Como É Que Os Passaros Acasalam?

foto da capa: Maria-leque-do-sudeste (Onychorhynchus swainsoni) acasalando / by SERGIO TREVISAN

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Gavião-de-penacho (Spizaetus ornatus) no ninho / by: João Sergio Barros

Ter conhecimento sobre quando a estação de acasalamento das aves está no seu auge, pode ajudar os observadores a planejarem melhor suas passarinhadas.

As aves não acasalam por prazer, apenas por procriação e muitos pássaros machos são estéreis fora da época de reprodução. O momento exato em que os casais se juntam para um acasalamento bem sucedido varia, e o tempo evolui para diferentes espécies para dar aos filhotes resultantes a melhor chance de sobrevivência.

Fatores que afetam a estação de acasalamento das aves incluem:

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Casal de pica-pau-verde-barrado (Colaptes melanochloros)  acasalando – Uruguai – by/ Elizeu Eduardo Czekalski

  • Geografia: Quanto mais ao norte uma área de reprodução de aves estiver localizada, mais tarde começará a época de acasalamento. Estas aves podem migrar mais cedo, porque elas têm maiores distâncias para viajar, a fim de alcançar seus locais ideais de reprodução. Elas também podem ter períodos de incubação ou parental mais curtos para contabilizar as estações de reprodução produtivas mais curtas.
  • Comida: Uma maior disponibilidade de alimentos de fácil acesso é essencial para que as aves progenitoras forneçam uma nutrição adequada aos seus filhotes. É por isso que as aves migram antes da época de reprodução. Movendo-se para uma área diferente, onde o alimento é abundante, ajuda a espalhar a população para que eles tenham uma chance melhor de alimentar adequadamente seus filhotes.

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Jaó-do-sul (Crypturellus noctivagus) por Vilde Eriberto Florencio

  • Água  Em desertos secos ou outros habitats áridos, o aparecimento súbito de água através de tempestades sazonais ou inundações pode desencadear a época de acasalamento. Nesses tipos de habitats, as plantas evoluíram para florescer rapidamente quando a água está disponível, e essas plantas fornecem o alimento necessário para as aves criarem filhotes.
  • Período de cuidados: Alguns filhotes amadurecem rapidamente, enquanto outros exigem o cuidado dos pais por semanas ou meses antes de poderem se alimentar e se proteger. Quanto mais cuidados um pássaro bebê precisar, ou quanto mais longo o período inicial de incubação dos ovos, mais cedo a estação de acasalamento será. Isso dá aos pais tempo suficiente para criar os filhotes antes que as condições ambientais se agravem.Como resultado, muitos pássaros do deserto têm estações de acasalamento mais flexíveis.

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Uiraçu-falso (Morphnus guianensis) by/ João Sergio Barros

  • Números de ninhada  Se uma espécie de ave cria várias ninhadas a cada ano, a estação de acasalamento normalmente começa mais cedo, então há tempo de sobra para que cada ninhada seja cuidada à medida que os ovos são incubados e os filhotes amadurecem. Aves que podem criar várias ninhadas, nem sempre terão uma segunda ou terceira, se as condições não forem favoráveis ​​para os filhotes sobreviverem. As taxas de mortalidade também são mais altas em ninhadas posteriores, e nem todos os filhotes sobrevivem.

Sites de aninhamento: Onde um pássaro constrói um ninho pode afetar o tempo de acasalamento.

As espécies de nidificação de cavidades que reutilizam as cavidades dos ninhos de outras aves podem se reproduzir mais tarde na temporada, portanto, mais locais de nidificação já foram abandonados após ninhos bem sucedidos anteriores.

Aves que constroem novos ninhos a cada ano também podem se aninhar no final da temporada, então eles têm tempo suficiente para coletar materiais para criar seus ninhos. Aves que reutilizam ninhos antigos a cada ano podem acasalar mais cedo e ainda ter um local adequado para criar seus filhotes.

