Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

Saiba identificar qual a opinião do seu chefe em relação a si

Todos queremos que gostem de nós no trabalho – especialmente os nossos chefes. Afinal, são os mesmos que tomam decisões em relação às nossas promoções e aumentos, que fazem revisões formais do nosso desempenho e que normalmente têm um papel fundamental na nossa felicidade e sucesso no trabalho.

Por isso, se o chefe não gosta de nós, vamos querer saber a razão para tentarmos dar a volta às coisas. Mas isso nem sempre é fácil.

Aqui ficam 23 sinais sutis de que o seu chefe, no fundo, o odeia. É claro que um chefe que tenha este tipo de comportamento pode simplesmente ser um mau líder. No entanto, se notar que é a única vítima desse comportamento, então provavelmente significa que ele não gosta de você.

1. Tem um mau pressentimento

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

Ter a sensação de que o nosso chefe não gosta de nós pode ser simplesmente uma ideia da nossa cabeça. Contudo, também pode ser verdade. Se o chefe o trata de uma maneira muito diferente em relação aos seus colegas, provavelmente não é a sua pessoa preferida. Confie no seu instinto e tente descobrir mais sinais se tiver um pressentimento muito forte em relação a isto.

2. Nunca lhe pede contribuições ou envolve em decisões importantes

Se nunca é incluído em decisões muito importantes relacionadas com a sua área ou influência, pode ser porque o seu chefe não confia na sua opinião.

3. Não consegue manter contato visual consigo

É difícil para um chefe o olhar nos olhos se estiver muito zangado com você. Tem receio de conseguir detectar hostilidade logo a forma mais fácil passa por olhar para outro lado ou evitar estar junto de você sempre que possível.

4. Nunca sorri quando está perto de você

Não estamos falando de um ocasional mau dia ou alteração de humor. Se o seu chefe faz um esforço consciente para não sorrir quando se encontra na sala, então é porque alguma coisa não está bem.

5. Exerce um controlo demasiado apertado sobre você – e só sobre você

Quando um chefe exerce um controle muito apertado sobre os seus funcionários pode ser por várias razões – pela necessidade de assumir controle constante ou por um determinado tipo de insegurança, por exemplo.

6. Evita estar com você

Se reparou que o seu chefe só costuma ir pelas escadas quando você está à espera do elevador, ou organiza o horário para que raramente se cruze com as suas horas de trabalho, então é um sinal de que anda o evitando.

7. Não dá valor à sua presença

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

Se o seu chefe nunca lhe dá os “bons dias” quando chega ao local de trabalho ou se nunca se despede de si quando sai, pode estar lhe dizendo que não gosta de você.

8. Não lhe dá muita conversa

Quando lhe pergunta se está tudo bem e o seu chefe responde apenas um “Sim” ou um “Está bem” – ou se os seus e-mails são sempre muito diretos e nunca começam com um amigável “Olá” ou “Boa tarde” – então pode ser um sinal de que não é um grande fã seu.

9. Transmite uma linguagem corporal negativa

Faz um sutil rolar de olhos, assume uma posição fechada com os braços cruzados ou não olha por cima da tela do computador quando entra no gabinete dele? A linguagem corporal do seu chefe revela muitas vezes os seus verdadeiros sentimentos para com você.

10. A comunicação estabelecida consigo é principalmente por e-mail, evitando ao máximo conversas cara-a-cara

Se o seu chefe não gosta de você, então provavelmente vai tentar limitar ao máximo conversas cara-a-cara com você. Se notar que houve uma mudança na comunicação e que agora está mais virada para a correspondência digital, então é um sinal.

11. Nunca o convida para participar em reuniões importantes ou projetos especiais

Qualquer sinal de exclusão, seja de que tipo for, pode ser uma prova de que o seu chefe tem um problema com você.

12. A porta do gabinete do seu chefe está sempre fechada

Se o seu chefe tem um gabinete e a porta está sempre fechada, pode estar tentando lhe dizer alguma coisa.

13. Está constantemente discordando com você

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

Se o seu chefe está sempre recusando cada ideia que dá ou discorda com tudo o que diz – mas não faz isso a outros colegas – então é um ótimo sinal de que no fundo o odeia.

14. Nunca lhe faz perguntas pessoais ou sobre a sua família, as conversas são sempre profissionais e de negócios

Se já reparou que o seu chefe fala com os outros colegas de trabalho sobre filhos e passatempos, mas nunca tem esse tipo de conversas com você, então provavelmente não está interessado em saber da sua vida.

15. Atribui-lhe trabalhos que mais ninguém quer fazer

Se o seu chefe só lhe dá a você tarefas subalternas muito abaixo do seu nível de experiência ou competência, só mesmo para o manter ocupado, então é um sinal de que não confia ou respeita as suas capacidades – ou pior, que está ativamente o encorajando a procurar trabalho em outro lado.

