O Que É A Celulite E Como Tratar?

​Para conseguir eliminar definitivamente a celulite será preciso adequar a alimentação e praticar exercícios, adotando essas práticas como um novo estilo de vida que deverá ser seguido para sempre, para que a celulite após ter sido eliminada não volte. Mas para uma ajuda extra existem diversos cremes e tratamentos estéticos que podem ser usados contra celulite com ótimos resultados. 

O primeiro passo é identificar o grau da celulite que possui e as suas localizações tirando fotos para poder comparar a evolução dos resultados. É normal que a mulher possua vários graus de celulite nos glúteos e posterior de coxas, e por isso, o tratamento estético pode ser feito em forma de protocolo que envolve 1 ou mais tratamentos. 

Veja nas imagens abaixo a aparência da celulite que é mais parecida com a sua:

Celulite grau 1

O Que É A Celulite E Como Tratar?

O tratamento para celulite grau 1, que é aquela percebida quando a pele é pressionada, pode ser feito em casa com uma esfoliação semanal com borra de café e a aplicação de cremes para celulite, como Liposyne da Vichy​ ou o Cellu-sculpt da Avon, 1 a 2 vezes por dia, todos os dias.

Para fazer o tratamento caseiro para celulite com café basta misturar um pouco de borra de café com um pouquinho de sabonete líquido e esfregar nas áreas com celulite, através de movimentos rápidos e circulares. Isto ativa a circulação sanguínea local e drena os líquidos em excesso, ajudando a eliminar a celulite.

Outra opção é o massageador para celulite da Beurer, por exemplo, pois a massagem promove a estimulação da circulação sanguínea, eliminando a celulite.

Celulite grau 2

O Que É A Celulite E Como Tratar?

  • O tratamento para celulite grau 2, que é caracterizada por ligeiras ondulações na pele quando a mulher está de pé, pode ser feito com sessões semanais de drenagem linfática, pois ajuda a eliminar o excesso de líquidos que favorecem a celulite.
  • Além disso, também podem ser usados diariamente cremes anti-celulite, como o creme redutor de celulite Savre ou o Goodbye Celulite da Nívea​, por exemplo.
  • O tratamento para celulite da Mary Kay também é uma ótima opção, pois é constituído por 2 cremes, um para ser aplicado de dia e outro de noite, que ajudam a combater a celulite, assim como o massageador que também deve ser utilizado na celulite grau 2.

Celulite grau 3

O Que É A Celulite E Como Tratar?

O tratamento para celulite grau 3, que é caracterizada pelos furinhos na pele quando a mulher está de pé, pode ser feito com tratamentos estéticos como:

  • Ultrassom de 3 Mhz ou lipocavitação: quebram as células de gordura que originam a celulite, fazendo com que elas sejam eliminadas pelo organismo, ajudando também a combater a flacidez, sendo uma ótima opção de tratamento para celulite e flacidez.
  • Heccus: promove a quebra das células de gordura e ativando a circulação do sistema linfático, facilitando o fortalecimento muscular e ajudando a eliminar a celulite. Este é um tratamento para celulite e gordura localizada e deve ser feito pelo menos 2 vezes por semana, sendo que os resultados são visíveis a partir de 10 sessões.

Qualquer que seja o tratamento para celulite grau 3, ele deve ser complementado com drenagem linfática para remover os líquidos acumulados que são responsáveis pela celulite.

Celulite grau 4

O Que É A Celulite E Como Tratar?

O tratamento para celulite grau 4, que é caracterizada pela flacidez e furinhos na pele que são facilmente observados em qualquer posição, pode ser feito com tratamentos estéticos, como:

  • Eletrolipólise: é aplicada uma corrente elétrica de baixa frequência através de agulhas de acupuntura inseridas na pele que atuam diretamente nas células de gordura, promovendo a sua destruição;
  • Corrente russa: são usados eletrodos que estimulam a contração involuntária dos músculos, levando ao seu fortalecimento e tonificação, que ajudam a eliminar a gordura e a flacidez da pele;
  • Carboxiterapia: são aplicadas várias injeções de gás carbônico na pele que vão atuar ativando a circulação sanguínea local, promovendo a oxigenação dos tecidos, a quebra de gordura e a formação de colágeno que é responsável pela firmeza e elasticidade da pele. Veja mais sobre este tratamento. 

A drenagem linfática também deve complementar o tratamento, assim como os exercícios para conseguir eliminar completamente os nódulos de gordura da região tratada. 

Exercícios para fazer em casa 

Quem não tem tempo para fazer exercícios diariamente numa academia de ginástica pode optar por andar de bicicleta, patins, caminhar ou correr porque estes exercícios também ajudam a combater o excesso de peso, eliminando a gordura acumulada, contribuindo para a eliminação da celulite. Para complementar, poderá fazer os seguintes exercícios localizados:

Exercício 1 – Agachamento

De pé, mantenha as pernas ligeiramente afastadas e dobre um pouco os joelhos, mantendo os pés bem apoiados no chão. Faça o movimento de como se fosse sentar numa cadeira e retorne à posição inicial vagarosamente, contraindo bastante os músculos do bumbum. Faça este exercício durante 1 minuto, descanse por 30 segundos e repita o exercício por mais 1 minuto.

