Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

“Qual a minha vocação profissional?” com certeza é uma pergunta que você já se fez. Confira como descobrir o seu talento neste passo a passo. 

Com tantas novas profissões surgindo e o mundo do trabalho em constante evolução, é comum jovens se depararem com a dúvida “qual a minha vocação profissional?”. 

Uma pergunta que parece rondar em vários momentos diferentes da vida não é tão fácil de ser respondida, ainda mais quando se envolvem questões como estudo e dedicação. Além disso, nem sempre estamos preparados para ter, na ponta da língua, uma resposta pronta para essa dúvida.

Pensando em como ajudá-lo, criamos um passo a passo simples para você seguir e descobrir qual o seu talento no mundo profissional. Confira.

Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

1. Conheça as tendências do mercado

O mundo do trabalho está em uma constante evolução de profissões. 

As profissões do futuro envolverão mais tecnologias, mas também criatividade, desenvolvimento humano e pessoas capacitadas. Pesquise quais carreiras estão em alta através de plataformas específicas para isso, como o LinkedIn, e veja se alguma delas faz o seu perfil.

Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

2. Fique informado sobre as profissões

Entretanto, mais do que achar interessante uma profissão, é preciso saber exatamente como atuar nela: o que precisa ser estudado, quais são as possíveis funções que você irá desenvolver, como funciona o mundo do trabalho em relação à essa profissão.

Informe-se com profissionais experientes, veja grades curriculares em cursos. Quanto mais você souber, mais informações para uma melhor  decisão.

Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

3. Tenha consciência do que você não quer

Muito mais do que escolher o que você quer fazer na hora de escolher a sua vocação profissional, é importante ter em mente o que você não quer ou não gosta. 

Muitas vezes, a escolha ideal pode não ter a ver com o seu perfil, fazendo com que se desenvolva um profissional que não gosta do que faz e se sente sobrecarregado e desmotivado. Entretanto, carreiras e escolhas podem mudar a qualquer momento. Ao descobrir o que gosta de fazer, você poderá traçar novas metas e encontrar o melhor caminho a se seguir.

4. Tenha calma

Uma das dicas mais importantes para descobrir a sua vocação profissional, é ter calma. 

É preciso muito tempo e dedicação, além de autoconhecimento, para finalmente descobrir e decidir o que fazer no mundo do trabalho. Procure informações em blogs, converse com sua família, procure até mesmo uma orientação psicológica. Tudo isso ajuda na escolha do seu futuro profissional. 

5. Faça testes vocacionais

O teste ou orientação vocacional é aplicado por profissionais como psicólogos, coaches e orientadores. Ele tem como função trazer mais clareza para quem procura descobrir qual o seu talento profissional e qual carreira seguir, a partir da análise de características da personalidade de quem faz o teste. 

Por outro lado e diferentemente da orientação vocacional, o teste de aptidão apenas avalia a capacidade da pessoa em desenvolver determinado cargo ou função.

Entretanto, optar pela realização dos dois é uma boa ideia para quem ainda se sente um pouco confuso na hora de escolher sua carreira. Procure profissionais que possam te ajudar a não somente nessa análise, mas também a se desenvolver no que melhor se identifique às suas características e expectativas

Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

6. Una interesses pessoais aos profissionais

  • Pensar no futuro é uma ótima maneira de começar a decidir sua vocação profissional. 
  • Além disso, fazer algo que você goste e tenha interesse é sempre mais prazeroso, mas nem sempre é mais vantajoso financeiramente falando. 
  • Conciliar gostos pessoais aos profissionais é fundamental para se ter o padrão de vida desejado e um melhor desempenho na carreira. 

7. Tenha uma experiência como Jovem Aprendiz

Na grande maioria das vezes só aprendemos o que gostamos quando vivenciamos experiências práticas. Por isso, se você busca como descobrir qual sua vocação profissional uma das melhores dicas é experimentar. 

Os programas de socioaprendizagem, também conhecidos como Jovem Aprendiz, são uma excelente maneira ingressar no mundo do trabalho e ter o primeiro contato com uma profissão na prática.

No CAMPUS Talentos, você pode se tornar um Jovem Aprendiz fazendo um cadastro aqui.

Buscando pela sua primeira experiência no mundo do trabalho? Conheça o CAMPUS Talentos

  1. O CAMPUS Talentos é uma organização sem fins lucrativos que, desde 1978, atua no desenvolvimento pessoal e profissional de jovens e adolescentes em vulnerabilidade socioeconômica através de projetos sociais e profissionalizantes, como cursos e oficinas.
  2. O CAMPUS Talentos já ajudou mais de 450 empresas parceiras a inserir mais de 17 mil jovens no mundo de trabalho, garantindo a boa formação de jovens e adolescentes pelo Programa de Socioaprendizagem (Jovem Aprendiz).
  3. Assista ao vídeo e conheça um pouco mais sobre a nossa história.

Como descobrir minha vocação – Isso é fácil ou difícil?

Para descobrir qual é a sua vocação profissional avalie em si mesmo qual é o seu dom ou talento, a quê você se sente chamado e qual a circunstância da sua vida que te permitirá realizar o que deseja. Conheça também nosso teste vocacional e de personalidade para te ajudar nisso.

