Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?Foto: iStock

Ao caminhar em grandes cidades pode-se observar algumas árvores frutíferas nas ruas. Elas ajudam a melhorar a vida urbana em, pelo menos, dois aspectos: no quesito alimentação e no combate à poluição.

  • “As árvores frutíferas contribuem para a melhoria das condições ambientais,  diminuindo o calor, oferecendo sombra, auxiliando na diminuição do efeito estufa, além de que produzem alimentos saudáveis e de qualidade nutricional”, afirma Luís Bernacci, botânico do Instituto Agronômico (IAC).
  • Abacateiro, mangueira, amoreira, goiabeira e bananeira são espécies comuns de serem plantadas no ambiente urbano, seja no quintal de casa ou na calçada, e são amplamente cultivadas nestes ambientes.
  • A falta de espaço no ambiente urbano é a principal representação de problema para as espécies, principalmente para a mangueira e o abacateiro, que precisam de um local maior para se desenvolver mesmo recebendo podas frequentes.
  • Confira abaixo todas as dicas de como plantá-las.                                                               

Abacateiro (Persea americana Mill.)

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Plantio: Deixe a semente germinando na água até que brote. Quando estiver entre 15 à 17,5 centímetros, realize uma poda, deixando a planta com 7 cm e a mude para um vaso com pedras no fundo, fibra de coco no meio e terra por cima, cuidando para que metade do broto fique para fora do solo. De 10 a 18 meses após ser plantado no vaso, com cerca de 40 a 50 centímetros pode ser transplantado para o local definitivo, com solo rico em matéria orgânica, que pode ser adubado com esterco curral (até 20 litros) ou de aves (até 4 litros). O espaçamento de um para outro deve ser de 10 m x 10 m e as covas devem ter 40 x 40 x 40 cm.

Clima: O clima deve ser quente, preferível que seja com temperaturas médias anuais entre 15,6 e 29,4°C e chuvas de cerca de 1200 mm anuais.

Cuidados: Regue o pequeno abacateiro todos os dias, cuidando para não encharcar. Fertilize o solo duas vezes por ano para ajudar a árvore a se desenvolver, com fertilizante 10-10-10.

As podas devem ser feitas, quando necessário, para o abacateiro ser arejado. Após crescer, irrigue uma vez por semana, sendo que em épocas frias não há necessidade.

 O plantio na época das chuvas dispensa a necessidade de irrigação.

Colheita: Cinco anos após a plantação, o abacateiro dará seus primeiros frutos – lembrando que se for enxertada é mais rápido o processo. Frutifica de dezembro a março. Para assegurar a polinização e formação dos frutos, é conveniente o plantio intercalado de cultivares de grupos diferentes.

Mangueira (Mangifera indica L.)

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Plantio: No período das chuvas, deixe a semente pouco abaixo do solo por três semanas em um local ensolarado. Logo após a germinação, transplante a muda para o local definitivo, fazendo covas de 40 x 40 x 40 cm, adubadas com esterco de curral (15-20 litros), e a plante. Por ser uma grande árvore, a mangueira necessita de 10 a 12 metros de distância entre as outras, entretanto, pode ser plantada em vasos, dessa forma ela não cresce tanto.

Clima: Ela é uma planta de clima tropical, então se adapta melhor a temperaturas quentes, com médias anuais entre 20°C e 29ºC.

Cuidados: Irrigue-a três vezes por semana até as raízes crescerem, então, já com suas raízes formadas, só irrigue-a quando o solo estiver seco. Caso a tenha plantado no solo, não há necessidade de podas.

Colheita: A partir de sementes, a muda ficará até por oito anos crescendo antes que comece a frutificar. A época de colheita é de dezembro a março.

Goiabeira (Psidium guajava L.)

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Plantio: Plante as sementes em um vaso. Após três meses transplante as mudas para o solo, em covas de 40 x 40 x 40 centímetros. Tendo em vista que a árvore não ficará tão grande, podem ser plantadas entre 5-8 m de distância uma das outras.

Clima: A planta é de clima tropical, com temperatura média anual de 25ºC a 30ºC.

Cuidados: Deve-se podar a goiabeira no outono (abril-maio) ou primavera (agosto-setembro), para ela frutificar melhor. Em épocas de chuva o crescimento se intensifica, então em épocas de clima quente irrigue diariamente.

