Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Alguns de nós passam décadas buscando encontrar seu verdadeiro “eu”. Alguns anos, dezenas de livros de autoajuda, caixas de Prozac e idas à médiuns depois você tem a mesma certeza que tinha no começo: nenhuma.

Durante os últimos anos tenho buscado sentido em minha vida, me descobrir e entender quem sou como ser humano e vou lhes dizer, a cada dia nesta busca me sinto mais perdida.

Até que há alguns dias atrás lendo “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se” e depois de algumas conversas com amigos uma ideia melhor passou pela minha cabeça.

E se o fato de não saber quem eu sou fosse a melhor coisa que poderia “me acontecer”?!

“Segundo o budismo, a ideia do “eu” não passa de uma construção mental arbitrária e, por isso, é preciso abandoná-la, porque ela sequer existe. Segundo essa filosofia, a medida arbitrária pela qual nos definimos é, na verdade, algo que nos aprisiona, e, portanto, é melhor abrir mão dela.”

– Mark Manson, A Sutil Arte de Ligar o Foda-se

A ideia de se definir é limitante e aprisiona. Ponto. É claro, cada um tem qualidades, defeitos e habilidades que já “vem de berço”, entretanto, não significa que não possamos tirar a bunda da cadeira e fazer algo sobre isso se realmente quisermos.

Acho sim importante se conhecer, entender do que você gosta ou não e tudo mais. Mas, definir quem você é, me parece algo como entrar em uma enorme zona de conforto na qual você planeja viver durante toda a sua vida. Parece muito mais medo do desconhecido do que coragem, como costumava pensar.

Sabe por que?! Porque não saber muito bem quem você é dá medo. Durante anos isso fez eu me cagar de medo. Como eu posso escolher uma faculdade se não sei quem sou? Como poderia escolher uma carreira se não conheço meu verdadeiro eu?! Se eu não souber quem sou jamais serei alguém na vida.

Esse pensamento é tão aterrorizante porque suas escolhas e atos são baseados no que você sente e acha certo naquele momento, sem ter certeza. Porque é assim que a vida é.

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Você não vive num filme onde sabe que o mocinho – interpretado por você, obviamente – vai ficar com a mocinha no final, além de ter a casa e emprego dos sonhos. Isso tudo depois de realizar uma viagem de autoconhecimento e entender todo seu ser e o propósito de sua existência.

Mas vou te dizer, a vida é bem real e cheia de incertezas.

E nem todos querem ter sobre si o peso de precisar fazer escolhas difíceis porque a responsabilidade de ter feito o que você julgou ser o melhor naquele momento – mas se revelou ser uma escolha de bosta – é muito mais doloroso e desconfortável do que definir um rótulo e esconder-se atrás dele, fazendo só o que você está “destinado” a fazer.

Quando você se define através do seu trabalho, seus gostos, características e defeitos, ou mesmo pela opinião alheia, você está se colocando em uma zona de conforto. Está dizendo que tudo que não lhe compete está fora da sua responsabilidade e você nada pode fazer sobre aquilo. Mas eu vou te dizer algo:

Seu trabalho, seus gostos e desgostos e o que dizem sobre você não definem quem você é. Nada define, nem mesmo você.

Quando era criança eu sofri bullying o suficiente para, na minha adolescência, me impedir de olhar outras pessoas nos olhos. Eu mal falava com outras pessoas e todo esse “fuzuê” em torno da minha aparência durante minha infância me fez ser muito tímida, introvertida e me preocupar demais com o que os outros pensam sobre mim.

Eu poderia ter aceitado tudo isso e começar as definições por aí: sou tímida, não falo em público, sou péssima com pessoas, etc. Prontinho. “Me veja uma caixa grande, por favor”.

Aos 16 anos, na minha primeira redação no colégio novo, recebi nota 3 porque tentei escrever criativamente, em vez de fazer uma redação “estilo vestibular”. Eu poderia ter aceitado este rótulo também: não escrevo bem. “Na verdade, acho que cabe tudo numa caixa de sapato mesmo…”

Aos 23 anos comecei a fotografar e achava que era ótima nisso. Comecei a fotografar profissionalmente e adorava. Se me perguntasse quem eu sou diria: “Laís Schulz, fotógrafa, muito prazer.”, porque a caixa não estava apertada o suficiente, é claro. Eu precisava de menos espaço. “Bom, me dá logo uma caixa de fósforos que cabe!” – eu disse.

É claro que eu trabalho como fotógrafa e adoro isso, e persistir nessa habilidade me faz ser cada vez melhor no meu trabalho. Mas, isto não deve me definir como ser humano nem mesmo como profissional. Eu tenho a liberdade de buscar novos horizontes e testar minhas habilidades de qualquer outra forma e em qualquer outra área de atuação quando eu tiver vontade.

Eu percebi o quanto todos estes rótulos e esta busca por “se encontrar” são limitantes. À medida que nos cercamos de rótulos diminuímos cada vez mais nossos horizontes até que passamos a enxergar nossa vida através do buraco de uma fechadura.

Melhor esposa, aluno mediano, mãe do ano, Miss Universo, sem talento, vadio, indecisa, feia, inteligente, séria, bem humorado, fitness.

Viver assim é muito chato, sabia?! Você percebe que ao “escolher” e carregar consigo o rótulo de sério você vai tentar aparentar não ser doidão e engraçado quando quiser?!

