Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Como saber se estou grávida? Quando se está grávida a barriga dói quando aperta? Mito ou verdade? Tire essa e outras dúvidas a seguir:

  • Muitas mulheres anseiam por ouvir a grande notícia que finalmente conseguiram engravidar; outras, após uma relação sem prevenção ou por qualquer outro motivo, podem ficar preocupadas com uma gestação não planejada, e essa ansiedade se torna uma eternidade até conseguirem fazer o teste de gravidez.
  • Entretanto, o corpo da mulher começa a dar sinais da concepção apenas alguns dias após da fecundação, além do atraso menstrual, que é o mais típico sinal da gravidez.
  • Nas primeiras semanas, especialmente para quem nunca engravidou e não estava esperando uma gravidez, pode ser um pouco difícil identificar os primeiros sinais.
  • Isso porque, ao contrário do que a grande maioria das pessoas possa pensar, nem toda gravidez vem acompanhada de enjoos, náuseas ou desmaios.
  • Contudo, uma característica marcante é uma redução no peso da gestante, já que nesse momento o bebê está precisando de energia para crescer e a mãe – ainda desavisada – não começou a tomar vitaminas e aderir a uma alimentação de melhor qualidade, especial para essa fase da vida.
  • Se, mesmo sem sentir nenhum sintoma chegando você estiver em dúvida e ansiosa, poderá optar por um teste de farmácia.

Existem testes de farmácia com sensibilidades diferentes. Isso quer dizer que alguns só acusarão gravidez após a concentração de HCG ser maior do que 50 IU/I. Outros, mais sensíveis, reagem com apenas 20 IU/I, e, portanto, podem acusar gravidez nas primeiras semanas.

Sintomas de gravidez: 10 primeiros sinais

Mesmo antes de ser confirmada, uma gravidez apresenta sintomas facilmente verificáveis:

1 Atraso na menstruação (às vezes vem apenas um “resto”, como se fosse muito pouco para caracterizar uma menstruação normal);
2 Náuseas;
3 Enjoos (principalmente pela manhã, ao acordar);
4 Vômitos;
5 Quadros de fraqueza;
6 Mudança no humor, episódios de estresse repentinos ou explosões emotivas;
7 Aumento na secreção vaginal;
8 Sentir a barriga dura na parte inferior (útero);
9 Sentir os seios doloridos, sensíveis ou formigando;
10 Vontade frequente de urinar.

Como saber se está grávida apertando a barriga?

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

A dor na barriga pode sim ser um sinal de gravidez, pois muitas mulheres sentem cólicas e dores no pé da barriga, como é conhecida a região do baixo ventre.

Essa dor é intensificada quando a mulher aperta a barriga e, por vezes, também pode ser notado um pequeno caroço ou calombo. Geralmente, essa dor se inicia no que seria o período menstrual.

Apesar de ser um sintoma e uma possibilidade de gravidez, a dor na barriga não deve ser considerada uma certeza da gestação, já que essas dores também são recorrentes na TPM (tensão pré-menstrual), podem ser gases ou ter outras origens.

Como saber que está grávida de forma segura?

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Existem dois exames que podem comprovar com eficácia e segurança a gestação. (Women’s Health)

O mais preciso é o exame Beta HCG (Ganadotrofina Coriônica Humana), que consiste na análise do sangue da mulher para a verificação da presença de um hormônio chamado gonadotrofina coriônica humana, que é necessário para o desenvolvimento da gravidez.

Beta HCG é uma glicoproteína hormonal produzida exclusivamente durante a gravidez e se multiplica bastante nas primeiras semanas de gestação. Através do exame Beta HCG é possível saber se há uma gravidez em curso e inclusive determinar de quantas semanas está o feto.

O exame é simples e responde bem à dúvida de “como saber se estou grávida?” Ele se apresenta como uma coleta de sangue normal, o que vai mudar é apenas a perspectiva sobre “o que estão procurando no sangue”.

Ao final da análise, se a quantidade do hormônio HCG superar os valores de referência (que separa as quantidades normais e a quantidade que caracteriza uma gravidez, nesse caso), significa positivo para a presença de um bebê no útero.

Qualitativo e quantitativo

O teste já consegue detectar a presença desse hormônio a partir do sexto dia após a fecundação do óvulo. Há dois tipos do exame de sangue Beta HCG: o qualitativo, em que é o resultado é apenas positivo ou negativo, e o quantitativo, que determina a quantidade do hormônio presente no sangue, o que pode indicar o tempo da gestação.

É importante frisar que a quantidade do HCG dobra a cada 48 horas, o que torna o resultado mais preciso.

