Onde E Como Surgiu O Futebol?

O esporte – em sua versão com regras claras – só poderia ter se popularizado durante a Revolução Industrial inglesa

Ricardo Garrido Publicado em 14/06/2018, às 07h00

As origens do futebol são objeto de discussão. Para alguns estudiosos, guerreiros chineses por volta de 2500 a.C., na época do imperador Huang-ti, já tinham o costume de disputar peladas com o crânio de inimigos abatidos.

“Os crânios – depois substituídos por bolas de couro nos exercícios militares – deveriam ser lançados pelos soldados com os pés para além de duas estacas cravadas no chão.

Teriam sido essas as primeiras traves da história”, diz Celso Unzelte em seu O Livro de Ouro do Futebol.

Outros defendem que algo parecido com o esporte era disputado pelos maias desde 900 a.C. Espécie de mistura de futebol com basquete (já que a pesada bola, de 3 quilos, deveria passar por dentro de aros fixados em um muro), durava a noite inteira e não admitia perdedores: o capitão do time derrotado era sacrificado.

Onde E Como Surgiu O Futebol?O jogo dos maias Reprodução

Há consenso, no entanto, quanto ao período e ao local onde o hábito de chutar uma bola num espaço protegido pelo adversário ganhou organização: a Inglaterra do século 19.

O esporte já era famoso por lá fazia pelo menos 500 anos – uma das versões mais populares era o mass football, ou “futebol de massa”: no século 18, cerca de mil pessoas, 500 de cada lado, percorriam quilômetros de ruas de Chester tentando fazer a bola passar por um dos dois portões da cidade, que faziam as vezes de gol.

Um século depois, na época em que o futebol ganhou regras, o país estava em plena Revolução Industrial. Para Hilário Franco Júnior, autor de A Dança dos Deuses – Futebol, Sociedade, Cultura, a institucionalização do futebol reflete ideias que permeavam a Inglaterra da época: darwinismo, formação de elites, produtividade e competição, capitalismo financeiro incipiente, fixação de normas.

Regras

O estabelecimento das regras não ocorreu por acaso. “O progresso do capitalismo pediu um correspondente progresso nas instituições. A época era de padronização em vários planos da vida inglesa”, escreve Franco Júnior.

Em menos de 30 anos, a partir de 1846, os ingleses estabeleceram normas para o direito criminal, para as eleições (estão nos chamados “atos constitucionais”) e para sua própria língua (com o inovador Oxford Dictionary) – e também para esportes como o rúgbi e o ciclismo. O futebol ganharia suas regras em 1863.

Um futebolista iniciante ficaria intrigado ao estudar o livrinho que contém essas regras: não importa a edição, nele haverá artigos breves, que compõem as regras essenciais do jogo (dimensões do campo, tamanho da bola, duração da partida, entre outras). 

Nenhum dos artigos, porém, trata de uso de apitos e cartões, numeração de camisas ou tempo de acréscimo. Esses são apenas hábitos que foram sendo incorporados ao longo dos anos, sem jamais terem sido consagrados como “regras”.

Isso tudo é reflexo da Common Law, o conjunto legal inglês formado por hábitos sociais que ganham força de lei sem terem sido necessariamente legislados ou fazerem parte de uma Constituição.

Assim, em 1886, apenas 15 anos depois da fundação da Corte de Apelação (o órgão que guarda e aplica a Common Law), surgia a International Football Association Board, entidade que ainda hoje discute, discute, discute – e aprova alguma modernização na prática do futebol. 

Popularização 

Se o caráter inapelável das regras deu unidade ao futebol e teve papel importante em sua popularização, esta foi ainda mais influenciada pelo amadurecimento das correntes de pensamento inglesas que caracterizaram o século 19: o darwinismo e o capitalismo. O primeiro aparece na adoção do esporte pela elite. Ideólogos evolucionistas encontraram no futebol elementos que fariam do esporte um modelo de formação moral, social e política para sua jovem elite.

Logo, o futebol era esporte oficial em Cambridge, em Oxford e também nas escolas privadas. Os futuros governantes do país aprenderiam num campo de futebol a pensar e agir rápido, a adquirir a fibra necessária para se fortalecer. Afinal, só os mais fortes sobrevivem.

Ao mesmo tempo, no entanto, o esporte caiu no gosto do operariado. Enquanto brigavam por seus direitos formando seus primeiros sindicatos, os operários aproveitaram para adquirir o sagrado direito de jogar bola. Em 1871, o ensino fundamental tornou-se obrigatório e as escolas públicas passaram a abrigar a prática do futebol.

Times formados pelos empregados de empresas começaram a ser criados – o Arsenal, de uma fábrica de armamentos (fundado em 1886), e o Manchester United, composto por ferroviários em 1878, são dois exemplos –, com financiamento e treinamento bancado pelos patrões.

