Como Saber Em Que Dia Engravidei?

Como Saber Em Que Dia Engravidei?

Se você está tentando engravidar ou já está grávida, a palavra concepção deve ser familiar para você. Mas você sabe o que significa “concepção”? Como saber meus dias mais férteis para favorecer a concepção? Se você já está grávida, a curiosidade pra saber qual foi o dia da concepção é enorme, não? Quer saber como calcular o dia da concepção? Continue lendo e descubra!

O que é “concepção”?

Em conversas com médicos e outras mamães, você já deve ter ouvido a palavras “concepção“. Apesar de ser uma palavra comum, ela é uma palavra meio difício, não? Então vamos tentar explicar de forma simples o que é este processo. Comecemos pelo que diz o dicionário sobre a palavra.

O Dicionário Onlne de Português define concepção da seguinte maneira:

“Ação de gerar ou de ser gerado, através da junção de um espermatozoide com um óvulo; fecundação.”

Ou seja, concepção é quando o espermatozoide (gameta masculino) se encontra com o óvulo (gameta feminino). A célula formada com a junção do óvulo com o espermatozoide vai se dividindo, dividindo, dividindo… E assim o bebê vai ser formando.

Como Saber Em Que Dia Engravidei?

Um pouco sobre os picos de hormônios e a ovulação

Como vimos, a concepção acontece quando o óvulo e o espermatozoide se encontram. Diferentemente dos homens, as mulheres não têm os seus gametas disponíveis o tempo todo. É necessário que o óvulo esteja disponível para “se encontrar” com gameta masculino.

A ovulação é quando o corpo feminino libera um óvulo do ovário e ele se instala na tuba uterina. Para que a ovulação ocorra, alguns hormônios são necessário em grande quantidade. O primeiro pico hormonal é o do estrogênio, ele faz com que o hormônio luteinizante (LH) também aumente.

A ovulação normalmente ocorre após 24 a 36 horas do pico do homônio luteinizante.

Como calcular o meu dia mais fértil? E qual a importância dele para a concepção?

O período fértil tem tudo a ver com a ovulação, já que para estarmos férteis (ou seja, num momento mais propício para engravidar) precisamos que nosso óvulo esteja “disponível”.

Se você está tentando engravidar, saber quando é a sua janela fértil acontece é extremamente útil, pois consegue escolher o melhor dia para tentar engravidar.

Mas como saber os dias que eu sou mais fértil? Como nosso corpo não é uma máquina (previsível e sem irregularidades), é muito difícil calcular o dia da ovulação e a janela fértil com exatidão, mas existem formas de se alcançar ma estimativa.

Como calcular a janela fértil?

A ovulação acontece bem no meio do seu ciclo mentrual, por isso, você precisa saber quantos dias o seu ciclo costuma ter para conseguir calcular a sua janela fértil.

Sabendo a média de dias que o seu ciclo tem (lembrando que o seu ciclo se inicia no primeiro dia da menstruação e acaba com o início do próximo ciclo), divida o valor por dois. Dividindo por dois, você saberá onde está o meio do seu ciclo.

A sua janela fértil é entre os 3 dias antecedentes e os 3 dias posteriores desse dia do meio.

Tipos de testes de ovulação de farmácia

Existem vários tipos de teste de ovulação de farmácia. Esses testes analisam os níveis dos hormônios presentes na sua saliva ou urina.

Alguns vêm com uma pipeta para você pingar uma gota da urina, mas existem os teste em que você simplesmente mergulha o teste no líquido.

Os teste analógicos tendem a mudar de cor para apresentar o resultado enquanto os teste digitais mostram na sua “telinha” o resultado.

Testes caseiros para saber se está no período fértil

Apesar de todos estes testes de farmácia, que têm uma taxa de confiabilidade bem alta, existe a possibilidade de observar alguns sinais que o seu corpo apresenta e reconhecer se está ou não na sua janela fértil. Segundo a doutora Sheila Sedicias, basta observar os muco vaginal, se ele estiver transparente, pegajoso e fluido (como uma clara de ovo) você está no seu período fértil.

Como calcular o dia da concepção?

Calcular o dia da concepção com exatidão é tão difícil como calcular o dia da ovulação com exatidão.

Existem formas de se ter uma estimativa, mas acertar com certeza é muito difícil. Por isso os médicos costumam adotar um intervalo de dias possíveis para a concepção.

Abaixo temos 2 formas possíveis de estimar a possível data de concepção.

Cálculo baseado no primeiro dia da última menstruação/ possível dia da ovulação

Este cálculo se baseia nos dias da sua última menstruação. De forma simples, você calcula, mais ou menos, o dia que você deve ter ovulado (a explicação de como calcular isto está alguns parágrafos acima).

As datas possíveis da concepção estará no intervalo entre o dia da ovulação e cinco dias posteriores.

