Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Conviver com o ex nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais quando se tem filhos. No entanto, independente das dificuldades no relacionamento do casal, a ligação entre pais e filhos é para sempre e quanto mais natural for essa relação, melhor para ambos. Veja algumas dicas de como manter uma boa relação com o ex e não deixar a separação interferir na vida dos filhos:

Como manter uma boa relação com o ex quando se tem filhos

O comportamento das crianças

Se você ainda tem mágoas do seu antigo relacionamento, mas não gostaria que seus sentimentos influenciassem na vida dos filhos, a melhor coisa a fazer é conversar com as crianças, esclarecendo que ninguém tem culpa do término, e que a decisão é somente do casal. Assim, eles vão entender que não precisam tomar “partido” no relacionamento e podem se sentir mais confortáveis nessa situação.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: PureStock

A psicóloga Fátima Sassatelli, especialista na área educacional, explica: “A relação entre pais e filhos não precisa, nem deve ser abalada por causa da separação. Podemos falar em separações, mas ‘ex-pai’ e ‘ex-mãe’, não. Por isso, os pais devem procurar manter o padrão de relação que tinham com os filhos antes da separação.”

É importante para a mãe manter a calma e ter como sua grande aliada a paciência, pois muito embora o diálogo ajude a criança ou o adolescente a compreender tal mudança, é natural que eles alterem o comportamento.

Fátima esclarece que a separação dos pais é sempre uma grande surpresa para os filhos e, geralmente, eles acabam experimentando muito dos sentimentos com os quais os adultos também sofrem. “As crianças podem reagir de diferentes formas diante da separação ou divórcio dos pais.

Elas podem se sentir culpadas, irritadas com os pais, ou até tentar culpar um dos dois pela separação.

E ainda que muitos outros motivos estejam envolvidos na análise do comportamento dessas crianças, há dois fatores que são muito importantes: a idade dos filhos e o grau de conflito que existe entre os pais”, aponta a psicóloga.

Como contar para os filhos?

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: Shutterstock

A psicóloga afirma que os pais devem combinar entre si qual versão da história será contada para os filhos sobre os motivos da separação. Ela esclarece que a informação deve ser clara e verdadeira, de forma que não fira a moral de nenhum dos envolvidos.

Outro ponto que pode ser ressaltado é o da tentativa de mostrar que há respeito e amizade entre o casal, mesmo diante de um momento delicado.

Se os filhos forem muito pequenos, vale o mesmo procedimento, porém de forma mais didática, mostrando que agora “o papai e a mamãe vão morar em casas separadas.”

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: IStock

Agir cautelosamente pensando nos filhos é uma ação realmente importante e necessária para ajudá-los a lidar com essa nova realidade. Porém, para que você possa ter controle sobre essa situação e lidar com esse “problema” da forma mais saudável possível, é preciso tomar alguns cuidados:

Sobre a antiga “vida a dois”

Os problemas nunca se resumem somente aos filhos.

E quanto à antiga roda de amigos? É possível contornar essa situação para que nenhum dos dois precise se excluir? A psicóloga comenta que é essencial respeitar a si mesmo e ao outro, além de perceber se continuar falando com aquelas pessoas te causa algum constrangimento ou sofrimento. Se isso acontecer, a melhor opção é se afastar. Também é importante pensar se a presença do ex interfere em seus sentimentos e causa algum incômodo ou raiva.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: Divulgação/Brasilmetropole

Ciúme do ex

Quando a separação tem um consenso das duas partes, o ciúme raramente aparece, mas se uma das partes não quis o fim do relacionamento, a situação se torna bem mais delicada. Fátima enfatiza: “Ao terminar uma relação, tente se afastar de seu ex, quando for possível, pelo menos por um tempo.

Você e ele precisarão de espaço e silêncio para refletir sobre as atitudes, erros, acertos e vontades que levaram o casamento ao fim. Depois dessa reflexão, se ambos se sentirem à vontade para isso, tentem uma reaproximação, mas o importante é não nutrir falsos sentimentos.

Se somente ele tem esperanças de voltar, afaste-se e faça o mesmo se a situação for inversa, principalmente quando se tem filhos envolvidos.”

