Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Ver fichas de  Gatos

Não tem nada mais emocionante do que estar ao lado do seu animal de estimação no momento em que ele está prestes a ter seus filhotes. Assistir aos gatos, tão pequenininhos ainda, chegando ao mundo e saber que está ali para confortar seu bichinho e ajudá-lo no que for preciso é uma lembrança muito gostosa, que carregamos por toda a vida.

Mas, uma dúvida que surge assim que descobrimos que nossa bichana vai se tornar mamãe é: como saber a hora exata em que vai acontecer? Existem sintomas de trabalho de parto em gatos, assim como em todas as outras espécies. Confira neste artigo do PeritoAnimal os principais sinais, riscos e preparos necessários nessas situações.

Caso a sua gatinha esteja com a barriga e as tetas mais volumosas e passe a lamber a vulva mais do que o normal, existem fortes chances de que ela esteja grávida.

Leve-a ao veterinário para fazer exames e confirmar. Assim, você também pode descobrir quantos filhotes ela está gerando e se está saudável o suficiente, podendo ajudá-la caso necessite de algum auxílio.

A gestação de gatos tendem a durar um pouco mais do que dois meses, algo entre 65 e 67 dias, por isso, fique atento!

Durante o primeiro mês de gravides a dieta segue normal. Após, aproximadamente, 30 dias, introduza a ração para filhotes, garantindo que o organismo dela tenha uma dieta saudável em calorias mesmo que ela passe a ingerir menos alimentos.

Quando estiver se aproximando da hora de dar à luz, as gatas tendem a buscar por um local escondido, quieto e seguro. Você pode se antecipar e montar um ninho para ela alguns dias antes, garantindo que tenha tudo o que precise ao seu alcance e se sinta confortável para trazer seus filhotes ao mundo.

Você pode pegar uma caixa de papelão espaçosa e forrá-la com toalhas e cobertas macias, garantindo que o espaço fique quente e confortável para o animal.

Deixe a caixa sanitária e os potes de ração e água por perto e não se esqueça de garantir que o ambiente e os objetos não tenham nenhum cheiro forte.

Isso pode incomodar a gata e atrapalhar no reconhecimento entre ela e os seus filhotes.

A cozinha ou o banheiro são boas opções para abrigar o ninho, pois são áreas da casa mais isoladas, o que irá permitir que seu bichano se sinta mais à vontade. Se o seu animal não gostar da localidade do ninho, ele mesmo irá arrastar a caixa e mudá-lo de lugar. Deixe que ele faça isso, escolhendo, assim, o cantinho que achar mais apropriado.

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Algumas horas antes de entrar em trabalho de parto, as glândulas mamarias costumam aumentar, assim como o abdômen e a vulva. A gata passará a lamber essas regiões cada vez mais, dando um dos primeiros sinais de que o parto está próximo.

Se a fêmea começar a ficar inquieta, andando de um lado para o outro, ou assumir um comportamento apático, querendo ficar sozinha em seu ninho, significa que está se preparando para iniciar o trabalho de parto.

Fique atento e observe se a sua gata se alimentou normalmente durante o dia. Caso ela não tenha comido nada, significa que chegou o dia de dar à luz.

Nessa fase, é normal que o comportamento do animal mude drasticamente. Não se assuste se a sua gatinha, sempre manhosa, comece a rosnar caso você tente se aproximar, por exemplo.

Preste atenção à respiração do animal, pois costuma se tornar mais acelerada e ofegante. Chorar continuamente, miar e ronronar em alto e bom som, de maneira ritmada também é comum nessa fase.

A temperatura normal de um gato é entre 38,1ºC e 39,2ºC. Quando a fêmea está algumas horas de entrar em trabalho de parto, é normal que esse número caia baixo de 37,8ºC, não se assuste.

Se possível, aproxime-se com carinho da gata e examine seu abdômen. Observe se a pele está sensível e se está fazendo movimentos de contração e relaxamento, caso a resposta seja afirmativa, significa que está na hora dos filhotes nascerem.

Fique próximo do animal, mas lhe dê espaço para fazer as coisas em seu tempo. Verifique se a fêmea está confortável e deixe que ela faça a parte dela. No momento certo, a bolsa irá romper e logo aparecerá o fluído amniótico, sinalizando que o primeiro gatinho está a caminho.

É normal que aconteça um intervalo de 30 minutos à 1 hora entre o nascimento de cada filhote. Caso perceba que está demorando mais do que o normal ou que há algum tipo de secreção, até mesmo sangue, junto do líquido que sai da bolsa, ligue para o veterinário, pois pode ser que ocorra alguma complicação.

  • Leia o nosso artigo completo para saber como ajudar o gato a parir.
  • Imagem: Reprodução/@EuDavidThomaz

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Imagem: Reprodução/@EuDavidThomaz

O parto distócico é a principal causa de complicações no nascimento de outros gatinhos e ocorre quando os filhotes não conseguem atravessar o canal de parto, sem conseguir sair. Normalmente, isso ocorre quando eles são muito grandes ou o canal é estreito demais.

