Como Evitar Que O Pc Aquece?

Como qualquer outro eletrônico, os notebooks também esquentam quando estão em funcionamento. Porém, qual é o limite aceitável de aquecimento? Muitos usuários têm dúvidas relacionadas a o que fazer se o notebook esquentar.

Há várias causas para que isso ocorra, assim como há também diferentes soluções possíveis. Nesse artigo, abordaremos cinco situações em que o seu notebook pode ter a temperatura aumentada e como resolvê-las. É possível controlar a situação via software ou também por meio de ações externas.

Como Evitar Que O Pc Aquece?®GIPHY

1. Descobrindo por que o notebook está esquentando

Muitas razões podem fazer com que o seu notebook esquente acima do que é considerado normal. Uma das causas é o número excessivo de processos em execução. Isso força o processador a esquentar além da conta.

Passo 01: para saber se essa situação está ocorrendo, é preciso checar o Gerenciador de Tarefas (CTRL + Shift + ESC).

Passo 02: na janela que será aberta, escolha “Mostrar Detalhes” e, depois, “Detalhes”. Em seguida, clique na coluna “CPU” para ordenar os processos do maior para o menor consumo.

Como Evitar Que O Pc Aquece?

Dessa maneira, você pode encontrar rapidamente se há um software em execução fazendo com que o computador fique sobrecarregado.

Se a causa for um software que você realmente precisa executar, feche-o e tente abri-lo novamente para ver se o comportamento persiste. Se for um software secundário ou de pouco uso, considere a sua desinstalação. O fato é que essa medida permite identificar e resolver parcialmente o problema.

2. Reduza a performance do sistema

Essa dica pode parecer um pouco controversa, especialmente para quem está sofrendo com problemas no notebook que prejudicam o seu desempenho. Entretanto, reduzir a performance do sistema pode ser uma das maneiras de evitar que o computador aqueça e atinja temperaturas mais altas do que o normal.

Passo 01: para isso, acesse as “Opções de Energia” do computador

Como Evitar Que O Pc Aquece?

e selecione “Alterar configurações do plano”.

Como Evitar Que O Pc Aquece?

Passo 02: em seguida, vá em “Alterar configurações de energia avançadas” e busque pela opção “Gerenciamento de energia do processador”.

Como Evitar Que O Pc Aquece?

Passo 03: na guia “Estado de desempenho máximo”, atribua um percentual – por exemplo, 90% – para quando ele estiver fora da tomada.

Como Evitar Que O Pc Aquece?

Isso fará com que o desempenho seja limitado antes que se atinja o nível máximo. Como na maioria das vezes é o fato de atingir o nível máximo de execução que provoca o superaquecimento dos componentes, é bem provável que com isso problemas como esse deixem de ocorrer. Contudo, tenha em mente o “sacrifício” de parte do desempenho.

3. Não cubra as saídas de ar

Vamos falar agora de fatores externos que podem prejudicar o seu notebook. Uma das razões do aquecimento dos aparelhos é o fato de os usuários cobrirem as saídas de ar do notebook.

Tenha em mente que esses equipamentos são preparados para operar sobre uma mesa, superfícies lisas e nada que recubra os espaços de “respiração” do notebook.

Esse problema se torna recorrente quando os usuários deixam os notebooks sobre a cama ou em cima do sofá. Por serem superfícies mais macias, o notebook “afunda” em meio a elas e faz com que as saídas de ar fiquem parcialmente ou totalmente bloqueadas. Sem a devida capacidade de fazer o ar circular pelos componentes, o computador aquece.

Assim, evite deixar o notebook nesses locais e, mesmo sobre a mesa, certifique-se de que não há nenhum objeto bloqueando as saídas de ar. Por fim, vale lembrar que esses equipamentos não devem ficar também expostos diretamente ao sol, pois isso também faz com que eles se aqueçam acima da média.

4. Mantenha as saídas de ar limpas

A poeira e a sujeira são grandes inimigas dos computadores em geral. No caso dos PCs, abri-los com uma certa frequência para uma limpeza é uma das melhores maneiras de evitar que componentes como ventoinhas, fontes e memórias tenham o seu desempenho comprometido. No entanto, no caso dos notebooks não é tão simples assim, mas há o que fazer.

