Como Saber Que O Mel É Puro?

Ele incrementa as saladas de frutas, completa receitas e é indicado até mesmo para quem está de dieta. De todas as formas, mel é uma delícia e faz muito bem à saúde, se consumido com moderação.

Mas, será que aquele produto doce e viscoso que você compra no supermercado é mesmo mel puro? A pergunta pode assustar e é bom mesmo ficar tento ao assunto. Isso porque, segundo especialistas, grandes parte das marcas no mundo inteiro estão vendendo o produto adulterado.

Como Saber Que O Mel É Puro?

No Brasil, por exemplo, análises revelaram que 75% do mel vendido é “falsificado”. Ou seja, ao invés da substância natural, os fabricantes misturam ingredientes como melado, xarope de açúcar ou de milho e até mesmo farinha e amido.

Como Saber Que O Mel É Puro?

Mas, isso não é tudo. Em marcas estrangeiras, especialmente as chinesas e indianas, já foram identificados compostos mais preocupantes na composição do mel, como antibióticos ilegais e metais pesados.

Por isso, caro leitor, quando for comprar este produto, prefira comprar diretamente do produtor, em feiras ou em lojas de orgânicos. Porém, se você já comprou o mel no supermercado, existem testes caseiros, simples, rápidos e práticos; que podem ajudar você a descobrir se o produto que você comprou é natural ou adulterado.

Como Saber Que O Mel É Puro?

O primeiro teste é muito simples e consiste em colocar um pouco do produto sobre o dedo, o polegar, por exemplo; e esfregar um pouco. Se ele aderir à sua pele, é natural.

Teste 2: diluição

Como Saber Que O Mel É Puro?

Para o segundo teste, você vai precisar se um copo com água. Se você despejar o mel no copo e ele se misturar à água sem que você o misture, ele é adulterado. Por outro lado, se o produto se acumular no fundo do copo, ele é natural.

Teste 3: inflamabilidade

Como Saber Que O Mel É Puro?

Essa é, literalmente, uma prova de fogo. Isso porque o mel é naturalmente inflamável. Então, caso você consiga acender uma colher do produto com fósforo ou um isqueiro, por exemplo, é sinal de que ele está puro. Conforme especialistas, os compostos adicionados deixam o produto mais úmido e, por isso, ele não pega fogo.

E, falando em alimentos com compostos nocivos à saúde, você precisa ler essa outra matéria: Glutamato monossódico, o sabor que mata.

Fonte: Natureba

Como Saber se o Mel é Puro

Skip to content Como Saber Que O Mel É Puro?

Como Saber se o Mel é Puro – Se você quiser desfrutar a maioria dos benefícios derivados do mel. A pureza do mel é o que você deve considerar antes de comprar. Existem alguns testes e experimentos simples que podem ser realizados em casa, para verificar a pureza do mel. Descubra quais testes você deve tentar!

Como Saber Que O Mel É Puro?

Antes de realizar qualquer um dos testes, uma base e extremamente simples “como verificar a pureza do mel” método é ler o rótulo no pote de mel, antes de sua compra. Os fabricantes são obrigados a mencionar os aditivos e substâncias adicionais que foram adicionados ao mel produzido.

Assim você pode fazer para fora, se é orgânico ou os aromatizantes extra doces ou artificiais foram adicionados, simplesmente examinando a etiqueta. Se você está comprando mel em linha reta de um apicultor, então o mel é de uma qualidade crua e não processada como você está comprando-o diretamente da fonte.

Recomendamos que você aprenda a diferença entre o mel falso e puro antes de fazer testes.

Realização de testes para a pureza do mel em casa

A variedade maravilhosa, deliciosa do mel trabalha de encontro a você quando você está tentando encontrar um teste simples. Diferentes tipos de mel puro pode cobrir uma grande variedade de densidade, inflamabilidade, e outras características.

Enquanto os seguintes testes são baseados em verdadeiros princípios, na prática, seus resultados podem ser inconclusivos. Tente vários desses testes para ver se o mel falha ou passa de forma consistente. Em muitos casos, você pode obter nada mais do que um bom palpite.

Já parou para pensar no que está numa garrafa de mel?

