Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

  • Enio Yoshinori Hayasaka
  • Silvia Mitiko Nishida

As principais características que identificam os mamíferos são as glândulas mamárias e a presença de pelos no corpo. As glândulas mamárias são produtoras de leite, um alimento fundamental para o desenvolvimento dos filhotes que acabam de nascer.

A quantidade de glândulas mamárias está associado diretamente com o tamanho da ninhada. O leite é um alimento tão completo para os filhotes que eles podem ficar vários dias só tomando o leite.

Do leite de outros animais (vaca, cabra, búfala) o ser humano utiliza como bebida e para fabricar vários outros alimentos (manteiga, queijo, creme de leite, etc.).

Podemos dividir os mamíferos em dois grandes grupos:

MAMÍFEROS PROTOTÉRIOS: são ovíparos. Como exemplo temos os monotremados (equidina e ornitorrinco). Os filhotes nascem de ovos e após o nascimento, bebem leite!

MAMÍFEROS TÉRIOS: são vivíparos e divididos em dois grupos:

    -Placentários  mamíferos (cão, gato, rato, cavalo, leão, girafa, etc.) cujo embrião cresce dentro do corpo da mãe, no útero, onde recebe nutrição através da placenta que liga o corpo da mãe com o do embrião.

Ao invés de incubação (como nos peixes, anfíbios, repteis e aves), o processo de crescimento embrionário nos mamíferos é chamado de gestação. Sua duração varia conforme a espécie: 21 dias num rato e 22 meses num elefante. Diz-se que a fêmea gestante está grávida ou prenhe.

Pelo fato do desenvolvimento ocorrer dentro do corpo da mãe, o tamanho da ninhada não é grande como no caso das centenas ou milhares de filhotes de vertebrados (peixes e anfíbios) que praticam a fertilização externa.

E nós seres humanos? Quem disse que somos mamíferos placentários acertou! Até o nascimento, você foi gestado dentro da barriga da sua mãe durante 9 meses! Depois nasceu e mamou o leite materno, pelo menos uns 6 meses.

   -Marsupiais: as fêmeas possuem uma bolsa chamada marsúpio, dentro da qual estão as glândulas mamárias produtoras de leite. A gestação é muito curta e os filhotes completam o desenvolvimento embrionário dentro do marsúpio até o desmame.  Exemplo de marsupiais: canguru, coala, diabo-da-tasmanha, gambá,etc.

Entre os mamíferos placentários estão vários que foram domesticados pelo ser humano, isto é, se tornaram dependentes da nossa criação e nos fornecem alimento (carne e leite) e outros produtos (couro e lã).

Além disso, ou realizam serviços como animais de carga ou são criados como animais de companhia. O cachorro foi o primeiro animal a ser domesticado, seguido depois pelo carneiro, cabra, gado bovino, porco e o gato.

 

Comportamento reprodutivo do cão

O cão, considerado o “melhor amigo do homem” foi domesticado há uns 100 mil anos. Desde então o ser humano, por pura vaidade, vem realizando cruzamentos selecionados para produzir uma enorme diversidade (mas artificial) de  cães. São mais de 400 “raças” diferentes. Clique aqui para ver algumas das raças.

Os cães reproduzem-se duas vezes por ano. Quando chega o período da reprodução, os machos ficam interessados pelas fêmeas e dizemos que elas estão no cio. Esse interesse temporário dos machos, somente na época de reprodução pelas fêmeas, acontece nas gatas, ratas, éguas, vacas, leoas mas não nas mulheres.

Nas cadelas, o cio dura em torno de 10 dias. Somente nesse período, ela estará fértil com óvulos maduros para serem fertilizados.  O macho com o seu olfato extremamente aguçado pode encontrar uma fêmea no cio, a quilômetros de distância.

Como em todos os mamíferos cuja fecundação é interna, se a fêmea aceitar o convite, ela deixará o macho montar para que ocorra a transferência do sêmen para dentro do seu corpo.

O período de desenvolvimento do filhote dentro da barriga da mãe chama-se gestação e dizemos que a mulher está grávida e que as fêmeas de outros mamíferos estão prenhez. A prenhez da cadela dura cerca de 9 semanas e ela costuma dar a luz de 4 a 9 filhotes que ela cuida sozinha.  

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Fonte: http://www.dkimages.com/discover/DKIMAGES/Discover/Home/Animals/Mammals/Carnivores/Reproduction-and-Development/Domestic-Dogs/Mating/Mating-10.html (macho e fêmea, antes do acasalamento);

hhttp://flickr.com/photos/foxygreenphotos/314719119/t (fêmea amamentado a pro

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Outro animal doméstico que acompanha o ser humano ao longo da história é o gato. Veja aqui uma seqüência de fotos do comportamento de acasalamento do gato. Como na maioria dos mamíferos, a mãe além de amamentar, cuida sozinha da prole. Veja uma foto de uma mãe dando à luz.

Agora que terminamos o estudo sobre o comportamento reprodutivo dos animais vertebrados, termine a sua coleção de origamis, aprendendo a fazer o gato! Bom divertimento!

