Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

A felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito. As pessoas esquecem que, embora seja verdadeiro que você se sinta feliz quando alcança seus objetivos, a felicidade diária é uma experiência.

Alcançar seus sonhos é uma maneira de como ser mais feliz, mas não substitui a tristeza. Na verdade, sentir felicidade ao alcançar seus sonhos é uma das chaves mais importantes para alcançar seus objetivos.

  • OBS: Preparamos uma apresentação com as principais dicas para ser feliz desse artigo. Confira a apresentação clicando na imagem abaixo
  • 10 coisas que podem impulsionar sua felicidade from Agendor
  • Veja também: 28 mensagens de incentivo e motivação para vendedores saírem da zona de conforto

Como ter uma vida feliz

Quer saber como viver para ser feliz?

Ora, se a felicidade gera mais felicidade e sucesso, como é que alguém chega lá, se eles não estão se sentindo felizes agora?

Felizmente, há uma resposta simples para isso. Tudo que as pessoas precisam fazer é desistir de certas coisas negativas que os arrastam para baixo.

  1. Existe uma grande quantidade de bagagem que as pessoas transportam que impede a experiência da alegria.
  2. Pense nessas coisas como bloqueios para o bem da felicidade que existe dentro de cada um.
  3. As pessoas podem e são bem sucedidas em suas tentativas para remover essas coisas prejudiciais de suas vidas.

E todos podem fazer isso. Contanto que ele ou ela saiba qual tipo de bagagem deve deixar de lado, certamente as pessoas vão descobrir que sempre foram felizes.

Para ajudar você a encontrar o caminho da felicidade, aqui estão 10 dicas de como impulsionar a sua felicidade.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

10 coisas que podem impulsionar a sua felicidade

Veja mais: O valor de um vendedor feliz para os bons resultados de uma empresa

10 dicas para ser feliz

Confira nossas dicas, com elas vai ser fácil aprender a ser feliz:

#1. Esqueça a inveja

Algumas pessoas pensam que se comparar com os outros é algo bom. Poderia ser, se o objetivo fosse uma competição.

Tenha uma meta para se motivar. Mas ele começa a ser prejudicial quando as realizações dos outros trazem sentimentos invejosos. Não tem como ser feliz pensando assim.

Ao ter as suas próprias metas, você estará mais focado no que poderia acontecer com você mesmo do que simplesmente alcançar os outros.

#2. Perca o medo da mudança

Este é um importante segredo para ser feliz. Na maioria das vezes, mesmo que a situação atual seja como o inferno, muitas pessoas se recusam a ceder.

Elas sabem que não estão confortáveis onde estão. É que eles temem as novas coisas ainda mais do que as atuais – mesmo quando elas não são boas.

Eliminar esse sentimento de suas vidas vai abrir novos caminhos e um novo mundo para que você se descubra. Seja capaz de decidir mudar e enfrentar as coisas, esse é o sentimento mais emocionante que alguém poderia experimentar.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

Não tenha medo da mudança. Quando nos abrimos para a mudança, coisas maravilhosas acontecem.

#3. Abra mão do controle

  • Embora muitas pessoas queiram ter o poder de controlar a forma como anda as suas vidas, e talvez até mesmo como a vida dos outros funciona, nem tudo pode ser controlado.
  • Às vezes, não importa o quanto eles tentem, nem tudo acontece do jeito que querem.
  • No entanto, uma vez que as pessoas começam a reconhecer que certas coisas e eventos estão fora de seu controle, eles podem começar aceitar melhor aquilo que a vida lhes dá: coisas para ser feliz!

#4. Diminua o excesso de trabalho

A realização profissional leva um monte de empreendedores e profissionais a trabalharem por longas horas.

Obviamente que esses sacrifícios acontecem para que possamos realizar nossos sonhos, mas precisamos de algum equilíbrio em nossas vidas, para que possamos ser felizes.

Alcançar as metas é muito bom, mas dar um tempo para outras partes importantes da nossa vida (amigos, família e passatempos) é melhor ainda. Não tem como ser feliz sem relaxar de vez em quando!

#5. Esqueça a culpa

Às vezes as coisas dão errado. Seja no trabalho, ou em alguma outra área da sua vida, as pessoas sentem a necessidade de colocar a culpa em alguém quando algo acontece.

É como um mecanismo de enfrentamento: as pessoas simplesmente não querem se sentir responsáveis por tudo de ruim que acontece.

Ao fazer isso, as pessoas podem se concentrar em soluções e sair de uma situação ruim.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

Se você não se livrar da culpa, ela vai impedi-lo de seguir em frente e ser feliz.

#6. Pare de reclamar

  1. Esta é outra regra importante para quem quer descobrir como ser feliz.
  2. Pessoas que reclamam constantemente não apenas arruínam a sua própria felicidade, mas também a felicidade dos outros.

