Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Durante todo o ensino médio você se preparou para as provas, exames e vestibulares com intuito de entrar na universidade dos seus sonhos. Está tudo encaminhado. Revisou o conteúdo em seus canais preferidos do YouTube e anotou as datas das inscrições na agenda do seu celular. 

Mas ,a pergunta que não quer calar: e aí, já sabe qual profissão você vai seguir? Se você ainda não sabe, fique tranquilo, você não está sozinho nessa. Muitas pessoas têm dúvidas ao decidir qual carreira seguir. 

Alguns se dividem entre escolher a mesma profissão que os pais ou arriscar uma carreira inusitada baseada em suas próprias habilidades. O que pouco se comenta é que as dificuldades e incertezas que sentimos ao decidir o curso de graduação podem ser amenizadas por meio de autoconhecimento e algumas técnicas que orientam a sua tomada de decisão. 

Continue lendo este artigo e descubra de um jeito prático e divertido como decidir qual a melhor profissão para você seguir.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

1. Analise suas habilidades

Entender quais são suas habilidades, gostos e personalidade pode ajudar muito a descobrir qual grande área você se daria melhor na hora de estudar e trabalhar.

As grandes áreas estão subdivididas em: saúde, administração e negócios, meio ambiente e ciências agrárias, ciências sociais e humanas, comunicação e informação, ciências exatas e informática.

 Dentro delas, são ofertadas dezenas de cursos superiores para formar um estudante universitário.

 Depois, também é possível se especializar em algumas áreas por meio de cursos de MBA, pós-graduação, mestrado e doutorado.

Para identificar em qual a grande área você se adapta melhor, o primeiro passo é se autoconhecer. A seguir reunimos algumas questões reflexivas que podem trazer alguma luz às suas maiores dúvidas. Escreva suas respostas no papel e tenha em mente que elas podem trazer mais clareza para os próximos passos.

  • Durante o ensino médio, qual disciplina você mais gostava de estudar? 
  • Quais os seus hobbies, lazer preferido e prioridades na carreira? 
  • Quais profissões você poderia aplicar as habilidades que já possui?

2. Faça testes vocacionais

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Os testes vocacionais são uma espécie de questionário em que suas respostas podem refletir os interesses e aptidões de uma pessoa e indicar quais profissões combinam com o perfil daquela pessoa. De modo geral, os testes ajudam os alunos que estão em dúvida em qual curso ou carreira seguir e são aplicados por meio do auxílio de profissionais da psicologia ou, ainda, realizados online com base na associação de um padrão de respostas. 

O portal Quero Bolsa, por exemplo, disponibiliza em seu site um teste vocacional online e gratuito, desenvolvido com base na Teoria das Inteligências Múltiplas, do psicólogo Howard Gardner. O teste vocacional do Quero Bolsa é gratuito e é uma boa alternativa para nortear a sua tomada de decisão. Ele está disponível no link querobolsa.com.br/teste-vocacional-gratis. 

Contudo, sempre que possível procure consultar um profissional da área de Psicologia para que ele possa fazer uma análise mais detalhada do seu perfil profissional. 

3. Pesquise grades curriculares

A partir do momento que você já possui algumas opções, pode pesquisar algumas das principais características de tais profissões.  Os sites das universidades geralmente disponibilizam as grades curriculares de cada curso de graduação. 

As grades curriculares informam quais são as disciplinas específicas, teóricas e práticas de cada um dos cursos.

 Esse exercício de pesquisar o conteúdo que vai ser estudado nos cursos é importante para o vestibulando priorizar ou eliminar algumas das possíveis carreiras profissionais.

 Nesse momento, também é possível analisar se suas habilidades estarão alinhadas com o que as grades curriculares oferecem.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

4. Visite universidades e feira de profissões

Conhecer a dinâmica de uma universidade e participar de atividades que acontecem durante a graduação podem ajudar a decidir qual carreira seguir. Neste ambiente é possível entender como funcionam as aulas práticas e metodologias de cada curso, por exemplo.  

Além disso, algumas instituições de ensino superior promovem feiras de profissões em que estudantes e visitantes podem conhecer melhor o mercado de trabalho. Isso porque esse momento é ideal para conversar com profissionais e universitários dos cursos disponíveis e também assistir palestras ou congressos da área. 

A dica é visitar mais de uma universidade e feira de profissões, uma vez que cada uma das instituições de ensino têm um perfil diferente da outra.

5. Converse com profissionais formados na área

Alguns conteúdos encontrados na internet não trazem depoimentos reais de pessoas que vivenciam determinada profissão.

 Procure profissionais que são formados e já trabalham na área para tirar dúvidas sobre a prática na carreira pretendida.

 Se você não conhece pessoalmente ninguém que atue na área, pode buscar profissionais de referência na internet, em redes sociais ou site de empresas e indústrias do ramo.

