Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

  • Sem dúvidas, uma das coisas mais importantes de nossas vidas é encontrar um amor de verdade.
  • Alguém para compartilhar nossos dias, os relacionamentos amorosos são assuntos de filmes, músicas e rodas de bares.
  • Principalmente porque é muito fácil nos confundir em relação aos nossos próprios sentimentos por outra pessoa.
  • Acreditamos que encontramos o amor da nossa vida e muitas vezes era só uma paixão que dura pouco tempo!

Então não é raro nos pegarmos com a dúvida “como saber se é amor?”, e o nosso relacionamento vira motivo de dúvidas e conversas entre amigos!

Ficamos procurando conselhos de pessoas que já passaram por isso, e queremos ter certeza de que podemos investir no relacionamento.

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?Depois dessas dicas vai ficar fácil descobrir se é amor de verdade

No entanto, somente você pode analisar o que sente, e se é recíproco. Durante a convivência com o seu par, você deve analisar os sinais de carinho, amor e sentimentos especiais.

Contudo, para muitas pessoas pode ser complicado interpretar essas questões. Então continue lendo, porque te daremos algumas dicas de como entender melhor o significado desses sinais e se você realmente está vivendo um amor verdadeiro.

1. Vocês se respeitam

Mesmo que discordem de algo, ambos tratam a situação com maturidade e respeito pelo outro.

Com certeza seu relacionamento está em um lugar especial na sua vida. Dessa forma, mesmo na ausência do outro você respeite a relação e tome atitudes para mantê-la.

Além disso, a opinião do outro é relevante. Você sempre quer saber o que ele acha antes de tomar alguma decisão importante.

2. Existe confiança

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

Atualmente existem muitos relacionamentos tóxicos. Com a febre das redes sociais e a facilidade de conhecer outras pessoas. Confiar no outro pode ser uma tarefa quase impossível.

Contudo, você se sente segura e bem em relação ao seu parceiro e relacionamento, não existe desconfiança sobre possíveis mentiras e traições.

3. Você está realizado e feliz

Quando você encontra alguém que te faz se sentir bem, e que te faz perder o interesse em procurar outras pessoas, isso é um bom sinal.

Estar contente com a relação é um dos principais aspectos para descobrir se um amor é verdadeiro. Se existe reciprocidade é um excelente sinal de que está no caminho certo.

4. Você sente saudades

Um excelente indicador de que vai tudo bem na relação é sentir falta do outro durante o dia, e desejar vê-lo(a) além de notar que o sentimento é recíproco.

Mesmo que não exista uma programação especial, você fica feliz somente pelo fato de estar na presença do seu parceiro(a), e ter um tempo só para vocês estarem juntos.

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

Todos esses sinais irão te ajudar a responder sua dúvida para saber se o amor é verdadeiro.

Também é importante que você se lembre que todos os relacionamentos passam por fases. E em cada uma delas as pessoas se comportam de uma forma.

As fases de um amor de verdade

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?Todo relacionamento passa por fases boas e ruins. A grande diferença é que um amor verdadeiro superará todas e permanecerá mais forte.

1. Se apaixonar

É sem dúvida um dos melhores estágios de todos os relacionamentos amorosos. Você está apaixonada, lendo frases de amor.

Seu corpo libera hormônios como a dopamina e a serotonina fazendo com que você se sinta cada vez mais atraída e feliz na relação.

Você acredita em tudo que a outra pessoa fala, e deseja se manter apaixonado(a) para sempre porque tudo parece perfeito e harmônico.

2. Tornarem-se um casal

A relação se aprofunda, e vocês se envolvem em um relacionamento estável, mesmo que não tenham se casado ainda, a relação passa a ser mais rotineiro e vocês já se conhecem melhor.

O momento é de união e alegria, essa é a fase que antecede o casamento para muitos casais.

3. Desilusão

Com o passar do tempo, e sem os hormônios da paixão influenciando diretamente o seu corpo. Assim, você começa naturalmente a perceber os pequenos detalhes referentes a atitudes e hábitos da outra pessoa.

Por isso, é muito comum que os casais se separem nessa fase. Quando não aprendem a lidar com a desilusão de perceber que aquela pessoa com quem está se relacionando é imperfeita.

Muitas relações terminam nessa fase. Já que algumas pessoas nutrem a ilusão de que irão achar alguém “perfeito”. No entanto, está apenas procurando por alguém cujos defeitos ainda não percebeu.

É na fase da desilusão que seu relacionamento pode se fortalecer. Porque você decidiu amar a pessoa por quem ela é, ou acabar por não saber como lidar com os defeitos do outro.

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

4. Construção de um amor verdadeiro e duradouro

Após conhecer os defeitos e falhas de seu par, alguns relacionamentos passam para a próxima fase!

