Como Evitar Que Email Seja Spam?

Não há nada mais desagradável do que abrir o e-mail e encontrar uma série de SPAMs, certo?

Bom, em partes! Garanto que não encontrar aquele e-mail que você tanto gosta porque ele foi parar na caixa de SPAM pode ser tanto ou mais desagradável.

Agora imagina o pesadelo que isso pode se tornar se é você quem prepara um super e-mail e ele acaba indo parar no SPAM de sua base?! Não gosto nem de pensar!

A boa notícia é que é possível evitar que seu e-mail caia no SPAM! E é sobre isso que vamos falar neste artigo!

Confira aqui as as principais características do SPAM e-mail, porque ele é tão prejudicial e de que forma evitar que o seu e-mail vá parar na caixa de SPAM de seus Leads e clientes.

Vamos lá?

Chega de SPAM E-mail!

Todo o tipo de mensagem enviada em massa e sem a solicitação prévia dos destinatários é considerada SPAM.

O SPAM e-mail prejudica muito as ações sérias de marketing digital, além de interferir no funcionamento de sistemas. Além disso, podem se tornar algo incômodo e muito prejudicial na medida em que podem abrir espaço para invasores e práticas criminosas como roubo de dados, fraude e disseminação de vírus.

A grande questão é que, muitas vezes, a intenção de quem enviou não era essa, muito pelo contrário. E, por alguma razão (que vamos descobrir mais abaixo) um e-mail sério e com conteúdo valioso foi considerado automaticamente como um SPAM pelo provedor.

Como Evitar Que Email Seja Spam?

Uma das principais razões pela qual um e-mail é considerado SPAM está relacionado a configuração dos filtros de e-mail anti-SPAM. E evitar isso não depende só do destinatário, pois está diretamente relacionada à utilização de boas práticas pelos remetentes.

SPAM = Monty Python + presunto

  • Antes de nos aprofundarmos sobre o que faz ou não um e-mail ser considerado SPAM vamos voltar um pouco no tempo e entender de onde vem esse nome…
  • Dentre as diversas versões sobre a origem do nome SPAM, a mais aceita envolve uma marca de presuntos enlatados americana e o programa de humor Monty Python.
  • A marca em questão é a SPAM, uma abreviação de spiced ham (tradução: presunto apimentado),ou seja SPiced hAM.
  • E o que Monty Python tem a ver com isso?
  • É que durante um quadro do programa, uma cena mostrava uma senhora lendo o cardápio de uma lanchonete no qual todos os pratos eram acompanhados pelo presunto SPAM.
  • E mesmo a personagem dizendo que não gostava e não queria SPAM, as outras pessoas continuavam insistindo no “acompanhamento”.
  • Dessa forma, após uma enquete do grupo Monty Python, o termo SPAM acabou virando sinônimo de alguma coisa ruim que os outros insistem em “empurrar” para você.

O que caracteriza um SPAM?

  1. No geral, existem duas situações mais comuns que acabam fazendo com que um e-mail vá parar na caixa de SPAM.
  2. 1 – A primeira situação é quando o próprio usuário marca uma mensagem como SPAM.

  3. Em alguns casos, foi o próprio usuário que fez o cadastro para receber o e-mail, mas por algum motivo,como por exemplo a insatisfação com a empresa ou mesmo esquecimento, acaba marcando a mensagem como SPAM.

  4. 2 – Já a outra causa provável do envio de e-mail para a caixa de SPAM é o próprio sistema de controle anti-spam dos provedores como Gmail, Outlook, Hotmail, entre outros.

  5. Esses sistemas identificam determinados fatores por um padrão comum de mensagens e os enviam automaticamente para o SPAM.
  6. Alguns tipos de e-mail, que costumam ter esses padrões, têm  maior chance de serem considerados como SPAM por provedores. São eles:

Propagandas

Talvez o tipo mais comum de SPAM e-mail seja aquele repleto de propagandas, enviado por empresas pouco conhecidas ou novas no mercado. Isso acontece principalmente porque essas empresas compram listas de e-mail ao invés de conquistá-las.

Como Evitar Que Email Seja Spam?

Boatos

Histórias falsas, com tons sensacionalistas e com o intuito de fazer com leitores compartilhem e encaminhem a mensagem para seus outros contatos.

Correntes

Uma das formas mais antigas de SPAM e muito semelhante aos boatos, as correntes também induzem os destinatários a encaminhar a mensagem.

Normalmente, esse tipo de e-mail promete algum benefício ou prêmio para quem encaminhá-lo para X pessoas. Nem precisa dizer que isso é mentira, né?!

Golpes

Por muito tempo, criminosos da internet enviavam (e ainda enviam) e-mails com ofertas enganosos levam o usuário a um site clonado ou mesmo um e-mail que se passa como se tivesse sido enviado por alguém da sua lista ou amigo.