Exercício 2 – Elevação pélvica

Deitada de barriga para cima, dobre as pernas e deixe os pés apoiados no chão. Levante o bumbum do solo o máximo que conseguir sem tirar os pés do chão, contraindo bastante os músculos do bumbum. Faça este exercício durante 1 minuto, descanse por 30 segundos e repita o exercício por mais 1 minuto.

Um treinador poderá indicar uma série completa de exercícios que podem ser feitos na academia de ginástica ou em casa, para melhorar a qualidade de vida, eliminar a gordura e potencializar o tratamento contra a celulite e um fisioterapeuta especialista em fisioterapia dermato funcional poderá avaliar e indicar o tratamento contra celulite mais adequado de forma individualizada.

Alimentação adequada 

Para combater a celulite também é importante adequar a alimentação evitando comer alimentos ricos em gordura e açúcar, preferindo alimentos saudáveis como legumes, verduras, vegetais folhosos, cereais integrais, o sempre na versão simples, sem molhos prontos. Ainda é indicado beber cerca de 2 litros de água e de chá verde, sem açúcar, ao longo do dia para eliminar as toxinas. 

  1. Cada pessoa possui uma necessidade individual da quantidade de calorias e proteínas, vitaminas e minerais que precisa consumir por dia, e por isso, uma consulta com um nutricionista pode ser indicado para adequar a alimentação, de acordo com as necessidades e gosto pessoal. 
  2. Confira no vídeo a seguir algumas dicas para vencer a celulite:

O Que É A Celulite E Como Tratar?

Como tratar a celulite: descubra como melhorar a aparência da pele

Férias, fim de ano e dias ensolarados combinam muito com praia e piscina, não é verdade? A época mais quente do ano também faz com que mais pessoas se preocupem com os cuidados com o corpo e a saúde. Afinal, todos querem estar em boa forma no verão e esse objetivo é a razão da maioria das preocupações estéticas.

Entre as demandas relacionadas à estética, muitas pessoas desejam saber como tratar a celulite, incômodo que atinge a maioria das mulheres e até alguns homens. Apesar de ser recorrente, o aspecto da celulite pode ser amenizado, mas isso requer alguns esforços por parte de quem deseja investir nessa mudança benéfica.

Se você quer expandir seu conhecimento sobre o assunto e conhecer as diversas maneiras de lidar com a celulite, não deixe de acompanhar as informações abaixo. Continue conosco e tenha uma boa leitura!

Entenda o aparecimento das celulites

Ao contrário do que se imagina, a celulite não está ligada somente ao excesso de peso e à obesidade. Esse problema pode aparecer em qualquer pessoa, inclusive quem tem peso normal e boas condições de saúde.

Na verdade, os temidos furinhos na pele surgem a partir do acúmulo excessivo de gordura, toxinas e água dentro das células, fato que tem o potencial de desencadear uma inflamação do tecido celular.

Como efeito do inchaço e da inflamação das células, a pele ganha um aspecto “ondulado” e apresenta cavidades, com a aparência de uma “casca de laranja”.

O nome científico da celulite é lipodistrofia ginóide (LDG) e as suas causas são variadas.

Geralmente, a celulite está associada a fatores relacionados com genética, sexo, etnia, alterações hormonais e problemas circulatórios, que também podem influenciar seu aparecimento.

No entanto, é muito importante que a pessoa acometida pelo problema procure melhorar os hábitos de vida e iniciar um tratamento estético adequado, a fim de se livrar desse incômodo. Afinal, a presença da celulite pode causar até mesmo a baixa autoestima e o surgimento de problemas psicológicos.

Saiba como tratar a celulite com procedimentos estratégicos

As questões relacionadas ao corpo sempre despertaram grande preocupação entre homens e mulheres. Todos desejam estar com uma boa aparência, dispor de uma pele jovial e fazer o possível para alcançar a longevidade. No entanto, também é interessante focar em bons hábitos e optar por medidas que garantam o bom funcionamento do organismo.

Hidrate-se

A água é uma grande aliada da saúde da pele, assim como do corpo em geral. Ela é a responsável por eliminar toxinas e permitir que os nutrientes cheguem até a pele. Dessa maneira, ao manter uma hidratação abundante, será possível notar mudanças na aparência dos furinhos da celulite e no aspecto geral da pele.

Outra opção é apostar nos chás e sucos, ambos naturais e sem adição de açúcar, que podem ajudar de diversas maneiras. Seja para melhorar o funcionamento do organismo, acelerar o metabolismo ou diminuir a retenção de líquidos. O auxílio de um profissional especializado faz toda diferença nessas horas e você poderá tirar todas as dúvidas.

Tenha uma alimentação saudável

Fazer as escolhas certas na hora de se alimentar ajuda a melhorar a saúde de dentro para fora. As fibras, por exemplo, estimulam o funcionamento do intestino e reduzem a fome. Quando o intestino está preso, podem ocorrer problemas de circulação linfática e, com isso, o aparecimento da celulite.

