Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

As camadas da atmosfera representam as divisões da atmosfera terrestre em níveis com características particulares.

A divisão mais comum baseia-se na variação da temperatura de acordo com a altitude, mas há outras maneiras de dividir e classificar as camadas, como por meio do critério relacionado com a composição do ar.

A classificação baseada na temperatura divide a atmosfera em cinco camadas: troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera. É importante dizer que essa divisão não apresenta limites estabelecidos entre as camadas, visto que a atmosfera é um meio fluido constituído por diversos gases.

Quais são as camadas da atmosfera?

Troposfera

Corresponde à primeira camada da atmosfera, ou seja, é a que mais se aproxima da superfície terrestre. É nessa camada que os seres vivos podem respirar normalmente.

Apesar de apresentar uma extensão inferior às demais camadas, a troposfera constitui cerca de 80% da massa atmosférica. A distância entre a superfície terrestre e o limite da troposfera é de aproximadamente 17 quilômetros.

À medida que a altitude aumenta, a temperatura nessa camada apresenta queda (reduz cerca de 6,5º C) e varia verticalmente. É nessa camada que ocorrem quase todos os fenômenos meteorológicos, porque nela se encontra quase todo o vapor d'água da atmosfera.

É na troposfera que circulam os aviões de carga e de passageiros. O limite superior da troposfera, conhecido como tropopausa, faz divisa com a próxima camada da atmosfera: a estratosfera.

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? É na camada da atmosfera conhecida como troposfera que ocorre a maioria dos fenômenos meteorológicos.

Estratosfera

Corresponde à segunda camada mais próxima da atmosfera, fazendo limite com a troposfera e com a mesosfera, camada que vem logo a seguir. Na estratosfera, diferente do que ocorre na troposfera, a temperatura eleva-se à medida que a altitude aumenta.

Nessa camada, há pouca concentração de vapor d'água, e o ar movimenta-se horizontalmente. A distância entre a superfície da Terra e o limite superior da estratosfera é de aproximadamente 50 quilômetros.

É na estratosfera que se encontra a camada de ozônio, responsável por filtrar a radiação ultravioleta, nociva aos seres vivos. O ozônio é um dos gases que compõem a atmosfera. Cerca de 90% de seu volume encontra-se na estratosfera, onde 90% da radiação ultravioleta B é absorvida pela camada de ozônio.

Essa radiação está associada a problemas de visão, envelhecimento precoce e casos de câncer de pele. Por apresentar estabilidade, é possível que circulem aviões a jato nessa camada.

Leia mais: Como é destruída a camada de ozônio?

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? É na camada da atmosfera conhecida como estratosfera que circulam os aviões a jato.*

Mesosfera

Corresponde à camada intermediária entre a estratosfera e a termosfera. Diferente do que ocorre na estratosfera, a temperatura da mesosfera apresenta queda à medida que a altitude aumenta. Nessa camada, as temperaturas podem chegar a -90º C no seu limite superior.

É, por isso, considerada a mais fria entre as camadas da atmosfera. Essa redução de temperatura deve-se ao fato de que, na mesosfera, há baixa concentração de moléculas em decorrência da redução do calor que provém da camada de ozônio. Quanto mais se eleva a altitude, mais o ar torna-se rarefeito.

Nessa camada, ocorre a combustão que fragmenta os meteoritos, evitando assim que eles cheguem à superfície terrestre. Isso é possível graças à resistência do ar dessa camada. Essa resistência gera calor e possibilita a ocorrência do processo de combustão.

A distância entre o limite superior da mesosfera e a superfície terrestre é de aproximadamente 80 quilômetros.

Saiba mais: Os gases que compõem a atmosfera são atraídos pela gravidade

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? É na camada da atmosfera conhecida como mesosfera que ocorre a combustão de meteoritos.

Termosfera

Corresponde à camada intermediária entre a mesosfera e a exosfera, última camada da atmosfera. A termosfera é também chamada de ionosfera.

Esse nome é dado porque nessa camada concentra-se uma grande quantidade de íons (partículas carregadas de eletricidade), que possibilitam a reflexão de ondas de rádio. O ar na termosfera é extremamente rarefeito, predominando o gás hidrogênio.

Diferente do que acontece na mesosfera, a temperatura na termosfera volta a elevar-se à medida que há aumento da altitude, podendo chegar a 1500º C em seu limite superior. Essa camada representa apenas 1% da atmosfera e atua na retenção da radiação solar.

É na termosfera que orbitam os ônibus espaciais e alguns satélites. É nela também que ocorre o fenômeno conhecido como aurora polar.

Esse fenômeno óptico, caracterizado pelo conjunto de luzes brilhantes que podem ser vistos no céu no período noturno, é conhecido, no Hemisfério Norte, como aurora boreal. No Hemisfério Sul, o fenômeno é conhecido como aurora austral. A distância entre o limite superior da termosfera até a superfície terrestre é de aproximadamente 600 quilômetros.

