Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos?

As cores dos olhos resultam da expressão de vários genes, portanto, segundo oftalmologistas, podem indicar predisposição genética de doenças. Além disso, os sintomas que os olhos podem apresentar podem ser indicativos de alguma condição do corpo.

Ainda que não seja consenso, estudos apontam que pessoas de olhos e pele claros têm maior predisposição para algumas doenças, como a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade) e alguns tumores oculares, como melanoma uveal. Eles também são mais sensíveis à luz e sentem mais incômodo.

Os olhos castanhos podem ter várias alterações como heterocromia (um olho de cada cor), e manifestações congênitas ou hereditárias relacionadas a síndromes raras. O risco das cores da íris mais escuras está em desenvolver catarata e glaucoma de ângulo aberto.

Manchas azuis

A esclera (parte branca do olho) e a córnea são formadas em grande parte por colágeno, que podem ficar azuladas depois de lesões, inflamações ou cirurgias, por terem cicatrizado de forma alterada.

O nome médico é nevus de ota, que é uma proliferação melanocítica, ou seja, excesso de células produtoras de melanina que existem várias partes do corpo. Mas essas manchas azuis também pode indicar a presença de algumas síndromes como:

  • Síndrome da osteogênese imperfeita (conhecida como ossos de vidro e tem a ver com a produção de colágeno, que em pouca quantidade causa fragilidade óssea);
  • Síndrome de Ehlers-Danlos (também relacionada com a síntese do colágeno);
  • Síndrome de Marfan (que prejudica o tecido conjuntivo, responsável pela sustentação e elasticidade do corpo);
  • Síndrome de Horner congênita (condição na qual o olho acometido é mais claro, tem pupila menor e discreta queda da pálpebra);
  • Síndrome de Waardenburg (condição hereditária rara que pode causar surdez e mudanças na coloração do cabelo, da pele e dos olhos).

Olhos vermelhos

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: iStock

Existem diversas doenças que apresentam olhos vermelhos como um dos seus sintomas. As causas vão desde condições oftalmológicas mais simples, como alterações do filme lacrimal e alergias, ressecamento, conjuntivite, até infecções, uveítes, glaucoma, tumores.

Também podem indicar insuficiência renal, insuficiência hepática, levar a fragilidade dos vasos e alteração da coagulação, ocasionando pequenas hemorragias, que se apresentam como manchas vermelhas na superfície do olho.

Em algumas situações, podem ser um sinal do mau controle de problemas sistêmicos, como hipertensão arterial ou diabetes. Ou ainda podem ser decorrentes de degenerações ou cicatrizações da superfície ocular como o pterígio, que é benigno, ou lesões malignas como as neoplasias, sendo as mais graves os carcinomas, que são semelhantes a alguns cânceres de pele.

Olhos amarelados

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: Reprodução/Netlix

Olhos e pele amarelados sugerem a presença de icterícia, condição na qual os níveis de bilirrubina no sangue estão aumentados. Entre as causas para esse aumento estão doenças do fígado e das vias biliares, reações adversas a medicamentos, infecções, anemias hemolíticas e até condições benignas como a Síndrome de Gilbert (quando o fígado não processa adequadamente a bilirrubina).

Ainda há pessoas que possuem uma maior pigmentação natural (melanina) que pode estar presente nos olhos e na pele, o que confere um tom levemente amarelado ou marrom. Nesses casos, a coloração é normal e não está associada ao aumento de bilirrubina no sangue.

Pintinhas nos olhos

Pintas ou lesões hiperpigmentadas (escuras ou marrons) na superfície do olho e da borda palpebral são muito comuns. Os nevus (pinta comum) e as melanoses raciais (acúmulo de melanina) são observadas já nas duas primeiras décadas de vida.

Mas assim como no restante do corpo, a presença de pintinhas nas pálpebras, conjuntiva, íris e no fundo do olho podem indicar tumores malignos e, em alguns casos, ainda sugerir a presença de doenças sistêmicas, como a neurofibromatose (conjunto de doenças genéticas que afetam as células auxiliares do sistema nervoso).

Manchas brancas

Manchas brancas na córnea, ou leucomas, acontecem em situações em que os mecanismos naturais que mantêm a córnea íntegra e transparente são prejudicados.

Podem ter origem em inflamações, infecções, traumas, deformidades, distrofias genéticas, queimaduras e edema (inchaço).

O uso incorreto e sem acompanhamento oftalmológico de lentes de contato é uma causa importante de infecções e traumas na córnea, por exemplo.

Nas úlceras infecciosas (uma ferida aberta na córnea), relativamente frequentes nesses usuários, a mancha branca em geral está associada a dor, secreção, olho vermelho e embaçamento visual. Já em portadores de ceratocone (inflamação na córnea) podem ocorrer lesões em camadas mais profundas da região, que levam à piora visual e lesão esbranquiçada por edema, geralmente indolor.