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Teste de urina

Além do Beta HCG, a mulher pode realizar o teste de urina, que também detecta o hormônio gonadotrofina. Entretanto, o nível do hormônio só pode ser verificado a partir de 12 dias após a ovulação, e a precisão do teste é maior caso seja realizado após o primeiro dia do atraso menstrual. Esse exame pode ser feito nos postos de saúde gratuitamente ou comprado em farmácias.

A primeira semana de gravidez 

Como não é possível saber com precisão o dia da concepção, os médicos determinam que a primeira semana da gravidez é a semana da última menstruação. Isso significa que, na contagem, na primeira semana de gravidez a mulher pode, na verdade, não estar grávida ainda.

Após a fecundação, a temperatura corporal da mulher pode se elevar em até 1°C pois, apesar de quase imperceptível, o corpo estará passando por muitas transformações. Algumas mulheres sentem-se indispostas ou com náuseas já na primeira semana, porém, sem desconfiar sobre o real motivo do mal-estar.

A ansiedade pelo resultado também pode fazer com que a mulher sinta dores e se confunda com os sintomas, portanto não tem como saber se está grávida apertando a barriga, o ideal é aguardar mais alguns dias e fazer um teste preciso.

Algumas dúvidas mais comuns de nossas leitoras:

Tive relação no período fértil, estou grávida? 

Definitivamente não. Apesar de as chances serem bastante reais para casos onde houve a ejaculação sem nenhum método de barreira e onde não há o uso de anticoncepcional pela mulher, existem inúmeros outros fatores além da ovulação para chegar a uma gravidez, de fato.

  1. Por exemplo, nem todas as vezes o espermatozoide consegue penetrar no óvulo, ou o óvulo pode estar em um local de difícil acesso e os espermatozoides não conseguirem chegar até ele.
  2. Considerando que você tem 50% de chances de engravidar a cada relação feita sem qualquer método anticonceptivo no período fértil e seu parceiro tem os outros 50%, as chances reais de engravidar em uma relação no período fértil é de 25 a 30%.

Como saber de quantas semanas estou grávida?

O exame que melhor especifica o tempo de gravidez é uma transvaginal ou o exame do beta HCG, que tomará por base a quantidade desse hormônio produzido até aquele momento para a partir dele determinar o tempo de gravidez da mulher.

O teste de farmácia é capaz de identificar se existe uma gravidez em curso. Ainda assim, o exame serve apenas para acusar a gravidez, não sendo possível determinar de quantas semanas.

Com quantos dias posso confirmar uma gravidez? 

Depende do tipo de método que se vai utilizar. Com o teste de farmácia, recomenda-se que se faça uma semana após o atraso da menstruação. Para os testes mais sensíveis ao Beta HCG, pode-se fazer até dois dias antes da data prevista para a menstruação descer. Após alguns dias, deve-se repetir o exame.

Consigo identificar uma gestação sem exames ou testes?

Identificar, sim. Através dos sintomas, pode ser fácil “achar” que estar grávida. Porém, a confirmação propriamente dita nas primeiras semanas, só é feita através de testes de gravidez ou exames.

Apenas tocando na barriga já posso sentir? 

Nas primeiras semanas, não é possível notar uma saliência que seja característico de gravidez, porém é possível sentir o pé da barriga um pouco mais duro. É o útero tornando-se mais rígido para acolher e amparar o novo bebê.

Mesmo menstruando é possível engravidar? 

Muito provavelmente não, para não dizer impossível. As chances são baixíssimas, já que a descamação está acontecendo no útero. A descamação é o processo que desencadeia a destruição de um óvulo e sua expulsão, que é o que conhecemos como menstruação.

  • Como o embrião precisará necessariamente encontrar o útero em bom estado para recebe-lo após o processo de fertilização nas tubas, a menstruação é uma barreira para que isso aconteça, já que o útero não está pronto para o embrião.
  • Portanto, mesmo se conseguisse dar origem a um embrião, ele não poderia se fixar no útero nesse período.
  • Além disso, o período mais propício para engravidar seria a ovulação, que só começa 14 dias após o início da menstruação naquele mês.

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Foto: Netdoctor

Tomando anticoncepcional continuo é possível engravidar?

Como qualquer outro anticoncepcional, o segredo é tomar direitinho, sem deixar atrasar mais do que dois comprimidos seguidos.

