Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

Neste artigo das minhas dicas de viagem falarei de como pagar as portagens eletrónicas das antigas SCUTS. As SCUTS (sem custos para os utilizadores) eram autoestradas com portagens virtuais cujos custos eram suportados pelo Estado Português.

O regime das SCUTS foi introduzido em 1997 e eliminado em 2011.  Desde então as passagens nessas autoestradas passaram a ser cobradas através de portagens eletrónicas.

Eis como pagar as portagens eletrónicas (ex-SCUTS)

Se entrar em Portugal com um veículo com matrícula estrangeira, tem quatro opções para pagar as portagens eletrónicas nas ex-SCUTS:

Opção 1 – EASYtoll

EASYtoll é um sistema que associa a matrícula do veículo ao cartão bancário (Visa ou Mastercard).

As portagens devidas serão diretamente debitadas da conta bancária associada ao cartão. A associação da matrícula ao cartão é válido durante 30 dias. Você poderá cancelar a adesão a qualquer momento em portugaltolls.com ou por telefone através do nº 00 351 212 879 555.

Para aderir ao EASYtoll  terá de passar por uma destas quatro entradas do país com este logótipo (ver mapa das autoestradas de Portugal em baixo – A28 – área de serviço de Viana do Castelo; a 3,5 km da fronteira Chaves/Verin; A25 – área de serviço do Alto de Leomil (Vilar Formoso); A22 – Castro Marim/Ayamonte).

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

  • Uns quilómetros depois da sua passagem por uma das 4 entradas referidas anteriormente, irá ver uma sinalização como esta:

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Portagem para automóveis com matricula estrangeira a 11 km

Para chegar ao sistema Easytoll, deverá sair da autoestrada, no sítio indicado. Em 2 dos 4 casos, o sistema Easytoll situa-se área de serviço. Nos 2 outros casos, só precisará de fazer um pequeno desvio (ver foto em baixo).

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Portagem Easytoll para automóveis estrangeiros

Uma vez no terminal Easytoll, só terá de introduzir o seu cartão de crédito/débito. De seguida, sairá um talão comprovativo com a data da adesão, a data de validade (30 dias), o identificador Easytoll, o número da matrícula e os últimos quatro dígitos do seu cartão de crédito/débito.

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

A partir desse momento poderá viajar nas autoestradas (ex-SCUTS e outras) com portagens eletrónicas sem problemas.

Atualização em julho de 2020: além das 4 portagens Easytoll disponíveis nas fronteiras portuguesas, também pode subscrever o sistema Easytoll na Internet.

Visite o site portugaltolls.com, clique em “Easytoll Services” e insira as informações solicitadas. Saiba que este serviço é apenas válido para matrículas estrangeiras.

Informação importante: Ao aderir ao serviço Easytoll vai pagar 0,74 € e por cada trajeto que faça vai pagar a mais 0,32 € de custos administrativos, para além das portagens.

Exemplo: Chega hoje a Portugal e apanha a autoestrada com portagens eletrónicas até ao Porto, irá pagar  0,74 € mais 0,32 € e o preço das portagens.

Amanhã apanha a autoestrada do Porto a Viana do Castelo, irá pagar 0,32 € mais o preço das portagens. À noite faz o trajeto inverso de Viana até ao Porto, vai voltar a pagar o preço das portagens mais os 0,32 €.

Opção 2 – Toll Card

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Cartão pré-pago Toll Card

O Toll Card é um cartão pré-pago (5,10,20 ou 40 €) que é adquirido nas lojas CTT, nas áreas de serviço das autoestradas ou em tollcard.pt. A ativação e associação do cartão à matrícula é feita por telemóvel através de SMS. Você poderá ativar vários cartões ao mesmo tempo e acumular o saldo de cada cartão.

Para saber o saldo terá de ir ao site tollcard.pt ou esperar até receber um SMS informando que o saldo esgotou.

Ao comprar um cartão pré-pago vai pagar a mais do preço do cartão 0,74 € por custos do serviço e por cada trajeto vai pagar a mais das portagens 0,32 €.

Exemplo: Chega hoje a Portugal e apanha a autoestrada com portagens eletrónicas até ao Porto, irá pagar  0,74 € mais 0,32 € e o preço das portagens. Amanhã apanha a autoestrada do Porto a Viana do Castelo, irá pagar 0,32 € mais o preço das portagens. À noite faz o trajeto inverso de Viana até ao Porto, vai voltar a pagar o preço das portagens mais os 0,32 €.