Negócio lucrativo

Já em 1883, os jogadores-operários do Black­burn Olympic foram dispensados do trabalho duro na fábrica para receberem treinamento em tempo integral. Como resultado, venceram a Copa da Inglaterra, batendo a elite de ex-alunos de Eton, da cidade homônima. Multidões passaram a acompanhar os jogos – e pagavam por isso. O futebol era o esporte das massas.

Os jogadores-operários do Black­burn Olympic Wikimedia Commons

O público atraído pelo esporte, claro, chamou a atenção de empresários e executivos. Clubes-empresas com capital aberto na bolsa de valores são comuns na Inglaterra desde o fim do século 19. O Arsenal (um dos maiores do mundo), por exemplo, abriu ações na bolsa inglesa em 1891, e 860 pessoas e empresas tornaram-se acionistas.

Àquela altura, empresas já bancavam times em toda a Europa, e a lógica voltada para resultados de seus executivos acabou, inevitavelmente, concorrendo para a contratação de jogadores melhores para fortalecer os times.

A condição de profissional para jogadores de futebol foi aceita já em 1885 – até então, os jogadores tinham outro emprego e jogavam apenas nas horas vagas, já que o amadorismo era considerado uma “virtude” essencial.

Em 1905, o jogador Alf Common deixou o Sunderland e foi contratado pelo Middlesbrough, atraído por uma proposta inédita e polêmica: uma comissão de mil libras. Os negócios ficavam complexos, eram necessárias liderança e capacidade gerencial, e essas características sobravam em times ingleses, especialmente no Arsenal, que se tornava o principal deles durante a primeira metade do século 20.

Pragmatismo

Além de teares, máquinas a vapor, processos industriais e movimentos sociais, os ingleses acabaram espalhando pelo mundo aquele que se tornava seu esporte mais popular. A princípio, o futebol foi “exportado” por meio de britânicos a serviço em outros países ou por pessoas que passaram por uma temporada de estudos na Inglaterra.

Caso do paulista Charles Miller, filho de um escocês com uma inglesa, que introduziu o futebol no Brasil após trazer da terra natal de seus pais duas bolas e um livro de regras.

Isso explica a significativa quantidade de nomes ingleses batizando os times fundados na América do Sul durante o fim do século 19 e início do século 20, como River Plate (1901), Newell’s Old Boys (1903) e Corinthians (1910).

Embora as autoridades inglesas não recebessem bem o interesse do mundo em seu treinamento para futuros líderes, o pragmatismo falou mais alto.

Sem que se perdesse a majestade, em 1871 foi organizada a primeira Copa da Inglaterra, com a finalidade de demonstrar publicamente as regras oficiais do jogo.

Apenas times britânicos participavam, e o rei em pessoa presenciava a final e entregava a taça ao campeão.

O investimento deu resultado, os novos entusiastas do futebol adotaram as regras inglesas, mas o principal movimento de organização do futebol aconteceria sem o aval da Coroa.

Curiosamente idealizada por um francês e fundada em Paris em 1904, a Federação Internacional de Futebol, a Fifa, sofreu forte resistência da Inglaterra, que só entraria para seu quadro em 1906 – para ficar num entra-e-sai até 1946.

Só quando reconheceu o poder da entidade, dispôs-se a disputar seu principal “produto”, a Copa do Mundo.

Mas os jogos entre seleções nacionais já eram disputados muito antes das Copas. Eles começaram com as partidas anuais entre Inglaterra e Escócia, em 1872.

Na virada do século, tornaram-se frequentes os desafios entre seleções nacionais, em disputas organizadas pelas federações dos países. Em 1900, o futebol tornou-se esporte olímpico.

Desde o século 19, a Inglaterra era imbatível: obteve as medalhas de ouro em 1900, 1908 e 1912 – isso porque não jogou em 1904.

Grande evento 

A primeira derrota da seleção inglesa para um país não-britânico veio em 1924 (4 a 3 para a Espanha). Na mesma época, o Uruguai despontava como grande potência, com duas medalhas de ouro olímpicas e a vitória na primeira Copa do Mundo da Fifa.

O surgimento de novas potências fez da Copa o grande evento do calendário esportivo, rivalizando com as Olimpíadas em popularidade e reputação.

Da mesma forma, a Copa do Mundo começava a funcionar como uma vitrine para craques desconhecidos, novas técnicas e táticas inovadoras.

O domínio inglês diminuía aos poucos – o Uruguai tomara o ouro olímpico; mais tarde, em uma zebra, os Estados Unidos derrotaram o time inglês na Copa de 50.

Finalmente, o celebrado sistema tático WM, marca registrada do futebol inglês, perdeu espaço para o ofensivo 4-2-4 (quatro na defesa, dois no meio-campo e quatro nas posições à frente), adotado primeiramente pela Hungria, sensação da Copa de 54, e quatro anos depois pelo time que tomava forma naquela noite ensolarada descrita no começo desta matéria.

