Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Geralmente, o cabelo, os pelos e a barba crescem 1 centímetro por mês, mas existem alguns truques e dicas que podem fazê-los crescer mais rápido, como garantir todos os nutrientes que o corpo precisa para formar os fios e melhorar a circulação sanguínea local.

Ao seguir estas dicas, o cabelo e a barba devem crescer mais rápido, no entanto, existem casos em que o cabelo não cresce devido a doenças ou ao acúmulo de toxinas no organismo e, por isso, se não notar nenhuma mudança em 3 meses, é aconselhada uma consulta com um dermatologista.

1. Comer mais alimentos ricos em proteínas

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Os alimentos ricos em proteínas, como carne, peixe, leite, ovos e iogurte, são necessários para formar a matriz capilar que dá origem ao cabelo e a barba, por isso, ao ingerir uma maior quantidade deste nutriente os fios tendem a crescer mais rápido e mais bonitos. Veja remédios caseiros para promover o crescimento do cabelo.

Confira uma receita simples para facilitar o crescimento do cabelo e da barba em: Suco de cenoura para o cabelo crescer mais rápido.

2. Massagear o couro cabeludo ou pentear o cabelo

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Durante a lavagem dos fios, deve-se fazer uma boa massagem em todo o couro cabeludo com as pontas dos dedos porque isto aumenta a circulação sanguínea local favorecendo o crescimento dos cabelos. Quem não lava os cabelos todos os dias pode pentear os cabelos durante alguns bons minutos, diariamente, porque este hábito também melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo.

Quando se deseja que a barba cresça o que se pode fazer é 'pentear' a região com um pente fino, por exemplo.

3. Usar corretamente o condicionador

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Não se deve colocar condicionador na raiz porque isso dificulta a circulação sanguínea no couro cabeludo e o crescimento dos fios. Por isso deve-se aplicar o condicionador e o creme sem enxágue, no mínimo, 4 dedos após a raiz do cabelo.

4. Deixar de fumar e evitar usar bonés

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Deixar de fumar e de ficar perto de quem fuma também é importante porque o cigarro prejudica à saúde e danifica os cabelos, deixando-os mais fragilizados e quebradiços. O hábito de usar chapéus e bonés pode abafar a raiz dos cabelos, dificultando o seu crescimento, e aumentam o risco de desenvolvimento de fungos e, por isso, devem ser evitados.

5. Prender o cabelo

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Prender o cabelo fazendo um rabo de cavalo ou uma trança, por exemplo, exerce uma pressão moderada nos fios que pode facilitar o crescimento, mas é preciso ter cuidado porque, se houver muita pressão, o cabelo pode quebrar ou cair.

No entanto, não é recomendado prender o cabelo quando ele estiver molhado porque isso também pode facilitar o desenvolvimento de fungos, fragilizando o cabelo e deixando um cheiro menos agradável.

6. Hidratar o cabelo 1 vez por semana

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Hidratar os fios semanalmente com uma máscara adequada para o seu tipo de cabelo é importante para que o cabelo cresça bonito e não fique danificado. Após lavar os fios com shampoo e condicionador, deve-se enxaguar muito bem, até que não fique nenhum vestígio de creme nos cabelos porque os resíduos podem dificultar o crescimento dos cabelos. Para fazer uma hidratação adequada veja como saber seu tipo de cabelo.

Pessoas com cabelos muito crespos ou afro podem achar que seus cabelos demoram muito tempo para crescer, porque eles vão se enrolando naturalmente desde a raiz, mas isso não quer dizer que não cresçam normalmente. Todas estas dicas também podem ser utilizadas para facilitar o crescimento da barba e de outros pelos do corpo.

Além disso, se tem cabelo claro mas gostaria de clarear naturalmente ainda mais os seus fios mas não sabe como, aprenda como usar a camomila para clarear o cabelo.

7. Tomar vitaminas para o cabelo crescer

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

As vitaminas, como Pantogar e Innéov nutricare, são excelentes para fazer o cabelo crescer porque nutrem a raiz dos cabelos e melhoram a circulação sanguínea da região, o que leva o cabelo a crescer mais rápido. Veja como usar Pantogar contra a queda de cabelo. Saiba também como usar a biotina para o cabelo crescer mais rápido.

Veja também a receita desta deliciosa vitamina para fortalecer o cabelo:

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

5 dicas de como se livrar de pelos indesejáveis

Não tem jeito: vez ou outra aqueles a gente pensa em como se livrar dos pelos indesejáveis e é preciso removê-los de alguma forma a fim de se manter preparado para qualquer situação.

Afinal, com a correria do dia a dia, não é incomum o surgimento de compromissos de última hora, não é mesmo? Então, como se livrar de pelos que faz você não se sentir bem?

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer?

Felizmente, há muitas formas de se ver livre desses pelos. Não sabe quais são? Conheça, nesse post, as vantagens e desvantagens de 5 dicas!

1. Depilação com cera

Feita tanto por profissionais ou através de kits encontrados em farmácias e lojas de cosméticos, a depilação com cera remove o pelo das pernas, axilas, rosto e virilha.