Comece fazendo uma boa limpeza externa do seu aparelho. Se tiver um aspirador de pó, passe-o nas saídas de ar para tirar o excesso de poeira. Se for possível, passe um pequeno palito de dentes em frestas para remover o excesso de sujeira. O mesmo se aplica às frestas entre as teclas. O acúmulo de sujeira ali também pode reduzir a dissipação de calor do aparelho como um todo.

Só abra o seu notebook se tiver algum conhecimento técnico para isso, caso contrário você pode perder a garantia do produto ou fazer com que ele não funcione mais. Para limpeza interna, procure sempre a orientação de alguém especializado nesse tipo de trabalho.

5. Problemas com componentes

Pode ser que mesmo seguindo as quatro dicas acima você ainda não tenha condições de reduzir o aquecimento do seu aparelho. Nesse caso, pode ser que algum componente defeituoso seja o responsável pelo problema. Nessas circunstâncias, será preciso recorrer a uma assistência técnica para que um diagnóstico mais preciso seja feito.

Vale lembrar que, muitas vezes, o aquecimento é causado simplesmente pelo uso excessivo do aparelho com softwares que forçam demais o desempenho. Usuários com computadores mais antigos e que insistem em rodar games mais recentes, que requeiram maior capacidade de processamento, são grandes vítimas desse problema.

Portanto, saiba reconhecer os limites da sua máquina. Se, de alguma forma, um jogo que você está tentando rodar pede configurações mínimas iguais ou maiores do que as especificações técnicas da sua máquina, talvez seja a hora de fazer um upgrade para continuar com um desempenho aceitável e longe dos problemas de aquecimento.

PC gamer esquentando muito? Veja nove dicas para evitar o aquecimento

Um dos sintomas de que a temperatura está saindo do controle são pequenas travadas durante a diversão. Por conta desses fatores, é importante ficar por dentro de dicas e boas práticas para aumentar a eficiência do seu computador e evitar o aquecimento excessivo.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto?Conheça o Compare TechTudo

Como Evitar Que O Pc Aquece?

Confira dicas para deixar o computador mais rápido sem instalar nada

1. Mantenha o gabinete fechado

Em geral, gabinetes de qualidade são cuidadosamente desenhados para garantirem uma boa circulação de ar quando fechados. O objetivo é que ventoinhas e exaustores façam seu trabalho com maior eficiência, ou seja, os componentes puxam o ar frio das partes mais baixas da CPU e liberam o ar quente pelas saídas mais altas.

Leia também:  Como É Que A Informação Contida No Dna Se Expressa?

1 de 8
Gabinetes para máquinas gamer são desenhados para ficarem fechados — Foto: Divulgação/MSI

Gabinetes para máquinas gamer são desenhados para ficarem fechados — Foto: Divulgação/MSI

2. Use ferramentas de monitoramento

Diferentes sistemas operacionais e fabricantes terão ferramentas distintas, mas há alguns softwares gratuitos universais, como o AIDA64.

O aplicativo permite mapear as temperaturas de todo o computador, com leituras de cada um dos sensores térmicos atualizadas a cada segundo.

Além disso, a ferramenta pode salvar registros para que você tenha uma ideia se uma sucessão de desligamentos e travamentos misteriosos estão sendo provocados pela temperatura.

3. Sistema e drivers atualizados

2 de 8
Drivers atualizados são essenciais — Foto: Divulgação/Nvidia

Drivers atualizados são essenciais — Foto: Divulgação/Nvidia

É importante que você use um sistema operacional atualizado e que tenha também os drivers em dia. Atualizações de drivers e partes do sistema podem corrigir problemas de superaquecimento ao racionalizar o acionamento de processador e GPU, dois componentes extremamente sensíveis à geração de calor.

4. Considere uma boa pasta térmica

3 de 8
Pasta térmica de qualidade pode representar ganho de alguns graus — Foto: Felipe Alencar/TechTudo

Pasta térmica de qualidade pode representar ganho de alguns graus — Foto: Felipe Alencar/TechTudo

Embora existam alguns mitos a respeito do composto, é inegável que uma boa pasta térmica contribui positivamente para baixar a temperatura em alguns graus. Os ganhos podem ser ainda mais expressivos caso a pasta que está instalada nos componentes do seu computador já tenha alguns anos de vida. Com a ação do calor, o composto vai ressecando e tende a perder a eficiência.