A fim de verificar a pureza do mel em casa, aqui está o que fazer:

Teste do polegar

Aqui está o procedimento para fazer um teste de polegar:

  • Coloque uma pequena gota do mel que você tem em seu polegar
  • Verifique para ver se ele derrama ou se espalha em torno de
  • Se isso acontecer, não é pura
  • O mel puro ficará intacto em seu polegar

O teste de água para detectar o mel falso

Veja como fazer o teste de água:

  • Encha um copo com água
  • Adicione uma colher de sopa de mel no vidro
  • O mel adulterado ou artificial dissolver-se-á na água e você vê-lo-á em torno do vidro
  • Mel puro, por outro lado, vai resolver bem no fundo do seu vidro

O teste da flama para saber o mel puro

Sabia que o mel orgânico é inflamável? Aqui está um teste para saber 100% puro mel orgânico.

  • Pegue um palito de fósforo seco
  • Mergulhe sua ponta para a direita no mel
  • Bata a vara na caixa de fósforos como se para acendê-la
  • Se o mel é puro, o palito de fósforo vai iluminar com facilidade
  • A chama também vai continuar queimando o mel
  • No entanto, se é com impurezas, não vai acender porque o mel falso contém umidade como uma das impurezas

Estas são algumas das maneiras simples e comuns de testar o mel puro em casa. Outro método comum para dizer a diferença é a seguinte: Adicione um pouco de água e 2-3 gotas de essência de vinagre para o mel e misture bem. Se a solução se torna espumosa, que é definitivamente adulterado mel.

Drop mel em papel blotting ou uma toalha de papel

Se o mel foi diluído com água, ele pode ser absorvido ou deixar uma marca molhada em um material absorvente, como papel blotting. O mel puro não deve ser absorvido, mas infelizmente, nem mel será diluído com a maioria dos xaropes de açúcar.

Há também outras maneiras de testar a pureza do mel, mas eles têm levantado debates. Um grande teste que é controverso é o “teste de formiga”.

Um grupo de indivíduos discute que as formigas são atraídas ao mel falsificado devido a seu índice do açúcar mas não atraídos ao mel puro devido a um componente que seja um repellent natural da praga.

Não há muita informação para apoiar este teste e, além disso, não há nenhuma razão conhecida por que as pequenas criaturas (formigas) favoreceria o açúcar processado sobre o mel real não esquecendo as formigas não pode ser sempre “disponível” em todos os lugares para uma avaliação de mel. A razão pela qual um líquido doce é mais atrativo do que outro para as formigas poderia igualmente ser devido a outros fatores tais como a densidade líquida, os sabores que variam dependendo dos tipos florais.

Se você quer ser certo que seu mel é qualidade superior, talvez você deve considerar comprar o mel orgânico.

O que é mel Puro? Faça o teste em casa para identificar se é verdadeiro

O mel cru é o mel que não passou por nenhum processo de filtração, super aquecimento ou adição de produtos como açúcar ou mesmo água. O mel cru é apenas espremido do favo, junto ao pólen que o compõe.

Geralmente os vendedores de mel, e empresas que vendem mel fazem isso para que esse saudável produto renda mais, e fique com uma aparência mais agradável e chamativa.

O mel processado(falso) quase não traz benefícios a saúde, e apenas engorda como o açúcar, pois muitos dos nutrientes beneficiais a nossa saúde e propriedades medicinais do mel cru se perdem no processo de aquecimento e filtração. Não coma mel processado!!!

Mel Puro ou Mel Cru

Comer mel de verdade (puro e natural, sem nenhum processamento) é a melhor coisa a fazer! Na maioria das vezes, o mel puro cristaliza, mas isso não altera em nada seus princípios e propriedades medicinais. Se você não gosta de mel cristalizado, é só deixá-lo liquido novamente, fazendo o banho maria. Já que o mel líquido ou cristalizado só se trata de diferentes estados, como água e gelo.

Como Saber Que O Mel É Puro?

Teste caseiro para saber se o Mel é verdadeiro

Para se certificar se o seu mel é puro ou falso e processado, existem alguns testes para identificar isso. Seguem eles:

1. O Teste do polegar.

Coloque uma Gota de mel em seu polegar. Se ele se espalhar imediatamente, não é puro. Se ele permanece intacto, é puro.

2. Teste A Água.

Encha um copo de água e adicione uma colher de sopa de “mel” na água. O mel puro vai agrupar e resolver na parte inferior do vidro. Mel adulterado e artificial começará a dissolver na água.

3. O teste do tempo.

O mel puro cristaliza ao longo do tempo. Mel processado ficará parecendo xarope, não importa quanto tempo ele está armazenado.

Leia também:  Como Fazer Uma Tatuagem Que Dure 1 Mes?

