Como Saber Qual O Salario Bruto?

É comum quando se está em um processo de entrevista de emprego avaliar o salário que espera receber em troca de trabalhar para uma empresa. Muitas vezes é difícil saber a diferença entre calcular a salário líquido e o salário bruto para realmente saber quanto dinheiro receberá mensalmente.

Por outro lado, os responsáveis de recursos humanos das empresas também precisam saber como calcular o salário líquido de um trabalhador. Para assim, negociar de maneira mais clara e eficiente com os funcionários. Sejam eles as novas contratações, ou aqueles que já estão a trabalhar na sua empresa.

Se quiser aprender como calcular o salário líquido, este artigo é para si. Além de explicar todos os detalhes e os componentes dos salários líquido e bruto, disponibilizamos o download da nossa calculadora de salário líquido. Continue a ler para saber mais, ou simplesmente clique num tema específico do sumário.

Sumário

Diferenças entre salário líquido e salário bruto

Provavelmente já ouviu falar em salário líquido e salário bruto. Até porque, ambos deveriam constar no seu recibo de vencimento. A principal diferença entre os dois tipos de salário é a existência ou não de descontos obrigatórios e rendimentos não tributáveis.

O salário bruto é o que a empresa paga antes de qualquer tipo de retenção ou contribuição ser aplicada. Como o I.R.S. (Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares).

Falamos sobre o salário bruto quando há o valor total sem cálculos de impostos, taxas e outras deduções.

Como já pode imaginar, o salário líquido é aquele que já foi descontado com os conceitos obrigatórios. Como o I.R.S.

, deduções de benefícios extra e outros conceitos que são refletidos nos recibos de vencimento.

No entanto, há uma série de rendimentos que não fazem parte do salário bruto e que são somadas para obter o salário líquido. Este último é o que o trabalhador perceberá na sua conta bancária no final do mês

Como Saber Qual O Salario Bruto?

Como calcular o salário líquido e bruto em Portugal

Calcular o salário líquido é muito simples se tiver o valor do salário bruto. A primeira coisa que deve saber é o valor bruto anual que o trabalhador receberá. A partir daí, para calcular o salário líquido, só precisa aplicar os descontos obrigatórios e os rendimentos não declarados.

Assim o cálculo do salário líquido fica:

Salário bruto – deduções obrigatórias + rendimentos não tributáveis = salário líquido

Deduções obrigatórias para calcular o salário líquido

Quando já conhece o salário bruto, deve levar em consideração as deduções obrigatórias. Estas deduções alteram o salário recebido no fim do mês e abrangem os diferentes fatores citados abaixo:

Contribuições para a Segurança Social

A contribuição que realizamos mensalmente para a Segurança Social é chamada de Taxa Social Única. Como já pode perceber pelo seu nome, esta é praticamente a mesma para quase todos os trabalhadores e deve ser deduzida do salário bruto mensal.

O valor deduzido do salário do trabalhador corresponde a 11% do salário bruto. No entanto, o empregador também deve contribuir à Segurança Social por cada trabalhador. As empresas devem contribuir com 23,75% do salário bruto de cada trabalhador. Mas esta segunda taxa não é descontada do seu salário.

Como Saber Qual O Salario Bruto?

Descontos do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares

O I.R.S. ou Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares retido na fonte é obrigatório para todos os contribuintes. Este valor é descontado mensalmente no recibo de vencimento de cada trabalhador. Podemos considerar que o IRS é um adiantamento ao tesouro que na demonstração de resultados não terá mais que ser pago.

O valor do I.R.S. tem em conta uma série de variáveis, entre elas:

  • Salário bruto do trabalhador
  • Estado Civil: Não casado, Casado 1 titular, Casado 2 titulares
  • Número de dependentes : 1, 2, 3, 4 e 5 ou mais
  • Residência: Continente, Açores ou Madeira
  • Regime Geral ou Deficientes

Todas essas variáveis ​​reduzem o valor final do imposto de renda pessoal. Ao adicionar estas contribuições à Taxa Social Única, saberá qual é o valor total retido do salário.

O Ministério do Trabalho e da Segurança Social disponibiliza 27 tabelas diferentes (9 para cada região: Continente, Açores e Madeira) que consideram cada uma destas variáveis.

Os valores podem variar de 0% a 45% de retençao de I.R.S.. Para que tenha uma ideia, quantos mais dependentes e maior seja a família, menor é a porcentagem de contribuição do trabalhador. Para aceder a todas as tabelas, verifique o comunicado oficial do governo.

