Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Bebê que Morde o Peito, o que Fazer? Saiba quais são os motivos que levam o bebê a fazer isso e como agir nesta situação. Clique e confira!

Oi lindonas, tudo bem com vocês?

No post de hoje vamos falar sobre algo um pouco dolorido durante a amamentação.

Na fase de amamentação e desenvolvimento do bebê ocorre várias situações novas tanto para a mãe quanto para o neném. E uma delas é quando o bebê começa a morder o peito da mãe.

Isso não é uma regra exata, alguns bebês podem fazer isso e outros não. Mas se isso ocorrer é importante entender o porquê dessa situação e saber o que fazer nessa hora. Sempre com muito amor e paciência.

Então para entender tudo e saber o que fazer é só ler o post completo.

Vamos lá!

O bebê realmente morde o peito?

  • Geralmente quando um bebê é recém-nascido dificilmente isso ocorre.
  • Quando os dois primeiros dentinhos inferiores começam a nascer também não costuma ocorrer a mordida, pois se a boquinha do neném estiver posicionada de forma correta no peito na hora da mamada, a língua ficará posicionada entre os dois dentinhos e a mama enquanto ele está sugando o leite.
  • Dessa forma não teria como ele morder pois ele teria que tirar a língua.
  • Mas conforme os outros dentes começam a nascer, isso pode fazer com que a gengiva comece a coçar e morder irá aliviar essa coceira incômoda.
  • E por falar em amamentar confira nesse post a forma correta de amamentar o leite materno: como armazenar o leite materno.
  • Porque o bebê morde o peite na hora de mamar?
  • Existe alguns motivos que levam o bebê a ter esse habito são eles:
  • A gengiva do neném pode estar coçando!

Quando chega a fase dos dentinhos começarem a coçar é normal que o bebê sinta alguns incômodos como a coceira por exemplo.

Por isso ele tende a querer morder as coisas no intuído de coçar a gengiva.

Distração!

A distração também pode causar essa situação. Em alguns casos na hora da mamada o bebê pode não ficar muito concentrado, e quando isso acontece facilmente o bebê se distrai com outras coisas e barulhos e quando ele vira a cabeça para olhar acaba mordendo o peito.

Soninho demais!

Quando o bebê está sentindo muito sono é normal ele cochilar e se isso acontece durante a mamada sem querer ele pode acabar mordendo o peite da mamãe. Não com os dentes, mas pressionando as gengivas no peito e isso também dói.

Leite em grande quantidade!          

Essa é uma causa um pouco rara de acontecer, mas não pode ser descartada. Quando o fluxo de leite sai em grande quantidade o bebê pode tentar parar um pouco o leite em sua boca. E nessa tentativa ele acaba mordendo o peito para que o leite diminua e não encha tanto a sua boquinha.

Prazer!

Assim como no caso dos dentinhos nascendo aonde o bebê gosta de morder coisas para coçar a gengiva. Nessa situação ele também gosta de morder coisas mais nesse caso é por prazer. Alguns nenéns gostam de morder e lamber objetos e por isso ele pode acabar usando o peito para essa função.

Aquisição de habilidades!

Tudo é muito novo para o bebê e a fase em que ele começa a obter coordenação também é novidade. E quando ela chega ele quer morder, lamber e colocar tudo na boca. E quando ele vai mamar nessa tentativa de descobrir coisas novas ele acaba mordendo o peito.

Conseguir a sua atenção!

Quando o neném morde o peito automaticamente a sua atenção volta para ele. E em alguns casos quando o bebê é maior ele acaba entendendo que isso é uma forma de conseguir sua atenção por isso ele desenvolve esse hábito querendo atenção e muita das vezes até o seu carinho.

  1. Pouco leite!
  2. Quando o fluxo de leite é lento ou tem pouco leite, ele pode morder com objetivo de avisar que deseja mamar mais ou simplesmente porque fica irritado com a situação.
  3. Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?
  4. Saiba também como evitar a cólica do seu bebê no vídeo abaixo.
  5. Assista!

O que é preciso fazer quando o bebê morde o peito!

Esse momento não pode passar despercebido pois além da mãe sentir dor o bebê precisa entender que ele não pode fazer isso. Por isso existe algumas coisas que você precisa fazer nesse momento são elas:

É preciso dizer não!

Quando o bebê morde o peito é preciso mostrar para ele que isso é errado. Por isso no momento que ele fazer isso retire ele do peito e diga não usando um tom firme e olhando nos seus olhos. Dessa forma ele vai entender que se morder, perderá o peito.