Muitas pessoas, principalmente os jovens, sempre fazem essa pergunta: “como descobrir minha vocação?” São tantas opções de carreiras que fica difícil saber aquela mais adequada para o perfil de cada um.

Conheça na DICA BÔNUS, o nosso teste vocacional e de personalidade!

Ainda neste artigo mostraremos passo a passo como descobrir sua vocação

Há pessoas que acreditam ter vocação para muita coisa, mas não conseguem definir o futuro profissional. Já outras encontram uma dificuldade tremenda, são inseguras e ficam com medo de arriscar. Alguns gostam de rotina, são extremamente organizados, outros são incapazes de fazer a mesma coisa mais de uma vez.

Como observado acima, o comportamento humano é diverso. E o mercado de trabalho reage da mesma forma. Será muito difícil para um profissional administrativo trabalhar na área de criação de uma agência de publicidade. Da mesma forma, colocar um músico para fazer conferência de documentos será algo estressante.

  • 7 passos para saber qual pode ser sua profissão?

Qual minha verdadeira vocação?

Vários fatores devem ser levados em conta no processo de descoberta da vocação. Você pode, inicialmente, analisar o comportamento e inspirações no grupo familiar. Qual profissão dos seus pais, dos seus tios, avós e amigos mais próximos? Veja o que eles dizem e perceba se existe algo que provoca sua admiração.

Você pode ainda conversar com professores, com vizinhos, tudo isso vai te dar inspiração no processo para descobrir sua vocação.

Vale destacar ainda que não é uma área exclusiva, mas um grupo de atividades que você poderá atuar e ter uma carreira de sucesso, reconhecimento pessoal e financeiro. Grande exemplo disso é a área de comunicação.

Você pode ter habilidades para se tornar um fotógrafo, caso goste de optar entre um olhar mais pessoal e um mais técnico e goste de tecnologia.

Se tiver habilidade com a escrita, poderá explorar a redação publicitária, roteiros para cinema ou atuar em revistas, sites e jornais na produção de conteúdo.

Se seu forte for a fala, o rádio seria uma boa opção.

“E agora, vocês deram várias dicas, mas não sei como descobrir minha vocação!” Calma, temos aqui uma série de dicas valiosas que vão te ajudar neste grande desafio sobre o seu futuro profissional.

  • Como escolher a profissão certa?

Como descobrir minha vocação? Descubra agora

Muitos estudantes e até adultos meio perdidos ficam se perguntando como descobrir a vocação profissional ou a vocação para faculdade. Contudo se esquecem que ela não é tudo, mas apenas parte de um conjunto.

Dom, vocação e circunstância

PRIMEIRO você precisa perceber qual talento você tem, qual é o seu dom, qual é sua habilidade. É uma facilidade com algum conteúdo? Há pessoas que naturalmente possuem facilidade para aprender matemática, outras para desenhar, outras para discursar, outras ainda para ouvir os problemas dos outros.

  • Qual é o seu dom? Qual é o seu talento? Você tem alguma disposição natural, facilidade para alguma coisa? Descubra isso.

Em SEGUNDO lugar está a vocação. Ela é um chamado. Você se sente atraído a fazer algo, a usar seu dom de alguma forma, em algum tipo de trabalho. Nesta parte há um elemento subjetivo, uma presença mais forte do sentimento, do coração.

  • Onde você quer colocar seu coração, em qual atividade? Para descobrir sua vocação de trabalho não basta só se sentir chamado, é preciso pensar como enquadrar seu dom nisto.

Por último, em TERCEIRO lugar temos a circunstância.

Como está o mercado? A circunstância envolve a demanda da sociedade, a sua realidade física, mental, familiar e social dentre outras.

Não adianta absolutamente nada ter dom para desenho e vocação a ser quadrinista num meio onde não há nenhuma demanda de contratação. Pode ser seu hobby, mas NÃO sua profissão.

  • Qual é sua realidade? Qual é sua circunstância? Já estudou o mercado de trabalho?

EXEMPLO de vocação descoberta: Suponha alguém que tenha facilidade para ensinar. Ela tem o dom da didática. Essa mesma pessoa se sente chamada a ensinar os outros sendo um professor. Essa é sua vocação. Mas, como está o mercado? Se há demanda por professores, ótimo, tudo certo. Se não, há que se procurar outra coisa para fazer.

Veja a nossa seleção de profissionais falando sobre suas profissões

São muitas áreas diferentes. Ouça quem já tem experiência no dia a dia. Mas não pense que paramos por aqui. O melhor está por vir.

Não deixe de curtir e comentar! ????

Estude para o Enem com o Simulado Beduka. É gratuito!

TOP 10 dicas para descobrir sua vocação profissional ou universitária

Como Saber Qual A Minha Vocação Profissional?

1 – Análise individual

Não existe uma fórmula mágica que te indicará qual carreira seguir. Isso porque, é preciso entender que as profissões oferecem várias facetas, assim, como o perfil de cada pessoa. Logo, não é porque um amigo ou familiar atua em determinada área que você seguirá o mesmo caminho. A definição de vocação é feita de forma individual.

Entenda-se melhor e escolha uma profissão que use suas melhores habilidades.

  1. Qual o seu perfil?
  2. Extrovertido ou introvertido?
  3. Gosta de lidar com pessoas ou com coisas?
  4. Quer lidar com o público ou trabalhar reservadamente?
  5. Quer lidar com cálculos ou com humanidades?

