Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Quando duas pessoas iniciam um relacionamento sério, a última coisa em que pensam é que este chegará ao fim, ainda mais de maneira dolorosa. Mas, infelizmente, às vezes isso acontece…

Para a maioria das pessoas, terminar um relacionamento – seja um namoro, noivado, ou um casamento – é sinônimo de deixar para trás planos, mudar a rotina, inevitavelmente ter que se afastar de algumas amizades (que eram do casal)… E, num primeiro momento, isto, de fato, parece ser pesado.

Especialmente quando ainda há sentimento, por um período pode ser muito difícil seguir em frente. Mas é fato que a vida não para, por isso, é preciso aprender a lidar e superar esta fase.

Se existe uma regra para isso?! Com certeza não! Cada caso é único, assim como pessoas são únicas. Por isso, o que é tão difícil para alguns, pode ser mais fácil para outros… Porém, existem, sim, algumas dicas que podem tornar este processo menos doloroso. Confira:

1. Não se culpe

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Nunca fique se culpando pelo fim do relacionamento. Concentre-se sempre na premissa de que a responsabilidade de um relacionamento progredir e dar certo é sempre das duas pessoas envolvidas. Por isso, se terminou, é sinal também de que acabou a sintonia, de que não existe mais a vontade mútua de fazer dar certo.

2. Não se renda à ideia de rejeição

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Lizandra Arita, psicóloga especialista em clínica e institucional, destaca que uma dica muito importante é a pessoa reprogramar as sensações de rejeição no seu inconsciente.

“Isso porque a rejeição é a primeira coisa que é disparada quanto terminamos um relacionamento.

Com a ajuda de um terapeuta ou de um psicólogo, podemos abrandar essa sensação de termos sidos rejeitados pelo outro e aí dá pra levar com mais tranquilidade o fim de um namoro ou de um casamento”, diz.

3. Não tenha medo do futuro

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

“Normalmente, quando estamos em par, fazemos uma série de programações e metas em conjunto. Tudo está em ordem, planejado e sabemos o que vai acontecer. De repente, não sabemos mais o que será. Tudo o que antes foi planejado não existe mais”, comenta Lizandra.

São nestas horas que muitas pessoas podem acabar se rendendo à ideias e cobranças desnecessárias, como, por exemplo: “Todos meus amigos namoram e agora só eu estou solteira”, “Namorei por tantos anos e agora não tenho mais vontade de sair, conhecer novas pessoas, como vou me envolver com alguém novamente?”, “Tínhamos planos de casar, será que algum dia vou querer me casar novamente com outro alguém?”…

Se estes pensamentos vierem à tona, é muito importante se concentrar numa frase que, por mais banal que seja, faz todo sentido: “O que tiver que ser será”. Não adianta querer se antecipar, prever o futuro… Algumas coisas podem e devem, sim, ser planejadas; outras, não… É preciso viver tendo como base o momento atual.

4. Refaça e anote metas

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Você tinha uma série de planos com a pessoa e agora o relacionamento terminou?! A dica da psicóloga Lizandra é refazer essas metas e programações. “Escreva em um papel os objetivos que você quer atingir, relacionados ao seu particular, a você em seu status atual de solteira: seu trabalho, seus amigos, seus projetos pessoais, sua carreira, sua formação intelectual, sua família”, diz.

Como Reagir Quando O Namorado Termina?
Veja também
10 coisas sobre relacionamentos que só se aprende sofrendo

Lembre-se sempre que nem só de relacionamentos amorosos uma pessoa vive. Com certeza você tem muita motivação para seguir em frente!

5. Tome decisões

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Um ponto muito importante, de acordo com Lizandra, é ter poder de decisão. “Não importa qual seja a decisão, se você escolhe por A ou escolhe por B… Desde que isso faça bem a você e tenha a ver com seus valores, pronto, está bom! O que não vale é ficar em cima do muro”, diz.

“Então, até mais que amor próprio, é preciso que a mulher esteja firme de suas convicções e verdades e escolha, decida, aja na direção daquilo que a faz feliz. Por exemplo: uma paciente vem relatar que o marido a deixou.

A pergunta que eu sempre faço é: ‘e qual é a sua decisão em relação à decisão dele?’. Ele já tomou a decisão dele. Agora, a mulher é quem precisa tomar uma decisão. Ela pode correr atrás dele e reconquistá-lo. Ela pode continuar assim e se focar em esquecê-lo.

Ela pode tentar arrumar um novo amor. Enfim, ela terá que decidir”, comenta a psicóloga.

“O que não dá é ficar sofrendo pela decisão do outro sem fazer nada, porque aí ficamos à mercê da opinião e da decisão alheia. Da mesma forma que o outro tem poder de escolha, nós também temos”, destaca Lizandra.

6. Cuide de você

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Por mais que o fim do relacionamento tenha te pegado de surpresa, não se esqueça do que é mais importante na sua vida: sua saúde, seu bem-estar, sua felicidade.

