Como Se Escreve Porque Em Espanhol?

Como usar o porquê: separado, junto, com acento ou sem acento? Apesar de ser uma dúvida muito comum entre falantes da língua portuguesa, esse desafio também permeia a língua espanhola.

Por isso, a Idiomátika preparou este artigo com o intuito de esclarecer tudo sobre o uso dos porquês em espanhol. Continue a leitura e aprenda como utilizar cada elemento gramatical adequadamente.

Atente-se!

Uso dos porquês em espanhol: conheça as 4 formas!

Como Se Escreve Porque Em Espanhol?

Assim como no português, em espanhol também existem 4 tipos de porquês: porqué, por qué, porque e por que. Vale ressaltar que na língua portuguesa essas formas podem ter acento circunflexo, e não agudo — como é o caso do espanhol. Conheça, a seguir, o uso dos porquês em espanhol e aprenda como utilizar cada uma das 4 formas corretamente.

1) Porqué

O “porqué” (junto e com acento) funciona como um substantivo nas orações. Além disso, ele pode ser substituído pelas palavras “razão”, “motivo” ou “causa”. É importante frisar que antes do “porqué” sempre se usa um artigo, seja definido ou indefinido.

Confira os exemplos e entenda melhor sua aplicação:

  • Este es el porqué de todo eso estar ocurriendo. (Este é o porquê de tudo isso estar ocorrendo).

Observe que podemos substituir facilmente o “porqué” pelas palavras citadas acima. Ainda assim, o sentido da frase permanece intacto.

2) Por qué

Como Se Escreve Porque Em Espanhol?

O uso dos porquês em espanhol é relativo até mesmo quanto à classe gramatical que cada forma possui. Por exemplo, o “por qué” (separado e com acento) é um pronome interrogativo. Logo, é usado para fazer perguntas, sejam elas diretas ou indiretas.

Pergunta direta: “¿Por qué no vas a la escuela?” (Por que você não vai à escola?).

Pergunta indireta: “No comprendo por qué no vas a la escuela.” (Não entendo por que você não vai à escola).

Outro modo de usar o “por qué” é em frases exclamativas. Veja:

  • ¡Por qué calles más bonitas pasamos! (Por que ruas mais bonitas passamos!).

3) Porque

O “porque” (junto e sem acento) é uma conjunção de causa. Ele é usado para responder perguntas ou para explicar algo.

Vamos utilizar a pergunta “¿Quiero saber por qué ella aún no ha llegado?” para ilustrar o uso dos porquês em espanhol.

Nesse caso, a resposta da pergunta seria: “Porque está en el atasco.” (Porque está no engarrafamento).

Agora, veja um exemplo que compreende a explicação de um fato:

  • “El día está caluroso porque estamos en el verano.” (O dia está quente porque estamos no verão).

4) Por que

O “por que” (separado e sem acento) é um pronome relativo. Ele serve para estabelecer relação entre duas orações e substituir um termo da oração anterior.

Na escrita, o “por que” pode ser substituído por outro pronome relativo, como “cual” (por el cual/por la cual).

Exemplo:

  • “La calle por que pasamos estaba muy sucia.” (A rua por que passamos estava muito suja).

Fazendo a substituição apropriada, teremos:

  • “La calle por la cual pasamos estaba muy sucia.” (A rua pela qual passamos estava muito suja).

Em caso de dúvidas, faça a substituição e veja se a frase continua fazendo sentido. Se sim, o uso dos porquês em espanhol está correto!

Recapitulando:

  • Por qué: utilizado para qualquer pergunta;
  • Porque: utilizado para respostas;
  • Por que: utilizado quando há substituição por “el cual” ou “la cual”;
  • Porqué: indica causa e vem sempre precedido de um artigo.

Gostou do nosso artigo sobre o uso dos porquês em espanhol? Continue expandindo seu conhecimento no blog da Idiomátika, a sua última escola de idiomas! Nosso canal virtual é recheado de conteúdos atualizados e dicas valiosas sobre as línguas inglesa e espanhola. Aproveite a visita para aprimorar seu aprendizado! Veja alguns artigos que podem ser úteis para você: como elaborar um excelente currículo em espanhol; importantes termos em inglês business; como obter sucesso na carreira internacional e muito mais. Confira!

Uso dos porquês: porque, por que, porquê, por quê – Português

Existem critérios semânticos e sintáticos que determinam o uso dos porquês em língua portuguesa.