Os rendimentos que não precisa de declarar no IRS

Como mencionado anteriormente, há alguns rendimentos que não são tributáveis. Por tanto não contam para a dedução do I.R.S. e da taxa social única. Estes são:

  • Subsídio de desemprego
  • Rendimentos de pensões ou de trabalho por conta de outrem. Válido até 9.150,96 euros/ano.
  • Subsídio de refeição. Válido para quem recebe em dinheiro o subsídio de alimentação diário de até 4,77 euros. Ou de até 7,63 euros diários para os que o recebem em cartões (ou vales) de refeição
  • Baixa médica
  • Indemnizações por lesão corporal, doença ou morte
  • Juros dos depósitos
  • Prémios de Jogos
  • Prémios literários, artísticos ou científicos
  • Bolsas e prémios atribuídos a atletas e treinadores. Válidos para os profissionais de desportos de alta competição atribuídas pelo Comité Olímpico ou Paralímpico de Portugal ou pela respetiva federação.

Como Saber Qual O Salario Bruto?

Como calcular o salário líquido mensal?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como fazer o cálculo do salário líquido. No entanto, basta perceber alguns pontos para chegar ao valor que entrará na sua conta ao final do mês.

Para calcular o salário líquido anual, deve repetir as operações do ponto anterior e simplesmente utilizar o salário bruto mensal e não o salário anual.

Se já possui os dados do salário líquido anual, o que pode fazer é dividir esse valor pelos 12 meses do ano (ou 14 meses, conforme receba o subsídio de férias e de Natal). Desta forma, um trabalhador que recebe 21.000 € líquidos por ano receberá 1.750 € líquidos por mês.

Como realizar o cálculo do salário líquido em Excel [+ Download grátis da Calculadora de salário líquido]

Para ajudá-lo a calcular o valor do salário líquido, elaboramos um modelo que funciona como uma calculadora de salário líquido, para que esta conta fique mais fácil

Descarregue a nossa calculadora de salário líquido grátis. Para começar a calcular o salário líquido, basta modificar os valores marcados em azul e obterá automaticamente o salário líquido que corresponde a cada trabalhador. Esta calculadora  simula o valor a ser recebido e facilita o cálculo manual. Além disso, pode salvar a calculadora no Excel para usá-la offline sempre que precisar.

Faça download grátis da Calculadora de Salário Líquido Aqui 

Qual é o meu salário bruto?

O salário bruto é o salário original que a empresa paga ao funcionário, considerando suplementos, como horas extra e subsídios. O salário bruto não considera os valores pagos para a segurança social e a taxa do I.R.S.

Como Saber Qual O Salario Bruto?

Como é calculado o salário bruto anual?

O salário bruto não é calculado, é o salário anual negociado com a empresa no momento da contratação.

Qual é a diferença entre salário bruto e salário líquido?

O salário líquido é o valor obtido depois de subtrair os valores como o Imposto sobre a renda retido na fonte e a taxa social única do salário bruto. Além disso, as faltas não justificadas e a porcentagem do valor contribuído aos sindicatos, se for o caso, também são deduzidas do salário bruto.

Qual é a porcentagem deduzida do salário bruto para obter o salário líquido?

A porcentagem dependerá do salário bruto do empregado e de sua base tributável. Além da porcentagem do I.R.S. que terá que pagar que pode variar de acordo com a sua renda, estado civil e número de dependentes.

Ainda perde tempo todos os meses com o cálculo do salário líquido dos seus funcionários?

Registre-se gratuitamente na Factorial para gerir todos os seus recibos de vencimentos, contratos, férias e os horários da sua equipa

Salário bruto e Salário líquido: quais as diferenças?

Não pode ler agora? Ouça a matéria clicando no player:

Quando uma pessoa diz que ganha um determinado salário em carteira, esse não é o mesmo valor que ela costuma receber mensalmente. Um é o salário bruto do trabalhador e o outro, o chamado salário líquido. A confusão entre os termos é comum. Mas é preciso saber diferenciá-los para não se perder nas contas.

– Salário bruto x Salário líquido

O salário bruto é o salário registrado em carteira, o ganho total do trabalhador. Afinal, mesmo os descontos representam benefícios para o empregado (na forma de seguridade social ou alimentação, por exemplo).

Já o salário líquido é o valor que a pessoa recebe, realmente, a cada mês, já feitos os descontos que constam no holerite (contracheque); é a quantia que o trabalhador tem a liberdade de decidir como aplicar (com pagamentos, compras, investimentos, etc.).

– Que descontos podem haver entre um e outro?

Do salário bruto para o salário líquido, os descontos mais comuns que costumam ocorrer são os de impostos, como o INSS e o IRRF, além de descontos alternativos com alimentação e plano de saúde ou descontos determinados pela justiça, como nos casos de pensão alimentícia.

> INSS – Instituto Nacional do Seguro Social

A contribuição para a Previdência Social é calculada conforme uma tabela progressiva: quem recebe mais paga mais. As taxas variam de 8% a 11%, com um determinado teto de contribuição. Confira as faixas de contribuição em vigor (a partir de 1 de janeiro de 2017):

Leia também:  Como Evitar Que O Peixe Agarre Na Grelha?

