Como Saber O Que Vai Sair No Exame?

O exame nacional de biologia é um dos mais concorridos. Todos os anos, milhares de alunos procuram realizar a preparação exame biologia e geologia, de modo a garantirem o acesso ao ensino superior no curso que desejam. É natural que procurem saber tudo sobre preparação para exame de biologia e geologia.

Este número elevado de alunos prende-se com o pormenor de ser uma prova de ingresso que é exigida por muitas instituições de ensino superior para muitos cursos superiores. Especialmente para os cursos universidade mais voltados para as áreas das ciências, engenharias, etc.

Por isso, os exames nacionais biologia e geologia devem ser muito bem preparados para que os alunos consigam obter excelentes notas e não comprometam a entrada no curso que desejam. E, claro, quanto mais cedo começar a acontecer, melhor!

Para conseguir preparar-se para o exame nacional de biologia precisará de assimilar todos os conteúdos que aprendeu na disciplina na biologia 10o ano e biologia 11 ano. Não adiante concentrar-se na memorização da disciplina, se realmente não compreender toda a matéria e as aprendizagens essenciais biologia e geologia.

Como Saber O Que Vai Sair No Exame?A biologia está presente em tudo o que nos rodeia. Se dominar esta disciplina poderá compreender melhor a nossa sociedade e ter uma atitude mais participativa. | Fonte: Pixabay

Lembre-se sempre que a biologia e geologia permitirá que exerça uma cidadania responsável, perante a compreensão de problemas e a tomada de decisões importante sobre questões que influenciam as sociedades e os subsistemas do planeta Terra.

Estudar e perceber a disciplina de biologia e geologia, só tem sentido se conseguir depois olhar para o mundo real e conseguir compreender todos os fenómenos naturais que estão por detrás.

Se tiver isto em mente e perceber a utilidade que a biologia e geologia poderá trazer à sua vida, será muito mais motivador estudar e perceber também todos os conteúdos da matéria lecionada. Sabia que a biologia até tem uma palavra sobre as aulas lecionadas?

Os melhores professores disponíveisComo Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?Como Saber O Que Vai Sair No Exame?1ª aula gratuita

Com o aproximar das datas exames nacionais, é natural que muitos estudantes se comecem a preocupar com a matéria que sairá. Embora, a melhor solução, passe sempre por ter aulas de preparação exame biologia e geologia ao longo de todo o ano letivo.

A biologia e geologia é uma disciplina bienal (10.º e 11.º anos) do curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias.

Fique desde já a saber as aprendizagens essenciais biologia e geologia que vão estar sujeitas a avaliação:

  • conhecimento e compreensão de dados, de conceitos, de modelos e de teorias;
  • interpretação de dados de natureza diversa;
  • aplicação, em novos contextos e a novos problemas, dos conhecimentos adquiridos;
  • explicação de contextos em análise, com base em critérios fornecidos;
  • estabelecimento de relações entre conceitos/articulação entre conteúdos;
  • estabelecimento de relações de causa e efeito;
  • reconhecimento da função da observação na investigação científica;
  • identificação/formulação de problemas/hipóteses explicativas de processos naturais;
  • identificação de argumentos a favor ou contra determinadas hipóteses/conclusões;
  • interpretação/alteração de procedimentos experimentais fornecidos;
  • interpretação dos resultados de uma investigação científica;
  • previsão de resultados/estabelecimento de conclusões;
  • formulação e comunicação de opiniões críticas, cientificamente fundamentadas e relacionadas com Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA);
  • utilização de linguagem científica adequada na comunicação escrita.

As temáticas Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente e a dimensão prático-experimental são objeto de avaliação. A dimensão prático-experimental pode, também, ser mobilizada transversalmente na prova.

É muito importante que todos os alunos de biologia e geologia aprendam os conceitos, teorias, leis e princípios destas duas áreas científicas. E também saibam a história dos exames nacionais de biologia.

Também é importante que ao prepararem-se para os exames nacionais biologia e geologia saibam como é que os cientistas trabalham e que fatores (metodológicos, históricos e sociológicos) influenciam a construção do conhecimento científico.

É importante que domine completamente os conteúdos de biologia 10o ano e biologia 11 ano para que se possa preparar de um modo eficiente para os exames nacionais biologia e geologia. | Fonte: Pixabay

Todos os conteúdos programáticos da biologia 10o ano e biologia 11 ano devem estar totalmente assimilados e compreendidos pelos estudantes que vão realizar o exame nacional de biologia.

Dominando completamente a matéria e sendo capazes de realizarem vários exercicios de biologia nas mais diversas áreas (morfologia biologiabiologia da conservaçãociclos de vida biologia ou reinos biologia), tudo estará alinhado para que consigam tirar excelentes notas.