2 – Busque autoconhecimento

Como descobrir minha vocação? Antes de buscar esta resposta, que tal melhorar o autoconhecimento? Apenas sabendo as suas próprias preferências e tendências você conseguirá traçar um plano para eleger a sua carreira.

Tente anotar as coisas que você mais gosta, quais delas desejaria repetir diariamente ao longo dos anos. É importante também analisar aquilo que mais odeia. Depois reflita sobre estas anotações e tente encontrar áreas profissionais que atuam em conjunto com o que você mais gosta, aproveite para riscar profissões relacionadas aquilo que mais odeia.

Leia também:  Como Saber Qual O Meu Tarifario?

3 – Visite feiras e eventos sobre profissões

Várias instituições promovem feiras com palestras e testes vocacionais. O contato com especialistas de várias áreas vai permitir conhecer melhor cada profissão. Aproveite para fazer muitas perguntas. Assista a palestras e veja os prós e contras de cada área abordada.

Alguns destes eventos permitem ainda que você viva experiências nas áreas escolhidas. Isso é muito rico, já que te dará uma prévia da profissão e você terá algumas referências para decidir se é aquilo que te agrada.

4 – Quais os seus planos?

Tenha em mente que descobrir a sua vocação é apenas o primeiro passo de uma grande jornada. Logo, é muito importante criar um plano. Estabeleça metas a serem atingidas e determine cada passo da sua trajetória.

5 – Busque orientação profissional

Já conversou com um terapeuta ou um psicólogo? Estes profissionais são extremamente habilidosos em tirar de nós assuntos que jamais abordamos. Se você segue em dúvida sobre qual carreira seguir, uma de nossas dicas é que procure uma orientação profissional.

Eles vão conversar com você, anotar suas características positivas e negativas, realizar alguns testes e traçar o seu perfil profissional. Além disso, eles vão avaliar suas competências emocionais para os desafios da área que escolher. Essa visão externa pode ser a solução para sua indecisão.

6 – Estude o mercado

Bom, aqui a dica é, você sabe o que está acontecendo no mundo? Sim, é importante avaliar o mercado profissional já que atividades robóticas e repetitivas estão em fase de extinção. Por exemplo, no passado existia ascensoristas de elevadores, hoje essa é uma atividade que não tem mais tanta oportunidade.

Por outro lado, profissões que envolvem tecnologia estão em ampla explosão. Cada dia surge uma nova especialização. Você sabe o que faz um profissional de análises de riscos em ecommerce? Designer de embalagens? Ou ainda um analista de banco de dados para load balance?

Estas atividades parecem estranhas? Pois é, todas elas estão em franca expansão e com ótimos salários.

A área que você tem vocação pode não ser tão conhecida do público geral. Não se limite!

7 – Mantenha os pés no chão

Ok, ser jogador profissional de videogames com certeza deve ser maravilhoso, mas é viável? Tenha em mente que a sua carreira precisa se adequar as oportunidades e necessidades. Ou ainda, saber se você está disposto a mudar de bairro, cidade ou mesmo país para seguir a área desejada.

Será que sua escolha te dará um sustento financeiro por várias décadas ou é uma profissão que vem sumindo? Avalie também a capacidade do mercado de trabalho. Um grande exemplo é a função de jornalista. Na virada do século, mais de 5 mil novos estudantes se formavam na área, mas o mercado não absorvia tanta mão de obra.

Por fim, tenha em mente também a situação financeira do local em que vive e tente fazer análises sobre o futuro. Será que terá investimentos em transporte, educação, saúde ou tecnológicos na região? Se existe a previsão de uma estação de metrô/trem, por exemplo, será que vale se aprofundar em áreas que podem atuar em conjunto com essa evolução?

8 – Conhecimento nunca é demais

Não pense que sua dúvida será esclarecida em uma única palestra, um único livro. Você se pergunta o tempo todo: “como descobrir minha vocação”. A resposta para esta questão é ampla e pode ter vários desdobramentos.

Além das já citadas palestras, conversas profissionais, busque aperfeiçoamento constante. Faça cursos online, participe de programas de voluntários. Amplie seu leque para conhecer várias opções profissionais. Quanto maior for seu nível de descoberta de áreas, maior a possibilidade de se identificar com algo.

9 – Tenha paciência

Você ainda não faz ideia de que carreira seguir? Não se desespere, provavelmente você não achou algo que se enquadre no seu perfil ou não conheceu a fundo as profissões que existem.

Além disso, saiba que a área na qual você vai se desenvolver pode ainda não estar contemplada em sua vida. Sim, ao ingressar em uma empresa para uma atividade x, internamente você terá contato com outros profissionais e então encontrar sua vocação em um universo bem distinto.

Porém, isso só será possível se você souber abrir a mente e entender as necessidades das diversas áreas e souber como superar desafios que possam surgir.

10 – Dica Beduka

Uma última sugestão que pode te guiar é o salário. Afinal, o dinheiro recebido por sua atividade profissional possibilitará a realização de vários sonhos. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) mantém no ar uma ferramenta chamada Salariômetro. Nela é possível analisar o salário médio de diversas atividades nos últimos seis meses.

