Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

A Legislação de Trânsito no Brasil indica ser proibido trafegar com automóveis que não estejam em plenas condições ao uso, o que engloba os instrumentos de medição do carro.

Necessário manter todos indicadores em perfeito estado para conhecer as necessidades dos veículos. Existem diversos riscos ao deixar de lado tal manutenção, como trafegar sem saber quanto existe de gasolina no tanque, por exemplo.

Conheça os 10 principais instrumentos de medição do carro conforme INMETRO!

1 # Amperímetro

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Sem este acessório é impossível saber se existe corrente contínua no circuito elétrico. Em termos populares, serve para saber quando os recursos movidos a eletricidade no carro funcionam de forma adequada, como injeção eletrônica, vidros, centrais multimídias, entre outros.

Amperímetro representa o principal indicador da bateria, demonstrando quando carrega ou descarrega, por este motivo está em destaque na lista dos principais instrumentos de medição do carro. Serve inclusive para analisar equipamentos pesados que consomem quantidade excessiva da energia.

2 # Conta-Giros

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Sem conta-giros os motoristas não conseguem compreender ao certo as rotações por minuto. As grandes novidades do mercado estão nos formatos digitais, ao contrário dos medidores antigos e analógicos.

Ao adquirir conta-gírio, um dos importantes instrumentos de medição do carro, fique atento ao modelo para saber se é ajustável no seu veículo. Existem produções com aplicação universal, uteis a quem busca facilidade para instalar.

3 # HALLMETER

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Outro dos instrumentos de medição considerado destaque está no HALLMETTER, desenvolvido para medir e administrar com maior controle a quantia da gasolina envidada para cada explosão dos cilindros.

Especialistas indicam que poupar combustível nas aceleradas é parte importante na vida de quem quer economizar. Ao conseguir ministrar melhor este aspecto existe reforço contra o desgaste prematuro do motor.

4 # Indicador de Combustível

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Entre os instrumentos de medição do carro há medidores específicos que demonstram quanto existe no nível da gasolina. Conheça dicas para poupar combustível ao clicar no link.

Nos dias de hoje é preferível comprar indicadores de combustível que conseguem se adaptar aos diferentes modelos, produtos universalizados.

Fique atento ao sistema de boia, que precisa também se adequar aos padrões originais dos veículos.

Ao usar este indicador é possível melhorar inclusive a aparência interna do carro. Investindo em estruturas com tonalidade prata surge aquele adicional requentado e moderno no painel, aguçando a personalidade e o alto nível singular no design interior.

A iluminação translucida também ajuda no sentido de tornar visual interior forte, onipresente. Quando seu carro está ligado as luzes trazem espécie de brilho radiante, capaz de acordar os passageiros.

5 # Manômetro de Ar

  • Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?
  • Este produto vendido com exclusividade na Tuning Parts traz escalas que facilitam controle do ar presente no sistema de motorização.
  • Como se sabe, ao motor obter maior desempenho é preciso existir entrada de ar em quantidade ideal, e este pode ser o acessório certo a facilitar sua administração para estar sempre com excelente motorização.

O interessante é que a tecnologia deste acessório permite existir extrema facilidade a instalar. Para configurar basta apertar o botão, ou seja, proprietários não precisam se preocupar com mangueiras, fluídos, ou outros elementos perigosos.

6 # Pirômetro

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

De repente seu carro para de funcionar, problema no motor. Não pire ao investigar antes de consultar o pirômetro, instrumento capaz de medir irradiação térmica da motorização, ou seja, demonstra quando a estrutura está quente ou fria, facilitando para motorista saber qual momento correto de fazer contato sem se queimar.

7 # Sinaleira

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Item indispensável em qualquer automóvel. Responsável por demonstrar ao condutor que a seta, instrumento acionável antes de viradas ou paradas, está acionada.

Sinaleiras vendidas na Tuning Parts funcionam como coração do painel. Isto porque neste acessório existem diversas funções, tais como: Nível de óleo, bateria, alerta luz alta, setas e bateria. No link há maiores informações do produto.

8 # Termômetro de Água

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Imagine a cena! Depois de fazer longa viagem o motorista resolve parar para descansar. Durante o repouso deseja averiguar o nível de água. Mas, ao abrir a parte do radiador, surgem explosões que podem queimar de forma séria a pele humana, por causa da alta temperatura na água.

