Como É Que O Youtube Paga?

Como É Que O Youtube Paga?

Ganhar dinheiro no Youtube não é uma tarefa fácil, mas está longe de ser uma tarefa impossível.

  • Para ganhar dinheiro no YouTube você vai precisar:
  • Produzir vídeos 100% originais
  • Ter ao menos 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses
  • E atender a todas as diretrizes do Youtube.
  • Isso sem falar na estratégia, que pode incluir anúncios, contribuições, parcerias com marcas, percentual sobre vendas e conteúdo patrocinado.
  • Se você segue ao menos um canal de sucesso, sabe que tem como ganhar dinheiro no YouTube.
  • Não significa que seja fácil, mas está longe de ser impossível.
  • Entre os YouTubers mais bem pagos do momento há aqueles que faturam perto de milhões (ou até mais do que isso) todos os meses.
  • É claro que eles são raros, raríssimos.
  • Mas a boa notícia é que, se você tem pretensões mais modestas, pode se dar bem nessa plataforma de vídeos.
  • E é por isso que construí este artigo.
  • Ele não é um guia para você se tornar o próximo milionário entre os influenciadores digitais ganham muito dinheiro no YouTube.
  • Mas pode ajudar você a começar a monetizar o seu canal, talvez fazendo dele uma fonte de renda extra ou, em um futuro breve, a sua principal ocupação.
  • É isso que custa?
  • Então, vamos ao que interessa!
  • Antes de continuar, se você quer aumentar sua vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.
  • Como É Que O Youtube Paga?

Quanto ganha um YouTuber?

Como É Que O Youtube Paga?

  1. Saber quanto ganha um YouTuber é uma questão levantada por muitas pessoas.
  2. Não só pela curiosidade em si, mas também como forma de descobrir se vale ou não a pena investir na produção de vídeos para a plataforma.
  3. Os valores, no entanto, são variáveis.
  4. Significa dizer que tem aqueles que realmente faturam milhões, enquanto outros alcançam cifras bem mais modesta, mas que não se pode jogar fora.
  5. O YouTube tem mais de um bilhão de usuários e, diariamente, as pessoas assistem a mais de um bilhão de horas de vídeo, de acordo com dados fornecidos pelo próprio site.
  6. O número de canais com receitas anuais de seis dígitos cresce mais de 40% ao ano, enquanto aqueles com cinco dígitos, recebem acréscimo superior a 50%.
  7. Os dados impressionantes fazem do YouTube a maior plataforma de vídeos do mundo.
  8. Assim, criar um canal e produzir vídeos para ele pode ser uma ótima maneira de ganhar dinheiro.
  9. Vamos descobrir como?

Como ganhar dinheiro no YouTube?

Como É Que O Youtube Paga?

  • O desejo de boa parte dos produtores de conteúdo é receber dinheiro com seus esforços criativos, certo?
  • Mas você sabe como ganhar dinheiro com os vídeos?
  • Conheça 6 maneiras de criar um canal no YouTube e faturar uma grana com ele.

1. Ativando a monetização no YouTube

  1. O YouTube tem uma opção própria para a monetização de vídeos, o chamado Programa de Parcerias do YouTube (YPP).
  2. Mas o que isso quer dizer?
  3. Monetizar os conteúdos significa gerar receita sobre o consumo desse material.

  4. No caso dos vídeos, isso pode acontecer através de visualização ou clique, por exemplo.
  5. Para ativar a monetização de vídeos do YPP, é preciso seguir algumas regras impostas pelo próprio YouTube.

  6. Dentre elas, estão:
  • Produzir vídeos 100% originais, sem infringir direitos autorais de terceiros
  • Ter, pelo menos, 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses
  • Passar pelos critérios de tamanho do canal, tipo do conteúdo e engajamento da audiência.

Quer saber mais a respeito?

Tenho um artigo sobre como fazer a ativação da monetização no YouTube.

2. Exibindo anúncios nos vídeos

  • Amados por uns, odiados por outros.
  • A verdade é que os anúncios exibidos durante os vídeos podem render um bom dinheiro para os YouTubers.
  • A modalidade monetiza por cliques ou visualizações.
  • Ou seja, quanto mais pessoas clicarem sobre ele ou quanto mais gente assistir ao anúncio publicitário por mais tempo, mais grana vai para o dono do canal.
  • Funciona mais ou menos assim: organizações interessadas em ampliar sua divulgação selecionam perfis de canal onde desejam fazer seus anúncios.
  • O YouTube faz a intermediação entre elas e os produtores de conteúdo que disponibilizam espaços em seus canais.
  • Toda a parte de criação e gerenciamento das propagandas fica sob responsabilidade do anunciante.
  • Cabe ao YouTuber gerar bons conteúdos e atrair muitas visualizações para ganhar cada vez mais dinheiro com publicidade.