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Você já percebeu que quando se coloca em uma caixa como “não sou criativo” você acabou de se limitar e conformar-se diante de qualquer situação que exija o mínimo de sua criatividade?!

Afinal, se sou feia, pra que me arrumar? Se sou fitness, meu décimo primeiro mandamento, pela graça de Moisés, é que nenhuma batatinha frita jamais chegará perto da minha boca.

Dizer que é isso ou aquilo limita a visão que o mundo tem de nós, mas acima de tudo, limita a visão que temos de nós mesmos.

Definir quem você é te faz entrar numa zona de conforto extremamente desconfortável e limitante.

Nós paramos de tentar fazer uma coisa ou outra porque “não é para nós” pelo simples medo de fracassar. Mas, a verdade é que muito do que achamos “ser” nós apenas “estamos”. Como assim?!

Bom, eu realmente acredito que podemos mudar muitas coisas em nossa vida e em nosso ser. Você pode não ter nascido com uma bola nos pés – não literalmente falando, você entende, né?! – mas, se treinar muito e se dedicar, com certeza poderá dizer que é bom no futebol.

Eu, por exemplo, sempre tive muita ansiedade. Durante bastante tempo me coloquei na caixa que levava escrita nela “sou ansiosa” em letras garrafais.

Bem, dizer que sou ansiosa todos os dias é muito cômodo, porque eu não tenho o que fazer. Sou assim e nunca vou mudar, não importa o que eu faça ou deixe de fazer.

Apesar dessa “aceitação” ser algo ruim para mim, é uma situação cômoda, sem riscos. Afinal, é muito mais cômodo nem tentar porque eu sou assim do enfrentar o medo de tentar mudar esta condição e falhar.

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Na pior das hipóteses, eu posso ser bem sucedida na minha empreitada e deixar de “ser ansiosa” durante toda a minha vida e passar para a condição de “estar ansiosa” em alguns momentos específicos.

Mas e aí, eu vou sair da minha segurança e não saberei mais o que sou, porque se não sou ansiosa, o que eu sou?! Ah, isso é um problema porque não sei viver com incerteza, preciso de uma carapuça que sirva. Preciso agora. Acho que estou ficando ansiosa de novo…

Capisce?!

Por isso não gosto de dizer que sou assim ou assado. Em algum momento decidi começar a falar de uma forma diferente. Hoje digo que estou trabalhando com algo, que gosto de escrever, que me sinto ansiosa ou triste em algum momento, que estou feliz, que me porto de forma séria quando preciso, mas que também sei tirar sarro da minha própria cara quando merdas acontecem.

Eu também sei que sou livre para experimentar o que eu quiser, quando quiser e que a incerteza diante de tudo que eu não sei deve ser um combustível e não um sinal de alerta.

Nós temos um mundo de possibilidades diante de nós e isso não deveria ser assustador. Se você não gosta de trabalhar como diretor de uma empresa e quer trabalhar de barista porque ama fazer café e conversar com pessoas, o que há de tão aterrorizante nisso?!

E o que há de errado se você fizer isso e depois perceber que não era bem o que você queria fazer e decidir que quer trabalhar como mergulhador na Austrália? A única coisa que você está perdendo tentando se encaixar e permanecendo nos rótulos que colocou ou colocaram sobre você é a sua felicidade… Só isso.

Tentar se encaixar em algumas definições específicas, um estilo, numa profissão ou num desejo são limitantes e ninguém é obrigado a viver a vida trancado em uma caixa espiando tudo através de frestas.

Abra a caixa, rasgue-a e jogue-a no lixo reciclável para que ela possa virar algo melhor. Sinta o vento nos cabelos e finja que está num comercial de shampoo, porque a vida está só começando e você não faz a mínima ideia de quem é. E isso nunca foi tão bom!

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Quem sou eu? As 30 perguntas para se conhecer

Em um mundo de possibilidades quase infinitas, se conhecer parece um desafio grandioso para muitas pessoas. Todavia, refletir sobre quem sou eu garante a abertura de abordagens variadas para encontrar um propósito em comum. Assim sendo, por meio dessas 30 perguntas para si mesmo, veja como encontrar sua identidade.

Quais as suas qualidades?

Uma das primeiras perguntas para responder “quem sou eu” é conhecer as suas qualidades. Além de se ver como se enxerga, vai perceber mais sobre sua autoestima.

Você conhece os seus gostos pessoais?

Filmes, livros, teatro, música… De que maneira escolhe seus passatempos e como os seleciona? Através disso pode entender como algo te emociona, te alegra, entristece ou mesmo provoca a sua raiva.

Qual o seu medo?

Para responder “quem sou eu”, procure pensar no seu maior temor na vida. Assim, a partir do seu medo, você entende de que maneira o mundo externo influencia em seus pensamentos e ações.

O que você já abandonou?

Sejam pessoas, animais, objetos ou situações, pense em tudo aquilo que escolheu ou teve de deixar para trás. Ademais, com mais cuidado, pense nas motivações que usou para justificar esses atos.

Leia também:  Como Saber As Musicas Que Tocam Na Radio?

O que mais te marcou na vida?