Caso você note um intervalo de mais de 4 horas entre o nascimento de um felino e outro, pode ser por conta desse problema. Esteja preparado para levar sua gata ao veterinário, ele, provavelmente, irá realizar uma cesárea para retirar o restante dos animais.

Após o parto, é normal que a gata não dê tanta atenção ao seus novos filhos, caso isso ocorra, não se assuste, demora um tempo até que ela comece a lambê-los.

Também é importante lembrar que os felinos podem desenvolver depressão pós-parto até 7 meses depois do nascimento.

Se a sua gata se tornar arisca de repente e mudar o comportamento com os filhotes, não querendo amamentá-los, pode ser que esteja passando por isso. Tenha paciência e leve-a ao veterinário, para que tenha o auxílio necessário e se recupere.

Nesses casos, a castração pode ser indicada como uma forma de reduzir os hormônios, fazendo com que ela se torne mais dócil.

Se deseja ler mais artigos parecidos a 7 sintomas de trabalho de parto em gatos, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Gestação.

Trabalho de Parto e Nascimento na Gata

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Durante as duas últimas semanas de gravidez da sua gata, certifique-se que todos os membros da família sabem manter-se calmos e silenciosos perto dela e que a manuseiam com cuidado, em especial as crianças que podem ficar excitadas com a ideia de terem em breve novos gatinhos com quem brincar!

Tente mantê-la o mais calma e inativa possível , durante este período, e encoraje-a a relaxar na sua cama especial para a maternidade.

Até as camas mais suaves e confortáveis podem não ser tentadoras para ela e algumas gatas até rejeitam a caminha que lhes sugere para o nascimento dos gatinhos e preferem um canto de uma caixa de cartão! Certifique-se que ela tem alguns locais disponíveis para poder escolher onde dar à luz e nunca tente retirá-la do local escolhido. Leia mais sobre como criar uma cama para a maternidade da sua gata clique aqui.

Esteja preparado para ajudar

O trabalho de parto da sua gata deve ocorrer suavemente, mas é importante ter ajuda de sobreaviso para a manter calma, caso surja alguma complicação.

Tenha à mão o contacto 24 horas do seu médico veterinário, antes de a sua gata entrar em trabalho de parto, porque o parto ocorre com frequência durante a noite ou porque ela poderá precisar de uma ajuda de emergência. Se a futura mamã estiver com dificuldades a ter os gatinhos, pode precisar de a levar ao médico veterinário, pelo que deve ter transporte preparado.

Quando pensar que o parto se possa estar a aproximar, é bom ter alguns utensílios preparados com antecedência, incluindo uma taça limpa com água morna, toalhas e peças de roupa limpas, fio dental e luvas descartáveis, juntamente com uma transportadora e os contactos do seu veterinário. É importante ter tudo isto à mão, para prevenir!

Se precisar de afastar os gatinhos da mãe, tem que os ajudar a manter-se quentes. Recomendamos um saco quente que vá ao micro-ondas ou um saco de água quente. Tenha em atenção a temperatura, que deverá ser morna, para evitar queimaduras e sobreaquecimento.

Pode ser difícil identificar um parto iminente. Durante as primeiras etapas do trabalho de parto, a mamã ficará muito inquieta, a andar de um lado para o outro como se estivesse à procura de algo e pode tornar-se muito vocal.

Contacte o seu veterinário se não tem a certeza se o trabalho de parto já começou e mantenha-se atento à sua gata, durante as semanas e dias finais de gravidez para garantir que sabe quando e onde ela irá dar à luz os seus gatinhos.

A sua gata adora a sua privacidade, especialmente quando está prestes a ter os gatinhos! É importante observar o parto da sua gata para que possa ajudar, caso surja algum problema, especialmente se a sua gata vai ser mãe pela primeira vez.

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

O trabalho de parto da gata tem três etapas. Quando pensar que o trabalho de parto começou, deve manter-se atento. Normalmente, o trabalho de parto desenrola-se de forma muito suave, mas é importante acompanhá-la para que possa identificar de imediato alguma complicação.

No entanto, interferir, exceto quando absolutamente necessário, pode atrasar o parto felino e perturbar a sua gata, pelo que deve limitar a sua atuação a observações regulares e deve tentar não intervir desnecessariamente. Não se preocupe! Geralmente, os partos das gatas são muito suaves. Se estiver preocupado, consulte o seu médico veterinário. Limite também o número de pessoas presentes.

Leia também:  Que Pais Da Atualidade Era Conhecido Como Ceilão?

Apesar de toda a família estar muito excitada com a chegada de novos gatinhos, esta situação pode perturbar a mãe!