Como Saber Qual O Salario Bruto?

  • > IRRF – Imposto de Renda Retido na Fonte
  • É a parcela do IR que se paga mensalmente, direto do salário bruto, se o trabalhador estiver na faixa que lhe obrigue a declarar renda.
  • O valor devido depende de uma Base de Cálculo = salário bruto –contribuição para INSS –pensão alimentícia –número de dependentes x 189,59.
  • A partir dessa base de cálculo, o trabalhador paga o imposto referente à faixa em que se localize, variando as alíquotas de 7,5% a 27,5%, conforme tabela:

Como Saber Qual O Salario Bruto?

  1. O IRRF descontado do trabalhador é = base de cálculo x alíquota – dedução.
  2. > Outros descontos:
  3. Outros descontos comuns são relativos a benefícios oferecidos pela empresa a que o trabalhador adere, como o PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador – que possibilita o recebimento de vales-refeições, ou planos de saúde com descontos, por exemplo.
  4. Além disso, se o trabalhador paga pensão alimentícia descontada direto da fonte, essa dedução do salário bruto também constará no holerite.

– Financiamentos são calculadas sobre o salário bruto ou líquido?

Quando você faz um financiamento imobiliário, por exemplo, por lei, a parcela máxima deve ser correspondente a 30% do seu salário.

Mas é importante notar que esse cálculo é feito a partir do salário bruto. Contudo, como o que você recebe em mãos é o salário líquido, acaba ficando, na realidade, com uma dívida que compromete mais de 30% dos seus ganhos mensais.

Digamos, por exemplo, que uma pessoa receba R$ 4.000,00 em carteira (salário bruto). Assim, uma instituição financeira autoriza uma parcela máxima de R$ 1.200,00 mensais em um financiamento (30% de 4.000).

Porém, o salário líquido dessa pessoa (descontando apenas os impostos básicos) deve ser de aproximadamente R$ 3.380,80. Com isso, a parcela assumida acaba sendo correspondente a 35,5% do que essa pessoa tem disponível por mês.

Ou seja, o compromisso financeiro assumido pode acabar pesando no bolso um pouco mais do que se espera.

– Planeje-se e evite dívidas

Saber diferenciar bem o seu salário bruto e o seu salário líquido é essencial para um melhor planejamento financeiro.

Entendendo, por exemplo, o cálculo de descontos dos impostos, você pode calcular com mais facilidade seu Imposto de Renda devido. Pode calcular também os descontos com alimentação ou com planos de saúde para conferir se vale a pena aderir ao plano da empresa ou encontrar outras alternativas.

Além disso, ao calcular, por exemplo, as prestações de um financiamento ou até suas aplicações e investimentos, deve levar em conta seu salário líquido, para ter verdadeira noção de quanto pode comprometer-se por mês e evitar dívidas.

Gostou dessas dicas financeiras? Comece a cuidar melhor de sua vida financeira. Conheça o Sicoob – o maior Sistema Cooperativo Financeiro do país.

Como saber qual é o salário bruto?

Por Redação Azulis Publicado em 02/06/2020 – 15h

A confusão pode acontecer quando se pensa em salário bruto e salário líquido. Afinal, o que são eles? Como saber seus valores?

Como Saber Qual O Salario Bruto?

O salário é o valor da força de trabalho de um indivíduo por um determinado tempo e/ou atividade. No Brasil, normalmente acontece por pagamentos mensais ou quinzenais.

O trabalhador formal que recebe o contracheque e o compara com a carteira de trabalho pode ter algumas dúvidas: Por que há essa diferença de valores? O que é o salário bruto? E o líquido?

Vamos abordar esses assuntos e sua importância no artigo de hoje. Acompanhe!

E-mail enviado com sucesso.

Em muitos casos, é comum algumas pessoas participarem do processo seletivo para um emprego formal e não saberem quanto é a proposta do salário de fato.

Nessas situações, há uma confusão na hora de saber o salário negociado para a carteira de trabalho. Nela, está determinado o salário bruto do trabalhador, que é o equivalente total, sem os descontos.

Por isso, a atenção deve ser redobrada na hora de negociação de valores salariais. É preciso saber que o valor da CLT é o salário bruto, não o líquido. Trocar esses valores pode fazer muita diferença no final e evitar surpresas desagradáveis.

SAIBA+AZULIS: Tabela Price: como funciona e calcular parcelas

     Se o salário bruto é o que é determinado na carteira de trabalho, o salário líquido é o que sobra do salário bruto após a dedução de todos os descontos e contribuições na folha de pagamento. É o valor que o trabalhador formal recebe do empregador todos os meses.

Todas as deduções podem ser vistas no contracheque, ou holerite, que o trabalhador recebe junto com o seu pagamento.

