Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

O período de outono-inverno é mais perigoso para as pessoas dos trópicos, onde praticamente não há flutuações sazonais de temperatura, luz e umidade. Na estação quente, crescendo ativamente, as orquídeas florescentes se sentem confortáveis ​​em condições naturais, tolerando facilmente a falta de iluminação, aquecimento e umedecimento adicional do ar. (Orquídea Phalaenopsis – Flor de Borboleta)

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Se o tempo Florista não reagiu à mudança da temporada, não alterou as condições de cuidados e de vida, as conseqüências na forma de, raízes podres húmidas, certifique-se de fazer-se sentir.

Como salvar uma orquídea com raízes podres?

Notando que, recentemente, uma flor viva e saudável tornou-se lenta, as folhas perderam a suculência, tornaram-se murchas e mesmo a rega não ajuda a planta a recuperar, a florista deve estar alerta. Quanto mais cedo o problema for descoberto, mais fácil será ressuscitar a orquídea, porque sem raízes a flor não pode alimentar-se e inevitavelmente morrerá.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

  • Raízes vivas e saudáveis ​​são sempre densas, com uma superfície elástica e uniforme. Quanto mais jovens os rizomas, mais sua cor é mais clara e, quando imersos na água ou após irrigação abundante, ficam notavelmente verdes.
  • Os velhos rizomas têm um tom cinzento ou acastanhado. Mas, desde que alimentem a roseta das folhas e os pedúnculos, as raízes permanecem firmes, lisas e secas ao toque.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

  • escurecimento de rizomas;
  • aparência de áreas úmidas e escorregadias nelas;
  • o fluxo de água quando pressionado na raiz;
  • aparência filiforme das raízes destruídas.

Infelizmente, as raízes decompostas não podem ser salvas, por isso são removidas, podando perfeitamente para um tecido saudável. O mesmo é feito com rizomas secos. A perda de duas ou três raízes, se a planta for adequadamente treinada, não afeta a viabilidade.

Mas e se as orquídeas apodrecerem todas as raízes ou a maioria delas? Posso devolver a saúde da planta ou com um animal verde tenho que dizer adeus?

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Tendo descontaminado os restos de raízes, proporcionando proteção para a planta, é importante processar a zona de crescimento das raízes futuras como um estimulante de crescimento. Isso fortalecerá a imunidade das orquídeas e acelerará o enraizamento.

Como revitalizar uma orquídea: disponível em casa

A orquídea restante não deve ser descartada. Com um bom cuidado e paciência, a planta tropical é muito resistente e amante da vida. Os produtores experientes aconselham considerar três formas de revitalização:

  • em uma estufa doméstica;
  • sem estufa, usando rega e secagem regulares;
  • aterrando num substrato normal.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

A escolha de opções, como salvar uma orquídea sem raízes, depende:

  • da condição da flor afetada;
  • no número e condição das folhas;
  • da presença de rudimentos de cavalos formados no fundo das cavidades das folhas.

De grande importância são as condições que o florista pode criar para a reanimação de orquídeas sem raízes.

Como reanimar uma orquídea em uma estufa?

Se o florista tiver uma estufa em que a planta será mantida com uma alta umidade estável e temperatura confortável, há uma alta probabilidade de salvar até mesmo uma flor seriamente enfraquecida sem um sistema radicular.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

  • despeje uma fina camada de argila expandida;
  • Em cima, havia uma camada de esfagno purificado e cuidadosamente vaporizado.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

  • a uma temperatura do ar de 22 a 28;
  • a uma humidade do ar de 70-100%;
  • com luz difusa brilhante durante 12-14 horas por dia.

A temperatura abaixo de 20 e acima de 33 ° C inibe o crescimento das raízes, mas promove a reprodução de flora e fungos patogênicos.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

O sucesso do enraizamento depende da observância do regime de temperatura, da manutenção de uma luz diurna longa e da umidade do apartamento. Enquanto a orquídea está em uma estufa, a roseta deve ser inspecionada regularmente para evitar o aparecimento de focos de podridão.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Como salvar uma orquídea sem usar uma estufa?

Como no caso anterior, a planta está enraizada a uma temperatura de 20 a 27 ° C, em um local sombreado de raios solares diretos. Mas como reanimar uma orquídea neste caso, quando não há estufa ou estufa?

