Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Por mais quem um pendrive seja prático, às vezes, ele simplesmente não funciona quando espetado em uma porta USB, mas quando você o coloca em outro PC ou em outra porta, ele funciona. Normalmente, o problema é atribuído ao próprio pendrive, mas algumas vezes, o problema não é o pendrive, e sim, a porta USB.

Caso esse seja o seu caso, veja essas dicas de como recuperar uma porta USB que não esteja funcionando.

Exame Físico

A primeira coisa que você precisa saber é se a porta USB está danificada fisicamente. Um teste simples que você pode fazer é colocar o pendrive na porta e verificar se ele se mexe para cima e para baixo facilmente. Faça isso com delicadeza, pois se você não tiver um problema de hardware, vai acabar com um.

Se você não sabe como o pendrive deve se comportar físicamente na porta, espete-o em outra porta que esteja funcionando, veja como ele se comporta e compare a flexibilidade entre as duas. Se ele ficar solto, você provavelmente terá que trocar a porta. (No final do artigo tem um vídeo mostrando como fazer isso, mas só faça se souber um pouco de eletrônica.

Caso contrário, é recomendável que leve a uma assistência técnica).

Reinicie o Computador

A boa e velha tática de desligar e religar o computador é válida para esse momento. Às vezes isso funciona ao forçar o sistema operacional escanear pelo hardware, nesse caso a porta USB, e ela pode voltar a funcionar. Se isso também não funcionar, hora de usar o Gerenciador de Dispositivos.

Existem vários modos de acessar o Gerenciador de Dispositivos, mas o mais rápido – se você estiver rodando o Windows até a versão 7 – é clicar no menu Iniciar, digitar devmgmt.msc e clicar Enter. No Windows 8, basta ir para o modo Metro e digitar devmgmt.msc.

Ao entrar no Gerenciador de Dispositivos você verá uma tela como essa:

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Gerenciador de Dispositivos

O Gerenciador de Dispositivos mostra todas as categorias de hardwares que estão instalados no seu computador. Dentro dele, ache a entrada Controladores USB (barramento serial universal), clique na seta para expandir o menu. Você deve visualizar algo parecido com isso:

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Controladores USB

Logo de cara isso pode não fazer muito sentido, mas ele contém algumas informações úteis. Veja que na imagem há duas linhas escritas: Intel(R) 6 Series/C200 Series Chipset Family USB Enhanced Host Controller.

Essas duas linhas são os controladores para as portas USB do seu PC.

O seu computador pode parecer com outro nome, como por exemplo, Intel(R) 5 Series/3400 Series Chipset Family USB Enhanced Host Controller, isso varia de computador para computador, o importante é ter o Host Controller.

Se você não achar essas linhas no Gerenciador, provavelmente esse pode ser o problema. Para reparar, clique no botão “Verificar se há alterações de hardware”, como na figura abaixo.

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Isso irá forçar o seu computador a checar todos os seus hardwares novamente. Se você tiver sorte, ele irá reconhecer a porta USB e todos os Host Controllers deverão aparecer na sua lista. Se a porta USB não voltar a funcionar, então você deve fazer isso de forma manual.

Dentro da entrada Controladores USB, clique com o botão direito do mouse no primeiro USB Host Controller. Isso irá abrir um menu como esse:

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Menu dos Controladores USB

Clique em Desinstalar. Repita o processo para todos os USB Host Controller. Depois disso, reinicie o computador. Isso irá forçar o computador a buscar por todos os controladores USB e reinstalá-los. Com isso, a porta USB que estiver dando problema pode reaparecer.

Caso isso não resolva o problema, pode ser uma questão no Registro do Windows.

O Recurso de Suspensão Seletiva USB é uma ferramenta de economia de energia do Windows. Ele suspende a ligação das portas USB para economizar a energia do PC, normalmente usado para fazer com que a bateria dure mais tempo nos notebooks. Teoricamente ela é uma boa ferramenta, mas em algumas ocasiões faz com que a porta USB não seja iniciada.

Se esse for o caso, o Gerenciador de Dispositivos não vai mostrar a porta. Caso deseje, você pode desabilitar esse recurso no Editor de Registro do Windows. É uma boa ideia fazer isso se você usa um desktop, ou um notebook sempre ligado na força, mas caso esse não seja o caso e você use o seu notebook longe de uma fonte de energia, você pode reativá-lo facilmente.

