Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Ver fichas de  Gatos

Independentemente da raça do gato, é provável que em algum momento ele se encontre mal. A nossa obrigação é ajudá-los para que a sua saúde se recomponha, se for possível. Em primeiro lugar, o seu gato deverá estar em dia com o calendário de vacinas obrigatórias do seu país.

Em segundo lugar, uma visita anual ou semestral ao veterinário é necessária para que o profissional revise o gato e controle sua saúde. Por último, deve estar atento a qualquer sintoma de doença por parte do gato, para o ajudar de forma eficaz.

Para saber se o seu gato está doente, neste artigo do PeritoAnimal vamos-lhe dar algumas dicas para conseguir perceber isso.

Quando um gato está doente, é muito frequente mostrar um estado geral fraco e sem ânimo. Verá que também dorme muito mais que o habitual. Sempre que observar um aumento de sono no seu gato deve suspeitar de alguma doença.

A falta repentina de apetite é um claro sinal de que o gato não está bem. Nestas circunstâncias é importante que beba água suficiente.

Se o gato se recusar a bebê-la, deve ir de imediato ao veterinário. Quando um gato é envenenado, ele não come nem bebe, devido à grande dor que sente no seu estômago.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se o gato tiver febre, terá normalmente o focinho seco e quente. Com um termômetro meça a sua temperatural anal, faça isso com cuidado pois eles podem não gostar e podem morder-lhe.

A temperatura deve oscilar entre os 37,5º e os 39º. Se superar os 39º o seu estado será febril e deverá levar o seu gato ao veterinário. É possível que tenha alguma infecção. Quando o gato tem febre o seu pelo perde brilho. Leia o nosso artigo completo sobre como saber se meu gato tem febre.

Descubra no PeritoAnimal todos os sintomas e tratamento para um gato com febre, podendo aplicar os primeiros socorros se for necessário.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Controlar a frequência com que o seu gato urina é importante, uma vez que poderia ter algum tipo de problema renal ou de bexiga.

Outro fator muito importante é se o gato urina fora da sua caixa de areia, sendo este comportamento incomum. Quando isto acontece costuma significar que tem problemas em urinar e está mostrando isso para você.

Pode ser um sinal de problemas nos rins, por isso leve-o ao veterinário.

Quando suspeitar que o seu gato não se encontra bem, deve observara as suas fezes para ver se estão ou não normais. Se vir que tem diarreia ou manchas de sangue, vá ao veterinário. Se vir que ele não defeca, fique atento. Se estiver mais de dois dias sem defecas, vá ao veterinário pois pode se tratar de uma obstrução intestinal.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se vir que o seu gato tem náuseas, não se assuste. Os gatos costumam se purgar e, para isso regurgitam algumas vezes. Mas às vezes podem ter náuseas secas ou não vomitarem nada, se isto acontecer é preocupante, uma vez que se pode tratar de uma obstrução estomacal ou esofágica. Por isso vá ao veterinário com ele.

Se o seu gato vomitar várias vezes durante um ou dois dias, deverá ir de imediato ao veterinário, pois pode se tratar de uma intoxicação ou uma infecção do trato intestinal. Pode inclusive tratar-se de um problema renal.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se o seu gato está ronronando de forma muito forte e fora do normal, isso é um sintoma de que não se encontra bem e que está a transmitir isso a nós. Também o pode fazer com miados intensos, apesar disto ser mais próprio de raças mais vocais como por exemplo os siameses.

Quando isto acontecer, apalpe com suavidade todo o seu corpo em busca de inflamações, altos ou feridas. Meça-lhe a temperatura e vá ao veterinário com ele.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se o seu gato tiver um mau hálito, isso pode ser sinal de problemas renais ou dentais. Por isso é conveniente ir com ele ao veterinário. Se os seu hálito for frutado é muito mau sinal, uma vez que pode ser que o seu gato sofra de diabetes. O veterinário deverá tratá-lo e recomendar uma dieta adequada.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se vir que o seu gato bebe água de forma excessiva, leve-o ao veterinário. Isto pode ser um sinal de estar sofrendo de diabetes, alguma doença renal ou inclusive outra condição graves.