Com certa desordem, aliada às pernas tortas de Mané e à categoria de Pelé, a equipe liderada pelo gordo e pelo engravatado deslocou o eixo dominante do futebol para os trópicos. A partir daí, já devidamente documentado pela televisão e onipresente na vida dos brasileiros, o futebol tornou-se história mais do que conhecida.

Leia também:  Como Evitar Que O Cachorro Estrague O Jardim?

Trave e juiz surgiram antes mesmo do goleiro 

1865 – Trave

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

Os dois postes que servem de gol começam a ser unidos por uma fita. As traves do gol ficam mais parecidas com as atuais.

1868 – Juiz

Shutterstock

O árbitro, a princípio, não entrava em campo, atuava do lado de fora. Antes dele, as decisões eram tomadas em consenso ou pelos capitães.

1872 – Escanteio

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

Até a invenção desta regra, quando a bola saía pela linha de fundo, os jogadores cobravam falta.

1871 – Goleiro

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

A primeira menção ao jogador responsável pela defesa do gol surge nas regras. O goleiro, único autorizado a pegar a bola com as mãos, foi a última posição criada.

1891 – Bandeirinhas

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

Além dos auxiliares dos árbitros, neste ano nasce o pênalti (não havia a bolinha de marcação, ele era batido de qualquer ponto a 11 metros do gol).

1896 – Tamanhos

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

O tamanho do campo (de 90 a 120 metros de comprimento por 45 a 90 metros de largura) e as dimensões da bola (68 a 71 centímetros de circunferência na época) são oficializados.

1878 – Apito

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

No mesmo ano em que o travessão de madeira passou oficialmente a unir a trave, o árbitro começa a usar apito. O apito de latão, inventado em 1875, era usado só pela polícia.

1968 – Substituições

Onde E Como Surgiu O Futebol?Shutterstock

Adotada três anos antes no campeonato inglês, as substituições (duas por equipe) são oficializadas pela Federação Internacional de Futebol. Só em 1994 o número sobe para três.

1970 – Cartões

Shutterstock

Foi apenas na Copa do México que os árbitros passaram a dar cartão amarelo (de advertência) e vermelho (expulsão) para os jogadores.

1990 – Recuo de bola

Shutterstock

Para tornar o jogo mais ofensivo, o recuo de bola para o goleiro, se feito com os pés, passa a ser punido com falta.

Saiba mais

A Dança dos Deuses – Futebol, Sociedade, Cultura, Hilário Franco Júnior, 2007

O Livro de Ouro do Futebol, Celso Unzelte, 2002

Origem do Futebol

  • O futebol é um esporte coletivo que não tem sua origem bem definida, uma vez que diversos jogos de bola semelhantes a ele já eram praticados por povos da antiguidade.
  • No entanto, se consideramos a semelhança de suas regras na atualidade, podemos dizer que esse esporte teve origem em fins do século XIX na Inglaterra quando foram estabelecidas as primeiras regras do jogo.
  • Ao longo dos anos, o futebol veio se desenvolvendo e hoje é um dos esportes mais conhecidos e amados do mundo.

Como era o futebol na antiguidade?

Muitos jogos similares com presença de uma bola eram praticados por povos da antiguidade: chineses, gregos, romanos, etc. E, por conta disso, não podemos determinar uma origem específica para este esporte.

Pesquisas apontam que muitas civilizações antigas já usavam um tipo de bola (qualquer objeto arredondado, seja em couro ou em tecido) para realizar alguns “passes”. Nessa altura, os jogos de bola eram mais violentos, uma vez que não possuíam regras definidas.

O futebol na China Antiga

Em alguns lugares da China antiga, cerca de II a.C., havia um jogo semelhante, denominado cuju, que utilizava uma bola feita de penas.

Onde E Como Surgiu O Futebol?Pintura chinesa do século XIII mostra o imperador Song Taizu jogando cuju

Sua função, inicialmente, era tanto treinar militarmente os soldados, como para entreter a população. Vale ressaltar que no começo esse esporte era praticado somente por pessoas de alto nível econômico.

O futebol no Japão Antigo

Muito relacionado como cuju e provavelmente inspirado nele, o chamado Kemari surgiu provavelmente em meados dos anos 600 no Japão. Trata-se de um dos jogos que mais se aproxima do futebol, e até hoje é praticado por alguns japoneses.

É sabido que herdamos alguns jogos de bola dos gregos. Embora fosse diferente do que conhecemos hoje, havia um jogo similar ao futebol que se chamava Epísquiro (do grego, Episkiros).

Esse jogo era realizado entre duas equipes, porém a quantidade de jogadores era maior: cerca de 15 em cada time. Uma característica marcante e considerada falta hoje, é que a bola podia ser pega pelas mãos. A ideia, muito similar do futebol atual, era passar a bola e lançá-la na linha correspondente.

