Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

É muito comum com muita gente que aconteça isso: A pessoa que você gosta começa a sumir, começa a se afastar, a dar desculpas e, simplesmente, quando você percebe, ela saiu da sua vida. Muita gente passa por isso neste exato momento, talvez você esteja aqui nesta página agora justamente por causa disso. Infelizmente este é um mal. Começa assim: A pessoa vê alguma coisa em você que ela não gosta. Ou então você fez alguma coisa, tomou alguma atitude, que fez ela perder o interesse por você. Ela, ao invés de chegar na sua cara e te dizer que ela está deixando de gostar de ti, começa a se afastar lentamente.
Primeiro ela dá desculpas de que não pode te ver naquele dia.
Depois ela começa a ligar menos.
Para de marcar encontros com você.
Não responde suas mensagens no Whatsapp ou em qualquer outra mídia.
Mas o último sintoma é pior porque dói mais:

– Quando ela te ver, já não parece demonstrar o mesmo entusiasmo de antes.

Quando isto acontece, você logo percebe e fica se perguntando: “Por que?”. E logo depois você se pergunta: “Como reverter esta situação e reconquistar esta pessoa?”

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta? Normalmente isto acontece porque a pessoa perdeu o interesse em você (ou está perdendo), mas não tem coragem de ser sincera o suficiente (ou não quer) para dar um basta na situação. Muitas vezes você fica servindo de “casca”. Tipo assim, a pessoa não quer mais nada com você, mas, se ela se sentir carente, ela te procura só pra matar a vontade (normalmente de sexo). O problema é que você gosta da pessoa. Você está apaixonado(a), bobo(a) e, o pior de tudo, cego(a).

Imediatamente você começa a bolar um plano

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

– O que eu vou fazer para reacender a chama que outra hora estava pegando fogo? Aí você começa a bolar estratégias para reconquistar a a pessoa antes que ela se vá de vez. Você não consegue aceitar que aquilo esteja acontecendo, não consegue lidar com a rejeição e isto vai lhe consumindo aos poucos. Será que há uma maneira de reverter esta situação? Sim, há. Mas não é simples e não é fácil. Se você se identificou com alguns pontos citados no texto até aqui (talvez todos), então se prepare para as dicas que vou dar para reverter esta situação enquanto há tempo.
Como Falar Com A Pessoa Que Gosta? Saiba que há um motivo. Ninguém se afasta ou perde o interesse do nada. Sempre tem um motivo. E se você quer ter esta pessoa de volta, precisa saber quais são estes motivos. Quais foram? Você precisa saber que motivos foram estes para reverter o quadro.

  • Talvez a pessoa esteja passando por alguma dificuldade e o problema nem seja você;
  • Talvez algo você tenha dito ou feito que a deixou decepcionada com sua atitude;
  • Talvez esta pessoa só queria sexo e, depois que conseguiu, simplesmente deixou de te valorizar;
  • Talvez ela não tenha gostado de algum hábito seu;
  • Talvez alguma coisa sobre você ela percebeu a ponto de pensar: “Eu não quero alguém assim do meu lado”;
  • Talvez esta pessoa estivesse só te usando e ela já tivesse outro alguém;
  • Talvez este pessoa não quisesse nada sério e percebeu que com você a coisa estava ficando mais séria do que deveria;
  • Ou talvez ela conheceu outro alguém que considerou mais interessante.

>>> Clique aqui e conheça um truque capaz de reconquistar qualquer pessoa, mesmo se ela estiver se afastando rapidamente Eu não sei quais os motivos ela pode ter querido se afastar de você. Mas algum teve. Descubra qual é.
Mas te digo que, na maioria das vezes, as pessoas perdem o interesse nas outras e começam a se afastar porque alguém se doou demais e revelou os sentimentos cedo de mais.
É tipo assim. Você conhece alguém, gosta daquele alguém, mas, de repente, este alguém já quer namorar com você, já quer coisa séria, já quer ir pro próximo passo, mas você não está preparado para isso. Então, o que você faz?  Começa a se afastar.
Quando você deixa a outra pessoa perceber que está muito entregue para ela, é normal que ela perca o interesse, pois a maioria não quer se prender a ninguém. A não ser que esta pessoa já esteja muito afim de você, é provável que ela te deixe caso:

  • Você se declarar;
  • Você ficar com muitas melosidades;
  • Você querer ligar toda hora;
  • Você começar a cobrar muito;
  • Você ir muito atrás dela;
  • Etc, etc e etc. 

Na conquista, você precisa saber aplicar a técnica da escassez, senão você vai sempre quebrar a cara. Você precisa se valorizar, ser uma pessoa rara e nunca se entregar totalmente sem antes saber as reais intenções de quem está te paquerando.

Mulheres: No caso de você ser uma mulher, a dica que eu te dou, e que é matadora, é que aprenda como se comportar para que o homem queria ficar com você sempre e te enxergue com muito mais valor.

Homens: No caso de você ser homem, aprenda que uma boa lábia pode fazê-la se encantar por você e nunca querer te perder, então aprenda a conversar bem com uma mulher.