  3. A única coisa que as pessoas certamente poderiam controlar é a sua reação aos acontecimentos infelizes.

  4. Uma das melhores coisas que as pessoas poderiam fazer é parar de reclamar, e começar a olhar para os problemas com uma nova visão, e sentido de oportunidade.

#7. Pare de achar que você precisa estar certo o tempo todo

Ninguém detêm o poder de saber tudo o que há para saber. Então, por que algumas pessoas insistem que estão sempre certas?

Mesmo que estivessem certas, teria valido a pena discutir com os outros por causa disso? Às vezes é melhor investir nos relacionamentos do que achar que sempre tem que estar certo.

#8. Esqueça as crenças que limitam você

O sentimento de incapacidade, ou a crença de que nossa capacidade é limitada, é um dos maiores obstáculos até a felicidade.

Quando você simplesmente abre mão disso, o mundo vai começar a revelar as suas possibilidade ilimitadas para você.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

Nem toda crença nos empurra pra frente. Algumas delas nos prendem à infelicidade.

#9. Desista das más companhias

As pessoas são facilmente influenciadas por seus pares. O ser humano é uma criatura social que adota os hábitos e valores das pessoas que o rodeia.

Maus amigos que influenciam as pessoas a serem menores do que poderiam ser irão impedi-lo de experimentar a felicidade que eles merecem.

Em vez disso, as pessoas devem se cercar de companhias que inspiram você a viver a sua vida ao máximo e te mostram como ser feliz.

#10. Esqueça o passado

É certo que o passado está cheio de experiências boas e ruins. Mas essas experiências são destinadas a construir quem somos.

O passado não deve ser uma gravação de arrependimento que as pessoas olham para trás a maior parte do tempo.

O passado deve ser uma fonte de sabedoria, para empurrar as pessoas para se tornarem ainda melhores, e assim continuarem a viver a vida feliz que eles merecem viver.

como ser feliz: dê espaço para a felicidade em sua vida

Quando você se preocupa demais, se cobra demais e não está aberto para a felicidade, ela simplesmente vai começar a se afastar de você.

Assim, a sua vida não terá espaço para a felicidade, já que você está envolto em tantos hábitos ruins que não tem tempo de apreciar as coisas boas.

Para receber a felicidade é preciso estar aberto à ela. Estar pronto para receber o que ela pode oferecer a você, e simplesmente saber que, se hoje as coisas não foram como você imaginou, elas podem ser melhores amanhã.

Quando você percebe que não precisa ter para ser feliz, mas sim ser você mesmo, a felicidade toma conta de sua vida.

Agora que você viu todas essas dicas para a felicidade e entendeu que a felicidade te ajuda a superar desafios, baixe nosso e-book gratuito: Desafios do profissional de vendas

FELICIDADE: como identificar o que te faz feliz

O que é felicidade? Você sabe o que faz você feliz? Pois bem, estas perguntas constantemente são temas de conversas prolongadas, em qualquer lugar, inclusive nas redes sociais.

São perguntas que provocam a gente entrar em contato com o sentido de nossa vida, nossas escolhas, o que somos, o que fazemos, por que somos e fazemos o que fazemos, para quê, para quem.

Pensando em contribuir com mais uma reflexão sobre vida e plenitude, hoje vamos falar sobre como identificar fatores que promovam felicidade na sua jornada.

FELICIDADE: o que é?

Primeiro ponto importante a ressaltar é que não existem um conceito único sobre o que é felicidade. Se pararmos para considerar os grandes pensadores e filósofos, de cara já encontraremos diferentes definições sobre este conceito. Eis abaixo algumas que mais me chamam a atenção e gostaria de compartilhar com você:

“Só há um caminho para a felicidade. Não nos preocuparmos com coisas que ultrapassam o poder da nossa vontade” (Epicuro : 341 a.C. – 271d.C.)

“A felicidade é o sentido e o propósito da vida, o único objetivo e a finalidade da existência humana.” (Aristóteles: 384 a.C.–322 a.C)

  • “A felicidade é frágil e volátil, pois só é possível senti-la em certos momentos. Na verdade, se pudéssemos vivenciá-la de forma ininterrupta, ela perderia o valor, uma vez que só percebemos que somos felizes por comparação” (Friedrich Nietszche: 1844–1900)
  • “Felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia.” (Mahatma Gandhi: 1869–1948)
  • “Todo mundo quer a felicidade sem qualquer dor, mas você não pode ter o arco-íris sem um pouco de chuva.” (Bob Marley: 1945–1981)
Leia também:  Como Saber Quando Alguem Esta Online No Whatsapp?