Se comprar o cartão pela internet, não irá receber nenhum cartão virtual – terá de guardar o recibo da compra no seu computador. No lado direito do recibo irá encontrar o n° do pré-pago, o que lhe vai permitir aceder ao site para conhecer o seu saldo.

Information: o Toll Card é válido até 1 ano após a sua ativação. Se tiver comprado vários Toll Cards e não os tiver ativado, pode levá-los aos correios portugueses (CTT) para ser reembolsado.

Opção 3 – Toll Service

O Toll Service é um título pré-pago válido por 3 dias com um custo fixo de 20 € (+ 0,74 € de taxas administrativas). O título pode ser adquirido nas áreas de serviço da Cepsa de Viana do Castelo (A28), de Abrantes (A23), de Olhão (A22), no aeroporto do Porto, nos postos de correio (CTT) e em portugaltolls.com.

A associação da matrícula ao título é feito no momento da compra.

Opção 4 – Via Verde Visitors

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Logo Via Verde

  1. Via Verde Visitors é um dispositivo para colocar no para-brisas do veículo e é válido em todas as autoestradas de Portugal (portagens eletrónicas e manuais), o que permite pagar as portagens sem parar.
  2. Após a encomenda do dispositivo no site da Via Verde, pagará 4,99 € no primeiro mês (após a primeira passagem pelas portagens portuguesas) e 1,25 € nos meses seguintes que utilizar o dispositivo (para além do custo das portagens).

O Via Verde Visitors está disponível para veículos com matrícula estrangeira (francesa, belga, etc.) associado a um cartão de crédito Visa / Mastercard de uma conta bancária que não seja portuguesa.

Depois de encomendar o dispositivo Via Verde Visitors pode recebê-lo na sua casa no estrangeiro (2,50 €) ou numa morada em Portugal (hotel, apartamento, etc.). O envio do dispositivo para Portugal é gratuito, mas terá de esperar até 10 dias. Para uma entrega em 2 dias, o custo é de 5 euros.

Informação: Para mim o melhor é a solução n° 1 pois é a mais simples. Se não entrar em Portugal pelas 4 entradas com as portagens Easytoll, escolha então a solução n° 2 ou nº4.

Informação importante: os sistemas Easytoll e Toll Card só permitem o pagamento das portagens eletrónicas. Para as portagens “normais” (com barreiras) terá de parar para tirar um bilhete e, sobretudo, nunca passar na via reservada aos subscritores da Via Verde.

Para poder passar pela via reservada aos subscritores da Via Verde terá de ter o dispositivo Via Verde que pode ser comprado nas lojas Via Verde.

Se apanhar, por engano, uma via reservada aos subscritores da Via Verde, saiba que é possível pagar as portagens após a sua passagem (bem como uma multa) no site pagamentodeportagens.pt.

Saiba também que terá até às 23h59 do dia da sua primeira passagem nas autoestradas com portagens eletrónicas para aderir ao serviço Easytoll ou comprar um cartão Toll Card pré-pago. Passado esse período de tempo, já não poderá pagar as portagens (do seu primeiro dia) – terá de pagá-las no site pagamentodeportagens.pt (portagens + multa).

Se passar por uma autoestrada gerida pelas empresas Via Livre (A27/A28/A22) ou Ascendi (A24/A25/A17/A29/A13/A41/A42/A4) sem ter escolhido uma das 4 opções referidas em cima (Easytoll, Toll Card, etc.), terá de esperar pela receção duma carta em sua casa para pagar as portagens e multa associada. Estas duas empresas não aderiram ao pagamento no site pagamentodeportagens.pt.

Se você chegar de avião a Portugal e alugar um veículo, tem duas opções para pagar as portagens eletrónicas (ex-SCUTS e não só):

Opção 1 – Via Verde

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Logo Via Verde

Quando alugar o veículo, solicite à rent-a-car o dispositivo ViaVerde, que irá permitir que você pague as portagens quando entregar o veículo. A vantagem deste dispositivo é que é válido para todas as autoestradas de Portugal. A desvantagem é que tem de pagar 1,50 € por dia (no máximo 18,50 € por aluguer).

Opção 2 – CTT

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Logo CTT

Se não escolheu a opção da Via Verde ao alugar o carro, irá precisar de ir a um posto dos correios (CTT) para pagar as portagens. Ao dar o número da matrícula do carro alugado, saberá quanto é que terá de pagar.

Tem 5 dias para fazer o pagamento no posto dos correios após cada passagem nas autoestradas com portagens eletrónicas.