Exemplo: Se a data proável para a sua ovulação é dia 16, o intervalo de dias possíveis para a concepção é do dia 16 ao 21.

Cálculo baseado no exame de ultrassonografia

Com exame de ultrassonografia conseguimos saber como está o crescimento do nosso bebê.

Por isso, de acordo com o tamanho que ele está nos exames, é possível estimar a semana gestacional que o bebê está.

Sabendo a semana gestacional, basta regredir esta quantidade de semanas e você chegará na provável semana em que a concepção ocorreu.

Cálculo baseado na data estimada para o parto

Este cálculo é útil para as mamães que não se lembram do dia da última menstruação. Os médicos estimam a data do parto para 40 semanas depois do último dia da menstruação da mulher. Logo, basta regredir 40 semanas da data prevista e fazer o mesmo procedimento que mostramos no primeiro tipo de cálculo.

Aplicativos úteis

Apesar de todas estas formas de se entender a janela fértil, entender e acompanhar o nosso ciclo menstrual ainda é bem difícil. Por isso existem alguns aplicativos especiais que nos ajudam nisso. Aqui está uma pequena listinha dos aplicativos deste gênero mais famosos:

  • Clue: Na página inicial do aplicativo, você encontra uma flecha em formato de círculo simbolizando o seu ciclo com alguns simbolos infomativos. Eles simbolizam a TPM, a menstruação e a janela fértil. Além deste “gráfico” você também pode acompanhar os sintomas e fases do ciclo por um calendário.
  • Maia: Este também um dos mais usados para este fim. Na página inicial deste aplicativo, você encontrará as informações para o dia, desde previsão de sintomas, como em qual parte do ciclo você se encontra. Um diferencial deste aplicativo é que você todos os dias ele disponibiliza dicas para a fase que você está, seja como lidar com a TPM, seja para te ajudar a reparar em alguns sintomas. Além é claro de poder acompanhar o ciclo por um calendário.

Gostou deste texto? Compartilhe com a sua amiga que está tentando engravidar! Ou então, aquela amiga que quer aprender a calcular o dia da concpção!

Theia | Calcule a data prevista do parto e semanas de gravidez

Seus próximos passos

Consulte uma obstetra remotamenteNormalmente, há indicação o ideal de se fazer a primeira consulta presencial com exame físico entre a 6º e a 7ª semana de gravidez, assim já é possível ouvir batimento cardíaco e ver o embrião.

Mas fazer o exame Beta HCG antes da sua consulta presencial e já receber orientações e cuidados de uma obstetra é um cuidado que você merece ideal.

Você pode fazer essa primeira conversa de forma virtual com uma obstetra Theia, que irá fazer o pedido de exame para você, passar orientações e tirar as principais dúvidas.

Faça exame de sangue Beta HCG.A recomendação normalmente é de se fazer o exame de sangue BHCG quantitativo após receber um positivo em um teste de farmacia. O BHCG quantitativo é um exame de sangue capaz de detectar a quantidade do hormônio HCG no sangue e se há indícios de gravidez. Além disso, o exame também pode indicar se a gravidez está evoluindo conforme o esperado.

Este exame pode ser realizado na maioria dos laboratórios. Para cobertura de plano de saúde é preciso levar um pedido médico para fazer o exame. Se você for realizá-lo pagando particular não é necessário.

Comece a tomar ácido fólicoCaso já não esteja tomando, comece a tomar ácido fólico, 400 mcg por dia. O ácido fólico ajuda na formação do tubo neural (parte neurológica do embrião) e a evitar malformações dessa região.

Agende a primeira consulta presencial com sua obstetraA partir da 7ª semana de gravidez já é possível ouvir batimento cardíaco e ver o embrião pelo ultrassom, por isso sugerimos que você busque agendar sua primeira consulta presencial por volta deste período. A agenda das incríveis obstetras da Theia estão disponíveis no site theia.com.br ou nos aplicativos de Android e iOS.

Neste início do seu acompanhamento pré-natal, sua médica obstetra entenderá o seu histórico de saúde, verificará se tudo vai bem com a evolução do embrião e solicitará uma série de exames, além de te dar a carteira da gestante, que é um documento onde todas as anotações mais importantes da sua saúde e gravidez serão feitas e ficarão com você.

Cuidados importantes

Em sua primeira consulta obstétrica, você receberá toda orientação de cuidado. Até lá: , até lá importante observar estes principais cuidados:

Tenha cuidado com a alimentaçãoUma alimentação balanceada é muito importante na gestação. Dê atenção especial à ingestão de alguns alimentos e procure evitar: Além disso, é preciso cuidado especial com a ingestão de alguns alimentos que é melhor que sejam evitados:

Leia também:  Como Dizer Que Gosto De Um Rapaz?

Como Saber Em Que Dia Engravidei?