“Somos o resultado das circunstâncias da existência. Não só da genética que herdamos, como do processo intrauterino, quanto ao processo de nascimento e das experiências que passamos. Se quisermos um estado de bem-estar, que o budismo chama de nirvana, não significa a ausência de dores e insatisfações, elas existem.” (Monja Coen: 1947- )

“Felicidade é um bom projeto de vida. E não perca tempo com bobagens.” (Leandro Karnal: 1963 – )

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?Fiz questão de compartilhar definições de felicidade por diferentes autores, de diferentes momentos históricos, desde antes de Cristo até os que ainda são vivos hoje. Isto porque de cara já nos faz perceber que este conceito não é único e quebrar o mito de busca da felicidade sob um “formato X”, “modelo y”, que infelizmente muitas pessoas ainda têm em mente nos dias atuais, em pleno século XXI.

O fato é que, como ponto comum a todas as definições, estamos falando de como as pessoas vivem, de busca de sentido da vida, isto é, a percepção de felicidade está relacionada a uma visão de mundo e valores norteadores de forma de pensar, sentir e agir no mundo.

WHP e o FIB

A psicologia positiva é um campo recente da ciência do comportamento humano. A partir da década de 1990, estudos foram estruturados e pesquisas feitas em diversos países por pesquisadores das universidades de Harvard, Yale, Pensilvania, Michigan, buscando entender o que levariam o ser humano à felicidade, se existiriam fatores de felicidade e quais seriam eles.

O resultado de décadas de pesquisa, levaram a estruturação de um ranking mundial dos países mais felizes do mundo, atualizado anualmente desde 2016, em 156 diferentes países, o  World Happiness Report (WHP) , com dados da ONU e da Consultoria Gallup, que monitoram o estado de felicidade nos países pesquisados.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?Em 1972, o rei do Butão estruturou 9 indicadores de felicidade, como forma de indicar o crescimento do país sem considerar o aspecto econômico, mas sim, psicológico, espiritual, cultural, ambiental. Daí estruturou-se o índice FIB (Felicidade Interna Bruta), tomado pela ONU como referência nas pesquisas sobre felicidade mundo. São eles:

  1. Bem-estar psicológico: Mede o otimismo que cada cidadão tem em relação a sua vida, relativo à autoestima, nível de stress e espiritualidade;
  2. Saúde: Avalia medidas de saúde implantadas pelo governo (exercícios físicos, nutrição e autoavaliação da saúde);
  3. Uso do tempo: Tempo que o cidadão perde no trânsito, carga horário de trabalho, divisão de horas entre o trabalho, descanso, lazer e estudos;
  4. Vitalidade comunitária: Relacionamento e das interações entre as comunidades. Analisa a segurança dentro da comunidade, assim como sensação de pertencimento e ações de voluntariado;
  5. Educação: Verificação de itens como participação na educação informal e formal, valores educacionais, educação no que se refere ao meio ambiente e competências.
  6. Cultura: Análise de tradições culturais locais, festejos tradicionais, práticas culturais, desenvolvimento de capacidades artísticas e discriminação de raça, cor, ou gênero.
  7. Meio ambiente: Relação entre os cidadãos e os meios naturais como solo, ar e água. Estuda a acessibilidade para áreas verdes, sistemas para coletar o lixo e biodiversidades da comunidade.
  8. Governança: Estuda a maneira da relação entre a população e a mídia, poder judiciário, sistemas de eleições e segurança.
  9. Padrão de vida: Análise da renda familiar e individual, seguridade nas finanças, dívidas e qualidade habitacional.

Entrar em contato com o ranking WHP e o índice FIB também é uma evidência que o conceito de felicidade não é único e que a sua percepção varia nas diferentes culturas e economias, assim como é fundamental incluir fatores subjetivos como a espiritualidade, a cultura, interações sociais, saúde física e psico-emocional, valores, comportamentos como constituidores do que é felicidade para cada pessoa, cada povo.

COMO IDENTIFICAR O QUE TE FAZ FELIZ

Agora que já percebemos que felicidade não é única para todos, e que vivenciá-la é uma percepção e experiência particular para cada ser humano, vamos então ao objetivo principal da nossa reflexão de hoje: como identificar fatores que fazem você feliz.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?Ao trazer as diversas definições de felicidades dos pensadores e filósofos de diferentes períodos históricos, percebemos que falar de felicidade inclui valores e o sentido da vida. E isso é algo bem variado, particular para cada pessoa, comunidade, povo.