Tome cuidado com pragas e insetos, se a goiabeira estiver doente ela não frutifica.

Para evitar a mosca-das-frutas e o indesejáveis bichos-de-goiaba, as frutas devem ser ensacadas ainda quando verdes e no início de seu desenvolvimento.

Colheita: Frutifica de janeiro a março.

Amoreira (Morus nigra L.)

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Plantio: Deve ser plantada em áreas frias e úmidas. Caso não a plante no local definitivo, ela deve ser transportada ao chegar a 30 cm. O espaçamento entre elas deve ser de 5 metros.

Clima: A planta cresce em clima subtropical, com temperaturas entre 24 ºC e 28 ºC.

Cuidados: Pode a árvore durante o outono (abril-maio). Mantenha o local úmido e não encharque a muda. Quando houver amoras não a irrigue, pois os frutos podem apodrecer.

Colheita: Um ano e meio após a plantação ela começa a frutificar, sendo que de setembro a outubro é a época que mais dá frutos.

Bananeira (Musa × paradisíaca L.)

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

Plantio: Deve ser plantada em áreas úmidas, em uma cova de 30 x 30 x 30 centímetros, com 10 litros de esterco de curral, e espaçamento de 2 a 3 metros.

Clima: Temperaturas entre 20 a 29°C aumentam a uma velocidade de crescimento.

Cuidados: Não haver excesso de água, pois apodrece as raízes. Mantenha o local sem outras vegetações próximas.  

Colheita: Um ano após plantar ela começa a frutificar, e segue dando frutos o ano todo.

Como plantar manga de qualidade | Zaask Portugal

As mangueiras são das árvores mais simples de cultivar. O seu fruto, a manga, existe em várias variedades, por isso, é aconselhável seleccionar para cultivo variedades conhecidas que se adaptem ao clima em que serão plantadas. Neste artigo explicamos-lhe como plantar manga.

  • Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?
  • Preparar as sementes e iniciar o cultivo
  • Para iniciar o seu cultivo e seguir os passos correctos para plantar manga a partir do fruto, começamos, precisamente, por escolher uma manga grande, que esteja bem madura e exale um bom aroma.

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?

 Manga verde

O primeiro passo para plantar manga é retirar toda a polpa possível do fruto. Durante o processo, deve evitar-se tocar o centro da fruta, dado ser o lugar onde a semente se encontra.

O ideal é começar por dividir a manga em três, cortando os seus extremos, e depois golpear em cubos a polpa que permanece agarrada ao coração, retirando-a de seguida com uma colher de sopa.

Os resquícios de «carne» que permanecerem deverão ser cuidadosamente separados do centro do caroço com uma tesoura de poda.

O passo seguinte que deve ser tomado para plantar manga é rachar o caroço, pelo que, no seu lado mais estreito, procuramos o extremo que está ligeiramente golpeado e abrimo-lo a partir desse ponto, usando as mãos ou uma chave de fendas. Há que ter cuidado para remover apenas a casca exterior e não danificar a semente no seu interior.

Depois de retirada, a semente deve secar por um ou dois dias e ser depois colocada em algodão embebido em água (mantido sempre húmido até germinar) ou dentro de um pequeno frasco com água e guardada num lugar quente. Ao longo das duas semanas seguintes, a água do frasco deve ser trocada uma vez por dia.

Findo esse período de tempo, a semente deve ser plantada pois não pode secar.

Depois, no método de plantar manga, é necessário plantar a semente num vaso grande ou directamente no solo com uma mistura de terra e composto, a menos de um palmo da superfície. Depois de plantadas, as sementes demorarão cerca de 10 dias a “rasgar a terra” e a desenvolver as primeiras folhas.

 Se a intenção é criar uma árvore pequena, a mangueira pode permanecer dentro do vaso, desde que este tenha boa profundidade e largura.

Se o objectivo é criar uma árvore grande, a semente tanto pode ser plantada num vaso e depois transplantada para um espaço maior, como directamente plantada no solo, enterrada a boa profundidade, bem guarnecida de terra e frequentemente alimentada com fertilizante e água.

Leia também:  Como Saber Quando Cadela Vai Parir?

