Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Como receber dividendos mensais é a dúvida da maioria das pessoas que entra no mundo da renda variável e opta por ações que proporcionam pagamentos de proventos sempre.

Logo, essa é uma ótima forma de conseguir rentabilidade investindo em ações. Afinal, os dividendos são parte do lucro da empresa destinados aos acionistas.

Dessa maneira, a divisão segue a porcentagem que cada um tem investido. Portanto, quanto mais você tiver investido, mais dividendos mensais você vai receber. Entretanto, além da possibilidade de ficar com o dinheiro proveniente dos dividendos, é possível também reinvestir esse valor.

Ou seja, a sua participação aumenta e você pode receber ainda mais dividendos. Dessa forma, são os juros compostos agindo sobre os seus investimentos. Lembrando que apesar desse texto explicar como receber dividendos mensais, não é uma recomendação de investimento.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Rico

O que são dividendos

Os dividendos são um tipo de provento, sendo que proventos nada mais são do que formas de remunerar o acionista.

Na bolsa de valores podemos nos tornar sócio de várias empresas e, com isso, receber dividendos mensais. Afinal, quando investimos em uma empresa, nos tornamos sócios dela e, a partir disso, temos direito de uma parte nos lucros.

Dessa maneira, existem 4 tipos de proventos: 

  • Dividendos;
  • Juros sobre Capital Próprio (JCP);
  • Bonificação;
  • Subscrição.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

The cap

  • Em resumo, tanto os dividendos quanto os JCP são pagos em dinheiro, diretamente para cada acionista, com base na sua posição acionária.
  • Outro detalhe é que são as empresas as responsáveis por pagar os dividendos, pois estes são declarados como distribuição dos lucros.
  • Por outro lado, no pagamento de JCP, o imposto é retido na fonte e descontado no momento do pagamento, pois a empresa lança este pagamento como uma despesa em seu demonstrativo financeiro.
  • A outra forma das empresas distribuírem lucro é por meio da bonificação, ou seja, o pagamento é realizado por meio de novas ações de acordo com a posição acionária.
  • Por fim, temos ainda as empresas que pagam com subscrição, que é o direito de adquirir novas ações por um preço menor quando a companhia decide por emitir novas ações.

Como receber dividendos mensais

Existem duas formas de receber dividendos mensais:  

1- Primeira forma de receber dividendos mensais

Se você está se perguntando como receber dividendos mensais, saiba que a primeira forma é investir em empresas que pagam dividendos todos os meses.

Atualmente, na bolsa de valores brasileira, existe apenas três empresas que realizam o pagamento de proventos mensais:

  1. Bradesco (BBDC3, BBDC4);
  2. Itaú Unibanco (ITUB3, ITUB4);
  3. Banestes (BEES3, BEES4).

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Investindo nessas empresas você receberá dividendos mensais e JCP’s mensais. Mas, apesar de em 2019 essas três empresas terem pagado bons dividendos, todos mensais, quem investiu nelas pensando somente nisso acabou tendo problemas.

Isso porque, a resolução nº 4.797/2020 do Conselho Monetário Nacional, impôs uma série de restrições ao pagamento de proventos.

Portanto para receber dividendos mensais é muito mais interessante se diversificar e montar uma carteira de dividendos focada em várias empresas de vários setores.

2- Segunda forma de receber dividendos mensais

A segunda maneira de receber pagamento de proventos mensais, é montar uma carteira em que, a cada mês, uma empresa paga dividendos. Assim, você vai receber dividendos mensais, cada mês de uma empresa.

Dessa maneira, temos a seguinte carteira com seis empresas diferentes de setores diversos: 

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Portanto, as empresas escolhidas foram:

  1. Itaúsa (ITSA4);
  2. Banco do Brasil Seguridades (BBSE3);
  3. Klabin (KLBN4);
  4. Cia Hering (HGTX3);
  5. Taesa (TAEE4);
  6. Sanepar (SAPR4).

Carteira para receber dividendos mensais

Listamos aqui algumas opções de empresas de diferentes setores que pagam dividendos:

1- Itúsa (ITSA4)

A Itaúsa realiza pagamento de forma consecutiva, desde 1998. Portanto, a empresa é vista por muitos investidores como uma ótima pagadora de dividendos.

