Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Este post foi atualizado em 10 março, 2021

São vários os sintomas que podem indicar que é preciso usar óculos e não é difícil identificá-los. Além disso, assim que você tiver um diagnóstico, são grandes as chances da correção ser simples.

Portanto, selecionamos 11 dos principais sinais de que você pode estar precisando usar óculos. Acompanhe e, se algum deles lhe parecer “familiar demais”, não hesite em procurar um oftalmologista.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

1. Dor de cabeça constante

Uma dor de cabeça pode ter vários fatores, de viroses simples a situações mais graves. Mas, se ela é muito persistente, comece a considerar algum problema na visão.

Geralmente, essa dor surge no fim do dia, em especial quando você trabalha no computador. Então, se você reparar que os analgésicos não reagem a sua dor, provavelmente se deve seu cansaço visual.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

2. Dificuldade em ler por muito tempo

Depois de ler ou ficar no computador durante algumas horas você sente a vista cansada?

Para quem precisa olhar para telas durante todo o dia, esse “cansaço” pode ser um desgaste normal. Então, se for o seu caso, procure parar durante alguns intervalos para descansar a vista.

Mas, se mesmo assim você perceber um cansaço e dificuldade em enxergar, procure o oftalmologista.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

3. Tendência a ficar de olhos semicerrados

Sabe quando você tenta enxergar algo e automaticamente aperta os olhos?

Acontece muito ao ler legendas de filmes ou placas de trânsito. Um problema bastante relacionado a isso é a miopia, que se caracteriza pela dificuldade em focar objetos que estão longe.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

4. Dificuldade para enxergar à noite

Se você enxerga cada vez menos quando a luz está baixa, especialmente à noite, pode ser um sinal de problemas na visão, como um início de catarata.

Uma boa dica é começar a reparar se você tem muita dificuldade em enxergar as estrelas ou se locomover em uma sala de cinema escura.

5. Alta sensibilidade à luz

É como aquele efeito que sentimos quando há mudança brusca de luminosidade, só que prolongado. A fotofobia também pode ser indicação de outros problemas, como a enxaqueca.

Mas, muitas vezes, o incômodo que você sente nos ambientes claros pode ser um sinal de problemas na visão.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

6. Necessidade de ficar perto para enxergar melhor os objetos

Esse sintoma pode indicar que você tem miopia. A miopia nada mais é que a dificuldade em enxergar objetos que estão longe. Por isso, você sente a necessidade de chegar mais perto para ter uma visão mais clara.

7. Halos na luz

Em um quarto escuro, quando existe um ponto de luz, como uma lâmpada, você enxerga um círculo de luz em volta dela, como se fosse um halo ou auréola de anjo. Esse sinal pode indicar catarata ou outros problemas relacionados à visão noturna.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

8. Visão dupla

Não, você não está sob efeito de álcool!

Ter a visão dupla pode indicar vários tipos de problemas, alguns sérios, relacionados aos nervos ou músculos dos olhos. Ou também pode ser algo mais simples, como a catarata ou uma distorção que pode ser corrigida com o uso de óculos.

9. Sente que os “braços estão curtos”

Sabe aquela sensação de ter que colocar o papel bem longe para poder ler? Parece que tudo que está perto é difícil de focar, certo?

Essa é a síndrome dos “braços curtos”, ou presbiopia, muito comum depois dos 40 anos. Você pode considerar que algo não está certo quando precisa manter os objetos a uma distância maior do que 30 cm.

A correção é bem simples, com o uso dos óculos de leitura!

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

10. Sensação de pressão nos olhos

Essa é aquela sensação de que há algo pressionando o seu globo ocular. Se você manifestar este sintoma, procure logo seu médico, já que é um indicativo de glaucoma. O problema é facilmente tratado, mas se o diagnóstico não for feito cedo, pode causar danos ao nervo óptico.

11. Vista embaçada

Um dos principais indicadores de astigmatismo é a vista embaçada, tanto de perto quanto de longe. Esse problema impede que você enxergue as coisas com nitidez e acabe vendo só borrões.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Tenho um (ou vários) desses sinais. E agora?

Agora que você identificou alguns sinais, hora de consultar seu oftalmologista. Só ele poderá dizer qual é o problema com a sua visão e como fazer para consertá-la.

  • Como Sei Que Preciso Usar Oculos?
  • E caso você precise usar óculos, não deixe de saber tudo sobre as lentes para miopia que existem hoje no mercado antes de comprar seu novo óculos!
  • Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Como saber se preciso usar óculos de descanso? – Blog

Passar muito tempo lendo, estudando ou na frente do computador, tablet ou televisão são hábitos que deixam qualquer um com a vista cansada, e isso pode gerar vários incômodos.