Sendo assim, inclua quinoa, aveia, versões integrais de pães e arroz. Se possível, opte por alimentos integrais, tais como grãos e cereais, e também pelas folhas verde-escuras: couve, acelga, rúcula, alface, agrião ou espinafre.

Leia também:  Como Saber Quanto Se Paga De Selo?

Além disso, uma extensa lista de alimentos pode ajudar a amenizar o problema. Entre eles, água de coco, salmão, frutas vermelhas, abacaxi, melancia, frutas cítricas (laranja, limão, tamarindo ou tangerina) e oleaginosas, como castanhas, amêndoas e nozes. Também, ovos, grão-de-bico e lentilha são ótimas opções no desenvolvimento de uma vida saudável.

Pratique exercícios físicos

Apesar de muitos terem uma vida agitada por conta das demandas do trabalho e da correria do dia a dia, a prática de esportes é sempre deixada de lado e, às vezes, nem mesmo uma boa caminhada pela manhã é praticada. Quem deseja saber como tratar a celulite precisa rever os próprios hábitos e administrar o tempo em prol da saúde mental e física.

Uma rotina de exercícios melhora o aspecto da celulite e, ainda, previne o acúmulo de gordura nas células. Dessa maneira, se manter em movimento ajuda a eliminar a gordura localizada nos glúteos e no quadril. Também, estimula a circulação sanguínea e, assim, as chances da celulite aparecer diminuem.

Essas medidas trazem grandes benefícios ao corpo. Você terá uma melhor disposição e concentração durante sua rotina, o que facilita sua boa desenvoltura no ambiente corporativo e o aprimoramento do bem-estar, o que previne o aparecimento do estresse e até do burnout.

Invista em massagens e drenagens linfáticas

A realização de drenagem linfática, massagens modeladoras específicas e até mesmo a automassagem são procedimentos que ajudam a promover e melhorar a circulação do sangue e também podem combater o acúmulo de toxinas nas células, uma vez que o acúmulo de líquidos é eliminado.

As massagens estimulam o fluxo de sangue na região afetada e favorecem a diminuição dos furinhos. Sendo assim, as massagens são ótimas soluções para quem deseja melhorar o aspecto da pele e tratar a celulite. Os resultados já podem ser notados ao fazer algum desses procedimentos uma ou duas vezes na semana, em virtude da diminuição da retenção de líquidos.

O ideal é contar com o auxílio de um fisioterapeuta, um esteticista ou um profissional capacitado, e que tenha conhecimento sobre o assunto.

Assim, você tem a certeza de que a massagem e a drenagem linfática serão feitas do modo correto.

Ademais, caso não possa investir nesse tipo de procedimento, você pode fazer a automassagem com as mãos, sempre tendo o cuidado para não colocar muita intensidade ou força nos movimentos.

Opte pelo colágeno

Entre as dicas relacionadas a como tratar a celulite não podemos esquecer do colágeno, que é um agente benéfico na prevenção da celulite.

O colágeno previne o aparecimento de rugas, linhas de expressão e, também, mantém a jovialidade da sua pele.

Vista como uma das principais proteínas contidas no nosso corpo, ela diminui após o período da  juventude e é necessário encontrar meios de estimular essa produção.

Então, agora você já entendeu que uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos ameniza o aparecimento de doenças e garante bom funcionamento do organismo. No entanto, é interessante usar suplementos alimentares que ajudam a garantir sua beleza corporal. Portanto, não deixe de fazer essa escolha no seu processo de mudança saudável.

Faça tratamentos estéticos

​O mercado estético oferece uma variedade de tratamentos para quem deseja reduzir o inchaço nas células e diminuir as celulites, deixando a pele mais lisinha e sem aquele temido aspecto de “casca de laranja”. A maioria desses procedimentos atua nas causas da celulite e são considerados não invasivos. Os principais são a radiofrequência, a lipocavitação, a endermologia e a carboxiterapia.

Radiofrequência

Essa técnica usa um equipamento moderno que tem o poder de eliminar as células de gordura, responsáveis por causar a celulite, além de contribuir para estimular a formação de mais colágeno.

Com isso, a pele se torna mais firme e uniforme. A radiofrequência pode ser feita 1 vez por semana.

Se possível, o ideal é fazer conjuntamente com sessões de drenagem linfática, com o objetivo de expelir as toxinas que permanecem no corpo.

Lipocavitação

Esse tratamento usa o ultrassom que tem o potencial de penetrar em camadas mais profundas da derme e no tecido adiposo, quebrando as moléculas de gordura. Sobretudo, é importante associar esse procedimento com a drenagem linfática para que os resíduos sejam eliminados de modo mais eficiente.

Endermologia

O tratamento de endermologia usa um equipamento que desliza sobre a superfície da pele e faz um movimento do tipo sucção, que tem a capacidade de descolar a pele e reduzir os desníveis, rebaixamentos e depressões.

Com isso, aquele aspecto de pele “com buracos”, causado pela celulite, melhora significativamente.

Além disso, esse procedimento diminui o manequim da paciente, principalmente na cintura e no quadril, uma vez que redistribui as células de gordura de modo mais uniforme.

Carboxiterapia

​Esse tratamento é um dos mais populares no mercado estético, principalmente em virtude da sua eficiência.