Uma vez plantada a semente, a exposição diária ao sol é condição essencial. Se estiver num vaso, a exposição ao sol deve ser parcial, devendo ser aumentada gradualmente. Se for plantada no solo, o local escolhido tem de necessariamente ser amplo e a exposição à luz do sol total e directa.

  1. Os primeiros rebentos – cuidados e conselhos
  2. Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?
  3. Flor de manga

As sementes de manga demoram em média 5 a 8 anos a frutificar. O tempo de amadurecimento do fruto é influenciado pelo clima: quanto mais quente, mais rápido.

Regra geral, os frutos estão prontos a colher entre o fim da Primavera e o início do Verão.

Quando muito sujeitas ao ataque de roedores e pássaros, as mangas podem ser colhidas verdes e amadurecer dentro de casa, a temperaturas entre os 18º e os 22º C.

Plantar manga é relativamente simples e não precisa de muitos cuidados.

 Para além de muito sol, precisam de rega frequente e de fertilizantes com potássio e nitrogénio, mas há que ter cuidado, pois em excesso podem prejudicar o desenvolvimento das plantas e torná-las mais susceptíveis às pragas.

O fertilizante deve, por isso, ser colocado apenas durante a Primavera e o Verão e em pequenas quantidades. À medida que o crescimento avança, a árvore necessitará de cada vez menos nitrogénio. A partir daqui, o fósforo e o potássio passam a ser os nutrientes essenciais.

Abastecer ocasionalmente a base da árvore adulta com composto e feno ou luzerna é também muito importante. Outra prática útil para alimentar as mangueiras é pulverizar as folhas com uma solução à base de algas marinhas. Para além de alimentar, estes cuidados fortalecem a planta contra doenças e pragas.

É bastante compensador plantar manga: para além de ser uma fruta muito saborosa, é saciante, quando comida crua, e também se revela óptima em doces e molhos, grelhada ou acompanhando saladas e outros pratos.

Gostaria de plantar manga, mas o seu jardim não está em condições? Encontre o jardineiro mais adequado para si através da Zaask.

Árvore de manga

 A pequena deu frutos!(dificuldade: Pensei que fosse mais difícil)

 Para cépticos, e para entusiastas em cultivo de espécies fruteiras exóticas de clima quente como eu, posso dizer á vontade que as mangas dão em Portugal, segundo a minha experiencia! A zona em que eu vivo é a zona de Ovar, perto de Aveiro, no Norte litoral.

 Tenho uma árvorezinha que carregou tanta, manga que tive de”abater” algumas e quando digo algumas foram mais de dez, para que a pobrezinha não partisse,e u que no meu entusiasmo queria saber o que ela poderia produzir, secalhar hoje não a teria deixado criar mais do que uma, devia ter esperado mais um ano para que ela crescesse e desenvolvesse melhor.

 A Manga emitiu um ramo floral(não sei que denominação se dá) e nesse ramo começaram a abrir milhares(sim, milhares!)de flores minúsculas em que cada flor pode dar origem a um fruto.As flores de manga são flores muito melíferas, atraíram muitas abelhas, de maneira anormal assim como umas moscas enormes, que pareciam tontas á volta das flores, cá a mim, não me cheiravam a nada!

  • Fiquei admirada pela quantidade de abelhas que uma única planta atraiu, fez-me lembrar uma peregrinação, ou uma ida ao hipermercado ao domingo.
  •   Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga?
  •  Mangueira estacada com bamboos, produzindo mangas cidade de ovar(norte portugal)
  • Este Outono quero ver se transplanto a manga para o quintal, porque está num daqueles vasos, grandes, mas para a manga que pode ter um perímetro de raízes absurdo e uma copa de 30 metros de diâmetro, por maior que estes recipientes sejam,não chegam a nada.

A Manga necessita de muito nitrogénio, ela adora e precisa de nitrogénio, ao contrário de muitas fruteiras que têm necessidades de fósforo enormes para a floração e potássio,gosta de solo calcáreo também a Manga rege-se muito mais pelo nitrogénio, adora água, o mesmo não posso dizer dos abacateiros, também estão em vasos , um deles enorme, mas um pouco de água a mais, e zás!Nota-se logo os estragos na folha.

adubação para a Manga:

Não há coisa melhor do que adicionar uns punhados de húmus de minhoca dois meses antes da floração, o preço e a qualidade é que deixam a desejar, há um húmus de minhoca da siro, foi o único que encontrei e continha mais de 70% de caroços de maçã!Fiquei devastada, porque é um produto caro e ficamos  com caroços por aí espalhados.

sou adepta do composto pequário caseiro, e não de pecuária intensiva, adicionado á terra com meses de antecedencia ou já muito bem decomposto na hora de plantar, transplantar ou semear.