Você pode enviar uma mensagem ou e-mail para esses profissionais explicando sua situação e perguntar se pode fazer algumas perguntas referentes ao assunto. Se houver uma resposta positiva do profissional, tire com ele suas principais dúvidas referentes a profissão, plano de carreira, área de atuação, salário, entre outras.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

6. Use a internet a seu favor

O YouTube e o Instagram podem ser grandes aliados para os estudantes que estão na dúvida de qual curso superior escolher e qual profissão seguir. Procure canais, vídeos e perfis de profissionais que já trabalham na área pretendida e também de estudantes universitários dos cursos de graduação do seu interesse.

Essa é uma maneira de acompanhar a rotina profissional ou rotina de estudos dos universitários que optaram pela mesma carreira que a que você pretende seguir.

Estou matriculado, mas ainda tenho dúvidas

Se por algum motivo você já está matriculado no ensino superior e mesmo assim ainda tem dúvidas sobre a carreira, fique tranquilo. Utilize as técnicas sugeridas e encontre o seu propósito de vida.

Saiba que sua decisão não precisa ser definitiva e, se depois de iniciar uma graduação descobrir que esta não é a carreira dos seus sonhos, você pode optar por mudar de curso ou iniciar uma segunda graduação e, enfim, encontrar a profissão ideal. 

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Gostou das dicas? Agora é hora de colocá-las em prática e ajudar os amigos que também estão em dúvida compartilhando este artigo nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp.

  • QUERO SER PRÓ!
  • Leia mais:
  • ENEM: Como estar preparado para qualquer tema de redação 
  • ENEM: 11 dicas de interpretação de texto 
  • Como lidar com a pressão dos pais nos estudos?

Está difícil passar em Medicina? Veja como o cursinho do Pró pode te ajudar!

Como utilizar a nota do ENEM para estudar em Portugal 

19 filmes e séries para estudar para o vestibular

Qual profissão seguir? Como acabar com essa dúvida? – Blog do Stoodi

Veja o que levar em consideração na hora de escolher uma carreira

A definição do curso universitário a ser feito deve ser a primeira grande decisão da vida jovem de uma pessoa.

E trata-se de uma escolha bastante importante, que pode definir os rumos que serão tomados a partir dessa decisão.

Muitos jovens chegam ao último ano do ensino médio sem saber o que preencher na ficha de inscrição do vestibular e isso é mais normal do que você pensa. Afinal, é uma grande decisão, portanto, deve ser bem pensada.

Um ponto importante que precisa estar na sua mente é que não se trata de uma escolha definitiva. O curso universitário definido ao fim do ensino médio pode não ser o único que você fará a vida toda.

Atualmente, estudos apontam que as pessoas podem ter até três carreiras diferentes ao longo da vida, já que a expectativa de vida aumentou consideravelmente nos dias atuais.

Portanto, as escolhas não se tornam mais tão definitivas quanto antigamente.

Mas, mesmo assim, é importante saber o que você pretende fazer durante os próximos anos da sua vida para conseguir alcançar as coisas que deseja e estabelecer metas concretas a serem atingidas.

Existem alguns passos que você pode seguir para tentar clarear as ideias e pensar em alguns cursos que poderiam ser de seu interesse. Vamos compartilhar algumas dicas que talvez sejam úteis.

Vem com a gente?

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Você precisa se conhecer

O primeiro passo e provavelmente um dos mais importantes a serem tomados é você se conhecer e entender quais são as coisas que você mais gosta de fazer, aquelas que você se interessa em aprender e, especialmente, coisas que você não se imagina fazendo em hipótese alguma. Pode parecer algo simples de se fazer, mas exige uma certa dedicação tirar um momento e fazer essa análise interna para entender como você pensa.

Essa avaliação é desafiadora, pois exige um certo tempo de análise interna, se entender como pessoa e, talvez, descobrir coisas que não sabia a seu respeito.

Pode ser uma atividade muito esclarecedora, pois irá abrir muitas portas novas que você desconhecia.

A partir disso, já é possível imaginar carreiras que provavelmente não seriam de seu interesse e outras que com certeza estarão em uma lista de possíveis escolhas.

Parte do processo inclui entender quais são as matérias que mais te agradam e em quais delas você tem mais facilidade de entendimento e resolução. É preciso identificar também quais são as matérias que não são muito do seu gosto e você tem mais dificuldade de compreensão.

Também é preciso entender quanto você está disposto a se dedicar e estudar para a carreira que escolher, afinal, profissões como a de médico exigem a dedicação por anos, durante muitas horas diárias. Apesar de ser uma carreira linda, nem todo mundo está disposto a comprometer tanto do seu tempo e da sua vida pela profissão. É preciso analisar isso também.