Apesar de poder haver outros tipos de descontos, os mais comuns são:

INSS

Atualmente, a contribuição do INSS é cobrada por uma tabela de alíquotas progressivas, que varia de 7,5% até 14%, de acordo com a faixa salarial do trabalhador.

IRRF

O valor que o trabalhador pagará de imposto de renda é calculado a partir do valor do seu salário, subtraído o INSS e uma porcentagem para cada dependente legal, como cônjuge e filhos.

Depois disso, a faixa percentual pode ir de 7,5% a 27,5%, e sua cobrança de deduções é aplicada com base nessa escala de porcentagens. Em 2020, para quem ganha até R$ 1.903.98, está isento da cobrança de imposto de renda.

FGTS

O desconto do FGTS é feito com base no total de rendimentos, não do salário. O valor da contribuição para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é de 8% ao mês.

Vale-transporte

Para os trabalhadores que atuam presencialmente na empresa, há o desconto de vale-transporte, que equivale até 6% do salário.

SAIBA+AZULIS: Juros abusivos: o que são e como evitar

Anteriormente você viu os descontos salariais mais comuns, porém, dependendo do caso, pode haver outros tipos no contracheque, como:

Alimentação

A política de algumas empresas pode incluir o desconto pelo vale-alimentação ou uso do refeitório local.

Assistência médica

Se a empresa tiver como benefício um plano de saúde, pode haver a cobrança de parte da parcela ou do valor integral ao trabalhador.

Previdência privada

Se for oferecido um plano de previdência privada, o trabalhador e o empregador podem optar por contribuir com um plano corporativo.

Contribuição sindical

A reforma trabalhista retirou a obrigatoriedade da contribuição anual de um dia de salário ao sindicato. Atualmente, a contribuição pode ser feita somente com a permissão do trabalhador.

Para o trabalhador, ao se candidatar em uma vaga ou negociar o salário, saber diferenciar o salário bruto do salário líquido pode evitar surpresas, como acreditar que receberia mais dinheiro do que a realidade.

Mas o empregador também deve estar atento. Para o pequeno empreendedor que não conta com a ajuda de um contador, por exemplo, essa atenção deve ser constante:  muitos dos cálculos da folha de pagamento são feitos com base no valor do salário bruto dos funcionários. Essa confusão pode gerar erros e dores de cabeça desnecessárias no futuro.

Na seção Vida de Dono, a Azulis leva conteúdo e dicas para quem é ou quem deseja ser um empreendedor. Confira agora e aprenda mais com a gente!

Agradecemos pelo seu feedback!

Cálculo Salario Bruto

  • O salário bruto, também conhecido como salário base, é a remuneração recebida sem nenhum desconto ou adicional.
  • Ou seja, trata-se do salário inicial, acordado no momento da contratação, e que consta na carteira de trabalho e outros documentos de identificação do funcionário.
  • Assim como seu nome indica, essa remuneração não possui nenhuma interferência externa, sendo “bruta”.

No entanto, o salário bruto não costuma ser a quantia final que o empregado recebe. Isso porque existem outros fatores que incidem sobre esse valor.

  1. Esta remuneração base costuma ser fixa, ou constante e o salário bruto normalmente é considerado em outras situações.
  2. Por exemplo, em caso de empréstimos ou financiamentos , as instituições financeiras consideram a remuneração bruta.
  3. Em documentos como o holerite, também é importante que o salário base esteja discriminado, permitindo que o funcionário possa identificar os descontos e adicionais do seu salário.

Quais as diferenças entre salário líquido e salário bruto?

Ambos os conceitos são importantes para o trabalhador. Por isso, é fundamental conhecer a diferença entre eles.

Como explicamos, o salário bruto é a remuneração sem nenhum tipo de interferência.

No entanto, existe uma série de incidências sobre o salário mensal, como obrigações trabalhistas. Ou mesmo adicionais, como hora extra.

  • Dessa forma, depois que o salário bruto passa por todos os acréscimos e decréscimos necessários, resta o chamado salário líquido .
  • Ou seja, o resultado de todas as alterações, sendo o valor que o empregado tem acesso, efetivamente.
  • Por esse motivo, não é comum que o salário líquido seja incluído na carteira de trabalho, ou utilizado como base para avaliações de operações financeiras.

Considere um empregado que recebe R$1.500 de salário. Em um mês, ele faz determinado número de horas extras, chegando a receber R$1.700.

No entanto, no mês seguinte, ele faz um número menor de jornada excedente, e sua remuneração final é de R$1.600.

É possível perceber que existiu uma variação considerável no salário, de um mês para outro. Isso não ocorre com o salário bruto. Nesse exemplo, o valor base é R$1.500, invariavelmente.

O que altera o valor são as horas extras, descritas apenas no salário líquido.