Como É Que Os Cães Se Reproduzem? Como É Que Os Cães Se Reproduzem? Como É Que Os Cães Se Reproduzem?
Cão Gato Rato
  1. LINKS INTERESSANTES PARA VISITAR E SABER MAIS SOBRE MAMÍFEROS
  2. Como É Que Os Cães Se Reproduzem?
  3. De onde vem o leite?
  4. Características dos Mamíferos
  5. Zoológico do Estado de São Paulo. Mamíferos
  6. Mamíferos – Diversidade e capacidade de adaptação
  7. DKImages Fotos do comportamento reprodutivo de cães e gatos Só Biologia. Mamíferos
  8. Como mo funciona a domesticação dos animais.

Como os cachorros se reproduzem? Ciclo, processo e esterilização

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Ver fichas de  Cachorros

A reprodução canina é um processo que gera muitas dúvidas entre seus cuidadores, por isso, neste artigo do PeritoAnimal, vamos explicar como os cachorros se reproduzem. O objetivo não é promover a criação descontrolada, pelo contrário, é informar e consciencializar os tutores. Além disso, no último ponto explicamos ainda quais são os benefícios da esterilização.

De qualquer forma, é importante que você utilize essas informações com precisão para controlar o ciclo reprodutivo de seu cachorro ou cadela e, assim, evitar problemas e crias indesejadas. Lembre-se de que apenas criadores registrados legalmente podem se dedicar à criação, caso contrário, ela é ilegal.

Também lhe pode interessar: Anatomia do gato

Antes de explicar como é a reprodução do cachorro, você deve conhecer os órgãos reprodutivos do animal. Os machos têm dois testículos que descem para o escroto até os dois meses de vida. Caso contrário, você deve consultar o veterinário já que um testículo retido, o que é conhecido como criptorquidia, pode ser muito problemático.

É nos testículos que são produzidos os espermatozoides, que irão viajar até a uretra, localizada dentro do pênis, e sair quando o cachorro cruzar. Além disso, os machos têm próstata, uma glândula que envolve a uretra e secreta fluidos que interferem na reprodução. A próstata pode ser afetada por diferentes doenças, como o câncer de próstata em cachorros.

Embora o animal já nasça com seu sistema reprodutivo preparado, se você se pergunta quando os cachorros podem começar a se reproduzir, deve saber que é um período variável, mas podemos estabelecer que os machos amadurecem sexualmente entre os 6-9 meses de idade.

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

O sistema reprodutor feminino, por outro lado, consiste em um útero bicorno, ao qual se tem acesso pela vulva e a vagina, e dois ovários. Deles vêm os óvulos que, se fertilizados, são implantados nos cornos uterinos, que é o lugar onde os filhotes irão se desenvolver.

O ciclo reprodutivo da cadela se inicia aproximadamente aos seis meses de idade, com o primeiro cio da cadela, mas assim como no caso dos machos, essa data pode variar. Para entender como é a reprodução do cachorro é essencial saber que a cadela só é fértil durante um curto intervalo de seu ciclo. Só neste período será capaz de cruzar, atrair os machos e ser fértil.

Também é importante saber que o funcionamento hormonal contínuo pode levar a cadela a sofrer com doenças graves como a piometra em cadelas, que é uma infecção do útero, ou o câncer de mama em cadelas.

Se estiver com cria, é importante considerar a necessidade de cuidados específicos, acompanhamento veterinário, possíveis complicações no parto ou na amamentação e a busca de lares responsáveis para toda uma ninhada que, além de tudo, precisa ser desparasitada e vacinada.

Agora que você sabe quais órgãos estão envolvidos na reprodução dos cachorros, deve saber que, assim que esses animais atingem a maturidade sexual, você corre o risco de observar um cruzamento indesejado se não tomar as precauções necessários.

O tipo de reprodução do cachorro permite que o macho seja fértil o tempo todo, uma vez que ele só precisa do estímulo de uma cadela no cio. As fêmeas, por outro lado, só aceitarão o macho durante os períodos de cio.

Estes ocorrem duas vezes por ano, separados por um período de 5-6 meses.

Uma cadela no cio vai atrair machos, que podem lutar uns contra os outros e, com uma alta probabilidade, diante de qualquer descuido, de ser fecundada.

Com a possibilidade de começar a se reproduzir já aos seis meses e com machos sempre férteis, os cachorros são animais consideravelmente prolíficos.

Além disso, se você está se perguntando até qual idade os cachorros se reproduzem, é melhor saber que os machos mantêm seu impulso por praticamente toda a vida. As fêmeas também são longevas nesta questão e podem continuar a entrar em cio até 10-12 anos de idade, ou até mais.

Portanto, com animais não esterilizados, as precauções devem ser mantidas ao longo de toda a vida.

Por outro lado, se o seu cachorro não consegue cruzar, é importante que você entenda as principais causas e como solucionar nesse artigo do PeritoAnimal.

Entre as curiosidades dos cachorros, podemos destacar como ocorre o acasalamento ou cruzamento.

Dentro de como os cachorros se reproduzem, uma vez que os dois indivíduos estiverem juntos, a fêmea estará no cio, e o macho vai farejá-la.

Ela dará a ele facilidades, levantando o rabo para que sua vulva se torne visível e acessível. O macho vai se aproximar por trás e subir sobre ela.

