Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

Gostar de lidar com pessoas, entender de mecânica básica e ser um bom vendedor, são requisitos básicos para trabalhar em postos de gasolina.

O maior desafio em trabalhar em posto é saber lidar com as pessoas, você vai atender clientes de todos os perfis, desde o mais “bacana” até o menos amigável.

Saber lidar com os diferentes públicos dentro do posto é algo fundamental, você vai conviver diariamente com clientes, fornecedores, gerente e colegas de trabalho, ter um bom relacionamento interpessoal vai ser um diferencial no seu dia a dia. Tem pavio curto? Eu aconselho não trabalhar em postos de gasolina, paciência é algo que você terá que praticar constantemente.

Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

CONHECER O BÁSICO DE MECÂNICA DE AUTOMÓVEIS

Todo brasileiro é apaixonado por carros, e o profissional que ajuda a cuidar bem da sua paixão é considerado um amigo. Na pista de abastecimento você vai encontrar diversas situações com os carros dos clientes. Falta de óleo lubrificante, carro fervendo e barulhos estranhos vão ser rotina na sua jornada de trabalho.

Amigo frentista! É preciso conhecer o básico de mecânica de automóveis, e para te ajudar com esse assunto desenvolvemos um E-BOOK chamado MECÂNICA BÁSICA PARA FRENTISTAS. Tenho certeza que essa material vai te ajudar a compreender o básico de mecânica, CLIQUE AQUI e baixe seu e-book.

Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

Oriente o seu cliente para ficar atento a alguns sinais no carro, ajude-o a medir e avaliar se todos os itens estão nos níveis certos, verifique a calibragem de pneus, se está na hora de trocar o óleo e assim por diante.

Para garantir mais segurança e economia de combustível para o carro do cliente, oriente ele a manter a manutenção em dia do seu veículo, de atenção especial a grande paixão que ele tem, certamente ele vai te agradecer!

SER UM BOM VENDEDOR

  • A necessidade dos postos de combustíveis atualmente é ter profissionais preparados para atender um público cada vez mais exigente.
  • São outros tempos para a revenda de combustíveis, com a concorrência acirrada e margens cada vez mais baixas, os postos precisaram se reinventar.
  • Para ter um atendimento diferenciado e proporcionar uma experiência melhor para o cliente, os postos alteraram a forma de trabalho desse profissional, agora ele é um VENDEDOR DE PISTA.
  • Além do abastecimento, esse VENDEDOR promove a venda de produtos e serviços, ele atende a necessidade expressa do cliente, e o posto se tornou um local muito conveniente para as questões do dia a dia.
  • Quero te chamar atenção para esse assunto, é preciso compreender que somos profissionais de vendas e as oportunidades para vender no posto são muitas.

Então para você iniciar com o pé direito nessa profissão, comece com a mentalidade de VENDEDOR.

Não se limite apenas em abastecer os carros, além dos combustíveis você promoverá a venda de lubrificantes, aditivos, fluidos, palhetas, fazer novas adesões no programa de fidelidade, dar informações, vender a troca de óleo e demais serviços do posto.

 Sim! Vale muito a pena trabalhar em postos de gasolina, mas era uma vez o Frentista, agora somos profissionais de vendas e podemos ser muito bem remunerados por isso!

Em nosso canal do YOUTUBE tem um vídeo falando sobre esse assunto, CLIQUE AQUI e venha abastecer o seu conhecimento.

Um abraço.

5 dicas para contratar funcionários para postos de combustível

Um dos grandes desafios de um negócio é a contratação de funcionários qualificados. Isso também se aplica aos postos de combustível. A busca por profissionais responsáveis e comprometidos fazem toda a diferença quando o assunto é a prestação de serviços em um dos seus estabelecimentos.

Para que você consiga encontrar os funcionários que mais se encaixam no seu negócio reunimos 5 dicas para contratar funcionários para o seu posto de combustível. Acompanhe:

Tenha clareza sobre o que é preciso para a vaga

Você precisa ter em mente a definição exata sobre o que você precisa para a vaga que quer preencher.

Tente encontrar as respostas para as seguintes perguntas:

  1. Quais são as competências que um frentista ou outro tipo de funcionário precisa ter?
  2. Quais são as habilidades necessárias?
  3. Você pretende que ele já tenha uma experiência prévia em postos ou prefere treinar uma pessoa “do zero”?

