Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia

Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?

Saber conviver com pessoas é uma verdadeira arte. Todos temos aspectos negativos e positivos e nem sempre todas irão nos agradar.

É possível que você conheça pessoas com as quais pode compartilhar bons momentos na sua vida. Mas também existem pessoas que parecem colocar barreiras invisíveis no momento de se aproximar delas, não importando quantas vezes você tente.

Como fazemos para conviver com pessoas que não compartilhamos trocas emocionais? A psicologia pode te ajudar e dar algumas dicas neste sentido.

Neste artigo vamos descobrir como podemos aprender a lidar e a se relacionar com pessoas que não gostamos.

A arte de conviver com pessoas

Muitas vezes encontramos pessoas difíceis, com as quais temos que conviver como, por exemplo, colegas de trabalho, vizinhos, certos familiares distantes ou até dentro de casa. Na verdade, todas as pessoas possuem suas diferenças.

Aprender a viver com aqueles que nos rodeiam faz parte de nossa vida. De acordo com a psicologia, devemos aprender a lidar com os conflitos e saber conviver com pessoas. E, às vezes, conseguir fazer isso é muito difícil.

5 dicas de como conviver com pessoas que você não gosta

Quando não gostamos de uma pessoa, “naturalmente” criamos uma barreira que nos impede de ter emoções positivas em relação a ela. Tais barreiras são geralmente criadas quase inconscientemente como uma espécie de mecanismo de autodefesa.

Lidar com uma pessoa que não gostamos pode ser complicado, mas não impossível. Aqui vamos dar algumas dicas que lhe permitirão aproximar-se dessas pessoas e estabelecer relações saudáveis ​​e verdadeiras. Confira.

1. Estabeleça uma zona de conforto

Comece então criando uma zona de conforto. Se você pretende lidar de forma aberta com uma pessoa que você não gosta é importante que você comece devagar.

Evite começar com uma conversa complicada ou ainda desagradável. Comece a falar sobre temas pelos quais você sabe que se sentirá mais confortável e seguro. Conforme a conversa for fluindo, você pode começar a se preparar para o assunto pelo qual deseja lidar.

2. Desenvolva empatia

Pratique a empatia. Para conviver com pessoas, a melhor ferramenta de transformar sua insegurança e fazer com que essa pessoa confie em você é a empatia. Coloque-se em seu lugar, criando uma conexão sincera entre você e ela.

3. Respeite o tempo e as limitações dela

Não faça imposições ou a pressione. Qualquer pessoa que parece ser distante ou tem barreiras emocionais dificilmente quer ser pressionada. Assim, respeite seu tempo e seu limite.

4. Seja compreensivo

Observe o comportamento da pessoa evitando pré-julgamentos e preconceitos. Tente entender porque ela é diferente de você.

Busque comunicar-se com ela para garantir que sua relação seja mais saudável. Pouco a pouco, você verá que relacionar-se com ela se tornará mais fácil.

5. Estabeleça uma comunicação segura

Caso se sinta seguro, você pode ir trabalhando a confiança mútua. Criar esse tipo de relacionamento entre você e a pessoa ajudará gradualmente a lidar nas demais formas de conviver com pessoas que não gosta.

Para isso, comece por assuntos que vocês tenham em comum, seja um hobbie, algum projeto em comum entre outros.

>>> Para saber mais: Terapia cognitivo-comportamental e tratamentos e A importância da reciprocidade no relacionamento

Você tem que ir de pouco a pouco e prestar atenção em cada avanço. Temos a tendência de nos distanciar de pessoas que possuem estilos de vida, ideias ou mesmo emoções diferentes. Algumas pessoas que parecem, a um primeiro momento, frias podem apenas ter dificuldade em estabelecer laços afetivos, por exemplo.

A ajuda profissional de um psicólogo é importante para aprofundar e conhecer o seu comportamento. Com ela você pode trabalhar e evoluir nesse sentido, principalmente usando sua inteligência emocional para saber lidar e conviver com pessoas em quaisquer situações sociais.

Explore a psicoterapia com estas questões, a fim de decidir com mais liberdade como você quer se relacionar.

Se você gostou deste artigo pode se interessar por esse também: 7 dicas para controlar a raiva.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?Conflito familiar durantes as férias é comum. Saiba o que fazer com conflitos familiares e curtir as merecidas férias, seguindo as dicas dos psicólogos
  • Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?A autossabotagem é algo comum, embora seja imperceptível para maioria das pessoas, conforme diz psicólogo com consultório localizado em São Paulo
  • Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?O acúmulo de função está prejudicando o seu rendimento e o da sua empresa? Descubra como conversar com o seu chefe sobre isso.

