Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

Este post foi atualizado em 10 março, 2021

São vários os sintomas que podem indicar que é preciso usar óculos e não é difícil identificá-los. Além disso, assim que você tiver um diagnóstico, são grandes as chances da correção ser simples.

Portanto, selecionamos 11 dos principais sinais de que você pode estar precisando usar óculos. Acompanhe e, se algum deles lhe parecer “familiar demais”, não hesite em procurar um oftalmologista.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

1. Dor de cabeça constante

Uma dor de cabeça pode ter vários fatores, de viroses simples a situações mais graves. Mas, se ela é muito persistente, comece a considerar algum problema na visão.

Geralmente, essa dor surge no fim do dia, em especial quando você trabalha no computador. Então, se você reparar que os analgésicos não reagem a sua dor, provavelmente se deve seu cansaço visual.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

2. Dificuldade em ler por muito tempo

Depois de ler ou ficar no computador durante algumas horas você sente a vista cansada?

Para quem precisa olhar para telas durante todo o dia, esse “cansaço” pode ser um desgaste normal. Então, se for o seu caso, procure parar durante alguns intervalos para descansar a vista.

Mas, se mesmo assim você perceber um cansaço e dificuldade em enxergar, procure o oftalmologista.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

3. Tendência a ficar de olhos semicerrados

Sabe quando você tenta enxergar algo e automaticamente aperta os olhos?

Acontece muito ao ler legendas de filmes ou placas de trânsito. Um problema bastante relacionado a isso é a miopia, que se caracteriza pela dificuldade em focar objetos que estão longe.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

4. Dificuldade para enxergar à noite

Se você enxerga cada vez menos quando a luz está baixa, especialmente à noite, pode ser um sinal de problemas na visão, como um início de catarata.

Uma boa dica é começar a reparar se você tem muita dificuldade em enxergar as estrelas ou se locomover em uma sala de cinema escura.

5. Alta sensibilidade à luz

É como aquele efeito que sentimos quando há mudança brusca de luminosidade, só que prolongado. A fotofobia também pode ser indicação de outros problemas, como a enxaqueca.

Mas, muitas vezes, o incômodo que você sente nos ambientes claros pode ser um sinal de problemas na visão.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

6. Necessidade de ficar perto para enxergar melhor os objetos

Esse sintoma pode indicar que você tem miopia. A miopia nada mais é que a dificuldade em enxergar objetos que estão longe. Por isso, você sente a necessidade de chegar mais perto para ter uma visão mais clara.

7. Halos na luz

Em um quarto escuro, quando existe um ponto de luz, como uma lâmpada, você enxerga um círculo de luz em volta dela, como se fosse um halo ou auréola de anjo. Esse sinal pode indicar catarata ou outros problemas relacionados à visão noturna.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

8. Visão dupla

Não, você não está sob efeito de álcool!

Ter a visão dupla pode indicar vários tipos de problemas, alguns sérios, relacionados aos nervos ou músculos dos olhos. Ou também pode ser algo mais simples, como a catarata ou uma distorção que pode ser corrigida com o uso de óculos.

9. Sente que os “braços estão curtos”

Sabe aquela sensação de ter que colocar o papel bem longe para poder ler? Parece que tudo que está perto é difícil de focar, certo?

Essa é a síndrome dos “braços curtos”, ou presbiopia, muito comum depois dos 40 anos. Você pode considerar que algo não está certo quando precisa manter os objetos a uma distância maior do que 30 cm.

A correção é bem simples, com o uso dos óculos de leitura!

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

10. Sensação de pressão nos olhos

Essa é aquela sensação de que há algo pressionando o seu globo ocular. Se você manifestar este sintoma, procure logo seu médico, já que é um indicativo de glaucoma. O problema é facilmente tratado, mas se o diagnóstico não for feito cedo, pode causar danos ao nervo óptico.

11. Vista embaçada

Um dos principais indicadores de astigmatismo é a vista embaçada, tanto de perto quanto de longe. Esse problema impede que você enxergue as coisas com nitidez e acabe vendo só borrões.

Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

Tenho um (ou vários) desses sinais. E agora?

Agora que você identificou alguns sinais, hora de consultar seu oftalmologista. Só ele poderá dizer qual é o problema com a sua visão e como fazer para consertá-la.

  • Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?
  • E caso você precise usar óculos, não deixe de saber tudo sobre as lentes para miopia que existem hoje no mercado antes de comprar seu novo óculos!
  • Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

Como saber se preciso usar óculos de descanso? – Blog

Passar muito tempo lendo, estudando ou na frente do computador, tablet ou televisão são hábitos que deixam qualquer um com a vista cansada, e isso pode gerar vários incômodos.

Os óculos de descanso são um recurso indicado para proteger os nossos olhos dessa exposição. Mas, você sabe como eles funcionam e quando são indicados?

Ao contrário do que muita gente pensa, os óculos de descanso não são indicados apenas para pessoas de idade. Na verdade, eles estão sendo cada vez mais utilizados por pessoas mais jovens e até por crianças.

Quer saber tudo sobre esse tipo de óculos? É isso que a gente vai te explicar neste texto.

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

O que é óculos de descanso?

Como o próprio nome diz, esse tipo de óculos tem o objetivo de manter a vista descansada, especialmente quando estamos lendo ou na frente das telas por muito tempo.

Como saber se eu preciso de um óculos de descanso?

  • Mesmo pessoas sem nenhum problema de visão podem usar óculos de descanso, justamente para evitar o aparecimento de um problema.
  • Apesar disso, é muito importante visitar um oftalmologista, profissional que pode fazer um diagnóstico do seu caso e indicar os óculos de descanso corretos para você.
  • Em todo caso, fique atento aos sinais que o seu corpo apresenta. Pode ser o caso de utilizar óculos de descanso se você apresenta um ou mais dos seguintes sintomas:
  • Dores de cabeça frequentes;
  • Necessidade de “apertar os olhos” para conseguir ler ou ver TV;
  • Sensação de vista cansada;
  • Sensibilidade à luz;
  • Dificuldade para enxergar à noite;
  • Ardência e vermelhidão nos olhos;
  • Coceira nos olhos;
  • Vista embaçada;
  • Lacrimejamento excessivo;

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

Meus hábitos podem influenciar?

  1. Como estamos falando da exposição dos seus olhos, os seus hábitos têm tudo a ver com a necessidade de usar óculos de descanso.

  2. Se você passa muitas horas trabalhando, estudando ou mesmo se divertindo com aparelhos eletrônicos, não precisa esperar o seu corpo reclamar para saber que precisa de óculos de descanso.
  3. Faça consultas periódicas com um oftalmologista e relate a ele quais são os seus hábitos que ele vai avaliar se a necessidade de fazer o uso preventivo de óculos para evitar problemas futuros.
  4. Fique atento porque os sintomas de vista cansada muitas vezes são os mesmos sintomas de outros problemas de vista, como miopia, astigmatismo, hipermetropia, catarata e glaucoma.
  5. Assim, só mesmo uma visita a um especialista para descartar essas possibilidades e, se for o caso, iniciar o tratamento precocemente para evitar que os problemas se agravem.
  6. Atenção: os óculos de descanso não servem para tratar outros problemas de visão Eles também não “curam” a vista, você vai precisar utilizá-los sempre que for submeter seus olhos a alguma exposição prolongada.

Acesse a melhor Ótica online do Brasil: Economize 100% na compra do Óculos!

Existem diferenças nos óculos de descanso para pessoas jovens e pessoas mais velhas?

  • Como você já sabe, os óculos de descanso são indicados para todas as idades, para reduzir os sintomas de cansaço por conta da exposição.
  • Nas pessoas jovens esse artifício é importante para diminuir o desconforto e também para prevenir problemas futuros.
  • Já para as pessoas mais velhas, especialmente após os 40, os óculos de descanso podem ser diferentes, já que a nossa capacidade para focar objetos a uma distância pequena costuma ficar menor com o tempo, problema conhecido como presbiopia.
  • Como quem apresenta esse problema costuma precisar colocar as telas e livros a uma distância maior para conseguir enxergar, os óculos de descanso precisam ser personalizados para atender a essa necessidade.
  • Como Saber Se Tenho Que Usar Oculos?

Que tipo de lentes são utilizadas nesse tipo de óculos?

Vários tipos de lentes podem ser utilizados nesses óculos de descanso, mas os principais tipos indicados são: monofocais, bifocais e progressivas.

Leia também:  Como Saber Qual A Fonte De Alimentação Do Meu Pc?