Depois de perceber a matéria de biologia e geologia que poderá sair nos exames nacionais biologia e geologia, bem como todas as aprendizagens essenciais biologia e geologia que precisa de dominar, é importante que tenha uma noção da caracterização da prova! Saiba também quando são e quais são as fases dos exames nacionais de biologia.

Prepare-se para encontrar no exame nacional de biologia, elementos de seleção, que podem ser de escolha múltipla e elementos de construção, com resposta restrita, por exemplo.

O peso dos elementos de biologia e de geologia tem um peso muito semelhante na prova que irá prestar e também se distribui de modo igual pelos dois anos de escolaridade, ou seja, por tudo o que aprendeu na biologia 10o ano e biologia 11 ano.

Muitos alunos apresentam algumas dificuldades em lidarem com o stress e a ansiedade para os exames nacionais. O professor particular de biologia e geologia também ajudará neste ponto. | Fonte: Pixabay

O exame nacional de biologia poderá ter vários elementos de suporte:

  • Textos
  • Tabelas
  • Gráficos
  • Mapas
  • Esquemas
  • Figuras

A prova é cotada para mais de 200 pontos.

A nível do material que precisará para o exame nacional de biologia, receberá uma folha própria, ou seja um modelo oficial, que é fornecido pela escola. Poderá levar uma caneta de tinta preta ou azul. É completamente errado utilizar o corretor.

O exame nacional de biologia dura 120 minutos e tem uma tolerância de 30 minutos. Conheça algumas dicas para estudar para o exame nacional de biologia.

Depois de perceber quais os conteúdos com que irá deparar-se nos exames nacionais, na disciplina de biologia e geologia, é importante que procure por aulas de preparação para exame de biologia e geologia.

Com o apoio certo de um explicador particular de biologia e geologia poderá começar a aprender e assimilar todas as aprendizagens essenciais biologia e geologia.

Para quê acumular dúvidas e mais dúvidas ou então começar a preparar-se em cima da hora? Ter a capacidade de saber pedir este auxílio de um professor particular, é gerir com inteligência o estudo para um momento tão importante, o do acesso ao ensino superior.

E desenganem-se os alunos que pensam que as explicações são apenas para os maus alunos ou alunos com maiores dificuldades. O apoio de um professor particular de biologia e geologia poderá ajudar a obter ainda melhores notas à disciplina e a manter a tranquilidade para o exame nacional de biologia.

O melhor local onde descobrir este tipo de apoio especializado passa mesmo pela Superprof. Trata-se da maior plataforma dedicada ao ensino a nível mundial. Tem mais de 13 milhões de professores que ensinam a mais de 1000 disciplinas.

Para a disciplina de biologia e geologia, encontrará cerca de 26 mil professores totalmente disponíveis para arrancarem com as explicações.

Os professores de biologia e geologia da Superprof oferecem a primeira aula gratuitamente, o que é excelente para verificar se gosta do professor, conhecer os seus métodos de ensino, comunicar os seus objetivos e metas, entre muitas outras questões que possam surgir.

Normalmente, também poderá optar por ter aulas online ou presenciais. Se preferir a primeira solução, poderá escolher um professor de biologia e geologia que se encontre em qualquer parte do mundo.

Nas aulas presenciais, convém optar por um professor que more nas redondezas para que possa com relativa facilidade deslocar-se e combinar as explicações. Neste caso, muitos professores acrescentam uma taxa de deslocação.

Com o apoio de um professor particular de biologia e geologia poderá estudar atempadamente, de modo a obter a média deseja para ingressar no ensino superior. | Fonte: Pixabay

Como acabou de comprovar, é relativamente simples começar a realizar a sua preparação para exame de biologia e geologia ou verificar os resultados do exame nacional de biologia.

Só precisa mesmo de entrar no site da Superprof e começar a escolher o professor que corresponder melhor ao seu perfil. Não precisa de se preocupar em relação aos preços, porque a Superprof apresenta os professores mais competitivos do mercado.

Para além de encontrar os preços mais baratos, poderá escolher qual o que pretende e ainda comprar packs de aulas com valores mais acessíveis.

Este apoio irá permitir que tire excelentes notas no exame de biologia e geologia e comece, deste modo, a preparar o seu futuro de um modo inteligente. E se já tira boas notas, este tipo de apoio permitirá que mantenha a sua performance escolar. Só o irá ajudar a concretizar os seus objetivos.