Neste momento, ele introduzirá seu pênis ereto no órgão sexual da fêmea, produzindo um acoplamento perfeito graças ao bulbo da glande, que aumenta de tamanho e permanece dentro da vagina.

O macho ejaculará os espermatozoides, mas não se afastará, uma vez que os animais ficarão enganchados por cerca de 30 a 40 minutos, o que parece garantir a transferência do sêmen e que não seja perdido. Este é um processo fisiológico e você NUNCA deve separá-los.

Veja também nosso vídeo no youtube sobre por que os cachorros ficam grudados quando cruzam para complementar esta informação:

Quando os cachorros convivem com crianças em casa, não é incomum que os pequenos perguntem sobre a reprodução dos animais e, o melhor é responder a essas perguntas diretamente. Para fazer isso, você pode recorrer às informações que fornecemos neste artigo, mas sempre adaptando-as à idade da criança, com palavras simples e claras.

Leia também:  Como Saber Qual É O Ip Do Meu Pc?

Uma boa ideia é procurar imagens, livros ou filmes dos quais é abordado o tema da reprodução do cachorro e animais semelhantes.

Como é provável que você não tenha todo esse material em mãos quando a criança perguntar, você pode se preparar com antecedência e abordar você mesmo o assunto, especialmente se houver no ambiente alguma cadela gestante ou algo do tipo que possa despertar a curiosidade da criança.

Agora que você já sabe como é a reprodução dos cachorros, está ciente da facilidade com que uma cadela pode engravidar, a dificuldade em controlar esses animais ao longo de suas vidas e os problemas de saúde que podem surgir pelo funcionamento dos hormônios envolvidos neste ciclo.

Se, você somar esse fatores com o fato dos cachorros não precisarem ter filhotes nem para a sua saúde nem para serem felizes, o mais recomendável é a esterilização ou castração.

E se você se pergunta quando castrar um cachorro, deve saber que é possível planejar a operação desde antes do primeiro cio, isto é, aproximadamente aos seis meses, tanto no caso de machos quanto de fêmeas.

Estudos indicam que a intervenção neste momento oferece os maiores benefícios à saúde do animal, prevenindo doenças importantes e frequentes como os tumores de mama.

A esterilização é uma cirurgia muito comum em clínicas, e a recuperação é rápida e fácil.

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Se deseja ler mais artigos parecidos a Reprodução canina: anatomia, etapas férteis e castração, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Vídeos relacionados com Reprodução canina: anatomia, etapas férteis e castração

Cachorros irmãos de ninhada podem ter pais diferentes?

Ao se deparar com uma ninhada, esperamos que todos sejam similares entre si, porém, se em algum momento da sua vida você conheceu cachorros irmãos de ninhada que eram muito diferentes e ficou curioso porque isso pode acontecer, iremos te explicar tudo a seguir. 

Como É Que Os Cães Se Reproduzem?

Filhotes de uma mesma gestação podem ter pais diferentes?

Além da genética ser algo incrível e surpreendente (fazendo até mesmo com que irmãos dos mesmos pais sejam super diferentes), a primeira coisa que pensamos quando vemos filhotes “gêmeos” com características tão distintas é que eles não são do mesmo pai, mas nem todo mundo sabe se isso é possível de acontecer.

As cadelas produzem vários óvulos de uma só vez e, por isso, normalmente dão à luz a mais de um filhote, mas esse também é o motivo que faz ser possível uma ninhada ter pais diferentes, já que os óvulos ficam disponíveis para fertilização durante todo o cio da cadela, que dura em torno de 10 dias. Esse fenômeno é conhecido como superfecundação e acredite: além de pais diferentes, eles podem ter tempos distintos de gestação, fazendo com que os fecundados mais tardiamente nasçam prematuros.

Enquanto a pet estiver no cio, ela poderá acasalar com mais de um macho, o que pode resultar em filhotes com aparência bem diferente.

Ao contrário dos lobos que são monogâmicos, isso acontece porque os cães são polígamos (se reproduzem com mais de um indivíduo).

A superfecundação é mais comum em cadelas que vivem em situação de rua, possuem acesso livre a ela ou que vivem em um ambiente com vários machos.

A castração sempre é a melhor opção para evitar prenhez indesejada, maus tratos e abandono.

Como saber se os irmãos da ninhada possuem pais diferentes?

Para ter certeza que os filhotes não vieram do mesmo pai, apenas um teste de DNA poderá te dizer, mas a observação das características da ninhada ajuda na suspeita.

Filhotes serem distintos entre si não significa que eles possuem pais diferentes. Em alguns casos, pode acontecer uma grande variação genética, além de variações que acontecem dentro de uma mesma raça. 

Fale nos comentários se você já presenciou cachorros irmãos de ninhada com aparência diferente! 

A reprodução dos cães – Meus Animais

O primeiro cio das cadelas ocorre quando o animal chega à puberdade, mais ou menos aos 6 meses nas raças pequenas, e com um ano nas raças de grande porte. Normalmente as fêmeas caninas têm dois cios por ano. Este detalhe é importante para estudar a reprodução dos cães.