5. Uma boa limpeza pode ser o segredo

4 de 8
Poeira pode acabar obstruindo o dissipador de calor (montado abaixo do cooler), algo que prejudica a eficiência na hora de refrigerar a CPU — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Poeira pode acabar obstruindo o dissipador de calor (montado abaixo do cooler), algo que prejudica a eficiência na hora de refrigerar a CPU — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

É natural que, com o tempo, o computador acabe acumulando poeira e detritos. A questão é que um volume muito grande de poeira dentro do gabinete pode interromper a circulação de ar e, em casos extremos, provocar superaquecimento se acabar entupindo os espaços entre as aletas dos difusores de calor.

Essas peças são criadas para aumentar a área de contato do processador com o ar – por isso têm tantas aletas e reentrâncias. Caso a poeira cubra essas superfícies, há uma queda sensível na capacidade dos dissipadores liberarem calor.

6. Considere investir em um cooler de qualidade para a CPU

5 de 8
Coolers de alta performance – como o Wraith da AMD – podem ser uma solução se a sua manutenção está em dia — Foto: Divulgação/AMD

Coolers de alta performance – como o Wraith da AMD – podem ser uma solução se a sua manutenção está em dia — Foto: Divulgação/AMD

Além das precauções anteriores, que podem ser consideradas dicas de manutenção preventiva, você pode pensar em colocar a mão no bolso para combater o calor excessivo. Nesse sentido, há soluções para todos os gostos e preços: você pode comprar uma ventoinha específica de 120 mm para usar como exaustora do seu gabinete, caso ele já não possua uma.

Outra ideia é considerar o investimento em um cooler para o seu processador. Em geral, os modelos que são vendidos com as CPUs atendem bem às necessidades mais triviais de uso. No entanto, eles podem deixar a desejar em máquinas de quem faz overclock e em PCs usados em ambientes com ar mais quente – que, aliás, são bens comuns no Brasil.

7. Cuidado com a relação de forças entre coolers

6 de 8
Coolers de admissão e de exaustão precisam ser dimensionados adequadamente — Foto: Pedro Cardoso/TechTudo

Coolers de admissão e de exaustão precisam ser dimensionados adequadamente — Foto: Pedro Cardoso/TechTudo

Se seu gabinete não possui coolers de admissão e exaustão, pode ser interessante pensar em instalar um conjunto. Em geral, é comum usar uma ventoinha na parte dianteira do gabinete, que fica encarregada de soprar ar frio para dentro do PC.

Na parte de trás, no topo do gabinete, outro fan gira em sentido contrário com a tarefa de expulsar o ar quente.

Dependendo do design interno do seu cooler, da limpeza e da organização dos cabos para não obstruir a circulação de ar, essa técnica pode ter um grande impacto.

Entretanto, você precisa ter cuidado com a capacidade do soprador e do exaustor. Se na parte dianteira for instalado um cooler de 80 mm e na traseira um de 120 mm, é possível que você crie uma área de pressão negativa dentro do computador – ou seja, contribuindo para uma má circulação de ar e, consequentemente, piorando a situação.

8. Parta para o resfriamento líquido

7 de 8
Mais agressivos e eficientes, sistemas líquidos reduzem bastante o calor e não fazem barulho, como os coolers — Foto: Divulgação/Cooler Master

Mais agressivos e eficientes, sistemas líquidos reduzem bastante o calor e não fazem barulho, como os coolers — Foto: Divulgação/Cooler Master

Imagine a situação: você tem componentes de boa qualidade, tem certeza da integridade da pasta térmica e faz tudo certo do ponto de vista da manutenção, mas mesmo assim o calor não dá trégua. Nesse caso, talvez seja interessante pensar em um sistema de refrigeração líquida.

Mais caros, mas muito mais eficientes, esses sistemas circulam um líquido refrigerante pelo gabinete. Dessa forma, eles atingem uma eficiência muito maior na troca de calor do que aquela que é possível por meio dos tradicionais coolers.

9. Memória RAM também esquenta

8 de 8
Memórias RAM para gamers chegam com dissipador de calor de fábrica — Foto: Divulgação/Kingston

Memórias RAM para gamers chegam com dissipador de calor de fábrica — Foto: Divulgação/Kingston

Memórias também produzem calor e estão sujeitas a perderem eficiência se esquentarem demais. No entanto, você só deve se preocupar com isso se identificar erros típicos associados ao mal funcionamento da RAM ou se fizer overclock nos seus módulos. Nesse caso, pode ser interessante instalar dissipadores próprios para pentes de memória.

