Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?

Quando uma alma encarna na Terra, ela é assistida por um grupo de apoio espiritual, composto pelo seu Anjo da Guarda, pelos seus Guias Espirituais e pelos Anjos que a acompanham ao longo da sua vida ou apenas e certos períodos específicos da sua aprendizagem na Terra.

Os Guias Espirituais são almas que já viveram na Terra e que estão num ponto mais avançado da sua evolução – como mestres que já estão prontos a ajudar as almas ainda menos evoluídas, completando a sua própria evolução através da ajuda que prestam e da orientação que concedem.

Os Guias Espirituais já superaram as lições com as quais presentemente lidamos, estando num ponto que lhes permite ter a compaixão e o amor que ainda não somos capazes de atingir. Eles não julgam e estão sempre disponíveis para nos auxiliar, assistindo-nos sempre que precisamos de ajuda, embora não intervenham se o seu auxílio não for solicitado. 

Os seus Guias Espirituais são como amigos que possuem maior sabedoria, conhecimento em relação às questões com que se depara, e amor incondicional. Temos mais do que um Guia Espiritual: alguns acompanham-nos ao longo de toda a vida, outros estão connosco apenas em determinados períodos, quando precisamos de um tipo de ajuda específica. 

Cada Guia Espiritual desempenha um papel específico na sua vida: um pode estar consigo para ajudá-lo a vencer os desafios a nível de saúde, outro no domínio afetivo. Existem, ainda, guias animais, que são diferentes dos Guias Espirituais tanto no papel que desempenham como no tipo de apoio que prestam.

Os Anjos assemelham-se aos Guias Espirituais no sentido em que também estão disponíveis para nos prestarem auxílio, mas são muito diferentes deles porque nunca encarnaram na Terra e porque fazem parte da energia Divina, sendo seres de luz.

Os Guias Espirituais são almas mais evoluídas, mas não têm a mesma essência Divina dos Anjos.

Muitas vezes os nossos Guias Espirituais são almas dos nossos antepassados ou são entes queridos que já partiram e que, não estando encarnados, nos ajudam a partir do plano espiritual.

Desenvolver uma ligação mais próxima com os seus Guias Espirituais faz com que eles possam assisti-lo melhor e mais prontamente. 

Uma das formas através das quais os seus Guias Espirituais o ajudam é aquele “pressentimento”, o conhecimento interior que nasce dentro de si sem que você saiba de onde  vem. Há pessoas que conseguem “ouvir” e até ver os seus Guias.

Há, também, pessoas que vêem raios luminosos ou pontos de luz à sua volta, os quais indicam a presença dos seus Anjos e também dos seus Guias Espirituais.

No entanto, mesmo que não veja qualquer manifestação da sua presença, eles estão sempre perto de si, prontos a ajudá-lo: basta pedir!

Um dos sinais enviados pelos seus Guias Espirituais pode ser um livro que misteriosamente cai da prateleira, ou um bilhete que aparece no chão, nos quais você encontra a informação de que precisava.

Os Guias Espirituais ajudam-no a superar o medo e a encontrar na fé, no perdão, no amor e na luz o caminho para viver de forma mais segura e positiva.

Para ter uma ligação mais próxima com os seus Guias Espirituais:

1 – Peça ajuda

Assim como acontece com os Anjos, os Guias Espirituais ajudam quando solicitamos, de forma clara e direta, o seu auxílio. Não é preciso fazer qualquer ritual: desde que o faça com fé e respeito, basta pedir.

Eles ouvem o seu pedido e prontificam-se a ajudá-lo. Quanto mais pedir – e confiar – mais receberá.

Concentre-se naquilo que realmente precisa de resolver na sua vida, nos assuntos que o preocupam e que não está a conseguir resolver sozinho.

Faça os seus pedidos e agradeça aos seus Guias pela ajuda concedida. A partir daí, preste muita atenção aos sinais que recebe, pois a ajuda vem geralmente através de mensagens, pessoas que surgem inesperadamente na sua vida e acontecimentos com que não contava.

Os Guias Espirituais não ajudam apenas a resolver problemas – pode pedir ajuda para continuar a ter uma boa saúde, um bom emprego, harmonia no seu relacionamento. 

2 – Preste atenção aos sinais que recebe

Quanto mais se habituar a estar em silêncio, reservando diariamente um tempo para meditação ou para estar a sós com os seus pensamentos, mais facilmente “ouvirá” as respostas dos seus Guias.

Quanto mais elevada for a sua vibração energética melhor conseguirá receber as respostas que procura.

Quando estamos enervados ou andamos constantemente cansados, a correr de um lado para o outro procurando desempenhar mil tarefas, torna-se muito mais difícil ouvir as respostas que eles têm para nos dar!

Habituar-se a rezar – seja qual for a sua religião – fortalece a sua conexão com os seus Guias Espirituais e ajuda-o a alinhar a sua energia com a deles. 

Há pessoas que têm maior facilidade em entrar em contacto com os seus Guias através da escrita: enderece-lhes uma carta, explicando aquilo de que precisa, e deixe que os seus pensamentos fluam de maneira livre, pois as ideias que vierem à sua mente vão lançar luz sobre aquilo que precisa de saber. Confie no seus pressentimentos e na sua intuição. 

3 – Peça um sinal

Os Guias Espirituais ouvem os seus pedidos e sabem aquilo que o preocupa, e podem optar por estabelecer contacto consigo através de sinais.

