Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

A máxima de que sexo é que nem pizza, porque, mesmo quando é ruim é bom, pode até ser verdade para algumas pessoas, mas, quando o assunto é a “dedada”, não poderia existir uma maior e mais ecumênica falácia no mundo todo. Isso porque, é preciso lidar com o fato de que uma “siririca” mal batida ou um dedo mal inserido no ânus tem o poder destrutivo de uma pizza ruim. Chega a ser triste.

Isso porque o corpo exige destreza daqueles que o pilotam apenas com um ou mais dedos. A arte da masturbação vaginal ou anal e entornos pede uma mistura aparentemente contraditória de suavidade com pressão, carinho com vigor, físico com emocional.

  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?
  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?
  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?
  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Parece difícil? Até é. Mas masturbar outra pessoa com sucesso é algo que dá para aprender com dicas e, especialmente, com a prática constante. Até porque, ninguém vira especialista em coisa nenhuma se não treina e se dedica.

A sexóloga, ginecologista e obstetra Daniele Miguel conta que, de primeira, é difícil acertar. “Nem a gente acerta no nosso próprio corpo de primeira, quem dirá o parceiro. É importante fazer várias tentativas até chegar ao consenso do que é melhor para um e para outro na hora de penetrar os dedos”, afirma.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Além disso, para conseguir ensinar seu parceiro ou parceiro a fazê-lo gozar, é preciso ter um bom conhecimento do próprio corpo.

“É preciso se comunicar e falar o que lhe agrada, o que é neutro, o que nem adianta tentar porque não vai levar a lugar nenhum, qual o melhor ritmo, posição, e até mesmo onde dói, porque, quando é feita de um jeito sem tato, a masturbação pode machucar e até ferir”, completa a profissional.

Para começo de conversa, é importante que se esclareça no que consiste a tal da “dedada”. “Basicamente, a ideia é que o parceiro chegue ao clímax introduzindo um ou mais dedos dentro da vagina ou do ânus. Tudo isso pode ser combinado com um brinquedinho diferente, lubrificantes que esquentam ou esfriam e até mesmo língua ou beijos”, explica.

Lave as mãos e corte as unhas

Por ser algo relativamente fácil de ser feito, Daniele alerta aos riscos que pode trazer. “Primeiro de tudo é preciso ter cuidado com a higiene.

Não dá para penetrar o dedo no outro sem antes lavar a mão, pois pode causar doenças, infecções e transmitir bactérias”. Outro detalhe que deve ser observado é o modo como a penetração é feita. “Quando o tesão está grande, a tendência é enfiar rápido, de qualquer jeito.

Não pode! Seja no ânus ou na vagina, comece lento, veja até onde pode ir e se não está causando dor no parceiro”.

E, claro, um lembrete importante: corte as unhas. “Unha grande nem pensar! Pode machucar, rasgar. Fora que a parte inferior das unhas são sujas. Quer dar dedada? Tem que cortar!”, frisa.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Ponto G

Na mulher, masturbar com as mãos pode ser algo muito vantajoso, pois é mais fácil de encontrar o ponto G. “Sua localização, tamanho e espessura variam de pessoa para pessoa.

Para encontrá-lo, a mulher deve estar bem relaxada para que as paredes vaginais fiquem muito bem lubrificadas e o ponto G fique inchado, cheio de sangue e, portanto, mais sensível e proeminente.

Ele pode ser identificado como uma pequena saliência enrugada, uma área oval, localizada embaixo do osso púbico, na parede frontal interna da vagina”.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

De barriga para cima, pode ser usado o dedo médio, com a palma da mão virada para cima, e penetrar a vagina até encontrá-lo.

Quando estimulado, é comum que, no início, algumas mulheres sintam vontade de fazer xixi, mas, quando o movimento continua, é possível que o prazer acabe chegando.

“Como em qualquer outro estímulo humano, pode não ser igualmente prazeroso para todas”, esclarece a médica.

Em determinados casos, alisar o ponto G de um jeito gostoso pode levar à ejaculação feminina.

Já nos homens, o prazer acontece por conta da próstata. “Inclusive, é uma ótima maneira de um ativo começar a explorar as delícias de ser passivo. O dedo, por ser pequeno, não dará nenhum ‘susto’, e vai se mostrando prazeroso”.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Lubrifique-se

Lubrificantes à base de água, vibradores e outros brinquedos sexuais também são extremamente bem-vindos, desde que ambos estejam à vontade com a presença na cama. Os consolos podem ser grandes aliados dos estímulos manuais e orais.

Nunca é demais lembrar, no entanto, que eles devem estar limpos e em boas condições para uso, além de nunca serem usados na vagina depois de terem sido introduzidos no ânus, sem que antes se faça sua higienização, para evitar infecções.

Pré-sexo melhor não há

“As preliminares preparam os órgãos para a relação sexual”, indica Daniele, que reforça que as fantasias e emoções ocupam o mesmo grau de importância que a excitação pelos sentidos físicos.