É nessa etapa em que realmente se constrói um relacionamento duradouro e baseado no amor. Quando você já conhece os defeitos do outro e se acostuma a eles, sem tentar mudar seu parceiro.

Por isso, é nesse estágio do relacionamento é quando vocês dois decidem se tornar aliados. Também fortalecem o companheirismo de modo que superem as dúvidas e diferenças entre os dois.

Um amor de verdadeiro é único e especial

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?O segredo de um amor de verdade é aprender a aceitar as diferenças e viver cada momento como se fosse o último

Cada relacionamento é único e por mais experiência que você tenha, é preciso respeitar as diferenças entre as pessoas.

Sendo assim, para ter certeza se ainda deve investir na relação analise o contexto geral. Em qual fase vocês estão vivendo? Como estão se sentindo no relacionamento?

Se você está feliz, aproveite este momento e deixe as dúvidas de lado! Para construir um amor de verdade é preciso investir emocionalmente na relação.

Portanto, aproveite nossas dicas para avaliar se vale a pena, ou se seu relacionamento está em uma fase que vocês não consigam superar.

É muito comum que as pessoas se confundam. A maioria pensa estar com o amor de suas vidas, quando na realidade era apenas uma paixão passageira. Além de saber em que estágio o seu relacionamento está, é importante dar tempo!

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

As relações amadurecem assim como as pessoas. Por isso, o ideal é que você dê tempo, e não esteja ansiosa ou criando expectativas demais com relação ao outro. Assim você pode evitar uma desilusão futura.

Lembre-se que o amor verdadeiro não irá te fazer sofrer, ou ficar angustiado(a). Ser amado(a) irá te trazer confiança, felicidade e bem-estar.

  1. Se você está em um relacionamento que te causa sofrimento, ansiedade, angústia ou qualquer outro sentimento negativo, é hora de reavaliar!
  2. Independente de ter encontrado ou não o amor de verdade em outra pessoa, tenha sempre em mente que você deve se amar em primeiro lugar.
  3. Portanto, lembre-se de que você é especial e único(a) e merece ser tratado(a) com respeito e amor.
  4. Leia também:

6 ciladas que o levam a acreditar que você não ama mais seu cônjuge | Familia

Sabe aquelas vozes que vivem lhe dizendo que, se o amor acabou, troca por outro, você merece coisa melhor, etc etc etc? Veja como identificar essas ciladas e salvar seu amor.

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

Durante essa longa e difícil jornada que você decidiu trilhar ao lado do seu cônjuge, você vai encontrar não só obstáculos, mas ciladas pelo caminho. Se você não quer perder o que há de mais valioso e sagrado, sua família, você precisa reconhecer essas ciladas e saber como se desviar delas.

Abaixo estão seis ciladas bem comuns e dicas para lidar com cada uma delas:

1. Seu coração acelera por outra pessoa

Pode acontecer de você se sentir atraído pelo colega de trabalho, ou ficar com as pernas bambas quando vir alguém que já namorou. Isso não significa que você deixou de amar seu cônjuge.

Na verdade, todos nós podemos nos sentir atraídos involuntariamente por outra pessoa. Essa atração pode gerar uma reação bioquímica no nosso organismo, por isso seu coração acelera, você começa a suar e tremer.

Isso pode acontecer quando você vir muitas outras pessoas. Agora, imagine se você decide acabar com um casamento sempre que seu coração acelera quando você fala com alguém atraente! Você correrá sérios riscos de trocar de parceiro algumas vezes por ano.

O que fazer?

Autocontrole é tudo. Você precisará desviar o pensamento, o olhar e evitar ficar na presença dessa pessoa. Se for religioso, peça ajuda a Deus para resistir a essa atração.

2. Seu cônjuge perdeu a graça

Quando você se casou, seu cônjuge era muito atraente, alegre, tinha qualidades suficientes para você querer ficar com ele. Mas agora você acha que ele engordou demais, perdeu aquela alegria que tinha antes, está mal-humorado na maioria do tempo e desenvolveu outros hábitos que estão lhe causando repúdio.

O que fazer?

A saída mais fácil, e mais cara também, seria o divórcio. Mas isso realmente não é necessário. Se você se casou por amor, há grandes chances desse amor ainda estar lá, meio fraquinho talvez, mas ainda vivo. Você só não percebe isso porque está concentrado nos defeitos do cônjuge ou nos predicados de outra pessoa.

Então, #PartiuResgatarAmor. Vamos alimentar esse amor, cuidar dele para que ele se restabeleça. No artigo “5 ações para evitar um divórcio e outras considerações” você encontrará cinco passos para trazer esse amor de volta.