  • Observe o uso da palavra “porque” na música de Gilberto Gil e Bruno Ferreira:
  • FREVO RASGADO
  • Foi quando topei com você Que a coisa virou confusão No salão
  • Porque parei, procurei
  • Em seu olhar
  • Aí eu me desesperei E a coisa virou confusão No salão
  • Porque lembrei
  • Porque lembrei
  • E dançou e pulou
  • Foi quando topei com você Que a coisa virou confusão No salão
  • Porque parei, procurei
  • Em seu olhar
  • A coisa virou confusão Sem briga, sem nada demais No salão
  • Porque a bagunça que eu fiz, machucado
  • Foi dentro do meu coração
  • É possível notar que os compositores utilizam a conjunção no sentido de estabelecer uma relação de sentido entre uma causa e suas consequências:

Não encontrei Nem mais um sinal de emoção Do seu sorriso aberto Que era tão perto, que era tão perto Em um carnaval que passou Que esse frevo rasgado Foi naquele tempo passado O frevo que você gostou Não encontrei Nem mais um sinal de emoção Bagunça que eu fiz tão calado

Assim, quando a palavra for escrita junta e sem acento, seu valor semântico será de “pois”, “uma vez que” e possuirá a função sintática de conjunção causal ou explicativa. Esses critérios (semânticos e sintáticos) determinam o uso dos diferentes porquês em língua portuguesa. Vamos analisá-los detalhadamente a seguir:

  • PORQUE: é uma conjunção causal ou explicativa, podendo ser substituída por “pois”, “uma vez que”.

Exemplo:

Estude, porque as provas serão na próxima semana.

  • PORQUÊ: é um substantivo, podendo ser acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Exemplo:

Não sabia o porquê de tanta ansiedade.

  • POR QUE: (1) é a junção da preposição por + pronome interrogativo e inicia perguntas diretas ou está presente no interior de perguntas indiretas, podendo ser substituído por “por qual razão” ou “por qual motivo”. (2) é a junção da preposição por + pronome relativo e terá o significado de “pelo qual” e suas flexões.
  1. Exemplos:
  2. Quero saber por que você não atende meus telefonemas.
  3. Os lugares por que viajei são inesquecíveis.
  • POR QUÊ:é a junção da preposição por + pronome interrogativo. Aparecerá sempre no final de uma frase, podendo ser substituído por “por qual motivo”, “por qual razão”.
  • Exemplos:
  • Você parece triste, por quê?
  • Ela está chorando sem saber por quê.
  • Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

Como Se Escreve Porque Em Espanhol? Porque eles possuem diferentes funções sintáticas e semânticas

Qual a função do ponto de interrogação invertido no espanhol | Yázigi

YZG | Espanhol

Como Se Escreve Porque Em Espanhol?

Para quem está estudando espanhol, um fato que pode gerar bastante curiosidade é o uso do ponto de interrogação invertido. Se você acha que existe uma explicação gramatical complexa por trás disso, está enganado. A realidade é bem mais simples, veja!

Por que utilizar ponto de interrogação invertido?

Esse sinal de pontuação é utilizado para ajudar o leitor a dar a entonação correta nas orações interrogativas, sabendo que se trata de uma pergunta logo no início da frase. Na linguagem coloquial, essa prática às vezes é esquecida, porém seu uso é extremamente recomendado na linguagem formal. Confira algumas frases comuns em espanhol.

¿Cuantos años tienes? → Quantos anos você tem?

¿Cuál es tu nacionalidad? → Qual é a sua nacionalidade?

¿Donde vives? → Onde você mora?

¿Qué te gusta hacer? → O que você gosta de fazer?

¿Cómo te llamas? → Como você se chama?

¿Qué horas es? → Que horas são?

¿Puedes ayudarme? → Você pode me ajudar?

¿Puedo hacerte una pregunta? → Posso te fazer uma pergunta?

BÔNUS

Você pode encontrar o ponto de exclamação invertido em algumas frases, e a razão é a mesma que a do ponto de interrogação, para o leitor saber que se trata de uma frase exclamativa. Observe os exemplos:

¡No creo! → Não acredito!

¡Que absurdo! → Que absurdo!

¡Eres un gran hombre! → Você é um grande homem!

Como fazer no computador?

Se você pretende escrever em espanhol no seu computador, não encontrará, sem ter um teclado específico, os pontos de interrogação e exclamação invertidos. Pensando nisso, vamos te mostrar alguns atalhos para que você possa fazer o sinal desejado. Mas atenção: use o teclado numérico e observe que os sinais aparecerão depois que você soltar a tecla Alt.

Interrogação invertida

Alt + 168 

Alt + 0191 

Exclamação invertida

Alt + 173

Alt + 0161 

Em alguns tipos de teclado, você vai precisar ativar uma função que possibilite a utilização do atalho. Se não deu certo no seu PC, tente ativar com Fn + NumLock. Depois disso, tente novamente as combinações citadas acima. 