Apesar da diferença, ambos os conceitos devem constar em documentos trabalhistas, como o holerite, para que o empregado possa verificar a diferença entre os valores.

Leia também:  Como Recuperar Pen Drive Que Não Quer Formatar?

Quais são os descontos no salário bruto?

  1. Apesar de ser a remuneração paga pelo empregador, dificilmente o funcionário receberá o salário bruto integralmente.
  2. Isso porque, como já mencionado, existe uma série de descontos que incidem sobre esse valor, até chegar no salário líquido.
  3. Confira alguns dos principais descontos antes de utilizar a calculadora de salário bruto:

INSS

A princípio, um dos descontos que afetam o salário bruto é a contribuição previdenciária feita ao Instituto Nacional de Seguridade Social, ou INSS.

Essa dedução é essencial para garantir benefícios trabalhistas, como:

  • aposentadoria;
  • auxílio-doença;
  • seguro-desemprego ;
  • auxílio-acidente.

O desconto é feito pelo próprio empregador na folha de pagamento, atingindo o salário bruto de acordo com a faixa de remuneração.

Se você desejar, pode fazer o cálculo da sua contribuição utilizando nossas outras calculadoras.

Imposto de renda

Alguns salários brutos também podem ter descontos referentes ao Imposto de Renda . No entanto, ao contrário dos demais, essa incidência não ocorre em todas as remunerações.

Para isso, é necessário saber se a base salarial atinge o teto estabelecido pela Receita Federal.

Se for o caso, existe a contribuição de uma porcentagem do salário bruto. Do contrário, o funcionário está isento da dedução.

  • Como o nome indica, trata-se de uma tributação sobre os rendimentos, tanto de pessoas físicas quanto jurídicas.
  • Esse desconto é essencial para todos os profissionais assalariados, e também é importante para a declaração anual obrigatória .
  • Por isso, incide sobre o salário bruto, para calcular a base corretamente.

Descontos da empresa

Por fim, um dos principais descontos sobre o salário bruto são as deduções feitas pela própria empresa.

Isso ocorre em caso de atrasos ou faltas, por exemplo. Em alguns casos, dependendo do acordo entre as partes, existem descontos do plano de saúde e vale-transporte.

Assim, a remuneração base também pode ter abatimentos sem relação com órgãos externos.

O financiamento é calculado em cima do salário bruto ou líquido?

  1. Muitos buscam utilizar a calculadora de salário bruto para determinar a remuneração necessária para financiamentos .
  2. Dessa forma, é possível adquirir bens como imóveis e veículos, com um parcelamento de longo prazo.

  3. No entanto, as instituições financeiras costumam avaliar uma série de itens no momento da proposta, sendo um deles o salário.
  4. Por conta da semelhança entre os conceitos de salário bruto e líquido, é comum que algumas pessoas confundam qual a remuneração que é levada em consideração nesses casos.

  5. Porém, operações financeiras como financiamento e empréstimos costumam considerar apenas o salário bruto.
  6. Isso acontece por conta dessa remuneração ser constante, como mencionado anteriormente.

Além disso, existe a chance do salário bruto receber adicionais diversos, o que eleva a quantia final. Nesse caso, o financiamento é pensado visando diminuir as chances de endividamento.

Enquanto isso, outras situações, como abertura de contas e procedimentos financeiros também analisam o salário bruto. Inclusive, solicitam comprovação de renda que demonstre esse valor, sem descontos.

Como usar a calculadora de salário bruto?

Por fim, a calculadora de salário bruto pode ser utilizada para determinar a remuneração mensal sem descontos.

A princípio, o salário base é definido pelo empregador no momento da contratação. Ou seja, depende da empresa ou do contratador.

Além disso, raramente ocorrem alterações no salário bruto, a não ser em caso de promoções ou aumentos, que também são determinados previamente.

Por isso, é possível descobrir o salário bruto analisando algum desses documentos. É importante que essa remuneração esteja descrita, pelo menos, na carteira de trabalho e no holerite mensal.

Se for necessário, também vale a pena procurar o seu empregador e confirmar o valor do salário base, essencial para diversos cálculos.

Enquanto isso, a calculadora de salário bruto pode ser utilizada em outros casos. Confira alguns:

Remuneração por hora

  • Muitas categorias profissionais costumam receber pagamentos por hora de trabalho, e não um salário bruto fixo.
  • Nesse caso, a calculadora de salário bruto pode ser útil para fazer o cálculo rápido e simples do montante total a cada mês.
  • Para isso, é importante saber qual o valor da hora de trabalho, que também é fixa e determinada pelo contratante.
  • Por exemplo, um professor que recebe R$15 por hora/aula, sabendo que sua rotina é composta por 8 aulas diárias, 5 dias por semana.
  • Nesse caso, a calculadora de salário bruto poderá determinar o valor da sua remuneração no mês.