Corrigem a visão para a distância entre a tela (ou livro) e os olhos, possibilitando enxergar com o mínimo movimento da cabeça. O problema é que esse tipo de lente pode desfocar objetos que estejam mais perto de você.

Esse tipo de lente pode ser adaptado nos óculos de descanso para se ler de perto utilizando a parte inferior e enxergar a distância em sua parte superior. Mesmo assim, objetos mais distantes podem parecer desfocados.

  1. Esse é o tipo de lente mais indicado para óculos de descanso porque elimina as linhas entre os segmentos e gera menor distorção na visão periférica.
  2. É importante se certificar se a lente escolhida para os seus óculos de descanso tem proteção contra raios UV, para evitar a exposição à radiação, mesmo em ambientes externos.
  3. Também é importante escolher uma armação que seja adequada ao formato do seu rosto para que você se sinta confortável ao utilizar os seus óculos de descanso.

Depois de ler esse conteúdo você acha que precisa de óculos de descanso? Quer comprar o seu com garantia e segurança, sem sair de casa? Visite o site da Ótica Isabela Dias e escolha um modelo de armação.

Como Saber se Você Precisa Usar Óculos

Baixe em PDF
Baixe em PDF

É preciso cuidar bem dos olhos e às vezes tais cuidados envolvem o uso de óculos. Os problemas mais comuns de visão são a miopia, a hipermetropia, o astigmatismo e a presbiopia (vista cansada).

[1]
Muitas pessoas têm distúrbios visuais, mas adiam a ida a um oftalmologista ou simplesmente deixam de ir. Se você perceber que a sua visão está deteriorando, marque uma consulta o mais rápido possível.

Assim como a redução da visão, há uma série de fatores que também indicam que alguém possa estar precisando de óculos.

  1. 1

    Descubra se você tem a visão turva de perto. A visão borrada de perto é um indicador de hipermetropia.[2]
    Se você acha difícil focalizar algo que esteja perto dos olhos, é provável que você tenha hipermetropia. Não há uma distância exata para um objeto começar a ficar desfocado que indique hipermetropia.

    • A extensão da hipermetropia influencia na capacidade de se concentrar em algo próximo, por isso, quanto mais longe você precisar ficar para ver um objeto de modo mais nítido, maior é o grau.[3]
    • A necessidade de se afastar da tela do computador ou segurar um livro com o braço esticado são indicadores comuns de hipermetropia.
  2. 2

    Descubra se você tem dificuldade para ler. Se você estiver acostumado a fazer muitos trabalhos de perto, como desenhar, costurar, escrever ou trabalhar no computador e achar difícil se concentrar na tarefa, este pode ser um sintoma de vista cansada ou presbiopia.[4]
    É comum desenvolver problemas de visão relacionados ao foco de um objeto próximo quando ficamos mais velhos.

    • Para saber se você tem este distúrbio visual, basta pegar um livro e ler normalmente. Caso o segure a uma distância maior que 25 ou 30 cm, você deve ter presbiopia ou vista cansada.[5]
    • Se perceber que está afastando o livro da vista para conseguir focalizar as palavras, pode ser presbiopia.
    • Geralmente, os óculos de leitura ajudam neste caso.
    • A presbiopia costuma aparecer entre os 40 e 65 anos.
  3. 3

    Perceba se objetos distantes parecem desfocados. Se você achar que um objeto distante fica cada vez mais desfocado, mas de perto ele é nítido, você pode ter miopia.

    Normalmente, a miopia começa a se desenvolver na puberdade, mas pode ocorrer a qualquer momento da vida.[6]
    Assim como a hipermetropia, a miopia tem vários graus.

    No entanto, se você consegue ler jornal bem, mas tem que fazer um esforço para ler a lousa no fundo da sala de aula, ou está sentando cada vez mais perto da televisão, pode ser miopia.[7]

    • Há evidências de que as pessoas que passaram mais tempo na infância fazendo tarefas que envolvem a proximidade da visão, como leitura, têm mais chance de desenvolver miopia.
    • Porém, os fatores ambientais são menos importantes do que os genéticos.[8]
  4. 4

    Avalie se você tem dificuldade de enxergar tanto de longe quanto de perto. Você pode ter dificuldade de enxergar em ambas as circunstâncias e não só em uma delas. Se este for o seu caso, há chances altas de astigmatismo.[9]