A roseta pré-tratada é colocada em um recipiente de vidro profundo. Nela, nas horas da manhã, derramou água mole, fervida ou filtrada, de modo que sua superfície toca apenas a parte inferior do sistema radicular restante e não molha as folhas. Nesta forma, a orquídea permanece até 6 horas. Então a água é drenada e a flor secada até a manhã seguinte.

Há uma peculiaridade: como reavivar uma orquídea sem raízes de maneira mais rápida e eficiente.

Adicione uma colher de chá de mel ou xarope de açúcar à água por litro de líquido. Além disso, para umedecer o substrato ou regar todas as orquídeas reanimadas, é útil usar:

  • Fertilizantes complexos especializados em concentração muito fraca;
  • suplementação com ferro;
  • tratamentos reguladores mensais do crescimento.

Como reviver uma orquídea, que não perdeu todas as raízes, mas apenas uma parte delas? Neste caso, a planta ainda é capaz de se alimentar da maneira usual, portanto, é possível cultivar as raízes perdidas, colocando a flor em um vaso de 6-8 cm de diâmetro com o substrato usual. A iluminação por 12 horas e a temperatura de 20-25 ° C fará com que os botões da raiz se tornem mais ativos. À noite, a temperatura não deve diminuir, e a umidade é mantida em um nível elevado.

Em vez de irrigação, irrigação de gota pequena da camada superior do substrato é usada ou meia hora, coloque o recipiente com orquídea em uma bandeja com uma pequena quantidade de água. Umidificar o solo novamente somente depois de ter secado completamente. O crescimento de novas raízes começa em 1-4 semanas.

Vídeo sobre como salvar uma orquídea, se as raízes apodrecerem e a planta perder a capacidade de receber umidade e nutrição, ajudam a esclarecer todas as nuances de um procedimento complexo. A preparação teórica cuidadosa não permitirá cometer erros na prática, e logo a flor amada novamente se tornará um ornamento da coleção de casa.

Vídeo sobre uma interessante experiência de nutrir orquídeas sem raízes

  • Parte 1
  • Parte 2
  • Parte 3

Minha Orquídea Está Morrendo, o Que Faço? – TC

“Minha orquídea está morrendo, o que faço?” Quem já se viu em uma situação como essa sabe o quanto é desesperador assistir ao falecimento da sua planta depois de cuidar dela com tanto carinho.

Sabemos que as plantas possuem um ciclo de vida natural, que se reinicia inúmeras vezes para que continuem se desenvolvendo e florescendo periodicamente. No entanto, alguns imprevistos e sérios percalços podem surgir ao longo desse processo.

Muitos problemas enfrentados podem interromper o seu desenvolvimento, fazendo até com que a planta adoeça ou morra.

No caso das orquídeas, algumas situações são bastante comuns e frequentes se não soubermos dar atenção aos sinais que a planta apresenta ou se não seguirmos à risca os cuidados específicos que elas exigem.

Embora  não seja difícil aprender como cultivar orquídeas, existem alguns detalhes que não podem ser esquecidos. Sendo que na maioria das vezes, a sua morte é causada por alguns deslizes nossos ao cuidar delas.

Uma das causas mais frequentes de morte de orquídeas é o excesso de água ou a sua escassez, que causa o apodrecimento das raízes e infestação de fungos. Outras falhas comuns é luminosidade inadequada e ignorar a troca de vaso ou adubação, deixando-a sem espaço para crescer, nutrientes suficientes e com substrato velho.

Leia também:  Como Um Homem Disfarça Que Esta Apaixonado?

Mas felizmente, as orquídeas começam a nos dar sinais de que algo não vai bem muito antes de adoecer ou morrer. Como por exemplo, raízes amareladas, alaranjadas ou escuras; folhas manchadas ou muito escuras, enrugadas, amolecidas ou com aspecto muito diferente do de costume; e falta de crescimento e florescimento.

Mas não se preocupe, há um jeito de salvar as suas orquídeas, embora esses cuidados para a recuperação delas vão depender do problema que elas estiverem enfrentando.

Veja abaixo algumas dicas que separamos para os casos mais comuns!