As respostas irão ajudar a definir o tipo de profissional que você procura. Dessa forma e sabendo o perfil profissional que você procura se torna mais fácil formular as perguntas e saber se o candidato se enquadra no que você precisa.

Um procedimento simples como este, pode evitar que frustrações tanto por parte do dono quanto do futuro empregado venha a acontecer.

Deixe claro quais são as funções que o entrevistado irá desempenhar

É importante deixar muito claro, ainda no momento da entrevista, o que o futuro empregado terá de fazer e quais funções ele irá desempenhar.

Você também deve deixar claro quais são as expectativas mais subjetivas que você tem em relação a ele, como a pontualidade, a iniciativa ou a capacidade de liderança.

Vale, ainda, explicar o que se espera do potencial funcionário. Isso dará a ele a chance de desistir da vaga caso não se encaixe, evitando uma necessidade futura de ter que realizar novo processo seletivo a curto prazo.

Conheça as expectativas do entrevistado

Assim como você descreveu o que espera, é importante saber quais são as expectativas do entrevistado para o cargo.

  1. O que é para ele trabalhar em um posto de combustível?
  2. No caso de um frentista, o que ele espera do dia a dia com os clientes?
  3. Quais são suas expectativas salariais?

As respostas dão a possibilidade de escolher um candidato que tenha expectativas parecidas com as necessidades da vaga.

Dica: Ouça-o e não hesite em fazer perguntas caso esteja confuso em algum ponto sobre o que ele falou. O importante é entender exatamente qual é o perfil do entrevistado.

Evite perguntas muito fechadas ou muito abertas

As perguntas deverão ter sempre o mesmo objetivo que é o de selecionar um candidato que tenha o perfil o mais próximo do que você precisa. Para isso, evite realizar perguntas que sejam muito abertas, ou seja, fáceis de serem respondidas e que possam fazer o entrevistado se perder.

Questões como “Quais são suas principais qualidades?” ou “Quais pontos você acha que pode melhorar?” são convites para respostas longas e que não servirão para os seus propósitos.

Da mesma maneira, evite perguntas que possam ter como resposta simplesmente um “sim” ou um “não”.

Saiba quais são os objetivos do entrevistado

  • Saber os objetivos de médio e longo prazo do candidato ajudam a avaliar se eles estão em consonância com o seu projeto.
  • Um entrevistado que esteja buscando uma vaga de frentista, mas que está no final de uma faculdade de Administração, por exemplo, pode ser uma ótima escolha se você busca um gerente a longo prazo.
  • Uma forma boa de saber quais são os objetivos do candidato é perguntar o que ele imagina estar fazendo daqui a 5 e daqui a 10 anos.

É muito importante, antes de tomar qualquer decisão, saber o que você espera do funcionário e guiar as suas perguntas na entrevista a partir daí.

Conhecer as expectativas e objetivos do profissional, assim como deixar claro quais são os seus, também é fundamental.

Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

Os 10 Direitos de um frentista de Posto de Combustível

Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

Você sabe quais são os direitos de um frentista? 

Se os riscos de permanecer em um posto de gasolina por minutos é notório,  já parou para pensar no tempo que o frentista passa em horário de trabalho no posto de combustível?

Leia também:  Como Evitar Que O Bebe Se Engasgar Dormindo?

O trabalho do frentista é excepcional para a empresa de posto de combustível. Ele precisa ser rápido, inteligente, cuidadoso, observador e bom em fazer cálculos de cabeça, a final, é ele quem lhe oferecerá o troco do seu dinheiro. 

Torna-se essencial que as empresas se conscientizem dos direitos dos seus funcionários a fim de mantê-los protegidos e motivados. 

Por isso, separamos 10 direitos dos frentistas para que a sua empresa não deixe de manter os direitos e deveres dos funcionários em dia.  Vamos conferir? 

Alguns postos possuem dois modelos de premiação: o fixo e o variável. O fixo, geralmente, é um valor a ser pago a toda a equipe ou um grupo pelo atingimento de uma determinada meta, que costuma ser anual. Isto é, a meta funciona como gatilho: se for alcançada, todos os funcionários de uma determinada equipe ou até toda a empresa vão receber o valor estabelecido.

Esse é quase o mesmo modelo que orienta o programa de participação de resultados de algumas empresas. Ele tem como vantagem estabelecer metas mais coletivas e, por isso mesmo, reforça o sentimento de equipe. Além disso, facilita a gestão do pagamento, que só vai acontecer uma vez por ano e será igual para todos.