  1. 1

    Descubra se você está com a visão borrada. Se você tem episódios de visão desfocada, leve a questão muito a sério. O sintoma pode ser um indicador de um problema de saúde maior e é preciso marcar consulta médica imediatamente. Se a visão turva só ocorrer de vez em quando ou for limitada a um olho, marque uma consulta com seu oftalmologista.[10]

    • A visão borrada é descrita como a perda de nitidez e percepção detalhada ao olhar para alguma coisa.[11]
    • Analise se o problema acontece apenas com objetos distantes, próximos ou ambos.
  2. 2

    Descubra se você aperta os olhos para enxergar melhor. Se você perceber que está espremendo os olhos para focar algo e enxergar com mais clareza, este pode ser um sintoma de problemas de visão.[12]
    Experimente identificar com que frequência você faz isso involuntariamente e vá a um oftalmologista para fazer um diagnóstico.

  3. 3

    Saiba se você tem visão dupla. A visão dupla pode ser causada por uma grande variedade de problemas ligados aos músculos ou nervos. Porém, ela pode indicar um problema visual que pode ser corrigido com óculos.[13]
    Seja qual for a causa, a visão dupla deve ser levada a sério e você deve procurar um médico rapidamente.[14]

  4. 4

    Analise se você tem tido dores de cabeça e cansaço visual. Casa haja dores nos olhos ou dores de cabeça regulares, elas podem ser indícios de problemas de visão. Olhos doloridos e dor de cabeça depois do término do trabalho ou ao ler indicam vista cansada (presbiopia) ou hipermetropia.[15]

    • A avaliação devida só pode ser feita por um especialista, portanto é necessário marcar uma consulta para examinar a visão.[16]
    • O oftalmologista pode prescrever os óculos certos para a sua condição.
  1. 1

    Descubra se você tem problemas para enxergar no escuro. Se você achar que tem dificuldade em especial para enxergar à noite, pode ser um sinal de problemas visuais.[17]
    A visão noturna fraca pode também ser sintoma de catarata, portanto, ao perceber uma diferença notável, com certeza é preciso ir a um oftalmologista.[18]

    • Você pode perceber que está tendo dificuldades para dirigir à noite ou que não consegue enxergar no escuro coisas que outras pessoas conseguem.[19]
    • Outros indícios são fazer esforço para enxergar estrelas à noite ou para se mover em locais escuros, como uma sala de cinema ou no teatro.[20]
  2. 2

    Avalie se há dificuldade para ajustar a visão entre um ambiente iluminado e um escuro. O tempo que a vista leva para se adaptar às mudanças do claro para o escuro normalmente aumenta à medida que envelhecemos.[21]
    Porém, se este ajuste estiver ficando consideravelmente mais difícil, ele pode indicar um problema que exija o uso de óculos ou lentes de contato.[22]

  3. 3

    Note se você vê círculos em volta das luzes. Se houver círculos brilhantes que pareçam rodear uma fonte de luz, como uma lâmpada, pode ser que você esteja com problema de visão. Estes são sintomas comuns de catarata, mas também podem indicar um dos quatro principais problemas com os olhos. É preciso marcar uma consulta com um médico para saber o que está acontecendo.[23]

  4. 4

    Perceba se a sua sensibilidade à luz aumentou. Caso se perceba um aumento da sensibilidade à luz, é necessário ir ao oftalmologista. O sintoma pode indicar uma série de distúrbios visuais, então é preciso consultar um especialista para obter um diagnóstico completo. Caso a mudança tenha sido repentina e significativa, não deixe de marcar uma consulta.[24]

    • Se a luminosidade estiver machucando a vista, ou se for preciso espremer os olhos sob a luz forte, pode ser que sua sensibilidade tenha aumentado.[25]
  1. 1

    Imprima alguns testes. Caso os sintomas citados acima estejam presentes, não se deve perder tempo para marcar uma consulta com o oftalmologista. No entanto, também dá para fazer alguns testes básicos em casa para avaliar a visão. Tente imprimir alguns testes clássicos da internet com letras que vão diminuindo de tamanho.[26]

    • Depois de imprimir a folha, pendure-a na parede na altura dos olhos em um cômodo bem claro.
    • Fique a 3 metros de distância e veja quantas letras consegue ler.
    • Continue até a última fileira, ou até onde conseguir, e anote o número da linha na qual conseguiu enxergar a maioria das letras.
    • Faça o teste novamente, cobrindo um dos olhos de cada vez.
    • O resultado varia conforme a idade, mas a maioria das crianças mais velhas e dos adultos devem conseguir ler 20 das 20 linhas até o fim.[27]
  2. 2

    Experimente alguns testes online. Assim como os testes impressos, há vários testes que podem ser feitos diretamente no computador. Eles não têm muita precisão, mas podem dar uma indicação básica de como seus olhos estão.[28]
    É possível encontrar testes diferentes para os diversos problemas visuais, inclusive de daltonismo e de astigmatismo.