4. Acender uma fogueira. 

Mergulhe a ponta de um palito de fósforo no mel a ser testado, e depois o risque. Mel natural vai acender o fósforo facilmente e a chama vai queimar. Mel falsificado não acende por causa da umidade que ele contém.

5. O teste da absorção:

derrame algumas gotas de mel em papel borrão, e veja se é absorvido. Se for absorvido, o mel não é puro. Se não tiver papel borrão, derrame um pouco de mel em um pano branco, e lave o pano. Se houver mancha de mel, provavlemente ele não é puro.

6. O teste da mistura

misture partes iguais de mel e uma bebida forte. Mexa bem. O mel puro vai assentar no fundo, mas se dissolve se insistentemente mexido. Mel impuro vai ser dissolvido efácil e tende a deixar a mistura leitosa.

7. O teste do iodo – ou teste de farmácia

misture uma colher de mel com uma colher de água. Mexa bem, e pingue 3 gotas de lugol (solução de iodo 2%, a venda em farmácias). Misture e verifique a cor. Se escurecer é porque há amido no mel, portanto ele não é puro.

8. Teste do Alcool

Coloque 2 colheres das de sopa em um copo de mel, misture 1 colher de alcool 75%. Se dissolver rápido demais é falso, e se não dissolver ou tiver que insistir muito para dissolvê-lo, é verdadeiro.

9. Geladeira

Coloque o mel um pouquinho na geladeira. Se ele começar a cristalizar é puro, quer dizer, é mel mesmo.

E LEMBRE-SE:

Falsificar e vender mel falsificado é crime contra a economia popular previsto pela Lei nº 1.521, de 26 de dezembro de 1951. A pena vai de seis meses a dois anos de detenção, além de multa, mesma punição para quem falsifica o selo do SIF, de acordo com o artigo 296, parágrafo 1º, inciso 1, do Código Penal, que trata da falsificação de selo ou sinal público

Como Saber Se o Mel é Puro ou Não de Forma Eficaz

O mel é um dos alimentos naturais que mais possuem benefícios para a nossa saúde. Por isso, muitas pessoas acabam fazendo-se a pergunta de como saber se o mel é puro . Isso acontece porque o mel industrializado possui elementos que não são assim tão bem-vindos. Logo, optar por aquele natural sempre é a melhor solução.

Além disso, muitas pessoas que buscam por uma vida mais saudável gostam de usar o mel ao invés do açúcar refinado para adoçar seus alimentos. Porém, de nada lhes adianta um mel impuro, que fará tanto mal quanto um açúcar comum.

Como Saber Que O Mel É Puro?

Como saber se o mel é puro: verifique a embalagem

Essa técnica pode parecer boba para você em um primeiro momento. Mas a maioria das indústrias que não vende o mel puro coloca isso em suas embalagens. Pois, se são descobertas pela legislação escondendo essa informação dos consumidores, a pena pode ser tão grande que a empresa teria que fechar as portas.

Por isso, se você é uma daquelas pessoas que quer descobrir como saber se o mel é verdadeiro, verifique bem a embalagem onde está contida a parte dos ingredientes. O mel puro deve conter apenas um ingrediente: mel. Já os impuros contêm também diversas outras coisas, como corantes e aromatizantes.

»» Chá de hibisco emagrece?

Leia Mais >  Parei de tomar anticoncepcional e não menstruei!

Como saber se o mel falso ou verdadeiro: coloque o mel na água morna

Esse é um daqueles testes que toda pessoa pode fazer em casa.

Ele é muito fácil de executar, basta encher um copo com água, pegar uma colher de mel e colocá-la na água.

Se o mel contiver quantidades grandes de xaropes, corantes e aromatizantes, ele vai começar a se dissolver e se soltar da colher, podendo até mesmo deixar a água com um tom terroso. Porém, se ele for puro provavelmente vai grudar na colher. Ou cair de forma dura no fundo do copo, sem se dissolver e se mantendo em sua forma original.

Alguns fabricantes de mel impuro já conseguiram burlar esse teste. Mas, na maioria das vezes ele é 100% eficaz para descobrir se o alimento que você está comprando é natural.

»» Como eliminar moscas de um ambiente

Como saber se o mel é puro: coloque fogo no mel

Calma, não é isso que você está pensando. Acontece que uma das formas mais eficazes para saber se o mel é mesmo puro é verificando se ele possui água em sua composição.

Pegue um algodão e mergulhe no mel, mas tire o excesso do alimento para que não fique muito ensopado. Depois, é só riscar um palito de fósforo e colocar em cima.

