Como Saber A Que Rede Pertence Um Numero De Telemovel?

Saiba como descobrir a quem pertence um número de telefone que lhe ligou. Conheça os principais sites e apps para descobrir o número e saiba como bloquear um número privado. Saiba também como realizar outras gestões de telecomunicações.

Índice

Como descobrir a quem pertence o número que me ligou?

Recebeu uma chamada de um número desconhecido? Se recebeu uma chamada de um número que não conhece, saiba como descobrir a quem pertence o número que lhe ligou.

Atualmente existem várias formas de identificar um número de telefone. Se recebeu uma chamada de um número desconhecido, veja como pode descobrir a identidade do número.

Apps para descobrir número

Fique a conhecer as apps para descobrir número mais utilizadas.

Saber mais Descobrir número na internet

Conheça os sites que o ajudam a saber a quem pertence um número de telefone.

Saber mais

Pode utilizar 118, da MEO/Altice para procurar um número de telefone.

Saber mais

Apps para descobrir número

Atualmente já existem algumas apps para descobrir o número de telefone que lhe ligou ou que lhe está a ligar. Isto porque algumas apps têm a funcionalidade de identificar o número ao mesmo tempo que está a receber a chamada.

Conheça algumas das apps para descobrir um número de telefone mais utilizadas, não só em Portugal, mas também noutros países.

O Sync Me é uma das aplicações para identificar números de telefone mais conhecidas. Esta aplicação cruza dados das redes sociais para identificar o número que lhe liga, no próprio momento em que está a receber a chamada.

Faça o download para Android ou iOS e registe-se para começar a utilizar a aplicação. Em alternativa, também pode utilizar a versão web. Clique para aceder ao site do Sync Me.

Tem que se registar para conseguir ver a identidade de um número de telefone.

A aplicação TrueCaller funciona de forma semelhante ao Sync Me. Basta fazer o download da aplicação para Android ou iOS, efetuar o registo e começar a utilizar. A app TrueCaller Portugal também faz cruzamento de dados das redes sociais, incluindo foto de perfil. Também é possível aceder à versão web do TrueCaller.

À semelhança do Sync Me e da app TrueCaller, a CallApp é outra das aplicações que lhe permite descobrir um número de telefone que lhe ligou. A grande diferença neste caso é que a CallApp apenas está disponível para Android. Conheça também a versão web da CallApp.

  • Estas aplicações para saber a quem pertence o número que lhe ligou também lhe permitem ver números internacionais, já que são aplicações mundialmente conhecidas e têm uma grande base de dados.
  • Sites para descobrir a quem pertence um número de telefone
  • Existem vários sites que o podem ajudar a saber de quem é o número de telemóvel e para descobrir quem é que tentou ligar-lhe.
  • Mostramos-lhe alguns dos sites mais utilizados pelos portugueses para descobrir a quem pertence um número.

O Quem me liga é um dos sites mais utilizados em Portugal para descobrir a quem pertence um número de telefone. No site Quem me liga Portugal pode ver comentários de outros utilizadores para o mesmo número, para saber de que tipo de contacto se trata. Vários números aparecem descritos pelos utilizadores como publicidade ou vendas. Clique para aceder ao Quem me liga.

O Ligaram-me é outro site onde pode inserir o número de telefone desconhecido para descobrir a identidade do número de telefone que lhe ligou.

Se o número já existir na base de dados do site, irá ver o que disseram outros utilizadores sobre a origem do número.

Caso o número ainda não esteja registado no site, pode adicionar um comentário para que futuros utilizadores saibam a quem pertence o número. Clique para aceder ao Ligaram-me.

O Tellows é mais um site que agrega informação de utilizadores sobre números. Ainda que seja menos conhecido do que o “Quem me Liga” ou o “Ligaram-me”, o Tellows é outro dos sites que pode utilizar para identificar um número de telefone. Clique para aceder ao Tellows.

Todos estes sites para saber a quem pertence um número de telemóvel ou de telefone são diretórios portugueses, ou seja, tem um listado de números nacionais.

