Como Se Chama A Planta Que Da Melancias?

Colheita Cuidados e procedimentos após a colheita Conservação pós-colheita Seleção dos frutos Classificação de frutos Acondicionamento Armazenamento

A melancia atinge o ponto de colheita entre 28 a 45 dias após a fecundação das flores femininas ou hermafroditas, dependendo da cultivar e das condições climáticas.

No Nordeste brasileiro, esse período corresponde a 65-75 dias após o plantio.

Porém, reconhecendo-se a influência de diversos fatores sobre o ciclo da cultura, recomenda-se a adoção de outros indicadores de ponto de colheita. Os mais utilizados são:

  • a) Secamento da gavinha localizada no mesmo nó do fruto ou do pedúnculo do próprio fruto.
  • b) Mudança da cor da casca do fruto na região que se mantém em contato com o solo, que passa de branca para amarela com o amadurecimento.
  • c) A ressonância do fruto ao impacto deve ser grave e oca: som agudo e metálico indica que o fruto está imaturo.
  • d) Teor de sólidos solúveis mínimo de 9 ºBrix, conforme recomendação da União Europeia, devendo-se, entretanto, preferir valores a partir de 10 ºBrix, que são mais bem aceitos pelo mercado interno.

Os sólidos solúveis constituem importante critério para avaliação da qualidade dos frutos. Representa uma medida da concentração de açúcares e outros sólidos diluídos na polpa ou suco do fruto.

Os açúcares correspondem à maioria dos sólidos solúveis existentes na polpa.

Em melancia, o seu conteúdo varia de acordo com as regiões internas do fruto, ou seja, normalmente a polpa é mais doce no centro que na região próxima ao mesocarpo.

Outros indicadores importantes são: firmeza da polpa, acidez titulável e aparência externa e interna.

Porém, os dois primeiros requerem instrumentos específicos, além de procedimentos que não são tão facilmente adotados pela maioria dos produtores.

No que se refere à aparência dos frutos, a União Europeia definiu que as melancias devem apresentar as seguintes características mínimas de qualidade:

  1. a) Inteiras.
  2. b) Sãs, ou seja, isentas de podridões ou alterações que as tornem impróprias para consumo.
  3. c) Limpas, praticamente isentas de matérias estranhas visíveis.
  4. d) Praticamente isentas de parasitas.
  5. e) Praticamente isentas de ataques de parasitas.
  6. f) Firmes e suficientemente maduras, de forma que a cor e o sabor da polpa devem corresponder a um estado de maturação suficiente.
  7. g) Não rachadas.
  8. h) Isentas de umidade externa anormal.
  9. i) Isentas de odores e/ou sabores estranhos.

Para uma boa determinação da data de colheita da melancia, deve-se efetuar uma amostragem de frutos. Nesta amostragem, deve-se cortá-los e examinar a cor da polpa e o teor de sólidos solúveis.

A colheita é manual e deve ser realizada nas primeiras horas do dia. O pedúnculo deve ser cortado com auxílio de uma lâmina afiada — faca ou canivete — cerca de 5 cm do fruto (Figura 1). Durante a colheita, devem ser tomados cuidados para que os frutos não sofram pancadas, pois isso facilita a entrada de micro-organismos, comprometendo a conservação pós-colheita.

Foto: Rita de Cássia S. Dias.
Como Se Chama A Planta Que Da Melancias?
Figura 1. Colheita da melancia cv. Crimson Sweet com corte do pedúnculo cerca de 5 cmdo fruto, utilizando-se canivete.

Deve-se ter o cuidado para a correta identificação do ponto de colheita da melancia, pois, se for colhida antes de completar o amadurecimento na planta, não haverá o desenvolvimento do sabor característico do fruto maduro.

Cuidados e procedimentos após a colheita

Após a separação da planta, os frutos devem ser colocados ao longo da linha de plantio, para facilitar a retirada dos mesmos da área de cultivo.

Os frutos devem ser levados do campo até o galpão de embalagem — packinghouse — em recipientes adequados e em meio de transporte compatível com cada perfil de produtor, podendo ser trator com carreta agrícola, carrinho de mão convencional ou com a caçamba adaptada para transportar uma maior quantidade de frutos, bem como com contentores plásticos.

Produtores que necessitam esperar o caminhão para levar os frutos para a comercialização (Figura 2), devem acondicioná-los sobre palhas, formando pequenas pilhas no campo, que devem ser conduzidas para comercialização no mesmo dia da colheita. É importante que as melancias sejam acondicionadas, o mais rápido possível, em local com sombra, seco e ventilado.

Foto: Rita de Cássia S. Dias.
Como Se Chama A Planta Que Da Melancias?
Figura 2. Carregamento de frutos de melancia, cv. Crimson Sweet, com transporte a granel, para comercialização no mercado interno.