Mais tarde como adubação de fundo colocar um pouco de farinha de sangue , já na fase em que a árvore não está mais na dormência, mas sim no seu período activo de crescimento.A farinha de sangue é muito nitrogenada e é admitida na agricultura biológica.

Outra coisa que as Mangas gostam é de solo ligeiramente calcáreo, eu adiciono cal apagada duas vezes por ano.

Também costumo pôr ferro, para a manter verdinha, mas faço isto com todas as minhas árvores, existem uns saquinhos de 1kg que rondam os 1.00€ a 3.00€, dependendo das marcas e dá para anos no meu caso.

Não adubar as árvores ao chegar o Outono, porque elas entrarão na dormencia e os adubos, quaiquer que eles forem prolongam a fase activa da planta.

  1. Diário da manga (Tommy atkins)
  2. Janeiro-março
  3. Cobriu-se a árvore com manta própria, assim como os abacateiros.
  4. 26 de Abril
  5. Nesta data a árvore de manga produziu dos ramos  que cresceram de dia para dia até ficarem com cerca de 30 cm.
  6. 24 de Maio
  7. Os ramos atingem o auge da floração.
  8. 3 de Junho
  9. Já os ramos estão cheios de mangas minúsculas.
  10. 22 de Junho
  11. A floração cessou e as mangas já têm quase 1cm.
  12. 5 de Agosto
  13. Tive de abater cerca de 10 mangas saudáveis já com 10-15cm, e deixar três para não comprometer a saúde e porte  da árvore.
  14. Setembro-Outubro
  15. Já se comem as mangas, tamanho médio-grande.
  16. A próxima compra será a aquisição de uma mangueira Palmer, tem cor vermelha como predominante e amarela como secundária, dizem ser menos fibrosa.

Manga – Mundo Educação

Você está aqui

  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Vegetais comestíveis
  4. Manga

Conhecida como a rainha das frutas tropicais, a manga é o fruto da mangueira, árvore pertencente ao gênero Mangifera. A fruta é originária da Ásia, mais especificamente da região que vai do leste da Índia às Filipinas, a qual foi introduzida no Brasil pelos portugueses e se adaptou muito bem. As mangueiras podem atingir entre 35 e 40 metros de altura e necessitam de solos férteis e bem irrigados para se desenvolverem. A manga é uma fruta do tipo drupa de clima tropical e subtropical. Sua coloração pode variar conforme a espécie da mesma e seu grau de maturação. Quando a fruta está madura, suas cores variam entre o amarelo, laranja e vermelho. Sua polpa, que reveste uma grande semente, é doce e suculenta, podendo ser fibrosa em algumas espécies. A fruta é uma ótima fonte de vitamina A, importante para a pele, visão e que auxilia no crescimento; C, que atua contra organismos invasores e infecções; e do complexo B. Além disso, a manga possui vários sais minerais, especialmente Cálcio, Fósforo e Ferro, sendo indicada no tratamento da anemia. A manga pode ser consumida in natura, além de ser empregada na fabricação de doces, compotas, sucos, geléias, purês, sorvetes e musses. As principais espécies da fruta são: “Tommy Atkins”, “Palmer”, “Keitt”, “Haden”, “Coração de boi”, “Carlota”, “Espada”, “Van Dick”, “Rosa” e “Bourbon”.

Leia também:  Como Limpar Armario Branco Que Esta Amarelado?

Os maiores produtores mundiais de manga são Índia, China, Tailândia, México, Indonésia e Brasil. Na Índia, maior produtor da fruta, a mesma possui uma enorme importância na alimentação das pessoas. No Brasil, os maiores produtores são os Estados de São Paulo e Minas Gerais.

Como Se Chama A Arvore Que Da A Manga? Manga

Publicado por: Tiago Dantas

Assuntos relacionados

Aceroleira

Saiba mais sobre a aceroleira, uma malpighiácea que produz a acerola, um fruto rico em vitamina C.