De forma menos frequente existem opacidades de córnea congênitas, como a anomalia de Peters (opacidade da córnea, que ocorre pela má formação do olho). Mas toda lesão de córnea necessita de exame, porém traumas, queimaduras e infecções requerem avaliação mais urgente para que evite-se piora do quadro e uma sequela ainda maior.

Anel branco

A presença de um anel esbranquiçado na periferia da córnea (que dá a ilusão de que a íris está ficando mais clara) é chamado de “arco senil” e é uma condição normal do envelhecimento, comum após os 60 anos, e não afeta a visão.

É um achado comum que afeta, em intensidades diferentes, de 20 a 35% da população. Nada mais é do que um depósito de gorduras na periferia da córnea. O arco em si não causa alterações visuais e acaba sendo assintomático.

Eventualmente, quando ocorre em indivíduos mais jovens, principalmente abaixo dos 50 anos, pode estar associado a desordens do metabolismo de gorduras, a aumentos nos níveis de colesterol e triglicérides, aterosclerose e alcoolismo.

Vasos sanguíneos (linhas vermelhas)

Alterações nos vasos da retina podem indicar que outros vasos do organismo também estão alterados e serem sinal de hipertensão arterial sistêmica ou diabetes descontrolados.

Mas há uma infinidade de doenças que podem causar alterações vasculares na retina, como alguns tipos de cânceres, como leucemias, outras doenças cardíacas, renais e AVC (acidente vascular cerebral), por exemplo. Raramente são exclusivas dos olhos ou congênitas, por isso é importante procurar um especialista para realizar a avaliação.

Pupila dilatada

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: Brian Aris/Brian Aris

No centro da íris existe um orifício por onde passa a luz, a pupila. Se nosso olho fosse comparado a uma máquina fotográfica, a pupila seria o diafragma da máquina, que se abre e fecha para ajustar o foco e exposição à luz. Na íris existem músculos que regulam a abertura e fechamento da pupila, e são regulados pelos complexos nervos dos sistemas simpático e parassimpático. É um ajuste muito fino. Quando as duas pupilas estão em tamanhos diferentes, chamamos de anisocoria.

A presença dessa condição pode ser normal, mas também ter causas oculares, farmacológicas ou neurológicas.

De forma mais direta, traumas, inflamações oculares, infecções e sequelas de cirurgias oculares podem causar uma atrofia direta na íris, lesando os músculos, e deixando a pupila mais aberta permanentemente, como o caso de David Bowie.

Pode também ser resultado de crises de enxaqueca ou efeitos colaterais de medicações analgésicas, mas geralmente é passageiro.

Se ocorre abruptamente, é recomendada a avaliação em pronto-atendimento por um neurologista, pois pode ser um sinal de alerta de doenças graves, tais como sangramentos cerebrais, aneurismas, AVC ou tumores. Nesses casos, é comum também a visão dupla e desalinhamento dos olhos.

Olhos caídos

Olhos caídos podem ser uma condição presente desde a infância, como em casos de ptose congênita (má formação da pálpebra), miastenia (falha de comunicação entre os nervos e os músculos.), ou ainda estar associada a doenças orbitárias ou neurológicas, como a Síndrome de Horner (interrupção do trajeto dos nervos de um lado do cérebro até o rosto e os olhos).

No entanto, os olhos caídos estão mais comumente associados ao envelhecimento natural, que leva à frouxidão dos ligamentos na região palpebral bilateralmente —o que pode ser corrigido com intervenções cirúrgicas. Daí também a importância da avaliação médica para verificar se há necessidade da investigação de doenças associadas.

Pode ainda ser uma ptose “falsa”, e ser gerada por fatores de confusão, como estrabismos, espasmos musculares, pálpebra anatomicamente diferente, excesso de pele palpebral, ou a pálpebra do outro olho estar anormalmente levantada, deixando a impressão que a outra está caída.

Olhos saltados

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: Springer Science/Business Media

O nome mais técnico para os olhos saltados é exoftalmia ou proptose. Algumas pessoas têm o olho um pouco maior ou as pálpebras levemente mais abertas, dando a impressão de olhos mais proeminentes. Na dúvida consulte um médico oftalmologista.

A causa mais comum dos olhos saltados é a Orbitopatia de Graves, uma doença autoimune associada a distúrbios da tireoide, que causa alterações na gordura e até nos músculos de ambos os olhos.

No caso de apenas um olho saltado (proptose unilateral), pode ser um tumor ou doença vascular.

Se esse aumento unilateral acontecer de forma rápida, associado a outros fatores como dor, perda de visão e paralisia ocular, o paciente deve ser avaliado em caráter de urgência, pois pode ser necessário tratamento cirúrgico rápido.

Olhos secos

Olho seco é uma condição multifatorial muito frequente na população, na qual a lágrima é deficiente ou apresenta evaporação excessiva. Está associada a fatores como envelhecimento, alterações hormonais, poluição, alergias, inflamações, lesões e cirurgias oculares prévias. Em casos mais graves, deve-se pesquisar também doenças reumatológicas associadas.

Leia também:  Como Dizer A Uma Pessoa Que A Amo?