A Itaúsa é uma empresa Blu Chip com participação em outras empresas. Ou seja, a Itaúsa não oferece serviços diretamente, mas possui participação acionária em empresas como Duratex, Alpargatas e Itaú.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

  1. Pagamentos: Janeiro. Março, Abril, Julho, Outubro
  2. Dividend Yield: 6,1%
  3. Payout: 95%
  4. Lucro Líquido 12 meses: R$ 7.001 bilhões

2- Banco do Brasil seguridades (BBSE3)

O Banco do Brasil seguridade foi criado em 2012 e realiza o pagamento de proventos desde 2013. Assim com a Itaúsa, o Banco do Brasil seguridade é uma empresa de participações.

Em resumo, a empresa atua nas áreas de seguros, capitalização e previdência.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

  • Pagamentos: Janeiro, Fevereiro, Agosto
  • Dividend Yield: 16,5%
  • Payout: 88%
  • Lucro Líquido 12 meses: R$ 6.659 bilhões

3- Klabin (KLBN4)

A Klabin é uma das empresas mais antigas do Brasil, com mais de 100 anos de história.

Em síntese, a empresa atua por meio da comercialização de madeira, diversos tipos de papéis além da commodity de celulose. Por fim, a Klabin realiza o pagamento de proventos todos os anos desde 2003, sendo que a sua IPO foi em 1979.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Logo download

  1. Pagamentos: Fevereiro, Julho, Agosto, Novembro
  2. Dividend Yield: 2,0%
  3. Payout: 135%

Lucro Líquido 12 meses: R$ -2.802.130.000

4- Hering (HGTX3)

A Hering é uma das empresas mais antigas do ramo têxtil do brasil. Dessa forma, possui 19 lojas no exterior, com 75% de produção própria e 25% de terceirização de maquinário.

A empresa é uma Small cap e, desde 2007, faz o pagamento de proventos consecutivamente. 

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Almap bbdo

  • Pagamentos: Abril, Julho, Setembro, Outubro, Dezembro
  • Dividend Yield: 1,9%
  • Payout: 80%

Lucro Líquido 12 meses: R$ 259.227.000

5- Taesa (TAEE4)

A Taesa é uma empresa do ramo de transmissão de energia elétrica. Portanto, a companhia possui mais de 10 km em linhas de transmissão, onde o ramo de transmissão é mais perene e depende menos de taxas e níveis de água.

Em resumo, a sua IPO foi em 2012 e a Taesa é considerada uma Small cap. Sendo assim, a empresa faz o pagamento de proventos desde 2007.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Logos PNG

  1. Pagamentos: Maio, Agosto, Novembro e Dezembro
  2. Dividend Yield: 8,5%
  3. Payout: 65%

Lucro Líquido 12 meses: R$ 1.337.120.000

6- Sanepar (SAPR4)

A Sanepar é uma empresa do ramo de saneamento que atua principalmente no Paraná. Dessa maneira, ela tende mais 297 localidades, gerencia 36 mil quilômetros de tubulação coletora de esgoto, 1.104 poços de captação subterrânea e ainda 168 estações de tratamento de água.

Além disso, a empresa é uma Small cap que realiza o pagamento de proventos desde de 2007.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Logos png

  • Pagamentos: Junho
  • Dividend Yield: 4,0%
  • Payout: 37%

Lucro Líquido 12 meses: R$ 1.170.370.000

Enfim, agora que você sabe como receber dividendos mensais, veja o vídeo de Raul Sena e entenda a importância de analisar outros critérios da empresa além dos dividendos que ela paga. Como, por exemplo, o Payout, que é o investimento que ela faz em si mesma.

  1. E aí, gostou de saber como receber dividendos mensais? Então, descubra também algumas Ações pouco visadas que podem explodir na bolsa de valores
  2. Fontes: Machado associados, Investidor Sardinha e Infomoney
  3. Imagens: Suno Research, Rico, Logos png, The cap, Moda bitcoin, Logo download, The cap, CQCS, Almap bbdo e Logos png
Leia também:  Como Saber Qual O Emprego Certo Para Mim?

Você pode se matricular em uma escola para se tornar um investidor em 8 semanas.

Nós aqui do Investidor Sardinha indicamos a Única Verdade Possível entre e conheça a maior escola de formação de investidores doBrasil.