Além disso, a pílula anticoncepcional de uso contínuo – conhecida também por ser a pílula que mescla estrogênio e progesterona – possui duas ótimas características: ela preserva a fertilidade da mulher, ou seja, quando ela parar de tomar o anticoncepcional decidida a engravidar, não encontrará maiores problemas para isso e o segundo benefício é que, segundo o ginecologista Dr. José Bento, a pílula contínua “ainda evita doenças como endometriose, mioma e cisto no ovário.”

Minha menstruação é desregulada: como saber se estou grávida?

Esse é o problema de muitas mulheres que não possuem uma menstruação desregulada. Nesse caso, como saber se estou grávida?

Leia também:  Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Você precisará recorrer nesse caso aos outros sintomas de gravidez. Se perceber que pelo menos 4 ou 5 estão acontecendo com você, opte pelo teste de farmácia ou por um exame de sangue.

Tive relação ontem, mas tomei a pílula do dia seguinte, posso engravidar?

Se a pílula for tomada corretamente, as chances de que não aconteça uma gravidez são de 95% se tomada no primeiro dia e 85% se você tomar o primeiro comprimido no segundo dia após o sexo desprotegido.

Vale ressaltar que a pílula do dia seguinte se apresenta em dois comprimidos. Após ingerir o primeiro, espere 12 horas e tome o segundo. Isso garantirá a eficácia do método.

Se não forem tomados os dois comprimidos ou o tempo para a ingestão do primeiro exceder às 72 horas após a relação sexual, os riscos de estar grávida aumentam.

Como pôde notar, a reposta para a pergunta “Como saber se estou grávida?” envolve muitos fatores e gera muitas dúvidas. Por isso o recomendado é que você marque uma consulta com seu médico ou faça um teste de gravidez seguro para tirar todas as suas dúvidas.

Avalie este conteúdo!

Como saber se estou GRÁVIDA PELA BARRIGA?

Quando uma mulher cisma que está grávida, ela começa a perceber uma série de pequenas mudanças no seu corpo. De fato, quando a gravidez realmente está acontecendo, as mudanças sutis vão aparecendo dia após dia, e são muitas. Mas o que as mulheres se perguntam é: como saber se eu grávida pela barriga?

Então, será que é possível notar uma diferença no tamanho da barriga, mesmo estando bem no comecinho da gestação? Veja a resposta agora e veja também quais são os primeiros e mais comuns sintomas de gravidez, mesmo antes de acontecer o famoso atraso menstrual.

Como saber se estou grávida pela barriga?

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?Crédito: Freepik

Para começar, é possível sim saber se está grávida ao observar a barriga, geralmente a partir da 20ª semana para as mães de primeira viagem, ou um pouco antes para as mulheres que já são mães.

Porém, não é sempre que funciona. Cada mulher tem um organismo que age de um jeito único perante a tudo o que acontece com ele. Um exemplo é o caso das mulheres atletas que são donas de uma musculatura bem fortalecida na região abdominal e que, por isso, dificilmente vão ter barriguinha de grávida no começo da gestação.

  • Então, cada caso é um caso, e é bem importante estar consciente disso, não só para saber se está grávida, mas também para lidar com mais tranquilidade com tudo o que acontecer no seu corpo ao longo da gestação e depois dela.
  • Ou seja, nunca compare a sua gravidez com a de outras mulheres, pois a sua é única e a delas também.
  • Mas, voltando ao foco, quando a mulher desconfia que pode estar grávida, muitas vezes é possível ver uma discreta saliência na parte baixa da barriga; na pélvis, como se tivesse um pouco mais endurecida.
  • Esse sintoma acontece porque o corpo está começando a adaptar o espaço para o bebê conseguir se desenvolver lá dentro.
  • Entretanto, mesmo nos casos em que a mulher percebe essa leve alteração no volume da barriga, não deve considerar apenas essa alteração para determinar se está mesmo grávida.
  • Existem vários outros sintomas que vão aparecer com mais frequência e, caso os sinta, o melhor a fazer para tirar a dúvida é um teste de farmácia ou um exame de sangue no laboratório: ambos os métodos são eficazes, com baixíssima margem de erro.

Outros sintomas de gravidez mais frequentes

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?Crédito: Freepik

Existem alguns sintomas de gravidez que muitas mulheres sequer ouviram falar, principalmente as mães de primeira viagem. Os mais comuns, que toda mulher conhece, são os enjoos matinais, o aumento da vontade de fazer xixi sem motivo aparente e a sensibilidade no seios.

Porém, como há outros motivos para esses sintomas ocorrerem, não são suficientes para determinar uma gravidez. Veja quais são os outros sintomas, de acordo com as dicas dos médicos.