Outro tipo de golpe cada vez mais comum são e-mails que parecem ser enviados por algum prestador de serviço com alguma cobrança, mas na verdade são mais uma tentativa de extorquir dinheiro dos usuários.

Como Evitar Que Email Seja Spam?

Esse tipo de SPAM é um dos mais perigosos, pois a maioria deles têm como objetivo roubar dados e senhas.

Vírus maliciosos

Esse tipo de e-mail busca fazer com que o destinatário baixe algum arquivo malicioso, como boletos e documentos. Tudo falso, é claro, e repletos de vírus!

10 cuidados para evitar que seu e-mail vá para o SPAM?

Ok! Já sabemos que os e-mails que você envia não se encaixam em nenhum desses listados acima, certo? Bom, espero que sim!

  • Afinal de contas, o SPAM e-mail pode prejudicar muito o seu negócio, colocando em risco a segurança dos dados pessoais e empresariais, a integridade de seus e-mails e da própria marca, e também o IP de sua ferramenta de envio e automação.
  • Conheça algumas dicas fundamentais para evitar que sua mensagem seja considerada um SPAM e-mail.
  • Como sabemos, o e-mail marketing é uma das principais e mais poderosas ferramentas do marketing digital e por isso, é de extrema importância que essa mensagem chegue bem direitinho na caixa de entrada do seu público-alvo.
  • E para ajudar você a fazer com que seu e-mail marketing chegue na caixa de entrada e cumpra o seu papel, preparamos algumas dicas matadoras. Confira:

1. Escolha bem a sua ferramenta de envio

É preciso conhecer muito bem a reputação da empresa que você irá contratar para realizar o envio de e-mails em massa.

As sugestões são:

Email SPAM: Como Evitar que Meu Email Seja Considerado SPAM?

Uma das maiores preocupações dos empreendedores digitais que trabalham com E-mail Marketing é justamente como evitar que o e-mail caia na caixa de SPAM.

O Email SPAM é algo muito comum e prejudicial nos dias de hoje. Não existe uma fórmula magica capaz de impedir que seus e-mails não caiam no lixo eletrônico, mas, existem técnicas que reduzem consideravelmente essas chances.

No Checklist que criei certo tempo atrás eu falo sobre 10 coisas que você não pode deixar de fazer quando estiver trabalhando com e-mail marketing. Lá você encontrará dicas que complementarão este artigo e que te ajudará a reduzir o risco de ser taxado como SPAMMER.

O artigo de hoje aborda 12 dicas eficazes para evitar ou amenizar a queda dos seus e-mails na caixa de SPAM.

Vejamos…

Como Evitar Que Email Seja Spam?

# Dica 01 – Construa sua lista de contatos

  • Algo importante que você deve entender acima de qualquer coisa é que não vale a pena comprar listas de e-mails.
  • Não adianta você comprar uma lista com 20 ou 30 mil leads e enviar e-mails para essas pessoas sem que elas tenham concedido a permissão para recebê-los.
  • Muito provavelmente você será taxado como o rei do SPAM, e isso não é nada bom para sua reputação.
  • O ideal é você construir sua lista do zero, oferecendo algo em troca do e-mail do assinante e posteriormente fazer os envios esporádicos para os contatos.

Outra prática que você deve abolir é a captação de e-mails em fóruns, redes sociais e etc. Nunca pegue um e-mail que não tenha sido concedido por livre e espontânea vontade.

Para te ajudar eu tenho outro artigo que fala justamente sobre isso e ensina como construir uma lista de e-mail eficaz. Clique Aqui!

# Dica 02 – Utilize Double Optin

  1. Double optin é um mecanismo utilizado pelos serviços de e-mail marketing que possibilita o usuário configurar os formulários para que os assinantes tenham que confirmar sua inscrição, para que assim possam receber a isca digital e consequentemente fazer parte da lista de contatos.

  2. A diferença do Double Optin para o Optin simples é justamente essa questão de confirmação por etapas.
  3. Enquanto que no simples optin a confirmação é feita de forma imediata, no double optin o usuário precisará realizar algumas etapas para confirmar sua inscrição.

  4. Mas Wilker, se eu utilizar o Double Optin  a quantidade de contatos que irá se inscrever na minha lista irá diminuir, correto?

Exatamente.

Porém, os contatos que irão dar prosseguimento no processo de inscrição estarão mais engajados e com certeza mais convictos que realmente querem receber o seu conteúdo.

Outro fator que pesa para essa escolha é que no simples optin você corre o risco de receber muitos e-mails falsos, o que acaba gerando muito Bounces e com isso aumentando suas chances de ir para o SPAM.

Portanto, utilize sempre o Double Optin na sua estratégia de e-mail marketing.