16. Nunca lhe dá feedback…

Um chefe que queira ajudá-lo a crescer vai lhe dar feedback – bom ou mau.

No entanto, a ausência de feedback demonstra uma total indiferença para com o seu desempenho e o seu futuro crescimento como funcionário na empresa.

17. … Ou o que dá é sempre negativo e é quase sempre à frente de outros colegas de trabalho

Criticar abertamente os seus esforços e ideias numa reunião é um grande sinal de desrespeito. Se o seu chefe se dá ao trabalho de o envergonhar à frente de outras pessoas, o mais provável é não gostar de você.

18. Nunca o inclui em brincadeiras ou humor

As provocações amigáveis com funcionários são uma forma de demonstrar que um determinado funcionário faz parte da equipa, que o funcionário é “um deles” – por isso, quando um chefe não se sente confortável o suficiente para incluir um funcionário em brincadeiras dessas, então pode ser um sinal de que não quer saber do funcionário em questão.

19. Fica com os louros das suas ideias

Atenção que alguns chefes também podem fazer isto com funcionários de que gostam. No entanto, se o seu chefe não gostar de você, pode detestar a ideia de lhe dar créditos pelo seu trabalho ou ideias.

20. Passa um projeto que você tanto ambicionava para outro colega

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

É segunda-feira de manhã e o projeto de grande visibilidade que lhe tinha sido atribuído na sexta-feira passada passou magicamente para o seu vizinho. Este tipo de redistribuição de projetos é uma coisa até comum em chefes pouco organizados, por muito desencorajador que isso possa ser para um funcionário. Contudo, se começar a notar que este tipo de situação acontece com muita frequência, ou que são esquemas do seu chefe que de repente ficou um pouco frio com você, então é um mau sinal.

21. Diz coisas como “as nossas personalidades entram em conflito” ou “acho que temos tendência para ter visões diferentes”

Se o seu chefe chama a atenção para o fato de estarem raramente em sintonia ou de nunca estarem de acordo, então provavelmente não gosta muito de você.

22. É sempre sarcástico consigo

Normalmente, o sarcasmo envolve ressentimento… E isso é uma forma de gozo. Por isso, tenha cuidado com o tipo de sarcasmo do seu chefe.

É claro que isto pode ser apenas uma característica da sua personalidade, mas se tiver a sensação de que o seu chefe está sempre a utilizar um tom sarcástico consigo (e só com você), pode ser um sinal de que não vai muito com a sua cara e que tem muito pouco respeito por você.

23. Não lhe dá tanta atenção a você como dá aos seus colegas

Se o seu chefe parece desinteressado do que tem para dizer, ou perde facilmente a paciência enquanto fala com você, então provavelmente não gosta muito de você.

Como lidar com os 4 principais tipos de chefes difíceis?

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce? Ser um bom líder é extremamente importante para o desenvolvimento pessoal da equipe (foto: Gerd Altmann/Pixabay)

Um mau gestor é o principal motivo dos colaboradores pedirem demissão. Ser um bom líder é extremamente importante para o desenvolvimento pessoal da equipe como um todo. Para identificar os perfis de liderança desafiadores e as principais dicas para construir um bom relacionamento com eles, a Feedback House, plataforma on-line de gestão da área de recursos humanos, apresenta os mais recorrentes.

Segundo explica Pollini Jorio, sócia da Feedback House, existem quatro principais perfis de liderança que exigem mais dos funcionários.

 “Não existe ser só um perfil, as pessoas são combinações de vários deles, em maior ou menor escala.

O importante é que você descubra como funciona o seu gestor e entenda a melhor forma de lidar com ele no dia a dia.”

Conheça os 4 perfis de liderança mais desafiadores:

1 – Centralizador

Trata-se do chefe que não delega, seja porque não confia que alguns colaboradores realizem o trabalho com a mesma competência que ele, seja porque é inseguro e teme se tornar um profissional substituível, caso compartilhe o seu conhecimento. Este perfil costuma ser pouco tolerante a críticas e não gosta de que discordem dessa sua forma de agir. O risco de ser liderado por alguém assim é não conseguir se desenvolver ou ter visibilidade na empresa.

Como lidar?

Como ele gosta de ter o domínio da situação, mantenha-o informado das suas tarefas, busque atingir as suas expectativas e tente colocar, pontualmente, que pode ajudá-lo quando ele estiver muito ocupado.

Leia também:  Como Saber Quem Me Segue No Instagram Pelo Pc?

Evite expor suas posições de maneira rígida e, ainda, tente colocar para ele, de maneira pontual, a importância da distribuição de atividades para a performance da equipe.