Pode ser ainda efeito colateral de uso de medicações, como antidepressivos e medicações para acne, ou ainda do uso de lente de contato.

Na maioria dos casos, cuidados simples como lubrificação e higiene da borda palpebral, assim como mudanças de estilo de vida, já trazem grande alívio dos sintomas.

Medicações e tratamentos mais específicos serão usados nos casos mais graves, e resistentes a tratamento simples.

Pálpebra inchada

Entre as causas mais comuns de inchaço na região palpebral estão infecções localizadas —como no caso do hordéolo (terçol), tratado facilmente com antibiótico tópico, ou ainda reações alérgicas.

A alergia mais frequentemente é bilateral, há prurido, sem dor, e a melhora é rápida após correta medicação.

O hordéolo mais frequentemente é apenas em uma porção da pálpebra, há dor local, e melhora mais lenta, podendo ser necessário procedimento cirúrgico em casos mais extremos.

Além dessas duas patologias, quaisquer doenças que causem uma inflamação e retenção de líquidos nos tecidos palpebrais, causará o inchaço.

Se ocorre uma infecção mais extensa na pele da pálpebra, define-se como celulite, que deve ser tratada o quanto antes com antibióticos e acompanhamento médico, pois seu avanço pode levar a risco de vida.

Infecção na pele das pálpebras e no globo ocular pelos vírus herpes simples ou herpes zoster também pode ocorrer, causando edema, dor e muitas vezes inflamação ocular associada.

Situações de trauma na face também podem ser responsáveis por edema na região. Alguns tipos de doenças renais e doenças cardíacas também e casos mais extremos de doença da Orbitopatia de Graves. Entretanto, devem ser diagnosticados por um médico especialista. Se o indivíduo apresentar inchaço em ambos os olhos, associado a falta de ar, trata-se de uma situação de emergência.

Visão embaçada

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: iStock

Visão embaçada é um dos maiores sinais de alerta oftalmológico e deve ser prontamente avaliada por um profissional. Pode significar desde uma simples alteração do grau dos óculos até doenças neurológicas ou de retina, podendo estar também associada a níveis altos de glicemia no sangue em pacientes diabéticos, devido ao acúmulo de líquido no cristalino. Podem levar a hemorragias, descolamento da retina e glaucomas. Mas apenas uma consulta oftalmológica completa poderá determinar a causa do embaçamento.

Pontos flutuantes

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos? Imagem: Di Vasca/Arte VivaBem

A visão de pontos flutuantes (ou moscas volantes) está associada à presença de opacidades no humor vítreo, substância que preenche a maior parte do globo ocular, principalmente a parte posterior (entre o cristalino e a retina). É composto de água e colágeno e quando ele encolhe, pode se soltar da rotina e o seu movimento causa a percepção dessas manchas, que podem parecer fios de cabelo ou teias de aranha. Pode estar relacionada com o envelhecimento, mas também por fatores como miopia, traumas, inflamações ou hemorragias.

Apesar de frequentemente ser uma condição benigna, pode ser um fator de risco para a presença de roturas retinianas, que são lesões que podem levar ao descolamento de retina, porque podem causar hemorragias. Portanto, em caso de visão de pontos flutuantes intensos, com flashes de luzes, sombras, deve-se procurar um profissional para exame da retina.

Quando procurar um médico

Percebendo algum dos sintomas apontados, é necessário procurar um oftalmologista para verificar a situação e indicar um tratamento ou mesmo a busca de outro especialista.

As situações emergenciais como alterações neurológicas súbitas, choque anafilático ou proptose dolorosa com paralisia ocular exigem que o paciente procure um pronto-atendimento.

É recomendado realizar consultas periódicas com um oftalmologista anualmente, mesmo sem notar alterações.

Fontes: Aline Couto Carneiro, oftalmologista da rede Dr. Consulta; Omar Assae, oftalmologista do Hospital CEMA (SP); Tiago Rodrigues Batista, oftalmologista do Hospital 9 de Julho (SP; e Thaís Vera Monteiro, oftalmologista da clínica HCLOE Oftalmologia Especializada (SP).

Descubra o que a cor dos seus olhos revela sobre sua personalidade

Parece coisa de poeta dizer que os olhos são as janelas da alma, não é mesmo? Mas parece que a Ciência comprovou algo mais ou menos assim. De acordo com um estudo desenvolvido pela Universidade de Orebro, na Suécia, a cor dos seus olhos podem revelar muito sobre sua personalidade e como você encara a vida.

E olha que não é coisa de adivinho, não, hein! Para chegar às conclusões que você vai conferir na lista abaixo, os pesquisadores analisaram os traços psicológicos de 428 pessoas e descobriram que padrões na íris das pessoas podem sugerir impulsividade, credibilidade, calor e uma série de outras informações.

Como Saber Qual A Cor Dos Meus Olhos?

Sobre a influência que a cor de seus olhos pode ter sobre seu como de agir e pensar, os cientistas atribuem boa parte da responsabilidade aos genes de cada um. Isso porque eles são responsáveis pela forma como a íris das pessoas se desenvolve e ajudam a construir o lobo frontal do cérebro, que desempenha um papel decisivo na formação da personalidade.

