O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Uma VPN, ou rede privada virtual, é uma rede privada que criptografa e transmite dados enquanto eles trafegam de um ponto a outro na internet. Usar uma VPN para conectar-se à internet permite que o usuário navegue em sites com privacidade e segurança, além de obter acesso a sites restritos e contornar bloqueios de censura.

Este guia mostrará como uma VPN funciona exatamente e para que ela pode ser usada, além de mostrar o que é necessário saber antes de escolher um serviço de VPN que seja adequado às suas necessidades.

Como funciona um serviço de VPN?

Usar uma VPN para garantir a segurança dos seus dados pessoais funciona assim:

  1. Ao se conectar à internet com seu serviço de VPN ativado, você será conectado a um dos servidores do provedor de VPN.

  2. Ao mesmo tempo, eles fornecerão um endereço IP a você (um conjunto exclusivo de números que identifica seu dispositivo) desse servidor específico. Em vez de usar seu próprio endereço IP, você usa um que pertence ao provedor de VPN.

  3. Sua conexão de internet também é criptografada (o processo de converter dados em código para evitar acesso não autorizado) entre seu dispositivo e o servidor no qual você está conectado.

  4. Ocultar seu endereço IP permite acessar a internet com privacidade e ajuda a evitar que sua navegação seja rastreada ou monitorada. Você então pode navegar na rede com privacidade e segurança.

Ainda está um pouco confuso? Gostamos de usar o bom e velho exemplo do helicóptero para isso. O que queremos dizer é o seguinte:

Imagine uma situação em que você estaria dirigindo tranquilamente em uma rodovia, enquanto que um helicóptero sobrevoa seu carro; entretanto, esse não é um helicóptero normal: a bordo está um grupo de cibercriminosos, sua provedora de serviço de internet acompanhando seu histórico de navegação e um agente do governo vigiando tudo que você faz. Eles podem ver o que você está fazendo e estão muito felizes com isso.

Mas, após alguns quilômetros, vem um túnel. Você entra no túnel e, de repente, esse helicóptero não pode ver mais nada do que você está fazendo. Desde que esteja no túnel, você está escondido.

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Pense nesse túnel como uma VPN. Ao ser ativada, a VPN cria um túnel de segurança entre seu dispositivo e a internet. Tudo o que acontece nesse túnel é criptografado, o que significa que só você tem acesso a isso. Sim, isso significa que governos, empresas provedoras de internet, cibercriminosos, seu chefe (até mesmo sua mãe) não podem rastrear o que você faz online.

Criptografia. O que isso significa?

Criptografia é o processo de embaralhar algumas informações de maneira que não possam ser lidas. Quando você se conecta à internet usando uma VPN, sua conexão se torna criptografada, o que significa que, caso cibercriminosos interceptem o fluxo dos seus dados, tudo que eles terão será um código ilegível.

Você pode considerar a criptografia como uma forma de código secreto. A maneira em que seus dados são embaralhados é chamada de cifra e há uma chave (ou lógica) que permite decifrar a mensagem para que ela faça sentido novamente.

O padrão de criptografia mais avançado disponível é conhecido como AES (Advanced Encryption Standard) 256-bit e é usado pelos provedores de VPN mais recomendados. O que 256-bit significa? É o tamanho (ou complexidade) da cifra usada na criptografia.

Quanto maior este número, mais possibilidades existirão e mais complicado será adivinhar a chave. No caso da criptografia de 256-bit, há mais combinações do que estrelas no universo.

De fato, o nível de criptografia é tão seguro que é usado por bancos e governos em todo o mundo para garantir a segurança dos seus dados.

Vamos conversar sobre protocolos

Um protocolo de VPN refere-se à tecnologia que um provedor de VPN usa para garantir que você obtenha uma conexão segura e rápida entre seu dispositivo e seus servidores de VPN. Um protocolo de VPN é uma combinação de padrões de criptografia e protocolos de transmissão.

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

O protocolo VPN mais amplamente usado é o OpenVPN. Ser “aberto” pode não parecer a melhor coisa para algo destinado à privacidade, mas é a opção mais segura que existe ao usar um serviço de VPN.

Por quê? Porque ele é exatamente isso: um código aberto, o que significa que o código fonte está disponível a todos para verificação. Por isso, se houver vulnerabilidades de segurança, elas serão encontradas rapidamente pela comunidade de desenvolvedores que prestam suporte ao código.