Mas, atenção, Carnaval chegando, momentos de muito tesão e vontade de fazer loucuras também… Antes de dar uma dedada em alguém, certifique-se que a pessoa quer também. Dito isso, mãos à obra e boa sorte.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Masturbação: dúvidas comuns e equívocos

Este artigo está disponível também em: English, español

*Tradução: Juliana Secchi

Historicamente a masturbação—especialmente a feminina—tem sido vista como algo perigoso, não saudável e mesmo um tabu. Mas isso está mudando.

Não importa qual seja a sua idade e se você nunca se masturbou antes ou se faz todos os dias, você ainda pode ter algumas dúvidas sobre a masturbação.

A masturbação pode causar algum problema de saúde? Pode te fazer perder a virgindade? Tudo bem se masturbar se você está em um relacionamento? Continue lendo para encontrar as respostas para essas perguntas e mais.

As mulheres se masturbam?

Sim, as pessoas de todos os gêneros se masturbam. Susan Quilliam descobriu em sua pesquisa (publicada no livro *Mulheres no Sexo*) que 4 entre 5 mulheres se masturbam regularmente (1).

Em um estudo de 2016 realizado pela Universidade de Indiana nos EUA, 3 entre 4 mulheres com idades entre 25–29 e 1 em cada 2 meninas com idades entre 14–17 disseram que se masturbavam (2).

Existe uma lacuna nas pesquisas sobre masturbação que reconheça a existência de pessoas transgêneras ou não-binárias.

Todo mundo se masturba da mesma forma?

Não, e na privacidade do seu espaço próprio não existe certo ou errado na masturbação.

Geralmente quando falamos sobre masturbação estamos nos referindo a tocar, pressionar, esfregar ou massagear a área genital de uma pessoa; os mamilos, ou outras zonas erógenas com os dedos ou contra um objeto, como um travesseiro.

Também pode incluir inserir os dedos ou um objeto na vagina ou ânus; ou estimular as genitais com brinquedos, como um vibrador elétrico. Pode-se também usar brinquedos ou estimular qualquer parte do seu corpo que provoque uma sensação prazeirosa—existem inúmeras formas diferentes de se masturbar.

Desde que o que você estiver fazendo não seja perigoso para você ou outros, você pode se masturbar da maneira que preferir.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

Baixe o Clue agora e registre seu apetite sexual, entre outros sintomas e emoções

  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?
  • Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?

4.8

mais de 2M+ avaliações

A masturbação individual pode causar doenças?

Não. A não ser que você esteja com as mãos não limpas ou com um objeto não higienizado, a masturbação individual não pode causar doença ou infecção.

E ao contrário do sexo com um parceiro, a masturbação individual não levará a uma gravidez indesejada ou a infecções sexualmente transmissíveis (considerando que o ambiente e os objetos estejam limpos).

Além disso, é uma forma segura de descobrir o que te deixa confortável e o que não funciona para você.

Se você notar qualquer atrito ou irritação na pele, pode procurar usar um lubrificante adequado—evite loções, vaselina ou óleos que podem irritar sua vulva e vagina.

Irritações ou infecções podem aparecer se o seu corpo for sensível às coisas que você usa para se masturbar, e germes do ânus podem causar infecções vaginais e uretrais.

Se quiser introduzir algo na sua vagina que esteve antes no seu ânus, lave primeiro ou cubra com um preservativo.

Se você estiver se masturbando com um parceiro mas apenas tocando as suas genitais—e não as genitais do seu parceiro, não há risco de transmissão de IST ou gravidez.

Assegure-se de cobrir brinquedos com um preservativo ou higienizá-los antes de dividir com um parceiro, para evitar o desenvolvimento de vaginose bacteriana (VB) ou transmissão de ISTs.

Se você toca as genitais do seus parceiros, ou eles tocam as suas (introduzindo dedos, masturbação), então há risco de transmissão de algumas ISTs (tais como HPV, verrugas genitais, clamídia, vírus da herpes 1 e/ou 2 e sífilis).

Riscos de infecção aumentam quando mais dedos ou a mão inteira estão dentro da vagina ou ânus (às vezes chamado fisting), uma vez que pode causar rompimentos que permitem a transmissão de IST por meio do sangue e outros fluidos. Há também um risco maior de infecção ao colocar os dedos na boca ou na boca do parceiro após tocar as genitais ou ânus, ou se há qualquer sexo oral envolvido (colocar a boca nas genitais do parceiro ou no ânus).

A masturbação pode te ajudar a aprender como ter orgasmo?

Sim.

A masturbação pode ser uma das maneiras mais gratificantes de se sentir sexual e, para pessoas de todos os gêneros, é uma oportunidade de conhecer seu corpo e explorar seus desejos. Pode ser uma forma de descobrir novas sensações e reações, como a ejaculação feminina.