Mas é possível aqui elencar algumas estratégias que contribuem para você se conectar com o sentido da sua vida, seus valores, senso de pertencimento, identidade, necessidades emocionais, necessidades materiais e direitos:

  1. Leituras e Filmes: que proponham reflexões sobre sentido da vida, felicidade, autoconhecimento, o que realmente é importante para você e te gera um senso de realização e plenitude;
  2. Socialização: como oportunidade de compartilhar, ouvir, ser ouvido, relacionar-se, comunicar-se a partir de relações saudáveis e que te gere sendo de pertencimento e identidade. Ex: encontros familiares, encontros com amigos, coletivos de identidade social, de gênero, de empreendedorismo, artísticos, espirituais, etc;
  3. Voluntariado: como estratégia de você ajudar o outro, contribuir diretamente para o bem estar do outro, seja ele psicoemocional, físico, material, saúde, educação, moradia, alimento, escuta ativa, roupas, etc. Isto gera sentimento de ser parte de um todo maior, autorresponsabilidade, contribuição social, empatia, gratidão;
  4. Psicoterapia: que pode ser individual ou em grupo. Uma estratégia de autoconhecimento, aprendizado de habilidades sociais, enfrentamento de medos, dilemas, perdas, superações, que gera muitos aprendizados consigo mesmo e na interação com os outros parte do grupo;
  5. Coaching Ontológico: um processo de life coaching que faz você refletir sobre o que realmente importa para sua vida, valores, senso de identidade, pertencimento, contribuição social e gerar uma rota de ação com o que você está disposto a entrar em ação para viver uma vida com sentido, alinhado a tudo isso;
  6. Atividades Culturais e Esportivas: como forma de desenvolver habilidades criativas, físicas, mentais, autoconhecimento, visão de mundo, identidade, expressão, pertencimento e contribuição social.

Convido você a começar agora mesmo a investir no seu processo de autoconhecimento, seja ele qual for, para entrar em contato com o sentido da sua vida, seus valores, o que realmente importa para você, para que possa dar novos passos para viver uma vida com sentido, realização, plenitude, uma vida feliz.

Para saber mais:

O que é Coaching Ontológico?

O que é COACHING CRIACIONAL?

https://exame.abril.com.br/mundo/estes-sao-os-paises-mais-felizes-do-mundo-em-2019/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Relat%C3%B3rio_Mundial_da_Felicidade

https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/fibfelicidade-interna-bruta.htm

Coach de Carreira, Psicóloga
MAMTRA – Programa de Coaching de Realização Pessoal e Profissional
11 97664-1629

[email protected]

51 pequenas coisas capazes de te fazer mais feliz

Por Carolina Werneck
Atualizado em 22.07.20

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

Foto: Thinkstock

Felicidade: muitas pessoas passam a vida procurando por ela.

É claro que, até hoje, ainda não se encontrou uma receita exata para a felicidade, mas algumas pequenas coisas da vida podem nos dar essa sensação plena, ainda que seja por alguns instantes.

Costumamos perder a noção do que nos faz felizes em meio à rotina enlouquecida que somos quase obrigados a levar por conta da vida profissional, dos estudos, da família.

O que significa ser feliz, verdadeiramente? Já se sabe que dinheiro, beleza, o celular da moda, milhares de amigos e até mesmo um amor sincero não são garantias de felicidade. Há quem tenha todas essas coisas e não se sinta completo, assim como há quem não tenha quase nada e ande de mãos dadas com a alegria de viver.

Sendo assim, qual a fórmula, qual o grande mistério existente em torno da tão sonhada felicidade?

Embora não haja uma resposta exata, é possível aumentar a duração de nossos momentos felizes ao longo do ano, do mês, do dia. Como? Simples, procurando encaixar pequenos prazeres entre as tarefas do cotidiano. Se você quer ser mais feliz e não sabe como, a lista a seguir te ajuda a exercitar a felicidade pouco a pouco.

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?
Veja também
5 benefícios do escalda-pés e passo a passo para fazer em casa

