Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

As pessoas carismáticas têm hábitos únicos e, por isso, conseguem atingir seus objetivos de maneira mais direta do que outras pessoas.

O que identifica essas pessoas como um ser carismático, diferente dos outros indivíduos, não é apenas o que elas fazem, mas sim o que elas fazem de diferente, e como fazem. Aprender um hábito não se resume a saber qual o hábito, mas sim, saber como aplicá-lo em sua rotina.

Como ser um grande gestor e líder para sua equipe de vendas

Porque saber e não aplicar é a mesma coisa que não saber, uma vez que o conhecimento só tem utilidade – ou validade – se colocado em prática.

Preparamos uma apresentação que explica como ser carismático. Nela você encontrará as principais dicas desse artigo, inclusive, o que torna a pessoa carismática e o significado disso. Confira a apresentação clicando na imagem abaixo!

11 coisas que as pessoas carismáticas fazem diferente from Agendor CRM Online

11 dicas de como ser um apessoa carismática

E é justamente aí que mora o perigo: existe muito vendedor, profissional e empreendedor que acha que sabe, apenas por conhecer um comportamento. Mas, o hábito – que é o que faz toda a diferença (e o monge!) – só é formado com a prática, e é ela que interessa.

As pessoas carismáticas fazem as coisas de maneira diferente. Para isso, comece aprendendo como ser simpático. Depois, refine ainda melhor o seu comportamento para que você possa aprender como ter carisma e alcançar os resultados desejados.

Confira estas 11 regras e descubra, de verdade, o que é ser uma pessoa carismática.

#1. Elas exalam alegria

As pessoas procuram a felicidade assim como as mariposas procuram a luz. Todo mundo quer ser feliz e tudo o que fazemos é para encontrar a felicidade.

Por isso, quando você transborda felicidade e alegria, as pessoas simplesmente querem estar perto de você, de alguma maneira, simplesmente porque querem compartilhar da sua alegria.

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

Pessoas carismáticas exalam alegria

#2. Elas contam histórias

  • Há muitas experiências humanas comuns que podem ser compartilhadas por diferentes pessoas da mesma maneira.
  • As pessoas carismáticas são aquelas que realmente compartilham essas experiências com os outros e, assim, fazem com que todos queiram compartilhar suas experiências.
  • A chave para atrair a atenção das pessoas é essa: ter a coragem de compartilhar.

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

Pessoas carismáticas estão sempre contando histórias e compartilhando suas vivências

#3. Elas inspiram confiança

  1. Cultive um aperto de mão firme, olhe as pessoas nos olhos quando você estiver falando com elas, mantenha o foco na pessoa que está à sua frente e deixe qualquer outra coisa para depois.

  2. Pode parecer simples ser confiável e prestar atenção no que os outros dizem, mas é muito difícil.
  3. Comece a praticar agora, porque as pessoas carismáticas têm essas habilidades muito arraigadas a seu comportamento.

  4. Veja também: 4 livros famosos sobre a arte de influenciar pessoas

#4. Elas compartilham convicção

Quem, na sua opinião é a companhia perfeita: a pessoa que parece ser bem-sucedida e que fala sobre coisas importantes que motivam os outros a agir, ou aquele que parece não se preocupar com nada?

As pessoas carismáticas são apaixonadas. Elas falam com animação, querem mostrar e compartilhar tudo que sabem.

#5. Elas escutam ativamente

  • Ninguém gosta de uma pessoa que gira apenas em torno do seu ego, de si mesmo, de suas ideias e realizações.
  • A chave para o carisma é a habilidade de despertar as outras pessoas e fazê-las se envolverem com você e com os outros, compartilhando suas experiências.
  • Uma vez que você escuta os outros magneticamente, com atenção plena e consciência exata do que estão falando, você mostra interesse pelas pessoas e, por conta disso, elas mostram interesse em você.

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

Pessoas carismáticas sabem o momento de ouvir os outros

#6. Elas são acessíveis

  1. As pessoas carismáticas são frequentemente descritas como acessíveis, uma característica normalmente enraizada na empatia.

  2. Como os cães, os humanos podem sentir se as pessoas serão receptivas ou não ao que eles têm a dizer.

  3. Por isso, se você quer se tornar uma pessoa carismática, precisa estar acessível às ideias dos outros, e aberto para que as pessoas venham até você para contar suas ideias e histórias.

#7. Elas prestam atenção aos detalhes

Pessoas carismáticas não se distraem durante as conversas. Elas prestam atenção aos detalhes, fazem perguntas e redirecionam a conversa de acordo com a linguagem corporal de seu público.