Segundo Quilliam, 9 entre 10 mulheres sempre têm orgasmo quando se masturbam (1). Compare isso à descoberta de Elisabeth Lloyd de que apenas 1 em cada 4 mulheres tem orgasmos de forma consistente durante relações por penetração do pênis na vagina.

Leia também:  Como Saber Quem Visualizou Video No Instagram?

Essa estatística não é de apenas um estudo, mas de uma análise de 33 estudos ao longo de 80 anos (3).

Você pode perder sua virgindade ao se masturbar?

Não.

A virgindade não é algo físico ou médico. É uma ideia cultural, sobre a qual muitas pessoas têm definições e opiniões diferentes. Os conceitos de virgindade às vezes estão ligados à ideia de que a sua abertura vaginal é coberta por uma membrana que é “rompida” pelo sexo vaginal.

A coroa vaginal (também conhecida como hímen) consiste em finas dobras de tecido mucoso localizadas 1–2 centímetros logo dentro da abertura vaginal (4).

Anna Knöfel Magnusson da RFSU (Associação Sueca para Educação em Sexualidade) escreveu sobre isso no livro Coroa Vaginal: Mitos que cercam a virgindade, “Cada coroa tem uma aparência diferente e difere em tamanho, cor e forma.

É ligeiramente rosada, quase transparente, podendo assemelhar-se às pétalas de uma flor, a um quebra-cabeças ou a uma meia-lua. Na grande maioria dos casos, é elástica e estica. Muito raramente, as dobras do tecido mucoso podem cobrir toda a abertura vaginal.

Nesse caso, pode ser necessário consultar um ginecologista para abrir a coroa vaginal e assim liberar o sangue menstrual, para permitir a inserção de um tampão ou para sexo por penetração.”

A inserção de objetos (incluindo tampões, copos menstruais, brinquedos ou dedos) na vagina, bem como atividade física básica, podem contribuir para a diminuição gradual da coroa vaginal.

As mudanças hormonais que ocorrem à medida em que as pessoas mudam durante a puberdade também podem alterar a forma e a flexibilidade da coroa vaginal (5). Independentemente de você se masturbar ou não, sua coroa vaginal (se você já teve uma, para começo de conversa) irá se desgastar com o tempo.

A anatomia e o propósito da coroa vaginal ainda não são muito bem compreendidos, e mais pesquisas são necessárias.

Tudo bem se masturbar se você está em um relacionamento?

Sim. Sexo com parceiro ou masturbação individual não precisam ser mutuamente exclusivos, podem ser experiências sexuais complementares. Masturbação individual pode ser uma boa forma de aprender sobre seu próprio corpo, dessa forma podendo ser um caminho para ter melhor sexo.

Um estudo canadense realizado em 2017 descobriu que mulheres que se masturbam regularmente conseguem reconhecer mais facilmente suas necessidades sexuais (6).

Integrantes do estudo que se masturbavam uma vez ao mês ou mais eram mais confiantes para dizer exatamente o que lhes dava prazer no sexo com um parceiro.

A masturbação mútua com um parceiro pode te ajudar a aprender mais sobre as preferências sexuais um do outro.

A masturbação pode te deixar infértil, fazer crescerem pêlos nas palmas das mãos, causar acne ou te levar à cegueira? Resumindo: a masturbação faz MAL?

Não.

A masturbação não pode te deixar infértil, não causa acne nem faz crescer pêlos nas mãos.

Muitas dessas superstições podem ser encontradas em um livro publicado anonimamente em 1756, Onania, ou o pecado hediondo da autopoluição e todas as suas consequências terríveis*, que parece ter sido elaborado para afastar as pessoas do prazer próprio.

O surgimento de pêlos nas palmas das mãos pode ser causado por uma rara condição genética, enquanto acne é normalmente associada com alterações hormonais que são um sinal comum da puberdade (7, 8). Existe também uma ligação entre miopia e puberdade, mas a masturbação não prejudicará a sua visão (9).

Masturbação não é ruim para você fisicamente, sexualmente ou emocionalmente— a não ser que seja algo que você simplesmente não queira fazer. Na verdade, masturbação pode de fato te fazer bem.

A excitação e o orgasmo (por sexo ou masturbação) podem ajudar na manutenção dos sistemas circulatório, neural e muscular e prevenir a dismenorreia (menstruação dolorosa) (10). A masturbação foi inclusive associada à melhora da imagem corporal (11).

Por que existem tantos mitos ao redor da masturbação?

Mitos sobre masturbação ser algo não saudável ou prejudicial são oriundos do medo e da ignorância com relação à saúde e à sexualidade humana.

A maioria das pessoas se masturba, e ao longo da História, a maioria das pessoas se masturbou.

A masturbação não é ruim nem perigosa—é uma forma normal e saudável em que muitas pessoas aprendem sobre sua sexualidade e atingem o orgasmo pela primeira vez.

