Como E Que Coloca A Cadeira Do Bebe?

  • Existem sempre muitas dúvidas na hora de instalar uma cadeirinha de bebé no carro, quer seja pela falta de experiência, quer seja porque no que toca à segurança dos mais pequenos, devemos saber tudo e mais e alguma coisa.
  • Contudo, existem pequenos erros que podemos acabar por cometer e que com o conhecimento de algumas dicas tornarão extremamente fácil saber como colocar a cadeirinha de bebé no carro.
  • Veja então como e onde deve colocar os sistemas de retenção para crianças e quais os passos a seguir para oferecer o máximo de segurança aos mais pequenos.

Cadeirinha de bebé: o que saber deve ter em conta antes de comprar

Como E Que Coloca A Cadeira Do Bebe?

1. O que são Sistemas de Retenção Infantil (SRI)?

Este é o nome técnico para as cadeirinhas de bebé. Os Sistemas de Retenção Infantil (SRI) devem, acima de tudo, estar aptos para os recém-nascidos.

Devem ser adequados ao tamanho, peso e idade do bebé, e claro, serem adaptados ao modelo de veículo do condutor.

2. Saber reconhecer qual o sistema de retenção homologado

Deve ter sempre em atenção que as cadeirinhas de bebé devem estar corretamente homologadas.

Os sistemas de retenção para crianças homologados pelo Regulamento ECE R44/04 devem ostentar em local visível a seguinte etiqueta de homologação, que é a garantia de que o produto passou os testes exigidos e é seguro. Ou então o Regulamento 00 (se homologada pelo Regulamento R129, I-size).

Estas etiquetas dão ainda informações sobre o tipo de cadeira (universal / semi-universal / específica), o intervalo de pesos ou estatura a que se destina e o tipo de instalação (cinto/ISOFIX).

3. Diferentes tipos de cadeirinha de bebé

São 5 os grupos de cadeiras de bebé. Cada um deles cumpre determinados requisitos e foram idealizados para proporcionar a máxima quando colocamos uma cadeirinha de bebé no carro.

  • Grupo 0 (até aos 10Kg): habitualmente, apenas usadas em casos muito especiais;
  • Grupo 0+ (até aos 13Kg): aproximadamente até aos 15 meses.
  • Grupo I (dos 10 aos 18 Kg): 1 ano até aproximadamente aos 3 ou 4 anos.
  • Grupo II (dos 15 aos 25 Kg): Aproximadamente, desde os 3 anos até aos 7 anos.
  • Grupo III (dos 22 kg aos 36 Kg): para crianças a partir dos 7 anos e estatura inferior a 1,50m.

4. Procure sempre um especialista

Escolha sempre uma loja ou marca especializada. Pesquise, aconselha-se com pessoas que passaram pela experiência, fique a conhecer quais as melhores marcas e aquelas com melhor relação qualidade/segurança.

No fundo, escolha uma marca/produto que lhe possa dar toda a informação que necessita e, sobretudo, tenha serviço pós-venda para qualquer eventualidade. Por outro lado, não é menos importante, escolher também uma marca/produto, onde possa testar a colocação da cadeirinha de bebé no carro, explicarem e ajudar no processo de montagem.

Ressalvar ainda, a hipótese de adquirir uma cadeira de bebé usada. Nesses casos, tenha sempre em atenção o estado, o modelo e se é adequada para os seus filhos e para o seu veículo. É essencial que contenha todas as peças e não deva ter mais do que seis anos.

Onde deve colocar a cadeirinha do bebé?

A cadeirinha do bebé deverá sempre ser colocada nos bancos traseiros do automóvel. Há apenas três exceções nas quais uma criança poderá ir no banco da frente:

  • Quando não existe banco de trás (Carros comerciais por exemplo).
  • Se os bancos traseiros estão ocupados por outros sistemas de retenção.
  • Veículos que impossibilitam instalação de sistemas de retenção. Com efeito, fica claro que as cadeirinhas de bebé nos bancos traseiros.

E em qual dos bancos traseiros?

A Fundación MAPFRE e outros especialistas afirmam que o melhor lugar para colocar a cadeirinha de bebé é no banco central traseiro.

O motivo principal é sua distância das portas laterais e, portanto, sua maior proteção em caso de impactos laterais. Por outras palavras, em caso de acidente é o banco que sofrerá “menos” danos.

O maior inconveniente do banco traseiro central é que a maior parte dos automóveis tem apenas ancoragens isofix nos dois bancos laterais.

Como E Que Coloca A Cadeira Do Bebe?

Veja também
O que é o Isofix e como funciona

Entre os bancos traseiros, o lado direito é mais seguro que o lado esquerdo. Isto porque, permite entrar e sair a partir do passeio e longe do trânsito e, em segundo lugar, porque o condutor pode ver melhor a criança se esta se senta do lado oposto ao seu.

Segundo a base de dados da FARS (Fatality Analysis Reporting System) da NHTSA, o banco traseiro esquerdo apresenta menos segurança. Os dados compilados nos EUA mostram que o risco de lesões é de 47% neste lugar.