3. Seu colega de trabalho é o máximo, está sempre alegre e lhe compreende

Não duvido! Afinal ele ou ela está no ambiente de trabalho, não precisa conviver com você, com seus defeitos que se revelam somente em casa. Não passa os perrengues que seu cônjuge passa! Não precisa cuidar dos seus filhos, administrar sua casa, gerenciar seu orçamento! Posso apostar que se ele estivesse no lugar do seu cônjuge, cometeria os mesmos erros.

O que fazer?

Evite expor seus problemas conjugais com outras pessoas. Jamais fale mal do seu cônjuge para quem quer que seja. Isso é deslealdade. Se tiver qualquer problema para resolver, que seja entre vocês dois.

Leia também:  Como Saber Que Profissão Seguir Teste?

4. Disseram que você merece ser feliz ao lado de alguém “melhor”

Eu acho tão engraçado isso! Parece que as pessoas querem o mal umas das outras. Isso lá é conselho de se dar?! Se você ouvir qualquer pessoa aconselhando você a largar seu cônjuge ou traí-lo, tenha certeza de que essa pessoa não está ligando a mínima para a sua felicidade.

O que fazer?

Ignore. Não permita que qualquer pessoa comece a envenená-lo com maus conselhos. Outra pessoa poderá lhe dizer que está apto a lhe fazer mais feliz. Você não é bobo de acreditar nisso, não é?

Quer ser verdadeiramente feliz? Honre as promessas feitas no altar, seja o melhor cônjuge e pai ou mãe que puder, seja honesto em todas as coisas. Nossa felicidade está condicionada a boas escolhas, a escolhas dignas.

5. Você não sente mais desejo pelo seu cônjuge

  • Falta de interesse sexual pode acontecer por vários motivos: problemas hormonais, uso de determinados medicamentos, desemprego, problemas financeiros, cansaço excessivo, entre outros.
  • Ainda que seu cônjuge não seja mais tão atraente fisicamente, é uma questão que pode ser resolvida.
  • O que fazer?

Buscar a ajuda especializada de médicos, nutricionistas, psicólogos etc.

Inserir exercícios físicos na rotina do casal.

6. Você acha que não o ama mais como no início

No início, o casal apaixonado faz mil juras de amor eterno. Eles sentem borboletas no estômago e querem estar juntinhos sempre. Mas o tempo passa, aquela paixão avassaladora acaba. As contas chegam e em seguida os filhos. E o peso das responsabilidades parece tirar aquele encanto que havia no início. Então, muitos casais pensam que o amor acabou e agora só restam problemas.

A verdade é que os sentimentos passam por dois estágios. No início, o casal apaixonado pode achar que aquela euforia durará para sempre. Então a paixão passa e eles se deparam com algo mais sereno, centrado e realista. É aí que começa a construção do amor. E essa construção exige esforço e reflexão.

Como o mundo prega que para se realizar como homem e mulher, a pessoa precisa viver constantemente as fortes emoções da paixão, ela acaba ficando confusa, achando que não ama mais seu cônjuge.

O que fazer?

É necessária uma conscientização de que a paixão avassaladora tem seus dias contados. Se você se apaixonar por outra pessoa, cedo ou tarde a paixão acabará e você se verá na mesma situação.

Com a diferença que, dessa vez, dificilmente restará uma base sólida e digna para se construir um amor.

Pois se você desmanchar um casamento para ficar com outra pessoa, ou mesmo, trair seu cônjuge e depois deixá-lo para ficar com ela, quando a paixão acabar restarão sentimentos como culpa, raiva e desconfiança.

O primeiro estágio acabou? É hora de você e seu cônjuge mudarem o foco, concentrar-se nas coisas simples e tranquilas da vida, que são as que verdadeiramente trazem felicidade.

Infelizmente, estamos cercados de ditadores de comportamento que querem nos convencer de que não amamos mais nosso cônjuge.

Novelas, filmes, músicas, revistas, opiniões de ditos “especialistas” e de “amigos” – todos determinando que tipos de corpo, cabelo e roupas são atraentes; dizendo que trair é bom, que o divórcio é necessário, e que uma paixão avassaladora é essencial para a felicidade.

Mas, lá no fundo, você sabe que nada se compara à segurança e aconchego de um lar, com um cônjuge que lhe ama e, mesmo sendo imperfeito, dá tudo de si para que tudo funcione bem na família; com filhos que lhe amam e admiram. As falhas que existem podem ser corrigidas ou amenizadas. Nada que um bom diálogo não ajude.

Da próxima vez que aquela vozinha vier lhe sussurrar, ou aquele “amigo” lhe dizer que você merece “coisa melhor”, diga em alto e bom som: “Quem manda no meu coração sou eu! Eu amo e quero continuar amando meu cônjuge, e ponto final!”. Tudo nessa vida é uma questão de escolha. A decisão é única e exclusivamente sua.