Reflita sobre quais são os marcos que guarda na sua experiência e procure pensar como eles ficaram impressos em você até agora. É interessante notar que nesse ponto pode se direcionar a momentos alegres ou sombrios de sua vida. Ainda assim, seja sensível e cuidadoso na busca.

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Há algo em você em que precisa ser melhorado?

Seja honesto consigo e admita com segurança que você é um ser humano perfeitamente imperfeito. Dessa forma, respondendo à pergunta “quem eu sou”, conseguirá perceber o alcance do seu autoconhecimento. Sendo mais crítico sobre si mesmo na medida certa, perceberá por quais mudanças precisa passar.

Leia Também:  Neurociência e Psicanálise: de Freud à atualidade

Para você, o que é felicidade e se sente feliz?

Você possui a ideia da natureza da felicidade e, se sim, é feliz com a vida que possui? Dedique um pouco do seu tempo para avaliar quais escolhas te deixaram feliz durante o seu percurso. Se for o caso, vá atrás do que acredita ser a fonte de sua felicidade.

Já saiu de sua zona de conforto?

Pessoas que se acomodam em determinado padrão possuem mais dificuldades em lidar com o questionamento sobre “quem eu sou”. Quando foi a última vez que se propôs a ir além de onde está? Explore as oportunidades que possui e saia da zona de conforto se isso ajudar a alcançá-las.

A quantas pessoas confiaria a sua vida?

Sente-se à vontade o suficiente para confiar a sua vida a outra pessoa? Por meio desta pergunta para alcançar “quem sou eu” perceberá:

  • O quanto confia em alguém;
  • O valor de uma pessoa para você.

Costuma ligar para o que dizem sobre você?

Comentários alheios costumam causar alguma reação em você? Se sim, pode inconscientemente buscar aprovação ou medo de julgamento alheio. Mesmo se for “não”, refletir sobre isso ajuda a enxergar como você se projeta a partir da visão dos outros.

De que modo lida com as suas falhas e erros?

Uma das formas de se conhecer é perceber a maneira como lida com tudo aquilo que não funciona em suas mãos. Contudo, saiba que isso inclui seus erros e suas falhas internas.

Qual é o seu maior sonho?

Ainda que seja uma resposta única, ela é suficiente para avaliar o quanto que você consegue sonhar. Ademais, responder essa questão pode ser o momento perfeito para traçar planos.

Qual a sua meta profissional quando criança?

Lembre-se dos momentos de sua infância enquanto imaginava ter uma profissão dos sonhos para se responder “quem eu sou”. Por meio disso, verá o quanto mudou, quais eram suas expectativas e quais delas cumpriu.

Possui uma frase que te representa muita coisa?

Seja de uma música, filme, peça ou mesmo alguém que admira, qual frase te define? É um jeito simples de entender suas motivações pessoais e como percebe o mundo externo.

Se tivesse a chance de conversar com qualquer pessoa, mesmo falecida, quem seria?

Essa pergunta é importante porque você sozinho vai definir quem é importante para você. Basicamente, um ídolo pessoal, alguém que respeita e admira com profundidade. Lembre-se de que pode ser alguém conhecido ou não, e que é importante diferenciar a inspiração da cópia.

Qual o seu projeto de vida?

Questionar-se a respeito do seu projeto de vida é importante para lidar com “quem sou eu” de maneira madura. Através disso você pode compreender:

  • Suas crenças;
  • Seus valores;
  • Seus propósitos.

Sente-se atraído a alguma causa social?

A sua presença em projetos sociais ajudam a dar uma melhor compreensão sobre a sua sensibilidade. Por exemplo, isso esclarece com mais facilidade o quanto você se importa com as necessidades de outras pessoas.

Se hoje fosse o seu último dia na terra, o que faria?

Mesmo que seja uma pergunta difícil, se mostra válida para pontuar os elementos sobre “quem eu sou” e seu lugar. Aqui saberá quais as suas prioridades e o que é importante a si.

Leia Também:  Medo de ficar sozinha ou sozinho: causas e tratamentos

Você voltaria no tempo para mudar algo?

A nossa vida é construída com base nas escolhas que tomamos ao longo delas. Com base nisso, existe algo que desejaria mudar se tivesse a chance? E como isso impactaria no seu futuro?

Quais são os hábitos que mais te deixam feliz?

Não seja modesto e observe os comportamentos dos quais mais se orgulha. Seja algo físico, mental ou emocional, conscientize sobre os bons hábitos que mantém.

Quais são as pessoas mais importantes da sua vida?

Por meio disso conseguirá enxergar pontos específicos da sua personalidade e sociabilidade. Assim, atente-se ao otimismo e entusiasmo dos nomes que citará.

Se pudesse alterar qualquer coisa no mundo o que poderia ser?

Pense em tudo aquilo que te desagrada no mundo e o que faria para mudar. Aqui você trabalhará a sua ambição.

Como reage a mudanças repentinas em seus planos?

De que modo a mudança de planos ou mesmo cancelamento deles mexe com você? Compreender as suas reações diz bastante sobre a sua própria identidade.

Como a rejeição de alguém afeta você?

Você se abala ou se mantém firme quando alguém o rejeita em qualquer nível? Através do conhecimento como se comporta nessa situação, conseguirá entender melhor a sua autoestima. Ademais, conseguirá agregar confiança à própria postura.

De que maneira você se recarrega do mundo?