  • Pode não se aperceber da primeira etapa, quando o cérvix e o útero se estão a preparar para o nascimento.
  • Começam a surgir contrações, mas que podem ainda não ser visíveis.
  • A sua gata ficará muito inquieta, a andar de um lado para o outro como se procurasse algo e pode ficar muito vocal.
  • Ela pode fazer várias idas improdutivas à liteira, mas finalmente irá acomodar-se na sua cama para o nascimento.
  • Não se surpreenda se ela escolher outro local porque pode não estar habituada à sua “cama de maternidade” ou porque simplesmente quer dar à luz noutro local. Não a mude de sítio porque é sempre mais seguro deixá-la ter os gatinhos no sítio que ela escolheu.
  • Ela pode também começar a ter descargas vaginais.
  • A segunda etapa do trabalho de parto felino é o nascimento dos gatinhos – tão emocionante! Esta etapa pode demorar desde 2 a 24 horas. Volte a verificar o seu kit para o parto e certifique-se que tem tudo à mão.
  • Alguns gatinhos vão nascer de cabeça (como os bebés humanos), mas outros irão surgir primeiro de pés, o que é bastante normal, pelo que não deve ficar alarmado.
  • Os gatinhos nascem normalmente em intervalos de 30 a 45 minutos, mas por vezes podem nascer com mais do que uma hora de intervalo.
  • Observe a uma distância de segurança e intervenha apenas se for absolutamente necessário: se, por exemplo, vir que ela está com contrações fortes sem conseguir expelir um gatinho; se ela tiver uma perda de sangue ou se estiver a expelir os gatinhos rapidamente sem tempo para os limpar/rebentar os sacos amnióticos. Para mais informação sobre quando deve chamar o seu veterinário para aconselhamento, leia A que estar atento durante o parto.
  • A etapa 3 é a expulsão das placentas e, normalmente, ocorrerá após o nascimento de cada gatinho.
  • Conte o número de placentas que a sua gata expele – deve existir uma placenta por cada gatinho.
  • Se verificar que há menos placentas do que gatinhos, a mãe poderá tê-las comido ou então gatinhos gémeos podem ter partilhado uma. No entanto, este pode ser também um sinal de placentas retidas, o que deve ser analisado o mais rapidamente possível pelo seu veterinário. Ligue-lhe se não tem a certeza.
  • Não se preocupe se a mamã comer algumas placentas porque é normal. No entanto, deverá ficar ainda mais atento durante o nascimento!

Quando nasce um gatinho, a mãe deve ajudá-lo a romper o saco amniótico (a membrana fina à volta do gatinho) e depois deve limpá-lo cuidadosamente. Em princípio, não terá que intervir durante o parto da sua gata, mas ocasionalmente a mamã poderá precisar de alguma ajuda.

Se ela não romper o saco, não o romper na totalidade ou não limpar os gatinhos, poderá precisar de a ajudar a cuidar dos gatinhos recém-nascidos. Rompa cuidadosamente os sacos, utilizando uma toalha (nunca utilize um objeto pontiagudo) para que o gatinho consiga respirar.

Limpe gentilmente a boca e nariz e depois seque-o rapidamente com um pano ou toalha limpos no sentido oposto ao do crescimento do pelo. Uma fricção final firme com um pano morno secará e aconchegará o gatinho, bem como irá estimulá-lo a ter o seu primeiro grande fôlego.

Após ter dado à luz, a mãe normalmente irá morder o cordão umbilical, mas poderá ter que a ajudar caso ela não o faça. Com as mãos limpas ou com luvas descartáveis, dê um nó com o fio, a aproximadamente 2,5 cm do corpo do gatinho.

Ate outro nó um pouco mais à frente e corte o cordão umbilical entre os dois nós. Não corte demasiado perto do gatinho porque pode ser perigoso. Deixá-lo muito longo pode fazer com que seja mordido ou engolido pela mãe.

Se verificar que a mãe tenta roer o cordão umbilical muito perto do gatinho, impeça-a e faça-o você mesmo.

Se está preocupado com esta parte do nascimento, consulte o seu veterinário com antecedência para se sentir confortável com o que tem a fazer.

Após o nascimento

Poderá parecer-lhe que passa muito rápido, mas expulsão de todos os gatinhos deverá demorar entre 2 e 5 horas.

Em alguns casos, pode durar até 24 horas! Se verificar que a mamã está com problemas em dar à luz em algum momento, contacte o seu veterinário para definir qual o próximo passo.

Se a sua gata está com contrações sem expelir nenhum gatinho, durante uma hora ou mais, contacte de imediato o seu médico veterinário.

As ninhadas têm normalmente entre quarto e seis gatinhos, apesar de não ser pouco comum ser maior ou até menor do que isto.

Quando todos os gatinhos tiverem nascido, dê à sua gata algum tempo para se limpar e alimentar a sua ninhada.