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Filhotes de Suindara / by Sergio Berkenbrock

Sinais da Temporada de Acasalamento

A primavera é a época típica de acasalamento para a maioria das espécies de pássaros. Nesta época, as fontes de alimento estão aumentando, o derretimento da neve e as chuvas da primavera fornecem bastante água e haverá uma temporada longa e temperada para que as aves amadureçam antes do inverno chegar.

Mas assim como a migração da primavera varia em diferentes áreas e para espécies diferentes, quando as aves acasalam na primavera também varia. Os observadores de aves podem observar os sinais da época de reprodução, para saber quando as aves locais sentem impulsos reprodutivos.

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Ninho do Jaó do Sul /by Vilde Florencio

Para identificar quando a estação de acasalamento ocorre, observe:

  • Temperaturas em aquecimento e flores desabrochando que mostram a mudança das estações.
  • Aves que reivindicam território e se tornam mais agressivas contra intrusos, principalmente machos.
  • O aparecimento de plumagem de reprodução brilhante com marcas frescas e claras.
  • Aumento do canto dos pássaros, o que pode ajudar a definir territórios e atrair parceiros.
  • Comportamento de namoro de aves, incluindo voos de exibição elaborados e outras ligações.
  • Dissipação de grandes bandos de inverno ou bandos misto de forragem, quando as aves se juntam com os parceiros.
  • A coleta de materiais de nidificação e o início das atividades de construção dos ninhos.

A época de nidificação pode durar algumas semanas para cada espécie, pois elas reivindicam um território, atraem um parceiro e criam uma ou mais ninhadas de filhotes. O período de acasalamento real das aves, no entanto, pode durar apenas uma semana ou duas, já que os indivíduos são receptivos ao ato de cópula, e o acasalamento em si pode ser de apenas alguns segundos ou minutos.

Observação de pássaros durante a estação de reprodução

Como É Que Os Passaros Acasalam?

Corredor-crestudo (Coryphistera alaudina) by Sergio Berkenbrock

A época de reprodução é uma das épocas mais populares para observação de pássaros porque, enquanto as aves estão defendendo territórios e atraindo parceiros, elas são muito coloridas e visíveis para os observadores de pássaros. Muitos festivais de Birding são planejados para aproveitar a migração da primavera.

Os observadores de aves que conhecem os sinais da estação de acasalamento também podem desfrutar de pássaros locais.

Os observadores de aves de quintal que estão cientes da época de reprodução podem planejar quando instalar casas de pássaros, atrair pássaros com materiais de nidificação ou começar a observar a aparência dos filhotes.

Ao mesmo tempo, os observadores de aves devem tomar as medidas apropriadas para salvaguardar as aves de acasalamento, como minimizar o uso de playback que possam estressar ou distrair as aves. Desencorajar os gatos selvagens e manter as casas das aves seguras também protegerá as aves reprodutoras no quintal.

Quando os pássaros acasalam é tudo sobre sobrevivência. Saber quando ocorre a época de acasalamento das aves é importante para um observador de aves responsável. Durante esse período de tempo é uma ótima oportunidade para ajudar as aves a começarem uma nova família e com a melhor chance dos filhotes sobreviverem.

Leia também:  Como Encontrar Um Trabalho Que Você Ame?

Quanto mais filhotes sobreviverem, as melhores estações de reprodução serão sucessivas à medida que mais pássaros aproveitarem as melhores condições para iniciar cada nova geração.

fonte: https://pt.homeinteriorz.com/bird-mating-season-2903

Agradecimentos aos bird watchers pelas fotos: Sergio Berkenbrock, Vilde Florencio, João Sergio Barros, Sergio Trevisan e Elizeu Eduardo Czekalski

Aprenda a reproduzir o Agapornis

Como É Que Os Passaros Acasalam?

A reprodução de pássaros não é uma atividade muito difícil de ser realizada. No caso do agapornis, a única dificuldade consiste em saber fazer a diferenciação sexual e ter a certeza que você possui um macho e uma fêmea para dar início ao processo de reprodução. “Após ter essa certeza, eles cuidarão do processo de acasalamento até a parte da confecção do ninho, de chocar os ovos e de alimentar os filhotes que nascerão”, afirma Paul Richard Wolfensberger, professor do Curso a Distância CPT Os Segredos da Criação e Comercialização de Agapornis, em Livro+DVD.