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta? Se alguém começa a se afastar de você, correr atrás buscando explicações ou buscando ficar perto daquela pessoa só vai piorar sua situação. Quando alguém fizer isso, faça o seguinte: Deixa pra lá. Sei que é meio estranho ouvir este conselho, mas ele funciona. Se de repente alguém começou a te evitar, ligar menos, te procurar menos, então você faz o mesmo. Esta pessoa vai ficar intrigada. Saber por quê? Porque quando alguém começa a te evitar, a primeira coisa que esta pessoa espera é que você vá atrás dela. De modo que, se você não faz isso, ela se intriga e fica se perguntando: “Ué! Cadê fulano(a) que não veio saber porquê que eu tô diferente e me afastando?”. Quando este questionamento surge na cabeça da pessoa, ela é quem vem atrás.
Como Falar Com A Pessoa Que Gosta? Não há ponto de botar tudo a perder, mas também não tão fácil como se bastasse a pessoa vir te procurar e, pronto, lá está você de braços escancarados esperando. Saiba ter o equilíbrio entre tudo isto.

Mas o ponto principal mesmo é SE VALORIZE.

Veja qual a sua situação. Não haja pelo sentimento. Às vezes você gosta da pessoa de verdade, mas guarde sua intimidade só para quando vocês dois tiverem algo bastante sério. Muito sério mesmo. Algo tipo o CASAMENTO.

Se você não se valorizar, vai se ferrar todinho(a). Isto é fato.  Além do mais, se este alguém, depois de você ter feito tudo isto, não voltar a reacender aquela vontade de ter você por perto, então esteja preparado para desapegar e sumir da vida da pessoa. Você não precisa de alguém que não te quer. Você precisa de alguém que se importe com você e queira estar do seu lado. Quando você perceber que alguém se afastou e não te quer mais, faça o favor, se ame e largue de vez quem não merece te ter.

>>> Clique aqui e conheça um TRUQUE 82% eficaz para reconquistar quem se afastou de vez

*Você se sentiria feliz em compartilhar este artigo?

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Somente clique no botão se você nunca foi feliz no amor!

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Como conviver com pessoas que você não gosta

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Saber conviver com pessoas é uma verdadeira arte. Todos temos aspectos negativos e positivos e nem sempre todas irão nos agradar.

É possível que você conheça pessoas com as quais pode compartilhar bons momentos na sua vida. Mas também existem pessoas que parecem colocar barreiras invisíveis no momento de se aproximar delas, não importando quantas vezes você tente.

Como fazemos para conviver com pessoas que não compartilhamos trocas emocionais? A psicologia pode te ajudar e dar algumas dicas neste sentido.

Neste artigo vamos descobrir como podemos aprender a lidar e a se relacionar com pessoas que não gostamos.

A arte de conviver com pessoas

Muitas vezes encontramos pessoas difíceis, com as quais temos que conviver como, por exemplo, colegas de trabalho, vizinhos, certos familiares distantes ou até dentro de casa. Na verdade, todas as pessoas possuem suas diferenças.

Aprender a viver com aqueles que nos rodeiam faz parte de nossa vida. De acordo com a psicologia, devemos aprender a lidar com os conflitos e saber conviver com pessoas. E, às vezes, conseguir fazer isso é muito difícil.

5 dicas de como conviver com pessoas que você não gosta

Quando não gostamos de uma pessoa, “naturalmente” criamos uma barreira que nos impede de ter emoções positivas em relação a ela. Tais barreiras são geralmente criadas quase inconscientemente como uma espécie de mecanismo de autodefesa.

Lidar com uma pessoa que não gostamos pode ser complicado, mas não impossível. Aqui vamos dar algumas dicas que lhe permitirão aproximar-se dessas pessoas e estabelecer relações saudáveis ​​e verdadeiras. Confira.

1. Estabeleça uma zona de conforto

Comece então criando uma zona de conforto. Se você pretende lidar de forma aberta com uma pessoa que você não gosta é importante que você comece devagar.

Evite começar com uma conversa complicada ou ainda desagradável. Comece a falar sobre temas pelos quais você sabe que se sentirá mais confortável e seguro. Conforme a conversa for fluindo, você pode começar a se preparar para o assunto pelo qual deseja lidar.

2. Desenvolva empatia

Pratique a empatia. Para conviver com pessoas, a melhor ferramenta de transformar sua insegurança e fazer com que essa pessoa confie em você é a empatia. Coloque-se em seu lugar, criando uma conexão sincera entre você e ela.

3. Respeite o tempo e as limitações dela

Não faça imposições ou a pressione. Qualquer pessoa que parece ser distante ou tem barreiras emocionais dificilmente quer ser pressionada. Assim, respeite seu tempo e seu limite.

4. Seja compreensivo

Observe o comportamento da pessoa evitando pré-julgamentos e preconceitos. Tente entender porque ela é diferente de você.

Leia também:  Quando Um Homem Está Apaixonado Como Ele Reage?