A postura que uma pessoa carismática adota também influencia e é uma maneira de manter a bola rolando durante a conversação, bem como incentivar a participação das outras pessoas.

#8. Elas não se incomodam com as críticas

Pessoas carismáticas são pessoas altivas e estão, muitas vezes, no centro das atenções.

Por isso, muitas vezes, as críticas são inevitáveis. Mas as pessoas carismáticas criam uma proteção que permite que continuem fazendo o que estão fazendo, sem se preocuparem com o que os outros pensam.

#9. Elas arriscam

Todos tememos o fracasso, mas as pessoas carismáticas não fogem dele.  As pessoas carismáticas arriscam perguntar coisas aos outros, sem se importar com a resposta ou com o que falar depois.

Afinal, qual é a pior coisa que poderia acontecer? Esse é o modo de vida. Elas rolam os dados e conseguem o que querem com mais frequência do que se tivessem medo de tentar coisas novas.

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

Pessoas carismáticas arriscam viver coisas novas

#10. Elas são ativas

Uma pessoa não pode ser rotulada como carismática, a menos que os outros sejam atraídos por ela – o que significa, por padrão, que uma pessoa carismática está envolvida com aqueles que a rodeia.

Seja qualquer atividade que façam na academia, estudos, grupos de networking ou outra função na comunidade, você geralmente não encontra essas pessoas cochilando em frente da TV.

#11. Seu copo está meio cheio

Todos nós temos dias difíceis e há coisas difíceis acontecendo em todo o mundo ao nosso redor.

As pessoas carismáticas deixam a negatividade para trás, mesmo quando as coisas não caminham como elas queriam. E fazem isso de uma maneira que possam tirar uma lição positiva de tudo isso.

Essas pessoas escolhem viver de um jeito mais aberto, pensando sempre no lado bom das coisas e nas oportunidades.

Veja mais: 25 frases sobre produtividade para inspirar seu time

Você está pronto para ser uma pessoa carismática?

Uma pessoa carismática não é apenas aquela pessoa que sabe como ser simpática com sorriso amarelo, que parece ser uma pessoa legal.

Muito menos aquelas pessoas que fingem ser amigas apenas para tirar proveito disso depois. Saber como ser carismático não é ser aquela pessoa espalhafatosa, muito pelo contrário.

O carisma é a qualidade de personalidade que destaca as pessoas a exercerem espontaneamente atitudes de líderes. Exatamente! As pessoas carismáticas sabem como motivar uma equipe contagiando aqueles que estão ao seu redor.

É claro que isso é mais fácil para pessoas simpáticas naturalmente. Mas não é o suficiente! A pessoa carismática tem um significado que vai muito além disso.

Portanto, se você quer se destacar pelo seu carisma, você precisa ser uma pessoa interessada, pensar nos outros e, a cada dia, exercitar ainda mais seu sentido de servir aos outros.

Esse é o caminho das pessoas carismáticas: serem positivas e agregarem valor aos que estão ao seu redor.

O carisma pode ser um fator considerável para auxiliar líderes. Mas não é o único. Baixe nosso e-book: O Guia para a Gestão Eficiente da Equipe de Vendas – Como ser um grande gestor e líder para sua equipe de vendas, e conheça mais sobre este assunto!

Por que querer agradar todo mundo?

Categoria dos serviços do psicólogo: ajuda emocional

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?

Agradar aos outros não é um defeito, pelo contrário, indivíduos que gostam de agradar tendem a se tornar queridos pelas pessoas à sua volta. O agrado traz retorno, seja pela felicidade do outro, seja pela satisfação pessoal de fazer o bem.

O problema, porém, é quando esse ato não é espontâneo e se torna uma obrigação. Nesse momento, talvez seja a hora de procurar ajuda de um psicólogo para entender porque existe a necessidade extrema de agradar a todo o mundo.

O ato de dizer não deve ser natural, mas nem todo mundo consegue. Há quem fuja de conflitos e prefere abdicar de si pelos outros pensando se tratar de algo em curto prazo.

Porém, esse comportamento frequente pode virar uma bola de neve. Com medo de se tornar indelicada, essa pessoa abrem mão de si para satisfazer os outros sem medir as consequências.

O fato de agradar aos outros também pode ser uma forma de se sentir aceito em um grupo, algo que a pessoa acredita que não conseguiria se agisse conforme a sua personalidade. Há ainda aqueles que agradam esperando sempre algo em troca e, quando não ocorre, se frustram e ficam ressentidos.