E aí, entendeu por que os espanhóis utilizam esses símbolos no início das frases? Continue no nosso blog e leia outros textos sobre espanhol.

11 gírias utilizadas no espanhol

Leia também:  Como Reconquistar Ex Namorada Que Esta Namorando?

Quando usar tú e usted em espanhol?

Venha para o Yázigi!

Aprenda inglês com quem pensa como você. Escolha a unidade mais próxima, junte-se ao Yázigi e torne-se um Cidadão do Mundo!

"Los porqués" em espanhol: ¿porqué, porque, por qué o por que?

Como Se Escreve Porque Em Espanhol?

Como no português, os porquês em espanhol também causam muita dor de cabeça, e não é só nos estudantes não! Muitos falantes nativos não têm a menor ideia de quando usar um ou outro. Mas se você sabe fazer uso dos porquês em português, não terá dificuldade, pois o uso é o mesmo. 

Antes de continuar, que tal acessar o aplicativo Cuaderno de Léxicos ou Lexical Notebook, que é um caderno de estudos no celular ou tablet, nele você pode registrar o novo vocabulário e cadastrar exemplos com frases que façam sentido para você. Também é possível criar categorias para separar o conteúdo e assim facilitar a busca do vocabulário quando você precisar. Você pode ainda registrar o vocabulário por chunk em espanhol ou português, como ficar mais fácil para você.

Agora, veja nos exemplos abaixo como usar cada um dos porquês sem errar!

  • porqué – é o motivo, a causa. Podemos substituir por la razón, su causa, su motivo. Note que geralmente dizemos el porqué o su porqué. Veja os exemplos:

No comprendo el porqué de tu actitud. Não compreendo o porquê da sua atitude.

Todo tiene su porqué. Tudo tem o seu porquê.

Hay que averiguar los porqués de este cambio de actitud. Tem que investigar os porquês dessa mudança de atitude.

  • por qué – não pode ser substituído por razón, causa o motivo, e principalmente não vamos colocar lo ou su antes de por qué. De modo geral usamos este modo para frases interrogativas ou exclamativas, diretas ou indiretas. Veja os exemplos:

¿Por qué no viniste ayer a la fiesta? Por que você não veio ontem à festa?

No comprendo por qué te pones así. Não entendo por que você fica assim.

¡Por qué calles más bonitas pasamos! Por quais ruas lindas passamos!

  • porque – vamos utilizar de duas formas: para responder perguntas feitas com por qué ou para explicar uma causa ou motivo, podendo ser substituído por puesto que ou ya que. Geralmente você vai usar essa opção em combinações como porque no, porque sí, etc. Veja os exemplos:

A- ¿Por qué no viniste? A- Por que você não veio? 

B- Porque no tenía ganas. B- Porque não tive vontade.

No fui a la fiesta porque no tenía ganas. Não fui à festa porque não tinha vontade.

La ocupación no es total, porque quedan todavía plazas libres. A ocupação não é total, porque ainda há lugares livres.

  • por que – pode ser utilizado como pelo qual. Veja os exemplos:

Este es el motivo por (el) que te llamé. Esta é a razão pela qual eu te chamei.

Los premios por (los) que competían no resultaban muy atractivos. Os prêmios pelos quais competiam não eram muito atraentes.

No sabemos la verdadera razón por (la) que dijo eso. Não sabemos a verdadeira razão pela qual ele disse isso.

Lembrou de salvar alguns exemplos no seu Cuaderno de Léxicos?

Se tiver alguma dúvida, envie para nós através do Envie sua Dúvida.

Por hoje é só! Até o próximo post!

Los porques: aprenda uso dos porques em espanhol

Quem nunca se confundiu no momento de usar “porque” ao escrever uma pergunta em português que atire a primeira pedra. Entender todas as aplicações de elementos gramaticais não é uma tarefa das mais fáceis, e não é só na língua portuguesa que isso acontece.

Por isso, se você é estudante da língua espanhola, confira dicas de como usar os porquês no espanhol para não ter mais dúvidas ao escrever nesse idioma.

Aprenda quando “los porqués” devem ser escritos de modo separado e com acento, junto e sem acento e assim por diante.

Não deixe de conferir mais dicas de espanhol no Blog Wizard: uso e significados do verbo quedar no espanhol

Pronto(a) para entender melhor o uso dos porquês? Veja abaixo!