Durante a colheita e o transporte, os frutos devem ser manuseados com cuidado a fim de evitar qualquer tipo de ferimento, que pode comprometer a aparência, a firmeza, o sabor e a vida útil da melancia. Os danos físicos depreciam severamente a qualidade dos frutos causando podridões.

O risco de perdas pós-colheita é alto e estas podem ser provocadas por danos físicos, utilização de embalagem inadequada, transporte e comercialização a granel (Figura 3), as más condições das estradas, a não utilização da refrigeração, toque excessivo por partes dos consumidores e exposição inadequada do produto.

Foto: Rita de Cássia S. Dias.
Como Se Chama A Planta Que Da Melancias?
Figura 3. Aspecto geral do empilhamento de melancia cv. Crimson Sweet em condições ambiente em mercadoatacadista de Juazeiro, BA.

O uso de tecnologias adequadas na pós-colheita durante o manuseio, processamento, armazenamento e transporte é tão fundamental quanto o manejo cultural.

O incremento da vida útil deve ser necessariamente, acompanhado de redução nas perdas e da preservação da qualidade inicial do produto.

Os cuidados na pós-colheita devem ser tais que permitam preservar a qualidade dos frutos por maior tempo.

Sabendo-se que a qualidade do fruto pode ser influenciada por fatores genéticos, fatores climáticos, concentração de nutrientes no solo, adubação, ataque de pragas e doenças, população de plantas daninhas, quantidade de frutos por planta e posição do fruto na planta, deve-se atentar para oferecer as condições que permitam a colheita de frutos de boa qualidade e o acondicionamento adequado que permita preservar essa qualidade pelo maior tempo possível. Com esta finalidade, as diferentes operações pós-colheita, como seleção dos frutos, classificação e armazenamento, devem seguir as recomendações específicas para a melancia.

Na seleção dos frutos deve ser considerado formato típico da cultivar, uniformidade de coloração da casca, tamanho e ocorrência de defeitos — cicatrizes, contusões, ranhuras, entre outros —, que não comprometam a aparência dos frutos.

Há uma grande variação de tamanho e formatos de frutos e não existe uma classificação oficial que atenda às diferentes cultivares e mercados. Normalmente, os frutos são classificados, com base na sua massa média em grandes (maior que 9 kg) , médios (de 6 kg a 9 kg) e pequenos (abaixo de 6 kg).

No mercado brasileiro, observa-se uma valorização de frutos com massa acima de 6 kg. Frutos do padrão da cv. Crimson Sweet com massa inferior são comercializados por centenas, a preço inferior. No entanto, por causa da redução do tamanho das famílias, há uma demanda por frutos menores.

E contribui, também, com uma expressiva comercialização de frutos grandes fatiados nos supermercados.

As melancias devem ser acondicionadas de modo a ficarem convenientemente protegidas. Em geral, podem ser apresentadas em embalagens, incluindo as caixas com capacidade de suportar o peso dos frutos, no entanto normalmente, é feito a granel — empilhamento dos frutos na carroceria do transporte.

Os materiais utilizados no interior das embalagens devem ser novos e estar limpos e não devem provocar quaisquer alterações internas ou externas no produto. É autorizada a utilização de materiais que contenham indicações comerciais, desde que a impressão ou rotulagem seja feita com tintas ou colas não tóxicas.

Os rótulos colocados individualmente nos produtos não devem, quando retirados, deixar marcas visíveis de cola, nem defeitos na casca. As embalagens ou lotes, no caso da comercialização a granel, devem estar isentas de corpos estranhos.

As melancias expedidas a granel devem ser isoladas do piso e das paredes dos dispositivos de transporte através de um meio de proteção adequado, novo e limpo e que não transmita gosto ou cheiro anormal ao fruto.

Em local à sombra, seco e ventilado, os frutos podem ser armazenados por um período de 2 a 3 semanas, dependendo do ponto de maturação, dos cuidados tomados na colheita, da temperatura e da umidade.

As melancias são muito sensíveis a danos pelo frio, que se manifestam como manchas castanhas na casca, pitting, odor desagradável, perda de cor vermelha da polpa e incidência de doenças. A temperatura mínima de segurança é de cerca de 5 ºC, mas durante curtos períodos de tempo.

Para o armazenamento prolongado, a melancia deve ser armazenada à temperatura mínima de 10 ºC. A umidade relativa recomendada é de 90%.

Mesmo sob condições ótimas de armazenamento, a melancia apresenta vida útil pós-colheita relativamente curta. Deve ser consumida 2 a 3 semanas após a colheita.

O fruto possui uma reduzida taxa de produção de etileno, regulador de crescimento que estimula o amadurecimento dos frutos. Porém, a melancia tem alta sensibilidade ao etileno.