Existe uma estimativa de que a plataforma pague, a cada 1.000 views do vídeo, entre U$ 0,25 e U$ 4,50 (o que ficaria entre R$ 1 e R$ 18, no Brasil).

  1. Ou seja, o pagamento do YouTube é realizado pelo CPM (custo por mil).
  2. É importante saber que a plataforma só considera como visualização quando há um clique no vídeo ou quando o usuário assiste ao menos 30 segundos do conteúdo.
  3. Portanto, é necessário produzir um vídeo bem atrativo e promovê-lo bastante para atrair um número considerável de visualizações e, assim, ser bem monetizado sobre o vídeo.

Tipos de anúncio

Veja em que posições os anúncios podem ficar no YouTube:

  • Anúncio Gráfico: aparece ao lado do vídeo, disponível apenas para PC
  • Anúncio de Sobreposição: banner semitransparente sobre o vídeo, também somente em PC
  • Anúncio de Vídeo Ignorável: aparece antes, durante ou no fim do vídeo e o usuário pode “pular”. Está disponível para PC, celular, smartTV e videogame
  • Anúncio de Vídeo Não Ignorável: dura até 30 segundos e não pode ser pulado. Aparece em computador e celular.

3. Pedindo contribuições

  • Outra maneira de levantar uma grana produzindo vídeos e postando no YouTube é através das contribuições daqueles que assistem ao canal.
  • O YouTuber britânico Evan Edinger, com mais de 570 mil inscritos, explica melhor como funciona:
  • “O público assiste aos vídeos e, se gosta e quer apoiar seu criador, pode pagar algo em torno de US$ 1 por vídeo ou US$ 1 por mês”.
  • Os usuários fazem pequenas contribuições regulares ou esporádicas e, então, colaboram para que o YouTuber possa manter seu trabalho com a produção dos vídeos.
  • Uma das formas de retribuir à contribuição é oferecendo algo exclusivo e de valor para esse público pagante.

Recentemente, uma instagrammer adotou a estratégia para a visualização dos seus Stories. Pela rede social de fotos, houve polêmica com a cobrança de assinatura.

Mas a realidade é que a prática já é comum entre os YouTubers há bastante tempo e funciona como uma forma para criar um canal e ganhar dinheiro com a plataforma.

Pense nessa estratégia e consiga monetizar seu trabalho.

4. Ganhando percentual sobre vendas

  1. A famosa comissão sobre vendas ganhou novos contornos no universo digital.
  2. No modo tradicional, era preciso de fato vender algo para receber um percentual sobre a operação.

  3. Com a internet e a cultura de influencers, basta que uma pessoa exerça influência sobre seu público e o direcione para efetuar a compra para receber uma parte do valor comercializado.
  4. Na realidade, chegar ao ponto de gerar a ação daqueles que assistem ao seu vídeo não é tarefa das mais simples.

  5. Mas a estratégia para ganhar dinheiro como YouTuber pode funcionar de forma efetiva.
  6. Para isso, é necessário se inscrever em programas de afiliados para receber os links certos.
  7. Com eles, a cada conversão de usuário para cliente, o YouTuber recebe uma comissão pré-determinada.

  8. Outra forma de monetizar as vendas por indicação é entrando em contato direto com empresas e, com elas, receber cupons ou links que permitam a identificação da operação.

5. Usando produtos e marcas

  • No começo dos anos 2000, os produtores de conteúdo de blogs e canais do YouTube começaram a ser transformados em verdadeiras celebridades da web.
  • Logo em seguida, as empresas perceberam o potencial publicitário dessas personalidades públicas.
  • Com isso, as marcas iniciaram campanhas online e, dentre as estratégias utilizadas, estava a de enviar produtos para os influencers.
  • A ideia era que eles utilizassem as peças e comentassem sobre suas atribuições.
  • Além disso, o simples fato de usar algum produto já era impactante para a divulgação da marca.
  • Esse tipo de publicidade – os famosos “recebidos” – se mantém até os dias de hoje.
  • O YouTuber pode, assim, receber produtos de empresas em troca da divulgação dos mesmos.
  • O uso de produtos pode ser uma ótima forma para iniciar seus ganhos no YouTube, já que é uma maneira mais simples tanto para as organizações, quanto para o produtor de conteúdo.
  • É importante criar relações interessantes com marcas e verificar aquelas que tenham, de fato, relação com a temática do canal e que sejam do interesse do público.
Leia também:  Como Saber Em Que Nome Está O Carro?