Você também pode ter certeza de que o código não está sendo usado para fazer nada estranho, pois ele está disponível para todos verem.

Outro protocolo comumente conhecido é o PPTP (Point-to-Point Tunneling Protocol), que é usado principalmente em serviços de VPN gratuitos e é muito menos seguro. Ele existe há mais tempo (desde 1995) e embora seja mais fácil de configurar, está cheio de falhas de segurança conhecidas e deve ser evitado se você estiver procurando por uma conexão segura.

Por que os endereços IP são importantes?

Seu endereço IP é um conjunto exclusivo de números que identificam seu dispositivo quando você se conecta à internet. Pense nele como o endereço residencial do seu dispositivo, que geralmente se parece com isso: 216.3.128.12 .

Cada dispositivo possui um e quando você se conecta a um site, o endereço digitado para chegar a ele é traduzido no endereço IP do servidor desse site.

Mas, assim como seu computador coleta esse endereço IP do servidor para se conectar a ele, os servidores de cada site que você se conecta fazem o mesmo, para coletar o endereço IP do seu dispositivo.

Seu endereço IP vincula seu dispositivo a seu ISP e também à região em que você está operando. É assim que os serviços restringem seu conteúdo por região: seu endereço IP sinaliza a região em que você está e se o conteúdo que você estiver tentando acessar for restrito no local em que você estiver, não será possível vê-lo.

Conectar-se a um servidor de VPN significa que você obtém seu endereço residencial,não importa onde no mundo esse servidor esteja

Ao se conectar em um servidor de VPN, você efetivamente obtém o endereço IP de um dos servidores em qualquer região que ele esteja, ocultando seu endereço IP nesse processo. Qualquer pessoa que vier bisbilhotar suas atividades conseguirá ver apenas o endereço IP do seu provedor de VPN. Não o seu.

Junte isso com a conexão criptografada de internet entre seu dispositivo e os servidores de VPN e seus hábitos de navegação ficarão ocultos de ISPs, cibercriminosos e da vigilância do governo.

Por que usar um serviço de VPN?

A tecnologia de VPN foi usada originalmente para permitir que trabalhadores remotos acessassem arquivos e pastas corporativos ao trabalhar em um local externo ao escritório central.

Isso significa que eles podiam acessar documentos sigilosos em uma conexão de internet criptografada e segura.

 Embora isso ainda seja feito, quando falamos sobre VPNs neste artigo, estamos nos referindo aos serviços comerciais que oferecem segurança e privacidade às pessoas quando elas acessam a internet.

Não só a VPN protege sua navegação com uma conexão criptografada, como também pode fornecer acesso a uma internet mais livre, permitindo escolher sua localização globalmente. Essa combinação de segurança e troca de local significa que as VPNs têm muitos truques em suas mangas. Elas permitem que você:

  • Torne a rede Wi-Fi pública mais segura
  • Faça stream de conteúdo bloqueado em sua região
  • Acesse sites bloqueados
  • Evite censura
  • Evite rastreamento pelo provedor de internet
  • Evite discriminação de preços

As VPNs tornam as redes públicas Wi-Fi mais seguras. A explicação é a seguinte

Wi-Fi gratuito é fantástico, certo? ERRADO. Sim, é grátis, mas na realidade o preço é muito maior do que você imagina.

Vamos detalhar isso: ela é insegura, todos podem acessá-la e se as pessoas conhecerem alguns poucos truques de hacking (que estão disponíveis online, para sua informação), então… Já era! Eles invadem seu computador, o que significa que podem ver, acompanhar e roubar todas as informações que você compartilha nessa rede.

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Fez alguma transação bancária online? Informações bancárias roubadas. Enviou alguma mensagem particular? Ela pode ser usada para extorquir dinheiro de você (acredite, isso acontece). Dados pessoais? Ideais para roubar sua identidade. A lista é interminável.

Como uma VPN criptografa sua comunicação com seu servidor, não importa quem esteja na rede pública ou tentando espionar: tudo que eles veem é ilegível. É quase como se você tivesse sua própria rede separada. Uma rede virtual.

Faça stream de qualquer lugar

Você pode nunca ter pensando nisso, mas seus serviços de assinatura de streaming na verdade licenciam conteúdo diferente, dependendo de sua localização.

Leia também:  Como Evitar Que O Peixe Agarre Na Grelha?