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autora
Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Como lidar com pessoas difíceis? – Portal

Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?

Dicas para lidar com as pessoas difíceis que passam por seu caminho

Durante a nossa vida, nós nos relacionamos com inúmeras pessoas e devido as diferentes personalidades existentes, nem sempre isso é uma tarefa fácil. Existem indivíduos extrovertidos, calmos, atentos, alegres, tímidos, agressivos, entre tantas outras características, ou seja, o mundo é composto por seres humanos com crenças, valores e experiências diversas.

Por conta das diferentes personalidades que existem, é normal em algum momento, seja em casa, no trabalho, na escola, na vizinhança ou em um relacionamento, nos deparamos com pessoas difíceis, que não combinam com as nossas opiniões e valores.

Quem nunca perdeu a paciência com as atitudes de alguém? Cada um possui sua história de vida, o que provoca reações diferentes em cada situação.

Porém, levando em conta que mesmo sendo conturbado ter que lidar com certos tipos de personalidades e que ninguém é descartável, é muito importante adotar estratégias para lidar com indivíduos assim no dia-a-dia e então, construir relações pacíficas e saudáveis.

Você conhece as 5 linguagens do amor? Quer descobrir qual é a sua? Clique aqui, faça nosso TESTE e aprenda mais sobre seus relacionamentos!

O grande problema é quando a outra parte espera que você aja do jeito ela quer. Saber como lidar com pessoas difíceis realmente não é uma tarefa fácil. Afinal, elas estão sempre dificultando o andamento das coisas, reclamam o tempo todo e colocam a culpa dos problemas nos outros. Todos concordam que esses comportamentos são irritantes, mas bater de frente não é a solução.

Conviver com pessoas difíceis requer se colocar no lugar do outro e entender o motivo pelo qual ele age assim e é também, esforço e compreensão. Em geral, as pessoas difíceis não têm noção de que suas atitudes irritam os outros. Para lidar da melhor forma possível com essa situação, entenda um pouco mais sobre o comportamento de pessoas difíceis:

Comportamento de pessoas difíceis

O que caracteriza uma pessoa difícil é a maneira como ela enxerga e encara o mundo, as situações e os outros indivíduos. Veja as características de pessoas difíceis:

  • São inflexíveis, pois não buscam entender as coisas;
  • Gostam de impor ideias, opiniões e exigências;
  • Veem dificuldade até nas situações mais simples;
  • Estão constantemente reclamando de algo;
  • Fazem críticas destrutivas;
  • Transferem a culpa dos seus erros e frustrações para os outros;
  • São agressivas e intimadoras;
  • Não levam em consideração os sentimentos e necessidades do próximo;
  • Têm dificuldade para se relacionar;
  • Possuem altos níveis de ansiedade;
  • Abusam do poder;
  • Julgam de forma constante;
  • Veem no erro do outro, a oportunidade de tirar vantagem;
  • Não recebem bem feedbacks;
  • São pessimistas;
  • Perdem com facilidade o autocontrole;
  • Têm problema com autoimagem;
  • Não conseguem tomar decisões de forma rápida;
  • Hesitam em assumir a responsabilidade dos seus atos;
  • Sugam a energia das pessoas a sua volta;
  • São altamente intolerantes;
  • Têm bloqueio para receber ordens e regras;
  • Não possuem inteligência emocional.
  • Eu tenho o material certo
  • para você entender o que é
  • e como funciona esse
  • método poderoso!
  1. Eu tenho o material certo
  2. para você entender o que é
  3. e como funciona esse
  4. método poderoso!

Dicas de como lidar com pessoas difíceis

Por mais que pareça absurdo, o segredo para aprender a lidar com pessoas difíceis é tentar compreender por que elas têm essa postura. Atacar a origem do problema é agir de forma racional e evitar conflitos que prejudiquem o relacionamento com essas pessoas. Essa atitude também ajuda a manter os seus dias mais harmônicos e leves.

Abaixo, cito algumas dicas para praticar no dia-a-dia que o levarão a entender como lidar com pessoas difíceis.