Busque comunicar-se com ela para garantir que sua relação seja mais saudável. Pouco a pouco, você verá que relacionar-se com ela se tornará mais fácil.

5. Estabeleça uma comunicação segura

Caso se sinta seguro, você pode ir trabalhando a confiança mútua. Criar esse tipo de relacionamento entre você e a pessoa ajudará gradualmente a lidar nas demais formas de conviver com pessoas que não gosta.

Para isso, comece por assuntos que vocês tenham em comum, seja um hobbie, algum projeto em comum entre outros.

>>> Para saber mais: Terapia cognitivo-comportamental e tratamentos e A importância da reciprocidade no relacionamento

Você tem que ir de pouco a pouco e prestar atenção em cada avanço. Temos a tendência de nos distanciar de pessoas que possuem estilos de vida, ideias ou mesmo emoções diferentes. Algumas pessoas que parecem, a um primeiro momento, frias podem apenas ter dificuldade em estabelecer laços afetivos, por exemplo.

A ajuda profissional de um psicólogo é importante para aprofundar e conhecer o seu comportamento. Com ela você pode trabalhar e evoluir nesse sentido, principalmente usando sua inteligência emocional para saber lidar e conviver com pessoas em quaisquer situações sociais.

Explore a psicoterapia com estas questões, a fim de decidir com mais liberdade como você quer se relacionar.

Se você gostou deste artigo pode se interessar por esse também: 7 dicas para controlar a raiva.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?A síndrome de Burnout é um fenômeno que vem crescendo principalmente devido a uma rotina de trabalho cada vez mais pesada. Clínica de Psicologia em São Paulo
  • Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?Conheça a função das emoções e como elas estabelecem nossa relação com o mundo, conforme descrito por um psicólogo, consultório da psicóloga localizado em São Paulo
  • Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?A autoaceitação é o ingrediente fundamental para a receita para o bem-estar psicológico. Psicólogo localizado em São Paulo, próximo ao Shopping Market Place

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autora
Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

20 frases que são dicas de assuntos para conversar

Não ter assunto para conversar com uma pessoa é uma das coisas mais chatas que pode acontecer em qualquer relação. Todo mundo tem algo para dizer, por isso a gente separou dicas para puxar assunto, seja com o crush, com o namorado ou namorada, ou outra pessoa qualquer.

Assuntos para conversar com o crush

1. Pergunte sobre a pessoa

Todo mundo gosta de falar de si mesmo. Tudo que nos é estranho no começo pode se tornar algo bom no futuro, e não há nada mais gentil do que darmos espaço para as pessoas falarem de si. Você pode perguntar:

• O que você gosta de fazer quando não tem nada para fazer?
• O que te faz admirar alguém?

  • • Qual é a sua característica que você mais gosta?
  • Preste muita atenção! O próximo assunto pode estar na resposta que vai receber ????

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Não te esqueças que os estranhos são amigos que ainda não conheces.

Abraham Lincoln

2. Diga que admira a pessoa de alguma forma

Se você está procurando um assunto para conversar, é sinal que se interessa pela pessoa. E se tem interesse, tem um motivo. Qual é o motivo? Tente ir para o lado mais “sentimental” da coisa, focando nos aspectos como personalidade, gostos pessoais ou alguma conquista que a pessoa tenha feito. Por exemplo:

• Adoro a forma apaixonada como você fala das coisas que gosta.
• Sua personalidade é cativante, não dá vontade de sair de perto.

• Quando você fez [tal coisa] foi quando eu descobri que poderia gostar de você.

3. Comente algo interessante sobre o lugar onde estão

Caso esteja num encontro com a/o crush, pesquise antes algo interessante sobre o lugar. Ou faça um comentário que mostre que você é uma pessoa observadora. Inteligência atrai qualquer pessoa e pode gerar um bom papo!

4. Fale sobre o seu dia / e pergunte sobre o dele (ou dela)

A expressão “Carpe Diem” é uma frase em latim de uma obra do poeta romano Horácio. Isso por si só já uma curiosidade interessante para usar como assunto para conversar. Mas outra coisa bacana é falar sobre o seu dia: afinal, segundo essa filosofia, todo dia é único e extraordinário e tem algo bom para nos ensinar. Você pode perguntar, por exemplo:

• Me conta uma coisa interessante que aconteceu no seu dia.
• Se o seu dia de hoje fosse um filme, seria um drama, comédia, ação? (Ainda dá tempo de transformar em um romance ????)

5. Arrisque uma conversa sem um assunto definido

Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

William Shakespeare

  1. Essa frase de Shakespeare pode ser o seu ponto de partida para puxar papo com alguém: comente o quão importante é arriscar e se livrar da dúvida de fazer ou não fazer.
  2. Afinal: vai ser difícil não conquistar a atenção dessa pessoa usando a fala de um dos nomes mais românticos da história!

6. Fale pouco e ouça mais

Essa frase pode trazer muita reflexão sobre como é belo e importante ouvir. Muitas pessoas desatam a falar, falar, falar e esquecem que do outro lado há alguém ansioso por ser ouvido. Chega nela / nele e diz: “hoje quero apenas te ouvir. O que me conta?”.