Imagine essa situação: Você já viu 3 temporadas dessa série com dragões e está desesperado para saber o que acontece com a Rainha de Tudo. Você sai de férias por 3 semanas, com seu laptop e está pronto para relaxar depois de um dia de passeio. Mas, espere.

Você não consegue acessar sua série, porque esse conteúdo não está disponível no lugar que você está no momento. Opa.

Felizmente, nem tudo está perdido. Uma VPN significa que você pode escolher por parecer estar virtualmente em qualquer lugar do mundo em que seu provedor tenha um servidor. Assim, se você escolher seu país de residência na lista de servidores, será como se você ainda estivesse em casa. Sente-se e curta os dragões. Sem pânico.

Acesse sites bloqueados

O que é uma VPN e como funciona? Guia para iniciantes (2021)

Sigla, em inglês, para Rede Privada Virtual, uma VPN cria uma conexão segura entre você e a internet. Ela proporciona uma camada extra de privacidade e anonimato, que permitem:

  • Ocultar sua atividade na internet e sua localização para evitar o seu rastreamento (principalmente em redes de WiFi públicas)
  • Superar censura online e navegar livremente pela internet
  • Fazer torrent de maneira segura e anônima, sem limitação de velocidade
  • Desbloquear plataformas de streaming, como Netflix, Disney+, entre outras

Pode parecer complicado, mas você definitivamente não precisa ser um especialista técnico para usar uma VPN. Das mais de 20 VPN que testei, minha principal opção para iniciantes é o ExpressVPN, pois é rápido, seguro e muito fácil de usar. Você pode até tentar sem riscos por 30 dias!

Neste guia, mostrarei como serviços como o ExpressVPN realmente funcionam. Além disso, compartilharei minhas dicas e truques para aproveitar ao máximo sua VPN, mesmo que você seja um iniciante.

Experimente a ExpressVPN hoje!

Vídeo de 1 minuto: o que é uma VPN e como ela funciona?

Uma VPN é uma ferramenta de segurança essencial para proteger sua privacidade online. Sem uma VPN, sua atividade na Internet pode ser facilmente interceptada e visualizada por outras pessoas. Isso inclui seu histórico de navegação, arquivos baixados, detalhes bancários e senhas.

Pior ainda, tudo pode ser rastreado até o seu dispositivo através do seu endereço IP (Internet Protocol). Seu endereço IP revela sua localização física e pode ser utilizado para rastrear você na vida real. É como enviar cartões postais pelo correio – qualquer pessoa pode ler a mensagem e ver seu nome e endereço.

Mas quando você está conectado a uma VPN, sua atividade na Internet é criptografada e seu endereço IP real é mascarado. Ninguém pode ver quem você é ou o que está fazendo, nem mesmo os provedores de internet (ISPs), governos ou hackers.

Em vez de cartões postais, agora você está enviando uma mensagem privada ultra-segura que somente o destinatário pode ler. Não há endereço ou nome de remetente. Se alguém tentar espiar, verá apenas um monte de informações criptografadas.

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

É assim que uma VPN criptografa sua conexão de internet para maximizar sua privacidade online

Usar uma VPN oculta seu endereço IP real e criptografa sua conexão com a Internet. Mas como é isso na prática?

  • Seu histórico de navegação é privado – uma VPN oculta seu histórico de navegação e pesquisa do seu provedor de serviços de Internet (ISP, em inglês). A única coisa que o provedor de internet pode acessar é o tráfego criptografado viajando para o servidor da VPN.
  • Você pode alterar sua localização online – Seu endereço IP denuncia sua localização real. Com uma VPN, você pode se conectar a um servidor em um país diferente e acessar o conteúdo local (como Netflix EUA, notícias online e sites de torrent).
  • Suas atividades na Internet são anônimas – uma VPN que não mantém registros garante que ninguém saiba o que você está fazendo na web. Isso é ideal para fãs de torrent e redes ponto-a-ponto (P2P).

Prós da VPN: benefícios do uso de uma VPN

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Agora, que você já tem uma ideia do que uma VPN faz e de como funciona, vamos ver como ela poderá ajudá-lo!

Desbloqueie a Netflix, o BBC iPlayer, o Amazon Prime Video, o Vudu, o Hulu e outros conteúdos globais

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Se você estiver em um país onde determinado tipo de conteúdo não está disponível, iria querer continuar a acompanhar seus programas preferidos, certo? Bem, há alguns países que bloqueiam plataformas como a Netflix, o Hulu, o BBC iPlayer e o YouTube. Isso significa que você vai se deparar com a mesma mensagem muitas vezes quando tentar acessar a estes sites.