Se ele pegar fogo normalmente é porque provavelmente o mel é puro e não possui nem água, nem outro tipo de líquido. Porém, se ele não queimar ou ficar fazendo alguns estalos, o mel foi misturado com outras substâncias também.

Cloque o mel em uma toalha de papel para saber se é puro

Essa dica é muito eficaz para quem quer descobrir como saber se o mel é puro.

Leia Mais >  Como eliminar moscas de um ambiente

Coloque um guardanapo ou papel toalha sobre uma superfície plana e bem sequinha. Depois coloque um pouco de mel em cima. Se o mel for absorvido pelo papel é porque ele não é puro e contém outros líquidos em sua composição. Porém, se ele apenas ficar ali no papel sem mudança nenhuma de estado, o seu mel é completamente puro e veio direto das abelhas.

»» Chá para a tosse

Como saber se o mel é puro: não acredite naquelas informações sobre formatos

Essa é uma dica importante para que você não se iluda com todos os testes. Quando se pesquisa “como saber se o mel é puro”, uma série de sites falam que se o mel puro for colocado em um prato com água, ele assumirá a figura de um hexágono.

Essa teoria não possui fundamento algum. Tanto no sentido de o mel puro assumir uma forma quanto no sentido do mel impuro não ser capaz de fazer isso. Por esse motivo, prefira os testes mais confiáveis.

Uma boa dica para não ficar se perguntando “como saber se o mel falso” é comprá-lo diretamente dos apicultores em feiras de produtos rurais, por exemplo. O mel comprado em favos tem mais de 50% de chances de ser puro do que o mel líquido. A explicação? Ele vem direto da colmeia, assim dificilmente será falsificado.

Além disso, é importante saber que o mel líquido sempre granula depois de um tempo. Logo, se você comprou um mel que nunca mudou de forma, a pergunta nem precisa ser feita. É quase certeza que o seu mel possui vários tipos de xaropes e outros aditivos industrializados.

8 Métodos para identificar se o mel que você compra é puro ou foi adulterado

Se você costuma consumir mel regularmente, sabe que é um produto super saudável devido aos múltiplos benefícios que proporciona à saúde. Além disso, é um ingrediente bastante versátil na culinária. Talvez por esse motivo, o mel de boa qualidade geralmente é caro. O grande ponto, no entanto, é como saber se o mel que estamos comprando é, de fato, de boa qualidade.

Incrível.club quer compartilhar com você algumas dicas para detectar se o mel que você está adquirindo é 100% puro.

O primeiro de todos os testes possíveis, ainda antes da compra do produto, é verificar seu aspecto físico (mesmo que sem abrir a embalagem) e a composição informada no rótulo.

A textura deve aparentar ser sempre suave, mas, ao mesmo tempo, consistente.

O cheiro (se for permitido abrir o recipiente) deve ser doce; e, se você tiver a oportunidade de prová-lo, deve levar em conta que a sensação é de cócegas na garganta.

Da mesma forma, como acabamos de mencionar, a embalagem deve conter informações do produto, indicando se é natural, o tipo de flor utilizada (laranjeira ou eucalipto, por exemplo) e se é orgânico. A questão, aqui, é que os produtores podem colocar rótulos com palavras ambíguas e enganosas. Por isso, recomendamos que faça um dos testes a seguir para saber o que está comprando.

  1. Material:
  2. Indicações:
  3. O teste mais simples de todos para identificar se o mel é totalmente puro é colocar algumas gotinhas em seu dedo.
  4. Resultados:

Se o mel deslizar no dedo como um líquido, significa que não é puro e tem adição de açúcar para preservar seu sabor. Por outro lado, se o produto não deslizar pelo dedo por ser muito espesso, você provavelmente estará diante de um produto natural.

  • Material:
  • Indicações:
  • Para realizar esse teste, basta colocar uma colher de mel em um copo com água.
  • Resultado:

Se o mel for puro, permanecerá no fundo do copo, sem modificar sua consistência. Se o mel não for natural, se dissolverá na água. Quanto mais se dissolver, menos natural será o produto.

  1. Material:
  2. Indicações:
  3. O teste consiste em derramar uma grande quantidade de mel no pão duro e verificar o resultado em cerca de 10 minutos.
  4. Resultado:
Leia também:  Como Se Diz Quando Um Ovo Não Gerou Pinto?

Se, depois de 10 minutos, o pão tiver amolecido, isso indicará que o mel foi dissolvido em água e não é puro. Por outro lado, se o produto for puro, o pão permanecerá intacto.