  • Tire do colo!
  • Se o dizer não, não resolver e ele voltar a morder, tire ele do seu colo por alguns estantes.
  • Dedique atenção!
  • Como falamos acima em alguns casos o bebê pode fazer isso para chamar a sua atenção, por tanto se você perceber que é isso que ele quer dedique um pouco mais de atenção a ele enquanto ele estiver mamando.
  • Troque o peito!

Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Trocar a posição também é uma alternativa. Quando o bebê morder além das atitudes acima mude também o lado do peito.

Converse!

Conversar com o neném é muito importante em qualquer momento. Procure conversar com ele e caminhar um pouquinho com ele também.

Veja se já está satisfeito!

Entender o momento que o seu bebê está satisfeito é muito importante. Assim que isso ocorrer tire ele do peito e só ofereça o peito quando ele realmente estiver com fome.

  1. Ofereça um mordedor!
  2. Antes do bebê mamar ofereça a ele um mordedor que esteja um pouco gelado faça isso também após ele terminar de mamar.
  3. Tire do peito!
  4. Se perceber que o seu bebê está quase dormindo tire ele do peito.
  5. Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

É muito importante também que após mamar seu bebê arrote. Confira nesse post dicas para ajudar o seu neném a arrotar: como fazer o bebe arrotar.

O que não deve ser feito nunca!

Existe algumas coisas que não devem ser feitas jamais para não piorar e atrapalhar o aprendizado veja quais são elas:

Jamais deixe de amamentar!

Algumas mães acabam deixando de dar o leite ao bebê e fazem o desmame quando ele começa a morder o peito. Mas isso jamais deve ser feito, pois logo ele vai parar com esse hábito.

Não aplique pomadas!

Não aplique pomadas no peito antes de amamentar o seu filho (a). A pomada pode fazer com que a língua do neném e também o seu mamilo fiquem dormentes, e isso vai atrapalhar a mamada. Além disso a pomada pode fazer mal ao neném.

Passar sentimentos ruins para o bebê!

O seu bebê é capaz de sentir e entender seus sentimentos e também o tom da sua voz. Ele consegue distinguir os sentimentos bons dos ruins por isso não passe para ele sentimentos ruins pois isso não o fará bem.

Ter atitudes emotivas!

Quando o bebê morde o peito automaticamente isso causa dor na mãe e isso pode fazer com que ela grite e aja de forma emotiva. Mas isso não deve ser feito pois é preciso ter sempre muito cuidado e paciência com o neném.

Além disso ato de gritar pode causar uma certa curiosidade no bebê já que é tudo muito novo. Essa curiosidade pode fazer com que ele morda novamente para ver a sua reação.

  • Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?
  • E quando se bebe tem soluço você sabe como fazer para parar o soluço?
  • Nesse post eu dei dicas confira: como parar com o soluço do bebê.

É muito importante!

Ter amor e carinho com o seu bebê é algo muito prazeroso e muito importante afinal você esperou ansiosamente e por longos meses até que o momento mais emocionante chegasse… O momento em que ele estaria em seus braços!

Por isso tenha sempre muita calma procure sempre conversar com o seu neném, pois ele entende e reconhece sua voz desde o momento em que ele ainda estava em sua barriga.

Passe sempre muita calma para ele e muitos sentimentos bons pois isso o fará muito feliz. E mais importante ainda não desista de amamentar!

O leite é muito importante para saúde, desenvolvimento e crescimento do bebê e não pode faltar nunca. Além de ser um momento único e de muito amor entre vocês. Então não desista e amamente sempre.

Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Assista também!

  1. Por hoje é isso lindonas,
  2. Um grande beijo e até o próximo post!
  3. Julia Doorman

Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Bebê que morde o seio da mãe, como lidar com esse problema?

Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama? Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Algumas mamães têm me perguntado como lidar em situações em que o bebê morde o seio na hora de mamar. Eu gritaria de dor e de susto. Imagina, você está lá tranquila, sem esperar por isso quando é mordida. rs

Então, para  responder essa dúvida fui buscar ajuda. E quem reponde é a Dayse Cristina, nossa nova colunista aqui no MdM, consultora de amamentação. Ela estreia sua coluna com esse assunto que é uma dúvida comum entre muitas mamães. Confira!

Um processo de amamentação bem conduzido é o que difere quanto à percepção do comportamento do bebê e de como o processo em si está se desenvolvendo.