Aconselha-se acasalar casais apenas após 1 ano de vida, para que na hora da postura dos ovos não haja nenhum problema. Outra opção é deixar vários passos em um viveiro que, por conta própria, eles começarão a formar os casais.

Para que eles possam confeccionar o ninho, deve-se deixar bastante material à disposição dos pássaros. Folha de palmeira, cascas secas de milho, capim seco ou pedaços de juta, por exemplo, são alguns dos materiais ideais.

Mas, não se assuste se a fêmea fizer um ninho e destruí-lo em seguida: as fêmeas costumam refazer o ninho até que fiquem exatamente do jeito que elas querem.

A gaiola escolhida para a reprodução deve ser feita de arame, com medidas aproximadas de 80x50x50cm por casal. Separados em gaiolas, fica mais fácil controlar o casal e os filhotes.

Porém, o agapornis é uma espécie que também consegue se reproduzir em viveiros comunitários. Basta tomar cuidado para que haja apenas casais nesse local e mais ninhos do que o número de pares formados.

Ainda, é preciso dar atenção à altura dos ninhos, que deve ser a mesma para todos. Com isso, evita-se que haja brigas para disputar o melhor lugar.

Serão postos, normalmente, de 3 a 5 ovos. A fêmea choca-os por aproximadamente 21 dias.

Após o nascimento dos filhotes, é preciso dar uma atenção especial à alimentação dos pais, que precisa ser reforçada, pois a nutrição será repassada para os filhotes.

Por volta de 45 dias os passarinhos já conseguem sair do ninho e, mais 10 dias depois já estão prontos para serem separados.

  • Por fim, ainda que a espécie permita a reprodução durante o ano todo, é aconselhável que seja feita 3 vezes ao ano no máximo, de forma a evitar o desgaste do casal.
  • Quer saber mais sobre o Curso? Dê play no vídeo abaixo:
  • Conheça os Cursos CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Aves Exóticas.
  • Matérias relacionadas:
  • Os Segredos da Criação e Comercialização de Agapornis Criação Comercial de Canários de Cor e Porte Criação de Periquitos Australianos

Fonte: Anilhas Capri – anilhascapri.com.brpor Renato Rodrigues

Como É Que Os Passaros Acasalam? Como É Que Os Passaros Acasalam? AVISO LEGAL

Este conteúdo pode ser publicado livremente, no todo ou em parte, em qualquer mídia, eletrônica ou impressa, desde que contenha um link remetendo para o site www.cpt.com.br.

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Reprodução das aves. Características da reprodução das aves

As aves são animais vertebrados, dioicos (possuem sexos separados) e ovíparos (que se reproduzem através de ovos), com desenvolvimento direto e fecundação interna (que ocorre no interior do corpo da fêmea).

A maioria das aves possui dimorfismo sexual, ou seja, macho e fêmea são muito diferentes, sendo que geralmente os machos possuem penas bem coloridas e chamativas, enquanto que as fêmeas possuem penas mais discretas.

Na época da reprodução, o macho corteja a fêmea e logo depois ocorre o acasalamento. A transferência de espermatozoides do macho para a fêmea se dá pela justaposição da abertura das cloacas de ambos.

Como É Que Os Passaros Acasalam? O aparelho reprodutor masculino das aves é constituído de dois testículos e canais deferentes que desembocam na cloaca

Os machos apresentam dois testículos dos quais saem os canais deferentes que terminam na cloaca, enquanto que as fêmeas apresentam o oviduto e o ovário direito atrofiados (adaptação para o voo). Na época da reprodução, o ovário e o oviduto do lado esquerdo aumentam de tamanho. O oviduto das fêmeas é dividido em infundíbulo, magno, istmo, útero e vagina.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