Material:

  • algodão
  • isqueiro ou caixa de fósforos

Indicações:

Em primeiro lugar, é preciso mencionar a importância de ter cautela ao usar o fogo. E o cuidado deve ser maior na hora de verificar a pureza do mel, pois se trata de um produto inflamável.

Para esse teste, você deve cobrir o algodão com algumas gotas de mel. Com a ajuda de um isqueiro ou fósforo, faça com que o mel do algodão entre em contato com o fogo.

Resultado:

Por ser inflamável, o mel puro deve pegar fogo imediatamente; se isso não acontecer, significa que o produto provavelmente é adulterado.

  • Material:
  • Indicações:
  • Para esse teste, misture uma colher de mel com um pouco de água e algumas gotas de vinagre.
  • Resultado:
  • Se o mel for puro, não ocorrerá qualquer tipo de reação; no entanto, se a mistura gerar um pouco de espuma, você estará diante de um indício de que o mel não é natural ou que foi diluído.

Material:

  • um recipiente para aquecer (panela, frigideira, etc.)
  • fogão
  1. Indicações:
  2. Você só precisa derramar um pouquinho de mel em um recipiente e colocá-lo no calor do fogão por alguns minutos.
  3. Resultado:

O mel puro, sob altas temperaturas, tende a caramelizar. Por outro lado, um produto adulterado começará a gerar fumaça, fazendo a água em que estava diluído evaporar e queimando o excedente.

  • Material:
  • Indicações:
  • Assim como no teste com vinagre, é preciso misturar uma colher de mel com um pouco de água e algumas gotas de iodo.
  • Resultado:

Se a mistura resultar em um tom escuro, a indicação é de que se trata de mel adulterado com farinha ou amido. Se não, pode ter certeza de que o mel é puro.

Como você faz para escolher o mel na hora de comprar?

Como saber se o mel é puro? Leia a publicação! – Blog

Ele é doce, nutritivo, saudável e vai bem com uma boa variedade de receitas. Indicado até mesmo para quem faz algumas dietas, o mel é uma delícia e oferece muitos benefícios para nossa saúde.

O que boa parte das pessoas não sabem e especialistas alertam, é que para ter um maior rendimento da matéria prima, no mundo inteiro, marcas vendem o mel adulterado.

No Brasil, por exemplo, análises mostraram que 75% dos méis nas prateleiras dos supermercados, são “falsificados”.

Mas e agora, como saber se o mel é puro? Aproveite este conteúdo até o fim e aprenda a identificar a qualidade do mel que você consome.

Como saber se o mel é puro?

O mel é um alimento natural, produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores. Ele é viscoso, doce e altamente nutritivo.

O Mel considerado puro, é aquele que não passou por nenhum processo de aquecimento, filtragem, ou adição de nenhum produto.

Para adulterar o mel e aumentar seu rendimento, é comum a adição de ingredientes como: melado, xarope de açúcar ou açúcar invertido, xarope de milho, farinha, amido e até mesmo água.

Como saber se o mel é verdadeiro?

Primeiramente, um fator importante a ser considerado é onde você vai comprar seu mel. Se preferir comprar de pequenos produtores, tenha conhecimento da origem e processamento do produto até que chegue em suas mãos. O mel se não for colhido e conservado direta e corretamente, pode ser contaminado e impróprio para consumo.

Nas lojas de produtos naturais e armazéns, você encontra uma enorme variedade de marcas e pode contar com o auxílio dos funcionários para escolher a melhor opção. Por fim, nos supermercados, é importante que conheça marcas referências e não se deixe levar apenas pelo fator preço.

A produção do mel depende exclusivamente do trabalho das abelhas, o que não pode ser programado e nem controlado, sendo assim as colheitas podem variar de cor, aroma, sabor e quantidade.

Devido à dificuldade de produção em grande escala, o mel não é um produto de baixo custo, portanto, ao encontrar um mel com valor considerável abaixo dos demais, desconfie.

A primeira forma de prevenir a compra de um mel falsificado é:

Ler o rótulo:

Para o produto estar dentro das normas de produção, ele deve estar rotulado de acordo com as regras e normas, exibindo seu número de registro no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Além disso, a rotulagem devida garante que você tenha como saber se o mel é puro, por ler a lista de ingredientes.

A presença de qualquer nome além do mel, como “xarope de alta frutose” ou “glicose comercial”, indica aditivos.