Veja também:

BÔNUS: TESTE VOCACIONAL

Faça um teste vocacional para iniciar sua jornada no autoconhecimento. Recomendo o Raio-X do Beduka.

Ele é um teste vocacional e também um teste de personalidade. É embasado na mais aceita metodologia de estudo de comportamento da psicologia. O Raio-X do Beduka é uma adaptação incrível da metodologia DISC, já aceita mundialmente.

Esse teste vai realmente te ajudar e não simplesmente definir profissões pra você com base nas matérias escolares que você gosta. Isso é muito pouco!

  • Primeiro é necessário avaliar qual é o seu perfil comportamental e a partir da sua personalidade indicar as melhores profissões.
  • Você com certeza não quer escolher o curso errado e somente depois de alguns anos perceber que fez uma má escolha, neh?
  • Por mais que um teste vocacional não te defina ele pode te dar a melhor orientação.
  • Clique aqui para conhecê-lo melhor!

Sobre o Beduka

Aqui no Beduka, seu buscador de faculdades e cursos, você encontra a relação de instituições privadas e públicas. Além disso, é possível acompanhar o indicador de salário médio por profissões ligadas aos cursos escolhidos.

Por exemplo, ao buscar por um curso de administração, o aluno poderá ver a média salarial de profissões como diretor administrativo, administrador de empresas ou diretor administrativo financeiro.

  • Veja a categoria profissões no nosso blog

Nossa ideia neste artigo é te indicar um norte para avançar em suas pesquisas para descobrir sua vocação. Se tiver oportunidade, faça viagens para locais que jamais teve contato. Estas novas experiências vão ampliar seu campo de visão e surgir várias oportunidades.

Depois que descobrir sua vocação, você pode aproveitar dos serviços oferecidos pelo Beduka para encontrar a faculdade que atenderá suas necessidades.

Gostou deste conteúdo? Ele foi útil para você? Aproveite os comentários abaixo e nos diga como descobriu sua vocação. Ajude outras pessoas que passam pela mesma dificuldade que você!

Faça o download do nosso Plano de Estudos. É gratuito!

Queremos te ajudar a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Vocação profissional: 6 dicas para descobrir a sua aqui!

Você já deve ter ouvido muita gente falar em vocação profissional, não é mesmo? Essa expressão está bem relacionada com o caminho que as pessoas querem seguir na carreira, que envolve tanto a profissão quanto as atividades a serem realizadas no dia a dia. Basicamente, é uma das principais perguntas que as pessoas se fazem quando estão no ensino médio ou querem mudar de carreira.

Afinal, como descobrir a vocação profissional? Essa dúvida pode ser complicada de resolver sozinho. Mas a boa notícia é que existem dicas simples para ajudar na missão –– e como a Anhanguera quer ver você deslanchando na carreira, trouxemos as melhores aqui neste post. Confira!

Conheça a si mesmo

Sabia que o autoconhecimento é um poderoso recurso para diversas situações? Ele desmistifica muito do que você achava certo sobre si mesmo e desperta necessidades que, até então, nem imaginava que podia existir. Usá-la para escolher a profissão é a estratégia ideal e com maior possibilidade de acerto.

Além de ajudar a controlar a ansiedade, vai entender o que tende a fazer você feliz e atender às suas expectativas. Também permite conhecer pontos fracos e fortes para trabalhar soluções e planejar o futuro. Com isso, fica mais fácil compreender onde a sua atuação profissional entra nesse cenário.

O perfil de uma pessoa está muito ligado a determinados tipos de profissão. Alguém comunicativo, cheio de ideias e antenado às tecnologias pode se dar bem ao trabalhar com Marketing Digital. Já quem gosta de cuidar de pessoas, é atento e preza uma atuação em equipe tem as melhores profissões da área da saúde para escolher.

Se quiser descobrir qual é a sua área de atuação, aproveite para realizar o teste abaixo e visualizar alguns caminhos possíveis:

Faça aqui o nosso quiz e saiba qual é a área de atuação ideal para você!

Dê espaço para a sua curiosidade

O mundo do trabalho sofre alterações a todo tempo. A realidade de uma profissão hoje não é a mesma que alguns profissionais conheceram em décadas passadas. Novas tecnologias transformam funções e até carreiras inteiras — tome como exemplo os telefonistas, os cortadores de gelo e os pregoeiros.

Então, deixe a imaginação tomar conta e use as facilidades da internet a seu favor. Pesquise como a profissão surgiu, quanto ganha quem atua na área, de que forma o mercado tem se comportado e depoimentos de profissionais. Navegue pelas páginas de todas as possibilidades que puder pensar e siga a sua curiosidade nas leituras, fotos e vídeos.

Por falar em materiais audiovisuais, sabia que existem séries para estudantes que ajudam você a escolher a profissão? Enquanto se diverte e se emociona, pode conhecer melhor diferentes carreiras. Quem sabe é a estratégia que estava faltando para descobrir opções com as quais se identifica?

Converse com todos

Muitos jovens, principalmente, ficam presos à opinião dos pais na hora de escolher a profissão. Em geral, são carreiras promissoras que estão na família há gerações, e seguir esse caminho parece uma opção acertada. Mas nem sempre essa é a vocação profissional da pessoa, embora tenha sido a de seus primos, tios, avós e assim por diante.