Leia também:  Como Estava A Lua No Dia Em Que Nasci?

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Conhecer as profissões existentes, entender qual é o tipo de trabalho desenvolvido em cada uma delas, o que é preciso estudar, quais são os conhecimentos específicos necessários e que formação é essencial para exercê-la são pontos fundamentais a serem analisados e conhecidos para ajudar você a tomar a sua decisão.

A partir dessas informações, você entende melhor como funciona cada uma das profissões, conhece suas particularidades e já consegue começar a pensar quais delas poderiam ser as escolhidas e quais estão definitivamente descartadas por não terem nada a ver com os objetivos que você tem para a sua vida.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Descubra como é o dia a dia de cada profissão

A partir do momento que você já se conheceu melhor e começa a buscar possíveis profissões para formar uma lista de possibilidades, uma ação fundamental a ser tomada é conhecer o dia a dia de cada profissão e entender como é a rotina de cada um dos diferentes profissionais. Você deve conhecer pessoas que estão em carreiras diferentes, talvez algumas delas sejam de seu interesse. Bata um papo com essas pessoas e tente descobrir o maior número de informações possíveis.

Todas essas informações já vão ajudar você a conhecer melhor as rotinas e entender quais delas têm mais a ver com o tipo de trabalho que gostaria de desenvolver e também qual rotina você gostaria de ter quando já estivesse trabalhando.

Existem inúmeras profissões no mercado e, ano após ano, surgem novas profissões. O mundo digital abriu muitas portas e permitiu a criação de novas áreas e novas funções.

Nada impede que a sua escolha de hoje seja alterada lá na frente, mas é preciso começar.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Fique por dentro do mercado de trabalho das profissões

Além de conhecer a rotina das diversas profissões existentes, é fundamental entender o mercado de trabalho de cada uma delas. Analisar o seu histórico, se sempre foi igual, se há oscilações com picos e momentos de crise. Todas essas informações também são importantes na hora de decidir o que fazer da vida.

Existem profissões que têm o mercado de trabalho sempre aquecido, especialmente serviços que são tradicionalmente utilizados em uma sociedade, mas outras variam de época para época, funcionam com sazonalidade. Saber identificar essas diferenças e entender como isso impacta a profissão é informação fundamental para auxiliar na hora da escolha.

Nem tudo está perdido quando você não sabe qual carreira seguir. O importante é não se culpar por isso e não achar também que é o fim do mundo. É tudo uma questão de parar um pouco, estabelecer um plano de ação e segui-lo até chegar à resposta. Pode levar um tempo ou pode ser rápido, o importante é não desistir e, quando necessário, buscar algum tipo de ajuda.

Boa sorte na sua busca!

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Teste Vocacional Grátis e Online: faça e descubra sua profissão

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Você está à procura de algum tipo de orientação vocacional? Faça nosso Teste Vocacional Online e Grátis para conhecer carreiras que fazem sentido para seu perfil!

O Teste Vocacional do Na Prática é diferente de todos os outros: nele, você conversa com nosso robô (bot ou assistente virtual): o Fê. Ele será responsável por analisar o seu perfil, para te contar mais sobre suas características profissionais e carreiras que fazem sentido de acordo com seus resultados!

Ah, também é um teste vocacional rápido, bem mais do que você encontra por aí. 

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?Trecho do Teste Vocacional do Na Prática (Imagem: Reprodução).

O que é teste vocacional profissional

O teste vocacional, ou exame vocacional, é uma avaliação aplicada por diversos tipos de profissionais – como psicólogos, coachs, orientadores –  a fim de trazer mais clareza para quem está em busca de definir uma carreira a seguir. Eles podem se basear em várias teorias criadas por especialistas que mapearam perfis e agruparam em categorias, de acordo com critérios em particular.

Basicamente, a ideia de cada teste vocacional é, a partir da análise de um conjunto de características específicas da personalidade e traçando um paralelo com o que dizem um ou mais desses especialistas, conseguir apontar áreas ou profissões em que você pode se adequar melhor.

Teste de Personalidade: faça e descubra como pode ajudar na sua carreira

Teste de vocação x teste de aptidão

Embora tenha possibilidade de ajudar no autoconhecimento necessário para uma decisão de carreira, o teste de aptidão não serve para o mesmo fim que o teste vocacional. Na prática, o teste de aptidão avalia se a pessoa possui a capacidade exigida para um trabalho ou função. Por conta disso, muitas vezes é aplicado pelas organizações durante processos seletivos.

Na contramão, existem opções de testes de aptidão que buscam mapear as habilidades do profissional para, então, sugerir funções que combinem com seu ramo de competências. Então, da mesma forma que os testes vocacionais funcionam melhor como complemento, os de aptidão podem ser utilizados em conjunto com outras ferramentas – e reflexões – para ajudar na decisão de carreira. 