Fases do período sexual canino

Geralmente são quatro as fases do período sexual canino:

  • Anestro. Este espaço de tempo é o que ocorre entre dois cios. É a fase de inatividade sexual ou de repouso sexual. É a mais longa e vai desde que passa o primeiro cio da cadela até o seguinte, em média é de 6 meses.
  • Proestro. É a fase seguinte, anterior ao estro (cio). Os sinais mais evidentes são a dilatação da vulva e a expulsão de uma mucosidade sanguinolenta de cor escura que irá clareando progressivamente conforme o ciclo avança. A mucosa vaginal é de uma cor rosada. Esta fase se estende até 10 dias, mas pode variar entre 72 horas e 3 semanas.

Neste período, os machos se sentem atraídos pelas fêmeas, mas elas ainda não têm a receptividade adequada e rejeitam o macho, com gestos, grunhidos, virando e se sentando para impossibilitar a subida do macho. O sangramento às vezes não é visível, pois são muitas as cadelas que lambem a vulva.

  • Estro ou cio autêntico. Se inicia quando a fêmea começa a ficar receptiva e termina no momento em que ela começa a rejeitar novamente o macho. De forma parecida com a fase anterior, dura aproximadamente 10 dias.
  • Metaestro ou diestro. Fase de aproximadamente dois meses de duração, é quando os hormônios se regulam depois do estro.

O momento do cio para reprodução dos cães

O cio é a fase ótima para que a fêmea fique prenha. Se produz uma ascensão do chamado hormônio luteinizante, que irá provocar a ovulação. Entre os sinais visíveis, a vulva alcança sua máxima turgidez, a mucosa vaginal vai se tornar pálida e esbranquiçada e, se tocada, apresenta visíveis contrações.

O momento ideal para a cruza acontece entre o nono e o décimo-quarto dia do ciclo. Costuma-se realizar dois cruzamentos (ato sexual), com um dia de diferença entre eles.

Como dissemos, a fase do metaestro ou diestro dura em torno de 2 meses, em função do tempo que demoram os hormônios para se regularem novamente. Neste período, a vulva volta ao seu estado normal.

Nesta última fase já não há atração entre os dois sexos e, se o cruzamento ocorreu, a gestação poderá ser percebida pelos sinais típicos da prenhês: crescimento do abdômen, aumento de peso, a aparição de leite nas mamas ao final destes 2 meses, etc.

Idades do acasalamento na reprodução dos cães

A idade ideal para a reprodução começa aos 10 meses nos machos e aos 12 meses nas fêmeas, com uma idade máxima de 9 anos para as fêmeas e de 10 anos para os machos. Há muitas associações que não reconhecem o pedigree de filhotes nascidos fora do período entre estas idades.

No aspecto técnico, a excitação provocada no macho com a presença da fêmea no cio origina um aumento da irrigação sanguínea do pênis com o conseguinte aumento de volume e ereção do mesmo. Quando a cadela está relaxada a duração é menor. Se ela estiver ativa, se mover de forma moderada e com puxões na direção contrária do macho, a duração será maior.

Reprodução dos cães através de acasalamentos assistidos

Estes acasalamentos devem ser realizados de uma forma controlada. Por isso, o ideal é estar presente com a finalidade de poder ir solucionando os inconvenientes que possam se apresentar. Nos atuais acasalamentos assistidos, o criador ajuda o macho para obter um melhor resultado final.

Pode ocorrer que haja incompatibilidade física entre o macho e a fêmea, e o acasalamento assistido é a melhor forma de solucionar estes desajustes. Um inconveniente que se deriva deste sistema artificial é que alguns machos se acostumam a terem as fêmeas sempre dispostas e também a ajuda que lhe dão, por isso posteriormente não montam outras fêmeas de forma natural.

Se o cruzamento natural e o assistido forem impossíveis de se realizar, o melhor é recorrer à inseminação artificial.

Reprodução de uma fêmea virgem

Se a fêmea for realizar o acasalamento pela primeira vez, o melhor é tranquilizá-la e sujeitá-la. Embora se sinta com vontade e impulso de copular, por não ter experiência ela se mostrará nervosa e irá rejeitar o macho. Este inconveniente poderá ser solucionado recorrendo a vaselina estéril para lubrificar a vulva e facilitar a penetração.

Pet Lovers – Cães

O Cio

A ocorrência do primeiro cio das cadelas varia de acordo com a raça, com a individualidade de cada fêmea e até com o clima da região onde a fêmea vive; podendo ocorrer dos 6 meses até os 18 meses de idade. Na grande maioria das vezes ocorre entre os 8 e 12 meses.

O cio da cadela dura de 15 a 20 dias e é acompanhado pelo inchaço da vulva e secreção vaginal sanguinolenta. Algumas cadelas apresentam secreção mais abundante e outras apresentam uma secreção mais discreta, sendo possível que o cio não seja tão evidente.

O melhor período do cio para a fêmea acasalar também é um pouco variável, sendo, geralmente, do 8° ao 15° dia para as raças de pequeno porte e do 11° ao 15° dia para as raças de grande porte.

Este período é caracterizado por uma redução considerável no sangramento e as fêmeas tornam-se mais receptivas aos machos.