Quando falamos em conversar com todos, isso também inclui a família. Um diálogo aberto e sincero pode ajudar bastante no autoconhecimento. Conheça verdadeiramente a experiência deles com essa carreira, como chegaram a ela, os maiores desafios e gratificações ao longo tempo e o que vier à mente.

Leia também:  Como Saber Que Um Ovo Esta Estragado?

Mas não se limite a esse núcleo de convivência. Busque profissionais que estão se formando ou já tiveram experiências nas suas áreas de interesse para tirar dúvidas. Pode ser que, nesses momentos, você descubra que não procede tudo que pensava sobre uma carreira. Melhor fazer isso antes de começar uma graduação, não acha?

Conte com a ajuda de profissionais

Já seguiu as dicas anteriores e mesmo assim está sem rumo? Saiba que não tem nada de errado em pedir ajuda de profissionais. Eles têm bastante tempo de estrada e sabem técnicas certeiras para direcionar os seus pensamentos ao autoconhecimento. Psicólogos e pedagogos são boas opções nas quais você pode apostar.

Testes de vocação profissional aproximam você de uma decisão. Mas tenha em mente que essa é mais uma ajuda do que uma receita de bolo. No fim das contas, é você quem vai bater o martelo e ditar as regras do seu destino.

Não tenha medo

Descobriu informações interessantes e tende a escolher uma carreira, mas as preocupações não deixam você chegar a uma conclusão? Esse receio é bem comum –– afinal, a decisão envolve uma área com a qual você terá que lidar por muito tempo, que será tema de muitas das suas conversas com amigos e colegas. A responsabilidade é grande.

Mas lembre-se de que o medo não é um bom companheiro de decisão. Riscos existem em qualquer lugar –– o sucesso na carreira de Direito não chegou tão fácil aos profissionais renomados hoje, por exemplo. Se você não tiver experiências, pode ficar sem entender o potencial da atuação e como consegue ajudar a sociedade em sua jornada.

Escolher sem medo não significa que esse processo será feito sem informações de base. Você vai seguir as dicas deste post, conversar com profissionais, pedir ajuda de testes de vocação e se conhecer melhor. Só por isso, as chances de dar tudo certo são bem maiores.

Visualize tudo em um Diagrama de Ikigai

Sabe o que significa Ikigai? Em uma tradução simples, quer dizer “a razão para viver”. Esse método basicamente ajuda a encontrar o seu propósito de vida e também é um importante aliado à busca pelo autoconhecimento. Ele consiste em responder às seguintes questões:

  • O que você ama?
  • No que você é bom?
  • O que você pode ser pago para fazer?
  • Do que o mundo precisa?

Para preencher a mandala proposta pelo Diagrama de Ikigai, também entram as áreas: paixão, vocação, missão e profissão. Tudo isso abre a mente para entender quem é você na vida pessoal, no mercado de trabalho e no mundo e, assim, possibilitar a escolha acertada de uma carreira.

No vídeo a seguir, realizado pelo nosso parceiro de vagas de emprego e estágio, o Canal Conecta, você assiste a uma conversa interessante sobre a escolha da profissão — mesmo que mude de ideia lá para frente:

Agora que já sabe o que é vocação profissional e tem algumas pistas para descobrir a sua, não deixe de investir nessa jornada de aprendizado.

Ao se conhecer melhor, você consegue bem mais do que escolher qual profissão mais combina com seu perfil: também pode definir o curso que atende às suas expectativas e, com isso, ter ainda mais sucesso.

E que tal contar com as diversas formas de ingresso e modalidades de ensino da Anhanguera?

Estamos esperando você para construir esse futuro promissor em qualquer carreira. Selecione seu curso e faça a inscrição para o vestibular Anhanguera agora mesmo!

Como descobrir a sua vocação profissional: 5 ideias para colocar em prática

Você gostaria de aprender como descobrir a sua vocação profissional? Se está pensando em qual área seguir na faculdade, é importante saber disso para evitar perder alguns anos da sua vida em uma área que não é a que você gosta.

É importante ter em mente, no entanto, que é relativamente comum entrar na faculdade em uma área (digamos, Economia) e então descobrir que, na verdade, o que você gosta mesmo é de outra coisa (Psicologia, por exemplo).

Em alguns casos, é possível unir as duas áreas em uma pós-graduação. No entanto,isso nem sempre é possível. Nesses casos, é necessário sair da faculdade e começar outra na nova área.

Por isso, para evitar esse processo, é importante saber como descobrir a sua vocação profissional. Quer aprender? Então veja algumas estratégias a serem usadas abaixo!

5 formas de como descobrir a sua vocação profissional

Se você quer saber como descobrir seu talento, veja algumas ideias interessantes abaixo!

1. Faça um teste vocacional

Você sabia que o teste vocacional é a forma mais usada pelas pessoas para escolher qual áreas seguirão em seus caminhos profissionais? Pois é. Muita gente passa por esse processo antes de começar a considerar uma faculdade.

O teste vocacional é uma análise psicológica que leva em consideração algumas das características pessoais das pessoas para poder entender em qual áreas elas se sairão melhor no mercado profissional.

É importante, no entanto, ter em mente que o teste vocacional não diz “o que você realmente gosta” ou “o que você nasceu para fazer”. Na verdade, não existe teste que faça isso.