Fazendo o cálculo manual, basta multiplicar o valor para descobrir a quantia diária, semanal e mensal.

No exemplo, o professor receberá R$120 por dia e R$600 por semana. Em um mês, sua remuneração será de R$2.400.

No entanto, o salário bruto pode ser considerado o valor da hora de trabalho, pois ele é fixo. Embora a remuneração possa ser constante, em alguns casos existe a possibilidade de variação.

Prestadores de serviço fixo

Outro caso que pode utilizar a calculadora de salário bruto são os prestadores de serviço fixo.

Esses profissionais costumam atuar de maneira independente, como autônomos, por exemplo. Assim, não existem vínculos empregatícios formais, que determinem um salário bruto oficial.

Porém, existem casos onde o prestador de serviço pode ter uma atuação fixa, seja para pessoas físicas ou jurídicas.

Dessa forma, a calculadora de salário bruto pode ser útil para determinar a remuneração base mensal.

Por exemplo, um jardineiro que presta serviços semanais para uma empresa, com remuneração de R$200 por semana. Em um mês, seu salário bruto pode ser de R$800.

De forma geral, é importante considerar o valor fixo como salário bruto, pois ele não sofre com descontos, adicionais ou variações do tempo de trabalho.

Se for o caso, é possível usar a calculadora de salário bruto para ter uma determinação mais concreta da remuneração.

Salário líquido e bruto: entenda as diferenças – Fala, Nubank

Existe uma grande diferença entre o salário que uma empresa paga a seus trabalhadores e o quanto eles, de fato, recebem no final do mês – eles são, respectivamente, o salário bruto e salário líquido.

Entender melhor essa diferença pode ajudar na sua organização financeira e a saber como é calculado seu salário.

O que é salário bruto?

Salário bruto, também chamado de salário base, é a remuneração que um trabalhador recebe por mês, sem considerar os descontos oficiais obrigatórios, como o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e o Imposto de Renda. Geralmente, quando alguém fecha um contrato de trabalho, o valor do salário estabelecido é o bruto, ou seja, sem os descontos aplicados.

O que é salário líquido?

Já o salário líquido é o valor final da remuneração, depois de passar pela dedução de todos os impostos oficiais obrigatórios. Ou seja, o salário líquido é a quantia que o trabalhador receberá em mãos (ou em depósito na sua conta bancária) no fim do mês.

Basicamente:

  • o salário bruto, ou salário base, é o salário que a empresa paga aos funcionários, antes dos descontos;
  • o salário líquido é o que “sobra” de seu salário bruto após os descontos e contribuições descontados dele.

Quer fazer seu salário líquido render desde o dia do pagamento e ter liberdade para movimentá-lo quando quiser? Conheça a conta do Nubank – uma conta digital na qual seu dinheiro rende mais do que na poupança. A NuConta não tem tarifas de manutenção e oferece transferências gratuitas e ilimitadas para qualquer banco.

  • Abra a sua NuConta
  • No geral, esses descontos são a contribuição com o INSS e Imposto de Renda retido na fonte.
  • Essas são as contribuições obrigatórias que se aplicam a todo o empregado CLT, mas empresas também podem descontar outros descontos – como vale-transporte, vale-refeição, plano de saúde, etc.
  • Vale dizer, portanto, que isso varia de empresa para empresa.

Também é importante lembrar que tanto a parcela do IR retido na fonte quanto a contribuição com o INSS são progressivos. Ou seja: quanto maior for seu salário, mais imposto será retido na fonte e maior será sua contribuição com o INSS.

O Imposto de Renda Retido na Fonte, por exemplo, vai da faixa de 5% até 27,5%, a depender do salário bruto do trabalhador – mas também pode não existir, se o trabalhador for isento. Explicamos mais sobre ele aqui.

Por isso, esses valores variam conforme o salário bruto que você receber.

Sabendo qual é o seu salário bruto, fica mais fácil calcular seu salário líquido – ou seja, aquele que cai na sua conta – assim como calcular quais são os descontos que serão aplicados.

Em seu holerite mensal, ou demonstrativo de pagamento, é possível conferir qual é o seu salário bruto e também quais são os descontos que são aplicados, tal como os valores de cada um deles.

Na hora de fazer o seu planejamento financeiro mensal, portanto, é bom considerar o salário líquido – ele é o efetivamente cai na sua conta todo mês.

Este conteúdo faz parte da missão do Nubank de devolver às pessoas o controle sobre a sua vida financeira. Ainda não conhece o Nubank? Saiba mais sobre nossos produtos e a nossa história aqui.

Leia também:  Como Saber Quanto Ganhei Na Lotaria Popular?

Salário Líquido: aprenda a calcular passo a passo (com exemplos)

Para profissionais com carteira assinada, conhecida pela sigla CLT, o salário bruto deve passar por alguns descontos até obter o valor que realmente é recebido: o salário líquido.