Sua felicidade em primeiro lugar

Como visto, uma das características de uma pessoa difícil, é provocar discussões e causar polêmica. Por conta disso, busque em primeiro lugar, ser feliz. Não deixe que toda a negatividade e agressividade te atinja, concentre-se em você, nas suas boas qualidades, naquilo que te faz bem e não assuma uma responsabilidade que não é sua.

Leia também:  Como Fazer Com Que Um Homem Se Apaixonar Por Mim?

Entenda os seus limites

Você não tem controle sobre os atos dos outros, mas pode escolher como se comportará nas mais diversas situações. Busque o autoconhecimento para entender os seus limites e saber como reagirá às atitudes das pessoas difíceis.

Com esse plano de ação, você poderá encerrar o assunto quando elas fizerem algo que não aceita ou que tomem proporções incontroláveis. Mas seja afetuoso e não acuse a outra parte como errada.

Utilize esse momento para mostrar seus valores e domínio próprio e deixe claro as regras do relacionamento entre vocês.

Quer uma dica incrível pra te ajudar em seus relacionamentos? Assista o vídeo abaixo.

Promova reflexões

Gere perguntas à pessoa e faça com que ela reflita sobre o seu comportamento e sobre as situações. Além de fazê-la olhar para si e sobre seus atos, você também a encoraja a mudar de forma positiva. Perguntas como: Por que você está tão agressivo? Qual é o problema? O que te deixou tão ansioso? podem ser um bom começo para gerar reflexões.

Não caia nas provocações

Saber como lidar com pessoas difíceis envolve respirar fundo para não cair nas provocações que elas causam frequentemente. Argumentar ou explicar seu ponto de vista pode não surtir efeitos positivos.

Muito pelo contrário: seus comentários podem causar contra argumentações que certamente terminarão em situações desagradáveis.

Nesses momentos, atente-se à forma como está conduzindo o diálogo e evite discutir, para assim, não entrar na frequência da pessoa e ter a sua energia sugada.

Veja outras características da pessoa

Ninguém tem apenas características negativas, nesse sentido, busque enxergar os pontos positivos da pessoa difícil e o contexto em que ela vive. Isso será fundamental para que você se conecte a ela e construa uma relação de qualidade.

Fique atento a sua linguagem corporal

O nosso corpo, mesmo quando estamos em silêncio, revela constantemente as nossas emoções. É preciso tomar cuidado para não transparecer sentimentos negativos à pessoa difícil, para isso, tome consciência da sua postura, do seu tom de voz, das suas expressões faciais, etc.

Seja compreensivo

Os nossos comportamentos são baseados em nossas vivências. Entender isso é regra fundamental para aprender como lidar com pessoas difíceis. Isso não significa compactuar com a situação, mas somente não a piorar.

Se a convivência estiver chegado no limite ou se o comportamento da pessoa estiver te afetando, chame-o para conversar. Ajudá-las a enxergar que essa postura tem impactado negativamente a sua vida é uma ótima atitude.

Desenvolva seu autoconhecimento

Antes de entender e se relacionar com o outro, é importante que você se conheça. Isso quer dizer que você precisa desenvolver sua inteligência emocional, gerenciar seus sentimentos e níveis de estresse, conhecer suas qualidades, seus pontos de melhoria, quais são suas inseguranças, expectativas, limitações, etc. Só se compreendendo você será capaz de compreender o outro.

Não leve para o lado pessoal

Tenha certeza de uma coisa: uma pessoa difícil geralmente é assim com todos a sua volta, então não leve nada para o lado pessoal. Não se sinta ofendido com o comportamento, as ações e as opiniões dessa pessoa.

Tenha empatia

Essa é uma dica muito importante! Para lidar e conviver com uma pessoa difícil, o caminho menos conturbado é o da empatia, ou seja, o ato de se colocar no lugar do outro e assim, auxiliá-lo para que ele consiga realizar mudanças positivas em relação as suas ações e comportamentos, pois a empatia permite que haja abertura e conexão.

Para que a empatia possa existir, esteja aberto a entender as razões da pessoa difícil, converse com ela de uma maneira que você nunca conversou, conheça sua história e não seja indiferente a ela, se livre de julgamentos, entenda os motivos que a levaram a tomar certas decisões, tenha respeito pelos seus sentimentos, mostre para ela que a relação de vocês pode ser saudável, que ela pode se abrir com você, que não existe necessidade de estar sempre na defensiva e que você está pronto para ajudá-la a buscar por mudanças positivas.