Dividendos: 4 dicas para gerar renda investindo em ações

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Provavelmente você já ouviu que investir em empresas que são boas pagadoras de dividendos é um bom negócio para o longo prazo. Estas companhias podem ajudar na construção de uma renda extra ou até para reinvestir e multiplicar o patrimônio, sem precisar tirar mais dinheiro do bolso. Embora muitas empresas de capital aberto tenham passado por dificuldades em 2020, gerar renda com dividendos ainda é possível, segundo especialistas consultados pelo InvestNews

E o que são dividendos? São um pedacinho do lucro que algumas empresas de capital aberto distribuem entre seus acionistas.

Para que uma companhia consiga sobreviver, crescer, pagar todas as suas contas e ainda ter um dinheiro sobrando para distribuir dividendos aos acionistas, ela precisa ser uma empresa forte, bem consolidada, e que atue em setores resilientes a crises.

Investir em companhias que pagam bons dividendos pode ser muito útil para garantir sua aposentadoria, exemplifica Louise Barsi, sócia fundadora do projeto Ações Garantem o Futuro. É a conhecida “carteira previdenciária”, cujo tempo de aplicação, para quem escolhe a estratégia, é de longuíssimo prazo

Nos últimos meses, com a taxa Selic em patamares muito baixos (juros de 2% ao ano), investir em boas pagadoras de dividendos se tornou uma alternativa mais atrativa para que investidores tenham retornos superiores aos da renda fixa. Aplicações que remuneram 100% do CDI entregam apenas algo em torno de 1,94% ao ano. Ações consideradas boas pagadoras de dividendos podem dar um retorno superior no longo prazo.

Todas as empresas pagam dividendos?

Segundo o artigo 202 da Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76), todas as companhias de capital aberto têm a obrigação de distribuir no mínimo 25% do seu lucro líquido em dividendos. Contudo, Louise explica que elas podem se omitir de realizar este pagamento desde que deixem claro no seu estatuto social que não terão uma política de distribuição de lucros.

“Empresas que se omitem e não colocam essa informação no estatuto são obrigadas a destinar 25% do seu lucro em dividendos ou até 50% após ajustes”, destaca.

Como escolher? Veja em 4 pontos:

1 – Olhe para o setor

Para Bruno Madruga, head de renda variável da Monte Bravo Investimentos, a primeira coisa que o investidor precisa analisar ao escolher uma ação que pague dividendos é o setor do qual a companhia faz parte.

Setores como energia elétrica, saneamento básico e setor bancário são tradicionalmente conhecidos como bons pagadores, muitos deles têm receitas previsíveis e um fluxo de caixa forte para remunerar os acionistas todo ano “É importante olhar para o setor como um todo e não apenas a companhia”, explica Madruga.

Além destes, é possível encontrar boas oportunidades também em setores que trabalham com concessões de rodoviárias, em razão dos contratos de longo prazo (de 20 a 30 anos) que as companhias gerenciam. Mineradoras como a Vale (VALE3) também remuneram bem seus acionistas.

2 – Considere o pay out

Louise Barsi destaca como segundo fator importante o pay out, que nada mais é do que a porcentagem que a companhia vai destinar do seu lucro para pagar aos seus acionistas. “Tem transmissoras de energia que distribuem 80% ou 90% do seu lucro contábil em dividendos, porque têm um caixa muito mais forte do que elas lucram”, afirma.

3 – Preste atenção ao dividend yield

O terceiro ponto que deve ser observado é o dividend yield (DY), ou o rendimento do dividendo. Este termo faz alusão ao dividendo pago por ação nos últimos doze meses dividido pelo preço da ação.

Para calcular o dividend yield de uma companhia, você deve seguir a fórmula:

DY = (Dividendos pagos por ação/valor unitário da ação) x 100%

Suponhamos que uma companhia paga R$ 1 de dividendo por ação, mas o preço do papel é R$ 10. Então o cálculo do dividend yield seria (1/10) x 100%. Ou seja, 0,1 x 100% = 10%. A companhia tem um dividend yield de 10%.