Os óculos de descanso são um recurso indicado para proteger os nossos olhos dessa exposição. Mas, você sabe como eles funcionam e quando são indicados?

Ao contrário do que muita gente pensa, os óculos de descanso não são indicados apenas para pessoas de idade. Na verdade, eles estão sendo cada vez mais utilizados por pessoas mais jovens e até por crianças.

Quer saber tudo sobre esse tipo de óculos? É isso que a gente vai te explicar neste texto.

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

O que é óculos de descanso?

Como o próprio nome diz, esse tipo de óculos tem o objetivo de manter a vista descansada, especialmente quando estamos lendo ou na frente das telas por muito tempo.

Como saber se eu preciso de um óculos de descanso?

  • Mesmo pessoas sem nenhum problema de visão podem usar óculos de descanso, justamente para evitar o aparecimento de um problema.
  • Apesar disso, é muito importante visitar um oftalmologista, profissional que pode fazer um diagnóstico do seu caso e indicar os óculos de descanso corretos para você.
  • Em todo caso, fique atento aos sinais que o seu corpo apresenta. Pode ser o caso de utilizar óculos de descanso se você apresenta um ou mais dos seguintes sintomas:
  • Dores de cabeça frequentes;
  • Necessidade de “apertar os olhos” para conseguir ler ou ver TV;
  • Sensação de vista cansada;
  • Sensibilidade à luz;
  • Dificuldade para enxergar à noite;
  • Ardência e vermelhidão nos olhos;
  • Coceira nos olhos;
  • Vista embaçada;
  • Lacrimejamento excessivo;

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

Meus hábitos podem influenciar?

  1. Como estamos falando da exposição dos seus olhos, os seus hábitos têm tudo a ver com a necessidade de usar óculos de descanso.

  2. Se você passa muitas horas trabalhando, estudando ou mesmo se divertindo com aparelhos eletrônicos, não precisa esperar o seu corpo reclamar para saber que precisa de óculos de descanso.
  3. Faça consultas periódicas com um oftalmologista e relate a ele quais são os seus hábitos que ele vai avaliar se a necessidade de fazer o uso preventivo de óculos para evitar problemas futuros.
  4. Fique atento porque os sintomas de vista cansada muitas vezes são os mesmos sintomas de outros problemas de vista, como miopia, astigmatismo, hipermetropia, catarata e glaucoma.
  5. Assim, só mesmo uma visita a um especialista para descartar essas possibilidades e, se for o caso, iniciar o tratamento precocemente para evitar que os problemas se agravem.
  6. Atenção: os óculos de descanso não servem para tratar outros problemas de visão Eles também não “curam” a vista, você vai precisar utilizá-los sempre que for submeter seus olhos a alguma exposição prolongada.

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

Existem diferenças nos óculos de descanso para pessoas jovens e pessoas mais velhas?

  • Como você já sabe, os óculos de descanso são indicados para todas as idades, para reduzir os sintomas de cansaço por conta da exposição.
  • Nas pessoas jovens esse artifício é importante para diminuir o desconforto e também para prevenir problemas futuros.
  • Já para as pessoas mais velhas, especialmente após os 40, os óculos de descanso podem ser diferentes, já que a nossa capacidade para focar objetos a uma distância pequena costuma ficar menor com o tempo, problema conhecido como presbiopia.
  • Como quem apresenta esse problema costuma precisar colocar as telas e livros a uma distância maior para conseguir enxergar, os óculos de descanso precisam ser personalizados para atender a essa necessidade.
  • Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Que tipo de lentes são utilizadas nesse tipo de óculos?

Vários tipos de lentes podem ser utilizados nesses óculos de descanso, mas os principais tipos indicados são: monofocais, bifocais e progressivas.

Corrigem a visão para a distância entre a tela (ou livro) e os olhos, possibilitando enxergar com o mínimo movimento da cabeça. O problema é que esse tipo de lente pode desfocar objetos que estejam mais perto de você.

Esse tipo de lente pode ser adaptado nos óculos de descanso para se ler de perto utilizando a parte inferior e enxergar a distância em sua parte superior. Mesmo assim, objetos mais distantes podem parecer desfocados.

  1. Esse é o tipo de lente mais indicado para óculos de descanso porque elimina as linhas entre os segmentos e gera menor distorção na visão periférica.
  2. É importante se certificar se a lente escolhida para os seus óculos de descanso tem proteção contra raios UV, para evitar a exposição à radiação, mesmo em ambientes externos.
  3. Também é importante escolher uma armação que seja adequada ao formato do seu rosto para que você se sinta confortável ao utilizar os seus óculos de descanso.
Leia também:  Animal Que Se Enrola Como Defesa?