Ao invés de julgarmos apenas o comportamento dos outros, também precisamos olhar para as nossas atitudes. Será que você não é uma pessoa difícil de se conviver? A autovaliação ajuda a não cometer com os outros aquilo que não gosta que façam com você.

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários!

Copyright: 168524378 – https://www.shutterstock.com/pt/g/pathdoc

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Como lidar com pessoas críticas demais no trabalho? 6 Dicas que podem ajudá-lo

Você já conheceu aquelas pessoas impossíveis de se agradar?  Elas detectam falhas em tudo, apontam nossos erros sem enxergar o que fizemos de bom e estão em todos os lugares. Podem ser nossos clientes, colaboradores, parceiros, gerentes e etc. Infelizmente, não tem como fugir, então, como lidar com pessoas críticas demais no trabalho? 

Ainda que algumas tentem ser construtivas, pessoas críticas demais tendem a menosprezar nosso esforço e dedicação, vendo tudo que fazemos ou propomos como algo ruim. Neste momento é natural ficarmos na defensiva, desanimados, tristes ou até mesmo ofendidos. Mas, se não aprendermos a lidar com esse tipo de pessoa, podemos  afetar, negativamente, nossas carreiras. 

Por isso, no artigo de hoje eu trouxe algumas dicas de como lidar com pessoas críticas em excesso no trabalho, para você colocar em prática e não deixar que opiniões destrutivas te desanimem! 

Porque alguns sentem a necessidade de criticar?

Uma pessoa muito crítica geralmente já foi muito criticada e conviveu com chefes ou colegas de trabalho que focavam em suas falhas, erros e, dificilmente, reconheciam seus acertos. E acredite, por mais que você sofra por conviver com pessoas assim, quem critica sofre tanto quanto quem é criticado.

Como dizia Freud: “Quando Pedro me fala de Paulo, sei mais de Pedro do que de Paulo” , ou seja, quando falamos de alguém estamos na verdade falando de nós mesmos, através de um mecanismo psicológico chamado projeção. O mecanismo tem esse nome porque, geralmente, projetamos no outro falhas que são nossas, ou seja, colocamos no outro emoções ou comportamentos que estão dentro de nós. 

Sabe quando aquele seu colega de trabalho diz que você não se comunica com ele, quando na verdade é ele que não se comunica com você? É assim que a projeção funciona e, por isso, alguns sentem mais necessidade de criticar que outros. 

Pessoas muito críticas têm dificuldade de reconhecer qualidades e acertos, se cobram demais e, por isso, cobram muito as pessoas também. São perfeccionistas e colocam o foco apenas no que está errado ou precisa de mudanças. Elas projetam toda a sua insatisfação no outro e encontram nas críticas uma maneira de aliviar a pressão. 

Esse é um comportamento, geralmente, inconsciente. Dessa forma, se você convive com alguém que age assim no ambiente de trabalho, a dica é aprender como lidar com pessoas críticas de forma mais impessoal e tentar ajudá-las a reconhecer e mudar essa atitude.

Como diferenciar uma crítica construtiva de uma destrutiva? 

Como eu disse, a maioria das pessoas não gostam de ser criticadas, então é natural nos colocarmos na defensiva neste momento. Mas, nem sempre uma crítica vem com o intuito de nos desmotivar, ela pode sim colaborar com a nossa melhora e crescimento como profissional. 

Dessa forma, vale a pena entender a diferença de uma crítica construtiva e uma destrutiva, para assim saber o que absorver ou não. 

Destrutiva 

As críticas destrutivas são aquelas feitas de maneira incorreta, indelicada ou passivo-agressiva, que não agrega e que contém acusações sem nenhum fundamento. Geralmente são feitas por pessoas sem habilidade para oferecer um feedback ou que não sabem lidar com os outros. Nesse caso, o problema está em quem faz e não em quem recebe. 

No ambiente de trabalho uma crítica destrutiva é aquela focada em pontos da personalidade e não contribui em nada para o seu crescimento pessoal ou profissional.

Servindo apenas para acabar com a motivação. Por exemplo, um gerente diz que para o colaborador que ele não sabe passar informações, pois sua comunicação é fraca devido a sua timidez.

Sem oferecer nenhum exemplo ou sugestão de melhora.

Construtiva 

A crítica construtiva, por sua vez, se caracteriza por apresentar o lado positivo de uma situação e alguns pontos que podem ser melhorados com o objetivo de alavancar o crescimento do outro.