Os especialistas afirmam que é muito importante ficar de olho na evolução do dividend yield das companhias nos últimos anos, para entender se a porcentagem de pagamento de dividendos subiu por causa de uma oportunidade ou até mesmo se o preço da companhia desvalorizou. “Quanto maior o dividend yield da companhia está é mais atrativa, mas é importante avaliar que seja algo sustentável e de longo prazo. E que o valor não tenha subido por algum problema recorrente”, destaca Louise.

Para entender melhor como de fato é a distribuição de dividendos de uma companhia, a dica dos especialistas é olhar para o horizonte dos últimos cinco anos.

4 – Estratégia é muito importante

O quarto fator a ser considerado é a estratégia. Muitas companhias consideradas boas pagadoras de dividendos não necessariamente acompanham o desempenho do Ibovespa. É dizer que a bolsa pode ter ganhos exponenciais e a sua carteira de dividendos pode não subir da mesma forma ou até mesmo desvalorizar.

Louise explica que isso ocorre porque companhias que pagam dividendos são na sua maioria empresas maduras do mercado, com crescimento tímido. Estas ações são pouco voláteis e não acompanham as oscilações do Ibovespa.

Por último, é importante conhecer a política de pagamentos de cada companhia. Algumas empresas distribuem dividendos de forma anual, semestre e até trimestral ou mensalmente. E resta ao investidor avaliar o que faz mais sentido para a sua carteira.

Ciladas

Louise Barsi destaca algumas ciladas que os investidores devem ficar atentos na hora de escolher ações que paguem dividendos:

  • Nem sempre um dividend yield alto é um bom sinal. Muitas vezes, a companhia pode ter feito desinvestimentos e teve uma receita extra.
  • Algumas companhias podem distribuir propositalmente parte do seu caixa para atrair acionistas, processo conhecido como queimar caixa. Um exemplo disso foi a Oi (OIBR3): muito investidor comprou no passado na esperança de receber um dividendo alto e o valor da ação da companhia despencou.

Também é importante entender que nem sempre boas pagadoras de dividendos são sinônimo de sucesso na gestão.

É o caso do IRB Brasil (IRBR3), que por muito tempo foi a preferida dos investidores quando o assunto era dividendos, mas que atravessava por problemas de governança.

Outro exemplo é a varejista Magazine Luiza (MGLU3), que apesar de ser uma boa companhia, durante muitos anos optou por não pagar dividendos, mas isso não significava que a empresa estava mal.

Louise também chama a atenção dos investidores para não considerar 2020 como uma situação definitiva. “Neste ano, com a pandemia tivemos boas pagadoras de dividendos, que não distribuíram lucros por questões econômicas ou no caso dos bancos por provisões. Mas isso não significa que a companhia é ruim”, defende.

Uma companhia que é boa pagadora, mas por algum motivo deixou de distribuir lucros, pode estar atravessando alguns problemas. No entanto, a depender do seu histórico há chances de se recuperar no futuro.

Leia também:  Poder Que Tem Como Objetivo Governar O Povo?

É o caso da Vale (VALE3) uma das melhoras pagadoras de dividendos, mas que em 2019, por causa do desastre ambiental de Brumadinho não pagou nada aos acionistas.

Recentemente, a companhia anunciou que voltará a pagar R$ 2 de dividendos por ação.

Como começar?

Se você ainda não começou mas deseja trilhar a jornada de receber dividendos, os especialistas aconselham investir o dinheiro que não precise usar no curto prazo. Lembrando que ao comprar qualquer ação o investidor optou pela renda variável, sujeita a oscilações. E para receber dividendos, é preciso evitar resgates.

Louise aconselha destinar 20% do seu salário para investir no futuro. Uma boa parte disso pode ser alocada com foco em dividendos. Ela também lembra que antes mesmo de entrar na renda variável, o investidor deve ter uma reserva de emergência.

Veja também:

Quando começar a jornada, é importante que o investidor continue aplicando com frequência, criando um ciclo virtuoso onde o juro composto ajude a gerar uma “bola de neve” de dividendos. “No longo prazo e com disciplina, será possível reinvestir esse ganhos”, afirma Louise.

Boas pagadoras

Os entrevistados citaram algumas companhias que consideram oportunidades para os próximos anos.

Para Louise Barsi o Banco Santander (SANB11) e a AES Tietê (TIET11) podem distribuir até 8,5% em dividendos em 2021.