Por isso, não pode ser armazenada em conjunto com outros frutos que produzam níveis moderados ou altos de etileno, o que lhe causaria desintegração da polpa, como consequência da aceleração da senescência ou envelhecimento.

Durante o armazenamento, as principais mudanças que levam à redução da vida útil da melancia são a perda de massa fresca, o decréscimo do teor de sólidos solúveis e da acidez titulável dos frutos, além de alterações na textura da polpa.

Estas mudanças ocorrem rapidamente de forma que, em algumas cultivares de melancia, como ‘BRS Opara’, ‘Crimson Sweet’, ‘Pérola’ e ‘TopGun’, armazenadas a temperatura ambiente — aproximadamente 27 ºC e 55% UR —, a vida útil pós-colheita se limita a 16 dias.

Leia também:  Como Ver Quem Viu As Mensagens No Whatsapp?

Como plantar melancia

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • Linkedin
  • Copiar Link

É comum tratar a melancia como fruta, embora ela seja, na verdade, uma hortaliça (Foto: Pixabay)

Frutas são alimentos naturais que devem ser consumidos diariamente. Todas fornecem nutrientes e vitaminas essenciais para se ter uma vida saudável. Há ainda as que apresentam particularidades que se destacam, como a melancia (Citrullus lanatus) no quesito refrescante.

Apreciada pelo sabor doce e leve, também mata a sede, por contar com mais de 90% de água em sua composição. Outro benefício da polpa, em geral de cor vermelha, é a oferta de muitas propriedades medicinais.

Diurética, é recomendada no auxílio para a eliminação de ácido úrico; no tratamento de gota, acidez estomacal e problemas urinários; e no combate a reumatismo, pressão alta, bronquite e ferimentos na boca e garganta.

Além do consumo em pedaço e na forma de suco, a melancia pode ter até a casca de cor verde uniforme ou rajada aproveitada para fazer doces e alimentar porcos, patos e galinhas, entre outros animais. Quando tostadas, as muitas sementes que possui tornam-se crocantes, para serem degustadas como aperitivo, com adição de sal, ou mesmo para o preparo de chás.

Embora seja grande ao atingir seu tamanho final, a melancia não precisa de muito espaço para seu cultivo, uma vantagem para pequenos agricultores interessados em lidar com fruteiras de plantio rentável. Outro ponto a favor da cultura como atividade que gera lucro para o produtor é o manejo simples e sem complicações para seu desenvolvimento.

Há plantações de melancia espalhadas por todo o país, sobretudo em São Paulo, Goiás, Bahia, Pernambuco, Piauí e Maranhão, os principais Estados produtores. A cultura se dá bem em regiões onde prevalecem temperaturas de 21 ºC a 35 ºC. Apesar da preferência pelo clima quente, a fruteira consegue produzir em áreas que registram até 15 ºC.

Para assegurar a reprodução da melancia, no entanto, é preciso contar com abelhas próximas do plantio para realizar a polinização cruzada.

A instalação de duas a três colmeias por hectare perto da cultura contribui para o povoamento do inseto no local.

As abelhas são consideradas mais eficientes no transporte de pólen entre as pequenas flores amarelo-esverdeadas, que nascem do caule rasteiro e ramificado com folhas ovaladas.

É comum tratar a melancia como fruta, embora ela seja, na verdade, uma hortaliça, pois pertence à família Cucurbitaceae, a mesma de pepino, moranga, abóbora e bucha.

Arredondada e com peso que pode variar de 1 a 20 quilos, a melancia é cultivada há mais de quatro milênios.

Atribui-se sua origem à África tropical, de onde partiu para a Índia e, em seguida, para os países europeus, cujos exploradores a introduziram no continente americano.

*RITA DE CÁSSIA SOUZA DIAS, pesquisadora de recursos genéticos e melhoramento vegetal da Embrapa Semiárido, Caixa Postal 23, CEP 56300-970,Petrolina (PE), tel. (87) 3866-3664, [email protected]

Onde comprar mudas: em envelopes e em latas, as sementes estão à venda no varejo especializado em produtos agropecuários e em supermercados

Mais informações: estão disponíveis em Sistema de produção de melancia da Embrapa, em http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Melancia/SistemaProducao

Melancia/colheita.htm

(Foto: thinkstock)

MÃOS À OBRA

>>> INÍCIO As sementes são vendidas em envelopes ou em latas, de 50 a 500 gramas, em lojas de produtos agropecuários.

Adaptadas às condições de clima e solo, as cultivares mais comuns utilizadas aqui são as americanas e as japoneses, como crimson sweet, charleston gray, congo, esmeralda, fairfax, jetstream, precioso e pérola.

Entre elas, há melancias com formas, tamanhos e cores diferentes, inclusive amarela, com ou sem sementes. Mais precoces, produtivas, com frutos maiores e mais uniformes, as híbridas são as mais caras.