O que o teste vocacional faz é entender qual profissão se encaixa melhor nas suas características pessoais. Talvez você nem sequer goste da área, mas possivelmente seria um bom profissional nela.

2. Defina o que você não quer

O teste vocacional dará pelo menos algumas áreas nas quais você provavelmente teria algum tipo de bom encaixe. Isso é uma boa base para começar a selecionar possíveis opções para a sua vida profissional.

Outra boa estratégia nesse sentido é definir algumas áreas que você não quer seguir. Provavelmente, suponha que você tenha definido que não tem interesse nenhum em Engenharia ou Química.

No entanto, no teste vocacional, dá que você teria certa afinidade com Programação, Engenharia e Química. Se você removeu as duas últimas opções, ficaria mais fácil entender que Programação pode ser um bom caminho para você.

  • Além disso, eliminar o que você não quer fazer é útil pois pode ensinar que tipo de coisas você quer fazer.
  • Por exemplo, suponha que no exemplo anterior a pessoa removeu Engenharia e Química porque não tem interesse de trabalhar em indústrias, lugares comuns para os formandos nessas áreas.
  • Por isso, ao analisar a razão de porque não querer determinada área, você poderá aprender o que quer de verdade e ficar mais próximo disso.

3.  Conheça o mercado e as tendências de futuro

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que parte de como descobrir a sua vocação profissional é olhar para o mercado.

Mas o que exatamente isso quer dizer? É relativamente simples. Suponha, por exemplo, que você tenha entrado para a faculdade mais ou menos em 2002, 2003. Naquela época, as lan houses eram muito populares.

No entanto, o tempo passou e hoje elas quase não existem (ainda que os computadores e a Internet sejam mais populares do que nunca). Por isso, é importante entender o que o futuro guarda para as áreas que você tem interesse.

Talvez você adore uma área específica que não tem um futuro muito brilhante. No entanto, sua 3ª ou 4ª opção são de posições das chamadas “profissões do futuro”. Nesse caso, vale a pena dar mais atenção a essas alternativas.

4. Converse com especialistas do mercado

Muitas faculdades ou escolas fazem encontros dos alunos com especialistas em determinadas áreas. Essa é uma ótima oportunidade de conversar com as pessoas que, hoje, são profissionais na área que você quer entrar no futuro.

Essa conversa pode ajudar a eliminar mitos e apresentar a realidade do que você vai encarar quando entrar nessa área da economia. Talvez o que você queira não é exatamente o que você vai encontrar ou talvez seja. É importante esclarecer essa questão antes de dedicar parte do seu tempo a isso.

Vocação profissional: como descobrir a minha?

Começar sua qualificação profissional sabendo a área em que deseja atuar — ou pelo menos entendendo suas afinidades — é muito proveitoso para agregar um conhecimento que, futuramente, será realmente cobrado, reconhecido e visto como diferencial.

Exercer uma profissão compatível com sua personalidade e seus gostos é essencial para manter o interesse, crescer na área e se desenvolver cada vez mais. Isso ocorrerá quase de forma natural.

Portanto, entender sua vocação profissional é um passo para o sucesso. Por meio dela, você poderá direcionar seus estudos, se recolocar no mercado e investir em novos aprendizados e atualizações.

Quer ver 6 dicas que vão ajudá-lo a descobrir sua vocação profissional? Continue lendo este artigo e encontre-se!

1. Faça testes de autoconhecimento

O primeiro passo para encontrar a vocação profissional é conhecer você mesmo. Afinal, optar por profissões que não valorizem o trabalhador, não sejam compatíveis com o seu perfil ou não despertem a vontade de aprender e atuar na área causa sérios problemas de curto e longo prazo, como:

  • desmotivação, impedindo que o profissional consiga bons rendimentos;
  • desinteresse de continuar se qualificando e atualizando;
  • falta de foco, pois o trabalho não desperta as qualidades do profissional;
  • baixa estabilidade nas empresas e, assim, pouco foco no desenvolvimento de um plano de carreira.

Para evitar essas dificuldades, o ideal é separar momentos diários para imersão em si mesmo e entender pontos como: gostos pessoais, assuntos de maior afinidade, sonhos, objetivos, momento de vida e perspectivas.

Testes de autoconhecimento podem funcionar como facilitadores para o entendimento pessoal. Para isso, há desde exemplos online até documentos preparados por psicólogos, muito mais detalhados e específicos, ideais para uma análise completa de perfil.

Porém, se for optar pelos documentos de livre acesso, tenha cuidado com a qualidade das perguntas e não se prenda aos resultados! O importante é fazer uma avaliação pessoal e refletir sobre as informações obtidas para encontrar, pouco a pouco, suas principais características.

2. Informe-se sobre áreas relacionadas

Depois que você entendeu seus pontos fortes, suas fraquezas e seus gostos pessoais e direcionou (mesmo que um pouco) seus objetivos, é hora de pesquisar sobre áreas que aproveitem e precisem dessas características.

Se você se considera uma pessoa mais centrada e metódica, que se dá bem com números e desafios no papel, por exemplo, busque por opções na área de exatas, como programação, física, engenharia etc. Se gosta de lidar com pessoas e tem interesse pela saúde, leia um pouco mais sobre medicina ou enfermagem.