Um bebê que morde o seio da mãe durante a mamada pode nos indicar muitas questões, a saber:

  • Mordidas ao final de uma mamada efetiva pode indicar satisfação alimentar e/ou desinteresse pela permanência no ato da amamentação. Importante que a mãe observe a postura da arcada e retração de língua do bebê e retire antes que ele morda com força e a lesione.
  • Observa-se também, mordidas no início da mamada. Muitas vezes, o bebê o faz para tentar um ajuste na pega ao seio por uma falta de apoio na cervical (nuca) e na tentativa de manter-se no seio ele morde. Para essa situação, a conduta mais apropriada seria, ainda com os bebês maiores, observar a pega correta e auxiliar sempre o bebê com um bom apoio da cabeça e do pescoço.
  • Por vezes, as mordidas ao longo da mamada podem sugerir, alívio gengival. Isso, devido à proximidade da chegada dos dentinhos. Se isso tem acontecido com o seu bebê, antes de amamentá-lo oferte um brinquedinho mais mole e geladinho para que possa aliviar o desconforto e ao vir ao seio, mame mais tranquilamente.
  • Os ganhos de desenvolvimento característicos de algumas fases podem deixar os bebês mais distraídos com o ato de amamentar, pois toda sua atenção está voltada para as novas percepções do ambiente que o cerca. Isso também, pode fazer com que o seu bebê morda durante a mamada. Procure amamentá-lo em ambientes mais calmos, evitando assim que ele se distraia, retome o peito e morda-a, pois, essa é uma tendência.
  • sim, os bebês buscam a atenção da mãe durante a mamada e sabem que mordendo você se voltará para ele. Afinal, por um ato reflexo você pode gritar e repreender. Portanto, evite conversar ou atender telefonemas, enquanto estiver amamentando nesta fase que ele requer mais o seu olhar. Aos poucos, a fase passa e você retoma seus hábitos e necessidades. Afinal, sabemos que muitas vezes vamos amamentar e conversar com outras pessoas.
  • Ressalta-se que, muitas vezes o bebê pode morder o seio materno para indicar alguma ineficiência no processo de amamentação. Uma possível queda na produção de leite, por exemplo, deixando-o irritado e utilizando esse artifício para declarar que alguma coisa pode estar acontecendo. Nesses casos, a ajuda de um profissional especializado em Aleitamento Materno pode identificar e conduzir da melhor forma, para minimizar os desconfortos das mamadas e retomar o processo, dando continuidade à prática da Amamentação.
Leia também:  Como Me Afastar De Alguém Que Amo?

Como lidar com esse problema

Para tantas questões possíveis que justifiquem as mordidas do bebê ao seio da mãe, o mais importante para entendê-la é a observação. Estar atenta ao ato de amamentar sempre, objetivando identificar qualquer alteração durante esse processo tão importante, para ambos.

Elogie o bebê sempre que ele fizer uma mamada eficiente com gestos positivos, conversando e demonstrando com carinho que ele se alimentou bem e que está seguro e tranquilo sem as mordidas. Ainda assim, se morder durante a mamada, você pode conversar com ele e comunicar: “Tudo bem, se você não deseja mamar agora podemos fazer em outro momento.

Mas vamos parar, pois você está mordendo a mamãe”. Isso em tom calmo e tranquilo, que não o assuste.

Claro que, por ato reflexo, você pode se assustar e gritar, mas retome e converse com o seu bebê.

Meu filho está mordendo o seio! Socorro

Como Evitar Que O Bebe Morda A Mama?

Se tem uma coisa dolorida nessa vida é sentir uma mordida no mamilo, quem amamenta sabe ou então irá descobrir que dá para ver mil estrelinhas quando o filho da uma apertadinha mais forte no seio. Nenhuma de nós está imune a essa situação, acontece faz parte dos desafios da amamentação, pode acontecer desde mordidas banguelas até mordidas com todos os dentes (aiaiai!) . Em nenhum caso temos que tolerar ou suportar. As mordidas devem e podem ser corrigidas, é um esforço mútuo para manter a amamentação saudável para ambos.

O primeiro é indagar porque e quando mordem: Tem dente nascendo? você fica distraída conversando ou assistindo TV enquanto amamenta? Ele deixa escorregar a boca ao adormecer e morde para segurar? O fluxo de leite é muito forte e morde para conter? Então dependendo do que acontece você pode tomar uma ou outra atitude.

Se é dente, ofereça bastantes mordedores, massagens na gengiva com seus dedos. Lhe ofereça coisas para ele se aliviar durante o dia todo e especialmente antes da mamada. Picolé de Leite materno é uma boa prática! Se a mordida é por distração (o bebê quer chamar sua atenção), então comece prestar mais atenção nele, contato olho no olho, conversa, carícias, saia do celular e olhe o bebê.

Caso perceba que as mordidas são para evitar engasgar com o fluxo forte de leite materno, ordenhar um pouco antes de oferecer o seio, e tomar medidas para controlar a hiperlactação vai ajudar (veja O quê é e como tratar a hiperlactação? )

Conforme cresce o bebê, a pega e a forma que mama vai se modificando para se ajustar à aparição dos primeiros dentes, depois dos pré molares e por último das presas.