# Dica 03 – Autenticar remetente e adicionar CNAME

  • Alguns serviços de e-mail marketing oferecem a possibilidade de autenticação do remetente e adição do CNAME.
  • Esses procedimentos ajudam os ISPs (serviços de correio, Hotmail, Gmail e etc) a verificarem a autenticidade do seu e-mail.
  • Este é um processo mais técnico, porém, não é difícil de ser realizado. No artigo abaixo eu mostro como fazer este procedimento na ferramenta E-goi, veja:
  • >> Como Autenticar o Remetente no E-goi e Melhorar a Taxa de Entrega em 100% Baixar E-book Clique Aqui Para Baixar o E-book Clique Aqui Para Baixar o E-book
Leia também:  Como Calcular A Quantidade De Agua Que Devemos Beber?

Saiba como fazer seu e-mail não cair no spam em 7 passos

Nos últimos tempos, uma das estratégias de marketing digital mais promissora tem sido o envio de e-mails para o público-alvo e os leads de uma empresa, o chamado e-mail marketing.

O investimento no disparo desse tipo de mensagem eletrônica permite divulgar um produto ou serviço e ajuda a criar um relacionamento mais próximo com os consumidores.

Infelizmente, muitas mensagens não chegam sequer ao usuário e se tornam lixo eletrônico. Para evitar esse tipo de situação, existem algumas maneiras de como fazer para o e-mail não cair no spam e você conseguir atingir o seu alvo.

Pensando nisso, vamos apresentar sete dicas que ajudam a configurar o e-mail para aumentar a eficiência de entrega dos seus disparos e evitar que eles caiam na caixa de spam dos seus leads. Acompanhe a leitura!

Como Evitar Que Email Seja Spam?

1. Construa sua própria base de leads

O software presente nos serviços de e-mail está sempre atento à forma que os destinatários reagem ao recebimento da sua mensagem. Dessa forma, esse sistema permite identificar quando uma mensagem está sendo enviada aleatoriamente para um grande número de endereços eletrônicos.

Essa prática leva o remetente a ter uma baixa reputação e, assim, as próximas mensagens poderão ir para a caixa de spam e, até mesmo, serem bloqueadas, resultando em um alcance menor.

Confira as práticas mais comuns que geram baixa reputação:

  • e-mails ignorados e excluídos por muitos usuários;
  • e-mails marcados como spam pelos clientes;
  • e-mails enviados para endereços eletrônicos inválidos ou inativos;
  • e-mails enviados para spamtraps (endereço criado propositalmente, para identificar spammers).

Por outro lado, se o destinatário abre o e-mail, clica no link, responde, encaminha para alguém, por exemplo, o sistema aumenta a reputação do remetente. E, como consequência, os próximos e-mails têm maior chance de entrar na caixa principal (inbox) e, portanto, mais chance de serem acessados e visualizados.

Você não quer que o seu negócio sofra represálias, não é mesmo? Por isso, os e-mails devem ser enviados com o consentimento prévio dos consumidores. Assim, evite disparar mensagens para pessoas que não deram autorização para isso.

2. Utilize uma ferramenta adequada para o disparo de e-mails

Escolha uma ferramenta de uso fácil, que disponibilize um suporte eficiente e que faça o disparo de e-mail marketing. Antes de contratar, procure saber a avaliação e a reputação do IP da empresa.

Veja se ela mantém o monitoramento das pontuações dos endereços de IP que ela usa (sender score) e como eles são considerados.

Muitos provedores têm softwares que detectam a reputação do IP que é usado pelo remetente no disparo de e-mails. Se ele for considerado ruim, as chances de alcance ao público serão bem menores.

Se o número reclamações for alto e a quantidade de spamtraps for grande, é um sinal de que a ferramenta tem uma reputação baixa, e o e-mail que for disparado cairá diretamente na caixa de spam ou será bloqueado.

3. Forneça a opção de descadastramento

Manter um bom relacionamento com o público é uma estratégia de extrema relevância. Entenda que os clientes podem não ter mais interesse no seu produto, ou, pelo menos por um tempo. E, sendo assim, eles têm todo o direito de não quererem receber mais o seu contato.

A insistência contínua no disparo de e-mails indesejados pode causar desprezo e gerar uma imagem negativa no potencial lead. Por isso, é importante que você dê ao cliente o direito de retirar o endereço de e-mail dele da sua lista de contatos. Essa medida é resolvida de uma maneira bem simples: por meio do descadastramento.

No próprio corpo do e-mail você pode disponibilizar a opção de descadastramento. Pense em uma frase simples, como “clique aqui se não quiser mais receber nossos e-mails” e deixe um link disponível para realizar esse procedimento.

4. Faça os disparos com frequência adequada

É importante manter a regularidade no envio do conteúdo. A periodicidade pode variar conforme o segmento do negócio e a preferência e segmentação da sua base de público. Muitas pessoas têm pouco tempo livre para abrir e-mails, assim como aquelas que foram recentemente adicionadas têm maior interesse na frequência maior de envios.