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? É na termosfera que ocorrem os fenômenos ópticos conhecidos como aurora boreal e aurora austral.​​​​​​  

Exosfera

Corresponde à última camada da atmosfera e representa a transição entre a atmosfera terrestre e o espaço sideral. Inicia-se a cerca de 600 quilômetros da superfície terrestre e não apresenta limite superior visível em decorrência dos gases extremamente rarefeitos que a constituem.

Metade dessa camada é composta por gás hélio e a outra metade por hidrogênio. É na exosfera que as partículas presentes começam a se desprender da gravidade da Terra. As temperaturas na exosfera permanecem elevadas, superando os 1000º C.

Essa elevação da temperatura requer que naves espaciais sejam construídas com material resistente a altas temperaturas para que possam atravessar essa camada, na qual orbitam os satélites artificiais.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? É na camada da atmosfera conhecida como exosfera que orbitam os satélites artificiais.

​​​​​​Curiosidades sobre camadas da atmosfera

1. Qual é a primeira camada da atmosfera terrestre?

A primeira camada da atmosfera terrestre é a troposfera. A distância de seu limite superior até a superfície terrestre é de, aproximadamente, 17 quilômetros.

2. Qual é a camada mais fria da atmosfera terrestre?

A camada mais fria da atmosfera terrestre é a mesosfera. As temperaturas em seu limite superior podem chegar a -90º C. A variação de temperatura acontece à medida que a altitude eleva-se.

3. Qual é a última camada da atmosfera?

A última camada da atmosfera é a exosfera. Essa camada faz a transição da atmosfera terrestre com o espaço sideral.

4. Em qual camada da atmosfera ocorrem os fenômenos meteorológicos?

Os fenômenos meteorológicos, como chuvas, granizos, nevoeiros, tempestades, ocorrem na camada conhecida como troposfera.

5. Em qual camada da atmosfera terrestre localiza-se a camada de ozônio?

A camada de ozônio – responsável por filtrar os raios solares nocivos à saúde – localiza-se na estratosfera.

6. Em qual camada ocorre o fenômeno conhecido como aurora polar?

O fenômeno óptico conhecido como aurora polar ocorre na termosfera. Esse fenômeno pode ser observado no fim da tarde e início da noite. É caracterizado pelo conjunto de luzes brilhantes no céu, provenientes da interação entre as partículas do Sol e os ventos solares.

7. Em qual camada da atmosfera circulam os aviões de carga e de passageiros?

Os aviões de carga e de passageiros circulam na camada da atmosfera conhecida como troposfera.

8. Em qual camada da atmosfera orbitam os satélites artificiais?

Os satélites artificiais orbitam na exosfera.

Mapa Mental: Camadas da Atmosfera

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

* Para baixar o mapa mental em PDF, clique aqui!

Composição da atmosfera terrestre

Conhecida como a camada gasosa que envolve a Terra, a atmosfera terrestre é constituída por oxigênio, nitrogênio, gás carbônico, argônio e outros gases. Em decorrência da atuação da gravidade, esses gases não se dissipam.

Na atmosfera, há também concentração de vapor d'água, elemento que se reduz à medida que a altitude diminui. O vapor d'água influencia a dinâmica das temperaturas, pois tem a capacidade de absorver e emitir calor.

A atmosfera não possui limite físico com o espaço sideral por ser um meio fluido constituído por gases.

As principais funções da atmosfera são proteger a Terra dos raios ultravioletas, nocivos à saúde; evitar que meteoritos atinjam a superfície terrestre, fragmentando-os por meio do processo de combustão; permitir que ocorra o chamado efeito estufa, que mantém as temperaturas do planeta estáveis.

A atmosfera terrestre divide-se em camadas segundo alguns critérios, como composição do ar e variação de temperatura. A divisão mais comum é a que se baseia nas temperaturas, que variam de acordo com a elevação da altitude. Essa classificação divide a atmosfera em cinco camadas:

  • Troposfera
  • Estratosfera
  • Mesosfera
  • Termosfera
  • Exosfera

Leia também: A origem da atmosfera

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? A atmosfera terrestre é a camada de gás que envolve a Terra, protegendo-a dos raios solares nocivos à saúde e dos fragmentos rochosos que podem atingir a superfície.