Se de forma súbita o seu gato perder o apetite, controle a sua evolução. Não permita que passe mais de 2 dias sem se alimentar. Leve-o ao veterinário, pois pode ser sinal de várias doenças.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Se o gato se arranha muito é um sinal claro de que tem parasitas. As pulgas são as mais frequentes mas também existem muitos outros parasitas externas como carrapatos, ácaros,…

Mais vale prevenir do que remediar. A partir da primavera é recomendável proteger o seu gato com uma coleira anti-parasitas ou pipeta. Se não o desparasitar completamente pode encher a casa de pulgas.

As pulgas também gostam do seu sangue, por isso deve agir rapidamente. Confira os nossos remédios caseiros para desparasitar gatos e livre-se do problema de forma natural.

No entanto, se a situação for grave deverá ir ao veterinário.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como saber se meu gato está doente, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Primeiros socorros.

CUIDADOS A TER COM UM GATO DOENTE

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Como qualquer ser vivo, os gatos também adoecem, e cabe-lhe a si estar atento para conseguir detetar os sintomas e estar preparado para cuidar dele. É simples: quando um gato está doente, alguém deverá responsabilizar-se por prestar-lhe os cuidados de que necessita e aliviar o seu desconforto.

Se os gatos falassem e explicassem o que lhes dói, seria tudo muito mais simples. Desta forma, seria muito mais fácil detetar precocemente as doenças e evitar-se-iam várias complicações posteriores.

Os gatos são animais solitários por natureza, e mostrar sinais de doenças torna-os vulneráveis perante os seus rivais e predadores, assim, ao contrário dos cães, tendem a esconder-se e a não querer mostrar a sua fraqueza e mal-estar.

Portanto, é necessário e importante observar diariamente o seu comportamento e verificar se há alguma mudança no seu comportamento habitual.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Quando um gato está doente, alguém deverá responsabilizar-se por prestar-lhe os cuidados de que necessita e aliviar o seu desconforto.

Acima de tudo, o seu gato irá necessitar de bastante repouso, uma atenção especial e mimos. Encontre um espaço sem humidade e o menos ruidoso possível onde possa estar tranquilo e, assim, recuperar mais rapidamente. Não se esqueça que deverá tê-lo sempre bem agasalhado.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente? Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Descubra o melhor alimento para o seu gato

Começar teste

7 Sintomas que podem indicar que o seu gato está doente

Conheça os sintomas a que deverá estar atento e que poderão indicar que algo de errado se passa com o seu amigo.

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

  • Os gatos gostam da sua rotina e de manter o mesmo padrão de comportamento.
  • Quando existe alguma mudança nos hábitos do seu gato, ambiente ou na sua saúde, existem alterações de comportamento e sintomas a que deverá estar atento, podendo indicar alguma doença.
  • Nem sempre é fácil perceber que o seu amigo não está bem.

Os gatos são animais subtis e discretos, habituados a disfarçar medos e sofrimento. Para além de predadores, também são presas na natureza, tendo por vezes que esconder as suas incapacidades.

SINTOMAS

1. NÃO USAR A CAIXA DE AREIA

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

  1. Quando o seu gato deixa de usar a caixa de areia e passa a fazer as necessidades noutro local da casa é porque algo não está bem e é um dos sintomas que pode esconder uma doença.
  2. É certo que alguns animais adultos marcam território, mas se o seu gato sempre usou a caixa e começar subitamente a eliminar por todo o lado, é importante verificar a causa desse comportamento.
  3. Apresentamos algumas razões possíveis:
  • Falta de limpeza da caixa;
  • Quantidade de caixas de areia insuficiente;
  • Localização da caixa em lugares barulhentos ou de difícil acesso;
  • Areia utilizada não é do agrado do seu gato;
  • Alterações na rotina da casa;
  • Caixa de dimensões reduzidas;
  • Problemas de saúde, como patologias no trato urinário.
Leia também:  Como Se Chama O Momento Em Que A Noiva Atira O Ramo?