Para entender melhor, vamos usar um exemplo: um gerente diz ao colaborador que ele consegue extrair informações valiosas do sistema, mas que ele precisa comunicá-las de uma forma melhor aos clientes para que todos possam ter essa mesma visão. 

Aqui a  intenção não foi julgá-lo ou puní-lo, mas sim ajudá-lo a mudar algo que pode prejudicá-lo futuramente. Em tom de conselho e ajuda. 

Entendeu a diferença? Enquanto uma é dita com o intuito de desmotivar e desencorajar a outra propõe uma melhorias. 

Leia também:  Queremos Que O Sporting Seja Um Grande Clube, Tão Grande Como O Benfica?

Como Lidar Com Pessoas Que Nao Gostam De Nos?

Como lidar com pessoas críticas? 

Agora que você entende o que leva uma pessoa a ser assim e sabe diferenciar uma crítica destrutiva de uma construtiva, está na hora de aprender como lidar com pessoas críticas no trabalho

Vamos as dicas:

1- Não leve para o lado pessoal

Difícil não é mesmo? Como separar o emocional do profissional? Afinal, pessoas criticas tendem a apontar seus erros, sejam eles quais forem. Mas, quando ouvir aquela pessoa critica falando algo sobre você, lembre-se que foi dessa maneira que ela aprendeu a se comunicar e se relacionar. 

Por isso, mesmo que a crítica não seja construtiva, saiba que, na maioria das vezes, ela não foi feita com a intenção de lhe ofender, mas sim de suprir uma necessidade interna dela própria e dividir a pressão com você.

E por mais que você saiba que essa pessoa não está certa, tente trabalhar a inteligência emocional e relevar. Apesar de tudo, sempre existem pontos positivos que podem ser explorados dessa opinião negativa.

 

2- Análise a crítica

Como eu disse, é difícil enxergar lado bom na crítica destrutiva, mas não se limite a pensar que a fala dessa pessoa crítica está realmente errada. Muitas vezes, a maneira na qual ela abordou o assunto não foi legal, porém, não é por isso que ela estará sempre errada. 

Observe se existe coerência no que foi dito e reflita de que forma as críticas estão atingindo você. Se você julgar que realmente existe possibilidade de melhorar, assuma sua responsabilidade e se disponha a mudar.

3- Reserve um tempo para falar sobre o problema

Para tentar entender o problema sob todos os ângulos é importante descobrir se o outro lado realmente tem razão. E a melhor maneira de fazer isso é reservando um tempo para discutir o problema. 

Afinal, a comunicação é fundamental em qualquer relacionamento interpessoal, não é? Então, alinhe uma reunião e faça perguntas para entender os motivos da crítica recebida e esteja pronto para ouvir sem se sentir culpado. 

4- Seja assertivo

Resolveu falar sobre o excesso de críticas? Então seja assertivo. Isso significa que você deve manter o respeito. Ou seja, você não deve culpar a pessoa nem a rebaixá-la. Ao invés disso, comunique-se de forma clara e específica e diga que as críticas dela não estão contribuindo para melhorar os resultados do time.

Por exemplo, seu colega crítica, regularmente, o tempo que você demora para atender um cliente, sem ao menos questionar os seus motivos. Nesse caso, você pode dizer a ele que, essa demora tem a ver com a alta demanda que você tem absorvido e que mesmo demorando todos os seus clientes são atendidos com excelência e têm seus problemas resolvidos. 

Não tenha medo de ser assertivo em casos de criticas sem fundamentos. 

5- Seja agradecido e humilde

Embora possa ser difícil, você precisa reconhecer a honestidade da pessoa e ser capaz de agradecer, mesmo que ela não esteja certa. Lembre-se de que fazer críticas costuma ser tão desconfortável quanto recebê-las; portanto, a conversa provavelmente também foi estranha para a outra pessoa.

O ego também pode levá-lo a reagir mal, especialmente a críticas mal feitas. Mas não se esqueça que ninguém é perfeito e provavelmente há alguma verdade no que foi dito, mesmo que seja doloroso. Seu ego tentará protegê-lo, descontando as críticas, não porque sejam imprecisas, mas por causa de uma entrega inadequada. 

6- Lembre-se que você vale a pena

Às vezes é difícil não internalizar as palavras duras que alguém diz sobre nós e nos repreender ainda mais. Neste momento tente  lembrar que nem tudo que as pessoas dizem a seu respeito é condizente com a sua real capacidade e dedicação.