  1. Resgatar músicas da época de adolescente;
  2. dançar sozinho em casa;
  3. assistir ao nascer do sol de vez em quando;
  4. jogar conversa fora com um amigo;
  5. comprar um livro novo;
  6. fazer amizades em lugares inusitados;
  7. visitar velhos conhecidos;
  8. andar de mãos dadas com um amigo ou um amor;
  9. ver a chuva cair através do vidro;
  10. descobrir uma banda nova;
  11. receber uma carta escrita à mão;
  12. dar uma flor a alguém;
  13. encontrar dinheiro no bolso de uma roupa que estava guardada há tempos;
  14. olhar fotografias antigas de família;
  15. assistir a um desenho animado que marcou sua infância;
  16. dormir em lençóis recém-lavados;
  17. fazer outra pessoa sorrir;
  18. um show de fogos de artifício;
  19. acordar cedo e ver a neblina sobre a cidade, nos dias frios;
  20. receber um presente sem nenhum motivo especial;
  21. abraçar alguém;
  22. ver o movimento das nuvens no céu;
  23. presenciar um encontro especial entre desconhecidos;
  24. o cheiro da roupa passada;
  25. comer seu prato predileto em um dia qualquer;
  26. receber uma ligação inesperada de alguém muito querido;
  27. ouvir no rádio, de repente, aquela música legal que você não ouvia há anos;
  28. tirar um cochilo no meio da tarde;
  29. descobrir uma habilidade nova;
  30. raspar o restinho da massa crua de um bolo;
  31. filmes inspiradores;
  32. viajar;
  33. devorar – sem culpa – uma barra de chocolate inteira ou toda uma panela de brigadeiro;
  34. coincidências;
  35. encontrar o elevador parado no andar em que você está;
  36. ver balões no céu da cidade;
  37. o semáforo aberto, quando se tem pressa;
  38. achar para comprar aquele doce que você comia quando era criança e que nunca mais tinha visto;
  39. receber um favor de um desconhecido, sem interesse algum;
  40. gargalhar até que escorram lágrimas;
  41. cantar sozinho ao dirigir;
  42. dormir ouvindo a chuva no telhado ou na janela;
  43. uma bebida muito refrescante em um dia quente;
  44. beijos;
  45. cheiro de bebê;
  46. chegar em casa e encontrar tudo arrumado;
  47. acordar cedo e descobrir que é domingo;
  48. encontrar um objeto muito querido que julgava ter perdido;
  49. tomar um banho demorado;
  50. o cheiro gostoso que fica na pele depois do banho;
  51. descobrir que a felicidade é muito mais simples do que parece.
Leia também:  Como Saber Quanto Vale Meu Imovel?

Você sabe o que te faz feliz?

Como Saber O Que Nos Faz Feliz?

Se alguém te parasse na rua e te perguntasse “o que você quer da vida?”, qual seria sua resposta? Acho que pelo menos 95% das pessoas responderia “ser feliz”, certo? Óbvio, acho que todo mundo que conheço está nesse mundo em busca de felicidade! Mas, cada vez mais, percebo que as pessoas estão completamente perdidas, e não tem a mínima noção de como encontrar essa “felicidade”.

Há mais ou menos dois anos, minha vida começou a mudar bastante, e comecei a pensar mais em mim mesma: percebi que não estava muito feliz, e queria desesperadamente encontrar essa felicidade! Aí, comecei a fazer várias coisas que aparentemente iam me fazer a menina mais feliz do mundo: sair para festas badaladas, compras várias coisas que estavam na minha #whishlist, conquistar o corpo dos meus sonhos… Fiz tudo isso, e o resultado? A felicidade não veio! Em vez de ficar mais feliz, eu fiquei menos feliz.

Foi aí que percebi que, para ser feliz, a gente precisa primeiro se conhecer. Acho que esse é o grande segredo da felicidade: descobrir o que nos faz felizes e o que nos faz tristes, e então buscar o que nos traz felicidade e evitar o que nos traz tristeza.

Parece simples, né!? Mas não é, nem um pouco. Se conhecer não é fácil, ainda mais na época que vivemos.

A gente passa o dia rodeados de informações, fotos, pessoas, conversas… é tanta coisa acontecendo a nossa volta, que esquecemos um pouco de nós mesmos, esquecemos de olhar para dentro, não conseguimos mais passar um tempo sozinhos, na nossa própria companhia.

A gente vai vivendo “no vácuo”, sabe!? E o resultado é: não conseguimos mais distinguir o que realmente nos faz felizes ou tristes, acabamos confundindo nossos desejos com os desejos dos outros, ou um “desejo geral”.

Por exemplo: percebo que muitas meninas estão obcecadas pelo tal corpo perfeito, barriga sequinha, 0 celulite, nenhuma gordura a mais.

Mas será que isso é algo que elas realmente querem? No começo do ano passado, eu estava na minha melhor forma, estava malhando muito, não estava comendo as coisas que amava, e conquistei o corpo que sempre sonhei.

Estava me achando linda, sim, mas não estava muito feliz não! Foi aí que percebi que ter um corpo sem gordura não me faz feliz, o que me faz feliz é ter um corpo bacana mas não ter que viver de dieta e deixar de comer as coisas que eu amo! Hoje, estou com 2 kg a mais, mas mil vezes mais feliz.

Tem gente que é diferente, que se sente realizada com o corpo perfeito, que é ultra-mega-super feliz ao conquistar esse objetivo – que bom! Não estou aqui para julgar o que deixa cada pessoa feliz, estou aqui para estimular uma reflexão sobre os verdadeiros desejos de cada um.

Vejo tantas meninas – inclusive amigas – buscando felicidade nas coisas erradas, em coisas que não tem nada a ver com elas, sabe? Isso é falta de auto-conhecimento! Por isso, eu tenho me dedicado MUITO a mim mesma, quero descobrir o que me faz feliz e focar nisso.