Depois de ler esse conteúdo você acha que precisa de óculos de descanso? Quer comprar o seu com garantia e segurança, sem sair de casa? Visite o site da Ótica Isabela Dias e escolha um modelo de armação.

8 sinais de que você precisa urgentemente usar óculos | Familia

Estes sintomas podem passar despercebidos.

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Segundo o IBGE, mais de 35,7 milhões de pessoas sofrem com alguma deficiência ocular no Brasil. De acordo com a IstoÉ, os especialistas afirmam que depois dos 40 anos o número de pessoas que precisam de óculos para enxergar melhor aumenta muito. E após os 60 anos de idade os problemas visuais só tendem a aumentar.

A boa notícia é que novas pesquisas têm oferecido muitas novas opções e avanços nos tratamentos. Os procedimentos estão se tornando cada vez mais rápidos, melhorando a qualidade da visão. “Há modernas opções para a eliminação dos graus (miopia, hipermetropia e astigmatismo) e eficazes tratamentos para doenças cada vez mais comuns, como a catarata, o glaucoma e a degeneração macular.”

Estes são os principais sintomas de que você possivelmente precisa usar óculos.

Procure um oftalmologista se você notar estes sinais:

1. Precisar ficar perto para enxergar

Você precisa ficar com o rosto colado na TV para enxergar? Ou colocar o livro muito perto do rosto para conseguir ler? Estes são sinais de miopia. Pessoas com miopia veem objetos de perto com clareza, mas embaçados à distância.

2. Dificuldade em enxergar no escuro ou à noite

Se a sua visão à noite está fraca e você não consegue mais ver a árvore no seu jardim, por exemplo, você pode precisar de óculos. Procure também o seu oftalmologista, já que esse pode ser um sinal de começo de catarata.

3. Dores nos olhos

Dores nos olhos ou olhos cansados é um sinal de falha na visão. Você não mudou seus hábitos e a sua visão fica cansada com mais facilidade. A visão pode ficar cansada enquanto você estiver lendo, dirigindo, escrevendo ou no celular. Tente mudar a luz e dê algumas pausas, se a fadiga na visão continuar, procure um médico.

4. Dores de cabeça frequentes

Quando os olhos forçam demais para focar, os músculos do rosto são obrigados a trabalhar mais, resultando então em dores de cabeça.

5. Visão embaçada

Se você tem dificuldade em enxergar à distância ou de perto e a sua visão fica embaçada pode ser sinal de que você desenvolveu astigmatismo. Astigmatismo é uma imperfeição na curvatura da córnea fazendo com que ela fique ovalada e não esférica como é o normal. Isso faz com que a visão fique distorcida ou desfocada.

6. Pressão nos olhos

Se você sente uma pressão atrás dos olhos, isso pode ser um sinal de que você está desenvolvendo glaucoma. Existem vários tipos de glaucoma. Glaucoma é um grupo de doenças oculares que provocam danos no nervo óptico.

7. Ver auréolas ao redor de luzes

Os seus olhos não conseguem focar luzes corretamente, por isso você vê auréolas. Esse é um sinal de que você está desenvolvendo problemas oculares.

8. Dificuldade em ver de perto

Afastar os objetos também é sinal de problema. Pode indicar hipermetropia, que é a dificuldade em enxergar de perto.

Se você perceber alguns destes sinais, procure um oftalmologista o mais rápido possível já que alguns problemas oculares podem ser tratados facilmente e outros precisam de cuidados especiais.

Como saber se eu preciso de óculos ou não

É comum encontramos pessoas reclamando de dores de cabeça dificuldade de enxergar objetos ao longe ou em distância menores, e como saber se realmente os meus sintomas indicam que eu preciso usar óculos?

Como Sei Que Preciso Usar Oculos?

Hipermetropia

A hipermetropia, popularmente conhecida como dificuldade de enxergar de perto, é um problema de refração comum, em que a imagem nos olhos se forma depois da retina e não exatamente sobre ela, o que dificulta a capacidade do cérebro de processar a imagem corretamente.
Na hipermetropia não há dificuldade em enxergar objetos de longe, mas quando você se aproxima, fica muito difícil focalizá-los.

Miopia

Miopia é um distúrbio visual caracterizado pela dificuldade de enxergar de longe e as imagens são focadas incorretamente, à frente da retina, fazendo com que a visão de objetos distantes seja percebida de forma turva. 
Os principais sintomas da miopia são fadiga ocular, cansaço visual e devido ao esforço para tentar enxergar melhor, as dores de cabeça podem se tornar bastante comuns.