Para entrar no Editor de Registro, vá ao menu Iniciar, digite regedit e clique Enter – isso para Windows até a versão 7. No Windows 8, vá até o modo Metro, digite regedit e clique Enter. Ao fazer isso, você deverá ver uma tela parecida com essa:

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Editor de Registro do Windows

Para entrar na opção para desabilitar o recurso de suspensão seletiva, clique na seta ao lado da HKEY_LOCAL_MACHINE > SYSTEM > CurrentControlSet > Services e procure pela pasta (ou chave, como é chamada na linguagem técnica) USB.

Caso não a encontre, você pode criá-la, para isso clique em services e na barra de menu no alto, clique em Editar > Novo > Chave. Chame de USB.

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Criação de nova Chave

Na chave USB, clique com o botão direito na janela à direita. Você terá apenas a opção “Novo”. Clique nela e escolha a opção Valor DWORD (32 bits) – no seu computador pode ser apenas Valor DWORD. Nomeie o novo valor com DisableSelectiveSuspend.

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Criação de novo Valor DWORD

Clique com o botão direito em cima dele e selecione Modificar.

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Na opção Dados do Valor, troque o zero pelo número 1. Com isso você desabilitou o Recurso de Suspensão Seletiva.

Leia também:  Como Eliminar Virus Que Cria Atalhos No Pen Drive?

Reinicie o computador e verifique se a porta USB voltou a funcionar.

Troca de Hardware

Se mesmo assim a porta USB ainda não estiver funcionando, então o problema deve ser, realmente, de hardware. Nesse caso, o reparo terá que ser feito fisicamente, ou seja, você vai precisar abrir o seu computador para arrumá-lo.

Se você tem um conhecimento de eletrônica e solda, basta abrir o seu computador e fazer a troca da porta USB, mas só faça isso se você tiver certeza do que está fazendo, caso contrário procure uma assistência técnica para fazer a troca da porta USB.

Abaixo segue o vídeo de um técnico mostrando como trocar a porta USB de um Dell Mini. Se você ainda não tem segurança em fazer o reparo, veja o vídeo que pode te ajudar a solucionar essa dúvida.

Como Saber A Porta Usb Que Estou Usando?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Entendendo a porta serial e o USB

Sempre ouvimos falar da tal porta serial, também conhecida como RS-232, popular entre os técnicos da área de informática e eletrônica, porém raramente chegamos, a saber, do que realmente se trata. Sabemos apenas que é algum componente de nossos computadores e notebooks, assim como o USB, mas a função nunca nos é explicada. Pois bem, agora saberemos.

A portal serial, ou RS-232, é o dispositivo que permite que conectemos nossas impressoras, scanners, modems, câmeras, e tantos outros equipamentos ao nosso computador ou notebook. As RS-232 são bidirecionais, ou seja, elas permitem envio e recebimento de dados por meio de um cabeamento simples e de fácil utilização.

As portas seriais podem ser de dois tipos: DB9 e DB25.

As DB9 são mais comuns, e podemos exemplificar o seu funcionamento da seguinte maneira: os pinos 2, 3 e 5 fazem a comunicação do seu computador com o aparelho conectado (scanner, impressora, modem, etc) e os demais pinos fazem o tráfego de dados. Mas o seu computador não tem uma porta serial? Não se preocupe, vamos explicar o porquê.

A partir do final da década de 1990, iniciou-se um projeto em comum de várias gigantes do ramo de informática, destacando-se a Microsoft, a Apple, a HP, NEC, a Intel e a Agere, buscando-se uma alternativa mais veloz e compacta para as portas seriais. Chegou-se então ao USB – Universal Serial Bus –, uma entrada universal que permite que você conecte seus equipamentos a qualquer computador / notebook sem a necessidade de desligar a máquina para isso.

Como as RS-232 tinham tamanhos variados, precisando assim de conectores específicos, ou seja, cada equipamento vinha com um cabo diferente, precisando de uma conexão específica para funcionar, o USB logo ganhou mercado, pois tudo se tornou mais fácil. Qualquer cabo USB vai encaixar em qualquer entrada USB, tornando o mundo da informática mais democrático e muito menos complicado.

Não satisfeitas com essa grande inovação, as gigantes da tecnologia ainda fizeram com que o USB suportasse mais de um equipamento acoplado a ele, tornando o acesso do usuário praticamente ilimitado quando se trata de conexão de periféricos com o computador/ notebook. São possíveis até 127 dispositivos conectados a uma única entrada USB! Claro que com a ajudinha de outros periféricos que farão a ponte entre o seu computador e os 127 dispositivos.

Desde sua criação, em 1994, o USB já passou por sete versões, dentre as quais se destacam a 1.1, a 2.0 e a mais recente, 3.0. A 1.1 foi lançada em 1998, bastante superior às portas seriais, contudo não possui grande velocidade de transmissão, o que fez com que fosse aperfeiçoada.

