôlei de praia no Havaí.

  • 1930: o vôlei de praia começa a ser praticados nas praias brasileiras.
  • 1947: fundação da Federação Internacional de Voleibol, a FIVB – Fédération Internationale de Volleyball.
  • 1949: realização do primeiro campeonato mundial de voleibol masculino, com vitória russa.
  • 1951: disputa do primeiro campeonato sul-americano de vôlei.
  • 1952: primeiro campeonato mundial de voleibol feminino, com vitória japonesa.

1964: inclusão do vôlei como esporte olímpico. A Rússia foi o primeiro campeão olímpico do vôlei masculino.

1976: primeira transmissão televisiva de um jogo de vôlei.

1984: conquista da primeira medalha olímpica de vôlei por um país sul-americano. O feito foi obtido pelo Brasil, que ganhou a medalha de prata.

1992: o Brasil conquista sua primeira medalha de ouro no vôlei nos jogos olímpicos, em Barcelona.

Para saber mais sobre o vôlei no nosso país: História do voleibol no Brasil.

O que mudou no vôlei desde a sua criação?

A primeira bola usada no vôlei era muito pesada, motivo pelo qual Morgan solicitou que fosse criada uma bola com tamanho e peso específicos para essa prática esportiva. Ela tinha 67 cm de circunferência e pesava 340 g no máximo. Hoje, a bola tem uma circunferência de 65 cm a 67 cm, com peso entre 260 e 280 g, e tem que ser colorida para que seja identificada mais facilmente.

A quadra tinha 15 metros de comprimento por 7,60 metros de largura. Quanto à rede, media 8,3 m de comprimento com uma largura de 0,61 m, com 1,98 m a partir do chão. Hoje, a quadra oficial mede 18 x 9 m, e a rede mede entre 9,5 e 10 m e é colocada a uma altura de 2,43 m, nos jogos masculinos, e 2,24 m, nos jogos femininos.

O número de jogadores de vôlei não estava definido inicialmente. Atualmente, cada equipe é formada por 6 jogadores. É assim desde 1918.

O ataque de 3 metros foi criado nas Olimpíadas de 1976. Um jogador polonês – jogando contra a União Soviética – começou a usar esse ataque, dando a vitória ao seu país por 3 sets a 2, quando a Polônia perdia por 2 sets a 1.

  1. No Brasil, foi criado o “Jornada nas Estrelas”, que hoje não é mais usado, e também o “Viagem ao Fundo do Mar”, que é o saque mais potente do voleibol.
  2. Ao longo do tempo os saques foram se aperfeiçoando, exigindo hoje outro nível de esforço.
  3. Para você entender melhor sobre o vôlei:

FIVB – Fédération Internationale de Volleyball

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*