Já Madruga enxerga bons rendimentos em Engie (EGIE3), Banco do Brasil (BBAS3), Sanepar (SAPR4), Vale (VALE3), CCR (CCRO3), Itaú (ITUB3) e Bradesco (BBDC4;BBDC3).

A Economatica Brasil fez um levantamento exclusivo para o InvestNews sobre quais foram as ações que mais pagaram dividendos em 2020 e sua evolução nos últimos 4 anos.

De todas as companhias que pagam dividendos, a media do dividend yield deste ano foi de 2,98%. Este é o menor patamar de remuneração do investidor desde 2016. As ações consideradas no levantamento são companhias com um volume médio diário de negociação superior a R$ 5 milhões, com alta liquidez.

OS MAIORES DIVIDENDOS

Foram escolhidas as 20 melhores pagadoras de dividendos nos últimos 12 meses (de 17 de setembro de 2019 até 17 de setembro de 2020). Veja abaixo os retornos de dividendos (DY), em %:

Fonte: Economatica

Compre Ações em apenas 3 cliques e aproveite taxa ZERO de corretagem! Invista já

Anúncio Patrocinado Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos? Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Ações que pagam dividendos mensais: descubra quais são

Ações que pagam dividendos mensais são muito procuradas, especialmente por investidores que pretendem viver de dividendos. No entanto, são poucas as empresas que fazem o pagamento todos os meses. 

  • Por isso, quem pretende viver de renda por meio de ações precisa pesquisar as empresas listadas na Bolsa de Valores com atenção, para encontrar aquelas que cumprem os requisitos.
  • Vale lembrar, porém, que não é necessário escolher apenas empresas que pagam dividendos mensais. 
  • Se você montar uma carteira diversificada com empresas que costumam pagar dividendos em meses diferentes, isso talvez já garanta um fluxo de dividendos satisfatório.
  • Seja qual for o seu interesse, montamos este artigo para ajudá-lo na sua jornada rumo à independência financeira. 
  • Além de conhecer quais ações que pagam dividendos mensais, você também encontra algumas das melhores e maiores pagadoras de dividendos. 
  • Assim, é possível organizar uma carteira com uma agenda de dividendos balanceada. 
  • Vamos passar pelos seguintes tópicos:
  • Ações que pagam dividendos mensais: por que investir?
  • O que são dividendos
  • Conheça as ações que pagam dividendos mensais
  • As melhores pagadoras de dividendos
  • Como escolher as melhores ações para sua carteira?

Boa leitura!

Ações que pagam dividendos mensais: por que investir?

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Ao investir em ações que pagam dividendos mensais na Bolsa de Valores, é possível gerar uma fonte de renda passiva. Isso é: receita que entra na sua conta todos os meses, sem que você precise investir tempo para gerá-la. 

Você já ouviu falar em “deixar seu dinheiro trabalhar por você”? É exatamente disso que estamos falando quando o assunto é renda passiva. 

  1. Ao investir em empresas que pagam dividendos, você conta com uma remuneração periódica, que pode inclusive ser um complemento para seu salário e suas outras fontes de renda. 
  2. Alguns investidores, que têm um grande patrimônio acumulado e já estão na chamada fase de usufruto, conseguem viver apenas desse tipo de renda. 
  3. Assim, as ações que pagam dividendos mensais são um importante aliado no caminho para sua independência financeira. 
  4. Mas vale lembrar: atingir um ponto onde você pode viver dos proventos de ações pode ser um processo demorado, exigindo foco, paciência e conhecimento.
  5. Um dos cálculos mais comuns indica que é necessário acumular um patrimônio pelo menos 300 vezes maior à renda desejada para conseguir viver apenas da renda dos investimentos.
  6. A seguir, vamos entender melhor o que, afinal, são os dividendos.

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

O que são dividendos

Antes de falar de ativos que pagam dividendos, vamos revisar o que isso significa. Lembre-se: nem toda empresa paga dividendos aos seus acionistas. Além disso, o método de pagamento varia muito de uma instituição para outra. 

O primeiro critério é gerar lucro, porque os dividendos são provenientes de parte do lucro da empresa, destinada à distribuição entre os acionistas. Empresas que dão prejuízo, portanto, não distribuem dividendos.