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: Divulgação/Arte&manhasdoamor

Sexo sem compromisso

Apesar de muitas vezes terem consciência de que a relação já acabou, e que talvez não fosse a melhor ideia se envolver novamente, as recaídas acontecem! Mas será que essa atitude pode mesmo atrapalhar a separação? Segundo Fátima Sassatelli, muitas recaídas acontecem porque as pessoas ficam presas, por algum motivo, aos seus ex.

A questão não é manter as relações sexuais, e sim o que ela e essas recaídas representam. “A recaída acende um monte de dúvidas que pareciam ter sido apagadas muito bem com o término. Você não sabe se foram só um monte de beijos de uma noite, ou se o abraço e o olhar carinhoso significam algo a mais.

A recaída acontece porque é bem provável que você não vá descartar um sentimento, mesmo uma lembrança, ligado a todos os momentos bons que você viveu com outra pessoa”, esclarece a psicóloga.

 No entanto, a recaída pode mostrar o lado bom da situação: se você se sentir indiferente, mostra que você entendeu que o que passou ficou no passado e não volta mais.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Foto: divulgação/Solteiras

O mais importante é que exista companheirismo mesmo quando há uma separação.

Sim, isso é possível! Quando se tem respeito pelo outro é possível passar por isso de um jeito saudável e lidar com essa mudança de forma tão natural quanto qualquer outra.

Lembre-se que muitas vezes você perde um namorado ou marido que não te fazia feliz, travando várias batalhas no seu casamento, mas que, com uma decisão madura de ambos, ganha um amigo e companheiro, que pode te auxiliar na criação dos filhos.

LEIA TAMBÉM:

Como SUPERAR uma separação com filhos: 9 CONSELHOS

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

Uma separação é um acontecimento doloroso, mesmo quando é amigável. As circunstâncias de uma separação sempre são complexas, mas são ainda mais quando o casal tem filhos, já que essa mudança também afeta a situação familiar.

Por sua vez, os filhos são um estímulo de força e motivação para tentar manter uma relação cordial com o ex cônjuge, principalmente para que sofram o menos possível. Como superar uma separação com filhos? Em Psicologia-Online, te oferecemos informação de qualidade com base na inteligência emocional.

Em uma nova situação desse tipo, é habitual que os próprios pais sintam vertigem emocional e preocupação com essa nova fase. Toda a família está vivendo um processo de adaptação à mudança.

Se recomenda que, como adulto, você tenha apoio externo ao próprio núcleo familiar para poder compartilhar as dúvidas e sensações sobre todo o processo com essas pessoas. O apoio externo é terapêutico para potenciar o desabafo e reduzir o estresse.

Ao cuidar de você mesma(o), está prevenindo o contágio do seu próprio mal-estar ao seu filho. Além disso, como superar uma separação com filhos pequenos?

1. Seja paciente e encare a situação com calma

Confie que o tempo ajudará a colocar as coisas no seu sítio.

Talvez você olhe à sua volta e observe o exemplo de algum ex-casal que mantém uma relação cordial e você sente que precisará fazer um esforço emocional grande para poder ter esse critério agora.

O tempo é importante para aliviar as feridas do primeiro momento e deixar que a distância ajude a acalmar o sofrimento. Não esqueça que esse momento passará.

Tente dar normalidade à nova situação familiar sem estabelecer constantes comparações com a etapa prévia.

Ahora, vocês já não têm um papel de casal, contudo, continuam tendo a grande responsabilidade de amar os vossos filhos de forma incondicional e de educá-los com valores sólidos.

Por isso, podem centrar a comunicação nos aspetos relacionados com o cuidado das crianças. O estabelecimento de objetivos comuns pode ser especialmente eficaz nesse momento.

2. Desenvolva estratégias de comunicação

Se recomenda potenciar técnicas para a comunicação eficaz com os professores das crianças caso eles vejam alguma mudança na atitude delas ou queiram fazer alguma observação. A casa e a escola são dois dos espaços mais importantes na vida de uma criança. Por esse motivo, convém estabelecer pontes de diálogo entre os dois cenários.