E aí, você sabe o que a cor dos seus olhos quer dizer sobre você? Se ainda não, essa é a sua oportunidade. Tudo que você tem a fazer é acompanhar nossa lista e descobrir.

Confira, abaixo, o que a cor dos seus olhos revela sobre você:

Pretos

Se a cor dos seus olhos é preta, seu senso estético deve ser muito apurado, bem como seu amor pela vida. Você pode se encaixar em trabalhos que exigem criatividade, mas também pode se sair bem em algo mais sistemático. Agora, sobre seu lado “menos legal”, digamos assim: você é uma pessoa dominadora.

Agora, se a cor dos seus olhos é o castanho, você é uma pessoa mais associada à liderança. Normalmente, pessoas com olhos castanhos conseguem convencer pessoas de forma mais fácil, talvez por inspirar confiança, o que torna essas pessoas líderes natos.

Estão entre os olhos mais bonitos que existem. Se essa é a cor dos seus olhos, você tende a ser uma pessoa mais impulsiva e espontânea que as demais. Além disso, pessoas com olhos desse tom também costumam ser independentes e cheios de surpresas.

Cinza

Pessoas com esse tom nos olhos são mais equilibradas, embora também transpareçam um pouco de selvageria, quando preciso. Pessoas assim não medem esforços para alcançar seus objetivos, especialmente no campo profissional e têm um senso de autodefesa muito apurado.

Verdes

Competentes e calmas, pessoas com olhos verdes são comumente associadas ao bom desempenho, mesmo sob pressão. Além disso, são muito criativas, sedutoras, misteriosas e tem a beleza física como arma principal na sedução.

Azuis

Apesar de ser uma tonalidade tranquila, e até tímida, pessoas com olhos azuis inspiram força, em termos de músculos e emoções. Com relação às mulheres com essa cor de olhos, então, elas costumam ser mais fortes na hora de enfrentar barreiras emocionais, como a ansiedade e a depressão. Dizem que são mais resistentes até mesmo na hora da dor do parto.

  • E então o que a cor dos seus olhos diz sobre você?
  • E, por falar em traços de personalidade, conheça também: 10 transtornos de personalidade mais comuns atualmente.
  • Fonte: Diply

Qual a cor dos seus olhos?

A cor dos olhos é uma característica poligênica e é determinada pelo tipo e quantidade de pigmentos na íris do olho. Os humanos e os animais têm muitas variações fenotípicas na cor dos olhos. Nos olhos humanos, essas variações de cores são atribuída a diversos rácios de eumelanin produzido por melanócitos na íris.

O colorido brilhante dos olhos de muitas espécies de aves estão em grande parte determinados por outros pigmentos, como pteridinas, purinas, e carotenóides.  Três elementos principais dentro da íris contribuir para a sua cor: a melanina do epitélio pigmentar da íris, a melanina dentro do estroma da íris e a densidade celular do estroma da íris.

Nos olhos de todas as cores, o epitélio pigmentar da íris contém o pigmento preto, chamado de eumelanin. As variações de cor entre os diferentes tipos de íris são normalmente atribuídos à melanina que existe dentro do estroma da íris. A densidade de células dentro do estroma afeta quanto de luz é absorvida pelo pigmento subjacentes do epitélio.

Cor dos olhos

(escala de Martin Schultz) Carleton S. Coon criou este gráfico para a escala de Martin Schultz frequentemente utilizada na antropologia física.

Olhos âmbar

 Olhos âmbar são de uma cor sólida e tem um forte amarelado/dourado e castanho-avermelhado/matiz de cobre. Isto pode ser devido à deposição do pigmento amarelo chamado lipocromo na íris (que também é encontrada nos olhos verdes e violeta). Olhos âmbar não devem ser confundidos com os olhos castanhos, embora maio contenham salpicos de âmbar ou ouro, que normalmente têm tendência para incluir muitas outras cores, inclusive verde, marrom e laranja. Além disso, olhos castanhos podem aparecer a mudança de cor e consistem de flecks e ondulações, enquanto os olhos âmbar são de uma tonalidade ouro sólido.  Os olhos de alguns pombos contêm pigmentos amarelos fluorescendo conhecido como pteridines. Os olhos amarelos do corujão-orelhudo se pensa que, devido à presença do pteridine pigmento xanthopterin dentro de certos cromatóforos (chamado xanthophores), situado no estroma da íris. Nos seres humanos, manchas amareladas acontecem devido ao pigmento lipofuscina, também conhecido como lipocromo.