Leia também: 15 segredos para um casamento feliz e 21 dicas infalíveis para descomplicar uma relação amorosa.

25 CHAVES que mostram que você AMA ALGUÉM

Como Eu Sei Que Amo Uma Pessoa?

Não tem certeza se você gosta de alguém de verdade? Como saber se amo alguém ou se é só amizade? Às vezes, confundimos conviver bem com uma pessoa que gostamos. Para que isso não aconteça, em Psicologia-Online, queremos ajudá-lo a se certificar se você ama alguém. Continue lendo e descubra – como saber se amo alguém: 25 chaves.

Não será a primeira vez nem a última que alguém nos fala sobre o amor à primeira vista. E é que às vezes, com apenas um olhar, nos apaixonamos por essa pessoa, mas será que amamos ela de verdade?

Se já aconteceu com você, o que está claro é que você gosta fisicamente. Mas que você gosta da pessoa por completo, ou seja, seu modo de ser, de se comportar, sua educação…, isso já não é tão claro. Lembre-se que falamos de alguém que não conhecemos, portanto, se você sente que gosta é porque provavelmente está formando uma imagem dele ou dela sobre como gostaria que fosse.

Normalmente projetamos tudo o que procuramos em alguém que nos atrai. Aos poucos, procuramos atitudes que gostamos e idealizamos no outro e tudo ele ou toda ela nos parece maravilhoso/a.

Algumas décadas atrás, teríamos chegado ao casamento sem realmente conhecer essa pessoa. No entanto, isso já é pouco visto, porque atualmente temos a oportunidade de conhecer alguém realmente (ou quase) antes de assumir esse compromisso.

Portanto, se você quiser saber se realmente gosta de alguém que não conhece, tenho que lhe dizer que você não pode saber realmente até conhecê-lo. Nem o que eles dizem sobre essa pessoa, nem o que você acha que vê, garantirá que seja realmente como você o/a percebe.

Depois de conhecer pessoa idealizada, você poderá verificar se estava certo ou não. Talvez, no final, seja diferente, mas você ainda goste ou talvez tudo o que acreditava sentir desapareça subitamente. Seja como for, você terá que dar um passo para conhecê-la para verificar.

Você tem um relacionamento tão bom com seu amigo ou amiga que acha que está começando a gostar? Como saber se ama alguém ou se são apenas amigos/as? Certifique-se bem antes de fazer declarações, pois você pode comprometer essa amizade tão maravilhosa e difícil de encontrar.

Existem algumas circunstâncias que podem fazer você acreditar que gosta do seu amigo/a e que deve levar em consideração. Por exemplo, se você procura um cônjuge há muito tempo, se acaba de sair de uma relação, se sente que precisa de carinho…

Outra possibilidade é que você preza tanto seu parceiro/a que acha que gostaria de um cônjuge com essas características. Isso pode levar ao erro. Obviamente, é seu amigo/a porque você gosta de como ele/a é, mas você não precisa gostar de uma maneira romântica.

Se, depois de descartar o que foi dito acima, você continua pensando que gosta, que o atrai, que gostaria de iniciar um relacionamento com essa pessoa, provavelmente está certo. Você pode fazer essas perguntas para confirmar:

  • Eu me vejo no futuro com ele/ela?
  • Gostaria de ter intimidade com ele/ela?
  • Eu me sinto mais feliz depois de um encontro com essa pessoa?
  • Alguma coisa mudou na maneira como ajo em nossa relação de amizade? (Talvez você fique mais nervoso ou envergonhado quando estão juntos ou juntas)

Se você respondeu sim para todas ou quase todas, parece que você gosta claramente, já que as resposta afirmativas costumam surgir quando amamos de verdade uma pessoa. Se você continua sem ter absoluta clareza, você pode ver mais 25 sinais a seguir, mas não esqueça que ninguém o conhece melhor do que você e se parar para pensar e meditar, saberá a resposta.