Sonolência

A sonolência é um dos sintomas de gravidez porque o corpo está mudando as suas condições vasculares, ou seja, está começando a adaptar a produção, o volume e o fluxo de sangue para suprir as necessidades do bebê.

Então, se estiver com esse sintoma, mesmo depois de uma noite bem dormida, e com frequência, é um sinal.

Sensibilidade aos cheiros

Há pessoas que naturalmente são mais sensíveis a determinados aromas, não necessariamente os mais fortes ou ruins. Mas, em uma gravidez, uma das importantes alterações que o corpo passa é quanto aos cheiros e também sabores.

É por isso que muitas mulheres começam a ter desejos malucos, até mesmo de comer coisas que não são comida. Quanto aos cheiros, se forem fortes, podem causar enjoo e mal estar.

Alterações de humor

Assim como acontece na TPM, quando o corpo está vivendo uma gestação, muitas mudanças hormonais estão acontecendo. Assim, as alterações de humor tendem a ser constantes, do mesmo jeito que na TPM.

De um momento para o outro, sem explicação, a mulher passa de um estado de profunda emoção para um momento de raiva ou de alegria. É assim mesmo.

Dor abdominal e cólicas

Esse não é o mais comum dos sintomas de gravidez, mas pode acontecer e não ter nada de errado.

Da mesma forma que a mulher pode perceber uma leve saliência na parte baixa da barriga, também pode sentir um desconforto nessa região e até cólicas, pois tudo faz parte da adaptação do organismo ao bebê.

Acne

Esse é mais um sintoma que é bem comum por causa das mudanças hormonais no começo da gravidez. Se resolver fazer um exame para confirmar a gestação e perceber que está com muita acne, a dica é conversar com o ginecologista, ou mesmo com um nutricionista, para que ele prescreva um cardápio que seja, ao mesmo tempo, ideal para uma grávida e ideal para reduzir a oleosidade da pele.

Além disso, também pode consultar um dermatologista para prescrever dermocosméticos adequados para grávidas.

Aumento do apetite

Mulheres que comiam feito passarinhos, de repente começam a sentir uma fome de leão. É assim que acontece com as recém-grávidas, pois o corpo vai começar a ter mais necessidade de nutrientes para estar mais forte e preparado para gerar um bebê saudável.

Sabendo disso, deve ter o cuidado de não exagerar, pois um dos grandes mitos da gravidez é que a gestante precisa comer por dois. A verdade é a qualidade dos alimentos é mais importante do que a quantidade, tanto para a saúde do bebê quanto a da mãe.

Aumento da salivação e do suor

As secreções do corpo aumentam de volume quando a mulher está grávida, e isso também está relacionado às mudanças na sua produção hormonal. São os hormônios que regulam a temperatura do corpo, que geralmente sobe, então, como resposta, a mulher irá suar mais do que o normal, mesmo não estando muito calor.

Quanto à salivação, o motivo é o mesmo. É bem comum acordar com o travesseiro babado, então prepare-se para esses sintomas estranhos.

CompartilharPinterestWhatsapp

Como saber se estou grávida? Reconheça os sinais do seu corpo

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Enjoo, ganho de peso, mudanças de humor, você sabe reconhecer os primeiros sintomas da gravidez? Saiba tudo sobre exames pré-natal, alimentação para gestantes e tudo sobre esse momento super especial

A gravidez é um momento de mudanças profundas para todas as mulheres. Para algumas é um momento sublime, para outras uma fase bastante complicada, mas para todas elas é um evento marcante e de alterações muito acentuadas.

Mas você sabe reconhecer se está com os primeiros sintomas de gravidez?

Como saber se estou grávida

A gravidez acontece de fato de seis a doze dias após a fixação do óvulo fecundado ao útero. Isso pode levar até três dias para acontecer. Isso significa que do momento da relação sexual até a gravidez propriamente dita podem transcorrer até duas semanas.

Os primeiros sintomas da gravidez costumam aparecer a partir da quarta semana após a concepção, mas isso pode variar para menos e para mais. Algumas mulheres sentem a diferença nas primeiras semanas e outras não têm sintoma algum.

Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

As mudanças no corpo da mulher com a gestação

Muita coisa muda no corpo de uma mulher quando ela fica grávida. Muito mais sangue corre por suas veias, sua pélvis começa a se abrir para se preparar, os órgãos se reorganizam para aconchegar o útero muito aumentado e depois o feto enquanto cresce.

Os cabelos podem ficar mais espessos, a pele ganha manchas, às vezes acne ou fica muito mais bonita e viçosa. Os mamilos podem passar a ter uma coloração diferente, seu intestino pode ficar preso.