Azul

Olhos azuis são mais comuns no Europa Central e do Norte e, em menor grau no Sul da Europa e também na América do Norte, eles também são encontrados em parte da África do Norte, Ásia Ocidental e Sul da Ásia, em especial as regiões setentrionais. São encontrados principalmente em pessoas de origem norte-européia, central-européia, norte do leste europeu e países bálticos. Sul-asiáticos também podem ter olhos azuis, mas é muito raro. Os Países Nórdicos têm o maior percentual de pessoas com olhos azuis. Vários bebês com olhos claros têm olhos azuis, porém seus olhos escurecem conforme os anos (devido ao aumento da produção de melanina pelo corpo), ou mudam de cor. Olhos azuis podem tornarem-se castanhos pela medicação a longo prazo de Latanoprost (também conhecido como Xalatan), que, como efeito colateral, causa o escurecimento da cor dos olhos.

Leia também:  Quando A Mãe Não Deixa O Pai Ver O Filho Como Proceder?

Marrom

A grande maioria da população mundial têm olhos escuros, variando desde castanhos até pretos. Olhos castanhos claros estão presentes em muitas pessoas, mas numa menor extensão. Olhos marrons muito claros são mais comuns em pessoas com a pele mais morena, como descendentes de árabes. A maior parte dos habitantes da África, Asia, e das Américas têm olhos castanhos. Olhos castanhos também são encontrados na Europa, Oceania e América do Norte. Olhos castanhos também podem ser obtidos pela medicação à longo prazo de Latanoprost (também conhecido como Xalatan), que, como efeito colateral, causa o escurecimento da cor dos olhos. Olhos castanhos sempre foram considerados dominantes entre os genes, mas estudos recentes mostram que nem sempre isso é verdade.

Pessoas com olhos marrons muito escuros podem parecer ter olhos pretos em ausência de luz forte, ou até mesmo à exposição de luz.

Isso é muito comum em pessoas de origem Africana, Asiática, nativos americanos e em descendentes de povos árabes. Porém não existem olhos com a íris absolutamente preta.

Mas uma íris preta/castanho muito escuro não determina a raça ou etnia. Pode existir uma pessoa com a pele extremamente branca com olhos escuríssimos.

Cinza

Olhos cinzas são uma variação dos olhos azuis (sempre mais claros, possuindo menos melanina). Há uma grande variedade de sombras cinzas, do quase branco (cinza claro) ao escuro. Como também visto noutras cores, olhos cinzas também parecem mudar de cor dependendo das cores que o cercam. Visualmente, eles aparentam variar de cor entre os tons de azul, verde e cinza, dependendo da iluminação e das cores do ambiente. Eles são mais comuns na Rússia européia, em países Bálticos e na Finlândia.

Verde

São a cor mais rara de olhos, apenas cerca de 1-2% da população mundial possui verdadeiros olhos verdes. Olhos Verdes são mais freqüentemente encontrados em pessoas de origem Celta, Países Nórdicos, Germânica, e Eslava. Húngaros têm o maior percentual de olhos verdes entre todas as populações, cerca de 20%. Olhos Verdes também são encontrados, apesar de que em proporções baixas, em populações do Oriente Médio ao centro e sul da Ásia. E eles são tão comuns entre os Pashtuns que no Paquistão, Pashtuns são freqüentemente chamados “Hare Ankheian Vaale”: o povo dos olhos verdes. Os olhos verdes possuem menos melanina que os castanhos, mas mais que os azuis e cinzas.

Castanhos

Geralmente utilizado para descrever elementos de olhos, às vezes alternando de verde nas pontas a castanho em volta da pupila, podendo ter uma íris multicolorida com diferentes tons de castanho, verde e/ou azul/cinza misturados, podem parecer variar de cor de acordo com a luz do sol, e podem até mesmo ser amarelados/dourados. Em cães ficam um efeito azul devido a uma membrana que envolve o globo ocular. Alguns olhos castanhos muito claros ou esverdeados, são chamados cor-de-mel quando possuem tons amarelados, lembrando a cor do mel das abelhas. Olhos esverdeados são dominantes (sem incluir outros continentes) em países Centro-Europeus como o sudoeste da Rússia, Bielorrússia, Ucrânia, sul e centro da Polônia, sul da Alemanha, Suíça, norte da Itália, Eslovênia e outros. Essa cor de olhos é mais dominante que azul. Grande parte dos olhos esverdeados não são considerados claros por serem uma variação de castanho.

Vermelho

Em animais e humanos que tenham albinismo, a íris pode parecer vermelha graças à falta de qualquer pigmentação; a íris ganha a cor do sangue.

Violeta

Olhos de cor violeta são extremamente raros, e são uma variação dos olhos azuis. Crê-se que são causados por tão pouca pigmentação nos olhos que os vasos sangüíneos vermelhos o permeiam, causando uma coloração violeta da íris. A atriz Elizabeth Taylor é um bom exemplo deste tipo de olhos.

Fonte : Wikipédia

Quer ler mais assuntos de Saúde e Bem-Estar? Leia Aqui

7 Aspectos que influenciam e podem mudar a cor dos seus olhos

Quase todo mundo já se imaginou pelo menos uma vez com os olhos de outra cor, mas nem todo mundo sabe que existem muitos fatores, como a alimentação e as emoções, que podem, de fato, alterar a cor da íris.

Neste post, vamos mostrar alguns aspectos que podem causar essas alterações.