7. Conte algo engraçado sobre você

  • Apenas conte a pessoa do outro lado algo que é engraçado sobre a sua pessoa: isso demonstrará que você é capaz de praticar a autocrítica e humor! Pode ser:
  • • Uma situação engraçada que você viveu recentemente
    • Alguma característica sua que todo mundo acha graça
  • • Algum “segredo” que você esconde porque teme que as pessoas rirão de ti

8. Puxe assunto sobre comida

Nada como partilhar um amor pôr comida! Você pode puxar assunto com ele ou ela no Whatsapp perguntando:

• Qual o seu prato favorito?
• Um dia eu experimentei [tal coisa] e foi um dos pratos mais diferentes que já vi! Você já comeu?

• Conheço um restaurante incrível que quero te apresentar, você topa?

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Não existe amor mais sincero do que aquele pela comida.

George Bernard Shaw

Só se deve beber por gosto: beber por desgosto é uma cretinice.

Mario Quintana

Essa frase de Mario Quintana é para aqueles que enxergam realmente prazer em experimentar boas bebidas. Se você, por exemplo, gosta de apreciar um vinho, uma cerveja diferente, drinks esquisitos ou mesmo aqueles sucos que nunca ninguém ouviu falar: tá aí um bom assunto para puxar conversa.

10. Faça um plano para um dia especial

Convide a pessoa a “se perder” com você em algum dia diferente. Pode ser:
• Um passeio em algum lugar novo
• Uma caminhada tranquila em um parque aberto
• Um passeio de trem com uma playlist especial preparada pôr você

Qualquer coisa. Basta que ambos estejam dispostos a fazer algo diferente e quebrar a chatice do dia a dia.

11. Exponha um ponto de vista com bons argumentos (e mantenha a cabeça aberta)

Todo mundo gosta de comentar os assuntos do momento, mas poucas pessoas estão realmente interessadas em aprofundar questões, checar fatos, ler para além das redes sociais e expor pontos de vista que não estão “batidos”.

Uma das coisas mais inteligentes que você pode fazer para impressionar alguém é falar algo que você realmente se aprofundou. Mas nunca feche a porta para visões diferentes da sua!

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

O homem é um animal racional que perde sempre a cabeça quando é chamado a agir pelos ditames da razão.

Oscar Wilde

12. Comente o filme mais diferente que você já viu na vida

Um dos pais do cinema moderno já deu a dica que você pode usar para falar de filmes com outra pessoa: o que o filme mais diferente que você já viu te trouxe de imaginação? Vai ser difícil achar uma pessoa que não goste de comentar filmes com você.

Seja funk, pagode, axé, samba, rock, rap, música clássica, pop, qualquer coisa: música é um dos assuntos universais capazes de render bom papo com todo mundo.

Você pode comentar sim sobre seu estilo favorito e etc., mas que tal falar da música como algo que transcende estilo, moda, gênero e é a expressão de algo muito maior, por exemplo, uma cultura?

14. Não foque apenas no resultado da conversa, mantenha o leque aberto

É claro que todos, ao puxar assunto com alguém, temos algum interesse. Mas tente não focar no resultado, e sim no prazer da caminhada.

Deixe seu leque de assuntos abertos e não parta direto para a paquera, ou o pedido de ajuda, ou o favor, seja lá qual for o seu objetivo. Tente criar intimidade ao pouco, sempre prestando atenção nas reações da pessoa e respondendo conforme ela te dá espaço.

Todo o amor baseado no interesse cessa com a causa que o fez nascer; mas o amor desinteressado dura para sempre.

Textos Judaicos

15. Converse sobre algo diferente que aprendeu ou sabe

O que você aprendeu que fez e ainda faz diferença na sua vida hoje? Está aí um assunto profundo e interessante para puxar um papo inteligente com alguém.

16. Fale sobre algo que está bombando nas redes sociais

Você gosta de falar muito? Entenda o motivo e aprenda a ouvir mais!

Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

Você provavelmente conhece alguém que fala muito ou talvez seja a própria pessoa, não é? Se não pessoalmente, através das redes sociais. E a ciência afirma que isso é importante: somos animais sociais, evoluídos para viver em comunidade – e, para que isso seja possível, precisamos nos comunicar.

Mas a ciência mostra que nosso assunto favorito é… nós mesmos! Pesquisas indicam que pessoas passam 60% de suas conversas falando sobre si mesmas e 80% dos posts em redes sociais são sobre o mesmo assunto. O motivo? Nos sentimos bem fazendo isso – tão bem que psicólogos de Harvard descobriram que tem gente disposta a pagar para divulgar informações sobre sua vida.

Leia também:  Como Podar Roseiras E Em Que Epoca?

Se todo mundo se comporta desse jeito, qual serial o mal nisso? Contamos: a duração da nossa atenção foi medida – e os resultados não são promissores. Prestamos atenção em informações divulgadas por outras pessoas apenas por 59 segundos, chegando a até 8 segundos quando recebemos informações verbalmente e por fontes digitais.