  • • Ovo com gema mole;
  • • Carnes cruas ou mal passadas;
  • • Queijos não-pasteurizados (ex: os macios com crosta branca, como brie ou camembert) e queijos azuis, como o gorgonzola ou o roquefort.

Por qual motivo?Para evitar a infecção por algumas bactérias, fungos e protozoários que podem estar presentes nesses alimentos e podem ser prejudiciais ao desenvolvimento do bebê. Com isso, melhor evitar também comer peixes crus, principalmente quando você não souber a origem e condições de preparo.

• Canela e hibiscoPor qual motivo?Em excesso podem aumentar o risco de abortamento. Como não se sabe a dose segura, o ideal é evitar no primeiro trimestre.

• Comer verduras, legumes e frutas com casca fora de casa, onde você não sabe como foi o processo de lavagem.Por qual motivo?Verduras e frutas mal lavadas são um dos principais fatores de transmissão de toxoplasmose.

Quando contraída durante a gestação, a toxoplasmose pode ser muito prejudicial ao desenvolvimento do bebê. Portanto, atenção dobrada fora de casa.

Em casa sempre lave as frutas e verduras de forma segura com água corrente e solução com hipoclorito de sódio (água sanitária própria para alimentos) antes do consumo.

• Elimine cigarro e bebida alcoólicaO tabagismo é completamente contraindicado durante a gravidez, pois aumenta a chance de partos prematuros e prejudica o crescimento do bebê.

Também não há qualquer comprovação de uma quantidade segura de bebida alcoólica que proteja a criança de qualquer risco.

Nossa sugestão, portanto, é de que bebida alcoólica não seja consumida durante a gestação.

• Diminua a ingestão de caféA recomendação da OMS é de até 2 doses de cafeína por dia. Lembrando que chá preto, chá verde, alguns refrigerantes e chocolate também contém cafeína.

• Não tome remédios sem falar com sua médicaMuitas medicações são contraindicadas na gestação.

Se você toma algum remédio de forma recorrente, fale com sua médica seu médico o quanto antes para saber se pode continuar tomando ou se vai ser necessário algum ajuste.

validar se pode seguir tomando ou se terão que ajustar. Nunca se automedique ou tome qualquer medicação sem falar com a especialista. seu médico.

• Cuidado com cosméticos e procedimentos estéticosMuitos cosméticos e procedimentos estéticos possuem elementos químicos que são prejudiciais à formação do bebê durante a gravidez. Separamos as principais orientações sobre este assunto:

• Pintar o cabelo:Não realizar procedimentos no primeiro trimestre.Evitar: amônia, chumbo e água oxigenada, principalmente nas raízes.

O que evitar em cremes e cosméticos:

  • Creme anti-age: não usar ácido glicólico; ácido salicílico;
  • Creme clareador de manchas: não usar hidroquinona;
  • Creme anti-acne: não usar vitamina A, retinol, tretinoína, do adapaleno e da isotretinoína;
  • Hidratantes corporais: não usar uréia acima de 3%
  • • Depilação:Somente com cera ou lâmina (não pode laser ou cremes depilatórios).
  • Esmaltes de unha não causam nenhum risco para a saúde do bebê.

Data da concepção: como calcular o dia em que engravidei

  • A concepção é o momento que marca o primeiro dia da gravidez e acontece quando o espermatozoide consegue fertilizar o óvulo, dando início ao processo da gestação.
  • Embora seja um momento fácil de explicar, tentar descobrir em que dia aconteceu é bastante difícil, já que a mulher normalmente não sente qualquer sintoma e pode ter tido relações desprotegidas em outros dias próximos da concepção.
  • Assim, a data de concepção é calculada com um intervalo de 10 dias, que representa o período onde deverá ter acontecido a fecundação do óvulo.
  • Como Saber Em Que Dia Engravidei?
  • Existem duas formas principais para calcular o período da concepção:

1. Calcular através da última menstruação

Para saber em que dias poderá ter engravidado, insira a data do primeiro dia da sua última menstruação:

A concepção geralmente acontece de 11 a 21 dias após o primeiro dia da última menstruação. Assim, se a mulher souber qual foi o primeiro dia da última menstruação, consegue estimar um período de 10 dias no qual pode ter acontecido a concepção. Para isso basta somar 11 e 21 dias ao primeiro dia da última menstruação.

Por exemplo, se a última menstruação apareceu no dia 5 de Março, significa que a concepção deverá ter acontecido entre os dias 16 a 26 de Março.

2. Calcular através da data estimada do parto

Esta técnica é semelhante à do cálculo através da data da última menstruação e é usada, especialmente, por mulheres que não lembram quando foi o primeiro dia da última menstruação. Assim, através da data estimada pelo médico para o parto é possível descobrir quando poderá ter sido o primeiro dia da última menstruação e, depois, calcular o intervalo de tempo para a concepção.