O uso dos porquês em espanhol

Se você entende o uso dos porquês em português, compreender o uso desses mesmos elementos gramaticais em espanhol não será tarefa difícil, já que as aplicações nas frases são parecidas em ambos os idiomas. Veja as explicações abaixo:

Porqué

Porqué é usado para fazer referência a um motivo, causa. Outras palavras que podem ser usadas no lugar de porqué em espanhol são razón, causa, motivo. No português, o porquê junto e acentuado tem a mesma função dessa palavra em espanhol – em ambas as línguas, esse termo é um sustantivo (substantivo). Exemplo:

  • No entiendo el porqué de su comportamiento.
  • Não entendo o porquê (o motivo, a razão) de seu comportamento.

Porque

No espanhol, também há diferença entre os porquês com e sem acento. O porque, que não tem acento, por exemplo, é utilizado para responder perguntas feitas com “por qué“, assim como ocorre na língua portuguesa, com “porque”, próprio para respostas. Exemplo:

  • ¿Por qué lloras?
  • Porque me lastimé.
  • Por que está chorando?
  • Porque me machuquei.

Por qué

Agora é hora de falar sobre os porquês separados. Por qué, em espanhol, resulta da junção da preposição “por” com o pronome interrogativo “que”. No idioma, o termo é utilizado em início de perguntas. Exemplo:

  • ¿Por qué llegas tarde?
  • Por que chegou tarde?

O uso é um pouco diferente do modo como funciona em português, em que “por quê” é utilizado nos finais de perguntas.

Por que

Assim como acontece na utilização do por qué em perguntas, o uso do por que também resulta da junção de uma preposição (“por”) com um pronome relativo (“que”). Na língua espanhola, essa palavra também serve para indicar motivo, causa, podendo ser usado no lugar de termos como “por el cual” – pelo qual – e “por los cuales”  – pelos quais. Exemplo:

  • Había muchas razones por que fue arrestado.
  • Havia muitas razões por que (pelas quais) ele foi preso.

Conclusão

É comum que, em momentos de estudo, dúvidas a respeito do conteúdo apareçam, inclusive quando esse conteúdo é a gramática de um idioma que você ainda não domina. Por isso, não deixe de conferir outras dicas do blog para aprender espanhol, para avançar ainda mais rápido no domínio da língua.

Além das dicas do blog, saiba mais detalhes sobre o curso de espanhol da Wizard e solicite 4 aulas grátis para conhecer a metodologia e modalidades de aula.

Por que aprender espanhol é tão importante para minha carreira? | Una

Em um mundo globalizado, é fundamental dominar uma língua estrangeira para se destacar no mercado de trabalho.

Nesse contexto, a primeira coisa que vem a nossa mente é aprender inglês, certo? No entanto, a verdade é que, hoje, muitos brasileiros têm dado preferência para aprender espanhol, em virtude da sua similaridade com nossa língua materna, da nossa proximidade com muitos países falantes do espanhol e por se tratar de um idioma com grande influência no cenário mundial, tanto do ponto de vista acadêmico e profissional, quanto cultural.

Se você está pensando em aprender espanhol, mas ainda não sabe como este idioma pode ser vantajoso para a sua carreira, continue a leitura e confira alguns motivos para iniciar seus estudos, agora mesmo!

O espanhol é um dos idiomas mais falados no mundo

Você sabia que, atualmente, o espanhol é a segunda língua materna com o maior número de falantes no mundo, ficando atrás apenas do mandarim? Isso mesmo! Mais de 420 milhões de pessoas são falantes nativos do espanhol. Além disso, é o segundo idioma de comunicação internacional, atrás, somente, do inglês.

E além de ser o idioma oficial de 21 países, nos Estados Unidos, por exemplo, ainda há cerca de 19 milhões de pessoas que falam espanhol. Sendo assim, ao aprender espanhol, mesmo que haja algumas diferenças regionais na maneira de falar, você vai poder se comunicar com diversas pessoas ao redor do mundo!

Os países latino-americanos têm crescido economicamente

O Brasil mantém relações comerciais com a América Latina, com os EUA e Europa. Os nossos vizinhos latino-americanos, graças ao seu crescimento econômico, têm se tornado uma grande aposta para negócios e parcerias. Além disso, importantes organizações internacionais adotam o espanhol como uma de suas línguas oficiais, tais como a ONU, a UNESCO e o MERCOSUL.

Inclusive, o MERCOSUL é um dos principais motivos da valorização da língua espanhola, pois seus países-membros, com exceção do Brasil, têm o espanhol como idioma oficial.