Quando amamos alguém, existem algumas coisas que denunciam o que estamos sentindo. Chaves para identificar se você realmente gosta dessa pessoa:

  1. Você se sente nervoso quando vê essa pessoa aparecer.
  2. Você se interessa pelas coisas que ela gosta.
  3. Você sente vontade de estar com ele ou ela, independente do plano.
  4. Quando você está com essa pessoa, o tempo passa voando.
  5. Vocês falam sobre temas interessantes e a conversa flui naturalmente.
  6. Procura qualquer desculpa para mandar uma mensagem para ela.
  7. Você pode distinguir seu cheiro característico.
  8. Tudo te lembra dessa pessoa.
  9. Você tem vontade de passar tempo juntos.
  10. Você sempre ri das piadas que a pessoa faz.
  11. Procura informações sobre ela ou ele.
  12. Você se interessa por seus hobbies.
  13. Você se lembra melhor dos pequenos detalhes de encontros e conversas.
  14. Você o segue nas redes sociais.
  15. Você conhece seus gostos e preferências.
  16. Você o leva em consideração para tomar decisões importantes.
  17. Você sente atração e tensão sexual.
  18. Quer estabelecer um bom relacionamento com as pessoas próximas.
  19. Você quer ler livros ou ver as séries ou filmes que ela recomenda.
  20. Seus valores coincidem.
  21. Você gosta da companhia dela.
  22. Traz alegria e diversão, mas também calma e bem-estar.
  23. Quando algo importante acontece com você, você deseja contar para ele.
  24. Você imagina o futuro junto à essa pessoa.
  25. Você simplesmente nota, sabe.
Leia também:  Como Posso Saber Qual Meu Anjo Da Guarda?

Se você se identifica com esses sinais, poderá realmente estar gostando dessa pessoa. Nesse caso, você pode expressar a ele. No seguinte artigo, você descobrirá Como falar para uma pessoa que gosta dela.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como saber se amo alguém: 25 chaves, recomendamos que entre na nossa categoria de Sentimentos.

Bibliografia

  • Domínguez Sanchez, F.J; García Fernández-Abascal, E; García Rodríguez, B; Jiménez Sánchez, M.P; Martín Díaz, M.D. (2010). Psicología de la Emoción. España: Editorial Universitaria Ramón Areces.

Como eu sei se amo meu namorado?

Como eu sei se amo meu namorado ou minha namorada? Você já se fez essa pergunta? Eu já!

Eu imagino que pelo menos 1 vez na vida a gente vai ter essa dúvida e acho que é normal, ou mais que isso, acho que é saudável, porque nos ajuda a não cair naquele buraco negro do contentamento sem fim, aquele mesmo que faz com que a gente pare de refletir, de sentir, de se questionar e simplesmente aceite. Aquele buraco que tranquilamente podemos chamar de zona de conforto.

Já atendi inúmeras pessoas com essa mesma dúvida, das mais distintas idades e com as mais diversas histórias de vida, mas percebo que geralmente existe uma variável em comum, o tempo de relação relativamente longo. Acho que o tempo pode ser nosso inimigo, mas também pode ser amigo, depende de como você lida com ele. Eu costumo dizer que uma relação, qualquer que seja ela, deve ser cuidada como se fosse um jardim.

As flores precisam ser regadas para crescerem, precisam de adubo, de sol, de cuidado. As relações também!

Vamos lá. Tem gente que acha que porque nunca briga ou discute, a relação é maravilhosa. Ops, cuidado pra não entrar no auto-engano. Aceitar tudo, sem questionar, sem discutir se pode ser melhor, diferente, não significa que vocês estão felizes. Discutir é saudável, faz qualquer relacionamento amadurecer.

“A gente não tem amigos(as) fora da relação”, isso acontece com você?

Eu sempre tive medo de perder a individualidade dentro de qualquer relacionamento que fosse. Acho que a gente precisa do nosso espaço, dos nossos amigos e amigas particulares, aqueles com quem podemos falar sobre qualquer coisa.

Não manter amizades fora da relação é fechar-se numa bolha um tanto estranha, não acha? Aliás, isso tem a ver com privacidade também. Não é porque a gente namora ou casou, que o par vai investigar sua vida livremente ou vai dizer o que pode ou não pode. Confiança é algo aparentemente abstrato, mas necessário.

ESPAÇO – é algo super importante pra você lembrar que antes de ser namorado, namorada, noiva ou qualquer rótulo que seja, você é uma PESSOA. Tem vida própria, tem passado, tem história, tem vontades, necessidades, gostos que seu par não terá ou não precisa ter ????

Outra coisa que a gente costuma não dar tanta atenção, sexo. Há quem diga que ele não é a coisa mais importante numa relação, Ok, eu até posso concordar com isso, mas é uma parte e precisa funcionar bem.

Se não existe desejo, tesão, entrega, mas vocês gostam de compartilhar momentos, conversas, seriados, pizza… poderiam ser somente bons amigos, não? Afinal o que diferencia seu namorado ou namorada da sua melhor amiga ou amigo?

Voltando ao ponto “cuidar da relação”, aqui vai uma dica, inove! Lembra que eu mencionei o tempo de relacionamento como algo que costuma complicar algumas coisas? Pois é, com o tempo a gente vai conhecendo tanto a outra pessoa, a gente sente segurança, acha que não precisa mais se arrumar pro encontro, não precisa mais escovar o dente pra beijar (se é que acha que precisa beijar). Com o tempo a gente para de fazer surpresas, para de se preocupar em causar impactos e boas impressões, para de se preocupar em conquistar e tudo vai ficando morno, insosso.