Marque já a sua primeira aula com um professor particular de biologia e geologia. Não perca mais tempo e não adie este apoio fundamental que irá ajudar a conseguir entrar nos cursos superiores desejados.

Como fazer um bom exame de português? As dicas de três professoras, uma psicóloga e um aluno de 18,8

Se, quando estiveres a ler este artigo, ainda não tiveres ido dormir fica, desde já, a saber que uma boa noite de sono é fundamental para que a prova te corra melhor e que já começam a ser horas de ires para a cama descansar.

Leia também:  Como Saber A Quem Pertence Um Iban?

Se já acordaste e só agora estás a lê-lo, retém algumas dicas que ainda te podem ser úteis para o exame: toma um bom pequeno-almoço, tenta ir calmo para a prova, pensa positivo e sê eficaz na realização do teste, com a ajuda de alguns conselhos que reunimos neste artigo. Senão, ficam já para o próximo, ok?

“Os alunos, que trabalham, claro que estão ansiosos. Mas agora parou. Uma boa noite de sono é essencial. Devem relaxar, tomar um bom pequeno-almoço e ir para a escola tranquilos.

E devem pensar que se estão a fazer o exame é porque tiveram notas para estar a fazê-lo. Além do mais o exame está em português e eles falam português e têm capacidades cognitivas para interpretar os textos e as questões”.

A mensagem é da professora de português Alice Ribeiro, da Escola Secundária Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves, em Valadares, Vila Nova de Gaia.

“Respirar fundo”. É que o deves fazer mal entres na sala de aula, aconselha a psicóloga Mónica Bento.

Além disso, “devem pensar que é só mais uma prova que vai aferir os conhecimentos, e devem ficar tranquilos porque estudaram. E se não correr bem há sempre uma segunda fase. A postura deve ser de serenidade”.

E neste processo, os pais têm um papel importante: “Devem ter uma postura de tranquilidade também.”

E se és daqueles alunos inseguros e achas que estudar até à última, ou acordar de manhã mais cedo para rever a matéria, vai ajudar, fica a saber que de pouco ou nada adiantam essas horas de estudo e que podem até ser contraproducentes, avisam as professoras e a psicóloga ouvidas pelo Observador.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na véspera do exame os alunos devem descansar porque aquilo que deveriam ter feito e estudado já devia ter acontecido antes”, frisa a psicóloga Mónica Bento.

Pedro Miguel Coelho teve a melhor nota, no exame nacional de português, da Escola Secundária Eça de Queirós, na Póvoa de Varzim, em 2015, e só estudou até à hora de almoço do dia antes da prova.

“Depende muito de cada um, mas eu acho que o ideal é nem se estudar no dia anterior. Não é por mais três ou menos três horas que vamos saber Os Maias todos”, graceja o aluno, que está a chegar ao fim do 1.

º ano do curso de Medicina na Universidade de Coimbra. Conselho?

Não vale a pena estar stressado, o que é preciso é estar concentrado”, garante Pedro Miguel Coelho que teve 18,8 valores no exame nacional de português, em 2015.

Nervos postos de parte, o que é preciso é teres muita atenção durante a prova e aplicares os conhecimentos adquiridos ao longo dos anos.

Um passo de gigante para que a prova te corra bem passa por leres com muita atenção os textos e as perguntas que constam do enunciado,”primeiro uma leitura global e depois uma leitura dirigida”, avisa Maria Júlia Freire, professora de português na Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Fogueteiro, Seixal, que aconselha os alunos a “começarem pelo grupo onde se sintam mais à vontade”, até porque isso lhes dará confiança para completarem o exame.

Aconselho os alunos a começarem pelo grupo onde se sintam mais à vontade”, destaca Maria Júlia Freire, professora de português na Escola Secundária Manuel Cargaleiro, no Seixal.

E se por acaso não estiveres a conseguir responder a uma questão não percas muito tempo. Passa à frente e voltas lá no final, sugere a mesma professora.

E é também esse o conselho de Pedro Miguel Coelho: “Se o aluno não estiver a perceber a pergunta deve reler o máximo de vezes possível, sem gastar demasiado tempo.

Se vir que já passaram dois minutos e meio ou três devem passar para a pergunta seguinte até porque pode encontrar alguma dica para a resposta anterior. Caso contrário, na revisão, se sobrar tempo, volta lá.”

Controlar o tempo da prova é, aliás, essencial “ainda que o tempo nunca tenha sido, até hoje, um problema no exame de português”, alerta Alice Ribeiro, professora de português na Escola Secundária Dr.

Joaquim Gomes Ferreira Alves, em Valadares, Vila Nova de Gaia.