Se recebeu uma chamada de um número estrangeiro o mais provável é que não consiga identificar o número através destes sites. Para isso, pode utilizar qualquer uma das apps que lhe mostrámos anteriormente como o Sync Me ou o TrueCaller.

Se o número que lhe ligou é português, pode também procurar a identidade do número que lhe ligou nas Páginas Amarelas ou no número de informações 118.

Procurar um número de telefone através do 118

O 118 é um site que agrega informação de números de telefone com base nos clientes da operadora MEO/Altice. No entanto, apenas os clientes que tenham aceite que as suas informações sejam divulgadas em lista telefónica aparecem listados neste site.

Como procurar um número no 118?

Aceda ao site 118.net.pt e escolha o tipo de pesquisa que pretende fazer: por telefone ou por morada. Ao escolher a pesquisa por número e telefone, pode descobrir a quem pertence o número que lhe ligou, se esse número estiver na lista telefónica da MEO.

Estes são apenas alguns dos sites e apps mais utilizados para descobrir um número de telefone ou telemóvel que lhe ligou.

Algumas das aplicações para descobrir a quem pertence um número também têm a funcionalidade de bloquear números não desejados. Veja no tópico seguinte todas as formas de bloquear um número.

Como bloquear um número?

Sabia que pode utilizar as apps de descobrir números também para bloquear números de spam? Algumas das aplicações como as que lhe mostrámos anteriormente permitem, para além de saber a quem pertence um número, bloquear um número considerado como spam.

  • Apps para descobrir e bloquear um número:
  • Sync Me
  • TrueCaller
  • CallApp
  • Whoscall

Todas estas aplicações têm ambas as funcionalidades disponíveis: de descobrir a quem pertence um número e de bloquear números indesejados.

Outra forma de bloquear um número é através do próprio telemóvel/smartphone. Os passos para bloquear um número no telemóvel dependem do modelo e sistema operativo do telemóvel mas, de uma forma geral, estas são as indicações a seguir:

  1. Procure o número que quer bloquear na sua lista telefónica ou no registo de chamadas
  2. Clique no número para ver mais opções
  3. Escolha a opção que diga Bloquear número ou “Adicionar à Lista Negra”
  4. Todas as comunicações desse número ficarão bloqueadas (chamadas, SMS, etc)
Leia também:  De Quem Sao Os Filmes O Fantasma,Morrer Como Um Homem?

Mas se não sabe qual o número para bloquear, pode também optar por bloquear todas as chamadas de números privados.

Para bloquear números privados aceda às definições de chamada do seu telemóvel. Normalmente já existe uma opção que diz “Bloquear Números”. Escolha essa opção e, de seguida “Bloquear números desconhecidos/anónimos”. Desta forma, não recebe chamadas ou SMS de números privados/desconhecidos.

Saiba também como realizar outro tipo de gestões como pedir a portabilidade de número, desbloquear o telemóvel ou fazer o pedido de rescisão de contrato. ?

Roaming: usar o telemóvel na UE

Nesta página

Última verificação: 15/04/2021

Quando usa o seu telemóvel durante uma viagem a outro país da UE não tem de pagar taxas adicionais. É a isto que se chama roaming gratuito.

As suas chamadas (para telemóveis e telefones fixos), mensagens de texto (SMS) e serviços de dados são cobrados às taxas nacionais, ou seja, ao mesmo preço que as chamadas, os textos e os serviços dados no país onde habitualmente vive.

As mesmas regras aplicam-se quando recebe chamadas ou SMS enquanto está no estrangeiro: não tem de pagar mais para receber chamadas ou mensagens de texto em roaming, mesmo que o prestador de serviços do seu interlocutor não seja o mesmo.

Michael vive na Irlanda e tem um contrato com um operador móvel irlandês segundo o qual paga 0,1 EUR por minuto para as chamadas e 0,05 EUR por SMS na Irlanda. Quando vai a Espanha em negócios, Michael não tem de se preocupar em pagar mais por fazer ou receber chamadas de números da UE.

As pessoas que lhe telefonarem a partir da Irlanda também pagarão essas chamadas à tarifa doméstica.

Quer telefone para um número espanhol, para a família na Irlanda ou para qualquer outro país da UE, Michael pagará estas chamadas ao mesmo preço que na Irlanda – 0,1 EUR por minuto.