Duas vantagens podem ser destacadas: remoção rápida e durabilidade, pois os pelos demoram algumas semanas para crescer. Por outro lado, é um procedimento doloroso, especialmente se for feito em casa com o uso dos kits.

A cera pode trazer alguns problemas, como queimaduras na pele e a foliculite pós cera, também conhecida como pelo encravado. Se um profissional não capacitado estiver cuidando do procedimento, poderá ser problemático.

2. Creme depilatório

Esses cremes atuam quebrando a estrutura da queratina (a proteína do pelo). Ao aplicá-lo o pelo se torna mais fino e sua base é dissolvida, de forma que ele enfraquece até se partir — quando o creme deve ser removido.

A vantagem está ligada ao fato de ser um procedimento indolor, porém, como os pelos crescem logo, é preciso uma reaplicação frequente, o que não é muito prático e também não é recomendado o uso contínuo.

Lembrando que é recomendado você testar o produto em uma outra parte do corpo, de preferência uma área menor, pois pode causar irritações, alergias ou até mesmo queimaduras derivadas desse tipo de produto. Após tirar o creme da área de teste, espere 24 horas e veja como ficou.

Se está tudo certo, pode usar sem problemas.

3. Lâmina para remover os pelos indesejáveis

Esse é um dos métodos considerados mais práticos — especialmente em emergências —, visto que é prático, rápido e pode ser feito em casa. Contudo, como todo método, utilizar a lâmina também tem seu lado negativo.

Por remover o pelo superficialmente, o mesmo se torna visível rapidamente, exigindo uma nova depilação em pouco tempo. Porém, durante o procedimento, não é incomum o surgimento de cortes e até mesmo irritações na pele, consequência do atrito da lâmina. A alta chance de escurecimento da pele também é uma das desvantagens que fazem muitas pessoas deixarem a lâmina de lado!

4. Depilador elétrico

Os aparelhos elétricos agem arrancando os pelos pela raiz de modo semelhante à cera. Isso ocorre através de pequenas pinças ou discos rotativos que removem os pelos à medida em que o aparelho desliza pela pele.

Seu ponto positivo é a praticidade, pois pode ser feito em casa sem maiores problemas. Contudo, dores são comuns durante o uso. Além disso, regiões sensíveis, como virilha e rosto, não combinam com os depiladores elétricos, bem como a pele lesionada ou exposta ao sol.

5. Depilação a Laser

Tal modalidade (em especial o método Alexandrite) é considerada um dos processos mais eficazes para remover os pelos indesejáveis que insistem em nascer, visto que age com um raio de laser que atinge os folículos de cada pelo, e desta forma, elimina-os. O laser elimina tanto os pelos mais grossos quanto os mais finos — presentes no buço, por exemplo.

A grande vantagem é a eficácia, pois os pelos ficam mais finos e até mesmo somem por muito tempo, visto que o procedimento enfraquece os bulbos capilares. Além disso, é uma técnica igualmente ótima para quem possui pelos encravados e sofre de foliculite.

Uma grande vantagem do procedimento é o custo/benefício que ele traz, já que você fará o tratamento em um determinado tempo e depois não terá de se preocupar em continuar gastando dinheiro e tempo com métodos menos eficazes.

Pelos indesejáveis são um problema comum na vida de muitas pessoas, mas, felizmente, há muitas formas de se livrar deles: basta analisar seus prós e contras. Aí vale considerar o tempo livre de pelos, a condição que a pele fica após o procedimento e tudo que influencie em seu custo-benefício!

O que você achou das dicas do post de hoje? Qual dos métodos é utilizado por você? Compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem várias maneiras de se livrar dos pelos!

Qual depilação dura mais? Saiba em quanto tempo o pelo cresce em cada método

Como Fazer Com Que Os Pelos Demoram A Crescer? Reprodução/Instagram

A depilação é apenas uma das preocupações da mulher para se sentir bonita e, ao mesmo tempo, manter a higiene em ordem. Mas você já parou para pensar qual processo depilatório é o mais vantajoso, levando em consideração a duração do método? A especialista em Fotodepilação, Camila Torlai, comentou quanto tempo o pelo demora para crescer nos diferentes tipos de depilação.

Leia tambémComo fazer a depilação durar mais: 6 truques mágicos para prolongar pele lisinhaDepilação íntima: saiba de qual tipo os homens gostam mais e aposteBolinhas na virilha: descubra o que pode ser e saiba como eliminá-las de vez

Depilação com lâmina 

A lâmina é aliada da maioria das mulheres, mas para usar corretamente é preciso muito cuidado. Apesar do risco de causar irritações na pele, é a maneira menos duradoura que existe para depilação.

Normalmente, o pelo volta a crescer de 1 a 7 dias após o uso. Na maioria dos casos, é possível ver os pelinhos já no segundo dia.

No entanto, a praticidade é o que torna as afiadas lâminas, item obrigatório na casa de todas as mulheres.

Leia também:  Como Saber O Tarifario Que Tenho Na Vodafone?