Minha orquídea está morrendo por falta de espaço

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Se o problema é falta de espaço, o ideal é replantar.

Orquídeas saudáveis continuam crescendo ao longo de suas vidas, por isso é comum que o local de cultivo fique pequeno após um período. Se a orquídea não tiver espaço suficiente para as suas raízes, o processo de crescimento dela será interrompido ou o próprio vaso poderá sufocar as suas raízes.

Se você notar que suas raízes estiverem muito grandes para o vaso, está na hora de efetuar a sua divisão ou trocá-la para um vaso maior, para que suas raízes possam voltar a se espalhar e ter um bom desenvolvimento.

Vale ressaltar que é normal que as raízes cresçam para fora do vaso, e isso nem sempre é sinal de falta de espaço. Mas se a planta começar a ficar mais que dois dedos para fora do vaso, a troca deve ser feita o mais rápido possível.

Leia mais: Como Replantar Orquídeas: Passo a Passo Completo!

Minha orquídea está morrendo por falta de nutrientes

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Se o problema for falta de nutrientes, troque o substrato.

O substrato para orquídeas é o local onde as raízes vão se fixar. Dependendo do tipo escolhido, é ele quem vai ajudar na absorção de nutrientes e arejamento das raízes. Por isso, o substrato, principalmente no cultivo de orquídeas em vasos, deve ser o mais adequado possível à sua espécie.

Ele precisa ser poroso o suficiente para conseguir reter a umidade na quantidade certa, ao mesmo tempo que é capaz de drenar os excessos. Há substratos também capazes de se decompor liberando minerais essenciais para o desenvolvimento da orquídea.

Assim, o ideal é misturar mais de um tipo em um mesmo vaso, como casca de pinus, esfagno e brita; ou carvão, fibra de coco e brita, por exemplo. No entanto, os substratos também ficam velhos com o tempo, podendo liberar gases tóxicos para as plantas, passar a não drenar direito a água e carecer de nutrientes.

Neste caso, é bom fazer a troca de substrato a cada dois anos, pelos menos, para evitar esses problemas de falta de nutrição e boa drenagem.

Leia mais: Como Plantar Orquídeas em Troncos? Veja Aqui!(Abre numa nova aba do navegador)

Minha orquídea está morrendo por falta de limpeza

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Mantenha a sua orquídea sempre limpa para evitar doenças.

Os orquidários e vasos onde as orquídeas estiverem plantadas também devem estar sempre limpos. Uma boa limpeza requer a remoção das folhas secas, pretas ou queimadas. Aproveite também para passar um pano limpo nas suas folhas para retirar o pó.

A borra de café diluída em água pode ser borrifada no substrato ou passada com algodão nas folhas e nas bordas do vaso, ela é um ótimo bactericida e repelente natural. Isso vai evitar a contaminação por fungos e pragas.

Se você notar que algumas raízes estão secas ou podres, aproveite para podar elas também, mas lembre-se de usar ferramentas esterilizadas e bem afiadas para não danificar as raízes saudáveis.

Minha orquídea está morrendo por conta das raízes

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Se o problema for as raízes, faça um limpeza e troque-a de lugar.

Se você notar que o problema está nas raízes da orquídea, ao invés de partir para a poda imediatamente, considere fazer uma troca de local de plantio. Se você tiver a oportunidade, tente replantá-la em um tronco de árvore no jardim.

Esse ambiente natural é o mais próximo de seu habitat e vai possibilitar que ela faça uso dos nutrientes desse ambiente proporcionado pela árvore. Dessa forma, ela vai ter acesso a um bom espaço para se fortalecer, enquanto desenvolve suas raízes novamente.

Retire com todo cuidado a sua orquídea do vaso, faça uma boa limpeza, enxágue as raízes com água abundante para retirar todo o excesso de resíduos anteriores e fixe-a com barbante natural no tronco colocando um pouco de musgo como substrato para ajudar no enraizamento.

Quando você notar que ela está criando novas raízes, é só desamarrar e deixar que ela se desenvolva ali mesmo. Se você não tiver uma árvore por perto, escolha um bom vaso de barro ou de fibra natural para fazer o transplante. Depois, reúna um bom substrato e complemente com uma boa adubação foliar junto da rega.