Esse é trabalho de autoconhecimento é algo que temos que fazer para sempre – afinal, vivemos mudando – mas acho especialmente importante aos 20 e poucos anos: é nessa fase que estamos nos tornando “gente grande”, que temos que fazer várias escolhas decisivas no campo profissional, pessoal… E fica muito mais difícil tomar essas decisões se a gente não sabe quem é.

  • Então, que tal tirar um tempinho hoje para pensar no que realmente te traz felicidade?
  • Beijos,
  • Luisa

5 Maneiras de encontrar o que lhe faz feliz e melhorar sua relação com o dinheiro

Início » Finanças pessoais » 5 Maneiras de encontrar o que lhe faz feliz e melhorar sua relação com o dinheiro

Encontrar o que nos faz feliz é sempre um dos maiores objetivos de vida, seja no âmbito pessoal, na carreira ou nos nossos relacionamentos. Ter dúvidas sobre o que nos motiva é normal e todos acabam pensando sobre isso em algum momento da vida.

Infelizmente, vivemos em uma sociedade que persegue a felicidade a todo instante, de forma desmedida. Tanto é que parece crime aparentar tristeza.

Contudo, é preciso ter em mente que ninguém é feliz o tempo todo! Existem momentos em que ela se expressa e, mesmo as pessoas que se consideram extremamente felizes, têm seus momentos de tristeza.

A felicidade na verdade está na capacidade de encontrar e colocar em prática o que lhe traz prazer e saber viver com as adversidades da vida que, acredite, sempre existirão. Quer encontrar o que lhe faz feliz? Então confira 5 maneiras para fazer isso e coloque-as em prática agora mesmo!

1. Cuidado com as opiniões alheias

Uma das primeiras atitudes que você deve tomar na busca pelo que lhe faz feliz é justamente ouvir preponderantemente as suas vontades. Por incrível que pareça, as pessoas não agem por conta própria. Ou seja, elas acabam repetindo as práticas e os preceitos do seu grupo social

Grande parte das pessoas nem percebe que sofrem essa “pressão social” na hora da tomada de uma decisão.  Assim, acabam fazendo o que não lhe agrada. Para evitar isso, comece a ouvir menos as opiniões pessoais dos outros e comece a dar mais atenção às suas vontades.

O que você de fato quer é muito diferente do que os outros pensam e falam? Não se preocupe, pois é dessa maneira que você vai descobrir e experimentar o que tem vontade e, assim, descobrir o que lhe faz feliz.

2. Não tenha medo de experimentar

Encontrou algo que lhe interessou? Então não fique somente na vontade e tenha uma experiência com o que despertou o seu interesse. Por exemplo, viu alguma dança que chamou a atenção ou achou interessante determinada técnica de costura? Coloque em prática para ver se essas atividades realmente são ideais para você!

É experimentando que descobrimos o que nos motiva. Por isso, não tenha medo de descobrir novas atividades, experimentá-las e mudar, caso achar que deve. Considere essa dica uma das mais valiosas, pois é dessa forma que você encontra uma atividade que lhe proporciona bem estar, um hobby e até a profissão que lhe deixará realizado.

Além de ter oportunidades para identificar seus pontos fortes, os pontos fracos e os gostos pessoais, fazer isso ajuda principalmente a conhecer-se melhor.

3. Reserve um tempo para aprender o que você gosta

Se você experimentou alguma atividade que tinha vontade e gostou, reserve um tempo do dia ou da semana para dedicar-se a ela, seja um hobby ou estudos para se qualificar profissionalmente, por exemplo.

Dedicar-se por um determinado tempo todos os dias, mesmo que seja apenas 1 hora ou só 30 minutos, lhe dará satisfação e sensação de bem-estar. Isso dará motivação para continuar os aprendizados e se aprimorar cada vez mais.

Desafiar-se e querer sempre ampliar seus conhecimentos é uma competição pessoal saudável, pois no fim você se sentirá satisfeito e feliz com as novas conquistas. Após algum tempo de estudo e prática, a atividade escolhida poderá se tornar um hobby.

Hobbies são ótimos para a saúde, promovem bem-estar e são uma forma de relaxar enquanto trabalha o cérebro. Seus benefícios são tantos que podem ser ótimos no combate à depressão e outras doenças, como o Alzheimer.

Se você se sente bem com seu hobby, que tal transformá-lo em uma segunda fonte de renda ou até mesmo na principal? Ter uma profissão que lhe traz alegrias é um dos maiores desejos da sociedade. Seria perfeito conciliar o que você ama – e faz por prazer – com uma forma de ser remunerado por isso.

4. Pratique o autoconhecimento

O autoconhecimento é essencial para sermos feliz.  Quando nos conhecemos bem, sabemos das nossas forças, fraquezas e o que realmente nos importa.