Está bem masturbar-se frequentemente, ocasionalmente ou nunca—não há nada errado em não se masturbar, se você não tiver vontade. Faça todas as escolhas que fizer em relação à masturbação com base no que é bom e certo para você, ao invés de se basear em medos do que os outros possam pensar ou nos mitos sobre o que a masturbação pode fazer ao seu corpo.

Quando se trata de amar a si próprio e ao seu corpo, o prazer não é apenas diversão—é uma forma de autocuidado. Por que não se cuidar?

Baixe o Clue para descobrir se a sua libido muda ao longo do seu ciclo menstrual. Você pode monitorar a masturbação utilizando etiquetas customizadas.

Como É Que Se Mete Os Dedos Dentro Da Vagina Masturbação?Oi, eu sou a Steph! Enviaremos histórias educativas e curiosas sobre saúde feminina, além de compartilhar dicas e truques para você aproveitar o Clue app ao máximo!

Cinco dicas para masturbar-se sozinha ou acompanhada. O prazer é seu

Quase metade das mulheres inquiridas pela Flame Love Shop nunca se masturbou. São vários os motivos, desde vergonha, repugnância, medo, preconceito, mas também falta de conhecimento sobre o seu próprio corpo e dos benefícios da prática.

De forma a retirar o máximo prazer, conheça cinco dicas para masturbar-se sozinha ou acompanhada.

Cerca de 40% das mulheres nunca se masturbou, revela um inquérito realizado pela Flame Love Shop entre 200 mulheres de várias idades. 

“A masturbação feminina continua a ser um tabu por vários motivos, entre os quais a repressão sexual, a religião ou até o medo e o preconceito”, conta Irina Marques, especialista em Sexologia Educacional e diretora da Flame Love Shop. “As mulheres devem saber que o conhecimento do seu próprio corpo e dos estímulos que nele pode ser provocados é essencial para uma boa saúde sexual”.

Entre os benefícios da masturbação, comprovados cientificamente, estão a capacidade de evitar a dor de cabeça, eliminar o stress e de aliviar as dores da Tensão Pré-Menstrual (TPM), para além de aumentar a produção das hormonas da felicidade.

O desconhecimento do clitóris, não só entre os homens, como por parte das próprias mulheres, também tem implicações na questão da masturbação. “Este é um órgão que existe apenas para dar prazer, pelo que necessita de ser manipulado e explorado de forma correta para que a mulher atinja orgasmos múltiplos e intensos, o que nem sempre acontece”, explica Irina Marques.

Quando se olha para a vulva, é possível ver este 'brinquedinho' na parte superior. Apesar de assumir vários formatos, parece-se geralmente com um 'V'. Para além da parte visível, existe uma área interna, já que as suas raízes longas e profundas vão até ao interior da vagina.

Para além de ser o único órgão do corpo humano que serve exclusivamente para dar prazer, existem outras curiosidades sobre o clitóris que importa saber: a sua cor é sempre rosada, independentemente do tom da pele da mulher; a sua extensão, interna e externa, é semelhante ao tamanho do pénis, entre 10 a 12 cm, mas as suas oito mil terminações nervosas são o dobro do órgão masculino. Ao ser excitado, dá-se um aumento do fornecimento de sangue, o que o torna mais rijo e visível, permitindo orgasmos múltiplos. 

Cinco dicas para masturbar-se sozinha ou acompanhada: 

– Estimulação direta: com um dedo, faça levemente movimentos de cima para baixo e rotativos.

– Estimulação indirecta: passe os dedos sobre a vulva, massajando levemente. Pode fazê-lo mesmo sobre a roupa.

– Estimulação com penetração de dedo: este é um movimento sincrónico em que, ao mesmo tempo que estimula o clitóris de forma circular, tem de introduzir outro dedo na vagina. Utilize as duas mãos neste processo.

– Após a estimulação com penetração dos dois dedos, concentre-se na parte de cima da vulva. Massaje o clitóris com a palma da mão, enquanto os dois dedos estão dentro da vagina, e manipule o ponto G. Vai ver que é extremamente prazeroso.

– Estimulação com recurso a objeto: pode ser a almofada ou um brinquedo sexual apropriado.

De acordo com a diretora da Flame Love Shop, “os brinquedos mais indicados são os estimuladores clitorianos, que vão justamente proporcionar o prazer na maior zona erógena da mulher. Existem ainda outras soluções de brinquedos mais completos, em que o prazer pode ser duplo, já que permitem em simultâneo a penetração e estimulação clitoriana”.

ACOMPANHE AQUI O

Seja sempre o primeiro a saber.Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.

  • Descarregue a nossa App gratuita.

Mulher: 22 dicas de como se masturbar (e amar cada segundo) – ISTOÉ Independente

Está procurando dicas de como se masturbar? Se você está estressada, excitada e/ou entediada, o que uma garota deve fazer? Se masturbar, é claro! Para iniciantes, a prática não é apenas boa. “A masturbação libera estresse e ansiedade”, diz Leah Millheiser, MD, professora assistente clínica e diretora de medicina sexual feminina no Stanford University Medical Center.