© Titanic / 20th Century Fox

As emoções têm um enorme poder de afetar fisicamente o nosso corpo. Uma alegria ou uma raiva muito intensas não mudam apenas a frequência cardíaca ou a aceleração da respiração; elas produzem também uma maior intensidade da cor da íris, que pode ficar mais clara ou mais escura.

Em geral, cores mais claras aparecem durante momentos felizes.

© Depositphotos, © Depositphotos

Se o bebê nasce com os olhos azuis, é muito provável que você tenha uma surpresa mais para frente. O segredo dos olhos azuis, também chamado de ’efeito do céu’, está no pequeno conteúdo de melanina na íris, que faz a luz dispersar mais.

Por causa de uma baixa densidade das fibras do estroma, o azul se manifesta ainda mais. Na maioria dos bebês entre os 3 e os 18 meses, a cor dos olhos pode ficar mais escura se há um acúmulo maior de melanócitos na íris. Em pessoas de regiões montanhosas, é normal que o azul se transforme em marrom.

Isso tudo depende da cor dos olhos dos pais. Às vezes, a cor pode demorar até 10 anos para estabilizar

Em bebês que nascem com os olhos marrons, tudo é mais estável, e o tom, em geral mais forte, se mantém durante toda a vida. Por causa do alto conteúdo de melanina, a camada externa da íris absorve e reflete a luz, por isso a cor marrom é produzida. Pessoas com olhos castanhos têm um bônus: uma porcentagem menor de doenças oculares.

Segundo uma pesquisa, na República Tcheca as pessoas com olhos castanhos são consideradas mais confiáveis, já mulheres com olhos claros costumam ser menos negativas e têm menos probabilidade de sofrer depressão

Estudos recentes demonstraram que a cor dos olhos é afetada por mais ou menos 16 genes, o que complica muito a sua previsão.

Na medicina não tradicional existe uma teoria sobre a relação entre a cor da íris e o estado dos órgãos internos. Esse modelo de diagnóstico se chama iridologia, mas, pela falta de uma base sólida de evidências, ela ainda é considerada uma ’pseudociência’.

Não obstante, o médico Robert Morse, especialista em desintoxicação que atendeu mais de 250 mil pacientes e há muito tempo se interessa pela área, afirma o seguinte: o quadrante superior do olho está associado com a saúde do cérebro, enquanto que o círculo interior se relaciona ao sistema digestivo.

Além disso, ele afirma que comer muitas frutas e hortaliças frescas pode mudar significativamente a cor dos olhos. Morse fez muitos vídeos sobre suas pesquisas.

Uma jovem seguiu uma dieta à base de alimentos crus durante 6 anos e compartilhou as fotos em que é possível ver como a cor de seus olhos foi mudando.

Segundo o mesmo médico, a abundância da cor amarelada revela uma grande quantidade de toxinas.

Ao melhorar o funcionamento do intestino, a jovem observou uma mudança na cor dos olhos, que foi de um marrom esverdeado para um tom mais claro e vivo, além de um branco forte em volta da íris.

Mas o médico também afirma que o pigmento de cada pessoa é único. Sobre os alimentos, ele afirma que o espinafre ajuda a preservar a juventude dos olhos e dá brilho, o mel pode deixar os olhos com um tom mais claro, os mariscos deixam os olhos mais vivos e o azeite, a cebola e as nozes também têm influência sobre a cor dos olhos.

As mulheres têm algumas ferramentas mágicas que servem como ajuda para mudar significativamente o tom dos olhos. Os nomes dessas ferramentas mágicas são maquiagem em diferentes tons, roupa, cabelo e bijuteria. Por exemplo, as mulheres com olhos marrons, com a ajuda de objetos dourados, rosa e verde, podem deixar o tom da íris muito mais claro.

As mulheres com olhos azuis ou verdes costumam apostar em joias turquesa, esmeralda e pedras azuis.

Ao mesmo tempo, as cores neutras, como branco, cinza e preto dão a oportunidade de mostrar a verdadeira cor dos olhos.

Se você usa lentes, peça ao oftalmologista cristais AR; eles são mais cômodos e neutralizam os reflexos, o que faz com que as outras pessoas vejam a cor dos seus olhos sem alteração.

© Depositphotos, © Depositphotos

Os olhos castanhos são os mais comuns: eles são encontrados em 70% da população mundial de todos os continentes, desde a Austrália até a América do Norte e do Sul.

Em algumas regiões, quase todos os moradores têm olhos castanhos, o que acontece no Japão, em aldeias chinesas, no Oriente Médio, na América do Sul e no sul da Europa.

Nos Estados Unidos, por exemplo, quase metade da população tem olhos castanhos.

As pessoas com olhos azuis são mais encontradas na Europa: 89% da população da Estônia, Dinamarca e Finlândia, 75% da Alemanha e 50% do Reino Unido. Às vezes, o tom é encontrado na Síria e nos judeus.

Em 2008, cientistas especializados em genética da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, revelaram que a íris azul é uma mutação no gene que surgiu há mais de 6 mil anos.