3. Trabalhe a sua empatia e inteligência emocional

Pense no bem comum. Em uma situação de separação, você pode experienciar sensações de individualismo. Contudo, desde o ponto de vista racional, você pode reduzir a situação ao observar como o bem comum potencia o seu próprio bem-estar e dos seus filhos. Ou seja, se os seus filhos se sentem bem. você também está melhor (e vice-versa).

Leia também:  Como Se Descobre Que Se Esta Gravida?

Não cometa os erros universais dos quais tantas vezes as pessoas que passaram por esse processo se arrependem. Tenha cuidado com as atitudes que podem ser o resultado da sua raiva como, por exemplo, falar mal do/a ex aos seus filhos/as. Se você necessita desabafar, escreva tudo o que precisa expressar em uma carta e, depois, rasgue o envelope.

4. Procure um bom terapeuta

Peça ajuda profissional. Um psicólogo pode te orientar com sugestões e recomendações concretas na esfera da situação familiar para agir de forma construtiva e pedagógica.

O especialista pode dar indicações sobre como comunicar a separação às crianças, assim como sobre como superar a superação e a tristeza que causa.

Nesse caso, é recomendado não dar detalhes excessivos aos seus filhos sobre os motivos do término.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

A adolescência é uma etapa de vida complexa. Como superar uma separação com filhos adolescentes? Te oferecemos os seguintes conselhos:

  • Tenha claro que a sua separação familiar não deve ser sinônimo de uma mudança na vida do seu filho em relação à fase da vida na qual ele se encontra. Ele continua sendo um adolescente, não um adulto. Portanto, merece viver este período da vida dele com as responsabilidades próprias da sua idade.
  • Escutar a sua opinião. É importante reforçar a escuta ativa para entender o ponto de vista do adolescente.
  • Escuchar su opinión. Es importante reforzar la escucha activa para atender el punto de vista del adolescente. Nunca coloque o seu filho em uma posição na qual tem de escolher entre você e seu/sua ex.
  • Uma separação provoca uma mudança inevitável na própria situação familiar. No entanto, se recomenda que, na medida do possível, um/uma adolescente não tenha que que enfrentar muitas mudanças na sua vida. Por exemplo, os pais podem tomar decisões eficazes para propiciar que a rotina do/da jovem continue sendo muito semelhante à que tinha antes da separação. Dessa forma, apesar das mudanças pelas quais passa, ele/ela sente estabilidade na sua zona de conforto.
  • Autoridade. É verdade que o/a adolescente pode sofrer como consequência da separação dos pais, no entanto, isso não deve ser uma desculpa para ser excessivamente protetor/a com ele/a. É importante que os valores e limites que estavam presentes no estilo de educação adotado pela família continuem presentes a partir de agora. Os pais devem reforçar a comunicação par compartilhar informação sobre esse assunto. O seu papel em relação ao seu cônjuge mudou, no entanto, a sua relação com o seu filho/a continua a mesma.
  • Compartilhe tempo de qualidade com os seus filhos. Continue criando novas memórias familiares. É importante que o divórcio não seja um ponto brusco de viragem, mas sim um seguimento da própria rotina familiar.
  • É recomendado que a informação sobre a situação de forma conjunta, formando uma equipe. Dessa forma, esta imagen também transmite uma informação aos filhos. É a informação da colaboração e a confiança entre ambos.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

  1. Fale com outras pessoas do seu entorno que tenham passado por uma situação semelhante, já que podem compartilhar essa experiência vital tão valiosa com você. Os conselhos de pessoas da sua confiança podem ser uma referência útil para te dar alguma luz em um momento no qual é possível que você esteja confuso/a.
  2. Cuide de você. A dor e a separação podem ser tão intensas que você nota como essas emoções alteram o seu astral. Aplique esse critério essencial de cuidar de você mesmo/a, não só por você, mas também pelos seus filhos ou filhas. Você precisa estar bem.
  3. Uma separação tem consequências. No entanto, se recomenda que você não esqueça qual foi a causa dessa decisão e atue de forma coerente com a mesma. Dessa forma, em vez de observar a separação em termos de negatividade, você pode encontrar um significado nessa situação.
  4. Fomente a amizade com o seu/sua ex. Não se trata de que seja o seu melhor amigo/a e que você conte suas questões privadas a essa pessoa. No entanto, se recomenda que seja alguém em quem você confia temas que afetam os dois. Seu/sua ex foi uma pessoa importante para você. Por respeito a esse amor que ambos viveram, podem tentar estar à altura do que essa história exige para vocês.
  5. Podem formar uma bonita família, se realmente ambos querem deixar de lado as vossas diferenças e priorizar o mais importante. Ninguém diz que vai ser fácil, no entanto, essa forma de agir é uma manifestação de amor que também pode ser experienciado após a separação através da humildade, da capacidade de perdoar e de evitar a falta de respeito no casal.

