Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

  • A água da piscina esverdeada pode até agradar algumas pessoas, mas definitivamente a água verde por falta de tratamento não é recomendável para a sua saúde!
  • Isso porque geralmente, quando a água se torna verde, a piscina está infestada por algas e nada impede que além delas, tenham crescido e se multiplicado também, vários outros micro organismos que podem ser nocivos à nossa saúde.
  • A causa do esverdeamento da água da piscina é a presença de algas, ou por descuido e falta de tratamento e manutenção da sua piscina ou até mesmo um tratamento equivocado que acabou possibilitando a proliferação de algas na água da piscina.
  • Para acabar com esse verde na água da piscina, siga nosso passo a passo…

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Água da piscina esverdeada

  1. Meça a alcalinidade total e o pH da água da piscina esverdeada.
  2. Ajuste, caso seja necessário.
  3. A alcalinidade deve ficar entre 80 e 120 ppm e o patamar ideal para o pH é em torno de 7,2.
  4. Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Já falamos aqui sobre a importância do controle do pH da piscina e da importância de controlar a alcalinidade da piscina.

Em alguns casos, ou na maioria deles, as algas podem estar alojadas nas paredes da piscina. Nesta situação, o melhor a se fazer é dar uma boa escovada em todas as superfícies da piscina: no fundo e nas paredes.

  • Quando a piscina está esverdeada é muito importante realizar a escovação.
  • Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Esta escovação faz com que as algas se desgrudem das paredes e do fundo tornando-as ais susceptíveis à ação do cloro ou do algicida que será aplicado.
  • Confira nosso artigo onde falamos sobre a importância da escovação da piscina.
  • Durante toda a escovação, deixe a piscina recirculando.
  • O próximo passo, depois de regular a alcalinidade, o pH, e escovar a piscina é adicionar o cloro.
  • Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?A ideia aqui é fazer uma “supercloração” com cloro granulado.
  • Para isto utilize 14g de cloro para cada 1000 litros de água.
  • Nesta etapa, talvez você tenha que deixar o cloro agir para acabar com as algas de forma eficaz.
  • Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Quanto mais tempo o cloro ficar agindo melhor!
  • Veja nosso artigo onde falamos sobre esse tratamento de choque.

Se você puder esperar um dia para que este cloro usado faça um efeito melhor na piscina, ótimo! Se não, seguimos para o próximo passo assim mesmo.

  1. Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Vale lembrar que a decantação pode não funcionar caso as algas continuem vivas na piscina.
  2. Portanto, quanto mais tempo este cloro puder agir, mais certeza teremos de que a decantação funcionará!
  3. O próximo passo é diluir o decantador em um balde com água da própria piscina e espalhar pela sua superfície de maneira homogênea.
  4. Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Consulte nosso artigo caso não saiba exatamente fazer a decantação da piscina.
  5. Ligue a bomba do filtro na posição recircular por 15 minutos.
  6. Desligue a bomba e aguarde por no mínimo 12 horas até a decantação total das algas.
  7. Aspire o fundo da piscina drenando.

Confira a quantidade de cloro livre na piscina. A piscina estará pronta para uso quando o cloro estiver entre 1 e 3ppm.

  • Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?Caso as algas tenham subido para a superfície da piscina, pode ser necessário manter o cloro em níveis de supercloração por mais um dia e continuar o processo no próximo dia.
  • Existe a possibilidade de realizar este procedimento substituindo o cloro pelo algicida de choque, que, inclusive é recomendável para as piscinas de fibra e as de vinil pois elas se desbotam muito quando o nível de cloro ultrapassa os 3ppm.
  • Espero que você tenha gostado do passo a passo para tratar da água da sua piscina esverdeada.
  • Confira outros problemas comuns pelos quais você pode estar passando e as possíveis soluções:
  • Qualquer dúvida que tenha ficado com relação ao tratamento de água de piscinas esverdeadas ou qualquer outra coisa, utilize o campo de comentários logo abaixo para iniciar a conversa!

O conteúdo desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 – Lei de direitos autorais.

Descubra os motivos da água verde na piscina e como tratá-los

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?
Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

Você se lembra da polêmica de água verde na piscina da Olimpíada no Rio de Janeiro? A coloração inesperada durante as modalidades de polo aquático, saltos e nado sincronizado virou manchete internacional e chamou a atenção de todos. Tanto os turistas que estavam por lá quanto pessoas que têm piscina em casa ficaram intrigadas com as possíveis causas do problema! Porém, você sabe como tirar o verde da piscina?