Exemplo: se apanhar uma autoestrada com portagens eletrónicas (ex-SCUTS) hoje, terá de esperar 1 dia para que o sistema assuma a sua passagem na autoestrada, depois terá 5 dias para pagar as portagens por onde passou. Amanhã, se apanhar uma autoestrada com portagens eletrónicas, terá de esperar mais 1 dia para que os novos valores das portagens sejam assumidos.

Leia também:  Como Ver O Que Se Recebe No Irs?

O recomendado é que vá a um posto dos correios a cada 3 dias (após cada passagem numa autoestrada com pagamento automático).

O inconveniente desta opção é o risco de não conseguir pagar todas as portagens. Exemplo: apanhar uma autoestrada com portagens eletrónicas na véspera ou no dia da sua partida. Como não poderá pagar (estará de regresso ao seu país), a empresa de rent-a-car irá receber uma multa que debitará da sua conta bancária.

Informação: A opção 1 é a mais simples e, se a escolher, não terá de pagar uma multa em caso de não pagamento num posto dos correios (CTT).

Se vive em Portugal e tem um veículo com matrícula portuguesa, tem algumas opções para fazer o pagamento das portagens eletrónicas:

Opção 1 – Via Verde

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Logo Via Verde

A compra do dispositivo Via Verde que custa cerca de 27,50 € e irá permitir que cada vez que passar nas portagens a cobrança seja feita diretamente da sua conta bancária. A vantagem deste dispositivo é que é válido em todas as autoestradas de Portugal.

Opção 2 – CTT

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?Logo CTT

Numa loja dos CTT, posto de Correio ou agente Payshop, indicando o número da matrícula. Os CTT dispõem ainda do serviço de pagamento na rede Multibanco e Homebanking devendo, para tal, obter previamente, uma Referência MB. Pode ser online, no site, ou através de SMS para o número 68881 com o texto «CTTMBespaçoMatrículaespaçoNIF» (por ex: «CTTMB AA-00-00 123456789»). O custo do SMS é de 0,30 € + IVA.

Pode ainda aderir a um contrato pré-pagamento adquirindo um Pré-Pago Via Verde ou um Pré-Pago Anónimo que devem ser adquiridos nos CTT. O pré-pago Via Verde é válido para todas as autoestradas e o pré-pago Anónimo só é válido para autoestradas com portagens eletrónicas.

Não se esqueça de pagar durante os 5 dias úteis subsequentes à passagem.

Se vive em Portugal e faz vários trajetos nas autoestradas por ano, aconselho a aquisição do dispositivo Via Verde.

  • Informação:
  • Ao ver esta sinalização
  1. saberá que está a entrar num autoestrada com portagens eletrónicas (ex-SCUTS).
  2. Espero que estas informações acerca de como pagar as antigas SCUTS lhe sejam úteis!

Vai visitar Portugal? Não hesite em reservar o seu hotel, o seu carro ou as melhores atividades passando pelos links aqui em baixo. Vai-me permitir continuar a oferecer-lhe gratuitamente dicas e guias para visitar Portugal. Obrigado!

Também lhe vai interessar:

Passou numa autoestrada com cobrança eletrónica sem dispositivo?

Com a chegada do verão, chegam também muitos emigrantes. A grande maioria chega de carro e quando se deparam com os populares pórticos (portagens exclusivamente eletrónicas), não sabem muito bem o que fazer.

Neste artigo ensinamos como podem ver os valores em dívida relativamente ao uso de autoestradas no caso de clientes com veículos de matrícula nacional e também como efetuar o pagamento se a matricula do veículo for estrangeira.

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

Se utilizou as autoestradas com cobrança exclusivamente eletrónica de portagens e não tinha um dispositivo, então fique a saber que pode consultar o valor de portagens que tem atualmente em pagamento no site dos CTT. Para tal basta que aceda aqui e introduza a matrícula do veículo. 

Pode efetuar o pagamento do valor total em dívida em portagens em qualquer caixa da rede Multibanco. De referir que o pagamento de portagens por Referência Multibanco (MB) está disponível apenas para clientes de matrícula nacional, sem dispositivo, que circulem nas autoestradas de cobrança exclusivamente eletrónica – saber mais aqui.

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

Quem pretender pode também usar a app dos CTT, que está disponível para Android e iOS. Esta app oferece várias funcionalidades, entre as quais a possibilidade de consultar as suas dívidas de portagens e efetue o pedido de referências multibanco para pagamento.

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

E se a matricula for estrangeira?

Se conduz um veículo de matrícula estrangeira, tem várias opções para pagar as portagens nas autoestradas onde a cobrança é exclusivamente eletrónica.