E a conversa ideal é feita de respostas – não é um monólogo. Se considerarmos que deveríamos falar apenas metade do tempo, com nosso interlocutor preenchendo a outra metade, estamos em uma taxa bem distante. Segundo o psiquiatra especializado em negócios, Mark Goulston, passamos por três estágios durante conversas:

  • O estágio de negócios: você inicia a conversa sobre assuntos objetivos, relevantes e de forma concisa
  • O estágio do prazer: como é tão bom falar sobre você, você nem percebe que a outra pessoa não está ouvindo
  • A tentativa de recuperar o palco: em vez de ouvir a outra pessoa, você tenta recuperar a atenção dela falando ainda mais
  • Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?

E como não passar por esses estágios constrangedores? O conselho é acreditar que você tem sinal verde durante os primeiros 20 segundos da troca de ideias. Nesse período o seu interlocutor está prestando atenção e gostando das informações (desde que elas sejam relevantes para o papo).

A luz amarela acente nos próximos 20 segundos – você já corre o risco de soar enfadonho e perder o interesse da outra pessoa. Depois de 40 segundos, sinal vermelho – o assunto pode parecer fascinante para você, mas as chances são de que a pessoa já não esteja mais curtindo a conversa.

Dê uma pausa para que ela faça suas observações.

Outra dica para ter conversas mais ‘saudáveis’, segundo Goulston, é determinar por que você fala tanto. Um motivo pode ser a tentativa de impressionar seu interlocutor, especialmente se você não está tão confiante.

Algumas pessoas falam muito quando estão nervosas, esperando que a conversa toda as acalme, mesmo que inconscientemente.

E tem um terceiro tipo de pessoa que simplesmente não tem o hábito de fazer perguntas para trazer os outros para dentro do papo, assim como ouvir silenciosamente suas respostas. Sabendo as causas, você pode se ‘treinar’ para domá-las.

Se ficar quieto é difícil para você, a recomendação é tratar uma conversa como uma competição. Se você acabou de responder a própria pergunta, você perdeu. Dê tempo aos outros para que eles se coloquem dentro do papo.

Via FastCo

Comentários

Comentários

Comportamento verbal: pessoas que falam demais

O que explica o comportamento de uma pessoa que fala sem parar? Conheça as 4 explicações da psicologia para o comportamento verbal excessivo e o seu oposto

Olá amigos!

Existem basicamente 4 razões que explicam o comportamento verbal de pessoas que falam de mais: a cognição, a motivação, o ambiente e o corpo (cérebro). Escrevo este texto introdutório ao estudo do comportamento verbal a partir da solicitação da nossa querida leitora Raquel.

A pergunta é: como explicar o comportamento de algumas pessoas que falam demais? Que não param de falar?

Bem, o primeiro ponto que devemos entender é que, apesar do que pode parecer à princípio, não existe tanta diferença entre o comportamento verbal e o comportamento verbal encoberto ou privado. Em outras palavras, falar e pensar são comportamentos semelhantes, a única diferença consistindo na possibilidade de ser observado por uma ou mais pessoas.

Digo apesar disso porque temos a tendência de considerar o pensamento como um algo a mais e não é incomum encontrar explicações metafísicas ou transcendentais sobre o que consiste o pensamento.

A fim de simplificar podemos observar uma criança.

Por exemplo, esses dias estava em uma viagem de ônibus e um garotinho de cerca de 6 anos estava contando para a sua mãe (em alto e bom som) sobre a diferença dos fonemas Ti e Di.

Dizia ele que antes ele não sabia dizer direito o ti e o di e assim confundia todas as palavras que tinham o ti e o di. E como toda criança, ele estava fascinado com a sua descoberta.

Por isso, ele dizia e dizia de novo até que sua mãe pediu para que ele parasse de falar ti e di.

Nesta simples observação do comportamento verbal de uma criança podemos ver como o que a criança pensa e diz é praticamente a mesma coisa. Ou seja, o que ela pensa ela diz e o que ela diz ela está pensando em voz alta. Do mesmo modo quando aprende a ler, a criança lê em voz alta e só com o tempo aprende a ler para si mesma, “em voz baixa”.

A partir desta perspectiva, começamos a notar que pensar e falar não são comportamentos tão diferentes. Uma pessoa que fala pouco é, com certeza, uma pessoa que pensa muito. Pensa mas não fala. E a pessoa que fala muito, pensa, enquanto fala.

  • Mas então o que explica a diferença de uma pessoa hiper tímida e uma pessoa tão falante que chega a incomodar os que estão perto?
  • Pelo que pude compreender até hoje em meus estudos das diversas áreas da psicologia, existem 4 explicações plausíveis para o comportamento verbal de pessoas que falam demais.
  • Como Falar Com A Pessoa Que Gosta?
  • 1) A cognição

Cognição aqui diz respeito à tudo o que pensamos, principalmente através de imagens e através de sons. Quando digo que uma pessoa que fala pouco, pensa muito, afirmo com total convicção não porque tenha me sido dado o privilégio de ver a mente das pessoas, mas sim porque podemos fazer diversos experimentos que comprovarão a dificuldade das pessoas de ficar em silêncio.