No entanto, uma VPN pode ajudá-lo a contornar bloqueios geográficos e a ver tudo aquilo que desejar em qualquer lugar no mundo. Alguns serviços (como a Netflix) começaram a se precaver e a usar programas de detecção de VPN para impedir o acesso. O que você tem a fazer é apenas escolher uma VPN que engane os bloqueios.

Jogue jogos regionalmente bloqueados em qualquer lugar

Você alguma vez quis jogar um jogo online mas descobriu que ele estava bloqueado no Brasil? Você não foi o único. Este é o mesmo problema frustrante com que muitos jogadores se confrontam em nível global. Mas, com a ajuda de uma VPN, você pode mudar a sua localização e  jogar todos os jogos que quiser onde quer que esteja no mundo.

Compartilhamento de torrents seguro

O compartilhamento de torrents pode ser arriscado, porque você nunca tem certeza do que pode estar escondido nos arquivos que baixa. Pior ainda, corre o risco de ter problemas com as autoridades se compartilhar algo que não deveria.

Uma VPN pode protegê-lo ocultando sua identidade. Também impede que seu provedor de serviços conheça sua atividade e imponha limites à sua largura de banda. Alguns serviços VPN, como a ExpressVPN e a CyberGhost, têm inclusive servidores específicos para o compartilhamento de torrents e recursos adicionais para o protegerem de malware.

Experimente a ExpressVPN gratuitamente

Melhor privacidade e anonimato online

Você já enviou seus dados bancários aos seus amigos enquanto estava online? Usa muitas vezes redes Wi-Fi públicas? Se sim, poderá ter ficado exposto a hackers, especialmente se usa um ponto de acesso Wi-Fi público.

Uma boa VPN vai usar a criptografia mais avançada para proteger seus dados. Também lhe dará a garantia de que os sites que lidam com seus dados não conseguem ver qual a sua origem, mantendo-o o mais anônimo possível.

Ignorar a censura

Há dezenas de países em todo o mundo que censuram conteúdo que não está de acordo com as suas ideologias políticas ou crenças religiosas. Se você está fazendo planos de viajar para um país que censura fortemente a Internet (como é o caso da China), vai precisar de uma VPN para ajudá-lo a contornar as restrições.

Como funciona uma VPN? Veja cinco perguntas e respostas

Disponível em versões gratuitas e pagas, a VPN pode ser instalada em celulares Android e iPhone (iOS), notebook, smartphone, PCs ou no tablet. Basta baixar e fazer uma assinatura do serviço para conectar seu aparelho a uma rede privada. Confira, na lista a seguir, cinco perguntas e respostas sobre como funciona uma VPN.

1 de 4
VPNs criam um “túnel” que protege dados trafegados entre o usuário e a Internet — Foto: Filipe Garreti/TechTudo

VPNs criam um “túnel” que protege dados trafegados entre o usuário e a Internet — Foto: Filipe Garreti/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. O que é e como funciona uma VPN?

A VPN é uma ferramenta que possibilita se conectar à Internet de maneira segura e confidencial, e pode ser instalada em dispositivos como computadores, tablets e celulares. Ao acessar a web com o recurso, os dados enviados e recebidos são redirecionados para o servidor criptografados, e assim, não podem ser lidos caso alguém tente interceptá-los.

Além disso, a identidade do usuário e sua localização também são protegidos porque a VPN oculta o IP pessoal, fornecendo outro endereço para disfarçar a verdadeira origem do acesso.

Dessa forma, é possível navegar anonimamente pela web e impedir que as atividades online possam ser rastreadas por terceiros.

O recurso ainda permite a conexão remota a servidores em outros países, fazendo parecer que o IP está localizado em uma região diferente.

Veja também: Instagram: como deixar de seguir perfis com quem você interage pouco

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Instagram: como deixar de seguir perfis com quem você interage pouco

Alguns usuários ainda utilizam VPN para navegar na Internet como se estivessem em outros países, podendo acessar conteúdos que não estão disponíveis no Brasil, como o catálogo americano da Netflix, Amazon Prime Video e Hulu.

Além disso, é possível ter acesso a jogos que ainda não foram lançados no país, porque os servidores de VPNs estão distribuídos no mundo inteiro. No entanto, essas práticas não são recomendadas e podem trazer riscos aos usuários.