Com todos trabalhando juntos, o resultado será ainda melhor e, aos poucos, construirá com ele uma relação de confiança para que você tenha mais espaço

2 – Autoritário

Costuma ser o dono da verdade, mesmo que deixe todo mundo falar. Na tomada de decisão, age como se sempre tivesse razão, inadmitindo errar e dispensando a opinião alheia.

Para se proteger, utiliza o ataque como defesa e reage antes que lhe façam uma pergunta que não saiba responder.

Costuma ser muito tóxico e desmotivante para a equipe e, na maioria das vezes, é o principal motivo do pedido de demissão de vários colaboradores.

Como lidar?

Antes de desistir e pedir para mudar de setor, ou sair da empresa, reflita se não é possível tentar melhorar o relacionamento. Afinal, se aprender a lidar com esse tipo de chefe, isso tornará você mais flexível e resistente para os próximos trabalhos.

Não perca a calma. Lembre-se de que o mais desafiador é conseguir controlar as emoções. Se estiver no seu limite, é hora de procurar novas oportunidades.

Se quiser insistir, após um episódio de intimidação, espere um tempo para se acalmar e só depois procure-o para conversar.

Em vez de acusar, conte o que aconteceu, apontando como você se sentiu e essa é a melhor forma do seu gestor entender o impacto do comportamento dele.

Essa medida faz parte da estratégia de comunicação não violenta.

A importância de esperar para buscar esse diálogo é alcançar a maior neutralidade possível, algo que o calor do momento não permite. Você pode se defender, mas usando um tom profissional.

Se a sua empresa costuma utilizar a ferramenta de feedback, também faça uso desse caminho para mostrá-lo que a sua postura está prejudicando o trabalho da equipe. Além disso, tente se conectar ao time, para que vocês, unidos, consigam se ajudar mutuamente a diminuir os atritos e evitar conflitos.

3 – Camarada

É aquele que te trata com intimidade, deixando claro que não existem barreiras entre vocês.

Talvez a intenção dele seja conquistar a sua confiança, mostrando que pode te apoiar em situações pessoais, mas também pode ser que ele o faça como modo de obter informações sobre você, que em situações normais não conseguiria. É comum serem chefes um pouco indiscretos, curiosos e até intrometidos em certos casos.

Essa proximidade pode facilitar o trabalho, graças à abertura que ele proporciona, mas também pode dificultar, por ser mais complicado separar o relacionamento pessoal do profissional. Aqui a principal dica é que, como este chefe evita o conflito, pode ser mais difícil que ele te faça críticas construtivas que ajudem a melhorar o seu desempenho, o famoso feedback de melhoria.

Como lidar?

Aos poucos, vá colocando seus limites de aproximação, isto é, responda às suas perguntas, sem entrar muito em detalhes sobre a sua vida. É importante saber diferenciar o relacionamento pessoal do profissional, não se esquecendo de que se trata do seu chefe, por mais amigável que ele seja.

Para superar a ausência de feedback de melhoria, é preciso que você seja direto na solicitação, justificando que você precisa dele para o seu crescimento. Por fim, não descuide das suas responsabilidades por conta da amizade. Cumprir suas demandas com dedicação contribui para que a boa relação entre vocês se perpetue.

4 – Permissivo

Um bom chefe é aquele que orienta, direciona, estimula e incentiva seus colaboradores. Um chefe permissivo exagera em demonstrar que é um chefe legal.

Parece ser simpático e dinâmico ao deixar que as coisas aconteçam naturalmente, mas a falta de gestão impede que a organização alcance seus objetivos.

Este tipo de chefe evita todo tipo de confronto e, dificilmente, impõe a sua posição. A consequência é ele ter o respeito da equipe, mas não o seu controle.

Ele costuma não assumir as responsabilidades, quando a equipe deixa de atingir os resultados; é comum culpar a equipe.

Gosta de ser reconhecido por sua bondade e costuma se colocar como vítima, quando precisa tomar uma decisão que vá desagradar o grupo.

Para este tipo de chefe, um corte ou uma cara fechada podem resultar num afastamento entre ele e seu liderado.

Como lidar?

É preciso impor uma distância segura. Demonstre que você valoriza a proximidade entre seu chefe e você, mas que conhece os limites da relação. Faça seu trabalho com seriedade, mantendo uma postura profissional e evite tirar proveito das circunstâncias, pois isso pode te comprometer.

Independentemente das cobranças, seja exigente com o seu próprio trabalho. Por exemplo, sugira conversar com calma na hora do almoço, lembrando que ainda não terminou o relatório que ele pediu. Sempre cumpra os prazos e horários combinados e, com isso, se livre de qualquer culpa futura, caso o resultado seja aquém do esperado.