As mensagens de texto que enviar na Espanha para a Irlanda ou para qualquer outro país da UE vão custar-lhe o mesmo — 0,05 EUR — que lhe custariam no seu país.

O que é o roaming?

Fala-se de roaming quando usa o seu telemóvel durante uma viagem ocasional fora do país onde vive ou tem laços estáveis, por exemplo, onde estuda ou trabalha.

Assim, desde que passe – ou utilize o seu telemóvel – mais tempo no seu país do que no estrangeiro, considera-se que está a usar serviços em roaming.

Os preços cobrados pelas suas chamadas, mensagens de texto e dados que usar na UE serão os preços domésticos. Esta é considerada uma «utilização razoável dos serviços de roaming».

Sempre que atravessar uma fronteira entre dois países da UE, deve receber uma mensagem de texto do seu operador móvel a informá-lo de que está a utilizar os serviços em roaming e a alertá-lo para a política de utilização razoável.

Se utilizar o seu telemóvel no estrangeiro a título permanente, por exemplo, se for viver para o estrangeiro e continuar a utilizar o cartão SIM do seu país de origem, o seu operador móvel pode cobrar-lhe mais pelo roaming. No entanto, estas taxas estão sujeitas a limites no âmbito da política de utilização responsável.

Política de utilização responsável – Há um limite para a utilização de dados?

Os operadores de serviços móveis podem aplicar uma «política de utilização razoável» para garantir que todos os clientes de roaming têm acesso e beneficiam do roaming gratuito (ou seja, de serviços em roaming a preços domésticos) quando viajam na UE. Isto significa que, para evitar uma utilização abusiva, os operadores de serviços móveis podem recorrer a mecanismos de controlo justos, razoáveis e proporcionados.

As suas chamadas e mensagens de texto não estão sujeitas a restrições de volume.

Quaisquer chamadas ou mensagens de texto não incluídas no seu contrato ser-lhe-ão cobradas ao mesmo preço que no seu país de origem.

No entanto, existem regras e limites aplicáveis à quantidade de dados que pode usar à tarifa doméstica. Estes limites dependem do tipo de contrato.

Em alguns casos específicos (ver abaixo), poderá de ter de pagar uma sobretaxa pelo roaming, igual ao limite máximo dos preços por grosso a nível da UE (3 EUR/GB de dados em 2021, + IVA).

Tenho um cartão pré-pago

Se tiver um cartão pré-pago (o que significa que paga adiantadamente a utilização do seu telemóvel), pode usar o seu telemóvel noutro país da UE sem ter de pagar mais por isso.

No entanto, se pagar por unidade e o preço unitário doméstico dos dados for inferior a 3 EUR por GB, o seu operador pode estabelecer um limite para o volume de dados que pode utilizar em roaming.

Se o seu operador aplicar um limite ao volume de dados, esse limite deve ser, pelo menos, igual ao volume obtido dividindo por 3 EUR o crédito que tiver no seu cartão pré-pago quando começar a usar os serviços de dados em roaming. Receberá assim um volume de dados em roaming equivalente ao que pagou adiantado. É óbvio que pode aumentar o seu crédito durante a sua viagem.

Jana vive na Eslováquia e tem um cartão pré-pago com 15 EUR de crédito (incluindo IVA) no telemóvel, que abrange chamadas de voz, mensagens de texto e serviços de dados.

No momento da partida para as suas férias em Espanha, restavam-lhe 12 euros (excluindo IVA) de crédito no cartão.

Isto significa que, durante as férias em Espanha, Jana pode usar um volume de dados em roaming equivalente ao valor do crédito restante no seu cartão pré-pago, ou seja, pelo menos, 4 GB de dados (12 EUR/3 EUR = 4).

Leia também:  Como Saber Em Que Nome Esta Uma Viatura?

O meu contrato inclui dados limitados

Se tem um contrato de serviços móveis com um volume de dados limitado, pode usar esse volume quando viaja na UE sem custos adicionais. O volume de dados do seu contrato é o seu limite em roaming.