Depilação com cera 

A cera proporciona um resultado que varia de 15 a 25 dias, dependendo da genética de cada uma. Ela remove os pelos pela raiz, porém não elimina as células germinativas, fazendo que o pelo volte a crescer após um tempo. O ponto negativo fica por conta da agressividade com a pele, provocada pelas altas temperaturas, no caso da cera quente. 

Cremes depilatórios 

Os cremes agem exatamente como a lâmina e não elimina o mal pela raiz. Muitas mulheres optam pelos tubinhos por ter alergia às lâminas e, claro, a enorme praticidade: é só passar, esperar, retirar o produto e pronto. Parece mágico. No entanto, após 1 semana os pelinhos começam aparecer novamente.

Fotodepilação 

Também conhecida como Luz Intensa Pulsada (IPL), o método tem por fim a destruição do pelo através da luz. Camila explica que o que diferencia a fotodepilação do laser são as características técnicas. “A IPL consegue atingir várias profundidades do pelo e, ao mesmo tempo, ter a versatilidade de trabalhar com vários tons de pele”, informa. Além disso, o tratamento é indolor.

Já o laser é um tratamento um pouco mais agressivo para a pele, além de não conseguir tratar todos os tons de pele e tipos de pelo.

Os objetivos, ainda segundo a especialista da rede D’pil, são os mesmos: atingir as células germinativas do pelo e, consequentemente, destruí-los.

Diz ainda que ambos os métodos precisam ter feitos com profissionais qualificados e é preciso seguir à risca todas as recomendações ao longo do tratamento.

Apesar dos cuidados exigidos, são os processos mais duradouros que existem. Após o fim do tratamento, que dura em média 8 sessões,  é necessário realizar a manutenção, que costuma ser feita de 1 a 2 vezes por ano, dependendo do corpo da mulher. 

Inibidor de pelos ou redutores de pelos funcionam?

Inibidor de pelos é uma das formas alternativas para se livrar dos pelos do corpo e do rosto. Neste post, vamos esclarecer como funciona um inibidor de pelos e quais as vantagens de usar esse método como meio eficiente para se livrar dos pelos indesejados.

  • Muitas vezes, quem não gosta de métodos tradicionais como depilação com cera ou uso de lâminas acaba se deparando com alternativas como a depilação a laser e com produtos que prometem inibir o crescimento dos pelos.
  • Porém, surge a dúvida: o inibidor de pelos realmente funciona?
  • Primeiramente, vou esclarecer de forma sucinta como cada tipo de depilação funciona para então demonstrar as diferenças e os benefícios dos produtos inibidores de pelo.

Como acabar com os pelos no corpo, rosto, queixo e pescoço?

Existem diferentes tipos de métodos que podem ser utilizados para eliminar esses pelos, e vou explicar cada um deles de forma simplificada:

Depilação com cera

Nesse método, aplicam-se dois tipos distintos de cera, fria ou quente. Os dois tipos têm o objetivo de arrancar o pelo pela raiz por meio da tração que acontece entre a cera e a pele.

Esse tipo de depilação não é recomendado para regiões do rosto, pois é um local onde a pele é mais sensível e delicada, podendo provocar flacidez e manchas.

É um método que pode causar dor, dependendo da sensibilidade da pessoa.

Depilação com lâminas

O método de depilação com lâminas tem como objetivo promover o corte do pelo rente à pele.

Esse tipo de depilação pode ser feito em qualquer região do corpo, porém, como é feito um corte e o pelo não sai pela raiz, a duração entre uma depilação e outra é curta.

Esse tipo de depilação tem o benefício de não provocar dor ao se realizar o procedimento, porém algumas pessoas sentem coceira ou sensibilidade na pele após algumas horas.

Depilação egípcia ou com linha

É uma técnica milenar que arranca o pelo pela raiz. Nesse método, um fio de linha entrelaçado é trabalhado rente à pele, de forma a enrolar os pelos no fio para que possam ser  arrancados. Normalmente, esse é um método utilizado em regiões pequenas como buço, queixo e no rosto em geral. Pode provocar dor, dependendo da sensibilidade da pessoa.

Depilação a laser e luz pulsada

São métodos de depilação definitiva, pois depois de determinadas sessões o pelo não volta a crescer. Ambos podem ser aplicados em qualquer região do corpo, porém, por ter sua ação dependente da coloração escura do pelo, essa depilação não é eficiente em pelos claros. Também dependendo da sensibilidade da pele, esse método pode ser dolorido.

Depilação com cremes depilatórios

É um método indolor que promove a quebra do pelo por meio de substâncias químicas.

Para esse método, o crescimento do pelo tem duração igual ao uso da lâmina, pois o resultado é similar de corte do fio, e não de sua remoção completa.

Também em algumas pessoas com peles sensíveis esse método pode causar desconforto e, em alguns casos, alergias, já que os produtos são um pouco mais agressivos para a pele. 

Inibidor de pelos

Esses produtos não se encaixam como depilatórios e não removem o pelo no momento da aplicação. São produtos principalmente auxiliares, que podem ser utilizados em associação com qualquer método de depilação, como os já citados.