Por este motivo que sempre ao verificar o radiador é importante saber qual temperatura da água, o que pode ser feito graça a este termômetro.

9 # Velocímetro

  1. Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?
  2. Apesar da grande importância que existe neste acessório, ainda há motoristas com a coragem de trafegar sem velocímetro, responsável por registrar velocidade do carro.
  3. Condutores que não se preocupam em manter manutenção em dia correm sérios riscos de multa, em principal nos dias de hoje, aos quais parece existir um radar em cada esquina.

10 # Voltímetro

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Voltímetro serve para medir tensões elétricas do veículo. Normalmente neste produto está incluso o chicote, item de suma importância para acionar partidas. As exibições podem ser transmitidas com ponteiros móveis ou mostradores digitais.

Acesse o site da Tuning Parts e adquira instrumentos de medição do carro com 5% de desconto na compra à vista.

Fonte: Inmetro.gov.br

Aula 06: Duas rodas; a regulamentação

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Objetivos de segurança rodoviária

Conscientizar-se de que ciclomotor e motoneta devem obedecer às mesmas regras de tráfego que as motocicletas.

Assimilar e cumprir estas regras.

Objetivos pedagógicos

  • Familiarizar-se com o uso de siglas.
  • Identificar a linguagem de documentos e resoluções oficiais.
  • Utilizar o registro linguístico de legislações.

O que o aluno deve saber

As regras que devem ser obedecidas ao usar uma motocicleta.

A similaridade entre estas regras e as do uso do ciclomotor e da motoneta.

Sumário

  1. 1. Regulamentação
  2. 2. As infrações
  3. 3. Como dirigir com segurança

1. Regulamentação

  • a) Categorias de motos
  • De acordo com o CTB, Anexo I:
  • · Motocicleta: veículo automotor de duas rodas, com ou sem side-car, dirigido por condutor em posição montada.

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

  1. · Motoneta: veículo automotor de duas rodas, dirigido por condutor em posição sentada.
  2. [1] Diário do Nordeste, Fortaleza, 11/06/2008
  3. [2] Ver exercício N°1 da 2ª serie de exercícios.

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

· Ciclomotor: veículo de 2 ou 3 rodas, provido de motor a combustão interna, cuja cilindrada não exceda a 50 centímetros cúbicos e cuja velocidade máxima de fabricação não exceda a cinquenta quilômetros por hora.

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

b) Emplacamento:

(extrato da resolução 231/2007 do CONTRAN)

Art. 6º. Os veículos de duas ou três rodas do tipo motocicleta, motoneta, ciclomotor e triciclo ficam obrigados a utilizar placa traseira de identificação com película refletiva conforme especificado no Anexo desta Resolução.

c) Documentação

(extrato da resolução 205/2006 do CONTRAN)

Art. 1º. Os documentos de porte obrigatório do condutor do veículo são:

  • I – Autorização para Conduzir Ciclomotor – ACC, Permissão para Dirigir ou Carteira Nacional de Habilitação – CNH, no original;
  • II – Certificado de Registro e Licenciamento Anual – CRLV, no original;
  • Notas:
  • § CNH Categoria A
  • § Excepcionalmente, para o ciclomotor, a CNH pode ser substituída pela Autorização para Conduzir Ciclomotor, que deverá ser concedida mediante as seguintes condições:
  • I – Ser o condutor maior de 18 anos;
  • II – Ser o ciclomotor licenciado pelo órgão de trânsito com jurisdição sobre o município de domicílio ou de residência de seu proprietário;
  • III – Ser proibida a sua circulação em rodovias.
  • Seguro DPVAT
  • O seguro DPVAT é obrigatório para todas as categorias de motos, inclusive o ciclomotor e custa o mesmo preço para todas:R$ 255 em 2008.

O seguro DPVAT reembolsa despesas com eventuais acidentes ocorridos dentro do território nacional envolvendo veículo automotor, observados os limites de valores. Ele garante indenizações em caso de morte e invalidez permanente e o reembolso de despesas médicas e hospitalares, devidamente comprovadas.

  1. d) Equipamentos dos usuários
  2. Capacete
  3. (extrato da resolução 203/2006 do CONTRAN)

Art. 1º. É obrigatório, para circular na vias públicas, o uso de capacete pelo condutor e passageiro de motocicleta, motoneta, ciclomotor, triciclo motorizado e quadriciclo motorizado.