Já a remuneração variável, o gestor do posto define uma cesta de produtos, geralmente aqueles que, pelo preço, por precisar de divulgação, por estar próximo a vencimento ou com pouca saída. A ideia é que, cada vez que “vendam” um desses produtos, os frentistas recebam uma porcentagem do valor.

Nesse caso, o pagamento da comissão pode ser mensal ou semanal, depende da gestão do caixa, e o reforço acaba sendo mais no resultado individual, estabelecendo uma saudável concorrência entre os frentistas.

Há empresas que usam modelos híbridos, que combinam metas pessoais e coletivas, buscando o equilíbrio entre o incentivo ao trabalho em equipe, sem, no entanto, deixar de reconhecer a performance individual.

Tudo deverá iniciar pelos pagamentos obrigatórios, isto é, o valor mínimo que você deve pagar a um frentista para exercer essa função. É a partir dessa referência que você vai definir o salário-base, seu ponto de partida para calcular os outros benefícios. Os pisos são regulados em função dos acordos feitos pelos sindicatos de cada estado.

Para conhecer o piso do seu estado, veja qual é o sindicato que congrega os frentistas na sua região e verifique se as tabelas estão disponíveis no site ou se podem ser obtidas via e-mail.

Uma característica que não tem a ver com salário, mas que vale a pena citar, é que, em alguns estados, os acordos coletivos negociados entre os sindicatos e os empregadores estipulam que o prazo máximo de contrato de experiência seja de 60 dias. Por isso, nesses lugares, são considerados irregulares os contratos que seguem o padrão de mercado de experiência de 90 dias. Verifique se é o caso do seu estado.

Quem gerencia postos de combustíveis precisa estar por dentro das normas e procedimentos de fiscalização trabalhista.  

Os adicionais são complementos à remuneração do frentista pagos em determinadas ocasiões. Eles também são obrigatórios e devem ser levados em consideração na hora de calcular o salário dos seus funcionários.

Se o seu objetivo é ter, como na maioria dos postos, funcionários acumulando, de forma permanente, os papéis de frentista e de caixa, é importante saber que, como no caso do contrato de experiência, há acordos coletivos que preveem um pagamento de 20% do salário-base para quem trabalha dessa forma. Novamente, verifique no sindicato se esse é o caso do estado onde você mora.

Funcionários que trabalham das 22h até às 5h da manhã, devem receber um adicional de 25% nas horas trabalhadas. A maioria dos postos tem praticado pagar o mesmo salário para frentistas que trabalham de dia e os que trabalham de noite. A diferença em favor desses últimos é justamente o adicional noturno.

A insalubridade e a periculosidade são dois adicionais que o frentista pode receber por seu trabalho.

Em primeiro lugar, vamos esclarecer os conceitos. Insalubre é a atividade que coloca a saúde do trabalhador em risco devido à exposição a fatores químicos, físicos ou biológicos. No caso de postos, há contato com combustíveis, além de óleos e lubrificantes. Os produtos de limpeza usados para lavar carros também podem ser considerados insalubres.

A periculosidade, por outro lado, se caracteriza por colocar em risco a integridade física ou mesmo a vida do empregado. Se aplicarmos à rotina dos postos, pode-se dizer que o risco de explosão é o maior deles. Mais recentemente, começou a se falar na rotina de assalto à mão armada também como um fator de periculosidade.

Segundo o Tribunal Superior do Trabalho (TST), todo empregado que opera bombas de combustíveis faz jus a adicional de periculosidade, assim como aposentadoria especial após 25 anos de serviço.

O adicional de periculosidade é sempre calculado sobre o salário-base da categoria dos frentistas, com a alíquota fixa de 30%. Já o cálculo da insalubridade, leva em conta o valor do salário mínimo e pode variar de acordo com o nível de exposição em taxas de 10%, 20%, 30% ou 40%.

Há um entendimento de que o fornecimento e o uso de equipamentos de proteção adequados podem eliminar a insalubridade e, portanto, o direito de recebê-la. A periculosidade, porém, não pode ser anulada por nenhum tipo de equipamento ou prática.

Clique aqui e saiba como investir em segurança no seu posto. 