Astigmatismo

O astigmatismo é uma doença ocular causada, na maioria das vezes, por irregularidade da córnea e o seu efeito é a distorção de imagem, pois os raios de luz não chegam ao mesmo ponto na retina.

 Os principais sintomas de astigmatismo são visão turva ao perto e ao longe, que faz com que, ao olhar para objetos mais próximos ou distantes, estes pareçam distorcidos, o astigmata apresenta, normalmente, muita fadiga ocular (vista cansada) ou cefaleias (dores de cabeça), que são os sintomas mais frequentes do astigmatismo

Miopia Adquirida

Com esse novo estilo de vida que desenvolvemos forçados pela tecnologia a sempre usar nossa visão ao alcance dos braços estamos correndo sérios riscos em desenvolver a miopia adquirida, saiba mais aqui.

Mesmo que você não sinta nenhum desses sintomas citados a cima o ideal é sempre consultar seu oftalmologista de confiança quando surgir qualquer irregularidade na visão ou a cada 1 ano ou 1 ano e meio, e se você precisar de apoio na escolha do oftalmologista ou de alguma informação relacionada ao uso de óculos sinta-se a vontade para nos contatar pelos canais. whats 3622-6516 ou pelo tire suas dúvidas aqui

5 sinais de que você precisa usar óculos

Você desconfia que precisa usar óculos? Problemas como astigmatismo, miopia, hipermetropia e a presbiopia (“vista cansada”) são as principais causas para o uso deste acessório.

Apenas um oftalmologista, durante uma consulta, pode dar o correto diagnóstico e prescrever o grau para cada paciente, mas fizemos um resumo com alguns sintomas que podem acender o sinal amarelo, indicando que você deve marcar uma consulta para avaliar como anda a sua visão.

1 – Você aperta seus olhos com frequência para ler algumas coisas? Esse hábito pode ser sinal de miopia. Isso porque o ato de semicerrar os olhos ajuda a focar imagens mais distantes.

Quando o grau da miopia é pequeno, você fará isso inconscientemente e nem perceberá a diferença.

Porém, quando o erro de refração é maior, mesmo com os olhos praticamente fechados, você não conseguirá enxergar as coisas.

2 – Outro sintoma que deve ser observado é a visão embaçada tanto para longe quanto para perto. Isso pode sinalizar que você tenha astigmatismo. Essa condição ocorre por um pequeno defeito no formato da córnea e faz com que você não consiga criar uma imagem nítida para longe nem para perto.

3 – Geralmente após os 40 anos, quando a presbiopia (“vista cansada”) começa a surgir, é muito comum o aparecimento da “síndrome dos braços curtos”.

Com o envelhecimento natural do cristalino, ele começa a enrijecer e perde a capacidade de focar objetos que estão perto.

Assim, torna-se comum esticar os braços para afastar os objetos dos olhos, permitindo assim que a pessoa consiga enxergá-los.

4 – Dor de cabeça constante nem sempre indica algum problema de visão, mas em alguns casos pode sim ser um indício de que você precisa utilizar óculos. As dores de cabeça relacionadas à visão geralmente surgem após horas de trabalho ou ao final do dia. Dores de cabeça ao despertar pode não estar relacionados a falta de óculos.

5 – Você tem sensibilidade excessiva à luz (fotofobia)? Se você sente muito incômodo com a luz do dia, aparelhos eletrônicos que emitem luz e frequentemente tende a fechar os olhos ao sinal de qualquer luminosidade, pode ser que você precise utilizar óculos.

Você se identificou com algum dos sinais descritos aqui? Em caso positivo, procure um oftalmologista! Ele pode realizar um exame de vista e diagnosticar de forma correta o que pode estar acontecendo com você.

Será que preciso usar óculos? 5 sinais que você deve observar!

Imagine a seguinte situação: você está assistindo a sua série favorita, pega o celular rapidinho para dar uma olhada e, de repente, se assusta com a sua cara de zangada no reflexo da tela.

Mais do que isso, você avista aquela linha de expressão entre as sobrancelhas, marcada, profunda, intacta.

Então, vem aquela dor de cabeça chata junto com a sensação de que seus olhos estão sendo esmagados.

Pode ser algo grave? Talvez, mas, é muito mais provável que você só precise usar óculos. Por isso, é muito importante prestar atenção aos sinais do nosso corpo. Eles podem ser fortes indícios de que seja a hora de procurar um oftalmologista e, nesses casos, o quanto antes identificarmos o problema, melhor. 