Após tanto interagir com o mundo externo, como você recarrega as suas forças? Quais os recursos que utiliza para se manter em equilíbrio e saudável com essa troca?

O que é sucesso para você?

Mesmo que isso seja subjetivo, sua própria ideia do que é o sucesso mostrará diretamente os seus valores.

Você se apega muito fácil a algo?

Costuma se apegar a alguma pessoa ou objeto em particular? Se sim, mostra que você possui dificuldades em se libertar de uma ideia sua a respeito de como interage com o mundo.

Seu nome possui alguma história por trás dele?

Mesmo que não haja uma história especial por trás disso, entenda a raiz do seu nome. Na família e em dicionários de nomes, tente alcançar o significado dele. Dessa forma, poderá alinhar isso com o seu propósito de vida.

Quando está só sente liberdade ou solidão?

Por meio disso, encontrará alguns sentimentos que surgem naturalmente nessas condições. A depender de sua resposta, saberá se é alguém carente ou com equilíbrio emocional.

Sente-se responsável pela vida que tem hoje?

Para finalizar as perguntas sobre “quem sou eu”, você se responsabiliza pela vida que possui hoje? É preciso ter em mente o controle que possuímos em relação a tudo aquilo que tocamos. Caso não possua por completo, entenda o que lhe foge e se empenhe a ter independência.

Considerações finais sobre quem sou eu

Embora a lista seja grande, as perguntas acima são os pilares que precisa para responder “quem sou eu”. Claro, não existe uma receita pronta, mas isso é suficiente para motivar a sua busca pessoal.

Ademais, indicamos a não ter medo de não encontrar uma resposta definida ou até encontrá-la. Mesmo que pareça confuso, você está em constante mudança e evolução. Basta apenas se dispor a acompanhar isso e moldar a sua vida para novas possibilidades.

Outra forma de se ajudar a responder “quem sou eu”, é se inscrever em nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica. O curso te ajudará a desenvolver seu autoconhecimento para que lide com suas questões de forma madura e segura. Além de desenvolver o seu potencial, saberá quais fontes pode usar para sanar suas necessidades existenciais.

QUEM SOU EU?

Apr 24, 2020·4 min read

Como Saber Quem Sou Eu De Verdade?

Não sei quem eu sou, ou será que eu sei?

Eu poderia ser como aquela pessoa? Eu acho que poderia ser até melhor.

Será que eu nasci assim? Ou me fiz assim? Ou pior, me fizeram assim?

Esses são os diálogos de uma geração que ansiosamente se procura, acaba se encontrando e depois se perde novamente. É muita informação, muita opinião, muita persuasão e no final só tem muita confusão. Depois de tantas tentativas, as pessoas parecem andar em círculos e se encontram no mesmo lugar pensando: ‘quem sou eu?’

Já faz alguns anos que a palavra “identidade” tem sido jogada para lá e para cá. Todos querem um livro sobre isso, procuram palestras sobre esse assunto e continuamente escutam essa palavra em tantas pregações. Durante a minha infância e adolescência cresci sem ouvir essa palavra, a não ser quando alguém pedia meu documento, pois o único que eu tinha era a minha carteira de identidade.

Nestes últimos anos vejo uma crescente busca de “se encontrar” e de “se conhecer”.

Fiquei a pensar o motivo desta ênfase sobre esse assunto e pelos meus estudos a maioria dos psicólogos dizem que as crises de identidade só aumentam por causa da falta de estrutura familiar nestes tempos modernos.

Um pai e uma mãe que amam e criam seus filhos de maneira saudável são essenciais na formação da identidade de uma criança e por fim de um adulto.

Essa realidade de uma família estável e saudável é rara hoje em dia, maioria cresce sem esse apoio tão necessário. Felizmente alguns acabam encontrando Jesus e ali descobrem que podem ser tudo que Deus planejou que fossem! Que libertador esse sentimento! Mas um detalhe, não é tão fácil quanto parece.

Você sabe mentalmente que tudo que a Bíblia diz que você é, você realmente é, mas como lidar com as inseguranças e dúvidas que temos? Sabemos que somos amados, mas como lidar com a rejeição e o medo de falhar?

Vejo que a ênfase em saber quem somos em Deus, em ‘nos encontrar’ e ‘se conhecer’ tem tomado uma proporção maior do que deveria. Claro que ao estudarmos a Bíblia conheceremos o que Deus diz ao nosso respeito, mas no final do dia o mais importante não é se conhecemos a nós mesmos, mas se conhecemos a Ele.

Por favor não me entenda mal, sou super a favor de sabermos quem somos em Cristo, mas vejo que sem perceber nos perdemos tanto em nós mesmos que esquecemos de verdadeiramente conhecê-Lo.

Está escrito em Colossenses 3:3 que “agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus” e isso me faz imaginar eu e você dentro do Seu coração, ali conhecendo o Seu cheiro, o Seu ritmo, o Seu respirar e o Seu jeito.

Creio que neste lugar tão privilegiado é que encontramos quem Ele é, e ao descobri-Lo encontramos finalmente o nosso lugar ali.

O foco muda de querer ser alguém, para estar com a Pessoa mais importante, os sonhos mudam de ser alguém influente para participar do plano incrível de Deus.