2. TENTAR URINAR VÁRIAS VEZES SEGUIDAS

Se costuma ver o seu gato a ir várias vezes seguidas à caixa ou a tentar urinar sem sucesso em qualquer ponto da casa, poderá estar com algum problema no trato urinário, como infeção urinária ou cálculos urinários.

Caso detete estes sintomas deverá levar o seu gato com urgência ao veterinário. O seu amigo poderá estar obstruído por cálculos, impedindo-o de expelir a urina.

3. PROSTRAÇÃO

Caso tenha um gato que sempre foi ativo e alegre e de repente fica prostrado e sem energia, fique alerta. Pode ser um dos sintomas de que algo não está bem e deverá levá-lo ao veterinário o quanto antes para diagnosticar uma eventual doença.

Entre várias possíveis causas, apresentamos algumas:

  • Alterações na rotina ou ambiente de casa;
  • Perda de algum animal da casa;
  • Problemas nutricionais;
  • Doenças virais como FIV, Felv.

4. FALTA DE APETITE

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Pode ser muito perigoso para o seu amigo se este não estiver a comer, sendo importante controlar sempre a quantidade que ingere diariamente.

Apresentamos alguns exemplos que poderão ser a causa da ausência de apetite:

  • Stress associado a algum acontecimento como: uma ida ao veterinário, mudança de casa ou do dia-a-dia, susto ou introdução repentina de um novo membro na família;
  • Alteração da dieta recentemente;
  • Alergias alimentares;
  • Caso o seu gato não coma nada em 24h poderá estar com alguma doença e deverá ser levado de imediato a um veterinário para aferir a causa.

Também deverá estar atento seu o seu gato começa a comer mais do que costume, sem causa aparente, uma vez que existem algumas patologias que podem levar o seu amigo a aumentar o apetite, como por exemplo o hipertiroidismo felino.

5. COÇAR-SE OU LAMBER-SE EXCESSIVAMENTE 

Se o seu gato se coçar de forma excessiva e contínua, certamente existe algum problema, como por exemplo:

  • Presença de pulgas ou carraças, caso se confirme deverá desinfestar o ambiente e aplicar o repelente no animal;
  • Presença de fungos que causam alterações na pele, geralmente provocam descamação visível na pele, caso visualiza alterações deverá levá-lo a um médico;
  • Presença de ácaros que provocam sarna, deverá ser diagnosticado e tratado por um profissional.

Mesmo que não o observe a coçar-se deverá estar atento a sintomas que possam demonstrar que se anda a coçar, como alterações na pele e no pelo.

Se por oposição, o seu amigo deixa de se lamber e de fazer a sua higiene diária, também poderá indicar algum problema.

6. ESCONDER-SE

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

Os gatos gostam de se esconder em muitos sítios e ter os seus momentos de sossego. Mas quando acabam por estar mais tempo escondidos do que o habitual poderá ser um dos sintomas de que não se sentem bem, por exemplo devido a medo ou dor.

7. AGRESSIVIDADE

Se o seu gato sempre foi tranquilo e meigo e de repente tornou-se agressivo deverá ser visto como um sinal de alerta, podendo estar com algum problema, geralmente associado a trauma, mau estar ou dor.

Fique atento aos sintomas apresentados e às alterações de comportamento do seu gato. Em caso de dúvida consulte sempre um Médico Veterinário para que possa diagnosticar a tempo alguma doença e evitar que se agrave.

Você tem um gato? Aqui estão 4 dicas simples para saber quando ele está doente

Um belo dia seu gato acorda meio assim… Sabe? Mole, meio sem ânimo. Você não faz ideia do que pode ser. Pode ser só uma indisposição?