É muito corriqueiro que diversos sinais indiquem a hora de usar um óculos. No entanto, a maioria deles costumam ser tão comuns e óbvios que, não raro, acabamos ignorando. Isso, claro, não é bom para a saúde da nossa visão. Mas mantenha a calma que vamos te contar os principais sinais que indicam ser a hora de procurar um oftalmologista. Permaneça conosco e confira!

Leia também:  Amo Como Quem Ama O Amor?

1. Olhos semicerrados

É quando, ao tentar enxergar algo, você aperta os olhos. Acontece com muita frequência ao ler legendas ou placas de trânsito, também podendo ocorrer quando você lê um livro.

Em geral, é a dificuldade de enxergar de perto, de longe ou de ambas distâncias.

É comum que a visão de longe seja prejudicada pelo problema da miopia, enquanto que a visão de perto seja perturbada pela hipermetropia. 

2. Sensibilidade à luz

Sabe aquele incômodo que a gente sente quando mudamos de um ambiente muito escuro para um muito claro, ou quando no meio da noite, acendemos a luz do quarto? É normal sentir ardência e ter o instinto de proteger os olhos, no entanto, se a sensibilidade persistir por muito tempo, mesmo depois de minutos, é sinal de que algo não vai bem. A fotofobia é uma indicação forte de que você precisa usar óculos e um sintoma bastante comum em doenças como presbiopia e astigmatismo.

3. Dor de cabeça

Depois de um dia inteiro em frente ao computador a dor de cabeça vem forte? Você toma analgésicos e ela ainda persiste? Então, a dor de cabeça costuma ser um sinal para várias doenças.

Quando é decorrente de algum problema de visão, ela ocorre pelo esforço excessivo dos olhos. A dificuldade em focar, por exemplo, força a musculatura dos olhos e do rosto a trabalhar em excesso.

Isso, com o passar do tempo, só intensifica a dor. 

4. Pressão nos olhos

A sensação de pressão atrás dos olhos ocorre por diversos motivos, como o estresse, cansaço, entre outros. Mas também pode ser um indicativo de glaucoma. A doença, que prejudica o nervo óptico, pode ser facilmente tratada, se diagnosticada no início. 

5. Halos na luz

Se você olha para uma fonte de luz e enxerga um círculo em volta dela, como se fosse uma auréola de anjo, está na hora de procurar um médico. O mais interessante é que isso é muito comum. Geralmente, quando as pessoas começam a usar óculos, elas se surpreendem com a forma como passam a enxergar as luzes. Elas sequer tinham a noção de que não enxergavam da maneira correta. 

Se você já percebeu algum destes sinais então é hora de consultar um oftalmologista, pois talvez você precise usar óculos.

Lembre-se, o quanto antes, melhor! Alguns problemas oculares são tratados facilmente, podendo até regredir no futuro, se identificados em seu início. Outros, precisam de cuidados específicos e mais atentos.

O diagnóstico do médico é fundamental, só ele poderá dizer que tipo de óculos você precisa usar, bem como a sua graduação.

Agora, se você já usa óculos e apresenta qualquer um desses quadros, também é hora de procurar um médico. Confira, aqui, tudo o que você precisa saber para trocar os seus óculos.

Você deve se perguntar – será que preciso de óculos?

De repente você percebe uma diminuição na sua visão. Os sintomas de diminuição da visão podem variar. Para algumas pessoas, torna-se mais difícil ler os sinais de trânsito com rapidez e a uma certa distância.

Para outras, é necessário segurar o livro ou o jornal mais longe, para conseguirem ler o texto. Tanto crianças como adultos podem começar a perceber uma necessidade de piscar os olhos para conseguir dar foco aos objetos.

Quando sintomas como esses começam a aparecer, você deve se perguntar: será que preciso usar óculos? Mas muitas vezes as pessoas demoram para receber o aconselhamento de um oftalmologista.

Quando a percepção visual começa a declinar, devemos isso à dificuldade no processo de acomodação do olho. A acomodação da visão refere-se à capacidade que nossos olhos têm de focar o que enxergamos.

Um declínio na visão também pode ser devido a outros fatores, como problemas circulatórios ou até outras doenças, além de fatores temporários.

Mas, independentemente da causa, o primeiro passo é uma visita ao oftalmologista para um teste rápido de visão – que em muitos casos é realizado gratuitamente. Um teste de visão leva apenas alguns minutos e proporciona respostas rápidas.

Se você está sofrendo de uma perda de visão que não tenha sido corrigida com óculos, seus olhos vão ser obrigados a fazer acomodações constantes. Isso causa fadiga ocular, e pode ser uma questão de segurança também.