A carboxiterapia consiste na aplicação de injeções contendo gás carbônico no local de tratamento.

  Assim, o procedimento provoca a quebra de células de gordura, além de estimular a circulação de sangue nos tecidos afetados e promover a passagem de nutrientes, melhorando, assim, o aspecto da celulite.

Aposte na combinação de VERISOL® + OPTIMSM®

A combinação de VERISOLl® + OPTIMSM® atua diretamente na aparência e na saúde da pele.

O primeiro conta com a ação exclusiva de peptídeos bioativos de colágeno, que agem nas células dérmicas, estimulando e restaurando o metabolismo dessas células.

Assim, melhora a elasticidade cutânea e aumenta o conteúdo de colágeno na pele, suavizando o aspecto “casca de laranja” (Journal of Medicinal food, 2015).

Por outro lado, o OPTIMSM® viabiliza a ação direta do enxofre, componente que também está envolvido na produção do colágeno da pele.

O enxofre é necessário para a síntese de colágeno que suporta a estrutura da pele e melhora a sua redensificação, tornando-a mais elástica e firme.

Além disso, OPTIMSM® atua como um detoxificante celular, reduzindo a inflamação e facilitando a eliminação das toxinas presentes na pele com celulite (Natural Medicine Journal, 2015).

A celulite é uma condição que atinge boa parte das pessoas, tanto mulheres quanto homens. A boa notícia é que é possível amenizar e melhorar o aspecto da pele com a mudança de hábitos simples. Se possível, invista em bons tratamentos e no uso combinado de VERISOL® + OPTIMSM®!

Se você se interessou na solução VERISOLl® + OPTIMSM®, clique aqui para encontrar a farmácia de manipulação mais próxima. O produto será manipulado de acordo com as suas necessidades.

O Que É A Celulite E Como Tratar?

Celulite – Distúrbios dermatológicos – Manuais MSD edição para profissionais

Celulite purulenta, considerada de alto risco, deve incluir cobertura para SARM. Também deve-se iniciar a cobertura para SARM em pacientes com:

  • Colonização nasal conhecida por SARM
  • Sinais e sintomas de alto risco de infecção grave

Os sinais e sintomas de alto risco de infecção grave (infecção sistêmica, invasiva e profunda) são:

  • Dor desproporcional aos achados físicos
  • Sintomas de toxicidade sistêmica (p. ex., febre ou hipotermia, taquicardia, hipotensão, delirium)

Na suspeita de MRSA sem sinais e sintomas de alto risco, o tratamento ambulatorial empírico é razoável usando sulfametoxazol-trimetoprima 800/160 mg VO 2 vezes ao dia, clindamicina 300 a 450 mg VO 3 vezes ao dia ou doxiciclina 100 mg VO 2 vezes ao dia.

Para infecções mais graves, ou naqueles em que a terapia oral falhou, os pacientes são hospitalizados e recebem oxacilina ou nafcilina, 1 g, IV, a cada 6 horas, ou uma cefalosporina (p. ex., 1 g de cefazolina IV a cada 8 horas). Para pacientes alérgicos à penicilina ou com infecção suspeita ou confirmada por MRSA, os medicamentos são

  • Linezolida 600 mg IV a cada 12 horas por 10 a 14 dias, geralmente para MRSA muito resistente
  • Daptomicina 4 a 6 mg/kg IV uma vez ao dia
  • Teicoplanina 6 mg/kg IV a cada 12 horas (2 doses) seguida de 3 ou 6 mg/kg IV ou IM uma vez ao dia (o mecanismo de ação é semelhante ao da vancomicina; comumente usado fora dos EUA para tratar MRSA)

Recentemente, quatro outros medicamentos foram disponibilizados para infecções bacterianas agudas graves de pele e da estrutura da pele (IBAGPEP) por S. aureus (como MRSA). Esses medicamentos só devem ser usados na celulite complexa ou que não responde a outros esquemas antibióticos:

  • Oritavancina 1200 mg IV uma vez, administrada ao longo de 3 horas
  • Dalbavancina 1500 mg IV dose única, ou 1000 mg IV dose única, a seguir 500 mg IV 1 semana depois da primeira dose administrada por infusão ao longo de 30 minutos
  • Tedizolida 200 mg VO ou IV uma vez ao dia por 6 dias
  • Delafloxacina 300 mg IV a cada 12 horas ou 450 mg VO a cada 12 horas durante 5 a 14 dias

A celulite em pacientes neutropênicos requer antibióticos empíricos contra Pseudomonas (p. ex., tobramicina, 1,5 mg/kg IV, a cada 8 horas, e piperacilina, 3 g IV, a cada 4 horas) até que a hemocultura fique pronta.

Como tratar a Celulite em pele Flácida ou Edematosa

Qual mulher não se viu assustada ao notar aquelas indesejáveis ondulações na pele causada pelos temidos furinhos da celulite? Quando isso se junta à flacidez então, nem se fala. O desespero da mulherada é ainda maior.

Mesmo sendo resultado do envelhecimento natural da pele, a flacidez tem solução.