E como é que isso se faz? “Olhando para a prova, vendo quantas perguntas tem, que tipo de matéria traz e calculando quanto tempo precisam para responder a cada um dos três grupos.”

É também importante, sublinham ambas as professoras, que sobre tempo no final para reveres a prova. Desta forma poderás verificar se te escapou alguma questão, se está tudo devidamente assinalado ou se cometeste algum erro. Na opinião de Alice Ribeiro só há uma parte da prova em que não se deve mexer.

Eu costumo dizer aos meus alunos que está proibida a revisão da escolha múltipla. Nestas, normalmente, o bom aluno vai fazer asneira. E se não souberem mesmo a resposta, tentem a sorte. Deixar em branco é zero garantido, assim pode ser que tenham sorte”, aconselha a professora Alice Ribeiro.

De resto é “fundamental a estruturação do discurso“, alerta Maria Edviges Ferreira, presidente da Associação de Professores de Português. “Devem ter muita atenção à correção linguística como a acentuação, a pontuação, a ortografia (atenção ao acordo ortográfico) e a sintaxe”, completa Maria Júlia Freire.

E para ajudar às respostas, é importante ires fazendo sublinhados no texto, ou tomares notas, em forma de tópicos, na folha de rascunho.

Alice Ribeiro, que é também corretora de provas, sublinha que “um grande testamento normalmente é um texto caótico em termos de organização. Não é bom”.

“Quando olho para o texto do último grupo do exame e vejo um parágrafo único ou dois parágrafos, em termos de estruturação, é logo zero”, garante.

Por isso, já sabes: estrutura bem as ideias e usa conectores que permitam criar uma progressão na tua argumentação.

A verdade é que mesmo sendo a língua materna da grande maioria dos alunos que vão a exame, português não tem apresentado médias espetaculares.

Até agora, os piores resultados no exame de português de 12.º ano, na 1.ª fase, foram registados em 2011. Os alunos internos (aqueles que frequentaram a escola durante o ano letivo), no seu conjunto, não conseguiram mais do que uma média de 9,6 valores, naquele ano. Em 2013 voltaram a ficar abaixo dos 10 valores. E só em 2014 a média recuperou, tendo voltado a piorar no ano passado.

Como Saber O Que Vai Sair No Exame?

É preciso frisar, avisam os professores com quem o Observador falou, que português é a prova que mais alunos leva a exame. Este ano estão inscritos quase 55 mil alunos internos nesta prova e mais de 75 mil no total (incluindo externos, para melhoria de nota).

E muitos desses alunos são de ciências “e estão frisados em matemática e física e não se esforçam a português. A grande preocupação deles é com a matemática que é a prova específica na maioria dos cursos que pretendem”, justificou Maria Edviges Ferreira, presidente da Associação de Professores de Português.

Um motivo que não explica por si só os resultados menos bons, afirma a professora Alice Ribeiro, da Escola Secundária Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves, em Valadares, Vila Nova de Gaia.

Professora há mais de 30 anos e corretora de provas, Alice Ribeiro aponta antes para o tempo letivo dedicado à disciplina. “Os alunos têm quatro horas de português e sete de matemática e nos últimos anos canalizaram-se vários meios para matemática.

Temos quatro horas de aulas por semana e temos cinco domínios para serem trabalhados”, exemplifica.

Onde os alunos costumam errar mais é na parte gramatical, que vale 50 pontos numa escala de 0 a 200, detalha a presidente da Associação de Professores de Português, “porque os professores não os treinam tanto para as estruturas gramaticais” que é suposto virem adquiridas do básico.

O problema, enfatiza Alice Ribeiro, é que “os alunos chegam ao secundário sem as pseudo-metas do básico adquiridas. Eu no 10.º ano estou a dar matéria do básico. A gramática exige um poder de abstração enorme e os miúdos até ao 9.º ano não o têm, nem no 10.º às vezes”.

A somar a isso, “os alunos não consideram o funcionamento da língua, a gramática, uma matéria relevante e o que não é relevante o aluno não aprende“, remata a professora.

Pedro Miguel Coelho, que se destacou claramente da média do ano passado, com um resultado de 18,8 valores no exame de português, não acredita que seja a dificuldade da prova a determinar a média baixa nas notas de português. “O problema está no programa. Nós sentíamos que era muito aborrecido. Ensinaram-nos os Os Lusíadas, ok é importante, mas não nos ensinaram o que devíamos retirar realmente da obra, falta sumo.”

Leia também:  Como Salvar Uma Orquidea Que Esta Morrendo?