Os benefícios não são pagos necessariamente em dinheiro. No caso dos benefícios obrigatórios, trata-se de vantagens que a empresa dá a seus funcionários em cumprimento aos acordos coletivos firmados com os sindicatos da categoria ou por determinação da legislação trabalhista, como o auxílio-refeição, a cesta básica e o seguro de vida em grupo.

O pagamento de auxílio refeição vai de acordo com o estado e também é definido em convenção coletiva junto aos sindicatos.

Outro benefício obrigatório é a cesta básica. Nesse caso, é determinado que os empregados recebam todos os meses um kit contendo, pelo menos, quinze produtos, em um total que seja igual ou superior a 27 quilos de alimentos.

 10. Seguro de Vida

As empresas devem fazer para seus empregados seguros de vida em grupo, prevendo remuneração em caso de morte natural, acidental ou invalidez total permanente por acidente, além de auxílio-funeral.

O valor mínimo das restituições depende dos termos fixados no acordo coletivo da categoria e deve ser consultada antes de fechar o contrato do seguro.

Agora que já conhece todos os direitos do frentista é hora de praticar em seu posto de combustível ou compartilhar com o seu gestor. Deixe um comentário do que achou e assine nossa Newsletter para receber conteúdos como este.

Fonte: ClubPetro

Frentista: atribuições e o mercado de trabalho

Segundo a Catho, a profissão de frentista apresenta salário médio de R$ 1.105,74.  

Mas, afinal, o que esse profissional precisa saber para desempenhar seu papel no estabelecimento? Qual o salário desse profissional? Existem cursos de capacitação para quem quer conseguir uma vaga como frentista ou deseja se aperfeiçoar? 

Leia também:  Como E Que Se Faz Sexo?

Como Se Chama A Pessoa Que Trabalha No Posto De Gasolina?

Com certeza, este cargo é fundamental para todo posto de gasolina. Os frentistas são responsáveis por zelar pelo cumprimento das regras de segurança no local, como aquelas que proíbem que as pessoas usem celular ou fumem.

Por essa razão, contribuem para o bom funcionamento do local e cuidado com o veículo dos clientes. Por exemplo: melhorando a visibilidade do motorista ao limpar o para-brisa, segurança de motoristas, passageiros e pedestres.

É comum que frentistas sejam promovidos para caixas e gerência. Vale à pena, não acha?

Não só é vantajoso, como também não exige tanta escolaridade, mas ter capacitação para assumir a função pode ser um grande diferencial. Porém, isso você pode adquirir facilmente em curto espaço de tempo.

Atribuições do frentista

O frentista – CBO 5211-35 – atua em estabelecimentos comerciais, nos postos de combustível presentes em cidades e estradas. São atividades comuns:

  • Atender os clientes desses estabelecimentos.
  • Abastecer veículos.
  • Limpar os veículos e realizar tarefas relacionadas à manutenção deles.
  • Calibrar pneus, conferir o óleo e trocá-lo.
  • Verificar a água no radiador.
  • Recolher o pagamento e fornecer o troco aos clientes.
  • Limpar para-brisas de carros. Em muitos postos, é realizada como cortesia com a permissão do cliente, independentemente do serviço que ele tenha adquirido.
  • Zelar pela limpeza do local.
  • Atender aos regulamentos que determinam o que deve ser feito com os resíduos produzidos pela atividade do posto.
  • Realizar corretamente o armazenamento dos materiais utilizados no local e respeitar os regulamentos ambientais. 

Além disso, os frentistas devem
conhecer bem os serviços e os produtos que o posto em que trabalham
disponibiliza.

No entanto, as atribuições podem mudar de uma empresa para a outra, mas são tarefas similares a essas que o frentista realizará. Gostou?

Posto de abastecimento – Wikipédia, a enciclopédia livre

Posto de abastecimento

Posto de abastecimento em Macau (China).

Tipo

Instalação (d), estrutura arquitetónica (en)

editar – editar código-fonte – editar Wikidata

Um posto de abastecimento, posto de serviços, posto de combustível ou posto de gasolina (também conhecido em Portugal como bomba de gasolina ou gasolineira) é uma instalação que vende combustível e lubrificantes para veículos a motor. Os tipos mais comuns de combustível vendidos são gasolina ou diesel (gasóleo).

Alguns postos (no Brasil, inclusive), fornecem combustíveis alternativos tais como etanol (álcool combustível), butano (GLP), gás natural e biodiesel. Outros oferecem hidrogênio e querosene. Veículo elétricos carregam suas baterias em “eletropostos” (estações de carga).