Geralmente, o médico faz uma estimativa do parto para 40 semanas após o primeiro dia da última menstruação e, por isso, se se retirar essas 40 semanas à data provável para o parto, fica-se com a data do primeiro dia da última menstruação antes da gravidez. Com essa informação, é então possível calcular o período de 10 dias para a concepção, somando 11 a 21 dias a essa data.

Assim, no caso de uma mulher com data prevista de parto para o dia 10 de Novembro, por exemplo, deve-se retirar 40 semanas para descobrir o possível primeiro dia da última menstruação, que, neste caso será o dia 3 de Fevereiro. A esse dia, deve-se agora juntar os 11 e 21 dias para descobrir o intervalo de 10 dias para a concepção, que deverá ter sido então entre os dias 14 e 24 de Fevereiro.

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.

Como Saber o Dia que Engravidei? Calculadora do Dia da Concepção

Basta colocar a data do primeiro dia da última menstruação para calcular quando pode ter acontecido a ovulação. O sistema utiliza um ciclo menstrual de 28 dias para fazer as estimativas. Se o seu ciclo menstrual é muito diferente o resultado não será confiável.

É possível saber o dia exato da fecundação?

Se sua dúvida é “quando engravidei?” saiba que não é possível dizer exatamente em que dia que ocorreu a fecundação. Isso acontece pois o período fértil é relativamente extenso.

Como o espermatozóide pode sobreviver por até 5 dias, umas relação sexual 5 dias antes de ovular pode produzir uma gestação.

Já o óvulo é viável por cerca de 24 horas, então é possível engravidar até um dia depois da ovulação.

Além disso, as mulheres ovulam APROXIMADAMENTE 14 dias depois da menstruação, quando o ciclo é de 28 dias. Se o ciclo for maior ou menos a ovulação poderá ocorrer antes ou depois. Por isso é difícil dizer o dia exato da fecundação, mas é possível ter uma idéia.

Para ser o mais preciso possível, utilize na nossa calculado o mesmo método que o seu médico utiliza para calcular sua idade gestacional, seja a data da última menstruação, data provável do parto ou a idade gestacional estimada pelo seu primeiro exame de ultrassom.

Quanto tempo após a relação ocorre a concepção?

Entre a relação sexual e a concepção existe um intervalo de cerca de 24 horas. Ou seja, o espermatozóide pode levar cerca de 1 dia até encontrar o óvulo e fecundá-lo.

Como descobrir a data da concepção pelo ultrassom?

Sabendo a idade gestacional, basta subtrair duas semanas e você terá o número de semanas em que ocorreu a concepção. Para não precisar fazer os cálculos de cabeça coloque apenas a data em que o exame foi realizado e a idade gestacional estimada em nossa calculadora. Recomendamos que leia também nosso post sobre como se calcula a idade gestacional.

Como saber quem é o pai do meu filho?

Se você teve relação com duas pessoas diferentes durante o seu período fértil, não é possível determinar clinicamente com precisão quem é o pai da criança. Para os casos de dúvida converse com o seu médico sobre o teste de paternidade que poderá ser realizado após o nascimento da criança.

O teste de paternidade pode ser feito durante a gravidez?

A coleta de material para o teste de paternidade pode colocar em risco o seu bebê. Seguindo o parecer do CREMESP recomendamos que a coleta seja feita apenas após o nascimento.

Calculadora gestacional: descubra em que semana da gravidez você está! – Kinedu Blog

novembro 4, 2020

• por: Kinedu

Ansiosa para descobrir em que semana da gravidez você está? Você só precisa inserir o primeiro dia da sua última menstruação (DUM) na calculadora gestacional!

A calculadora gestacional vai ajudar você a descobrir com quantas semanas de gravidez está e a provável data do parto. Apesar de muitas mamães ficarem confusas com esse cálculo, saiba que a contagem semanal é importante para acompanhar com mais precisão o desenvolvimento do bebê, visto que o feto passa por grandes mudanças em poucos dias.

Se você tiver dúvidas sobre a calculadora gestacional e como calcular usando a DPP ou a DUM, confira os tópicos a seguir!

O que é a calculadora gestacional e como ela funciona?

A calculadora gestacional é uma aplicação digital que usa a mesma fórmula que os médicos obstetras usam para saber em que semana da gravidez você está.

De maneira geral, tudo o que você precisa é saber a data da última menstruação (DUM) ou a data provável do parto (DPP).

Esse modelo foi inventado por Franz Naegele, um médico obstetra alemão e, por isso, recebe o nome de regra de Naegele.

Você pode até pensar: então, o tempo de gestação é contado a partir do dia em que eu ainda não estava grávida? Isso mesmo! O motivo é que se torna muito difícil saber a data da fecundação, uma vez que ela pode não coincidir com o dia da relação sexual.

Leia também:  Como Saber Qual O Melhor Tarifario?