Porque é tão importante colocar corretamente a cadeirinha: dados de sinistralidade rodoviária infantil

Recolhemos as informações de dois estudos que consideramos relevantes para esta matéria, um com dados entre 2008 e 2012, e outro de 2014, que nos permitiram retirar as seguintes conclusões:

A) Estudo 2008-2012

  • Registaram-se 73 vítimas mortais menores de 14 anos;
  • Os feridos graves menores de 14 anos foram 721;
  • Registaram-se 14552 feridos ligeiros menores de 14 anos;
  • Mais de metade das crianças que sofreram lesões corporais em acidentes rodoviários eram passageiros de veículos ligeiros;. O número de crianças com idades compreendidas entre os 0 e os 14 anos vítimas de acidentes rodoviários como passageiros de veículos ligeiros tem vindo a reduzir de forma sustentada.

B) Estudo 2014

  1. No ano de 2014 foi realizado um estudo no nosso país que tinha como finalidade descobrir quais as vantagens da criança viajar no sentido contrário à marcha, bem como avaliar o grau de conhecimento e informação existente acerca das vantagens de colocar a criança nesse sentido.

  2. Através deste estudo foi possível apurar que é elevada a percentagem de automobilistas que transporta crianças no sentido contrário à marcha nos primeiros meses de vida, sendo que posteriormente a cadeira de bebé passa a ser usada no sentido da marcha.

  3. Estes dados vão de encontro ao que é sugerido por várias investigações internacionais, que aconselham a prolongar o uso da cadeira no sentido inverso ao da marcha de forma a reduzir os ferimentos e as probabilidades de morte, em caso de acidente.

Ou seja, apesar de todos os esforços, houve realmente alturas em que os mais pequenos eram os sinistros mais frequentes. O que só mostra que devemos estar sempre atentos a tudo o que envolve a sua segurança quando estamos prestes a iniciar a marcha.

Como colocar a cadeirinha do bebé: passo a passo

  • Ler e seguir o manual de instruções.
  • Remover os encostos de cabeça do carro para facilitar o processo.
  • Quando estiver a encaixar a cadeira com os cintos de segurança do carro, minimize qualquer folga possível da mesma. Verifique a folga entre as cintas das próprias cadeiras e o peito do bebé e certifique-se que não excede os dois dedos.
  • Ajuste o espelho retrovisor, para que possa ter o contacto visual necessário para controlar os comportamentos do bebé.

Colocar corretamente a cadeirinha de bebé no carro, deve ser mais uma prova do estilo de condução defensiva que deve ter. Zele sempre pela segurança dos outros, mas principalmente pela segurança dos seus.

Como usar o bebê-conforto e a cadeirinha de carro de maneira segura

Em janeiro desse ano, Anders, um bebê norte-americano de 11 meses, morreu enquanto cochilava em sua cadeirinha de carro na creche que frequentava. A causa, atestada com uma investigação policial, foi uma asfixia provocada pela posição de sua cabeça: suas vias aéreas foram obstruídas por que o queixo dele caiu pra frente durante o cochilo.

“A morte de Anders era 100% prevenível, e queremos garantir que isso nunca mais aconteça com ninguém”, comentou o pai, Ryne Jungling, na última semana ao site Today, dos Estados Unidos. Ele e a esposa, Rachel, agora se dedicam a alertar outras famílias sobre o risco de deixar os bebês dormindo em superfícies inadequadas.

A Associação Americana de Pediatria recomenda que recém-nascidos não passem mais de uma hora seguida em dispositivos como o bebê-conforto, carrinhos de bebê e cadeiras de ninar.

A entidade diz que manter o pequeno dormindo em equipamentos que impeçam sua movimentação, em especial os com assento inclinado, é perigoso porque o bebê pode acabar preso em uma posição em que não consiga respirar direito.

“No início da vida, eles não conseguem manter a sustentação do pescoço ou da coluna”, explica Nelson Douglas Ejzenbaum, pediatra membro da Sociedade Brasileira de Pediatria.

O perigo fora do veículo é maior

Bebê-conforto e cadeirinhas foram projetadas para serem encaixadas na curvatura do banco, numa inclinação que fica em torno dos 45º. “Dentro do veículo, desde que as especificações do fabricante sejam seguidas e a cadeirinha seja apropriada para a criança, a posição da cadeirinha é segura”, comenta o pediatra Danilo Blank, também da SBP.

Em uma superfície plana, ela pode ficar em uma angulação perigosa para o bebê, mais vertical, aí o perigo aumenta. “Os fabricantes deveriam ter mecanismos que impeçam condutas inadequadas, como alertas em cores chamativas que deixem bem claro a orientação de não tirar o equipamento do automóvel”, aponta Blank.

 Dentro do veículo, algumas condutas também devem ser adotadas para garantir a segurança do pequeno. Vamos a elas. 

Escolhendo a cadeirinha apropriada

O primeiro deles é escolher uma cadeirinha adequada para o tamanho do bebê. Legalmente, elas são divididas por idade, mas os fabricantes seguem a divisão sugerida pelo Inmetro de grupos de massa:

  • Grupo 0:  voltado para bebês de até 10 quilos, altura aproximada de 0,72 cm e até 9 meses de vida;
  • Grupo 0+: destinado a bebês de até 13 quilos, com altura de 0,80 cm e até 12 meses de vida;
  • Grupo 1: para crianças de 9 a 18 quilos, cerca de um metro e idade até 32 meses;
  • Grupo 2: cadeirinha ou assento de elevação voltado para crianças de 15 a 25 quilos, 1, 15 metro e com idade de até 60 meses;
  • Grupo 3: voltado para crianças que pesam entre 22 e 36 quilos, 1,30 metro de altura e até noventa meses de idade.
Leia também:  Quando Um Homem Te Ignora Como Agir?