Normalmente, quando algo surge de forma recorrente na sua vida isso pode ser um sinal que estão a tentar enviar-lhe: um sonho que se repete, um animal que, fora do contexto habitual, surge várias vezes no seu caminho, como uma coruja, por exemplo, sequências numéricas repetidas, etc.

Peça claramente que lhe enviem um sinal e esteja muito atento a tudo o que se passa à sua volta. A letra de uma canção que alguém está a trautear, um slogan que vê num outdoor publicitário, uma frase que inesperadamente capta a sua atenção…

                                                     Veja também O que significa ver o número 11:11

4 – Preste atenção ao que o rodeia

Tão importante como pedir um sinal é estar atento ao que se passa à sua volta, porque muitas vezes as respostas estão mesmo à nossa frente… nós é que não as vemos porque esperamos um determinado resultado. Uma verdade na vida é esta: raramente recebemos as coisas da forma como esperamos recebê-las.

Mas em inglês existe a expressão a blessing in disguise que traduz uma das formas mais frequentes através das quais recebemos as respostas: “uma bênção escondida”, isto é, algo a que inicialmente não damos a devida atenção, ou que nem sequer pensamos ser o que desejamos, mas  que acaba por revelar ter sido o melhor que nos podia ter acontecido, uma bênção que não esperávamos.

Ao ver o mundo com flexibilidade e abertura de espírito está a permitir-se receber não só as respostas de que precisa como dádivas com as quais nem estava a contar.

Muitas vezes os Guias também ajudam através de pessoas, que tanto podem fazer parte do seu quotidiano – aquele amigo que lhe diz “aquela” frase que o faz despertar para algo que até aí era desconhecido para si, o chefe que lhe diz uma frase que o deixa a pensar, o empregado de mesa que, ao contar uma história que aparentemente nada tem a ver com a sua vida, acaba por fazê-lo ter uma iluminação súbita em relação a um assunto que o preocupa – como estranhos, que surgem na sua vida apenas para lhe transmitir uma mensagem e depois voltam a desaparecer.

5 – Manter-se num estado de gratidão

Ao alimentar dentro de si uma constante energia de gratidão – sentindo-se genuinamente felix com o que tem e grato por tudo aquilo que recebe – o canal de comunicação com os seus Guias Espirituais torna-se muito mais forte e mais límpido. Ao focar-se na necessidade, estando sempre a pedir e a reclamar do que não tem, está a mostrar que não confia neles e que não está, na verdade, recetivo à sua ajuda, querendo sempre manter-se no controlo das situações.

Ao reconhecer e valorizar tudo o que recebe, naturalmente mostra que confia na sua orientação, e isso faz com que a sua ajuda se processe de forma mais natural e mais inequívoca – porque o propósito dos seus Guias Espirituais é ajudá-lo, não viver a sua vida por si! As escolhas têm de ser sempre suas, os esforços também.

A parte deles consiste em fazer com que o seu caminho se processe de forma mais fácil e mais fluida, mas é sempre você que tem de caminhar. Agradeça por cada sinal que recebe, mentalmente diga alguma coisa como quem agradece a um amigo que nos faz um favor.

Ao manter-se num estado de amor e gratidão com os seus guias, eles retribuem essa energia ajudando-o de forma mais clara e consistente.

6 – Deixe de se focar num resultado específico e confie no que o Universo lhe dá

Uma boa parte das lições que aprendemos na vida consiste em compreender que não somos nós que determinamos de que maneira vamos alcançar os resultados, e que nem sempre os próprios resultados que são melhores para nós são aqueles que desejávamos. Confie nos planos que a vida tem para si.

Defina as suas metas e dê o seu melhor para as alcançar, mas não fique obcecado com resultados específicos: confie. Quando tentamos controlar as situações estamos a interferir na orientação dos Anjos e dos Guias Espirituais: eles vão sempre orientá-lo para o que é realmente melhor para si.

Saiba ver as oportunidades e os presentes que lhe são concedidos, deixe que também eles façam a sua parte e, acima de tudo, confie. CONFIE.

7 – Mantenha-se infantil

Acredita-se que as crianças pequenas conseguem “sentir” a presença dos seus Guias Espirituais e, em alguns casos, até vê-los e falar com eles. A partir dos 7 anos, aproximadamente, a mente consciente desenvolve-se e a criança deixa de ter acesso a esse contacto.

No entanto, manter a pureza que tinha na infância ajuda a fortalecer o seu laço com os seus Guias Espirituais. Faça coisas que o fazem feliz, que lhe dão alegria e que o fazem rir.

Correr, brincar, pintar, nadar, cozinhar – as atividades mais simples, desde que lhe tragam alegria a si, são uma importante chave de conexão com os seus Guias Espirituais.

É possível saber os nomes dos seus Guias Espirituais?

Pode pedir, através de uma Meditação, por exemplo, aos seus Guias Espirituais que lhe revelem os seus nomes. O primeiro nome que lhe vier à cabeça é o nome de um dos seus Guias, mesmo que lhe pareça uma palavra estranha ou inusitada.

Leia também:  Objawy zapalenia pęcherza – jak rozpoznać zapalenie pęcherza?

Para estabelecer um contacto forte com os seus Guias Espirituais, é fundamental acreditar na sua capacidade de o fazer.

Todos nós possuímos essa aptidão, porque a mente inconsciente consegue aceder ao plano espiritual com uma facilidade e clareza que muitas vezes questionamos ser possível.

Quanto mais confiar na sua aptidão e capacidade para o fazer, melhor compreenderá como tudo na sua vida faz sentido e como nunca, mas mesmo nunca, esteve sozinho.