Baixe GRÁTIS o Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu bebê!

Isto acontece porque o espermatozoide pode permanecer vivo dentro do canal vaginal por até 5 dias após a ejaculação. Se nesse meio tempo a mulher ovular, há a possibilidade de engravidar. Além disso, o óvulo também tem seu próprio tempo, sobrevivendo por até 24 horas após sua liberação.

Com sorte, entre ambos os períodos, temos uma margem de erro de até 6 dias para a data provável de fecundação. Dessa maneira, fica estabelecido que o primeiro dia da sua última menstruação também é o primeiro dia da sua gravidez.

Como fazer o cálculo com a data da última menstruação?

Para fazer essa conta com a calculadora gestacional, basta inserir a data do primeiro dia da sua última menstruação (DUM). Caso você não saiba com exatidão a DUM, pode utilizar uma data aproximada ou confirmá-la de acordo com a idade gestacional apontada pelos primeiros exames de ultrassom.

Como fazer o cálculo com a data provável do parto?

A data provável do parto (DPP) é o dia em que a grávida completa 40 semanas. Para saber em qual semana da gestação você está usando sua DPP, basta inseri-la na calculadora da gravidez. Assim, ela retornará com algumas informações, como:

  • com quantas semanas de gravidez você está;
  • informações importantes sobre o desenvolvimento do bebê nesta fase.

Por que confiar na data da calculadora gestacional Kinedu?

O cálculo feito é uma estimativa de acordo com as informações passadas, seja a DUM, seja o resultado de um exame. Há uma série de fatores, no entanto, que podem influenciar para que essa data seja diferente. Alguns deles são:

  • saúde da gestante;
  • saúde do bebê;
  • quantidade de bebês na mesma gravidez;
  • ritmo do desenvolvimento fetal;
  • intercorrências externas à gravidez;
  • outros fatores.

Não há uma fórmula mágica que possa dizer com exatidão a data de nascimento do seu bebê. Tudo o que pode ser feito é basear-se em técnicas, como a Regra de Naegele, para fazer esse cálculo aproximado. É importante dizer que os exames pré-natais ainda são necessários.

É por meio deles, inclusive, que, ao longo da gravidez, você descobrirá um dia mais preciso. Além disso, na prática, qualquer bebê nascido entre as 37ª e 42ª semanas é considerado “a termo”. Isso significa que o bebê nasceu dentro do esperado, ou seja, no momento certo.

Por que o cálculo é em semanas, e não em meses?

O desenvolvimento gestacional varia muito de uma semana para outra, e esse é o principal motivo da contagem não ser em meses. Se compararmos duas gestações do 7º mês, sendo que uma está na primeira semana e a outra na última, veremos muitas diferenças. Por exemplo:

  • na 28ª semana de gestação (primeira semana do 7º mês), o bebê tem cerca de 1 kg, medindo cerca de 37,6 cm, e pode ter ainda o lanugo ou ter formado os cabelos;
  • na 31ª semana de gestação (última semana do 7º mês), o bebê tem cerca de 1,5 kg, medindo cerca de 41,1 cm, e já tem unhas formadas, podendo até chupar os dedinhos.

Você pode compreender melhor seu tempo de gravidez assim:

  • a cada 7 dias após sua DUM, você completa mais 1 semana de gestação;
  • a cada 4 semanas após sua DUM, você completa mais 1 mês de gestação.

Gostou de usar a calculadora gestacional do Kinedu para descobrir em que semana da gravidez você está? Aproveite para baixar o nosso aplicativo e ficar por dentro do desenvolvimento do seu bebê!

Período Fértil

O período fértil inicia 5 dias antes do dia da ovulação. Este “período” de ovulação calcula-se num ciclo regular como um número de dias após a menstruação. Este dia fértil e os 5 dias prévios (anteriores) são a melhor altura para engravidar.

A maior probabilidade de engravidar atinge-se com relações sexuais imediatamente antes da ovulação, ou seja, um a dois dias antes de ovular.

Isto porque os espermatozoides conseguem sobreviver até vários dias no sistema reprodutivo feminino sem fecundação. O ovócito, por outro lado, tem uma janela de possível fecundação de pouco mais de 12 horas.

Isto significa que, após a ovulação, existem cerca de 12 horas para um espermatozoide fecundar o ovócito.

O período fértil não é a única altura em que pode engravidar, é antes a que proporciona maior probabilidade de uma gestação acontecer.

Ao analisar pelo menos os 3 últimos ciclos (3 últimas menstruações) poderá saber se o seu ciclo menstrual é regular e, com isso, calcular os seus dias férteis depois da menstruação e controlar a eficácia de vários métodos que a ajudam neste cálculo.

Como calcular o período fértil?

A fase mais “regular” entre mulheres é a fase lútea, ou a segunda fase. Então a ovulação ocorrerá cerca de 14 dias antes da menstruação (numa mulher que ovule).