Em abril de 2000 foi lançada então a versão 2.0, com velocidade de 480 Mbps (Megabits por segundo), podendo ser utilizada em portas da versão 1.1 também, o que contribuiu para que a moda pegasse. Outra característica que fez com que os USBs fossem bem aceitos pelo mercado é que, a partir da versão 2.

0, as indústrias de equipamentos eletrônicos e de informática estavam liberadas de pagar a licença de uso pela tecnologia, fazendo com que todos os fabricantes aderissem ao USB. Atualmente o USB está na versão 3.0, também chamada de SuperSpeed. Sua velocidade de transferência é de 4.

8 Gigabits por segundo (dez vezes maior do que a velocidade da versão 2.0), tornando-o quase uma conexão de rede.

A evolução das portas seriais até o USB 3.0 se deve ao desenvolvimento das tecnologias da informação e, principalmente, da internet.

Com a grande quantidade de textos, vídeos, músicas, etc disponíveis na rede, e que costumamos baixar para nossos computadores e notebooks, assim como todo o material que colhemos com câmeras de vídeo, câmeras fotográficas e nossos celulares, a necessidade de ter um dispositivo que permita a transferência desses dados de um local para o outro é algo que com certeza cresce a cada dia. Por isso não é de se espantar que em aproximadamente 15 anos tenhamos uma tecnologia tão inovadora e presente em nossas vidas como se sempre tivesse existido. Afinal, alguém, hoje em dia, consegue imaginar um computador sem uma conexão USB?

Pensando no conforto e comodidade de seus clientes, a Note Place possui notebooks usados tanto com porta serial quanto com porta USB, garantindo assim melhor qualidade na prestação de seus serviços. Venha até nossa loja e confira qual notebook usado se encaixa melhor com a sua necessidade!

Configurar a porta USB

Defina o processamento padrão de tarefas enviadas à porta USB do Fiery Server. Os usuários podem usar a porta USB no Fiery Server. para conectar um computador com Windows ou um dispositivo USB que contenha arquivos para imprimir.

Leia também:  Como Ver Quem Esta A Usar A Minha Net Cmd?

Importante: Existem duas versões do Configure e elas são específicas ao Fiery Server ao qual você está conectado. Este é um procedimento combinado que descreve o que fazer quando estiver conectado a um Fiery Server com FS100/100Pro ou anterior, e notas sobre o que fazer com FS150/150 Pro ou posterior. Se você não tiver certeza da versão do Configure que está usando, consulte Que versão do Configure estou usando?.

  1. No Configure, escolha .

    Nota: Se você estiver conectado a um Fiery Server com FS150/150Pro, em vez disso poderá encontrar as configurações restantes neste procedimento em .

  2. Selecione Ativar porta USB.
  3. Escolha configurações para estas opções:
    • Ignorar caractere EOF – especifica que o Fiery Server ignora mensagens EOF (fim de arquivo) em um arquivo. Em circunstâncias normais, deixe essa opção desmarcada. Para imprimir arquivos PostScript no formato binário (não ASCII), ative essa opção. Quando essa opção estiver selecionada, o Fiery Server usará o valor de tempo limite da porta USB para determinar quando o fim do arquivo é alcançado. No entanto, se houver problemas de impressão, desmarque essa opção.
    • Tempo limite da porta – o número de segundos que o Fiery Server aguarda sem o recebimento de dados da porta USB antes de decidir se a tarefa atual está concluída. Até o tempo limite se esgotar, o Fiery Server não pode receber novas tarefas pela porta USB, mas pode continuar recebendo tarefas de impressão de rede.
    • Fila padrão – a conexão de impressão para onde são enviadas as tarefas impressas na porta USB. Apenas as conexões de impressão publicadas são exibidas. Essa lista pode incluir também as impressoras virtuais definidas (se o Fiery Server suportar esse recurso).
  4. Para permitir que os usuários imprimam tarefas automaticamente ao conectarem um dispositivo de mídia USB à porta USB do Fiery Server, escolha uma configuração em Impressão automática.

    As tarefas são impressas assim que o dispositivo USB for conectado ao Fiery Server.

  5. Aplique ou salve suas alterações.

Para obter mais informações sobre impressão automática em dispositivos USB, consulte Configuração e instalação, que faz parte do conjunto de documentação do usuário.

Ответы на часто задаваемые вопросы о портах USB на ПК Dell

Что такое Dell USB PowerShare?

Примечание. На многих новых ноутбуках по умолчанию в BIOS режим USB PowerShare отключен.

Может использоваться только USB-разъем со значком в виде молнии, представленный на рисунке ниже.