Na maioria dos casos, o declínio da acuidade visual ocorre devido às mudanças no olho, como a miopia: que surge quando a forma do globo ocular é alongada. A luz que entra já não atinge totalmente a retina, mas pára logo em frente a ela. A miopia pode surgir a qualquer idade. Os sintomas típicos incluem:

  • Objetos distantes (sinais de trânsito, placas) aparecem desfocados
  • Apertar os olhos quando olha para objetos distantes

Mesmo a miopia aparentemente menor deve ser corrigida com óculos, logo que possível. Qualquer perda da acuidade visual aumenta o risco de acidentes de trânsito substancialmente.

Estudos têm demonstrado que a miopia tende a fazer com que os motoristas arrisquem-se em manobras de ultrapassagem perigosas, pois eles não conseguem ver a tempo os carros que se aproximam. Outros demonstram que as pessoas tendem a superestimar a sua acuidade visual verdadeira.

Por isso, é especialmente importante fazer um teste de visão com seu oftalmologista. Ele vai lhe dizer se a prescrição de óculos pode restaurar sua visão – e também ampliar a sua qualidade de vida.

Quando as crianças sofrem de miopia, o problema requer a intervenção de um adulto. As crianças pequenas geralmente não percebem que deveriam estar enxergando melhor. É uma pena, pois quanto mais jovem o paciente, mais fácil é corrigir a miopia. Os sinais de alerta mais importantes incluem:

  • Estrabismo ou inclinação constante da cabeça
  • Nenhuma reação ou uma reação excessiva à luz
  • Piscar excessivamente e arregalar os olhos frequentemente
  • Esfregar frequentemente os olhos
  • Impossibilidade de focar corretamente ou não enxergar um objeto
  • Frequentes tropeços ou quedas
  • Falta de vontade de ler
  • Notas baixas na escola
  • Relutância em brincar com outras crianças

Para diagnosticar precocemente e detectar a miopia em crianças, os especialistas desenvolveram um teste “lúdico” de acuidade visual. Com ele é possível testar até mesmo se recém-nascidos estão reagindo adequadamente à luz.

O bebê vira a cabeça quando uma lâmpada é ligada por perto? Se sim, isso é um sinal de que está tudo bem. Aos sete meses de idade, uma criança deve ser capaz de segui-lo com os olhos.

O que acontece quando você se esconde atrás de uma almofada, um livro ou do sofá e chama seu filho? Se ele ou ela reage, sinal de que enxerga bem. Com oito meses de idade, a criança deve ser capaz de alcançar e segurar objetos nas proximidades.

Perto do primeiro aniversário, a criança deve ser capaz de alcançar uma bola rolando na sua própria direção. Se essas etapas não forem cumpridas, uma rápida visita ao pediatra é aconselhada.

Geralmente, inicia em torno dos 45 anos.

Diferente da simples diminuição da visão, , que tem sintomas semelhantes aos da presbiopia, mas é causada por um ângulo de olho menor que o habitual, na presbiopia relacionada à idade, as lentes do olho tornam-se mais rígidas. Os sintomas incluem: de repente ler e escrever exige um grande esforço, e leva mais tempo para o olho mudar da visão de perto para visão de longe.

  • É necessário segurar os jornais mais afastados para poder ler
  • Uma sensação frequente de queimação nos olhos
  • Dores de cabeça e dor nos olhos
  • Aumento da fadiga

Veja também: Uma rápida visita ao oftalmologista garantirá que seus sintomas não aumentem, e que o seu conforto e acuidade visual sejam restaurados.

Para a presbiopia, óculos de leitura ou lentes progressivas ajudam. Óculos de leitura só são eficazes para a visão para perto e devem ser removidos para ver objetos distantes.

Em lentes progressivas, a transição entre a visão à distância e a visão de perto é incorporada diretamente e de forma invisível na lente. O paciente não precisa mais alternar constantemente entre óculos de leitura e os regulares.

Uma visita ao oftalmologista irá dizer se as lentes progressivas são a melhor solução. Às vezes demora um pouco de tempo para se acostumar com as lentes progressivas, mas quanto mais cedo elas são usadas, mais fácil será a transição.

Mas para os pacientes que não se importam de colocar um par de óculos para leitura e outras tarefas que requerem uma visão de perto, ou que não precisam de óculos para visão à distância, um par de óculos de leitura pode resolver a situação.

Óculos de leitura simples são baratos, o que os torna uma solução interessante à primeira vista. Mas tome cuidado, os óculos de leitura pré-fabricados têm algumas desvantagens reais.

Com esses óculos de leitura, você não terá o benefício de um exame de olho apropriado, e um ajuste personalizado. E lembre-se: seu olho é tão individual como a sua impressão digital.