No entanto, se o preço unitário dos dados previsto no contrato for muito baixo (menos de 1,5 EUR/GB em 2021), o operador pode aplicar, aos dados em roaming, um limite de «utilização razoável», que pode ser inferior ao volume previsto no contrato.

Esse limite é calculado com base no preço do seu contrato doméstico. O operador é obrigado a informá-lo antecipadamente desse limite e a alertá-lo quando este for atingido.

Quando atingir o limite, pode continuar a utilizar os dados em roaming mas o seu operador cobrar-lhe-á um montante suplementar, que, contudo, não pode ser superior ao limite máximo do preço por grosso de dados (3 EUR/GB + IVA em 2021).

O meu contrato inclui dados ilimitados

Se tem um contrato de acordo com o qual paga um montante fixo mensal e que inclui um pacote de serviços com dados ilimitados, o seu operador móvel deve fornecer-lhe um volume significativo de dados em roaming.

O volume exato depende do preço que paga pelo seu contrato móvel.

No entanto, o volume de dados deve ser, pelo menos, duas vezes o volume obtido dividindo o preço do seu contrato móvel (excluindo IVA) pelo limite máximo do preço por grosso do roaming de dados (3 EUR em 2021).

O seu operador deve comunicar-lhe a quantidade de dados que pode usar. Se exceder essa quantidade, ser-lhe-á cobrada uma taxa adicional que, contudo, não pode ser superior ao limite máximo do preço por grosso de dados (3 EUR/GB + IVA em 2021).

Paulina vive no Luxemburgo onde paga 40 EUR (excluindo IVA) pelo seu contrato de telemóvel, que inclui chamadas, mensagens de texto e dados ilimitados. Quando usa o seu telemóvel durante as férias em Itália, tem direito a chamadas e mensagens de texto ilimitadas e a, pelo menos, 26,6 GB de dados (2 x (40 EUR/3 EUR) = 26,6).

Outros contratos

Os operadores também podem oferecer contratos sem serviços de roaming ou contratos de roaming alternativos com tarifas não abrangidas pelo âmbito de aplicação das regras da UE, por exemplo, se usar o roaming fora da UE. No entanto, deve escolher especificamente este tipo de opções.

Controlar a utilização do roaming

No âmbito da política de utilização responsável, o operador pode controlar e verificar a forma como usa o roaming ao longo de um período de quatro meses.

Se durante esse período passar mais tempo no estrangeiro do que no seu país E utilizar mais serviços em roaming do que serviços domésticos, o seu operador pode contactá-lo e pedir-lhe que explique a sua situação. Tem 14 dias para o fazer.

Se continuar a passar mais tempo no estrangeiro do que no seu país e a usar mais serviços em roaming do que serviços domésticos, o seu operador pode começar a faturar-lhe mais pelo seu consumo em roaming. Limites das sobretaxas (excluindo IVA):

  • 0,032 EUR por minuto para as chamadas de voz efetuadas
  • 0,01 EUR por SMS
  • 3 EUR por GB de dados (em 2021)

Roaming para os trabalhadores transfronteiriços

Se trabalha num país da UE e vive noutro, pode escolher um operador móvel em qualquer um destes países e beneficiar do roaming com um cartão SIM do país onde vive ou do país onde trabalha.

Para que a política de utilização responsável se aplique basta ligar-se, pelo menos, uma vez por dia à rede do seu operador doméstico para que esse dia seja considerado um dia de presença no país onde tem o contrato (mesmo que nesse dia se desloque ao estrangeiro).

Posso usar o roaming durante uma viagem de navio ou avião?

Desde que esteja ligado a uma rede móvel terrestre, não lhe deverá ser cobrado nenhum montante adicional pela utilização do seu telemóvel durante uma viagem de navio ou avião. No caso de utilizar serviços móveis por sistemas via satélite, as regras da UE não são aplicáveis e terá de pagar por serviços de roaming não regulamentados (sem limites de preços).

Roaming fora da UE

O roaming (nomeadamente o roaming de dados) fora da UE pode ser caro. Para evitar surpresas desagradáveis, informe‑se previamente junto do seu operador sobre as tarifas do roaming fora da UE.