Cereja

Você sabia que a cereja tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas? Clique e conheça mais sobre este fruto.

Guaraná

Conheça a origem da fruta usada na fabricação de refrigerantes.

Ingá

O ingá é comum na região Norte do Brasil. Clique aqui e conheça as principais características, utilização e propriedades desse fruto.

Mangaba

A mangaba é uma fruta muito utilizada na culinária.

Pitanga

Utilização da fruta e benefícios para a saúde.

Pitomba

Conheça mais sobre essa fruta tão apreciada pela população da região Nordeste!

Um pé de quê? – Guia Visual

  • Nome científico Mangifera indica L.
  • Família Anarcadiaceae
  • Características morfológicas:
  • Árvore de até 25 m de altura, de copa frondosa e densa.
  • tronco de casca rugosa, cinza-escura e fibrosa.
  • folhas simples, ovais e pontiagudas, de 10-30 cm de comprimento por 2 – 10 cm de largura, de cor verde-escura brilhante, e rosada quando novas, sustentadas por uma haste de 2,5-6 cm de comprimento, aglomeradas na ponta dos galhos.
  • flores pequenas, de 5-10 mm de diâmetro, amarelo-esverdeadas e perfumadas, dotadas de 4-5 sépalas e pétalas, ambas ovais e cobertas de penugem, e de 4-5 estames, sendo 1 bem maior que os demais, todas densamente reunidas em cachos cônicos, de até 60 cm de comprimento, que surgem na extremidade dos ramos.
  • fruto de forma variada, entre o redondo ao oval, de 5-20 cm de comprimento, predominantemente amarelo quando maduro e verde quando imaturo, de casca consistente, de polpa amarela, suculenta, carnuda, fibrosa, doce e saborosa, dotado de uma única semente.
  • semente grande e lenhosa, coberta por fibras da polpa.

floração A ocorrência de temperaturas baixas, nas condições subtropicais, define o período de floração e produção da mangueira. A indução da floração por processos químicos e pelo controle da temperatura e da irrigação, permite que a mangueira floresça e frutifique o ano todo. Na Índia, a região nativa da espécie, as flores surgem de janeiro a março e os frutos amadurecem de abril a julho.

uso/árvore originária da Índia, utilizada como abrigo e sombra em vilarejos, jardins domésticos, grandes pomares e áreas rurais.

uso/madeira leve, macia e de baixa durabilidade natural. Aproveitada na confecção de utensílios domésticos e, em outras partes do mundo, de canoa e carvão.

uso/outras utilidades o fruto é consumido in natura, processado, em doces, geleias, sucos e chutneys, pelo sabor e pelo seu valor nutricional e medicinal.

Além de carboidratos, proteínas, gordura e minerais, a manga concentra as vitaminas A, B1, B2 e C e atua contra anemia, asma, bronquite, gripe, diarreia, doenças gastrointestinais, escorbuto, gengivite, tuberculose, sarna e febre. As folhas podem ser consumidas cozidas. Em Sarawak as folhas servem de salada, cruas.

Bebidas alcoólicas, como vinhos e licores, são elaborados na Índia e na Austrália. O aroma e sabor da manga são aditivos na indústria alimentícia em geral. As flores servem à apicultura.

obtenção de sementes Colha os frutos maduros diretamente da árvore e em seguida despolpe-os. Remova cuidadosamente a semente de dentro do caroço com uma ferramenta de poda. Deixe-a de molho em água ambiente por 24 horas e semeie-a imediatamente depois. As sementes de manga sofrem muitíssimo com o armazenamento.

produção de mudas Coloque as sementes para germinar em canteiros semissombreados, a 2 cm de profundidade do solo. O índice de emergência é elevado. As mudas podem ser transplantadas em aproximadamente 12 meses, quando estiverem com, pelo menos, 1 m de altura e caule com, no mínimo, 15 mm de diâmetro.

Se irrigação estiver disponível, transplante-as na primavera, quando a temperatura ambiente estiver fresca. Caso contrário, a estação escolhida deve ser a chuvosa. Uma semana antes do plantio em local definitivo deixe as mudas a pleno sol.