Veja também

+ Esfoliação capilar: como e quando fazer?
+ Primeira vez: 7 situações sexuais que vão além da perda da virgindade
+ 6 razões pelas quais você está fazendo cocô verde

“Sabemos que você obtém relaxamento total do corpo após um orgasmo, o que é ótimo para quem está tenso”, acrescenta ela. “A masturbação também aumenta o fluxo sanguíneo para os órgãos genitais, o que é importante porque ele mantém a vagina saudável”. Em outras palavras, a masturbação traz muitos benefícios e você provavelmente deve adicioná-la à sua rotina.

Leia também:  Como Ver Quem Esta Ligado A Minha Rede?

Além disso, outro benefício da masturbação é que a performance solo é muito boa para a sua vida sexual de diversas maneiras. Por um lado, pode ajudar você a ficar mais confortável na cama. “As pessoas que não se masturbam têm maior probabilidade de ter dificuldade em atingir o orgasmo com um parceiro”, explica Millheiser.

E se você trouxer seu parceiro para a ação, você pode se sentir mais próximo deles – os orgasmos liberam ocitocina, um hormônio poderoso que faz você querer se relacionar com a pessoa ao seu lado, acrescenta ela.

Agora, tendo dito todos esses benefícios da masturbação, o único problema é não saber como começar a garantir que acabe da melhor forma.

É claro que não há maneira certa ou errada de se masturbar (para cada vagina a uma!).

Mas esses truques e dicas para se masturbar, aprovados por especialistas, não apenas ensinarão a melhor forma de você conseguir prazer, como também levarão o orgasmo para o próximo nível. Vamos lá:

Se olhe no espelho

Primeiro você precisa conhecer seu corpo. “É essencial que as mulheres sejam capazes de identificar sua anatomia”, diz Janet Brito, PhD, psicóloga licenciada e terapeuta sexual certificada em Honolulu. Eu sei que você provavelmente está pensando que isso é uma besteira mas para muitas mulheres isso faz a diferença.

Brito recomenda começar sua investigação à moda antiga: com um espelho de mão. Essa é a melhor maneira de ver como sua vulva realmente é e, ainda mais importante, identificar seu clitóris (também conhecido como seu melhor amigo). Para muitas mulheres, o clitóris – lar de cerca de 15.000 terminações nervosas (!) – é onde a mágica da masturbação acontece.

Ou seja, depois de encontrá-lo (é mais fácil falar do que fazer – basta perguntar ao seu ex). Do lado de fora, tudo o que você poderá ver é a parte externa do clitóris – um retalho de pele que se retrai durante a excitação sexual – e a glande do clitóris, um pequeno nó em forma de botão.

Mas isso é apenas a ponta do iceberg orgástico.

Como se masturbar: diga “oi” para todas as suas partes

Depois de terminar sua mini aula de sexo, Brito o incentiva a “tocar gentilmente e, com curiosidade, rotular as partes que parecerem mais sensíveis, estimulantes, delicadas e desconfortáveis”. Não deixe de explorar todas essas partes do seu corpo para descobrir o que é bom e o que é apenas um “mais ou menos”.

Defina o humor

Você acende velas, estreia sua boa lingerie e coloca sua playlist favorita de sexo quando está prestes a entrar em contato com outra pessoa; então, por que não fazer o mesmo esforço na hora de se masturbar? Essa é uma das dicas para se masturbar: você deveria, diz Brito. “Comece criando um espaço relaxante e confortável em sua casa, cheio de privacidade e livre de interrupções”, ela sugere. Afinal, é meio difícil se sentir sexy se o seu quarto estiver coberto de roupas sujas e bagunça!

Concentre-se na tarefa em questão

Masturbação é o “tempo para mim”. Então, faça o seu melhor para fingir que o mundo exterior não existe (adeus, telefone) e sintonize o que está acontecendo dentro do seu corpo.

“Uma mulher que pode praticar a atenção plena tem muito mais chances de atingir o orgasmo mais cedo”, diz Millheiser.

“Enquanto se masturba, se você achar que sua mente está vagando, reconheça isso e traga-a de volta para o foco.”

Mas “você não precisa se esquecer do orgasmo”, diz Nan Wise, PhD, psicoterapeuta licenciada e terapeuta sexual certificada, cujo estudo Atividade Cerebral Exclusiva ao Orgasmo em Mulheres, observa que o cérebro é estimulado pelo orgasmo. Em vez disso, ela sugere “prestar atenção às sensações” – não muito diferente de como você presta atenção à respiração quando medita.

Isso porque usar sua mente para se concentrar no prazer pode melhorar seriamente o seu orgasmo. (E esse é o ponto principal.)

Tranque a porta

Este pode parecer óbvio, mas muitas pessoas ignoram. Trancar a porta, mesmo que você esteja sozinho em casa, pode ajudá-lo a se concentrar no tempo de jogo, limpando seu cérebro de qualquer preocupação de alguém entrar de repente.