Veja também:

Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?
Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?

Preencha o formulário e receba a resposta ao seu dilema

Mentor espiritual: aprenda a identificar o seu!

A espiritualidade é um assunto que está presente na vida de todas as pessoas do mundo ─ até mesmo daquelas que se dizem descrentes de qualquer ser superior, pois, afinal, além de ser uma questão pessoal, muitas discussões sobre esse tema pairam sobre a nossa humanidade. Sabemos que existem inúmeras religiões espalhadas pela Terra, mas praticamente em todas elas existe o chamado “mentor espiritual”. Você já ouviu falar nesse ser? Hoje nós lhe explicaremos um pouquinho mais sobre ele!

Nosso mentor espiritual, conhecido também como “espírito-guia”, é basicamente uma entidade nobre e evoluída, ou uma pessoa extrafísica que já alcançou um nível de pureza muito maior do que o nosso, mas que, ao mesmo tempo, está próximo do nosso nível de evolução. De uma forma mais simples, podemos pensar nele como um anjo da guarda, por exemplo, que nos guarda, nos orienta, prepara os nossos caminhos, nos reconforta em momentos difíceis e nos promove uma perspectiva maior de espiritualidade.

Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?

Maggie Zhan / Pexels

No plano espiritual, esse mentor se dispõe a auxiliar uma pessoa encarnada, e, para isso, ele é selecionado de acordo com os desafios e vivências que ela enfrentará em sua vida carnal.

Ele saberá tudo sobre sua personalidade, qualidades, defeitos e atuará diretamente sendo fonte de inspiração e proteção contra todas as questões espirituais e físicas que fizeram parte de suas vidas passadas ─ mas claro, em cada religião o mentor espiritual é tido de uma forma diferente.

Na maioria das doutrinas e religiões, Deus, Jesus Cristo e os anjos estão acima de qualquer coisa, mas há uma certa diferenciação na hora de distinguir um mentor espiritual.

Dentro do espiritismo, esse mentor pode ser um homem ou uma mulher de bem, que desencarnaram e têm contato por meio de psicografia com os seus “escolhidos” ─ sempre com o intuito de orientar aqueles que devem proteger. Já para os seguidores da Umbanda, os guias como preto-velhos ou caboclos, por exemplo, são considerados mentores espirituais.

Tudo sempre dependerá da religião e da crença de cada pessoa, mas se você quer saber agora como descobrir qual é o seu mentor, continue lendo este artigo e aprofunde-se na sua espiritualidade!

Tudo sobre mentor espiritual

Para saber quem é o seu mentor espiritual, primeiramente você precisa estar aberto a ele. Não existe uma fórmula mágica ou alguma dica que fará ele simplesmente se apresentar a você: tudo depende do seu interior!

Dentro da espiritualidade de cada ser, é preciso que uma porta seja aberta, tanto na mente quanto no coração, para que seja possível alcançar os nossos guias divinos ─ e essa busca não consiste em acabar com uma simples curiosidade ou em tirar uma dúvida, por exemplo. Para entrar em contato com o seu guia, você precisa sentir! Permita-se sentir aquele que anseia proteger a sua vida, o seu caminho. Faça meditação, disponha-se a entrar em contato com ele, mantenha-se em estado receptivo e não ponha limites no seu interior.

Vá até um local silencioso, em que você se sinta confortável. Sente-se e feche os seus olhos. Limpe o seu coração e a sua mente por alguns instantes e pense somente no divino que você anseia alcançar.

Chame por ele, fale com ele, mesmo que não consiga materializá-lo em sua mente: você não precisa ver uma forma física do seu mentor, mas sim sentir a presença dele e a paz que ele pode promover ao seu ser.

O grande segredo para saber quem é o seu guia espiritual é estar aberto à chegada dele em sua vida. É simplesmente abrir as portas e permitir que ele faça o papel que foi dado a ele neste plano!

Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?

Eternal Happiness / Pexels

Como se conectar ao mentor espiritual?

A comunicação com o mentor espiritual é baseada no primeiro contato tido com ele. Ela é simples e totalmente natural! Não importa a hora do dia: vá até um local tranquilo e respire lentamente. Eleve os seus pensamentos aos céus, a Deus, ao ser superior que está acima de nós, e chame pelo seu mentor ─ sempre com o coração aberto para que ele chegue até você.

Antes de qualquer coisa, agradeça ao seu guia por todas as coisas que ele faz por você, tanto pelas que você consegue perceber, quanto pelas que você ainda não consegue ter discernimento.

Enfatize sempre a vontade que mora no seu peito de conhecê-lo profundamente, fale sobre a sua necessidade de que a ligação de vocês seja mais próxima e extremamente clara.

Se você quiser perguntar alguma coisa ao seu mentor, pergunte, mas em seguida silencie os seus pensamentos para receber a resposta.

Você também pode gostar

Atente-se sempre a uma coisa: o êxito do auxílio que um mentor espiritual pode lhe oferecer está ligado ao tanto que você se propõe a receber e ao esforço que você faz para estar em contato com ele. Tudo é uma questão de intenção!

Oração para o mentor espiritual

Confira uma breve oração para o seu mentor espiritual, independentemente de qual seja a sua religião. Estas palavras lhe ajudarão a ser mais próximo do seu guia, mas lembre-se: abra o seu coração!