Ninguém é perfeito e sempre haverá pessoas mais fáceis e outras com as quais será mais difícil de se relacionar, mas é possível amenizar os atritos.

Embora ter autenticidade contribua para conquistar a confiança do seu chefe, a melhor aposta do liderado é conseguir controlar as emoções e aprender a ter jogo de cintura na relação com a chefia.

Não importa qual seja a personalidade do seu líder, observe-o e aprenda a trabalhar com ele de uma maneira que beneficie vocês dois. Saiba que você só pode controlar o próprio comportamento e não pode esperar que ele mude, apenas se ele mesmo quiser. A bola está contigo!” conclui Pollini Jorio, sócia da Feedback House.

O que fazer se você odeia seu chefe – BBC News Brasil

Como Lidar Com Um Chefe Que Nao Gosta De Voce?

Crédito, Getty Images

Legenda da foto,

7% das pessoas dizem que não se dão bem com o chefe, de acordo com um estudo

“Na verdade, eu amava meu trabalho, mas, quando você tem um chefe que odeia o que faz ou está apenas tentando te minar, isso realmente acaba com o seu entusiasmo”, diz Craig*.

A princípio, ele gostava da gerente para quem trabalhava, mas isso mudou quando a viu gritar com um assistente da equipe. E as coisas só pioraram a partir daí. Ela gritava com Craig no escritório e o criticava publicamente em eventos empresariais.

“No início, eram comentários maliciosos. Mas, aos poucos, as coisas começaram a mudar, e os comentários se tornaram mais agressivos, hostis e condescendentes.”

Craig diz que ir ao trabalho todos os dias tornou-se algo que o “destruía por dentro”. “Meus relacionamentos pessoais também foram prejudicados”, acrescenta ele.

“Quando você trabalha para um chefe ruim, alguém que constantemente te menospreza, isso acaba com sua autoestima. Você não realiza seu melhor trabalho, não se sente feliz, não quer fazer aquele esforço extra.”

Sua experiência não é incomum: 7% das pessoas dizem que não se dão bem com o chefe, de acordo com um estudo do Chartered Institute of Personnel and Development (CIPD), uma organização profissional de recursos humanos da Inglaterra.

Na maioria dos casos, os funcionários passam a ter uma visão negativa do chefe por algo que consideram ser uma injustiça cometida por ele ou ela ou pela carga de trabalho excessiva, diz Ben Willmott, chefe de políticas públicas do CIPD.

“Muitas vezes são pequenas coisas que se acumulam e levam a uma crise”, afirma Willmott.

Para evitar isso, ele incentiva os funcionários a ter uma conversa honesta com seu superior sobre o problema, caso se sintam à vontade para fazê-lo.

Legenda da foto,

Ter uma conversa honesta com seu chefe sobre o problema evita que a situação se agrave

“O chefe pode não ter consciência de como seu comportamento está sendo percebido, e isso por si só pode ser suficiente para fazer um alerta”, diz Willmott.

No entanto, ele ressalta que questões mais sérias, como bullying ou assédio, devem ser tratadas pelo departamento de recursos humanos ou outro chefe.

Willmott diz que um bom chefe deve saber um pouco sobre a vida de seus funcionários, como se eles têm filhos e para onde gostam de viajar nas férias.

“Se você não se importa com sua equipe, não gera confiança na relação de trabalho e, sem confiança, construirá uma organização em bases que não são sólidas”, diz ele.

Ele acredita que antes de desistir do emprego as pessoas devem pensar “longamente” sobre a possibilidade de mudança da cultura profissional.

No entanto, Damian Beeley, consultor de relações públicas que já teve problemas com um chefe e agora lidera uma equipe na empresa Haggie Partners, diz que, se o problema for pessoal, talvez seja hora de procurar um novo emprego.

“Se você não gosta do chefe e ele não gosta de você, provavelmente isso nunca vai mudar”, diz ele.

Mas Beeley acha que este é um problema mais fácil de se ter enquanto chefe do que se a pessoa for um funcionário.

“Como chefe, se há pessoas que não gostam de você, isso deve ser uma preocupação e você pode querer refletir sobre o motivo. Mas, se você é um funcionário e odeia seu chefe, esse é uma situação muito mais desconfortável emocionalmente de se estar.”

Adam Whatson sabe como é ter funcionários que se voltam contra um chefe. Ele foi contratado para gerenciar uma equipe de oito pessoas, mesmo sem ter experiência em chefiar. Todos os seus subordinados eram mais velhos do que ele.

“Fui burro ao aceitar o trabalho, e foi igualmente burro da parte deles me oferecer o emprego”, diz ele.