A importância do pré-natal

Os exames pré-natal são de extrema importância a partir do momento em que a gravidez é descoberta e devem ser feitos com rigor até o fim da gestação. Esses testes podem ajudar a prevenir complicações e informar sobre medidas importantes que podem ser tomadas para proteger o bebê e garantir uma gravidez saudável.

Leia também:  Como Saber A Quem Pertence Uma Conta Bancaria?

Com o atendimento pré-natal regular, as mulheres podem reduzir o risco de complicações na gravidez ou de problemas futuros para a criança durante a gestação e após o nascimento. Por meio do pré-natal é possível também descobrir precocemente quaisquer condições especiais que o feto possa apresentar e criar um plano de tratamento precoce.

A primeira consulta pré-natal costuma acontecer por volta de 8 semanas de gravidez. Nas gestações sem complicações, as consultas pré-natais geralmente são agendadas no seguinte esquema:

  • Até a 32ª semana: uma consulta pré-natal por mês
  • Da 32ª à 36ª semana: uma consulta a cada 15 dias
  • A partir da 36ª semana: uma consulta por semana
  • Alimentação para gestantes: o que pode e o que não pode
  • Mulheres grávidas precisam se alimentar muito bem, de maneira balanceada e sem abusar de açúcar, sódio e gordura, tudo com bastante moderação e critério, afinal, um serzinho também se alimenta junto com você.
  • Uma alimentação rica em fibras, carboidratos com baixo índice glicêmico, proteínas magras e gorduras boas é excelente para as futuras mamães, mas é claro que um chocolatinho de vez em quando pode comer (em casos de gestações normais e sem complicações).
  • Porém, alguns alimentos não são recomendados para quem espera um bebê. São eles:
  • Carnes e ovos crus;
  • Frutas e legumes mal lavados;
  • Leite e queijo não pasteurizados;
  • Peixes com alto nível de mercúrio;
  • Ostras e mariscos;
  • Atum em lata;
  • Cafeína;
  • Álcool.

Quais chás podem ser consumidos na gravidez

Por conta dos enjôos, muitas gravidinhas gostam muito de tomar chás, mas por serem infusões de ervas, precisam de bastante critério na hora de serem escolhidos.

Chás que a gestante pode tomar

  • Chás de frutas, como maçã e ameixa, estão liberados. Além disso, chás como de camomila, erva doce, gengibre e capim cidreira costumam ser inofensivos, mas é melhor consultar seu médico antes de colocá-lo na xícara.

Chás que devem ser evitados

  • O chá verde está na lista dos que devem ser evitados, pois acelera o metabolismo e pode causar palpitações. A canela também não deve ser consumida, pois pode provocar contrações.

Diabetes gestacional e hipertensão: um grande risco

Duas doenças secundárias à gravidez estão entre as mais perigosas para mãe e bebê: o diabetes gestacional e a hipertensão.

O diabetes gestacional pode causar um ganho de peso além do normal no bebê, além de sobrecarregar o pâncreas da mãe.

Após o corte do cordão umbilical, em mães diabéticas, o bebê passa a ter apenas o quantidade de glicose sanguínea produzida por ele mesmo, e não mais a da mãe.

Por isso, ele pode apresentar episódios de hipoglicemia nas primeiras horas de vida, e a melhor forma de corrigir e evitar isso é a amamentação mais frequente.

Já a hipertensão é uma das causas da temida pré-eclâmpsia, que pode levar à eclampsia, que é o aparecimento de convulsões que podem levar até mesmo à morte da mãe.

As duas condições podem ser evitadas ou tratadas de maneira a minimizar os danos com um pré-natal correto. Afinal, esse acompanhamento não é apenas para cuidar da saúde do bebê, mas também para monitorar a boa saúde da mãe.

A beleza da mudança

Mudar é natural, mas se houver dores ou incômodos acentuados demais, procure seu médico, afinal, cuidado nunca é demais. Porém, lembre-se de que gravidez não é doença.

Se a sua gestação for considerada normal e saudável , é possível levar uma vida perfeitamente normal nesse período, trabalhar, estudar e até mesmo se exercitar.

Aproveite, esse momento é único e cada gravidez é diferente da outra.

Como saber se estou grávida?

Dizem por aí que toda mulher consegue perceber os sintomas da nidação. Além do atraso menstrual, os sintomas e a barriguinha saliente acabam comprovando a suspeita.

Mas na verdade a situação não é bem essa. Afinal, nem todas as mulheres tem um ciclo regulado e a ausência da menstruação pode ser encarado como algo comum.

Por isso, muitas acabam com dúvidas e se perguntam, afinal “como saber se estou grávida?”.