Esse bloco econômico representa várias empresas vinculadas ao Brasil, se você quiser participar de algum evento, trabalhar em uma franquia ou caso tenha a intenção de se mudar para um outro país do MERCOSUL, será imprescindível que você saiba espanhol.

Vale lembrar, também, que todos os países que fazem fronteira com o Brasil são falantes nativos do espanhol. Então, aprender este idioma é uma forma de fortalecer os laços com os nossos vizinhos latino-americanos.

Leia também:  Como Saber Qual A Bateria Dos Fones?

A fluência na língua espanhola será um diferencial no seu currículo

Se você sabe falar inglês e acha que isso é o bastante para se destacar na sua carreira, está enganado! Hoje em dia, as pessoas que vão além da língua inglesa têm muito mais oportunidades de emprego.

Isso porque grande parte das empresas dão preferência aos profissionais que agreguem maior valor ao negócio.

Dessa forma, você estará à frente de seus concorrentes ao oferecer um conhecimento a mais, visto que o inglês já se tornou requisito básico no mercado de trabalho.

É importante saber que existem empresas que lidam diariamente com países onde o espanhol é língua oficial. Nesses casos, provavelmente, ocorrem reuniões em videoconferências, negociações, entre outras situações em que você deverá dominar o idioma.

É necessário pensar, também, na vida acadêmica. Para desenvolver novas habilidades e investir em um intercâmbio, por exemplo, dependendo do país que você escolher, como a Espanha — um dos destinos preferidos dos intercambistas —, será fundamental saber a língua espanhola.

O intercâmbio cultural será favorecido

Ao aprender espanhol, você poderá visitar muitos outros países, e esse tipo de experiência é bastante valorizada pelas empresas. Não pense que o “portunhol” é suficiente para você conseguir se comunicar, principalmente caso queira estabelecer uma conversa de verdade com os habitantes do país e aproveitar a diversidade cultural oferecida.

Além disso, você poderá aprofundar seus conhecimentos sobre a cultura latina, sua história política e econômica, tornando-se ainda mais qualificado a pensar “fora da caixa”.

Isto significa que você estará consciente acerca da realidade de outros países, tendo uma visão mais global do mercado, o que é um grande diferencial para as empresas — especialmente se você deseja trabalhar em uma multinacional.

A literatura espanhola é uma das mais importantes

A lista de autores renomados de língua espanhola é extensa e vale a pena conferir, ao menos, uma obra de cada um.

Pablo Neruda, Julio Cortázar, Jorge Luis Borges, Miguel de Cervantes, Gabriel García Márquez e Mario Vargas Llosa são apenas alguns exemplos dos mais talentosos escritores do mundo, ganhadores de Nobéis da Literatura, que se destacam pela sua qualidade e originalidade. Não seria o máximo ser capaz de ler tudo isso em seu idioma original?

A língua espanhola é importante não só para expandir o seu conhecimento literário, mas também para a vida acadêmica e profissional.

Se você quer seguir a área de Medicina, Direito, Economia ou Engenharia, por exemplo, seja na graduação ou pós-graduação, há uma grande possibilidade da grade curricular apresentar uma bibliografia vasta em língua espanhola.

Logo, ter um bom domínio do idioma será um grande passo para facilitar sua vida e fazer você se destacar!

Aprender espanhol pode ser mais simples para brasileiros

Para os brasileiros, o espanhol pode ser mais fácil de assimilar devido às suas semelhanças com o português em relação ao vocabulário, gramática e fonética. Entretanto, isso não quer dizer que você conseguirá se comunicar de forma eficaz sem nunca ter estudado. Para aprender qualquer idioma, é preciso esforço e dedicação, concorda?

Mas como há uma proximidade com a nossa língua materna, em apenas alguns anos, você poderá se tornar fluente no espanhol, sem maiores dificuldades! Além do mais, estudar a língua espanhola pode servir como porta de entrada para o aprendizado de outras línguas de origem latina, como o italiano e o francês. Essa é uma grande vantagem, não?

Los Numerales – Os números em Espanhol – Brasil Escola

Atualmente os números estão envolvidos nas mais diversas atividades do dia a dia, como fazer as compras, ver as horas, pagar as contas de casa, no restaurante, no ônibus, etc. Não há como fugir deles!

Mas foi na antiguidade que os números surgiram, juntamente com a necessidade de contar os animais que eram transportados de um lado ao outro, de conferir os produtos da colheita e com o início do comércio entre os povos.

As primeiras representações para os números surgiram na Suméria e no Egito, mais tarde foram os Romanos que criaram um sistema de nove números identificados com as letras do seu alfabeto, que hoje conhecemos como números romanos.