Por exemplo, se passamos um exercício simples de meditação, Yoga ou uma tarefa de concentração em um problema, logo veremos que as pessoas vão relatar que a sua mente divaga, vai para outros lugares, para o passado e para o futuro.

Se solicitarmos que a pessoa fique em silêncio, ela vai depois nos contar que é praticamente impossível ficar em silêncio – interno – por alguns minutos que seja.

Portanto, comprovamos que todas as pessoas pensam muito. Alguns estudos apontam que temos cerca de 60.000 pensamentos todos dias…

Enfim, a explicação para uma pessoa que fala demais e uma pessoa que fala de menos não deve ser buscada na diferença de cognição. Afinal, ambas pensam também excessivamente.

Contudo, as pessoas que se dedicam a uma vida introspectiva, religiosa ou espiritual, tendem a ser mais silenciosas. Exemplo disso são os monges do Oriente e, mais perto de nós, alguns padres através dos quais notamos um tom de voz calmo e tranquilo – o que é reflexo do seu estilo de vida e de seu pensamento.

  1. Assim, embora a maioria das pessoas provavelmente vai ter uma cognição a mil, algumas outras que buscam um estilo de vida diferente, tentam e acabam por conseguir silenciar o seu fluxo mental.
  2. 2) A motivação e o afeto
  3. Embora tenhamos que diferenciar teoricamente entre motivação e afeto, vamos colocar os dois conceitos unidos aqui por uma questão de brevidade.

Uma pessoa que era até o mês passado uma pessoa falante, mas que simplesmente parou de falar e responde monossilabicamente apresenta uma mudança comportamental digna de nota. Ela pode estar, por exemplo, passando por um quadro de depressão.

A mudança no afeto e na motivação, típicas da depressão e de outros transtornos mentais, explica a mudança de comportamento, de falar muito para falar quase nada. Na direção oposta encontram-se os estados maníacos e hipomaníacos nos quais o paciente que falava com uma frequência normal passava a falar sem parar.

Evidente que não temos que falar em transtornos mentais para mostrar que uma diferença no estado emocional vai afetar o comportamento verbal. Para além das nosologias, temos os dias em que estamos mais animados e falamos mais e os dias em que estamos mais desanimados e falamos menos.

3) O ambiente

De acordo com a psicologia comportamental, o comportamento verbal é um comportamento como outro qualquer e deve ser entendido a partir do que acontece antes e do que acontece depois como todo e qualquer outro comportamento.

Por exemplo, uma pessoa está quieta. Se lhe perguntamos que horas são, isto será o antes do comportamento que, por sua vez, vai aumentar a probabilidade de a pessoa responder  “- agora é meio-dia”. O que vem depois – “obrigado” – também afetará a tendência futura de a pessoa responder a uma pergunta.

Uma cena real que aconteceu com uma amiga foi como segue. Ela chegou em um ponto de ônibus e perguntou para uma mulher que estava ali: – “Você sabe se o ônibus do Carioca já passou?” E a mulher respondeu: “E eu sou obrigada a te responder?”

Esta cena, da qual rimos muito depois, espantou a nossa amiga. Afinal, a mulher foi muito mal educada. A questão é que a tendência de nossa amiga de perguntar se um ônibus passou ou não tenderá a diminuir no futuro, pois a consequência que obteve (a resposta da mulher) foi aversiva.

Exemplos assim também acontecem no dia-a-dia, entre amigos e familiares. E com consequências agradáveis e desagradáveis, vamos descobrindo o que falar e com quem falar. Assim, falamos de futebol com quem gosta de futebol e de astrofísica com quem é fascinado pelo assunto…

De modo que quem fala demais ou não teve experiências externas aversivas ou não deu importância a elas. Um exemplo contrário é o caso do mutismo seletivo, diagnosticado no DSM-IV.

4) O cérebro e o corpo

Uma outra alternativa para explicar o comportamento verbal excessivo é o funcionamento do cérebro e do corpo. Se você ingerir uma substância como álcool, a química da substância irá interferir no seu cérebro, e, com isso, haverá a tendência maior de falar mais.

Casos extremos de traumatismos cranianos, de derrames ou do uso de drogas mais fortes (como chá de cogumelo) também comprovam que a alteração na fisiologia cerebral afetará diretamente a fala.

Um fenômeno pouco conhecido mas que igualmente tem efeitos é a modificação da postura corporal e musculatura que envolve a fala. A liberação do que Reich chamou de couraça do caráter – na boca e na garganta – também pode fazer com que uma pessoa quieta se transforme instantaneamente em uma pessoa falante.

Já dei o exemplo aqui de uma pessoa que foi ao dentista e, depois de receber mais anestesia do que o necessário, sentiu a sua boca solta (esta foi a sua descrição). E com a boca solta começou a falar tudo o que tinha guardado durante os últimos 30 anos.

Leia também:  Como Saber Quem Visitou Meu Instagram?