Em caso de problemas – os seus direitos enquanto consumidor

Se considerar que o seu prestador de serviços não respeitou os seus direitos, deve contactá-lo e utilizar o procedimento de reclamação em vigor.

Se não ficar satisfeito com a resposta, dirija-se à entidade reguladora nacionalen do seu país (regra geral, a autoridade reguladora nacional das telecomunicações), que tratará do caso.

Internet, telecomunicações e correios em Espanha

Ao escolher um destino para viajar, uma das principais preocupações dos viajantes é saber se poderão comunicar-se através do seu telemóvel. Por este motivo, apresentamos aqui a informação básica que deve conhecer sobre as comunicações em Espanha.

O meu telemóvel é compatível com as redes espanholas? Devo ativar a itinerância de dados? De onde posso enviar postais?​

CHAMADAS TELEFÓNICAS

Chamadas nacionais

Todos os números telefónicos em Espanha possuem 9 dígitos, e começam por 9 ou 8 (para os telefones fixos) e por 6 ou 7 para os telemóveis.

No caso dos telefones fixos, cada província espanhola possui o seu próprio código telefónico, ou prefixo, que é idêntico para toda a sua área geográfica. Isto é, todos os números de Madrid começam por 91 ou 81, os de Barcelona por 93 ou 83, os de Toledo por 925 ou 825, etc.

Os números dos telemóveis também possuem 9 dígitos, mas não têm um prefixo geográfico comum.

O número de Emergências, no entanto, é comum para todo o território nacional e possui apenas três dígitos (112), tal como os números para a Polícia (091) e para o serviço de Ambulâncias (061).

O número de Atenção ao Cidadão também possui três dígitos (010 ou 012), tal como o número para a Informação de Tráfico (011).

Leia também:  Como Saber Qual É A Minha Missão Nessa Vida?

 Através do Serviço de Atendimento ao Cidadão, é possível obter informações sobre vários tópicos, como emprego público, ajuda financeira, subsídios, bolsas de estudo e prêmios, administrações públicas, serviços telefônicos do Ministério do Interior, Ministério do Emprego e Previdência Social, Direção Geral de Trânsito. , etc.

Existem outros números de telefone que estão sujeitos a tarifas especiais, e que é necessário conhecer. Assim, os números que começam por 900 são gratuitos (sendo o custo suportado por quem recebe a chamada). No caso dos números que começam por 901, o custo da chamada é reduzido, e é repartido entre quem faz e quem recebe a chamada.

Para os números que começam por 902, o custo da chamada é suportado pela pessoa que a realiza. Os números começados em 905, 907, 803, 806 e 807 têm um custo elevado para quem realiza a chamada, a partir de um telefone fixo, o preço por minuto pode estar entre 0,30 e 1,20 euros.

Esses prefixos são os utilizados habitualmente pelas linhas de contactos e de conteúdo erótico, jogos de apostas, serviços profissionais, concursos, votação telefónica, etc.

Chamadas desde o estrangeiro

Para realizar uma chamada para Madrid desde fora de Espanha, é necessário marcar o prefixo internacional 00, seguido do código nacional (34), e do número do assinante telefónico (independentemente de se tratar de um número de telefone fixo ou de telemóvel).

Exemplo: 00 34 600 00 00 00.

Chamadas para o estrangeiro

  • Para realizar uma chamada telefónica para outro país desde Espanha, é necessário marcar o prefixo internacional 00, seguido do código do país, do número da zona (caso exista) e do número correspondente ao assinante.
  • Por exemplo: 49 para a Alemanha, 44 para o Reino Unido, 39 para Itália, 33 para França, 11 ou 19 para os EUA, 16 para o Canadá, etc.
  • TELEMÓVEL
  • É recomendável solicitar informação ao seu operador, para saber se o seu telemóvel é compatível com as redes espanholas, e para conhecer o custo das chamadas que receba desde o seu país, e das chamadas que realize (locais ou internacionais).
  • Se deseja navegar por Internet e enviar mensagens desde o seu smartphone, deverá ativar a itinerância de dados (excepto no caso de se conectar a uma rede de Wifi), que poderá implicar custos adicionais.
  • Desde o mês de junho de 2017, a itinerância de dados não está sujeita a qualquer custo nos países membros da União Europeia, pelo que todos os cidadãos da UE podem utilizar o seu telemóvel para realizar chamadas, enviar SMS ou navegar por Internet, sem qualquer custo adicional na sua fatura.