Na condição ideal de plantio, as plantas atingem até 2 m de altura no primeiro ano.

referêcia bibliográfica “Árvores notáveis: 200 anos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro” [Org.] ORMINDO, Paulo. [Textos] GUEDES-BRUNI, Rejan Rodrigues… et al.; [ilustrações botânicas] BARRETO, Malena e ORMINDO, Paulo. – Rio de Janeiro: Andrea Jakobson Estúdio, 2008. Il. (307 color) 22 cm, pg. 172. | BALLY, I.S.E. “Mangifera indica (mango)”, ver. 3.1. In: Elevitch, C.R. (ed.

). “Species Profiles for Pacific Island Agroforestry”. 2006: Permanent Agriculture Resources (PAR), Hōlualoa, Hawai‘i. | “Mangueira” in PLANTAMED. | “Mangifera indica”. Instituto Hórus de Desenvolvimento e Conservação Ambiental / The Nature Conservancy. | MOUCO, Maria Aparecida do Carmo (Ed.). “Cultivo da Mangueira” in “Sistemas de Produção”. Embrapa Semi-árido, julho de 2004.

As mangas: características e ficha técnica

O consumo desta fruta fortalece o sistema imunitário, melhora a saúde da pele, graças ao conteúdo de vitamina A, e protege as células, devido aos seus antioxidantes.

Mangas

Características

A mangueira (Mangifera indica) é uma árvore de folha perene que pode alcançar grande porte, originária do Sul e Sudeste da Ásia, nomeadamente da Índia, Bangladesh e Birmânia.

Daí espalhou-se com facilidade por todo o Sudeste Asiático e Extremo Oriente.

Os marinheiros portugueses e espanhóis levaram as mangueiras para África e para as Américas, incluindo as Caraíbas. As mangueiras propagam-se com muita facilidade em climas tropicais e rapidamente se ambientaram.

A manga é a fruta nacional da Índia, do Paquistão e das Filipinas, e a mangueira é a árvore nacional do Bangladesh. Existem outras espécies de mangas, muito menos conhecidas, com cultivo quase limitado às suas zonas de origem.

Os maiores produtores de mangas são a Índia, a China, a Tailândia e a Indonésia, mas as mangas são produzidas em muitas zonas com condições propícias, seja na Ásia, no Pacífico, na Austrália, em África, no Brasil, na América Central, em Israel ou no Sul dos Estados Unidos, nomeadamente na Florida.

Cultivo e colheita

As condições ótimas para o cultivo das mangueiras são climas tropicais, com uma estação seca marcada. As mangueiras preferem exposição solar total e solos arenoargilosos.

As mangueiras podem ser cultivadas em Portugal, em zonas de clima mais quente como as ilhas ou o Algarve, mas também noutras zonas, desde que em locais soalheiros, de preferência voltados a Sul, abrigados dos ventos e geadas, ou em estufas com boa exposição solar.

A propagação das mangueiras é atualmente geralmente feita por estaquia e por enxertia, para se obterem plantas fiéis às cultivares. Antigamente, mesmo as plantações comerciais propagavam-se por semente.

Hoje em dia, podemos propagá-las por semente em casa a título de curiosidade, abrindo com cuidado o grande caroço com uma tesoura de podar e retirando a semente que se encontra no interior.

Uma boa maneira de germinar a semente é em algodão, como se fosse um feijão.

Floração

As mangueiras nascidas de semente têm tendência a atingir portes muito grandes. Demoram mais anos a frutificar e podem não ser fiéis à variedade do fruto que lhe deu origem.

Contudo, o tamanho dos frutos é muito variável, pode ir desde 100 g a mais de 1 kg. As mangas também variam em formato e cor da casca.

Num quintal que tenha as características referidas acima, podemos plantar uma mangueira.

Convém proteger a árvore nos meses mais frios com uma manta térmica. O tamanho da mangueira pode ser bastante controlado com podas.

A sua floração abundante atrai bastantes abelhas e outros insetos. As mangas amadurecem geralmente no fim do verão, princípios do outono, mas isso pode variar com os microclimas e a zona de cultivo.

Leia também:  Como Se Denomina A Transformação Dos Alimentos Que Ocorre Ao Longo Do Sistema Digestivo?

Convém colher as mangas já maduras, pois a sua qualidade será melhor. Mas podem ser colhidas antes de estar completamente maduras e terminar a maturação em casa.