Agora se você já comprou, está consumindo e ficou em dúvida da qualidade do seu mel, vamos te ensinar formas de testar e saber se o mel é puro ou não:

Teste da Água: Encha um copo com água e dentro despeje uma colher de mel. Se o mel for puro, ele permanecerá junto e descansará ao fundo do copo. Se diluir rapidamente, é um mel adulterado.

Teste de Viscosidade: Pingue uma gota de mel na parte de trás de uma colher, se ele permanecer no lugar e/ou começar a escorrer lentamente, apresenta viscosidade e é puro. No entanto, se escorrer rápido e facilmente é um mel falsicado.

Teste de Solidificação: O mel puro normalmente cristaliza em baixas temperaturas, portanto, você pode deixá-lo por alguns dias na geladeira e ver qual o resultado. O mel adulterado consegue se manter líquido mesmo que exposto à baixa temperatura.

Já o mel puro, tende a solidificar a frutose e a glicose presente em sua composição e formar cristais, parecidos com pequenos cristais de açúcar. Porém, este teste não é o mais garantido, já que para cristalizar depende da quantidade de micro grãos de pólen e água presente no mel.

Outro fator importante também é a florada, méis com origem da planta assa-peixe, por exemplo, demoram muito mais tempo para cristalizar, enquanto o mel de eucalipto cristaliza rapidamente. No caso de um mel silvestre, devido a origem botânica diversificada, não é possível saber em quanto tempo esse mel pode cristalizar.

Vale lembrar que quando o mel cristaliza ele não perde nenhuma de suas propriedades, apenas muda seu estado físico, assim como água e gelo. Entenda mais sobre como o mel cristaliza e aprenda como descristalizar seu mel, clicando aqui.

Por último, ressaltamos que a falsificação e venda de mel adulterado é crime contra a economia popular e a pena varia de seis meses a dois anos de detenção, além de multa.

Evite prejudicar sua saúde consumindo produtos falsificados ou adulterados, a MN Própolis garante a qualidade e a segurança alimentar em todos seus produtos.

Toda matéria-prima passa por análise e teste em laboratório especializado, todos os produtos são registrados, devidamente rotulados e possuem certificação de Boas Práticas de Fabricação.

A linha de produtos orgânicos conta ainda com selo Orgânicos do Brasil e auditoria feita por empresa especializada.

Confira todos os produtos que a MN Própolis tem, compre online e receba no conforto da sua casa.

Fontes:

O que é mel Puro? Faça o teste em casa para identificar se é verdadeiro.

Tem mel em casa? Descubra se ele é natural ou adulterado

https://melhorcomsaude.com.br/mel-e-puro-ou-adulterado/

Como saber se o mel é puro ou adulterado? – Melhor Com Saúde

Os efeitos positivos do mel puro sobre a nossa saúde são bem conhecidos, e são fruto de seu alto teor de minerais, vitaminas e oligoelementos. Mas, infelizmente, existem no mercado muitas marcas que adulteram seu produto.

Muitos deles são misturados com soluções de glicose ou produtos de pouca qualidade e com alto teor de água por serem obtidos de células sem opérculo (que não são tapadas com cera).

Felizmente, existem alguns testes simples que podemos realizar em casa para comprovar se o mel que compramos é puro e de boa qualidade ou se, pelo contrário, foi adulterado ou contém muita água.

Leia a etiqueta

A primeira coisa a fazer antes da comprar o mel é ler a etiqueta e se certificar de que na lista de ingredientes não aparece “xarope de alta frutose” ou glicose comercial, dois aditivos utilizados frequentemente para não permitir que o mel se solidifique.

Solidificação

Se comprarmos um frasco que já está cristalizado, trata-se de um mel puro. Mas se comprarmos um frasco de mel líquido, podemos esperar alguns dias para constatar se ele solidificará ou colocá-lo na geladeira para acelerar o processo. Se o produto não se cristalizar, há grandes chances de que se trate de mel adulterado.

Mel puro? Truques para descobrir

Aqui vão alguns truques simples que podem ser úteis para sabermos se o mel que compramos é puro, se foi adulterado de alguma maneira ou se tem alto teor de umidade.