Conclusão

Portanto, penso que podemos concluir que existem diversos motivos que explicam o fato de uma pessoa falar demais. É importante nos lembrarmos que qualquer pessoa que encontrarmos pensará demais. Entretanto, devido à criação, circunstâncias, postura corporal e motivações e afetos, o comportamento variará do silêncio à fala ininterrupta.

 Quer saber mais? Veja o nosso Curso Skinner – Comportamento Verbal

10 dicas para influenciar pessoas

Antes de começar é importante notar que nenhum desses métodos se enquadram nas artes ocultas da influência de pessoas. Qualquer método que possa prejudicar alguém de qualquer forma, especialmente sua autoestima, não está incluído aqui. Estes são métodos para se conquistar amigos e influenciar pessoas usando a psicologia. Sem ser estúpido ou fazer alguém se sentir mal.

Leia também:
» 18 razões que levam as pessoas a procurarem outro emprego
» Entenda por que coaching não é autoajuda

Vamos às dicas para influenciar pessoas de forma transparente:

10. Peça favores

Truque: Peça um favor a alguém — também conhecido como o Efeito Benjamin Franklin.
A lenda diz que Benjamin Franklin queria cativar um homem que não gostava dele.

Ele pediu ao homem que lhe emprestasse um livro raro e, quando recebeu o livro, agradeceu graciosamente. Como resultado, este homem, que nunca quisera falar com ele antes, se tornou um grande amigo de Franklin.

Citando Franklin: “Aquele que uma vez te fez uma gentileza, estará sempre mais preparado para te fazer outra, do que aquele que tu forçaste a fazê-lo”.

Cientistas testaram essa teoria e descobriram que aqueles a quem o pesquisador solicitou um favor pessoal fizeram uma avaliação muito mais favorável do que os outros grupos. Pode parecer irracional mas a teoria é válida. Se alguém te fizer um favor, provavelmente considerou que vale a pena fazer o favor para você e, portanto, decidiu que deve gostar de você.

9. Peça muito

Truque: Peça por muito mais do que quer primeiramente, então reduza aos poucos.
Este truque para influenciar pessoas é conhecido como a abordagem da “porta na cara”.

Você começa fazendo um pedido inadmissível para alguém — um pedido que provavelmente será rejeitado. Então, pouco tempo depois, pede algo muito menos insensato — algo que você queria em primeiro lugar.

Este truque pode parecer incongruente, mas a ideia por trás dele é fazer a pessoa sentir que agora precisará ajudar (já que recusou na primeira).

Cientistas descobriram que esse método funcionou extremamente bem desde que os pedidos sejam feitos para a mesma pessoa, porque somente ela se sentirá obrigada a te ajudar da segunda vez.

8. Nomes

Truque: Use o nome da pessoa, ou o título dela dependendo da situação.
Dale Carnegie, autor de Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, acreditava que usar o nome da pessoa era incrivelmente importante.

Ele disse que o nome de uma pessoa era o som mais agradável em qualquer linguagem para ela.

O nome é a parte central de sua identidade e escutá-lo valida sua existência, o que nos torna muito mais dispostos a sermos positivos com a pessoa que nos validou.

Mas usar um título também pode gerar efeitos positivos, de acordo com esse princípio. A ideia é que se você agir de acordo com um certo tipo de pessoa, você se tornará essa pessoa, uma pequena auto-realização.

Para influenciar pessoas, você pode falar que tipo de pessoa gostaria que elas fossem, então elas começarão a agir conforme esse tipo.

Pode ser algo simples, como chamar alguém de “amigo”, ou “colega”, sempre que vê-lo ou se referir a alguém para quem você queira trabalhar como “chefe”. Mas esteja avisado: isso pode soar muito brega.

7. Elogios

Truque: Elogios irão, realmente, te levar a qualquer lugar.
Este truque pode parecer óbvio, mas há ressalvas importantes nele em relação à influenciar pessoas.

Para quem está começando, é importante notar que se o elogio não for sincero, fará mais mal do que bem.

Pesquisadores estudaram os motivos por trás das reações das pessoas à elogios, e encontraram informações importantes.

Eles descobriram que as pessoas se atentam ao equilíbrio cognitivo, mantendo seus pensamentos e sentimentos organizados. Então, se você bajular alguém que tem a autoestima elevada, e for visto como sincero, eles vão gostar mais de você pois está validando como eles se sentem sobre si mesmos.

Entretanto, se você elogiar alguém que tem baixa autoestima, há uma chance do tiro sair pela culatra e fazer a pessoa gostar ainda menos de você, porque isso interfere na percepção que ela tem de si mesma.

Claro que isso não significa que você deva rebaixar alguém que tenha baixa autoestima!

6. Espelhar

Truque: Espelhar o comportamento.
Espelhamento é também conhecido como mimetismo, e é algo que algumas pessoas fazem naturalmente.

Pessoas com essa habilidade são consideradas camaleões; eles tentam se misturar ao ambiente copiando o comportamento, maneirismos e padrões de fala das outras pessoas.

No entanto, essa habilidade também pode ser usada conscientemente e é uma ótima maneira de torná-lo mais agradável.