Minha orquídea está morrendo por conta do sol

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Orquídeas gostam de iluminação indireta.

Se você notar que as folhas da sua orquídea estão queimadas ou muito escuras, é bem provável que elas estejam sendo queimadas pelo excesso de sol. Isso pode acontecer tanto pela sua incidência em excesso ou por regas em horários de muita incidência solar.

Uma alternativa seria colocá-la em um local com menos incidência solar, com luz indireta, sob a sombra de árvores ou espaços com telas do tipo sombrite. Se o cultivo for dentro de acasa, observe o local e mude-a de lugar.

Você pode expô-la ao sol até as 10h ou após as 16h, para evitar que se queime. As regas também devem ser feitas em períodos de pouca incidência solar, como bem cedinho ou no final da tarde. Orquídeas adoram sombreamento (sombrites) com densidade de 50% a 70%.

Minha orquídea está morrendo por ressecamento

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Orquídeas não gostam de excesso de água, mas precisam ser regadas.

Orquídea Morrendo: Como saber e cuidar de uma planta que está mal

A real explicação científica que se dá para o apodrecimento das raízes das orquídeas Phalaenopsis está relacionada a formação de suas células, isso devido a essas células serem bastante diferente da maioria das plantas em geral, essas plantas que possuem apenas raízes com “canudinhos” que sugam a umidade da terra simplesmente.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

O que fazer quando as orquídeas estão morrendo?

Se foco do problema for nas raízes, você deve fazer uma boa limpeza e trocar a sua orquídea de local.

Isso pode resolver o seu problema, se perceber que o problema esta sendo causado nas raízes, faça esse teste de troca de local da planta antes de tentar a poda imediatamente.

Informações e dicas para cuidados com as orquídeas

1) Onde plantar – Podem ser plantadas em troncos de árvores. Coloque o substrato entre o tronco e a orquídea e una as plantas amarrando-as com um barbante. Depois que a orquídea criar raízes, retire o barbante.

Leia também:  Como Ver O Perfil De Uma Pessoa Que Me Bloqueou No Instagram?

Para o enraizamento ocorrer mais rápido, dilua três gotas de complexo B em um litro de água e borrife a planta uma vez por dia. Só dá certo em árvores rugosas, como palmeiras, cajueiros e jaqueiras.

Para apartamentos ou casas sem quintal ou jardim, vaso de barro ou plástico e caixa de madeira são os suportes mais indicados.

2) Luminosidade – Plante sua orquídea debaixo de árvores. Assim ela receberá luz mais branda, por entre as frestas da copa. Se não for possível, exponha a planta ao sol apenas até as 10h. Isso evitará que ela se queime. Quem tem muitas orquídeas pode coloca-las numa estufa, com telas de sombreamento (sombrites) com densidade de 50% a 70%.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

3) Substrato – É a base onde as raízes vão se fixar. Apenas orquídeas terrestres a exemplo das espécies “rabo-de-tatu” e “palmeirinha” admitem areia como substrato.

Para outras espécies, use casca de pinus, fibra de coco, carvão, brita, caroços da siriguela ousphagnum (tipo de musgo).

Oideal é misturar três substratos: casca de pinus, sphagnume brita; ou carvão, fibra de coco e brita, por exemplo.

4) Adubos – A adubação da orquídea é feita nas folhas. O hora adequado de aplicar o adubo é quando a planta está fria, de manhã cedo ou à noite. Se a planta estiver quente, a reação pode causar queimaduras. Adube sua orquídea em intervalos de 7 ou 15 dias.

5) Aguação – Basta umedecer a planta com um borrifador uma vez por dia. A planta morre mais por excesso de água que pela falta dela. Para saber se está na hora de aguar a orquídea, passe o dedo sobre o substrato. Se ainda estiver molhado, não aplique.

6) Limpeza – Orquidários precisam estar sempre limpos. Retire folhas pretas, queimadas, tanto as que estão na planta como as que caíram. Isso evitará a contaminação por fungos.

  • Não há grandes segredos nos cuidados com as orquídeas.
  • Sugerimos para leitura:Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas
  • Como regar?

O modo mais fácil de matar uma orquídea é molhando-a demais. Suas raízes ficam sem oxigênio e morrem, e os fungos se proliferam de forma descontrolada. As regas costumam ser necessárias de 2 a 3 vezes por semana, dependendo do clima na época.