Por outro lado, se a frequência dos envios for pequena, o usuário perderá interesse na sua marca e poderá migrar facilmente para o concorrente, marcando o seu e-mail como spam.

Spam – O que é e como evitar que seu email seja considerado spam

Email de spam, ou também conhecido como lixo eletrônico, é uma mensagem indesejada recebida normalmente por um contato não autorizado a enviar mensagens à você. Os emails de spam mais comuns são para fins comerciais, mas também podem ter como objetivo afetar o computador do seu destinatário com algum vírus.

Em 1978, um gerente de marketing chamado Gary Thuerk realizou um envio de email em massa, anunciando a promoção de um novo modelo de computador. Esse envio foi feito para aproximadamente 400 pessoas e gerou uma receita de quase U$ 13 milhões.

Apesar da grande receita gerada, esse também ficou conhecido como o primeiro envio de spam da história do email, pois ele não tinha autorização para realizar envios para aqueles contatos. Então, tão rápido quanto alguns destinatários compraram, outros iniciaram as reclamações do envio não solicitado.

O que é Spam?

A expressão “spam” é , originalmente, uma palavra usada para referir-se a um produto alimentar, um tipo de carne enlatada.

O termo spam passou a ser usado também para referir-se a mensagens não solicitadas após o grupo humorístico britânico Monty Python usar essa palavra, de forma exaustiva, em uma de suas esquetes. Veja aqui o vídeo com a referência.

Independente da origem da expressão, email spam é toda mensagem não solicitada, seja pela autorização prévia ao remetente, ou pelo conteúdo enviado. Em “mensagem não solicitada”, significa que o destinatário daquele email não concedeu permissão para que o envio da mensagem fosse realizado.

Diferença entre email marketing e spam

A principal diferença entre email marketing e spam está na permissão do endereço de e-mail do destinatário. Ou seja, um spammer é quem envia uma grande quantidade de emails para destinatários que não autorizaram previamente este envio.

email marketing é o envio de email onde os contatos concordaram previamente com o recebimento das mensagens.

Portanto, o significado de spam está em mensagens indesejadas. Mesmo que você tenha a permissão de um contato, se o conteúdo da mensagem não foi o que o destinatário concordou em receber e, dessa forma, não é de interesse dele, seu email pode ser considerado spam.

Muitos ainda acham que envios de spam são apenas aqueles feitos para roubar dados de destinatários. Esses tipos de mensagens de spam têm uma classificação específica no mundo do email, são os chamados “Golpes de Phishing”.

Os Golpes de Phishing são realizados através do envio de email em nome de alguém sem autorização, com o intuito de enganar seus destinatários para que forneçam dados pessoais (como por exemplo, senhas, contas bancárias, etc) ou até para espalhar softwares mal-intencionados/vírus.

Assim, mesmo que seu envio marketing seja para divulgar seu produto ou serviço e não tenha a intenção de roubar dados, mas você não tem a permissão prévia de enviar o conteúdo que está enviando, sua mensagem é um spam e pode cair na caixa de spam.

Como funcionam os filtros anti-spam

Bem como não gostamos de ter nossa caixa de emails lotada de diferente tipos de spam, os provedores de email também não gostam de recebê-los, pois geram processamento de dados, armazenamento desses emails não solicitados e também reclamações por parte dos usuários.

Por essa razão, boa parte dos provedores possuem filtros anti-spam, com objetivo de rejeitar mensagens indesejadas ou até direcioná-las para uma pasta específica, separando-as das mensagens reais, a caixa de spam.

Cada filtro anti-spam possui suas regras e características específicas. E, sempre que, identificado suas regras e vulnerabilidades, são atualizados, criando novas regras para evitar o recebimento de mensagens de spam.

Provedores como o Gmail, possuem filtros com base nas validações de interesse dos usuários

Envio emails que chegam como spam. De que forma evitar?

Regra n.º 1 para entregar emails no inbox: não existe fórmula mágica! Ninguém nem nenhum sistema pode garantir que os seus emails cheguem à caixa de entrada dos destinatários (tal como ninguém pode entrar de repente em casa de qualquer outra pessoa só porque apetece :).

Mas não se preocupe, é aqui que vem a regra n.º 2, ainda mais importante: se cumprir sempre todas as normas do email marketing, maximizará as hipóteses de entrar no inbox!

Que normas são essas? Ao usar o E-goi já cumpre várias delas, mas mesmo assim é fundamental seguir as recomendações que aqui apresentamos (clique no infográfico abaixo para ver um resumo delas).

Envie emails só às pessoas que deram autorização para receber os seus emails

Esta nunca falha! É de longe a principal razão para que um email caia no spam. Os grandes ISP (serviços de correio), como o Gmail, Hotmail e Yahoo, estão sempre atentos à forma como as pessoas reagem aos emails.