Sim, você provavelmente vai ficar triste, mas não deixe se abalar tanto a ponto de deixar de lado os cuidados com você mesma… Faça, por exemplo, alguma atividade física que te prazer, reencontre amigos, se divirta em família, continue se dedicando ao trabalho e/ou aos estudos, alimente-se bem… Enfim, cuide-se!

7. Não se cobre tanto

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Ainda que você esteja decidida a superar esta fase difícil da melhor maneira possível, poderão chegar dias em que você terá recaídas, pensará no passado e talvez até caia nas lágrimas novamente… Não se culpe, isto também é parte do processo! Tenha em mente apenas que “amanhã será um novo dia”.

8. Conte com a família e os amigos

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Foto: iStock

Lembre-se sempre que você não está sozinha e que os familiares e os amigos podem te ajudar e muito a superar esta fase. Façam programas legais juntos, se possível viajem, conheçam lugares diferentes, falem sobre coisas novas. Porém, faça tudo isso no seu ritmo, ou seja, não se force a fazer coisas que no momento não irão te fazer bem.

9. Não se renda à opiniões e comentários desnecessários

Foto: iStock

Lizandra comenta que, para algumas pessoas, a proximidade dos amigos e familiares é importante, já para outras, pode não ser… “Em alguns casos, os conhecidos podem ficar dando opiniões, forçando uma barra para que a pessoa saia, divirta-se, quando ela está vivendo o ‘luto’ e precisa passar por este período de mais reclusão. É preciso tomar cuidado com essas pessoas e ficar atento na sua real necessidade delas. Se elas fizerem bem e te ajudarem, ótimo, apoie-se nelas. Se não, mantenha uma distância segura até esse período inicial passar e você se sentir mais fortalecida”, diz.

10. Abra-se para o novo

Foto: iStock

Que tal iniciar um novo hobby, como, por exemplo, uma aula de violão ou até mesmo entrar num grupo de corrida?! Que tal fazer aquele curso que pode ser muito importante para sua carreira e/ou crescimento pessoal?!

Por que não aproveitar para fazer uma viagem com a qual você sempre sonhou?! Você pode ir com amigos ou sozinha mesmo, com a certeza de que fará novas amizades!

Esteja aberta para conhecer novas pessoas, não necessariamente com o intuito de encontrar um novo par, mas, sim, de fazer mais amizades, de se divertir, de conhecer novas opiniões e estilos de vida, novos lugares etc.

11. Não fique procurando por notícias do ex

Foto: iStock

Em tempos de redes sociais, é fácil até demais ter notícias das pessoas e, muitas vezes, ficar sabendo até do que você não gostaria de saber!

Então, se você faz parte de uma ou mais redes sociais e sente-se bem nelas, ótimo… Mas controle-se para não ficar buscando notícias do ex-namorado/noivo/marido. Use-as com outro intuito e nunca com a intenção de “fuçar a vida” do ex e de todas as pessoas que o cercam.

“A dica é não fuçar nas redes sociais, bloquear no whatsapp, não atender ao telefone e não ligar também, procurar não encontrar a pessoa nos locais onde se sabe que ela estará. Para esquecer é preciso ‘enterrar a pessoa’, e ficar olhando, relembrando, vai mexendo cada vez mais na ferida. E assim as sensações podem ficar exageradas”, comenta Lizandra.

Porém, “não fuçar a vida do ex” não significa necessariamente se fechar a notícias.

“Em algumas situações, saber do outro pode ajudar… Por exemplo, se ele terminou de uma forma surpresa e sem motivo e, de repente, aparece nas redes sociais em foto com outra pessoa, fica claro para você que acabou mesmo, que ele já está seguindo a vida e pronto, agora resta a você também seguir. Se isso fizer bem para a pessoa, ótimo! Agora, se, ao contrário, fizer mal, estimular ainda mais as rejeições, motivar a vingança… Aí, não é legal”, destaca a psicóloga.

12. Saiba que não é o fim do mundo

Foto: iStock

Por mais que o fim de um relacionamento seja difícil, sempre que você se ver mal, pare para pensar: “quantas pessoas já passaram por isso?”. Pense no seu grupo de amigos mesmo… Quantos superaram esta fase, conheceram outra pessoa ou estão bem sozinhos?!

Ter em mente que tudo passa e toda dificuldade deve ser encarada como aprendizado tornará esta fase mais leve.

Mas, vale destacar: “não existe necessariamente uma regra. Acho que cada pessoa precisa escutar profundamente seu coração e analisar o que sente. Agindo com sinceridade e amor próprio, será mais fácil passar por este período tão dolorido que é o ‘luto da separação’”, finaliza Lizandra.

Em muitos casos, a ajuda profissional de um psicólogo pode ser muito importante nesta fase. Afinal, se fechar para o mundo e para seus próprios sentimentos pode trazer consequências ruins! Então, não hesite em procurar ajuda se sentir que precisa de alguém para desabafar e para ajudar a encontrá-la novos caminhos.