Algumas das variedades mais comuns ou mais conceituadas são a ‘Haden’; ‘Kent’; ‘Keitt’; ‘Palmer’; ‘Alfonso’,’Tommy Atkins’; ‘Pele de Moça’; ‘Manteiga’; ou a tailandesa ‘Nan Doc Mai’.

Mangas

Manutenção

As mangueiras não são das árvores que requerem mais manutenção. São bastante apreciadoras de azoto, pelo que convém adubar com estrume ou composto ricos neste nutriente.

  • As podas ajudam a controlar o porte da árvore, muito embora as enxertias ou o plantio de variedades com tendências anãs sejam outra alternativa.
  • Convém controlar as plantas daninhas, que podem competir com o crescimento das mangueiras, especialmente nos primeiros anos.
  • É conveniente fazer-se uma pulverização preventiva de calda bordalesa por causa do oídio e estar atento ao possível aparecimento da antracnose.
  • Nos meses mais quentes, as mangueiras apreciam regas generosas.

Pragas e doenças

No que diz respeito a pragas e doenças, as mangueiras são afetadas por várias pragas e doenças.

O oídio é uma das doenças que podem afetar as mangueiras, mas a doença que mais afeta as mangueiras e as mangas em todo o mundo é a antracnose, também conhecida como cancro, exceto em zonas mais secas como Israel ou o Nordeste brasileiro.

Ambas as doenças podem afetar as mangueiras em Portugal, mas a maioria das doenças das mangueiras não existe no nosso País. O mesmo se passa com as pragas.

As que mais podem afetar as mangueiras em Portugal são as moscas-da-fruta e as cochonilhas de diversas espécies.

Mangueira

Propriedades e usos

As mangas são um dos frutos de origem tropical mais apreciados, consideradas por alguns como a “rainha das frutas”. Consumir uma manga de uma boa variedade, no ponto de maturação exato, é sem dúvida uma ótima experiência.

As mangas no Ocidente são geralmente consumidas frescas, usadas em saladas de frutas ou em sumos.

Na América Central e do Sul, bem como na Ásia, costumam consumir-se também mangas verdes, polvilhadas com sal e sumo de lima.

Também se consomem mergulhadas num molho picante e agridoce contendo sal, açúcar, pimentas e molho de soja. São igualmente utilizadas numa série de pratos salgados como caris, pratos com galinha, saladas de marisco, entre outros.

As mangas são ricas em vitaminas A e C, possuindo um elevado teor de antioxidantes, fibras e minerais.

O consumo de mangas ajuda a controlar a tensão arterial, fortalece o sistema imunitário, melhora a saúde da pele, graças ao conteúdo de vitamina A, e protege as células graças aos seus antioxidantes.

Ficha técnica das mangueiras (Mangifera indica):

  1. Origem: Sul e Sudeste da Ásia.
  2. Altura: Pode alcançar grande porte, até 40 metros.
  3. Propagação: Por semente, mas habitualmente é por estaquia e enxertia.
  4. Plantio: Início da primavera.
  5. Solo: Solos areno-argilosos, férteis e bem drenados.

    pH entre 5,5 e 7,5.

  6. Clima: Prefere climas tropicais, com estação seca bem vincada.
  7. Exposição: Sol pleno.
  8. Colheita: Verão e outono.
  9. Manutenção: Adubação, podas, regas e controlo de infestantes

Leia também: Conheça as deliciosas frutas de S.

Tomé

Mangifera indica – Wikipédia, a enciclopédia livre

Mangifera indica
Classificação científica
Nome binomial
Reino: Plantae
Divisão: Anthophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Sapindales
Família: Anacardiaceae
Género: Mangifera
Espécie: M. indica
Mangifera indica

Mangifera indica é uma espécie de planta da família Anacardiaceae, que produz o fruto conhecido como manga. Pode ser encontrada na forma nativa nas florestas do sul e sudeste da Ásia, tendo sido introduzida em várias regiões do Mundo. A espécie foi levada para Ásia em torno de 400-500 aC a partir da Índia; seguindo, no século 15 para as Filipinas, sendo levada à África e ao Brasil pelos colonizadores portugueses no século XVI.[1]

As mangueiras necessitam de calor e períodos secos para poderem produzir bons frutos. É a maior árvore frutífera do mundo, capaz de uma altura de 30 metros (100 pés) e uma circunferência média de 3,7 metros (12 pés), às vezes chegando a 6 metros (20 pés).[2]

Descrição

Mangueira em Kerala, India
Manga comum ou manga de fiapo. Chácara nos arredores de Imperatriz, Maranhão, Brasil.