Conexão à rede espanhola

Nem todos os telemóveis estrangeiros se conectam automaticamente à rede espanhola. No caso de a conexão não se efetuar automaticamente, é necessário aceder à função «selecionar rede» do seu telemóvel, e conectar-se à rede manualmente.

Existe também a possibilidade de adquirir um cartão SIM de pré-pagamento, que permite utilizar o telemóvel com as redes espanholas, e saber em qualquer momento o seu consumo.

Adaptador

Tenha presente que pode ser necessário utilizar um adaptador para o carregador do seu telemóvel, devido aos diferentes standards elétricos existentes em diferentes países do mundo (Ver Rede Elétrica).

Cobertura móvel

Para realizar chamadas ou para aceder à Internet, deverá ter em conta as frequências de telefonia móvel que se utilizam em Espanha. A cobertura de dados poderá ser mais ou menos rápida, dependendo das bandas de frequência que suporte o seu telemóvel. Estas são as frequências utilizadas em Espanha, e o uso a que se destinam.

As frequências ou bandas de telefonia móvel utilizadas atualmente em Espanha são as seguintes:

  • 2G/GSM: 900 e 1800 MHz.
  • 3G/WCDMA: 900 e 2100 MHz.
  • 4G/LTE: 800, 1500 MHz (proximamente), 1800 MHz e 2600 Mhz.
  • 5G: 700 Mhz (a partir de 2020), 1500 MHz (proximamente) e 3500 MHz (proximamente).
  1. A banda de 1500 MHz encontra-se em período de licenciamento, para utilização em serviços 4G/LTE apenas no sentido descendente, como complemento a outras bandas de 4G/LTE.
  2. Também deverá ter em conta que, em Espanha (como na maioria dos países) se utiliza o Duplex FDD (Frequency Division Duplex), enquanto a China e alguns operadores dos EU utilizam o standard TDD (Time Division Duplex).
  3. INTERNET E CONEXÕES WIFI

Praticamente em todos os espaços e estabelecimentos públicos da capital, existe a possibilidade de se conectar à Internet. Em alguns casos este acesso é livre, e noutros é necessário solicitar a contrassenha de acesso.

É este o caso dos cafés, restaurantes, hotéis e táxis que disponibilizam este serviço gratuitamente aos seus clientes.

Existem ainda numerosos cibercafés e locutórios, onde poderá consultar e enviar mensagens de correio eletrónico e recarregar a bateria do seu telemóvel por um preço módico.

  • Para facilitar o acesso à Internet, a cidade de Madrid instalou terminais Wifi de acesso livre em numerosos lugares públicos, como aeroportos, autocarros municipais, centros comerciais, estações da rede suburbana e dos caminhos-de-ferro, bibliotecas, museus, centros culturais, universidades e parques públicos.
  • Também pode desfrutar de uma conexão Wifi gratuita no Centro de Turismo da Plaza Mayor e em todos os pontos de informação turística do Ayuntamiento de Madrid, bem como nos gabinetes de Atendimento ao Cidadão.
  • Existe também a possibilidade de se conectar ao ar livre, em alguns pontos emblemáticos da cidade, como a praça de Santo Domingo, Plaza Mayor, Callao e na praça de Olavide.
  • CORREOS

Para o envio de postais e cartas, utilize os marcos de correio amarelos espalhados por toda a cidade, e situados habitualmente nas esquinas das principais ruas. Os selos podem adquirir-se nos postos de Correos ou em muitos quiosques.

A maior parte dos postos de Correos funcionam das 08:30 às 20:30 horas, de segunda a sexta-feira, e aos sábados das 09:30 às 13:00 horas, encerrando ao domingo e nos dias feriados.

Para enviar uma carta ou um postal, o melhor è fazê-lo através do hotel onde estiver hospedado, evitando assim qualquer tempo de espera.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*