Porquê que o teu portátil aquece tanto? 5 Conselhos para o evitar

Se tens um portátil seguramente que ao trabalhares com ele, já verificas-te que a temperatura começa a subir por momentos, e o portátil a começar a fazer ruídos estranhos fora da normalidade. Não entres em pânico, porque é algo que entra dentro da normalidade quando se trabalha com um portátil.

Leia também:  Como Arranjar Um Autoclismo Que Nao Para De Correr?

E as vantagens dos computadores portáteis são imensas, entre as quais destacam-se acima do resto a sua mobilidade, permitindo-lhe levá-lo contigo para qualquer lugar. Mas também têm um ponto fraco que é o seu sobreaquecimento.

Se considerarmos que os portáteis dispõem de um espaço mais reduzido que os computadores de secretária, e um sistema de ventilação menos eficaz, é normal que quando estamos a trabalhar com ele comece a sobreaquecer. Embora o consumo dos componentes que são utilizados nos portáteis é muito menor, isso ainda não é suficiente para acabar com as suas altas temperaturas.

Principalmente os componentes que mais fazem sobreaquecer são o processador, a placa gráfica e o disco rígido, por isso é essencial verificar a temperatura destes componentes quando reparamos que o computador executa de forma estranha e que está mais quente do que é normal. Para isso existem diferentes programas que nos podem a ajudar a saber a temperatura dos componentes dentro do portátil, bem como a sua velocidade.

Como se pode arrefecer o computador quando está muito quente?

Existem diferentes conselhos que te podem ser de grande ajuda para tentar arrefecer o teu computador quando ele está muito quente e a fazer ruídos totalmente desconhecidos e que incomodam. Queres saber quais são? Então, presta atenção e toma notas que na InfoComputerPortugal vamos ajudar.

Coloca o portátil sobre um suporte

O truque mais convencional e que muitos de nós pensamos logo na nossa cabeça como a primeira opção, é colocar o computador em quatro suportes ( um por cada canto ), de modo a que exista algum espaço entre o equipamento e a superfície. De forma a evitarmos que o PC esteja em contacto directo, e assim teremos umas melhores condições de ventilação, aliviando o aquecimento e as altas temperaturas.

Ventiladores externos

Ousamos dizer que que os ventiladores externos são a melhor opção no momento de baixar o aquecimento do portátil. Cumprindo a função falada anteriormente, de aumentar a distância entre o computador e o ambiente de trabalho, além do mais o ventilador actua directamente sobre os componentes , e reduz enormemente a sua temperatura.

Limpar o computador a fundo

É verdade que a curta distancia entre os componentes faz com que a temperatura comece a subir, porém se acrescentarmos que o interior está cheio de sujidade e lixo, a temperatura será certamente superior. Tem em conta que o pó é o pior inimigo para o teu portátil e os seus ventiladores, aumentando assim o calor no seu interior.

Sê compreensivo com o teu portátil

Quando estás a trabalhar com o teu computador só queres que seja rápido e que funcione da forma mais eficaz, algo que todos nós queremos. Mas temos que ter compreensão e perceber que existem momentos que o portátil atingiu o máximo, e que tudo o que pedir a mais está a cima das capacidades, e isso irá obrigar o equipamento a atingir uma temperatura maior.

Tenta manter abertos apenas as aplicações que estás a utilizar e necessitas realmente. Também é uma boa ajuda regular as opções de energia e desempenho do Windows.

Tenta trabalhar sempre que possível ligado à rede eléctrica, porque quando recorres à utilização da bateria por longos períodos de tempo também é normal.

Suspende ou apaga o PC quando não o utilizas

Muitas pessoas não sabem o que é encerrar o computador, deixando ligado durante dias sem se importar quando vai utilizar ou não. Este é sem duvida um erro grave, visto que não estás a dar em nenhum momento tempo para respirar e descansar, e apesar de não o utilizares naquele momento, enquanto trabalha , está a aquecer.

Quando sabes que vais terminar de utilizar e não vais trabalhar com ele, recomendamos que o desligues ou suspendas. Deste modo, o computador irá descansar completamente e voltará a trabalhar nas melhores condições quando for preciso.

Notebook esquentando muito, o que faço?