Leia também:  Como Conquistar Um Rapaz Que Ja Gostou De Mim?

Quanto mais essas pessoas abrem, respondem, reencaminham ou clicam nos emails que recebem, mais os ISP aumentam a reputação de quem fez o envio.

E quanto maior essa reputação, mais facilmente os emails entram no inbox (para ver a reputação que tem neste momento, basta ir ao menu no canto superior direito da sua conta E-goi).

Mas cuidado! Os seus emails ficarão com péssima reputação se forem:

– Ignorados e eliminados pela maioria das pessoas (muitas das quais se removem)

– Marcados como spam por muita gente
– Enviados para muitos endereços inválidos ou abandonados (chamam-se “bounces” e abundam em listas de contatos antigas)
– Enviados para spamtraps (um spamtrap é um endereço de email criado de propósito para identificar spammers – qualquer lista de contatos comprada ou recolhida em massa da Web está cheia deles e basta um único para arruinar a sua reputação!)

Os ISP detestam envios com má reputação e filtram-nos logo para a pasta de spam ou até impedem a entrega por completo. Se a sua reputação cair, a sua conta E-goi pode mesmo ser bloqueada automaticamente!

Só existe uma forma de prevenir esta situação: envie sempre os seus emails apenas para quem confirmou de modo prévio e explícito que quer receber esses emails (preferencialmente através de um formulário de inscrição com double opt-in). Para confirmar se a sua lista de contatos segue as regras, clique no infográfico abaixo.

Aumente o interesse do seu público pelos seus emails

Construir uma base de dados totalmente consentida é um excelente feito (parabéns! :), mas bombardear essas pessoas com emails chatos ou irrelevantes não vai correr nada bem.

Lembra-se do que dissemos sobre a reputação de envio no ponto anterior? Para os ISP, o que interessa é o comportamento das pessoas (chama-se “engagement”)! Se elas reagirem com indiferença aos seus emails, raramente abrindo ou clicando, a sua reputação de envio vai por água abaixo; portanto é importantíssimo que os seus emails estabeleçam um vínculo de confiança com a sua audiência.

Como? Siga estas dicas:

1) Confirme que o seu formulário de inscrição diz claramente que as pessoas que se inscreverem vão receber emails sobre um determinado tema. Refira também a frequência de envio (semanal, quinzenal, etc.).

2) Assegure-se de que faz os envios tal como indicado no formulário e coloque um textinho em todos os seus emails que diz às pessoas onde e quando se inscreveram, para que não restem dúvidas (o E-goi pode fazer isto automaticamente).

3) Envie emails que vão precisamente ao encontro do que as pessoas pediram. Se se inscreveram para receber informações sobre X, não fale sobre Y ou Z. Use o E-goi para segmentar os seus envios.

4) Esforce-se para que o conteúdo dos seus emails seja tão pertinente e apelativo quanto possível, incentivando as pessoas a abrir, clicar e compartilhar.

No título (assunto) do email, procure usar um texto curto (menos de 40 caracteres) que identifique nitidamente o tema e o autor.

Não podemos dar dicas mais específicas (tudo depende da sua área de negócio e tipo de audiência), mas as pessoas têm que gostar tanto dos seus emails que mal podem esperar por abri-los.

Para isso, é fundamental que o que tem a dizer a essas pessoas seja extremamente interessante para elas e que represente algo único, que não consigam encontrar em mais lado nenhum. Teste regularmente diferentes conteúdos e estilos visuais para descobrir os que geram a melhor resposta do seu público (os split-tests do E-goi podem dar-lhe uma ajuda preciosa).

5) Faça envios frequentes, mas não abuse.

Os ISP gostam de emails enviados com regularidade, portanto evite campanhas esporádicas (sobretudo para listas alugadas ou de um parceiro seu), já que podem destruir toda a sua reputação! Por outro lado, se precisar de enviar muitos emails todos os dias (como é o caso dos sites de compras em grupo), divida a sua lista de inscritos em segmentos pequenos e faça um envio para cada segmento (experimente usar o nosso sistema de templating, que trata desse envio automaticamente).

6) Limpe regularmente a sua lista de contatos. É boa ideia filtrar os contatos desnecessários trimestralmente e ficar só com os que costumam abrir e clicar nos seus emails. Em seguida, envie aos restantes contatos uma última campanha para confirmar se querem continuar inscritos (ex.

“Olá, é só para lembrar que se inscreveu para receber os nossos emails na data X. Continua com interesse em recebê-los?”).

Esta campanha de confirmação, aliás, deve ser sempre levada a cabo se não fez envios para a lista há muito tempo (mais de 1 mês), pois as pessoas tendem a esquecer-se e provavelmente marcarão os seus emails como spam se começarem a recebê-los de repente.