Pesquisadores estudaram o mimetismo e descobriram que, aqueles que foram imitados, são muito mais propensos a agir favoravelmente em relação à pessoa que os copiou.

Ainda mais interessante foi a segunda descoberta que mostrou que as pessoas que tiveram seu comportamento imitado se tornaram mais gentis e mais favoráveis com os outros em geral, até mesmo com quem não estava envolvido na situação.

É provável que a razão para isso funcionar é que espelhar o comportamento de alguém, faz a pessoa se sentir validada. Apesar dessa validação ser positivamente associada com a pessoa que os validou, eles se sentem com melhor autoestima e, então, se tornam mais confiantes, felizes e bem dispostos em relação aos outros.

5. Use o cansaço

Truque: Peça favores quando a pessoa estiver cansada.
Quando estão cansadas, as pessoas se tornam mais suscetíveis à tudo que alguém possa dizer, seja uma ordem ou um pedido. A razão disso está no fato de que, quando as pessoas estão cansadas, não só sua força física reduz, mas seu nível de energia mental também.

Quando fizer um pedido a alguém que está cansado, você provavelmente não receberá uma resposta definitiva, mas um “eu faço amanhã”, porque a pessoa não quer lidar com decisões naquele momento. No dia seguinte, a pessoa vai seguir com o combinado, pois a tendência é ela querer manter a palavra.

É psicologicamente natural dar sequência em algo que você disse que faria.

4. Oferta irrecusável

Truque: Comece com uma oferta irrecusável e aumente a partir disso.
Este é o inverso da técnica da porta na cara. Ao invés de começar com uma grande solicitação, comece com algo pequeno. Quando alguém se comprometer a ajudar, estará mais disposto a concordar com um pedido maior. Cientistas testaram esse fenômeno em relação ao marketing.

Primeiro, pediram que as pessoas expressassem seu apoio às florestas tropicais e ao meio ambiente, o que é um pedido simples.

Então, descobriram que, após terem conseguido fazer as pessoas apoiarem o meio ambiente, foi muito mais fácil convencê-las a comprar produtos que apoiavam as florestas tropicais e coisas do gênero.

Entretanto, não comece com um pedido e, imediatamente, faça outro. Psicólogos descobriram que será muito mais efetivo se você esperar um ou dois dias até fazer o segundo pedido.

3. Fique quieto

Truque: Não corrija as pessoas quando estiverem erradas.
Carnegie também apontou, em seu famoso livro, que dizer a uma pessoa que ela está errada é, geralmente, desnecessário e fará o oposto de cativá-la. Há uma maneira de mostrar seu desacordo e transformar isso em uma conversa educada, sem dizer que ela está errada, o que atacaria o núcleo de seu ego.

Ela é conhecida como a Articulação Ransberger, criada por Ray Ransberger e Marshall Fritz. A ideia é simples: ao invés de discutir, escute o que a outra pessoa tem a dizer. Tente entender como ela se sente e o motivo.

Então, fale sobre as coisas que vocês têm em comum. Use isso como ponto inicial para explicar seu ponto de vista.

Isso aumentará suas chances de fazer a pessoa ouvir o que você tem a dizer, e vai permitir corrigi-la sem perder o controle.

2. Repetir

Truque: Parafrasear pessoas e repetir o que elas disseram.
Uma das maneiras mais positivas de se influenciar pessoas é mostrar que você entende o que ela está sentindo, que você tem empatia por ela.

Um dos modos mais eficazes de se fazer isso é parafraseando e repetindo o que foi dito, também conhecido como escuta reflexiva.

Estudos mostraram que, quando terapeutas usaram a escuta reflexiva, as pessoas se sentiram mais dispostas a demonstrar suas emoções e tiveram uma relação muito melhor com o terapeuta.

Isto é facilmente transferido para a conversa com seus amigos. Se você escutar o que eles dizem e repetir como uma pergunta, para confirmar que você entendeu, eles se sentirão mais confortáveis em conversar com você. A amizade com você ficará melhor e eles estarão mais dispostos a ouvir o que você tem a dizer, porque você mostrou que se importa.

1. Acene para influenciar pessoas

Truque: Acene com a cabeça enquanto fala, especialmente quando for pedir um favor.
Cientistas descobriram que, quando as pessoas acenam com a cabeça enquanto ouvem alguma coisa, elas se tornam propensas a concordar. Também descobriram que, quando alguém está acenando na frente deles, é natural que eles façam o mesmo.

Esse é um fato compreensível, visto que o ser humano é conhecido por imitar comportamentos. Especialmente aqueles que têm conotações positivas. Então, se quiser ser mais convincente, acene regularmente durante a conversa.

A pessoa, com quem está conversando, achará difícil não acenar também e começará a se sentir mais inclinada a concordar com o que você está dizendo, mesmo sem saber disso.

Está pronto para colocar suas habilidades em prática?

Trampos para quem sabe influenciar, persuadir e negociar

Texto originalmente publicado no [ Listverse ]. Traduzido e adaptado pela equipe do Tutano.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*