    • Estes testes envolvem a observação de imagens e formas diferentes na tela do computador conforme as instruções.[29]
    • Lembre-se de que este tipo de teste fornece apenas uma visão geral e não deve ser considerado um substituto de uma avaliação verdadeira.
  3. 3

    Vá ao oftalmologista. Não se esqueça de que é preciso marcar uma consulta com um especialista em olhos e fazer um exame completo de vista se você apresentar tais sintomas. O oculista pode realizar uma série de testes para investigar a fundo os problemas de visão e avaliar a necessidade de óculos. No começo, pode ser um pouco assustador, mas é fundamental cuidar da visão.

    • O médico pode usar diversos instrumentos, direcionar uma luz branca nos olhos e testar diversos tipos de lentes.[30]
    • Você vai ter que ler letras de um cartaz com lentes diferentes diante dos olhos.
    • Tanto o oftalmologista quanto o oculista têm qualificação para realizar estas avaliações.[31]
  4. 4

    Saiba os próximos passos caso precise usar óculos. Depois de fazer o exame de vista, o médico vai dizer se você precisa ou não de óculos. Se precisar, ele vai indicar o grau e fornecer uma receita. É possível ir a qualquer ótica e escolher a armação desejada. O oculista tem experiência para ajudar as pessoas a encontrar óculos adequados.[32]

    • Depois de escolher a armação, é necessário esperar cerca de uma ou duas semanas para que os óculos fiquem prontos e pegá-los.
  • Não minta sobre problemas para enxergar as letras, pois, ao usar óculos sem necessidade, você pode causar danos de verdade à visão.
  • Se você precisar usar óculos, saiba como e quando usá-los. Converse com o oftalmologista para mais informações.
  • Imprima ou desenhe um exame de vista e depois peça para alguém o avaliar.
  • No caso de ter que fazer óculos novos, prefira lentes antirreflexo, pois o brilho do sol pode prejudicar os olhos.
  • Lembre-se de que nem sempre é preciso usar óculos o dia inteiro! Às vezes, só é preciso usar óculos para a leitura, mas apenas o oftalmologista pode explicar o seu caso.
  • Há também a opção de lentes de contato caso você não tenha medo de encostar nos olhos!
Leia também:  Como Obter O Que Se Deseja?

O wikiHow é uma “wiki”; ou seja, muitos de nossos artigos são escritos em parceria com várias pessoas. Para criar este artigo, 17 pessoas, algumas anônimas, editaram e melhoraram o texto desde sua criação. Este artigo foi visualizado 118 147 vezes.

Categorias: Saúde Ocular

Esta página foi acessada 118 147 vezes.

Fique de olho em 7 sinais de que você está precisando usar óculos

De acordo com um estudo publicado no Ophthalmology Journal, até 2050, metade da população mundial terá algum problema de visão — em sua maioria, miopia. Está desconfiando que você já faz parte desse grupo, mas ainda não usa óculos? Existem vários sinais que passam despercebidos no dia a dia e podem indicar a necessidade de lentes corretivas. Abra bem o olho para eles:          

1. Dor de cabeça

Por falta de óculos, algumas pessoas que não enxergam bem tendem a fazer um esforço para tentar melhorar a visão, como prestar mais atenção em objetos e situações ou piscar menos vezes. Esses fatores podem desencadear uma dor de cabeça que é típica de quem possui algum problema ocular como miopia, hipermetropia, astigmatismo (chamados de vício de refração). 

“A dor de cabeça relacionada à falta do uso de lentes corretivas tem algumas características: em geral é na testa ou em torno dos olhos, e está associada ao esforço visual realizado pela pessoa.

Bem diferente de alguém que, por exemplo, já acorda com dor de cabeça.