  • EASYToll é o companheiro ideal para estadias até um mês
    • Este sistema permite-lhe associar a matrícula do seu veículo a um cartão de crédito (Mastercard ou Visa) durante um período até um mês. Sempre que passar por um pórtico de cobrança eletrónica de portagens, a sua matrícula é fotografada e o valor das portagens é descontado da sua conta bancária.
      Para mais informações, vá a www.portugaltolls.com ou ligue para 707 500 501 (00351 21 287 95 55 para chamadas internacionais).
  • TOLL SERVICE é para viajantes ocasionais
    • Um título pré-Pago que pode ser usado durante três dias com um custo de 20€. Este sistema permite a utilização ilimitada durante o período de validade, mas está disponível apenas para veículos ligeiros. Outra opção é o título pré-pago para trajetos definidos com origem/destino nos aeroportos de Porto e Faro, a realizar em datas pré-definidas.
      Para mais informações, vá a www.portugaltolls.com ou ligue para 707 500 501 (00351 21 287 95 55 para chamadas internacionais).
  • Via Verde Visitors foi pensada para visitantes frequentes
    • Se utiliza frequentemente as autoestradas portuguesas, pode alugar um dispositivo temporário Via Verde Visitors e associá-lo a um cartão de crédito. Com o Sistema Via Verde Visitors, as portagens são automaticamente descontadas da sua conta bancária. Para mais informações: consulte o site da Via Verde.

Saber mais aqui

Como pagar SCUTS?

Como É Que Os Estrangeiros Pagam As Scuts?

É verão e o que apetece mesmo é pegar no carro rumo ao Algarve ou até à costa alentejana em busca das melhores praias portuguesas para aproveitar os tão esperados dias de férias. No entanto, estas viagens implicam custos acrescidos com portagens e também com as chamadas SCUTS. Se tiver Via Verde, este pagamento é fácil, mas e se não tiver? Neste artigo explicamos-lhe como pagar SCUTS e ainda quais os prazos de pagamento para evitar multas que podem atingir centenas de euros.

Hoje em dia, pagar portagens é muito fácil, principalmente se tiver Via Verde e o seu cartão de crédito à mão – que já é um must-have, não é verdade? Pode pagar este serviço com Mastercard ou Visa e alguns cartões de crédito até oferecem cashback na Via Verde.

Escolha o cartão de crédito certo para si
Veja ainda: Portal das Contraordenações – como contestar uma multa na ANSR?

O que são as SCUTS?

As SCUTS – cujo acrónimo significa “Sem Custos para os Utilizadores” – são autoestradas em que os custos eram totalmente suportados pelo Estado em regime de portagens virtuais.

Este regime foi introduzido em 1997 e retirado em 2011 e desde então que a utilização destas estradas é cobrada a todos os consumidores através de portagens exclusivamente eletrónicas.

Existem três formas de pagar SCUTS: pode optar por efetuar o pagamento automaticamente e de forma imediata através do identificador da Via Verde ou a posteriori através dos CTT. ou, em alternativa, utilizando o portal Pagamento de Portagens ou através dos sistemas das próprias concessionárias, caso não consiga pagar dentro de um prazo de cinco dias úteis.

Via Verde

Débito direto

A forma mais simples de pagar SCUTS é através de Via Verde. Pode aderir a este serviço e, por cada viagem, o respetivo montante é debitado diretamente na conta bancária associada ao contrato.

Com a adesão a este serviço é-lhe fornecido um Dispositivo Eletrónico de Matrícula (DEM) com o custo de 26,50 euros para colocar no seu carro e que fica associado à sua matrícula, permitindo-lhe passar nas portagens sem ter que se preocupar com o pagamento depois.

Para além de facilitar o pagamento das SCUTS, a utilização da Via Verde é válida em toda a rede nacional de autoestradas e proporciona ainda facilidade no pagamento de estacionamentos em parques, abastecimento de combustível, entre outros benefícios.

Pré-pagamento

Ao invés do débito direto, pode optar pela modalidade de pré-pagamento na qual é debitado o valor de cada viagem da conta de pagamentos até ao limite de saldo disponível na mesma.

O carregamento pode ser feito em lojas CTT, Postos de Correio com NAVe, Agentes Payshop ou por referência multibanco. Caso pretenda cancelar o serviço é-lhe devolvido o saldo remanescente.

Para optar por esta modalidade também precisa de ter um DEM, que tem um custo de 32 euros.

O identificador pré-pago apenas dá acesso ao serviço de portagens nas autoestradas, não sendo válido para utilização dos serviços complementares.

CTT

Caso não pretenda adquirir um identificador da Via Verde, saiba que pode pagar SCUTS nos CTT, deslocando-se pessoalmente a uma loja CTT, a um posto de correio com NaVe ou a um Agente Payshop, ou pode optar por fazer o pagamento por referência Multibanco.