>>> AMBIENTE De preferência com clima quente, na faixa entre 21 ºC e 35 ºC. Contudo, a planta da melancia suporta até 15 ºC.

>>> PLANTIO Prefere solos de textura média, arenosos, profundos, bem drenados e com boa disponibilidade de nutrientes. Evite terrenos pesados e sujeitos a encharcamentos.

A melancia se dá bem em solos de acidez média, com pH de 5,5 a 7 e saturação por bases de 70%. No local definitivo, espalhe em cada cova três sementes a 2 ou 3 centímetros de profundidade.

Ao apresentarem de três a quatro folhas, deixe a mais vigorosa desbastando as plantas.

>>> ADUBAÇÃO De fundação (antes do plantio), com distribuição de fertilizantes em sulcos, e de cobertura, onde há umidade no solo para facilitar a absorção, são recomendadas de acordo com a análise do solo.

Em produção orgânica, aplique de 10 a 20 metros cúbicos por hectare de esterco de curral curtido – de bovino, ovino ou caprino, na dose de 3 a 5 quilos por cova, e de aves, de 1 a 2 quilos por cova – ou quantidade equivalente de outros resíduos animais ou vegetais disponíveis na propriedade.

A matéria orgânica diminui a incidência de doenças que podem afetar o sistema radicular das plantas.

>>> CALAGEM  É essencial para neutralizar o alumínio em solos ácidos.

Por isso, um mês antes do plantio, aplique a lanço e incorporado ao solo por meio de gradagem calcário dolomítico, que possui teores elevados de magnésio, além do próprio cálcio.

Mesmo que não apresente problemas com acidez, faça a calagem em solos que contenham teores baixos de cálcio e magnésio, para evitar o distúrbio fisiológico popularmente conhecido como podridão apical dos frutos ou fundo preto.

>>> ESPAÇAMENTO O indicado é de 1 metro entre covas e 3 metros entre linhas.

>>> CUIDADOS São necessários, pois a fruteira é suscetível a doenças e pragas.

Contudo, como não há ou são escassas as informações para o cultivo da melancia, recomenda-se seguir os indicadores do manejo integrado de pragas (MIP) do melão, já que ambas são da mesma família botânica.

É muito importante, contudo, evitar pulverizações com inseticidas durante a fase de florescimento, principalmente pela manhã, quando ocorre maior intensidade de trabalho das abelhas, os principais agentes polinizadores da melancia.

>>> PRODUÇÃO  Varia de acordo com a cultivar e as condições climáticas da região de plantio. Em geral, a fruteira atinge o ponto de colheita entre 28 e 45 dias após a fecundação das flores femininas, subindo para 65 a 75 dias nos Estados do Nordeste, por exemplo.

Para confirmar a hora de colher, quando o talo próximo ao pedúnculo estiver seco, o som deve ser oco ao bater com o dedo na casca da fruta. A melancia ainda está verde se o som for metálico. Com um canivete, faca ou tesoura, corte o pedúnculo a cerca de 5 centímetros do fruto.

RAIO X

Solo: de textura média, arenoso, profundo, bem drenado e rico em matéria orgânicaClima: de preferência quente com temperatura entre 21 ºC e 35 ºCÁrea mínima: 3 metros quadrados para cada planta de melanciaColheita: varia de 65 a 100 dias após o plantioCusto: R$ 1 o envelope

*Matéria originalmente publicada na edição 380 em junho de 2017

melancia

A melancia é originária da África, presume-se que do deserto de Kalahari.O primeiro registro de colheita de melancia se deu há cerca de 5.000 anos, no Egito, como descrevem hieróglifos encontrados nas paredes de suas construções remotas.No antigo Egito, melancias eram colocadas nos túmulos dos reis para alimentá-los na ‘vida’ após a morte.

Partindo do Egito, a melancia se espalhou por todos os países ao longo do Mar Mediterrâneo, levada por navios mercantes.

  • Por volta do século 10, a melancia foi levada à China, que é atualmente, o maior produtor e consumidor da fruta.
  • Durante o século 13, a melancia se propagou pelo resto da Europa através dos mouros.
  • Através dos escravos, a melancia foi levada para as américas.
  • Na América do Norte, destaca-se os Estados Unidos, que atualmente ocupa a quarta posição na produção mundial de melancia.
  • Na América do Sul, destaca-se o Brasil, onde a produção foi estimada pelo IBGE em 144 mil toneladas em 1991.
  • No Brasil, o cultivo da melancia se dá principalmente nos Estados de Goiás, Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Tipos e Variedades da Melancia

  1. São conhecidas quase 300 variedades de melancias, mas são 50 as variedades mais populares.
  2. Basicamente, são 5 os tipos de melancia :
  3. – com semente – sem semente – mini (ou melancia baby) – amarela
  4. – vermelha

Origem da melancia sem sementes

As primeiras melancias sem sementes foram desenvolvidas na década de 1960.