Um dos pesquisadores explicou: “inicialmente, todo mundo tinha olhos castanhos e a mutação diminuiu a quantidade de melanina”. Segundo os cientistas, isso começou no noroeste do Mar Negro.

Leia também:  Jakie są objawy nerwicy?

Mas a cor verde aparece em apenas 2% dos habitantes do Planeta. Esse tom se formou em função do conteúdo moderado de melanina e de uma mistura de pigmentos de tons amarelos e marrons. Ele costuma aparecer mais na Espanha, Irlanda, Rússia, Brasil, Islândia e Paquistão. Mas a cor mais rara é o amarelo, resultado de um pigmento chamado lipocromo.

Há algum tempo, eram realizadas intervenções de alto risco para introduzir um implante que clareasse os olhos. Uma mulher famosa da Argentina acabou ficando cega por isso.

Desde 2011, as pessoas começaram a usar o laser, inventado pelo médico americano Gregg Homer. Com a ajuda do laser é possível destruir células de melanina e clarear a íris.

Ou seja, pessoas com olhos castanhos podem ter olhos cinza ou azuis claros.

O procedimento dura apenas 20 segundos e o resultado final aparece após duas ou 4 semanas. Homer descobriu o procedimento graças a um amigo dermatologista, que queimava pintas com laser. Os primeiros estudos indicaram que o procedimento não afetava a visão, mas estudar todas as consequências demanda muito tempo.

Portanto, antes de realizar esse procedimento, melhor esperar por novas pesquisas.

Em algumas pessoas os olhos mudam de cor. Este fenômeno é atípico e ainda não foi completamente estudado, mas os cientistas afirmam que não se trata de uma doença, e sim de uma característica própria.

Isso costuma acontecer mais em pessoas com olhos verde azulados ou marrom esverdeados, conhecidas como hazel .

Os médicos não relacionam esta condição com a visão; segundo eles, é apenas um ’dom’ genético.

Segundo as pesquisas de alguns biólogos, uma mudança uniforme na cor da íris costuma estar relacionada com o sistema nervoso e endócrino, mas a sua causa está na chamada dispersão de Rayleigh e na quantidade de melanina.

Os olhos de camaleão são sensíveis ao estresse, ao cansaço e ao ambiente externo. Psicólogos observam nesse tipo de pessoa um grau de imprevisibilidade e certa propensão a uma instabilidade temperamental.

© Captain America: The First Avenger / Marvel Studios© Charlie St. Cloud / Universal Pictures

E você, gostaria de mudar a cor dos seus olhos?

Imagem de capa livelovefruit

Pais de Olhos Castanhos = Bebês de Olhos Castanhos?

Por Amy Hellem; revisado por Gary Heiting, OD

Olhos castanhos são mais comuns em todo o mundo do que qualquer outra cor dos olhos. Mas a prevalência de olhos castanhos varia significativamente com a geografia.

A maioria das pessoas que vivem na África e na Ásia tem olhos castanhos escuros. A cor dos olhos marrom escura também é muito comum no Oriente Médio.

Mas na Europa, tanto a prevalência quanto a tonalidade dos olhos castanhos variam significativamente de região para região.

No Reino Unido, estima-se que 22% da população tenha olhos castanhos – incluindo olhos castanhos escuros, olhos castanhos claros e olhos castanhos mel. Se você incluir olhos castanho-claros (às vezes chamados de olhos cor de avelã), a prevalência será ainda maior.

Mas a alta prevalência não significa que todos os olhos castanhos tenham a mesma aparência. Há muita variação na aparência de pessoa para pessoa, e há ainda vantagens de saúde em ter olhos castanhos (saiba mais abaixo).

O que causa os olhos castanhos?

Embora haja cores de olhos diferentes, incluindo olhos azuis e olhos verdes menos comuns, existe apenas um tipo de pigmento para a cor dos olhos. A quantidade deste pigmento (chamada melanina) presente na íris do seu olho determina a cor dos seus olhos.

Olhos com pouca melanina na íris são azuis. Os olhos com um pouco mais de melanina são verdes, castanhos ou castanhos claros. E aqueles com alta concentração de melanina são castanhos médios ou escuros.

A cor dos olhos é uma característica herdada. Mas prever a cor dos olhos da sua árvore genealógica é mais difícil do que você imagina. De fato, há evidências de que até 16 genes podem influenciar a cor dos olhos.

Portanto, é muito possível que crianças da mesma família tenham cores de olhos diferentes e olhos que não sejam da mesma cor que os de seus pais. Devido a complexas variações e interações de genes, é difícil dizer com certeza que cor de olhos uma criança pode vir a ter.

Além disso, os olhos de muitos bebês caucasianos contêm muito pouca melanina ao nascer e parecerão azuis nos primeiros meses de vida. Porém, de 12 a 18 meses, mais melanina pode se acumular na íris, fazendo com que a cor dos olhos mude de azul para verde, castanho ou avelã.