Fuga no exame de Português: aluna confirma ter recebido dicas da explicadora sobre temas que devia “estudar melhor”

Entre janeiro e junho de 2017, uma aluna da Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho teve explicações de preparação para o exame de Português com a então presidente da associação de professores desta disciplina, Edviges Ferreira. A jovem garantiu esta quinta-feira em tribunal nunca ter ouvido da professora a indicação precisa de que uma determinada matéria “ia sair no exame”. Mas admitiu que sobre alguns autores, poemas concretos e dois temas de desenvolvimento recebeu a sugestão para “estudar melhor”.

Essas indicações vieram a confirmar-se certeiras no exame da 1ª fase de Português de junho de 2017. Desde um poema de Fernando Pessoa a um dos temas referidos e que tinha a ver com a memória.

O outro tema falado pela ex-presidente da Associação de Professores de Portugues (APP), contou a aluna, remetia para a questão do combate à solidão. “A professora passou-me uma lista de seis ou sete temas. E sobre dois sugeriu que estudasse melhor. Era a memória e o combate à solidão. E eu estudei”, recordou.

Veio a saber-se depois que o tema da importância dos vizinhos no combate à solidão era precisamente o que estava previsto para a prova da segunda fase. Quando as provas são vistas por professores designados por cada uma das associações ou sociedade científicas não sabem que versão estão a ver e qual vai se aplicada nas diferentes fases.

Perante a certeza da existência de uma fuga de informação – quando uma mensagem áudio partilhada dias antes do exame através do WhatsApp mencionando estes conteúdo foi tornada pública -, o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pela elaboração dos exames, acabou por não aplicar esta segunda prova e avançou com um terceiro enunciado.

Esta versão não tinha passado pela auditoria de nenhumas das três associações de professores, incluindo a APP.

“Confia em mim”

Questionada pelo Ministério Público sobre se perguntava a Edviges Ferreira a razão daquelas sugestões específicas de estudo, a jovem garantiu várias vezes nunca ter sido mencionado ou garantido que uma determinada matéria ia sair no exame.

“Recomendo-te mais isto”, “foca-te neste tema ou naquele”, “confia em mim” eram algumas das expressões ouvidas nas explicações semanais. “Eu achava que ela estava convicta do que estava a dizer, confiava e estudava”.

A partir daqui, partilhou a informação com uma amiga, aluna dos Salesianos e que também foi ouvida no tribunal esta quinta-feira. Esta, por sua vez, fez chegar a informação a uma terceira amiga, autora da mensagem áudio que circulou no WhatsApp dias antes do exame.

Na gravação ouvia-se: “malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores, uma comuna, e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive.

Pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória e outra sobre a importância dos vizinhos no combate à solidão”, dizia a gravação. O tribunal ainda não conseguiu notificar a autora da gravação.

As suspeitas do ex-diretor do IAVE

A questão é que Edviges Ferreira não era presidente de um sindicato – era da associação de Professores de português – nem nunca tinha tido acesso prévio a enunciados de exame. Ainda assim, o então presidente do IAVE, Hélder Sousa, suspeitou logo da ex-presidente da APP. “Se a mensagem nada dissesse sobre a autora ficaria sempre a dúvida sobre quem teria sido o autor da fuga.

Mas a referência a ser alguém reconhecido publicamente pelos alunos muda isso. Percorrendo a lista de pessoas diretamente em contacto com as provas, a arguida (Edviges Ferreira) era a única que reunia essas características”, justificou em tribunal Hélder Sousa, que foi também o autor da participação à Inspeção-geral da Educação e ao Ministério Público, com a indicação das suas suspeitas.

O ex-presidente do IAVE lembrou que a professora tinha presença regular nos meios de comunicação social durante as épocas de exames. A defesa da ex-presidente da APP rebateu por completo esta dedução e lembrou que dezenas de pessoas tiveram contacto com os enunciados.

E lembrou, ainda, que muitos outros autores e temas foram estudados pela aluna durante as explicações com Edviges Ferreira.

A segunda sessão do julgamento, que decorre no Campus da Justiça, está marcada para 6 de fevereiro.

PCR para Covid-19: teste de coronavírus

A variedade de exames para diagnóstico da COVID-19 pode gerar dúvidas sobre qual é mais assertivo, o tempo que deve esperar para realizá-lo e quais as principais diferenças entre eles. Se você está com sintomas e quer saber se Está com COVID-19 respondemos abaixo as principais perguntas e mostramos o passo a passo para agendar o teste de PCR para COVID-19.

O QUE É PCR PARA COVID-19 E PARA QUE SERVE ESSE EXAME?

Do 2º e o 12º dias de início dos sintomas, recomendamos o teste por RT-PCR, que informa se existe RNA do vírus em amostra de naso-orofaringe. 