Leia também:  Como É Que Se Sabe Que Um Rapaz Gosta De Nos?

O ideal é se informar o máximo possível sobre as possibilidades das áreas de conhecimento. Entenda a abrangência de cada uma delas e liste as principais escolhas de acordo com seu perfil, sua motivação e seus sonhos.

3. Pesquise as possíveis profissões

Se você já tem uma base de autoconhecimento, entendeu as diferenças entre grandes áreas de estudo e listou exemplos de profissões, pode começar uma análise mais meticulosa, desmembrando as oportunidades de cada carreira.

É importante que os estereótipos não sejam considerados nesse momento. Afinal, é comum pensarmos no curso de Letras e o direcionarmos apenas para a docência, ou no curso de Enfermagem e o relacionarmos estritamente à atuação hospitalar.

A verdade é que existem muito mais possibilidades de exercer seu aprendizado, mas, sem essa informação, torna-se difícil quebrar as imagens prévias. Para tanto, vale pesquisar na internet, tentar contato com as instituições que oferecem tal qualificação e ler sobre os profissionais de cada área.

Essa procura pode ser abrangente, envolvendo cursos de atualização, profissionalizantes, técnicos e superiores. Uma dica é conversar com pessoas do seu círculo de contatos ou mesmo em grupos de redes sociais sobre possíveis escolhas. É interessante ouvir pontos de vista de quem já possui alguma experiência.

4. Realize testes vocacionais

Uma alternativa eficiente é o teste vocacional, preparado por psicólogos e aplicado para analisar seu perfil e indicar áreas compatíveis com você. Tais testes são compostos de perguntas dos mais diversos tipos, cuja análise das respostas pode contribuir com suas escolhas.

Para este item, vale reforçar a questão principal ao procurar entender sua vocação profissional: nenhum resultado é categórico. O importante é usá-lo como base para direcionar suas pesquisas e entender suas possibilidades.

Além disso, uma conversa com o profissional sobre objetivos, sonhos ou momentos de vida pode ajudá-lo a ter uma visão externa e uma opinião imparcial.

5. Conheça na prática

Se você tiver a oportunidade de visitar instituições que oferecem qualificação para seu top 5 de profissões escolhidas, invista nessa ideia e não se prenda!

Ler sobre as áreas pode indicar as principais atuações e possibilidades, mas a prática é totalmente diferente da teoria. Assim, vale a pena entender a real atuação e comparar com as informações anteriormente estabelecidas.

Essa “vivência” pode contribuir tanto para reforçar a vontade de trabalhar em tal setor quanto para quebrar imagens idealizadas. Afinal, muitos profissionais se preparam para um tipo de serviço e, quando inseridos em alguma empresa ou cargo, se deparam com desafios e atividades diversas.

6. Considere o mercado de trabalho

Por fim, depois de muita pesquisa, avaliações e questionamentos, é necessário dar uma olhada na empregabilidade e nas ofertas do mercado de trabalho. Trabalhar em uma empresa que o reconheça como profissional e, ao mesmo tempo, ofereça oportunidades de acordo com suas afinidades é um combo incrível, que traz muitos benefícios, como:

  • motivação para o crescimento profissional;
  • equilíbrio entre rentabilidade e reconhecimento;
  • satisfação dentro do trabalho, permitindo uma atuação de qualidade;
  • compatibilidade com os valores e a missão da empresa, contribuindo para o crescimento e a melhoria dos trabalhos internos.

Vale lembrar que existem áreas de maior e menor oferta de vagas, com porcentagens que variam de acordo com épocas do ano, momento mundial ou condições econômicas do país. Há períodos de grandes oportunidades, mas também aqueles em que as recolocações e o crescimento são mais difíceis. Portanto, esteja preparado para eles.

Encontrar a vocação profissional é um passo para a satisfação dentro do emprego, o crescimento profissional e a elaboração de um bom plano de carreira. Além disso, trabalhar com o que gosta é um adicional para se sentir bem consigo mesmo, melhorando a qualidade de vida e mantendo a estabilidade emocional.

Separe um tempo para entender sua vocação profissional e junte o útil ao agradável! Gostou de nossas dicas? Vai aplicá-las? Assine nossa newsletter e receba todos os nossos conteúdos em primeira mão!

Como descobrir minha vocação depois de ter começado a trabalhar?

Tempo de Leitura: 4 minutos

“Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida”, já dizia o filósofo Confúcio. Não há dúvidas de que essa é uma verdade universal. Entretanto, nem todos têm a sorte de encontrar logo de cara a profissão ideal.

Na verdade, não são raros os casos em que os profissionais enfrentam uma longa jornada no mercado de trabalho até encontrar uma área com que se identifiquem.

Por isso, tenha em mente que nunca é tarde para descobrir seu real interesse. Isto é: aquela carreira que faz você ver o mundo de uma outra forma e viver com um brilho intenso nos olhos.

Interessou-se pelo assunto e quer saber, então, a resposta para o questionamento: “como descobrir minha vocação profissional“? Confira o post abaixo e esclareça de uma vez por todas essa dúvida!

Aposte no autoconhecimento

Como o próprio nome sugere, o autoconhecimento nada mais é do que a capacidade do indivíduo de se entender melhor e conhecer o que tira o seu fôlego. Ele, nesse aspecto, sabe quais são as suas paixões e anseios, assim como também tem plena noção do que o desagrada e não desperta o seu interesse — tanto na esfera pessoal como profissional.