Agradar aos outros sem estar se agradando pode ser prejudicial para as emoções do indivíduo e algo que deveria ser prazeroso se torna um peso. Pessoas com necessidade de agradar podem se tornar inseguras, depressivas, ansiosas, ter baixa autoestima e não terem condições de decidir por si, precisando sempre da opinião do outro.

Às vezes é preciso fazer o que não se gosta em benefício do grupo, mas ninguém deve se tornar escravo desse comportamento. Veja quando agradar todo mundo pode se tornar prejudicial:

Leia também:  Como Descobrir A Quem Pertence Numero De Telemovel?

Agradar a todos pode se tornar um problema quando

  • Sempre se espera algo em troca;
  • Não há retorno e há frustração;
  • Acredita-se que é necessário agradar para ser aceito;
  • Deixa-se de lado as vontades e desejos próprios;
  • Não se consegue mais identificar o que se gosta;
  • Os gostos são baseados nos de outra pessoa;
  • Fica-se impossibilitado de dizer não;
  • Consegue-se dizer não, mas tenta-se sempre justificar (inclusive mentindo);
  • Há necessidade de ser visto como alguém bom e legal;
  • Sem perceber, os outros abusam dessa pessoa;
  • A pessoa se culpa por tudo de errado que acontece;
  • A pessoa sente-se imprescindível e insubstituível naquele meio;
  • A pessoa considera o amor e a entrega sacrifícios normais;
  • A pessoa apresenta sinais de baixa autoestima, ansiedade, estresse e outros problemas emocionais.

O que leva uma pessoa a querer sempre agradar aos outros?

Irracionalmente temos a necessidade de sermos aceitos e amados. O renovado psicólogo americano Albert Ellis, criador da terapia racional emotiva, determinou onze crenças irracionais comuns. Uma delas é: “Preciso do amor e da aprovação de todos os que me rodeiam” ou “preciso ser amado e ter a aprovação de todas as pessoas importantes que me rodeiam”.

Esta crença é comum, em diferentes graus, em todo o ser humano. Racionalmente sabemos que agradar a todos é impossível e que isso não nos torna piores. Quando a pessoa não identifica isso, abre mão de suas necessidades – uma das poucas formas de conseguir agradar ao máximo o outro (sem garantia de sucesso).

Conheça a equipe de psicólogos do nosso consultório. Confira o perfil e área de atuação de cada profissional.

A EQUIPE DE PSICÓLOGOS

Identificar a origem dessa conduta no indivíduo é um dos primeiros passos para melhorar esse aspecto. Outro ponto é analisar o que a pessoa está fazendo para que isso a impossibilite de mudar.

Em geral, o indivíduo que está sofrendo com a necessidade de agradar não consegue identificar onde está o erro. Por essa razão é preciso buscar ajuda profissional. Um psicólogo comportamental pode auxiliar na busca pela resolução desses conflitos.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?O sentimento de insegurança é mais comum do que se imagina. Conheça mais sobre insegurança e saiba quando é hora de buscar ajuda de um profissional psicólogo
  • Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?Existem situações do cotidiano que podem influenciar a saúde mental, positiva ou negativamente, sem que isso seja perceptível. Ao menor sinal de perturbação, a melhor alternativa é procurar a orientação de um psicólogo.
  • Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta?Você sabia que o pensamento positivo é capaz de mudar completamente a sua vida, e para melhor ? Leia o texto e entenda o poder do pensamento positivo.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autor: Thaiana F. Brotto

CRP 06/106524 – São Paulo

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC

Características de uma pessoa eclética – Portal

Como Ser Aquela Pessoa Que Todo Mundo Gosta? Conheça as principais características de uma pessoa eclética

Ter preferências bem diversificadas para filmes, música e literatura, ter amigos de estilos diferentes e se dar bem com todos, gostar de sair para locais que não combinam entre si são apenas algumas das características de alguém eclético. Mas, você sabe o que significa essa palavra, afinal? De acordo com o dicionário Priberam, a palavra “eclético” se refere àquela pessoa que gosta de coisas de natureza diversas e de tendências divergentes. 

A palavra eclética derivou de uma linha da ciência chamada ecletismo, que é um método científico de pesquisa, que busca reunir diferentes teorias, para estudar um determinado objeto. E então esse termo acabou sendo aproveitado para caracterizar um comportamento humano.

Ficou interessado em saber mais sobre pessoas ecléticas? É só continuar lendo para saber um pouco mais!

Como identificar um indivíduo eclético

Você pode conviver com uma pessoa eclética e nem saber, pois está tão acostumado com sua convivência que nem percebe. Ou você mesmo pode ser o eclético da turma e também não reparou nisso sobre sua personalidade. Já pensou em analisar esse dom com um pouco mais de atenção? 