Claro, talvez você possa melhorar em algumas áreas, afinal todos nós podemos, mas não deixe que isso apague do seu pensamento o quanto você tem conquistas e experiências que não podem ser tiradas ou esquecidas. 

Transforme a cultura de críticas em uma cultura de feedbacks

Uma cultura de feedback é criada por pessoas que entendem o poder da comunicação clara e regular dentro das empresas, bem diferente de uma cultura que valoriza ou cria pessoas críticas. 

As empresas que dedicam recursos para estabelecer um ambiente em que os colaboradores aprendam a dar e receber feedback de forma adequada, geralmente têm uma taxa mais alta de engajamento dos funcionários e menos rotatividade. 

A criação de uma cultura de feedback não acontece acidentalmente. Requer prática e treinamento, principalmente para pessoas críticas, pois elas precisam aprender a enxergar qualidades e melhorias, já que o feedback reconhece a importância de ambos.

Uma cultura de feedback é importante porque fornece aos colaboradores informações regulares e consistentes sobre o desempenho de suas funções. Quando isso não acontece, eles provavelmente também não vão dar ao empregador nenhum feedback saudável.

Isso pode resultar em uma falsa sensação de que tudo está bem e que nenhuma melhoria é necessária. Até chegar ao auge do problema, quando uma simples crítica construtiva é recebida como destrutiva, magoando e desmotivando o colaborador ou parceiro.

 

Por isso, o feedback construtivo é um veículo importante para trazer esses problemas à tona e ensinar a essa pessoa crítica que ela também tem pontos a melhorar, seja qual for sua hierarquia. 

Gostou das dicas de como lidar com pessoas críticas

Espero que sim! Pois, o intuito era mostrar a você que lidar com pessoas críticas não é impossível e que pequenas ações podem te ajudar a tornar esse relacionamento menos conturbado. 

E lembre-se: tente ter empatia, saiba que a pessoa critica também sofre com essa atitude e se cobra tanto quanto cobra você e muitas vezes ela nem enxerga o quão rude ou desnecessária sua crítica foi.

Então, antes de se deixar levar pela raiva e pela vontade de revidar ou brigar, tente ser assertivo e dizer como aquilo te desmotivou.

E se ela tiver razão no que diz, absorva o que for construtivo e bola pra frente.

Se você tem uma outras dicas de como lidar com pessoas críticas demais no trabalho, deixe suas observações nos comentários! Sua ajuda será muito útil =) 

Como Lidar com Pessoas que Não Gostam de Você

  1. 1

    Decida se deve ou não ligar para a opinião dos outros. Nem todas as pessoas que passam pela sua vida devem ser vistas como amigos em potencial.

    Se um colega de trabalho ou alguma outra pessoa não tão importante na sua vida não gostam de você, provavelmente a convivência será ruim, mas você ainda poderá decidir se vale a pena ou não tentar se aproximar e conquistar a pessoa.

    Lembre-se de que nem todas as pessoas valem o esforço, principalmente se elas forem difíceis de lidar e se você não perder nada ao ignorá-las.[1]

  2. 2

    Faça uma autoavaliação. Você cometeu algum erro? A pessoa tem algum motivo coerente para não gostar de você? Talvez valha a pena se desculpar e passar a história à limpo se você achar que o outro tem um bom motivo para não gostar de algo que você fez ou de alguma característica sua.[2]

    • Admitir um erro é diferente de se culpar pelo ocorrido. Todos cometemos erros, então é importante perdoar a si mesmo, mesmo que o outro não faça isso.
  3. 3

    Desapegue. Não tenha medo de tirar da sua vida uma pessoa que está tentando machucá-lo intencionalmente. É normal pensar mais em si mesmo nesse momento e dar um fim a essa situação chata. Às vezes as pessoas não se dão bem e não há nada que possa ser feito para evitar isso, principalmente se a situação estiver fora de controle e você estiver sofrendo.[3]

    • Você pode ter vontade de insistir no relacionamento e, consequentemente, nas brigas, mas desapegar também pode valer a pena. Ao dar um ponto final à situação, você estará se protegendo e demonstrando para o outro que não aceita aquela situação.
    • Desapegar também pode envolver evitar a outra pessoa. Isso é possível, por exemplo, se vocês forem colegas de trabalho e não estiverem trabalhando juntos em nenhum projeto. Nesse caso, talvez a melhor saída seja remover as notificações da outra pessoa das redes sociais para que você não sinta vontade de interagir com ela.
  4. 4