Esse indivíduo não apresenta uma dor típica associada à necessidade de usar óculos”, esclarece Rosalia Foschini, oftalmologista e membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

2. Piora da visão no escuro

Esse é um sintoma típico de doenças da retina (grupo de problemas hereditários que trazem prejuízos à área dos olhos responsável pela formação das imagens), como a retinose pigmentar. No escuro, como a pupila dilata, fica mais evidente o embaçamento visual secundário aos vícios de refração.

Com o passar dos anos, a capacidade do cristalino (a lente dos olhos) de mudar o seu formato vai diminuindo.

Isso se torna mais evidente após os 40 anos e, como consequência, gera uma dificuldade ao mudar o foco da visão –quando você está mirando algo longe e muda para perto, por exemplo.

Chamado de presbiopia, o problema é popularmente chamado de vista cansada. Assim como os outros sinais apresentados aqui, ele pode ser corrigido com óculos, lentes de contato e cirurgia. 

Imagem: iStock

4. Aproximar de objetos para enxergá-los

É um dos principais indicadores de miopia. “Esse problema é caracterizado pela diminuição da capacidade em ver de longe. Nela, ocorre excesso de convergência pelas lentes oculares, assim, a imagem foca antes da retina. Ao aproximar os objetos, a imagem é projetada para mais perto, daí a melhora do foco” explica Lisia Aoki, oftalmologista do Hospital das Clínicas de São Paulo.

5. Apertar os olhos ao ler

Fazer isso frequentemente é sinal de que está na hora de você se consultar com um oftalmologista –e talvez precise usar lentes corretivas.

Ao apertar os olhos, a melhora na visão se dá pelo efeito chamado de fenda estenopeica. “Quando cerramos os olhos, diminuímos a abertura para entrada da luz e, consequentemente, as aberrações ópticas.

Assim, sua acuidade visual melhora”, aponta Aoki. 

Imagem: iStock

6 . Vista embaçada

O problema acontece porque a imagem encontra-se fora de foco na retina, mas nem sempre a condição significa que você precisa usar óculos. Por isso, é necessário a consulta oftalmológica ao menos uma vez por ano.

O especialista conseguirá definir se o embaçamento ou qualquer outro problema de visão ocorrem por conta da necessidade de lentes corretivas, o que acontece na maioria dos casos, ou se é devido a alguma outra condição.

7. Se distanciar dos objetos

Ter de afastar algo para enxergá-lo melhor é outro sintoma da presbiopia, problema de refração caracterizado pela dificuldade em focar coisas que estão próximas. 

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Como saber se você está precisando de óculos de descanso?

Se você acha que usar óculos de descanso é uma coisa que apenas as pessoas de mais idade fazem,…

Se você acha que usar óculos de descanso é uma coisa que apenas as pessoas de mais idade fazem, está muito enganado. Atualmente, passamos a maior parte do tempo em frente às telas de TV, computadores e videogames. Com isso, a necessidade de usar os óculos de descanso começa a surgir cada vez mais cedo, inclusive na infância.

Sem tempo para ler? Clique no play para ouvir sobre a necessidade de óculos de descanso!

Quer entender melhor sobre esse assunto e descobrir se você precisa usar esse tipo de óculos? Continue a leitura!

Fique atento aos sinais

Quem precisa de óculos de descanso normalmente só percebe isso quando começa a aparecer alguns sinais em situações específicas, como aproximar ou afastar os objetos para conseguir enxergá-los melhor.

Fechar os olhos para conseguir ler um livro ou enxergar as telas de celulares, TV, computadores, entre outros aparelhos eletrônicos também indica que o uso dos óculos de descanso pode ser necessário.O esforço feito pelos músculos oculares ou o ato de apertar os olhos conseguem corrigir momentaneamente a visão, porém não resolvem a longo prazo.

 Logo começam a surgir problemas como a vista cansada, dores de cabeça, ardência e vermelhidão nos olhos, sensibilidade à luz, coceira, lacrimejamento e piscar excessivo.

Verifique seus hábitos

Seus hábitos podem fazer com que você necessite dos óculos de descanso, afinal, não é preciso esperar que os problemas apareçam para tomar uma atitude.

Além disso, graus mais baixos de astigmatismo ou hipermetropia, por vezes, são percebidos apenas nessas situações, ao contrário de outros problemas mais graves, como a miopia, que dificulta a realização de tarefas no dia a dia.

Se você passa muito tempo em frente a alguma tela ou fazendo leituras, é preciso relatar isso a um oftalmologista. Fale também sobre a forma como o equipamento fica posicionado e em quais condições a leitura é feita — com pouca iluminação, em livros físicos, etc.