Eles têm a vantagem de agir no local onde os pelos nascem, diminuindo a sua força e fazendo com que cresçam com menos intensidade e de forma mais lenta, mais finos e podendo não crescer mais.

Esse método, ao contrário dos métodos de depilação a laser e luz pulsada, é eficiente em qualquer tipo de pelo, independentemente da cor, podendo ser pelos pretos, ruivos, loiros ou brancos. 

Como o inibidor de pelo funciona?

Esses produtos são normalmente confundidos com cremes depilatórios, que são aqueles que cortam o pelo através de uma substância química. A verdade é que eles não são nem um pouco similares, pois possuem ações e benefícios distintos.

Mas então como agem esses produtos inibidores do pelo?

Os produtos titulados como inibidor de pelos são redutores do crescimento do pelo.

De uma forma simples, os ativos presentes na composição impedem o desenvolvimento dos pelos, fazendo com que fiquem fracos e cresçam de forma mais lenta e com espessura mais fina.

Isso acontece porque a taxa de crescimento dos fios e a sua espessura dependem principalmente da atividade dos folículos pilosos. Quando essa atividade é inibida, os pelos se desenvolvem mais lentamente.

Inibidor de pelos ou Fluido Redutor de Pelos

A Extratos da Terra possui um inibidor de pelos, o Fluido Redutor de Pelos. O produto é um fluido de fácil aplicação e não oleoso que diminui o crescimento e promove o afinamento gradativo dos fios. Os resultados podem ser vistos a partir de 30 dias e permitem maior facilidade de depilação e barbear, diminuindo também a frequência de remoção dos pelos. 

O produto possui ingredientes nanoencapsulados agindo diretamente na diminuição da atividade do folículo piloso (local onde o fio é produzido), o que deixa os fios mais fracos e finos.

O produto deve ser utilizado diariamente, visto que reduz e afina os pelos de forma progressiva. Também é indicado para peles reativas, sensíveis e irritadas, pois possui ingredientes que acalmam a pele em poucos minutos. Por esse motivo, também pode ser utilizado após a depilação por qualquer método descrito anteriormente. 

Além disso, o produto ainda promove uma hidratação imediata, gradativa e duradoura. Pode ser utilizado em pernas, braços, axilas, virilhas e rosto.

Vandressa Bueno, professora universitária com pós-graduação em Estética e Cosmética e com mestrado em Saúde fez um vídeo falando do seu primeiro contato com o produto. Assista ao vídeo e veja as percepções sensoriais do produto descritas por Vandressa.

O Fluido Redutor de Pelos funciona?

Esta é a principal dúvida das pessoas que buscam informações sobre produtos desse tipo. O Fluido Redutor de Pelos da Extratos da Terra possui eficácia comprovada por laboratórios credenciados pela Anvisa. Além disso, trata-se de um produto vegano que pode ser utilizado em qualquer tipo de pele. 

Confira alguns dos resultados apontados pelos participantes do teste de eficácia, os quais utilizaram o produto durante 60 dias, aplicando duas vezes ao dia: 

Após 30 dias de uso do produto, já é possível perceber a diferença:

70% perceberam a redução dos pelos, observando demora para crescer e diminuição da quantidade de pelos na área em que o produto foi aplicado. 75% perceberam que o produto afina o pelo.

80% perceberam que a irritação provocada pela depilação diminuiu.

Dicas para a sua depilação durar mais

Quando a pele está muito seca, o risco de o pelo encravar e dificultar a depilação é grande. “Para que os fios atravessem a camada da pele com facilidade, é preciso que ela esteja macia e fina.

Portanto, recomendo hidratar pernas, axilas e virilha diariamente e, uma vez por semana, esfoliar o corpo para eliminar as células mortas”, diz a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro. Acertar no tempo da depilação é uma arte.

Marque a sessão com a depiladora três dias depois da esfoliação, quando os pelos já estiverem desencravados e a pele recuperada, e cerca de dois dias antes de vestir o biquíni ou a minissaia. Assim, dá tempo de qualquer tipo de vermelhidão ou bolinha desaparecer antes de expor a pele.

2. Na hora H

Usar cera fria ou quente depende da sua sensibilidade, pois ambas arrancam os pelos pela raiz, garantindo uma depilação duradoura – cerca de 20 dias. Por dilatar os poros, a versão quente costuma provocar menos dor. Mas, cuidado, se estiver em uma temperatura muito alta, pode causar queimaduras e manchas.

Certifique-se de que o produto não tenha sido reaproveitado, evitando o risco de infecções na pele. Esse cuidado é ainda mais importante quando se trata de áreas intimas.

“Existe o risco de se contaminar com uma doença sexualmente transmissível, como o herpes e o HPV”, alerta Najla Janick, depiladora do salão Crystal Hair, no Rio de Janeiro.

Leia também:  Como Saber Quando Colher Batata Doce?

3. Múltiplas possibilidades

Hoje há uma variedade de ingredientes que turbinam a fórmula das ceras. “As que são à base de mel envolvem melhor os pelos grossos e resistentes, arrancando-os por inteiro”, explica a depiladora Marina Tamoto, do salão Gilberto Cabeleireiros, em São Paulo.