Tente não interferir em demasia, mas não tenha medo de os manusear gentilmente porque isto irá ajudar a sociabilizá-los, bem como dará uma bem merecida pausa à mamã!

Se os gatinhos ainda não mamaram, após uma hora de terem nascido, pode precisar de os guiar para uma das maminhas da mãe porque devem estar famintos! Se há mais gatinhos do que maminhas, pode precisar de os ir trocando, até aprenderem a partilhar.

Se a mãe não parece muito interessada em cuidar da sua ninhada ou não os está a alimentar, contacte o seu médico veterinário imediatamente.

Às vezes, após o parto, a mãe pode abandonar a ninhada, tendo o dono que assumir essa responsabilidade, mas não é comum. Se tem alguma preocupação ou questão sobre criar a ninhada, aconselhe-se junto do seu médico veterinário.

Agora deve celebrar este momento especial, o nascimento dos gatinhos – Parabéns!

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

A minha gata vai ter bebés

As gatas que têm vários cios ao longo do ano, mas com maior incidência entre dezembro e fevereiro. A gravidez dura cerca de 2 meses, assim nesta altura do ano há muitas gatas a ter gatinhos.

Uma ninhada é uma responsabilidade
Embora ver nascer gatinhos e acompanhar o seu crescimento seja maravilhoso, lembre-se sempre que o melhor para a saúde da sua gata é a esterilização por volta dos 6 meses.
Por outro lado, assumir a criação de gatos é um ato de enorme responsabilidade.

Ser criador implica que possua muitos conhecimentos sobre o assunto, que vão para além do senso comum. Implica conhecer bem as particularidades da raça, realizar planos profiláticos e assegurar-se de que quem fica com os gatinhos mantém o mesmo respeito pela raça.

Se a gata não tem raça definida, a esterilização é não só vantajosa para a gata como para o controlo da população em geral.

  • Uma gravidez planeada
    Se a gravidez é planeada, aconselhe-se com o seu médico veterinário a cerca dos esquemas profilácticos de vacinação, desparasitação e despiste de FIV (vírus da imunodeficiência felina) e FeLV (vírus da leucemia felina) que devem estar atualizados.
  • Determinadas raças, como é caso dos cada vez mais populares British Shorthair, apresentam particularidades no que respeita à prevalência dos grupos sanguíneos e, por isso, mãe e pai devem ser testados.
  • Durante a gravidez
    O tempo de gestação é de cerca de 58 a 70 dias, com uma média de 63 dias.

Existem cada vez mais testes genéticos disponíveis para a respetiva prevenção de certas doenças (como, por exemplo, a doença renal poliquistica), o seu médico veterinário irá aconselhar consoante a raça quais os testes que deve realizar.

Três a quatro semanas depois do acasalamento, os sinais de gestação começam a ficar evidentes. As gatas ficam mais “gordinhas”, mais calmas e com os mamilos avermelhados ou rosados. No entanto, há gatas que não demonstram qualquer sinal até ao dia do parto!

A gata gestante não necessita de tratamentos especiais, mas na última semana de gravidez deve estar um pouco mais protegida no sentido de evitar grandes saltos ou outras “artes marciais gateiras”.
Os hábitos alimentares não necessitam de sofrer alteração, mantenha sempre a ração seca à disposição e diariamente forneça alimento húmido (saqueta ou lata) como faz habitualmente, o que precisa mudar é o tipo de alimento.
Assim, para melhor satisfazer as necessidades nutricionais durante a gravidez é aconselhável utilizar uma ração para gatinhos. Durante os últimos 20 dias irá notar que o consumo de alimento diário aumenta muito. Esta mesma alimentação deve ser mantida durante a fase de amamentação e desmame dos gatinhos.
Durante a gestação é aconselhável a realização de uma consulta médico veterinária com a realização de uma ecografia abdominal, no entanto, se a sua gata for muito nervosa pode ser contraproducente submete-la a este stress e pode optar, por exemplo, por uma consulta domiciliária.
Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Fazer o “ninho”
As gatas tendem a procurar lugares estranhos e escondidos para ter os filhos. Providencie um local quente e seguro, mas não estranhe se. em vez do previsto ninho, na hora “H” ela preferir, por exemplo, o seu guarda-vestidos!

Uma caixa de cartão com uma manta fofa e quente é um excelente ninho. Essa caixa será usada para o momento do parto e para manter os gatinhos confortáveis e quentes após o nascimento.

A caixa deve ser suficientemente grande para que a gata se possa espreguiçar e ter uma altura de cerca de 15 cm para permitir que a gata saia, mas não os filhotes. A tampa da caixa pode ser mantida, mas deve ser feita uma abertura, para que tenha acesso fácil pela parte de cima.

Leia também:  Quando Um Homem Está Apaixonado Como Ele Reage?