O futebol na Roma antiga

Historiadores acreditam que o jogo de futebol na Roma Antiga era muito similar ao Episkiros e, provavelmente, teve origem nesse jogo grego. O nome dado à esse jogo era Harpasto (em latim, Harpastum) e, da mesma forma, era jogado entre dois times e a ideia era lançar a bola na quadra do adversário.

O futebol no século XIX

Foi somente a partir do século XIX que o futebol, tal qual o conhecemos hoje, foi efetivado com a criação das primeiras regras do jogo na Inglaterra.

Ele foi conquistando a elite inglesa e com o tempo foi se popularizando e atingindo as camadas mais populares do país. A partir disso, ele ultrapassou fronteiras, chegando aos outros continentes.

As primeiras regras do futebol

Inicialmente, o futebol contava com regras mais genéricas e com um número menor em relação ao de hoje.

De qualquer forma, elas serviram para determinar algumas regras que até hoje são utilizadas.

Assim, no ano de 1863 o esportista inglês Ebenezer Cobb Morley (1831-1924) e mais alguns colegas criaram 13 regras para o Football Association, na Inglaterra. Esse momento foi o marco do nascimento do futebol moderno.

As regras estipuladas foram escritas em um livro que ficou conhecido como Football Association 1863 Minute Book (ou FA Minute Book). Algumas delas estavam relacionadas às faltas cometidas e ao tamanho do campo de jogo. Eram permitidas as jogadas com as mãos e não havia ainda as figuras do goleiro e do árbitro.

Além disso, o tempo não era estipulado, nem existiam o impedimento e o pênalti.

As regras do futebol atualmente

Algumas regras do futebol propostas no século XIX foram adaptadas e expandidas, o que hoje totaliza 17 regras.

Atualmente, as regras desse esporte são coordenadas pela FIFA (Federação Internacional de Futebol) e a IFAB (International Football Association Board). Para ilustrar, abaixo estão as 17 regras utilizadas hoje:

  • Regra 1: O terreno do jogo
  • Regra 2: A bola
  • Regra 3: os jogadores
  • Regra 4: equipamento dos jogadores
  • Regra 5: o árbitro central
  • Regra 6: os árbitros assistentes
  • Regra 7: duração da partida
  • Regra 8: o início e o reinício do jogo
  • Regra 9: a bola em jogo e fora de jogo
  • Regra 10: o gol
  • Regra 11: o impedimento
  • Regra 12: faltas e condutas irregulares
  • Regra 13: tiro livre direto
  • Regra 14: pênaltis
  • Regra 15: arremesso lateral
  • Regra 16: tiro de meta
  • Regra 17: o pontapé de canto

O futebol no século XX

No século XX o futebol atingiu outro nível, sendo reconhecido como esporte olímpico em 1908. Antes disso, foi criada a FIFA (Federação Internacional de Futebol) em 1904, órgão que coordenada todas as atividades do esporte e conta com 211 organizações espalhadas pelo mundo.

Entretanto, foi somente em 1930 que ocorreu a primeira Copa do mundo de futebol no Uruguai. Hoje, a Copa do mundo é considerada o maior evento esportivo do planeta.

A origem do futebol no Brasil

O futebol no Brasil teve origem em fins do século XIX, quando Charles William Miller, considerado o “pai” do futebol, trouxe o jogo para o país. Isso porque ele era filho de pai escocês e mãe inglesa e esse esporte já era conhecido na Inglaterra.

Rapidamente, o futebol foi conquistando o povo. Ele se espalhou pela América Latina e se tornou cada vez mais popular. Em meados do século XX, o Brasil começa a ter um grande destaque a nível nacional e internacional. Aos poucos, foram sendo criados diversos clubes de futebol no país.

Pelé e Garrincha foram duas personalidades que tiveram bastante êxito em 1950 e fizeram o futebol brasileiro atingir um outro nível.

Onde E Como Surgiu O Futebol?Pelé e Garrincha, dois ícones do futebol brasileiro. Fonte: Museu da Pelada

Hoje, esse esporte é tão popular no Brasil que o país é chamado de “país do futebol”. Também chamado de “pelada”, ele é jogado nas escolas (nas aulas de educação física), nas quadras do clube, na rua, no bairro, etc.

A Importância do futebol

Além de ser uma paixão nacional, o futebol é um dos esportes mais populares e amados a nível mundial. Possui grande destaque como esporte coletivo, e hoje em dia mobiliza pessoas do mundo inteiro, por exemplo, nos jogos da Copa do mundo.

Além disso, ele move a economia, sendo um dos esportes mais lucrativos e, por isso, com mais investimento de empresas no mundo.

Continue pesquisando mais sobre esse e outros esportes de bola:

  • História do Futebol
  • Futsal: história e regras
  • Handebol
  • Voleibol
  • Basquetebol

História do Futebol de Campo: Quem Criou e Onde Surgiu

De um jogo de bola milenar simples ao esporte mais popular do planeta. A história do futebol de campo passou não apenas pelos pés de diversas culturas ao longo do tempo, mas também pelas mãos.