Leia também:  Como Afastar Uma Pessoa Que Nos Quer Mal?

Multibanco

  • Para proceder ao pagamento das SCUTS por referência Multibanco, pode fazê-lo online no site dos CTT, através da app dos CTT ou enviando um SMS.
  • Em qualquer uma das formas, terá que indicar o número da sua matrícula e logo será informado sobre o montante a pagar, bem como os respetivos dados para efetuar o pagamento.
  • Para facilitar o processo, siga os seguintes passos:
  • Passo 1: Verifique qual o montante que tem em dívida no site dos CTT através deste link.

Passo 2: Solicite referência multibanco através deste link ou enviando uma SMS para o número 68881 com o texto “CTTMBespaçoMatrículaespaçoNIF” (0,30€ + IVA). A mensagem deve conter a informação referente aos campos referidos dentro destas aspas, por exemplo: CTTMB 01-AA-02 123456789.

Passo 3: Efetue o pagamento das SCUTS, que pode ser feito em qualquer caixa multibanco, através do serviço de homebanking ou através da aplicação MB Way. Os dados para o pagamento (entidade, referência, montante e data-limite) ser-lhe-ão disponibilizados após efetuar o pedido.

  1. Para que o pagamento seja aprovado é necessário que respeite o prazo de validade de cinco dias úteis após 48 horas da passagem pela portagem.
  2. Após pagar SCUTS é enviado um SMS para o seu telemóvel a confirmar o pagamento, até 48 horas depois de efetuar a operação.
  3. Pode também utilizar a app dos CTT para consultar valores em dívida e faturas referentes aos pagamentos efetuados.

Não perca: Como levantar dinheiro com MB Way?

Como pagar SCUTS em atraso?

Se por algum motivo não tiver disponibilidade para pagar as portagens dentro do prazo de cinco dias úteis, pode fazê-lo através do site Pagamento de Portagens ou pedir à concessionária os dados da dívida a liquidar.

Se falhar o prazo de pagamento, a informação relativa ao pagamento das portagens deixa de estar disponível no site da entidade, passando a estar apenas visível no site Pagamento de Portagens.

Esta plataforma permite-lhe regularizar situações tão diversas como:

  • Se passou na Via Verde sem o identificador eletrónico. Estas transgressões podem ser pagas, em média, 15 dias após o ocorrido;
  • Caso tenha recebido um aviso para pagar uma portagem;
  • Quando tem uma fatura de portagem a pagar. No caso das concessionárias Brisa, Brisal e Autoestradas do Douro Litoral, estas ficam disponíveis para pagamento no próprio dia de emissão, sendo que terá até 8 dias para as pagar;
  • No caso de ter passado numa portagem eletrónica sem o devido identificador em pórticos ou ex-SCUTS. Após um período de cerca de 15 dias, poderá pagar estas infrações;
  • Se utilizar a Assistência Rodoviária. É possível pagar estas faturas no dia em que são emitidas pelas concessionárias Brisa, Brisal, Autoestradas do Douro Litoral e Autoestradas do Baixo Tejo.

Para cada uma destas hipóteses, pode registar-se no site e consultar os pagamentos das portagens que deve. Caso receba uma carta da Autoridade Tributária, apenas é possível a consulta do valor das portagens a pagar, no entanto, o pagamento não pode ser feito através do portal.

No site Pagamento de Portagens o procedimento é semelhante ao dos CTT. Basta aceder à plataforma e preencher o formulário com os dados pedidos. Ser-lhe-á fornecida informação referente à entidade, referência e valor em dívida, para pagamento no Multibanco ou via homebanking.

Se contactar diretamente a concessionária, também lhe serão fornecidos os dados de pagamento ou um número de notificação a incluir num Vale Postal para pagar presencialmente nos CTT.

Uma vez disponíveis no site Pagamento de Portagens, tem 30 dias úteis para efetuar o pagamento das SCUTS. Caso não o faça dentro do prazo estipulado, a respetiva dívida pode dar origem a um processo de cobrança por parte das Finanças.

As dívidas de portagens são enviadas para a Autoridade Tributária e Aduaneira, entidade responsável pelos processos de cobrança coerciva. Para além do pagamento da taxa de passagem e custos administrativos, poderá sujeitar-se ao pagamento de coimas, juros e custas do processo.