O salário bruto é também conhecido por salário nominal, já que este é apenas um acordo feito da empresa para o trabalhador. Após todos os descontos existentes é que se obtém o valor do salário líquido.

Se preferir, pode experimentar nossa calculadora online de salário líquido:

A seguir apresentamos, em passos, os descontos que devem ser feitos e como que se chega ao valor do salário recebido.

1. Descontar o INSS do salário bruto

O INSS é descontado para que, futuramente, se torne sua aposentadoria, ou caso venha a ser demitido, servirá como base para o pagamento do seguro-desemprego.

Seu cálculo é feito pelo salário bruto multiplicado por uma porcentagem, e este valor será destinado à previdência social. A alíquota descontada depende do valor do salário:

Tabela de contribuição INSS 2020

Salário de contribuição Alíquota
Salário mínimo: R$ 1.045,00 7,5%
De R$ 1.045,01 a R$ 2.089,60 9%
De R$ 2.089,61 a R$ 3.134,40 12%
De R$ 3.134,41 a R$ 6.101,06 14%

Este cálculo é feito progressivamente. Dentro de cada faixa salarial o trabalhador contribui com a respectiva alíquota até atingir o valor do salário nominal.

Para quem recebe acima de R$ 6.101,06 contribui com o máximo da previdência, equivalente a R$ 713,10.

Exemplo de cálculo

Se considerarmos um salário de R$ 2.300,00 o desconto se encaixa na terceira linha da tabela. O cálculo deve ser feito para cada faixa até se atingir o salário:

  • 1ª faixa salarial: 1.045,00 x 0,075 = 78,38
  • 2ª faixa salarial: [2.089,60 – 1.045,00] x 0,09 = 1.044,60 x 0,09 = 94,01
  • Faixa que atinge o salário: [2.300,00 – 2.089,60] x 0,12 = 210,40 x 0,12 = 25,25
  • Total a recolher: 25,25 + 94,01 + 78,38 = 197,64

Com esse valor é possível subtrair do salário bruto e obter o salário após a contribuição ao INSS, que no exemplo será de R$ 2.102,36 (R$ 2.300,00 – R$ 197,64). É com esse valor que passamos ao próximo passo: o Imposto de Renda.

2. Descontar o imposto de renda retido na fonte

Após o desconto feito para a previdência social é possível saber quanto se deve destinar ao imposto de renda. Este imposto é retido da fonte, ou seja, é descontado diretamente pelo empregador e entregue à Receita Federal.

Para isso, existe uma tabela de IRRF (imposto de renda retido na fonte) que mostram as porcentagens de descontos para cada valor de salário bruto sem o INSS, que atualmente é a seguinte:

Tabela de descontos ao IRRF

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela dedutível (R$)
Até 1.903,98 0% 0,00
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5% 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5% 636,13
Acima de 4.664,69 27,5% 869,36

Aqui será considerado o valor do salário como base de cálculo e, a partir deste, a alíquota e um valor a ser deduzido (reduzido) deste imposto a pagar. Além destes, existe uma dedução de R$ 189,59 por cada dependente do trabalhador, se tiver.

Exemplo de IRRF sem dependente

Continuando com o exemplo anterior, onde o salário após os descontos ao INSS ficou em R$ 2.102,36. Este valor possui a alíquota entre R$ 1.903,99 e R$ 2.826,65, neste caso de 7,5%.

Se for considerado que não há nenhum filho ou outro dependente, então o desconto pela alíquota será de:R$ 2.102,36 x 0,075 = R$ 157,68
Mas ainda existe uma dedução, segundo a tabela, de R$ 142,80:

R$ 157,68 – R$ 142,80 = R$ 14,88

Ao final, para descobrir o salário líquido basta subtrair desta quantia que descobrimos anteriormente:

R$ 2.102,36 – R$ 14,88 = R$ 2.087,48

Exemplo de IRRF com um dependente

Será diferente se alguém com o mesmo salário tiver, por exemplo, um filho que se torna dependente para o cálculo.

Neste caso deverá deduzir o valor de R$ 189,59, ficando o cálculo como:R$ 2.102,36 – R$ 189,59 = R$ 1.912,77
É a partir deste novo valor de R$ 1.

912,77 que se calculam a alíquota e a dedução como anteriormente, com este valor se enquadrando na mesma linha da tabela:

R$ 1.912,77 x 0,075 = R$ 143,46
R$ 143,46 – R$ 142,80 = R$ 0,66

Com este pequeno desconto ao Imposto de Renda, o salário líquido neste exemplo acaba por ficar em R$ 2.101,70.

3. Subtrair outros descontos adicionais

Existem outros descontos que costumam aparecer como opção ao trabalhador e acordados com o setor de Recursos Humanos da empresa. Os mais comuns são:

  • Plano de saúde;
  • Vale-transporte;
  • Empréstimos;
  • Contribuição sindical.