Camomila, algas, calêndula e hortelã são ótimas para peles sensíveis e delicadas porque suavizam a irritação e refrescam. Já o própolis tem propriedade cicatrizante e ajuda na regeneração da pele.

Uma marca que faz sucesso entre as famosas internacionais, como Demi Moore e Victoria Beckham, é a cera australiana Lycon. Ela já desembarcou no Brasil e tem como diferencial conseguir extrair pelos a partir de apenas 1 milímetro.

Versões com óleo de coco, chocolate, morango (é cor-de-rosa!) e baunilha fazem parte do portfólio da marca. Para saber onde fazer, procure no site www.lycon.com.br.

4. E depois?

Vale usar um hidratante para acalmar a pele que acabou de sofrer um trauma. “Um produto com fórmula leve não obstrui os poros. Prefira loção oil free, gel ou mousse com substâncias hidratantes e calmantes.

Ureia, ácido lático, óleo de rosa mosqueta, aloe vera, azuleno e alfabisabolol são alguns exemplos”, sugere o dermatologista Marcelo Bellini, de São Paulo. Para evitar manchas, não exponha a área depilada ao sol nas 24 horas seguintes.

E aplique um protetor solar (mesmo que o dia esteja nublado), se você depilou o buço.

5. Enquanto a próxima sessão não vem

Os pelos começaram a crescer e estão incomodando antes de visitar a depiladora novamente? Sim, você pode partir para a lâmina ou creme depilatório. Os dermatologistas são unânimes ao dizer que raspar a perna (ou outra área) não engrossa os pelos, o medo da maioria das mulheres fiéis à cera.

Entretanto, os dois métodos farão com que você demore ainda mais tempo para poder remover os fios com cera. “Eles precisam ter pelo menos 0,5 milímetro para isso”, diz Ana Paula.

Conselho de depiladora: controle a ansiedade e pense que você é a única que está enxergando os pelinhos – de cima, eles sempre parecem mais evidentes.

6. Depilação íntima: sim ou não?

Gosto não se discute, portanto, só você poderá dizer qual estilo prefere para a sua área genital: black power, raspadinha, careca… “A virilha supercavada faz muito sucesso entre as minhas clientes, inclusive as famosas”, conta a depiladora Lene Sousa, do salão M.G Hair, em São Paulo, respaldada pelas colegas Najla e Ana Paula.

As três apontam a depilação quase total como a mais pedida pelas mulheres brasileiras (algumas vão além e depilam também o ânus). Os dermatologistas não dão o aval: “Como os pelos funcionam como proteção da área íntima, o ideal é apará-los rente à pele em vez de depilá-los ou raspá-los por completo”, diz Marcelo Bellini.

Fora de cogitação? Intercale uma depilação premium com outra mais tradicional.

Continua após a publicidade

  • Depilação
  • Especial Verão
  • Pele

Como Reduzir o Crescimento de Pelos no Corpo

Baixe em PDF
Baixe em PDF

Ter pelos indesejados pelo corpo pode deixá-lo constrangido e pouco à vontade, mas é um problema relativamente comum. O excesso pode ser consequência da genética ou de uma condição médica como o hirsutismo, que é causada pelo alto índice de hormônios masculinos, os andrógenos.

Por sorte, há tratamentos e medidas que podem ser tomadas em relação ao estilo de vida para limitar o crescimento dos pelos e fazer com que não sejam tão evidentes.

Antes de qualquer decisão repentina em relação à alimentação ou consumo de suplementos, é importante consultar um médico para confirmar que as medidas não serão prejudiciais.

  1. 1

    Adote uma dieta saudável e pratique atividade física. As duas medidas cortam alguns quilos do corpo, diminuindo os índices de hormônios andrógenos e de pelos. Siga uma alimentação equilibrada e procure realizar ao menos meia hora de exercícios durante três a quatro dias por semana, emagrecendo de modo saudável.[1]

    • Lembre-se de que é importante ir ao médico antes de mudar repentinamente a dieta para não prejudicar a saúde.
    • Dê prioridade às proteínas magras, como frango e tofu, grãos integrais e frutas e legumes.
    • Fuja de alimentos processados e bebidas com açúcar, como os refrigerantes.
  2. 2

    Beba chá de hortelã. Estudos comprovaram que o consumo desse chá diminui o nível de andrógenos do corpo, que por sua vez, desacelera o desenvolvimento dos pelos. Você pode comprar o chá pronto ou as folhas de hortelã, que devem ser embebidas em 1 xícara com água quente por cerca de três a cinco minutos, e depois filtradas e removidas.[2]

    • Beba o chá uma ou duas vezes por dia e analise se o crescimento dos pelos perde intensidade.
  3. 3

    Ingira mais produtos de soja. Eles possuem fitoestrógenos, que agem como o estrógeno;[3]
    como o excesso de fios corporais pode ser consequência da quantidade reduzida desse hormônio, consuma edamame e hambúrguer de soja, além de beber leite de soja, para elevar os índices de estrógeno no organismo.