Por que os testes vocacionais não são o bastante (sozinhos!)

Não tem nada de errado em fazer um teste vocacional, nem em acreditar em seu resultado. O problema é: ele não é nem de longe o suficiente para você fazer uma escolha acertada de carreira.

Infelizmente, é impossível que, com algumas perguntas, qualquer avaliação do tipo consiga contemplar toda a complexidade do seu perfil – incluindo sonhos, medos, valores, ambições e propósito.

Além disso, os testes vocacionais não medem todo seu potencial nem conseguem refletir o quanto você muda com cada escolha. Tem também outro ponto: o mercado de trabalho é grande demais e está em constante transformação. Muitas das profissões que existem hoje não existiam há cerca de 10 anos.

Leia mais: Sites que oferecem cursos online e gratuitos com certificado

Para você ter ideia, muitas pesquisas indicam que 50% das profissões que existem hoje desaparecerão ou mudarão radicalmente nos próximos 20 anos. Ou seja: as profissões do futuro ainda nem foram criadas – como um teste vocacional pode prevê-las?

Então, eles no máximo conseguem te dar um norte ao calcular o que está num círculo de possibilidades que podem fazer sentido de acordo com características superficiais da sua personalidade.

O processo de escolha profissional, para ser completo e satisfatório, precisa envolver outros fatores – como seus interesses, influências e habilidades, além da sua curiosidade como ferramenta. Só assim você conseguirá sair do retrato do seu momento e passar a atuar como protagonista da sua vida.

Então, como descobrir minha vocação? (e como aproveitar o teste vocacional)

O processo de decisão profissional, para ser completo e satisfatório, precisa envolver outros fatores – como seus interesses, influências, valores, missão e habilidades. Há diversas formas de mapear alguns desses pontos importantes da sua personalidade.

Uma delas, por exemplo, é a mandala Ikigai, um exercício que, basicamente, aborda diversas áreas e intercessões da vida pessoal e profissional e te dá clareza como levar em conta todos esses aspectos na hora de decidir a carreira.

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir? Mandala Ikigai

Veja mais sobre a mandala Ikigai aqui!

Se preferir, coloque tudo que te importa e te move no papel da forma que achar melhor. Assim, visualiza o que deve ser levado em conta.

A partir disso, faz sentido listar áreas, setores e profissões que se encaixem com tudo que você busca e tem a oferecer (ou quer ter a oferecer).

Para se guiar por entre profissões existentes, vale fazer um teste vocacional e incrementar sua lista de possibilidades com os resultados.

Mesmo com essas dicas, descobrir que caminho profissional seguir é um processo complexo – por envolver várias facetas, como explicamos – e que pode ser diferente para todo mundo. Portanto, a fim de auxiliar com ferramentas e teorias sobre caminhos profissionais e processos de decisão, a Fundação Estudar lançou o curso Decisão de Carreira Na Prática.

Viu como o teste vocacional deixa de fora muitos fatores importantes? Agora que você já sabe que a decisão de carreira está longe de parar por aí, entenda o que você pode fazer a partir dos resultados sobre as profissões que combinam com seu perfil, que você tira do Teste Vocacional do Na Prática, para se encaminhar profissionalmente. 

Depois de decidir no que quer atuar com nosso teste de orientação vocacional, como montar um plano de carreira

O plano de carreira serve para levá-lo do seu estado atual(como você está hoje profissionalmente) ao estado desejado (como gostaria de estar dentro de um período determinado de tempo).

Assim, é interessante que ele seja trabalhado quando você escolher de fato qual trajetória quer seguir, após o processo de investigação complexo que envolve uma decisão tão grande quanto a de carreira.

Inteligência Emocional: entenda o que é, a importância e como desenvolver

O objetivo pode ser de médio ou longo prazo, adaptado e remodelado com o passar do tempo. Para começar, basta ter papel e caneta.

Passo 1: Defina seu estado desejado

Você já parou para pensar quem deseja ser profissionalmente daqui a dois, cinco ou dez anos? Essa reflexão é importante para alcançar a felicidade e plenitude nesse setor da sua vida, e nenhum teste vocacional vai te dar essa resposta. 

Leia também:  Como Reparar Pc Que Não Inicia Windows?

Quando você define seu objetivo, é capaz de guiar melhor sua carreira e aproveitar as oportunidades. Por fim, toma as rédeas da sua vida profissional e não fica à mercê dos acontecimentos.

Passo 2: Valide seu estado desejado

Mas não adianta apenas definir qual é seu estado desejado. Para se sentir efetivamente motivado e chegar até ele, você precisará compreender o que está por trás dessa vontade. Então, algumas questões podem ajudá-lo nessa reflexão:

  • Por que valerá a pena alcançar tal objetivo?
  • Por que isso é importante para você?