2. Quais são as vantagens de usar VPN?

As vantagens do uso de uma VPN são o aumento da privacidade e a prevenção contra ataques virtuais, mantendo senhas de bancos e de cartão de crédito, por exemplo, longe dos olhos de hackers e criminosos cibernéticos. Também fica mais seguro acessar redes de Wi-Fi públicas como as que são oferecidas nos cafés, shoppings, ônibus e aeroportos.

Leia também:  O Que Oferecer Ao Namorado Como Prenda De Aniversario?

2 de 4
VPNs ajudam a manter o sigilo de informações trafegadas pela Internet — Foto: Pixabay

VPNs ajudam a manter o sigilo de informações trafegadas pela Internet — Foto: Pixabay

No caso das empresas, a VPN contribui para que funcionários acessem informações na rede local da companhia de forma segura, mesmo que estejam fisicamente distantes.

A medida contribui para reduzir custos com um possível vazamento de dados sigilosos.

Em 2019, o Brasil perdeu mais de R$ 80 bilhões com ataques cibernéticos, estima o levantamento mais recente da União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês), órgão da Organização das Nações Unidas (ONU).

A segurança da VPN dependerá da qualidade do serviço prestado pelas empresas que fornecem o recurso. É importante lembrar que, ao optar por uma companhia que oferece a VPN, o usuário está compartilhando seus dados.

Ou seja, nenhum serviço oferece 100% de anonimato.

Assim, a melhor maneira de acessar uma VPN com segurança é escolher prestadores de serviços que têm credibilidade no mercado e utilizem ferramentas de proteção contra malwares.

Portanto, o uso de uma VPN não dispensa o usuário de se preocupar com o seu nível de exposição online e de continuar a usar em seus dispositivos outras medidas de seguranças, como o firewall e antivírus.

3 de 4
Falhas de segurança nos serviços de VPN podem abrir brecha para hackers — Foto: Pexel

Falhas de segurança nos serviços de VPN podem abrir brecha para hackers — Foto: Pexel

4. Quais são os riscos de usar VPN?

Alguns serviços gratuitos de VPN podem monitorar as atividades dos usuários e usar seu acesso para redirecionar anúncios de seus próprios produtos ou de outros anunciantes.

Geralmente, as empresas costumam deixar explícito em suas políticas de privacidade se coletam dados dos clientes.

Existem também diversas denúncias de desvio de banda larga dos usuários e comercialização do perfil de consumo dos clientes.

Um ponto que também merece atenção é o risco de fraudes, caso haja falha de segurança por parte da empresa escolhida. Um hacker, por exemplo, pode criar uma página falsa fazendo o internauta pensar que está acessando um site oficial e, como os dados trafegam pela VPN, ele pode descobrir senhas e outras informações.

4 de 4
Planos com limite de dados maiores melhoram a experiência com as VPNs — Foto: Pexel

Planos com limite de dados maiores melhoram a experiência com as VPNs — Foto: Pexel

5. Como escolher uma VPN?

A maioria das fabricantes de VPN oferecem soluções para desktops e smartphones que podem ser gratuitas ou por meio de pagamento mensal.

Em sua maioria, os que são cobrados têm a vantagem de oferecer um limite de uso de dados maior.

Também é preciso verificar se as configurações dos equipamentos são compatíveis com o serviço escolhido, alguns celulares, podem travar também dependendo da velocidade da Internet contratada pelo usuário.

Antes de assinar um serviço de VPN, vale a pena checar a reputação de fornecedores da ferramenta em sites especializados e fóruns de discussão. Outra dica é prestar atenção às políticas de privacidade e os termos do serviço.

Existem alternativas grátis como WindScribe, que possui limite de dados até 10 GB por mês e servidores disponíveis em 10 países.

Outra opção popular é o TunnelBear, com o limite de 500 MB mensais, e acesso a servidores de 23 países, e o VPN Gate, que tem como diferencial ser um software livre (código aberto) e estar presente em mais de 90 países.

Qual é a melhor versão do Windows? Deixe a sua opinião no Fórum do TechTudo

O que é uma VPN e para que serve?

Neste artigo, explicarei para que uma VPN realmente serve, e para o que ela não serve.

Para àqueles que ainda não tem familiaridade com a tecnologia, iniciarei explicando sua forma básica de operação.