Na realidade, quando se diz ‘sem semente’, nos referimos as sementes maduras, as pretas. Possivelmente você encontrará pequenas sementículas brancas, que são macias e que podem ser ingeridas sem nenhuma contraindicação.

  • As melancias sem sementes foram desenvolvidas partindo do cruzamento de cromossomos de uma espécie diploide (com o padrão de dois conjuntos de cromossomos) com uma espécie tetraploide (com quatro conjuntos de cromossomos), o que resulta em uma fruta que produz uma semente triploide (três conjuntos de cromossomos)
  • E é exatamente a semente triploide que produz as melancias sem sementes.
  • Em outras palavras, a melancia sem sementes é um híbrido estéril que é criado por cruzamento do pólen macho de uma melancia, contendo 22 cromossomos por célula, com uma flor de melancia fêmea, com 44 cromossomos por célula.
  • O processo não envolve modificação genética.
  • Quando esta fruta resultante amadurece, sem sementes, as pequenas sementículas brancas, contém 33 cromossomos, tornando-a estéril e incapaz de produzir sementes.
Leia também:  Tudo O Que Como Me Da Diarreia?

Cultivo da Melancia

  1. A melancia é cultivada ou aparece quase espontaneamente em várias regiões do Brasil, mesmo em áreas secas e de solo arenoso.
  2. Para cultivar a melancia em escala de produção comercial, é preciso de apenas 3 coisas : sol, água e abelhas.

  3. Normalmente a melancia é cultivada em fileira de 8 à 12 metros de comprimento, em canteiros de 4 a 12 centímetros de altura, com terra arenosa e adubada.
  4. Mudas de melancia são cultivadas em viveiros e depois transplantadas para os canteiros.
  5. As abelhas devem polinizar as flores da melancia.

  6. Mesmo a melancia sem sementes, estéreis, devem ser polinizadas para produzir a fruta.
  7. Em um mês, uma videira pode se espalhar por 2 ou 3 metros e em 60 dias, a videira produz as suas primeiras melancias.
  8. O fruto estará pronto para ser colhido em 3 meses.

  9. A casca da melancia não é tão dura quanto parece e por isso, precisa ser colhida manualmente, com cuidado para não prejudicar a fruta.
  10. Para saber o ponto ideal de colheita, o colhedor experiente olha o ponto amarelado, na parte inferior da melancia, que indica a maturação.

Curiosidades sobre a melancia

  • – O registro da primeira colheita de melancia se deu há 5.000 anos atrás, no Egito
  • – 92% da melancia é água
  • – O nome científico da melancia é Citrullus lanatus , e é uma planta da família Cucurbitácea
  • – A melancia é uma erva trepadeira e rastejante
  • – A maior melancia que se tem notícia foi cultivada em 1990 por Bill Carson e pesava 262 quilos (Guiness 1998)

Dicas : Como escolher uma boa melancia para compra

  1. Escolher uma boa melancia é muito fácil :
  2. 1 – Levante a melancia para sentir seu peso.

    92% da melancia é água

  3. 2 – Olhe cuidadosamente a melancia e observe se ela é simétrica e se não possui marcas, cortes ou amassados.

3 – A parte inferior da melancia deve ter um ponto amarelo a partir de onde esteve enraizada no chão. Quanto mais escuro for o amarelo, mas madura estará a fruta.

Nota : Você deve lavar as melancias antes de seu consumo.

Melancia – Citrullus lanatus

A melancieria é uma planta hortícola, herbácea, rasteira e trepadeira, cultivada em diversas regiões tropicais e em estufas para a produção de frutos, conhecidos como melancias, que são deliciosos e apreciados por muitas pessoas no mundo todo.

Seus caules ou ramas são rastejantes, angulosos, pubescentes, estriados e apresentam gavinhas ramificadas. As flores são solitárias e apresentam corola amarela. Elas podem ser masculinas ou femininas, e ambos os sexos estão presentes na mesma planta (espécie monóica).

A polinização é feita por insetos e pode ser cruzada ou auto-compatível.

O fruto é do tipo pepónio, de casca espessa, polpa suculenta e peso considerável (de 1 a 25kg cada!). A casca da melancia pode ser de diferentes tonalidades de verde a verde-acinzentado, de cor uniforme, com estrias ou manchas.

A polpa é doce, refrescante e de cor vermelha na maioria das vezes, mas pode ser amarela, laranja ou cor-de-rosa em algumas variedades. As sementes são grandes, em forma de gota, e geralmente são marrons, pardas ou brancas.

As cultivares de melancia com sementes são diplóides (o natural da espécie) e as cultivares sem sementes são triplóides e resultam do cruzamento entre flores femininas tetraplóides com pólen de flores masculinas diplóides.