Cada empresa determina qual será a parcela distribuída. Afinal, o lucro também pode ser reinvestido no crescimento da empresa em questão. 

Assim, um dos maiores desafios para o investidor é encontrar os negócios que atingem um bom equilíbrio entre o pagamento de dividendos e o reinvestimento no desenvolvimento

Em geral, small caps e empresas que estão na fase de crescimento tendem a reter a maior parte dos lucros, enquanto empresas sólidas e maduras, que já alcançaram um grande market share, tendem a distribuir mais lucros.

Como funciona o pagamento de dividendos

As empresas listadas na B3, a Bolsa de Valores brasileira, costumam distribuir, no mínimo, 25% do seu lucro líquido com os investidores. 

O pagamento é realizado em dinheiro, e segue as seguintes etapas: 

  1. O Conselho de Administração da empresa revisa e aprova o pagamento de dividendos; 
  2. Então, o protocolo de aprovação é realizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM); 
  3. É feita a divulgação das datas de pagamento, normalmente no site da empresa (sessão de Relação com os Investidores); 
  4. São publicadas as datas de ex-dividendos e de registro; 
  5. É realizado o pagamento dos dividendos.
Leia também:  O Que Comer Para Como Baixar A Barriga?

Os pagamentos realizados serão debitados na conta do acionista automaticamente. Na Warren, eles entram diretamente na sua aba Trade.

Agenda de Dividendos

A agenda de dividendos é um calendário divulgado pelas empresas com todas as datas importantes para seus investidores.

Entenda melhor as datas na agenda de dividendos: 

  • Data de Registro: são registrados os acionistas que receberão os dividendos; 
  • Declaração: data na qual a empresa anuncia o pagamento; 
  • Data Com: limite para comprar a ação e ter direito aos proventos do período; 
  • Ex-dividendos: definição de quais acionistas receberão os proventos;
  • Data de pagamento: dia no qual os dividendos serão pagos. 

Dividendos mensais ou valores maiores?

As ações que pagam dividendos mensais nem sempre são as melhores opções para sua carteira. Isso porque é fundamental observar o valor distribuído pelas empresas ao longo do tempo. 

Além disso, também é importante ficar atento ao percentual de lucro distribuído em relação ao valor do ativo — essa relação é dada por meio do indicador pay out.

Como explicamos, é possível receber dividendos mensalmente através da diversificação. Isso é, investindo em diversas empresas com periodicidades distintas. 

O Dividend Yield é um importante indicador para quem está montando uma carteira com foco em dividendos. Essa é a proporção do valor recebido em proventos em relação ao preço da ação. 

Ações que pagam dividendos mensais

Como Investir Em Empresas Que Pagam Dividendos?

Agora você já entende melhor como montar uma carteira com base no pagamento de dividendos. Então, é hora de conhecer as ações que pagam dividendos mensais

Antes de falar das empresas, no entanto, é importante ter em mente que nem sempre a distribuição mensal de lucros é realizada através de dividendos.

Bonificações ou Juros Sobre Capital Próprio (JCP) são exemplos de proventos distribuídos aos acionistas. 

Enquanto os dividendos são isentos de IR, os JCP passam pela tributação de 15% na fonte. Mesmo assim, as empresas podem ter vantagens tributárias, de forma a preferir a distribuição de lucros por meio de dividendos ou de JCP, dependendo de cada caso.

Vale destacar, também, que devido à frequência dos pagamentos, as quantias costumam a ser menores.

Com isso em mente, confira ações que pagam dividendos mensalmente a seguir:

Banco Bradesco

O Banco Bradesco (BBDC3/BBDC4) paga proventos mensalmente através de JCP. O cronograma de pagamentos pode ser encontrado no site de Relacionamento com o Investidor da empresa.

As ações PN costumam a apresentar dividendos maiores quando comparadas com as ON. 

Quer aprender mais sobre esses dois tipos de ações? Veja nossos guias sobre isso: 

Banco Itaú

O Itaú (ITUB3 e ITUB4) distribui proventos mensais em forma de dividendos. 

O valor por ação é pago com base na posição do último pregão do mês anterior. Assim, o pagamento é efetuado no primeiro dia útil do mês subsequente ao mês de competência. O valor pago é referente à antecipação do resultado anual da empresa.