Não existia, até esse momento, uma representação para o “zero”, ou seja, para o nada, foram os Hindus (Índia) que o criaram.

Ainda assim, se passaram séculos para que estes símbolos chegassem ao Ocidente, para isso contou-se com a ajuda dos povos árabes, a quem devemos sua ampla divulgação, e daí vem o nome de “algarismos indo-arábicos”.

Estes símbolos, que originalmente representavam ângulos, sofreram inúmeras mudanças até ficarem como os conhecemos hoje.

A seguir você vai aprender os números em espanhol, assim como em português, eles se dividem em “cardinales” e “ordinales”. Os primeiros indicam “quantidade de elementos”, enquanto os segundos têm uma relação com “a ordem dos elementos”. Acompanhe nas tabelas como se escrevem os números em espanhol e algumas considerações importantes:

LOS CARDINALES
Numerales Numerales Numerales
Cero 10 Diez 20 Veinte
1 Uno 11 Once 21 Veintiuno
2 Dos 12 Doce 22 Veintidós
3 Tres 13 Trece 23 Veintitrés
4 Cuatro 14 Catorce 24 Veinticuatro
5 Cinco 15 Quince 25 Veinticinco
6 Seis 16 Dieciséis 26 Veintiséis
7 Siete 17 Diecisiete 27 Veintisiete
8 Ocho 18 Dieciocho 28 Veintiocho
9 Nueve 19 Diecinueve 29 Veintinueve

a) Perceba que do “0” a “15”, os números possuem nomes diferentes, atenção com o “4” que tem a mesma pronuncia do português, mas se escreve com a letra “C” e não com a “Q”.

b) Cuidado! De “16” a “19”, marcado em negrito, o radical “dieci” é diferente da palavra “diez” que indica o número “10”.

c) O mesmo ocorre com os números de “21” a “29”, seu radical é “veinti”, diferente da palavra “veinte” que indica o número “20”.

d) A palavra “dos”, em espanhol, serve para “masculino” e “feminino”. Veja os exemplos:

Necesito comprar dos libros de español. ☆Necessito comprar dois livros de espanhol.

Las dos chicas estudian en la misma escuela. ☆As duas garotas estudam na mesma escola.

e) Os números de “1” a “29” são escritos com uma única palavra, sem separação. Já a partir de 30 até 99, serão duas palavras (dezena e unidade), separadas pelo “y” que em português significa “e”. Veja na tabela:

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Numerales Numerales
30 Treinta 41 Cuarenta y uno
31 Treinta y uno 50 Cincuenta
32 Treinta y dos 51 Cincuenta y uno
33 Treinta y tres 60 Sesenta
34 Treinta y cuatro 61 Sesenta y uno
35 Treinta y cinco 70 Setenta
36 Treinta y seis 71 Setenta y uno
37 Treinta y siete 80 Ochenta
38 Treinta y ocho 81 Ochenta y uno
39 Treinta y nueve 90 Noventa
40 Cuarenta 91 Noventa y uno

f) A próxima tabela mostra as centenas que também são escritas com uma única palavra, porém ao acrescentarmos mais um número não é necessário colocar o “y”.

g) O destaque em negrito é para mostrar onde estão as diferenças em relação aos números que você já aprendeu do “1” ao “9”. Se tiver dúvidas volte à primeira tabela e compare.

Numerales Numerales
100 Cien 501 Quinientos uno
101 Ciento uno 600 Seiscientos
200 Doscientos 601 Seiscientos uno
201 Doscientos uno 700 Setecientos
300 Trescientos 701 Setecientos uno
301 Trescientos uno 800 Ochocientos
400 Cuatrocientos 801 Ochocientos uno
401 Cuatrocientos uno 900 Novescientos
500 Quinientos 901 Novescientos uno

h) A última tabela mostra uma diferença importante, em espanhol, “mil millones”, corresponde a “um bilhão”, em português. Enquanto que “un billón”, em espanhol, equivale a “um trilhão” em português.

Numerales
1000 Mil
10.000 Diez mil
100.000 Cien mil

Por que, por quê, porque, porquê

Estas quatro formas existem na língua portuguesa e estão corretas. Contudo, devem ser utilizadas em situações diferentes.

Quando usar porque?

Porque (junto e sem acento) é utilizado em respostas para indicar uma causa ou uma explicação. É uma conjunção subordinativa causal ou explicativa que une duas orações. 

Porque é sinônimo de: pois, uma vez que, visto que, dado que, por causa de, pelo motivo de.

Leia também:  Como Reconquistar A Ex Namorada Que Nao Te Ama Mais?