Leia também:  Como Saber Quando Vou Encontrar Um Namorado?

Faça o exame oftalmológico

O exame oftalmológico é importante, pois esses sintomas também podem ser manifestações de outras doenças, como hipertensão, diabetes, disfunções na tireoide, catarata, glaucoma, tumores, tuberculose e várias outras.Algumas delas, quando não são tratadas, podem levar à cegueira, sendo assim, o diagnóstico precoce é essencial.

Ainda que não seja identificada uma doença sistêmica, usar os óculos de descanso pode ajudar muito na hora de ler e evitar os desconfortos que já mencionamos.eA consulta com um especialista deve ser feita regularmente para te ajudar a saber se existe a necessidade de trocar o grau ou mesmo se ainda é preciso continuar usando os óculos.

Ele também poderá te auxiliar a descobrir o melhor tipo de lente para usar (monofocais, bifocais ou progressivas) de acordo com o seu problema de visão.

Para quem já está na casa dos 40 anos, os óculos de descanso são diferentes, já que a partir dessa idade nós podemos começar a ter dificuldade em focalizar objetos próximos, principalmente quando há pouca luz. Essa condição é chamada de presbiopia e pode afetar qualquer pessoa na faixa etária, portanto, fique atento.

Assim como no caso dos óculos de grau, usar os óculos de descanso requer apenas que você se acostume. Com o tempo, fica mais fácil lembrar-se de usá-lo, além de não ser mais um incômodo, pois você conseguirá enxergar bem melhor.

Suspeita de que precisa usar óculos de descanso? Então agende imediatamente uma consulta com um oftalmologista!

Você deve se perguntar – será que preciso de óculos?

De repente você percebe uma diminuição na sua visão. Os sintomas de diminuição da visão podem variar. Para algumas pessoas, torna-se mais difícil ler os sinais de trânsito com rapidez e a uma certa distância.

Para outras, é necessário segurar o livro ou o jornal mais longe, para conseguirem ler o texto. Tanto crianças como adultos podem começar a perceber uma necessidade de piscar os olhos para conseguir dar foco aos objetos.

Quando sintomas como esses começam a aparecer, você deve se perguntar: será que preciso usar óculos? Mas muitas vezes as pessoas demoram para receber o aconselhamento de um oftalmologista.

Quando a percepção visual começa a declinar, devemos isso à dificuldade no processo de acomodação do olho. A acomodação da visão refere-se à capacidade que nossos olhos têm de focar o que enxergamos.

Um declínio na visão também pode ser devido a outros fatores, como problemas circulatórios ou até outras doenças, além de fatores temporários.

Mas, independentemente da causa, o primeiro passo é uma visita ao oftalmologista para um teste rápido de visão – que em muitos casos é realizado gratuitamente. Um teste de visão leva apenas alguns minutos e proporciona respostas rápidas.

Se você está sofrendo de uma perda de visão que não tenha sido corrigida com óculos, seus olhos vão ser obrigados a fazer acomodações constantes. Isso causa fadiga ocular, e pode ser uma questão de segurança também.

Na maioria dos casos, o declínio da acuidade visual ocorre devido às mudanças no olho, como a miopia: que surge quando a forma do globo ocular é alongada. A luz que entra já não atinge totalmente a retina, mas pára logo em frente a ela. A miopia pode surgir a qualquer idade. Os sintomas típicos incluem:

  • Objetos distantes (sinais de trânsito, placas) aparecem desfocados
  • Apertar os olhos quando olha para objetos distantes

Mesmo a miopia aparentemente menor deve ser corrigida com óculos, logo que possível. Qualquer perda da acuidade visual aumenta o risco de acidentes de trânsito substancialmente.

Estudos têm demonstrado que a miopia tende a fazer com que os motoristas arrisquem-se em manobras de ultrapassagem perigosas, pois eles não conseguem ver a tempo os carros que se aproximam. Outros demonstram que as pessoas tendem a superestimar a sua acuidade visual verdadeira.

Por isso, é especialmente importante fazer um teste de visão com seu oftalmologista. Ele vai lhe dizer se a prescrição de óculos pode restaurar sua visão – e também ampliar a sua qualidade de vida.