Não se acomode e não deixe o par se acomodar. Conversem sobre isso. Tragam novidades pra dentro da relação. Tentem resgatar as pequenas coisas que haviam lá no início

Se ainda assim você achar que não tem certeza sobre o amor, tome um tempo. Pode ser bom pra organizar as ideias. Pra se resgatar, pra lembrar de quem você é sem o outro ou a outra. Eu sei que dá medo de jogar pro alto o possível amor da sua vida, mas e se você estiver jogando pro alto a SUA VIDA? Não seria bem pior?

Quando você sabe que ama alguém? – Padre Fábio de Melo

Na vida, a gente só sabe que ama alguém, a gente só tem o direito de dizer a alguém que a amamos depois de ter dito infinitas vezes a esse mesmo alguém a frase: eu perdoo você. Porque na verdade a gente só sabe que ama, depois de ter tido a necessidade de perdoar.

Antes do perdão a gente pode ter admiração por alguém, mas admirar alguém ainda não é amar, porque admiração não nos leva a dar a vida pelo outro.

Admiração é um sentimento, uma situação superficial, eu admiro aquela pessoa, mas eu sei que amo depois de ter olhado nos olhos, saber que errou, que não fez nada certo e ainda sim eu continuar dizendo que “eu não sei viver sem você”, “apesar de ter errado tanto continuas sendo tão especial para mim”.

A gente sabe que ama as pessoas assim, depois de ter feito o exercício de olhar nos olhos no momento que ela não merece ser olhada e descobrir ainda ali uma chance, ainda não acabou.

Coisa boa na vida é a gente encontrar gente que nos trate assim com esse nível de verdade, gente que nos conhece de verdade, que já foi capaz de conhecer todas as nossas qualidades, mas também todos os nossos defeitos, porque eu não sou só qualidades, eu tenho um monte de defeitos, e só me sinto amado no dia que o outro sabe dos meus defeitos e mesmo assim continua acreditando em mim, muitas vezes nosso amor não é assim, a gente ama o outro pelo que ele faz de certo ou de bom pra nós, e as vezes até elegemos o outro assim “ele é bom demais pra mim”. E o dia que deixa de ser? Deixou de ser amigo? No dia que falhou, que errou, que esqueceu, no dia que não conseguiu acertar, continua tendo valor pra você? Ou você só ama aqueles que conseguem lhe fazer o bem? Jesus disse que não tinha mérito nenhum em amar aqueles que nos amam, que o mérito está em amar o outro mesmo quando ele não merece ser amado, eu sei que é um desafio, mas essa é tua religião.

Eu creio que não há descanso maior para o nosso coração do que encontrar alguém que nos ama assim, e eu gostaria que você levasse pra sua vida somente as pessoas que te amam assim, com essa capacidade de olhar nos teus olhos quando você não consegue fazer nada de certo, e mesmo assim continua sendo teu amigo e continua acreditando em você.

Deixe entrar na sua vida, somente as pessoas que querem te fazer melhor, porque gente que nos diminui nós já estamos cheios. Amigos de verdade são aqueles que nos desafiam, são aqueles que nos momentos que estamos na lama, nos olham nos olham e dizem ‘você não foi feito pra isso’. Amigo de verdade é aquele que olha nos olhos e nos coloca para sermos mais.

Namorado de verdade é aquele que olha nos teus olhos e te respeita como mulher, que te acha linda, mas que te respeita como mulher porque sabe que tu és um coração que muito mais do que necessitado de ser abraçado e de ser tocado, é um coração que merece ser amado, e o amor vem antes do toque.

Quem foi que disse que beijar na boca é declaração de amor? Pode até ser uma das demonstrações, mas eu tenho certeza que seu coração se sente muito mais amado no momento que você é olhado de um jeito certo, do que beijado de qualquer jeito! Antes de você entrar na vida de uma menina, olhe bem nos olhos dela e tente fazer com que ela descubra que você ama só olhando pra ela, olhe de um jeito que ela se sinta amada, e se você olhar do jeito certo, você não precisa ter ciúme, porque a mulher que for olhada de um jeito certo, nunca mais vai querer encontrar outro olhar. O homem que for olhado de um jeito certo, nunca mais vai querer outro olhar. Você ainda pode mudar o seu jeito de amar, você ainda pode mudar o seu jeito de viver, você ainda pode mudar o seu jeito de sorrir, você ainda pode perdoar aquele que você não quer perdoar, você ainda pode tratar bem aquele que você desprezou tanto, porque a vida ainda te dar a oportunidade de você se tornar muito melhor do que você é.