Muitas pessoas reclamam que os seus notebooks estão aquecendo muito. Primeiramente precisamos levar em consideração que aquecimento da máquina é normal, já que há várias peças funcionando em um pequeno espaço. No entanto, o superaquecimento da máquina não pode ser considerado normal, e o usuário precisa ficar atento para isso.

O notebook superaquecido apresenta alguns indícios, como o surgimento da tela preta, travamento da máquina ao abrir um determinado arquivo, como uma foto, e também o desligamento automático.

O que causa o superaquecimento?

Passar muitas horas com o notebook sendo utilizado pode ser uma das causas do superaquecimento. O excesso de funcionamento faz com que disco rígido (HD), o processador e placa-mãe sejam obrigados a trabalhar em alta capacidade. Assim, manter vários programas abertos de uma só vez, ou mesmo usar o notebook para jogos, fará com que a máquina fique superaquecida.

Outro fator determinante é onde o notebook é usado. Assim, se deixar a máquina com as saídas de ar bloqueadas, é bem provável que o bom funcionamento do notebook seja afetado, bem como ocasionar o superaquecimento. Por isso, cuidado ao utilizá-lo na cama, por exemplo. Se a saída de ar ficar tapada por uma coberta, o notebook não vai conseguir se livrar do ar quente e vai superaquecer.

Além disso, o local, propriamente dito, de uso do notebook também precisa ser avaliado. A temperatura ambiente contribui também para o superaquecimento da máquina.

Como saber se o notebook está superaquecido?

Distinguir se a máquina está quente de forma normal ou superaquecida não é tarefa fácil.

O modo mais fácil de identificar se realmente o notebook está sendo afetado pelo superaquecimento é mesmo quando as falhas começam a surgir, como o desligamento sem motivo, a famosa “tela azul” e também o trabalho excessivo do cooler do processador, que normalmente emite um som mais alto que o habitual.

No entanto você também pode pedir uma ajudinha para softwares de terceiros. Softares como Everest e Speccy.

Este último, gratuito, exibe de maneira rápida e simples diversas informações relevantes sobre o seu computador, como seu hardware e a temperatura da máquina.

Mexer nele também é muito fácil: Apenas dê um duplo clique no ícone e na tela principal será mostradas as temperaturas da placa mãe, procesador, HD e até placa de vídeo.

O download pode ser feito clicando aqui.

Quais danos podem ocasionar?

Apesar de nem sempre ser levado a sério, o superaquecimento em um notebook é bastante grave, e pode ocasionar grandes prejuízos. Caso alguma peça queime, por exemplo, será necessário substituí-la e pode custar bem caro.

Leia também:  Como Recuperar Documento Word Que Não Foi Salvo?

Diminuir o aquecimento

Se todas as causas do superaquecimento já foram verificadas e o notebook está funcionando bem, vale adotar algumas medidas para evitar que a máquina venha a sofrer novamente com um aquecimento fora do habitual. Confira:

Evitar tampar as saídas de ar: As saídas de ar precisam estar sempre desbloqueadas. A maioria dos usuários sabe disso, porém, mesmo assim, acabam deixando o notebook em cima da cama, almofada, e consequentemente tampando as saídas de ar. O aparelho, com isso, não terá para onde mandar o calor acumulado para fora e irá aquecer. O correto é manter a máquina em locais planos.

Cooler extra: Em medidas mais extremas, adotar um cooler extra é bastante eficaz, já que deixará o notebook mais resfriado. O chamado Notebook cooler ajuda a puxar o ar quente da máquina. O funcionamento é bastante simples, basta colocar o notebook em cima do cooler.

Limpeza: Fazer uma limpeza completa no notebook poder ser bastante útil. Além de manter o aparelho higienizado, o feito poderá contribuir para o não superaquecimento.

A poeira que se acumula dentro do notebook acaba obstruindo as saídas de ar, e somente uma limpeza completa poderá reverter a situação. Trocar a pasta térmica do processador também ajuda.

Assim seu cooler irá conseguir dissipar mais o calor e refrigerar sua máquina.

Será que meu PC está esquentando mais do que o normal?

Você percebeu que o cooler está trabalhando pesado para conseguir refrigerar os componentes da sua máquina, será que isso acontece porque eles estão esquentando demais?

A verdade é que, como não existe uma temperatura de operação fixa para todos os componentes, fica difícil saber o que é “quente demais” para um componente. No entanto, não dá pra negar o fato de que eles realmente possuem uma temperatura considerada ideal para que possam funcionar adequadamente, e isso pode variar muito de modelo para modelo.