    Não se preocupe com a aprovação do outro. É importante para você se essa pessoa gosta ou não de você? Não existem outras pessoas que gostam de você, como amigos e família? Evite se preocupar muito com a opinião dos outros. Talvez o problema esteja neles, não em você.[4]

    • Algumas pessoas podem não gostar de você por inveja. Não permita que as pessoas que sentem inveja do seu sucesso o prejudiquem.
  5. 5

    Concentre-se nas coisas positivas. Caso se sinta mal com o fato de alguém não gostar de você, tente fazer algo que possa ajudá-lo a melhorar.

    Se adora malhar, vá para a academia e esfrie a cabeça. Os amigos também podem ajudar, pois saber que existem pessoas que gostam de você poderá lembrá-lo da sua importância.

    A opinião dos outros não irá afetá-lo se você não permitir que isso aconteça.[5]

    • Se sabe porque alguém não gosta de você, pergunte-se qual a importância da aprovação dessa pessoa. O que ela pensa é mesmo importante? Se essa pessoa também não gosta de muitas outras pessoas, talvez o problema não seja você.
    • Você também pode tentar transformar as críticas em algo positivo. Se alguém disser que você está sempre atrasado ou sempre pedindo favores, tente melhorar nesses aspectos. Por outro lado, se você discorda da crítica, tente pensar em todas as vezes que você chegou na hora ou ajudou outras pessoas.
  1. 1

    Faça perguntas. Se tiver interesse em manter o relacionamento, comece perguntando porque a pessoa não gosta de você. Tudo pode ter sido um grande mal-entendido. Conversar é a melhor forma de descobrir informações importantes sobre o que a outra pessoa pensa de você (o que não necessariamente será a realidade).

    • Tente perguntar utilizando uma abordagem mais pacífica. Em vez de dizer “Qual é o seu problema?”, diga algo como “Eu fiz algo que fez você não gostar de mim?”.
  2. 2

    Evite ficar na defensiva. É natural querer bater de frente com as críticas, mas se a outra pessoa estiver sendo sincera sobre algo que a está incomodando, talvez a melhor opção seja tentar entender e responder de forma calma em vez de piorar a situação ao iniciar uma briga.[6]

    • Evite surtar ou retribuir as críticas. Você provavelmente também não gostará de algumas coisas que essa pessoa faz, mas ser maldoso nesse momento não ajudará a resolver a situação. Mais críticas só deixarão o confronto ainda mais intenso.
    • Respire fundo enquanto a outra pessoa estiver falando para que você não se irrite ou revide.
    • Você também pode dar um tempo e retomar a conversa depois, quando estiver mais calmo.
  3. 3

    Escute. Ao conversar com o outro, espere ele terminar o raciocínio antes de tomar a palavra. Você pode não gostar do que está sendo dito, mas para recuperar a relação, é necessário que você entenda o pensamento da pessoa. Ao permitir que o outro fale tudo o que deseja, você ganhará o respeito dele e poderá até aprender com críticas construtivas.[7]

    • Você pode dizer “Entendo que você não gosta de certas coisas em mim, mas eu tenho um interesse verdadeiro em saber mais sobre isso para que possamos tentar superar esse problema juntos.”
  4. 4

    Dê um tempo. Às vezes, as pessoas irritam os outros por serem muito grudentas. Isso pode acontecer tanto entre colegas de trabalho quanto entre amigos. Se você trabalha com a pessoa em questão, tente se distanciar por um tempo.

    Se passam muito tempo com o mesmo grupo, se distancie um pouco quando a pessoa estiver por perto ou tente passar mais tempo com outros grupos de amigos.

    Muitas pessoas precisam de um tempo longe do outro para que possam continuar aproveitando a relação.[8]

  5. 5

    Fale o que sente. Uma boa forma de corrigir desentendimentos é dizer ao outro o que sente de modo respeitoso e amigável. Essa atitude pode ser o que o relacionamento precisa para progredir, então tente esse tipo de abordagem em vez de piorar tudo com atitudes mais agressivas.[9]

    • Usar frases que colocam o “eu” em ênfase pode ajudar a tirar o tom de acusação que a conversa possa ter. Por exemplo, dizer algo como “Eu me sinto mal por você não gostar de mim e gostaria de saber o que posso fazer para melhorar as coisas entre a gente” coloca a ênfase no “eu”, o que soa muito mais amigável do que frases que tem como ênfase o “você”, que podem soar mais como uma acusação.
  1. 1

    Explique-se para as pessoas que valem a pena. Se uma pessoa não gosta de você, talvez ela fale de você para amigos em comum ou tente prejudicá-lo de outras formas.