A caixa deve ficar num lugar calmo, quente, sem correntes de ar e longe dos locais de circulação da casa. Deve deixar a caixa ao alcance da gata pelo menos uma semana antes da data prevista, para que a gata se vá habituando e marcando a caixa com o seu cheiro.

O trabalho de parto
Poucas horas antes do nascimento pode ser observado um ligeiro corrimento vaginal.

Nessa altura pode levar a gata para a caixa que preparou, no entanto não a force, e se vê que a sua gata prefere outro local permita-o, desde que mantenha a segurança da mãe e filhos.

Fale com calma e caso a sua gata seja muito dengosa mantenha-se ao pé dela e faça-lhes festas, mas sem a perturbar. Se, pelo contrário, sente que ela prefere ficar sozinha, respeite e evite interferir.

As primeiras contrações podem deixar a gata desconfortável, o que pode levar a que deambule pela casa e se sinta irrequieta até começar o parto propriamente dito.

Entre as contracções pode ficar ofegante, mais agitada e querer água. Deixe-a à vontade, não insista para que ela fique no ninho, a gata voltará na hora certa.

Neste momento é muito importante que a gata se sinta bem e segura no lugar que escolheu.

Uma ninhada média tem 3 a 4 gatinhos, que demora aproximadamente 2 a 3 horas de trabalho de parto. Tenha sempre consigo os telefones de emergência do seu veterinário, de modo a poder esclarecer qualquer dúvida que surja durante o parto.

  1. Sinais de que a gata necessita de assistência médica:
    » Mais de 2 horas de contrações sem a expulsão de um gatinho;
    » Mais de 3 horas de pausa entre a expulsão dos gatinhos;
    » Prostração exagerada da gata.
  2. Nascimento dos gatinhos
    Quer a apresentação de cabeça, quer a apresentação “de cauda”, são consideradas normais, assim o facto de ver que o gatinho vai nascer “ao contrário”, só por si, não é motivo para preocupação.

Cada gatinho nasce envolvido por uma membrana semitransparente. Na altura da expulsão vai ver o gatinho envolvido nesta bolsa, o cordão umbilical e a placenta. A gata irá rasgar a bolsa em volta do gatinho, morder o cordão umbilical e comer a placenta. Este é um procedimento normal.

De seguida, a gata retira com a língua o muco das narinas do gatinho e lambe todo o resto do corpo de modo a secar o recém-nascido. Isto é importantíssimo para estimular o sistema circulatório e respiratório do bebé.
Normalmente, a gata larga o primeiro filhote quando a expulsão do segundo bebé se inicia. Observe cautelosamente para se certificar que ela não “magoa” o filhote, mas só ajude se notar que o bebé corre perigo

Caso precise de manipular os bebés, para evitar que a fêmea fique preocupada ou ressentida, sempre deixe 1 ou 2 filhotes com ela, enquanto cuida de um outro.

Quando se deve intervir:
» Se a gata mãe estiver relutante ou for incapaz de retirar as membranas e limpar o filhote, ajude-a, para que o gatinho não sufoque;
» Se o gatinho não começar a respirar em alguns minutos, deve ser ajudado. Certifique-se que não tem muco nas narinas e na boca, e massaje as costas até ele respirar.

Para aspirar as secreções pode adquirir um “aspirador nasal para bebés” na farmácia;
» Se o cordão umbilical ficou muito comprido é aconselhável cortá-lo a aproximadamente 3 cm de distância do corpo. Para o efeito, caso não disponha de fio de sutura, pode usar fio dental e cortar o excesso com uma tesoura esterilizada. Aplique tintura de iodo no coto umbilical.

Placentas e hemorragias
Se estiver presente durante o trabalho de parto, certifique-se que todas as placentas foram expulsas. Uma placenta retida significará problemas para a mãe.

Se durante ou após o parto a gata apresentar um corrimento vermelho vivo, pode significa uma hemorragia (situação rara). Fique atento para ver se se mantém a perda de sangue.

Pesar os bebés
Quando o trabalho de parto acabar, resista ao impulso de fazer qualquer limpeza ou de pegar nos gatinhos.

Quando sentir que é oportuno, evitando ao máximo perturbar a gata, pese e registe o peso dos bebés. Para o efeito pode usar uma balança de cozinha digital (de preferência com uma sensibilidade na ordem das 10 g).

  • Não perturbe a gata, respeite o espaço dela, mas não deixe de se deliciar e fotografar.
  • Até breve, com muitos e doces momentos felinos.
  • Por: Maria João Dinis da Fonseca
    Artigo gentilmente cedido pelo Grupo Hospital do Gato
  • PUBLICIDADE

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

O nascimento de gatos | Informações sobre o parto das gatas

A gravidez das gatas dura cerca de nove semanas, ou seja, entre 61 e 72 dias. Caso a sua gata esteja grávida há 72 dias sem dar à luz, deve levá-la ao veterinário rapidamente.