Em fins do século XIX e início do século XX, quando os automóveis ainda eram veículos raros (e caros), alguns modelos (como o Decauville Voiturelle, produzido entre 1897 e 1901) chegaram a utilizar benzina como combustível (existindo, também, automóveis movidos a vapor);[1] pela inexistência de postos de abastecimento nesta época, a benzina era comprada em farmácias.[2] Resquícios desse período ainda persistem na nomenclatura dos postos de abastecimento em alguns países europeus: bensinstation em sueco, benzinestation em neerlandês etc.

Em épocas mais recentes, postos de abastecimento também começaram a acrescentar lojas de conveniência, serviços de troca de óleo e lavagem de carro ao seu negócio principal, para diversificar a receita e atrair novos consumidores.

  • Moderno posto de abastecimento Preem em Karlskrona, Suécia.

  • Um posto Ampol na Austrália, em fins dos anos 1940.

  • Bomba de gasolina.

  • Automóveis elétricos carregando suas baterias num eletroposto.

Ver também

  • Biodiesel
  • Etanol
  • Galp
  • Gasogênio
  • Gasóleo
  • Gasolina
  • Hidrogênio
  • OPEP
  • Petrobrás
  • Petróleo
  • Posto pirata

Referências

  1. ↑ Eschner, Kat (26 de janeiro de 2017). «Why Did People Think Steam-Powered Cars Were a Good Idea?». Smithsonian (em inglês). Consultado em 18 de novembro de 2019 
  2. ↑ «Museu Histórico Nacional (Brasil)-Do móvel ao automóvel: Transitando pela História». Consultado em 16 de novembro de 2006. Arquivado do original em 22 de março de 2008 

Ligações externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Posto de abastecimento

  • «Mais Gasolina – Lista de postos de abastecimento de Portugal» 
  • «Gasoline Signs» (em inglês). — Placas e símbolos de postos de gasolina nos Estados Unidos 
  • «- Petrobrás – Produtos e Serviços» 
  • «Portal Petrobrás Distribuidora» 
  • «BP Portugal» 

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Posto_de_abastecimento&oldid=56760063”

Como se chama a pessoa que trabalha em posto de gasolina???

porque o jongo é uma manifestação cultural que ilustra as raízes culturais africanas do brasil?​

quais as diferenças que você identifica nestas duas doutrinas? ​

01- “O RENASCIMENTO CULTURAL, surgido na Península Itálica no século XIV, se espalhou por toda a Europa com a intenção de inovar as técnicas relaciona

das à arte, cultura, literatura e ciências.

Seu maior desafio foi provocar uma mudança no pensamento e na produção cultural medievais, tirando de cena o papel exclusivo dado à Igreja.

” De acordo com o texto e com as informações sobre o Renascimento Cultural, assinale a alternativa correta:
a) Todo tipo de atividade ligada à arte era financiada pelo clero católico;
b) A cultura renascentista priorizava o direito coletivo sobre o direito individual;
c) O antropocentrismo, teoria na qual se insere o homem (suas vontades, sentimentos, direitos, etc.) como sendo o centro do Universo, foi amplamente difundida através da arte, ciência, literatura durante a Idade Moderna;
d) Durante a Idade Moderna, a ciência foi menosprezada e deu-se importância a costumes e hábitos da Idade Média.

“A articulação conceitual específica entre liberalismo, individualismo e filosofia da história só é plenamente compreensível se situada no projeto de

emancipação humana conduzido pelo Iluminismo do século XVIII – os três conceitos somente são plenamente compreensíveis em suas relações recíprocas.

Liberalismo, no sentido sintetizado pela clássica expressão “laissez faire, laissez passer” de origem fisiocrata, não se reporta apenas e imediatamente ao mercado, mas tem em conta uma luta política contra o absolutismo.

Esse liberalismo é correlato a um individualismo muito específico, obtido a partir do confronto entre impulsos egoístas e impulsos “sociais” ou “sociáveis”, por assim dizer.

É dessa tensão extremamente sensível que emerge o mercado liberal – e a questão da desigualdade, preço a ser pago pelo desenvolvimento e pela liberdade econômica e política, tem então de ser remetida ao futuro, à utopia do progresso humano garantida pela filosofia da história.