E a celulite também! Basta um pouco de disciplina, força de vontade e disposição financeira para investir em tratamentos que vão deixar a sua pele MAIS lisinha e tonificada e você ainda mais bonita.

Quem já não ouviu falar sobre celulite? Ou melhor ainda, quem não tem celulite? O mundo da estética não para de produzir fórmulas milagrosas, tratamentos de curta duração e cosméticos que prometem além de evitar, tratar e desaparecer com os furinhos que deixam qualquer mulher maluca. Mas você já procurou saber o que é realmente celulite? Então fique atenta e tire suas dúvidas sobre esse mal tão comum.

Leia também:  Como Se Chama Uma Pessoa Que Não Pensa?

Formação e aparecimento

Nas camadas mais profundas da nossa pele existe um tipo de célula chamada lipócito, que basicamente é uma célula de gordura, e que existe em quantidade variável em pessoas com excesso de peso ou não. Essas células se acumulam no tecido da pele, e se houver um súbito aumento na sua quantidade pode haver uma expansão local, ou seja, elas passam a ocupar um lugar maior do que a elas destinado.

Sendo assim, essa expansão das células de gordura acaba prejudicando o sistema circulatório e o sistema linfático, que são seus vizinhos e que têm o espaço então diminuído. Com esse prejuízo a esses sistemas de circulação, distribuição de nutrientes e eliminação de resíduos temos o chamado edema, ou seja, a pele fica inchada naquele local.

Temos a impressão de que o tecido fica mais macio, já que há a retenção de líquidos na região.

Graças ao hormônio feminino, a gordura residual do nosso corpo vai diretamente para o quadril, o que pode prejudicar a estética feminina e fazer com que a celulite piore a cada dia, principalmente em períodos de variação desse hormônio (puberdade, menstruação e menopausa).

Esse excesso de tecido gorduroso e desarranjo das células acaba causando pequenas depressões, que representam finalmente a celulite. As alterações na pele e a não eliminação correta de toxinas causa inflamação das células, gerando mais inchaço e em muitos casos dor local.

Conceito

O LIPODISTROFIA GINOIDE (LG) é o nome da patologia mais conhecida como celulite. É uma inflamação celular que afeta principalmente as mulheres depois da puberdade, que desenvolvem um tipo de herniação do tecido adiposo.

Ocorrem alterações nas fibras elásticas da derme e deposição de líquidos entre os adipócitos. A principal característica é o aparecimento de ondulações na pele causada por aumento do tecido fibroso e disfunção na microcirculação.

Estágios e Tipos

A celulite se divide em estágios e tipos e é exatamente por isso que é muito difícil que a sua celulite seja igualzinha de sua amiga. Existem quatro tipos de celulite: edematosa, dura ou consistente, mole ou flácida e mista, que é a combinação de pelo menos dois tipos. A celulite também pode se dividir em quatro estágios ou graus:

Grau I: formação de edema e déficit na permeabilidade capilar;
Grau II: formação de fibrose;
Grau III: formação de micronódulos;

Grau IV: destruição das fibras elásticas e formação de grandes nódulos;

Tratamento para celulite: como tonificar o corpo e deixar a pele mais firme com dicas de experts!

Como diminuir a celulite e deixar o corpo mais torneado? Dicas de tratamentos estéticos para celulite indicados por especialistas e mais opções que você pode fazer em casa para prevenir e manter a pele mais firme. Confira!

Aproveitando o verão com o seu biquíni favorito? Se você ainda não fez isso porque está querendo dar uma turbinada no corpo primeiro, temos algumas dicas para você.

Vale reforçar que os cuidados com o corpo passam por uma alimentação equilibrada e atividades físicas, mas os tratamentos estéticos também podem te ajudar a diminuir celulites, inchaços e flacidez no corpo.

Quer saber quais são eles? Além de tratamentos que você pode começar em casa, as experts Cristina Ávila e Adriana Antunes indicam as opções para você investir. Confira!

1 – Massagem modeladora é tratamento para celulite e reduz medidas

Apesar de ser um tratamento estético para celulite mais profundo e dolorido, a massagem modeladora é certeira para reduzir gordura e o inchaço do corpo. “A massagem modeladora é excelente pois conseguimos atingir camadas profundas da pele, atuando nos pontos de acúmulo de gordura”, explica Cristina Ávila, esteticista do Studio Nanno.

A profissional também fala sobre mais benefícios da massagem modeladora. “Essa técnica reduz as medidas e celulite, combate a flacidez, diminui a retenção de líquido e também melhora a circulação sanguínea”.

2 – Pump up é um tratamento indicado para o bumbum

Para quem quer um bumbum mais empinado e torneado, sem os incômodos furinhos, a dica é o pump up, que está na lista de melhor tratamento para celulite. Isso porque seu efeito é intenso e estimula o colágeno na região. A dica extra da biomédica estética Adriana Antunes é combinar esse tratamento a outros igualmente potentes.

“Quando realizamos o procedimento, seguido de corrente russa e radiofrequência, por exemplo, os resultados são excelentes e rápidos, porque ambas as técnicas ajudam a diminuir a flacidez, celulites, circulação, assim melhorando o tônus muscular do bumbum”.