O tipo de VPN que abordarei neste artigo é a VPN “cliente to site”, ou seja, que um único computador se conecte a um servidor de VPN em alguma parte da Internet.

Para ilustrar isso ainda melhor, considerarei que o computador utilizado é similar ao que a maioria das pessoas utiliza em suas casas, seja para uso pessoal ou para fins de trabalho.

Para que fique ainda mais claro, exemplificarei com uma topologia simples como esse ambiente irá se conectar:

O Que É Uma Vpn E Como Funciona?

Diferente do Proxy, no qual a navegação é direcionada para outro local antes de chegar ao seu destino, a VPN pode redirecionar qualquer tráfego do dispositivo para outro local antes de chegar ao servidor de destino, não apenas a navegação.

O que é?

A sigla VPN vem do inglês Virtual Private Network, que em tradução livre significa Rede Virtual Privada. Ela utiliza a Internet para se conectar a uma determinada localidade e assim poder usar seus serviços. Essa conexão pode ocorrer de diversas formas, mas geralmente se utiliza de criptografia para deixar protegida toda a comunicação entre o usuário e o servidor.

A conexão entre o usuário e o servidor costuma ocorrer por meio de um software disponibilizado pelos administradores do serviço da VPN, assim que o usuário desejar utilizar o serviço basta abri-lo e preencher seu login e senha e se conectar. Após o término do processo de conexão, os serviços estarão disponíveis.



Para que serve?

  • Trabalho: Um dos principais intuitos que tenho visto para o uso de VPN nos últimos tempos é trazer as ferramentas de trabalho para dentro da casa de cada funcionário. Vamos imaginar que o colaborador de uma empresa precise usar diariamente três sistemas internos, acessar sua caixa de e-mail e salvar arquivos no servidor de rede. Para que esse colaborador conseguisse fazer tudo o que precisa, os administradores tem algumas hipóteses: eles poderiam disponibilizar todos esses serviços diretamente na internet, só que isso deixaria eles mais suscetíveis a ataques de cibercriminosos; ou habilitaria a VPN para que esse colaborador pudesse ter acesso a todos os servidores como se estivesse dentro da empresa, evitando expor os servidores internos.
  • Acesso a conteúdo bloqueado por região: Seja para o caso onde os países impedem que seus habitantes tenham acesso a determinados sites, ou para serviços disponibilizados na Internet para serem acessados apenas por determinadas regiões, a VPN pode auxiliar no acesso a essas informações. Existem uma série de serviços de VPN disponíveis na Internet e vários deles dão aos seus usuários a possibilidade de escolher a região que desejam fazer sua saída pela Internet. Por exemplo, vamos imaginar que pessoas em determinados países do mundo não conseguem acessar sites de notícias norte-americanos porque o governo desses países impediu que o acesso seja feito àqueles destinos. Como a restrição aplicada é para sites específicos, os moradores desses países podem se conectar a um serviço de VPN, escolher a região que desejam fazer a saída para a Internet, como, por exemplo, a América do Norte, e os sites que desejam acessar passarão a funcionar. Isso acontece porque ao invés de acessar o site diretamente, os usuários estão acessando o endereço do servidor de VPN, e, por dentro dele, estão acessando o site desejado.

Para que não serve?

  • Garantir o anonimato: Esse é um ponto que eu considero importantíssimo esclarecer. Algumas pessoas acreditam que, por estarem conectadas a uma VPN, não poderão ser rastreadas, e isso não é verdade. A VPN impede que o serviço de destino que você esteja acessando, por exemplo algum site, saiba seu IP diretamente, pois ele verá apenas o IP do servidor da VPN, e basicamente esse é o “anonimato” que pode ser propiciado. Há inúmeras formas de rastreio disponíveis, desde o tão conhecido tracking pixel até a versão do seu navegador e tamanho da sua tela podem auxiliar a identificar quem está acessando aquele serviço.

Serviços de VPN tem o conceito de privacidade baseado em política (privacy by policy) e não de privacidade desde a concepção inicial do serviço (privacy by design), isso significa que os provedores de VPN podem ter sim informações sobre a origem de seus usuários e, em caso de medidas judiciais ou forças equivalentes, eles podem ser obrigados a fornecer os dados de um dos usuários que eventualmente cometeu alguma infração, visto que os IPs pertencentes às provedoras de VPN são amplamente conhecidos. Além disso, identificar a empresa que forneceu acesso VPN para determinado usuário não é nada difícil.