Como se masturbar: toque na sua deusa interior

Todo mundo tem problemas de autoestima quando se trata de seus corpos. Deixe isso pra lá, especialmente quando você estiver se masturbando! Concentre-se na sensualidade de suas curvas e em como seu corpo é capaz de sentir prazer, em vez de se concentrar em partes com as quais você não está totalmente satisfeito.

Use sua imaginação

“Toda mulher tem uma fantasia diferente”, diz Millheiser. “Não precisa ser sobre você e seu parceiro também.

” Também não precisa ser sobre chicotes e correntes ou qualquer coisa  que você possa ter lido em romances eróticos ou visto em filmes pornôs, a menos que você goste.

“Este é o momento de descobrir o que te excita – e não se julgar”, explica Brito. Então deixe sua imaginação correr solta e veja aonde isso te leva.

Algumas mulheres até fantasiam estar com outra mulher, diz Millheiser. Isso é totalmente normal – e não é surpreendente, considerando que muitas mulheres heterossexuais gostam de ver pornô lésbico.

Falando nisso, se você é lésbica e se masturba pensando em um homem, isso também é normal. “Não importa qual seja a sua fantasia, você não precisa questionar sua sexualidade”, diz Millheiser.

Como se masturbar: experimente artifícios visuais

Se a sua imaginação não está dando certo (não se preocupe), não há razão para não ir além: pornô, um filme sexy… às vezes, a melhor maneira de superar as distrações é dar a si mesmo uma cena direta para assistir. Homens fazem isso… você também pode!

Lubrifique-se

Lubrificante é ótimo para sexo, então sim, também é útil para masturbação. Isso é especialmente verdadeiro se você estiver tomando pílulas anticoncepcionais, que podem causar secura vaginal, diz Millheiser. Ficar molhado é uma parte muito importante da masturbação porque “torna a estimulação dos órgãos genitais muito mais confortável”.

Não acredita em mim? Um estudo descobriu que 50% das pessoas disseram que o lubrificante tornava mais fácil o orgasmo.

Se a secura é realmente um problema para você e você não está usando um brinquedo sexual de silicone, tente lubrificantes à base de silicone, que duram mais e reduzem o atrito, diz Millheiser.

Mas se você está apenas procurando um pouco de umidade extra para se divertir siga uma fórmula à base de água.

Comece com os dedos

“Começar com os dedos é a melhor maneira de praticar a masturbação”, diz Millheiser.

“Especialmente se você estiver nos estágios iniciais, você quer conhecer as áreas do seu corpo que o fazem vibrar”.

Além disso, você também simulará a sensação dos dedos de um parceiro ao redor da vagina, o que pode ajudá-lo a adotar a mentalidade correta. A partir daí, você pode criar a sensação de outras maneiras.

Como se masturbar: brinque com posições

Você muda de posição no sexo, então por que não quando se masturba também? “Não existe uma posição que funcione para todos. Você precisa experimentar e encontrar o que é certo para você”, diz Millheiser.

Algumas pessoas gostam de esfregar o clitóris contra a cama, enquanto outras gostam de deitar de costas. Alguns gostam de manter os joelhos dobrados; outros gostam de esticar as pernas retas, e outros ainda gostam de levantar as pernas em forma de V. Não importa qual é o seu gosto pessoal – mas você não saberá até tentar.

Mude sua técnica de masturbação

Só porque você está sozinho, não significa que a masturbação deva ser entediante. Para evitar cair nessa armadilha, seja legal em tentar algo novo. Sempre de costas? Vire. Sempre use suas mãos? Tente um brinquedo. Sempre na cama? Tente em uma cadeira. As opções são infinitas.

Como se masturbar: leve sua sessão solo para o chuveiro

O chuveirinho pode se tornar seu novo melhor amigo. Segundo Millheiser, muitas mulheres atingem o orgasmo apontando o fluxo de água para o clitóris. “Pense no que está fazendo”, explica ela. “É como um vibrador rápido e fácil – aquela sensação pulsante na área mais sensível do corpo humano”. (Sem mencionar que é agradável e quente.)

Experimente a penetração

“Enquanto algumas mulheres preferem a estimulação suave do clitóris, outras preferem a penetração, ou uma combinação dos dois”, diz Brito. Se você acabou de começar a tentar se masturbar, tente também a masturbação penetrante – usando os dedos, um vibrador ou um vibrador de forma fálica – para ver se você gosta.

Como se masturbar: tente usar brinquedos

Hoje em dia, a maioria dos vibradores é feita especificamente para oferecer a estimulação do clitóris que você deseja. De vibradores de bala a varinhas mágicas (que, sim, estão à altura do nome), há várias opções para você tentar.

Mova seu corpo

Por mais tentador que seja fazer com que seu brinquedo faça todo o trabalho pesado, especialmente quando você está cansado e se masturbando para sair ou antes de dormir, tente colocar seu corpo nele. Balance os quadris ao ritmo da vibração ou mova a pélvis em um movimento circular. Isso ajudará você a permanecer presente e maximizar todas as sensações que estiver sentindo.