Exemplos com porque

  • Eu não fui trabalhar porque perdi o ônibus.
  • Eu vou ao supermercado porque fiquei sem manteiga.
  • Comprei este produto porque era o mais barato.

Substituição de porque

  • Fiquei feliz porque tirei uma boa nota.
  • Fiquei feliz pois tirei uma boa nota.
  • Fiquei feliz uma vez que tirei uma boa nota.
  • Fiquei feliz dado que tirei uma boa nota.

Quando usar por que?

Por que (separado e sem acento) é utilizado no meio das frases. Pode ser a junção da preposição por com o pronome relativo que ou com o pronome interrogativo que, assumindo assim dois empregos diferentes. 

Sendo pronome interrogativo, é sinônimo de: por qual motivo, por qual razão.  Sendo pronome relativo, é sinônimo de: por qual ou pelo qual.

  • Eu gostaria de saber por que razão eu não fui escolhida para o trabalho. 
  • Por que não veio falar comigo?

Substituição de por que (interrogativo)

  • Por que você fez isso?
  • Por qual razão você fez isso?
  • Por qual motivo você fez isso?

Exemplos com por que (relativo)

  • As razões por que tive aquela atitude não lhe dizem respeito. 
  • Eu já morei na rua por que estamos passando. 

Substituição de por que (relativo)

  • O motivo por que fui embora permanecerá comigo.
  • O motivo pelo qual fui embora permanecerá comigo.
  • O motivo por qual fui embora permanecerá comigo.

Quando usar por quê?

Por quê (separado e com acento) é utilizado apenas no final da oração, seguido de um sinal de pontuação. É a junção da preposição por com o pronome interrogativo tônico quê.

Por quê é sinônimo de: por qual motivo e por qual razão.

Exemplos com por quê

  • Você já saiu da escola? Por quê?
  • Ela está sempre mentindo e eu não sei por quê.
  • Aquele funcionário faltou ao trabalho e nem disse por quê.

Substituição de por quê

  • Eu apenas gostaria de saber por quê.
  • Eu apenas gostaria de saber por qual razão.
  • Eu apenas gostaria de saber por qual motivo.

Quando usar porquê?

Porquê (junto e com acento) é um substantivo masculino. Quase sempre vem acompanhado do artigo definido o: o porquê. É sinônimo de: motivo, razão, causa. 

Exemplos com porquê

  • Gostaria de saber o porquê de sua mudança de opinião.
  • Dê-me um porquê para eu não me ir embora agora.
  • Existem dois porquês que justificam seu comportamento.

Substituição de porquê

  • Ninguém me disse o porquê dessa decisão.
  • Ninguém me disse o motivo dessa decisão.
  • Ninguém me disse a razão dessa decisão.

Pode também vir acompanhado de um artigo indefinido, numeral, pronome demonstrativo ou possessivo: um porquê, esse porquê, meu porquê.

Quer aprender de forma rápida? Assista ao vídeo e veja todas as diferenças com exemplos e ilustrações!

Palavras relacionadas: porquê, porque.

Confira a diferença e como usar os porquês em espanhol

Assim como a língua portuguesa, a língua espanhola também possui quatro tipos de porquês, e cada um deles possui uma aplicação diferente de acordo com as regras gramaticais.

Por ser um assunto que confunde muitas pessoas, veremos detalhadamente cada um dos casos para empregarmos os porquês em espanhol da maneira correta.

  • Porqué
  • Por qué
  •  Porque
  • Por que

Porqué

De acordo com a Real Academia Española, “porqué”, escrito junto e com acento, é um substantivo masculino que equivale a causa, motivo, razão. Por ser tratar de um substantivo, sempre é usado depois do artigo “el” ou de outro determinante (su, este, otro).

Foto: depositphotos

Observe atentamente os exemplos a seguir:

-No comprendo el porqué de su actitud. -Todo tiene su porqué.

Como outros substantivos, apresenta plural:

-No comprendo los porqués de este cambio de actitud.

Por qué

“Por qué” é formado pela preposição “por” e o interrogativo ou exclamativo “qué”. Introduz orações interrogativas e exclamativas diretas e indiretas.

Veja os exemplos a seguir:

-¿Por qué no viniste ayer a mi casa? -No comprendo por qué te pones así. 

Observe que, ao contrário do substantivo “porqué”, a sequência “por qué” não pode ser substituída por “razão, causa ou motivo”.

 Porque

“Porque” é uma conjunção causal (ou final), introduz uma frase subordinada que explica a causa de outra frase principal. Como conjunção causal, “porque” introduz orações subordinadas que expressam causa, caso em que pode ser substituída por “puesto que” ou “ya que”.