Além de ajudar a entender nossas limitações, um indivíduo que se conhece muito bem consegue lidar com momentos de frustração e tristeza, pois entende que não é perfeito, mas se aceita do jeito que é e sente-se feliz, apesar disso.

O autoconhecimento ajuda as pessoas a encontrarem a felicidade no que elas mesmo têm. Ainda, é fator decisivo na hora de definir o que lhe faz mal e o que colabora para ter uma vida melhor.

Por isso, se você vive pensando em como se encontrar na carreira ou como descobrir o que gosta de fazer, comece praticando o autoconhecimento, pois essa qualidade lhe ajudará muito no decorrer de sua vida.

Leia também:  Como Saber Qual É O Nome Da Lente Fotografia?

5. Encontre seu propósito

Assim como grande parte das pessoas, imagino que você também queira ter um propósito de vida e “deixar uma marca”. Ou seja, fazer algo importante e diferenciado.

Mesmo se quiser apenas uma vida tranquila, é normal as vezes ficar se perguntando qual o seu objetivo no mundo, por exemplo. Para lhe ajudar a encontrar o que lhe move e descobrir um propósito para a sua vida, faça as seguintes perguntas para si:

  • O que atrai meu interesse e o que eu gostaria de fazer?
  • Quais são os problemas que mais eu acho preocupantes no mundo e gostaria de resolver?
  • No que eu sou bom ou tenho interesse em aprender?
  • O que é importante para mim?
  • Como eu posso contribuir para a sociedade/humanidade?
  • Como posso aproveitar minhas qualidades nisso?
  • Como juntar tudo o que me faz bem para encontrar o que me dá felicidade?

Depois de responder essas perguntas e de muito tempo de reflexão, ficará mais claro o que lhe inspira e o que mais lhe faz feliz.

Como encontrar o que me faz feliz ajuda a melhorar minha relação com o dinheiro?

Depois das 5 maneiras, que podem mais ser usadas como dicas para encontrar o que lhe faz feliz, você deve se perguntar: “certo, mas como isso vai me ajudar a melhorar minha relação com o dinheiro?”

Pode parecer que uma coisa nada tem a ver com a outra, mas a verdade é que sim, encontrar o que lhe faz feliz pode mudar a forma como você trata seu dinheiro. Entenda melhor a seguir.

Autoconhecimento

Como citado, o autoconhecimento é essencial para sermos felizes. Quando praticamos essa habilidade, conseguimos entender nossas limitações, nossos pontos fortes e fracos, sabemos o que nos faz bem e o que nos deixa infeliz.

Quanto mais profundamente entendemos quem somos, maiores são as nossas chances de estabelecer objetivos de vida mais bem definidos. Se você se conhece, sabe como se encontrar e procura fazer o que lhe faz bem.

Dessa forma, você evita gastar seu dinheiro no que não importa e principalmente, utiliza-o no que realmente lhe alegra.

Além disso, como o autoconhecimento envolve saber das limitações, você saberá melhor dos seus limites e evita gastar de forma inconsequente, pois entende que seus recursos financeiros devem atender às finalidades primordiais.

Propósito nos ajuda a ter foco

Quem entende seu papel no mundo – e encontrou seu propósito – conseguirá estabelecer metas e objetivos mais claros e manter-se focado para realizá-los. Dessa feita, todo o seu recurso financeiro será utilizado com sabedoria para a concretização desses sonhos.

Quem tem foco e elimina o máximo de dúvidas sobre o que gosta de fazer e sobre o sentido de sua vida, pensando de forma mais clara como utilizar seu dinheiro. Quem encontra seu propósito é feliz com o que faz e sente-se realizado com isso.

Dessa maneira, as pessoas nao perdem tempo gastando dinheiro por compulsão, procurando objetos que podem lhe trazer uma sensação de bem-estar, de modo a compensar as frustrações da rotina diária.

Concluindo

Encontrar o que lhe faz feliz é o desejo de muitos. Fazer essa descoberta pode lhe deixar mais realizado, tanto pessoalmente quanto profissionalmente e pode ajudar você a viver uma vida mais plena e com propósito, alinhada com o seu estilo de vida, suas preferências e suas ideias.

O mais interessante de tudo é que quando encontramos o que nos faz feliz, podemos melhorar nossa relação com o dinheiro. Isso torna-se possível a partir do momento que estabelecemos prioridades, nos autoconhecemos, sabemos o que verdadeiramente nos traz alegria e definimos metas e objetivos de acordo com nossos propósitos.

Se você deseja saber o que lhe faz bem, coloque em prática as 5 maneiras explicadas no artigo e descubra o que realmente lhe fará uma pessoa mais realizada e melhore sua relação com seu dinheiro!