  • Nota : Na fabricação dos capacetes de segurança devem ser observadas as prescrições constantes das Normas Brasileiras: NBR 7471; NBR 7472 e NBR 7473.
  • Viseira ou óculos de proteção
  • (extrato da resolução 203/2006 do CONTRAN)
Leia também:  Como Saber Quem Me Ligou Vodafone?

Art. 3º O condutor e o passageiro de motocicleta, motoneta, ciclomotor, triciclo motorizado e quadriciclo motorizado, para circular na via pública, deverão utilizar capacete com viseira, ou na ausência desta, óculos de proteção.

  1. § 1º Entende-se por óculos de proteção, aquele que permite ao usuário a utilização simultânea de óculos corretivos ou de sol.
  2. § 2º Fica proibido o uso de óculos de sol, óculos corretivos ou de segurança do trabalho (EPI) de forma singular, em substituição aos óculos de proteção de que trata este artigo.
  3. Vestuário de proteção
  4. Uma queda de moto pode não ter consequência se a pessoa estiver corretamente protegida e virar pesadelo em caso contrário. Os equipamentos de proteção absolutamente necessários são:
  5. Jaquetas e calças: muitos acham que apenas colocando uma calça e jaqueta de couro simples ou até mesmo jeans, estarão bem protegidos, mas a realidade não é esta, o couro ou jeans podem proteger contra alguns ralados, mas não protegem do impacto em uma queda.
  6. BotasLuvas: sempre que se cai de uma moto, o primeiro impulso é se proteger com as mãos.

Evitar certos materiais do tipo “nylon”, que podem, em caso de queda, causar queimaduras graves. Couros e tecidos espessos são os melhores protetores.

Equipamentos obrigatórios dos veículos

(exigidos pela Resolução 14/1998 do CONTRAN)

1. Espelhos retrovisores em ambos os lados.

2. Farol dianteiro, de cor branca ou amarela.

3. Lanterna, de cor vermelha, na parte traseira.

4. Velocímetro. No caso do ciclomotor, a velocidade não pode ser superior a 50Km/h.

5. Buzina. Não há definição quanto ao tipo de alarme sonoro.

6. Pneus que ofereçam condições mínimas de segurança.

7. Dispositivo destinado ao controle de ruído do motor.

  • Farol aceso de dia
  • Mesmo durante o dia, é obrigatório que o condutor de um ciclomotor ande com os faróis acesos, como acontece com as motocicletas.
  • ________________________________________________________________________

Exercícios

  1. O que significa CTB, CONTRAN e CNH?
  2. 2Defina os seguintes termos: a) extrato; b) regulamentação; c) artigo (art.);
  3. d) resolução.

  4. 3- Escreva por extenso o significado das siglas:
  5. ACC-
  6. CRLV-
  7. DPVAT-
  8. 4- Quais as condições para a concessão de uma ACC?
  9. ________________________________________________________________________

2. As infrações

São infrações e é proibido:

Capacete, viseira, roupasConduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo Contran. Infrator perde sete pontos na carteira e recebe multa de R$ 191,54.

PassageirosConduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando passageiro sem o capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção, ou fora do assento suplementar colocado atrás do condutor ou em carro lateral. Infrator perde sete pontos na carteira e recebe multa de R$ 191,54.

CriançasConduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança. Infrator perde sete pontos na carteira e recebe multa de R$ 191,54.

Celular

Dirigir o veículo (qualquer veículo) utilizando-se de fones nos ouvidos conectados à aparelhagem sonora ou de telefone celular. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

ComportamentoConduzir motocicleta, motoneta, ciclomotor e ciclo fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda. Infrator perde sete pontos na carteira e recebe multa de R$ 191,54.

ReboqueConduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor rebocando outro veículo. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

GuidonConduzir motocicleta, motoneta, ciclomotor e ciclo sem segurar o guidon com ambas as mãos, salvo eventualmente para indicação de manobras. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

CargaConduzir motocicleta, motoneta, ciclomotor e ciclo transportando carga incompatível

com suas especificações. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

GarupaConduzir ciclo transportando passageiro fora da garupa ou do assento especial a ele destinado. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

VelocidadeConduzir ciclo e ciclomotor em vias de trânsito rápido ou rodovias, salvo onde houver acostamento ou faixas de rolamento próprias. Infrator perde quatro pontos na carteira e recebe multa de R$ 85,13.