Saiba qual é o melhor tratamento para celulite com as dicas de expert!

Ainda que a celulite seja uma questão estética para muitas mulheres, algumas se incomodam mais do que outras – e tudo bem! Se esse é o seu caso, a dica de tratamento para celulite da esteticista Cristina Ávila é investir na lipocavitação, que garante pernas torneadas e mais lisinhas.

“É uma das técnicas mais indicadas para modelar e definir o corpo. Realizando esse procedimento, é possível eliminar até 80% da gordura localizada e da celulite”.

4 – Invista nas enzimas para reduzir gordura localizada

Os tratamentos estéticos citados acima são mais conhecidos quando se trata de reduzir gordura, flacidez e celulite. Mas existe outro procedimento ainda mais avançado para alcançar os resultados desejados: as enzimas! Saiba porque esse procedimento é o melhor tratamento para celulite!

“A aplicação de enzimas é um dos procedimentos mais avançados para a redução de gorduras localizadas. Elas são aplicadas no local escolhido pelo paciente e têm a função de inflamar as gorduras para que as células se desintegram e sejam eliminadas do corpo, assim reduzindo as medidas do local”, conta Adriana.

5 – Tratamento caseiro para celulite: saiba como se cuidar em casa!

Se investir em um tratamento estético para celulite não é uma opção, existem opções práticas e acessíveis que você pode usar.

Entre elas, estão os creme anticelulite com tecnologia avançada que estimulam a produção de colágeno da região desejada e deixam a pele mais firme.

Nesse caso, a dica é procurar um dermatologista para indicar o produto ideal para o seu tipo de pele e necessidade.

Além disso, esfoliar e massagear o corpo com frequência ativa a circulação sanguínea, eliminando células mortas e aqueles furinhos que insistem em estacionar nas pernas, braços, barrigas e bumbuns.

Para a turma dos chás, também existem opções mais diuréticas que previne a retenção de líquido. Para finalizar, importante lembrar de manter sempre o corpo ativo e saudável com atividades físicas e uma alimentação equilibrada.

Esse é, sem dúvida, o melhor tratamento para a celulite!

(Por Marina Couto)

27 janeiro 2021 – 12h00

Celulite | CUF

A celulite é uma condição na qual a pele apresenta depósitos de gordura, dando-lhe um aspeto grumoso, resultante de uma distribuição irregular sob a superfície da pele. É também vulgarmente conhecida por “pele casca de laranja”.

É importante não confundi-la com a celulite infeciosa, que corresponde a uma infeção bacteriana grave da pele e potencialmente fatal, que se traduz por áreas de vermelhidão, calor e dor na pele afetada que se tendem a espalhar rapidamente.

A celulite é classificada em três graus:

  • Grau 1: sem sintomas e apenas detetada em exames microscópicos
  • Grau 2: a pele fica mais pálida e com menor elasticidade
  • Grau 3: rugosidade visível na pele

Embora possa afetar ambos os géneros, a celulite é muito comum nas mulheres – cerca de 80% apresenta algum grau de celulite -, em parte pela sua maior tendência para acumular determinados tipos de gordura. Embora não se trate de uma doença grave, pode afetar a autoestima e, portanto, a qualidade de vida de pessoas por ela afetadas.

A celulite manifesta-se pela presença de pele com aspeto irregular. Nas formas mais ligeiras, a celulite apenas é detetada quando a pele é comprimida. Nos casos mais avançados, a pele forma irregularidades muito acentuadas, com zonas deprimidas e elevadas.

Tende a ser mais evidente nas nádegas e coxas e, de um modo geral, ocorre depois da puberdade, mas pode também ser visível no peito, abdómen inferior e nos braços.

A celulite resulta do efeito combinado dos cordões de tecido conjuntivo que ligam a pele ao músculo e da acumulação de gordura sob a pele. Enquanto a gordura empurra a pele, os cordões de tecido conjuntivo prendem-na às camadas mais profundas e esse conjunto de forças traduz-se numa superfície irregular.

As causas da celulite são mal compreendidas. Entre elas incluem-se:

  • Fatores hormonais (estrogénios, insulina, noradrenalina, hormonas tiroideias, prolactina)
  • Fatores  genéticos
  • Uma dieta muito rica em gordura, hidratos de carbono e sal e pobre em fibras
  • Hábitos de estilo de vida, como ser fumador, sedentário, permanecer de pé ou sentado durante muitas horas
  • Vestuário muito apertado que dificulta o fluxo sanguíneo
  • Stress
  • Toma da pílula
  • Idade

O diagnóstico de celulite é realizado pela observação da pele.

Embora existam inúmeros tratamentos para a celulite, nenhum deles está devidamente suportado por evidência científica.

Existem tratamentos que se baseiam em princípios mecânicos ou físicos, como:

  • Massagens
  • Drenagem linfática
  • Tratamento pelo calor
  • Uso de ultrassons
  • Radiofrequência
  • Terapêutica magnética ou por ondas de rádio
  • Endermologia
  • Estimulação elétrica

Outras abordagens ao tratamento da celulite baseiam-se na utilização de substâncias que, supostamente, ajudam a remover a gordura acumulada sob a pele, como as metilxantinas, cafeína, pentoxifilina, aminoácidos e ginkgo biloba. Esses agentes podem ser aplicados localmente ou administrados por via oral ou injetável, mas nenhum deles demonstrou cabalmente a sua eficácia.