Na maioria das vezes, um acasalamento apenas é o suficiente para que a fêmea engravide, mas pode-se acasalar por duas ou três vezes, uma vez ao dia.

Não é aconselhável cruzar a cadela nos dois primeiros cios, pois apesar de apta a engravidar, seu organismo ainda não atingiu a maturidade para que ela seja uma boa mãe.

Também não é aconselhável cruzá-la seguidamente, devendo-se deixar pelo menos um cio de descanso entre um acasalamento e outro. Isto garantirá a saúde da cadela e a obtenção de uma ninhada sempre saudável.

Após os cinco anos de idade a gestação da cadela começa a ser mais delicada, sendo desaconselhado que ela tenha sua primeira ninhada com mais de quatro anos de idade.

A gestação:

Leia também:  Como Tirar Inquilino Que Não Paga?

A confirmação da gravidez pode ser feita a partir do trigésimo dia, através de exame de palpação realizado por um médico veterinário.

O tempo de gestação da cadela é de 58 a 63 dias. Nesta fase, ela deverá levar uma vida normal, respeitando-se os momentos de repouso que ela mesma estabelecerá com o decorrer da gestação. No terço final da gestação a cadela diminui bastante o seu ritmo, mas caminhadas curtas diariamente farão bem para ela.

De modo geral a cadela poderá tomar banhos durante a gestação, devendo-se evitá-los apenas nos últimos dez ou quinze dias antes da data prevista para o parto. Nas raças de pêlos longos, aconselha-se fazer uma tosa higiênica uns cinco dias antes do parto para auxiliar na limpeza da cadela, que se suja bastante durante o mesmo.

  • A alimentação da cadela deve ser diferenciada, com a introdução de uma ração própria para filhotes durante a gestação e o período de amamentação.
  • A cadela deve ser vermifugada antes do acasalamento ou 10 dias antes da data prevista para o parto.
  • Os machos atingem a maturidade sexual entre os seis e oito meses de idade, estando aptos para acasalar com um ano ou um ano e meio de idade.

Cruzamento de cachorro: tudo sobre o assunto | DogHero

O cruzamento de cachorro não é uma decisão simples. Antes de decidir, você deve pensar bem em qual será o destino dos filhotes que vão nascer.

É importante saber se você vai ter tempo e recursos para cuidar deles caso fiquem na sua casa, se eles serão criados por você ou se serão doados, e para quem.

Há muitos animais abandonados nas ruas e você não quer ter uma parcela de culpa nisso, certo?

Por isso e também por motivos de saúde, a castração (leia nosso guia sobre o tema!) acaba sendo a opção mais recomendado pelos veterinários. Mas se você está decidido a seguir com o cruzamento de cachorro e arrumar um parceiro para o pet, preste atenção nos cuidados listados abaixo e procure a orientação de um veterinário especializado em reprodução.

Para a sua maior comodidade e também do seu pet, você pode ser atendido em casa por um dos nossos veterinários DogHero (*Consulte a disponibilidade na sua região).

Cruzamento de cachorro: antes do namoro

Antes de chegar ao momento da cruza entre os cachorros, é importante esclarecer alguns pontos para garantir que tomas as decisões garantem a segurança dos animais.

1. A partir de que idade os cães podem cruzar?

Veterinários recomendam que o cruzamento de cachorro só aconteça a partir do 3º cio para as fêmeas e depois dos 18 meses de vida para os machos.

2. A diferença de tamanho é um problema no cruzamento de cachorro? 

O melhor para garantir a saúde da futura mamãe é que o macho seja, no máximo, do mesmo tamanho que a fêmea. Isso porque, se o macho for maior que ela, os filhotes podem ficar muito grandes, o que tornaria o parto mais complicado (eventualmente ela pode precisar de uma cesárea) e um desgaste maior da mãe no período de amamentação.

3. É melhor que o cruzamento de cachorro seja com um irmão ou não?

É bom ter certeza de que os pombinhos não têm laços consanguíneos – ou seja, que não são da mesma família.

A cruza entre cães da mesma linhagem é uma prática comum entre os criadores profissionais, e tem o objetivo de aperfeiçoar algumas características das raças.

Porém, é um processo arriscado que pode gerar filhotes com doenças graves e intratáveis, e por isso não deve ser feito por pessoas que não tenham experiência. Resumindo: deixe isso para os profissionais e encontre um namorado de outra família para o seu bebê.

4. Como saber que meu cachorro está pronto para cruzar?

Saúde sempre em primeiro lugar: é indispensável que tanto seu cão quanto o par façam uma visita ao veterinário para um check-up básico. As vacinas precisam estar em dia, assim como a proteção contra vermes e antiparasitas.

Algumas doenças e condições precisam ser observadas nos cães.

Se estiverem presentes, é recomendado que o cruzamento de cachorro não aconteça, tanto por prejudicarem a saúde dos futuros papais quanto pelo risco da doença ser passada para os filhotes.

Alguns exemplos de doenças que podem ser contraídas geneticamente: displasia coxofemoral, epilepsia, obesidade, problemas de pele e cardíacos, entre outros. Veterinários também recomendam que as cruzas só aconteçam a partir do do 3º cio para as fêmeas e depois dos 18 meses de vida para os machos.