Mais recentemente, o mercado ganhou opções chamadas de multigrupo. São equipamentos que servem para diversos tamanhos, com ajustes na estrutura do produto e no posicionamento conforme a idade avança.

Além de ter o selo do Inmetro, é interessante levar a criança junto para comprar a cadeirinha e observar se ela está confortável e bem acomodada no dispositivo. Os especialistas contraindicam a aquisição de equipamentos usados.

“A não ser que os pais conheçam muito bem a procedência da cadeirinha, porque, caso já tenha passado por um acidente, o dispositivo pode estar prejudicado por dentro mesmo que pareça normal por fora”, ensina Vania Schoemberner, gerente executiva da ONG Criança Segura. 

Continua após a publicidade

Comprar no exterior exige atenção.

Há as certificações europeias e norte-americanas de segurança, mas os produtos podem ter sistemas diferentes de encaixe que não usam o cinto, como o Isofix, considerado mais seguro pelos especialistas, mas ainda incompatível com alguns veículos nacionais.

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) tem uma resolução que determina que, a partir de janeiro de 2020, todos os modelos fabricados no país deverão utilizar o Isofix ou Latch, outra espécie de ancoragem com princípio semelhante.

Como instalar a cadeirinha

Depois de comprada, a cadeirinha deve ser posicionada de acordo com o manual de instruções — sim, ele precisa ser lido, pois as marcas podem ter mecanismos diferentes.

O lugar do bebê conforto é sempre de costas para os ocupantes da frente do veículo.

“A lei orienta que a criança vire a partir de um ano de idade, mas hoje temos evidências sólidas de que, quanto mais tempo viajar de costas, melhor”, comenta Blank.

O lugar mais seguro é no meio do banco de passageiros. “Isso diminui o risco em uma colisão lateral, mas, se não houver cinto de três pontas neste assento, ele não poderá ser instalado ali”, orienta Vania.

Além de ser de três pontas, o cinto deve estar bem esticado e nunca torcido. Para garantir que o equipamento está mesmo fixado, mexa bem a base.

Se ela se deslocar mais de 2 cm para os lados, sinal de que precisa de ajustes.

A posição certa do bebê

Ponto fundamental para evitar asfixias e lesões em acidentes de trânsito. Primeiro, ele deve ser colocado sem nada entre o corpo e o assento, nem objetos extras como almofadas, seguradores de testa e mantinhas. “O próprio equipamento costuma fornecer acessórios para acomodar a criança, que são testados com ele e, por isso, podem ser utilizados”, orienta Vania. 

Também é importante que o bebê esteja bem preso no cinto. O que acontece geralmente é que, com medo de causar desconforto, os pais o deixam meio frouxo, então a criança vai deslizando para baixo e pode dobrar o pescoço. Vania recomenda um teste da pinça. “Tente pegar o cinto usando o polegar e o indicador, se conseguir com facilidade, ele precisa ser mais apertado”. 

Se o tempo no veículo for maior do que uma hora no primeiro ano de vida, o ideal é fazer paradas estratégicas nesse intervalo para verificar as necessidades da criança e tirá-la da posição um pouco. “Se ela for menor do que um mês, até menos que isso, e recomendo também que, se possível, um adulto viaje atrás supervisionando o bebê”, ensina Ejzenbaum. 

A cadeirinha é indispensável

Apesar de não poderem ser usados como berços, bebês-confortos e cadeirinhas são imprescindíveis para preservar a vida de crianças no trânsito.

 Tanto que a Associação Americana de Pediatria lançou um estudo em maio desse ano com dados de mais de 348 mortes infantis ocorridas em dispositivos para sentar (carrinhos de bebê, cadeiras de ninar e bebês conforto), e descobriu que, embora 62% dos óbitos tenha acontecido nos assentos para carro, em menos de 10% deles o equipamento estava sendo usado do jeito correto.

“Estudos mostram que eles evitam em até 71% dos casos o óbito da criança no trânsito, desde que bem instalados”, destaca Vania.

O Brasil conta com dados robustos sobre a proteção garantida pela cadeirinha, que é obrigatória desde 2008, mas há uma proposta em trâmite (PL 3267/2019) para derrubar sua obrigatoriedade, proposto pela Presidência da República.

“Isto atenta contra segurança das crianças, pois, ao tirar a lei, dependemos da educação e do comportamento das pessoas”, destaca Blank. 

 Já conhece nosso podcast? Dá o play! 