Quem tem piscina sabe que existem várias formas de cuidar da água, a fim de deixá-la adequada para o uso. É preciso conhecer o tratamento para cada situação: água turva, escura ou esverdeada. Que tal, então, desvendar o mistério da água verde?

Por isso, acompanhe os próximos tópicos deste post para entender o porquê de isso acontecer e como resolver a situação.

Por que a água da piscina fica verde?

É mais comum do que imaginamos que as algas tomem conta de águas paradas, ainda que tratadas com cloro. Foi basicamente isso que aconteceu em uma das piscinas olímpicas do Rio.

A situação foi desencadeada pela aplicação de 80 litros de peróxido de hidrogênio, que serve para eliminar os resíduos orgânicos. Segundo especialistas, quando entrou em contato com o cloro, a substância provocou uma reação que acabou “enganando” os sistemas elétricos que medem os níveis de cloro.

Como os treinos e provas das competições eram constantes, com o passar dos dias a água foi ficando esverdeada, já que os seus níveis estavam desregulados. Além disso, o contato com atletas acabou gerando a proliferação de material orgânico. 

Em nossas casas, por exemplo, é normal que a partir de ventos, chuvas e vegetação próxima às piscinas as algas comecem a aparecer gradativamente. Se o controle da água não estiver em dia, o processo é mais rápido. 

Apesar de não serem diretamente prejudiciais, as algas criam condições favoráveis para o desenvolvimento de bactérias. Isso acarreta em doenças de pele, diarreia, infecções nos olhos, ouvidos, garganta e nariz. Sendo assim, é melhor ficar atento à manutenção! 

Podemos tomar banho nessa água?

Durante a Olimpíada, a água verde acabou sendo totalmente trocada, mesmo sem apresentar cheiro ruim ou algum tipo de irritação para os esportistas. O processo de normalização dos níveis pode levar mais de 48 horas — enquanto a troca foi feita em 10 horas.

Conforme o comitê do evento se posicionou, se fossem substâncias orgânicas já mortas, não haveria risco para os usuários da piscina. Entretanto, como o tom esverdeado também é resultado de níveis alterados ou misturas indevidas de produtos, poderia haver sim algum dano aos atletas.

Nesses casos, o ideal é identificar a causa do problema e iniciar o processo de tratamento da piscina. O primeiro passo é medir os níveis de pH, alcalinidade e outros parâmetros, com ajuda dos kits de análise. Assim, você poderá saber quais são os produtos necessários. 

Resumindo, nadar em uma piscina verde não é uma boa ideia. As algas são responsáveis pelo surgimento de germes, que causam problemas de saúde em pessoas mais suscetíveis. Logo, evite frequentar piscinas com coloração fora do normal. 

Como tirar o verde da piscina?

Depois que a manutenção mais pesada é realizada, manter a piscina em bom estado se torna fácil. Isso só é possível se você mantê-la sempre equilibrada. Ter uma piscina agradável o ano todo pode não ser simples, mas traz enorme satisfação. Afinal, quem não gosta de se refrescar em dias quentes? 

Para iniciar um processo plenamente satisfatório, é preciso paciência e dedicação. Além disso, noções sobre como funcionam os equipamentos e produtos químicos. No caso de uma piscina verde, os cuidados são redobrados. 

Antes de citarmos os passos essenciais para você deixar a sua água cristalina e limpa, reiteramos a importância do bom funcionamento do filtro. Confira com frequência se ele está funcionando perfeitamente, pois pedaços de galhos, folhas e, até mesmo, os pequenos bichos podem entupi-lo. Isso prejudica bastante o processo de higienização. Agora, vamos aos passos para tratar a sua piscina?

1. Faça a limpeza física

Essa é a hora de limpar o grosso. Retire as grandes algas, folhas, flores, insetos e outros possíveis detritos visíveis e em decomposição. Utilize a peneira para realizar essa tarefa e, mesmo que a água fique ainda mais escura durante o processo, faça a limpeza até eliminar todas as sujeiras grandes. 

Não desperdice produtos antes de fazer esse passo inicial, até porque a reação do cloro com material orgânico pode se tornar tóxica. Faça ainda a escovação da superfície da piscina, com o intuito de soltar todas as algas grudadas nas bordas, e que não saem apenas com a peneiração.