À noiteDeixar de manter acesa a luz baixa, quando o veículo estiver em movimento. Infrator perde quatro pontos e é multado em R$ 85,13.

3. Como dirigir motos com segurança[3]

Conduzir motocicleta é uma tarefa que requer habilidade e muita prudência.

Se por um lado as motocicletas oferecem vantagens econômicas e de mobilidade, por outro, a proteção do motociclista é relativamente precária.

Entretanto, muita coisa pode ser feita pelo usuário, quanto à segurança ao conduzir este tipo de veículo. Para sua maior segurança um condutor de motocicleta deve, antes de iniciar uma partida, observar o seguinte:

O capacete é um equipamento indispensável para a sua segurança; 70% dos acidentes fatais com motocicletas decorrem de ferimentos na cabeça. A utilização do capacete torna esta parte do corpo menos vulnerável em caso de acidentes.

As pernas e os pés normalmente sofrem escoriações em casos de acidentes. Nesse caso, recomenda-se a utilização de botas resistentes que possam oferecer firme proteção aos tornozelos.

  • Evite calçados com saltos altos, cordões ou argolas metálicas que possam enroscar nas partes móveis da motocicleta.
  • Para proteger as mãos, utilize luvas.
  • Verifique sempre a pressão e o estado dos pneus que deverão estar calibrados conforme recomendações do fabricante e sem ranhuras gastas ou irregulares.
  • O motociclista ideal:
  • Usa capacete com refletivos;
  • Usa roupas adequadas e de cores claras;
  • Mantém o farol da sua motocicleta aceso mesmo durante o dia para ser visível aos automobilistas;
  • Não imprime velocidade excessiva em congestionamentos;
  • Mantém sua motocicleta sempre em bom estado de conservação;
  • Dirige com o máximo de atenção respeitando a sinalização;
  • Não acelera desnecessariamente, para não consumir combustível e não provocar barulho;
  • Dirige com postura correta em cima de sua motocicleta.

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

Alguns conselhos

Um veículo de duas rodas, quando ultrapassa outro veículo, arrisca-se a não ser visto pelo motorista, pois pode desaparecer completamente no ângulo morto do retrovisor. Assim, deve-se ser muito prudente nas ultrapassagens, deixando espaço de segurança de pelo menos um metro do veículo ultrapassado.

(ilustração do portal www.motosegurança.com.br)

[3]Publicado no portal Real Sun Motos : http://www.realsunmotos.com.br/dicas/dica_08.asp

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

  1. Esta margem de segurança é ainda mais imperativa quando se trafega à direita, ao longo de veículos estacionados.
  2. É preciso evitar, na medida do possível, frear ou acelerar na faixa que delimita as pistas, nas faixas de pedestres, nas tampas de bueiros de esgotos, sobre trilho de bondes, sobre cascalho ou folhas mortas onde há risco de derrapagem.
  3. Para trafegar, é necessário se equipar de luvas e de roupas de mangas compridas.
  4. ________________________________________________________________________

ExercÍcios

  1. Identifique os erros e infrações que aparecem na foto ao lado do título desta aula: Quantos passageiros na garupa? Idade dos passageiros? Uso de capacete? Uso de vestuário de proteção?
  2. Redija um pequeno texto discursivo, mostrando as principais semelhanças e diferenças entre motocicleta, motoneta e ciclomotor.
  3. Qual a utilidade dos seguintes equipamentos obrigatórios:
    1. dois espelhos retrovisores;
    2. farol dianteiro amarelo e lanterna traseira vermelha;
    3. velocímetro e buzina.
  4. Quais devem ser as características de um pneu seguro?
  5. Por que é importante reduzir o ruído de motores?
  6. Que infrações implicam em responsabilidade para com a vida alheia?

palavras-chave: ciclomotor, “duas rodas”, moto, motociclista, motoneta, regulamentação, segurança, trânsito

Velocímetro

  • Velocímetro – Como Funciona
  • Com o mostrador situado no painel do automóvel, o velocímetro indica a velocidade do veículo.
  • Nesse instrumento, costuma-se incluir também um hodômetro, que fornece a quilometragem percorrida.
  • Na maioria dos veículos comerciais, o tipo de velocímetro mais usado é o magnético.
  • velocímetro é acionado geralmente pela árvore de saída da caixa de transmissão, cuja velocidade de rotação é proporcional à do veículo.
  • O movimento transmite-se pelo cabo do velocímetro, flexível e giratório, acoplado à árvore principal do instrumento, que comporta um ímã.