Continua após a publicidade

  • Acidentes com Crianças
  • Saúde Filhos
  • Segurança no trânsito

Bebê a bordo

  • Pílulas HyundaiSaiba como transportar seu pet no carro com segurança
  • Pílulas HyundaiManutenção preventiva
  • Pílulas HyundaiDireção segura: saiba como dirigir bem na neblina, chuva, ladeira e mais!
  • Pílulas HyundaiVocê sabe usar o triângulo de sinalização?
  • Pílulas HyundaiConhecendo o DRL
  • Pílulas HyundaiAplicativo Hyundai Sempre
  • Pílulas HyundaiSempre com você
  • Pílulas HyundaiCâmbio automático e manual: entenda suas diferenças!
  • Pílulas HyundaiComo usar os recursos do seu câmbio automático
  • Pílulas HyundaiHora de trocar os pneus
  • Pílulas HyundaiAgendamento de revisão: confira como funciona na Hyundai
  • Pílulas HyundaiConhecimento não para: 4 dicas para a manutenção do seu carro na quarentena
  • Pílulas HyundaiCarro para família: neste Dia dos Pais, por que optar por um Hyundai?
  • Pílulas HyundaiAprenda como limpar banco de carro seguindo estes 6 passos
  • Pílulas Hyundai5 dicas de planejamento financeiro para você conseguir se programar na compra de um veículo
  • Pílulas HyundaiPor que dar um carro de presente quando o filho passa no vestibular
  • Pílulas HyundaiDocumento de carro: afinal, qual a diferença entre CRV e CRLV?
  • Pílulas HyundaiManutenção de ar-condicionado veicular: como fazer corretamente?
  • Pílulas HyundaiCarros para jovens: TOP 5 modelos mais procurados
  • Pílulas HyundaiBlack Friday: como realizar as suas compras de forma consciente?
  • Pílulas HyundaiBrincadeiras para fazer no carro: 7 ideias para entreter as crianças
  • Pílulas HyundaiÁlcool ou gasolina: como saber qual a melhor opção?
  • Pílulas HyundaiDicas para evitar o enjoo no carro
  • Pílulas Hyundai12 cuidados essenciais para ter com o carro no verão
  • Pílulas HyundaiMotor de carro: saiba quais os tipos e qual o ideal para você!
  • Pílulas HyundaiCarro popular: conheça a lista de modelos HB20
  • Pílulas HyundaiGuia rápido da compra de carros: tudo o que você deve saber!
  • Pílulas HyundaiComo escolher o modelo do HB20 de acordo com as suas necessidades
  • Pílulas HyundaiPresente de Natal para quem gosta de carros: confira 5 ideias
  • Pílulas HyundaiComo calcular o custo de viagem de carro?
  • Pílulas HyundaiVai comprar o seu carro? Confira tudo o que você precisa saber!
  • Pílulas HyundaiCarro esportivo: tudo que você precisa saber para se apaixonar por esse estilo
  • Pílulas HyundaiPrimeiro carro: saiba o que você precisa observar antes da compra!
  • Pílulas HyundaiComo declarar o carro no Imposto de Renda: confira!
  • Pílulas HyundaiAcessórios para carro essenciais para quem tem filhos pequenos
  • Pílulas HyundaiCarros no litoral: confira como proteger o seu veículo!
  • Pílulas HyundaiPasso a passo de como trocar o pneu
  • Pílulas HyundaiPasso a passo de como trocar o pneu
  • Pílulas HyundaiPasso a passo de como trocar o pneu
  • Pílulas HyundaiCarro parado muito tempo pode trazer problemas. Veja como evitá-los
  • Pílulas HyundaiComo transportar cachorro em viagem de carro? Confira 5 dicas!
  • DescubraDando carona para boas ideias na quarentena
  • DescubraQuarentena: como conciliar o home office com os filhos em casa?
  • DescubraExercícios em casa: saiba como fazer durante o isolamento
  • DescubraCuidados com o idoso na quarentena: saiba como protegê-los!
  • DescubraHyundai na luta contra a Covid-19
  • DescubraO coronavírus e os animais de estimação
  • DescubraCoronavírus: veja dicas de como se proteger no carro!
  • DescubraOs inúmeros testes que asseguram a qualidade
  • DescubraConheça o Hyundai Sempre
  • DescubraConheça o Hyundai Motorstudio
  • DescubraConheça o Hyundai Motorstudio
  • DescubraHyundai Sonata é premiado no iF Design Award
  • DescubraHB20 Sport Nova Geração: conheça o modelo!
  • DescubraNovo Creta: conheça o modelo com design renovado
  • DescubraHB20 Nova Geração: O design ousado, explicado por seu mentor
  • DescubraHB20 Nova Geração chega estabelecendo novos parâmetros. Confira!
  • DescubraConheça o HB20S e seu irresistível estilo fastback
  • DescubraDescarte correto do lixo protege coletores e preserva o meio ambiente
  • DescubraDando carona para boas ideias na quarentena
  • DescubraDia da família em nova roupagem
  • DescubraInternet vira o novo normal
  • DescubraUm guia explicativo sobre os cuidados com a saúde em seu dia nacional
  • DescubraComportamento de compra na pandemia: 6 alternativas seguras e online!
  • Descubra7 cuidados com o meio ambiente para ter um mundo melhor!
  • DescubraSegurança no trânsito: como fazer a sua parte
  • DescubraPlaca Mercosul: veja as principais dúvidas sobre o assunto
  • DescubraComando de voz para carros: entenda como funciona e os seus benefícios
  • DescubraComando de voz para carros: entenda como funciona e os seus benefícios
  • DescubraEntenda qual é o insulfilm permitido por lei
  • DescubraIPVA: entenda tudo sobre essa taxa
  • DescubraViajar de carro: 14 dicas para não passar aperto
  • DescubraEsportivos da Hyundai: conheça o Elantra N Line
  • DescubraDescubra quais são os maiores benefícios das viagens de carro
  • DescubraDPVAT: entenda o que é esse seguro e quando ele pode ser usado!
  • DescubraVale a pena fazer seguro de carro? Veja 5 motivos para investir!
  • DescubraCarros com direção elétrica valem a pena? Conheça as vantagens
  • DescubraPrimeira viagem de carro? Saiba o que levar em consideração antes de pegar a estrada
  • DescubraAlarme volumétrico: como funciona? Saiba por que ter um no seu carro
  • InstitucionalPrimeira revisão com mão de obra gratuita
  • InstitucionalA Hyundai no esporte
  • InstitucionalA Hyundai no esporte
  • InstitucionalDicas de segurança pessoal para as mulheres no trânsito