  • Meu mentor e guia espiritual, que está sempre com os olhos atentos aos meus passos e aos meus sentimentos, venho hoje chamar pela sua presença e pelo seu olhar à minha vida.
  • Sou grato pela sua proteção, por estar comigo sempre e por indicar os melhores caminhos aos meus pés.
  • Agradeço as misericórdias de Deus e peço que não me deixes sozinho.
  • Ajuda-me a ser melhor, ilumina o meu espírito, afasta-me dos males que desejam me atingir, me oriente e me inspire em todas as áreas da minha vida.
  • Fortaleça a minha ligação com Deus, me ajude a permanecer firme e fiel diante de todos os obstáculos, me ajude a crescer espiritualmente.
  • Me guie sempre para que eu seja uma pessoa boa, que da minha boca saiam palavras de vida e que eu não julgue ou fira outro ser.
  • Encha o meu corpo, a minha mente e o meu espírito com amor, para que eu seja um ser melhor e possa fazer um mundo melhor.
  • Esteja sempre comigo, agora e para sempre.
  • Amém!

Qual a diferença entre mentor espiritual e anjo da guarda?

É normal confundir o mentor espiritual com o anjo da guarda, mas, na verdade, há uma diferença entre eles: mentor espiritual é um espírito evoluído, muito mais do que nós, mesmo ainda em suas imperfeições, ele já conseguiu atingir um nível de pureza que nós ainda não conseguimos. Já o anjo da guarda é tido como um espírito divino e protetor que faz parte de um plano espiritual extremamente elevado e puro.

Agora que você já sabe tudo sobre mentores espirituais, você pode entrar em contato com o seu! Reflita sobre a sua vida espiritual e abra-se para o divino que está sempre protegendo você e cuidando dos seus passos! Cuidar da espiritualidade e aproximar-se do seu guia nada mais é do que escolher o melhor para a sua vida!

Existem diversos autores e pensadores que podem te ajudar na busca pelo autoconhecimento e espiritualidade, selecionamos alguns deles para você no link abaixo!

Como descobrir qual é o seu guia espiritual?

Muitas pessoas estão sempre pensando sobre o quanto são protegidas pelos seus anjos ou pelas energias positivas que permeiam seu lar. Uma das grandes possibilidades é sem dúvidas o guia espiritual.

Você sabe o que é isso? Veja aqui mais sobre como funciona, qual é o seu, quais são as principais características e muito mais.

Continue lendo e fique por dentro.

O que é um guia espiritual?

Como Saber Quem É O Nosso Guia Espiritual?

  • Conforme dito no Livro dos Espíritos – nas páginas 489 e 522 -, assim como no Evangelho que é desenvolvido pelo Espiritismo, todos os seres que são encarnados, recebem o auxílio dos espíritos desencarnados.
  • Entre algumas das entidades ou criaturas que desejam orientar as pessoas para o caminho do bem, o guia espiritual ganha destaque, visto que esse se une a um indivíduo em particular, de modo a proteger especialmente este.
  • A principal missão é de conseguir guiar o encarnado para que assim, este possa cumprir a sua missão e chegar até o despertar espiritual, dessa forma, possui uma relação com o ser encarnado de uma forma paternal, aconselhando de maneira positiva e ajudando em momentos de desespero.
  • Dessa forma, o guia espiritual é um espírito que já está desencarnado, do qual acompanha alguém de modo a ajudar em sua trajetória neste plano, sempre tentando fazer com que esse evolua o máximo possível.

Qual a diferença entre anjo da guarda, mentor e guia espiritual?

  1. O mentor é conhecido por ser um Espírito do qual já atingiu certo nível de elevação, do qual costuma ser maior do que os demais, mas, ainda está no processo de evolução, dessa maneira, fica sempre à disposição das pessoas para conseguir orientar a todos, principalmente no ramo da vida profissional de médicos e pessoas da saúde, por exemplo.

  2. Já o guia espiritual é um ser que em sua maioria, possui uma relação direta com o encarnado, podendo ser familiares de encarnações passadas, acompanhando para gerar uma proteção para com esta pessoa.

  3. O anjo da guarda é conhecido por também se dedicar para uma pessoa específica, ajudando para que essa cumpra seus objetivos aqui dentro do esperado e com sucesso.

Como posso descobrir quem é meu guia espiritual?

Se você quer descobrir quem é o seu guia espiritual, será preciso que você tenha bastante e concentração para conseguir se conectar com ele pelo seu pensamento, dessa maneira, é necessário que sua vibração esteja na mesma sintonia que a do seu guia.

Veja abaixo como fazer esse alcance por meio de uma meditação simples, siga o passo a passo abaixo:

  • Primeiro, é necessário que você fique em silêncio, eleve sua mente e então tente focar seu pensamento em uma faixa de luz branca, mentalizando alguns questionamentos direto para esse guia;
  • Depois de algum tempo, com sua elevação mental e respiração em sintonias, sua vibração ficará mais perto da que seu guia espiritual emite;
  • Depois disso, procure se concentrar novamente em um feixe de luz branca, mentalizando a pergunta para quem é ele.
Leia também:  O Que Se Pode Usar Como Lubrificante?

É interessante destacar que não são todos os guias espirituais que vão se revelar com facilidade ou expor quem são, isso só acontece quando se sentem preparados para revelar ou quando o indivíduo está preparado para receber essa informação.

Como posso conversar com meu guia espiritual?