As respostas devem estar totalmente alinhadas aos seus valores e ao que você quer para sua vida. Somente assim será possível manter o foco durante toda a execução do seu plano de carreira.

Passo 3: Trace metas

Enfim, agora que você já tem seu ponto de largada e o de chegada, só faltam os degraus que ligarão um ao outro. Para defini-los, faça o seguinte:

  • Identifique a distância que o separa do seu estado desejado
  • Divida essa distância em espaços menores
  • Mapeie o que você precisa aprender, adquirir ou mudar para chegar lá

Passo 4: Invista em autoconhecimento e conhecimento de mercado

Identificar o que precisa aprender, adquirir ou mudar fica muito mais fácil quando você investe em autoconhecimento – algo que vai muito além do teste vocacional. É muito importante descobrir quem você é, quais são seus pontos fortes e fracos, o que você que faz bem e o que precisa melhorar para desenvolver as habilidades e competências que permitirão que seu objetivo seja alcançado.

Também é importante conhecer de fato sua área de interesse e aquilo que você precisa saber para atuar naquele mercado. Para tanto, você pode:

  • Fazer uma pesquisa aprofundada sobre o setor e entender quem são as grandes empresas e grandes modelos, quais são as tendências, desafios e oportunidades
  • Conversar com profissionais da área que podem lhe oferecer conselhos úteis e atualizados
  • Conectar-se com o meio através de cursos, projetos e eventos

Passo 5: Estipule prazos para cumprir cada meta

Agora que você partiu do seu teste vocacional e criou metas, elas devem ser organizadas no plano de carreira de modo a permitir que você alcance determinado objetivo em um período bem definido. Isso exige que cada etapa seja cumprida dentro de um prazo. Ao estipular tais datas, você deve considerar realisticamente as dificuldades e os obstáculos que enfrentará.

FAQ

O teste vocacional, ou exame vocacional, é uma avaliação feita com objetivo de trazer mais clareza para quem está em busca de definir uma carreira a seguir.

A ideia de cada teste vocacional é, a partir da análise de um conjunto de características específicas da personalidade, apontar áreas ou profissões em que a pessoa possa se adequar melhor de acordo com seu perfil.

Embora não seja necessariamente uma resposta decisiva por si só, o teste vocacional pode ajudar na orientação de decisões profissionais, já que mostra traços do perfil e carreiras relacionadas. Os testes vocacionais são aplicados por diversos tipos de profissionais, como psicólogos, coachs, orientadores de carreira.

Atualmente, no entanto, estão disponíveis em larga escala na internet para que o profissional consiga acessar seus resultados independentemente. Apesar disso, a interpretação completa e mais apurada dos resultados é propriedade dos profissionais especializados.

Para fazer um teste vocacional, você pode procurar profissionais especializados, como coaches, psicólogos e orientadores de carreira. Outra forma é fazer os que estão disponíveis na internet, como o do Na Prática, que é conduzido por um assistente virtual, que mapeia o perfil profissional e indica carreiras. Enquanto o teste vocacional mapeia carreiras de acordo com o perfil, o teste de aptidão avalia se a pessoa possui capacidades exigidas para um trabalho ou função.

Infográfico feito pela parceira Venngage.

Qual carreira seguir? 7 fatores que vão ajudá-lo a escolher

Durante a juventude, é normal ter afinidade com várias atividades e se imaginar seguindo diversas profissões. Esse é um dos grandes motivos pelo qual escolher uma carreira é tão difícil. Nessa hora algumas pessoas ficam indecisas com medo de se arrepender depois, já outras iniciam um curso sem nem pensar no amanhã.

A verdade é que essa escolha deve ser feita com cautela, porque será decisiva para seu futuro. Por essa razão, listamos os 7 principais fatores que você deve considerar ao escolher a profissão que vai seguir. Confira:

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

1. Habilidades pessoais

Reflita sobre como suas habilidades são aplicadas no cotidiano e veja o que as pessoas com essas habilidades fazem profissionalmente. Por exemplo, alguém com facilidade em lidar com matemática pode trabalhar na área de ciências contábeis.

Alguns testes vocacionais se baseiam na teoria das múltiplas inteligências — do psicólogo americano Howard Gardner. Esses testes ajudam a descobrir em quais áreas cognitivas você tem mais habilidade. Segundo Gardner, os tipos de inteligência são:

  1. lógica-matemática;

  2. verbal-linguística;

  3. musical-rítmica;

  4. visual-espacial;

  5. corporal-cinestésica;

  6. intrapessoal;

  7. interpessoal;

  8. naturalista;

  9. existencial.