  • InstitucionalO futuro da moda é sustentável
  • InstitucionalA carta de um atleta que mudou a rotina da Hyundai
  • InstitucionalSensuous Sportiness
  • InstitucionalDia Nacional da Luta da pessoa com deficiência
  • InstitucionalConheça o HB20 Nova Geração
  • InstitucionalA ousadia em forma de automóvel
  • InstitucionalA luta das pessoas com deficiência
  • InstitucionalA Hyundai no esporte
  • Institucional#ThisIsUs. A humanidade prevalece.
  • InstitucionalHyundai abre seu programa de relacionamento para todos
  • InstitucionalTransporte Solidário Hyundai: Coronavírus e a responsabilidade social das empresas
  • InstitucionalAprenda técnicas de futebol com o Chelsea FC
  • InstitucionalA velocidade e a agilidade que o nosso mundo pós-COVID precisa neste exato momento
  • InstitucionalIONIQ: Responsável por fazer o mundo girar
  • InstitucionalSemana do Cliente Hyundai: uma semana para descobrir todas as vantagens de ter um Hyundai
  • InstitucionalSensuous Sportiness: veja como o design é um diferencial para o seu carro!
  • InstitucionalDesign de carro: entenda os detalhes do HB20 e seus diferenciais
  • InstitucionalIONIQ: Responsável por fazer o mundo girar
  • Estilo de VidaA arte está de portas abertas
  • Estilo de VidaAcessórios para os esportistas
  • Estilo de VidaKey Band: conheça o acessório disponível para o Creta Prestige
  • Estilo de VidaConfira as 5 estradas mais bonitas do Brasil para conhecer de carro
  • Estilo de VidaCultura da Coreia: veja 6 curiosidades do país!
  • Estilo de Vida7 situações especiais que todo mundo que adora carro já viveu ou ainda vai viver
  • Estilo de VidaDa culinária às grandes festas, conheça curiosidades sobre a Coreia do Sul
  • Estilo de VidaCoronavírus: cuidados básicos ao utilizar o drive-thru
  • Estilo de VidaCopa do Mundo Sub-17 da FIFA
  • Estilo de VidaCuriosidades sobre Piracicaba
  • Estilo de VidaDia Mundial do Livro
  • Estilo de VidaDicas para deixar seu home office mais produtivo
  • Estilo de VidaK-pop: você conheça essa onda coreana? Confira!
  • Estilo de VidaCoronavírus: saiba quais são os cuidados básicos ao utilizar o drive-thru
  • Estilo de VidaCovid-19 e segurança: por que comprar um carro sem sair de casa
  • Estilo de Vida9 dicas para uma viagem de carro inesquecível
  • Estilo de Vida6 filmes sobre viagens de carro para te inspirar a pegar a estrada
  • Estilo de VidaVeja como personalizar seu HB20
  • Estilo de VidaViajar de carro pelo nordeste: conheça as melhores rotas
  • Estilo de VidaComo funciona o envelopamento de carros? Entenda mais sobre a técnica
  • Inovação e TecnologiaClareza e modernidade: confira o painel de instrumentos do HB20 Nova Geração
  • Inovação e TecnologiaConforto ampliado
  • Inovação e TecnologiaConheça o aventureiro que combina a ousadia da Esportividade Sensual com o visual robusto, imponente e exclusivo.
  • Hyundai ExplicaHB20 Sense: conheça um dos modelos mais versáteis e queridos no lineup Hyundai
  • Hyundai ExplicaMais segurança para sua família
  • Hyundai ExplicaAssistente de partida em rampa: confira como funciona!
  • Hyundai ExplicaConforto no Creta 2020
  • Hyundai ExplicaTecnologia do Creta 2020
  • Hyundai ExplicaExclusividades no segmento Creta 2020
  • Hyundai ExplicaDesign do Creta 2020
  • Hyundai ExplicaSegurança no Creta 2020
  • Hyundai ExplicaGarantia: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!
  • Hyundai ExplicaNova central blueMedia®: confira o seu charme e funcionalidade!
  • Hyundai ExplicaConheça a Injeção direta de combustível
  • Hyundai ExplicaComo o turbo reduz o consumo e aumenta a potência
  • Hyundai ExplicaDe olho na pressão
  • Hyundai ExplicaPraticidade na hora de estacionar
  • Hyundai ExplicaStop & Go: economia até no trânsito
  • Hyundai ExplicaCreta Prestige: prestígio e elegância para quem gosta de exclusividade
  • Hyundai ExplicaHB20 Diamond Plus: quase um diamante com segurança para novas experiências
  • Hyundai ExplicaHB20 Sport: conheça o esportivo para os descolados rodarem com ousadia
  • Hyundai ExplicaHB20X Diamond Plus: quase um diamante III com muito mais potência para suas aventuras | Hyundai Motor Brasil
  • Hyundai ExplicaHB20S Diamond Plus: quase um diamante II com design e tecnologia
  • Hyundai ExplicaProtagonista da eficiência energética
  • Hyundai ExplicaHB20 Vision: visão e conforto com modernidade
  • Hyundai ExplicaHyundai Express: 6 passos para comprar seu carro sem sair de casa
  • Hyundai ExplicaMotor 1.0 turbo vs motor 1.6: conheça os diferenciais de cada modelo
  • Hyundai ExplicaMotor turbo: entenda como ele funciona
  • Hyundai ExplicaEntenda qual é o insulfilm permitido por lei
  • Hyundai ExplicaManutenção preventiva: veja sua importância e quando fazer
  • Hyundai ExplicaCuidados com o carro: veja 9 erros que você não pode cometer
  • Hyundai ExplicaHB20 turbo: confira agora mesmo as principais características!
  • Hyundai ExplicaTest drive: 7 dicas para aproveitar ao máximo
  • Hyundai ExplicaQuais são os significados das luzes no painel do carro? Entenda
  • Hyundai ExplicaCarro novo ou usado: saiba qual é a melhor opção!
  • Hyundai ExplicaItens de segurança para carros: confira os 7 principais!
  • Hyundai ExplicaPotência do motor: qual a ideal para você?
  • Hyundai ExplicaPastilhas de freio: saiba qual é a importância de fazer a troca!
  • Hyundai Explica5 vantagens de dirigir um HB20 automático
  • Hyundai ExplicaEntenda como o airbag funciona e sua importância para a segurança
  • Hyundai ExplicaComo fazer compra de carros online? Veja dicas
  • Hyundai ExplicaComo funciona o controle eletrônico de estabilidade (ESP)?
  • Hyundai ExplicaComo funciona o limitador de velocidade no HB20?
Leia também:  Como Perguntar Porque Ele Esta Estranho?