Mas como saber qual temperatura é favorável para o que esses componentes ofereçam um bom desempenho? É exatamente sobre isso que vamos falar no post de hoje!

Separamos algumas dicas para que você possa garantir uma boa refrigeração e mantenha os componentes de sua máquina trabalhando em perfeitas condições, quer saber como? Vem com a gente!

Processador

  • A maioria dos problemas com temperatura estão relacionados a processador, o que já é esperado, já que o componente realiza uma infinidade de tarefas, tendendo a esquentar com muita facilidade.
  • Um dos principais fatores que contribuem para que isso aconteça, é que os coolers que acompanham a CPU se desgastam com muita facilidade, resultando na má eficiência na hora de refrigerar a unidade de processamento.
  • Como dito anteriormente, não dá pra saber quando o processador está “muito quente”, já que a temperatura de operação pode variar de acordo com o modelo.
  • Por exemplo, um processador que pode trabalhar no máximo a 100°C, ainda está dentro de uma boa margem de segurança se estiver operando “quente” a uns 80°C, mas não é viável descartar uma maneira de manter uma temperatura mais baixa.
  • Sendo assim, uma das maneiras de evitar o superaquecimento do processador, é ler as recomendações do fabricante em relação a temperatura de funcionamento e fazendo uso de um software de monitoramento, como o CoreTemp e o System Information for Windows, para verificar o excesso de calor no processador.

Placa de vídeo

  1. Quem usa placa de vídeo onboard não precisa se preocupar muito com problemas de temperatura, já que placas embutidas ficam no chipset, que raramente apresenta problemas assim.

  2. No entanto, a galerinha que curte uns games mais modernos e utilizam placas mais avançadas, precisam estar sempre de olho na temperatura da placa de vídeo está operando.

  3. Como a placa de vídeo é a peça principal para fazer a magia acontecer nos games, ela tende a esquentar, e muito!
  4. Muitos dos modelos atuais são feitos para operarem tranquilamente em uma temperatura de 80° ou 90°C, mas isso está longe de ser a temperatura ideal para manter um bom desempenho do componente.

  5. Assim como o processador, a placa de vídeo também possui uma temperatura máxima de operação, e é ideal que você mantenha ela funcionando sempre a uma temperatura que seja suficiente para que ela fique quase gelada quando estiver em estado ocioso, evitando que atingir o limite máximo.

HD

  • O HD é um tipo de componente de refrigeração passiva, mas isso não quer dizer que ele não esquente e não precise receber certos cuidados.
  • Um dos “perigos” é que ele pode sofrer com o calor dos outros componentes, e se você costuma trabalhar com uma grande quantidade de arquivos, é ideal que mantenha seu HD um pouco mais fresco.
  • No geral, o mais indicado é manter o HD operando a temperaturas entre 20° e 30°, um gabinete bem arejado pode contribuir para uma ventilação eficiente, mas se você perceber que não é o suficiente, leve em conta que um cooler seria um ótimo investimento.

Refrigeração otimizada para todos os componentes

Um gabinete comporta muito mais que apenas um processador, uma placa de vídeo e um HD, é preciso que haja uma boa quantidade de componentes para que a máquina apresente um bom desempenho, e todos eles precisam de uma refrigeração adequada.

Se você quer que sua máquina ofereça o máximo de desempenho, é preciso começar a pensar em um sistema de refrigeração que permita que todos os componentes trabalhem com em sua faixa de temperatura ideal.

Para que seus problemas sejam resolvidos, comece a cogitar a possibilidade de instalar uma boa quantidade de ventoinhas ou investir em um bom cooler. No caso de máquinas que utilizam componentes com configurações muito avançadas, é interessante adquirir um watercooler, que é um sistema que garante uma refrigeração incrível, especialmente para PCs Gamer.

  1. Como você pôde perceber, não existe uma temperatura única e ideal para todas as peças, já que tudo depende do tipo de componente que você escolheu usar.
  2. Sendo assim, não se esqueça de identificar a temperatura máxima de operação de cada componente, pois essa é a forma mais simples de identificar meios eficientes para evitar problemas com temperatura antes que eles interfiram no desempenho da sua máquina.
  3. Esperamos que tenham gostado do post de hoje!
  4. Até a próxima!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*