  • A aplicação duas vezes por dia de um creme de retinol a 0,3% durante seis meses demonstrou ser capaz de melhorar o aspeto da celulite.
  • A perda de peso pode ajudar a reduzir a celulite, bem como a manutenção de uma dieta saudável.
  • A lipossucção ajuda a esculpir o corpo, mas não remove a celulite e pode, até, torná-la mais evidente.
  • Existe uma técnica mais recente, realizada com laser, que destrói as células de gordura e confere firmeza à pele e que pode ser uma forma mais eficaz de tratar a celulite.
Leia também:  Como Saber Qual A Chave Do Windows?

A prevenção da celulite passa por uma dieta saudável, baixa em gordura, rica em fruta, vegetais e fibras. A prática regular de exercício físico, a manutenção de um peso adequado e a redução do stress são também aspetos importantes.

O uso de roupa confortável impede a formação de celulite que resulta do uso de roupas muito apertadas.

Medical News Today, maio de 2009

José Maria Pereira de Godoy e col., Evaluation of the Prevalence of Concomitant Idiopathic Cyclic Edema and Cellulite, Int J Med Sci. 2011; 8(6): 453–455.

Vanessa Candeias e col., Princípios para uma Alimentação Saudável, Direção-Geral da Saúde, Lisboa, 2005

Como tratar a celulite sem cair em furadas?

Popular e democrática que só, a celulite dá as caras, segundo estimativas, em nada menos que 95% das mulheres.

Não é à toa que a indústria cosmética investe pesado em tratamentos para amenizar o aspecto de casca de laranja que pode estampar regiões como coxas, bumbum e companhia.

São princípios ativos para cremes, injeções aplicadas em consultório médico, aparelhos que emitem ondas usados em clínicas de estética, e por aí vai.

No último congresso da Academia Americana de Dermatologia, uma das sensações foi uma fórmula testada com sucesso em quadros moderados e severos: as aplicações de uma enzima chamada Clostridium histolyticum collagenase.

“Falamos de uma substância ainda em fase de pesquisa e que já tinha sido liberada para uma doença que acomete as mãos. Agora, ela apresentou bons resultados contra a celulite”, contextualiza o cirurgião plástico Paolo Rubez, de São Paulo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Há todo um caminho que novos produtos ou tecnologias têm de percorrer dos laboratórios até o mercado. E, embora a promessa das novidades seja quase sempre tentadora, os especialistas deixam claro que nenhum tratamento faz o trabalho sozinho. Isso porque existem vários fatores por trás da celulite.

“Ela é causada por acúmulo de gordura, prejuízo na drenagem linfática e deterioração do colágeno que sustenta o tecido gorduroso”, expõe a dermatologista Kédima Nassif, que atua em Belo Horizonte e é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Por isso, eliminar ou minimizar os furinhos costuma depender de ações em todas essas frentes. “Não adianta, por exemplo, utilizarmos um aparelho que ajuda a remover a gordura se não tratarmos a pele em si.

Se isso não for feito, haverá flacidez depois”, exemplifica a farmacêutica e cosmetóloga Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos, empresa fornecedora de matérias-primas para cosméticos.

Mesmo quem torce o nariz para as novidades da indústria e prefere uma solução mais natural deve ter cautela. Os experts alertam que receitas caseiras quase nunca são eficazes e ainda podem render irritações à pele.

O ponto é que não adianta investir no creme mais moderno ou na última tecnologia de ponta se você não fizer sua parte mudando alguns hábitos. “Isso envolve evitar o ganho de peso, se exercitar regularmente, tomar bastante água, comer fibras, evitar o cigarro e não exagerar na bebida alcoólica“, resume a dermatologista Paola Pomerantzeff, da capital paulista.

E ainda tem a questão hormonal, que às vezes precisa ser investigada com o médico. “Os hormônios influenciam bastante no aparecimento da celulite”, ressalta o dermatologista Abdo Salomão Jr., de Guaxupé, em Minas Gerais, que é membro da SBD e da Academia Americana de Dermatologia.

Fazendo esses ajustes na rotina, aí, sim, dá para lançar mão dos tratamentos desenhados para melhorar o aspecto da pele. Mas em quais investir? Dá para resolver com produtos na farmácia ou é preciso ir a uma clínica de estética? SAÚDE ouviu os profissionais da área para mostrar o que funciona mesmo. Vamos lá?

Na farmácia

Conheça três ativos que, segundo evidências, ajudam a combater a celulite quando incorporados a cremes

Cafeisilane C: esse ingrediente é uma versão modificada da cafeína — substância empregada há tempos contra os furinhos. “Ela tem penetração maior do que a cafeína convencional, sendo mais eficaz na quebra da gordura e no aumento do metabolismo”, explica a cosmetóloga Mika Yamaguchi.

Alvo de um experimento na Faculdade de Farmácia da Universidade de São Paulo, o ativo apresentou ótimos resultados.