Pode acontecer que recém saem os dentinhos ele continue mamar como se não os tivesse, e nesse caso machucar o seu seio, basta lhe orientar com muito carinho. Se é pequenino ainda pode puxar o labio é queixo para baixo enquanto introduz o mamilo bem para dentro da boca do bebê.

Quando são maiores já pode pedir para abrir um bocão bem grande na hora de mamar enquanto você empurra o seio para dentro.

Se sente que o problema é que a pega se perde no transcurso da mamada, então comece ficar atenta em que situações ou posturas acontece e corrija, use posturas que permitam maior firmeza da cabecinha ou que lhe permitam sujeitar a cabecinha por trás para que não saia do lugar. Se acontece ao adormecer ajuda sustentar a cabecinha bem, apertando-a contra o seio para que não perca a pega, pode ser com seu braço ou algum travesseiro atrás do bebê para ele não se rolar involuntariamente.

Em qualquer caso, você pode e deve tomar uma atitude quando o bebê morder. Tirar o peito da boca do bebê e falar com voz firme e carinhosa que não é para morder, não repreenda mas também não brinque, deve ser séria mesmo que o bebê sorria.

Ele entende é seu tom de voz e sua expressão facial, mais que as palavras, pode usar um grunhido acompanhado de um olhar bem feio no lugar de palavras. Se usa palavras, seja breve, não dê sermão, seja concreta “morder me dói” “morder machuca”.

Espere uns minutos com o bebê no colo antes de oferecer o peito novamente, pode ser que ele chore ao ser retirado do seio, acalme ele no seu colo repetindo que não pode morder.

Repita sempre a mesma atitude e as mesmas palavras ou gestos se possível, vai criar uma associação negativa no bebê: morder = sem peito.

Seu bebê não tem memoria permanente ainda, não adianta castigar deixando sem peito um dia inteiro. Na seguinte hora de mamada ele não lembra mais da mordida. Negar o seio pode deixar ele nervoso, já que a sucção é sua fonte primaria de regulação de estresse, trazendo comportamentos mais desafiadores (até violentos) e podendo prejudicar seu sono. 

Quando o bebê morde e tranca a boca, não tente puxar o seio, pode se machucar ainda mais.

Nesses casos abra a boca e tire o peito, pode colocar seu mindinho no canto da boca e puxar o mamilo para fora, mas se estiver muito difícil abrir a boca com seu dedo, então use a “sufocadinha” que basicamente consiste em apertar o bebê contra o seio para tampar o nariz por uns segundinhos, assim ele precisará abrir a boca para respirar soltando seu mamilo (essa é uma técnica de emergência).

É inevitável levar mordidas no seio uma ou outra hora, mas deixando claro que não é uma atitude tolerável, e tendo claro que pode sim ser corrigido. Será mais uma dificuldade superada em breve.

Precisando ajuda com a amamentação?

A consultoria Mães com Ciência pode ajudar saiba como funciona aqui ou  Agende uma consulta virtual aqui

*Texto original de Zioneth Garcia

E se o bebê morder meu peito?

Neste artigo

Não pare de amamentar quando aparecerem os primeiros dentinhos do bebê, mesmo que você já tenha sentido ele morder o seu seio. Em vez de desistir da amamentação, cheque primeiro se a “pega” na mama está correta.

Não há por que o bebê morder o seio se o encaixe da boca estiver adequado. Caso, ainda assim, ele morda, há formas de ensiná-lo a não machucar você, para que a amamentação prossiga de forma prazerosa para ambos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno pelo menos até os 6 meses e idealmente até os 2 anos de idade.

A maioria dos bebês não morde a mãe enquanto mama. Na realidade, é praticamente impossível para ele morder o seio com os dois dentinhos inferiores que costumam ser os primeiros a nascer, já que a língua fica posicionada entre os dentes e a mama enquanto suga.

Para morder, o bebê tem que recolher a língua, o que não ocorre se estiver com a boca encaixada direitinho, com a chamada pega correta no seio.

Para conseguir a melhor pega possível, você precisa estar em uma posição de amamentar confortável, com o corpo do bebê bem apoiado. À medida que o bebê cresce, às vezes é necessário buscar posições diferentes para que vocês dois fiquem à vontade durante a amamentação.