O que nos impede é o nosso egoísmo de querer saber tudo, de prever nosso destino, de ter uma segurança terrena em algo que só pode ser eterno: o plano de Deus para nós.

O Seu maior plano encaixa perfeitamente naquilo que fomos criados para ser e fazer. Deus não é incoerente de fazer alguém com habilidades incríveis que ficarão enterrada pela vida toda. O obedecermos Ele, naturalmente Ele traz à tona o melhor de nós.

Ao estendermos à mão ao perdido, encontramos a Sua mão estendida também. Ao falarmos do Seu amor, encontramos as Suas palavras brotando do nosso coração. Ao dividirmos o nosso pão, encontramos o milagre da multiplicação. Todo passo de obediência em Sua presença, nos revela quem Cristo é e consequentemente revela quem somos Nele.

Deixe aos pés da Cruz essa necessidade de saber tudo, de conhecer tudo e de ser tudo.

Temos um Pai bondoso que pode suprir todas as lacunas da nossa criação, que pode nos dar a segurança para arriscar e se aventurar e que pode nos proporcionar uma autoestima correta.

Ao sermos curados pelo Seu amor, nos conheceremos escondidos Nele e ali saberemos que o mais importante é fazer somente o que o Pai nos pede.

Após isso será óbvio que todas as promessas de Deus são “sim” e “amém”, que nada nos separará do Seu amor, que podemos tudo Naquele que venceu por nós. Ali em Sua presença não conseguimos mais duvidar, a insegurança perde o seu poder e com clareza finalmente conseguimos nos conhecer Nele.

  • Conhecer a nossa identidade tem pouco a ver com nosso esforço ou com o ato de se encontrar, mas tem tudo a ver com a nossa capacidade de se esconder Nele e conhecer quem somos naquele lugar.
  • Tome tempo para largar as exigências, as respostas das suas perguntas e apenas aprenda a descansar em Seu amor e continuamente ser encontrado escondido Nele.
  • Você antes de tudo nasceu para esse lugar!

Teste de personalidade: Quem sou eu? | Quizur

Qual das coisas abaixo você mais faz?

  • Mentir.
  • Dormir pouco.
  • Beber pouca água.
  • Morder os lábios.
  • Falar muito rápido.
  • Desistir fácil.

Qual das coisas abaixo você mais gostaria de conseguir fazer?

  • Viajar o mundo.
  • Ser reconhecido.
  • Ter mais amizades.
  • Morar fora do Brasil.

Escolha uma árvore abaixo:

Eu sou mais de:

  • Trabalhar sozinho.
  • Trabalhar em grupo.
  • Fica no celular.
  • Ficar no computador.
  • Acordar cedo.
  • Acordar tarde.

Qual o provérbio que você mais se identifica?

  • A união faz a força.
  • Quem não arrisca, não petisca.
  • Manda quem pode, obedece quem tem juízo.
  • Não se mexe em time que está ganhando.

Os meus horários são:

  • Exatos e precisos.
  • Flexíveis.
  • Caóticos.
  • Primeiro a chegar e último a sair.

Qual das cores do arco-íris você mais gosta?

  • Amarelo.
  • Verde.
  • Azul.
  • Vermelho.
  • Laranja.
  • Violeta.
  • Anil.

Qual dos sentimentos abaixo você mais se identifica?

  • Ciume.
  • Coragem.
  • Ansiedade.
  • Calma.
  • Compaixão.
  • Carência.
  • Apatia.
  • Ambição.

Escolha um item pessoal abaixo:

  • Óculos.
  • Espelho.
  • Celular.
  • Relógio.
  • Perfume.
  • Pente.

Escolha uma letra.

  • A.
  • B.
  • C.
  • F.
  • G.
  • L.
  • M.
  • P.

Refazer

É um tipo de temperamento ligado à bílis e classifica pessoas cheias de energia que estão sempre prontas para algo novo.

São pessoas que não se abatem em momentos de dificuldade e que também apresentam altos níveis de confiança.

Por outro lado, têm problemas de relacionamento com outros indivíduos com o mesmo tipo de temperamento. Isso acontece por que são pessoas que podem ser dominadoras e explosivas.

Refazer

Característico de pessoas mais expansivas e comunicativas. É o temperamento de quem atrai a atenção toda para si, principalmente pela simpatia e bom humor.

São pessoas com facilidade em fazer novas amizades e que não conseguem esconder seus sentimentos. Têm facilidade de adaptação a novos ambientes e situações.

São pessoas inspiradoras e que olham sempre pelo lado positivo dos problemas do dia a dia.

Refazer

Ligado à “bílis negra” este temperamento é padrão de pessoas mais reservadas e tímidas. São pessoas que guardam e não expõem seus sentimentos com facilidade e que, por consequência, criam barreiras psicológicas para evitar o sofrimento. Além disso, estas pessoas são muito exigentes (no trabalho, por exemplo) e organizadas em todos os aspectos de suas vidas.

Refazer

É um tipo de temperamento ligado à bílis e classifica pessoas cheias de energia que estão sempre prontas para algo novo.

São pessoas que não se abatem em momentos de dificuldade e que também apresentam altos níveis de confiança.

Por outro lado, têm problemas de relacionamento com outros indivíduos com o mesmo tipo de temperamento. Isso acontece por que são pessoas que podem ser dominadoras e explosivas.