Em outras palavras, a pessoa encontra no seu próprio interior todas as respostas que precisa para ter uma vida plena e equilibrada. Contudo, nem todos conseguem evoluir a tal ponto, tendo inclusive dificuldade em explorar melhor os seus sentimentos, o que é prejudicial na busca da sua vocação.

O primeiro passo, nesse aspecto, é saber identificar as suas qualidades e defeitos, além de se aceitar como é — afinal, cada pessoa é única e insubstituível. Acredite: ao conseguir se autoconhecer, você vai encarar a vida com outros olhos e terá mais facilidade de encontrar sua vocação.

Procure um orientador vocacional

Sabia que existem especialistas capazes de ajudá-lo a escolher uma carreira? O orientador vocacional, inicialmente, realiza alguns testes para compreender as particularidades da pessoa. Mas não é só isso. Ele também leva em consideração a avaliação psicológica feita por meio de um acompanhamento profissional — fator que torna o resultado ainda mais seguro.

A partir de então, ele apresenta diversas profissões que são compatíveis com o seu perfil. Vale destacar que o orientador vocacional oferece um direcionamento, mas somente você pode bater o martelo e decidir qual a área mais adequada. Ou seja: por mais que tal profissional o ajude, a decisão final é sua e de mais ninguém.

Ainda nesse sentido, existem diversos testes vocacionais na internet, que — mesmo que não sejam totalmente precisos — já fornecem uma luz para o usuário. Contudo, tenha cuidado nesse momento e procure por testes que são bem-embasados e de confiança.

Converse com outras pessoas

Ter um diálogo aberto e franco com os profissionais que atuam na área pretendida é uma forma eficiente de ampliar os seus horizontes sobre determinado curso. Afinal, eles vivenciam a rotina e sabem bem os benefícios e também os desafios daquela carreira.

Nesse contexto, ninguém melhor do que eles para falar sobre as particularidades daquele universo. Então, aproveite a experiência dessas pessoas e não tenha receio em fazer as perguntas que julgar necessárias.

Lembre-se de que, assim, você esclarecerá algumas das dúvidas que tiram o seu sono, tendo um conhecimento mais aprofundado do ramo desejado. Pode apostar: essa atitude ajudará a descobrir quais as áreas são mais atraentes, deixando-o satisfeito com a profissão escolhida.

Vá a feiras de profissões

Já ouviu falar sobre as feiras de profissões, não é mesmo? Então, saiba que nelas você conseguirá entender melhor sobre cada área, ficando um pouco mais perto de descobrir qual a sua verdadeira paixão.

Nessas feiras, os participantes têm acesso a inúmeras palestras, que abordam com detalhes as principais carreiras. Ainda tem mais: nelas, você perceberá que existem várias profissões que não são tão divulgadas, mas que são bastante interessantes.

É importante frisar que diversas universidades de destaque promovem anualmente esse encontro. Por isso, verifique a agenda da sua cidade e se programe para participar desse evento que costuma ser esclarecedor no momento de definir a profissão.

Pesquise sobre o curso pretendido

A curiosidade, aqui, é muito bem-vinda. Procure encontrar informações sobre a profissão pretendida na internet. Acredite: com um clique você ficará a par das novidades do mercado, compreendendo as diversas possibilidades que cada área proporciona.

Além do mais, analise a grade curricular do curso. Normalmente, as instituições oferecem um resumo preciso do que será abordado nas disciplinas. Com isso, você terá uma prévia das matérias, certificando-se de que elas são compatíveis com os seus gostos.

Lembre-se ainda de que, para realizar uma graduação, não é preciso largar o seu emprego atual — ainda mais quando se tem a opção da educação a distância (EAD). Cada vez mais procurada, essa modalidade atende principalmente os profissionais que querem se recolocar no mercado de trabalho, mas não possuem muito tempo disponível.

Nesse aspecto, tenha em mente que o diploma obtido por meio da EAD tem o mesmo peso daquele conquistado pela modalidade presencial, sendo ambos reconhecidos pelo MEC.

Tenha paciência

Em alguns momentos, você já chegou a pensar que não tem vocação para nada, certo? Diante desse cenário, surge um desespero sem precedente, deixando-o agoniado e frustrado por não conseguir achar logo uma profissão que desperte o seu interesse.

Mas não se desanime. É só questão de tempo até você conseguir se encontrar profissionalmente.

Tente pensar no futuro e responda: o que você se imagina fazendo? Quais são as suas principais habilidades e competências? O que desperta sua atenção? Ao levar em consideração as respostas para essas questões, você terá mais facilidade em descobrir uma carreira que atenda seus anseios e perspectivas.

Fato é que não existe uma fórmula mágica que solucione o questionamento: “como descobrir minha vocação”? Porém, tratando o assunto com seriedade e dedicando atenção ao tema, você terá mais sucesso nessa missão. Além do mais, não se esqueça de que é fundamental elaborar um planejamento de carreira, que oriente as suas ações a curto, médio e longo prazo.

Achou este post interessante e acredita que ele será útil para muitos amigos? Que tal, então, compartilhá-lo nas redes sociais? Assim, eles terão acesso a essas informações valiosas!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*