Numa mulher com ciclos de 28 dias será sensivelmente a meio, ou 14º dia.

No entanto, uma mulher com ciclos menstruais de 25 dias terá a ovulação por volta do 11º do ciclo, enquanto uma mulher com ciclos de 35 dias terá este evento perto do 21º dia do ciclo.

Ao ter uma ideia sobre a data ou altura de ovulação mais provável, identificamos o período em que as relações sexuais têm maior probabilidade de gravidez: esse dia e os 5 dias anteriores.

Quantos dias dura o período fértil?

O período fértil tem uma duração de 6 dias. O dia da ovulação e os 5 dias anteriores constituem a altura de maior probabilidade de gravidez, o que constitui quase uma semana fértil em cada ciclo menstrual.

É possível, no entanto, engravidar fora deste período, mesmo que a data da ovulação não se altere muito.

Como saber se estou no período fértil?

Existem algumas formas de identificar o período fértil. Cada método funciona de maneira ligeiramente diferente e estes podem ser complementados para se saber os dias mais férteis do ciclo menstrual. Estes métodos, e sobretudo a sua conjugação permitem avaliar os dias onde existe uma maior probabilidade para a mulher engravidar.

Note que a maior parte dos métodos são aproximações, sendo muitas vezes difícil identificar precisamente a ovulação, que pode variar de mês para mês.

Método do calendário

O método do calendário permite-nos construir uma tabela de fertilidade feminina individualizada, que funciona do seguinte modo: conhecendo as datas das últimas menstruações (por ex. 3 últimos meses, idealmente mais), podemos prever a data esperada para a próxima menstruação (quando irá ter o próximo cataménio ou período).

Calcular o período fértil com base nesta data num ciclo regular (cujo número médio de dias não varie muito) torna-se fácil. Este método pode ajudar muito na identificação da fase mais fértil da mulher.

Tendo as últimas menstruações podemos calcular a duração de cada um desses ciclos, contando quantos dias passaram desde uma menstruação até à seguinte – Por exemplo: 28;30;29;29;31;40;28 dias. Se tirarmos o número 40, que, claramente, foi um ciclo fora do habitual, a média dá muito próxima de 29 dias.

Assim, se esta mulher menstruar no dia 1 de janeiro, irá menstruar novamente a 30 ou muito perto desse dia. A ovulação ocorrerá cerca de duas semanas antes da menstruação seguinte. Como já vimos, a fase lútea, ou segunda fase, é a mais regular entre mulheres.

Assim, num ciclo de 32 dias, ou seja, a ovulação dar-se-á por volta do dia 18 do ciclo (cerca de 18 dias desde o início da menstruação anterior). 

No nosso exemplo, com uma média de 29 dias, a ovulação dar-se-á por volta do dia 15 do ciclo. Isto significa que, sendo o dia 1 do ciclo o dia em que veio a menstruação, os dias 10 a 15 corresponderão ao período fértil.

  • Veja outro exemplo: Menstruei dia 24, qual o meu período fértil?
  • Usando os cálculos acima descritos, se a menstruação for regular, com 32 dias em média por ciclo menstrual e o mês atual tiver 30 dias, será previsível que ovule por volta do dia 11 do próximo mês.
  • Por outro lado, se a menstruação for regular, mas com 28 dias esta data será mais próxima do 7 do próximo mês, mantendo as restantes premissas.
  • Saiba, aqui, o que é ciclo menstrual.

Sintomas no período fértil e alterações fisiológicas

Quando a mulher está no período fértil pode notar diferenças, como as alterações do corrimento vaginal, mais fino, transparente, tipo clara de ovo, escorregadio e filoso (estica) perto da altura da ovulação (Spinnbarkeit). Pelo seu conteúdo em açucares, este corrimento, mais parecido com muco, cristaliza facilmente ao secar, formando um aspeto microscópico de folhas de fetos. O seu aparecimento indica uma ovulação em breve.

Por vezes, é possível inclusive sentir a ovulação (Mittelschmerz), como uma dor regular em determinada altura do ciclo.

Conheça, aqui, as fases do ciclo menstrual.

Teste de Ovulação (teste LH – fertilidade)

A hormona que despoleta a ovulação (ver fases do ciclo menstrual) pode ser detetada na urina antes da ovulação ocorrer, o que indica com elevada fiabilidade o período fértil. Esta hormona aparece na urina cerca de 24 horas antes da ovulação, o que torna o teste bastante útil para determinar o período de maior probabilidade de gravidez.

Existem vários kits disponíveis no mercado. O teste deve ser executado consoante as instruções, que podem variar entre kits, sempre à mesma hora, começando uns dias antes da ovulação prevista pelo método do calendário.

Leia também:  Como Lidar Com Pessoas Que Se Acham Superiores?