Autentique manualmente o seu remetente (e adicione o nosso CNAME ao seu domínio de envio)

Além de verem como as pessoas reagem aos seus emails, os ISP fazem uma vistoria técnica para confirmar que a sua identidade é verdadeira.

Por isso, quando envia os seus emails pelo E-goi, tem que dizer aos ISP que nos deu autorização para fazer o envio em seu nome. É para isso que serve a autenticação do remetente.

O E-goi já faz esta autenticação automaticamente, mas os ISP gostam ainda mais se for feita à mão. Normalmente a empresa que aloja o domínio do seu remetente consegue executar esta operação em poucos minutos.

Basta seguir o nosso guia.

Mas mesmo com o remetente autenticado, os seus emails vão com um dos nossos domínios de envio, que são partilhados com outros clientes E-goi. Ora se algum desses clientes se portar mal e fizer um envio que deixa os ISP irritados, essa irritação também pode trazer problemas aos seus emails.

A solução é inserir o CNAME do E-goi no seu próprio domínio de envio, o que não só serve de “armadura”, como tem a vantagem de mostrar esse domínio a aparecer em todos os links dos seus emails (em vez do domínio do E-goi).

A colocação do nosso CNAME é semelhante à autenticação do remetente: basta seguir o nosso guia.

Verifique se o conteúdo tem problemas

Mesmo emails autenticados, pertinentes e enviados com regularidade para uma lista de contatos interessados em recebê-los podem cair no spam. Se já seguiu todas as recomendações acima referidas, o problema está possivelmente em algum elemento do conteúdo que faz disparar os filtros:

1) Qual é a sua pontuação no teste do SpamAssassin? Trata-se de um dos filtros mais utilizados nas empresas e detecta os principais conteúdos “spaminosos”. Pode fazer este teste ao editar o seu email no E-goi (é até obrigatório fazê-lo antes do envio).

2) Confirme que o código HTML dos seus emails é adequado para email marketing e que as imagens nele incluídas são levezinhas (os ISP detestam emails com HTML muito grande e imagens pesadonas).

Se criar o seu email com o nosso editor Easygoi, não deve ter problemas, pois gera código em boas condições e redimensiona a utomaticamente as imagens.

Nunca faça emails com editores de páginas Web, como o Frontpage, Dreamweaver ou qualquer software com uma opção “Exportar para HTML”, a não ser que conheça HTML a fundo e seja especialista em email marketing. De qualquer forma, o E-goi faz sempre uma análise ao HTML dos seus emails antes do envio para apontar qualquer falha de maior.

3) Mude temporariamente de remetente. Comece por usar o mesmo endereço de email mas com um nome diferente. Depois experimente um endereço e nome completamente diferentes. Os emails já chegam ao inbox? Então é sinal de que o seu remetente original está numa lista negra. Se não conseguir descortinar o motivo desse bloqueio, pergunte-nos e tentaremos descobrir. 

 

Como evitar que e-mails sejam taxados como spam?

  • Quando usuários fazem mal uso no envio de e-mails, automaticamente são considerados como SPAM, isto é, e-mails não solicitados- uma prática muito ruim no ambiente virtual.
  • Para evitar que isso ocorra confira algumas práticas positivas:
  • Pontos de atenção na criação de e-mails
  • Remetente e destinatário
  • Utilize domínio próprio (ex: [email protected]) ao invés de contas gratuitas para envio de e-mail, isso evitará que o conteúdo do e-mail seja taxado como spam;
  • Não insira muitos destinatários em uma única mensagem, como também não utilize o campo em cópia (Cc) – pois expõe endereços de outros usuários e consequentemente reduz o seu spam score.

Assunto do e-mail

  • O preenchimento desse campo deverá sempre se referir ao conteúdo do e-mail enviado, dessa forma, o destinatário terá a opção de não abri-lo caso o assunto não seja do interesse dele;
  • Evite utilizar palavras relacionadas a spam, como “Trabalhe em casa”, “Clique aqui”, “Ganhe dinheiro online” e etc;
  • Evite usar letras maiúsculas e exclamações, opte por inserir um assunto simples e objetivo.

Conteúdo da mensagem

  • Não utilize cores e fontes muito diferentes, pois chamam a atenção para o conteúdo de forma negativa. Use uma mesma fonte e destaque palavras ou frases relevantes em negrito;
  • Atente-se para a gramática utilizada nas mensagens, pois e-mails com erros gramaticais não trazem confiança ao usuário, gerando uma reputação negativa;
  • Tome cuidado com envio de mensagens com pouco texto e com excesso de imagens, pois elas não são exibidas por padrão definido na maioria das plataformas de e-mails, isso fará com que o usuário tenha que optar por “Mostrar imagens no cliente de e-mail” , acarretando em uma possível redução no spam score;
  • Excesso de links não são bem vistos pelos usuários, isso reduz a credibilidade do conteúdo;
  • Em geral envio de e-mail com anexos são tidos como negativos pelos filtros de spam, por esse motivo evite-os. Procure enviar o arquivo para o servidor de hospedagem e insira o endereço gerado no conteúdo da mensagem.
Leia também:  Como Saber A Quem Pertence Um Apartado?