5. Como apresentar os cães?

O passo final da preparação é socializar o casal. É indicado que eles se conheçam bem, antes até do período de cio começar. A probabilidade de rejeição diminui muito quando eles já estão acostumados um com o outro. O melhor é que essas socializações ocorram no local onde o cruzamento vai acontecer.

Esse é outro ponto importante: o ideal é que o cruzamento de cachorro aconteça na casa do macho, pois ali ele se sente mais confortável, “dono do terreno”. A fêmea também costuma ser menos agressiva e mais receptiva fora do seu ambiente. 

Se, por algum motivo, não for possível na casa do macho e for decidido que a cruza vai acontecer no território dela, leve-o lá algumas vezes antes para ele conhecer o lugar e se habituar. A presença de outros machos pode complicar a situação, então deixe apenas o macho escolhido perto da fêmea para evitar brigas. 

A lua-de-mel durante o cruzamento de cachorro

Check-up médico feito, parceiro escolhido, fase do namorico passou: tudo pronto para seu peludo virar papai ou mamãe! Não se esqueça: o macho pode cruzar a qualquer momento, mas a fêmea deve estar no cio. 

6. Como funciona o cio?

Os cios em cadelas costumam ter um tempo de pausa que varia entre 6 e 8 meses entre um e outro. Cada um pode durar em torno de três semanas (mais ou menos 21 dias). Esteja atento ao comportamento dela e também ciente de que os sinais do cio chegando podem variar individualmente. 

Os primeiros sinais do período fértil incluem desobediência, inquietação da fêmea e aumento na frequência de fazer xixi, e outros mais evidentes como a vulva ficar inchada e ocorrência de pequenos sangramentos. Nesse momento os machos já se sentem atraídos, mas a fêmea não deixa a cópula acontecer.

7. Quando as fêmeas deixam os machos se aproximarem?

Elas normalmente deixam o macho se aproximar para cruzar depois da primeira semana. Logo, eles podem ficar juntos depois de 8 ou 9 dias que o cio começou. Os sinais dessa fase incluem a fêmea oferecer a parte traseira para o macho e levantar o bumbum colocando a cauda de lado.

Talvez ela recuse a cópula quando for colocada junto com o macho. Se isso acontecer, pode ser que ainda não esteja pronta para cruzar, então tente de novo no dia seguinte.

8. Devo deixá-los a sós?

Não, é importante sempre estar por perto. Mantenha o ambiente tranquilo para que os animais se sintam à vontade, mas não deixe de supervisionar.

9. Como acontece o cruzamento de cachorro?

O macho costuma ficar poucos minutos “montado” na fêmea. Depois ele desce e os dois ficam virados de costas um para o outro, com os bumbuns “grudadinhos” por até meia hora. Nesse momento é que a fecundação está ocorrendo, então nunca os separe. Tentar afastá-los a força pode machucar seriamente os órgãos íntimos deles. Deixe que se afastem sozinhos e descansem depois disso.

Apesar de todo o processo ser perfeitamente natural e esse período “grudados” ser necessário para a gravidez dar certo, nem sempre os cães entendem o que está acontecendo. Dar apoio nesse momento pode ajudar a acalmar os dois, já que eles podem se machucar se tentarem soltar. Você pode se aproximar e fazer um carinho nos cachorros para tentar mantê-los tranquilos durante esses minutos.

Deixe que eles interajam depois da cruza, mas só permita que iniciem o processo novamente no dia seguinte da primeira tentativa.

Geralmente a cadela aceita cruzar com o macho durante 4 dias, e você vai saber que o período fértil dela acabou quando ela mesma não deixar que o macho se aproxime novamente para cruzar.

Anote os dias em que as cópulas ocorreram para ter uma ideia de quando a ninhada virá – a gestação saudável de uma cadela dura em média 64 dias, pouco mais de dois meses.

Informações gerais sobre o cruzamento de cachorro

– O cruzamento de cachorro deve ser muito bem pensado. Antes de decidir cruzar seu peludo, pesquise pela sua região quanto você gastaria com tudo que será preciso: check-up, exames gestacionais, o nascimento (inclusive o preço da cesariana, caso seja necessário), alimentação especial, primeiras vacinas dos filhotes etc. Tenha tudo anotado para estar preparado.

– O desmame ocorre entre 30 e 45 dias depois do parto, dependendo do porte dos papais. A combinação da guarda costuma ser que os tutores do macho ficam com um dos filhotinhos, e os outros bebês ficam com os tutores da fêmea.

– Não faça o cruzamento de cachorro em todos os cios. A gestação é um processo muito desgastante e estressante, e a saúde do animal pode ficar frágil se ele não tiver tempo para se recuperar.

– Sempre tome cuidado com a aproximação de machos quando sua cachorra entrar no cio. Se ela cruzar com mais de um é possível, sim, que a ninhada venha com filhotes de diferentes pais, de tamanhos, cores e pesos distintos.

– Fique atento a possíveis problemas no parto, na amamentação dos filhotes e qualquer outro sinal de doença.