    • Adicione um produto de soja a pelo menos uma das refeições diárias.
  4. 4

    Mulheres podem tomar anticoncepcionais para reduzir os índices de andrógenos. Os contraceptivos orais comprovadamente diminuem o crescimento dos fios pelo corpo, já que o estrógeno contrabalanceia o andrógeno no corpo. Vá a um ginecologista para saber qual o medicamento que pode ser tomado.[4]

    • Mais uma vez, consulte um médico antes de tomar anticoncepcionais, já que podem não fazer bem ao corpo.
  5. 5

    No ginecologista, informe-se sobre os antiandrógenos. Esses medicamentos agem na redução do hormônio masculino, reduzindo o crescimento de pelos no corpo e rosto. Como sempre, apenas um especialista poderá confirmar que são totalmente seguros para o seu caso.[5]

    • Os antiandrógenos podem ser prescritos para mulheres trans que desejam diminuir o crescimento de pelos. Consulte um médico para que ele indique a melhor opção.
  6. 6

    Os suplementos de vitamina D também podem funcionar. Estudos indicam que o consumo de 50.000 IU de vitamina D a cada duas semanas limita o crescimento dos pelos. O ideal é que esses suplementos sejam receitados por um médico, entretanto. Siga as instruções em relação à dosagem — do especialista ou da bula — para não sofrer com efeitos colaterais. [6]

    • Alguns dos efeitos colaterais dos suplementos de vitamina D são: fraqueza muscular, confusão, muita sede, náuseas e fadiga.
    • A vitamina D também pode alterar os índices de glicose no sangue. Diabéticos não devem tomá-la em hipótese alguma se não foi uma orientação médica.
  7. 7

    Suplementos de peônia podem reduzem os andrógenos. Utilizada na medicina chinesa tradicional, a flor tem ação redutora dos hormônios masculinos; a quantidade que pode ser consumida depende da idade, saúde e outras condições de saúde do paciente. Antes de qualquer coisa, vá ao médico.[7]

    • Tais produtos estão disponíveis em lojas de nutrição e produtos naturais, podendo ser comprados na internet. O médico indicará a dosagem adequada para seu caso.
  1. 1

    Submeta-se à eletrólise para que os pelos parem de crescer. Nesse procedimento, uma pequena agulha é colocada em um folículo capilar, que sofre uma pequena descarga de corrente elétrica e é danificado.

    São tratamentos mais indicados para áreas pequenas, mas ao longo de várias sessões, também podem cobrir partes maiores da pele. Procure por especialistas qualificados na aplicação de eletrólise para iniciar o tratamento.

    [8]

    • Uma sessão de eletrólise pode custar de R$ 100 a R$ 300 por hora, e dependendo do caso, são necessários de 8 a 12 tratamentos para que os pelos pare de crescer por completo.
    • A pele pode ficar inchada e sensível após o procedimento, mas deverá melhorar após dois ou três dias. Loções pós-barba podem aliviar a irritação e evitar o ressecamento da pele.
    • Indivíduos com distúrbios hormonais, como hirsutismo ou síndrome do ovário policístico podem até notar uma melhor inicial, mas interromper o tratamento poderá fazer com que os pelos voltem a aparecer.
  2. 2

    Faça a depilação por laser. Ela é bem menos dolorida e mais barata do que a eletrólise; apesar de mais rápida, pode haver crescimento de pelos entre cada tratamento. No geral, quatro a seis tratamentos, no intervalo de duas ou três semanas, oferecem resultados notáveis e duradouros. Procure por dermatologistas e clínicas especializadas em depilação a laser.[9]

    • O custo médio de uma sessão varia entre R$ 200 e R$ 400, exigindo de quatro a seis tratamentos para a remoção de 80% dos pelos da região escolhida.
    • Durante o tratamento, a produção natural de pelos do corpo diminui, mas pode haver efeitos colaterais, como pele ressecada, irritada ou dolorida. Ainda assim, a maioria deles somem sem qualquer intervenção após alguns dias.
    • Ainda que seja possível impedir o crescimento de pelos em certas áreas através do método a laser, eles poderão voltar a crescer ao interromper o tratamento.
  3. 3

    Aplique um creme de eflornitina (Vaniqa). Esse composto bloqueia a produção de uma enzima natural da pele, desacelerando o crescimento dos pelos; eles ainda surgirão, mas com lentidão e talvez mais leves e finos. A aplicação contínua faz com que a redução dos pelos seja grande.[10]

    • O creme custa por volta de R$ 600 e pode ser adquirido apenas com apresentação de receita médica.
    • Alguns dos possíveis efeitos colaterais são: vermelhidão, erupções cutâneas, dor de cabeça e queimação ou coceira na pele.
  1. 1

    Raspe os pelos para ficar livre deles por um tempo.

    Esse é o método mais simples para quem não quer se preocupar com os fios; há um mito que diz que isso faz com que voltem a crescer ainda mais rapidamente e mais grossos, mas não existem fatos científicos que comprovem essa tese.