Agora que você já conhece as dicas de Psicologia-Online sobre como superar uma separação com filhos, não hesite em compartilhar a sua experiência nos comentários abaixo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como superar uma separação com filhos, recomendamos que entre na nossa categoria de Terapia de casal.

8 formas de lidar com as visitas do pai e ex-cônjuge a seus filhos | Familia

O casamento acabou, mas vocês sempre terão algo importante em comum: os filhos. E você precisa se acostumar que terá de vê-lo com frequência. Veja quais as melhores atitudes que você deve tomar.

Como Esquecer O Ex Marido Quando Se Tem Filho?

É triste ver a destruição de uma família, principalmente quando há crianças envolvidas. Todos sofrem de uma forma ou outra. No entanto, os mais prejudicados sempre são os filhos.

A Psicopedagoga Christiane Lima afirma que“durante esse período [o da separação] é fundamental que a atenção dada[às crianças] seja redobrada. O comportamento delas[desobediência, tristeza, rebeldia, insônia, entre outros] pode evidenciar como esse momento delicado está sendo emocionalmente processado.”Atitudes egoístas ou cheias de mágoa, por parte dos pais, tendem a agravar a situação.

Quando um casal, por algum motivo, decide romper a relação, precisa empenhar todos os esforços na tentativa de poupar os filhos de mais sofrimento. Não importa o que tenha acontecido que os tenha levado ao divórcio, se a separação envolveu muitas brigas, se ainda há feridas abertas – para o bem dos filhos, tudo isso precisa ser deixado para trás.

A dissolução do casamento não vai afastar o casal da presença um do outro definitivamente. Eles precisam ter em mente que, devido aos filhos que tiveram juntos, será necessário o contato entre eles por longos anos, senão pela vida toda.

Por isso, quanto mais eles se esforçarem visando curar as feridas que ainda estão abertas, mais fácil e pacífica será a convivência entre eles e, por conseguinte, mais rapidamente seus filhos se acostumarão à nova realidade familiar.

Daremos algumas sugestões que poderão ajudá-la a lidar com a presença constante do seu ex-marido, quando ele visita ou vem buscar os seus filhos:

1. Seja agradável e respeitosa com ele

Como já foi dito, as mágoas precisam ser deixadas de lado. Não faça cara feia quando ele chegar. Não o trate com rispidez. Seus filhos ficarão tristes se você nutrir sentimentos hostis pelo pai deles. Tente ser agradável, se esforce para isso. Da mesma forma, trate-o com respeito. Você precisa ensinar a seus filhos, pelo exemplo, que eles devem respeito ao pai.

2. Não discuta pendências na frente dos filhos

Os momentos de visita devem ser momentos felizes. Lembre-se de que seus filhos não podem mais desfrutar da companhia constante do pai. Por isso, contribua para que esse momento seja muito agradável para eles. Se tiver que conversar sobre pendências, faça isso outra hora, longe das crianças.

3. Deixe que os filhos desfrutem todo o tempo reservado para ficarem com o pai

Alguns casais se separam, mas continuam amigos. Muitas vezes, nos dias de visita, os dois ficam conversando ou tratando de alguns assuntos, e os filhos acabam não podendo aproveitar o momento com o pai.

Leia também:  Como Recuperar Iphone Que Caiu Na Agua?

Muitos pais moram em outras cidades e só podem visitá-los aos finais de semana. Evite tirar esse tempo tão precioso que seus filhos têm com ele.