Claro! Quem nunca acordou meio sem ânimo pra nada? Os gatos também têm dias assim, aquela preguiça que não cabe em um só.

Mas a gente conta com uma arma muito eficaz: familiaridade com nosso gatinho. Nós sabemos quando um peludinho agitado está muito calmo, um falante anda meio calado ou o guloso está sem apetite, por exemplo.

Mas como cérebro de mãe é preocupado, fica sempre a dúvida: o que pode ser? Será que ele tem alguma coisa? Aí resolvemos ajudar e acalmar os corações maternos! 

Como saber se o gato está doente:

Como Saber Quando Um Gato Esta Doente?

⇒ Leia também: O Que Fazer Para Encontrar o Seu Gato Perdido

Não é muito difícil conseguir saber quando o seu peludo não está lá muito bem, o gato sempre possui o comportamento em alerta, feliz e curioso. Por isso, como comentei, essa é uma das primeiras situações que devem ser avaliadas, as alterações no comportamento e também na aparência.

Quase sempre eles ficam fraquinhos e podem dormir muito (ainda mais!) e apresentar diversos sintomas como:

  • Falta de apetite;
  • Febre;
  • Vômito;
  • Fraqueza;
  • Diarreia;
  • Inatividade;
  • Pelo sem brilho e outros.

Os Passos

Passo 1: A temperatura é o primeiro passo pra avaliarmos a condição deles. A normal dos gatos é mais alta que a nossa, então podemos considerar normal algo entre 37,5º a 39º.

A gente mede a temperatura deles pelo bumbum (em outros locais não vai medir certo), só precisa da pontinha do termômetro. Por isso você vai precisar separar um termômetro só pra ele, até por higiene mesmo. 

Em último caso, você pode tentar sentir a orelhinha dele e ver se está muito quente, mas com certeza não vai ser tão preciso. Serve só como um indício mesmo.

Passo 2: Depois da temperatura, você vai precisar notar se ele está se alimentando, bebendo água e fazendo as necessidades regularmente e a aparência delas.

Isso é super importante, porque, se for o caso de o gato estar doente, o Médico Veterinário vai precisar de informações e quanto mais e mais precisas elas forem, melhor será o diagnóstico. ????

Passo 3: Passado isso, você vai prestar atenção na respiração. Ela está muito rápida? Seu gatinho está ofegante? Ele está respirando com a boca muito aberta?

Passo 4: Passando para os sintomas mais graves, vai ser preciso agora notar se ele apresenta sinais de desorientação, tontura ou desmaios.

⇒ Leia também: Você Pode Estar Deixando Seu Gato Doente. Veja As 7 Principais Doenças Que Os Próprios Donos Causam Em Seus Gatos Sem Querer Por Desconhecimento

Então o que a gente pode concluir disso?

  • Antes de qualquer coisa, o que você tem que ter em mente é que esses passos são para ajudar a identificar SE há algo de errado e ajudar a entender como saber se o gato está doente.
  • Então nada de ficar tentando acertar O QUE ele pode ter, ok?
  • Se ele apresentar a maioria dos indícios mais leves ou qualquer um dos mais graves, leve-o IMEDIATAMENTE ao veterinário de confiança, tá bom?
  • Então a recomendação é não deixar a preocupação de mãe não falar alto de mais (ou baixo demais).

Se o seu gatinho não quiser muito papo, pode só ser que ele tenha acordado em um dia ruim. Mas ele apresentar muitos comportamentos fora do comum, é bom reler aqui pra confirmar, ok?

Abraços,
– Felipe

Confira os principais sinais de que seu gato está saudável

Ao longo de 2021, a ROYAL CANIN®, marca que tem o compromisso de oferecer saúde através da nutrição a gatos e cães, está liderando conversas sobre a importância dos primeiros meses da vida de um filhote, já que este período influenciará diretamente sua saúde quando ele se tornar adulto.