    Aplique creme de barbear no local e use lâminas especiais para raspar o corpo, minimizando a chance de irritação na pele. O movimento deve ser na direção do crescimento dos pelos para facilitar a remoção e diminuir o risco de se cortar.[11]

    • Ao raspar uma região do corpo, você ganha tempo para decidir qual outro método poderá empregar para limitar o crescimento dos pelos e, pelos próximos dias, ficar tranquilo em relação ao surgimento deles.
    • A raspagem pode causar pelos encravados. Para evitar isso, massageie o local com sabão ou um cleanser antes de depilar ou raspar, de forma que o fio se desprenda do folículo.
  2. 2

    Faça depilação com cera para remover pelos e diminuir o crescimento deles. A depilação com cera pode ser bem dolorosa, mas funciona muito bem tanto para eliminar pelos que já cresceram como para retardar o crescimento.

    Isso ocorre porque os fios são retirados na raiz, fazendo com que cresçam mais finos, menores e mais lentamente. Você pode tentar aplicar a cera em si próprio ou ir a um salão de beleza para que um especialista realize o procedimento.

    [12]

    • Em casa, recomenda-se comprar cera com base em aloe vera ou rosa mosqueta para áreas mais sensíveis, como o rosto, axilas e a região da virilha. Para pernas, costas, peito e braços, você pode usar cera de coco.
    • Há também a cera de micro-ondas, que é aquecida e colocada em folhas depilatórias, disponível na maioria de supermercados. Pode haver produtos em que a cera já é “colada” junto à folha, bastando esquentar.
    • Faça a depilação uma vez a cada duas semanas para ter melhores resultados.[13]
    • Evite depilar pele lesionada, cortada, infeccionada ou com espinhas. Espere até que ela se recupere.
    • Pessoas de pele negra podem sofrer com descoloração após a depilação.
  3. 3

    Arranque pelos com pinças. Elas são muito úteis para remover fios “avulsos”, que cresceram sozinhos em certas partes do corpo. Isso também pode ser feito em salões de beleza ou até com cosmetologistas para melhores resultados. Ao arrancar os pelos pela raiz, o crescimento vai desacelerar em todo o corpo.[14]

    • Retirá-los com pinças pode ser dolorido e causar irritação na pele.
  4. 4

    Aplique cremes depilatórios para “dissolver” o pelo sobre a pele, deixando-o menor e mais fino. Ainda que cresçam mais rapidamente do que após a depilação, os pelos podem ficar mais finos e menores, devido aos componentes químicos e a propriedade alvejante desses produtos. Siga as instruções que acompanham o creme para retirar os pelos no corpo.[15]

    • Esse método é muito menos doloroso do que a depilação com cera e não há risco de causar irritação na pele ao raspar os pelos
    • Procure cremes depilatórios das marcas Depiroll, Depil Homme e Veet. Eles podem ser encontrados em supermercados, farmácias e perfumarias.
    • Procure por um creme voltado especificamente para algumas partes do corpo, como rosto, virilhas e pernas.[16]
  5. 5

    Descolora os pelos corporais para deixá-lo mais finos e menos visíveis. No entanto, use um produto próprio para pelos do corpo e que seja correspondente ao tipo de pelo e pele. Misture os ingredientes e aplique a solução como indicado nas instruções; os fios deverão adquirir com uma cor mais clara, de modo que não fiquem tão aparentes.[17]

    • O processo pode causar um pouco de ardência quando o produto estiver em contato com a pele, causando irritação. Use uma loção hidratante por alguns dias para aliviar o desconforto.
    • Concentre-se em aplicar a tintura sobre os pontos em que os fios são mais escuros, como nas pernas e antebraços.
    • Não tome banhos quentes após descolorir os pelos para não ressecar em excesso a pele.
  • Realizar alterações no estilo de vida, como melhorar a alimentação e fazer exercício físico, poderá reduzir a presença de pelos no corpo e trazer muitos outros benefícios à saúde.
  • Evite tomar suplementos sem antes consultar um médico, já que podem não ser seguros.

Este artigo foi coescrito por Mohiba Tareen, MD. Mohiba Tareen é Dermatologista e é fundadora da Tareen Dermatology, clínica localizada em Roseville, Mapplewood e em Faribault, Minnesota. A Dra. Tareen se formou em medicina pela University of Michigan em Ann Arbor, ocasião em que participou da prestigiosa sociedade Alpha Omega Alpha. Durante sua residência em dermatologia na Columbia University em Nova Iorque, ela recebeu o prêmio Conrad Striztler da New York Dermatologic Society, publicando trabalhos na The New England Journal of Medicine. A Dra. Tareen, em seguida, completou sua residência focada em cirurgia dermatológica, cosmética e em tratamentos à laser. Este artigo foi visualizado 567 613 vezes.

Categorias: Higiene Pessoal

Esta página foi acessada 567 613 vezes.

O que acontece com seu corpo quando você para de se depilar?

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
  • Linkedin
  • Copiar Link

O que acontece quando você para de se depilar? (Foto: Iago Francisco)

Vamos combinar: a rotina da depilação é um tédio. Ou você sofre as dores da cera, gasta uma fortuna com laser ou vira refém da lâmina. Não à toa, algumas mulheres estão entrando na onda da beleza natural.