Leia também:  Como Conquistar Um Homem Que Perdeu O Interesse?

Muita bola rolou em jogos violentos até novas regras estabelecerem o que daria origem ao futebol que conhecemos hoje. O futebol virou lazer aos finais de semana e um espetáculo que promove a paixão da torcida em várias competições e eventos.

Como tudo começou? É o que vamos contar para você em nosso artigo.

⇒ Curso Futebol Moderno Online ⇒ Como se tonar um Treinador de Futebol?

Onde E Como Surgiu O Futebol?

Origem do Futebol

Nem os historiadores sabem ao certo como tudo começou. As origens do futebol de campo remontam a vestígios de jogos de bola parecidos com o esporte em várias culturas antigas milenares, fazendo parte de rituais religiosos e outras tradições simbólicas.

Onde surgiu o Futebol

Mas sabe-se que, na China, um jogo de bola com os pés foi regulamentado e oficializado para o treinamento militar de seus soldados. Era o tsu-chu, que tinha como objetivo passar a bola sem deixá-la cair no chão até chegar a duas estacas fixas no campo. Essa prática já era encontrada na região por volta de 2.500 AC.

No Japão, um jogo ritualístico parecido foi denominado de kemari, sendo utilizado como passatempo pela realeza. Avançando no tempo, surgia na Grécia, em 776 AC, um grande jogo percursor do futebol: o Epyskiros.

Surgimento do Futebol no Ocidente

No Ocidente, o Epyskiros, que fazia parte da educação da juventude helênica, consistia no jogo com um a bola produzida com a bexiga de um animal, cheia de ar ou areia. Duas equipes de 15 atletas disputavam com o objetivo de levá-la a determinado ponto.

Em Roma, por volta de 150 AC, este jogo sofreu alterações e recebeu o nome de Harpastum, onde também era permitido que a “bola de bexiga” revestida em couro fosse carregada com as mãos, além do uso dos pés.

Esta prática, de caráter extremamente agressivo, era utilizada para treinamento militar dos soldados romanos. Há relatos de várias mortes durante as partidas, já que socos, pontapés e outros movimentos sangrentos eram permitidos – e muitas vezes incentivados.

Ancestral do Futebol era um Jogo Violento

Na Idade Média, a Grã-Bretanha já estava habituada com os jogos de bola disputados entre os povoados em eventos tradicionais brutais. Em outros países, como França, Escócia e Itália, a violência também manchava a reputação da prática, sendo malvista pela sociedade em geral.

Mesmo assim, o jogo continuou sendo praticado até chegar em 1500 em Florença, na Itália, com a versão chamada gioco del calcio ou Calcio Fiorentino. O calcio é considerado por muitos o ancestral do futebol de campo, do futebol americano e do rúgbi.

O jogo consistia em duas equipes, com 27 jogadores amadores cada, divididas entre atacantes e defensores. As táticas do jogo eram inspiradas no harpastum romano. Curiosamente, essa tradição italiana ainda é mantida hoje em um torneio anual realizado no país.

Inglaterra: o Berço do Futebol Moderno

Na Inglaterra, a violência e a confusão que o jogo proporcionava eram tamanhas que o rei Eduardo II chegou a decretar uma lei impedindo a prática, por volta do século XIV.

Mas esta lei não foi suficiente para impedir que integrantes da nobreza criassem uma versão um pouco mais “light” do jogo (hurling over country), onde os habitantes de duas cidades tinham que levar a bola à praça adversária em um campo de igual distância.

Foi assim que surgiu, posteriormente, o hurling at goals, na tentativa de se aplicar regras mais civilizadas para o jogo ficar menos agressivo. Um ponto fundamental para o desenvolvimento do esporte como conhecemos hoje aconteceu em 1840, quando o football foi introduzido nas escolas públicas da Inglaterra.

Toques com a Mão foram Proibidos no Futebol

Cada instituição de educação tinha uma maneira diferente de enxergar o football, que ainda não possuía regras unificadas. Foi dessa forma que teria surgido, inclusive, outro esporte: o Rugby Football, ao se desrespeitar algumas regras daquele jogo de bola.

O rúgbi seguiu seu caminho separado do futebol, apesar de muitas pessoas na época não conseguirem diferenciá-los muito bem. Como alguns clubes quiseram uma separação mais clara, e as escolas alunos menos violentos, as regras foram alteradas para que o futebol fosse jogado, agora, apenas com os pés (com exceção do goleiro).

Quando surgiu o Futebol Moderno?

Onde E Como Surgiu O Futebol?

Em 1855 surgiu o primeiro clube de football em um condado inglês localizado em Sheffield, criando suas próprias regras para o esporte. A Football Association (FA) surgia em 1863 e, em 1886, foi fundada a International Football Association Board (IFAB), em Londres.