  • Como É Que Os Passaros Acasalam? O aparelho reprodutor feminino apresenta oviduto direito e ovário atrofiados
  • No infundíbulo há a formação da gema; e caso haja cópula, é no infundíbulo que se encontram os espermatozoides, ocorrendo a fecundação.
  • O magno também pode ser chamado de glândula albuminífera e é nessa estrutura que ocorre a produção do albúmen do ovo.
  • É no istmo que ocorre a formação das membranas da casca do ovo.
  • O útero, também chamado de glândula da casca, é o local onde acontece a deposição de proteínas, cutícula, pigmentos e carbonato de cálcio para a formação da casca do ovo.
  • A vagina serve de passagem do ovo até a cloaca, e é lá que ocorre a deposição de uma camada protetora de muco sobre a casca.

Na cloaca, o ovo é eliminado do corpo da fêmea. Após a postura do ovo, ocorre o período de incubação, no qual os ovos serão chocados pelas fêmeas. A maior parte das aves choca os ovos, pois dessa forma eles se mantêm aquecidos, permitindo o desenvolvimento do embrião.

Publicado por: Paula Louredo Moraes

Rituais de acasalamento das aves – Rede Plaza de Hotéis, Resorts e SPAs

A primavera é mais conhecida como a estação das flores, mas, além do colorido e perfumado das flores, outros eventos naturais  importantes ocorrem, como os rituais de acasalamento das aves, dentre os quais a vocalização (o canto ou dobrar) é o mais observado ou ouvido.

As aves usam a vocalização (canto) para se comunicarem, para delimitar território e, nesta época, para atrair parceiros de acasalamento. Com o canto, muitas aves apresentam também belas coreografias de dança.

Essa coreografia (display) é muito comum em aves aquáticas, em que o casal participa da dança (“balé”), realizada comumente pelos machos, como se observa nos canários-da-terra e, principalmente, nos tangarás-dançadores.

Vários machos vibrantemente coloridos se reúnem próximos a uma fêmea, de coloração discreta, apresentando, um por vez, repetidamente, uma bela coreografia de dança, seguida de vocalização específica para a ocasião.

A maioria das aves da Mata Atlântica apresenta dimorfismo sexual, ou seja, existe nítida diferença na coloração e no brilho da plumagem. Via de regra, os machos são coloridos e brilhantes e as fêmeas possuem cores discretas e camufladas.

Leia também:  Como Saber Quanto Vou Pagar De Imi?

Essas características seguem as regras básicas de adaptação para a sobrevivência entre as aves, nas quais os machos coloridos e barulhentos se exibem para atrair as fêmeas, e estas, discretamente vestidas, escolhem seu parceiro e se camuflam no ninho durante a incubação dos ovos, evitando predadores.

  • Casais de Saíras-militares e Marrecas irerês
  • Casal de Maçaricos-cara-pelada
  • Casal de Chopins

Assim, conclui-se que, no mundo das aves, os machos se exibem e as fêmeas escolhem. Segundo o conceituado médico Dr. Dráusio Varela, na espécie humana também se repete essa regra, talvez não tão nitidamente, em que os homens (principalmente adolescentes e jovens) se exibem e as mulheres escolhem. Será?

  1. Fernando Maciel Brüggemann (texto e fotos)
    Biólogo
  2. Plaza Caldas da Imperatriz Resort & SPA

7 lindíssimas danças de acasalamento protagonizadas por aves

Como você faz para conquistar um parceiro? Enche o Tinder de likes à espera de ser retribuído? Vai para a balada e procura alguém no fervo da pista de dança? Marca algum encontro às cegas? Leva para jantar ou prefere pegar um cineminha?

No reino animal, muitas espécies apelam para passos coreografados na tentativa de encontrar sua cara-metade. E, nesse sentido, as aves são as maiores pés-de-valsa da natureza! Por isso, o site Mother Nature Network fez uma compilação com os reis da pista do mundo ornitólogo e agora nós trazemos para vocês os 7 rituais de acasalamento mais curiosos das aves:

1. Dançarino-de-cabeça-vermelha

O dançarino-de-cabeça-vermelha é um pequeno passarinho da América Central que se alimenta de frutas. Apesar de sua plumagem escura, com a cabeça de um vermelho bem intenso, o que mais chama a atenção nessa ave é o seu ritual de acasalamento – tanto que ela tem sido chamado de Michael Jackson das aves.