Centella asiática: essa planta é utilizada na medicina indiana há mais de 3 mil anos e a ciência moderna deu seu aval para tratar a celulite. “Ela melhora a circulação sanguínea, reduz a inflamação da região e estimula a síntese de colágeno”, conta Kédima Nassif.

Essa atuação favorece a quebra da gordura, combate a retenção de líquido que leva ao inchaço e melhora a firmeza e o aspecto da pele. Tripla ação para diminuir a aparência de casca de laranja.

Exsynutriment: o princípio ativo é obtido do silício e concebido para ser usado na forma de cápsulas.

“Ele é indicado para estimular a produção de colágeno, melhorando a resistência da pele e preenchendo os espaços que se encontram vazios, o que não só potencializa o efeito contra a celulite como ajuda a evitar a flacidez após a eliminação da gordura”, diz Mika. As cápsulas são indicadas para complementar a ação dos cremes.

Na clínica de estética

Equipamentos com diferentes tecnologias tratam o problema — eles podem ser utilizados sozinhos ou combinados

Radiofrequência: trata-se de uma máquina que produz um calor intenso, capaz de penetrar profundamente na pele, levando à ruptura das membranas das células de gordura e estimulando a remodelação do colágeno. Assim, melhora a flacidez e a textura da pele e ainda ajuda a redefinir o contorno corporal.

Além disso, os especialistas afirmam que ela estimula a fabricação de novas fibras de sustentação — por isso é possível notar resultados até seis meses depois da aplicação.

Continua após a publicidade

Vacuoterapia: também conhecida como endermologia, a técnica se vale de um aparelho que promove o tratamento da celulite com a ajuda de ventosas que sugam a pele, promovendo uma massagem que mobiliza o tecido cutâneo profundamente.

Com isso, realinha a produção das fibras de sustentação da pele, além de instigar um processo de drenagem linfática — é nos vasos linfáticos que são recolhidas impurezas e toxinas relacionadas a inchaço e inflamação da pele. Quanto menos tempo ficam no corpo, melhor.

Ultrassom: outro aparelho famoso nas clínicas de estética, ele exerce efeitos térmicos e mecânicos que podem diminuir a gordura localizada e a flacidez, de acordo com a dermatologista Paola Pomerantzeff.

Isso acontece porque a carga de energia da máquina penetra até a hipoderme, a camada onde se concentram as células de gordura, e provoca a sua ruptura sem danificar as outras estruturas, como os vasos e os tecidos próximos. Além disso, a máquina melhora a oxigenação da pele — um trunfo contra a celulite.

No consultório médico

  • Tem procedimento que só pode ser prescrito e aplicado pelo dermatologista ou cirurgião plástico
  • Injeção de enzimas: o médico introduz, por meio de injeções na área atingida pelo problema, substâncias que combatem a gordura localizada, estimulam a circulação local e, assim, dispersam a retenção de líquido.
  • A quantidade de sessões dessa técnica, que também é conhecida como mesoterapia, e o intervalo entre elas são determinados pelo profissional depois de uma análise individualizada.

Bioestimuladores de colágeno: são moléculas também injetáveis — caso do ácido L-poliláctico e da hidroxiapatita de cálcio — que tornam a pele mais rígida. “Isso é importante porque o tecido de gordura é flácido e necessita que as fibras de sustentação da pele estejam bem firmes para que ele tenha um bom suporte e não fique com o aspecto irregular, característico da celulite”, explica Paola.

Costumam ser indicadas de duas a três sessões, com um intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

Subcisão: Essa é opção para os casos mais graves de celulite. Depois de uma anestesia local, o médico se vale de uma agulha cortante ou um bisturi para fazer movimentos de vai e vem na pele que causam uma ruptura nas estruturas que a puxam para baixo, formando aqueles buraquinhos.

Além disso, como acontece um sangramento na região, forma-se um novo tecido de sustentação, que ajudará a preencher o espaço onde estavam as depressões.

8 mitos e verdades sobre a celulite

Roupa apertada influencia?

VERDADE. Sim, essas peças prejudicam a circulação do sangue e a eliminação das toxinas.

Só mulher tem celulite?

MITO. Não, mas ela é, de fato, bem mais comum nelas devido ao acúmulo de líquido e gordura.

Pílula agrava?

VERDADE. Pode acontecer, porque o anticoncepcional interfere nos hormônios e na retenção de líquido.

Massagem acaba com ela?

MITO. Algumas são coadjuvantes por atuarem na drenagem linfática. Mas não há milagre.

Refri piora o quadro?

VERDADE. Quem exagera pode encarar a celulite por causa do açúcar e do sódio, este também na versão light.

Só aparece depois dos 25?

MITO. Não é bem assim. Ainda mais com os quilos extras, pode dar as caras a partir da puberdade.

Fumar piora as coisas?

VERDADE. Pode apostar. O cigarro afeta a circulação e o colágeno da pele, contribuindo para os furinhos.

Cremes são melhores após o banho?

VERDADE. Sim, depois de uma ducha quente ou do exercício, o corpo está mais apto a absorver os ativos.

Continua após a publicidade

  • Cuidados com a pele
  • Pele
  • Tratamentos estéticos

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*