No caso do vale-transporte o valor a descontar do pagamento será de no máximo 6% do salário bruto. A partir deste valor, o adicional fica por parte da empresa, caso o funcionário gaste mais com sua deslocação para o trabalho.

Exemplo de cálculo de desconto por vale-transporte

Como exemplo, vamos supor o mesmo funcionário com salário bruto de R$ 2.300,00, com custos de transporte no valor de R$ 150,00. O desconto em folha será de:R$ 2.300,00 x 0,06 = R$ 138,00

É possível perceber que o funcionário precisa de R$ 150,00 ao mês para custear seu transporte, mas o desconto autorizado por lei fica abaixo, em R$ 138,00. O restante é desembolsado pela própria empresa, que neste caso é de R$ 12,00 (R$ 150,00 – R$ 138,00).

4. Subtrair todos os descontos

Como falamos no início, somente depois de todos os descontos realizados é que obtemos o valor do salário líquido, e aquele que realmente recebemos.

Continuando com os exemplos, podemos subtrair todos os descontos de um salário bruto de R$ 2.300,00. Vale lembrar que, os descontos para um trabalhador com e sem dependentes serão diferentes ao final, por conta do imposto de renda de cada um.

Exemplo de salário líquido sem nenhum dependente

Para o salário de R$ 2.300,00 temos os descontos de:

  • INSS: R$ 197,64
  • IRRF: R$ 14,88
  • Outros descontos (Vale-transporte): R$ 138,00

Salário Líquido: R$ 2.300,00 – R$ 197,64 – R$ 14,88 – R$ 138,00 = R$ 1.949,48

Exemplo de salário líquido com um dependente

Com um dependente, o funcionário com o mesmo salário terá diferente o valor de imposto de renda a descontar, que neste exemplo, devido às deduções não tem IRRF a pagar, ficando seu salário líquido como:

Salário Líquido: R$ 2.300,00 – R$ 197,64 – R$0,66 – R$ 138,00 = R$ 1.963,70.

Veja também:

Graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Estácio de Sá em 2004. Pós graduada em Gestão de Projetos pela Universidade Cândido Mendes em 2007.

Simulador Salário Líquido 2020

  • O Simulador de Salário Líquido 2020 vai permitir-lhe calcular o seu vencimento e saber quanto vai receber, este ano, já com descontos.
  • Calcule o seu salário líquido, com base nas novas tabelas de retenção na fonte (só disponíveis para o Continente) e compare com o seu rendimento actual.
  • Nota: Já pode calcular o seu vencimento de 2021 utilizando o Simulador de Salário Líquido 2021.

Garanta o preenchimento correto de todos os campos abaixo para o cálculo correto do seu Salário Líquido 2020.

Esta ferramenta pode ser utilizada por funcionários do sector público e privado e tem em conta a contribuição para a Segurança Social, bem como o pagamento em duodécimos dos subsídios de férias e de Natal.  

O que precisa de saber para simular o Salário Líquido? 

  • Qual o seu salário base
  • Situação matrimonial
  • Número de dependentes; 
  • Como vai receber os seus subsídios de Natal e Férias (por inteiro ou duodécimos e no segundo caso se são os dois subsídio em duodécimos); 
  • Valor subsídio de refeição e como o vai receber (remuneração ou numerário) 

Nota: Não se esqueça de que é importante referir o número de dias recebidos. Se receber uma proposta a tempo parcial e só trabalhar 3 dias por semana, só receberá subsídio de refeição pelos dias trabalhados. 

Fazer as contas ao seu Salário Líquido anualmente é tão fundamental como renegociar os seus créditos, serviços e prestações. Assim esperamos que esta ferramenta o ajude no planeamento das suas finanças pessoais e da sua poupança.

Como calcular o Salário Líquido sozinho?

  1. O Salário Líquido é o montante do seu vencimento bruto que vai receber após as deduções das contribuições e impostos.

  2. Para saber quanto vai ter na sua conta ao final de cada mês, vai ter de calcular a diferença entre o seu salário bruto e os descontos para Segurança Social e de IRS.

  3. Salário líquido = salário bruto – descontos de segurança social – descontos de IRS
  4. Assim, para calcular o seu vencimento líquido sozinho deve saber qual o seu escalão nas tabelas de retenção de IRS 2020, bem como o valor que vai deduzir para a segurança social, que corresponde a 11% do seu vencimento bruto.

O subsídio de refeição é um valor somado ao valor líquido, mas também pode estar sujeito a deduções. Assim, deverá saber qual o valor do mesmo, bem como o meio em que vai receber (cartão ou remuneração).

Outras ferramentas Doutor Finanças:

Partilhe este artigo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*