Exercícios sobre camadas da atmosfera

  • 1. (UNIFEI) A maior parte dos fenômenos meteorológicos, como chuvas, ventos e deslocamentos de massas de ar, ocorre na:
  • a) Estratosfera
  • b) Troposfera
  • c) Mesosfera
  • d) Termosfera
  • e) Exosfera
  • RESOLUÇÃO: Alternativa B
  • É na troposfera – camada mais próxima à superfície terrestre – que ocorre a maioria dos fenômenos meteorológicos.
  • 2. Faça a correspondência das camadas da atmosfera com suas respectivas características e assinale a alternativa que apresenta a resposta correta:
  • ( ) Troposfera
  • ( ) Estratosfera
  • ( ) Mesosfera
  • ( ) Termosfera
  • ( ) Exosfera
  • (1) É nessa camada que se localiza a camada de ozônio, responsável por filtrar os raios solares nocivos à saúde.
  • (2) É a última camada da atmosfera, e nela orbitam os satélites artificiais.
  • (3) É a camada mais fria da atmosfera terrestre.
  • (4) Essa camada apresenta elevação de temperatura, que pode alcançar 1500º C.
  • (5) É a primeira camada da atmosfera, onde ocorrem os fenômenos meteorológicos.
  • a) 2, 3,1,5,4
  • b) 5,1,4,3,2
  • c) 5,1,3,4,2
  • d) 2,3,1,4,5
  • RESOLUÇÃO: Alternativa C
  • ___________________ *Crédito da imagem: Fasttailwind / Shutterstock Por Rafaela Sousa
  • Graduada em Geografia
Leia também:  Como Saber Se Tenho Que Pagar Imi?

O que é a camada de ozônio?

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

O que é a camada de ozônio? Essa é uma pergunta muito importante para quem se preocupa com a saúde do planeta Terra e, consequentemente, a nossa. Mas para respondê-la primeiro é preciso entender como funcionam alguns processos básicos da atmosfera.

Um dos principais problemas ambientais associados à química e à poluição atmosférica é a depleção (ou degradação) da camada de ozônio. Certamente você já deve ter ouvido falar desse assunto.

A camada de ozônio, como o próprio nome já diz, é uma camada da atmosfera terrestre que possui elevadas concentrações de ozônio (O3). A maior concentração se situa na estratosfera, por volta de 20 km a 25 km de distância da superfície da Terra.

O pico dessas concentrações se situa em altas latitudes (pólos) e as menores ocorrem nas regiões tropicais (apesar da taxa de produção de O3 ser maior nos trópicos).

Como já foi dito em nossa matéria “Ozônio: vilão ou mocinho?”, este gás pode ser tanto extremamente importante e essencial para a vida na Terra, quanto um poluente altamente tóxico.

Tudo depende da camada atmosférica no qual ele se encontra. Na troposfera, é um vilão. Na estratosfera, um mocinho.

Nesta matéria, vamos falar do ozônio estratosférico, apontando quais as suas funções, sua importância, como ele vem sendo degradado e como evitar que isso continue acontecendo.

Funções

O ozônio estratosférico (o mocinho) é responsável por filtrar a radiação solar em alguns comprimentos de onda (absorve toda a radiação ultravioleta B, chamada UV-B e uma parte de outros tipos de radiação) capazes de causar certos tipos de câncer, sendo um dos piores o melanoma. Ele também possui a função de manter a Terra aquecida, impedindo que todo o calor emitido sobre a superfície do planeta se dissipe.

A camada de ozônio, como dito anteriormente é uma camada que concentra cerca de 90% das moléculas de O3. Essa camada é essencial para a vida na terra, pois protege todos os seres vivos filtrando a radiação solar ultravioleta do tipo B.

O ozônio se comporta de maneira diferente de acordo com a altitude em que se encontra.

Em 1930, um físico inglês chamado Sydnei Chapman descreveu os processos de produção e degradação do ozônio estratosférico com base em quatro etapas: fotólise do oxigênio; produção de ozônio; consumo de ozônio I; consumo de ozônio II.

1. Fotólise do oxigênio

A radiação solar atinge uma molécula de O2, separando seus dois átomos. Ou seja, esta primeira etapa obtém como produto dois átomos de oxigênio (O) livres.

2. Produção de ozônio

Nesta etapa, cada um dos oxigênios livres (O) produzidos na fotólise reage com uma molécula de O2, obtendo moléculas de ozônio (O3) como produto. Essa reação ocorre com a ajuda de um átomo ou molécula catalizadora, uma substância que permite que a reação ocorra mais rapidamente, porém sem atuar ativamente e sem se ligar aos reagentes (O e O2) ou ao produto (O3).

As etapas 3 e 4 demonstram como o ozônio pode ser degradado de formas diferentes:

3. Consumo de ozônio I

O ozônio formado na etapa de produção é então degradado novamente em uma molécula de O e uma de O2 pela ação da radiação solar (quando na presença de comprimentos de onda que vão de 400 nanômetros a 600 nanômetros).

4. Consumo de ozônio II

Uma outra forma do ozônio (O3) ser degradado é pela reação com átomos de oxigênio livre (O). Dessa forma, todos estes átomos de oxigênio irão se recombinar, gerando como produto duas moléculas de oxigênio (O2).