Durante a gravidez as gatas tendem a fazer pouco mais do que visitar o seu comedouro. A alimentação é essencial nesta fase, pois as gatas comem por si e pelos gatinhos que estão a chegar. O peso da mãe gata aumenta e ela torna-se bem mais redonda, especialmente na zona da barriga.

Como Saber Quando Uma Gata Vai Parir?

Quando se aperceber que a sua gata está grávida deve levá-la ao veterinário. Durante a consulta o veterinário verifica se está tudo bem com a mãe e com os gatinhos.

A partir do 24º dia de gravidez é possível monitorizar a atividade cardíaca dos gatinhos. E para saber quantos gatinhos tem a nova ninhada o veterinário pode fazer um exame por raio X a partir do 43º dia de gravidez. As ninhadas das gatas têm em média 3 a 6 gatinhos. No entanto, na primeira gravidez a ninhada pode ser mais pequena.

A grande maioria das gatas dá à luz sem ajuda e felizmente os problemas durante o parto são raros. Assim, certifique-se que a sua gata está confortável, observe-a calmamente e dê-lhe privacidade. É muito importante que nada stresse a mãe gata antes e depois do parto.

Prepare também um local confortável para a altura do parto. Por exemplo, uma caixa de papelão com uma almofada ou manta. No entanto, muitas gatas preferem dar à luz no roupeiro ou no cesto da roupa.

Outros preparativos importantes

  • Tenha o número do veterinário à mão. Mais vale prevenir!
  • Deve ter uma balança preparada para verificar o peso dos gatinhos.
  • Faça um registo do processo de parto anotando as horas dos vários momentos e também o peso dos gatinhos. No caso de surgirem complicações este registo vai ajudar o veterinário.
  • Tenha uma toalha limpa à mão para limpar os gatinhos caso seja necessário. Em circunstâncias normais a própria gata trata disso.
  • Compre alguns biberons e leite especial para gatinhos. Pois por vezes a mãe gata não tem leite suficiente para alimentar todos os gatinhos.
  • É aconselhável ter também uma manta ou almofada térmica onde os gatinhos possam dormir quentinhos e confortáveis.

Quando as gatas estão prestes a parir dão alguns sinais.

Os mais importantes são:

  • Desconforto e agitação: nos dias imediatamente anteriores ao parto, a gata fica mais agitada. Por exemplo, mexe-se ou mia com mais frequência. Além disso, as gatas também costumam lavar-se mais.
  • Perda de apetite: As gatas comem pouco ou quase nada antes do parto. Por outro lado, bebem mais água.
  • Procura de um lugar seguro: A mãe gata procura ativamente um local calmo e protegido para dar à luz os seus bebés.
  • A mãe gata começa a produzir leite.
  • A gata deita-se de lado e a respiração fica ofegante.

Quando notar estes sinais deve ficar em casa. Assim, por um lado pode acalmar a sua gata e por outro pode ajudá-la em caso de complicações.

Tal como acontece nos seres humanos, o trabalho de parto pode demorar algum tempo. Durante o trabalho de parto a respiração da gata torna-se rápida. Além disso, ela pode ronronar e exigir a proximidade dos donos. Muitas gatas não querem estar sozinhas nesta fase. Assim, se for esse o caso da sua gata, fale calmamente com ela e faça-lhe festinhas.

Geralmente o primeiro gatinho nasce duas horas após o começo do trabalho de parto. Quando a gata começa a comprimir a barriga repetidamente é sinal de que o gatinho está quase a nascer. O nascimento de cada gatinho é muito rápido. No entanto, pode-se passar cerca de uma hora entre o nascimento de cada um deles. Durante esse intervalo a mãe gata aproveita para descansar.

Como Saber se uma Gata Está Entrando em Trabalho de Parto

  1. 1

    Veja se a gata está buscando um ninho. Nos últimos dias antes do parto, as gatas prenhas começam a buscar um ninho — um lugar adequado para dar à luz e cuidar dos filhotes.

    Muitas gatas nessas condições buscam privacidade em espaços como armários e afins.

    Se você notar que o seu pet está investigando os cantos da casa, disponha uma manta ou algumas toalhas em pontos estratégicos para torná-los mais confortáveis.[3]
    [4]
    [5]

    • Você também pode improvisar um ninho para a gata com uma caixa de papelão. Muitos bichanos preferem escolher esse abrigo por conta própria e podem até mudá-los de lugar.
  2. 2

    Veja se a gata mudou de comportamento. Quanto mais perto ela chegar de dar à luz, mais inquieta vai ficar. Preste atenção até às mudanças de hábito. Por exemplo: um animal que geralmente é arredio pode ficar mais carinhoso antes de parir (ou vice-versa).[6]
    [7]