Para detecção de anticorpos produzidos contra a doençarecomendamos o exame de sorologiaEle pode ser feitoa partir do 14º dia dos inícios dos sintomas.
 

PRECISO DE PEDIDO MÉDICO PARA AGENDAR O EXAME PCR?

Para exames particulares é necessário pedido médico. Caso o atendimento seja via plano de saúde ou seguro saúde, o pedido médico é obrigatório. 

Exames de Sorologia podem ser realizados em unidades dedicadas ou em unidades de atendimento geral. Já os testes de RT-PCR só podem ser realizados em unidades dedicadas para exames da COVID-19.

CONHEÇA A DIFERENÇA ENTRE OS TESTES PARA COVID-19 OFERECIDOS PELA DASA:

Tipos de Exame RT-PCR SOROLOGIA
  Prazo para o resultado   até 3 dias úteis   até 5 dias úteis
  Detecção   Detecção de material genético do vírus   Teste imunológico para quantificação dos níveis de anticorpos
  Material Coletado   Secreção naso-orofaringe   Sangue
  Indicação   Do 2º ao 12º de início dos sintomas   A partir do 14º dia de sintomas
  Preço   RT-PCR: R$ 280   IgM/IgG: R$ 240
  IgA/IgG: R$ 240

As diferenças entre eles são:

Sorologia:  É um exame realizado através de imunoensaio automatizado em metodologias de quimioluminescência, eletroquimioluminescência ou ELISA.  O exame é coletado via sangue venoso e deve ser feito a partir do 14° dia do início dos sintomas.

RT-PCR: A detecção é realizada por material genético do vírus. O exame é coletado por secreção naso-orofaringe e a amostra é obtida por meio de swab (cotonete). O teste é indolor, mas pode ser incômodo. Deve ser feito do 2° ao 12° dia do início dos sintomas.

IMPORTANTE: um resultado negativo NÃO exclui a presença da doença e neste caso o médico pode solicitar exames complementares.
 

REALIZAÇÃO E AGENDAMENTO DE EXAMES

RT-PCR para pacientes com suspeita de COVID-19, agende online ou ligue no: (19) 3429-6900 ou 3003-6336

Lembramos que o pedido médico é obrigatório para a realização do exame, no particular ou via convênio.

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO

Confira o horário de nossa Central de Atendimento. Lembre-se que você pode agendar seus exames conosco, 24 horas por dia, pelo Agendamento Online.

Segunda a sexta: 6h30 às 18h.

Sábados: 7h às 12h.

RESULTADOS DE EXAMES

Para garantir sua segurança e oferecer mais facilidade, adequamos a entrega de resultados dos exames de análises clínicas e anatomia patológica, ela será feita exclusivamente em nosso site no campo “Resultados”.

SEGURANÇA NO ATENDIMENTO

Cuidar da sua saúde com segurança é a nossa prioridade. Por isso nossos colaboradores vêm recebendo treinamentos e orientações constantes sobre o uso correto de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e avental descartável etc., específicos para cada função. Estamos atentos para garantir um atendimento com qualidade e segurança a todos.

Outras informações sobre o novo Coronavírus foram elaboradas pelo nosso corpo clínico e estão disponíveis em nosso site: www.dasa.com.br/coronavirus

VEJA ONDE REALIZAR SEU TESTE RT-PCR:

Unidade  Endereço Horário funcionamento
Americana Av. Brasil, 499 – Centro – Americana  Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 16:00
Capivari Rua Quinze de Novembro, 1120 – Centro – Capivari  Coleta: Segunda a sexta: 12:30 as 15:30
Cerquilho Avenida Corradi Ii, 539 – CentroCerquilho – Sp Coleta: Segunda a sexta: 12:30 as 14:30
Iracemápolis Praça da Matriz, 223 – Centro – Iracemápolis
  • Atendimento: 
  • Segunda a sexta: 6:30 as 16:00 e Sábado: 6:30 as 10:30
  • Coleta:
  • Segunda a sexta: 6:30 as 12:30 (coleta de análises clínicas) e das 12:30 as 14:30 (coleta COVID)
  • Sábado: 6:30 as 9:00
Limeira – Centro Rua Alferes Franco, 408 Centro – Limeira Atendimento: Segunda a sexta: das 06:30 as 12:00 e Sábado: das 06:30 as 11:00Coleta: Segunda a sexta: das 06:30 as 10:30 e Sábado: das 06:30 as 10:00
Noiva da Colina Rua  Aldrovando Fleuri Píres Corrêa, 147 – Morumbi, Piracicaba – SP Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 15:30 Sábado: das 06:30 as 10:00
Paulista  Rua Me. Cecília, 2207 – Paulista – Piracicaba SP Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 16:00
Piracicaba – Jardim Europa Rua Dona Eugenia, 613 – Jardim Europa – Piracicaba Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 15:30
Santa Terezinha  R. Santo Inácio de Loiola, 160 – Santa Terezinha, Piracicaba – SP Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 15:30
São Pedro R. Floriano Peixoto, 940 – Santa Cruz São Pedro – Sp Coleta: Segunda a sexta: 12:30 as 15:00
Tietê Rua Lara Campos, 700 – Centro – Tietê Coleta: Segunda a sexta: das 12:30 as 15:00
Leia também:  Como Apagar Apps Que Ja Vem No Android?