Próximo ao ímã, sobre a mesma árvore, um disco de alumínio liga-se diretamente ao ponteiro.

Leia também:  Como Evitar Que O Pc Bloqueia?

Do outro lado do copo de alumínio há um estator de aço.

Com o movimento do carro, o ímã gira, provocando assim a variação do campo magnético. Em conseqüência dessa variação, surgem no copo correntes de Foucault, que dão origem a um outro campo magnético.

  1. Da interação dos dois campos, resultam forças (torque) que provocam a rotação do copo.
  2. Este, no entanto, é impedido por uma mola espiral de girar completamente, sofrendo apenas uma deflexão proporcional ao torque, que é transmitida ao ponteiro.
  3. O tipo mais comum de velocímetro é dotado de um ponteiro sobre uma escala circular ou em arco, mas às vezes o indicador é digital.
  4. O que é um velocímetro?

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

  • Velocímetro
  • Um velocímetro é o dispositivo em um veículo que mede e exibe a velocidade e é essencial para fins de segurança em estradas e rodovias ao redor do mundo.
  • O velocímetro de um carro, caminhão ou motocicleta informa ao motorista a velocidade com que o veículo está se movendo em um determinado momento, medindo instantaneamente a velocidade no solo.
  • O dispositivo agora é digital em muitos veículos e assume diferentes encarnações como o velocímetro da motocicleta ou velocímetro da bicicleta.
  • Embora o velocímetro passou a ser visto como padrão no final do século 20, o dispositivo não era necessário nos veículos no início do século XX.
  • O velocímetro do carro se tornou padrão em 1910, ainda na infância do automóvel, e tem sido um esteio desde então.
  • O velocímetro regular e o velocímetro da motocicleta mantiveram a potência de permanência no painel do veículo e posicionados à vista do motorista.

Muitos desses dispositivos estão situados logo atrás do volante do carro e podem ser lidos com uma rápida olhada da estrada. Alguns são digitais e podem ser lidos com dois ou três números refletindo sua velocidade; enquanto outros requerem um braço giratório como um relógio. Na maioria dos carros, o braço se move da velocidade baixa à esquerda para as velocidades mais altas à direita.

  1. Muitos desses velocímetros refletem velocidades de zero km por hora a até 225 km por hora; enquanto outros param em torno do limite seguro de 145 km por hora.
  2. Inventado em 1888 pelo cientista croata Josip Belusic e inicialmente chamado de velocímetro, o velocímetro também foi visto em vários outros meios de transporte.
  3. O velocímetro digital em um avião é chamado de indicador de velocidade no ar, enquanto o de um barco é conhecido como registro de pit.
  4. Os velocímetros têm uma tolerância a erros de cerca de 10% conforme o carro e o dispositivo envelhecem.
  5. O dispositivo é lido por um cabo flexível que é conectado à transmissão do carro, que indica a rapidez com que o veículo se move.
  6. Velocímetros eletrônicos mais recentes são equipados com ímãs e sensores de campo no eixo de transmissão para fornecer ao motorista a velocidade do veículo.
  7. Mesmo em bicicletas, os velocímetros medem o tempo entre as revoluções da roda para dizer ao ciclista a velocidade com que está indo.
  8. Funcionamento dos velocímetros

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

  • Velocímetro
  • De vital importância ao motorista, pois nele está demonstrado a maior parte das informações necessárias ao mesmo para que obtenha o melhor uso possível do veículo nas mais diversas condições que o trânsito apresenta, o painel de instrumentos do carro é o local de explanação, onde temos o medidor de temperatura do motor, o indicador de combustível, dentre tantos outros, vamos em especial falar do velocímetro, que tem a importante função de orientar o motorista sobre a velocidade com a qual ele anda conduzindo seu veículo.
  • O que determina a velocidade é a quantidade de vezes que o imã passa perto da bobina por unidade de tempo

Para entender como funciona um velocímetro típico, começamos com o caso mais simples, o de uma bicicleta. Trata-se de um imã, localizado em um dos raios da roda, uma bobina colocada na mesma altura do imã, e um leitor eletrônico que nos dá a leitura em km/h.