Mas então, se o ozônio é produzido e degradado, o que mantém a camada de ozônio? Para responder a essa pergunta, devemos considerar dois fatores importantes: a taxa de produção/destruição das moléculas (velocidade com que elas são produzidas e destruídas), e seu tempo de vida médio (tempo necessário para reduzir a concentração de algum composto à metade de sua concentração inicial).

Em relação à taxa de produção/destruição das moléculas, foi descoberto que as etapas 1 e 4 são mais lentas que as etapas 2 e 3 do processo. Porém, como tudo se inicia na etapa de fotólise do oxigênio (etapa 1), podemos dizer que a concentração de ozônio a ser gerada depende dela.

Isso explica então por que a concentração de O3 decai em altitudes superiores a 25 km e em altitudes mais baixas; em altitudes acima de 25 km, diminui a concentração de O2.

Em camadas atmosféricas mais baixas predominam comprimentos de onda maiores, que possuem menor energia para realizar a quebra das moléculas de oxigênio, reduzindo sua taxa de fotólise.

Apesar da grande descoberta destas etapas, se fôssemos considerar apenas estes processos de destruição, obteríamos valores de concentração de O3 duas vezes maiores do que os que são observados na realidade.

Isso não acontece porque, além das etapas demonstradas, há ainda os ciclos não naturais de destruição do ozônio, ocasionados pelas Substancias Destruidoras da Camada de Ozônio (SDOs): os produtos como halon, tetracloreto de carbono (CTC), hidroclorofluorcabono (HCFC), clorofluorcarbono (CFC) e brometo de metila (CH3Br).

Quando elas são lançadas na atmosfera, deslocam-se para a estratosfera, onde são decompostas pela radiação UV, liberando átomos livres de cloro, que por sua vez quebram a ligação do ozônio, formando monóxido de cloro e gás oxigênio.

O monóxido de cloro formado reagirá novamente com os átomos livres de oxigênio, formando mais átomos de cloro, que reagirão com o oxigênio e assim por diante.

Estima-se que cada átomo de cloro pode decompor cerca de 100 mil moléculas de ozônio na estratosfera e apresenta vida útil de 75 anos, porém já houve descarga suficiente para reagir por quase 100 anos com o ozônio. Além das reações com óxidos de hidrogênio (HOx) e óxidos de nitrogênio (NOx) que também reagem com o O3 estratosférico, destruindo-o, contribuindo para a degradação da camada de ozônio.

O gráfico abaixo demonstra o histórico de consumo das SDOs pelo Brasil:

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

Onde estão as Substâncias Destruidoras de Ozônio e como evitá-las?

CFCs

Os clorofluorcarbonos são compostos sintetizados formados por cloro, flúor e carbono, que foram muito aplicados em diversos processos -os principais estão listados abaixo:

  • CFC-11: utilizado na fabricação de espumas de poliuretano como agente expansor, em aerossóis e medicamentos como propelente, na refrigeração doméstica, comercial e industrial como fluido;
  • CFC-12: aplicado em todos os processos em que o CFC-11 era utilizado e também em mistura com óxido de etileno, como esterilizante;
  • CFC-113: utilizado em elementos de precisão em eletrônica, como solventes para a limpeza;
  • CFC-114: utilizado em aerossóis e medicamentos como propelente;
  • CFC-115: utilizado como fluido na refrigeração comercial.

Estima-se que esses compostos sejam cerca de 15 mil vezes mais danosos à camada de ozônio que o CO2 (dióxido de carbono).

Em 1985, foi ratificada em 28 países a Convenção de Viena para a proteção da camada de ozônio.

Com promessas de cooperação em pesquisa, monitoramento e produção de CFCs, a convenção apresentava a ideia de enfrentar um problema ambiental em nível global antes que seus efeitos fossem sentidos ou evidenciados cientificamente.

Por esse motivo, a Convenção de Viena é considerada um dos maiores exemplos da aplicação do princípio da precaução em grandes negociações internacionais.

Em 1987, um grupo de 150 cientistas de quatro países foi à Antártida e confirmou que a concentração de monóxido de cloro era cerca de cem vezes superior naquela região em relação a qualquer outro lugar do planeta.

Então, em 16 de setembro do mesmo ano, o Protocolo de Montreal estabeleceu a necessidade do banimento gradativo dos CFCs e sua substituição por gases que não fossem danosos à camada de ozônio.

Graças a este protocolo, o dia 16 de setembro é considerado o Dia Mundial de Proteção à Camada de Ozônio.

A Convenção de Viena para a Proteção da Camada de Ozônio e o Protocolo de Montreal foram ratificados no Brasil em 19 de março de 1990, sendo promulgados no país em 6 de junho do mesmo ano, pelo Decreto n° 99.280.

No Brasil, o uso dos CFCs foi interrompido por completo em 2010, conforme o gráfico abaixo evidencia:

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

HCFCs

Hidroclorofluorcarbonos são substâncias artificiais importadas pelo Brasil, inicialmente, em pequenas quantidades. No entanto, devido à proibição dos CFCs, o uso está em ascensão. As principais aplicações são:

Leia também:  Como Saber Quanto Vou Receber Do Fundo De Desemprego?