  • Melhorar a velocidade da Internet: Certo tempo atrás ao pesquisar serviços de VPN me deparei com alguns anúncios que faziam parecer que o uso da VPN de determinada empresa faria com que a navegação dos usuários fosse mais rápida, e isso não acontece.
Leia também:  Como Ver No Whatsapp Quem Esta Online?

Existem diversos fatores técnicos que impedem que isso seja possível. Vamos a um exemplo para ajudar a ilustrar.

O senhor Fulano de Tal tem uma Internet de 10 Mega em sua casa, ele escolhe usar uma VPN da empresa ACME, pois ele leu um anúncio que dizia que sua Internet ficaria mais rápida.

Agora vamos imaginar que a empresa ACME tem uma Internet de 100 Mega para fornecer VPN aos seus clientes, mesmo que o senhor Fulano fosse o único cliente usando a VPN no momento, não é possível que os 100 Mega de Internet da empresa ACME caiba na estrutura de 10 Mega contratada pelo senhor Fulano, sempre haverá o gargalo do lado com menor capacidade de envio/transmissão de dados.

E afinal, devo usar uma VPN ou não?

Bem, essa pergunta é muito particular e cabe a você analisar se é um serviço adequado ou não.

VPNs são ferramentas muito úteis quando se está em uma rede desconhecida (como cafeterias, shoppings, cinemas, teatros, shows e qualquer outro lugar que permite acesso à Internet de qualquer um que queira) e é necessário acessar sites autenticados, pois ela evita que ataques de Spoofing (ARP Spoofing e DNS Spoofing, por exemplo) sejam bem sucedidos e os dados de navegação possam ser interceptados antes de passar pela criptografia do site, ou como citei anteriormente, quando houver algum tipo de bloqueio no acesso às informações que se pretende acessar.

Leia também:

O que é VPN e como funciona?

Se você está aqui, é porque possivelmente já ouviu falar sobre redes privadas virtuais, ou simplesmente VPNs, mais ainda não usou uma e talvez queira saber exatamente do que se trata, se é eficaz, como ela funciona e que benefícios pode lhe trazer, entre outras perguntas frequentes.

VPN significa “Virtual Private Network”, que nada mais é do que a tecnologia que permite que você acesse recursos com segurança em sua rede privada de qualquer lugar do mundo, mas isso é muito pouco e, portanto, vamos começar pela principal razão de se utilizar uma.

Por que usar uma VPN?

  • Uma conexão padrão da Internet, fornecida pelo seu provedor de acesso, como ISDN, ADSL, é por padrão uma conexão sem criptografia e assim, se você enviar um e-mail, acessar um site ou baixar um arquivo da nuvem, os dados são divididos em pequenos pacotes e transmitidos sem criptografia pelo protocolo TCP/IP.
  • Ou seja, nós já vimos quando abordamos a questão de certificados SSL, que a navegação pura e simples na Internet, originalmente se faz por um protocolo que é inseguro e assim se alguém interceptar os dados que são trafegados entre o dispositivo que você usa para o acesso e o que você está acessando, esta pessoa poderá fazer uso de tais dados.
  • Esta é a principal razão pela qual pode ser útil ou importante se fazer uso de uma VPN – a segurança.

Sendo assim, VPNs são usadas para transmissão segura de dados por empresas e pessoas, de forma razoavelmente segura e utilizando um padrão ou protocolo.

Resumidamete, VPN é a interconexão entre redes locais (LANs) usando um túnel seguro, que geralmente funciona pela Internet.

Como funciona uma VPN?

Ao usar o acesso a vários serviços na Internet (email, sites, downloads e uploads, etc), a origem é sua própria rede local (LAN), que pode ser da sua empresa ou mesmo uma pequena rede doméstica composta do seu notebook, modem e roteador.

No entanto, se você estiver conectado a uma VPN e todo o seu tráfego passar por essa rede virtual – a VPN – o mundo externo vê você como parte de uma VPN local. Assim, a fonte não é mais sua rede local, mas uma conexão via VPN.

A “técnica” usada para isso, chama-se “tunneling”, na medida em que os dados comportam-se como se estivessem em um túnel e assim, alguém do lado de fora de um túnel vê alguém entrando nele, não sabe o que acontecerá dentro do túnel até que se saia do outro lado. O que está dentro do túnel e o seu comportamento, são invisíveis.