Envio de e-mails

  • Não reutilize listas de divulgação existentes de determinados serviços, mesmo que sejam da mesma empresa;
  • Envie e-mails somente para usuários que optaram pelo cadastro na lista de divulgação de produtos e/ou serviços.
  • Sempre respeite as escolhas dos usuários em formulários de cadastro, como também respeite as decisões de descadastramentos de listas.

Cinco configurações técnicas necessárias

1Habilite as regras de SPF no servidor, essa tecnologia colabora para combater a falsificação e evita que outros servidores enviem e-mails não autorizados em nome do seu domínio.

O registro SPF já vem habilitado por padrão nos servidores da HostGator. Caso você não o encontre na zona dns do domínio, poderá criá-lo. Confira como criar uma chave SPF

2Habilite a opção DKIM, ela garante que as mensagens recebidas não sejam modificadas e permaneçam com o mesmo remetente, ou seja, ajuda a reduzir o índice de e-mails enviados para a caixa de spam.

O registro DKIM  já vem habilitado por padrão nos servidores da HostGator

3Em envios de e-mails através de formulários, utilize a autenticação SMTP para que o remetente não seja classificado como desconhecido (Utilize a porta 587 ou 465 via conexão SSL).

4Utilize a funcionalidade Confirmed/Double Opt-In (Dupla confirmação), ela faz com que o usuário receba um e-mail de validação ao se cadastrar em uma lista de e-mail. Isso evita que o usuário seja cadastrado por terceiros e a lista de e-mail classificada como spam.

Esse é o método permitido para envio de listas de emails na HostGator

5Não utilize os modos Single Opt-In (o cliente se cadastra em uma lista mas não recebe nenhuma confirmação para validá-la) e Opt-Out (o cliente se cadastra em seu site ou adquire algum produto mas não manifesta interesse em receber e-mails de listas).

Como evitar que meu e-mail seja classificado como spam? imprimir

Certos cuidados ao montar seu e-mail marketing evitam muitas dores de cabeça futuras. Confira algumas dicas:

– Subject (Assunto)

Limite o subject (Assunto) a não mais que 50 caracteres. 5 a 8 palavras é uma quantidade razoável de informações que o usuário consegue absorver ao “scannear” sua caixa postal em busca dos e-mails que serão abertos.

 Este conteúdo de texto também está sujeito a avaliação por anti-spams e, por isso, evite utilizar no Assunto (Subject), “corpo” de sua mensagem, além do campo “De” de sua mensagem, palavras que possam ser interpretadas como SPAM. Exemplos: clique aqui, mailmkt, crédito, grátis, curso, de/para sua empresa, promoção, “$$$”, exclamações entre outros.

 Se for uma promoção, dê o nome da promoção, sem acentos e evite as expressões fiscalizadas pelos programas anti-spam (divulgue, consulte-nos, frete grátis) além das já citadas. 

OBS: Nunca escreva todo o texto do assunto em letras maiúsculas, pois a caixa alta faz com que o e-mail receba pontuação e seja classificado como spam.

– Se for uma newsletter, escolha um assunto principal e coloque-o no subject (Assunto). Os demais deixe na mensagem, apenas. 

– Cuidado com as imagens na hora de fazer seu e-mail marketing

Nunca envie apenas uma imagem como corpo de e-mail. A maioria dos serviços vai, por padrão, bloquear essa imagem e a eficiência do disparo tende a diminuir bastante.

Use alt tags nas imagens, sempre colocando um texto que descreva a imagem. 

As Alt Tags permitirão que seu e-mail seja compreendido antes do carregamento das imagens. Mapeie, insira hiperlinks e nos endereços das imagens, não use as palavras marcadas. Uma imagem hospedada em uma pasta chamada marketing, promo ou e-mailmkt vai pontuar e muito o seu template. Por que não nomear as pastas como images ou simplesmente imgs? Cai muito melhor assim, não? E não pontua.

– Equilibre seu template. Use imagens, mas também use textos. O ideal é 50% para cada. 

– Se for preciso inserir uma imagem grande no e-mail, para que a mensagem seja transmitida, é importante que ela esteja fatiada em pequenos “pedaços”, para otimizar o tempo de download. É importante recortar as imagens adequadamente, de modo que cada fatia possa ter seu próprio link. Isso evita que os links desapareçam, enquanto as imagens estão bloqueadas.

– Deixe seu HTML puro. Nada de CSSs, DIVs, Styles e Javascripts, pois todos são bloqueados nos webmails. 