Whatson afirma que vários membros de sua equipe haviam se candidatado àquela posição e não gostaram do fato de ela ter sido oferecida a ele. “Eles nunca me viram como chefe, porque eu era mais jovem que eles. Eles me viam como um farsante”, diz ele.

Leia também:  Como Saber Quanto Vale O Meu Telemovel?

Whatson sabia que sua equipe havia se voltado contra ele quando voltou do almoço durante o período de festas de fim de ano e descobriu que todos haviam saído para um almoço de Natal sem convidá-lo. Ele afirma que não lidou muito bem com essa situação e pediu demissão após oito meses.

Mas as empresas correm o risco de perder muito mais do que apenas funcionários se uma equipe não se relacionar bem com seu chefe.

A frustração entre funcionários e a gerência pode levar a comportamentos criminosos, de acordo com Rosalind Searle, especialista em confiança organizacional da Universidade de Glasgow, na Escócia.

Legenda da foto,

A frustração entre funcionários e a gerência pode levar a comportamentos criminosos

“Se você não lida com a frustração, ela pode se transformar em raiva, uma situação em que as pessoas ficam dispostas a retaliar, e desprezo, quando passam a se insubordinar. Se um funcionário sente que houve uma injustiça, pode tentar resolvê-la de uma maneira mais nefasta”, alerta Searle.

O funcionário pode roubar da empresa se achar que está sendo mal pago ou não cumprir seu horário de trabalho se achar que algo pedido é irracional, afirma ela.

Craig começou a passar cada vez mais tempo na academia ou no pub “apenas tentando esquecer as coisas”. Desde então, mudou de emprego, mas ainda se lembra de como o escritório pode se tornar um “local de tortura”.

*O nome do entrevistado foi alterado para preservar sua identidade.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Como saber se meu chefe gosta do meu trabalho?

Ter proximidade de seu chefe é uma parte muito importante de ser bem sucedido no trabalho. Ele provavelmente controla se ou é ou não promovido, despromovido ou despedido, afinal. Um bom futuro profissional passará pelas mãos e crivo dele.

Alguns chefes deixam bem claro se eles gostam do seu trabalho, e outros nem tanto. Há sinais, compartilhados por quase todos eles, que demonstram se eles estão gostando do seu trabalho.

Como saber se seu chefe gosta de você: seu chefe é crítico ao seu trabalho

Um chefe que vê você como promissor pode oferecer muito feedback, nem todos eles positivos. Eles o fazem porque querem que você esteja pronto para mais responsabilidades. Pode parecer até o contrário, mas as críticas construtivas (ou até críticas destrutivas, em raros casos), tem a intenção de construir um funcionário melhor para a empresa, porque ele gosta mais de você.

Meu chefe gosta de mim: eles desafiam você

Se você estiver sentindo um pouco sobrecarregado, às vezes pode ser um sinal de seu chefe estar te desafiando. O chefe provavelmente vai te dar mais do que você sente que pode lidar, às vezes, não porque ele ou ela está tentando puni-lo, mas porque querem testá-lo em tarefas difíceis.

O chefe pode demonstrar que gosta de um funcionário de várias formas, e o funcionário tem de interpretar esse gostar de alguma maneira, para saber se seu trabalho está indo no caminho certo. (Foto: woman.thenest.com)

  • Chefes que gostam de você compartilham prioridades
  • Especialmente em tarefas desafiadoras, chefes gostam de compartilhar com seus funcionários mais queridos as funções e responsabilidades das tarefas.
  • Um chefe que gosta de você vai te respeitar

No final de um longo dia de trabalho, a simpatia é superestimada.  Pare de se preocupar tanto sobre se o patrão gosta de você porque ele sorri ou é simpático.

Preocupe-se com a questão do respeito profissional: ele te incui em conversas importantes no ambiente de trabalho, como negociações de novos contratos, parcerias com antigos clientes, etc? Esse tipo de respeito é que demonstra que seu chefe gosta de você, realmente.

Chefes que gostam de você pedem sua opinião

Chefes verificar mais projetos com trabalhadores que gostam e confiam. Quando seu chefe pede muitas vezes sua opinião quando vocês estão a sós, ou mesmo em equipe, deixando muito tempo para que você fale e concordando com o que você diz, são ótimos sinais.

Chefes que gostam de um funcionário nem sempre o enchem de elogios

Parece que os chefes não são muito chegados em elogiar seus funcionários favoritos.

Eles acham que você já sabe que é um bom funcionário, ou eles não querem parecer que estão te favorecendo tanto, ou eles simplesmente esquecem dos elogios, porque você já faz tudo da forma como tem que se feito.

Vale a pena aqui dar até um feedback para o chefe, explicando como seria melhor receber esse feedback, porque é extremamente importante para o desenvolvimento profissional.