E falando em melhorar sua relação com o dinheiro, que tal aprender a fazê-lo trabalhar para você? Assine a newsletter e aprenda a utilizar seu dinheiro de maneira eficiente como os nossos assinantes!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Como descobrir o que te faz feliz?

Quem é que não quer ser feliz?

Na verdade, acredito que estamos aqui para isso, certo?

A vida não é só estudar, trabalhar e pagar contas. Nós podemos ser muito mais do que isso. Mas, é aí que tudo começa a ficar confuso, eu sei.

Acho que nos sentimos tão perdidas com isso porque relacionamos o “ser feliz” com alguma profissão. Um exemplo clássico disso é quando alguém perguntava para gente o que queríamos ser quando crescêssemos, e nossa resposta era sempre algo relacionado ao trabalho, imaginando que seríamos felizes assim – é claro.

Aprendemos um monte de coisa quando estamos crescendo, mas ninguém pega na nossa mão e nos ensina o que nos faz feliz.

Talvez confundimos a verdadeira felicidade

O “ser feliz” é diferente para cada um. O que te faz feliz, pode não deixar outra pessoa tão empolgada.

Hoje em dia, é possível que a gente seja bastante controlada pela vontade de sempre querer mais, ter mais, ser mais, e assim nos esquecemos do que nos traz felicidade de verdade.

Tudo bem, um carrão, um emprego legal, ter um corpão ou viajar pelo mundo pode te fazer feliz. Mas, é uma felicidade instantânea, que deixa um vazio logo em seguida.

Mas, se pararmos para pensar, será que é isso que realmente vai te fazer feliz? Será que esse é o seu propósito, o que você veio fazer aqui?

No livro As coisas que você só vê quando desacelera, o autor Haemin Sunin escreveu uma frase que pode abrir a sua mente para o assunto:

  • “Alguns dizem que não sabem o que estão procurando na vida.
  • Isso pode ser porque, em vez de se conectarem com os próprios sentimentos, levam a vida de acordo com a expectativa de outras pessoas.
  • Vida a vida não para satisfazer os outros, mas para realizar o que seu próprio coração deseja.”

Como ouvir o que o seu coração quer?

Em 2016, quando comecei a ler e estudar sobre autoconhecimento, a pergunta sobre qual era o meu propósito e o que me fazia feliz não saía da minha cabeça.

Afinal de contas, sem um propósito, que sentido a minha vida faria? O que eu estava fazendo com meu tempo aqui? Como eu poderia ser mais feliz?

Infelizmente, não tem nenhuma mágica que nos traga essas respostas de um minuto para o outro. Posso dizer que para entender o que me faz feliz hoje, passei por vários processos.

No meu coração, eu sabia que queria ajudar as pessoas de algum jeito. Mas, na época ainda não confiava muito bem no meu potencial, e as ideias ainda pareciam muito vagas, sabe?

Não desisti. Comecei a ler, falar e ouvir sobre o propósito, carreira, autoconhecimento, criatividade… enfim!

No começo, tudo isso não parecia estar conectado. Mas, esses assuntos me ajudaram a evoluir e entender que precisava de cada um para entender o que eu estava procurando: a minha conexão comigo mesma, a minha felicidade.

E assim, percebi que ser feliz não era só ser empreendedora, bem sucedida, famosinha no Instagram, viajar o mundo ou querer agradar.

Felicidade, para mim, é evoluir como ser humano e conseguir influenciar as pessoas a evoluírem também; é compartilhar com as pessoas o meu conhecimento, e poder ajudá-las com isso; é aproveitar cada instante e confiar que o melhor e mais adequado acontece na vida.

Mas, por que fazer tudo isso?

Antes de me questionar sobre o que realmente me fazia feliz, eu não me considerava infeliz. Jamais!

É bem provável que você também não se considere.

Mas, eu sentia que faltava algo, como se eu pudesse fazer algo muito maior por mim, e pelos outros, e não estivesse fazendo. Você se sente assim também?

Aí é que está a importância de descobrir o que te faz feliz.

O meu conselho para você preencher esse vazio é: experimente! Leia, escute e converse sobre diversos assuntos. Experimente coisas que você nunca tentou antes.

Perceba o que faz o seu coração vibrar e, mais do que isso, lembre-se de que você não precisa limitar sua felicidade a sua profissão.

Quando você sai do papel de vítima e assume o papel de protagonista da sua vida, quando começa a aceitar tudo o que a vida tem para te dar e usa tudo isto ao seu favor, cada segundo é válido.

Tudo isso pode mudar daqui um tempo, e está tudo bem. O importante é que você estará vivendo com o coração quentinho e, claro, com uma felicidade muito grande e sincera!

  1. Espero ter te inspirado!
  2. Deixe aqui nos comentários se você já encontrou o que te faz feliz, ou o que está fazendo para encontrar a sua felicidade!
  3. Com amor, Carol ❤️

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*