Isso significa que os sites e outros serviços com os quais você se comunica não poderão mais ver o endereço IP real do seu computador como uma fonte de solicitações de acesso, mas verão o endereço da rede privada virtual usada. Ainda que seja possível interceptar algum dado no caminho, ele estará criptografado e, portanto, não poder ser “lido”.

Além disso, o seu provedor de serviços de Internet só verá uma conexão, que é da rede privada virtual estabelecida entre você e o serviço que você está usando e que estará completamente criptografada. O provedor consegue identificar que há tráfego, mas não consegue identificar a natureza do mesmo.

A razão de não se poder identificar o tráfego de dados na VPN, é que os mesmos são criptografados e assim, os dados são “embaralhados” de forma que se tornem incompreensíveis. Apenas o servidor com o qual você efetuou a conexão criptografada possui as informações necessárias para restituir as informações a um formato legível e original.

Na prática a coisa acontece da seguinte forma:

  1. Você faz contato com um servidor VPN através de uma conexão criptografada;

  2. Você envia todas as solicitações de endereços da Internet que deseja visitar, através do seu navegador, por exemplo;

  3. O servidor por sua vez conecta aos sites e estes não “vêem” o verdadeiro endereço IP do visitante, mas do servidor VPN;

  4. O serviço acessado entrega ao servidor de VPN a informação que foi requerida, da mesma forma que faria se o acesso fosse direto;

  5. Em seguida, o servidor fornece os dados de volta por meio de uma conexão também criptografada. Portanto, este acesso por parte do seu computador, é invisível para os observadores de fora.

Vantagens do uso de uma VPN

Alguns dos principais benefícios no uso de uma VPN:

  • Todo o tráfego entre você e o serviço que você usa na VPN é criptografado, o que torna impossível ver o que você está fazendo na Internet;
  • A partir do momento em que você usa uma VPN para efetuar os acessos, você poderá acessar qualquer site sem censura ou restrições relativas a conteúdo;
  • Serviços e sites restritos por área ou localização geográfica, conseguem ser acessados se utilizar-se um servidor VPN localizado geograficamente onde há disponibilidade, como é o caso de alguns conteúdos do Youtube, que são disponíveis apenas em alguns países;
  • Conectar-se a servidores não mostrará seu endereço IP real, apenas o IP do servidor VPN que está usando. Particularmente útil quando não quer que saibam a origem real de um acesso;
  • Você pode navegar na Internet, verificar e-mails ou enviar informações confidenciais em lugares públicos, como por exemplo hotspots, com maior segurança;
  • Com o grande monitoramento on-line de diversos serviços, é possível resguardar sua privacidade e o sigilo das suas informações pessoais;
  • Restringir o controle de um provedor de acesso à Internet ou outros similares.

Quem usa VPNs?

A princípio, devido a importância crescente que a informação tem no mundo moderno, restringir o seu acesso por parte de terceiros, deveria ser preocupação de todas as pessoas. Mas há algumas situações em que isso é mais importante e crucial.

Assim, as VPNs são uma ferramenta essencial para profissionais que viajam e precisam acessar arquivos importantes à distância, filiais ou unidades de uma mesma empresa que precisam trocar informações comerciais e administrativas, dados trafegados entre diferentes unidades de datacenters, pessoas que fazem uso Wi-Fi público ou de redes cuja segurança não possa ser garantida, entre outros muitos usos possíveis e desejáveis.

Portanto, sempre que o acesso a algo fazendo-se uso da Internet para tanto, exigir segurança ou manutenção do sigilo e privacidade, é indicado que se use uma VPN para efetuar o acesso.

VPNs são seguras e eficazes?

A resposta honesta para esta pergunta, é delicada, na medida em que 100% de segurança não existe, principalmente quando há o fator humano como parte do processo. O que se tem que ter em mente é que adotar uma VPN no processo de acessos usando a Internet, consiste de uma camada a mais de proteção e que deve contar com outras medidas adicionais.

Sendo assim e levando-se em consideração que exista um conjunto de medidas de segurança, a adoção de uma VPN para acesso à Internet, cumpre bem seu papel de aumentar a segurança do ambiente.

Conclusão

As VPNs, são um recurso de segurança, que tem como objetivo tornar anônimo o acesso de pessoas a determinados dados e ao mesmo tempo, protegem tais dados tornando-os ilegíveis para terceiros que eventualmente tenham acesso a eles. Portanto, consiste de um recurso de segurança, sigilo e privacidade.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*