  • Depois de fazer o primeiro contato com o seu guia, um canal de comunicação será criado, mas, é necessário que sempre aconteça essa ligação, mantendo a vibração sempre adequada.
  • São várias as formas de conseguir manter essa mediunidade, assim como seu guia espiritual também poderá se conectar com você de várias maneiras.
  • É preciso que você tenha atenção para os sinais, pode ser que ele ou ela esteja falando com você e não tenha percebido, esteja atento aos pequenos detalhes.
  • É importante deixar claro que o guia espiritual não tem um gênero específico definido, por isso, tente focar apenas nos seus conselhos, deixando de lado sua aparência ou como se porta.
  • O guia espiritual irá te proteger contra espíritos obsessores, te dar uma melhor vitalidade, te dar conselhos por meio da intuição e também te levar até os caminhos da sabedoria.
  • Dessa maneira, é hora de começar a procurar pelo seu guia espiritual, como contatá-lo, quais são seus objetivos ao falar com ele e mais.
  • Por isso, comece o quanto antes e tenha atenção na melhoria de sua alma.

Confiar num Guia Espiritual

Extraído do livro Grande Tesouro de Mérito por Venerável Geshe Kelsang Gyatso.

‘Todas as escolas de budismo concordam que a prática do Guru ioga, ou de confiar em um Guia Espiritual, é a raiz do caminho espiritual e o fundamento de todas as aquisições espirituais.

Podemos compreender isso partindo das nossas experiências comuns. Por exemplo, se quisermos adquirir habilidades especiais, tornarmo-nos exímios num determinado esporte ou aprender a tocar bem um instrumento musical, naturalmente iremos procurar um professor qualificado para nos dar instruções.

Seguindo seu exemplo e aplicando sinceramente suas instruções, por fim, cumpriremos nosso objetivo e nos tornaremos como ele ou ela.

Se até para conquistas mundanas como essas é necessário confiar em um professor qualificado, podemos imaginar quão mais necessário é isso para alcançarmos as aquisições espirituais como libertação ou iluminação!

  • No budismo, há duas correntes principais: o hinayana, ou veículo menor, e o mahayana, ou grande veículo; e a prática de confiar em um Guia Espiritual é fundamental para ambas.
  • De acordo com o hinayana, devemos considerar nosso Guia Espiritual como igual a um Buda e, com uma mente de fé e devoção, oferecer-lhe presentes e serviços e retribuir sua bondade seguindo seus conselhos e praticando suas instruções.
  • De acordo com o mahayana, contudo, devemos considerar nosso Guia Espiritual como um efetivo Buda e, com uma mente de fé, confiar nele sinceramente tanto em pensamentos como em atos.
  • Todo o treino espiritual, hinayana ou mahayana, do sutra ou do tantra, depende da orientação e das bênçãos de um Guia Espiritual qualificado.

Qualidades de um Guia Espiritual puro

Um Guia Espiritual puro precisa ter realizações espirituais autênticas, deter uma linhagem pura, apreciar o Budadharma e, com amor e compaixão, dar ensinamentos inequívocos a seus discípulos. Se encontrarmos um Guia Espiritual assim, devemos nos considerar muito afortunados. Devemos gerar fé e confiar sinceramente nele, ou nela, praticando com pureza aquilo que ensina.

Geshe Potawa disse que, se um discípulo puro encontrar um Guia Espiritual puro, ele facilmente alcançará a iluminação.

Nossa mente é como um campo, as instruções do nosso Guia Espiritual são como sementes plantadas nesse campo, e nossa fé no Guia Espiritual é como a água que faz germinar essas sementes. Se esses três fatores se juntarem, colheremos fácil e rapidamente as realizações de Dharma. Se não temos essas condições no momento atual, devemos rezar para encontrá-las no futuro.

Depois de encontrar um Guia Espiritual qualificado, o como confiar nele é muito simples. Tudo o que devemos fazer é gerar fé e pôr as suas instruções em prática da melhor maneira que pudermos. Se fizermos isso, nossas realizações de Dharma naturalmente vão crescer e rapidamente alcançaremos a iluminação.

Devemos considerar nosso Guia Espiritual como uma mãe que cuida de nós e nos aprecia, como um pai que provê tudo o que precisamos e nos protege contra perigos, como a lua que refresca o calor das delusões em nosso continuum mental, como o sol que dissipa a escuridão da ignorância da nossa mente e como um bondoso benfeitor que nos dá o presente inestimável do Dharma.

Encontrar um Guia Espiritual qualificado é infinitamente mais significativo que possuir riqueza exterior. Nosso Guia Espiritual é o nosso verdadeiro benfeitor. Ele nos provê com a riqueza interior de disciplina moral, concentração e sabedoria e, por fim, irá nos conduz ao êxtase supremo da plena iluminação.

Ainda que tenhamos uma vasta riqueza material, se nos faltar essas realizações interiores, na realidade seremos pobres. Por outro lado, confiando em um Guia Espiritual, se conseguirmos cultivar as realizações das etapas do caminho à iluminação em nosso continuum mental, seremos verdadeiramente ricos, ainda que não tenhamos posses materiais.

Portanto, não devemos nos preocupar com riqueza e progresso exteriores, mas investir toda nossa energia em confiar sinceramente num Guia Espiritual plenamente qualificado.’

Descubra 4 passos para contatar o seu Guia Espiritual

Todos nós temos guias espirituais, eles são espíritos desencarnados que já passaram pela vida na terra diversas vezes. Provavelmente, são pessoas que já conhecemos em vidas passadas. Os guias são seres que por amor e livre arbítrio, escolheram nos ajudar.