O macho faz uma espécie de “moonwalk” nos galhos das árvores para chamar a atenção das fêmeas. Entretanto, esse movimento de deslizar não é o único passo de dança que ele faz. O dançarino-de-cabeça-vermelha também dá giros enquanto está empoleirado, além de fazer um som com o movimento de suas assas.

2. Albatroz-de-patas-negras

Os albatrozes são reconhecidos por suas danças na hora de acasalar e um dos exemplares dessa espécie, o albatroz-de-patas-negras, mostra que é um exímio dançarino. Tanto que o namoro só vai funcionar se o macho e a fêmea estiverem no mesmo ritmo.

Seus movimentos incluem as cabeças balançando, as asas levantadas e o bico apontando para o céu. Tudo perfeitamente sincronizado como se o casal estivesse treinando para a final do “Dança dos Famosos” do mundo animal.

3. Ave-do-paraíso

As aves-do-paraíso têm um dos rituais de dança de acasalamento mais famosos entre as penosas – tanto que já isso foi tema de documentário. A subespécie soberbia possui uma tonalidade bem escura de azul e levanta suas asas em uma espécie de leque, que é ao mesmo tempo impressionante e de uma beleza inigualável.

Depois, para impressionar a fêmea, o galanteador fica saltitante ao seu redor e ainda faz um barulho curioso com o bater de suas asas. Não há quem possa resistir, não acham?

4. Plitoris

Outra ave-do-paraíso com um ritual encantador é a plitoris. Com movimentos parecidos com o exemplo acima, esta espécie cria um leque ainda maior, que, apesar de esconder sua cara, mostra suas penas com cores iridescentes, ou seja, que brilham conforme o reflexo solar, normalmente em tons de azul ou verde.

E ele sabe seduzir! Sem mostrar o olhar, ele tem que exibir aquilo que tem de melhor em si: seu peito e sua envergadura. Tudo isso acompanhado de gritos para atrair a atenção da fêmea. E o macho ainda alterna qual das asas vai deixar mais à mostra.

5. Pavão

Se você pensa que apenas a espécie humana é obcecada pelo tamanho do documento, saiba que no reino animal isso também acontece. Com os pavões, o que chama a atenção é sua bela cauda, que chega a corresponder por 60% do tamanho do bichinho. E, é claro, o macho faz questão de exibi-la às formas como forma de conquistá-las.

E tudo isso é feito de maneira discreta: o macho precisa exibir sua cauda sem ter a certeza de que as fêmeas estão conferindo. Elas vão levar em consideração o tamanho, o formato e as cores para poder decidir por seu futuro marido. E como são elas que escolhem, isso tem feito a evolução da espécie deixar essa parte do corpo do macho ainda mais deslumbrante.

6. Tetraz-silvestre

O tetraz é uma espécie de galinha selvagem que vive na América do Norte e tem características muito curiosas em sua plumagem, em sua forma e, principalmente, em seu ritual de acasalamento.

Existe uma subespécie chamada de tetraz-silvestre ou galo-da-pradaria que infla o peito para chamar a atenção da fêmea. Isso provoca um som muito peculiar, sendo uma das danças de acasalamento mais bonitas da natureza.

7. Flamingo-andino

E não dá para terminar este artigo sem falar do balé dos flamingos-andinos. Essa é uma das quatro espécies de flamingos do mundo e a que tem um dos rituais mais curiosos: todas as aves ficam praticamente coladas umas às outras enquanto repetem um passo de dança em busca de seu parceiro.

Apesar de parecer uma intensa suruba, os flamingos-andinos são monogâmicos. No ritual, eles ficam com os pescoços erguidos, virando a cabeça de um lado para o outro incansavelmente, até encontrarem seus parceiros para toda a vida. Incrível, hein?