Descubra como adubar a sua horta e jardim de forma 100% natural, sem um pingo de veneno e sem ter que comprar adubos caros.
Descubra como adubar a sua horta e jardim de forma 100% natural, sem um pingo de veneno e sem ter que comprar adubos caros.

As melancias são geralmente consumidas in natura, apenas refrigeradas. Da polpa se pode obter um delicioso suco, liquidificado ou centrifugado. Neste caso é interessante remover as sementes antes do processamento.

A casca da melancia e os frutos pequenos podem ser consumidos como legumes, fritos ou em conservas do tipo picles. Também se pode fazer deliciosas compotas ou geléias da casca.

Na China, as sementes são consumidas torradas e temperadas, da mesma forma que as sementes de girassol.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, bem leve, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado a cada dois dias pela tardinha. Multiplica-se facilmente por sementes postas a germinar no início da primavera (em regiões subtropicais) ou o ano todo (em regiões tropicais e equatoriais).

O plantio deve ser realizado diretamente no local definitivo, plantadas em covas largas e profundas, com pelo menos 30 cm de profundidade e adubadas anteriormente com boas fontes de nitrogênio, fósforo e potássio, como estercos curtidos (cerca de 500 gramas) ou adubos do tipo NPK granulado (cerca de 100 gramas).

Conheça as técnicas por trás de um jardim de vasos repleto de flores e plantas realmente saudáveis.

O espaçamento entre linhas e entre as plantas recomendado é de 2 metros. As sementes devem ser cobertas com 3 a 4 cm de terra.

O melancial não tolera umidade excessiva ou geadas e é bastante sensível às pragas, doenças e ervas daninhas que devem ser preferencialmente prevenidos ou combatidos no início da infestação/infecção. A colheita se inicia em cerca de 110 dias após o plantio.

A fruta madura muda de cor na parte que encosta no chão (de branca passa a amarelada) e apresenta som ôco ao bater, enquanto que a verde apresentará som metálico.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Melancia – Wikipédia, a enciclopédia livre

 Nota: Para outros significados, veja Melancia (desambiguação).

Melancia
Classificação científica
Nome binomial
Distribuição geográfica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Cucurbitales
Família: Cucurbitaceae
Género: Citrullus
Espécie: C. lanatus
Citrullus lanatus(Thunb.) Matsum. & Nakai

Melancia (Citrullus lanatus) é uma planta da família Cucurbitaceae e do seu fruto. Trata-se de uma trepadeira rastejante originária da África.

Origem

Originária das regiões secas tem um centro de diversificação secundário no sul da Ásia. A domesticação ocorreu na África Central, onde a melancia é cultivada há mais de 5000 anos.

No Egito e no oriente médio é cultivada há mais de 4000 anos.[1] Na China a cultura foi introduzida por volta do século X, na Europa por volta do século XIII e na América no século XVI.

[2] Foi trazida ao Brasil por negros de origem Banto e Sudanês no processo de escravidão.[3]

O termo arcaico do português para se referir à fruta é “balancia” ou “belancia”.[4]

Características

A planta é rasteira e anual com folhas triangulares e trilobuladas e flores pequenas e amareladas, gerando um fruto arredondado ou alongado, de polpa vermelha, suculenta e doce, com alto teor de água (cerca de 92%) e diâmetro variável entre 25 e 140 cm. A casca é verde e lustrosa, apresentando estrias escuras.

O número do cromossomo é 2n = 22.[5]

A maioria das variedades tem polpa vermelha, mas há também variedades verdes, laranjas, amarelas e brancas e espécies terrestres. As sementes variam em cor (preto, castanho, vermelho, verde, branco), forma e tamanho; as características podem ser usadas para identificar as variedades.

Valor nutricional

A composição das melancias varia naturalmente, dependendo tanto da variedade e das condições ambientais (solo, clima) como da técnica de cultivo (fertilização, pesticida).

Dados por porção comestível de 100 g:[6]

Componentes
Água 90,2 g
Proteínas 0,6 g
Gorduras 0,2 g
Carboidratos 8,3 g
Fibras 0,2 g
Minerais 0,4 g
Minerais
Sódio 1 mg
Potássio 115 mg
Magnésio 9 mg
Cálcio 7 mg
Manganês 35 µg
Ferro 225 µg
Cobre 30 µg
Zinco 85 µg
Fósforo 9 mg
Selênio traços
Vitaminas
Vitamina A 85 µg
Tiamina (vit. B1) 45 µg
Riboflavina (vit. B2) 50 µg
Niacina (vit. B3) 150 µg
Ácido pantotênico (vit. B5) 1600 µg
Vitamina B6 70 µg
Ácido fólico 5 µg
Vitamina C 6 mg

O valor energético é de 152 kJ (=36 kcal) por 100 g de porção comestível.