Leia também:  Como Se Chama O Rapaz Que Leva As Malas No Hotel?

Os tutores devem se preparar para a chegada do filhote e sua adaptação. Além de comprar os acessórios necessários para ele e cuidar dos preparativos adequados em casa, é vital levar o filhote ao Médico-Veterinário para uma verificação completa da saúde e para que possa tirar todas as dúvidas sobre o novo membro da família.

Confira, a seguir, dicas e orientações importantes da Dra. Priscila Rizelo, Médica-Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da ROYAL CANIN® Brasil, que facilitarão a integração do pet e contribuirão para que a relação entre tutor e pet dê certo logo no começo.

1) Adaptação e alimentação

– O alimento para gatos e cães filhotes deve ser de alta qualidade e adequado à idade, raça ou porte. A ROYAL CANIN® possui fórmulas especialmente desenvolvidas para o crescimento e desenvolvimento saudável dos filhotes, que garantem uma nutrição especialmente desenvolvida para as necessidades específicas deste momento.

– Os pets adoram rotina. Por isso, uma boa dica é sempre fornecer o alimento no mesmo local e horário.

Ao invés de deixar o alimento à vontade e disponível o tempo todo, respeite a quantidade indicada na embalagem e forneça em pequenas porções ao longo do dia, o que evitará o sobrepeso no filhote.

Também é muito importante realizar a transição de alimentos de forma gradual quando a dieta do filhote mudar.

– Os filhotes são curiosos e gostam de explorar e, por isso, é importante garantir que a casa esteja segura antes de recebê-los. Cuidado com plantas tóxicas, objetos delicados e quebráveis. Restrinja o acesso à piscina e escadas. Telas nas janelas são fundamentais, especialmente para gatos.

– Verifique se possui tudo o que precisa para cuidar dele e ajudá-lo a se instalar no novo lar como, por exemplo: um local seguro e confortável para descanso, brinquedos interativos, comedouros e bebedouros, coleira e guia para os cães, material de limpeza seguros, equipamentos para higiene, etc.

2) Fornecimento de petiscos e recompensas alimentares

– Treinar o seu filhote é essencial para que ele se acostume com a guia e a coleira, aprenda a usar a caixa de transporte e saiba o local correto onde fazer suas necessidades. Petiscos são ótimas recompensas, mas lembre-se que as calorias devem ser contabilizadas no total diário. As calorias dos petiscos não devem exceder 10% do total de calorias ingeridas no dia.

– Outra possibilidade é utilizar croquetes da porção diária de seu alimento como recompensa, já que – dessa forma – o tutor não fornecerá calorias em excesso e manterá a dieta balanceada.

– Outras recompensas não relacionadas a alimentos podem ser elogios, atenção ou o brinquedo favorito dele. Tudo isso funcionará como um incentivo para ele repetir um bom comportamento.

3) Dicas de treinamento

– Dê o tempo necessário para o filhote conhecer a casa e vá, aos poucos, liberando o acesso aos diferentes cômodos. Supervisione para que ele não se perca e não acesse locais inadequados. Gatinhos, por exemplo, adoram se esconder dentro de armários ou dentro do forro do sofá.

– Mostre ao filhote onde fica sua área de dormir, área de alimentação e de necessidades. Esses locais devem ficar distantes uns dos outros.

– Para que o cão aprenda a ficar sozinho, introduza o distanciamento aos poucos para que ele não associe a uma experiência negativa.

– Gatos devem ter, diariamente, brincadeiras que simulam a caça. Use brinquedos como ratinhos, bolinhas e varinhas. Alimentos úmidos são as recompensas ideais para finalizar a “caçada”.

– É importante reforçar as ações desejadas e parabenizar o filhote por isso. Reforce sempre o comportamento positivo.

– Não castigue ou repreenda um filhote que tenha cometido um “acidente”. Em vez disso, ignore as ações indesejadas.