Confira a lista a seguir com alguns dos principais itens da personalidade do eclético, que você pode reparar em si mesmo ou nas outras pessoas com quem convive. Veja:

Geralmente as pessoas ecléticas têm amigos de várias tribos, ou seja, que possuem estilos de vida diferentes entre si. A lista de convidados da festa de aniversário dessa pessoa pode ter o roqueiro convicto, o fã de sertanejo universitário, o CEO de uma empresa, aquele que trabalha por conta própria, sem ter um só lugar para morar, o casal homossexual e o casal conservador, por exemplo. 

Todos juntos conversando e convivendo em harmonia, pois estão celebrando mais um ano de vida de um amigo. Isso demonstra que, além de não se importar com gostos diferentes, o eclético consegue conversar com pessoas de todos os níveis hierárquicos e sociais sem problemas ou discriminações.

Essa característica mostrada tem dois ótimos pontos positivos para um profissional, que é a capacidade de se comunicar com diferentes tipos de público e a habilidade de construir e sustentar relacionamentos interpessoais. Do outro lado da moeda, o excesso de amizades ou coleguismos com pessoas muito diferentes pode dificultar os encontros com todos e até o desenvolvimento de um laço mais profundo.

Por vezes, uma pessoa eclética pode se sentir perdida em relação ao que deseja.

Ela gosta de tantas coisas diferentes, ao mesmo tempo em que tem dificuldade em escolher apenas uma para focar e seguir em frente.

Por exemplo, um jovem eclético de 17 anos que deve escolher um curso para prestar vestibular pode ficar na dúvida entre a graduação de engenharia mecânica ou letras, alternativas totalmente opostas.

De um lado isso pode ser bom, pois ao ficar indeciso, o indivíduo pesquisará mais e refletirá sobre cada opção. O ato pode até ser considerado calculista dependendo do tempo e do tanto de análise que leva.

Porém, por outro lado, isso pode se tornar um problema sério quando se fala de decisão profissional.

Um colaborador precisa ser capaz de exercer o pensamento rápido e tomar decisões ágeis, principalmente em momentos difíceis.

Por querer e gostar de diferentes áreas e estilos, o indivíduo que é eclético pode nunca se dar por satisfeito. Ele quer sempre aprender mais, descobrir um novo assunto, experimentar uma nova profissão ou abrir um negócio.

Claro que esse modo de vida pode ser interessante se pensarmos que é excelente sempre buscar por novas oportunidades e estudar outros assuntos, por exemplo. Ao mesmo tempo em que isso pode ser agonizante, caso a pessoa não consiga ter uma vida pessoal e profissional estáveis por conta dessa constante falta de satisfação.

Uma pessoa eclética conhece e se relaciona bem com os diversos estilos dos mais variados níveis de existência que envolvem a vida. Porém, isso não significa que é uma pessoa indecisa, muito pelo contrário. 

O fato de uma pessoa eclética estar em contato profundo com a diversidade significa que ela conhece uma variedade de possibilidades e justamente por isso consegue entender bem o que gosta ou desgosta. 

Por exemplo, ter amigos de diversas tribos não significa que você necessariamente leva sua vida de acordo com os princípios de todas essas tribos. Pelo contrário, essa pessoa possui seus próprios princípios e convicções, os conhece bem, sabe o que motiva suas escolhas e mesmo assim respeita as diversas motivações que existem nas pessoas. 

A pessoa que é considerada eclética desenvolve fortes vínculos interpessoais com os mais variados tipos de pessoas. Isso seria possível se a ela fosse preconceituosa? Claramente a resposta é não. 

O nível de envolvimento conectivo que o indivíduo eclético desenvolve com os demais requer necessariamente que ela não realize julgamentos sobre essa diversidade com a qual está em contato.

Ao invés de julgar as escolhas, princípios e motivações das pessoas que são diferentes dele, ele está aberto a entender o outro em sua essência e conhecer o que lhe é diferente. Essa autenticidade na relação com outras pessoas que faz com que a pessoa eclética desenvolva de fato bons relacionamentos interpessoais. 

Conhecer algo novo implica em conhecer algo que seja diferente do que você está acostumado. Isso requer que você esteja de peito aberto para essa nova experiência. Você acha que se posiciona dessa forma quando está diante de uma nova situação inusitada? Ou geralmente fica com medo quando em face de uma mudança, por exemplo?

A pessoa eclética geralmente não terá medo de experimentar o que lhe é novo. Isso porque muito dificilmente fará pré-julgamentos sobre o novo que se apresenta para ela. 