Leia também:  O Que É Hemorroidas E Como Tratar?

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

2. Equilibre os parâmetros

Utilize uma fita teste para conferir alguns elementos. Isso deve ser feito antes de aplicar produtos. Ajuste a alcalinidade da água (buscando uma faixa entre 80 e 120 PPM), bem como o pH (entre 7,0 e 7,4).

Se a água está verde é provável que o pH esteja muito baixo, tornando a piscina ácida demais. Os níveis adequados de pH deixam a água neutra e apropriada para banho.

Atenção para a ordem dos produtos: a alcalinidade deve ser corrigida primeiro, pois torna os níveis de pH menos sensíveis.

O intervalo entre a aplicação dos produtos deve ser de, ao menos, seis horas, para garantir a estabilidade.

Existe um estojo de testes no mercado que mede os níveis de pH e alcalinidade. Ambos afetam um ao outro, por isso precisam estar equilibrados. Além disso, há um tratamento específico para cada caso (se o pH está baixo ou alto demais). Conhecendo cada um, você não erra durante a limpeza. 

3. Prepare a decantação e a aspiração

É provável que após os passos acima sua piscina já esteja um pouco mais clara, porém ainda turva. Então, é o momento de aplicar um floculante para iniciar o processo de decantação.

Depois de adicionar o produto, a água precisa circular entre seis e oito horas. Após esse tempo, você deve parar a bomba da piscina e deixar a água descansar cerca de 12 horas, para que as partículas de sujeira se depositem no fundo. 

Com o processo de decantação feito, conclua a etapa fazendo a aspiração do fundo da piscina (com o filtro na posição de drenar ou filtrar).

4. Coloque o cloro

Levando em conta que praticamente toda a sujeira foi retirada, é chegada a hora da cloração. Esse é o momento em que fazemos a sanitização da água, ou seja, quando matamos todas os possíveis organismos vivos que ainda estejam presentes. 

O cloro deve ser diluído em um balde de água e espalhado uniformemente pela extensão da piscina. A dosagem apropriada é de 14 gramas da substância para cada 1.000 litros de água. Contudo, fique bem atento às recomendações do rótulo, ok? 

5. Verifique a necessidade de tratamento de choque

Você conhece o tratamento de choque? Ele é um processo indicado somente para casos mais graves, em que a piscina não passa por uma limpeza há muito tempo. Um desses casos é quando a água está esverdeada, sinal de excesso de algas. 

O tratamento de choque visa eliminar bactérias e outros agentes contaminadores, responsáveis pela alteração de cor. Existem duas maneiras de realizá-lo, e elas podem ser feitas uma seguida da outra: aplicação de cloro (supercloração) ou algicida, indicado quando o cloro não elimina as algas por completo.

6. Saiba combinar tratamentos

Quase sempre é necessário mais de uma etapa ou produto para cuidar de uma água verde. Por isso, você precisa ficar atento sobre algumas questões antes do início do tratamento: tamanho da piscina, equipamentos, produtos químicos, custos envolvidos e manutenção. Se você não se sente seguro para realizar a limpeza, considere contratar uma empresa especializada.

Conheça as vantagens e desvantagens de cada tratamento. O algicida de choque, por exemplo, é a opção mais comum quando se trata de água esverdeada. Existem, no entanto, dois tipos disponíveis no mercado: a algicida de manutenção (feito apenas para uso preventivo) e o de choque (produto mais forte, exclusivo para piscina verde).

7. Meça os níveis novamente

Antes de se jogar nas águas, faça uma medição final para conferir se está tudo certo ou se ainda é preciso corrigir algum parâmetro. Às vezes, a piscina até parece cristalina e ótima para uso, mas os seus componentes ainda estão em desequilíbrio. 

Quando isso acontece, você provavelmente terá problemas, como ardência nos olhos e alergias. Quando falamos em piscina, todo cuidado é pouco. Por isso, o mais adequado é não ter preguiça — prevenir é melhor (e mais barato) do que remediar, certo?

Vimos que a piscina esverdeada é resultado do excesso de algas ou uso inadequado de produtos químicos. A solução é composta por várias etapas, como filtração e aplicação de algicida.

Se tudo for feito corretamente e você continuar realizando a manutenção, as chances de a água mudar de cor serão bem menores.

Por isso, os cuidados regulares com piscina são necessários para evitar dor de cabeça e gastos adicionais. 