6. Produzindo conteúdo patrocinado

  1. Por fim, fazer conteúdo patrocinado é uma das fontes de remuneração de vídeos do YouTube.
  2. Com essa forma, criam-se parcerias pagas com marcas para o recebimento em dinheiro pela publicidade.

  3. Vou novamente citar Evan Edinger, que diz o seguinte sobre essa modalidade de monetização:

“Podem pagar 12 vezes mais do que o faturamento com anúncios em um mês. Parece surreal, mas é verdade.

  • Evidentemente, tudo vai depender do grau de influência do YouTuber e do quanto as empresas estão dispostas a pagar pelo trabalho.
  • Uma boa maneira para ter um parâmetro é conversando com outros produtores de conteúdo da mesma área e com nível de assinantes semelhante.
  • Além disso, existem plataformas específicas para juntar influencers interessados em patrocínio e marcas dispostas a pagar pelo serviço, como:
  • Influency.me
  • Airfluencers
  • Celebryts
  • Hubble
  • Kuak.

Estude essas plataformas, capte novos patrocinadores e verifique, dessa forma, qual a melhor maneira para você ganhar dinheiro sendo YouTuber.

Como É Que O Youtube Paga?

Como funciona o pagamento do YouTube?

Como É Que O Youtube Paga?

  1. Em 2018, houve mudança nas políticas de remuneração do YouTube.
  2. A alteração aconteceu depois que o YouTuber Logan Paul exibiu o corpo de uma vítima de suicídio em seu vídeo.
  3. Mesmo com a violação, seu conteúdo continuou sendo monetizado.
  4. Após críticas, a plataforma de vídeos decidiu mudar algumas políticas para pagar por visualizações dos vídeos.

Assim, o YouTube está mais rígido quanto à monetização. Dentre as regras vigentes desde então, está o número mínimo de inscritos e as horas visualizadas nos últimos 12 meses.

  • Além disso, a plataforma está muito mais rigorosa quanto a violações das suas regras, disparo de spam e denúncias feitas sobre o conteúdo.
  • Depois que todos esses requisitos forem cumpridos, é possível ser remunerado pelas produções publicadas na plataforma.
  • Mas como funciona o pagamento de vídeos do YouTube?

¿Cuánto paga YouTube por 1.000, 100.000 y 1 millón de visualizaciones?

El cuánto se gana con el contenido en YouTube depende de muchos factores, entre los que se incluye el idioma del contenido o el tipo de público que puede interesarle a los anunciantes. No es lo mismo un vídeo orientado a niños, que no van a comprar lo que vean, que vídeos de brókers de bolsa donde se entiende que el público objetivo tiene un alto poder adquisitivo.

YouTube limitó quien puede monetizar sus vídeos

Aunque hay varias formas de ganar dinero en YouTube de manera indirecta, como usando referidos, haciendo vídeos patrocinados o vendiendo merchandising, los anuncios son la manera más cómoda de ganar dinero en YouTube. Sin embargo, para ganar dinero con anuncios es necesario tener al menos 1.000 subscriptores y 4.000 horas de visualización en total de tus vídeos.

A partir de ahí, puedes pasar al programa de Partners, donde se gana dinero con anuncios y suscripciones.

El tipo de anuncios los elige también el creador, como anuncios que se vean al principio del vídeo, banners que pueden quitarse, anuncios en medio del vídeo, etc.

Para obtener un primer pago hay que obtener al menos 100 euros, pudiendo recibirlos por transferencia o cheque.

Como É Que O Youtube Paga?

La cifra que más interesa a creadores y anunciantes es el CPM, que es el coste por cada 1.000 visualizaciones de un vídeo, y que como hemos dicho varía mucho dependiendo del canal. Por ejemplo, los anunciantes prefieren estar en vídeos que sean informativos.

Por ejemplo, si haces un vídeo explicando qué coche compacto comprar, es probable que haya marcas de coches muy interesadas en aparecer ahí. Sin embargo, un vlog puede generar unos ingresos menores.

Otros factores, como el idioma, la estación del año, o eventos como el coronavirus pueden hacer que los ingresos también fluctúen.