Qual a cadeirinha certa para cada idade da criança?

Não existe alternativa: para garantir a segurança do transporte das crianças em carros, é indispensável o uso de dispositivos de retenção veicular infantil (bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação).

No Brasil, desde 2008, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito), pela Resolução 277/2008,  determina que a utilização desses equipamentos é obrigatória para o transporte de crianças em automóveis até os sete anos e meio de idade. O descumprimento dessa regra resulta em multa para o condutor do veículo.

Entretanto, apesar da obrigatoriedade e importância do uso desses equipamentos já serem muito difundidos, muitos familiares e responsáveis por crianças ainda têm duvidas sobre qual o dispositivo indicado para cada faixa etária dos pequenos.

Este artigo pretende acabar de uma vez por todas com essas dúvidas. Confira:

Crianças de zero a um ano de idade – Bebê conforto

Do momento em que nascem até completarem pelo menos um ano de idade – ou até atingirem o peso máximo indicado pelo fabricante (geralmente 13 kg) –, as crianças devem utilizar o bebê conforto.

Esse equipamento é instalado de costas para o movimento, em um ângulo de inclinação de 45º. Ele possui formato de concha e é ideal para recém-nascidos, pois acomoda e protege melhor o bebê.

Para saber quando trocar o bebê conforto pelo próximo dispositivo, clique aqui.

Crianças de um aos quatro anos de idade – Cadeirinha

De um até aproximadamente os quatro anos de idade – ou enquanto estiverem na faixa de peso indicado limite pelo fabricante do dispositivo (geralmente de 9 kg a 18 kg) –, as crianças devem usar a cadeirinha.

Esse equipamento é instalado de frente para o movimento na posição vertical. Possui sistema de retenção de cinco pontos, como nos cintos de segurança de veículos de corrida profissional, o que distribui melhor a energia do impacto em caso de colisão.

Para saber quando trocar a cadeirinha pelo próximo dispositivo, clique aqui.

Crianças de quatro até sete anos e meio de idade – Assento de elevação (ou booster)

Dos quatro até completarem sete anos e meio de idade – ou enquanto estiverem na faixa de peso indicado limite pelo fabricante do dispositivo (geralmente de 15 kg a 36 kg) –, as crianças devem usar o assento de elevação (ou booster).

Esse equipamento serve para que a criança, sentada, fique mais alta. Assim, o cinto de segurança do carro passará nas partes do corpo que são capazes de suportar o impacto de uma colisão ou freada brusca (quadril, centro do peito e meio do ombro).

Para saber quando a criança pode deixar o assento de elevação e usar só o cinto de segurança, clique aqui.