Não siga à risca regras do tipo “um copo de água a cada 2 dias”, pois isso não funciona bem!

O melhor jeito é testarmos enfiando o dedo no substrato. Cave levemente e sinta a umidade a cada 2 dias. Se ainda estiver úmido, não regue, espere até secar. Regue até que a água comece a escorrer por baixo do vaso. Para elas, é melhor a falta ao excesso de água.

Devemos regá-las de preferência no início da manhã ou final da tarde, evite regar à noite para não deixar as folhas molhadas durante toda à noite. Para saber mais leia nosso artigo Como regar as orquídeas.

Devo adubar minha orquídea?

Claro, ela precisa de nutrientes para crescer. O próprio xaxim ou fibra de coco é fornecedor natural de vários nutrientes. Mas cuidado: O exagero de adubo é pior do que a falta.

Se for colocar adubos no vaso, prefira os orgânicos ou as misturas, pois são mais seguros e eficientes.

Podemos adubar colocando um pouco de adubo em um canto do vaso, na quantidade recomendada.

Não coloque o adubo próximo ao bulbo, pois ele pode “queimá-lo”. Esse adubo irá dissolver-se aos poucos, liberando nutrientes a cada irrigação.

Os melhores para isso são os orgânicos, como a torta de mamona e a farinha de osso, mas podemos também usar misturas, como o “Bokashi”, que pode ser encontrado em casas especializadas.

Essas adubações podem ter intervalos de 3 meses ou mais. Para saber mais, leia nosso artigo Como adubar as orquídeas.

A adubação foliar pode ser feita a cada 15 dias ou mais, com misturas próprias de adubo mineral, dissolvidos em água e aplicados com borrifadores comuns.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?Orquídeas Mini-Phalaenopsis

Procure em casas especializadas, há diversas formulações, busque mais informações na embalagem dos produtos.

Cada adubo exige quantidades diferentes, portanto informe-se sobre a dose e forma de aplicação do adubo que você comprar. Isso geralmente está escrito na embalagem. Veja nesse artigo os melhores substratos para suas Orquídeas.

Sugerimos para leitura:Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

Pragas e doençasPoucas são as doenças que podem atacar as orquídeas, mas caso ataquem, pouco pode ser feito. Entretanto, existem formas de evitar o aparecimento de doenças nas plantas.

Alguns insetos podem se tornar problemas, sendo os principais os pulgões e as cochonilhas.

Os pulgões podem ser facilmente eliminados borrifando-se uma mistura de água e detergente, ou mesmo inseticidas domésticos à base de água, como o “SBP”.

Já as cochonilhas devem ser removidas manualmente, sob a torneira, raspando-se as folhas com uma escova macia (pode ser uma escova dental). Conheça nessa matéria todas as Pragas que sua Orquídea pode pegar.

Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Quando renovar o vaso?

Quando a planta estiver excessivamente ramificada, ou com as raízes muito grandes para o vaso, devemos efetuar a divisão da planta, ou passá-las a um vaso maior, pois suas raízes já não possuirão mais espaço para seu bom desenvolvimento.

Lembre-se que muitas orquídeas criam raízes fora do vaso mesmo que não esteja faltando espaço, o que é normal. Outro critério é trocarmos o vaso quando o substrato começar a drenar mal a água, o que indica um excesso de raízes.

Agora, você está pronto para começar seu próprio cultivo de orquídeas, sem maiores dificuldades.

Algumas informações retiradas do site: cultivando.com.br

Salve as suas orquídeas com esta UTI prática

A UTI deve ser feita com um pote transparente de vidro ou plástico. Foto de b_inxee

Mesmo os orquidófilos mais experientes, muitas vezes se deparam com orquídeas doentes, que foram atacadas por pragas, como cochonilhas ou lesmas, ou infectadas por fungos e bactérias, que as deixaram com poucas raízes e folhas saudáveis, impedindo-as de prosperar. Essas orquídeas, em muitos casos estão condenadas à morte, principalmente se deixadas sem cuidados especiais. Mas com a utilização da técnica da UTI podem ter suas chances de sobrevida muito ampliadas. A taxa de recuperação pode chegar a 70%, ou seja, para cada 10 orquídeas doentes colocadas para se recuperar, 7 se recuperam completamente e voltam a crescer e florescer.