Quando se trata de garantir a saúde de todos, inclusive a sua, cuidar da piscina regularmente é indispensável. Isso significa ter noções dos tipos de tratamento, além de contar com produtos químicos e equipamentos de qualidade. 

Com isso, você evita possíveis cheiros fortes, doenças transmitidas por mosquitos, ardência nos olhos e até mesmo reações alérgicas. Portanto, respeite o tempo e as proporções indicadas. Você agora sabe como tirar o verde da piscina!

O que achou desse post sobre piscina esverdeada? Aproveite para ler também o texto sobre como saber se a água da piscina está própria para o uso? Até breve!Voltar

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

Água verde na piscina: como evitar?

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

Chegar em casa após um dia cansativo, relaxar com a família e encontrar a água da piscina clorada, cristalina e pronta para o uso é o sonho de todos. Mas esse sonho pode transformar-se em pesadelo se houver água verde na piscina, afinal, essa coloração não combina com piscina própria para o uso.

A cor verde na água da piscina ocorre devido a dois fatores: tratamento inadequado ou infestação por algas e micro-organismos.

Além do aspecto visual, que transmite uma péssima impressão, quando a piscina não é tratada corretamente pode se tornar um foco de contaminação com a presença de micro-organismos que causam doenças de pele, respiratórias, conjuntivites, etc. O tratamento preventivo da água é a melhor defesa.

No post de hoje, preparamos algumas dicas de como evitar a água verde na piscina. Confira!

  • O que são as algas da piscina?
  • As algas são micro-organismos trazidos pelos ventos e pelas chuvas, e proliferam-se nas piscinas quando existem condições favoráveis, como temperatura específica e água pouco clorada e com pH alto.
  • O problema é que essas algas, além de dar uma coloração esverdeada na água da piscina, podem comprometer a saúde, pois facilitam o desenvolvimento de bactérias causadoras de doenças de pele, diarreia, infecções nos olhos, ouvidos, nariz e na garganta.

Então, como evitar a água verde na piscina?

Como já sabemos, a água verde na piscina é causada pela presença de algas no local, o que ocorre, sobretudo, em função da falta de tratamento ou manutenção equivocada. Para evitar a água verde na piscina, algumas dicas são fundamentais:

Nunca deixe a água parada

A água parada permite a proliferação das algas, que conferem a aparência verde à piscina. Portanto, filtre a água diariamente para mantê-la limpa e em movimento constante.

Retire folhas e galhos

O acúmulo de folhas, galhos e insetos que caem na piscina também afeta a cor da água. Por isso, passe, sempre, a peneira para retirá-los e lembre-se: é muito mais fácil remover esses detritos enquanto eles estão na superfície, ou seja, antes de eles se firmarem no fundo da piscina.

De olho no tratamento

Utilizando  alguns medidores e produtos específicos, é possível avaliar e ajustar o nível da alcalinidade e o pH para evitar a água verde na piscina. O pH deve estar entre 7,2 e 7,6, e a alcalinidade entre 80 e 120 ppm.

O residual de cloro livre na piscina, da mesma forma, deve ser monitorado com os mesmos estojos de testes. O seu nível ideal, para piscinas residenciais, é entre 1,0 e 3,0 p. p. m., sem o que a água não estará devidamente “protegida”.

Os produtos químicos são os responsáveis por manter a água sempre limpa e em condições próprias para uso. Quando o tratamento não é bem feito ou a periodicidade não é a ideal, uma das consequências é o aspecto esverdeado.

Mas, atenção! Fazer isso apenas nos finais de semana não ajudará a evitar a água verde na piscina! As algas proliferam-se com constância, portanto, é preciso tratar a água regularmente!

Para evitar que a sua piscina chegue a esse ponto, é preciso fazer um tratamento contínuo para que a água fique sempre limpa e clorada na medida certa.

Existem equipamentos de alta qualidade que ajudam a manter a piscina sempre limpa e clorada, como os filtros que retiram o máximo de partículas de sujeira da água, os acessórios para limpeza que facilitam o processo de higienização, como as escovas, os aspiradores, e o Gerador de Cloro.