  3. 3

    Veja se a gata não está se alimentando regularmente. Geralmente, as gatas prenhas comem mais que o normal. Contudo, quando estão perto de dar à luz, elas podem ficar com o apetite reduzido ou até parar de comer.[8]
    [9]

  4. 4

    Veja se a gata está limpando a região da genitália com frequência. O corpo da gata muda conforme a data do parto se aproxima — e ela sente essas mudanças. É normal ver as fêmeas limpando ou lambendo a genitália, por exemplo. Além disso, ela também pode liberar uma secreção mucosa, que indica que está prestes a dar à luz.[10]
    [11]

  1. 1

    Meça a temperatura da gata. Comece a medir a temperatura do bichano por volta do sexagésimo dia após a cruza para poder ter uma noção mais específica de quando a gata estiver perto de dar à luz. Mesmo que você não saiba a data da cruza ao certo, tome essa precaução regularmente nos estágios mais avançados da gestação.[12]
    [13]

    • A temperatura retal de uma gata prenha varia entre 38 e 39° Celsius.
    • A temperatura retal cai um pouco cerca de duas horas antes do parto.
  2. 2

    Observe o estado físico da gata. Quando a gata fica perto de dar à luz, os seus mamilos e as glândulas mamárias aumentam de tamanho e ela pode começar a lambê-los. Outros sinais comuns são o aumento do abdômen e da vulva, que também fica mais sensível e macia. Tudo isso é bem óbvio até para quem observa de longe.[14]

  3. 3

    Preste atenção à respiração da gata. Se você achar que ela está perto de dar à luz e conseguir chegar perto, ouça a respiração do bichano. Ela pode ficar mais acelerada, com o animal chegando a ficar ofegante, além de ronronar de forma ritmada e contínua.[15]
    [16]

  4. 4

    Examine o abdômen da gata e veja se ele está tenso ou irritadiço. Quando a gata estiver perto de dar à luz, vai começar a sentir contrações. Para saber se isso está acontecendo, faça um exame físico no abdômen dela.

    Se a área estiver tensa ou irritadiça, é porque está chegando a hora. Veja se a região se contrai e relaxa alternadamente. Por fim, talvez o animal fique deitado de lado nesse processo — o que facilita a inspeção.

    [17]
    [18]
    [19]
    [20]

  1. 1

    Ligue para uma clínica veterinária se a gata demorar para parir. A maioria das gatas dá à luz sem ajuda. Contudo, fique de olho na sua para saber se o processo já vai começar. Se algum sinal (como as contrações) indicar que ela está sofrendo, mas não conseguir parir, leve-a ao veterinário imediatamente para facilitar o processo.[21]
    [22]

  2. 2

    Observe a gata de perto se a temperatura aumentar. A temperatura dela não só indica se o parto está próximo, mas também se há algum problema. Geralmente, ela cai um pouco nessa hora. Se aumentar, fique atento e meça-a de novo assim que possível. Caso os valores ainda estejam maiores do que o normal, ligue para a clínica veterinária.[23]

  3. 3

    Veja se a gata produz secreções estranhas. Ela pode sangrar um pouco durante o trabalho de parto, além de liberar secreções mucosas e o líquido amniótico. Contudo, se esses sinais forem excessivos ou malcheirosos, ligue para a clínica veterinária para ver se há algum problema.[24]
    [25]

  4. 4

    Preste atenção para ver se a gata está sentindo dores.

    Como a gata fica bastante desconfortável e passa por mudanças comportamentais durante o trabalho de parto, é difícil saber se ela está bem. Na maioria dos casos, sim.

    Contudo, se o bichano morder a área da genitália ou chorar e lamber a região, entre em contato com a clínica veterinária para descartar possíveis problemas.[26]

  5. 5

    Preste atenção a comportamentos mais alarmantes. A gata pode se comportar de formas estranhas quando estiver perto de dar à luz. Ainda assim, a letargia e a depressão não são normais e podem indicar algum problema. Entre me contato com uma clínica veterinária e peça recomendações do que fazer.[27]
    [28]

Este artigo foi coescrito por Pippa Elliott, MRCVS. A Dra. Elliott é uma veterinária com mais de 30 anos de experiência em cirurgia veterinária e treinamento de animais de serviço. Formou-se em Medicina Veterinária na University of Glasgow em 1987. Trabalha na mesma clínica veterinária de sua cidade natal há mais de 20 anos. Este artigo foi visualizado 72 410 vezes.

Categorias: Gatos

Esta página foi acessada 72 410 vezes.

Cio e Gestação em gatas

Claro que pudemos! Siga a leitura para tirar algumas dúvidas. Mas não se esqueça, nenhum animal é igual e o melhor é marcar uma consulta com o veterinário, para avaliarmos a sua peluda e traçarmos um plano de seguimento.

Gestação em gatas

Ter gatinhos é muito emocionante, tanto para si como para a sua gata, mas é também stressante e dispendioso. Recomendamos que deixe a criação para os especialistas, e previna através da castração, alguma gestação indesejada.