Se o bebê perder a pega do seio em algum momento, o mamilo pode acabar preso entre a parte de cima e de baixo da gengiva, ou entre os dentes. Caso note que a boca do bebê começou a apertar ou que a língua dele puxou para trás, coloque o seu dedo mínimo na lateral da boca do bebê, entre as gengivas. Isso provavelmente fará com que ele morda o seu dedo, em vez de o seio. Não tire o bebê de repente da mama se ele estiver mordendo, porque isso vai machucar você ainda mais. Há mães que desmamam os filhos assim que veem os dentinhos começando a nascer, mas não há problema nenhum em dar o peito a uma criança que já tenha dentes. O surgimento dos dentes varia enormemente; na média, os primeiros dentes de leite rompem por volta dos 6 meses, mas há bebês que ficam desdentados até o primeiro aniversário, enquanto outros até nascem com dentes.

Conforme vão nascendo mais dentes, uma coisa que pode acontecer é o bebê morder para aliviar o desconforto na gengiva. Você pode experimentar dar a ele um mordedor gelado antes ou depois de cada mamada.

Pomadas para aliviar a dor da dentição no bebê não são recomendadas. Elas podem ser perigosas para o bebê e ainda prejudicar a amamentação. Se seu filho morder seu seio, vai ser difícil não reagir com susto. E é muito provável que sua reação natural assuste também o bebê. Há bebês que ficam tão apavorados com um grito que passam a rejeitar o peito. A reação mais comum da criança, porém, é a de ficar curiosa e surpresa com o grito, e morder de novo para ver o que acontece. Tente manter a calma, pare de amamentá-la, olhe-a nos olhos e diga um “não” firme. O bebê pode não ter idade para entender as palavras, mas certamente compreende o seu tom de voz.

Leia também:  Como Fazer Com Que A Barba Cresça?

Por outro lado, tenha em mente que ele não entende que está machucando você. Para um bebê, morder é parecido com apertar o botão de um brinquedo e ver o que acontece.

Mesmo que as mordidas comecem a virar rotina, procure resolver o problema sem apelar para o desmame. Para isso, é essencial saber a causa da mordida:

  • O bebê está caindo no sono: Alguns bebês mordem no final da mamada, quando adormecem. Fique atenta para ver se ele está dando sinais de que vai dormir e o retire do seio antes que isso aconteça.
  • O bebê fica distraído: Há crianças que resolvem dar uma olhada para o lado e levar o mamilo com elas, para não parar de mamar. Mantenha seu dedo mínimo de prontidão para interromper a sucção rápido se o bebê virar a cabeça.
    Talvez você tenha que reduzir a duração das mamadas até essa fase passar.
  • O bebê está doente: Se o bebê estiver com um resfriado ou dor de ouvido, talvez fique mais difícil de engolir e ele morda. Tente segurar o bebê numa posição mais vertical ao amamentar.

Você pode tentar algumas táticas diferentes para tentar impedir o bebê de morder ou parar de morder. Cada abordagem depende da idade do bebê e de quanto ele já entende as coisas.

  • Diga “não” com firmeza, olhando nos olhos do bebê, e interrompa a mamada. Ele precisa associar a mordida à perda do seio — a maioria dos bebês não gosta nada dessa separação.
  • Aproxime-o ainda mais do seu seio, para que o nariz dele fique pressionado contra a mama. Ele vai automaticamente abrir a boca para respirar.
  • Se ele continuar, tire-o do seu colo por algum tempo, logo que ele morder.
  • Se você acha que ele está tentando chamar a atenção, tente dedicar toda a sua atenção a ele durante a mamada.
  • Aprenda a reconhecer quando ele está satisfeito.
  • Procure só dar o peito quando ele estiver mesmo com fome.
  • Tire-o do peito se ele estiver quase dormindo.
  • Escolha sempre um lugar tranquilo para amamentar, sem distrações ou brinquedos ao redor (o mesmo vale para o celular da mamãe!).

Confira informações sobre a dentição de bebês e sobre como esconder a barriguinha de grávida que ainda sobrou

Atualizado em Fevereiro 2021

Amamentar bebê com dentes: Perguntas e Respostas – Kinedu Blog

julho 20, 2020

• por: Kinedu

Amamentar um bebê com dentes pode representar um desafio para as mães. Entretanto, com algumas dicas, é possível seguir com a amamentação sem maiores problemas.

A amamentação significa mais que nutrição: é conforto, carinho e aconchego, tanto para a mãe quanto para o filho. Entretanto, amamentar bebê com dentes pode não ser uma tarefa muito fácil. Afinal, a cada mordida do pequeno, a mamãe pode sentir muita dor.

Você está passando por isso? As mordiscadas nos mamilos são suficientes para que amamentar se torne um incômodo? Sabemos que esse é um dos motivos para a vontade da mãe em fazer o desmame. Mas você sabia que dá para contornar a situação?