Isto permite que se tenha maior certeza que houve um pico hormonal quando o teste é positivo.

O dia do teste positivo e o seguinte são os dias com maior probabilidade de gravidez nesse ciclo.

Por vezes, o teste não identifica corretamente o pico de LH (nunca é positivo ou é positivo muitas vezes) o que pode requerer sensibilidades diagnósticas diferentes das tiras e interpretação no contexto clínico da mulher.

Temperatura basal

A temperatura basal da mulher sobe após a ovulação, cerca de 0,5º, o que é identificável. No entanto, este método só será útil para demonstrar que terá existido ovulação e, eventualmente, melhorar o método do calendário.

Depois da ovulação ocorre um aumento da progesterona e consequente subida de temperatura, a probabilidade de fecundação já diminuiu drasticamente para novas relações sexuais. (ver Otimizar a Fertilidade).

Calcular período fértil com ciclo irregular

Para saber os dias de maior probabilidade de engravidar, com um período irregular, poderá usar também um dos métodos que descrevemos acima. 

As alterações ao longo do ciclo poderão ser observadas em ciclos ovulatórios (normais) e os testes de ovulação (LH) funcionarão de igual forma. Note que pode engravidar de forma fácil mantendo relações sexuais regulares 2 a 3 vezes por semana a iniciar pouco após a cessação da menstruação. Se tudo o resto estiver bem (se ovular, nomeadamente), será igualmente rápido.

Note que um ciclo menstrual muito irregular pode estar relacionado com patologia (doença) pelo que deve ser avaliado pelo seu médico (ver ciclo menstrual).

Veja mais informações em cálculo de período fértil.

Quantos dias antes / depois da menstruação posso engravidar?

Já vimos que alguns dias após a menstruação inicia o período fértil (dias em que ocorrem as alterações que precedem a ovulação). Este período não é igual em todas as mulheres.

Isto significa que existe uma probabilidade acrescida de gravidez nesse conjunto de dias, não invalidando, no entanto, que a gravidez possa ocorrer noutros períodos.

Ou seja, as relações sexuais fora do período fértil podem igualmente originar gravidez, ainda que com menor probabilidade. A probabilidade de engravidar fora do período fértil diminui à medida que nos afastamos do período calculado, em qualquer direção (antes e depois), mas tal não significa que uma gravidez não possa ocorrer.

Após a menstruação é sempre “possível” engravidar com relações desprotegidas e, em algumas situações mais raras, é possível engravidar nos últimos dias da menstruação.

Isto quer dizer que uma relação sexual desprotegida nestas alturas pode levar a que um espermatozoide se mantenha viável o tempo suficiente para algumas mulheres, com ciclos curtos e que ovulem cedo, engravidarem.

São, no entanto, situações de muito menor risco de gravidez, que estão na origem do método do calendário como método de contracepção.

Seja 1 dia depois da menstruação ou mais, a probabilidade de gravidez já tem a ver com o período fértil esperado para determinada mulher. 3 dias depois da menstruação algumas mulheres já poderão estar dentro do seu período fértil. Nomeadamente mulheres com ciclos menstruais de 25 dias ovularão por volta do 11º dia de cada ciclo, pelo que no 6º dia poderão estar a entrar no período fértil.

Dias inférteis são dias em que a probabilidade é muito menor de gravidez. Estes serão mais facilmente determinados se, com certeza, foi identificada a ovulação.

Mais de dois dias após a ovulação ocorrer, a probabilidade de gravidez decresce muito (sendo muito menor do que em qualquer altura antes daquela ocorrer) até aos primeiros dias da menstruação, depois da progesterona descer

Os métodos baseados no calendário falham muito, pelo que as mulheres que não desejam aumentar ou constituir família devem usar contraceção eficaz em todas as relações sexuais. Se possível um método de barreira (ou também), como o preservativo masculino, que previne ainda doenças sexualmente transmissíveis.

Como otimizar a minha fertilidade?

Se pretende engravidar não se deve preocupar demasiado. A ansiedade não ajuda. Se tudo estiver bem com o casal, a gravidez ocorrerá de forma natural em alguns meses, e não deve ser motivo de preocupação se tal não acontecer nos primeiros tempos.

A programação de relações sexuais causa desconforto no casal e raras vezes ajuda. Ausência de gravidez após 1 ano antes dos 35 anos da mulher, ou 6 meses se mais de 35 anos, merece investigação por um médico ligado à fertilidade.

Para saber mais sobre fertilidade feminina e como a optimizar, siga este link

Como calcular a idade gestacional? | Vida Saudável | Conteúdos produzidos pelo Hospital Israelita Albert Einstein

Os cálculos podem parecer confusos, mas nosso especialista explica como se acertar ao calcular sua idade gestacional. Confira!