O que determina a velocidade é a quantidade de vezes que o imã passa perto da bobina por unidade de tempo. Através do raio da roda, pode-se calcular a velocidade com que o veículo se move.

Velocímetro analógico

Os velocímetros analógicos de automóvel funcionam de uma maneira muito parecida. Entretanto, ao invés de calcular a velocidade de rotação dos pneus, utilizam uma engrenagem.

  1. Este mecanismo – específico para cada modelo, tipo de transmissão e tamanho de roda – faz girar um cabo flexível, que por sua vez faz girar um imã.
  2. Este imã está situado perto de uma peça metálica unida à agulha do velocímetro, que, se não tivesse rolamento, giraria à mesma velocidade que o imã.
  3. Para obter a leitura no velocímetro do carro, teremos uma mola que controla o avanço da peça metálica, obtendo assim uma posição da agulha relativa à velocidade de rotação da engrenagem.

Essa posição marca a velocidade em km/h. Assim, quando o carro deixa de mover-se, a mola obriga a agulha a voltar a zero.

  • Velocímetro digital
  • No caso dos velocímetros digitais, a medida também é calculada de maneira muito similar ao do velocímetro de uma bicicleta, já que utiliza um medidor eletrônico.
  • Ele mede as vezes por segundo que um sensor na roda ou transmissão passa por cima de outro sensor imóvel.
  • Tipos de Velocímetros

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

  1. Velocímetro
  2. Hoje existem dois tipos de velocímetros, o eletrônico, onde luzes e leds informam ao motorista as principais informações.
  3. Devido a maior popularidade e utilização na indústria automobilística, o velocímetro mecânico, registrado em 1902 por Otto Schulze, solucionando um dos problemas que afligiam à crescente indústria automobilística: uma maneira de controlar velocidade dos novos veículos motores.
  4. Isso se dava em uma época em que os motoristas ainda estavam acostumados a conduzir veículos com pequenas velocidades, como carruagens movidas por cavalos, que desempenhavam, no auge da força animal, 6, 8 quilômetros por hora.
  5. Com o advento dos automóveis, facilmente se chegou a uma velocidade cinco vezes superior, o que surgia um perigo eminente de acidentes, dada a falta de noção e excesso de empolgação dos condutores.
  6. Peças de um Velocímetro
  7. Antes de dar uma olhada no interior de um velocímetro, será útil analisar como funciona um carro, em primeiro lugar.
  8. O processo básico é descrito abaixo:

1. Da queima de uma mistura de ar enriquecida com combustível, o motor tira força para movimentar os pistões para cima e para baixo.
2. De nada adiantaria esse movimento não fosse o virabrequim, que converte a subida e a descida no movimento rotacional necessário.
3.

 O movimento do virabrequim aciona um volante.
4. Desse movimento o virabrequim transfere a potência à transmissão, que a distribui para o eixo motor.
5. Dotada de diversos tamanhos de engrenagens, conhecidas como marchas, a transmissão distribui a velocidade às rodas.
6.

As rodas girando, fazem com que o carro se mova.

Para aferir à velocidade de um veículo, o instrumento responsável tem de estar instalado ou nas rodas do veículo ou calcular a velocidade através da transmissão.

Quase que como um padrão na indústria, a velocidade é medida com base na transmissão do veículo, que ?conta? isso ao velocímetro através do cabo.

A transmissão é um mecanismo complexo, dotada de várias engrenagens de medidas diferentes, para que quando o veículo se movimentar, possa acionar o mandril, que irá girar e transmitir ao medidor que velocidade atualmente se encontra.

Logo, acredito que muitos não sabem, a velocidade de um veículo não é medida pela velocidade de suas rodas, e sim pela medição do trabalho do mecanismo de transmissão.

Fonte: br.geocities.com/www.topografia.ufsc.br/autos.bicodocorvo.com.br/st.depositphotos.com/cdn.pixabay.com/ak.picdn.net

Painel de instrumentos – Wikipédia, a enciclopédia livre

Painel de instrumentos de um automóvel

O painel de instrumentos é um conjunto de indicadores utilizado em automóveis, caminhões, aeronaves[1] e outros veículos mostrando informações importantes para os seus condutores como velocidade, temperatura do motor, rotações por segundo do motor e indicadores de mau funcionamento. Nos automóveis em geral está localizado abaixo do para-brisa e a frente do motorista, atrás do volante.