Produção mundial

País

Produção em 2018 (toneladas anuais)

 China 62.803.768
 Irão 4.113.711
 Turquia

Plantio de melancia: entenda todo o processo para essa cultura

A intenção de qualquer gestor agrícola é expandir sua produção, principalmente com produtos que tenham pouca oferta e bastante demanda. Entenda tudo sobre o processo de plantio de melancia e analise essa opção!

Um dos fatores para que a melancia tenha pouca oferta é que, para realizar a sua produção, é necessário um maior rigor técnico que a média.

Mas o que seria rigor técnico na agricultura? Explico: é o conjunto de informações referentes ao ambiente da lavoura, e que sejam relevantes para a produção de uma determinada mercadoria agrícola.

Alguns produtos agrícolas podem ser desenvolvidos com poucas informações sobre o solo (químicas e biológicas), ambientais e climáticas (quente, frio, úmido, seco), já outros, não. E esse é exatamente o caso do plantio de melancia.

O plantio de melancia é um processo um pouco mais complexo em comparação aos outros plantios de frutas. E, vendo essa complexidade, decidimos criar um artigo com as principais informações para o início de uma plantação de melancia.

Como plantar melancia?

Antes de mais nada, alguns critérios devem ser analisados para iniciar o plantio de melancia.

Conforme dito anteriormente, a melancia é uma fruta um pouco mais difícil de ser plantada adequadamente. Portanto, dividimos os critérios na ordem em que devem ser analisados e implementados para que você, produtor ou engenheiro agrônomo, possa executar um plantio de melancia eficaz na sua fazenda.

Época de plantio de melancia

Deve-se atentar, antes de tudo, para a época de plantio de melancia, pois trata-se de um dos fatores majoritários que podem impactar na sua lavoura.

Resumidamente, nas regiões de clima frio, o plantio de melancia pode ser feito entre outubro a fevereiro. Já nas regiões de clima ameno, pode ser feito entre agosto a março.

E nas regiões de clima quente, durante o ano todo.

Porém, neste último caso, deve-se levar em conta a importante ressalva de que o plantio deve ser realizado com o uso extenso da irrigação.

Clima

O clima é um fator importante. Podemos dizer que, para o plantio de melancia, o clima mais adequado é: sem chuvas intensas e que o clima esteja variando entre 18 ºC a 25 ºC. 

Regiões propícias para o plantio de melancia

As regiões de baixa altitude, em razão do clima propício (seco e quente) são as mais propícias para o plantio de melancia.

Inclusive, é possível manter a produção da fruta nessas regiões, mesmo quando em outras regiões não é possível a sua continuidade. Esse é um fato importante, já que são nessas situações que se estabelece uma alta demanda e uma baixa oferta, favorecendo os produtores que estão situados nas regiões de baixas altitudes.

Abelhas: perigo para o plantio de melancia

Você leu certo. As abelhas possuem papel fundamental no bom desenvolvimento do plantio de melancia. Isso pois elas realizam a polinização das pequenas flores amarelo-esverdeadas que nascem do caule da fruta. Portanto, é recomendado que o produtor instale de duas a três colmeias por hectare, próximas à lavoura.

Espaçamento do plantio de melancia

Definidos os fatores decisivos, como o solo, o clima e a região em que será iniciado o plantio, devemos definir o espaçamento para a semeadura.

O espaçamento pode variar entre 3m (entre as linhas) x 1m (entre as covas), 3m x 2m ou, ainda, 3m x 3m. 

Segundo a Embrapa, quanto maior o espaçamento para a semeadura de melancia, melhor. Isso melhora a ventilação da cultura, diminui a propagação de doenças e o ataque de pragas. Além de auxiliar nesses pontos, uma semeadura bem espaçada também facilita o trabalho das abelhas.

Abertura das covas 

Quanto mais bem feitas e adubadas forem as covas, melhor as melancias se desenvolverão. Cada cova, por sua vez, deverá possuir a profundidade de dois dedos (4 cm). 

Para fazer a semeadura, após ter cavado (de preferência com um enxadão), regue, ponha 4 sementes de melancia e tampe o buraco.

Irrigação 

A irrigação é um dos pilares para que sua lavoura dê certo.  Vale dizer, antes de qualquer coisa, que o excesso de água faz com que a melancia perca sua qualidade, deixando-a sem gosto. Portanto, para que sua produção seja eficaz, faça o seguinte: 

  • Da semeadura até a germinação, regue diariamente, mas com pouca água;
  • Da germinação até a frutificação, regue com menor frequência e utilize muita água; 
  • Da frutificação até a colheita, regue menos frequentemente ainda, mas agora, novamente, com pouca água;
  • Com os frutos quase maduros, cesse as regas. Entretanto, pode haver necessidade de irrigar em algum momento, para que as plantas não murchem.