Chefes que gostam de um funcionário recorrem a ele primeiro

Tulgan diz que é promissor se o seu chefe parece usá-lo como um primeiro recurso na empresa. Eles lhe procuram em primeiro lugar quando algo precisa ser feito, seja uma tarefa regular, especial, ou específica.

Chefes que gostam de você vão te dar mais responsabilidades

Chefes vão abusar um pouco de seus funcionários mais talentosos. Você provavelmente não vai conseguir uma foto de funcionário do mês, mas você vai ficar encarregado de projetos importantes e até mesmo seus ficará responsável pelos seus companheiros de colegas de trabalho.

  1. Seu chefe direciona outros funcionários até você
  2. Quando outros funcionários tem dificuldades e seu chefe encaminha eles até você, é um claro sinal de que ele gosta do seu trabalho.
  3. Tarefas importantes são bons sinais
  4. Um grande sinal de confiança e de que seu trabalho é muito apreciado é que o seu chefe especificamente te pede para lidar com clientes importantes, contratos especiais, ou projetos de grande porte.
  5. Seu chefe sempre verificar as coisas com você

Os chefes que gostam de um funcionário vão sempre estar conversando e verificando detalhes com os colaboradores. Eles vão perguntar sobre sua felicidade, mesmo se você estiver planejando mudar de ramo, e como a empresa poderia ajudá-lo, por exemplo. Seu chefe não está interrogando você. Ele estão descobrindo proativamente quais as medidas que precisa tomar para retê-lo na empresa.

Esses sinais são mais fortes ou mais fracos, dependendo do chefe que você tem. Cabe a você ter uma boa análise de seu chefe e ir descobrindo, pouco a pouco, o quanto ele gosta de seu trabalho.

Seu chefe gosta do seu trabalho? Quais são os sinais que ele demonstra?

Assuntos

  • Como saber se seu chefe gosta de você
  • Meu chefe gosta de mim

Tipos de chefe: como lidar com cada um deles?

Você sabia que existem diferentes tipos de chefe no meio profissional e conhecer as características do seu chefe, além de aprender a lidar com elas, pode lhe ajudar a construir sua carreira? Não? Então esse artigo foi feito para você!

Dependendo do tipo de chefe que você tenha, algumas posturas devem mudar. Afinal, agir de forma que agrade o seu gestor (claro, sem deixar de ser você mesmo e sempre fazendo um bom trabalho) é fundamental para que construa, além de um bom relacionamento com ele, seu espaço dentro da equipe.

Ter uma boa relação com seu superior, aliado a um constante aprimoramento de suas habilidades, é sucesso profissional na certa! Não importa onde você trabalhe, terá uma brilhante construção de  carreira. Entretanto, para isso, é importante entender bem o tipo de chefe que você tem.

E então, preparado para conhecer 3 exemplos de tipos de chefe, suas características e como lidar com cada um deles? Além disso, no fim do artigo, você verá dicas de como entender e lidar com seu chefe, quaisquer que sejam as características dele.

Ficou curioso? Então continue a leitura!

Conheça 3 tipos de chefe, suas características e como lidar com cada tipo

Abaixo, enumeramos 3 exemplos de chefe para que você possa identificar se o seu chefe se enquadra em algum! Além disso, daremos algumas informações sobre cada estilo de chefe e como lidar com eles.

Caso seu chefe não se enquadre em algum desses tipos, utilize a mesma linha de raciocínio para identificar as características do seu chefe e, com base nelas, entender como você deve agir para conquistar seu espaço no seu meio profissional.

Afinal, é muito importante que você tenha uma relação saudável com seu chefe. Isso porque ele tem um grande poder de decisão sobre o futuro dos funcionários na organização (e de suas carreiras em si). Possuir um bom relacionamento, sempre com muito diálogo e respeito, é primordial para que façam um bom trabalho juntos.

Assim como em qualquer relação, entender e conhecer bem o outro é muito importante para conseguir agradar, sabendo os limites da pessoa, além do que ela gosta e o que não gosta. Então por que não entender o seu chefe, não é?

Confira!

1.   Workaholic

Traduzindo, esse é o chefe “viciado em trabalho”. Dentro desse grupo, ainda há 2 subtipos de chefe diferentes.

O primeiro é viciado em trabalhar, grande parte do seu tempo é destinado ao trabalho e, além disso, costuma ser solitário. Com esse chefe, se você realizar suas tarefas, obtiver bons resultados e cumprir seus prazos de entrega, não terá problemas.