2. Afinidade e preferências

As disciplinas com as quais você teve afinidade no ensino médio podem indicar as atividades que gostará de fazer no trabalho. Seja na área de humanas, exatas ou biológicas, considere suas preferências e elimine aquilo em que não terá prazer em estudar e trabalhar.

Ouça também as opiniões da família e amigos sobre suas qualidades, a fim de se conhecer melhor. A profissão escolhida precisa estar de acordo com seus valores. Portanto, o autoconhecimento é fundamental nesse processo.

3. Mercado de trabalho

Pesquise sobre o mercado de trabalho e veja quais profissões combinam com suas habilidades e preferências. Observe o mercado atual, analisando as profissões que estão em alta e as que estão em declínio. Dessa forma, você reduz o leque de opções, diminuindo os riscos de escolher errado e se aproximando da carreira ideal.

4. Cursos recomendados

Analise as características dos cursos recomendados para as profissões do seu interesse, como as disciplinas que serão estudadas e quais atividades o profissional dessa área pode exercer. Com isso, você terá certeza se os conteúdos vão ajudá-lo a desenvolver as habilidades necessárias e se estará disposto a enfrentar os desafios.

5. Possibilidade de atuação

Algumas carreiras permitem que você trabalhe em diversas modalidades. Nelas, você poderá atuar como profissional liberal ou por meio contrato formal. Também é possível ter um negócio próprio. Nesse caso, pense em como você pretende atuar e defina as profissões mais adequadas para esse objetivo.

Além disso, alguns cursos são mais abrangentes — como direito e medicina — e permitem que o profissional trabalhe em várias atividades. Portanto, estude também as oportunidades e decida se você quer atuar em um mercado mais amplo ou mais específico.

6. Retorno financeiro

Não basta ter afinidade, é preciso garantir que a profissão proporcionará o retorno financeiro que você deseja. Sendo assim, relacione suas habilidades e preferências às opções de carreira que proporcionarão estabilidade econômica e qualidade de vida.

7. Desafios da profissão

Por mais que algumas profissões pareçam mais fáceis do que outras, todas têm seus pontos de dificuldade. Por conta disso, converse com profissionais experientes e pesquise os desafios da carreira que você pretende seguir. Pense sobre os profissionais que você admira, que serviram de inspiração e descubra o que eles já enfrentaram.

Ademais, analise o ambiente de trabalho e as atividades exercidas para saber se você estará satisfeito com a profissão na prática. Isso evita que você crie falsas expectativas e se frustre com algo que não esperava na profissão.

Erros que precisam ser evitados

Por não considerarem os fatores citados, há alunos que erram ao escolher a profissão. Por isso, para que você não se arrependa após tanta dedicação, evite os seguintes erros:

Acreditar que a escolha é para sempre

Tenha cuidado ao escolher a profissão, mas não fique com medo de mudar de ideia posteriormente, pois uma carreira não precisa ser seguida por toda a vida. O mercado de trabalho está em constante mudança, exigindo dinamismo das profissões e obrigando os profissionais a se adaptarem às novas necessidades.

Considerar apenas as opiniões dos pais e amigos

É recomendado ouvir a opinião das pessoas próximas, mas se basear apenas nisso é um erro, porque as pessoas nem sempre consideram os objetivos que você tem. Isso faz com que muitos alunos se frustrem após um tempo na faculdade ou na profissão.

Desejar apenas o retorno financeiro

A remuneração é um bom atrativo, mas não será tão importante se você não tiver afinidade com a profissão. Porque o retorno financeiro nem sempre recompensa o estresse causado no ambiente de trabalho.

Alguns alunos desistem de uma carreira por não ser tão lucrativa quanto outras, mas saiba que a realização pessoal é fundamental para o crescimento e sucesso profissional. Para evitar esse erro, tente balancear a lucratividade com a afinidade pelas carreiras disponíveis.

Pensar apenas nas profissões que estão em alta

Algumas profissões podem estar em alta no mercado por diversos motivos, seja por conta do avanço tecnológico, pelo cenário econômico etc. Porém, isso não significa que ela permanecerá em alta por muito tempo.

Algumas outras podem saturar o mercado, aumentando a concorrência ou desvalorizando o profissional. Dessa forma, fique atento às tendências e previsões sobre a carreira e o mercado, para não ficar no prejuízo futuramente.

Escolher a profissão apenas pela disciplina preferida

A maioria das profissões exigirá alguma tarefa que talvez você não goste de fazer, por isso escolher uma carreira apenas por gostar de uma matéria ou outra não é recomendado. Nesse caso, faça uma pesquisa mais aprofundada sobre a profissão e o curso desejado.

Leia também:  Como Ver As Fotos Que Estao No Icloud?

Trocar de curso frequentemente

Abandonar um curso por acreditar que você não se identificou com a área é normal. O problema é quando o aluno troca de curso frequentemente e não define uma área de atuação. Isso faz com se perca o foco e tenha dificuldade de crescer profissionalmente.