A ausência de preconceito em relação às pessoas também se manifesta na ausência de preconceito com relação a novas experiências para o indivíduo eclético.

Leia também:  Como Ver Qual A Versão Do Windows?

De fato, ecletismo e preconceito são conceitos opostos e não conseguem se manifestar na mesma pessoa. Ou seja, é incoerente uma pessoa ser eclética e preconceituosa.

Se uma pessoa é eclética, ela não é preconceituosa. Via de consequência, o contrário também é verdade. 

Apesar de conhecer bem seus gostos e convicções, o eclético está aberto também a mudar de opinião. Conhecer coisas e pessoas diferentes faz com que a pessoa eclética esteja em constante contato com percepções distintas que são diferentes da sua própria. Isso pode levar essa pessoa a perceber que determinada perspectiva talvez faça mais sentido em sua vida e decida mudar de ideia. 

Ainda, como os ecléticos não possuem problema em conhecer e experimentar coisas novas, isso já os deixa mais propensos a mudar de ideia com relação a algo que conheciam. Às vezes também pode representar uma fase de vida que faça mais sentido para esse indivíduo. 

Você deve estar atento que não há nada de errado em mudar de ideia ou de opinião, isso representa na verdade maturidade e autoconhecimento. Representa também a evolução que se espera que os indivíduos possuam em sua vida. 

O profundo conhecimento que o indivíduo eclético possui de si próprio sobre seus gostos e convicções faz com que suas ações sejam coerentes com o que acredita. Em verdade, era esperado que todas as pessoas, ecléticas ou não, fossem assim. Por isso aquela máxima popular de “Faça o que eu falo e não o que eu faço” se mostra tão verdadeira em nosso cotidiano. 

A pessoa eclética possui um alinhamento grande sobre o que fala e o que faz. Isso é uma característica notável sobre essas pessoas. E por não ser uma regra as pessoas serem coerentes com o que pensam e o que fazem, essa característica diferencia os ecléticos dos demais.

Se você leu sobre todas essas características, refletiu sobre si próprio e chegou a conclusão de que talvez não seja uma pessoa eclética, não tem problema! Existem outras habilidades que afloram nos indivíduos que também são valorizadas. 

Mas cabe uma reflexão de que se você não se achou uma pessoa coerente, talvez seja a hora de começar a praticar esse princípio. Ser uma pessoa coerente deve ser uma regra em nossa sociedade e começar por você pode fazer uma grande diferença em sua vida e na vida das pessoas ao seu redor.

Existem pontos negativos em ser uma pessoa eclética? 

Das características que listamos acima, algumas já sugerem que podem representar um lado negativo se não for dosada na vida da pessoa eclética. Ou seja, todas essas características podem ser pontos negativos do eclético, desde que ele permita que seja uma característica negativa. 

Entretanto, de maneira geral essas características em uma pessoa eclética dificilmente terão esta conotação negativa em sua personalidade, especialmente por serem pessoas extremamente coerentes com seus princípios e atitudes. 

Às vezes o que se observa são pessoas altamente confusas se proclamando ecléticas em nome de serem aceitas em seus meios sociais. Isso na verdade mostra a ausência de autoconhecimento do indivíduo, ainda mais em relação às suas próprias crenças. 

Essas pessoas confusas, geralmente são indecisas, ao contrário das pessoas que de fato são ecléticas, pois como vimos antes os ecléticos são convictos de seus gostos pessoais e não hesitam quando precisam escolher algo.

Como gerenciar o ecletismo

Como tudo na vida, o equilíbrio é o objetivo. O balanço entre a vida pessoal e a profissional que parecer mais saudável para você é o ideal.

Para chegar ao nível de bem-estar é preciso analisar suas metas em todos os âmbitos da vida e o que você faz ou fará para alcançá-las. Claro que não é uma tarefa fácil, mas não é impossível.

Isso vale para todas as pessoas, inclusive as ecléticas.

Como você leu acima, nem toda característica de uma pessoa assim é 100% positiva ou 100% negativa. É preciso se conhecer bem para não deixar que alguma das características acima venha a te prejudicar de alguma forma. 

Mesmo que seja extremamente positivo e interessante ser uma pessoa eclética, esse fato não dispensa que você procure se conhecer cada vez mais e melhor. Existem diversas maneiras de praticar o autoconhecimento, às quais você pode recorrer, inclusive fica aqui uma sugestão de tentar algo novo de peito aberto! 