En BusinessInsider recopilaron cuánto ganan diversos creadores de contenido de YouTube por cifras, con unas cifras que varían de forma espectacular dependiendo del tipo de contenido. Por ejemplo, Marina Mogilko tiene tres canales: uno de idiomas, otro de estilo de vida y otro de negocios. El de negocios es el que menos suscriptores tiene, y es el que tiene un CPM más alto.

1.000 visualizaciones: entre 4 y 34 dólares

Por ejemplo, con 23.000 suscriptores, con un canal muy comedido, Jimmy Ton gana entre 2 y 4 dólares por cada 1.000 visualizaciones. Otros canales van subiendo a cifras más altas, con cifras que van entre 4 y 14, 7 y 20 o 12 y 34, siendo esta última cifra la del canal de Griffin Milks, con 31.000 suscriptores en un canal dedicado a las finanzas.

100.000 visualizaciones: entre 500 y 2.500 dólares

Aquí el número de youtubers se limita bastante, donde las finanzas siguen jugando un factor clave.

Ruby Asabor se dio cuenta que sus vídeos relacionados con finanzas y negocios eran más favorables para anunciantes porque atraía a bancos o brókers, los cuales atraían a una audiencia con más poder adquisitivo, y en un tema en el que no hay demasiados vídeos para monetizar porque no todo el mundo hace vídeos de ese estilo.

En la pregunta a youtubers con cientos de miles de suscriptores, éstos respondiendo que cada 100.000 visualizaciones ganaban entre 500 y 1000 dólares (Natalie Barbu con 271.000 suscriptores en un canal de estilo de vida), 800 y 1.

500 dólares (Roberto Blake con 442.000 suscriptores con un canal tech), 1.300 y 1.500 dólares (Marko Zlatic con 343.000 suscriptores en un canal de finanzas personales), y hasta 2.200 y 2.

500 dólares en el caso de Ruby Asabor en su canal de finanzas y negocios.

1 millón de visualizaciones: entre 2.000 y hasta 40.000 dólares

Aquí las cifras tan varían mucho, donde Shelby Crunch, con 1,4 millones de suscriptores, gana entre 2.000 y 5.000 dólares por cada millón en su canal. Austen Alexander, con 310.000 suscriptores, gana unos 6.000 dólares.

Marina Mogilko, con 1 millón de suscriptores, genera unos 10.000 dólares. Kevin David, con un canal dedicado nuevamente a finanzas que empezó grabando con la webcam del portátil, genera unos 40.

000 dólares por cada millón de visualizaciones.

Estos creadores afirman también que hacen vídeos de más de 10 minutos para poder meter más anuncios, una técnica extendida en la plataforma.

España no es lo mismo que Estados Unidos

En las cifras anteriores tenemos que tener en cuenta el efecto que tiene el hecho de que un vídeo en inglés puede llegar a un público mucho más grande, mientras que uno en otro idioma lo tiene más difícil. El inglés es el idioma más extendido en todo el mundo y un canal que use ese idioma como principal puede tener visualizaciones de prácticamente cualquier país.

En español, sin embargo, la cifra de visualizaciones que provengan desde fuera de países de habla hispana va a ser menor, lo que limita el alcance. Los anunciantes suelen valorar tener el mayor alcance posible, y aunque hacer un contenido orientado a un país te permite tener mejor relación con las marcas, eso también tiene un efecto directo en AdSense.

Como É Que O Youtube Paga?

Así, mientras por 1.000 reproducciones se pueden ganar entre 4 y 34 dólares en Estados Unidos, en España la cifra suele ser menor para la mayoría de las canales, pudiendo bajar con frecuencia de un euro o superarlos hasta alcanzar las dos cifras.

España, eso sí, es el segundo país europeo en cuanto a exportación de contenido en YouTube se refiere, y solo por detrás de Reino Unido. Esto se debe a que muchos de nuestros vídeos se consumen en América Latina.

Por tanto, hay que tener en cuenta que una cifra perfectamente normal para un canal de YouTube en España pueden ser 40 céntimos por cada 1.000 visualizaciones y 400 euros para un millón.

Para saber cuánto dinero gana un canal en YouTube también se pueden usar herramientas como SocialBlade si quieres saber información sobre un canal concreto.

En definitiva, ganar dinero en YouTube es un proceso que requiere paciencia, pero puede llegar a ser muy rentable si sabes orientar un canal a un target concreto en términos de poder adquisitivo, temática y localización de los espectadores.