Setor de manufatura

  • HCFC-22: refrigeração de ar condicionado e espumas;
  • HCFC-123: extintores de incêndios;
  • HCFC-141b: espumas, solventes e aerossóis;
  • HCFC-142b: espumas.

Setor de Serviços

  • HCFC-22: refrigeração de ar condicionado;
  • HCFC-123: máquinas frigoríficas (chillers);
  • HCFC- 141b: limpeza de circuitos elétricos;
  • Misturas de HCFCs: refrigeradores de ar condicionado.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA), estima-se que, até 2040, o consumo dos HCFCs será eliminado no Brasil. O gráfico abaixo demonstra a evolução no uso dos HCFCs: Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

Brometo de metila

Trata-se de um composto orgânico halogenado que, sob pressão, é um gás liquefeito, podendo ter origem natural ou sintética. O brometo de metila é imensamente tóxico e letal aos seres vivos. Foi largamente utilizado na agricultura e na proteção de mercadorias armazenadas e para a desinfecção de depósitos e moinhos.

O Brasil já estava com as quantidades de importação do brometo de metila congeladas desde meados da década de 90. Em 2005, o país reduziu 30% das importações.

A tabela abaixo apresenta o cronograma estipulado pelo Brasil para a eliminação do uso do brometo de metila:

Prazo Culturas/Usos
11/09/02 Expurgos em cereais e grãos armazenados e no tratamento pós-colheita das culturas de:

  • abacate;
  • abacaxi;
  • amêndoas;
  • ameixa;
  • avelã;
  • castanha;
  • castanha de caju;
  • castanha-do-pará;
  • café;
  • copra;
  • citrus;
  • damasco;
  • maçã;
  • mamão;
  • manga;
  • marmelo;
  • melancia;
  • melão;
  • morango;
  • nectarina;
  • nozes;
  • pêra;
  • pêssego;
  • uva.
31/12/04 Fumo

Atmosfera terrestre

Atmosfera terrestre corresponde a uma camada de ar que envolve todo o planeta Terra e auxilia na manutenção da vida. É composta por gases que não se dissipam, mantendo-se por meio da gravidade. Com base no critério da dinâmica da temperatura, a atmosfera terrestre divide-se em camadas.

Características da atmosfera

Composta por gases como oxigênio, gás carbônico e nitrogênio, a atmosfera terrestre desempenha importantes funções, como proteger a Terra dos raios ultravioletas, nocivos aos seres vivos, e manter a temperatura média da Terra, evitando grandes amplitudes térmicas entre o dia e a noite. Graças à atmosfera, é possível que haja vida no planeta. É importante ressaltar que essa camada de gás não possui um limite físico que a identifique, pois, à medida que se eleva altitude, os gases tornam-se cada vez mais rarefeitos.

Qual é a altura da atmosfera?

Alguns estudiosos do campo da climatologia limitam a atmosfera terrestre em aproximadamente 100 quilômetros, considerando que não há um limite superior estabelecido fisicamente. Contudo, em decorrência da força atuante da gravidade sobre os gases que constituem a atmosfera terrestre, esta pode alcançar até 10 000 quilômetros, transitando, então, para o espaço sideral.

Gases que compõem a atmosfera

Os gases que compõem a atmosfera terrestre não se dissipam com facilidade em decorrência da ação atuante da gravidade. São eles:

1. Nitrogênio: representa cerca de 78% do volume da atmosfera. O nitrogênio absorve poucas quantidades de calor proveniente do Sol. Apesar de ser o gás com maior volume na atmosfera, não apresenta papel muito importante.

2. Oxigênio: representa cerca de 21% do volume da atmosfera. O oxigênio é o gás que possibilita a vida no planeta e que forma o gás ozônio na atmosfera.

3. Argônio: representa cerca de 0,93% do volume da atmosfera. O argônio é considerado um gás inerte, pois não reage com outros gases que estão presentes na atmosfera. Assim, pode ser encontrado em sua forma pura.

4. Gás carbônico: representa cerca de 0,039% do volume da atmosfera. O gás carbônico é encontrado na atmosfera em decorrência do processo de respiração dos seres vivos. Também pode ser proveniente de processos de combustão.

5. Outros gases: há, na atmosfera, gases como neônio, metano, hidrogênio, ozônio e hélio.

Na atmosfera terrestre, também é encontrado vapor d'água, que não é um gás. O vapor d'água representa cerca de 4% do volume atmosférico e diminui à medida que há o aumento da altitude. Esse elemento atmosférico influencia diretamente nas dinâmicas das temperaturas médias em todo o planeta, pois consegue absorver e emitir calor para atmosfera.