Se precisar falar algo com o ex, ou se desejar conversar, marquem um outro horário.

4. Reforce o entusiasmo dos seus filhos em relação às visitas

Os filhos ficam muito ansiosos pelos dias de visita. Reforce seu entusiasmo fazendo comentários positivos ou agindo de forma a apoiar tais sentimentos.

5. Incentive a ligação entre seus filhos e o pai deles

Você precisa apoiá-los no amor que sentem pelo pai. Se porventura estiverem magoados com o pai porque ele foi o culpado pela separação, tente ser compreensiva com suas emoções, porém não apoie tais sentimentos. Incentive-os a perdoar o pai e a esquecerem o que aconteceu. Faça tudo o que estiver ao seu alcance para que reconheçam que, apesar da mágoa, eles ainda o amam.

6. Não tente limitar ou impor regras desnecessárias às visitas

Algumas mulheres magoadas acabam usando seus filhos para atingir o ex-marido. Elas acabam sendo inflexíveis com horários de visitas ou criando empecilhos para as visitas. Lembre-se de que os mais prejudicados serão seus filhos.

7. Dê bons conselhos a eles

Incentive-os a respeitarem a namorada ou a nova esposa do pai, assim como devem respeitar o próprio pai. Incentive-os a se comportarem educadamente quando estiverem com eles, assim como você os ensina a se comportarem quando estão com você. Dê um bom exemplo de equilíbrio e empatia.

8. Não fique com interrogatórios após as visitas

Muitas mães pressionam seus filhos a lhe contarem, detalhadamente, sobre o que fizeram enquanto estavam com o pai. Segure a curiosidade. Pergunte-lhes somente como foi o passeio, se eles se divertiram, se estão felizes. Deixe que parta deles o desejo de compartilhar os detalhes do que fizeram.

Com o tempo as feridas de um relacionamento desfeito acabam cicatrizando. E acaba tornando-se possível não somente uma relação pacífica, mas uma relação de amizade entre os ex-cônjuges. Esforce-se para que a sua relação com ele tome esse rumo. Faça isso pela felicidade dos seus filhos e pela sua.

Leia também:

Como esquecer o ex: dicas de especialistas para esquecer ele de vez

Se você não sabe como esquecer o ex e já tentou várias técnicas para parar de pensar nele, já bloqueou das redes sociais, apagou as mensagens, jogou as coisas dele fora e mesmo assim ainda está sofrendo pelo fim do relacionamento, tenho boas notícias: essa dor de amor tem prazo de validade e vai passar.

É muito normal sentir-se desolada após um término ou uma separação, afinal, encarar a nova realidade é mais difícil do que a gente imagina. E se livrar dos hábitos que tínhamos junto com o ex, dos costumes, do apego, do sentimento de posse é uma batalha que depende muito dos nossos próprios esforços.

Para superar um fim de relacionamento, a regra é clara: temos que tratar esse processo como um vício.

Não podemos manter contato, temos que nos afastar completamente da pessoa e tentar ao máximo trazer novas memórias para a nossa cabeça.

Ninguém é capaz de esquecer uma pessoa, o que acontece quando nos “curamos”, é que ressignificamos o nosso cérebro colocando novas memórias, e para criar novas memórias precisamos adicionar novas vivencias.

É comum vermos pessoas que conseguem desapegar muito fácil de seus ex, e vemos outras que sempre estão com dificuldade gigante de seguir em frente. Eu sempre fui a segunda opção. Mesmo se não estivesse totalmente apaixonada, sentia uma culpa, um medo, um apego que me paralisava e fazia o processo do término ser pior do que de fato é.

Como eu consegui trabalhar e evoluir esses aspectos em mim e fundei o UNIDAS DA FOSSA, hoje posso dividir muitas dicas e todos os passos que realmente foram eficazes e funcionaram no meu processo de como esquecer o ex definitivamente. Espero que todo esse site e projeto te ajude!