  1. Caso você não tenha tempo para realizar essa manutenção preventiva, vale a pena investir no trabalho de um profissional da área ou no tratamento automatizado na piscina da sua casa.
  2. Apesar de que, na estação mais quente do ano, os cuidados devem ser redobrados devido ao uso mais frequente da piscina, ela demanda cuidados durante o ano todo, e não apenas no verão.
  3. Mantenha a boa manutenção do local inclusive no inverno, para que a água não fique suja e impossível de ser recuperada: esteja sempre atento ao tratamento químico adequado e retire resíduos que caem na piscina.
Leia também:  Como Saber Que Estou A Entrar Em Trabalho De Parto?

Esses são alguns dos pontos essenciais para você evitar a água verde na piscina e poder desfrutar tranquilamente dela, ao lado de sua família e amigos. Para ter a manutenção ideal de sua piscina, é recomendável, também, conversar com o profissional de confiança de sua loja de piscinas preferida.

E então, ficou com alguma dúvida sobre como evitar a água verde na piscina? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 
[widget id=”media_image-8″]

Não deixe a água da piscina ficar verde: confira alguns cuidados para manter a água limpa no inverno

A piscina tende a ser usada com menor frequência no inverno. Contudo, não podemos esquecer de realizar a limpeza do recinto para evitar a famosa “água verde”. Então, é importante manter uma rotina de manutenção nessa época do ano também. Afinal, a água que fica muito tempo, parada acaba gerando diversos problemas.

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

Ao realizar a limpeza adequada você evita a proliferação de algas, fungos e outros agentes contaminantes. Além disso, a higienização regular da piscina, evita maior investimento no futuro para recuperar a água verde que não recebeu o tratamento adequado.

Para manter a piscina bem tratada, recomendamos o tratamento físico, que é a remoção de sujeiras através da peneira, filtragem periódica da água, além da escovação das paredes e aspiração do fundo da piscina, e o tratamento químico, feito através da aplicação dos produtos apropriados, que garantem a sanitização e a pureza da água.

– Tipos de tratamento para água verde A hth® possui 2 opções de tratamento para eliminar a água verde. Faça o tratamento com o hth® Solução Água Verde – Algicida Choque, um produto concentrado que elimina as algas de piscinas infestadas.

  • Está fórmula é livre de cobre, e não deixa manchas esverdeadas no cabelo e no revestimento.
  • Saiba como fazer:
  • 1 – O primeiro passo é avaliar os parâmetros de água corrigi-los, se necessário;2 – Com o filtro na posição recircular, aplique o hth® Solução Água Verde – Algicida de Choque, na dosagem de 7ml para cada 1.000 litros de água, diretamente na água;3 – Deixe recircular por 6 horas, em seguida deixe a piscina em repouso por 8-12 horas;4 – Coloque o filtro na posição drenar, aspire o fundo da piscina e complete o nível de água;
  • 5 – Após a recuperação da água verde, com a filtração em funcionamento aplique o cloro hth na dosagem de supercloração para sanitizar a água.

– hth® Cloro Aditivado Mineral Brilliance – 18g para cada 1.000 litros;- hth® Cloro Concentrado Tradicional – 14g para cada 1.000 litros.

Antes de entrar na água, certifique-se de que o cloro livre está entre 1 a 3ppm.

– Tratamento com o hth Green to Blue Elimine a água verde e sanitize ao mesmo tempo com o hth® Green to Blue. Rápida transformação da água verde em cristalina em até 12 horas.

  1. Saiba como fazer:
  2. 1 – O primeiro passo é avaliar os parâmetros da água e corrigi-los, se necessário2 – Adicione todo o conteúdo da embalagem hth® Green to Blue Etapa 1 com o filtro ligado na posição recircular;3 – Após 30 minutos, adicione o conteúdo da embalagem hth® Green to Blue Etapa 2 no skimmer ou pré-filtro da piscina;4 – Uma hora após a aplicação dos produtos, desligue a recirculação da piscina aguarde por 8 horas a decantação das sujeiras presentes na água. Enquanto isso, escove as paredes para remover as algas;
  3. 5 – Coloque o filtro na posição drenar, aspire o fundo da piscina e complete o nível da água;

Antes de entrar na água, certifique-se de que o cloro livre está entre 1 a 3ppm. Indicado para piscinas de 30 mil litros.

– Algumas dicas para limpeza de piscina e recuperação da água verde Você não deve esvaziar sua piscina. Apesar de parecer mais econômico, sua estrutura e acabamentos podem ser danificados. Isso se aplica tanto a piscinas de alvenaria quanto de outros materiais como fibra ou vinil.