Provoque-se

Chegar ao orgasmo durante a masturbação não significa que você sempre precisa acelerar Existe uma técnica conhecida como “afiação”, que basicamente envolve a masturbação para aumentar a tensão sexual em suas zonas erógenas e depois recuar um pouco antes de você chegar ao clímax. Wise diz que essa é uma maneira sólida de atrair o prazer antes do grande final.

Leia também:  Como Saber Quando Um Rapaz Gosta De Mim?

Adicione masturbação ao menu com mais frequência

Um estudo descobriu que as mulheres se envolvem com a prática individual pelo menos uma vez por semana – mas você merece uma segunda (ou até mais). Porque, quanto mais você se masturba, mais você quer se masturbar.

Benefício da masturbação bônus: descobriu-se que a masturbação te deixa de bom humor e ajuda a dormir melhor também. E ao contrário de uma massagem corporal relaxante, isso tudo acontece de graça.

Como se masturbar: combine vários tipos de estimulação

“O todo é maior que a soma de nossas partes sexuais”, diz Wise. Tradução: combinar estímulo de várias zonas erógenas (por exemplo, clitóris, vagina, colo do útero, mamilo, parte interna das coxas e ânus) pode resultar em um prazer agudo “Permita-se deitar e deixar suas mãos vagarem”, aconselha Brito.

Você nem precisa ir direto a vulva. Você pode ter orgasmos tocando seus mamilos e estimulando seu ânus, ou talvez através de uma mão em seu peito e outra dentro de você.

Leve o tempo que precisar

Ao contrário do sexo com pênis e vagina, que pode começar a ficar desconfortável depois de um tempo, tocar em si mesmo pode ser facilmente uma prática para o dia todo. Permita-se levar o tempo que for necessário para mover os dedos, trocar de posição e todas as outras coisas porque isso tudo é sobre você. Não se apresse.

Aproveite o passeio

Wise diz que a parte mais importante da masturbação é simplesmente “saborear a sensação” e não começar já com a intenção do orgasmo. “Estar na experiência é fundamental”, diz ela.

Como no sexo e nos relacionamentos, é melhor não se masturbar com nenhuma expectativa – até mesmo atingir o orgasmo – porque isso pode fazer você se sentir ansioso, diz Brito.

Ainda assim, se você estiver enlouquecendo porque nada está “acontecendo”, especialmente durante sua primeira tentativa, isso é totalmente normal. Lembre-se de que você não precisa impressionar ninguém. Seu único trabalho é “se concentrar em descobrir o que lhe parece mais agradável”, diz ela. Leve o seu tempo, e apenas sinta-se. Literalmente.

Veja também

+ Receita simples de bolo Red Velvet + Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina + Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto + Receita de panqueca americana com chocolate + Receita rápida de panqueca de doce de leite + Contran prorroga prazo para renovação da CNH + Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa + 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer + Cinema, sexo e a cidade + Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais + Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz + Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago + Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

S.O.S Sexo: “Eu posso me masturbar mesmo sendo virgem?”

Até hoje, a ideia de sexo é muito atrelada à da penetração vaginal, como se fossem sinônimos. Não são. Não precisa haver penetração para haver sexo, como no caso do sexo oral ou até mesmo da masturbação.

Mas e quando o momento de prazer acontece a sós? A leitora B.

F, de 17 anos, tem uma dúvida sobre o tema: Posso me masturbar mesmo sendo virgem? De quais maneiras?”, ela quer saber.

Juj Winn/Getty Images

A ginecologista e obstreta Erica Mantelli é quem responde:

“Sim, é possível se masturbar mesmo sendo virgem e não realizando a penetração vaginal. A masturbação envolve conhecer o próprio corpo, ver como ele reage ao toque, às sensações, ao explorar as zonas erógenas. Você não necessariamente precisa introduzir algo na vagina para se masturbar ou ser masturbada pelo(a) parceiro(a).

Na verdade, é o toque no clitóris, aquele ‘botãozinho’ que fica na junção dos pequenos lábios, antes da saída da uretra, que proporciona mais prazer para a mulher, por causa das mais de 8 mil terminações nervosas da região. Então, sim, é possível.

O que acontece é que, normalmente, meninas que são virgens preferem não introduzir por ora nada, nem mesmo o dedo, no canal vaginal – mas também não é uma regra. O mais importante é você só fazer aquilo que se sente confortável fazendo.

Lembre-se de que todo o nosso corpo é capaz de nos proporcionar sensações prazerosas! O lance de continuar virgem ou não depende muito do que a menina considera fazer sexo. Você se masturbar sozinha em casa não te faz mais ou menos virgem.

Algumas mulheres, contudo, entendem que, quando são masturbadas por outras pessoas, deixam de ser virgens. Outras, que a perda da virgindade só acontece quando há penetração e rompimento do hímen. É uma questão muito mais psicológica e social que biológica.”