Como esquecer o ex rapidamente

Quando eu terminei o meu último relacionamento – e antes mesmo de criar o Unidas da Fossa, que é o primeiro projeto da América Latina para ajudar mulheres a superarem términos, divórcios e outros problemas amorosos – eu resolvi tentar uma outra forma de encarar o fim pela primeira vez.

Ao invés de me lamentar, de ficar rebobinando na minha cabeça os motivos que levaram o namoro ao fracasso e afins, eu parei totalmente a minha vida para analisar o que eu tinha feito de certo, o que tinha feito de errado, o porquê eu considerava esse homem tão essencial, o que eu gostaria de levar como aprendizado, o que eu precisava melhorar em mim, como estavam as minhas relações em outros pilares – como o trabalho, amizades, lazer, estudos e família, afinal, se todas as nossas bases estão sólidas dificilmente sofreremos por um simples homem que partiu, certo? – e também aproveitei essa dor para entender porque eu sofria tanto com rompimentos amorosos mesmo quando o meu namorado não me fazia bem e mesmo que muitas vezes eu também quisesse terminar.

Por que a gente prefere amar e sofrer por alguém que às vezes só nos prejudica ao invés de aceitar os fatos? Por que não entender que nada na vida é eterno, que relacionamentos acabam o tempo todo para que outros comecem, que a vida é uma só e não podemos deixar de vivê-la, que não podemos nos culpar e nem querer estar com quem não nos quer mais?

E o que eu descobri respondendo todas essas perguntas a mim mesma foi que o problema não estava no fim do relacionamento, estava em mim.

Estava nas minhas carências e traumas do passado, estava no medo que criei de sofrer de amor após meu primeiro término – há mais de 10 anos atrás -, estava em eu trabalhar com coisas que eu não gostava, em estar cercada de amizades tóxicas, em estar no piloto automático sem nem saber o que eu mesma queria da minha vida. Eu preferia estar acompanhada de um amor qualquer só para não conviver comigo mesma, e isso é muito triste.

Como aceitar o término ou a separação

Eu sinto que milhares de mulheres passam pelo mesmo que eu e não encontram esses relatos reais. Eu não encontrava na internet alguém que me representasse. Sei que muitas se sujeitam a relações indignas, a amores que não são felizes, a um casamento fracassado por puro comodismo e medo.

E eu entendo todas elas pois até 1 ano atrás eu estava nessa mesma posição. Mas como encontrei a cura e fiz do meu término de namoro tudo o que eu precisava para ser mais feliz com todas as áreas da minha vida, eu divido com você esse ensinamento e tudo sobre como esquecer o ex.

Pare de chorar agora. Pare de pensar nele, no que foram, no que seriam, no que poderiam ser. Tudo isso que está na sua cabeça é apenas fruto do seu imaginário. Nada disso iria acontecer, você quem criou e está colocando ele como ator principal de um filme que a pessoa nem queria participar.

Entenda os fatos reais. O real é o que você já viveu com a pessoa, um amor que foi legal e acabou. Ponto. Todo o resto de “ah, mas íamos fazer tal coisa”, “ah, mas íamos casar”, “ah, mas era para sermos felizes com a nossa família e filhos”… Todos esses desfechos foi você quem criou. Só você.

Entenda que ele não era o homem da sua vida

Agora, com tudo claro e aceitando que foi a sua cabeça que estava imaginando uma história – e que a mesma não ia acontecer -, coloque todos os prós e contras da relação em uma folha. Eu tenho certeza absoluta, por experiência própria, que quando você ler a quantidade de ponto ruim que vocês viviam, vai querer seguir em frente.

Eu aposto que a sua relação não era esse mar de rosas que o fim do relacionamento está tentando te enganar que ela era.

O nosso ego fala muita besteira na nossa cabeça – “ele vai arranjar outra melhor”, “você vai ficar sozinha para sempre”, “pelo menos ele já conhece os filhos e você já está acostumada com a pessoa” – que na hora da dor de amor e do processo de desapego, a gente esquece como no fundo éramos infelizes com aquela pessoa.

Mas faça a lista e lembre dela sempre. Leia quantas vezes você precisar. Deixe de fundo de tela do celular e do computador. Não se deixe enganar por uma carência ou uma insegurança. Se quer mesmo saber como esquecer o ex, você precisa se colocar como prioridade.