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? Uma das funções da atmosfera é impedir que meteoritos atinjam a superfície terrestre.

Para que serve a atmosfera?

A atmosfera terrestre possibilita o efeito estufa, responsável pela manutenção da vida na Terra.

Essa camada de ar impede que o calor proveniente do Sol retorne ao espaço rapidamente, evitando, assim, grandes amplitudes térmicas entre o dia e a noite.

Isso possibilita a manutenção de uma temperatura média, que permite a existência de vida na Terra. Além dessa importante função, a atmosfera terrestre desempenha outras funções:

  • Funciona como filtro, impedindo que os raios ultravioletas provenientes do Sol cheguem até a superfície terrestre.
  • Evita que meteoritos ou fragmentos rochosos que orbitam no espaço cheguem até a Terra, fragmentando-os por meio de processos de combustão em uma de suas camadas.

Evolução da atmosfera terrestre

Estima-se que a atmosfera terrestre tenha surgido há cerca de quatro bilhões de anos. Essa camada de gás formou-se quando o planeta Terra, depois de um elevado aquecimento, resfriou-se.

Vapor d'água, gases e outros elementos provenientes do interior da Terra emergiram.

Parte desses gases e elementos dissiparam-se no espaço, contudo, alguns fixaram-se ao redor do planeta em decorrência da gravidade atuante.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Na atmosfera primitiva, não havia presença de gases como o oxigênio. Os gases abundantes eram metano, gás carbônico, nitrogênio e, inclusive, gases compostos por substâncias venenosas.

Apresentava altas temperaturas e tinha o Sol como a principal fonte de energia.

Isso possibilitou que os primeiros organismos vivos surgissem: as bactérias de metabolismo anaeróbico (sem a presença de oxigênio).

Por meio da formação dos oceanos, começaram a surgir plantas marinhas primitivas, que passaram a realizar o processo de fotossíntese, modificando, então, a composição de gases da atmosfera. As características atuais da atmosfera só foram adquiridas há cerca de 65 milhões de anos. A concentração de oxigênio na atmosfera levou aproximadamente 1,5 bilhão de anos para chegar aos 21%.

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? A atmosfera terrestre divide-se em camadas de acordo com a variação da temperatura.

Camadas da atmosfera terrestre

Com base no critério da variação de temperatura, a atmosfera terrestre é dividida em camadas. Apesar de a atmosfera ser disposta em camadas de acordo com essa classificação, é preciso ressaltar que não existe um limite físico entre elas, porque a atmosfera é um meio fluido constituído por gases.

A atmosfera terrestre é dividida em cinco camadas:

Camadas da atmosfera Características
TROPOSFERA Representa a camada de maior importância para os seres vivos, pois possibilita que eles respirem. É a camada mais próxima da superfície terrestre, apresenta uma distância de, aproximadamente, 17 quilômetros até seu limite superior e um volume de 80%. É na troposfera que ocorre a maioria dos fenômenos climáticos, como chuva, granizo e nevoeiro. Nela, há uma diminuição da temperatura à medida que se aumenta a altitude.
ESTRATOSFERA Nessa camada, circulam os aviões de carga e de passageiros. É a segunda camada da atmosfera e nela se localiza a camada de ozônio. Nessa camada, há um gradativo aumento da temperatura, pouca concentração de vapor d'água, e o ar movimenta-se horizontalmente.
MESOSFERA Representa a camada mais fria da atmosfera, e seu ar é rarefeito. Suas temperaturas podem chegar a -90º C em decorrência da baixa concentração de moléculas e também porque há redução do calor proveniente da camada de ozônio. A temperatura diminui com o aumento da altitude. Nessa camada, há fragmentação dos meteoritos por meio de processos de combustão, evitando que cheguem até a superfície terrestre.
TERMOSFERA A termosfera é também conhecida como ionosfera em decorrência da grande concentração de íons. Apresenta altas temperaturas, que podem chegar a 1500º C à medida que há o aumento da altitude. Nessa camada, é possível observar o fenômeno óptico conhecido como aurora polar (aurora boreal e aurora austral). Na termosfera, orbitam os ônibus espaciais.
EXOSFERA É a última camada da atmosfera e representa a transição entre a atmosfera e o espaço sideral. Nela, o ar é rarefeito e constitui-se por hélio e hidrogênio. Suas temperaturas podem atingir 1000º C. Isso exige que as naves espaciais sejam construídas com material resistente a altas temperaturas.

Leia também: Características das camadas da atmosfera

Resumo

A atmosfera terrestre corresponde à camada de ar que envolve a Terra e é constituída, principalmente, por nitrogênio, oxigênio, gás carbônico, entre outros gases.

Essa camada é responsável pela manutenção da vida no planeta, visto que uma de suas funções é manter a temperatura estável, impedindo que haja grandes amplitudes térmicas entre o dia e a noite.