Decidir qual carreira seguir envolve pesquisas, autoconhecimento e análise do mercado de trabalho. Portanto, não tenha pressa em fazer a escolha.

Reflita cuidadosamente sobre cada questão e anote as opções mais interessantes para você.

Além disso, imagine qual cargo deseja alcançar, como pretende estar economicamente, que estilo de vida pretende ter, entre outros fatores. Com isso, certamente você terá uma carreira de sucesso.

Agora que você já sabe como escolher a profissão ideal, escolha o curso mais adequado para alcançar seus objetivos. Boa sorte! 

Como Saber Que Profissão Eu Quero Seguir?

Leia também:16 critérios essenciais para escolher a melhor faculdade para você

Como fazer para descobrir qual a profissão que eu devo seguir, pois já tive um monte e não

Como fazer para descobrir qual a profissão que eu devo seguir, pois já tive um monte e não me identifiquei com nenhuma delas?
Orientação vocacional tem resultados bastante positivos. Procure um profissional especialista para lhe orientar ele fará uma avaliação e se necessário encaminhará para outros profissionais.

Entender que existe apenas uma possibilidade de profissão a se seguir é algo muito limitador e por vezes irreal e prejudicial. Já que permite a expectativa que uma vez identificada a carreira, o seu desenvolvimento se dará sem dificuldades ou frustração. Isso não acontece.

O desenvolvimento profissional envolve estudo, prática e aprimoramento, sendo que erros e ajustes são partes do processo. Ainda assim você pode conseguir ajuda com uma orientação profissional no processo de escolha de quais caminhos tomar.

Hoje em dia sabemos que a Orientação Profissional precisa envolver tanto aspectos de auto-conhecimento, quanto de informações profissionais. A parte de autoconhecimento, por assim dizer psicológica, vai trabalhar aspectos tais como identificação, expectativas, valores e etc.

A parte de informação profissional trabalhará as informações relativas a opções de cursos, formação, mercado de trabalho e etc. Procure um orientador profissional, tenho certeza que poderemos lhe ajudar. É importante neste momento, começar realizando um trabalho de autoconhecimento.

Para isso é importante buscar auxilio de um Psicólogo, para estar trabalhando aptidões, gostos, habilidades, bem como refletir sobre suas escolhas e o mercado de trabalho atual. Olhe para dentro e para o futuro. Perceba quem você é e quem você quer Ser.

Através do Processo de Coaching Integrado para Orientação Profissional ou Reorientação de Carreira você com certeza chega a resolução desses conflitos. É um processo bem direcionado, com sessões estruturadas e focado. Sucesso! Procure entrar em contato consigo mesmo através de uma terapia para ajudá-lo a conduzir de forma satisfatória para a escolha profissional e trabalhar o nível de ansiedade. Com certeza obterá respostas terapêuticas, pois ampliará sua percepção e seu nível de consciência.
Át.

Monica Araújo

Realmente escolher uma profissão é uma decisão complexa e difícil, pois requer um bom nível de autoconhecimento. Penso que o melhor a fazer é participar de um processo de Re-orientação profissional, neste, o psicólogo irá ajudá-lo a conhecer e reconhecer suas aptidões, habilidades e preferências além de instrumentaliza-lo a pesquisar sobre o mercado de trabalho e as melhores opções para o seu momento de vida. Boa sorte!

Psic. Ana Amélia

Olá, recomendo que você busque um processo de psicoterapia com foco em orientação profissional. Na orientação profissional o psicólogo irá conduzir etapas que envolvem autoconhecimento, conhecimento da realidade profissional e apoio à tomada de decisão. Nesses casos o mais indicado é procurar um psicoterapeuta para iniciar um processo de orientação profissional e projeto de vida. Nesses processos é muito comum o aparecimento de questoes outras e a necessidade da psicoterapia propriamente dita, pois, despontarão indicadores e com eles a possibilidade de respostas para as escolhas inclusive as profissionais. Olá, consultar um psicoterapeuta e conversar pode lhe ajudar com essas questões. Descobrir uma profissão para seguir, encontrar uma profissão com a qual se identifique, ter tido um monte e não ter se identificado com nenhuma delas. Aí já são 3 perguntas diferentes, embora se atravessem e se misturem. É importante perceber que está insatisfeito e confuso com sua situação atual. Pode ser importante dar um passo para trás, pensar em suas escolhas e nos seus gostos, bem como as opções e realidade de mercado. Aconselharia a você que procurasse ajuda neste momento, através de um processo de Reorientação de Carreira ou mesmo uma Psicoterapia, que lhe auxilie a refletir! Procure um Psicólogo que trabalhe com orientação profissional. A primeira etapa da orientação é trabalhar o autoconhecimento, identificação de seu perfil de personalidade, depois por meio de testes psicológicos e sessões vc vai descobrindo sua vocação, alinhada a sua personalidade, sendo assim Terá real consciência do que gosta, lincando seu perfil as características da profissão , assim se sentirá satisfeito com escolha. Este processo requer um trabalho seu Com intervenções do psicólogo. Indico que inicie com um psicólogo um processo de Orientação Profissional. Neste trabalho você poderá responder testes sobre aptidões e valores pessoais, aumentar seu autoconhecimento e aprofundar sua visão sobre carreira. Bem algumas sugestões já lhe foram dadas. Eu aconselharia buscar um Psicoterapeuta e fazer além de algumas consultas o teste vocacional que é muito eficaz e traz bastante resultado. A disposição