Fique a par: 5 Sinais de que as dívidas estão a ficar descontroladas

As concessionárias que aderiram a esta plataforma são as seguintes:

  • Auto-Estradas Douro;
  • Auto-Estradas do Atlântico;
  • Auto-Estradas do Litoral Oeste;
  • BaixoTejo;
  • Brisa;
  • Brisal;
  • Globalvia;
  • Infraestruturas de Portugal;
  • Lusoponte.

Não estão incluídas a Ascendi e a Via Livre. Os pagamentos de portagens em atraso de auto-estradas reguladas por essas concessionárias terão de ser feitos no site das mesmas.

Ascendi

A Ascendi disponibiliza no seu site um portal que pode utilizar para o pagamento de SCUTS. Esta plataforma abrange apenas pagamentos referentes a estradas que pertençam à rede da própria concessionária.

É possível usufruir deste portal de duas formas diferentes:

  • Pode pesquisar pelas suas dívidas para saber se tem, de facto, portagens por pagar. Para tal, terá de introduzir a sua matrícula e o intervalo de datas que pretende pesquisar, tal como os seus dados pessoais;
  • Também é possível saber os montantes que deve ao introduzir os dados referentes ao documento de cobrança. Os seus dados pessoais também serão necessários se optar por esta opção.

Após selecionar as viagens e documentos que quer pagar, pode efetuar, então, o pagamento online através de cartão de crédito ou de débito, sendo que também pode utilizar a aplicação MB Way para este propósito.

Via Livre

No caso da Via Livre, esta concessionária abrange as vias A22 e A28. Disponibiliza no seu site uma plataforma que permite aos seus utentes liquidar dívidas relativas ao pagamento de portagens cobradas nas estradas em questão.

Para tal terá de indicar a origem da sua matrícula, seja ela portuguesa ou estrangeira. No caso de ser portuguesa, para além das opções de pagar através da Via Verde e dos CTT, pode utilizar a aplicação Satelise ou a funcionalidade Paytolls.

A Satelise é uma aplicação para pagar scuts que vai lhe cobrando as diversas portagens ao longo do percurso realizado. Após descarregar a aplicação no telemóvel, apenas precisa de ligar a aplicação quando iniciar a sua deslocação e depois fechar assim que chegar ao seu destino.

Pode também utilizar a opção Paytolls, que é um portal que permite consultar as faturas de portagens em dívida e liquidar esse valor. Para tal, basta pesquisar pelos dados dessas infrações e pagar através desta funcionalidade.

Caso tenha um carro com matrícula estrangeira, tem a opção de usar o sistema EasyToll, em que associa um cartão de crédito bancário (Mastercard ou Visa) e após 30 dias serão cobradas as diversas taxas de portagens que precisa de pagar.

Quantos dias temos para pagar scuts?

  • Os valores referentes às portagens que tem para pagar apenas estão disponíveis para consulta no site dos CTT após 48 horas, ou seja, dois dias úteis após a passagem pela portagem.
  • Assim que o montante estiver disponível, tem até cinco dias úteis após a passagem para efetuar o pagamento das SCUTS.
  • No entanto, se não pagar as portagens no decorrer dos cinco dias, a informação relativa às mesmas deixa de estar visível no site dos CTT e passa a estar disponível apenas no site Pagamento de Portagens.
  • Nesta situação, passa a ter 30 dias úteis para pagar SCUTS antes que a respetiva dívida possa dar origem a um processo de cobrança por parte das Finanças.

Qual é o valor da multa por falta de pagamento?

  1. Se o pagamento das SCUTS não for feito de forma voluntária dentro dos prazos legais definidos, deverá ser enviada uma notificação por parte da concessionária responsável pela via na qual tem pagamentos de portagens em atraso.

  2. Esta notificação serve, essencialmente, para alertar da situação de forma a que o condutor proceda ao pagamento do valor a cobrar ou que identifique o condutor responsável pela mesma.

  3. Caso a dívida não seja paga até ao 30º dia após a receção da notificação, então, poderá aplicar-se uma multa.

Segundo o artigo 7.

º da Lei nº25/2006, de 30 de Junho, essa multa terá um valor mínimo correspondente a 7,5 vezes o valor da respetiva taxa de portagem, sendo que esse montante nunca poderá ser inferior a 25 euros. O valor máximo a pagar será correspondente ao quíntuplo do valor mínimo da coima, 125 euros.

Obrigado por subscrever!

Tem carro matricula estrangeira? Atenção à passagem nas SCUTS e formas de pagar

Em Portugal as autoestradas têm dois sistemas de portagem diferentes: pórtico (portagens exclusivamente eletrónicas) e cabines de portagens (portagens tradicionais).

A melhor forma de pagar as portagens em ambos os sistemas é com um identificador eletrónico.