Por Dr. Romulo Negrini, coordenador médico materno infantil da Maternidade Einstein / CRM SP 113 055

​Descobrir a Idade Gestacional pode ser muito confuso, principalmente para os pais de primeira viagem. Semanas ou meses, qual devemos levar em conta? Para deixar tudo mais simples, conversamos com o especialista, Dr. Romulo Negrini. Confira abaixo a entrevista com o médico da Maternidade Einstein. 

Confira as principais dúvidas

Porque calculamos o tempo de gravidez em semanas e não em meses?

A resposta a esta questão é bem simples. Os meses apresentam quantidades de dias variáveis, meses como fevereiro tem menos dias, julho e agosto têm 31 dias. Mas em semanas não há esta variação. Desta forma, o cálculo fica mais preciso para a gestante, família e para os profissionais de saúde.

Como deve ser feito o cálculo para descobrir a Idade Gestacional?

Em geral o cálculo da idade gestacional é baseado na data da última menstruação, conhecida como DUM. Neste caso, é muito simples. Verifica-se a quantidade de dias que se passaram da DUM até o dia do cálculo e divide-se por 7. O valor inteiro, resultado da divisão, é o número de semanas da gravidez e o resto da divisão é o número de dias passados na última semana.

Exemplo: vamos supor que, no dia 05 de fevereiro, queira-se saber qual a idade gestacional de uma gravidez em que a gestante menstruou pela última vez em 12 de novembro do ano anterior. De 12/11 a 05/02 passaram-se 85 dias. A divisão de 85 por 7 resulta em 14 com resto de 1, então esta gravidez terá 14 semanas e 1 dia em 05 de fevereiro. 

Lembre-se que a gravidez é contada sempre em semanas de atraso menstrual, mas a concepção de fato ocorre duas semanas após a menstruação. Assim, quando dizemos que uma gravidez tem 38 semanas, passaram-se 38 semanas da última menstruação e o embrião foi gerado há 36 semanas! 

Caso a gestante não saiba a DUM, existe alguma outra forma?

Sim, caso a mulher não saiba a data da última menstruação ou tenha ciclos irregulares, calcula-se o tempo de gravidez pela ultrassonografia (USG). A forma de conta é a mesma, soma-se a quantidade de dias que se passaram da data da ultrassonografia até hoje (dia em que se quer a idade gestacional) e divide-se por 7. 

O valor inteiro do resultado da divisão é o número de semanas da gravidez e o resto da divisão, o número de dias passados da data do ultrassom. Depois só somar o tempo de gravidez que foi detectado na ultrassonografia.

Exemplo: Em 12 de novembro uma grávida realizou uma USG que mostrou um embrião de 8 semanas e 2 dias e quer saber qual a idade gestacional em que está no dia 05 de fevereiro. De 12/11 a 05/02 passaram-se 85 dias.

A divisão de 85 por 7 resulta em 14 com resto de 1, então da data da USG passaram-se 14 semana e 1 dias, que devem ser somadas as 8 semanas e 1 dia que já havia no dia do ultrassom. Assim, a gravidez em 05/02 será de 22 semanas e 2 dias.

 

Existem exames para descobrir a Idade Gestacional?

  • O único exame confiável para a descoberta da idade gestacional é a ultrassonografia, e o ideal é realizá-lo entre 8 e 12 semanas para uma maior precisão.
  • Como o tempo de gravidez é dado pelo tamanho do feto, com o seu crescimento ele vai adquirindo características pessoais: uns ficam maiores, outros menores, o que aumenta o erro da idade gestacional.
  • O erro de uma ultrassonografia em dar o tempo de gravidez, se feita entre 8 e 12 semanas, é de apenas 5 dias, e aumenta com o passar da gravidez para até 3 semanas no final. 

É possível saber a Data Provável do Parto? Como é feito esse cálculo?

A data provável do parto (DPP) ocorre com 40 semanas e 1 dia. Para que se possa calculá-la, utiliza-se a regra de Naegele. Essa regra é uma forma padronizada de calcular a DPP de uma gestante.

Nela, soma-se 7 ao dia correspondente ao da data da última menstruação e retira-se 3 do mês correspondente à data da última menstruação. Por exemplo: se a DUM for 12/11, a data provável do parto será no dia 12+7 e mês 11-3, ou seja, dia 19/08.

Se a soma do dia com o 7 ultrapassar 31, parte-se para o mês seguinte, e retira-se então 2 do mês da DUM.

Exemplo: DUM de 30/10 a data provável do parto será 06/08, isso porque 30+7 seria 37, mas esse dia não existe e o ultimo é 31, assim avançamos 6 dias no mês seguinte e retira-se 2 do 10. Sendo o resultado final 06/08.

Parece complicado, mas agora que explicamos tudo pode ser bem simples. Gostou de saber mais sobre esse assunto e quer saber mais sobre a Maternidade Einstein? Então clique aqui agora mesmo e confira!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*