  • Pegue uma colher de chá do mel e coloque-o dentro de um copo d’água. Se ele se dissolver, então não é puro. O mel puro deve ficar unido, como um sólido, quando é submergido em água.
  • Pegue um pouco e misture-o com água. Sobre esta solução, coloque quatro ou cinco gotas de essência de vinagre. Se você observar que está se formando espuma, o mel pode estar adulterado com gesso.
  • Pegue uma colher de sopa de mel e vire-a para baixo. O mel que estiver muito úmido cairá rapidamente, mas o mel maduro, de boa qualidade, ficará na colher ou cairá muito lentamente.
  • Acenda um fósforo e tente queimar o mel.  Se você notar que ele incendeia e queima, trata-se de mel puro. O mel mais impuro ou de pouca qualidade contém água, o que impede que ele queime.
  • Se você tiver iodo em casa, pegue um pouco, misture-o com água e adicione algumas gotas ao mel. Se a solução ficar azul, o mel foi adulterado com amido.
  • Pegue um pedaço de pão velho e duro e submerja-o no mel. Se em 10 minutos o pão continuar endurecido, trata-se de mel puro. Se houver muita água no mel, o pão amolecerá.
Leia também:  Como Afastar Pessoas Que Nos Querem Mal?

Pode interessar a você…

Como Verificar a Pureza do Mel

Baixe em PDF
Baixe em PDF

O mel falso e impuro se tornou comum no mercado atual, apesar da preferência de muitos pelo produto 100% natural produzido pelas abelhas.

Infelizmente, a menos que você viva na União Europeia ou na Flórida, EUA, talvez não possa confiar nos rótulos que dizem “mel puro”.

Devido à grande variedade do mel e ao alto número de xaropes de açúcar ou outros ingredientes que fabricantes inescrupulosos diluem nele, nenhum teste caseiro é totalmente bem-sucedido. Use vários desses testes, se possível, para ter uma boa ideia da pureza do seu mel.

  1. 1

    Conheça as leis sobre a pureza do mel na sua região. Alguns países ou governos regionais emitem normas que exigem a menção de substâncias adicionadas.

    Outros não têm leis relativas à pureza do mel, ou podem liberar diretrizes voluntárias, sem capacidade para aplicá-las.

    Tente encontrar as leis da sua região para que possa saber quanta fé pode colocar nos rótulos do seu supermercado local.

    • Qualquer produto vendido na União Europeia como mel deve ser livre de aditivos por lei, incluindo antibióticos usados para tratar as abelhas.[1]
      Qualquer mel com defeitos que afetem o gosto seriamente deve ser vendido como “mel de confeiteiro”, para uso em alimentos processados.[2]

    • No Brasil, a ANVISA declara que “O mel não poderá conter substâncias estranhas à sua composição normal, nem ser adicionado de corretivos de acidez” e que “É proibida a adição de corantes, aromatizantes, espessantes, conservadores e edulcorantes de qualquer natureza, naturais e sintéticos.”[3]
    • Nos EUA, o governo não testa a pureza do mel e permite traços de antibióticos. O logo da USDA não significa que o mel é puro.[4]
      A Flórida é o único estado dos EUA que exige que o mel mostre todos os aditivos, desde que seja produzido e vendido dentro da Flórida.[5]
      Deve-se, porém, tomar cuidado com substâncias vendidas com um nome diferente, como “misturas de mel” ou “derivados do mel”, que não entram nessa lei.[6]

  2. 2

    Verifique o rótulo, mas não confie só nele. Olhe ao redor do logo ou do nome da marca para ler a lista de ingredientes e procurar por “aditivos”. O mel puro deve ter somente um ingrediente: mel. No entanto, mesmo se não houver outros listados, o fabricante pode não estar dizendo a verdade.

  3. 3

    Prove o mel, se amostras forem oferecidas. Essa não é uma forma exata de procurar aditivos, mas se o gosto for sua principal preocupação, pode ser tudo o que você precisa para tomar uma decisão. Perceba que um gosto “estranho” não necessariamente significa que o mel não é puro.

    Há muitas variedades de mel, feitas do néctar de diferentes flores, seivas ou até das secreções de insetos que se alimentam de seiva.[7]
    Todos esses produtos têm gostos diferentes, e mesmo o mel de uma colmeia pode variar ao longo dos anos, conforme ela coleta o néctar de fontes diferentes.

    • A maioria dos vendedores não permitirá que você abra um frasco antes de comprar. Pergunte se pode provar uma amostra, mas não insista se não houver uma disponível.
  1. 1

    Entenda que esses testes não são 100% precisos. As deliciosas variedades do mel trabalham contra você ao tentar achar um teste simples.

    Diferentes tipos de mel puro podem cobrir uma grande variedade de densidades, inflamabilidade e outras características. Embora os testes a seguir sejam baseados em princípios verdadeiros, na prática os resultados podem ser inconclusivos.