Atenção! O uso correto desses equipamentos de segurança reduz em 71% o risco de morte de meninos e meninas em um acidente de trânsito. Para isso, é preciso utilizar o dispositivo adequado a idade, peso e altura da criança e instala-lo corretamente, seguindo as orientações do fabricante do produto. Para saber como verificar se a sua cadeirinha está instalada corretamente, clique aqui.

Quer receber informações sobre como manter as crianças seguras em diversas situações do dia a dia? Então, cadastre-se para receber nosso Boletim e não perca nenhum post que publicamos por aqui.

Qual o melhor lugar para instalar a cadeirinha no automóvel? | bybebé

O lugar da frente (4)

São muitos os pais que nos perguntam: “Posso colocar a cadeira-auto no banco da frente?”. A frequência desta questão reside no facto de muitos pais gostarem de poder manter os seus filhotes debaixo de olho e por isso desejarem instalar a cadeira de bebé no banco da frente.

Mas, para além de as crianças estarem mais protegidas no banco traseiro, conduzir e tomar conta de um bebé, em simultâneo, não é uma tarefa recomendável.

Leia também:  Como Saber Que É O Amor Da Sua Vida?

(Se a criança tiver de ser acompanhada por questões de saúde, a melhor solução, caso seja possível, é solicitar ao cônjuge, ou a outro adulto, para ir também no banco de trás.)

Do ponto de vista legal, transportar uma criança no banco da frente é possível:

“Se a criança tiver idade inferior a 3 anos e o transporte se fizer utilizando sistema de retenção virado para a retaguarda” (estando o airbag frontal desactivado no lugar do passageiro) [Alínea a) do n.º 2 do artigo 55.º do Código da Estrada];

“Se a criança tiver idade igual ou superior a 3 anos e o automóvel não dispuser de cintos de segurança no banco da retaguarda, ou não dispuser deste banco.” [Alínea b) do n.º 2 do artigo 55.º do Código da Estrada]

Estas são as condições estabelecidas pelo Artigo 55.o do Código da Estrada. No entanto, as organizações que se dedicam ao estudo da segurança rodoviária recomendam que o transporte de crianças em automóvel se faça preferencialmente nos bancos da retaguarda.

Uma análise desenvolvida na Austrália, envolvendo 30631 crianças com menos de 13 anos, demonstrou que as crianças sentadas no banco da frente eram 60% mais propensas a sofrerem uma lesão grave e o risco de morrerem era a 2 a 4 vezes maior, em comparação com as crianças que viajavam no banco traseiro.

Se tiver mesmo de instalar a cadeira no banco da frente, para além de atender às condições legais acima enunciadas, deverá ter em atenção os seguintes pontos:

Nunca coloque uma cadeirinha na frente caso haja um airbag do passageiro activo nesse lugar. Para além de ser ilegal, pode causar lesões no organismo do bebé resultantes de um impulso indesejável e nefasto no caso de atuação.

Certifique-se de que o veículo não possui airbag frontal, ou que este pode ser desactivado, ou que o carro tem sensores que desligam automaticamente o airbag aquando da instalação de uma cadeirinha.

De qualquer modo, não se esqueça que é melhor transportar o bebé atrás!

Se não tiver alternativa (se preencher os requisitos da hipótese 2. acima, caso tenha um carro comercial, por exemplo) e necessitar de instalar uma cadeira voltada para a frente no banco dianteiro, assegure-se de que esta está o mais afastada possível do tablier do automóvel.

Em suma e regressando à pergunta que muitos pais nos fazem, pode colocar a cadeira-auto no banco da frente, mas não deve… Os condutores portugueses estão cientes disto pois, com base nos resultados de um inquérito realizado pelo Automóvel Club de Portugal (ACP), Cybex e Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP), estima-se que esta posição é utilizada para transportar crianças em apenas 3% dos casos.

O lugar atrás do banco do condutor (3)

A utilização deste lugar é condicionada pelo facto de a criança ter de entrar e sair pelo lado da estrada. Contudo, se estaciona habitualmente com o lado do condutor junto a um passeio, esta pode ser uma posição a considerar para instalar a cadeira-auto.

  • Trata-se de um lugar mais seguro por estar no banco da retaguarda, mas como, em termos estatísticos, é mais susceptível de ser afectado em caso de acidente, é considerado uma opção secundária em relação aos outros dois lugares traseiros.
  • De acordo com o inquérito anteriormente citado, a frequência de utilização deste lugar, pelos automobilistas portugueses, para transportar crianças, é de 30%.
  • Espelhos para quando o bebé viaja no sentido inverso ao da marcha
  • O lugar central do banco da retaguarda (2)

O lugar do meio do banco de trás é um dos menos utilizados.

Todavia, de acordo com um dos estudos que analisou esta questão de modo mais exaustivo, as crianças que circulem sentadas no lugar central do banco traseiro têm 43% menos riscos de lesões, em comparação com as crianças que estejam nas posições laterais. Isto não significa que os lugares laterais não providenciem uma excelente protecção, mas sim que o lugar central tem o menor risco em termos de lesões graves.

Apesar de o impacto frontal ser o tipo de colisão mais frequente, as investigações realizadas nos E.U.A., por exemplo, realçam o facto de os impactos laterais e os capotamentos serem responsáveis por um número similar de mortes de crianças em acidentes de carro. A maior segurança do assento do meio decorre da maior distância em relação ao impacto em caso de colisão.