Leia também:  Poder Que Tem Como Objetivo Governar O Povo?

Sandro Arquejada

Homem e mulher reagem de forma diferente ao término de um relacionamento

O artigo anterior foi sobre a reação das mulheres quando o namorado rompe o relacionamento. E o homem? Como ele pensa? Como se dá a resposta dele quando é a namorada que termina? Com certeza, é diferente da mulher.

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

1º Estágio: Inconformismo

“Inconformado” significa fora da forma (da situação) ou destoante, diferente do molde.

O rapaz sente-se incompreendido, não entende por que seus esforços e suas demonstrações de amor para com ela não tiveram efeito.

Simplesmente, ele não consegue se imaginar vivendo essa situação, não consegue se ver dentro dessa realidade. Alguns nem admitem que a ex-namorada é livre e pode não querer mais estar com ele.

Nós homens somos mais voltados às coisas práticas e pouco dados à subjetividade, então pensamos que quase tudo funciona no formato: ação e resultado.

Portanto, se ele lutou para o relacionamento dar certo, a situação final deveria ser correspondente ao seu empenho”.

Entretanto, as mulheres são subjetivas, ou seja, nem sempre para elas 2 + 2 = 4, mas tudo depende, para além do óbvio, do que se vê e do que se toca.

Ele não desacredita de si, mas se vê atordoado.

 Também é verdade que o homem é mais inclinado à agressividade e impulsividade; portanto, cuidado se lhe ocorrer um sentimento de raiva da “ex” e vontade de se vingar de forma, física, verbal ou com algumas torturas psicológicas como provocações ou retenção de coisas que pertencem a ela e que estão com você. Nunca ceda a esses desejos, pois você se arrependerá depois desses atos tão maus ou mesmo cometerá um crime.

Bom, você já aprendeu que seus esforços podem ser frustrados.

A boa notícia é que isso vai passar! Sistematicamente (como gostamos de entender as coisas), se você não ficar focado na dor e tocar sua vida para frente, uma hora a esquecerá.

Tente se perguntar “o que posso fazer agora?” e não “como será minha vida daqui para frente?”. A primeira pergunta denota reação; a segunda, prostração diante do fato.

2º Estágio: Querer mostrar para ela que está bem

Depois de algumas semanas do término do relacionamento, ele ainda a ama e está com o coração partido, mas num encontro casual com a “ex”, faz questão de rir junto aos amigos e, quem sabe, até demonstrar que está com uma nova companhia. Se a ex-namorada se aproxima e pergunta: “Como vai?”, o homem diz que está “Tudo ótimo!”, pode até continuar conversando, mas não toca no assunto do rompimento e relata tudo o que está fazendo e como está feliz.

Até aí tudo bem. Não seria mesmo positivo “choramingar” para ela nem para as amigas dela. Mas você precisa ter um amigo com que possa por para fora aquilo que se passa dentro de você; e é importante que seja um homem, para não acontecer de você desabafar com uma amiga e um de vocês confundirem amizade com conveniência.

3º Estágio: Indiferença

Neste ponto, o homem quase já desencanou da “ex”, mas ainda não totalmente. Ele agirá com indiferença, sem querer saber o que ela está fazendo de sua vida, se ela está bem ou não, e até ficará distante do mundo dela.

No fundo, não significa que ele não será solidário à antiga namorada, mas se esforçará em sobrepor pensamentos de desdém à frente de seu sentimento que ainda fumega.

“Não tô nem aí”, “O que ela faz é problema dela” e, se por acaso, ela aparecer com um novo namorado, o homem emenda: “Quem teve mais prejuízo foi ela; afinal, eu a faria mais feliz do que esse outro rapaz”.

Ok! Você está progredindo. Mas cuide de ficar apenas com aquilo que foi bom. Não se deixe levar pela tendência de menosprezar o relacionamento todo nem a pessoa toda. É justo você se afastar, porque precisa de um tempo para se “desapaixonar”, mas a indiferença é a antessala da falta de perdão, e esta última é capaz de matar sua esperança e capacidade de amar.

4º Estágio: Perdão e fechamento do processo

Nesta fase, você já voltou a sorrir, consegue até encontrar a “ex” sem nada de ruim dentro de si, mesmo que ela esteja acompanhada. Até pensa “aprendi a ser melhor depois dela”.

É isso aí! Não há dor que perdure para sempre; e quando se confia no Senhor, não há mal que não possa ser revertido em algum bem.

Leia mais:

:: Como saber se ele está apaixonado? 
:: Não sou mais virgem, mas quero um namoro santo
:: As fases do namoro

Como Reagir Quando O Namorado Termina?

Missionário da Comunidade Canção Nova, Sandro Arquejada é formado em Administração de Empresas pela Faculdade Salesiana de Lins (SP). Atualmente, trabalha na Editora Canção Nova. Autor de livros pela Editora Canção Nova, ele já publicou três obras: “Maria, humana como nós”; “As cinco fases do namoro”; e “Terço dos Homens e a grande missão masculina”.