Leia também:  Como Abrir Fotos Que Não Abrem?

Padre Fábio de Melo – texto publicado pelo site Papo Sincero.

Como Saber se Você Ainda Ama uma Pessoa

Baixe em PDF
Baixe em PDF

Infelizmente, o amor não é imutável. É comum estar em um relacionamento de longa data e não ter mais certeza quanto aos próprios sentimentos. Por outro lado, também acontece de casais se separarem e terem dúvidas se essa é a melhor decisão. Será que você ainda ama seu parceiro? Leia este artigo para não ter mais dúvida!

  1. 1

    Reflita sobre quando seus sentimentos pareceram mudar. Isso não acontece da noite para o dia, assim como você não se apaixonou por seu parceiro de uma hora para a outra. Dê-se tempo e espaço para entender o que está sentindo; tomar decisões irrefletidas pode gerar estragos irreversíveis em um relacionamento.[1]
    Não se sinta culpado por precisar de um tempo e não tenha pressa.

    • Pense em tudo que estava acontecendo quando começou a se sentir assim. Alguns acontecimentos podem mudar a vida de uma pessoa e influenciar seus sentimentos. Um trabalho novo pode sobrecarregá-lo, problemas familiares desgastam o relacionamento, etc. A ideia é identificar se essa mudança emocional é proveniente de fatores externos ou se você realmente não sente mais nada por seu parceiro.

    DICA DE ESPECIALISTA

    Chloe Carmichael, PhD

    Psicóloga Clínica A Dra. Chloe Carmichael é psicóloga. Possui clínica particular em Nova Iorque Com uma década de experiência no ramo, Chloe é especialista em problemas de relacionamento, controle de estresse, baixa autoestima e coaching de carreira. Chloe também deu aulas na Long Island University e atuou como professora adjunta na City University, em Nova Iorque. Chloe completou seu Doutorado em Psicologia Clínica na Long Island University em Brooklyn, Nova Iorque. Fez estágio no Lenox Hill Hospital e no Kings County Hospital. É credenciada pelo American Psychological Association e é autora do livro “Nervous Energy: Harness the Power of Your Anxiety”.

    Chloe Carmichael, PhD Psicóloga Clínica

    Concentre-se em si e foque na evolução de seus sentimentos no relacionamento. A Dra.

    Chloe Carmichael, psicóloga clínica licenciada e coach de relacionamentos, diz: “Normalmente, pergunto aos meus clientes como eles conheceram a pessoa, como foram as coisas no início do relacionamento e quando que os problemas começaram a surgir.

    Normalmente, quando contam tudo para mim, as pessoas chegam a várias conclusões sobre a evolução dos próprios sentimentos no decorrer do relacionamento.”

  2. 2

    Observe como tem se comportado com seu parceiro. Perceba se tem se irritado mais do que o normal, se perdeu o tesão ou se tem preferido passar mais tempo sozinho, longe dele. Todo relacionamento esfria um pouco depois que o começo passa, mas não deve chegar a ponto de fazê-lo agir assim; se você se identificou com essa descrição, é porque as coisas não estão bem.[2]

    • Repare quantas vezes rejeitou os avanços dele, se o critica demais, se perde a paciência por coisas sem importância, etc. Se a resposta for “sim” para todas essas questões, é hora de rever a relação.
  3. 3

    Visualize seu futuro. Durante um relacionamento longo, é comum menosprezar o cônjuge e não perceber a falta que ele faria se não pudesse estar presente. Antes de tomar qualquer atitude, é importante refletir; imagine o futuro em um mundo perfeito e repare se seu parceiro faz parte dessa imagem. Seja honesto e descubra se o seu futuro sem ele seria mais vazio ou mais completo.

    • A separação de uma pessoa com quem convivemos e nos importamos é muito dolorida, mesmo que não haja mais paixão. Ela implica quebrar a normalidade para que mudanças ocorram. Com isso em mente, imagine sua vida depois da transição turbulenta do término; você se vê mais feliz sozinho ou ao lado de outra pessoa?
    • Lembre-se de que a comodidade em estar com alguém não significa que você o ame.
  1. 1

    Pense por que a relação acabou. Você pode estar em dúvida se ainda sente amor por seu ex-parceiro. Nesse caso, tente se lembrar dos motivos que levaram ao término.

    Temos a tendência a romantizar o passado e achar que tudo era um mar de rosas quando nos distanciamos da situação.