Eles nos orientam nos intuindo para que lembremos de nossa proposta para essa encarnação. Qualquer indivíduo pode conversar com seu guia no plano interior, desde que a intenção seja pura. Devemos recorrer ao nosso guia sempre que nos sentirmos perdidos e precisarmos de uma orientação vinda do Alto.

Conheça neste artigo, 4 passos para contatar o seu guia espiritual.

Os 4 passos para contatar o seu guia espiritual

Entrar em contato com seu guia espiritual fará você se sentir mais conectado, intuitivo e melhor direcionado para seus propósitos.

Para realizar este contato com seu guia e ter mais clareza de que realmente se trata de um espírito elevado e de luz, você deve se fazer a seguinte pergunta: “Estou sentindo energias originárias dessa presença espiritual? ”.

Caso você se sinta bem na presença do guia, com uma energia boa de paz, amor e tranquilidade, a maior probabilidade é que seja um espírito que trabalha pela luz.

A partir destas recomendações, vamos falar sobre as técnicas que devem ser realizadas para entrar em contato com este espírito. Veja abaixo, 4 passos para contatar o seu guia espiritual de forma simples e fácil:

  • O primeiro passo é escolher um local tranquilo, onde você não será incomodado. É indicado que o contato seja feito no mesmo horário e local todos os dias. Você deve ter em mente que vai precisar treinar essa conexão. Então, através de um horário e local será mais fácil criar um ritual. Caso desejar, acenda um incenso, uma vela, um aromatizador ou o que preferir. Haja sempre de acordo com sua intuição.

  • Se sente com calma, respire profundamente várias vezes e acalme a sua mente. Não crie nenhuma expectativa, apenas siga os passos.

  • Mantendo os olhos fechados, pense primeiro em seu anjo da guarda e peça por sua proteção. É importante pedir o auxílio do seu anjo da guarda para que se aproximem apenas seus verdadeiros guias, evitando maus espíritos. Logo depois, peça mentalmente que seu anjo da guarda deixe seus guias se aproximarem e entrarem em contato com você. Esteja ciente que tudo que pedir ao seu anjo da guarda ele fará, basta ter fé. Se você não pedir, ele não vai agir.

  • O último dos 4 passos para contatar o seu guia espiritual é observar atentamente seus sentimentos. É normal sentir um calor, uma paz, sentir que alguém está ao seu lado. Entre outras sensações, você vai notar que seu guia ao se aproximar todos os dias fará sempre de uma forma específica. Ao longo do tempo, vai aprender a reconhecer esses sinais mesmo em outros momentos que não estiver concentrado nisso.

Depois de sintonizar com seu guia espiritual, você deve se comunicar mentalmente, fazer perguntas e observar o que vai te colocar intuitivamente em contato com as respostas.

Guarde as orientações que seu guia te transmitir, elas deverão ser a fonte de reflexão da sua vida. Contatar o seu guia espiritual é simples, basta treinar e você vai se surpreender com os resultados.

Esteja sempre disponível para eles, que eles ficarão disponíveis para você.

Caso não consiga o contato com seu guia após algumas tentativas, encerre a experiência por um tempo e tente novamente depois. Não insista muito na técnica. Deixe fluir normalmente, pois o contato vai acontecer quando for a vontade de Deus.

Clique aqui: Guias espirituais: quem são estes seres?

A missão do guia espiritual

Diferente do que muitos acreditam, o guia espiritual é, na maioria das vezes, um espírito em evolução. Ou seja, possui imperfeições, porém alcançou um grau de pureza maior que seu orientando.

Por isso, é capaz de orientá-lo no caminho espiritual de sua encarnação atual.

Este fato não desmerece seu trabalho, pelo contrário, já que ele doa seu tempo livre para a própria evolução para se dedicar a outro espírito.

Nossos guias podem nos ajudar muito, estão libertos da limitação tridimensional e possuem mais discernimento e sabedoria do que nós encarnados. Cada pessoa pode ter diferentes guias para determinados fins, também é recorrente a pessoa ter um guia apenas por um período.

É comum que alguns guias decidam se aproximar da pessoa apenas na vida adulta, ou escolhem intervir quando seu orientando está fazendo algo específico. Por exemplo, um médico cirurgião pode ter alguns guias que o acompanham apenas quando ele está operando alguém no centro cirúrgico.

Essa mesma pessoa, pode ter outros guias em sua vida cotidiana com a família e os amigos.

Antes do nascimento, a maior parte das pessoas faz um plano e vem à terra com o objetivo de aprender determinadas lições, também ajudar ou cumprir requisitos específicos.

O que acontece é que quando chegamos aqui, esquecemos de tudo e a missão de nossos guias é justamente nos lembrar disso. Existem guias que escolhem ajudar com propósitos determinados.

Então, eles se aproximam das pessoas que estão pré-designadas a cumprirem certas tarefas. Quanto mais coisas a pessoa fizer na vida, mais guias terá.

Saiba mais :

Leia também:  Como Desbloquear A Unidade Onde O Windows Está Instalado?

Guia espiritual: como descobrir quem é o seu mentor(a)?

Você tem curiosidade em saber quem é o seu guia espiritual? Essa é uma dúvida comum e importante.
Afinal, há muitos questionamentos sobre o que ele(a) é e como pode auxiliar na jornada na Terra, abrindo caminhos de cooperação, amor e sabedoria.

Para esclarecer o assunto e responder às principais dúvidas, construímos este conteúdo.
Avance na leitura para saber mais.