O problema posto pela desigualdade não se pode resolver no presente, para cada indivíduo isolado, mas reporta-se ao gênero humano. Marque as alternativas que se relacionam com o Iluminismo e Liberalismo presentes no texto:TeocentrismoLiberdadeIntervenção do Estado nas atividades comerciaisLuta contra o Antigo Regime (Absolutismo e a concentração de poderes nas mãos do monarca)IndividualismoMercantilismo​

Os Bandeirantes foram benéficos ou não para a formação do nosso território brasileiro?​

a quem o que os europeus estavam se referindo quando falavam o mar desconhecido​

por que tombuctu,capital do império do Mali, foi uma das cidades mais importantes do mundo durante a idade média e até hoje tem enorme significação Cu

ltural?​

Eu quero um resumo sobre os biomas brasileiros por favor, quem ajudar dou 5 estrelas, 1 coraçãozinho e melhor resposta e vou no perfil e agradeço.

Quais os fatores positivos de existir uma população miscigenada?​

Porque os povos pré-colombianos são chamados assim ?a) viviam na Colômbia.b) viu na América antes da chegada de Cristóvão Colombo.c) viviam na Europa.

d) Por que são originárias da Ásia.​

Leia também:  Como Saber Quem Viu Meu Instagram?

Deveres dos frentistas:: quais são?

No texto de hoje vamos mostrar quais são os Deveres dos Frentistas e outras informações sobre a função. Podem haver regras internas e próprias de cada posto, mas deve-se seguir à risca aquilo que que a lei determina.

Leia também: Direitos dos Frentistas

O que faz um frentista?

  • Frentistas exercem diversas funções, como abastecimento, limpeza e manutenção dos veículos.
  • Leia também: 6 dicas para montar um Lava a Jato no Posto
  • Entre as diversas atividades que um frentista pode fazer, estão:
  • Abastecer diversas categorias de veículos, como carros, motos, ônibus, caminhões etc.
  • Limpar o para-brisa dos veículos.
  • Lavagem de veículos.
  • Revisão de óleo e filtros.
  • Troca de óleo.
  • Conferência de água do radiador.
  • Calibragem de pneus.

Além dessas funções habituais, o frentista também pode trabalhar como caixa, por exemplo.

Quais são os requisitos e regras necessários para o trabalho de frentista?

Jornada de trabalho

44 horas semanais, com descanso semanal e acontecer por escala de revezamento.

Quais são os deveres dos frentistas?

Além do bom atendimento e conhecimento sobre os produtos comercializados no posto, os frentistas também têm alguns deveres, como:

Lavagem dos para-brisas e janelas dos veículos

Independente de qual seja o serviço ou produto que um motorista deseja, uma excelente ideia é oferecê-lo a lavagem do para-brisas, das janelas e dos faróis. Essa prática tem o objetivo de melhorar significativamente o aspecto físico, a segurança e visibilidade do motorista.

Leia também: 11 passos para um bom atendimento em seu Posto

Uso de equipamentos de segurança

O trabalho dentro de um posto de combustíveis não é muito complexo, mas requer uma dose considerável de cuidado e atenção, já que oferece um certo grau de riscos.

O frentista deve, obrigatoriamente, usar os Equipamentos de Proteção Individual, EPI´s apropriados, conforme a Portaria 1.109 do Ministério do Trabalho e Emprego, mais conhecida como Portaria do Benzeno.

  Deve conhecer o LTCAT (Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho), PCMSO (Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional) e PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), em especial o capítulo sobre as atividades, os riscos e os equipamentos de proteção individual (epi´s), bem como os de uso coletivo a serem utilizados em cada atividade.

Esses equipamentos são:

  • Boné.
  • Capacete.
  • Calça e bata ou ainda um macacão.
  • Coletes de sinalização.
  • Luvas químicas.
  • Luvas de borracha vinílica.
  • Óculos de proteção.
  • Sapato ou bota, para fins de proteção. Esse sapato deve ser confeccionado com material em couro, solado antiderrapante e um bico de proteção de metal.

Leia também: EPC e EPI para Postos de Combustíveis

Limpeza do local de trabalho

Uma atividade indispensável para as atividades do posto é a limpeza!

Além de permitir que o sistema de contenção de derrames, coleta de água e resíduos oleosos funcionem adequadamente, a caixa separadora de água e óleo, os sumps das bombas e filtros e os spill containers das tomadas de descarga de combustíveis devem estar sempre limpos e em condições de uso, sem comprometer a segurança de todo o estabelecimento.