Neste post, trouxemos algumas respostas para as dúvidas mais comuns sobre o assunto. Para conferir, basta continuar a leitura. Vamos lá?

1. Preciso fazer o desmame após o nascimento dos dentes do bebê?

Não é necessário. A fase da dentição representa um novo desafio. Ela é tão incômoda para o bebê quanto para você, principalmente quando envolve mordidas no mamilo. A movimentação dos dentes sob a gengiva é desconfortável e pode até mudar o humor do seu pequeno.

Baixe GRÁTIS o app Kinedu e acompanhe o desenvolvimento do seu filho!

Como a amamentação é uma maneira de ter conforto, pode ajudar muito o bebê a superar todos os inconvenientes da dentição. Além disso, o leite materno ainda é muito importante para o desenvolvimento do seu filho, principalmente no primeiro ano de vida.

2. Meu bebê me mordeu, o que fazer?

Ao ter o peito mordido, a tendência da mãe é afastar o bebê rapidamente, o que tende a machucar ainda mais, já que o pequeno pode se assustar e apertar a boca com força. Além disso, alguns bebês se recusam a mamar durante um tempo por ficarem incomodados com a situação.

O ideal é fazer o contrário. Se conseguir, mantenha a calma e aproxime mais o seu bebê do peito. Dessa maneira, ocorrerá uma leve pressão no nariz contra a mama, fazendo com que seu o pequeno se sinta desconfortável e solte o mamilo. Você também pode colocar o seu dedo limpo entre as gengivas do seu bebê para fazê-lo soltar.

3. Como evitar ser mordida novamente?

É interessante entender em quais situações o bebê pode morder o peito. Na maioria das vezes, isso acontece quando ele já está satisfeito, no final da mamada. Para reconhecer o momento, tente sentir quando a intensidade da pega diminuir, indicando que seu filho não quer mais se alimentar.

Além disso, veja se a pega do bebê está correta. Quando o pequeno está bem posicionado, com a língua mais à frente, entre os dentes e o mamilo, dificilmente machucará a mãe com os dentinhos. Se ele dormir enquanto mama, retire-o do peito, colocando o seu dedo limpos entre as gengivas dele para evitar a mordida.

4. Como amamentar bebê com dentes sem problemas?

As mordidas não são de maldade, pois resultam do incômodo que o nascimento dos dentes causa. Por isso, antes de amamentar, ofereça um pano enrolado em um cubo de gelo ou um mordedor congelado. Assim, as gengivas do bebê ficam um pouco “dormentes”, o que evita incômodos durante a amamentação.

Você pode massagear a gengiva do bebê com o dedo limpo antes de alimentá-lo, para aliviar o desconforto. Também pode experimentar diferentes posições de amamentação para entender qual fica mais confortável para os mamilos.

Outra dica é evitar o uso de mamadeiras e de chupetas. Além de promoverem o desmame precoce, esses objetos podem “acostumar” o bebê a morder. Dessa forma, quando o pequeno for mamar no peito, também poderá mordiscar o seu mamilo.

Os benefícios da amamentação até pelo menos os 2 anos de vida são incontestáveis. Ela ajuda na saúde e no desenvolvimento físico e emocional do pequeno. Entretanto, nem sempre amamentar bebê com dentes é fácil, por isso, não sinta a obrigação de dar o peito caso os desconfortos se tornarem constantes.

No aplicativo Kinedu, você encontra atividades para ajudar na amamentação e no desenvolvimento do seu filho. Baixe GRÁTIS o app aqui!

Mama, mas não morde! Por que os bebês mordem…

Muitas mães entram em contato comigo diariamente para se queixar que o bebê está mordendo sua mama. Muitas vezes há dor, desconforto ou até mesmo machucados. A amamentação deve ser um momento agradável, prazeroso, de contato, porém a dor interfere e muito.

Precisamos compreender o que significa o morder no bebê, algumas de suas causas e como agir nesses momentos. O importante é ter muita paciência e convicção de que o bebê não faz isso por raiva da mãe. É um processo natural tanto do desenvolvimento psicoemocional quanto físico.

Do ponto de vista psicanalítico, o bebê morde como uma das atividades de sugar e digerir, já que se encontra na fase oral.

Como o bebê não tem consciência de si, da mãe e de que o seio é parte dessa mãe, o desejo de morder surge e gera prazer, especialmente no período que anterior à erupção dentária.

Além disso, o morder antecede à fala e esta última está emocionalmente ligada a fantasias derivadas do sugar, morder, digerir e defecar, por isso as primeiras palavras de um bebê estão associadas aos sons de sensações que a criança experiencia e lhe geram prazer. Isso se mantém por toda a vida do indivíduo.