Los youtubers españoles que más ganan

Tal y como acabamos de ver, el dinero ganado en YouTube es directamente proporcional al número de visualizaciones que obtiene un canal. Por esa regla de tres, lo más lógico es que los youtubers que más ganan sean aquellos que cuentan con un mayor número de suscriptores.

Leia também:  Como Saber Que Fonte Comprar Para O Pc?

Pues bien, de acuerdo con SocialBlade, los youtubers que más suscriptores acumulan actualmente en España son los siguientes.

Como É Que O Youtube Paga?

Echando un simple vistazo vemos que la tendencia sigue siendo la misma que desde hace ya algún tiempo, aunque con variaciones. Y es que como ya es habitual, los canales más seguidos son principalmente los de streaming o comentarios sobre videojuegos. Sin embargo, ahora encontramos en este podio dos canales infantiles.

No está claro el motivo de este cambio, pero es posible que la situación actual de la pandemia, que obligó a que los niños estuvieran durante meses sin ir al colegio, haya podido influir en el crecimiento de este tipo de creadores de contenido dentro de la plataforma de vídeo a pesar de que existe una propia para ellos, YouTube Kids.

¿Por qué los youtubers se están yendo a Twitch?

No hay nada más que entrar en Twitch y darse cuenta de que los principales youtuber del mundo de los videojuegos y lo que no lo son, se están pasando a Twitch.

La razón principal tiene mucho que ver con los continuos cambios de YouTube a la hora de monetizar los vídeos, ya que en los últimos años hemos pasado por varias formas de hacerlo, pero todas con un denominador común, una merma continua en lo que cada creador percibe por cada uno de sus vídeos.

Además, el secretismo con el que YouTube lleva todo este sistema hace que cuando un youtuber presenta una reclamación, lo haga muchas veces totalmente a ciegas y que la respuesta por parte de la empresa sea todavía más opaca si cabe.

Ya ha pasado más de una vez en que YouTube suspende la monetización a un canal y cuando el creador quiere saber la razón, la contestación viene a comentar que ellos saben por qué, pero nosotros no podemos saberlo porque sus sistemas son secretos.

También entra en escena la propia rentabilidad, es decir, muchos youtubers ya han declarado que con muchas menos visitas cobran más en Twitch. Además, en la plataforma de videos en directo se monitoriza gracias a anuncios, pero también por suscriptores y seguidores. La diferencia entre ellos es que unos pagan y otros no.

Lo que es cierto es que la relación de muchos de los grandes creadores con YouTube no es buena y así lo hacen ver en sus vídeos, algo que en Twitch no se percibe.

Quanto o YouTube paga por visualização de vídeo? Descubra! – Positivo do seu jeito

Muitas pessoas adotaram o YouTube como profissão. Produzir conteúdos para um canal e ser remunerado por isso é o desejo de diversas pessoas que iniciam um projeto na principal rede de vídeos do mundo. Porém, quanto o YouTube paga por visualização?

Como É Que O Youtube Paga?

Antes de tudo saiba que não existe uma resposta exata para essa pergunta. O cálculo do valor de uma visualização leva em consideração diversos fatores como o tipo de conteúdo, a duração do vídeo e o perfil do público que o assiste. Dessa forma, um vídeo com o mesmo número de visualizações do que outro pode valer mais ou menos, dependendo dos parâmetros analisados.

Quanto o YouTube paga por visualização de vídeo?

Os criadores de conteúdo que publicam vídeos no YouTube fazem parte do Programa de Parceiros do YouTube. Ele permite a monetização dos vídeos em troca da exibição de anúncios. Porém, a simples exibição de um anúncio não gera automaticamente dinheiro – é preciso obter também volume.

Como É Que O Youtube Paga?

Para isso, há uma métrica chamada CPM, que pode ser traduzida como “custo por mil”. Em outras palavras, a cada mil visualizações o proprietário do canal recebe o valor médio indicado. E é justamente aí que as diferenças aparecem: como muitos fatores são levados em consideração, o CPM pode variar bastante.

Uma reportagem publicada pelo site Business Insider, que conversou com 22 youtubers, dividiu em três categorias as faixas de pagamento:

  • – 1.000 visualizações – entre US$ 2 e US$ 31
  • – 100.000 visualizações – entre US$ 500 e US$ 2.500
  • – 1.000.000 de visualizações – entre US$ 2.000 e US$ 40.000

Trazendo esses valores para a realidade brasileira, podemos dizer que, em média, um vídeo com mil visualizações pode render algo entre R$ 11 e R$ 172.