A FA foi responsável por regulamentar as regras do jogo baseadas nas normas traçadas por Sheffield (1857) e pela Universidade de Cambridge (1862). Criou também, em 1871, a Copa da Inglaterra (FA Cup), o primeiro e mais antigo torneio de futebol que atualmente está em sua 137ª edição.

Estabeleceu-se o número de jogadores em 11, a rede no gol, o surgimento de árbitros (que “apitavam” com o grito), a introdução do pênalti e várias outras medidas que tinham o objetivo de tornar o jogo mais organizado.

Quem Criou o Futebol?

Apesar dos ingleses não terem sido os criadores do futebol propriamente dito, pode-se dizer que eles foram os responsáveis pela elaboração das regras do jogo que definiram o esporte como conhecemos hoje, no século XIX.

Profissionalização do Futebol de Campo

O futebol apresentou um progresso rápido. A modalidade foi inserida, de forma amadora, nos Jogos Olímpicos de 1920. Para regulamentar os praticantes de futebol em todo o mundo, foi fundada, em 1904, a FIFA (Federação Internacional de Futebol).

O início do processo de profissionalização do futebol fez surgir a Copa do Mundo (1930), idealizada por Jules Rimet. A entidade hoje supervisiona as associações de futebol de campo, futebol de areia, futsal e outras organizações relacionadas.

História do Futebol Brasileiro

O futebol de campo chegou com regras ao Brasil em 1894 graças a Charles Miller, brasileiro que estudava na Inglaterra e teve contato com o esporte por lá. Já no ano seguinte ocorria a primeira partida de futebol no país, realizada em São Paulo.

No Brasil, o futebol virou uma paixão nacional, sendo o desporto mais praticado no país. O futebol também foi inserido na grade curricular das escolas brasileiras e estabeleceu-se com planos de Educação Física.

https://youtu.be/Z3jojHtqNtw

Ao longo do tempo, muitos craques do futebol de campo como Maradona, Pelé, Andrea Pirlo e Zidane viraram ídolos e conquistaram uma carreira vitoriosa que inspira, até hoje, uma multidão de pessoas.

Existem algumas críticas relacionadas ao business no esporte e os altos salários pagos aos jogadores. Mas a verdade é que o futebol continua proporcionando um grande espetáculo para o torcedor vibrar, provocar, chorar e gritar de alegria pelo seu time do coração.

Mais Conteúdos sobre Futebol

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DUARTE, Orlando. Futebol: história e regras. São Paulo: Markron Books, 1994.

Onde e como surgiu o futebol

Para aqueles que amam o futebol e preferem a Inglaterra como destino de intercâmbio, hoje vamos voltar um pouco no tempo comentando sobre onde e como surgiu o futebol, a história deste esporte que apesar de ter a Inglaterra como berço, pode ter tido suas raízes em tempos mais remotos.

Especialistas em história ainda debatem as origens do futebol. Aqui estão alguns dos primeiros eventos :

250-200 AC: Em um manual militar chinês; esta é a mais antiga evidência de “futebol”. Este manual relata o Jogo de nome Tsu Chu, onde pessoas tentam chutar uma bola de couro cheia de penas e cabelo através de um objeto estreito feito de canas de bambu .

700 DC: A versão do futebol na Inglaterra evoluiu depois de um jogo lendário, que envolveu chutar a cabeça decepada de um príncipe dinamarquês derrotado em batalha.

Por muito tempo o futebol foi apenas um festejo para os ingleses e lentamente ficou mais popular. No século XVI a violência do jogo era muito grande. Houve muitos assassinatos devido a rivalidade entre equipes, assim o esporte ficou conhecido como: “futebol de massa”.

1314 DC: o rei Eduardo II proibiu o “futebol de massa”, devido a ferimentos graves e mortes que ocorreram durante os jogos. Outros reis ingleses, franceses e escoceses, incluindo Edward III da Inglaterra ( 1349 ), Phillippe V da França ( 1319 ) e James I da Escócia ( 1424), também aprovaram leis proibindo o jogo.

  • 1608 DC: William Shakespeare inventou a palavra “futebol” em sua peça Rei Lear.
  • Momentos-chave no século 19

O século 19 foi um momento crucial na história do futebol. Regras do jogo foram estabelecidas, clubes foram criados, alguns dos quais existem até hoje e os primeiros jogos internacionais foram disputados.

1815 DC: Eton College na Inglaterra, estabeleceu o primeiro conjunto de regras para o jogo que também éra jogado pelos alunos, tanto nas universidades de Oxford quanto em Cambridge e Sheffield.

1848 DC: As Regras de Cambridge foram introduzidos.

1857 DC: As Regras de Sheffield foram concebidas para o recém fundada Sheffield Football Club, o mais antigo clube de futebol do mundo. Cobranças de falta e escanteios foram introduzidos a estas regras.