Relacionados

Fim de Namoro: Como ter Ele de volta!

Fim de Namoro: Como ter ele de volta!

Oi amiga!

Como está esse coraçãozinho bagunçado hein? Eu sei, não deve estar nada bem né. Não é fácil mesmo… ????

Recebo inúmeras mensagens de corações despedaçados, mas preciso te dizer que nem tudo está perdido!

Também recebo mensagens de gratidão, de mulheres que conseguiram dar a volta por cima e reconquistar o amor – Aliás, se quiser ver os depoimentos e o método que elas usaram, clica nesse artigo aqui: Quero muito Reconquistar meu Ex!

Então sim, independente se quem terminou foi ele, ou você, é possível recuperar esse amor se você usar as estratégias certas! Podemos chamar de método, com certeza!

Mas enfim… Senta aqui, vamos conversar.

Acabou tudo mesmo não é? Você reuniu todas as forças tentando acreditar que as coisas iriam dar certo, mas o fatídico fim de namoro foi inevitável.

E cá está você despedaçada por dentro, tentando de todas as formas reconquistar esse amor, fazer dar certo de novo, voltar a se sentir feliz…

Eu sei muito bem como é essa dor que você está sentindo. Esse misto de sensações que nem consegue descrever. Uma mistura de raiva, decepção, amargura, abandono, saudade, medo, insegurança, esperança, amor…

  • Sei também que, dependendo da sua personalidade e da forma como tudo terminou (e porque terminou), você ainda o quer de volta com todas as suas forças, não é verdade?
  • Talvez até indo contra uma parte que te manda criar vergonha na cara, mas você insiste em ouvir aquela voz que continua desejando ele como se nada tivesse acontecido… Eu sei.
  • Por isso, hoje quero te dar o que considero o primeiro passo essencial para trazer este homem de volta!
  • E no fim deste artigo te dou mais dicas para você entender como agir daqui para a frente.
  • Vamos lá…

“Mas e aí? Tem jeito para esse Fim de Namoro?”

Tem. Sempre há um jeito de se resolver. Que seja trazendo-o de volta, ou curando seu coração para um novo amor. Mas vamos falar sobre volta: Será que ele vai se arrepender?

Ou, se foi você que terminou: Será que ele vai te perdoar e querer voltar?

Como comentei acima, depende muito do motivo (ou motivos) que levaram ao término.

Mas devo te contar algo positivo: 90% dos motivos que levam ao fim de um relacionamento, podem ser revertidos com simples mudanças de atitude (se foi você que errou, então trate de consertar, concorda?!).

E se você sabe o que fazer, e quando fazer, há 99% de chances do seu boy magia voltar correndo para os seus braços! Confie!

A coisa mais essencial que você deve fazer
(mesmo com muito esforço, eu sei) é não ir atrás.

Fique quieta e não deixe que ele tenha nenhuma notícia sua nos próximos dias.

Esqueça esse instinto de carência que te diz para ficar no pé ou ele irá te esquecer. Não é bem assim que funciona – na verdade, é até o contrário.

Ele quer espaço, quer respirar, colocar as ideias no lugar, pensar em tudo isso, espairecer… Principalmente se foi você que deu um pé na bunda dele.

O orgulho deste homem está ferido. Insistir agora é um grave erro!

Portanto, a última coisa que ele deseja é você no pé; insistindo em saber o motivo do término, pedindo perdão, dizendo que se arrependeu, ou implorando para ele mudar de ideia e voltar atrás (nossa, eu já fiz isso! Que vergonha! ???? ).

É feio para você, que se humilha à toa, e é uma atitude burra, que em nada acrescenta – e só atrapalha.

Portanto, suma da face da terra!

O que fazer quando seu parceiro quer terminar a relação, mas você não?

As razões para que o amor nasça entre duas pessoas são muitas. Algumas delas nem sequer chegamos a entender realmente. Da mesma maneira, um relacionamento acaba por diversos motivos que, em parte, também não chegamos a compreender totalmente. O complicado ocorre quando um dos dois quer terminar a relação, mas o outro não.

Trata-se de uma situação complexa para ambos, especialmente para quem não quer terminar. No entanto, não se deve entrar em pânico, nem começar a agir desesperadamente. Essa é a primeira coisa que se deve fazer: manter a calma. Não fale e não aja deixando-se levar pelos impulsos.

“O amor não reivindica a posse, e sim dá liberdade”.
-Rabindranath Tagore-

A próxima coisa a fazer é analisar a situação. É preciso examinar as razões que levaram ao outro a querer que a relação acabasse. Verificar se, efetivamente, estão em uma fase final. E então, tomar decisões e agir. Mas vamos ver isso com mais detalhes.

A relação realmente acabou?

Uma relação estável não acaba da noite para o dia, uma instável sim. Deve-se iniciar então classificando tal relação.

Leia também:  Como Saber Qual O Regime De Casamento?