***

E aí, gostou do ritual de acasalamento dessas aves? Qual delas possui a dança mais bonita, em sua opinião? 

*Publicado em 16/11/2015

Ptilonorhynchus violaceus – Wikipédia, a enciclopédia livre

Ptilonorhynchus violaceus
Estado de conservação
Classificação científica
Nome binomial
macho
Pouco preocupante
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Ptilonorhynchidae
Género: PtilonorhynchusKuhl, 1820
Ptilonorhynchus violaceus(Vieillot, 1816)

O pássaro-cetim[1] (Ptilonorhynchus violaceus), é uma ave passeriforme, comum nas florestas húmidas e florestas esclerófilas húmidas do leste da Austrália, do sul de Queensland até Victoria. Existe também uma população isolada, nas florestas tropicais húmidas do norte de Queensland.

É uma ave que exibe um ritual de cortejamento complexo. A escolha do macho foi estudado em detalhe. Eles constroem estruturas especializadas, feitas de ramos, que decoram com objetos amarelos, azuis e brilhantes, incluindo bagas, flores, e também canetas, palhinhas e outras materiais de plástico.

À medida que o macho amadurece, usam cada vez mais objectos de cor azul. As fêmeas visitam estas estruturas e escolhem qual macho irá acasalar com elas. Adicionalmente, os machos fazem danças de exibição, que podem por vezes serem vistas como danças ameaçadores pelas fêmeas.

Leia também:  Como Interpretar Odds Ratio Menor Que 1?

A construção do ninho e a incubação são efectuados pela fêmea.

Galeria

  • Estrutura usada para atrair fêmeas

  • Fêmea

  • Fêmea

  • Macho

  • Macho

Referências

  • BirdLife International (2004). Ptilonorhynchus violaceus (em Inglês). IUCN 2006. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2006 . . Página visitada em 12 de Maio de 2006.
  • HANZAB Volume 7
  • Coleman, S. W., Patricelli, G. L., & Borgia, G. (2004). Variable female preferences drive complex male displays. Nature, 428, 742-745.

Ligações externas

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ptilonorhynchus violaceus

  • BirdLife
  • Vídeos – Internet Bird Collection

Referências

  1. ↑ Terra: Estudo diz que pássaros inteligentes atraem mais fêmeas

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Ptilonorhynchus_violaceus&oldid=55615903”

Como os pássaros se acasalam?

A primavera é a época de reprodução para a maioria das aves, mas como os pássaros se acasalam? Reunir-se na cópula sexual é essencial para fertilizar os ovos para criar os pássaros jovens, mas o ato sexual é apenas uma pequena parte do namoro das aves e dos pares.

A anatomia reprodutiva das aves

A maioria das aves não tem as mesmas partes do corpo reprodutor que os mamíferos. Em vez disso, tanto os machos quanto as fêmeas têm uma cloaca – uma abertura (também chamada de respiradouro) que serve como a saída do corpo para seus sistemas digestivo, urinário e reprodutivo.

Isso significa que a mesma abertura que excreta as fezes e a urina é onde os ovos são colocados. Durante a época de reprodução, a cloaca incha e se projeta ligeiramente para fora do corpo, enquanto durante o resto do ano é muito menos proeminente.

Quando as aves estão prontas para procriar, seus órgãos reprodutivos – testículos e ovários – incham e produzem o espermatozóide e o óvulo. Aves machos armazenam espermatozóides em sua cloaca até que uma oportunidade para acasalar surge, e as fêmeas receberão esse espermatozóide em sua cloaca antes de viajar para fertilizar seus óvulos.

Corte de Pássaro

O namoro entre um par de pássaros pode durar muito mais do que o ato real de copulação.

O comportamento de namoro pode incluir vários estágios, desde inicialmente reivindicar território até realmente seduzir um parceiro em potencial com visualizações visuais e auditivas – plumagem impressionante, voos espetaculares, músicas complexas ou até mesmo danças elaboradas.