Pode ser menos do que isso, pode ser mais, mas esse é um valor médio razoável para levar em consideração.

E de nada adianta tentar enganar a plataforma: só entram na conta visualizações reais, feitas por perfis diferentes, com acesso a partir de diferentes IP.

Nem todos os vídeos podem ser monetizados

Além disso, há que se considerar que nem todos os vídeos podem ser monetizados. Se eles não possuem uma trilha sonora original ou mesmo emprestam imagens de filmes e séries, a veiculação de propaganda não gera receita para os canais – e eles podem até mesmo ser banidos do programa se insistirem em violar essas regras.

Pode parecer fácil, mas não é: obter cem mil visualizações, para a ampla maioria dos canais, é um trabalho que leva muitos anos. A menos que você se dedique muito à produção de conteúdo, é bem provável que demore um bom tempo até que você atinja um valor razoável mensal que possa servir efetivamente como uma renda.

Essa conta leva em consideração apenas os valores pagos pelo YouTube pela exibição de anúncios. A contratação de outros tipos de publicidade, negociadas externamente, não entram nesse cálculo, e frequentemente servem para aumentar os rendimentos dos youtubers profissionais.

Portanto, se fôssemos responder de forma objetiva quanto vale a visualização de um vídeo, a resposta seria entre R$ 0,01 e R$ 0,17, levando-se em consideração o valor do dólar na atualidade (R$ 5,58 em 05 de maio de 2020). Ao receber esse valor ainda serão descontados impostos e taxas bancárias.

Fonte: Business Insider

Revelação 2020: Como e Quanto o Youtube Paga?

Entenda como e quanto o Youtube paga para os criadores de conteúdo. Além disso, descubra se é possível viver dessa profissão no Brasil.

Muita gente sonha em ganhar dinheiro fazendo o que ama. E nesse sentido, está cada vez mais comum encontrar pessoas se aventurando em plataformas de vídeos.

Obviamente, que o Youtube é a preferida dos criadores de conteúdo. Mas plataformas como Vimeo e DailyMotion, também possibilitam aos usuários a chance de criar e “upar” seus conteúdos em vídeos.

Todavia, hoje vamos falar sobre como e quanto o Youtube paga para àqueles que se dedicam a trabalharem dentro da plataforma de vídeo mais popular do mundo.

Você também vai gostar de saber: “Como Criar um Canal no Youtube e Vender Mais”

Como É Que O Youtube Paga?

Como Funcionam as Visualizações do Youtube?

Antes de tudo, precisamos entender como funciona o método de visualizações do Youtube.

A saber que as visualizações são uma das principais maneiras usadas pelo sistema de monetização do Youtube para pagar os criadores de conteúdo, vale dizer que além delas, existem outros critérios de avaliação para que o pagamento ocorra.

Nesse sentido, não existe um critério sobre a contagem de visualização de cada vídeo. Isto é, o Youtube contabiliza a visualização de um vídeo, assim que ele é aberto pelo visitante.

Portanto, não existe um tempo mínimo para que um usuário fique vendo seu vídeo. Contudo, o fato dele parar de assistir um vídeo antes do término, pode impactar o alcance do seu canal. Visto que, existe um índice de retenção que avalia a relevância de seus vídeos.

Em suma, o alcance não é medido apenas com base na retenção, porém, ele “guia” o algoritmo do Youtube para dizer se o conteúdo produzido é realmente relevante para a audiência.

Por isso, se a retenção for muito baixa, a plataforma irá entender que o vídeo não é “bom o bastante” e dessa forma, seu vídeo será exibido com menos frequência.

Como aumentar as visualizações de um vídeo?

Para falar a verdade não existe um guia sobre isso. O que realmente irá aumentar as visitas de seus vídeos é o conteúdo que você produza e a maneira como você produz.

Quanto o YouTube paga por mil, 100 mil e 1 milhão de visualizações?

Se você está pensando em se tornar um youtuber para ganhar uma grana extra ou até mesmo atuar profissionalmente, deve estar se perguntando quanto o YouTube paga de acordo com a quantidade de visualizações de seu conteúdo. Trazendo essa resposta, o Business Insider entrevistou várias personalidades do ramo, que contaram seus segredos.

Leia também:  Como Fazer Com Que A Menstruação Venha Mais Cedo?