Havia um compromisso já estabelecido e aceito por ambos? Ou se tratava de um vínculo indefinido, que alternava sinais de aproximação com gestos de distância? No primeiro caso, vale a pena examinar o que aconteceu. No segundo, é melhor não desperdiçar o seu tempo.

Quando um relacionamento acaba, sempre há sinais que anunciavam o término. Basicamente, são três aspectos que definem se o vínculo é forte ou se já há indícios de que o amor acabou. Esses três elementos são:

  • O compromisso. Tem a ver com a disposição voluntária de compartilhar a vida com o outro. Implica tempo, interesse, escuta e disponibilidade. Se cada um for para o seu lado, se não se compartilha ou se a vida do outro não gera interesse, trata-se de um sinal de que tudo está acabando.
  • A intimidade. Refere-se à confiança, comunicação e aceitação mútuas. Nunca são perfeitas, mas quando algum desses aspectos está quebrado, constitui-se um sinal de que a relação está chegando ao fim.
  • A paixão. Implica uma sexualidade saudável, satisfatória para ambos. Também compreende as demonstrações físicas de afeto. Quando isso não está presente, o relacionamento está com problemas.

Se você examinar a relação e perceber que existem dificuldades nos três aspectos, a melhor opção é reconhecer o fato de que tudo acabou. Por mais difícil que pareça, chegou a um ponto de desgaste que torna muito difícil buscar e encontrar soluções.

Quando somente um dos dois quer terminar a relação

Às vezes também ocorre que o relacionamento tenha problemas, por vezes graves, mas que sobrevivam muitos aspectos fortes nele. Apesar disso, um dos dois quer terminar a relação, enquanto o outro, objetivamente, vê que há possibilidades de repensar as coisas e seguir adiante. O que fazer então?

Como sempre em um casal, não há nada melhor que o diálogo, assim como nada pode substituí-lo. Pode ser, e costuma acontecer, que esse seja precisamente o aspecto que está falhando. A comunicação foi quebrada, mas o amor continua presente. No entanto, um dos dois pode ser menos tolerante a essa situação e se apressar em acabar tudo.

Sob essas condições, não se pode propiciar um diálogo trivial a qualquer momento. É necessário escolher as circunstâncias adequadas para que possam conversar tranquilamente e sem pressões. Não busque resolver tudo de uma vez, mas sim, a princípio, simplesmente recuperando a possibilidade da conversa. Um jantar especial ou um passeio são bons momentos.

E se não houver mais nada a fazer?

Ocasionalmente, embora ainda haja amor e os dois busquem todos os meios para o diálogo, o outro insiste que quer terminar. Então, não há nada que se possa fazer. Não se pode pressionar o parceiro para que esse veja as coisas de outro modo. Fazer isso gera distâncias e causa um desgaste desnecessário para ambos.

Deve-se deixar ir quem quiser ir. Por mais que não se entenda as razões ou acredite que a pessoa está errada. A permanência em uma relação não é algo a se forçar.

Isso é um erro grave que somente leva à deterioração do vínculo. Nesse momento, chegou a hora de se despedir. Não pense no que vai acontecer em uma semana, nem em um mês, nem em um ano.

Concentre-se somente no agora.

Chegou o momento de você se concentrar em si mesmo, unicamente. Não se culpe, não se antecipe no futuro e não tome decisões. Preocupe-se somente em cuidar de você e em fazer coisas de que gosta. Retome amizades que havia esquecido, mude sua rotina. O amor surgirá em sua vida novamente.

Veja 10 coisas para se fazer depois de terminar um relacionamento

Por pior que esteja o relacionamento, terminar abala qualquer um. Mas o fim não significa que sua vida deve parar. Muito pelo contrário. Para dar a volta por cima o mais rápido possível, a terapeuta Rachel A. Sussman dá dez dicas, listadas pelo site da revista americana Cosmopolitan. Confira.

Troque os lençóis Compre roupa de cama nova e se livre da energia ruim do quarto.

Exercite-se Melhore seu humor e relaxe com atividades físicas diferentes. Vale musculação, ioga, pilates. O seu corpo também agradece!

Invista na aparência Atualizar seu look pode ajudar a se sentir mais sexy e desejável.

Sinta-se mal com o rompimento, mas por 15 minutos “Obsessão sobre algo é realmente o caminho natural do nosso cérebro para lidar com a mudança”, disse a terapeuta Rachel. Então, permita-se “pirar” um pouco. No entanto, delimite quanto pode pensar sobre o assunto de uma maneira saudável. Assim, ganha controle sobre a situação.

Faça uma limpeza de 30 dias A ideia não tem relação alguma com dietas malucas. A meta é não manter contato com o ex por 30 dias. “Você vai superar isso mais rápido com contato zero. E está provando para si que pode viver sem ele”, disse a especialista.

Exclua-o Espioná-lo só piora a situação. Delete-o da sua vida na internet.