Buscar esse conhecimento de si próprio ajuda a gerenciar o ecletismo que existe em você, evitando que possa vir a ter ou desenvolver alguma característica em nível prejudicial para si próprio. Ainda, se conhecer bem só faz com que você reforce as características positivas da sua personalidade e ajuda a explorar a sua potencialidade máxima nos mais variados aspectos da sua vida. 

Você acha que é uma pessoa eclética? Se não é, acha que pode se tornar uma? Identificou alguém do seu convívio social que tenha de fato tais características? Fale mais sobre este assunto conosco, nos comentários e aproveite para compartilhar esse artigo com os seus amigos em suas redes sociais.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ecletismo
https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-e-uma-pessoa-ecletica-pontos-positivos-negativos/

Copyright: 654529480 – https://www.shutterstock.com/pt/g/stockfour

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

O vazio existencial de quem quer ser sempre o centro das atenções

Sabe aquela pessoa que quer o tempo todo ser o centro das atenções? Sabe aquela que quer aparentar ser feliz demais e que todo mundo deveria seguir seu caminho? Pois é, muitas vezes, essa pessoa é a mais infeliz de todas e não quer aparentar – é o chamado vazio existencial.

  • Enquanto muitas pessoas já seguem o caminho do autoconhecimento, porque sabem que funciona, tem gente que tenta fingir que está bem, que é mais plena do que as outras pessoas.
  • Faz parecer que não precisa de amigos, mas, sim, de fãs ao seu redor, que todos a amam, que é o centro das atenções.
  • Na verdade, isso tudo é um vazio existencial absurdo, porque a pessoa que sente a necessidade de se autoafirmar e precisa preencher sua vida com a atenção dos outros.
  • Sua necessidade de ser o tempo todo aceita e reconhecida é, na realidade, sua busca incessante de se sentir menos mal consigo mesma.
  • O que os outros veem e ouvem é apenas uma encenação, uma arapuca para quem se interessa por pessoas que se colocam num pedestal, mas, na prática, sufocam seus relacionamentos com sua própria vaidade e seus comportamentos egocêntricos.
  • Afinal de contas, vaidade já resolveu problema de autoestima em algum momento?

Até certo ponto, pode ajudar, mas colocar a pessoa para cima e mantê-la nesta posição, não. Sem contar que egocentrismo não facilita a interação com as outras pessoas, certo?

A autoafirmação é quando há necessidade de aparentar ser o que de fato não se é.

Por exemplo, uma pessoa insegura que quer aparentar ser muito determinada. Quando a pessoa faz este tipo de teatro em sua própria vida, acaba gerando muito arrependimento por tomar grandes decisões que podem gerar enorme insatisfação.

Qual é o problema de ser inseguro? Qual é o problema de não ser aceito do jeito que verdadeiramente se é?

Há uma gama muito grande de perguntas a serem respondidas por pessoas que acreditam que precisam de autoafirmação para viver e por meio da Psicanálise se descobre muito como fortalecer sua autoestima vivendo sua vida com integridade.

Pena que as pessoas que buscam autoafirmação não têm muita vontade de fazer análise para aumentar sua autoestima por meio do autoconhecimento e acreditam que no atalho da falsa imagem vai resolver seus problemas de falta de amor próprio.

Pessoas com autoafirmação acabam perdendo a mão entre o que é moral e ético e acabam mesmo desrespeitando o outro com seu abuso de vários tipos, como abusar da paciência, do tempo e do espaço do outro. É isso mesmo, não é fácil o convívio com pessoas assim.

Como lidar com pessoas que fazem autoafirmação?

Não é tarefa nada fácil lidar com pessoas assim, porque elas não querem companheiros verdadeiros, já que elas não são verdadeiras com elas mesmas.

Acima de tudo, estas pessoas acabam gerando um ambiente propício para ficar no centro das atenções, seja se super valorizando, seja se colocando no papel de vítima. Assim, o clima ao lado de uma pessoa com autoafirmação é sempre pesado e incômodo para quem está ao redor.

  1. Trabalhar ou ter em seu ciclo social pessoas que agem dessa maneira é sempre complexo e exige que sejamos muito observadores para entender onde começam os processos de chamar a atenção, de chantagem ou até de coitadismo que essas pessoas buscam oferecer ao outro.
  2. Também é importante observar quando essas pessoas tentam nos influenciar em nossas próprias escolhas.
  3. Nem sempre conseguimos evitar nos relacionar com pessoas desse tipo e, na atualidade, temos muitas pessoas que buscam manter essa atitude nas mídias sociais.

Mas o que se pode fazer é aprender a dar limites para o exagero que esse tipo de pessoa faz, não ceder às necessidades de atenção dela e pontuar que o comportamento dela não está de acordo com o que você quer vivenciar numa interação.