Em 2019, os dividendos mensais pago por ação foram de R$ 0,015. É possível conferir os valores no site de RI do Itaú.

Banco Banestes

O Banco Banestes (BEES3/BEES4) também realiza o pagamento de proventos através de JCP. Assim, vale lembrar que o valor será tributado em 15% no IR retido na fonte. Nesse caso, o valor pago é o mesmo para ações ON e PN. 

Além do JCP mensal, a empresa também paga dividendos semestralmente. Você pode encontrar todas as informações sobre os resultados no site de RI do Banestes. 

As melhores pagadoras de dividendos

  • As ações que pagam dividendos mensais, como vimos, nem sempre são as melhores opções para sua carteira. 
  • Uma estratégia comum ao montar um portfólio focado em dividendos é buscar empresas perenes e de setores diferentes — isso é, companhias estáveis e bem estabelecidas em seu setor. 
  • Veja alguns exemplos de empresas que tiveram boa performance em 2019 e são reconhecidas por serem grandes pagadoras de dividendos: 
  • Energia elétrica: Tran. Paulista (TRPL4)
  • Bancos: Banrisul (BRSR6)
  • Previdência: BB Seguridade (BBSE3)
  • Indústria: Metal Leve (LEVE3)
  • Financeiro: Itaúsa (ITSA4)

Vale notar que não se trata de uma recomendação de investimento, já que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. 

Utilize essas informações com caráter educativo e informativo, para iniciar seus estudos, e não como uma recomendação de investimento.

Como escolher as melhores ações para sua carteira?

Como mencionamos, apenas avaliar o Dividend Yield não é uma boa estratégia se seu objetivo é montar uma carteira de investimentos eficaz e balanceada. 

Existem diversos critérios a serem avaliados. A seguir, você aprende mais sobre eles: 

  • Dividend Yield: percentual distribuído pela empresa em dividendos em relação ao preço atual da ação. Nesse indicador, você deve procurar por consistência. Isso é, pagamentos recorrentes ao longo dos anos
  • Taxa de Crescimento dos Lucros: esse é um bom indicador da sustentabilidade do pagamento de dividendos de uma empresa
  • Endividamento: dívidas podem apresentar problemas. Se o faturamento da empresa cair, por exemplo, a necessidade de pagamento das dívidas pode consumir os dividendos
  • Pay out: é um percentual que indica a quantidade do lucro líquido distribuído em forma de dividendos aos acionistas. Aqui, é importante entender o momento da empresa e procurar por consistência histórica

Observando esses quatro fatores e trabalhando em uma boa estratégia de diversificação, você provavelmente estará no caminho certo para montar uma carteira focada em dividendos.

Lembre-se, também, que o rebalanceamento periódico da sua carteira é muito importante. Afinal, o mercado financeiro é extremamente dinâmico, oferecendo oportunidades e riscos momentâneos, que devem ser considerados com atenção.

Vale notar, porém, que investir com base apenas nos dividendos não é uma unanimidade no mercado de ações. O professor Jurandir Sell Macedo, por exemplo, tem uma opinião diferente.

Afinal, dividendos são desejáveis? Confira a opinião de Jurandir Macedo

Conclusão sobre as ações que pagam dividendos mensais

  1. Ações que pagam dividendos mensais, como vimos, nem sempre são as melhores opções para sua carteira. 
  2. Até porque há poucas opções de empresas que cumprem esses requisitos na Bolsa brasileira: apenas Bradesco, Itaú e Banestes.
  3. Como conclusão, reforçamos que é muito importante considerar outros fatores ao montar a sua carteira de dividendos, como dividend yield, crescimento dos lucros e o endividamento da empresa, por exemplo. 
  4. Quer montar sua carteira de dividendos? 
  5. Na Warren, você não tem problemas com a diversificação, porque tem corretagem zero ao investir em ações — e também em ETFs, BDRs e FIIs.
  6. Para aproveitar as melhores oportunidades e proteger seu patrimônio, também é fundamental ficar de olho nas movimentações do mercado. 
  7. Se você gosta do mercado financeiro, assine a Warren Pills e receba uma newsletter inovadora com conteúdo leve e informativo todas as semanas.
  8. Quer aprender mais sobre o mercado de ações? Leia também:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*