Em quais plantas eu deveria fazer isso? Esta técnica serve para diferentes espécies de orquídeas. Os critérios para a colocação na UTI são:

Descubra como adubar a sua horta e jardim de forma 100% natural, sem um pingo de veneno e sem ter que comprar adubos caros.
  • Folhas e pseudobulbos amolecidos e sem viço ou;
  • Folhas com manchas fúngicas ou bacterianas;
  • Raízes seriamente comprometidas com perda total ou quase total.

Orquídeas doentes que apresentam uma boa proporção de folhas e raízes saudáveis não devem ir para a UTI de orquídeas, pois podem ser tratadas sem perder a “rustificação” do ambiente natural.

Grandes manchas necróticas devem ser removidas antes de colocarmos a planta na UTI. Foto de Pogrebnoj-Alexandroff

Leia também:  O Que Como Quando Onde Quanto Quem?

Da mesma forma, orquídeas com doenças virais também não são candidatas à UTI de Orquídeas.

Como estas doenças são sistêmicas, não tem tratamento e são transmissíveis, recuperar uma orquídea assim é contra indicado, uma vez que ela permanecerá como um foco de doença para todo o orquidário e para o meio ambiente.

Lembrando que doenças virais são silenciosas, e mesmo que a plante aparente estar recuperada, ela provavelmente estará incubando a doença, e pode levar até mais de 20 anos para apresentar os sinais.

Conheça as técnicas por trás de um jardim de vasos repleto de flores e plantas realmente saudáveis.

Preparação da Orquídea:

1. Após uma criteriosa avaliação da orquídea, efetue uma limpeza profunda, removendo todo o substrato aderido às raízes, assim como sujidades aderidas às folhas. Alguns orquidófilos zelosos fazem a limpeza com uma escova de dentes macia, água e sabão.
2. Após a limpeza, você pode efetuar a poda.

A poda é parte fundamental do processo, uma vez que ela objetiva eliminar as partes doentes da planta, para que a doença pare de avançar e sua orquídea tenha chances de se recuperar.
3. Raízes apodrecidas devem ser completamente removidas. O principal critério aqui é a textura.

Se o velame estiver quebradiço e se soltando das raízes, esta parte pode ser totalmente removida. Onde a raiz estiver firme, túrgida, independente da cor, é possível que haja vida, e esta raiz deve permanecer na planta.

Assim, mesmo que a cor esteja parda ou com pintas negras, a raiz ainda pode estar saudável e com potencial de recuperação, desde que esteja bem firme.
4. Os rizomas, folhas e pseudobulos com partes mortas ou manchas devem ser cortadas também.

Tente preservar o máximo de folhas na planta, pois é através da fotossíntese destes órgãos que ela produzirá energia para a recuperação. Corte uma mancha fora com uma margem de segurança, mas não corte folhas apenas por que estão murchas. Folhas murchas apenas estão desidratadas e devem ser preservadas.
5.

Borrife as raízes da planta com uma solução de Cálcio solúvel, como Forth Equilíbrio na proporção de 6 ml para 1 litro de agua. O cálcio vai equilibrar o pH das raízes, nutrir a planta com este elemento e facilitar a absorção dos demais nutrientes.
6. Se necessário, aplique fungicida sobre a planta doente, mas cuidado.

Lembre-se que biocidas podem ser tóxicos tanto para orquídea, quanto para os seres humanos, mas principalmente para as micorrizas que vivem no velame e são importantes para o equilíbrio e crescimento das raízes. Aplique pó de canela em todos os cortes efetuados. A canela é cicatrizante, fungicida e bactericida natural. Reserve.