As mangueiras são grandes e frondosas árvores, podendo atingir entre 35 e 40 metros de altura, com um raio de copa próximo de 10 metros. Suas folhas botânicas são perenes, entre 15 e 35 centímetros de comprimento e entre seis e 16 centímetros de largura.Quando jovens estas folhas são verde-folha. As flores são diminutas, em inflorescências paniculadas nas extremidades dos ramos. São tantas que seu perfume é sentido a boa pertice.

As sementes, quando plantadas em solo fértil e bem irrigado, podem germinar com facilidade e originar novas árvores de crescimento rápido nos primeiros anos. Desta forma a mangueira tem se disseminado pelas formações vegetacionais nativas no Brasil, e apresentam uma ameaça à vegetação nativa quando sua cultura não tem o manejo adequado.

História

Pesquisadores acreditam que a manga seja originária do sudeste da Índia, Mianmar e Bangladesh após terem sido encontrados registros fósseis com cerca de 25 a 30 milhões de anos.[3] A espécie foi descrita pelo cientista Linnaeus em 1753.[4]

Durante os anos mais recentes, mangas têm sido produzidas nas áreas tropicais e sub-tropicais mundiais, onde o clima favorece seu crescimento. É então largamente cultivada em regiões de clima tropical e subtropical: sul da Ásia, América do Norte, América do Sul e América Central, no Caribe, nas porções sul e central da África e Austrália.

Antes dos anos 1900 as mangueiras eram disseminadas por sementes. Em 1900, George B. Cellon criou e usou o enxerto de gomo com sucesso. Estabeleceu então um viveiro em Miami. O Florida Mango Forum que foi organizado em 1938, tem feito muito pelos desenvolvimentos e avanços da manga na Flórida.

A presença de mangueiras no morro próximo à residência dos imperadores do Brasil, na Quinta da Boa Vista, no século XIX, originou o nome do Morro da Mangueira, hoje em dia um dos redutos mais famosos do samba no Rio de Janeiro (a Estação Primeira de Mangueira).

Galeria de fotos

  • Árvore mangueira

  • Ritidoma da mangueira

  • Frutos verdes da mangueira em Conceição do Araguaia, Pará

  • Floração da mangueira

  • Reprodução de página da revista botânica Curtis's Botanical Magazine, vol. 76 (ser. 3 no. 6), plate 4510.

  • Frutos verdes da mangueira (arumanis)

  • Mangueira com 110 anos de idade em Gopalganj, Bangladesh

Referências

  1. ↑ Gepts, P. (n.d.). «PLB143: Crop of the Day: Mango, Mangifera indica». The evolution of crop plants. Dept. of Plant Sciences, Sect. of Crop & Ecosystem Sciences, University of California, Davis. Consultado em 8 de outubro de 2009.

    Arquivado do original em 6 de dezembro de 2013 

  2. ↑ (1846). The Missionary guide-book, p.180. Seeley, Burnside, and Seeley.
  3. ↑ Plant Cultures History Arquivado em 6 de janeiro de 2009, no Wayback Machine.

    URL acessada em 30 de setembro de 2010

  4. ↑ GRIN (5 de maio de 1997). «Mangifera indica information from ARS/GRIN». Taxonomy for Plants. National Germplasm Resources Laboratory, Beltsville, Maryland: USDA, ARS, National Genetic Resources Program.

    Consultado em 8 de outubro de 2009. Arquivado do original em 11 de dezembro de 2012 

Bibliografia

  • Litz, Richard E. (ed. 2009). The Mango: Botany, Production and Uses (2nd edition). CABI. ISBN 978-1-84593-489-7

Ligações externas

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mangifera indica

O Wikispecies tem informações sobre: Mangifera indica

  • Manga
  • Crop of the Day: Mango, Mangifera indica has a list of helpful resources about this species.

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Mangifera_indica&oldid=59368692”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*