Примечание. Чтобы войти в BIOS, нажмите < F2 > клавишу на клавиатуре после включения системы на логотипе Dell.

Эту функциональность можно активировать на экране «Настройка системы» в разделе Встроенные устройства. Вы можете выбрать, какой процент заряда аккумулятора может использоваться (см. рисунок ниже). Установив 25% для USB PowerShare, вы разрешите производить зарядку внешнего устройства, пока заряд аккумулятора ноутбука не снизится до 25% от полного заряда.

(Например, использовать до 75% заряда аккумулятора.)

Примечание. Примечание. В некоторых версиях BIOS представленное ниже меню параметров может отличаться. Найдите «Встроенные устройства» или «Конфигурация системы» в меню параметров BIOS. Ниже на двух снимках экрана показаны разные компоновки и пункты меню для параметров USB PowerShare. Найдите параметры USB PowerShare или Конфигурация USB.

Когда этот флажок снят, режим USB PowerShare отключен и не будет осуществляться зарядка устройства, подключенного к порту USB PowerShare, когда система находится в режиме пониженного энергопотребления. При выборе любого другого параметра этот режим активируется и указывает уровень заряда аккумулятора системы, при котором прекращается зарядка USB-устройства, подключенного к порту USB PowerShare.

Примечание. PowerShare будет работать только с устройствами управления питанием, а система находится в режиме пониженного энергопотребления (ждущем режиме), когда система работает от аккумулятора.

S1 (питание включено)-USB по по умолчанию включено в режиме переменного тока или аккумулятора.

S3 (ждущий режим) — аккумулятор или переменный ток. S4/S5 (режим гибернации/выключение) — только переменного тока.

В зависимости от модели системы и версии BIOS система будет разрешать отключать аккумулятор до 50% после того, как функция PowerShare будет отключена.

Также следует проверить, что параметры в разделе Конфигурация USBвключены и флажки установлены. (Представленный ниже экран отображается на некоторых моделях систем и версиях BIOS)

Примечание. Latitude E6510 не поддерживает функцию USB PowerShare.

Во время освобождения онлайн-документации BIOS может отобразить функцию, как она доступна. Он не поддерживается на данной модели, и в дальнейшем это будет отражено в документации и BIOS.

Como diagnosticar e corrigir uma porta USB que não funciona?

Uma das postas USB do seu computador não está reconhecendo os dispositivos? Se você já conectou uma unidade USB ou outro dispositivo em seu computador, apenas para testar, e nada é reconhecido nela, há uma boa chance de que a porta USB tenha um problema. Mas o que você pode fazer? Veja como diagnosticar e consertar uma porta USB que não funciona.

Antes de prosseguir, observe que você precisa ter certeza de que o defeito está na porta USB, e não no dispositivo que está conectando.

Para determinar qual é o problema, conecte o dispositivo em outra porta USB. Se funcionar, então o problema era a primeira porta; Se o dispositivo permanecer sem ser detectado, você pode ter terá um dispositivo defeituoso. Se você não puder formatar a unidade USB , será necessário substituí-la.

Se houver algum problema com sua porta USB, você perceberá isso graças a uma dessas coisas:

  • O dispositivo não é detectado
  • Seu sistema operacional exibe uma mensagem de erro relacionada ao dispositivo (a remoção e a substituição do dispositivo podem resolver isso)
Leia também:  Como É Que Se Faz Vidro?

De qualquer forma, você deve investigar o estado da porta USB. Foi danificada de alguma forma? A maneira mais segura de descobrir é desligar o seu PC ou notebook.

Em seguida, observe a porta USB. Está limpa e sem poeira? Se você estiver usando um desktop, ou a porta USB estiver na parte de trás de uma torre de PC, há uma chance de que sujeira, poeira e detritos em geral possam ter sido incorporados na porta.

A poeira reduz o fluxo de ar, causando superaquecimento do sistema. É particularmente prejudicial para notebooks, onde o superaquecimento pode reduzir o desempenho. Limpe a unidade com uma lata de ar comprimido. Um aspirador também pode ser útil.

Finalmente, pegue um cabo USB (ou pendrive) e gentilmente movimente ao redor da porta. Se a unidade estiver em movimento e parecer solta, você tem um problema de hardware. Procure um técnico e peça para substituir a porta USB.

Como corrigir problemas físicos

Se a porta USB estiver solta, saiba que ela pode ser ligada à placa-mãe, mas normalmente é uma placa de circuito impresso secundária (PCB). Com o uso regular, as portas podem se tornar móveis, às vezes completamente desconectadas.