Deixe que seus amigos saibam o que precisa Fale para os seus amigos o que precisa. Eles podem querer marcar uma festa para solteiros e você talvez ainda não esteja preparada para isso.

Melhore seu ego Faça algo um pouco assustador ou que sempre desejou, como aprender a surfar ou pular de bungee jump. A atitude lhe trará confiança.

Divirta-se com um pet “Pesquisas mostram que a interação com animais pode ajudar a curar emocionalmente”, afirmou Rachel. Se você não tem um animal de estimação, seja voluntária em um abrigo de animais ou passeie com o cachorro de uma amiga. Que tal?

Viaje Fazer uma viagem que sempre sonhou é uma boa pedida, desde que não seja às pressas. É preciso dar um tempo para se sentir mal, antes que possa realmente desfrutar dessa fuga.

Chorar um pouco o fim do relacionamento é permitido, mas, depois disso, é preciso tomar atitude
Foto: Getty Images

  • 1 de 10
  • Troque os lençóis: compre roupa de cama nova e se livre da energia ruim do quarto
  • Foto: Getty Images

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias

25 dicas para superar o fim de um relacionamento

Noites em claro, memórias boas e ruins em looping infinito, evoluções e recaídas, emoções à flor da pele, raiva e descrença, choros e lamentos. Todos já passamos por isso ao menos uma vez na vida quando um namoro que proporcionou momentos memoráveis termina.

Recentemente, passei pelo fim de um relacionamento muito intenso e sabemos que, quanto mais alto você voa, maior é a queda. Parece que nos nossos momentos mais felizes ela já havia profetizado esse dia quando dizia: “está tudo lindo agora que estamos bem, mas vamos ver como será quando formos colocados à prova”. E tudo aconteceu antes do imaginado.

Ao longo dos últimos 10 anos, dei cursos, consultorias e treinamentos sobre inteligência emocional. Devo dizer que conheço bem a teoria a respeito.

Vi amigos e colegas superarem traumas na profissão e na família, mas jogarem a toalha quando o assunto é coração partido. Mas recentemente, me vi no lugar deles. Fui colocado à prova.

Tive que aplicar tudo aquilo na prática para comprovar que as minhas dicas/métodos realmente funcionam! E que não é fácil.

Existem muitos caminhos para superar de forma madura e construtiva aquela fase que parecer que não vai passar nunca. Aproveitei esse período para listar abaixo um arsenal de ferramentas que ensino e que, na medida que tive que aplicá-las, pude reformular e aprimorar. No fim, espero que elas sejam úteis pra você ou para um amigo, hoje ou amanhã, tanto quanto foi pra mim.

1. Precisa mesmo se separar?

Nenhum homem nunca pisará nas águas de um mesmo rio, porque o rio está em constante transformação, e o ser humano também. Se cada membro do casal está em evolução contínua (ou às vezes involução), seria uma ilusão manter o relacionamento nos mesmos moldes de quando iniciaram.

Imagine se um casal que vive junto há 10 anos mantiver o mesmo comportamento um com o outro durante todo esse tempo? Assim como cada um evolui individualmente, o “indivíduo casal” também deve evoluir.

Às vezes, o relacionamento precisa apenas de uma repaginação, então pense: é preciso mesmo se separar ou dá pra fazer ajustes na rota?

2. Por que é que tudo tem que terminar?

Um engano muito comum é de que terminar um relacionamento amoroso é o mesmo que terminar todo o relacionamento, mas se você e ela compartilharam tanto tempo juntos, tão próximos, será que tudo isso precisa morrer mesmo? Que tal transmutar a relação em algo melhor, como uma amizade?

Se como casal a relação não funciona mais, talvez como amigos vocês redescubram o porquê gostaram tanto um do outro por tanto tempo. Lembre-se: namorado tem prazo de validade, mas ex é para sempre.

3. Abrace o sofrimento

Por mais forte que você seja, é uma ilusão tentar não sofrer com o término de um relacionamento. Toda separação representa uma grande perda e um golpe na autoestima para uma espécie como a nossa que odeia mudança.

Casais toleram verdadeiras atrocidades de seu parceiro para evitar a dor da separação (mudança) e o medo da solidão, que muitas vezes parecem maiores que a dor de conviver com alguém que já não te satisfaz mais.

O término do relacionamento pode doer, mas pode ser exatamente o que você estava precisando para sair da sua zona de conforto e ser muito mais feliz. Na pior das hipóteses, você sairá mais forte e resistente à dor!

4. Tenha um mantra para as horas difíceis

Em momentos de crise, quando a dor apertava bastante – o que geralmente acontece à noite – a única coisa que me confortava era repetir para mim mesmo: “isso vai passar”, até conseguir dormir.

Existem duas certezas na vida: uma é a morte e a outra é que tudo muda.

Na hora do aperto, temos a impressão que aquela situação lastimável vai durar para sempre, mas pode ter certeza de que, mais cedo ou mais tarde, vai passar!

Leia também:  Crm O Que É E Como Funciona?