Pode transportar um bebé no banco central da retaguarda, desde que tenha um dispositivo de retenção adequado e o lugar do meio disponha de cinto de três pontos, ou de âncoras de fixação Isofix.

É recomendável que não instale a cadeirinha neste lugar caso o encosto do banco tenha um braço de descanso, ou qualquer outra parte amovível.

Também deve ter em atenção que, na maioria dos veículos, o lugar central é habitualmente mais estreito do que os laterais, o que dificulta a correcta e fácil instalação da cadeirinha.

Por outro lado, é frequente os assentos terem formas anatómicas que adicionam conforto aos lugares laterais mas dificultam a colocação da cadeirinha no lugar central. Para além disso, se tiver uma cadeira-auto com Isofix ou i-Size só poderá utilizar o lugar do meio caso este tenha âncoras Isofix.

A resposta correcta à pergunta “qual o melhor lugar para instalar a cadeirinha no carro” é, sem dúvida, “o lugar do meio do banco da retaguarda”.

Este é – teoricamente – dos lugares mais seguros, em grande medida pela maior distância aos possíveis locais de impacto externo.

Porém, os impedimentos acima descritos e a maior dificuldade em colocar a criança na cadeirinha, levam a que esta posição seja pouco usada para colocar cadeirinhas (excepto, claro está, nos casos em que haja mais do que uma criança).

Em termos práticos, os obstáculos à instalação da cadeira-auto impedem muitas vezes a utilização desta posição. Essas dificuldades reflectem-se na baixa percentagem (7%) de uso desta posição.

O lugar atrás do “pendura” (1)

O lugar atrás do banco do “co-piloto” é a posição em que mais frequentemente os pais instalam a cadeirinha. A principal vantagem associada a esta opção é a maior segurança de se utilizar o lado do passeio para a criança entrar e sair do carro, evitando assim o perigo dos veículos que circulem na estrada.

E em relação aos airbags laterais? Note-se que, de acordo com a Academia Americana de Pediatria, não existem dados que sustentem que os airbags laterais representem um risco particular de ferimentos graves ou fatais para as crianças.

Uma das campanhas mais célebres da PRP tinha o seguinte lema “Comigo o miúdo vai sempre atrás”. Apesar de ser de 1987, este slogan continua actualíssimo e traduz bem o imenso consenso sobre a preferência que deve ser dada à instalação dos sistemas de retenção para crianças nos bancos da retaguarda.

O assento traseiro do lado do co-piloto é, sem dúvida, o preferido dos condutores portugueses para levar as crianças dentro do automóvel. Estima-se que percentagem de utilização desta posição seja de 57%.

3 pontos-chave a reter:

  1. O banco da retaguarda é o local mais seguro para transportar uma criança;
  2. O centro do banco traseiro é considerada a posição mais segura de todas. Contudo, se nesse lugar houver um apoio de braço, outro objecto destacável, ou qualquer outro impedimento, dever-se-á utilizar uma das posições laterais. (Neste caso é preferível que se utilize o lado do passeio.);
  3. A criança só pode ser transportada no banco dianteiro se tiver menos de três anos e utilizar um sistema de retenção virado para a retaguarda; ou se tiver mais de três anos e o automóvel não dispuser de cintos no banco de trás, ou caso não tenha sequer este banco. Neste última situação, o banco do automóvel deve ser colocado na posição mais recuada que seja possível. Para além disso, quando uma criança circula numa cadeira de costas para a frente do veículo nunca deve ser colocada no lugar da frente de um automóvel que tenha um airbag activo.

Ah… E não se esqueça: a melhor cadeira-auto, mal instalada, mesmo no lugar mais seguro, continua a ser uma péssima solução!

Fontes:

Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio e alterado pela Lei n.º 72/2013, de 3 de Setembro.

“Rear seat safer: seating position, restraint use and injuries in children in traffic crashes in Victoria”, Lennon A, Siskind V, Haworth N., Australia. Accident Analysis & Prevention, Vol. 40, N.º 2, de Março de 2008.

“A Segurança responsável – No sentido contrário à marcha”, ACP, PRP e CYBEX, 2014

“Seating Patterns and Corresponding Risk of Injury Among 0- to 3-Year-Old Children in Child Safety Seats”, Michael J. Kallan, MSa,b, Dennis R. Durbin, MD, MSCEa,b,c, Kristy B. Arbogast, Pediatrics, Vol. 121 Nº. 5, 1 de Maio de 2008.

“Pediatric Injury Biomechanics: Archive & Textbook”, Jeff R. Crandall, Barry S. Myers, David F. Meaney, Salena Zellers Schmidtke, 2012.

“Guide de formation à la Sécurité Auto”, Bébé Confort, 2014

“Technical Report—Child Passenger Safety”, Dennis R. Durbin, Pediatrics, Vol. 127, N.º 4, Abril de 2011.

“The safest seat: effect of seating position on occupant mortality.”, James Mayrose & Aruna Priya, Journal of Safety Research, Vol. 39, N.º 4, 2008.

“Children in Side Impact Motor Vehicle Crashes: Seating Positions and Injury Mechanisms”, Howard A, Rothman L, McKeag A, Journal of Trauma, 2004.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*