Muitas vezes, isso se resume à forma dos dispositivos USB conectados.

 Embora seja improvável que o pequeno Wi-Fi ou o Bluetooth coloquem qualquer pressão significativa na conexão física da porta, as unidades de memória mais antigas são diferentes.

 Então, são os próprios dispositivos USB os culpados. Seu tamanho e peso atuam como uma espécie de alavanca, contribuindo para que as portas USB se soltem.

Substituir uma porta USB não é fácil. Em um computador desktop, você pode encontrar uma placa de substituição que possa ser encaixada sem muito esforço. No entanto, se você estiver usando um notebook, será necessário soldar. O ideal é levar seu notebook à um técnico para reparo, mas haverá custos.

Como corrigir uma porta USB que não funciona

Vamos analisar algumas correções de software para você tentar se não tiver certeza, que o problema não é físico. Verifique primeiro as correções de software.

Reinicie o computador

“Você já tentou desligá-lo e ligá-lo novamente?” Incrivelmente, às vezes isso funciona.

Com o seu dispositivo USB não reconhecido inserido corretamente na porta USB suspeita, reinicie o computador. Depois que o sistema operacional for reinicializado, ele deverá detectar o dispositivo USB. Caso contrário, vale a pena pesquisar pelo dispositivo no gerenciador de dispositivos do Windows.

Clique com o botão direito do mouse sobre o Menu Iniciar e clique na opção “Gerenciador de Dispositivos”.

O Gerenciador de dispositivos lista os dispositivos conectados ao seu computador, agrupados em categorias. Ele é organizado em ordem alfabética, então você deve encontrar Unidades de Disco no final da lista.

Expanda a lista e procure o dispositivo que você está tentando encontrar. Pode ser que seu dispositivo se chame Controller host USB. Não encontrou nada? Isto pode explicar porque o seu dispositivo USB não funciona. 

Para corrigir isso, na caixa de diálogo Gerenciador de Dispositivos, clique no menu Ação e em Verificar se há alterações de hardware. Isso iniciará uma verificação de todo o hardware conectado e, na maioria dos casos, detectará a porta USB e qualquer coisa conectada a ela.

Se isso ainda não funcionar, vale a pena dedicar tempo para reinstalar o USB Host Controller. Clique com o botão direito nos itens do USB Host Controller, por sua vez, e selecione Desinstalar em cada um. Aguarde enquanto eles são desinstalados e reinicie o computador.

À medida que o Windows for reiniciado, o USB Host Controller será automaticamente reinstalado. Essa “atualização” pode ajudar a corrigir problemas com a porta USB.

Observe que, se você estiver usando um mouse USB ou um com um receptor USB, ele será desativado enquanto o USB Host Controller for desinstalado.

Tente desativar o recurso de suspensão seletiva USB

Se as configurações de gerenciamento de energia estiverem substituindo o USB Host Controller, afetará a detecção de dispositivos. Isso é particular mente relevante se você usar um notebook. Se você configurou seu notebook para o baixo o consumo de energia, talvez isso possa estar influenciando.

A Suspensão Seletiva USB é uma configuração de economia de energia que corta a energia do dispositivo USB, reduzindo, assim, o uso da bateria. O recurso geralmente funciona bem, mas às vezes faz suas portas USB não funcionarem corretamente.

Corrija isso abrindo o Painel de Controle do Windows, clicando no Menu Iniciar e depois pesquise painel de controle

Clique no resultado correspondente e, em seguida, vá em Hardware e Sons > Opções de Energia. Clique em Editar configurações do plano e, em seguida, em Alterar configurações avançadas de energia.

Painel de ControleHardware e SonsOpções de EnergiaEditar Configurações do Plano

Aqui, encontre Configurações USB e expanda para encontrar USB selecionando a configuração de suspensão. Altere o menu suspenso para Desabilitado e clique em Aplicar e OK para confirmar. Reinicie o seu PC para garantir que esta alteração seja aplicada.

Você consertou sua porta USB!

Como você pode ver, você tem várias opções de conserto para uma porta USB sem resposta. Na maioria dos casos, ela não estará “morta”, e você poderá consertá-la. Lembre-se de que quando sua porta USB não estiver funcionando, você precisa:

  • Faça um teste físico;
  • Se necessário, faça um reparo físico na porta;
  • Reiniciar o Windows;
  • Verificar o Gerenciador de dispositivos e desinstalar o Controller host USB;
  • Desativar a opção de economia de energia USB.

As portas USB não são os únicos pontos fracos em potencial no seu computador. Cuidar do seu hardware reduzirá o risco de possíveis falhas, e você poderá economizar muito dinheiro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*