A atmosfera terrestre divide-se em camadas de acordo com a variação da temperatura. Suas camadas são: troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera.

Publicado por: Rafaela Sousa

Proteção invisível: o papel da atmosfera na Terra – Espaço do Conhecimento UFMG

A gente sabe que o Sol está bem longe, a cerca de 150 milhões de quilômetros da Terra, mas mesmo assim seu calor consegue chegar até aqui. Se não fosse uma espécie de casaco de gases que protege nosso planeta, a vida não seria como conhecemos.

Leia também:  Para Que Serve Cha De Hibisco E Como Tomar?

Para que serve?

A atmosfera é muito importante: ajuda a manter a temperatura, fornece oxigênio para nossa respiração e é o cenário das mudanças climáticas!

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

Como funciona?

Ela envolve nosso planeta como uma casca de laranja e é dividida em cinco camadas! Cada uma delas tem funções específicas. Veja:

Troposfera: é a mais próxima da superfície terrestre e tem entre 8 e 14 km de espessura. Nos pólos, ela é mais fina. Na troposfera, está o ar que respiramos e as nuvens. 

Estratosfera: logo acima, está a camada que tem suas próprias camadas. Aqui, não há tempestades ou turbulências, fazendo com que o ar frio e pesado fique embaixo, e o ar quente e morno, no topo. Ela tem 35 km de espessura e abriga a importante camada de ozônio, que nos protege da radiação ultravioleta do Sol.

Mesosfera: também com 35 km de espessura, é a camada mais alta da atmosfera em que os gases estão todos misturados. Nessa altura, o ar é rarefeito, e não conseguiríamos respirar! É por lá que ocorrem os meteoros.

Termosfera: A temperatura nessa camada pode chegar a 2.500ºC! Mesmo assim, você passaria frio se fosse passear pela termosfera, pois não há moléculas de gás suficientes para transferir o calor para o nosso corpo. Ela tem 513 km de espessura. Aqui, fica a Estação Espacial Internacional!

Exosfera: camada mais externa, é o limite da atmosfera, separando-a do espaço sideral. Com 10.000 km de espessura, é tão larga quanto a própria Terra! A exosfera tem muito espaço vazio entre os gases. Por isso, não tem ar para respirarmos e é muito fria!

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra?

Vamos viajar mais pelo universo? Confira mais textos como esse no Blog do Espaço!

Atmosfera terrestre – Escola Kids

A atmosfera terrestre corresponde a uma camada gasosa que circunda o planeta Terra. É composta por gases que não se dissipam, sendo mantidos pela gravidade.

Uma das principais funções da atmosfera terrestre é proteger a Terra dos raios ultravioleta emitidos pelo Sol e manter a temperatura do planeta ao longo da noite e do dia, evitando que haja uma grande amplitude térmica, isto é, uma grande variação entre a temperatura mínima e a temperatura máxima.

Pode-se dizer que não há um limite físico que identifique a separação entre a atmosfera e o espaço, visto que o ar torna-se cada vez mais rarefeito à medida que a altitude se eleva.

Estudiosos da Meteorologia costumam limitar a espessura da atmosfera entre 80 quilômetros e 100 quilômetros por não haver limite superior. Porém, se levada em conta a força da gravidade atuante sobre os gases que a compõem, o espaço pode começar bem depois, e a espessura da atmosfera pode chegar a 10.000 quilômetros.

Resumo

Atmosfera terrestre é uma camada gasosa que envolve todo o planeta Terra e é mantida pela força da gravidade. Composta por gases como oxigênio, nitrogênio, gás carbônico e outros, atua na manutenção da vida.

As suas principais funções são: 1ª) manter a temperatura da Terra estável, evitando que o calor se dissipe no período noturno e que haja grandes amplitudes térmicas; 2ª) evitar que a Terra seja atingida por meteoros; 3ª) permitir que o efeito estufa aconteça, equilibrando as temperaturas do planeta e consequentemente possibilitando o desenvolvimento dos seres vivos. A atmosfera terrestre é dividida em camadas, sendo elas a troposfera, estratosfera, mesosfera, termosfera e exosfera.

Composição da atmosfera terrestre

A atmosfera terrestre é constituída por gases que não se dissipam por causa da ação da gravidade. Os principais gases que a compõem são:

  • Nitrogênio: aproximadamente 78% em volume. Esse gás consegue absorver energia solar (não em grande quantidade). Apesar de ser o principal constituinte da atmosfera em termos de volume, não desempenha papel muito importante.
  • Oxigênio: aproximadamente 21% em volume. Esse gás é essencial porque garante a presença de vida na Terra e permite a formação de ozônio na atmosfera.
  • Argônio: aproximadamente 0,93% em volume. Esse gás é considerado inerte, não reagindo com outros gases presentes na atmosfera, por isso é encontrado em sua forma pura.
  • Gás carbônico: aproximadamente 0,039% em volume. Esse gás está presente na atmosfera por causo do processo de respiração dos seres vivos e de processos de combustão.
  • Outros gases: neônio, hélio, metano, hidrogênio, ozônio etc.