Resultado do Enem 2020: como acessar? – Brasil Escola

Milhões de estudantes participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Se você é um deles, provavelmente deve estar ansioso(a) para saber suas notas. Afinal, quando sai o resultado do Enem 2020?

O resultado do Enem 2020 saiu no dia 29 de março. Acesse o resultado do Enem 2020.

Mas atenção: somente estudantes que concluíram o ensino médio podem acessar as notas a partir desta data. Os demais, considerados treineiros, só poderão consultar as notas em 29 de maio!

Os estudantes poderão acessar o resultado do Enem 2020 somente pela internet, na Página do Participante. É importante paciência ao fazer login no site, já que é comum o sistema ficar sobrecarregado pelos acessos simultâneos. 

Muita gente pergunta sobre o horário em que o resultado do Enem sairá. Desta vez, o Inep informou que o resultado do Enem 2020 sairia após 18h. Nos últimos anos, o boletim foi liberado pela manhã.

Confira os horários em que o resultado do Enem foi divulgado nos últimos anos:

Enem 2019: depois das 8h Enem 2018: 8h30 Enem 2017: 11h50 Enem 2016: 12h Enem 2015: 18h Enem 2014: 20h

Como faço para saber a média do Enem 2020?

A média do Enem é a soma de todas as notas divididas por 5 (quantidade de provas), veja um exemplo:

  • Linguagens e Códigos: 670
  • Redação: 800
  • Ciências Humanas: 750
  • Ciências da Natureza: 700
  • Matemática: 620
Linguagens e Códigos + Redação + Ciências Humanas + Ciências da Natureza + Matemática = Nota total
670 + 800 + 750 + 700 + 620 = 3.540
Nota total do Enem ÷ Número de Provas Média do Enem
3.540 ÷ 5 = 708
  • Portanto, a média do exemplo acima é de 708 pontos
  • Entenda como calcular a média do Enem

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Como usar a nota do Enem 2020?

A nota do Enem 2020 poderá ser utilizada no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2021, plataforma de seleção que substitui vestibulares de diversas instituições públicas. As inscrições serão abertas em abril. 

Como o resultado do Enem 2020 sairá somente em março, as notas não foram utilizadas no Programa Universidade Para Todos (ProUni) 2021/1 e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021/1. No entanto, é provável que as edições do segundo semestre tenham as notas do exame de 2020 como exigência. 

Várias instituições de ensino superior fazem seus próprios vestibulares com as notas do Enem. Por isso, é possível ingressar em cursos superiores fora do SiSU, ProUni e Fies utilizando a pontuação do Enem 2020. 

Descubra quando sai o local da prova do Encceja 2020

Junto ao Enem, o Encceja ? Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos ? é, sem dúvidas, uma das provas mais esperadas do ano.

É uma chance incrível de obter o certificado de ensino fundamental ou médio para aqueles que não conseguiram terminar os estudos no período regular.

Com o certificado em mãos, abre-se o caminho para a faculdade e para melhores oportunidades no mercado de trabalho!

E para aproveitar tudo isso é preciso ficar bem ligado no cronograma do Encceja ? principalmente porque 2020 tem sido totalmente diferente do que imaginávamos!

Descubra quando sai o local da prova do Encceja 2020!

A realização do Encceja 2020

Em 2020, o Encceja teve de ser adiado. O motivo: a pandemia de coronavírus, que pegou o Brasil de jeito.

Com isso, as provas que deveriam ser aplicadas em agosto foram suspensas temporariamente.

Para quando? Ninguém sabe ainda, nem os técnicos do Inep, o instituto que organiza o exame.

A ideia é que as provas aconteçam quando não houver mais risco de contaminação. Pela estimativa do Inep, se tudo correr bem, isso deve acontecer no final do ano.

O Enem, que aconteceria em novembro, também foi adiado.

De qualquer forma, o Encceja deve manter a mesma estrutura dos anos anteriores. Conheça detalhes no próximo típico.