Preparação da UTI:

É normal que apareçam gotículas de água condensada no interior da garrafa. Foto de Ivan Radic

Precisaremos de um “quarto”, onde sua orquídea terá calor, umidade e luz na quantidade ideal para a recuperação. Além disso, este ambiente especial vai protegê-las de futuras contaminações, assim como pragas e doenças oportunistas.
1. Recorte ao meio uma garrafa pet transparente. Pode ser uma garrafa de refrigerante ou até mesmo uma galão de água de 5 litros, dependendo do tamanho da orquídea que vamos recuperar.
2. Lave muito bem a garrafa por dentro e por fora.
3. Depois do corte, pode ser difícil fazer uma parte da garrafa encaixar novamente na outra. Assim, para facilitar este encaixe, nós vamos arrendondar as bordas da parte inferior da garrafa próximo ao fogo do fogão. Ligue o fogo e deixe baixo, e vá girando a garrafa a uma distância de 20 cm das chamas. Tenha cuidado, se você aproximar demais, sua garrafa pode perder a forma. Assim que as bordas se arrendondarem está pronto. Teste o encaixe e mantenha a garrafa fechada para evitar contaminação.
4. Para a borda emborcar, você deve girá-la sob a boca do fogão, mantendo uma distância de 20 cm das chamas. Se estiver perto demais, enrugará muito, o que dificultará o encaixe da planta.

5. Vá girando constantemente, assim a borda ficará uniforme, depois de dar uma leve emborcada nas bordas, basta encaixar a parte superior.

Prepare o Leito:

Musgo esfagno desidratado natural. Foto de Belinda

A cama onde sua orquídea ficará é composta por musgo esfagno esterilizado. Que ajudará a manter a umidade tanto no ambiente dentro da UTI como nas raízes. O esfagno também dará estabilidade para que a orquídea não fique solta dentro da garrafa.
1. Compre musgo esfagno natural desidratado, aquele com tom creme rosado. Eles podem ser adquiridos em floriculturas e garden centers. Não utilize musgos coloridos, próprios para a ornamentações.
2. Coloque o musgo em uma panela e adicione água até dois dedos acima do musgo, para que ele fique imerso por igual. Após a fervura, deixe por 5 minutos e então desligue o fogo.
3. Assim que o musgo amornar, remova-o da panela e esprema todo a água.
4. Em um litro de água fervida, adicione 5ml de um fertilizante enraizador, como o Forth Enraizador. Este fertilizante além dos nutrientes essenciais tem algas marinhas que favorecem o enraizamento.

5. Deite o musgo previamente esterilizado e espremido nesta solução enraizadora, deixando agir por alguns minutos.

Internamento:

1. Esprema o musgo, de forma que ele fique ligeiramente úmido e coloque um punhado no fundo da garrafa transparente preparada. Não esmague ou aperte o musgo no fundo da garrafa, ele deve permanecer arejado. A água não deve empoçar no fundo da garrafa.
2.

Acomode delicadamente a sua planta sobre o leito de musgo, de forma que ela fique firme e apoiada, sem ficar solta. As raízes devem encostar no musgo.
3. Feche a garrafa encaixando a parte superior e vedando bem com fita adesiva larga e transparente.

A garrafa não pode ter furos, para não escapar a umidade. Não esqueça de colocar a tampa.

4. Coloque a sua orquídea em local muito bem iluminado, mas protegido e ventilado. Se ficar no calor ou sol forte vai cozinhar a sua planta. Se ficar na sombra vai criar fungos e não permitirá a fotossíntese.

Acompanhamento:

Raízes saudáveis crescendo. Foto de Camelia

Sem abrir a garrafa, observe a sua orquídea semanalmente para verificar algum progresso. Orquídeas falenópsis costumam se recuperar rápido e com cerca de 15 dias já podem estar emitindo novas raízes. Catléias por exemplo, podem demorar um pouco mais e dar sinais de melhora apenas após 60 dias.

Ao menor sinal de fungos crescendo na sua garrafa, abra imediatamente e faça todo o processo novamente com uma nova garrafa e um novo musgo esterilizado.
Assim que sua orquídea apresentar raízes com pelo menos 5 centímetros ou mais, ela poderá ser replantada no substrato próprio para orquídeas e receber adubação regular.

Mas é muito importante “rustificar” a orquídea de forma gradual. O ambiente na garrafa é bem diferente se comparado ao ar livre. Há mais luz e menos umidade. Assim, adapte ela um pouco por dia a uma quantidade maior de luminosidade, ao longo de pelo menos 4 semanas, caso contrário ela poderá queimar e regredir.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Postado em Cuidados e Dicas

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*