Já o segundo tipo é um pouco mais complicado de lidar: além de ser viciado em trabalho, é exigente com os funcionários, acreditando que os mesmos devem ter a mesma postura. Esse é o tipo de chefe que não se relaciona muito bem com as pessoas, cobra muito (pode solicitar que chegue mais cedo no dia seguinte, por exemplo) e, muitas vezes, desgasta a equipe de trabalho.

Como agir

Nesse segundo caso, o recomendado é que você imponha seus limites, mas sempre efetuando um bom trabalho, para que, caso seja exigido algo que não consiga cumprir, possa destacar seus últimos feitos no trabalho.

Leia também:  Como Ver Quem Nao Segue No Instagram?

Para os dois tipos de chefe workaholic é importante evidenciar, durante as reuniões e em outros momentos de diálogo,  tudo que fez (e não o que não fez). Além disso, você sempre deve ser o mais produtivo possível durante seu expediente.

Dessa forma, além de agradar seu chefe, ele não terá argumentos para pedir que você trabalhe por mais horas no dia seguinte, por exemplo, ou que leve trabalho para casa. Se, ainda assim, ele pedir para que você faça mais que consegue dar conta, novamente entra a dica de impor os seus limites, sabendo dizer “não” e mostrando seus resultados e últimos feitos.

2.   Permissivo

Esse chefe é aquele que, inicialmente, aparenta ser muito simpático, legal e dinâmico. No trabalho e com a equipe ele apenas “deixa acontecer”, sendo aparentemente um chefe bonzinho.

Entretanto, apenas deixar as coisas fluírem não deve ser atitude de um bom líder. Afinal,  isso é característico de uma má gestão.

O problema é que essa falta de gestão logo gera consequências ruins nos resultados da organização, e as metas e objetivos não são atingidos.

Nesse momento, o chefe permissivo mostra outra face: quando vê que os resultados não foram alcançados, culpabiliza a todos, menos a si mesmo. Nessa situação o chefe permissivo pode tomar medidas drásticas, chegando ao ponto de demitir funcionários de sua equipe.

Como agir

Mesmo que seu chefe permissivo cobre pouco de você, ou até não cobre, seja uma pessoa exigente com seu próprio trabalho e sempre dê o seu melhor.

Além disso, não deixe de cumprir todos os prazos de entrega. De preferência, caso seja possível, até adiante o trabalho e entregue com antecedência: seus superiores irão gostar da eficiência. O mesmo vale para horários para chegar no trabalho ou em outros compromissos da organização.

Fazendo sua parte você terá a chance de melhorar os resultados da equipe. Mesmo que isso não aconteça e as metas não sejam atingidas, o seu chefe irá lembrar que você fez um bom trabalho.

3.   Autoritário

O chefe autoritário, muito comum em altos cargos de grandes empresas, gosta de mandar em todo mundo e fala o que pensa. Apesar de criar um ambiente que não é agradável para os funcionários (atrapalhando até mesmo a execução de projetos pelos quais seu setor seja o responsável), quando fala ele é muito sincero, suas palavras são certeiras.

Apesar de não falar da melhor forma, o que fala pode ser de muita valia, tanto para o funcionário quanto para a organização, em suma em momentos de crise ou de tomadas importantes de decisões.

Outra característica do chefe autoritário é que ele possui tolerância a erros muito baixa, além de não confiar em outras pessoas. Por conta disso, é comum vê-lo executando projetos junto a grupos bem pequenos de colaboradores.

Se um funcionário erra, é comum que ele deixe-o excluído do restante da equipe, ao invés de auxiliar, ensinar e adotar outras medidas que ajudem o funcionário a retificar e aprender com seu erro.

Como agir

É importante que você faça o possível para manter sua equipe de trabalho unida e produtiva. Assim, você irá criar uma equipe de alta performance, e seu chefe dificilmente irá questionar ou subestimar o trabalho de vocês.

Além disso, é importante sempre pedir ao seu chefe feedbacks, para saber se algo está desagradando ou pode ser melhorado.

O mais importante: percepção

Além destes, há diversos outros tipos de chefe e liderança, afinal, chefes são pessoas, e cada um possui diferentes características de acordo com sua personalidade. O mais importante é que você perceba como o seu chefe age e quais são suas características.

Com base nessas percepções, você saberá como agir e, principalmente, o que evitar fazer. Além disso, fazendo um bom trabalho, parte do seu caminho você já “terá andado”. Afinal, todo chefe deseja funcionários proativos e produtivos.

Fazendo a sua parte e entendendo a forma que seu chefe age, você conseguirá ficar mais tranquilo no ambiente de trabalho, além de aumentar suas chances de promoção.