  • Em períodos de menor uso da piscina, você pode associar o tratamento com o hth® Cloro Flutuador, ele proporciona a cloração contínua da água por até 30 dias.
  • Lembre-se os parâmetros da alcalinidade e pH devem estar nas faixas indicadas para garantir a eficiência da limpeza e tratamento da piscina.
  • – Curiosidades sobre limpeza de piscina verde Para quem está começando a entender melhor as formas de limpeza e tratamento de piscinas. Confira algumas curiosidades que podem fazer toda a diferença para realizar a manutenção:
  • – Os níveis de ph e alcalinidade devem estar ajustados para que não causem desconforto nos olhos e pele dos banhistas e para garantir a maior eficiência do tratamento; – Com a hth® Fita Teste avalie se a alcalinidade está entre 80 e 120ppm e o pH entre 7,0 e 7,4. – Em dias de sol muito intensos, recomenda-se a aplicação do cloro no final da tarde para evitar a evaporação;
  • – Para sua segurança, nunca misture produto químicos de composições diferentes num mesmo recipiente, isso pode ocasionar reações químicas como fogo ou explosão.

– HTH cuidando da sua piscina A hth® possui no Brasil 2 centros de pesquisas destinados exclusivamente a testes e desenvolvimento de novos produtos. Única fabricante de hipoclorito de cálcio da América Latina, sempre com o objetivo de oferecer os melhores produtos para piscinas, com qualidade garantida hth®.

Website: https://www.hth.com.br/

Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

Saiba o que é e como prevenir a água verde na piscina

Como Evitar Que A Agua Da Piscina Fique Verde?

Fim de semana chegou! Todos os amigos foram convidados para curtir um dia de sol em volta da piscina. Mas de repente vocês se deparam com uma piscina com água verde. Que pesadelo não é mesmo? Mas não se desespere, tem uma solução para voltar a ter sua piscina com água limpa e cristalina.

Nas olimpíadas de 2016, a água verde na piscina virou noticia mundial. Isso porque atletas de todo mundo iriam usar aquela piscina para competições e se depararam com essa cena incomum durante as competições. Tanto competidores como o público ficaram bastante intrigados com a origem da água verde nas piscinas.

Não é segredo para ninguém que a água da piscina tem que passar por limpeza diariamente. Essa limpeza inclui além da retirada de folhas, poeira e outros impurezas. Além disso há a necessidade da adição de produtos químicos. Tudo isso para garantir que a água esteja adequada para o banho, sem causar prejuízos a saúde.

Mas o que é a água verde, afinal?

Quando encontramos a água da piscina no tom esverdeado é sinal de que algas e outros microorganismos estão de proliferando na piscina. Isso não se trata somente de aspecto visual, é questão de saúde. As algas são minúsculos seres vivos que costumam deixar os donos de piscina de cabelo em pé.

Isso porque elas chegam até a piscina de diversas maneiras, pois são unicelulares. Esse aspecto as faz sobreviver por um longo tempo até que possam encontrar um local adequado para se reproduzir. As maneiras mais comuns das algas chegarem até a piscina é através do vento e das chuvas. Repare que sempre após a chuva a piscina fica no tom esverdeado.

Há milhares de algas em todo mundo, mas as capazes de mudar a tonalidade da água da piscina são poucas. Vamos falar de dois tipos de algas, a alga resistente ao cloro e a alga sensível ao cloro.

A alga sensível ao cloro não tolera a presença do cloro na água. Portanto, quando a piscina está com o pH equilibrado e o cloro na medida certa, as algas não resistirão. Assim, você irá garantir que sua piscina não fique verde.

As algas resistentes ao cloro se proliferam na piscina mesmo quando o pH está equilibrado e o cloro está na medida correta.

Para eliminar esse tipo de alga é necessário que se use o tratamento de choque com algicida. Em lojas especializadas existem o algicida especifico para o tratamento de choque.

Esse produto irá fazer com que a água da piscina volte a ficar cristalina através da eliminação das algas.

A causa da água verde na piscina é devido a proliferação das algas, como já sabemos. Agora, veremos como tratar a água verde deixando apropriada para o banho novamente.

Realize a limpeza na piscina contra a água verde

Retire com o auxílio de uma peneira todas as folhas, galhos, insetos, enfim, todas as impurezas palpáveis. Elas podem ser retiradas com auxilio da peneira. Utilize uma escova com cabo telescópico e escove as paredes e o fundo da piscina, para soltar todas as algas.