Quando as crianças sofrem de miopia, o problema requer a intervenção de um adulto. As crianças pequenas geralmente não percebem que deveriam estar enxergando melhor. É uma pena, pois quanto mais jovem o paciente, mais fácil é corrigir a miopia. Os sinais de alerta mais importantes incluem:

  • Estrabismo ou inclinação constante da cabeça
  • Nenhuma reação ou uma reação excessiva à luz
  • Piscar excessivamente e arregalar os olhos frequentemente
  • Esfregar frequentemente os olhos
  • Impossibilidade de focar corretamente ou não enxergar um objeto
  • Frequentes tropeços ou quedas
  • Falta de vontade de ler
  • Notas baixas na escola
  • Relutância em brincar com outras crianças

Para diagnosticar precocemente e detectar a miopia em crianças, os especialistas desenvolveram um teste “lúdico” de acuidade visual. Com ele é possível testar até mesmo se recém-nascidos estão reagindo adequadamente à luz.

O bebê vira a cabeça quando uma lâmpada é ligada por perto? Se sim, isso é um sinal de que está tudo bem. Aos sete meses de idade, uma criança deve ser capaz de segui-lo com os olhos.

O que acontece quando você se esconde atrás de uma almofada, um livro ou do sofá e chama seu filho? Se ele ou ela reage, sinal de que enxerga bem. Com oito meses de idade, a criança deve ser capaz de alcançar e segurar objetos nas proximidades.

Perto do primeiro aniversário, a criança deve ser capaz de alcançar uma bola rolando na sua própria direção. Se essas etapas não forem cumpridas, uma rápida visita ao pediatra é aconselhada.

Geralmente, inicia em torno dos 45 anos.

Diferente da simples diminuição da visão, , que tem sintomas semelhantes aos da presbiopia, mas é causada por um ângulo de olho menor que o habitual, na presbiopia relacionada à idade, as lentes do olho tornam-se mais rígidas. Os sintomas incluem: de repente ler e escrever exige um grande esforço, e leva mais tempo para o olho mudar da visão de perto para visão de longe.

  • É necessário segurar os jornais mais afastados para poder ler
  • Uma sensação frequente de queimação nos olhos
  • Dores de cabeça e dor nos olhos
  • Aumento da fadiga

Veja também: Uma rápida visita ao oftalmologista garantirá que seus sintomas não aumentem, e que o seu conforto e acuidade visual sejam restaurados.

Para a presbiopia, óculos de leitura ou lentes progressivas ajudam. Óculos de leitura só são eficazes para a visão para perto e devem ser removidos para ver objetos distantes.

Em lentes progressivas, a transição entre a visão à distância e a visão de perto é incorporada diretamente e de forma invisível na lente. O paciente não precisa mais alternar constantemente entre óculos de leitura e os regulares.

Uma visita ao oftalmologista irá dizer se as lentes progressivas são a melhor solução. Às vezes demora um pouco de tempo para se acostumar com as lentes progressivas, mas quanto mais cedo elas são usadas, mais fácil será a transição.

Mas para os pacientes que não se importam de colocar um par de óculos para leitura e outras tarefas que requerem uma visão de perto, ou que não precisam de óculos para visão à distância, um par de óculos de leitura pode resolver a situação.

Óculos de leitura simples são baratos, o que os torna uma solução interessante à primeira vista. Mas tome cuidado, os óculos de leitura pré-fabricados têm algumas desvantagens reais.

Com esses óculos de leitura, você não terá o benefício de um exame de olho apropriado, e um ajuste personalizado. E lembre-se: seu olho é tão individual como a sua impressão digital.

É por isso que as lentes dos óculos devem ser precisamente centradas conforme a distância da sua pupila, e a armação precisa ser ajustada ao formato de sua cabeça. Isso é um trabalho para um profissional treinado.

Como reconhecer problemas de visão Miopia, hipermetropia, astigmatismo etc. – quais são os problemas visuais e como corrigi-los? A história dos óculos De suas origens como “pedras de leitura” a acessórios de estilo de vida. Lentes antigas e armações novas. É possível? Se você não gosta mais das armações de seus óculos, mas as lentes ainda estão perfeitas para sua visão, como a sua ótica pode ajudar na busca por um novo modelo? Apenas seus óculos podem fazer isso! Lentes de contato são uma boa alternativa aos óculos, mas ainda existem algumas soluções de visão possíveis apenas com os bons e velhos óculos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*