    Tente vários para ver se o mel passa consistentemente ou não. Em muitos casos, o máximo que você vai conseguir é um bom palpite.

  2. 2

    Adicione uma colher cheia de mel líquido à água morna. Coloque uma colher de mel líquido em um copo de água, mexendo lentamente ou deixando parado.

    Se ele tiver sido misturado a certos tipos de xarope de açúcar, vai se dissolver na água.

    A maioria dos méis puros, e infelizmente alguns adulterados também, vai permanecer grudada e afundar como algo sólido ou grudar na colher como uma coisa só.

    • Note que o mel puro ou adulterado também é vendido em forma cremosa (ou até cristalizada), ou na forma de favos sólidos.[8]
      Esses tipos sempre serão difíceis de dissolver, não importa se o mel é puro ou não.
  3. 3

    Incendeie um algodão ou pavio de vela mergulhado no mel. Esse teste só verifica se há água no mel, o que pode evitar que ele queime.

    Mergulhe o algodão ou o pavio em um pouco de mel e agite o excesso. Tente acender o algodão ou o pavio.

    Se ele queimar facilmente, provavelmente o mel não tem água, mas pode ou não ter outras substâncias. Se ele não queimar ou se estalar, pode ter água. [9]

  4. 4

    Coloque mel em um papel mata-borrão ou numa toalha de papel. Se ele tiver sido diluído com água, pode ser absorvido ou deixar uma marca molhada no material absorvente.[10]
    O mel puro não deverá ser absorvido, mas isso também é verdade para os que forem diluídos com a maioria dos xaropes de açúcar.

  1. 1

    Não deixe as formigas decidirem por você. Elas se interessam por qualquer coisa doce e nutritiva, e comem mel, xarope de milho colorido e o que estiver no meio disso.

  2. 2

    Perceba que misturar álcool e mel não é um teste útil. Algumas fontes declaram que misturar o mel impuro no álcool desnaturado ou em outro vai dissolver a solução e deixá-la leitosa, enquanto o mel puro ficará sem dissolver no fundo. Outras afirmam exatamente o oposto! Esse mito remonta pelo menos a 1893, e não foi aceito pelos apicultores profissionais nem naquela época.[11]

  3. 3

    Seja cético com as declarações de que o mel puro se vira em uma direção ou cria formatos. Há muitos mitos na internet sobre o mel puro se virar para o lado horário quando despejado, ou formar hexágonos quando deixado em um prato e coberto com água. Não há evidência científica de que o mel impuro se comporte de forma diferente nessas situações.

  4. 4

    Teste as afirmações adicionais você mesmo. Há diversas anedotas sobre maneiras de verificar a pureza do mel, e muitas não foram testadas cientificamente. Se achar que algo parece plausível, teste com um pote de mel que ache ser puro.

    Então, misture-o com xarope de agave, de açúcar ou outro aditivo e faça o mesmo teste. Se tiver resultados diferentes e consistentes comparando o mel puro e o diluído, o teste pode ser útil.

    Lembre-se, no entanto, que nenhum teste caseiro pode detectar todos os aditivos possíveis no mel.

  • O mel comprado de feiras orgânicas ou de um apicultor local tem mais chances de ser puro.
  • Favos de mel são mais propensos a serem puros, já que são tirados direto da colmeia. Porém, alguns apicultores alimentam suas abelhas com xarope ou açúcar artificial, o que pode levá-las a produzir mel adulterado.
  • O mel cristalizado ou granulado pode ter mais chances de ser puro, já que alguns aditivos comuns não se cristalizam bem. Este, no entanto, não é um teste confiável. Aprender como dissolver o mel é essencial se escolher comprar mel cristalizado.
  • Os cientistas que analisam o mel usam um espectrômetro de massa para separar as moléculas, detectando tipos (isótopos) diferentes de moléculas de carbono associadas a açúcares em um processo chamado de análise dos isótopos estáveis.[12]
    Mesmo assim, alguns xaropes podem passar despercebidos.[13]

  • Nunca dê mel a um bebê – pode haver esporos de botulismo nele (geralmente inofensivos aos adultos) que podem prejudicar o bebê gravemente, resultando em morte.
  • Tome cuidado ao lidar com fogo e cera quente.
  • Mel
  • Água
  • Uma vela com pavio de algodão
  • Um isqueiro
  • Papel mata-borrão
  • Uma xícara

Esta página foi acessada 247 796 vezes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*