– O ambiente de nascimento dos filhotes precisa ser limpo e livre de doenças infecciosas. Tenha certeza de que nesse local não houve nenhum animal com cinomose ou parvovirose nos últimos 2 anos, por exemplo. Os agentes dessas doenças podem sobreviver no ambiente por longos períodos de tempo e causam doenças fatais aos filhotes.

Leia também:  Como Agir Quando Os Filhos Respomdem Mal?

Fonte: veterinária DogHero Ingrid Stein.

6 Dicas para se Livrar de Pulgas em Sua Casa Rapidamente

Se você encontrar pulgas no seu cão ou gato, como garantir que está lidando com o problema de forma completa? O segredo para isso é uma abordagem dupla: tratar não apenas o pet, mas também a casa.

Como se livrar de pulgas na sua casa

1. Trate seu pet e todos os outros animais

Mesmo que você tenha visto pulgas apenas no seu pet, é bom partir do pressuposto que os outros pets também foram infestados. Mantenha um cronograma de tratamento regular e de longo prazo para cada pet para ajudar a evitar uma infestação antes que ela ocorra e reduzir o risco de uma nova infestação no futuro.

2. Lave a cama do seu pet com água quente

A água quente ajudará a matar quaisquer ovos ou larvas que tiverem ficado no tecido. Esse é um passo fundamental para eliminar todas as pulgas logo na primeira tentativa.

Lave a cama e o cobertor pelo menos uma vez por semana por três a oito semanas. Coloque-as fora de casa para secar ao sol.

Se seu pet gosta de dormir em outros lugares, como sua cama, certifique-se de lavar sua roupa de cama também.

3. Aspire todos os pisos, carpetes, tapetes e sofás de forma regular e minuciosa

Lembre-se de esvaziar seu aspirador de pó e jogar fora cada saco após o uso para evitar que ovos eclodam dentro dele, o que pode levar a uma nova infestação no futuro. Continue aspirando a cada dois dias durante três a oito semanas.

DICA: Aplique Fleegard, um antipulga para ambiente, no saco do aspirador antes de aspirar sua casa. Isso vai ajudar a eliminar as pulgas que forem aspiradas.

4. Use um spray antipulgas aprovado pelo Médico Veterinário pela casa

Certifique-se de seguir as instruções e tratar os locais em que seu pet fica. Leia as instruções no produto para evitar que seu pet possa entrar em contato com ingredientes perigosos quando você estiver tratando sua casa.

O estágio de pupa da pulga (o estágio anterior ao da pulga adulta) é significativamente mais difícil de matar.

Recomenda-se aspirar antes de usar quaisquer produtos químicos para estimular que as pupas eclodam, expondo as pulgas adultas aos produtos químicos e matando-as.

5. Não se esqueça de tratar os esconderijos mais comuns para as pulgas

As pulgas adoram se esconder dentro de carros e atrás ou debaixo de móveis – mas as pessoas costumam esquecer desses locais.

Lembre-se de aspirar quaisquer superfícies de tecido dentro do seu carro, e certifique-se de que seu pet sente em um cobertor que possa ser trocado e lavado regularmente.

Trate as áreas atrás ou debaixo dos móveis usando o aspirador e depois finalizando com um spray antipulgas.

6. Lave todos os brinquedos de tecido dos seus cães ou gatos

Mesmo o brinquedinho favorito do seu cão ou o ratinho de pelúcia do gato podem ser um esconderijo para os ovos e larvas da pulga. Se esses brinquedos não puderem ser lavados, talvez seja melhor simplesmente jogá-los fora.

Mantenha seus pets protegidos contra pulgas

Definitivamente, a melhor maneira de evitar uma infestação por pulgas é manter seu pet protegido contra pulgas com um tratamento convencional antipulgas. Não deixe de  conhecer a linha toda de tratamento disponível que ajudam a proteger seu pet contra pulgas – afinal, manter um tratamento convencional é muito mais fácil do que tentar se livrar das pulgas depois.

Reprodução

A reprodução é uma mecânica de jogo que permite que criaturas da mesma espécie se reproduzam para produzir descendentes.

Mecânica

Um filhote de lobo com seus pais.

Maior parte dos animais do jogo podem ser procriados com o uso de um item alimentar. Uma vez que um animal percebe um jogador segurando sua comida, ele segue o jogador até que esteja fora do alcance, o jogador pare de segurar o item ou quando é atacado. Isto inclui animais filhotes. Observe que os animais não estão interessados em comida largadas no chão. É necessário um item por pai para criar um único bebê.

O que os animais do Minecraft comem

  • Cavalo, mulas e burros domesticados: maçã e cenoura douradas.
  • Ovelha, vaca e coguvaca: trigo.
  • Porco: cenoura, batata e beterraba.
  • Galinha: sementes de trigo, beterraba, abóbora e melancia.
  • Cachorro ou lobo domesticado: diferentes carnes, cruas ou assadas.
  • Gato domesticado e jaguatirica: bacalhau e salmão crus.
  • Coelho: dente-de-leão, cenoura e cenoura dourada.
  • Lhama: fardo de feno.
  • Tartaruga: erva marinha.
  • Panda: bambu.
  • Abelha: flores.
  • Raposa: bagas doces.
  • Lavagante: fungo distorcido.
  • Hoglin: fungo carmesim.