5. Assuma a responsabilidade pelos seus sentimentos

É normal querermos culpar o/a ex pela nossa miséria, mas, se deixarmos de lado a neurose de atribuir culpa ao outro, sobramos com o fato de que agora estamos por conta própria e só nós mesmos que poderemos lidar com as nossas emoções e superar a situação. Quando assumimos a responsabilidade pelos nossos sentimentos, adquirimos o poder de superá-los. É o início de qualquer processo de recuperação e evolução.

6. Abandone a ilusão da alma gêmea

Essa ideia romântica já está muito ultrapassada. Podia fazer sentindo numa época na qual o ser humano vivia em pequenas vilas e conhecia menos pretendentes na vida inteira do que hoje encontra no Tinder em um único dia. Vivemos numa era de abundância e liberdade. Desapegue da ilusão do “feitos um para o outro” e chame o próximo da fila.

7. Felizes para sempre?

Por falar em ilusão, nos Estados Unidos, 1 em cada 5 casamentos acabam em menos de 5 anos. E eventualmente, cerca de 50% dos casamentos estão fadados a terminarem em divórcio, segundo pesquisa da CDC.

Portanto, adote a filosofia do seja eterno enquanto dure, pois namoro tem prazo de validade.

Veja na natureza: raros são os animais que têm apenas um parceiro ao longo da vida, a maioria das espécies têm vários em um único ano.

8. O sucesso é uma sucessão de fracassos

No seu best seller Pense e Enriqueça, Napoleon Hill cita que mais de 500 homens entre os mais bem sucedidos dos Estados Unidos afirmam que o seu maior sucesso chegou logo depois de uma derrota. Também cita que os empresários mais bem sucedidos fracassaram mais de 10 vezes.

Enquanto a maioria teria desistido, eles seguiram em frente e colocaram em prática no empreendimento seguinte aquilo que aprenderam nos anteriores para se tornarem multimilionários.

Veja o que você aprendeu nesse relacionamento e poderá fazer melhor no próximo aumentando as chances de uma parceria mais saudável e duradoura.

9. Siga a sua rotina

Não se dê o luxo de mudar a sua agenda para curtir a fossa! Você não precisa da piedade dos outros. Siga a sua rotina e vai perceber que a vida continua e que existem formas mais úteis de lidar com a perda do que sofrer sozinho em casa comendo chocolate e escutando Coldplay.

10. Transforme emoção em realização

As emoções são um tipo de energia bem volátil. Você pode utilizá-las de forma destrutiva ou construtiva e a escolha é toda sua. Essa fase em que as emoções ficam à flor da pele pode ser a mais produtiva da sua vida! Dedique-se mais ao trabalho, a compor músicas, a escrever ou outro projeto qualquer.

Você vai perceber que terá mais inspiração e disposição para realizar, como Vinícius de Moares, que concebeu grandes obras primas da poesia e da música justamente nesse momento tão infeliz.

 Inclusive, foi assim que esse artigo foi criado e, quem sabe, poderá ser útil para muita gente que está passando por essa situação.

11. Exercite-se

Outra forma de canalizar a emoção de forma produtiva é praticando algum esporte ou exercício físico. Além de encher o corpo de endorfinas e ter aquele alívio imediato, você pode entrar em forma e melhorar a sua autoestima.

12. Quando a dor apertar, mude o foco na hora

Imagine uma grande rocha em cima de um precipício inclinando-se lentamente para rolar. Se você segurá-la logo no início do seu movimento, consegue impedir sua queda.

Mas depois que ela já estiver rolando precipício abaixo, não tem quem consiga pará-la até que ela chegue lá no fundo! Assim são as nossas emoções.

Na hora que perceber que vai entrar numa bad vibe, respire profundamente para ficar mais consciente e mude o foco, vá fazer algo que gosta, saia de casa, converse com alguém, não deixe o pedregulho te esmagar.

13. Mude de ambiente

Sabe aquele dia em que você teve compromissos em muitos lugares diferentes e sente que viveu uma semana em um dia só? Você consegue hackear sua mente se simplesmente mudar de lugar, criando a sensação de viver muito tempo em um único dia. Caso esteja em algum lugar no qual não esteja se sentindo bem, não tente mudar de vibe ali mesmo, mude o local e deixe que a mente se distraia.

14. Conviva com os opostos

Um sábio hindu do século III a.C. chamado Pátañjali revelou um grande segredo para lidar com as emoções: “quando surgem pensamentos indesejáveis, estes podem ser vencidos convivendo-se com os seus opostos”. Ou seja, quando se sentir solitário, encontre um amigo. Quando estiver triste, assista a uma comédia. Quando estiver com preguiça, faça algum exercício.

15. Converse bastante com seus amigos

Quando você fala em voz alta sobre tudo o que aconteceu e o que está sentindo, consegue enxergar a situação com mais clareza. Além disso, quem não está emocionalmente envolvido, percebe elementos que você não vê por estar influenciado pelas emoções.