    Esforce-se para enxergar as coisas como realmente eram; será que você tomou uma atitude impensada, sem nem mesmo tentar resolver o problema antes? Ou será que os problemas da relação já estavam tão enraizados que não tinham mais solução?[3]

    • No entanto, se a relação acabou porque seu ex pisou na bola, descubra se você está em condições de perdoá-lo e esquecer o que aconteceu. Não será possível reatar se você não abrir mão do passado.
    • Do mesmo modo, é impossível retomar um relacionamento se nenhum dos dois mudou. Digamos que seu ex não passou a ser uma pessoa confiável ou você simplesmente não consegue mais confiar nele – voltar nessa situação será mais danoso do que benéfico. Os problemas de antes não desaparecerão como mágica.
  2. 2

    Pese os prós e contras de estarem separados. Pondere sobre como a presença dele em sua vida afeta a sua qualidade; se voltar significaria deixar de dar atenção a todo o resto (carreira, estudos, amigos, etc.

    ), esse relacionamento não é muito saudável e voltar não é uma boa ideia.

    [4]
    Por outro lado, se acha que é uma pessoa melhor ao lado dele, não ignore esse sentimento, pois ele pode significar que vocês estariam melhor juntos.

    • Não se restrinja a pensar, anote todas essas questões para poder visualizá-las e pesá-las. Reflita com precisão: é uma decisão muito importante.
  3. 3

    Seja extremamente honesto sobre suas razões. Talvez você esteja com saudade por se sentir sozinho; a necessidade de companhia é pesada, mas não é motivo suficiente para reatar um relacionamento.

    Outro sentimento que pode deixá-lo confuso é o ciúme.

    Ver seu ex com outra pessoa pode acordar sentimentos que não existiam há muito tempo, mas isso é resultado da possessividade, que não é um motivo bom o suficiente para reatar uma relação.[5]

    • Se a solidão, o ciúme, o tédio ou qualquer outro sentimento raso não são as verdadeiras razões para você querer reatar a relação, provavelmente é porque ainda ama seu ex.
  1. 1

    Passe um tempo afastado. Tire um tempo para fazer coisas agradáveis, que o ajudem e sejam satisfatórias – qualquer coisa para limpar a mente.

    Esta é uma boa oportunidade para sentir como seria a vida longe de seu parceiro, ainda mais se vocês nunca ficaram longe um do outro desde que começaram a relação. Além disso, também servirá para acalmar o espírito e descobrir se o estresse o fez questionar o relacionamento.

    Ficar sozinho por um tempo o ajudará a entender seus próprios sentimentos sem pressão e você conseguirá decidir o que quer fazer.

  2. 2

    Converse sobre o que sente com seu parceiro, se for apropriado. Tenha cuidado quando decidir ter essa conversa, ainda mais se ainda estão envolvidos.

    Fale sobre você e seus sentimentos; evite falar sobre o que ele fez ou deixou de fazer, não jogue coisas na cara, nem aponte o dedo. Concentre-se em dizer como você está sendo afetado.

    [6]
    No entanto, se vocês não estão mais juntos, reflita antes de tomar essa atitude, ainda mais se ele já estiver com outra pessoa. Você não quer brincar com os sentimentos dele.

    • As coisas podem ficar complicadas quando você decidir falar. Não faça isso sem ter absoluta certeza do que sente.
    • Pode ser mais fácil escrever uma carta dizendo tudo que se passa em sua cabeça. Tal é uma ótima maneira de se comunicar com um ex-parceiro ou atual.
  3. 3

    Trace um plano e siga-o. Ou seja, tome uma decisão e saia da confusão emocional em que se encontra. Se depois de muito pensar, você decidir que quer voltar ou permanecer nessa relação, vá fundo.

    A dúvida não é saudável para o relacionamento, você não pode se distanciar e esperar que o amor continue igual ou que as coisas melhorem. Em contrapartida, se descobrir que realmente não ama mais seu parceiro, o melhor é terminar de uma vez. Ficar se perguntando “E se.

    ..” o impedirá de ter uma vida completa e independente.[7]

Este artigo foi coescrito por Chloe Carmichael, PhD. A Dra. Chloe Carmichael é psicóloga. Possui clínica particular em Nova Iorque Com uma década de experiência no ramo, Chloe é especialista em problemas de relacionamento, controle de estresse, baixa autoestima e coaching de carreira. Chloe também deu aulas na Long Island University e atuou como professora adjunta na City University, em Nova Iorque. Chloe completou seu Doutorado em Psicologia Clínica na Long Island University em Brooklyn, Nova Iorque. Fez estágio no Lenox Hill Hospital e no Kings County Hospital. É credenciada pelo American Psychological Association e é autora do livro “Nervous Energy: Harness the Power of Your Anxiety”. Este artigo foi visualizado 94 741 vezes.

Categorias: Vida Conjugal

Esta página foi acessada 94 741 vezes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*