– As sessões de treinamento não precisam ser complicadas ou durar horas. Depois de um tempo, a atenção do filhote pode começar a se desviar. Portanto, faça sessões de treinamento curtas e frequentes, mesmo que seja necessário repetir a mesma sessão algumas vezes.

– Para ajudar o filhote a entender, é vital ser consistente. Por exemplo, você não deve permitir algo um dia e proibir em outro. Quando se trata de treinamento, a melhor abordagem é sempre usar as mesmas palavras para os mesmos comandos e incentivar os membros da família a fazerem o mesmo.

Fonte: Assessoria

Como identificar se o meu gato está doente?

Zelar pela saúde e o bem-estar dos animais é nosso dever como mães e pais de pets. Em primeiro lugar, é fundamental estar com as vacinas dos bichanos atualizadas. Oferecer uma boa alimentação e boas condições de higiene são medidas importantes para prevenir o surgimento de doenças. 

Saiba como imunizar seu pet contra a raiva e a importância da vacinação

Porém, mesmo com todos os cuidados que temos, eles não estão livres de apresentar algum problema de saúde. É importante ficar atento aos sinais que eles dão. Além de sintomas físicos, a análise comportamental também irá te ajudar a identificar se ele está doente. Observe se o seu gato apresenta alguns dos sintomas a seguir: 

Sintomas físicos

  • Vômitos
  • Diarreia
  • Tosse
  • Espirros
  • Inchaços
  • Secreções nos olhos e nariz
  • Forte odor
  • Hálito diferente
  • Pelos sujos
  • Feridas
  • Dificuldade de locomoção

Sinais comportamentais

  • Perda de apetite
  • Apatia
  • Fraqueza
  • Sono em excesso
  • Respiração acelerada
  • calafrios, 
  • Lamber excessivamente uma mesma região do corpo
  • Isolamento ou esconder-se com frequência, 
  • Desinteresse por brincadeiras 
  • Dificuldade de saltar. 

A higiene é um importante indicativo de que algo não vai bem. Os gatos são animais limpos e cuidadosos com a higiene, então, quando eles não conseguem ou deixam de fazê-la é preciso acender o alerta. 

Conheça os benefícios da fisioterapia veterinária para a saúde dos animais

Se você notar que o seu gatinho possui alguns destes sintomas, procure urgentemente um atendimento veterinário, para que ele possa ser avaliado por um profissional e medicado o quanto antes. Agir rápido é importante!

Recomendamos a todos os tutores de animais domésticos que tenham sempre uma reserva financeira ou um plano de saúde pet, pois nunca sabemos quando iremos precisar e não querer correr o risco de não ter como prover os cuidados médicos dos peludos.

Acompanhe o blog da PetDriver e siga nossos perfis nas redes sociais para receber dicas de saúde e bem-estar para os pets e muitas outras novidades. A saúde dos peludos é assunto de extremo interesse aqui na PetDriver.

PetDriver – Junto de quem você mais ama! S2

A PetDriver é o serviço de transporte de animais domésticos pioneiro no Brasil. Baixe o app e chame a PetDriver sempre que precisar se deslocar com o seu cão ou gato.

Como posso saber se meu gato está doente?

Os gatos são animais muito resistentes, são fortes e especialistas em ocultar sinais de doença, mas como saber quando seu gato está doente? Neste artigo daremos algumas dicas e conselhos para identificar se ele está doente, de forma que você possa levá-lo ao seu veterinário.

O que você precisa saber

Para manter o seu amigo peludo sempre saudável, você deverá ser capaz de entender os pequenos sinais de advertência que podem significar que ele está doente. Para isto, é importante interagir com ele para que você saiba bem quais são seus hábitos e rotinas. Por isso, é recomendável manter os gatos em casa para poder controlar suas atividades e para que assim haja menor risco de exposição a doenças.