Quando eu engravidei da Ariel, no começo, também tive as minhas incertezas e não senti todos os sintomas clássicos do início da gravidez, o que tornou esse momento ainda mais complicado.

Você está passando por isso também? Então continue a leitura e veja as dicas e informações que separei!

Será que posso estar grávida?

Qualquer mulher que tenha tido relações sexuais desprotegida pode estar grávida. Mesmo que isso tenha acontecido apenas uma vez. Ainda que as chances sejam baixas de engravidar após apenas uma relação sem proteção, caso a ejaculação aconteça dentro da vagina, as chances são reais.

Outra situação pouco comum, mas que também pode causar gravidez, é quando o homem não ejacula dentro da vagina, mas existe o contato com os fluídos lubrificantes que antecedem a ejaculação.

Por isso, se você teve algum tipo de contato sexual sem camisinha e/ou anticoncepcional, saiba que existem, sim, chances de uma gravidez. Porém, essa probabilidade é maior quando estamos no nosso período fértil.

Encontrá-lo nem sempre é uma tarefa fácil, já que nem todas nós temos um ciclo reguladinho. Na teoria, uma mulher com ciclo regular de 28 dias, entra no período fértil 2 dias antes e 2 dias depois da ovulação (que costuma acontecer por volta do 14º dia contando a partir do primeiro dia da menstruação).

Mas, caso o seu ciclo não seja regular, encontrar essa data de fertilidade aumentada pode ser uma tarefa complicada – o que aumenta as chances de engravidar.

Além dessas datas que citamos, a mulher ainda pode engravidar caso tenha relação desprotegida 7 dias antes ou 7 dias depois da ovulação. Isso porque os espermatozoides conseguem sobreviver no interior da vagina por um período de 5 a 7 dias – aumentando as chances de fecundação.

Por isso, a melhor resposta à pergunta desse tópico é: se você teve alguma relação desprotegida, existe, sim, a chance de estar grávida!

  • Como Saber Que Estou Gravida Tocando Na Barriga?

Depois de ler o tópico anterior, você já ficou desesperada? Calma! A boa notícia é que a grande parte das mulheres grávidas apresentam alguns sintomas de gravidezque ajudam a suspeitar do quadro.

Se você está se perguntando “como saber se estou grávida”, veja a lista de sintomas comuns do início da gravidez:

  • menstruação atrasada;
  • aumento da vontade de fazer xixi;
  • muito cansaço e sono durante todo o dia;
  • seios mais sensíveis;
  • vômitos e enjoos na parte da manhã;
  • prisão de ventre e gases;
  • barriguinha saliente;
  • instabilidade emocional;
  • pequeno sangramento;
  • coceira;
  • vulva inchada;
  • cólicas;
  • aversão a cheiros fortes;
  • tontura;
  • mudanças na pele (que pode ficar mais oleosa e com espinhas).

O grande problema dessa lista de sintomas é que só a partir dela não dá para saber se está grávida, não é mesmo? Afinal muitas dessas sensações são típicas da TPM e de outras alterações hormonais que estamos acostumadas.

Por isso, se você teve uma relação desprotegida e está apresentando algum desses sintomas, o mais indicado é fazer um teste de gravidez (que pode ser o de farmácia ou o de sangue).

Gravidez sem sintomas

Como eu disse, quando engravidei da Ariel fiquei bastante em dúvida e não conseguia responder à questão “como saber se estou grávida”. O grande motivo para isso foi que eu não apresentei muitos dos sintomas característicos.

Mais tarde, conversando com outras mamães, percebi que essa é uma situação relativamente comum. Ou seja, nem todas as grávidas apresentam esses sintomas iniciais – e algumas demoram até 3 meses para perceberem que estão “diferentes”.

Além disso, existem casos de mulheres com menstruação irregular, como quem tem Síndrome dos Ovários Policísticos, ou quem usa anticoncepcional direto para não menstruar. Nesses casos, a ausência da menstruação é algo super normal – e se ela não apresentar os sintomas, dificilmente pensará que está grávida.

Como saber se estou grávida pela barriga?

A barriga de grávida é um assunto que sempre gera muitas dúvidas. Afinal, será que existe como saber se estou grávida pela barriga? Algumas dizem que sim e outras afirmam que esse é um método falho.

Contudo, reza a lenda que se você deitar de barriga para cima na cama ou no sofá com as pernas para fora (encostando os pés no chão) e fizer uma leve pressão embaixo do umbigo, será possível sentir uma espécie de “bolinha” dura abaixo da pele – um indicativo claro de gravidez.