Calculando Resultado

Ver meu resultado

Visitar Anúncio

Como saber quem sou eu de verdade? – Olá como faço pra saber quem sou de – MundoPsicologos.com

  • Psicólogos
  • >

  • Psicologia clínica
  • >

  • Perguntas
  • >

  • Como saber quem sou eu de verdade?
  • Feita por >Anna Paula Barbosa da Silva · 12 dez 2017 Psicologia clínica

    Olá como faço pra saber quem sou de verdade pois cada hora me sinto uma pessoa diferente tenho muitas dúvidas sobre isso nao sei se isso acontece so comigo gostaria de saber como eu faço para saber na verdade quem sou eu?

    A melhor resposta 12 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 70 pessoas

    Olá Anna Paula, existem inúmeros fatores que podem estar contribuindo para que você se sinta assim. No seu relato não há informações quanto a idade, mas existem fases de transição ao longo de nossas vidas em que buscamos nos descobrir ou nos redescobrir.

    Entre a infância e a adolescência, há grandes mudanças físicas, psicológicas, cognitivas, sociais. Ou seja, as pessoas estão começando a te ver de outra forma e, consequentemente, você passa a repensar o sentido que dava para si mesma e busca um novo, que se adeque melhor às suas novas condições.

    Este é apenas um exemplo, existem diversas outras fases de transição que geram conflito e requerem mudança, como da adolescência para a fase adulta e da fase adulta para a terceira idade. Podem ser outros fatores como um término de relacionamento, a perda de um ente querido, ou então um momento de reflexão.

    Enfim, o ideal seria procurar atendimento psicológico a fim de identificar o que está te angustiando e aprender como lidar com essas questões.

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    14 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 49 pessoas

    Boa noite, Anna Paula! O auto- conhecimento de fato é muito importante para que tenhamos melhores condições de direcionarmos nossas vidas.

    No seu relato, você diz não saber quem é você, mas não se angustie por isso, pois há fases da vida em que nos questionamos mais, sentimos necessidade de respostas sobre questões que não conseguimos elaborar, e somente procurando ajuda, nos sentimos mais tranquilos e seguros…fale com um psicólogo. Fique bem!

    Maria Lúcia

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    14 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 44 pessoas

    Essa é uma das perguntas existências que nos atravessa durante a vida de todos. Mas a partir dela, qual o seu sofrimento? Terapia também vai ajudar nesse autoconhecimento e encontro pessoal.

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 47 pessoas

    Olá ! Uma coisa importante é perceber se a confusão em não saber quem você é de verdade não está vinculado a acreditar demais na opinião dos outros sobre você mesmo! Prestando atenção nisso você poderá perceber o que de fato você tem sido !

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 42 pessoas

    Olá, Anna Paula, que idade você tem? Dependendo da nossa faixa etária, fazemos muitos questionamentos, principalmente na adolescência quando estamos em uma fase de transição nem criança , nem adulto que seria normal haver este conflito. Mas se essa indecisão está afetando o teu dia a dia, no trabalho, na escola, na família seria bom procurar um psicólogo para te ajudar a procurar respostas para a tua vida.

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 48 pessoas

    Anna, você se sente assim devido a que? Mudanças de humor, de atitudes, de opiniões? Os comportamentos sempre tem reflexos naquilo que pensamos, sentimos, nas experiências que vivemos. Talvez inclusive você saiba quem é, mas tenha receio de ser essa pessoa. Recomendo que faça psicoterapia, que pode deixar isso mais claro para você. Boa sorte.

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 43 pessoas

    Olá Anna Paula!
    Não é incomum sentir-se assim, pois somos seres humanos de possibilidades e a partir do momento em que você está aberta as mesmas tende se portar de forma diferente diante das diferentes situações. Porém, caso isso esteja-a afetando e a prejudicando é importante que busque o autoconhecimento através da terapia.

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 44 pessoas

    Bom dia, Anna Paula! Saber quem você é de verdade ou ter mais auto conhecimento é uma das metas da psicoterapia. Recomendo que você comece um atendimento psicológico para se conhecer melhor e descobrir quem você é. Estou a disposição para ajudá-la nesse processo, att Renata Brito

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 42 pessoas

    Oi Anna! Quem faz sentido é soldado, sabia? O fato de vc sentir-se diferente não quer se traduz necessariamente que vc tem uma afecção psíquica mas só o fato de se incomodar com esse aspecto já demanda uma atenção maior. Olhar pra dentro de si é o caminho certo pra achar a resposta! Que tal buscar auxílio de um psicólogo?

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    13 DEZ 2017 · Esta resposta foi útil a 48 pessoas

    Olá, Anna Paula.
    Ao longo da nossa vida nos construirmos e desconstruímos como pessoa, constantemente. É natural do ser humano ser dinâmico assim. Porém, algumas vezes isso pode parecer não caminhar no curso natural e me parece que é por ai que você sente essa sua questão.

    Dessa forma, é interessante que você possa buscar ajuda profissional para que juntos vocês possam clarear esse caminho no qual você caminha e buscar seu autoconhecimento, o psicólogo é o profissional mais indicado para lhe auxiliar, pois a partir da sua demanda ele pode construir junto com você questionamentos, reflexões, orientações e até soluções para essas suas angústias.

    Espero ter lhe auxiliado e me coloco a disposição para esclarecer alguma dúvida!