A ausência de notícias sempre é boa notícia. Se os hábitos de seu gato não variam, você pode ter certeza de que o seu felino está em um bom estado de saúde. Dessa forma, se você notar alguma mudança, por menor que seja, é motivo de preocupação.

Se você notar qualquer mudança da sua atividade, seu apetite, seu peso,  seu comportamento, frequência de uso da sua caixa de areia, tempo de sono, consistência e cheiro das fezes e urina, frequência respiratória, miado diferente ou mudança de cheiro, então será preciso ficar bem atento.

Leia também:  Como Ver O Que Se Recebe No Irs?

Comer muito no café da manhã: muitos pensam que os gatos que pedem comida constantemente são obesos, mas isso não é necessariamente verdade. Se o seu gato está em uma dieta regular e começa a comer mais ou a comer menos do que o habitual, preste atenção.

O hipertireoidismo e o diabetes felino são frequentemente acompanhados de um excesso de apetite. Se, do contrário, você notar uma diminuição no consumo de alimentos, pode ser por causa de problemas dentais, disfunções renais ou até câncer. Como regra geral, se o seu animal de estimação não tocar nenhum alimento ou beber em 24 horas, você deve levá-lo ao veterinário.

Falta de asseio: caso você não tenha notado, o seu felino gosta de estar limpo. Este tipo de animal de estimação é extremamente limpo.

Costumam se limpar antes e depois de comer, antes e depois de dormir e muitas vezes quando os acariciamos.

Se você notar que o seu animal de estimação se limpa menos que o normal ou não se limpa de jeito nenhum, pode ser por algum problema de dentes ou por artrites.

Mau hálito: é verdade que um felino jamais terá um hálito fresco, se você notar um hálito muito desagradável, isto pode indicar problemas renais ou doenças dentais. Agora, se você notar um hálito frutal ou doce é um sinal de diabetes.

Atividade anormal na sua caixa de areia:  limpar regularmente a caixa de areia do felino, pode nos dar a oportunidade de controlar a sua saúde.

As mudanças na frequência do uso, assim como a cor, cheiro, textura ou quantidade dos resíduos do seu animal de estimação, devem ser notificadas imediatamente ao seu veterinário.

Por outro lado, se você notar que está se esforçando muito ao usar a sua caixa, ou urina e defeca fora dela, isto pode significar alguma infecção em vias urinarias ou alguma obstrução das mesmas.

Sons estranhos: se o seu felino “fala” com você mais do que o normal ou de repente se torna muito tranquilo, pode ser por causa de alguma doença. A ansiedade, a pressão arterial alta ou o hipertireoidismo são possíveis motivos de uma mudança de volcalização felina.

Muita ou pouca atividade: os níveis das atividades variam normalmente com relação a idade do felino. Se estas mudanças são muito bruscas, é um sinal de advertência.

Se você notar muita atividade em um gato de meia idade pode ser por causa da sua tireoide.

Se, por outro lado, o seu animal de estimação se mexe pouco ou não fica estimulado ao brincar ou se aproximar, isto pode indicar artrites ou outras questões.

Mudanças no sono: isto é difícil de identificar pois os gatos dormem muito e nem sempre nós estamos em casa para controlar suas horas de sono, mas se você notar que quando ele costumava estar acordado agora dorme ou passa a noite toda vagando, pode haver uma causa subjacente.

Apego: se o seu felino costuma ser muito dengoso e de repente se afasta ou ao contrário, se é tímido e agora está carinhoso, estes são sinais sutis de alguma possível doença.