O orgasmo pode ser alcançado através de outras regiões, como o clitóris, a região dos mamilos, ou o ânus. Assim, é possível chegar ao clímax com o estímulo das regiões erógenas e ter um orgasmo sem a penetração.

  “Dá pra friccionar o clitóris esfregando repetidamente a vulva no colchão da cama, fazer movimentos repetitivos em uma cadeira, friccionar o clitóris com um travesseiros ou almofada, e ainda utilizar uma toalha enrolada no meio das pernas para fazer movimentos de vai e vem”, explica a Dra.

Monique Novaceck no da Guia da Masturbação Feminina Segura  da CAPRICHO, em que esclarecemos as dúvidas mais frequentes sobre o tema! Afinal, para curtir o próprio corpo é importante saber mais sobre ele, né?

Se tiver alguma pergunta para a seção S.O.S Sexo, envie para [email protected]!

Já segue a CH nas redes sociais?

5 truques para fazer hoje e ter ainda mais prazer na masturbação

A masturbação é benéfica em todos os aspectos. Explorando seu corpo, você conhece seus pontos de prazer e chega a orgasmos maravilhosos sem depender de ninguém. Com esse conhecimento, consegue guiar o parceiro ou a parceira para receber os melhores estímulos e ter orgasmos também no sexo a dois (ou três ou quantos você quiser).

Dicas para a masturbação ser cada vez mais sensacional sempre são bem-vindas, é claro. “Toda mulher deve ter ou providenciar o quanto antes um mini vibrador para estimulação clitoriana e um lubrificante neutro, para ficar mais relaxada. Quanto mais confortável, mais prazer se sente”, afirma a psicóloga e sex coach Luciana Keller, proprietária da Boutique Constantine.

A educadora sexual Neusa Pandolfo, autora do livro “Muito Prazer com Neusa Pandolfo”, assina embaixo dessas recomendações e acrescenta que é legal ter também lubrificantes com cheiros e sensações de frio ou de quente. “Eles dão um estímulo extra à masturbação. Um aroma pode despertar o prazer, um friozinho ou um calorzinho podem dar mais potência aos toques”, explica.

Mas e se não tiver vibrador e lubrificantes em casa? Tranquilo: há técnicas que dependem apenas de coisas que você tem em casa, das suas mãos e da sua imaginação para dar um up nos orgasmos da masturbação. Luciana e Neusa ensinam 5 truques.

Assista a um vídeo erótico e prepare o ambiente para se inspirar

Clima é tudo. Você pode estar a fim de ter prazer, mas com a imaginação meio travada depois de um dia cansativo no trabalho ou na faculdade, por exemplo.

Procure um vídeo erótico no computador ou na TV e permita que ele lhe inspire.

Diminua a luz e deixe o vídeo rolando, mesmo que seja só para ouvir os gemidos e gritos dos atores enquanto você se masturba. Isso é um belo estímulo inicial.

Explore o corpo além da vagina e do clitóris – e vá devagar

– llhedgehogll/ThinkStock

Masturbação não é corrida; quando você se dá esse direito, bom mesmo é fazer tudo sem pressa. Comece a se sentir nas orelhas, no pescoço, vá descendo tocando os seios e os mamilos, passe as pontas dos dedos levemente pela barriga até chegar à virilha. Esse caminho é um aquecimento essencial para atingir um orgasmo daqueles quando estiver no clitóris e na vagina.

Olhe-se no espelho enquanto se masturba

Você pode ser seu próprio estímulo visual. Posicione-se em frente a um espelho e se olhe enquanto estiver se tocando. Note como e quando você abre as pernas instintivamente, perceba quando seu corpo tem espasmos de prazer. O momento é seu com você mesma, sem julgamentos. A única coisa que interessa é seu orgasmo.

Imagine que é outra pessoa tocando seu corpo

Grande parte do nosso prazer sexual pode vir da imaginação, e as cenas que visualizamos interferem diretamente nas respostas do corpo. Pense no ator ou na atriz que você acha um tesão, naquela pessoa que você conhece de vista e lhe excita ou mesmo no seu parceiro ou na sua parceira. Imagine que é ele ou ela tocando e explorando seu corpo e lhe dando prazer.

Estimule vagina e clitóris ao mesmo tempo

Esta dica é técnica, porque método e imaginação se completam. Depois de ter passeado por todo seu corpo, introduza o dedo médio na vagina até a segunda dobra, quando encontrará um ponto enrugadinho – é o famoso ponto G.

Enquanto isso, manipule o clitóris com o dedo indicador e o polegar, formando uma pinça em volta dele.

Pressione o nervo com movimentos circulares e se prepare, porque seu orgasmo está chegando – se é que já não chegou uma ou duas vezes e este será aquele poderoso que fechará a sessão de masturbação.

Continua após a publicidade

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*