Modo amoroso

Quando um animal é alimentado, ele entra no “modo de amor”, preparando-se para procriar com outro animal da mesma espécie que também estiver no modo de amor. Os animais que estão no modo amoroso emitem partículas de pequenos corações. Quando os dois animais são alimentados, eles encontram um caminho de um para o outro, a até oito blocos de distância. Os dois animais “beijam” por cerca de dois segundos e meio e, em seguida, um filhote da mesma espécie aparece entre os pais, o que encerra o modo de amor. Depois que os pais se reproduzem, eles também largam de 1–7 experiências. Eles não podem entrar no modo de amor novamente por cerca de 5 minutos e podem se reproduzir apenas uma vez por item fornecido. No entanto, eles ainda podem ser conduzidos com o material apropriado, assim como o filhote. Um animal sai do modo de amor se não procriar 30 segundos após ser alimentado; no entanto, ele pode entrar no modo de amor novamente imediatamente.

Depois que o filhote nascer, ele segue seus pais por 20 minutos antes de crescer. No entanto, se o filhote não consegue encontrar seus pais, escolhe aleatoriamente outro animal adulto próximo a seguir.

O crescimento dos filhotes pode ser acelerado lentamente usando o item de criação do animal.

Cada uso leva 10% de desconto no tempo restante para crescer, exceto cavalos e lhamas, onde diferentes itens de criação aceleram o crescimento em diferentes quantidades.

Alimentação

Filhotes

Gráfico mostrando a eficiência da alimentação de animais jovens (em alemão)

Os animais jovens são versões menores de seus pais. Eles têm um corpo pequeno, mas a cabeça é do mesmo tamanho que a de um adulto. Eles também emitem sons mais agudos e se movem mais rápido. Matar animais jovens não dá a você nenhum item ou ponto de experiência. Após 20 minutos, os animais jovens se tornam animais totalmente crescidos, o que equivale a um dia inteiro no Minecraft. Animais jovens seguem animais adultos de sua espécie até que estejam totalmente crescidos. Eles não precisam necessariamente seguir seus pais a todo momento. Cachorrinhos e gatinhos seguem seu dono mesmo quando seus pais estão ausentes ou sentados e atacando, assim como fazem com outras criaturas. Só na Edição Bedrock existe uma versão filhote da lula.

O crescimento de um animal jovem para um animal adulto pode ser significativamente acelerado se o animal jovem receber o alimento necessário para a reprodução. Em seguida, as mesmas partículas verdes cintilantes aparecem ao redor do animal jovem como quando a farinha de ossos é usada na agricultura.

Uma única alimentação reduz em 10% o tempo que um animal jovem ainda precisa para crescer. Se você alimentar um animal jovem recém-nascido uma vez, ele estará totalmente crescido em 18 minutos em vez de 20 minutos. Se você alimentá-lo uma segunda vez, 10% do tempo restante será deduzido, o animal jovem crescerá em 16 minutos e 12 segundos.

Quanto menos tempo resta, menos e menos tempo é encurtado. Isso torna ineficiente alimentar um animal jovem até que esteja totalmente crescido. Você deve alimentá-lo apenas algumas vezes e esperar o resto do tempo. Se você quiser alimentar um animal jovem, ele deve ser alimentado exatamente oito vezes.

A partir da nona vez, o tempo economizado por uma unidade de alimentação é inferior a um minuto.

Conquistas

Artigo principal: Conquistas

Ícone
Conquista
Descrição do jogo
Requisitos reais (se diferente)
Pontos do Xbox ganhos
Tipo de troféu (PS)
Repovoamento Alimente duas vacas com trigo Reproduza duas vacas ou duas coguvacas. 15G Bronze
Domador de Leões Dome uma Jaguatirica 15G Bronze
Zoólogo Crie dois pandas com bambu. 40G Ouro

Problemas

Problemas relacionados com “Reprodução” são mantidos no rastreador de problemas. Reporte problemas lá.

Curiosidades

Artigo principal: Reprodução de animais

Se você segurar comida na mão, eles o seguirão. Se você os alimentar, eles entrarão no “modo de amor”. Dois animais no modo de amor = bebês.
Notch em animais de reprodução[1]
  • Quaisquer dois animais adultos da mesma espécie podem se reproduzir, mesmo que um deles seja o progenitor do outro.
  • Filhotes de lulas e filhotes de golfinhos existem na Edição Bedrock, mesmo que não possam ser procriados pelo jogador.

Progressos

Artigo principal: Progressos

Ícone Progresso Descrição no jogo Pai Requisitos reais (se diferente) ID interno
O amor está no ar Reproduza dois animais Agricultura Reproduza um par de um desses 10 mobs. Outros mobs reproduzíveis, se houver, são ignoradas pelo progresso. minecraft:husbandry/breed_an_animal
De dois em dois Reproduza todos os animais! Pombinhos Reproduza pares de cada um dessas 15 criaturas. Hoglin, lavagante, burro, e mula também são necessários para esse progresso. Outras criaturas reprodutíveis, se houver, podem ser criados, mas são ignorados por esse progresso. minecraft:husbandry/bred_all_animals

Galeria

  • Uma família de cães em um bioma de tundra nevada.

Referências

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*