Como saber se o meu gato está doente: lista de provas do gato adulto • Tiendanimal Blog

Um sinal de alarme que indica que o teu gato não se encontra bem é a sua atitude apática e pouco ativa. Vários sinais te darão a chave para saber quando está doente. Deves procurar estes sinais no seu comportamento e aparência:

  • Momento de descanso. É importante saber quanto tempo passa o teu gato a dormir. Se for excessivo, mais do que o normal, pode estar a incubar uma doença.
  • Controlo da temperatura. Revisa a temperatura corporal do teu animal de estimação para saber se tem febre. Esta dolência costuma estar acompanhada de pouco apetite, muito sono e uma pelagem sem brilho.
  • Vigia a sua caixa de areia. Na frequência do uso da caixa de areia e nos restos de excrementos e urina podem encontrar-se sinais que indiquem se está doente. Observa se vá com dificuldade ou se vês sangue ou muco na urina, se tiver diarreia ou está com prisão de ventre; são causas que indicam que tem alguma doença.
  • Momento de alimentação. O fato de não comer como sempre, com o mesmo apetite, ou inclusive que não chegue a provar bocado, é um sinal claro de que alguma coisa não está bem, pode ser desde um incómodo estomacal, ou que se encontre em estado febril ou com problemas renais.
  • Presta atenção à sua hidratação. A quantidade de água que bebe também é indicativo de que está a acontecer alguma coisa. Algumas doenças renais, tipos de infecções, problemas com as tiroides ou a diabetes provocam o aumento de sede. Podes saber se o teu gato está desidratado ao pegar a pele entro as suas omoplatas e mexê-la com suavidade e logo soltá-la. Se a pele não volta rapidamente ao seu lugar é provável que se encontra desidratado.
  • Controla o seu peso corporal. As mudanças de peso são significativas, costumam ser derivadas por alguma doença, pelo qual aconselhamos-te que procures ajuda especializada.
  • Examina a sua pelagem. Um pelo sem brilho, sem força e com nós é um sintoma de que o gato está doente. Se não se limpa como de costume pode ser que sofra artrite ou que esteja estressado.
  • Procura claros sintomas. Se o teu animal de estimação vomita de forma continua, tem diarreia durante mais de 24 horas, está mais apático e cansado do que o normal, com falta de energia, com problemas respiratórios…
  • Atento na escovação. Nestes momentos de higiene podem encontrar-se vultos ou mau cheiro que indicam que pode haver um problema grave.
  • Examina os olhos e o nariz. Ante qualquer secreção excessiva é recomendável levá-lo ao especialista, também se tiver as pupilas muito dilatadas.
  • Revisa a sua mandíbula. As gengivas são outro sinal que nos indica se alguma coisa pode estar mal, se observamos uma descoloração das mesmas, se ficam mais pálidas, e também o mau hálito.
  • Controla possíveis doenças. Observa o teu animal de estimação e se tiver pulgas ou outros parasitas que podem ocasionar-lhe alguma doença. Em Tiendanimal temos uma variedade de produtos antiparasitários para que o teu gato sempre esteja saudável, confortável e limpo.

Ante qualquer destes sintomas, não esperes e leva-o ao veterinário. Ele, melhor do que ninguém, poderá diagnosticar o que acontece com o teu gato e dar-lhe o melhor medicamento para que fique bem novamente.

Como saber se o meu gato está doente com a revisão do gato mais velho

Como bem já vimos existem várias provas que podes fazer com o teu gato para saber se está doente, muitas percebem-se a simples vistas, mas não deves esquecer-te de levá-lo de forma regular ao veterinário. Ele é o especialista e quem colocará as vacinas pertinentes e realizará os exames médicos que precisar.

Resumidamente, deves ter presente as seguintes partes do teu animal de estimação para examinar a sua saúde e ver se está doente: mandíbula, nariz, olhos, pelagem, articulações, sistema digestivo e excesso de peso. Em função do comportamento do teu gato e das suas necessidades, de certeza que é mais fácil que percebas quando ele se encontra mal.

Sabes como se comporta o teu gato?, que atitude tem? que nível de atividade diária? Conhecer a sua forma de ser e os seus costumes vai ajudar a identificar que alguma coisa não vá com normalidade. Assim que já sabes, brinca com o teu animal de estimação, cuida dele, e presta muita atenção.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*