É por isso que as lentes dos óculos devem ser precisamente centradas conforme a distância da sua pupila, e a armação precisa ser ajustada ao formato de sua cabeça. Isso é um trabalho para um profissional treinado.

Leia também:  Como Me Acalmar Quando Estou Com Raiva?

Como reconhecer problemas de visão Miopia, hipermetropia, astigmatismo etc. – quais são os problemas visuais e como corrigi-los? A história dos óculos De suas origens como “pedras de leitura” a acessórios de estilo de vida. Lentes antigas e armações novas. É possível? Se você não gosta mais das armações de seus óculos, mas as lentes ainda estão perfeitas para sua visão, como a sua ótica pode ajudar na busca por um novo modelo? Apenas seus óculos podem fazer isso! Lentes de contato são uma boa alternativa aos óculos, mas ainda existem algumas soluções de visão possíveis apenas com os bons e velhos óculos.

Como fazer para descobrir se você precisa usar óculos?

Conheça os principais sintomas causados pelos problemas de visão e aprenda a ficar de olho!

Letícia Yazbek Publicado sexta 29 janeiro, 2021

Para que possamos enxergar, os raios de luz refletidos dos objetos chegam aos nossos olhos e são desviados na córnea — parte transparente protetora dos olhos — e no cristalino — parte gelatinosa que funciona como uma lente — para poder focar na retina. Mas a córnea e o cristalino de algumas pessoas não funcionam direito e elas podem enxergar imagens embaçadas.

Além disso, o globo ocular pode ter diferentes tamanhos, o que faz com que a pessoa tenha dificuldade para enxergar de perto ou de longe. Aí, é preciso usar óculos para corrigir o problema.

Principais problemas

A miopia é um dos problemas de visão mais comuns. Quem é míope tem dificuldade para enxergar de longe — os objetos que não estão perto parecem embaçados ou fora de foco. A miopia acontece quando o olho é maior que o normal. Aí, a imagem formada no olho não é focada na retina, e sim um pouco antes.

A hipermetropia é a dificuldade de enxergar de perto. Ela acontece quando o olho é menor e imagem é formada depois da retina. Nos casos mais graves, pode ser difícil focar os objetos em qualquer distância. Já o astigmatismo deixa a visão embaçada ou distorcida em todas as distâncias. Ele é causado pelo formato irregular da córnea ou do cristalino.

Para cada pessoa há um tipo de lente específica, de acordo com o problema que ela apresenta. Por isso, nada de pegar os óculos emprestados de outra pessoa. Isso pode prejudicar a sua visão!

Fique de olho!

Se você perceber que tem dificuldade de enxergar de longe ou de perto, ou que enxerga tudo embaçado, pode ser que precise usar óculos. Outros sintomas que podem aparecer são a dor de cabeça, lacrimejamento, olhos vermelhos e cansaço ao redor dos olhos.

Até o baixo rendimento escolar pode acontecer por causa de um defeito na visão! Quem apresenta esses sintomas deve ir a um médico oftalmologista. Ele vai fazer os exames necessários, diagnosticar e indicar o uso de óculos, se necessário.

Lembre-se sempre de seguir as orientações do profissional! Quem precisa de óculos mas evita usar o acessório pode ter os sintomas descritos acima.

Desde a infância

Todo recém-nascido apresenta hipermetropia, que vai diminuindo com o crescimento do globo ocular. A hipermetropia pode ser zerada ou permanecer em um grau menor.

Em alguns casos, o globo ocular continua crescendo e, aí, a miopia começa a se desenvolver. Ela costuma aparecer na infância ou adolescência.

Por volta dos 21 anos, tanto a miopia quanto a hipermetropia tendem a se estabilizar (quando o grau permanece o mesmo).

Consultoria: Élcio Sato (diretor do Banco de Olhos do Hospital São Paulo e médico da UNIFESP).

Último acesso: 23 Apr 2021 – 17:15:52 (1086203).

Cinco sinais de que precisa de óculos – C-Studio – SÁBADO

Passamos demasiadas horas em frente aos computadores e outros dispositivos digitais, muitas vezes numa posição inadequada, usamos o smartphone em qualquer pausa do dia, descuramos muitas vezes a nossa saúde visual e não marcamos consultas de rotina com um especialista da visão com a regularidade devida. Todos estes desafios diários, de rotinas de trabalho intensas, têm consequências na saúde visual. A consequência: são cada vez mais comuns os casos de ametropia e anomalia visual, em especial a miopia e a fadiga visual.