Mas é claro que esse não é um método nem um pouco cientifico, não é? Aliás, o crescimento da barriga só começa, de fato, lá pela 12ª a 16º semanas. Porém, isso depende bastante do biótipo da mulher.

Por isso, não invente. Se acha que está grávida, faça logo o teste!

Quando fazer o teste de gravidez?

Eu sabia que não existia como saber se estou grávida sem fazer o teste de gravidez. Por isso, no meu caso, já fui logo no laboratório colher o sangue e me livrar da dúvida. Porém, quem preferir também pode fazer o de farmácia, que é mais acessível.

Leia também:  Como É Que Nos Conhecemos A Nós Próprios?

O teste de gravidez vendido nas farmácias pode ser feito logo no primeiro dia que a menstruação atrasar. Caso o resultado dê negativo, espere entre 3 a 5 dias e, se a menstruação não descer, refaça o teste.

O exame de sangue é o mais indicado para quem quer ter certeza de fato se está grávida. Ele faz a medição do hormônio Beta HCG – que a mulher só produz durante a gestação. Assim, além de indicar se você está mesmo grávida, o exame ainda mostra de quantas semanas você está, pois a quantidade de hormônio varia conforme o tempo de gravidez.

  • Agora, se o teste de laboratório der negativo e a sua menstruação continuar atrasada, não hesite: procure seu ginecologista porque, além da gravidez, existem outros motivos que levam a essa situação, ok?
  • Depois de ler este conteúdo deu pra descobrir como saber se estou grávida e também entender como saber se estou grávida pela barriga?
  • Se você gostou das dicas que eu dei, compartilhe este post com as suas amigas nas redes sociais!
  • Beijos 🙂

Como saber se estou grávida? Veja 8 sintomas – ISTOÉ Independente

Saúde da mulher

Muito além da menstruação atrasada!

A menstruação atrasada é o primeiro alerta para uma gravidez, porém, ele não é 100% seguro, pois pode estar associado a outros problemas, como ovário policístico, excesso de atividade física e ciclos irregulares. Então como saber se estou grávida?

Para confirmar a gestação, antes mesmo de fazer o exame de sangue, o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli ensina oito mudanças corporais que ocorrem logo no início e, se combinadas, denunciam uma gravidez:

Como saber se estou grávida?

Sangramento vaginal

O embrião se instala na parede do útero até o começo da segunda semana após uma relação sexual desprotegida, o que pode ocasionar sangramento vaginal mínimo, com duração de um dia.

Dor e sensibilidade nas mamas

O aumento da irrigação de sangue na região faz com que as mamas aumentem e fiquem mais doloridas. Os mamilos tendem a escurecer.

Sangramento na gengiva

Os hormônios da gravidez podem fazer com que a gengiva inflame e inche. O sangramento é consequência, principalmente ao escovar os dentes e passar o fio dental.

Insônia

É muito comum ter insônia a partir do terceiro trimestre de gestação, principalmente as mulheres mais ansiosas e estressadas.

Muita vontade de urinar

É bastante frequente no primeiro trimestre de gravidez, devido às mudanças hormonais que ocorrem no corpo da futura mamãe.

Vontade de chorar

As mudanças de humor são comuns e muito semelhantes ao que cerca de 90% das mulheres sentem na TPM. Os responsáveis são os níveis de estrogênio e progesterona.

Intestino preso

Os níveis de progesterona elevados e a compressão do intestino pela dilatação do útero causam prisão de ventre na maioria das grávidas. Também é comum a produção de gases pelo relaxamento da musculatura, principalmente a do sistema digestivo, fazendo com que os alimentos permaneçam por mais tempo no tubo digestivo.

Alterações visuais 

Olhos secos, aumento do grau, pálpebras inchadas, maior sensibilidade à luz e dificuldade para usar lentes de contato são frequentes na gravidez. Os sintomas devem desaparecer ao final da gestação.

Veja também

+ Receita simples de bolo Red Velvet + Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina + Receita de panqueca americana com chocolate + Receita rápida de panqueca de doce de leite + Contran prorroga prazo para renovação da CNH + Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa + 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer + Cinema, sexo e a cidade + Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais + Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz + Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago + Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

4 testes caseiros para saber se você está grávida

Atualmente, temos os famosos testes de gravidez que garantem uma porcentagem muito alta de eficácia. De fato, podemos até mesmo fazer outros exames para verificar se há uma gravidez, mas como os nossos antepassados ​​faziam para saber? Além da ausência ou dos atrasos do período menstrual, existiam testes caseiros para saber se você está grávida.