Leia também:  Como Saber A Quem Pertence Um Terreno Em Portugal?

Verifique a química

Na maioria dos casos de água esverdeada, o pH está abaixo do normal, deixando a piscina ácida. O ideal é que a água fique neutra.

Existe uma fita teste para fazer a conferência dos níveis de pH e alcalinidade, a alcalinidade deve estar entre 80 a 120 ppm e o pH entre 7,2  e 7,8, na hora de fazer a medição. A alcalinidade da água deverá ser a primeira a ser corrigida.

Ao corrigir a alcalinidade aguarde aproximadamente seis horas para adicionar outro produto químico.

Prepare a decantação e a aspiração

Para fazer o processo de decantação, basta adicionar o algicida na água e acionar o filtro da piscina na posição recircular por aproximadamente duas horas para que o produto se dilua de maneira homogênea.

Feito isso, deixe a água da piscina em repouso por aproximadamente 12 a 15 horas, para que aconteça a decantação das algas.

Após faça a aspiração da piscina com o filtro na posição drenar, no caso de poucas algas pode colocar o filtro na posição filtrar.

Verifique o nível de cloro e adicione o cloro

Antes de usar o algicida é de suma importância verificar o nível de cloro da piscina. Caso o cloro esteja acima de 2ppm, não utilize nenhum algicida na sua piscina, porque o cloro é incompatível com algicida. Quando utilizados no mesmo dia, com o nível do cloro acima de 2 ppm, a sua piscina poderá ficar com manchas. A dosagem correta é 14 gramas de cloro para cada 1000 litros de água.

Verifique a alcalinidade e pH

Para finalizar faça novamente a medição para conferir se o nível de alcalinidade e de pH estão correto, evitando cheiro forte, ardência nos olhos, reações alérgicas e por fim garantindo a saúde da água da sua piscina contra a formação de água verde.

Como impedir que sua piscina fique verde

Como impedir que sua piscina fique verde. É absolutamente normal que a piscina fique verde numa série de circunstâncias.

 Quando você não entende bem do assunto ou quando não tem tempo para limpar sua piscina, é comum que ela se apresente com este tom esverdeado depois das chuvas fortes, depois do uso intenso e também depois de alguns dias sem acompanhar seu balanceamento químico.

Hoje vamos te contar nossos segredos para impedir de uma vez por todas que a piscina fique verde. Quer saber como evitar que sua piscina fique esverdeada? Confira nossas recomendações! Como evitar que a piscina fique verde

Cuide do pH
O pH da piscina influencia diretamente no poder de desinfecção do cloro que você coloca na piscina e, por isso, ele deve receber uma atenção especial pois é o cloro que evita o desenvolvimento das algas na água.

Cuide do cloro livre
Não basta controlar o nível de cloro, é preciso controlar o teor de cloro livre pois é ele quem realmente elimina algas e bactérias que podem conferir o tom verde à água da piscina.

Para controlar o residual de cloro livre na piscina basta utilizar uma Fita de Testes pois é este o cloro medido ali.

Estojos de Testes medem o Cloro Total e este pode ser um indicativo problemático quando a piscina está sendo muito usada.

Utilize um método auxiliar de desinfecção
Além do cloro, verifique a possibilidade de instalar algo que possa matar algas e bactérias na sua piscina.

Hoje em dia existem vários sistemas que utilizam diferentes tecnologias para matar as tão temidas algas.

Pode-se utilizar a luz ultravioleta, o gás ozônio, íons de cobre e prata e não para por aí! São vários equipamentos que podem funcionar como uma garantia de que a piscina nunca vai ficar verde nos dias que você precisar dela.

Utilize algicida de manutenção
Algicidas de manutenção podem ajudar a manter a piscina sempre livre de algas, desde que utilizados num processo correto de tratamento. Eles devem ser usados semanalmente e sempre em dias alternados com o cloro. Se a chuva está inclemente pode ser necessário utilizar mais de uma vez por semana para garantir que as o crescimento de algas seja realmente inibido.

Conte com uma empresa especializada em limpeza de piscinas
Contar com quem entende do assunto é uma boa ideia quando o tempo é escasso e você não quer lidar com a decepção de encontrar a piscina verde nos seus momentos de folga.