Descubra seu nível de inglês de uma forma rápida e fácil

  • Faça nosso teste online totalmente gratuito
  • O teste não demora mais que 20 minutos
  • Você pode fazer no seu computador ou smartphone.
Leia também:  Como Salvar Iphone Que Caiu Na Agua?

Faça o teste

1863 DC: Treze equipes e escolas de Londres se reuniram para formar uma Associação de Futebol e estabeleceram um conjunto único de regras; assim nascia o futebol moderno.

A história do futebol no século 20 foi dominada pela formação da FIFA e as confederações regionais. A Copa do Mundo e os torneios de clubes também foram inciados e o esporte foi mostrado ao vivo pela televisão.

A história da Europa se funde com vários acontecimentos modernos, se você planeja estudar inglês na Inglaterra, conheça nossas escola de inglês e sinta de perto a sensação de estar onde tudo começou!

Onde E Como Surgiu O Futebol?

Futebol

Especialmente no Brasil, o futebol tem uma importância notável. Culturalmente e tradicionalmente é o esporte predileto de crianças e adultos, chegando, muitas vezes a ser chamado de “febre nacional”.

Desde muito cedo as crianças começam a praticar o esporte apenas por diversão, mas atualmente muitas pessoas têm levado a carreira a sério e investido no esporte.

Os maiores jogadores de futebol do mundo são brasileiros, desde os mais antigos até os mais atuais.

Onde E Como Surgiu O Futebol?

Foto: Racheal Grazias / Shutterstock.com

O Brasil tem feito história através desse esporte principalmente na COPA DO MUNDO, que é onde cada país seleciona seus melhores jogadores para, juntos, defenderem a bandeira de sua terra natal. O Brasil é recordista em títulos na história desta competição, é pentacampeão mundial de futebol, sendo seguido pela Itália que adquiriu seu quarto título na COPA de 2006.

Origem do Futebol: Não se sabe ao certo como o esporte se iniciou, mas encontra-se na história antiga, vários tipos de esportes praticados com o uso da bola e muito semelhantes ao Futebol, embora não possuísse a organização e regras atuais.

O mais parecido com o Futebol atual é um jogo encontrado na Grécia, por volta do século I a.C., esse jogo era praticado por soldados que se dividiam em duas equipes de nove pessoas e jogavam com uma bola cheia de areia. Foram encontrados também jogos não tão semelhantes na China Antiga, por volta de 3000 anos a.C.

, o qual era jogado como treinamento militar, e no Japão Antigo um jogo praticado por membros da corte.

Vejamos um pouco da história do Futebol:

Durante a Idade Média, um jogo muito parecido com o futebol se manifestava, porém este fazia o uso freqüente da violência entre os jogadores. Era composto de dois times com 27 jogadores cada e era permitido qualquer tipo de agressão física para conseguir a vitória. As funções de corredores, sacadores, guarda-redes, etc., eram ocupadas por subgrupos em cada equipe.

Na Itália verifica-se a presença de um jogo chamado gioco del calcio, que terminou por ser proibido por causa da demasiada violência em sua prática, mas logo depois voltou a ser praticado, porém com várias regras que proibiam a violência e que eram observadas pro mais de dez juízes.

Foi na Inglaterra, porém, que as regras atualmente conhecidas por nós foram implementadas. Lá o jogo foi sistematizado, o tamanho do campo foi determinado e passou-se a usar a bola de couro cheia de ar. Aos poucos o jogo foi se popularizando e recebeu, em 1848, um código unificado de regras para ser praticado em qualquer lugar do mundo.

  • Datas de instituição de algumas regras:
    1871: guarda-redes (goleiro)
    1875: regra do tempo de 90 minutos
    1891: pênalti
  • 1907: regra do impedimento.

Em 1885 o futebol passou a ser jogado profissionalmente, e em 1904 foi criada a FIFA. Foi trazido ao Brasil por Charles Miller, que ao viajar para a Inglaterra tomou conhecimento do esporte e trouxe, em 1894, uma bola de futebol e as regras. O primeiro time de futebol brasileiro foi o São Paulo Athletic.

Alguns dos principais campeonatos de Futebol para o Brasil, atualmente, são: A copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro, a copa América, a copa das Confederações, entre outras.

Texto originalmente publicado em https://www.infoescola.com/esportes/futebol/

Futebol – Mundo Educação

O futebol é o esporte coletivo mais popular do planeta.

Segundo dados da Federação Internacional de Futebol (Fifa), cerca de 270 milhões de pessoas atuam em atividades diretamente relacionadas ao esporte (seja como jogador, seja como árbitro) |1|. O futebol moderno surgiu na Inglaterra durante o século XIX, mas relatos históricos apontam que já existiam práticas esportivas parecidas.

Atualmente, grandes competições de futebol são organizadas todos os anos por diferentes entidades futebolísticas (nacionais, continentais ou internacionais). E o esporte popularizado entre as massas de trabalhadores pobres é um segmento bilionário que movimenta muito dinheiro e move interesses políticos mundo afora.  