Nas perguntas do Livro dos Espíritos podemos começar a esclarecer nossas dúvidas de nosso guia espiritual ou Espírito protetor, nas perguntas a continuação encontraremos algumas informações interessantes:

  1. Qual a missão do Espírito protetor?

“A de um pai com relação aos filhos; a de guiar o seu protegido pela senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, encorajá-lo nas provas da vida.”

  1. O Espírito protetor liga-se ao indivíduo desde o seu nascimento?

“Desde o nascimento até a morte, e muitas vezes o acompanha na vida espírita, depois da morte, e mesmo através de muitas existências corpóreas, que mais não são do que fases curtíssimas da vida do Espírito.”

O que é um guia espiritual?

De acordo com o Livro dos Espíritos (páginas 489 a 522) e o Evangelho segundo o Espiritismo (cap. 20, item 5, e cap. 28, item 11 a 14) todos os seres encarnados recebem auxílio de Espíritos desencarnados.

  • Entre as criaturas que almejam orientar as pessoas no caminho do bem, destaca-se o guia espiritual, que se une a um indivíduo em particular para protegê-lo.
  • Sua missão é a de guiar o encarnado para que ele consiga cumprir a sua missão e alcançar o despertar espiritual.
  • Sua relação com o ser encarnado é paternal e, além de aconselhar positivamente, ele(a) também conforta o indivíduo nos momentos de aflição.
  • Logo, um guia espiritual é um Espírito desencarnado que acompanha um encarnado em particular a fim de ajudá-lo em sua trajetória na Terra e consequente evolução.

Qual é a diferença entre mentor, guia espiritual, mestre e anjo da guarda?

  1. O mentor é um Espírito que atingiu um nível de elevação maior do que os demais, porém, ainda precisa evoluir.

  2. Ele se coloca à disposição da humanidade para orientá-la, principalmente no que diz respeito à vida profissional das pessoas, como os médicos em hospitais, por exemplo.
  3. Por sua vez, o guia espiritual é um ser que tem com o encarnado alguma relação.

  4. Muitas vezes, foram familiares em encarnações passadas e acompanham o indivíduo a fim de orientá-lo e protegê-lo em sua estada na Terra.

  5. Já o mestre é um ser que conquistou o nível máximo de evolução e vive em planos superiores, colocando-se à disposição para prestar socorro quando solicitado.
  6. Por fim, o anjo da guarda também foi incumbido de dedicar-se a uma pessoa específica, ajudando-a a cumprir a sua jornada na encarnação presente.

Como descobrir quem é o seu guia espiritual?

  • Descobrir quem é o seu guia espiritual exige que você se conecte a ele(a) em pensamento.
  • Ou seja, a sua vibração deve ser semelhante a do seu guia.
  • Uma forma de fazer isso é ter um momento de interiorização.

Meditação

  1. Fique em silêncio, eleve a sua mente, concentre-se em um feixe de luz branca e mentalize questionamentos ao seu guia. Uma das melhores maneiras de descobrir quem é o seu guia espiritual é por meio da meditação.
  2. Com a postura, respiração e elevação mental promovidas por essa prática, fica mais fácil fazer com que a sua vibração esteja semelhante à do seu guia.

  3. Feito isso, concentre-se novamente em um feixe de luz branca e mentalize questionamentos a ele(a). É possível, até mesmo, perguntar o nome dele(a).
  1. Vale ressaltar que nem todos os guias espirituais se revelam facilmente ou expõem seus nomes – isso acontecerá quando cada um estiver preparado para receber tais informações.

  2. Divaldo Franco, um dos maiores médiuns brasileiros, demorou muitos anos para saber o nome da sua guia espiritual.
  3. Joanna de Ângelis se apresentava apenas como “um Espírito amigo” e só revelou a sua identidade no momento oportuno.

  4. Portanto, ainda que a curiosidade de saber quem é o seu guia espiritual seja grande, o importante é ter em mente que ele estará sempre ao seu lado.

Como conversar com o guia espiritual?

  • Após o primeiro contato com o seu guia espiritual, um canal fluído de comunicação se cria, mas é primordial manter a mente serena e elevar a vibração.
  • Existem diversos tipos de mediunidade e o seu guia pode se conectar a você de várias formas.
  • Esteja atento aos sinais e, sempre que possível, eleve os seus pensamentos para se comunicar e receber os ensinamentos dele(a).
  • Vale ressaltar que o guia espiritual não tem gênero definido.
  • O importante é que você seja capaz de se conectar com sua sabedoria e acolhimento, sem se apegar à sua aparência.

Como o guia espiritual pode nos ajudar?

O guia espiritual pode ajudar de diversas maneiras:

  • Proteger contra Espíritos obsessores.
  • Restabelecer sua vitalidade durante o sono.
  • Dar conselhos que se manifestam pela intuição.
  • Desviar nosso caminho de acontecimentos danosos.

Sabe quando o seu despertador não toca? Um trânsito gigantesco se faz em seu caminho? Seus compromissos são adiantados ou adiados possibilitando o seu recolhimento mais cedo?

Ou, então, sabe quando você se sente desconfortável em um ambiente e depois descobre que estava correndo perigo? E nos momentos em que você se demora na companhia de uma pessoa que faz bem?

Enfim, muitos são os exemplos das ações dos seus guias espirituais.

Precisamos apenas estar atentos e com o coração aberto para receber o auxílio prestado com tanto amor.

Como sonhar com o guia espiritual?

  1. Sempre que adormecemos, fazemos o nosso desdobramento e ficamos na companhia de Espíritos compatíveis com as nossas energias.
  2. Logo, para sonhar com o guia espiritual, é importante elevar seus pensamentos antes de dormir.