Leia também:  Como Saber Quanto Gastei No Placard?

NAS PORTAGENS TRADICIONAIS O PAGAMENTO DAS TAXAS É FEITO NO MOMENTO EM QUE CIRCULA Se possuir um identificador eletrónico deverá dirigir-se para as vias com o símbolo da Via Verde na pala e no chão e com a indicação “Reservado a Aderentes” . Nesse caso o veículo é automaticamente identificado e o pagamento é feito através da sua conta bancária (pagamento automático Via Verde).

Se não aderiu a um identificador eletrónico, na entrada da autoestrada deverá retirar um ticket, que terá de entregar quando passar na praça de portagem de saída. Através desse ticket será calculada a respetiva taxa de portagem, que poderá pagar através de numerário ou cartão.

  • COMO FUNCIONA O PAGAMENTO DE PORTAGENS ELETRÓNICAS SE O VEÍCULO TIVER MATRÍCULA ESTRANGEIRA?
  • Se conduz um veículo de matrícula estrangeira, tem várias opções para pagar as portagens nas autoestradas onde a cobrança é exclusivamente eletrónica.

O EASYToll é o companheiro ideal para estadias até um mês Este sistema permite-lhe associar a matrícula do seu veículo a um cartão de crédito (Mastercard ou Visa) durante um período até um mês. Sempre que passar por um pórtico de cobrança eletrónica de portagens, a sua matrícula é fotografada e o valor das portagens é descontado da sua conta bancária.

Para mais informações, vá a www.portugaltolls.com ou ligue para 707 500 501 (00351 21 287 95 55 para chamadas internacionais).

TOLL SERVICE é para viajantes ocasionais

Um título pré-Pago que pode ser usado durante três dias com um custo de 20€. Este sistema permite a utilização ilimitada durante o período de validade, mas está disponível apenas para veículos ligeiros.

Outra opção é o título pré-pago para trajetos definidos com origem/destino nos aeroportos de Porto e Faro, a realizar em datas pré-definidas. Para mais informações, vá a www.portugaltolls.

com ou ligue para 707 500 501 (00351 21 287 95 55 para chamadas internacionais).

A Via Verde Visitors foi pensada para visitantes frequentes Se utiliza frequentemente as autoestradas portuguesas, pode alugar um dispositivo temporário Via Verde Visitors e associá-lo a um cartão de crédito.

Com o Sistema Via Verde Visitors, as portagens são automaticamente descontadas da sua conta bancária. Para mais informações: • visite uma loja Via Verde • consulte o site da Via Verde (www.viaverde.

pt) • de Portugal, ligue 210 730 300 nos dias úteis (das 8:30 às 20:30)

• do estrangeiro, ligue 00 351 21 000 80 65 nos dias úteis (das 8:30 às 20:30).

TOLLCard

Este sistema permite-lhe associar a matrícula do seu veículo a um cartão carregado com 5 €, 10 €, 20 € ou 40 €.

Sempre que passar por um pórtico de cobrança eletrónica de portagens, a sua matrícula é fotografada e o valor das portagens é descontado do saldo do cartão. Para mais informações, vá a www.

portugaltolls.com ou ligue para 707 500 501 (00351 21 287 95 55 para chamadas internacionais).

Via Verde para Carros Estrangeiros

A Via Verde dispõe de um sistema de pagamento de portagens eletrónicas para carros com matrícula estrangeira.

O sistema denomina-se “Via Verde Visitors” e é um dispositivo eletrónico temporário que permite aos proprietários de carros com matrícula estrangeira circular nas auto-estradas com portagens eletrónicas e efetuar o pagamento das taxas das portagens. Os identificadores Via Verde para carros estrangeiros devem ser alugados e devolvidos nas lojas Via Verde.

Como alugar o identificador Via Verde para carros com matrícula estrangeira?

• Os condutores devem ter um cartão de débito e/ou crédito (American Express, MasterCard ou Visa); • A adesão a este serviço implica o pagamento de uma caução no valor de 27,50€, que é devolvida ao cliente quando este entrega o identificador (o valor é creditado no cartão de crédito associado ao contrato); • O aluguer é válido durante um período máximo de 90 dias – na primeira semana o condutor paga 6€ euros e 1,5€ em cada uma das semanas seguintes; • A estes valores acrescem as taxas de portagem relativas aos percursos percorridos. Custo do Aluguer do Via Verde Visitors na Via Verde • Aluguer Caução do Identificador – 27.50 € • Custo do aluguer do identificador na 1ª semana – 6 € • Custo do aluguer do identificador em cada uma das semanas seguintes – 1.5 €

Consulte as lojas Via Verde existentes em Portugal.