Leia também:  Como Saber Que Tipo De Memoria Ram Tenho?

Sabia que, em muitos casos, pessoas com autoafirmação, muitas vezes, tentam baixar a autoestima dos outros para que elas se sintam melhores com elas mesmas? Que condição péssima para manter as pessoas ao seu redor, não é verdade?

Mas isso acontece mesmo e, em muitos casos de envolvimento com pessoas com autoafirmação, há muita manipulação, constrangimento e sofrimento de terceiros.

Se você vive com alguém com estas características, busque se conhecer e filtrar o que é do outro e o que é seu de verdade. Tem gente que acha que precisa fazer o mundo ao redor ficar ruim para que ela não se sinta tão mal sozinha, é como se fosse um buraco negro social.

Sobre fazer autoafirmação

Caso você detecte em si mesmo essa necessidade de atenção extrema do outro, de se colocar no papel da vítima ou que finge ser uma pessoa feliz, busque ajuda profissional.

Certamente, você sozinho não é capaz de parar de ter esse tipo de atitude, nem ter consciência sobre a origem das suas escolhas sem um acompanhamento psicanalítico de qualidade.

Olá, essa matéria foi útil para você?

Dê valor às pessoas que Realmente Gostam..

Cerca de 103 frases e pensamentos: Dê valor às pessoas que Realmente Gostam…

Muitas pessoas não gostam de si mesmas e por isso não valorizam quem as amam, por achar que essas pessoas são fracas e que não tem bom gosto. Sim, isso motiva com muita frequência os conflitos entre os casais.

A baixa autoestima está presente entre casais em crises bem mais do que podemos imaginar! Então é aquele negócio de olhar com desprezo pelo(a) companheiro(a), de acha-lo(a) pequenos(a) e capazes de trair por qualquer motivo ou em qualquer pequena oportunidade…

É então que acontecem os ciúmes obsessivos, a passionalidade desmedida e sufocante…!

Neuza Holander

Pessoas felizes…
Pessoas felizes são geralmente bem resolvidas, gostam do simples e valorizam mais quem tem do que o que tem. Não perdem tempo com aquilo que tiram sua paz.

Reconhecem que o tempo tem mais valor que o dinheiro, e por isso, usam o dinheiro para ganhar tempo e não o tempo para ganhar dinheiro. Pessoas felizes, aprendem cedo, que tudo passa, até aquela alegria inebriante, bem como aquela tristeza que arrasa.

Pessoas felizes, são contemplativas, brincam de fazer silêncio, aprendem a dar valor mais no ouvir, do que no falar…Pessoas felizes, sabem que a calma, é mais preciosa que a ira, e que sorrir quebra o gelo do mais duro dos corações.

Pessoas felizes são bem humoradas, fazem piada do nada, e até o problema vira uma “rizaiada” danada…Pessoas felizes amam loucamente, e valorizam o amigo, o amado e o irmão mais que a conta do banco.

Pessoas felizes, tem cicatrizes da infância, e aprendem que elas, aconteceram com as maiores quedas e nem por isso essa fase perdeu o encanto, o canto e o sabor…Pessoas felizes deixam marcas, risos, saudades…De dias e noites de conversa fiada, alias, toda pessoa feliz sabe que a conversa fiada com os amigos é aquela que mais tem valor!

Pessoas felizes, ao contrário da massa, reconhece a importância da felicidade, da alegria, do riso e da leveza, em tempos em que o único olhar que temos, já não é mais para uma tela de cinema, traída que foi, pelas míseras polegadas de um aparelho celular…

Luciana Ramos de Oliveira

“É curioso ver as pessoas gostando e valorizando tanto aquilo que elas entendem como “O Belo”…em vez de se sentirem extremamente Felizes por saber que belo mesmo é poder contar sempre com Alguém que nos considera belo.”

Vicentejolvino
Inserida por
VicenteJolvino

“Sofrer por amor. Gostar de alguém e não ser correspondido. Valorizar e não ser valorizado. A pessoa não considerou e nem ao menos respeitou seu sentimento. Você chegou a sonhar com ela, suas esperanças eram tantas. Você até já determinava, já ficava feliz com os pequenos resultados que obtinha. Mas, esses resultados, não passavam de ilusões. Sim.

E você estava tão feliz, essa pessoa te deixava feliz. Sorria pra você, te olhava com uns olhos, segurava na sua mão com uma segurança,é como se ela gostasse também de ficar perto de você, como se também ela quisesse você.