  3. Para isso, faça uma prece, permaneça em silêncio e esteja preparado para os ensinamentos.
  4. Observe as imagens que aparecem quando você sonha com o seu guia, pois podem ser avisos sobre questões que demandam atenção em sua vida.

Frases de guias espirituais

Para finalizar, separamos algumas frases de guias espirituais para inspirar você!

Frases de Joanna de Ângelis

O compilado de frases a seguir foram ditadas por Joanna de Ângelis e psicografadas por Divaldo Pereira Franco no livro intitulado Vida Feliz.

São pensamentos preciosos para gerar reflexões e promover nossa evolução espiritual.

  • “Mergulha a mente, quanto possível, no estudo. O estudo liberta da ignorância e favorece a criatura com o discernimento. O estudo e o trabalho são as asas que facilitam a evolução do ser.”
  • “A paciência é a virtude que te auxiliará na conquista dos bens do corpo, da alma e da sociedade. Ela ensina a técnica de como se deve aguardar, quando não se pode ter imediatamente o que se deseja. Jamais te irrites. A paciência te auxiliará a tudo vencer.”
  • “Use a verdade com o objetivo de ajudar, jamais como uma arma de agressão ou revide.”
  • “Quem ouve bem, penetra melhor nos ensinamentos que lhe chegam. Ouvir, é ainda uma arte pouco exercitada.”

Frases de Dr. Bezerra de Menezes

As mensagens a seguir estão contidas no livro A loucura sob novo prisma, escrito por autor que utilizou o pseudônimo Max. A obra reúne manifestações do Dr. Bezerra de Menezes que se comunicou com médiuns após desencarnado.

Essa obra nos faz refletir sobre a nossa natureza espiritual e os seus desdobramentos na vida carnal.

  • “(…) o homem não é só matéria, há nele outro elemento, cuja atividade subsiste enquanto se suspende a dos órgãos corporais, e de que esse elemento, desprendido da matéria corpórea, estende a vista infinitamente além do espaço, além da que pode alcançar a do corpo.”
  • “O corpo entra com os elementos necessários à vida num ambiente material. O Espírito entra com os que devem vivificar o corpo, para dar vida comum e transitória, haurir o néctar da vida espiritual, eterna e eternamente perfectível.”
  • “Não é mais lícito duvidar hoje de que os Espíritos revestem, para se nos manifestarem, a forma do corpo que tiveram na vida.”
  • “Pôr em dúvida o fato das manifestações, atestado por uma infinidade de caracteres respeitabilíssimos, é só dar crédito ao que se vê, é recusar o testemunho, a tradição, é passar uma esponja sobre todo o passado e destruir de um traço a História da Humanidade.”

Frases de Emmanuel

As provocações abaixo foram ditadas por Emmanuel e psicografadas por Chico Xavier.

São frases que nos fazem despertar para o caminho do bem, da disciplina e do empenho para conquistarmos nossa edificação.

  • “Haja o que houver, trabalha na edificação do bem e segue adiante.”
  • “Dor, na maioria das vezes, é o tributo que se paga ao aperfeiçoamento espiritual.”
  • “O mal é sempre desequilíbrio, e todo desequilíbrio reclama ajuste.”
  • “Protege o próprio lar contra a perturbação e a desarmonia, mas se a tua ação não surte efeito, aceita a casa em que vives por tua escola de regeneração e de amor.”

Frases de Amélia Rodrigues

As reflexões a seguir foram ditadas por Amélia Rodrigues e psicografadas por Divaldo Franco.

São pensamentos que nos ensinam sobre a importância do amor e da misericórdia.

  • “A misericórdia é o antídoto do ódio, voz da inteligência que dialoga e vence o instinto.”
  • “O amor ergue, quando o outro tomba, compadece-se, quando defronta o erro, acompanha o solitário, ajudando-o, e enriquece de ternura todos aqueles que abraça, por maior que seja a carência que os devasta.”
  • “Não é necessário ver para amar, bastando compreender que ninguém jamais se realiza a sós, nem se completa se não der um sentido de solidariedade à existência.”

Frases de Ismael (Mentor Espiritual do Brasil)

  • Ismael Gomes Braga, também conhecido como o Mentor Espiritual do Brasil, nasceu na cidade de Ubá/MG e abandonou cedo os estudos para auxiliar sua família trabalhando na lavoura.
  • Ele demonstrou excelente memória e inteligência admirável, sendo propagador da palavra do Evangelho, após se deparar com o fenômeno das “mesas dançantes” e iniciar na Federação Espírita Brasileira (FEB) o trabalho chamado “Serviço de Propaganda do Esperanto”.
  • A frase abaixo está no livro O Despertar de Uma Nova Era, psicografado pelo médium Izoldino Resende. Veja o que diz Ismael nesta passagem:

“Estamos vivendo o grande momento dos falsos cristos e os falsos profetas, que se encontram em todas as seitas religiosas.

São aqueles que se apropriam da religião em benefício próprio, ou pelo enriquecimento ilícito ou pela pompa de ego e da vaidade.”

Conclusão

Podemos entender que o guia espiritual é um ser destinado a nos ajudar a cumprir a nossa missão na Terra.
Ele(a) nos protege, aconselha, acolhe e alerta sobre os desafios da jornada.

É de grande importância ter atenção aos sinais enviados pelo seu guia espiritual e seguir suas orientações a fim de ter uma encarnação mais fluida e com menos sofrimento.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*