Antes de qualquer coisa, é bom saber que, para monetizar seu canal, são necessários ao menos mil inscritos e 4 mil horas assistidas no último ano. Só então é possível aderir ao YouTube's Partner Program, que permite receber por anúncios, inscrições e financiamento coletivo (criando seu próprio clube).

(Fonte: Pixabay)Fonte:  Pixabay 

A partir disso, você pode solicitar uma avaliação para a inserção de diversos tipos de materiais publicitários, ficando a cargo da empresa liberá-los ou não. Por fim, o cálculo é baseado na taxa de CPM (custo por mil impressões), que varia dependendo de fatores que vão desde tipo de conteúdo até audiência.

E aí, preparado para começar sua jornada? Veja a variação de rendimentos, ligue sua câmera e divulgue seu canal! Os números foram informados por vários entrevistados, sendo que também não são fixos para cada um deles.

(Fonte: Pixabay)Fonte:  Pixabay 

Mil visualizações: de US$ 2 a US$ 34

Os canais analisados pela Business Insider variam de 16 mil e 1,4 milhão de inscritos, o que não determina o maior ou menor valor. Abordando diversos assuntos, 14 criadores de conteúdo responderam a entrevista.

100 mil visualizações: de US$ 500 a US$ 2,5 mil

Os criadores ressaltaram que tudo depende do conteúdo veiculado. No caso deles, a publicidade vem, principalmente, de bancos e afins, dado o público-alvo. Número de visualizações é só um dos fatores, ainda que seja realmente importante.

1 milhão de visualizações: de US$ 2 mil a US$ 4 mil dólares

Aí é estratégia pura. Um tutorial simples de uma empresa conhecida que traga muita atenção pode receber um valor bem alto, já que atrai o público. Uma grande produção pode render menos. Quatro criadores informaram esses dados.

(Fonte: Pixabay)Fonte:  Pixabay 

Estratégia é tudo

Como você percebeu, lucrar com o YouTube depende diretamente do quanto você oferece de conteúdo, do quanto ele atrai de público e do quanto as empresas responsáveis pela geração de publicidade querem investir na sua abordagem. Agora, é só fazer sua estratégia e se dedicar.

Como ganhar dinheiro no YouTube

Para ganhar dinheiro no YouTube, você precisa se inscrever e ter sua inscrição aceita no Programa de Parcerias do YouTube (YPP). Saiba mais.

  • O YouTube não controla o que os usuários podem publicar, mas temos a responsabilidade de cuidar dos nossos espectadores, criadores de conteúdo e anunciantes. Se você participa do Programa de Parcerias do YouTube, poderá ganhar dinheiro na plataforma. Por isso, será necessário atender a requisitos mais rígidos.
  • Para garantir que bons criadores de conteúdo sejam recompensados, analisamos o canal antes de aceitar sua participação no Programa de Parcerias do YouTube. Também avaliamos constantemente os canais para garantir que você esteja em conformidade com nossas políticas e diretrizes.
  • É possível que você precise pagar tributos sobre seus ganhos do YouTube. Saiba mais sobre isso abaixo.

Você pode ganhar dinheiro no YouTube com os recursos a seguir:

  • Receita de publicidade: receba dinheiro pela veiculação de anúncios de display, overlay e em vídeo.
  • Clubes dos canais: os membros do seu canal fazem pagamentos mensais em troca de benefícios especiais oferecidos por você.
  • Estante de produtos do canal: os fãs podem procurar e comprar produtos oficiais da sua marca divulgados nas suas páginas de exibição.

Além dos limites mínimos de inscritos e visualizações, cada recurso tem seus próprios requisitos de qualificação. Se nossos revisores acharem que o canal ou vídeo não se qualifica, talvez não seja possível acessar recursos específicos. Há dois motivos principais para usarmos esses limites a mais.

O mais importante é a necessidade de cumprir os requisitos legais em todas as áreas em que o recurso está disponível. Além disso, como queremos recompensar os bons criadores de conteúdo, precisamos ter contexto suficiente sobre seu canal.

Isso geralmente significa que precisamos de mais conteúdo para análise.

Lembre-se de que avaliamos os canais constantemente para garantir que o conteúdo esteja em conformidade com nossas políticas.

Requisitos mínimos de qualificação para ativar os recursos de monetização

Cada recurso tem os próprios requisitos. Alguns deles podem não estar disponíveis devido a requisitos legais da sua região.