A blogueira fitness Morgan Mikenas passou um ano inteirinho deixando seus pelos crescerem. E declarou: “Eu não estou tentando fazer toda a humanidade parar de raspar suas axilas e pernas.

Eu só quero inspirar as pessoas a fazerem o que quiserem, o que as faz se sentir mais confortáveis”.

+ Finalmente uma propaganda de depilação mostrando pelos+ Depilação robótica: como seria eliminar pelinhos para sempre e sem dor+ 8 livros e filmes que farão você amar (ainda mais!) o seu corpo 

Empoderamento à parte, já parou para pensar o que acontece fisiologicamente com os pelos? Que eles voltam a crescer, isso já sabemos. Mas há algumas outras características que devemos levar em conta. Quem nos explica é a dermatologista Denise Steiner, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp.

Quando você para de se depilar, a rigor, não acontece nada de diferente. Em relação ao crescimento do pelo, todavia, vai depender de que tipo de depilação foi feita.

Por exemplo, quando você para de usar a lâmina, o pelo volta a crescer normalmente.

“Em geral, depilação com lâmina, aparelhos elétricos e cremes depilatórios não chegam a mudar a característica do pelo”, comenta Denise.

+ Vagina tem cheiro, sim! E você não precisa ter vergonha disso+ Trombose x anticoncepcional: por que esta é uma relação perigosa+ Por que transar peluda é muito libertador

Ilustração da artista paquistanesa Ayqa Khan (Foto: Reprodução)

Agora, se você faz depilação com cera há muito tempo, pode ser que os pelos fiquem mais finos. “A cera pode interferir na espessura do pelo, mas se deixar crescer novamente, em geral, ele também acaba voltando ao normal.

” Quanto à depilação a laser, o procedimento pode destruir totalmente alguns pelos, mas alguns podem sobrar e voltar a crescer. “A depilação considerada definitiva, aquela na qual a luz do laser agride a raiz do pelo, pode destruir parcial ou totalmente aquele fio.

Então ele pode voltar mais fraco ou desaparecer”, explica.

+ Gigi Hadid luta boxe e fala sobre não-depilação: “Todos temos pelos”+ Bruna Linzmeyer faz statement poderoso sobre depilação em fotos de biquíni+ Agatha Moreira: “Os pelos femininos não devem ser vistos como uma anormalidade”

Segundo a dermato, o comprimento do pelo depende de cada pessoa e também do local do corpo. Para ter uma ideia, no couro cabeludo o crescimento do fio de cabelo pode durar de 2 a 8 anos.

“Então se a pessoa tem um ciclo de vida do cabelo de dois anos, ele vai atingir um comprimento menor do que se ela tivesse um ciclo de vida do pelo de oito anos”. Em média, o crescimento no couro cabeludo é de quatro anos. Mas, o tempo é bem diferente nas áreas que costumamos depilar.

Nas pernas e nas axilas, o crescimento é de, normalmente, oito a 12 meses. “O pelo vai crescer e permanecer nesse tamanho até 12 meses – depois ele cai e nasce outro no lugar.”

+ Exercícios X menstruação: como o ciclo menstrual pode afetar a sua rotina de treinos+ Só fiz as pazes com meu corpo quando fiz as pazes com a comida+ Estas 9 mulheres comprovam que confortável é o novo sexy

Ilustração da artista paquistanesa Ayqa Khan (Foto: Reprodução)

Denise explica que existe o ciclo do pelo, que inclui o nascimento, o crescimento e a queda. “No corpo, o pelo nunca vai crescer indefinidamente, e sim relacionado ao tempo da fase de crescimento dessa região.”

Deixar os pelos crescer não é anti-higiênico como muitos podem pensar. No entanto, com os pelos mais compridos, nosso corpo passa a reter mais calor, umidade e secreções. Por isso mesmo, devemos dar um pouco mais de atenção para manter as áreas limpas. Isso porque com mais pelos haverá mais facilidade de infecções, além de odores mais fortes.

+ 10 marcas “neo verdes” para limpar sua rotina de beleza+ 7 dicas para melhorar a saúde da pele segundo a ayurveda+ 4 hábitos que podem causar câncer de pele (e você não sabia)

“O organismo funciona como um todo, não é uma questão especificadamente da pele ou da área que tem os pelos”, comenta. Mas o que acontece é que se o pelo tiver maior em comprimento, ele retém mais líquido, secreção, e a chance de uma infecção (se não houver higiene) é maior. 

Quem sofre ou sofreu com alguma inflamação e decide não se depilar mais, vai ver sua pele ficar mais saudável, principalmente aqueles que tiverem pseudofoliculite (avermelhamento na área onde sai o pelo). Mas, no geral, uma depilação feita de maneira adequada não causa grandes problemas e não há um comprometimento da pele muito agressivo, segundo a dermato.

Curte o conteúdo da Glamour? Ele também está no Globo Mais, o app que é muito mais do que uma banca. Nele você tem acesso a um conteúdo exclusivo em tempo real e às edições das melhores publicações do Brasil. Cadastre-se agora e experimente 30 dias grátis.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*