– SPF (Sender Policy Framework)

Elaborar um e-mail marketing que não seja considerado como tal, é desafiador, e exige alguns cuidados técnicos muito específicos. Você sabia que os provedores de e-mail criaram mecanismos para filtrar conteúdo inútil e perigoso, impedindo que eles cheguem na caixa de entrada das caixas de e-mail? Pois é, existem algumas técnicas, que provam que você realmente está mandando o e-mail sem segundas intenções. 

– A importância do opt-out no E-mail Marketing

Para que o contato tenha a possibilidade de negar o recebimento de um E-mail Marketing, deve existir o opt-out.

Para que este conceito funcione perfeitamente, é preciso inserir em todos os e-mails marketing criados, um link com a função de descadastramento.

Uma pessoa que não deseja mais receber seus e-mails reportará o e-mail como spam e trará mais consequências negativas do que perder um contato ou outro. 

– Não compre listas de e-mails

Elas não funcionam e podem destruir sua reputação. Esse será o pior investimento que você já fez. Gastará dinheiro, queimará sua reputação e alimentará uma prática desonesta de entrar em contato com quem nunca confiou a você esse direito. Nunca envie o e-mail se não tiver autorização.

Como evitar e-mails de SPAM?

Infelizmente, é quase impossível evitar o envio de SPAM por completo, mas existem algumas coisas que poderá fazer para o reduzir.Abaixo, listamos algumas dicas e sugestões que poderão ajudá-lo(a) a evitar SPAM.

Não partilhe o seu endereço de e-mail
Utilize um endereço de email descartável na Internet
Ativar Antivírus no painel de controlo
Bloqueie um remetente ou crie filtros no Webmail

Não partilhe o seu endereço de e-mail

Se os remetentes de SPAM não conhecem o seu endereço de e-mail, eles não poderão utilizá-lo. Por esse motivo, deverá partilhar o seu e-mail apenas com pessoas e organizações que conheça e confie. Nunca publique o mesmo na Internet, e não utilize o mesmo para aquisição de serviços, newsletters ou redes sociais.

Se for necessário publicar o seu endereço, por exemplo no seu sítio web, é uma boa ideia disfarça-lo. Pode fazê-lo substituindo símbolos por letras, como por exemplo: “suporte ARROBA pt PONTO one PONTO com”. As pessoas poderão ainda assim interpretar o seu endereço, mas os crawlers de email não o reconhecerão.

Outra forma de dissimular o seu endereço de email será ter o mesmo em formato de imagem em vez de texto, e publicando-a no seu sítio web.

Utilize um endereço de email descartável na Internet

Haverão situações em que simplesmente será necessário que introduza um endereço de e-mail, como por exemplo para subscrever a uma newsletter ou serviço. Nessas situações, será uma boa ideia utilizar um endereço de e-mail descartável, e não o seu endereço de e-mail principal.

Poderá criar um alias no seu painel de controlo em Administração de correio e reencaminhar todos os emails para o seu endereço de email principal. Poderá definir um filtro no Webmail, para mover todos os emails que são remetidos ao seu alias para uma pasta especifica.

Se começar a receber demasiado SPAM, poderá simplesmente eliminar o alias. Na One.com poderá criar quantas contas de correio eletrónico e alias que desejar, nunca esgotará.

Como faço para criar um alias de e-mail?

Ativar Antivírus no painel de controlo

Poderá ativar o antivírus para o seu endereço de e-mail a partir do seu painel de controlo. Os nossos filtros irão depois mover todos os e-mails suspeitos para a pasta de SPAM.

Poderá acontecer que um e-mail legítimo seja marcado como SPAM por engano. Por esse motivo deverá verificar a sua pasta de SPAM regularmente a fim de detetar e-mails que sejam legítimos e que não pertençam à pasta de SPAM.

Ativar o filtro de SPAM e vírus para o seu e-mail

Bloqueie um remetente ou crie filtros no Webmail

Se recebeu SPAM na sua caixa de entrada, em vez de apenas eliminar o mesmo, poderá bloquear os remetentes ou criar filtros para se certificar de que não receberá mais e-mails desse remetente novamente. Se bloquear um remetente, todos os e-mails que o mesmo enviar, serão diretamente enviados para a pasta de SPAM.

Poderá também bloquear e-mails pelo domínio, e não apenas um endereço específico. Poderá fazê-lo criando um filtro, onde moverá os e-mails remetidos por um determinado domínio, para a sua pasta de SPAM.

Dica: Nunca responda a uma mensagem de SPAM e nunca tente cancelar a subscrição do mesmo. Ao fazê-lo, poderá permitir que o remetente de SPAM saiba que o endereço de e-mail está ativo, e apenas resultará no envio de mais SPAM.

Como posso bloquear um endereço de e-mail?

Artigos relacionados:

Como enviar newsletters através do email da One.com?
Como reencaminho e-mails automaticamente para outra conta?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*