    A resposta foi útil a você?

    Obrigado pela sua avaliação!

    Ver mais psicólogos especializados em Psicologia clínica

    Publique a sua pergunta de forma anônima e receba orientação psicológica em 48h.

    11900

    Psicólogos

    13250

    perguntas

    40000

    respostas

    Encontre respostas entre as mais de 13250 perguntas feitas em MundoPsicologos.com

    Definir Quem Sou

    • Sla, tal palavra me define
      Em meio de tantas incertezas Pensar me dói, talvez eu não seja capaz de ser alguém na vida
    • Talvez um dia eu consiga ser alguém

    eu

    Te interessa? Não? Mais fique sabendo! Não preciso ser e pensar igual a você, ou querer as mesmas coisas que você! Para ser amiga, sentir carinho, respeito e empatia, não preciso que o outro seja igual a mim, não preciso que curta as mesmas coisas que eu. Quando gosto ou tenho amizade por alguém, independe de essa pessoa ter ideias iguais a minha ou mesma opinião. Graças a Deus que sou assim! Sinto-me privilegiada por não gostar de excluir ninguém, por gostar de que meus amigos tenham opiniões diferentes da minha e criticas construtivas sempre são bem-vindas. O que me afasta de alguém é perceber que essa pessoa não sabe aceitar a opinião do outro, é ver que a felicidade/sucesso do outro a incomoda, ou aquele tipo de pessoa, que não tem atitude e acha que as que têm só querem aparecer, quando na verdade só querem ajudar. Não fumo, não bebo, não sou de farra! Gosto de estar mais em casa, curto estar com pessoas que gosto e que gostam de mim de verdade. Casei cedo e não me arrependo disso, nem sinto falta de nada. Tenho poucos amigos de verdade, a maioria de infância. Adoro meu gato. Gosto de gente de atitude, gente passiva me irrita. Isso é um pouco de mim. Eu sou assim! Mais se você não é, respeito isso e não quer dizer que não gosto de você. Respeite-me também! Quer ser meu amigo? Ótimo! Não quer? Melhor ainda! Amizade de verdade acontece não se força.

    Muitas pessoas precisam se sentir sempre amadas, rodeadas de pessoas que as bajulam, ou se sentirem intelectualmente, socialmente melhor do que as outras pessoas… Mentem para os outros e para si mesmas, e dessas pessoas é que quero distância! Bom é isso… E chega de mimimi. Essa sou eu, prazer em te conhecer!

    Ana Cláudia Ribeiro Barbosa

    O que você precisa ver para saber quem sou… Quando eu amo, sou a definição da palavra
    Quando sou amigo, sou seu sangue correndo em outro corpo
    Sou um sonhador, quando faço planos
    Quando ajudo, não apareço
    Quando me calo, guardo a dor só pra mim
    Quando eu falo, falo o que acredito
    Quando não sou suficiente, reconheço Quando eu ando, paro, durmo, acordo…quando respiro, eu sou amor…

    E quando eu amo, EU sou a definição da palavra…

    Fabio Venancio

    Sei quem sou, mas prefiro não ter uma opinião formada sobre mim. Dizem que quem se define se limita, discordo. Quem se define, possui autoconhecimento. Mas me definir eu diria que é uma tarefa difícil, porque as vezes nem eu mesmo me entendo.

    Hareeý Araújo.

    Por infindos momentos busco definir-me.
    Afinal,quem sou?
    Quem sabe a chuva que lança a areia no Saara, de Caetano?
    Ou mesmo a mosca que pousou na sopa de Raul?
    Sinto, por vezes, que sou eu mesmo o trocado por Pessoa…
    E outras vezes, pareço a garça triste que mora na beira do rio, de Alves…
    Seria eu o que deseja ficar no teu corpo feito tatuagem,
    como Chico?
    Não sei… Jamais saberei!

    Precisaria de duas vidas de infindos momentos para,pelo menos, supor!

    Alexandre Melo de Sousa

    Quem sou eu? Eu sou um ser humano. Desajeitado… que não sabe usar palavras para se definir. Sou, em tese, um conjunto de células, moléculas, ossos, tecido, neurônios e pensamento. Sou simples. Sei que tudo que acontece nos prepara para algo melhor ou pior que virá a acontecer, e isso é inevitável.

    Acredito que não há mistérios na vida, a não ser que se criem segredos… Às vezes desenvolvo idéias malucas, mas sou normalzszszazhuazhu..

    Sei que se eu fizer o que os outros fazem só chegarei até onde os outros já chegaram, mas posso dizer que eu não sou só o que eu faço, eu sou o que sou e isso me leva a fazer. Não quero que me entendam. No final, sou um pouquinho de vc misturado com minha loucura.

    Um dia percebi que já perdi uma grande parte da minha vida assistindo tv e sei também que, mesmo não querendo, ainda vou perder muito mais.. Tenta planejar tudo, teorizar as coisas, mas tudo acontece fora do planejado (desisti de planejar.

    ) Aprendi a seguir o roteiro imaginário, intendi o segredo e a importância da criatividade. Gosto do estranho, do diferente,gosto de me expressar, gosto de arte, gosto do sistema da natureza, gosto de ler (e vc também, pois está lendo até agora!), definitivamente e simplismente gosto, e gostar é muito bom!