Leia também:  Quem Matou Antonio Em Ninguem Como Tu?

No período de erupção dentária, a mordida surge e esta etapa é denominada oral canibalística, em que o bebê morde o seio com o surgimento da agressividade. Nesse momento, o bebê consegue demonstrar, por meio da mordida, angústia, frustração, dor, ansiedade ou impotência e tais expressões são necessárias ao seu desenvolvimento psicoemocional.

Muitas mães tendem a perceber as mordidas como hostilidade contra elas, como se o bebê as estivesse agredindo, fato que pode levar ao desmame precoce e até mesmo à redução ou cessação completa da produção láctea.

Realmente há uma agressividade no ato, porém não é contra a mãe, mas um processo de destruição do objeto (no caso a mama) antes de incorporá-lo. Morder é marcar alguém; a mordida é uma palavra.

  • Do ponto de vista físico, o bebê pode morder por algumas situações:
  • – quando está com sono,
  • – quando se distrai durante a mamada,
  • – quando apresenta alguma disfunção oral,
  • – quando utiliza bicos artificiais,
  • – quando quer a atenção da mãe
  • –  quando está na fase de erupção dentária, devido ao incômodo.
  • – quando o bebê começa a adquirir a percepção de que pode morder e o faz para conhecer o mundo e os objetos, por prazer oral (além de sugar, lamber e colocar tudo à boca, a mordida é uma forma de prazer oral),
  • – quando o fluxo de leite é aumentado, ele morde para controlar o mesmo
  • – quando a mama está muito cheia
  • – quando está mal posicionado
  • – quando está sofrendo algum tipo de stress

Quando o bebê morder, a mãe pode tomar algumas atitudes, levando sempre em consideração que este ato é normal. Paciência para lidar com a situação é imprescindível, pois o bebê está testando e aprendendo.

  1. – dizer não com firmeza, sem gritar ou assustar o bebê
  2. – interromper a mamada e questionar se já terminou (você pode colocar seu dedo mínimo no canto da boca para interromper a amamentação sem machucar a mama, só retirando a pressão intraoral)
  3. – dar atenção para o bebê durante a mamada (deixar outras atividades e olhar, conversar, acariciar, embalar)
  4. – se necessário, deixar outra pessoa pegá-lo por um tempo, especialmente se ele insistir em morder
  5. – oferecer mordedores se ele estiver na fase de erupção dentária
  6. – tirar do seio quando estiver satisfeito ou quase dormindo, para evitar mordidas

– oferecer a mama apenas quando ele desejar. Muitas vezes o fato de oferecer amamentação sem o bebê solicitar desencadeia a mordida, que é um reflexo de proteção à alimentação e ocorre normalmente quando não deseja mais se alimentar.

Não tape o nariz do seu bebê, não grite, não brigue com ele, não se negue a amamentá-lo. O que ele receber nessa fase, é o que poderá fornecer às pessoas mais tarde.

Se receber agressão, dará agressão, se receber amor e compreensão, é isso que terá condições de disponibilizar!

Dr. Juarez Ribeiro Lippi

O que fazer se o bebê está mordendo o peito?

Mordidas no peito são uma reclamação comum das mães que amamentam – algumas chegam até mesmo a pensar em desmame por esse motivo. Vamos entender porque elas acontecem e o que pode ser feito para evitá-las.

O primeiro ponto que deve ser analisado: é mordida mesmo? Em alguns casos, o bebê não está de fato mordendo a mãe, mas ela tem essa sensação, pois sente dor e o peito acaba ferido. Vamos falar sobre as possíveis causas de “falsas mordidas” e, logo em seguida, falaremos das mordidas verdadeiras.

Pega errada O bebê recém-nascido ainda está aprendendo a mamar; portanto, precisa aprender a pega correta para não ferir o peito da mãe. Se o bebê perde a pega quando está sonolento, é preciso ficar vigilante para agir antes que ele tente segurar o mamilo que escorregou com uma “mordida”.

Para evitar esse problema, sugerimos que logo que o bebê começar a ficar “molinho” a mãe coloque o dedo mindinho no canto da boca do bebê, de forma que, se os lábios escorregarem, o bebê vai morder o dedo, e não o mamilo.

Não tente tirar o mamilo da boca do bebê quando ele ainda está sonolento pois poderá acordá-lo, apenas mantenha o dedo no canto da boca até que o bebê termine de adormecer para depois tirar o mamilo.

Freio de língua curto Se o bebê tem o freio curto, então ele precisa ser avaliado por um profissional, pois em muitos desses casos ele não consegue fazer a pega correta e acaba “mordendo” o peito da mãe.