Até 2050, estima-se que metade da população mundial apresente algum problema de visão, na sua grande maioria, miopia, de acordo com um estudo divulgado pela Ophtalmology, publicação da Academia Americana de Oftalmologia

Os sintomas são vários e são também facilmente identificados. A maior dificuldade está na rapidez de ação. Normalmente, por serem sintomas esporádicos, tendem a ser ignorados com facilidade. Apesar disso, e a longo prazo, podem causar danos na visão se não procurar um especialista da visão no imediato.

1. Dores de cabeça

Se é habitual sentir dor ou pressão na zona da testa, especialmente ao final de um dia de trabalho, talvez seja um aviso de que há alguma anomalia visual.

Se não existem alterações na rotina, sem noites de sono especialmente complicadas e, ainda assim, existem dores de cabeça, sobretudo concentradas na testa, é um sintoma de que talvez precise de óculos.

Fique atento à frequência das dores de cabeça e não deixe avançar muito tempo até consultar um especialista da visão. As dores de cabeça são um dos principais sinais de que a graduação pode estar desatualizada.

2. Vista cansada

Aquilo que habitualmente chamamos de vista cansada é uma perda da capacidade de acomodação que se vai desenvolvendo com o tempo.

Com a idade, podemos vir a sentir mais dificuldade em ver ao perto, sobretudo em ações que considerávamos simples, como ler o talão das compras, um livro, uma revista, ou os alertas que surgem no ecrã do telemóvel.

O hábito mais comum é afastar os objetos ou inclinar a cabeça para trás – síndrome do “braço curto”.

3. Fadiga visual

Ocorre, sobretudo, quando praticamos tarefas visuais muito exigentes como conduzir, ler, ver televisão e no uso de dispositivos digitais. O aparecimento de dores de cabeça, ardor, olho vermelho, sensibilidade à luz, lacrimejo e pestanejo excessivo são sinais de que os olhos precisam de descanso.

O tratamento da fadiga visual depende da causa e pode ter diferentes origens: refrativa (ametropias), patológica (por exemplo, olho seco) ou ambiental (verificar ergonomia e condições de trabalho).

4. Dificuldades na visão noturna

À noite, o impacto das múltiplas fontes de luz – como a iluminação dos automóveis, dos faróis, dos sinais de trânsito, dos edifícios –, na nossa visão, provoca um sentimento de insegurança devido ao encandeamento.

Esta falta de segurança na visão noturna está relacionada com a dificuldade de adaptação à luz, com a redução da visão periférica, com a maior sensibilidade aos contrastes, com a maior demora no tempo de resposta e com a dificuldade de perceção de movimentos.

É importante sublinhar que a visão não está adaptada ao ambiente noturno. Cientificamente, as células Rod ou os bastonetes são os únicos fotorreceptores na retina que reagem à baixa luminosidade, aquilo que chamamos de visão escotópica ou visão noturna.

A sensibilidade do olho é diferente consoante seja dia ou noite. À noite estamos expostos a múltiplas e intensas fontes de luz que provocam reflexos e brilhos nas lentes oftálmicas. Estes reflexos e brilhos intensos perturbam os bastonetes, causando desconforto e redução da acuidade visual.

Minimizar a intensidade dos brilhos é fundamental para manter a acuidade visual, dia e noite.

Existem tratamentos anti-reflexos específicos nas lentes oftálmicas, que minimizam essa intensidade e proporcionam até menos 90% dos reflexos à noite – comparativamente a uma lente oftálmica standard sem tratamento –, maior tolerância aos brilhos intensos e que diminuem a sensação de encandeamento por parte do utilizador.

5. Sensibilidade à luz

A sensibilidade à luz também ocorre consoante a intensidade de luz do computador ou da iluminação ambiente.

Quando há ardor ocular, quando sentimos a necessidade de pestanejar ou quando aparecem zonas de visão nublada ou pequenos halos luminosos, pode ser sinal de cansaço ocular.

As lentes com filtro azulado, neste caso, minimizam o incómodo que as luzes dos aparelhos eletrónicos emitem, protegendo também os olhos da luz azul nociva emitida por estes.

A sua correção refractiva foi a correta no momento em que fez a consulta, mas passados alguns anos, e com as mudanças que fazemos na forma como utilizamos a nossa visão, é normal não nos sentirmos confortáveis com os óculos que estamos a usar ou sentirmos necessidade de ajuda na saúde visual. Por essa razão, o melhor é consultar o seu especialista da visão

Texto publicado originalmente em eunomeumelhor.essilor.pt, a plataforma que melhora vidas melhorando a visão. Aqui vai encontrar outros artigos de especialistas relacionados com saúde visual, luz azul, segurança rodoviária, crianças e radiação UV.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*