    Quando me perguntam qual minha idade respondo: “tenho todas!!” nós possuímos todas elas: as vezes sou como um velho chato ou sábio, as vezes um menino brincalhão e sonhador, as vezes um jovem indeciso ou um adulto cheio de responsabilidades…

    Não considero certo se contar idade só por quantas velas tem o bolo, eu não sou um numero e nem tão pouco um conjunto deles, camuflados pelo nome de documentos [eu não quero esbarrar em números na rua, quero ações humanas e luto por isso!].

    Aprendi que para ser feliz não se deve tentar desesperadamente ser feliz, felicidade esta em ser vc do seu jeito, não podemos procurar outra pessoa no espelho. Calma é talvez minha maior virtude, ou pior defeito [depende de como vc vê]. Sou confuso e sistemático [ás vezes é necessário se confundir para esclarecer].

    Amo minha família, admiro todos os meus Amigos. Amo sempre, amor é um dos grandes sentidos da vida (talvez o mais importante!!). Nossa mente é capaz de coisas que nem podemos imaginar por isso não acredito em acaso nem coincidência! Sou ser pensante, sentinte e vivente. Dia a dia componho uma obra-prima: a vida.

    Só sei que sou o que entendo de mim. Ser é ousar e palavra nenhuma descreve isso. Será que só lendo coisas alguém descobre de verdade quem a gente é? A teoria sem a prática é falha.

    Felipe Ramos de Faria

    Não é preciso palavras Para definir quem sou
    Basta olhar-me nos olhos
    E me reconhecerá. Nunca tive duvidas
    De que era verdadeiro
    A muito e muito tempo
    Roubaste-me por inteiro. Não preciso de dó
    Não mereço
    Tal sentimento
    Sei que o amor que sinto
    É energia pura

    Que carrego no peito.

    POEMA AS BRUXAS

    ⁠⁠Quem sou eu !?!?!?
    Me defino como um louco apaixonado pela vida, sua beleza momentos alegres ou tristes, amo respirar pela manhã o ar que enche meu pulmão, caminhar ver as pessoas comprimeta-las com um sorriso, sou uma pessoa que perdou fácil pois não irei carregar mágoas dessa vida, viver a vida como se fosse últimos minutos, nunca se sabe o que irá acontecer em frações de segundos, ao chegar a noite, colocar minha cabeça bem tranquila no travesseiro e sonhar com um mundo melhor que um dia irá chegar.

    Gabriel da Silva Salvador

    Hoje, confesso, desisti de me definir. Descobri que o único motivo que nos leva a essa tentativa de nos autodescrever o tempo todo é a necessidade – vazia e em vão – de ter que se autoafirmar para alguém, para o mundo, para toda a plateia que nos cerca. É o fato de ter que se mostrar decidido, coerente, forte, e cheio de si.
    Hoje, posso dizer que me encontrei.

    Renata Stuart

    Sobre mim? Bom, vamos lá: para mim, ‘quem se define, se limita’! O meu único limite é a minha consciência. Sei quem sou, mas prefiro não ter uma opinião formada sobre mim. O fato é que o universo está em constante transformação e, nesse sentido, vou seguindo o fluxo.

    Diogo Diedrich
    Inserida por
    DIOGODIEDRICH

    Com sarcasmo vejo você me olhar e tenta me definir, irrelevante porque oque sou e quem sou está no amago da alma e se expôe em versos e canções que você curte, compartilha comenta e pergunta; de onde vem e para quem vão tais palavras.

    TY Monteiro

    ,, Difícil é descrever, quem sou eu dizer com que palavras me definam e deixar falar o coração. Não acredito que eu seja alguém ,Presumo que eu seja como qualquer um, com certos defeitos, porém acompanhada de qualidades. Posso ser constante, inconstante, ou até mesmo nos dois ao mesmo tempo.

    Em grande parte do tempo, sou previsível, flexível admito. Que o imprevisível me acompanha o tempo todo, quando e necessário. Poso ser o bem e mau, o certo e o também errado, a tristeza e a felicidade admito que sou Eu posso ser tudo, isso e muito mais ,poso ser o infinito o desconhecido,poso ser eu, ou simplesmente nada.

    Talvez eu seja isso; uma porção de coisas.

    ho amanha o hoje ,o agora e o depois,poso ser a vida e a morte, Ou simplesmente nada , quem serei, , o começo o fim , a chegada a partida,,,não sei , poso ser um beijo apaixonado poso ser a lagrima de um adeus,,,poso ser a saudade ,poso ser o sorriso da chegada e também o da partida ,me perdi entre traços e linhas e não sei quem sou

    maria lucia gp

    Nao Sei Quem Sou Hoje, Ontem Eu Sabia Quem Eu Era Porque Eu Tinha Voce e Ai, Eu Me Definia Como Alguem.Que Nao Vive Sem Voce, E Hoje Sem Voce Ja Nem Sei Como Me Definir, Ja Nao Posso Me Redifinir…

    Lidonio joao luis

    ” Não sem quem sou, estou em constante busca. As pessoas definíveis são sem graças de mais. Você não me conhece, no máximo te direi que sou imprevisível, e que sempre irei ousar, me entregar para a vida!

    daniele

    Seja o primeiro a comentar

    Faça um comentário

    Seu e-mail não será publicado.


    *