A estrutura do Encceja 2020

O Encceja de 2020 deve trazer 120 questões objetivas distribuídas em quatro grandes áreas do conhecimento, que são:

  • Ciências (ciências básicas para o ensino fundamental e Química, Física e Biologia para o ensino médio)
  • Matemática
  • Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física
  • História, Geografia, Sociologia e Filosofia

Cada prova tem 30 questões. Fora isso, os candidatos terão ainda de fazer uma redação com aproximadamente 30 linhas sobre um tema determinado.

Quando a nova data for divulgada, o Encceja deve acontecer em um único domingo, em duas etapas. Pela manhã, das 9h às 13h30, os candidatos encaram as provas de Ciências e Matemática; à tarde, a partir das 15h30 até as 20h30, é a vez de Linguagens, Geografia, História, Filosofia, Sociologia e Redação.

Quando sai o local de prova do Encceja 2020

  • Quando o Inep finalmente divulgar o edital de realização do Encceja, a gente vai saber quando será possível se inscrever para o exame.
  • A inscrição vai ficar dez dias no ar, gratuitamente, à disposição dos interessados, no site oficial do Encceja.
  • Somente algumas semanas antes da aplicação é que os participantes vão descobrir o local onde vão fazer as provas.

A data em que esse acesso estará liberado não está no edital.

É preciso acompanhar as notícias do Inep ou do Ministério da Educação (MEC).

Quando o local estiver disponível para consulta, os candidatos vão poder acessar o cartão de confirmação da inscrição, um documento que traz algumas informações essenciais para os participantes do Encceja, como:

  • Endereço completo do local da prova.
  • A cidade onde o candidato terá de fazer a prova (saiba como escolher no próximo tópico).
  • A sala de aula para onde o candidato deve se dirigir no dia da prova.
  • Atendimento especializado ou uso de nome social, se for o caso.

O cartão é acessado no site oficial do Encceja e, para isso, o participante precisa informar o número de CPF e a senha cadastrada.

Especialistas recomendam que os candidatos imprimam o cartão e levem consigo no dia das provas, para evitar contratempos.

Como escolher o local do Encceja 2020

  1. Quando você for se inscrever para o Encceja 2020, vai poder escolher a cidade onde deseja fazer as provas.
  2. No entanto, o endereço exato de realização só pode ser determinado pelo Inep.
  3. Mas pode ficar tranquilo: são escolhidos os pontos mais próximos ao local onde o candidato mora.

  4. Somente em alguns casos será preciso se deslocar de uma cidade para outra: quando o candidato mora num local pequeno, que não é atendido pelo Encceja.

Nesse caso, a cidade mais próxima irá aparecer no sistema durante as inscrições. O transporte entre elas é de responsabilidade do candidato.

É preciso redobrar a atenção a esse detalhe, pois o Encceja não admite atrasos no dia das provas. Portanto, se você tem de fazer as provas em outra cidade, programe-se para sair bem cedo de casa ou, se for o caso, se deslocar um dia antes para o município escolhido.

Quando sai o resultado do Encceja 2020

Os resultados do Encceja 2020 só devem sair no próximo ano, no primeiro trimestre de 2021.

O Inep normalmente leva cerca de três meses para corrigir tudo. As provas objetivas são submetidas à leitura por computador, mas as redações precisam ser vistas uma a uma, por avaliadores especializados ? por isso a demora!

  • Quando estiverem prontos, os resultados podem ser acessados no site do Encceja, por meio de CPF e senha.
  • Quem conseguir a aprovação só terá de se deslocar até a instituição certificadora escolhida para buscar seu certificado.
  • Os que não conseguirem passar podem pedir certificação parcial nas áreas de conhecimento em que obtiveram a nota mínima exigida.

Como usar o Encceja 2020

  1. Uma aprovação no Encceja do ensino médio habilita o candidato a participar do Enem!
  2. E com o Enem, você já sabe, dá para tentar vaga em universidades públicas e privadas por todo o país.

  3. Basta, para isso, obter uma boa nota e ficar atento aos diversos programas de acesso ao ensino superior que usam o desempenho nos exames: Sisu (universidade pública), ProUni (bolsa de estudos), FIES (crédito estudantil) e ingresso direto em faculdades privadas sem fazer vestibular.

  4. Abaixo, conheça algumas das excelentes faculdades onde você pode entrar usando a nota do Enem:
  5. Veja também:
  6. Saiba tudo sobre a redação da prova do Encceja

Tudo certo quanto ao local de prova do Encceja 2020? Conte para a gente aqui nos comentários!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*