A gravidez de uma gata pode durar entre, aproximadamente 60 a 70 dias. Se não souber quando foi o dia do acasalamento (se houve apenas uma) é complicado perceber se a sua gata está gravida ou não, até sinais físicos estarem presentes. Estes sinais podem ser identificados após duas ou três semanas da fecundação.

Sinais de gestação numa gata:

  • Após aproximadamente 15 dias de gravidez, pode notar os mamilos da sua gata maiores e mais vermelhos.
  • A barriga começará a aumentar de tamanho a partir do primeiro mês. Evite tocar com força para não magoar nem a sua gata nem os seus bebés.
  • Ganhara gradualmente entre 1 a 2 kg.
  • Aumento de apetite.
  • Pode ficar mais maternal, ronronar mais e procurar mais carinho e atenção.

Qualquer destes sinais não são específicos de gestação.

Por isso, se não tem a certeza que a sua gata esta gravida, consulte um medico veterinário. Tendo a confirmação da gestação, sinais clínicos a que deve estar atento são: sangramento, diarreia, desmaios e perda de peso.

Se notar estes, ou outros sinais não normais, convém o veterinário verificar o estado da sua peluda.

A confirmação da gravidez pode ser feita pelo medico veterinário, através de ecografia a partir dos 15 dias de gestação. A partir do 40º dia de gravidez já pode ser possível dizer o número de gatinhos (embora sempre de forma aproximada).

Como em todas as gestações na mulher, a da sua gata também deve ser acompanhada periódicamente por um veterinário. Deve ser feita ecografia (e raio-x se necessário) de forma regular para sabermos que está tudo bem com os bébés.

Perto da altura do nascimento dos gatinhos torna-se ainda mais importante esta visita, com a finalidade de poder entender se extistirá alguma dificuldade no parto.

Como proceder no parto de uma gata?

A partir do dia 60 temos de preparar tudo para o parto.

Por norma, as gatas procuram lugares isolados, quentes, tranquilos e com pouca luz (garagem ou sótão por exemplo). Depois de percebermos onde será, vamos tentar tornar tudo o mais tranquilo possível:

  • Use uma caixa de papel ou uma cama com mantas. Tenha em conta que se manchará de fluidos e sangue, por isso é melhor não ser a cama onde costuma dormir.
  • Deve deixar água e comida no local. Se a caixa de areia for longe, leve também. A felina não vai querer se separar dos bebes, muito menos se for uma casa com muitas pessoas.
  • Mesmo após o parto, vai ser um local que ela vai ficar pelo menos até os bebés abrirem os olhos (15 dias). Devido a isto, evite levar os filhotes para sítios com muita luz ou tirar fotografias com flash.  

Indícios de parto iminente:

  1. Mudança de comportamento: inquieta, mexe-se muito, lambe os genitais.
  2. Jejum umas horas antes do parto.
  3. Pode avisa-lo (miando e chamando a sua atenção) que se aproxima o momento. Pode também se retirar sozinha sem avisar.

    Deve respeitar, principalmente no primeiro parto, mas fique sempre atento durante o parto para caso surja algum imprevisto.

  4. Contrações: espasmos na barriga que se repetem com poucos minutos de diferença
  5. Expulsão do tampão mucoso pela vulva (quase como o rebentar de aguas das mulheres).
  6. Temperatura corporal inferior

 

Parto

As gatas costumam ter os seus filhotes sem qualquer problema, no entanto, prepare o número do medico veterinário de urgência para caso haja algum contratempo.

Após a expulsão do tampão mucoso podem passar minutos ou horas antes de sair o primeiro bébé. Entre a saída de cada filhote passam-se alguns minutos, mas podem sair todos seguidos. A mãe limpa os filhotes e com os dentes corta o cordão umbilical.

Caso note que a mãe não esta a conseguir fazer esta limpeza a todos os animais ajude com uma toalha limpa e húmida. No final do parto, após a expulsão de todos os gatinhos, irá sair a placenta. Se não sair, é motivo para contactar o seu medico veterinário.

A placenta é uma fonte muito grande de nutrientes necessários após o parto, por isso a sua gata vai come-la instintivamente.

O parto pode demorar várias horas. Se nota que há alguma dificuldade em expulsar um bebé ou se ficou algum dentro da barriga, não hesite em contactar o veterinário para o ajudar a solucionar este problema. Pode provocar a morte da sua gata.

Não se assuste se reparou que a sua gata tem filhotes de várias cores e/ou fisicamente um pouco diferentes. A sua gata pode ficar grávida de mais do que um macho na mesma gestação.

Agora que já sabe um pouco mais acerca destes dois tópicos tão importantes e se notou algo de diferente, ou quer apenas tirar dúvidas, contacte-nos! Iremos até ao sossego da sua casa avaliar a sua peluda!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*