Mas também não fale só disso, ninguém aguenta muito tempo um amigo que só chora suas mazelas, aproveite o tempo com os amigos para se divertir um pouco e pensar em outras coisas.

Aliás, lembre-se de cultivar suas amizades enquanto estiver namorando, senão não terá com quem conversar nesse momento.

16. Faça uma lista do que você quer acreditar

É comum, sob a influência das emoções, criar uma visão distorcida sobre si mesmo. Pensamentos como “nunca vou encontrar alguém”, “eu sempre estrago meus relacionamentos” ou “eu não sou bom o bastante” podem nublar a sua mente nesses momentos.

Sente-se com papel e caneta na mão e escreva aquilo que você realmente pensa sobre si mesmo e até mesmo aquilo que gostaria de pensar, por exemplo “eu sou um excelente namorado e quem estiver comigo tem muita sorte”, “eu sou confiante e interessante, sou um ótimo partido”, e assim por diante.

17. Leia e releia a sua lista diariamente

Faça-o ao acordar e antes de dormir. Leia em voz alta de frente para o espelho. Assim você vai conseguir substituir os pensamentos negativos pelos positivos, e as emoções pesadas por sentimentos mais leves e de confiança. Pode parecer inútil e bastante estranho no começo, mas funciona. Eu te garanto.

18. Liste tudo na sua vida pelo qual você é grato

Inclusive do relacionamento que teve. “Você não pode ser deprimido e grato ao mesmo tempo”, afirma a psicóloga novaiorquina Brenda Shoshanna, autora do livro 365 ways to give thanks.

O sentimento de gratidão é tão poderoso e tão nobre, que é considerado hoje um dos principais fatores para a felicidade.

Quando você foca no sentimento de gratidão por tudo que tem e pelas experiências incríveis que teve, a dor da perda e a tristeza dão lugar à felicidade e satisfação. Pode não resolver, mas com certeza vai te ajudar a dormir melhor.

19. Relembre-se dos seus propósitos e objetivos na vida

Quando levar o foco a tudo que quer realizar, vai perceber que não tem tempo para perder se lamentando com o passado e que mais vale focar no futuro.

20. Respire profundamente e com ritmo

Esse é um excelente exercício para administrar as emoções de uma forma geral.

Nossas emoções estão muito associadas à respiração e, portanto, estabilizando o ritmo respiratório, você também consegue estabilizar o seu emocional e se manter mais racional.

Experimente o ritmo 1-1-1: inspire contando 5 segundos para preencher os pulmões, depois segure por 5 segundos e exale por 5 segundos. Repita esse procedimento por 2 minutos e, quando já estiver mais lúcido, repasse os itens 9 a 19.

21. Liberte-se do peso do passado

Sente-se e visualize uma chama de cor violeta rodear o seu corpo e incinerar os vínculos com o passado e com o relacionamento que acabou, como se estivesse rompendo os fios de uma marionete e sentindo-se mais leve, livre e independente para viver o presente e construir um novo futuro.

22. Permita-se ficar com outras pessoas

Você não deve se apoiar totalmente nisso, afinal, é importante assumir a responsabilidade por lidar com os seus problemas e sentimentos sozinho. Porém, se oportunidades aparecerem, permita-se. Pelo menos você estará suprindo parte da falta do contato físico que a separação deixou e terá sua autoestima reconfortada.

23. Ocupe-se!

“Quem se ocupa, não se preocupa” diz o Professor DeRose, especialista na área de transformar situações potencialmente negativas em realização, como conta em sua autobiografia Quando é Preciso Ser Forte. O fato é que se você estiver ocioso, a mente será atraída para o problema e o sofrimento. Encha a sua agenda de compromissos sociais e profissionais enquanto o tempo se ocupa em cicatrizar a ferida.

24. Dê tempo ao tempo

Tem coisas que só o tempo resolve e outras que se resolvem sozinhas com o passar do tempo. Nossas emoções são como o nosso corpo, sempre que nos machucamos fisicamente, o corpo precisa de um período de cicatrização. Quanto mais profunda for a ferida, mais tempo e cuidado serão necessários.

25. Sempre que tiver uma recaída, releia essa lista

Acabei de fazer isso. Funciona!

***

Tenho certeza que você que já passou pela mesma situação também colecionou muitas estratégias para sair vencedor desse desafio.

Se tiver alguma dica que não foi listada acima, compartilhe aqui comigo e com os leitores na área de comentários.

Também quero saber caso tenha aplicado um ou mais dos itens acima e conseguido se sentir um pouco mais forte para lidar com essa fase! Quais deles foram mais úteis pra você?

Mecenas: Natura Homem

Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem. Quando um relacionamento chega ao fim, há espaço tanto para dor e reflexão quanto para a fortalecimento de amizades quanto para uma reaproximação e cuidado consigo mesmo.

Podemos e devemos nos dar o direito de viver tudo isso.

Seja homem? Seja você. Por inteiro.

Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem.

publicado em 21 de Outubro de 2017, 00:05

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*