Quando sua inscrição no Programa de Parcerias do YouTube for aceita, você poderá acessar os seguintes recursos de monetização:

Requisitos
Receita de anúncios
Clubes dos canais
  • Ter pelo menos 18 anos
  • Ter mais de mil inscritos
Estante de produtos do canal
  • Ter pelo menos 18 anos
  • Ter mais de 10 mil inscritos
Super Chat e Super Stickers
  • Ter pelo menos 18 anos
  • Ser residente em um país/região onde o Super Chat está disponível
Receita do YouTube Premium
  • Criar conteúdo que é assistido por espectadores assinantes do YouTube Premium

Seus ganhos do YouTube e sua responsabilidade fiscal

Ganhar dinheiro no YouTube é uma ótima recompensa pela criação de conteúdo envolvente e de qualidade na plataforma. No entanto, lembre-se de que pode ser necessário pagar tributos sobre a renda dos seus vídeos monetizados no YouTube ao país onde você mora. Consulte as autoridades fiscais locais para receber instruções detalhadas. 

Quanto o YouTube paga por pageview?

Ilustra: Raul Aguiar

Entre US$ 0,60 e US$ 5 a cada mil views, em média, com alguns casos acima ou abaixo desses valores.

Isso é uma estimativa, já que o algoritmo usado pelo YouTube é secreto e é praticamente impossível determinar, com exatidão, qual a fórmula usada e qual o peso de cada variável (entenda abaixo). E o valor varia radicalmente caso a caso.

O vídeo mais lucrativo da youtuber Bia Jiacomine, dona do canal Eu Não Sou Amélia!, teve 50 mil visualizações e chegou a fazer US$ 3,25 de lucro a cada mil views. Bia tem 34 mil inscritos e 1,5 milhão de visualizações totais. Dá para fazer uma grana.

Mas é pouco se comparado a um gigante como PewDiePie, que tem mais de 36 milhões de inscritos e 8,8 bilhões de visualizações (dados de maio). Estima-se que ele tenha um faturamento de algo entre US$ 800 mil e US$ 8,4 milhões por ano com seu canal. E aí, quer entrar nessa?

VIEWS MONETIZADOS

Para ser parceiro do YouTube e poder colocar anúncios, você precisa ter 100% do direito autoral dos seus vídeos (usar música de banda famosa já quebra essa regra).

O que conta para o YouTube são apenas as visualizações monetizadas, ou seja, aquelas em que a pessoa interage com um anúncio.

Para o ad contar como visto, é preciso que a pessoa clique nele ou, no caso de vídeos, que assista pelo menos 30 segundos

Curiosidade:Usar Adblock e similares faz com que seu view não seja monetizado

CUSTO POR MIL

CPM (abreviação de “custo por mil”) é o valor que o anunciante paga ao YouTube a cada mil views monetizados de um vídeo.

Sabe-se que o valor do CPM varia muito, o tempo todo, e o YouTube não é transparente em relação aos critérios.

Tudo entra na conta: desde o valor que o anunciante se dispõe a pagar até a relevância dos canais de veiculação. Por isso não há uma tabela de valores. Mas a média é 1 dólar e pouco por mil views

COTA DO YOUTUBE

O YouTube não repassa integralmente o valor do CPM ao dono do canal. Ele retira uma cota antes (o “revenue share”), que é parte de suas fontes de receita. A empresa não divulga o valor oficial de sua cota, mas a cifra que circula em toda a internet, inclusive em veículos especializados, como o Business Insider, é de 45%

  • TIPOS DE ANÚNCIO
  • – Anúncio Gráfico é aquele que aparece ao lado do vídeo que você está assistindo. Só para PC
  • – Anúncio de Sobreposição é aquele banner semitransparente que fica sobre o vídeo. Só para PC
  • – Anúncio de Vídeo Ignorável é aquele comercial pulável que passa antes, no meio ou depois do vídeo. É o tipo mais popular e pode ser visto no computador, celular, smart TV e videogame
  • – Anúncio de Vídeo Não Ignorável, como o nome já diz, são comerciais que não podem ser pulados. Duram até 30 segundos e estão apenas no computador e celular
  • ENVOLVIMENTO

A pergunta que não quer calar: número de inscritos, curtidas, comentários e visualizações contam na grana feita? Apenas indiretamente. O que acontece é que os canais que bombam nesses aspectos geram mais envolvimento (em inglês, “engagement”) e, por consequência, ganham destaque em mecanismos de busca e recomendações. Isso faz diferença no valor de CPM

PAGAMENTO

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*