Dra. Sayonara Machado

Se você já teve experiências profissionais e não se identificou com nenhuma, é importante (re)avaliar essas experiências e colocar em primeiro plano suas reais necessidades – necessidades essas de auto realização, de status, de resposta familiar, enfim…
Um psicólogo pode ajudar nesta busca através da orientação vocacional/profissional, bem como auxiliar em outras questões relacionadas com esta busca.

Atenciosamente,

Procure um psicólogo cuja especialidade seja orientação profissional e/ou vocacional. Existem testes psicométricos específicos que unidos a entrevistas psicológicas e a visitas a feiras profissionais poderão lhe dar um insight (compreensão interna) sobre qual caminho seguir. Estes testes são sérios e quando bem aplicados, corrigidos e interpretados pelo profissional são bastante confiáveis. Espero tê-la (lo) ajudada (o). Um abraço! Sandro O processo de escolha profissional deve iniciar pelo autoconhecimento, ou seja, identificar aptidões, potenciais e competências, bem como seus pontos fortes e fracos. Este autoconhecimento se alcança com ajuda profissional, com testes e técnicas que vão facilitar esta busca. Em seguida, é importante conhecer as profissões, diferenças entre as carreiras, as tendências do mercado de trabalho e suas exigências atuais.Após este processo, você terá melhores condições de identificar suas áreas de interesse e traçar um projeto de carreira, baseado no seu perfil profissional . É complexo pois o que está sendo definido é muito importante, pois trata-se da sua identidade, de quem você quer ser…e para isso, cada um tem o seu próprio tempo. procure ajuda de um psicólogo! Olá, esta realmente é uma das decisões mais importantes que devemos tomar em nossa vida, justamente porque algumas vezes existe aquela dúvida, “devo fazer o que gosto ou ganhar dinheiro?”
A escolha da profissão, a identificação com um trabalho tudo isso faz parte de um processo de auto-conhecimento, conhecendo melhor a si mesmo será mais fácil tomar essa decisão.
Estou a disposição

Att,

“Qual profissão devo seguir”…
A forma como você coloca vem de encontro as pressões que frequentemente recebemos da sociedade e tanto nos angustiam. Desde muito novos somos convocados a escolher “o que devemos fazer até o fim de nossas vidas”, sem mesmo termos maturidade suficiente pra fazer esse tipo de escolha.

O teste vocacional é de grande valia como um norteador, considerando que tenhamos muito claras algumas possibilidades e precisamos escolher entre elas.

Contudo, ao percebermos uma falta de opção, o acompanhamento psicoterapêutico talvez lhe proporcione o auxílio que necessita, uma vez que lhe dará suporte para que você mesmo possa conhecer seus pontos fracos e suas potencialidades, podendo enxergar a partir dai as possibilidades de caminhos a serem percorridos em busca do futuro profissional.

Olá! Acredito que o acompanhamento com um Psicólogo que trabalhe com orientação profissional te renderá bons frutos. Um profissional especializado na área irá esclarecer suas dúvidas relacionadas a carreira. Esse direcionamento será feito com base no seu perfil e preferências. Para isso, serão feitos alguns testes e entrevistas. Dessa forma, as suas chances de fazer uma escolha consciente e ter, consequentemente sucesso profissional, aumentam. Você pode se desenvolver profissionalmente através da busca pelo autoconhecimento. Espero ter ajudado. Cuide-se bem! Olá! Você pode buscar um psicólogo que faça a Orientação Profissional. Na Orientação Profissional, existem vários passos que vocês vão fazer juntos, incluindo alguns testes e técnicas que vão facilitar a sua escolha.

Espero ter colaborado!

Olá! Um psicólogo pode lhe auxiliar com a Orientação Profissional identificar quais profissões fazem seus olhos brilhar. Certas escolhas podem ser difíceis para algumas pessoas. Encontro-me a disposição! Nossos especialistas responderam a 4 perguntas sobre Teste Vocacional Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*