Você VAI encontrar alguém muito melhor, você VAI ser feliz sim, DANE-SE se ele tiver outra daqui um tempo, o seu novo amor VAI gostar dos seus filhos. Não se preocupe com nada disso. Não existe nenhum relato na humanidade de alguém que rompeu um relacionamento e nunca mais foi feliz. Pare com a autosabotagem.

Leia também:  Como Perceber Que Ele Gosta De Mim?

Se quer esquecer o ex não se culpe

De acordo com vários especialistas em relacionamentos amorosos, as pessoas que demoram para esquecer um ex é porque acreditam que cometeram erros na relação.

Esse falso pensamento de que você não foi boa o suficiente, de que a culpa é sua, de que se tivesse uma segunda chance poderia consertar o passado etc, faz com que continue buscando incessantemente por um amor que nem existe mais.

É por isso que você precisa listar os pontos negativos para não se deixar cair nesse tormento e nem permitir que o inconsciente fique relembrando apenas dos momentos românticos.

Se você quer seguir a vida em frente e ver como esquecer o ex é possível, ocupe a cabeça com a resolução e não com o problema. Ter clareza e aceitação é essencial para que ao invés de remoer sofrimento, você possa trazer a solução que você precisa. Faça desse momento um mergulho em você e recomece a sua vida muito melhor do que era antes de amor que se foi.

Mais dicas de como esquecer o ex

Veja mais textos, vídeos e manuais que serão complementares para te ajudar a esquecer o ex de vez e muito mais rápido:

Quer dicas e ajuda para ter bons relacionamentos?

  • Conheça AGORA os cursos e e-books aprovados pelas leitoras e seguidoras do UNIDAS DA FOSSA para:
  • Todos eles foram testados e tiveram 100% de resultados e sucesso!

Camila Oliveira, 32 anos, jornalista de comportamento, publicitária e apaixonada pelos assuntos de autoconhecimento, relacionamento e amor – mesmo sem muito êxito com ele até hoje.
Com 7 términos de namoros, 7 fossas e um pé na bunda inesperado, criei o Unidas Da Fossa para escrever e falar sobre o maior mistério da humanidade: a arte de morrer de amor e continuar vivendo!

Especialista dá dicas para esquecer o ex e superar o término

Uma das fases mais difíceis de qualquer relacionamento é identificar o momento de partir pra outra.

Muitas mulheres se perguntam por que ainda pensam no ex, sendo que todas passam noites em claro lembrando do dito-cujo e no motivo do término do namoro.

Lori Pinkerton, especialista em relacionamentos, disse que isso é normal e listou para o site Yourtango alguns motivos do porquê isso acontece e como dar a volta por cima.

Saiba porque não esquece o ex e como dar a volta por cima
Foto: Getty Images

Não acabou: quando não termina direito, uma das partes sempre continua a pensar no parceiro que foi embora. Independentemente do gênero, aquele que foi abandonado sem um motivo fica mentalmente atormentado.

Culpa: outra razão pela qual se continua a pensar no ex é a culpa. Embora não se tenha feito nada de ruim durante o namoro, a pessoa se culpa pela separação.

Arrependimento: sempre existe um “e se” e muitas vezes a lembrança do ex se faz presente porque se pensa no como teria sido “se”.

Você o quer de volta: algumas vezes se pensa demais no ex porque ainda há a esperança de retomar o namoro e há pessoas que mesmo sabendo que o relacionamento não daria em nada, ainda tinham a sensação de querer o parceiro de volta.

Para dar a volta por cima:
Aceitação: tem quem ache que pensar no ex é ansiar pelo namoro que terminou. Então, o primeiro passo para seguir em frente é aceitar o que aconteceu. Deixar para trás seu ex significa aceitar que não funcionavam juntos, sem desculpas e sem arrependimentos.

Encontre pessoas que ainda fazem parte da sua vida: você ainda tem família e amigos, apesar de estar solteira. É egoísmo continuar pensando em quem te deixou sendo que há tanta gente ao redor que te ama e que espera sua atenção.