E então, gostou do conteúdo de hoje? Você já passou por algo inusitado com algum chefe? Compartilhe aqui nos comentários!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Saiba como lidar com um chefe tóxico; confira dicas

Não são poucos os chefes que usam a liderança para oprimir as pessoas, pois sabem que os funcionários precisam trabalhar para suprir suas necessidades básicas de moradia, comida e também pagar as contas. No entanto, alguns líderes se aproveitam disso sob a ótica do medo, usando isso para manter o controle sobre a vida dos empregados.

Ter um chefe tóxico é sofrer já na noite de domingo pensando em como será a segunda-feira. É entrar em um ambiente corporativo pesado e pensar em como vai sobreviver a mais uma semana. Se este é o seu caso, o site Madame Noire explica como lidar com essa situação e também quando sair dela, para manter sua sanidade mental e reputação profissional. Confira dicas.

1 – Identificar e compreender um chefe tóxico Tem alguns chefes que literalmente fazem da sua vida um inferno porque sabem que você precisa colocar comida na mesa. Aos poucos, você mesmo começa a questionar sua competência, perder o respeito e até sentir-se desmotivado.

Pessoas com esse tipo de comportamento precisam oprimir os outros porque têm um profundo nível de incompetência e morrem de medo que os outros descubram isso. Esta necessidade voraz de controle também tem a ver com a sua incapacidade de manter qualquer aparência de controle em suas vidas pessoais. Assim, o único lugar que eles podem manter o controle é no local de trabalho.

2 – Gerenciando a fera Às vezes, o inferno é tanto que você acha que está ficando louco. Acredite, você não está louco, mas precisa manter sua sanidade para saber lidar com a fera.

Ficar emocionado demais e demonstrar ao chefe que ele consegue deixar seus nervos à flor da pele não é uma boa saída. Assim, você lhe dá mais armas para acabar com sua carreira.

Permita-se de vez em quando dar uma volta no banheiro, mas jamais vá chorando. Sua sanidade não está à venda.

Enquanto vai lidando com a fera da melhor maneira possível, pense num plano B. Vá procurando um outro emprego com seus contatos profissionais. Pensar que sua saída do inferno é uma questão de tempo pode ajudá-lo a suportar melhor o estresse mental e deixá-lo no controle de sua própria vida.

Às vezes, conversar com os colegas de trabalho vai lhe trazer certo alívio, porque você perceberá que o problema não é só com você. Uma boa forma de gerenciar seu chefe monstro é acalmando-lhe o ego, com elogios e certas bajulações, mesmo que para isso um sapo fique entalado na sua garganta.

3 – Como saber a hora de sair? Se você já começa a segunda-feira escutando uma música melancólica, talvez seja bom fazer as seguintes perguntas para si mesmo e tentar descobrir se o problema é seu ou do trabalho. Você se sente desafiado? Você está motivado? Você tem seus próprios problemas pessoais, que competem com as exigências do trabalho?

Uma autoavaliação honesta deve ajudar você a descobrir se o problema está com você, sua posição na empresa, ou com seu chefe. Se nem nas horas de folga você consegue seguir em frente e as ofensas do seu chefe não saem da sua cabeça, então é hora de sair.

Claro que todo mundo sabe “onde o calo aperta”, mas nada vale a sua paz de espírito. Onde há uma vontade, há um caminho para a sua saída. Sempre que possível mantenha um dinheiro guardado em caso de não aguentar e querer jogar a toalha antes de conseguir outra colocação.

4 – Como sair de uma situação ruim Sempre é interessante você comunicar sua saída com antecedência, porque talvez você precise cumprir aviso prévio. Agora, se o seu bem-estar físico e mental estão em jogo, não pense duas vezes em desistir do inferno.

5 – Você é um gerente ruim? Agora, se você é um gerente ruim há uma saída. É importante perceber que as pessoas que trabalham para você estão ali para ajudá-lo a alcançar seus objetivos, não são rivais em um ringue de boxe. Sem eles, você não é nada.

Se é um chefe que trata mal seus funcionários, saiba que terá empregados que o odeiam e que provavelmente vão tentar boicotá-lo e lhe sabotar de alguma maneira.

6 – Lidar com seus problemas agora Se você é líder e se identificou com esse comportamento opressor e doentio, é hora de avaliar se vale ficar num eterno cabo de guerra com seus empregados.

Eles querem as mesmas coisas que você: um ambiente produtivo onde o respeito pelo outro é valorizado. Há sempre uma maneira de conseguir seus objetivos, mas gerar conflitos com certeza não será uma delas. E você nunca vai conseguir o que deseja de seus empregados se eles não estiverem dispostos a isso.

Saber se questionar e identificar a hora de dizer “tchau” para o chefe tóxico é essencial para manter a qualidade de vida
Foto: Getty Images

  • 1 de 6
  • Tire partido de momentos informais para alavancar sua vida profissional
  • Foto: Getty Images

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*