Mas ela só te iludiu, e como está doendo agora, que dor, será que vai acabar ? Será que vai passar ? E se ela gostava tanto daquela tal outra pessoa, e se ela te disse que não quer nada com você, então, porque não cortou logo de início ? An? Porque te iludiu, com aquele sorriso e que sorriso, ainda é difícil esquecê-lo.

Você chegou a se declarar, contou tudo o que sentia , disse que seus sentimento eram puros e sinceros, e que estava apaixonada, iluminada com tal alegria, orava todos os dias por ela e o que essa pessoa fez? Simplesmente te desprezou. É. É fácil dizer : Segue sua vida, você vai encontrar alguém legal e juntos vocês sonharam. Mas não fique triste. – Não fique triste ? Como ? Impossível.

Cade o pingo de consideração que ao menos eu pensei que você tinha por mim? E eu te chamando de meu príncipe. Que decepção. Será mesmo que ai existe um coração ? Ou no lugar dele existe uma pedra ? Precisava contar meus sentimentos pra a tal pessoa ? Porque não contou só pra Deus poxa.

Contasse pra Ele, orasse pra Deus tirar você do meu coração e queimasse a carta, mas não fosse covarde ao ponto de tomar essa atitude. Criança, isso que você é. Mas tal atitude só mostra o livramento que Deus me deu. Beleza ? Se fosse beleza o que mais me interessa-se eu já tinha procurado em outros lugares.

Fé? Se você fosse um garoto de Deus mesmo teria o amor ao próximo pelo menos pra não quebrar o meu coração. Então seja feliz e finja que eu não existo mais. Segue seu caminho e eu sigo o meu. Creio que Deus permite que passemos por tais decepções pra aprendermos com elas. Jesus fala que se você entra em uma casa e lá não te aceitam, sacode a poeira dos pés e vai pra outra casa.

A pessoa só precisa tomar cuidado, valorizar os sentimento dos outros, se colocar no lugar sabe, porque um dia ela pode acordar e perceber que enquanto colecionava pedras, perdia um diamante. O mais triste não é você não ser correspondido, o triste mesmo é a pessoa te iludir, e depois ser covarde e nem ao menos guardar o que você sente por ela.

E como eu chorei, minha alma gritava de angústia, mas o Espírito Santo tem me consolado e aos poucos tem tirado você de mim. Você me humilhou contando pra ela claramente tudo o que eu sentia por você, o mais secreto dos meus sentimentos. Mais Jesus fala também que os humilhados serão exaltados.

E de uma coisa eu sei, não sou garota de voltar o próprio vômito e sim, isso é um adeus de você em mim, seja feliz. E ao contrário das garotas do mundo que não conhecem Jesus, que passando por isso se jogam nas bebidas e na prostituição, ficam depressivas e amargas com a vida, eu, filha do Deus vivo darei a volta por cima, vou superar, te esquecerei, serei feliz. Fecho a porta do meu coração e a entrego a Deus. Deus sabe o que é melhor pra mim, e realmente com essa atitude consegui ver que você não era esse melhor. Deus é grande, irá me consolar e quando vier o perfeito, o imperfeito será aniquilado. Amém”

Desconhecido

Na vida temos que valorizar as pessoas, como gostaríamos de ser valorizados, se não estivermos sendo…simplesmente agradeça o tempo vivido, se valorize e vá a procura de quem tenha valor e mereça ser valorizada

Don Laercione
Inserida por
DonLaercione

Hoje termine seu dia gostando mais de si.
Gostando daquelas pessoas que te querem bem.
Valorizando-se e valorizando-as também.
Se for para amar, que se ame primeiro.
Se quiser ter um bom amigo, que sejas um.
Porque se não for recíproco, não é verdadeiro.
Se não te fizer bem, se afaste.
Se for, deixe ir, pois, se não te soma, pelo menos não te subtrai.

A vida é feita de momentos, nos quais só guarde os bons, e os ruins os deixará para trás.

Humberto Miguelete
Inserida por
humbertomiguelete

Cara se uma pessoa gosta de você valoriza se uma pessoa te ama da o maximo do seu tepo pra ela,ni um mundo onde mas nada inporta ser importante pra alguem é tudo

San

as vezes cansa gostar de uma pessoa e não receber nada de volta ..tu valoriza essa pessoa e ela não esta nem ai para você só te procura quando precisa ….. ai você tem dua alternativa

continuar sendo troxa ou seguir em frente e parar de dar importância para pessoas errada

Cristian
Inserida por
cristiantavaressilva
< Anterior 1 2 3 4 5 6 Próxima >

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*