Alguns indicadores do painel de instrumentos são obrigatórios por força de leis específicas a cada país. Modelos de automóveis mais sofisticados possuem indicadores com informações mais refinadas, algumas até calculadas por computadores de bordo.

Leia também:  Embreagem O Que É E Como Funciona?

Indicadores

Os painéis de instrumentos possuem indicadores que registram quantidades e valores, geralmente através de um ponteiro indicando um determinado valor numa escala.

Automóveis modernos estão equipados com mostradores eletrônicos de LCD que mostram o valor numérico, muito embora na maior parte dos casos este seja apenas um modo de apresentação diferenciado.

O valor real, em geral, é obtido mecanicamente em ambos os casos.

Velocímetro

Ver artigo principal: Velocímetro

O velocímetro é o indicador responsável por informar ao condutor a velocidade instantânea do veículo, na unidade mais comum utilizada no país em que o carro foi fabricado. No Brasil a unidade preferida é quilômetros por hora e nos Estados Unidos é mais comum o uso da unidade milhas por hora.

No Brasil os velocímetros possuem uma faixa de tolerância e marcam sempre uma velocidade maior que a real para inibir o excesso de velocidade. Em geral os odômetros são posicionados juntamente com o velocímetro, mostrando a quilometragem já percorrida pelo automóvel.

Os odômetros também possuem um botão que em geral é posicionado no próprio painel de instrumentos para zerar o odômetro parcial.

Conta-giros

Ver artigo principal: Conta-giros

O conta-giros ou tacômetro é o indicador responsável por informar ao condutor a rotação do motor do veículo em rotações por minuto ou um múltiplo deste. Ajuda a determinar o momento correto das trocas de marcha.

Temperatura

Ver artigo principal: Termômetro

Há um termômetro que indica a temperatura do motor ao condutor durante a sua operação.

Serve de alerta para situações de super aquecimento causadas por falhas no sistema de refrigeração que podem danificar o motor e comprometer seu funcionamento.

Pode exibir o valor de temperatura na unidade mais utilizada no país em que o carro foi fabricado ou simplesmente omitir a unidade e oferecer apenas marcações para a temperatura normal de operação e temperaturas altas.

Nível de combustível

Indica a quantidade de combustível disponível no reservatório de combustível do automóvel, permitindo ao motorista reabastecer o veículo quando necessário. Alguns automóveis possuem uma luz de alerta posicionada nas proximidades deste indicador alertando para uma iminente parada por falta de combustível.

  • Termômetro

  • Indicador de nível de combustível

  • Conta-giros

  • Velocímetro

Luzes de sinalização e alerta

Há também luzes que servem de alerta aos condutores ou informam a ativação de algum dispositivo do veículo. Há símbolos convencionados entre os fabricantes para tornar a leitura destas luzes mais fácil. Eis uma lista com algumas:

  • Indicador de carga da bateria

  • Indicador de pressão do óleo lubrificante

  • Alerta de temperatura do líquido de arrefecimento

  • Alerta de pressão do fluido de freio

  • Indicador de freio de estacionamento ativo

  • Alerta de nível de combustível baixo

  • Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?

    Indicador de faróis ligados

  • Indicador de farol alto ativo

  • Indicador de faróis de milha ativos

  • Indicador de desembaçador elétrico de vidros ativo

  • Alerta para portas abertas

  • Alerta para passageiros não utilizando cinto de segurança

  • Indicador de alerta do sistema de freio ABS

Referências

  1. ↑ «REGULAMENTO BRASILEIRO DA AVIAÇÃO CIVIL» (PDF). Consultado em 7 de dezembro de 2020 

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Painel_de_instrumentos&oldid=59959403”

Simulado DETRAN 2021 – O mais seguro e atualizado

O painel de instrumentos varia de acordo com o fabricante e modelo do veículo. Os instrumentos mais comuns (e que são tema recorrente na prova) são os que segue abaixo.

Velocímetro

Indica a velocidade do veículo em movimento

O que diferencia o velocímetro de outros instrumentos é a medição em km/hora (quilômetros por hora).

Odômetro parcial

Pode ser zerado por meio de um botão no painel e indica a distância percorrida em um deslocamento, ou seja, mede a distância de um ponto a outro.

É usado também para fazer a média de consumo de combustível. Sua característica é marcar a distância emquilômetros e metros.