Sendo assim, o frentista deve manter o local de trabalho sempre limpo, além de guardar e organizar os equipamentos nos locais previamente estabelecidos. Além disso, os resíduos precisam ser tratados em consonância com as leis e normas ambientais em vigor.

Ele deve armazenar com bastante cautela, conservar apropriadamente e limpar todos os materiais, equipamentos, ferramentas, instrumentos e a área de trabalho.

Enchimento e calibragem dos pneus

Outro dever do frentista é oferecer e efetuar o enchimento e a calibragem dos pneus, quando autorizado ou solicitado pelo cliente. Para isso, ele deve se valer de uma bomba de ar e do barômetro, a fim de proporcionar aos pneus a pressão demandada para o tipo de carro em específico, a quantidade de carga ou ainda as condições da estrada.

Zelar pela segurança do posto e das pessoas

O frentista também fica encarregado de aplicar todas as normas de segurança possíveis na realização das tarefas. Ele deve impedir o ato de fumar no local, solicitar o desembarque dos motociclistas no momento do abastecimento e uso de extintores de incêndio, quando necessários.

Quer algumas dicas de como realizar um excelente atendimento no seu posto?

Como escolher o funcionário para cada setor do seu posto

  • Contratar profissionais especializados para trabalhar em postos de combustível pode ser um dos maiores desafios para os gestores responsáveis, tanto que o tema já foi trabalhado nesse artigo do blog.
  • Para preencher a demanda, que é diferente em cada um dos setores do posto, com o funcionário mais adequado para a vaga, é necessário entender os requisitos necessários para cada função e priorizá-los durante o processo seletivo.
  • Se você quer saber como contratar funcionários para cada setor, leia nossas dicas a seguir:

Gerente

Escolher um bom gerente é uma das mais difíceis e essenciais tarefas para quem está a frente de um posto de combustível. Além de ser um dos principais responsáveis pela administração do negócio, ele é fundamental para estabelecer relações com os colaboradores, clientes e fornecedores.

Prestar suporte ao proprietário, supervisionar o posto e a loja de conveniência, realizar o fechamento de caixas e o controle das finanças são algumas das atividades que o gerente pode exercer e que você pode acompanhar aqui.

Frentista

O frentista geralmente é o primeiro contato do cliente com a empresa. Ele é o responsável pelo abastecimento dos tanques de combustível, pela verificação de fluídos dos veículos, como óleo de freio e nível de água, pela realização da cobrança dos serviços e do combustível e também pode comercializar produtos de interesse do consumidor.

Para contratar um bom funcionário dessa área é importante considerar sua aptidão para atendimento ao público e para exercer essas funções, deixando claro suas responsabilidades na empresa.

Lubrificador

  1. Além de lubrificar máquinas e equipamentos, o lubrificador também realiza ações preventivas e seleciona os materiais de limpeza necessários para seu trabalho.

  2. Sendo assim, vale a pena contratar funcionários experientes nessa função ou que possuam algum tipo de conhecimento prévio, como curso técnico em lubrificação ou mecânica, por exemplo.

  3. Vale destacar que os candidatos mais aptos para esse cargo são aqueles mais atentos aos cuidados, bom atendimento e organização no ambiente de trabalho.

Atendente de lojas de conveniência

As lojas de conveniência dos postos de combustível podem ser um diferencial e tanto para esses estabelecimentos. Um bom atendimento e comunicação com o público são fundamentais para ocupar essa vaga, já que isso facilita a fidelização e a satisfação do cliente que são tão buscados atualmente pelas empresas.

Além disso, um atendente deve organizar produtos, realizar pedidos, controlar a entrada e a saída de mercadorias e operar o caixa. Em alguns casos, um atendente que também tenha familiaridade com fluxo de caixa pode ajudar a tornar a gestão mais fácil.

Durante o processo seletivo para cada uma dessas funções, você deve deixar claro ao candidato a área de atuação e os requisitos dessas vagas.

Também é importante conhecer os objetivos de cada profissional com relação à empresa e avaliar as competências dele para assumir o cargo.

Ao considerar as demandas gerais do estabelecimento e a importância de cada colaborador dentro da empresa, as chances de você encontrar o profissional ideal para os setores do seu posto podem aumentar.

Agora está mais fácil contratar funcionários para cada setor do seu posto? Confira também como administrar um posto de  combustível com sucesso!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*