O futebol na História

Como vimos, o futebol moderno surgiu apenas no século XIX, mas sabe-se que milhares de anos atrás já eram praticados pela humanidade esportes com características semelhantes. O vestígio de prática similar ao futebol mais antigo do qual se tem conhecimento remonta à China de 3000 a.C.

Mas os registros históricos não remetem apenas aos chineses. Existem evidências de esportes semelhantes ao futebol sendo praticado por japoneses, egípcios, além de gregos e romanos antigos. Também há registros em diferentes povos mesoamericanos (da região da Mesoamérica, atual México e América Central).

Eduardo Galeano traz relatos de algo parecido com o futebol sendo praticado na Inglaterra durante a Idade Média. O jornalista uruguaio destaca que, no século XIV, o rei Eduardo II condenava essa prática esportiva. Outros reis ingleses como Eduardo III, Henrique IV e Henrique VI chegaram a proibir a prática do esporte |2|.

Alguns séculos depois, ainda na Inglaterra, surgiria o futebol moderno. Isso ocorreu a partir da junção de clubes que não aceitavam determinadas regras da prática do rugby e decidiram unir-se para criar outro esporte, no qual não se conduzisse a bola com as mãos. As regras deste novo esporte, o futebol, foram estabelecidas em 1846 pela Universidade de Cambridge.

As primeiras normas ainda estavam em um estágio extremamente embrionário e apresentavam algumas diferenças em relação ao futebol praticado atualmente. Galeano aponta que as regras estabelecidas inicialmente para o futebol “não limitavam o número de jogadores, nem a extensão do campo, nem a altura do arco, nem a duração das partidas” |3|.

Naturalmente, uma série de mudanças foram sendo realizadas ao longo do século XIX, como a introdução do goleiro e do árbitro, a criação do pênalti para as faltas cometidas dentro da área, além da utilização das mãos para a cobrança do lateral.

O crescimento do esporte e sua disseminação pela Europa levaram ao surgimento da Federação Internacional de Futebol (Fifa), que contava inicialmente com as seguintes nações: Bélgica, Dinamarca, França, Holanda, Espanha, Suécia e Suíça.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Uma importante observação é que a Fifa considera como data oficial do surgimento do futebol o ano de 1863, quando foi fundada na Inglaterra The Football Association, a organização responsável pela gestão do futebol naquele país |4|.  

Futebol no Brasil

O futebol foi introduzido no Brasil no final do século XIX, por Charles Miller. Esse estudante paulista retornou da Inglaterra em 1894 e trouxe na bagagem diversos artigos, como bolas, uniformes e um livro com as regras estabelecidas. Por conta disso, Charles Miller é atualmente considerado o pai do esporte no Brasil.

Após a chegada ao país, o futebol rapidamente se popularizou na sociedade. Inicialmente, a adesão aconteceu de maneira elitizada, pois era restrito à aristocracia da sociedade brasileira. No entanto, com o crescimento urbano do país, o esporte popularizou-se entre as camadas populares, com a organização dos clubes de futebol.

Passados mais de cem anos da chegada do futebol, o Brasil transformou-se em uma grande potência no esporte.

A seleção brasileira é detentora de cinco títulos mundiais (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), e os clubes brasileiros são donos de 10 títulos mundiais (entre Intercontinental e Mundial de Clubes) e 18 títulos sul-americanos (levando em consideração a Copa Libertadores da América).  

Regras básicas

O futebol é um esporte cujo campo de grama apresenta 105 metros de comprimento por 68 metros de largura, uma padronização da Fifa. Duas equipes compostas por 11 jogadores disputam uma partida em que o objetivo é marcar o máximo possível de gols.

Jogadas violentas podem ser punidas com cartões amarelo (serve como advertência) e vermelho (expulsão do jogador), e somente o goleiro pode usar as mãos durante a partida.

Faltas cometidas dentro da área são punidas com a marcação de pênalti (cobrança feita de uma marca que fica a 11 metros do gol).

As partidas duram 90 minutos (divididos em dois tempos de 45 minutos), e as pausas são repostas com acréscimos determinados pelo árbitro.

Em disputas eliminatórias, comumente conhecidas como mata-mata, se o jogo estiver empatado é realizada a prorrogação, composta por 30 minutos (divididos em dois tempos de 15 minutos).

Caso a disputa permaneça empatada, haverá cobrança de pênaltis para definição do vencedor.

*Crédito da Imagem: Eugene Onischenko / Shutterstock

|1| FIFA Big Count 2006: 270 million people active in football. Para acessar, clique aqui. |2| GALEANO, Eduardo. Futebol ao sol e à sombra. Porto Alegre: LP&M Pocket, 2013, p. 30. |3| Idem, p. 33. |4| History of football: the origins. Para acessar, clique aqui [em inglês].

Publicado por: Daniel Neves Silva

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*