Confira os exemplos a seguir:

-No fui a la fiesta porque no tenía ganas. -Lo he entendido porque me lo hás explicado muy bien. -Hice cuanto pude porque no terminara así.

Por que

De acordo com a Real Academia Española, “por que” pode se tratar de uma das seguintes sequências:

A preposição “por” + pronome relativo “que”. Nesse caso, é mais comum usar o relativo com artigo anteposto

Exemplos:

-Este es el motivo por (el) que te llamé. -No sabemos la verdadera razón por (la) que hizo eso.

A preposição “por” + conjunção subordinativa “que”. Essa sequência aparece no caso de verbos, substantivos ou adjetivos que regem um complemento introduzido pela preposição “por” e levam uma oração subordinada introduzida pela conjunção “que”.

Observe o exemplo a seguir, retirado do site da RAE:

-Están ansiosos por que empecemos a trabajar en el proyecto.

Como se fala "porque" em espanhol

PortuguesePorque o mesmo equipamento, telefones, computadores, Permitem consumir e produzir.

Porque el mismo equipo, teléfonos, computadoras, te permite consumir y producir.

PortuguesePorque seria um desastre para eles e para a comunidade se tivesse de os despedir.

Porque habría sido un desastre para ellos y para la comunidad si los dejaba ir.

PortugueseE isso é de certa forma mais inteligente, porque não precisam de tanto pólen.

Esta es una forma más inteligente, ya que así no necesitan producir tanto polen.

PortugueseDize-lhes: Jamais nos seguireis, porque Deus já havia declarado (isso) antes.

Di: “No vendréis con nosotros: Dios ha declarado ya [a quien pertenece el botín].

PortugueseAdoro a forma como eles vêem o mundo, porque estão a ver o mundo pela primeira vez.

Me encanta la forma en que ven el mundo porque lo están haciendo por primera vez.

PortugueseE isso porque no primeiro mês de vida do bebé, a única coisa que ele faz é crescer.

La razón es porque en el primer mes de vida del bebé, su única función es crecer.

PortugueseContinuo a fazer este projecto, mas está obsoleto, porque toda a gente o faz.

Sigo en el proyecto aunque esté en desuso, porque todo el mundo lo está haciendo.

PortugueseE depois fui ter com o comandante do meu batalhão, porque o tinha desapontado.

Y me acerqué para disculparme, y me dijo, “Stanley, estuviste grandioso.

PortugueseMas, primeiro, é melhor explicar porque é que, e como, é que cheguei até aqui.

Aunque, primero, probablemente debería explicar por qué, y cómo, llegué hasta aquí.

PortugueseE eu só começei com um vestígio porque estava a pensar, ” O que nos faz realmente?

Y simplemente pensé en un rastro, porque estaba pensando “¿De qué estamos hechos?”.

PortugueseE se indultássemos uma parte de vós, puniríamos aoutra, porque é pecadora.

¡Habéis renegado de la verdad después de [haber declarado] vuestra fe [en ella]!

PortugueseMas muito, muito poucas pessoas ou organizações sabem porque fazem o que fazem.

Pero muy, muy poca gente u organizaciones saben por qué hacen lo que hacen.

PortugueseEntão porque é que temos 1000 milhões de pessoas que não encontram alimento?

¿Por qué, entonces, hay mil millones de personas que no pueden encontrar alimento?

PortugueseE isso fascinou-me, porque passei a maior parte da minha vida à volta de uma câmara.

Y eso me fascinó porque había estado jugando con una cámara gran parte de mi vida.

PortuguesePorque, se nós pudermos borbulhar o melhor de uma vasta fonte, essa roda girará.

Porque si podemos hacer surgir lo mejor de un grupo mucho más grande, esta rueda gira.

PortuguesePorque podemos perceber isso, podemos consertá-lo, criar organismos melhores.

Porque podemos entender esto, podemos solucionarlo, hacer mejores organismos.

PortugueseNós sabemos que estes padrões internacionais funcionam porque já tivemos um.

Sabemos que estos estándares internacionales funcionan porque ya tenemos uno.

PortuguesePorque eu acho que este é o segredo para compreender o que está a acontecer no mundo.

Porque creo que es el secreto para comprender lo que está pasando en el mundo.

PortuguesePorque começamos a ver estas empresas a alcançar centenas de milhares de pessoas.

Porque estamos empezando a ver estas empresas alcanzar a cientos de miles de personas.

PortugueseE esta é simples porque não contém a matéria normal apenas contém a matéria negra.

Y se empiezan a ver estas redes, a formarse esta red cósmica de estructura.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*