A colheita 

Entre 80 a 110 dias após o plantio, a melancia estará pronta para ser colhida. Você irá perceber, também, que chegou a hora da colheita quando a terra embaixo dela estiver amarelada

Observação importante: ao colhê-la, deixe o talo na fruta para que ela não apodreça!

Tipos de melancia

Existem alguns tipos de melancias híbridas espalhadas pelo mundo. Por isso, reunimos aqui as 3 principais espécies. Leia sobre elas a seguir.

Melancia “sem sementes” 

A melancia se chama “sem sementes” mas, na verdade, as sementes existem. Entretanto,  são muito pouco desenvolvidas e perceptíveis. 

Essa espécie se originou no Japão, tendo nascido do cruzamento entre plantas de diferentes constituições genéticas. 

Vale dizer, também, que a produção desse tipo de melancia no Brasil ainda é pequena, mas está em expansão. Ela está sendo, então, aprimorada pela Embrapa.

Melancia de polpa amarela 

A melancia de polpa amarela, também conhecida como melancia japonesa ou kodama, é um tipo relativamente menor (seu peso varia de dois a quatro quilos). Elas têm como característica a polpa cor amarelo canário e possuem um sabor diferenciado. 

Melancia de polpa branca 

A melancia de polpa branca, ou melancia forrageira, foi introduzida no Brasil colônia e hoje já é bastante comercializada.

Esse tipo de melancia possui casca mais dura que as outras e sua polpa é consistente. Além disso, apresenta baixo teor de sacarose, o que a torna sem sabor.Gostou de saber sobre o processo de plantio de melancia e seus variados tipos? Que tal, então, dar uma olhada no nosso post sobre fertirrigação para desenvolver ainda mais a sua lavoura de melancia? Bom cultivo!

Peperômia melancia: tudo sobre essa linda folhagem!

Eu adoro as flores, mas confesso que tenho um fraco pelas folhagens coloridas e diferentes! Acho que elas enfeitam super a casa e criam ambientes surpreendentes!

A peperômia melancia não passa desapercebida não!

Sua linda folhagem é composta por folhas brilhantes, envernizadas, verde escuras com riscas de prateadas! As folhas tem forma de escudo, são ligeiramente côncavas e ficam dispostas em roseta densa a partir da base.

É uma planta herbácea, perene, que quase não tem caule e que atinge de 20 a 25cm de altura.

Floração

Suas flores são tão pequeninas e insignificantes, parecem rabinhos de gato, que nem chamam a atenção.

Brasileira!

E o melhor de tudo é que a peperômia melancia é brasileira! Sim, essa belezura é nativa do Brasil! Acho super importante a gente valorizar as nossas plantas nativas. O Brasil é um país que tem umas das maiores diversidades de flora do mundo! É tanto orgulho que sinto da nossa flora que parece que meu coração vai explodir!

Onde cultivar

A peperômia melancia fica linda cultivada em vasos, jardineiras ou plantadas em conjuntos em jardins.

Iluminação

Ela gosta de meia sombra. Se for cultivar dentro de casa, coloque-a próxima a uma janela que receba bastante luz para realçar as cores e manter a folhagem bem bonita e brilhante. Se for cultivá-la do lado de fora, ela pode receber o solzinho da manhã. Até no máximo às 10h. O sol forte do meio do dia irá queimá-la.

Substrato

O substrato deve ser rico em matéria orgânica e permeável. Veja aqui como fazer o substrato simples que é o mais indicado para ela.

Rega

O substrato deve ficar sempre úmido, mas não encharcado. Veja aqui como acertar na rega.

Clima

Ela gosta do calor dos trópicos e subtrópicos e não gosta de geadas.

Adubação

Você pode adubá-la com farinha de casca de ovo, borra de café e até com o café pronto. Desde que ele esteja frio e sem açúcar, né? O açúcar pode atrair formigas para a sua planta e não vai ser uma boa ideia.

Ah, o café pronto também pode ser usado num borrifador e borrifado sobre as folhas para deixa-las mais brilhantes! Sabia?

Veja aqui mais dicas e receitas de adubação para as plantas.

Multiplicação

Para multiplicá-la, divida a planta em qualquer época do ano e depois mantenha a muda nova em ambiente protegido

Sabia que existem outras peperômias?

Existem outras peperômias lindas, sabia? Vou deixar no final um vídeo que fiz sobre a peperômia pendente e outro sobre outras peperômias que também tem folhagens maravilhosas!

AAC

Lembre-se de que as plantas adoram AAC: atenção, amor e carinho! Esses são os maiores segredos do sucesso de cultivo de plantas! Converse com a sua planta. Diga o quanto você a ama e como ela é importante para você! Quem não gosta de atenção, amor e carinho? 

E aí? O que você já cultivou a peperômia melancia? Qual foi a sua experiência? Conta para mim nos comentários abaixo.

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: [email protected] e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! ????

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*