Relacionadas

Scut: Estrangeiros sem dispositivo pagam multa mínima de 25 euros

“O não pagamento da taxa de portagem constitui uma contraordenação sujeita a coima para todos os utentes, nacionais e estrangeiros. A coima é de 10 vezes a taxa de portagem, com um mínimo de 25 euros e um máximo de 125 euros”, explica o Ministério das Obras Públicas, no seu site.

  • Os CTT iniciaram hoje a venda de dispositivos de portagem para matrículas estrangeiras, tendo vendido 22 identificadores até às 16h30, segundo fonte da empresa contactada pela Lusa.
  • Os 22 identificadores foram vendidos na área de serviço da Cepsa em Viana do Castelo, na A28, onde os CTT montaram às 00h00 de hoje um pequeno posto de venda.
  • De acordo com a fonte, até à mesma hora, não tinha sito vendido ainda qualquer identificador na área de serviço da Galp em Aveiro, na A25, onde os CTT estão desde as 9h00.
  • Os CTT deverão nos próximos dias alargar o serviço a outros postos de abastecimento de combustíveis nas autoestradas que desde hoje têm cobrança de portagens.

Os proprietários de veículos com matrícula estrangeira estão impedidos de optar pelo pós-pagamento de portagens, pelo que têm de comprar um dispositivo eletrónico normal, recomendável para passagens frequentes nas SCUT, ou alugar um dispositivo temporário, adequado a visitas ocasionais.

A lei determina que compete às concessionárias das autoestradas fiscalizar os veículos com matrícula estrangeira, verificando se têm ou não dispositivo electrónico.

Espanhóis pedem moratória

Os empresários e responsáveis políticos do Norte de Portugal e da Galiza decidiram hoje pedir ao Governo português uma moratória, para não haver sanções aos automobilistas espanhóis “apanhados” a conduzir nas Scut sem disporem dos respetivos dispositivos eletrónicos de pagamento.

“O que nós pedimos é que, durante um certo tempo e até este processo estabilizar, não haja multas para os automobilistas espanhóis que circularem nas SCUT portuguesas sem estarem munidos da Via Verde ou do dispositivo temporário, porque eles têm tido muito pouca informação sobre o assunto e uma grande dificuldade em encontrar os aparelhos”, disse, à Lusa, Luís Ceia, presidente da Associação Empresarial de Viana do Castelo.

  1. O pagamento de portagens em três auto-estradas do norte de Portugal que até aqui funcionavam em regime SCUT (sem custos para o utilizador) entrou hoje em vigor, sendo a cobrança feita de forma eletrónica.
  2. Os portugueses que não dispuserem de dispositivos eletrónicos podem pagar nos balcões dos CTT ou nas “payshops” até cinco dias depois da data de utilização das autoestradas, mas os estrangeiros não têm essa possibilidade.
  3. Hoje, decorreu em Vigo uma reunião convocada expressamente para debater este assunto, em que participaram responsáveis da Junta da Galiza, da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte e associações empresariais dos dois lados da fronteira.
  4. Os participantes exigiram “um tratamento igual”, nas SCUT, para empresas e cidadãos portugueses e estrangeiros, e alertaram para a eventual ilegalidade da impossibilidade do pagamento das portagens em dinheiro.

Esta questão já motivou uma queixa a Bruxelas por parte da Confederação Empresarial de Pontevedra, que considera que está a ser violado o princípio da livre circulação dentro da União Europeia.

“É, de facto, inadmissível não haver pagamento em dinheiro”, criticou Luís Ceia.

As entidades presentes na reunião alertaram ainda que a introdução de portagens nas SCUT do norte de Portugal vai ter um “impacto negativo” nas relações económicas transfronteiriças.

Lembraram que, diariamente, 75 mil pessoas cruzam a fronteira de Valença, que há 21.400 portugueses a residir na Galiza e 10.730 galegos a residir em Portugal.

  • “É toda esta dinâmica que fica ameaçada”, referiu Luís Ceia.
  • A Lusa aguarda esclarecimentos que pediu à Norte Litoral/Via Livre, concessionária da A28, sobre se já iniciou essa fiscalização e quantos veículos de matrícula estrangeira detectou em infração.
  • Em comunicado distribuído ao final da tarde de hoje, a Estradas de Portugal refere que “os proprietários dos veículos com matrícula estrangeira podem dirigir-se aos mesmos locais que os veículos portugueses para adquirirem os dispositivos electrónicos, nomeadamente às estações de correio e às lojas Via Verde”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*