Saiba mais: A importância do gás carbônico no processo de fotossíntese

Podemos também encontrar na atmosfera vapor d'água, cerca de 4% de volume, diminuindo de acordo com o aumento da altitude. Esse elemento da atmosfera atua diretamente na dinâmica das temperaturas ao longo do planeta. Isso acontece porque o vapor d'água atua absorvendo e emitindo calor para a atmosfera.

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? Uma das principais funções da atmosfera é a manutenção da vida por meio da conservação de calor.

Qual é a função da atmosfera?

  • Algumas das várias funções da atmosfera são proteger a Terra contra o impacto de meteoros e impedir que o calor emitido pelo Sol ao longo do dia retorne com rapidez ao espaço, evitando grandes amplitudes térmicas e auxiliando na manutenção da vida. São funções também da atmosfera terrestre:
  • 1. Filtrar a entrada na Terra dos raios ultravioleta;
  • 2. Proteger a Terra de detritos de astros que se encontram no espaço, evitando que cheguem até a superfície;

3. Permitir que ocorra o chamado efeito estufa, fenômeno responsável pela manutenção da vida na Terra, mantendo estáveis as temperaturas do planeta.

Se não houvesse esse fenômeno, as amplitudes térmicas seriam grandes, impedindo o desenvolvimento dos seres vivos.

Camadas da atmosfera terrestre

Como Se Chama A Camada De Gases Que Protege A Terra? A atmosfera terrestre divide-se em camadas, que são influenciadas pela dinâmica da temperatura.

A atmosfera terrestre é disposta em camadas, sendo a temperatura o elemento responsável por essa disposição. É válido ressaltar, entretanto, que não há limites definidos entre as camadas por se tratar de um meio fluido, composto por gases. As camadas da atmosfera são:

Troposfera: constitui a camada mais próxima da superfície terrestre, estendendo-se até a estratosfera, e é onde ocorrem quase todos os fenômenos meteorológicos e climáticos.

Essa camada corresponde a quase 80% do volume da atmosfera e possui quase todo o vapor d'água que constitui a totalidade da atmosfera. É a camada que representa maior importância para os seres vivos, pois é ela que possibilita a respiração.

A distância entre seu topo e a superfície terrestre pode chegar até 17 quilômetros aproximadamente. É nesta camada que circulam os aviões de carga e passageiros.

Estratosfera: constitui a camada acima da troposfera e abaixo da mesosfera. Nessa camada, o ar movimenta-se horizontalmente. À medida que há o aumento da altitude, há também o aumento da temperatura.

Há pouca concentração de vapor d'água e é nessa camada que se localiza a camada de ozônio (que protege a Terra contra os raios ultravioleta). É na troposfera que circulam aviões a jatos.

A distância entre seu topo e a superfície terrestre pode chegar até 50 quilômetros da superfície aproximadamente.

Mesosfera:constitui a camada acima da troposfera e abaixo da termosfera. Ocorre uma diminuição da temperatura, apesar do aumento de altitude, podendo atingir cerca de -90ºC no seu topo. A mesosfera é considerada a camada mais fria da atmosfera.

Isso ocorre porque a concentração de moléculas nessa camada é baixa e também por conta da diminuição do calor proveniente da camada de ozônio, que fica na camada abaixo. O ar na mesosfera é rarefeito, porém com densidade suficiente para que os meteoros que chegam à Terra sejam nela fragmentados, impedindo que atinjam a superfície em seu tamanho original.

A distância entre seu topo e a superfície terrestre pode chegar até 80 quilômetros aproximadamente.

Termosfera: constitui a camada acima da mesosfera e abaixo da exosfera. Nessa camada há um gradativo aumento da temperatura, podendo atingir até 1.500ºC, temperatura essa que aumenta de acordo com o aumento da altitude.

Alguns estudiosos denominam essa camada de “ionosfera”, visto que nela há uma grande concentração de íons. A aurora boreal (hemisfério norte) e aurora austral (hemisfério sul) – fenômenos ópticos observados próximo de regiões polares – acontecem nessa camada. Nessa camada orbitam os ônibus espaciais.

A distância entre seu topo e a superfície terrestre aproxima-se de 600 quilômetros.

Exosfera: constitui a camada mais externa da atmosfera, estando acima da termosfera. Começa a aproximadamente 600 quilômetros da superfície terrestre e não há como definir seus limites superiores.

O ar nessa camada é bastante rarefeito, sendo constituído por hélio e hidrogênio, e apresenta temperaturas que podem chegar a 1.

000ºC, exigindo que as naves espaciais sejam construídas com material resistente às altas temperaturas para atravessá-la.

Leia também: Principais características das camadas da atmosfera

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*