O período de namoro é quando um pássaro macho mostra sua saúde e força para convencer uma fêmea de que ele é seu melhor parceiro possível e a ajudará a criar os filhotes mais fortes e saudáveis ​​com a melhor chance de sobreviver.

Como os pássaros fazem sexo

Uma vez que uma ave fêmea seja receptiva a um parceiro – seja um novo parceiro em cada estação de reprodução ou simplesmente renovando laços com um parceiro vitalício – o acasalamento real pode ocorrer. As posições e posturas que as aves assumem para acasalar podem variar, mas o mais comum é o pássaro macho se equilibrar em cima da fêmea.

A fêmea pode se curvar ou se curvar para dar equilíbrio ao macho. Ela então moverá a cauda para o lado para expor sua cloaca ao seu alcance, e ele arqueará seu corpo para que sua cloaca possa tocar a dela.

A fricção breve das cloacas pode durar menos de um segundo, mas o esperma é transferido rapidamente durante esse “beijo cloacal” e o acasalamento é completo. O equilíbrio pode levar mais tempo à medida que as aves ficam em contato umas com as outras e vários “beijos” podem ocorrer em alguns instantes.

As aves permanecerão excitadas por seus hormônios por uma semana ou mais e podem acasalar várias vezes durante esse período para aumentar as chances de inseminação bem-sucedida.

Algumas espécies de aves, mais notavelmente várias espécies de cisnes, gansos e patos, não possuem cloacas, mas sim aves masculinas que possuem um falo real (pênis) que é inserido na fêmea durante o acasalamento.

O pênis é formado por uma extensão da parede cloacal e, diferentemente dos mamíferos, é erigido pela linfa e não pelo sangue. Ter um pênis ajuda diferentes tipos de aves aquáticas na água sem que o esperma seja removido.

Várias outras espécies de aves, incluindo cassowaries, kiwis e avestruzes, também têm pênis ao invés de cloacas, mas o acasalamento ainda é apenas um breve encontro.

Após o acasalamento, o espermatozóide viaja até o óvulo para fertilização.

Os ovos podem ser postos em apenas alguns dias ou podem demorar vários meses até os ovos estarem prontos para serem postos e a ninhada final do ninho começar.

Se você vê pássaros de acoplamento

Muitos observadores de aves ficam empolgados em ver o comportamento único das aves, e logo ficam embaraçados quando percebem que estão vendo pássaros se acasalarem. Como o ato de acasalamento é tão breve, o fato de ser observado não costuma atrapalhar as aves, mas é importante perceber que esse ainda é um momento delicado para os pares de aves.

Se você vir pássaros de acasalamento, é melhor manter a distância – aproximar-se mais pode assustar os pássaros e forçá-los a sair, o que pode interromper seu namoro ou ferir seus laços.

Isso também pode causar dificuldades para criar uma ninhada ou completar um acasalamento bem-sucedido se o par se separar prematuramente.

Se eles estiverem gravemente perturbados, eles podem deixar seu território cuidadosamente escolhido e ser forçados a se mudar para uma área menos adequada, que pode não suprir todas as necessidades de seus filhotes.

Depois que as aves se acasalam, elas podem permanecer nas proximidades para se aninharem e criarem suas crias.

Isso pode proporcionar uma oportunidade única para os observadores de aves observarem uma crescente família de aves, mas o mesmo cuidado deve ser tomado para ficar longe do ninho, a fim de salvaguardar as aves jovens.

Muita atenção pode afligir as aves dos pais, forçando-as a abandonar o ninho ou os filhotes. Chamar a atenção para o ninho também pode atrair predadores, e os observadores de aves devem tomar muito cuidado para não perturbar as aves que nidificam de forma alguma.

Ver pássaros de acasalamento pode ser excitante, e é um ótimo lembrete de quão especial pode ser a observação de pássaros na primavera . Ao entender como os pássaros se acasalam, os observadores de aves podem perceber melhor quais comportamentos únicos eles veem no campo e podem tomar medidas para proteger os pássaros que nidificam e seus filhotes.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*