A Raia 1 Piscinas trabalha com limpeza de piscinas e garante sua piscina 100% cristalina sempre que você precisar dela! Ligar com algas na piscina nem sempre é fácil e a gente sabe bem disso. Entre em contato conosco e agende a avaliação da sua piscina. Elimine todas as possibilidades de encontrar sua piscina verde de uma vez por todas!

Se ficou alguma dúvida ou se quiser nos dar alguma sugestão, fale com a gente! Se preferir, teremos o maior prazer em atendê-lo!

Trabalhamos com limpeza de piscinas e também fabricamos telas de proteção, capas de proteção e Capa Térmica. Conte sempre com a Raia 1 Piscinas! Fazemos limpeza de piscinas residenciais, piscinas de condomínios, piscinas de clubes, academias, piscinas coletivas e de todos os tipos.

Conte com a gente sempre que precisar!

O MELHOR PREÇO DO MERCADO!

Precisando de uma empresa para cuidar de sua piscina?!

Fone: (31) 3421-7619 | Whatsapp: (31) 9.9433-2880
Entre em contato e teremos o enorme prazer em atendê-lo.

Dicas Para Evitar a Água Verde na Piscina

Quem tem uma piscina sabe que ela é sempre a primeira opção quando pensamos em ter alguns momentos de lazer, contudo, a sua manutenção é algo que deve ser constante e qualquer negligência ou falta de atenção nos cuidados podem causar a famosa água verde na piscina.  

A água da piscina pode ficar esverdeada por diversos motivos e nesse artigo da Secob Bombas falaremos sobre o que causa esse fenômeno na água e como impedir que ela fique dessa maneira e cause problemas não só de conforto, mas também para a saúde dos frequentadores do espaço. 

Como Surge a Água Verde na Piscina

A água verde na piscina pode ser fruto de dois fatores principais: a infestação causada por algas e outros tipos de microrganismos ou o tratamento inadequado.

Entretanto, o aspecto esverdeado e, algumas vezes o mau cheiro, não são os únicos problemas, quando a água está nesse estado, ela pode pôr em risco até mesmo a saúde dos banhistas, causando doenças de pele, problemas respiratórios, conjuntivite, alergia, entre outros. 

Quando a cor esmeralda aparece, um dos problemas pode estar no controle do pH da água, fundamental para mantê-la limpa. Uma vez que o pH está descontrolado, dificilmente os demais produtos de tratamento funcionam de forma adequada, sendo que em casos que a água está muito ácida ou muita alcalina, ela pode ser o melhor ambiente para a proliferação de bactérias e algas. 

Quando a estação mais quente se vai, é normal deixar a piscina de lado, além disso, quando há chuvas e ventos fortes, trovoadas e mudanças de temperatura bruscas, a falta de atividade na piscina acaba fazendo com que ela se torne o ambiente perfeito para as algas, tornando a água esverdeada. 

No entanto, em nenhum dos dois casos há motivos para esvaziar a piscina, é possível evitar ou contornar essas situações de maneiras simples, como veremos no tópico a seguir. 

Evite que a Água da Piscina Fique Verde de Forma Simples

A essa altura parece que o segredo para evitar que a água da piscina fique verde é bem simples, certo? Correto! Basta manter a água bem cuidada. 

Como vimos anteriormente, o principal motivo para que isso ocorra é a falta de controle no pH da piscina. Para realizar o controle da substância, basta verificar semanalmente seus níveis, juntamente com a alcalinidade da água e corrigir, caso necessário, com os produtos adequados. 

Além disso, outras dicas são fundamentais:

  • Retire com frequência todos os resíduos da água;
  • Não deixe a água parada; 
  • Mantenha o pH da água entre 7,2 e 7,6 e a alcalinidade entre 80 e 120 ppm.

Caso a água da piscina já tenha se tornado verde, comece a limpeza retirando todos os resíduos da superfície da água, tire as algas grandes, folhas, insetos e todo tipo de detrito visível e se decompondo. Não gaste seus produtos antes de fazer esse passo.

Em seguida é hora de equilibrar os níveis de pH e alcalinidade da maneira mencionada anteriormente, pois eles tornam a água neutra e adequada para o banho, mas, cuidado! A alcalinidade deve ser a primeira a ser controlada, aplicando o pH 6 horas depois. 

Pronto! Agora sua piscina já está própria para uso. 

Continue acompanhando os nossos conteúdos semanalmente e entre em contato para mais informações.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*