Odômetro total

Indica a quilometragem total percorrida pelo veículo desde sua fabricação. Não pode ser zerado e em geral indica a distância apenas em quilômetros.

Para diferenciar os 2 tipos de odômetros, saiba que o odômetro “total” indica uma quilometragem maior do que o “parcial”.

Odômetro ou hodômetro? Com ou sem o “h”, as duas formas são corretas.

Tacômetro

Popularmente conhecido como “conta-giros”, indica a quantidade de giros do motor em RPM (rotações por minuto).

O tacômetro mede o “esforço” do motor e indica se a marcha do veículo deve ser alterada. Se estiver acima dos 3000 RPM a marcha deve ser aumentada, abaixo dos 2000 RPM ela deve ser reduzida.

Nível de combustível

Instrumento que marca a quantidade de combustível no tanque

Ele é identificado pelo desenho da bomba de combustível.

Temperatura do motor (ou temperatura do fluido de arrefecimento do motor)

É o termômetro que controla a temperatura da água de arrefecimento (resfriamento) do motor

A temperatura ideal é um pouco abaixo dos 90. Acima disso, o motor estará superaquecido e irá acender a luz de aviso.  

Relógio

Marca as horas e é um item comum no painel de instrumentos.

Botão de alerta

É o botão que aciona o “pisca-alerta”, ligando ao mesmo tempo as 4 luzes de setas do veículo. 

Deve ser usado em situações de emergência e quando o veículo estiver parado na pista.

Luzes indicadoras

Comunicam ao condutor situações especiais

Podem indicar o acionamento de algum item pelo próprio condutor (como seta direcional ou farol alto) ou alertar sobre problemas no funcionamento mecânico do veículo.

Qual é o significado das luzes do painel de instrumentos?  

Existem diversos tipos de luzes de indicação do painel de instrumentos. As principais e mais padronizadas estão na tabela abaixo:

Como Se Chama A Cena Que Esta Ao Pe Do Velocimetro?Legenda:

  • Farol alto: sempre de cor azul para destacar que a luz alta dos faróis está acionada.
  • Farol baixo: indica que as luzes dos faróis estão acesas.
  • Luzes de posição (ou faroletes): torna o carro visível para outros motoristas e também para pedestres, especialmente durante manobras ou estacionamento.
  • Luz de direção (seta): seta para esquerda ou para direita está ligada. Dependendo do modelo do painel de controle, pode haver uma luz para cada uma das setas ou um marcador único para as ambas as setas.
  • Pisca-alerta: indica que o botão de emergência está acionado e que as 4 setas do veículo estão piscando.
  • Ar-condicionado: acende sempre quando o ar-condicionado do carro está ligado.
  • Combustível: acende sempre que o combustível do veículo está acabando.
  • Alerta: principal sinal de emergência de um veículo. Significa que há algo sério de errado e provavelmente haverá outra luz acesa indicando a fonte do problema.
  • Carga da bateria (também chamada de amperímetro): quando acesa, indica que o motor não está recebendo carga de energia suficiente por causa de mau funcionamento do sistema elétrico (no alternador, bateria ou em outras peças).
  • Óleo motor (também chamado de manômetro):se ela estiver acesa ou piscando é sinal de problemas de lubrificação do motor causada por falta de óleo ou por problemas mais graves no sistema de lubrificação. É um dos alertas mais importantes do painel.
  • Temperatura do motor (ou temperatura de fluido de arrefecimento do motor):alerta para falhas no sistema de refrigeração (também chamado de arrefecimento) que provocam superaquecimento e danificam o motor.

Para saber o significado de todos os itens que existem no painel do seu carro, consulte o manual do veículo.

As cores das luzes do painel do veículo seguem a lógica das cores de um semáforo:

  • Verde: você pode seguir sua viagem, pois não indica falhas mecânicas.
  • Amarela ou alaranjada: alerta de atenção. Pode seguir, mas é importante resolver o problema logo (exemplos: combustível acabando ou falha no sistema de injeção eletrônica).
  • Vermelha: pare imediatamente para identificar o problema e tomar as devidas providências. Prosseguir a viagem pode causar sérios danos ao motor ou ao funcionamento do veículo. 

As 4 luzes de indicação do painel que têm maiores chances de cair na sua prova são:

  • Carga da bateria
  • Óleo do motor
  • Temperatura do motor
  • Freio

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*