Confusão de bicos Quando o bebê usa mamadeira, chupeta, copo com bico/canudo, ou se a mãe usa bico intermediário de silicone, pode estar acontecendo problema na pega por causa desses utensílios e isso é sinal de confusão de bicos.

Não importa se os bicos foram dados na saída da maternidade, se após o retorno ao trabalho ou se em ausências ocasionais da mãe – em qualquer situação há riscos. Um único uso de mamadeira, por exemplo, pode prejudicar a pega e causar mordidas.

Copo de treinamento também pode prejudicar a pega, mesmo se usado sem válvula.

Nascimento de dentes Quando os dentes nascem, a gengiva do bebê pode doer e coçar, e alguns bebês usam tudo o que estiver ao seu alcance para aliviar o desconforto, até mesmo o peito da mãe. É possível ajudar o seu bebê a aliviar o desconforto recorrendo a mordedores, picolé de leite materno e massagens com as pontas dos dedos na gengiva do bebê.

É interessante oferecer esses recursos para ele se distrair durante o dia, tendo atenção especial no momento antes da mamada.

Caso o dente esteja rompendo ou já tenha rompido, considere que o bebê ainda não se habituou aos novos “habitantes” da boca e pode levar algum tempo para que a pega se ajuste, portanto fique de olho na pega: peça para o bebê abrir um “bocão” quando for mamar.

Dente lascado ou quebrado Há casos em que o bebê quebra o dente parcialmente e ele não é restaurado de imediato, então a mãe começa a ser “mordida” pelo bebê. Depois que o dente é restaurado a sensação de mordida some – ou seja, o dente lascado estava roçando no mamilo e causava essa sensação de mordida. Se você desconfia que possa ser o seu caso, procure um dentista.

Boca ferida ou doente É importante avaliar cuidadosamente a boca do bebê procurando qualquer situação diferente que possa estar causando incômodo. Estomatite, sapinho e aftas podem fazer com que mamar seja bem dolorido e por isso o bebê pode ter irritação ou mesmo morder o seio materno ao ser amamentado.

Caso identifique marcas, feridas ou aftas na boca do bebê que causem incômodo ou dor não force a mamada.

Nesse caso, é conveniente que seja oferecido leite materno ordenhado em um copo e que procure auxílio médico; assim, evita-se que o desconforto se transforme em greve de amamentação e qualquer outro dano ao bebê.

Mordidas verdadeiras Durante a fase oral, que vai do nascimento até cerca de 18 meses, o bebê usa a boca para conhecer e experimentar o universo ao seu redor.

É um momento marcado pela necessidade elevada de sucção, que deve ser saciada no seio. Por isso, alguns bebês mordem a mama da mãe e, quando já têm dentes, pode ser doloroso demais.

Mesmo sendo algo característico dessa fase, isso não significa que não devemos fazer nada para tentar amenizar as ocorrências.

Se o bebê morde quando a mãe está distraída, pode ser que ele esteja usando a mordida para chamar a atenção materna. Como amenizar ou resolver o problema? Com carinho, brincadeiras, caprichar no contato olho no olho.

O bebê também sente a agitação do local e pode tentar demonstrar seu medo, agitação e insegurança com essas mordidas desagradáveis. Caso você esteja em um recinto agitado, desconhecido ou com visitas em casa, o ideal é tentar se retirar para um local mais calmo, de modo que o bebê mame mais tranquilamente.

Alguns bebês maiores podem acham entediante ficar “só mamando”, procuram mais atividades para fazerem enquanto são amamentados e, por conta disso, acabam descobrindo a “diversão” de mordiscar o mamilo da mãe enquanto mamam. Nesse caso, brinquedinhos ou colares de amamentação podem ajudar a distrai-lo e evitar mordidas.

E quando está tudo bem e o bebê simplesmente morde porque quer, ou porque acha divertido? A mãe deve tomar uma atitude para que o bebê entenda que morder não é bom, não é divertido.

Não grite; tire o peito da boca do bebê introduzindo o seu dedo mindinho na lateral da boca para conseguir retirar o mamilo sem machucar mais e fale com voz firme que não é para morder. Não repreenda demasiadamente, mas também não brinque.

Manter a postura séria, mesmo que o bebê sorria, faz com que o entendimento dele seja maior, pois a expressão da mãe representa muito mais para o bebê do que as palavras.

Use frases curtas, sem muitas palavras, como por exemplo, “morder dói na mamãe”. Por fim, espere uns minutos antes de oferecer o peito novamente. Sempre que a situação se repetir, busque ser consistente nas atitudes, repetindo continuamente a mesma ação e as mesmas palavras, se possível, pois o bebê associará “morder = sem peito”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*