O engraçado é que alguns desses testes ainda são usados ​​até hoje, seja como uma forma de se divertir ou uma maneira incomum de verificar esse estado. Você sabe quais são eles? Vamos te contar neste artigo.

Testes caseiros para saber se você está grávida: são confiáveis?

Alguns testes são baseados em superstições, outros em lendas. De qualquer forma, nenhum dos testes caseiros para saber se você está grávida foi cientificamente comprovado. Embora possam ter funcionado para algumas mulheres, não podemos ‘acreditar’ neles cegamente.

Vários desses testes incluem coletar a primeira urina pela manhã e misturá-la com alguma outra substância. De acordo com o efeito alcançado, seria possível dizer se a pessoa está grávida ou não.

A ideia é detectar o hormônio hCG, que é encontrado na urina e que é produzido em maiores quantidades durante a gravidez. É a mesma base que mais tarde foi usada para fazer os típicos testes que são comprados em farmácias ou para os exames médicos que permitem determinar se uma mulher está esperando um bebê.

Os testes caseiros para saber se você está grávida têm uma alta taxa de erros. Eles são escolhidos acima de tudo para confirmar as nossas suspeitas ou para comprovar que seremos mães por meio de um método divertido. No entanto, se você deseja verificar se está grávida, a melhor maneira é fazer um teste cientificamente comprovado.

Exemplos de testes caseiros para saber se você está grávida

O melhor momento para fazer um teste de gravidez – caseiro ou não – é após duas ou três semanas da ausência de período menstrual. Somente então o corpo começa a secretar mais hormônio hCG (gonadotrofina coriônica humana). Se você fizer o teste antes, ele dará negativo.

Às vezes, alguns sintomas da gravidez são confundidos com os da menstruação, já que os seios ficam mais sensíveis, há dor abdominal, talvez mau humor, irritação ou cansaço excessivo. No entanto, existem outros que são específicos da gravidez, tais como os famosos vômitos.

Provavelmente você ainda não queira fazer o teste porque prefere esperar um pouco mais para confirmar se está grávida. Enquanto isso, você pode brincar um pouco com os seguintes testes caseiros para descobrir:

1. Teste do vinagre

Se você perguntar para a sua mãe ou avó, elas certamente te dirão que o usaram ou que conhecem alguém que o usou para saber se estava grávida. O teste envolve a coleta da primeira urina da manhã em um copo de vidro previamente fervido.

Então, adiciona-se uma colher de sopa de vinagre, deixando o líquido descansar durante meia hora, sem mexer. Se não houver nenhuma mudança, isso significa que você não está esperando um bebê. Mas, se o líquido formar espuma ou mudar de cor… Parabéns!

2. Teste do corrimento vaginal

Na verdade, esse não é um teste, pois se baseia na análise da cor do corrimento vaginal durante alguns dias. Quando há uma gravidez, ele se torna quase transparente e permanece dessa forma durante pelo menos algumas semanas.

“Os testes caseiros para saber se você está grávida têm uma alta taxa de erros. Eles são escolhidos acima de tudo para confirmar as nossas suspeitas ou para comprovar que seremos mães por meio de um método divertido”.

3. Teste do sabão

Esse é outro teste caseiro para saber se você está grávida que tem muitos anos de uso, pois parece funcionar. Você precisará de uma barra de sabão branco – aquele usado para lavar roupas – e, é claro, de urina.

O teste consiste em colocar o sabão em um recipiente de vidro e então despejar a urina da manhã até que ele esteja completamente coberto. Tampe imediatamente e mexa um pouco. Se uma espuma espessa se formar, significa que o resultado é positivo.

4. Teste da agulha

Também podemos encontrar alguns testes que são principalmente uma brincadeira entre as mulheres da família. Para esse em particular, são necessárias agulha e linha. Se você não tiver, pode usar um pingente e uma corrente.

Passe cerca de 30 centímetros de linha pela agulha e dê um nó na ponta. Então, deite-se na cama ou no sofá e segure a agulha a cerca de 10 centímetros da barriga (pendurada pelo fio). Fique completamente parada e aguarde durante alguns minutos para ver o que acontece. Se ela se mover sozinha, é porque você está grávida.

E ainda tem mais: de acordo com o movimento da agulha, é possível dizer se o bebê é um menino – se o movimento ocorrer em linha reta – ou uma menina – se a agulha se mover em círculos.

Você pode usar alguns desses testes caseiros para saber se você está grávida ou então no momento em que quiser dar a notícia para o seu parceiro ou para a sua família. Vai ser muito divertido e emocionante!

Pode interessar a você…

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*