Concentre-se no seu crescimento: enquanto se pensa no ex, se esquece de si. É sua responsabilidade cuidar da sua vida, da sua beleza, da sua carreira e, principalmente, da sua felicidade. Ao invés de ficar chorando, use a energia para cuidar mais de você mesma, fazer um curso e crescer.

1 de 10

Babá de cachorro Seu namorado terminou o relacionamento anterior meses atrás, mas parece que toda vez que você telefone, ele está passeando com o cão de sua ex-namorada.

Se eles estavam juntos há muito tempo e têm um cachorro junto, ele pode sentir falta do bichinho.

Mas se o filhote veio depois que eles se separaram, é uma maneira que ele encontrou de ter uma conexão com a antiga companheira

Foto: Getty Images

Como conviver em paz com o ex-marido

Como a ligação entre pais e filhos é para sempre, a convivência com seu ex-marido deve ser respeitosa Foto: Getty Images

Veja como agir como o seu ex quando vocês terminam a relação, mas ainda precisam conviver:

Ele é pai do seu filho

Cuidado nesse convívio. “O que terminou foi seu relacionamento com ele. Mas para a criança o pai continua sendo uma ótima pessoa”, diz a consultora de etiqueta Célia Leão. Evite criticá-lo perto dela, independentemente do que tenha lhe feito. Acredite: vale mais a pena cultivar o amor existente entre eles.

No tocante à forma de lidar com o ex, nada de tratá-lo com intimidade. Isso não pega bem, principalmente porque tanto você quanto ele pode, a qualquer momento, ter outra relação. “Como a ligação entre pais e filhos é para sempre, a convivência deve ser respeitosa”, diz o terapeuta de casais Paulo Tessarioli.

Ele continua ciumento

Deixe o fim do romance bem claro. “Se ele ligar com um papo de ‘vi você com Fulano’, responda que é uma mulher livre”, ensina Tessarioli.

Não permita que ele tente mostrar sofrimento nem faça cara de pena, pois pode passar uma impressão errada. “Nada de convidá-lo para seu aniversário. Senão, verá possibilidade de retorno”, completa.

Se ele for insistente, seja firme em sua decisão, sem grosseria. Afinal, um faz parte da história do outro.

Ele começou a namorar uma amiga sua

Continua após a publicidade

“Nunca faça cena”, avisa Célia. Não quer encontrá-los? Então, peça aos seus amigos para avisá-la quando os pombinhos forem a algum lugar em comum. No entanto, é preciso superar o término. Já que não estão mais juntos, assuma essa condição, deixando mágoas de lado para permitir que o casal seja feliz. Aliás, vá atrás de outro amor também.

Os amigos são os mesmos

Claro, não dá para abandonar a galera. “Entretanto, cuidado com o álcool”, alerta Tessarioli. Pode ser que o ex tente seduzi-la, lembrando a relação. Por isso, no comecinho, é aconselhável evitá-lo.

Têm uma dívida juntos

Se a relação está carregada de ressentimentos, mas compraram algo juntos e ainda não terminaram de pagar, é melhor não se encontrarem. Resolvam as pendências por e-mail e da forma mais cordial possível.

Trabalham no mesmo lugar

Sim, vocês vão se ver diariamente. Entretanto, não pense em pedir as contas por causa dele. “Se o emprego está bom, fique. Contudo, evite tratar de problemas pessoais na empresa”, alerta o profissional. Dica: antes de começar um romance com um colega no ambiente profissional, pondere se saberá lidar com o fim da relação para não prejudicar a carreira.

Ainda transam de vez em quando

Você realmente sabe o que quer? Caso pretenda terminar de vez, evite o contato, mesmo esporadicamente. “Agora, se busca apenas sexo, tudo bem continuar encontrando-o”, pontua Tessarioli.

Porém, só faça com a certeza de que nenhum dos dois, isoladamente, vai se envolver de novo.”Quando a relação termina, significa que alguém não quer nada sério”, afirma o terapeuta.

Lembre-se: sexo não é passaporte para o relacionamento afetivo.  

Continua após a publicidade

  • Comportamento
  • Comportamento – família
  • Divórcio

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*