    Se for um colega de trabalho, converse com o seu chefe e explique a situação para que ele fique de olho em possíveis sabotagens que a pessoa possa fazer em relação ao seu trabalho.

    Para amigos em comum, explique o seu ponto de vista, mas evite falar mal da pessoa![10]

  2. 2

    Evite dar motivos.

    Se uma pessoa não gosta de você, talvez ela tente descobrir segredos seus para prejudicá-lo, por isso, tenha cuidado com o que você diz por ai e evite falar de outras pessoas perto dela, para que essas informações não sejam usadas contra você no futuro. Isso faz com que a melhor estratégia nesse momento seja não se expor para quem você não confia. Se a pessoa for um colega de trabalho, por exemplo, evite cometer erros perto dela.[11]

    • Se a pessoa que não gosta de você já foi sua amiga, talvez ela já saiba de muitas coisas que possam machucá-lo. Ao perceber que ela planeja dizer algo para prejudicá-lo, tente se antecipar e fazer com que os outros descubram o que aconteceu por você, não por ela. Isso dará a você um maior controle sobre como a informação será recebida pelos outros.
  3. 3

    Evite perder o controle da situação. Às vezes, a melhor saída é pedir desculpas para alguém que não gosta de você, mesmo que você não tenha feito nada de errado. Isso poderá ajudá-lo ao evitar que a situação piore. Você pode pensar nessa atitude como algo que você fará por você, não pelo outro, apesar do efeito positivo que essa atitude poderá ter no relacionamento.[12]

  4. 4

    Peça a ajuda dos amigos. Se alguém estiver fazendo você se perguntar se está errado ou não, pergunte aos seus amigos sobre a situação se eles também conhecerem a pessoa em questão.

    Uma segunda opinião, principalmente quando vem de alguém que você confia, poderá ajudá-lo a evitar que você veja apenas o ponto de vista da outra pessoa e acabe sendo muito duro com si mesmo.

    Conviver com alguém que não gosta de você pode gerar muitos questionamentos sobre a sua conduta, então é importante entender como eles podem afetar você. Não prejudique a sua saúde mental por causa disso.[13]

  5. 5

    Tente conquistar a pessoa. Às vezes, para recuperar uma amizade ou um colega de trabalho, basta mostrar um pouco de boa vontade. Sair da zona de conforto e fazer algo pelos outros pode trazer vários benefícios. A gentileza reduz o estresse e estimula uma vida mais saudável e longa.[14]
    Além disso, se você for gentil com a pessoa que não gosta de você, talvez ela mude de ideia.

    • Tome cuidado com pessoas que possam se aproveitar da sua generosidade. Existem pessoas que se aproveitam da bondade daqueles que não conseguem lidar com comportamentos agressivos ou manipuladores. Se a pessoa aceitar a sua gentileza e responder com egoísmo ou grosseria, talvez seja melhor evitá-la do que tentar conquistá-la.[15]
  • Se o problema evoluir para agressões físicas, segure as mãos da pessoa.
  • Se os comportamentos agressivos se tornarem recorrentes distancie-se da pessoa e chame a polícia.
  • Você precisa tomar a decisão certa, seja ela ficar longe ou tentar resolver a situação.
  • Lembre-se, algumas pessoas podem não gostar de você por conta de um erro que você cometeu. Se esse for o caso, tente conversar sobre ocorrido e não fale delas pelas costas.
  • Alguém ter sido maldoso com você não significa que você deve retribuir na mesma moeda. Seja sincero e não esqueça as suas maneiras.
  • Tente evitar criar conflitos mais sérios com a pessoa.
  • Não incentive qualquer forma de conflito físico.

Este artigo foi coescrito por Sarah Schewitz, PsyD. Sarah Schewitz é uma psicóloga com mais de 10 anos de experiência ajudando casais e indivíduos a mudarem a forma como enxergam o amor e o relacionamento. É fundadora da Couples Learn, um site para consultas online. Este artigo foi visualizado 63 409 vezes.

Categorias: Interações Sociais

Esta página foi acessada 63 409 vezes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*