Benefícios dos olhos castanhos

Se você tem olhos castanhos, ficará feliz em saber que os pesquisadores descobriram que o maior teor de melanina em seus olhos está associado a vários benefícios à saúde.

Pessoas com olhos castanhos podem ser menos vulneráveis a certas doenças. Por exemplo, pessoas com olhos castanhos parecem menos propensas a desenvolver degeneração macular relacionada à idade do que pessoas com olhos claros.

Além disso, pessoas com olhos castanhos têm menor risco de diabetes tipo 1 e melanoma ocular, em comparação com indivíduos com olhos azuis claros.

Uma pesquisa no National Hospital for Neurology and Neurosurgery de Londres sugere que indivíduos com olhos azuis têm um risco maior de problemas auditivos causados pela poluição sonora ambiental em comparação com colegas de trabalho com olhos castanhos.

Os autores do estudo consideraram que o pigmento de melanina pode ajudar a proteger os nervos no cérebro dos danos induzidos pelo ruído.

Mas nem tudo são boas notícias para pessoas de olhos castanhos.

Pesquisas da Universidade de Pittsburgh descobriram que mulheres com olhos escuros pareciam sentir mais dor ao dar à luz em comparação com mães com olhos claros. As mulheres com olhos claros também tiveram menos ansiedade, depressão, pensamentos negativos e distúrbios do sono do que as mulheres com olhos castanhos.

Além disso, pesquisadores da Austrália descobriram que pessoas com íris marrons escuras
eram mais propensas a desenvolver catarata do que pessoas com olhos de cor mais clara. Portanto, não deixe de usar óculos de sol que protejam seus olhos da radiação UV ao ar livre, se você tiver olhos castanhos. (Na maioria dos casos, os óculos de sol polarizados oferecem o maior conforto à luz do sol.)

Olhos castanhos: Mais confiáveis?

Você sabia que ter olhos castanhos pode fazer você parecer mais confiável?

Em uma pesquisa realizada na República Tcheca, estudantes universitários foram convidados a ver fotografias de 80 colegas (40 homens e 40 mulheres, com idades entre 19 e 26 anos). Os participantes do estudo foram convidados a avaliar os alunos fotografados quanto à confiabilidade em uma escala de 10 pontos.

Os alunos fotografados foram instruídos a assumir expressões neutras e a não sorrir, bem como a não usar maquiagem ou joias.

Todas as fotos foram cortadas para que os olhos estivessem sempre na horizontal na mesma altura, com um comprimento padrão do pescoço visível.

Apenas fotos de indivíduos com olhos azuis ou olhos castanhos foram usadas no estudo. Fotos de alunos com olhos castanhos ou verdes foram excluídas.

  • Os resultados do estudo revelaram que pessoas com olhos castanhos eram percebidas como significativamente mais confiáveis do que aquelas com olhos azuis.
  • Mas é um pouco mais complicado que isso.
  • Pesquisadores descobriram que havia uma relação entre a cor dos olhos e o formato do rosto, e que o formato do rosto de uma pessoa desempenha um papel fundamental na percepção de confiabilidade.

Os rostos de pessoas com olhos castanhos tendiam a ter um queixo mais redondo e largo, uma boca mais larga com cantos voltados para cima, olhos relativamente maiores e sobrancelhas mais próximas.

Por outro lado, os rostos de olhos azuis eram caracterizados por uma face inferior mais angular e proeminente, um queixo mais longo, uma boca mais estreita com cantos voltados para baixo, olhos relativamente menores e sobrancelhas bastante distantes.

“Indivíduos de olhos castanhos tendem a ser percebidos como mais confiáveis do que os de olhos azuis”, explicaram os autores do estudo. “Mas não são os olhos castanhos que causam essa percepção. É a morfologia facial vinculada aos olhos castanhos”.

Opções de cor dos olhos

Apesar das vantagens associadas aos olhos castanhos, se você quiser experimentar outras cores, você pode.

Há uma grande variedade de lentes de contato coloridas para olhos castanhos – e essas lentes coloridas de mudança de aparência estão disponíveis mesmo que você não precise de correção para miopia, hipermetropia ou astigmatismo. Existem até lentes de contato coloridas para olhos castanhos que podem mudar a cor dos seus olhos para azul claro, se é isso que você deseja.

Não está pronto para lentes de contato, mas quer conhecer outras maneiras de fazer seus olhos castanhos “emergirem”?

Se você usa óculos, peça ao seu oculista para mostrar como as diferentes cores da armação podem complementar e aprimorar seus olhos castanhos. Além disso, escolha lentes
com tecnologia tecnologia antirreflexo para ajudar a mostrar a cor dos seus olhos. A tecnologia AR elimina reflexos incômodos, permitindo que outras pessoas vejam a beleza e a expressividade dos seus olhos castanhos.

Além disso, consulte com um esteticista profissional para descobrir a melhor sombra para os olhos e compensar os olhos castanhos. As escolhas certas para você dependerão de vários fatores — incluindo a cor do cabelo e o tom da pele, bem como a profundidade do pigmento nos olhos castanhos.

Page updated March 2021

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*